Issuu on Google+

B

a

C

M

Guia de nutrição para grávidas e crianças

sonhar é o melhor remédio Queremos ossos ForTes

Bimestral · n.º 9 · Outubro/Novembro 2011 · 2,00 €

e saudáveis

Frutos de outono para reForçar o sistema imunitário


e

m

fam

ília com as

pa

M o

m

s felizes o t n e

p as Nutr

ib

én ®


a

M

B

C

nças

vidas e cria

rição para grá

Guia de nut

melhor sonhar é o remédio ForTes os Queremos oss eis

Papas&Bebés passa a bimestral

Bimestral · n.º

9 · Outubro/Nove

mbro 2011 · 2,00

e saudáv

utono para Frutos de o o sistema reForçar rio imunitá

Propriedade: Obras em Curso, Lda. Rua Actriz Virgínia, 9-R/c Esq 1900-026 Lisboa Telefone: +351 214 000 464 N.º contribuinte: 507149238 geral@obrasemcurso.com www.obrasemcurso.com Editora e directora: Maria Antónia Peças antonia.pecas@obrasemcurso.com Coordenação técnico-científica: Dra. Joana Malta da Costa (nutricionista) jmaltadacosta@gmail.com Coordenação editorial: Marta Jacinto marta.jacinto@obrasemcurso.com Colaboradores: Alexandra Gil, Ana Rito, Ariane Brand, Catarina Sobral, Claúdia Madeira Pereira, Luís Barros, Rita Nascimento Fotos: Luca Businari e Shutterstock Design: Alexandra Ramos (Finepaper) Conteúdos, food styling e fotografia: Obras em Curso, Lda. Redacção e publicidade: Rua Actriz Virgínia, 9-R/c Esq 1900-026 Lisboa Telefone: +351 214 000 464 geral@obrasemcurso.com Impressão: Fernandes & Terceiro S.A Rua N. Sra. da Conceição, 7 2794-014 Carnaxide Distribuição: Logista Portugal – Distribuição de Publicações, S. A. Expansão da Área Industrial do Passil - Lote 1 A 2894-002 Alcochete N.º Registo na ERC: 126009

Toda a gente fala de crise. Não se fala de outra coisa mesmo seja qual for o lado para que nos viremos. A verdade é que andamos assustados, preocupados, acabrunhados e acabamos por não conseguir resolver nada com isso. A não ser talvez uma depressãozinha aqui ou mesmo uma úlcera aborrecida acolá. Aqui na Papas & Bebés também não estamos imunes ao panorama geral, mas tentamos lidar com os acontecimentos com alguma sensatez e positividade. Quando conseguimos, claro está. Mas a verdade é que a situação foi-nos colocada de forma drástica pelos serviços comerciais: as revistas (em particular as que não são especializadas em fofocas e sociedade) deixaram de fazer parte dos bens de consumo prioritário e por isso desceram abruptamente os seus números de comercialização! Puxámos o cabelo, suspirámos uma dezena de vezes, fizémos contas à vida e chegámos a uma conclusão: se não conseguimos ter uma revista mensal em banca, mas queremos continuar a fazê-la, o que podemos nós inventar? Teremos de a passar a bimestral. Bem vistas as coisas, a realidade é esta: as nossas receitas não se estragam de um dia para o outro, os alimentos que mostramos não perdem a validade, o nosso país é tão rico e diverso nas suas culturas e ainda conseguimos que as famílias poupem alguns euros mês sim, mês não... Arrisquemos. Por isso, aqui estamos de cara lavada, informando as nossas leitoras e leitores que este mês já estaremos em banca com o número que corresponde a Outubro/Novembro num único volume. É estranho, mas é a maneira de continuarmos ligados ao nosso público fiel. Também não será a fórmula ideal, mas é certamente a fórmula possível para continuarmos a defender este projecto que nos é muito querido. E sempre que seja possível, tentaremos compensar com mais receitas repletas de carinho e ideias para que as nossas crianças continuem a crescer felizes nestes tempos de angústia e intranquilidade. Contamos com a vossa fidelidade ainda que de forma um pouco mais espaçada e contem com a nossa criatividade ainda mais reforçada. Maria Antónia Peças papasebebes@gmail.com

Escreva-nos a colocar as suas dúvidas, receios, experiências e anseios. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para lhe responder de forma rápida e científica.

Depósito Legal: 321993/11 Tiragem: 20 000 exemplares Proibida a reprodução, total ou parcial,

Visite a Papas & Bebés no

FaceBook

Papas & Bebés

1


11

18

23

Sumário AGENDA DOS MAIS PEQUENOS

SAúDE DA cRIANÇA 03

SOcIEDADE

Saúde oral infantil: de pequenino se lava o dentinho

32

Terra dos Sonhos

Sonhar é o melhor remédio

04

bê-à-bá DOS AlIMENTOS Queremos ossos fortes e saudáveis 06

REcEITAS PARA cRIANÇAS Da iniciação aos 9 meses Dos 9 aos 12 meses Dos 12 aos 24 meses +crescidos

08 16 20 24

SEMPRE EM FESTA bicho da fruta

2

Papas & Bebés

30

cONSUlTÓRIO MÉDIcO Osteoporose: a prevenção começa na infância 34

30

AlIMENTAÇãO PARA GRáVIDAS Alimentos energéticos, quentes e reconfortantes para o Outono 36

AFEcTOS Amor: o principal nutriente

42

PASSATEMPO

44

Gerir o peso de forma personalizada

45

NOVIDADES

46

41


AGENDA DOS MAIS PEQUENOS atelier de expressão dramática para crianças

Com início a 15 de Outubro, o Atelier de Expressão Dramática destina-se a crianças dos 6 aos 10 anos. Terá uma duração de um ano lectivo e sessões todos os sábados das 10h30 às 13h30. No final do ano, será realizado um exercício de Palco para apresentação a familiares e amigos. Local:

literatUra

In Impetus – Escola de Actores (a 2 minutos do Amoreiras Shopping Center) Rua de Campolide 27 A 1070 – 026 Campolide Inscrição: 20 euros (inscrições limitadas) Mensalidade: 60 euros (dependente do número de alunos) C ondiçõe s E speciais par a Escolas Mais informações: In Impetus Escola de Actores tlf. 213 157 815 inimpetus@netcabo.pt

Depois de O Clube das Amigas e A Corrida de Póneis, a Poppy está de regresso com duas novas histórias. A Fada do Dentinho e As Jóias Escondidas são as novas aventuras da Poppy, personagem principal de uma colecção que já ultrapassou os 280 mil exemplares editados em Portugal e os 2 milhões vendidos em todo o mundo. Em Princesa Poppy: A Fada do Dentinho, a Poppy está ansiosa pela visita da fada do dentinho. O problema é que ainda nenhum dos seus dentes está a abanar! Todas as amigas já receberam a visita desta fada e a Mimosa até diz que viu a dela! A Poppy está cada vez mais receosa de que nunca mais chegue a sua vez. E, desta vez, a Poppy tem uma prenda para as meninas princesas: uma bolsinha de seda para guardarem o dentinho! Em Princesa Poppy: As Jóias Escondidas, a Mel está em delírio com a chegada da mãe e do pai, que vêm passar um mês inteiro na Colina do Pote de Mel. Os primeiros dias de férias são passados num ambiente encantador, com passeios de bicicleta e lanches deliciosos na Casa de Chá «As Abelhas». Até que, numa visita ao Palácio Espiga de Milho, ouvem falar de uma princesa que viveu aprisionada no castelo muitos séculos antes e do mistério das jóias perdidas. Mais uma aventura da Poppy e da Mel, que não vão descansar enquanto não resolverem o enigma da princesa Alissa e do tesouro desaparecido. Uma edição Booksmile.

Uma fábUla em

formato mUsical Violeta é uma menina com uma imaginação muito fértil. E é ela que nos convida a viajar para um lugar longe daqui, um lugar no meio da floresta, onde os animais falam e onde tudo é mágico. Trata-se do “Refúgio da Floresta”, o lugar onde todos os insectos se encontram ao cair do dia para festejar Porém, há outra razão para este lugar ser tão concorrido. Todos querem ver a incomparável Cigarra, a estrela do “Refúgio da Floresta”, que anima, com o seu violino, as noites quentes de Verão. Uma noite, depois do seu espectáculo, a Cigarra encontra um grupo de formigas que trabalham sem parar, carregando alimentos de todos os cantos da floresta para o seu formigueiro. Por instantes, a Cigarra pensa que, ao invés de cantar e dançar dias e dias a fio, talvez devesse armazenar alguns alimentos para os meses frios de Inverno. E é neste momento que aparece a Aranha que consegue ludibriar a Cigarra, convencendo-a de que “cantar dançar e folgar é a essência da vida/bem alegre e divertida”. Entre canções, dança e muitas gargalhadas acompanhamos a vida louca da Cigarra e percebemos, com a chegada do frio do Inverno, que as formigas tinham razão quando a aconselharam a trabalhar. E agora o arrependimento não chega. Porém, e depois de assumir os seus erros e perceber que sem esforço e dedicação nada se faz, a Cigarra acaba a animar o grande baile de Inverno das formigas, onde todos cantam e dançam à fartura e abundância, fruto do esforço e trabalho. Esta adaptação d’A Cigarra e a Formiga é um espectáculo para todas as idades, para toda a família e para todos os estabelecimentos de ensino. Ao tratar-se de uma fábula, é a melhor forma de ensinar aos mais jovens, de uma forma divertida, os verdadeiros valores morais. Com músicas originais, promete transportar as crianças para um mundo encantado, que só elas compreendem e sabem criar! Com estreia a 2 de Outubro, este musical estará em cena na Academia de Santo Amaro até ao final de Dezembro. Local: Academia de Santo Amaro R. Academia Recreativa de Santo Amaro, nº 9 1300-001 Lisboa Tel. 910518755 Horários: Sábados e feriados às 15h Domingos às 11h Sessões para escolas às terças e sextas, às 11h e 14h30m Bilhetes a partir de 5 euros, até 12 euros. www.acigarraeaformigaomusical.com

Papas & Bebés

3


sociedade

SONHAR É O MELHOR REMÉDIO

UM EStUDO pORtUgUêS cONcLUI qUE cONcREtIzAR UM SONHO tRAz MAIS cONfIANçA E OptIMISMO, AjUDANDO NA REcUpERAçãO DE cRIANçAS E ADOLEScENtES cOM DOENçAS cRóNIcAS OU EM EStADO AvANçADO. ALEXANDRA GIL

Mais felicidade, mais optimismo, uma dose reforçada de confiança no futuro e uma maior capacidade para enfrentar problemas. Eis o que sentem jovens portadores de doenças crónicas ou em estado avançado depois de tornarem um sonho realidade. Esta é a principal conclusão de “O Poder de Sonhar – Em Busca da Felicidade”, estudo conduzido pela Terra dos Sonhos (ver caixa) e recentemente apresentado em Lisboa.

Uma emoção que perdura Coordenado pela psicóloga Joana Ribeiro de Carvalho, este projecto visa determinar de que forma influi a concretização de um sonho em crianças e adolescentes, bem como nos seus familiares e profissionais de saúde. Para além da especialista, o estudo conta com dois consultores científicos: o professor Gentil Martins e Helena Marujo, psicóloga e professora da Universidade de Lisboa.

Tudo começou em Outubro do ano passado, mas a iniciativa deverá durar ainda até 2013. “Os primeiros resultados referentes ao impacto do dia do sonho na vida destas crianças apontam para mudanças construtivas, enriquecedoras e positivas posteriores no espectro emocional, psicológico e cognitivo”, declarou Joana Ribeiro de Carvalho à Papas & Bebés. De acordo com a especialista, a repercussão es-

tende-se a toda a vida da criança através de um aumento do bem-estar psicológico e emocional, de um acréscimo de força interior e de uma vitalidade emocional para a concretização de novos sonhos e desafios. “Estamos muito satisfeitos com os resultados que apontam para um aumento da confiança e motivação interna, uma maior capacidade de enfrentar outros problemas e um maior reconhecimento da vulnerabilidade da doença que faz com que seja mais fácil aceitar ajuda, usando suportes sociais até aí negligenciados”, continuou a psicóloga. Surpreendente para a especialista foi ainda o efeito ao nível das relações interpessoais, uma vez que foi criada uma maior proximidade emocional através de um acréscimo na facilidade de transmitir as emoções. A compaixão também se fez sentir mais nestes petizes, que se mostraram com maior vontade de ajudar outros na mesma situação. “Após o sonho, estas crianças dão muito mais valor à vida e, portanto, todos os dias são agora especiais”.

Frederico Fezas Vital, presidente da associação, e Joana Ribeiro de Carvalho.

4

Papas & Bebés


Da teoria à prática Segundo Joana Ribeiro de Carvalho, estima-se que 15 a 20 por cento de crianças e adolescentes sofram de doenças crónicas e em estado grave, população esta que despertou grande interesse na associação. Em causa está não só a alta taxa de mortalidade infantil, mas também a forte alteração na saúde psicológica e a alta incidência de distúrbios psicossociais, emocionais e comportamentais. Os resultados do estudo não irão, portanto, ficar na gaveta. A sua implementação resultará num processo de intervenção de nome “Em Busca da Felicidade”. Conceder a estes jovens o bem-estar psicológico através do treino da inteligência emocional, promoção do optimismo e da esperança, dando suporte psicossocial e emocional é um dos objectivos.

O que é a Terra dos Sonhos? A Terra dos Sonhos é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) criada a 1 de Junho, Dia Mundial da Criança, de 2007. A sua actividade principal é a realização dos sonhos de crianças e jovens com doenças crónicas e/ou em estado avançado de doença, de outros carenciados e de idosos. Pretende-se, assim, transmitir uma mensagem de esperança na possibilidade da realização dos sonhos, quaisquer que sejam as circunstâncias, condicionalismos e limitações. A Terra dos Sonhos já tornou inesquecíveis os dias de muitas crianças, cujos desejos variam entre umas horas na companhia de um cão de raça Beagle, uma ida à Disneylândia ou conhecer Cristiano Ronaldo. Se quiser ajudar à concretização de muitos outros sonhos, pode fazê-lo através de um simples telefonema para o 760 305 306. O custo da chamada é de 0,60 euros + IVA, dos quais 0,48 euros revertem a favor da instituição. Mais informações podem ser encontradas no respectivo site em www.terradossonhos.org.

A especialista refere ainda a intervenção junto dos pais, dada a sua importância no desenvolvimento infantil. Outro dos propósitos diz respeito à humanização hospitalar, através da intervenção junto dos profissionais de saúde, ampliando o diálogo entre estes, as crianças e as famílias com recurso à psicologia pediátrica. O estudo da Terra dos Sonhos viajou, recentemente, até Filadélfia, onde foi apresentado no Congresso Mundial de Psicologia Positiva. Segundo a responsável, “efectuaram-se sinergias científicas com universidades dos Estados Unidos, México, Espanha, Venezuela e Alemanha”. Martin Seligman, pai da Psicologia Positiva, ficou também bastante interessado. Joana Ribeiro de Carvalho salienta que o projecto se encontra ainda em fase de financiamento e que, embora existam já empresas a apoiá-lo, há que salvaguardar a sua continuidade.

Criança da associação acompanhada pela mãe.

Joana Ribeiro de Carvalho e Prof. Gentil Martins

Papas & Bebés

5


bê-à-bá dos alimentos

Queremos ossos fortes e saudáveis! a importância do cálcio na alimentação infantil Entre os muitos nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento do corpo humano, o cálcio ocupa um lugar de destaque. Por ser o mineral que existe em maior quantidade no organismo, é essencial durante toda a vida, mas especialmente na infância e adolescência, durante o desenvolvimento do pico da massa óssea. JOANA MALTA DA COSTA Nutricionista

Importância do cálcio O cálcio é responsável por funções muito importantes no corpo humano, nomeadamente pela renovação das células ósseas, promovendo ossos fortes e saudáveis, assim como pela formação e manutenção dos dentes. Tem a capacidade de participar na coagulação do sangue, auxiliar no controlo do ritmo cardíaco e desempenha ainda um papel fundamental na contracção e relaxamento musculares. Por último, mas não menos importante, permite o funcionamento de algumas enzimas e a secreção de determinadas hormonas. O cálcio deve ocupar um lugar de destaque na alimentação? Tratando-se de um mineral que é perdido diariamente pelo corpo em quantidade considerável e não sendo o organismo capaz de o produzir, devemos ingerir diariamente quantidades adequadas de cálcio.

6

Papas & Bebés

Se as perdas não forem compensadas por uma quantidade correspondente, consumida via alimentação, são várias as doenças que poderão ocorrer. Os principais problemas associados à deficiente ingestão de cálcio na infância são: — massa óssea pobre no nutriente, com graves riscos de fracturas e aparecimento de osteoporose; — diminuição da velocidade de crescimento e provável aparecimento de raquitismo (uma doença que prejudica o crescimento ósseo e deforma o esqueleto); — insónias e diminuição da memória; — cãibras; — queda de cabelo; — unhas quebradiças e frágeis; — dentes que partem facilmente. Principais fontes alimentares ricas em cálcio A única fonte de cálcio disponível para o organismo humano são os alimentos, sendo o leite e seus derivados (queijos e iogurtes) a principal fonte. Encontra-se ainda em muito menores quantidades em alguns vegetais de cor verde-escura (com excepção do espinafre, devido ao alto teor de ácido oxálico); oleaginosas, principalmente amêndoas e avelãs; leguminosas e alguns tipos de peixe.

No entanto, para obter tanto cálcio como no leite e seus derivados, estes últimos têm de ser consumidos em grandes quantidades. Todas as fontes são válidas, sem esquecer que, ao ingerir uma grande variedade de alimentos, para além do cálcio recebem-se outros nutrientes importantes. Quantidade de cálcio em alimentos de uso comum: Alimento

Porção

Quantidade de cálcio (mg)

Leite de 1 copo de vaca meio- 250 ml -gordo

280

Iogurte 1 copo de natural 125 g

148

Queijo 1 fatia de flamengo 25 g

200

Queijo 3 colheres sopa parmesão de ralado (30 g)

390

sardinhas Sardinhas 3 (100 g)

70

posta de Salmão 1 100 g

68

porção de Amêndoa 1 30 g

80

Fonte: Tabela de composição de alimentos do

Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge


A ingestão diária recomendada de cálcio varia com a idade Faixa etária (anos)

Doses diárias de cálcio (mg)

1-3

500

4-6

600

7-9

700

10-18

1300

Fonte: FAO/WHO: Human Vitamin and Mineral

Requirements, 2002

A ingestão de cálcio recomendada para as crianças e os adolescentes nem sempre é conseguida, especialmente se a ingestão de leites e derivados for insuficiente. Infelizmente, acontece com frequência o consumo de leite ser substituído por refrigerantes, o que faz com que seja difícil atingir as quantidades de cálcio recomendadas. Para as crianças que não são apreciadoras de produtos lácteos ou que têm intolerância à lactose (presente no leite e em outros produtos lácteos), não faltam nos supermercados produtos específicos, enriquecidos ou fortificados em cálcio. Nestes casos, insista ainda no consumo regular de leite de soja, peixe, oleaginosas, leguminosas e verduras de folha verde-escura. Mas se mesmo com a variedade de alimentos presentes no mercado, o seu filho não conseguir ingerir as quantidades necessárias de cálcio para o crescimento e desenvolvimento, procure um nutricionista. Não lhe dê nenhum suplemento sem orientação de um profissional de saúde. Na gravidez, o consumo de cálcio é também fundamental O mineral, cujo consumo é importante para saúde durante a vida inteira, é essencial na for-

mação da parte óssea e dentária do feto. Sugestões para aumentar a ingestão de cálcio do seu filho Um pequeno-almoço completo deve conter sempre uma fonte de cálcio, quer seja um copo de leite, um iogurte ou pão recheado com uma fatia de queijo. Procure oferecer ao seu filho lanches e merendas da manhã ricas em cálcio, como por exemplo os batidos de leite com iogurte e fruta (que são uma óptima opção) ou mesmo deixá-lo comer os queijinhos individuais, que as crianças costumam adorar. Caso o seu filho não seja grande apreciador de leite e iogurtes, pode utilizar várias estratégias

como adicionar leite à sopa de legumes, obtendo uma sopa mais cremosa ou até mesmo temperar a salada com molho de iogurte. Ofereça-lhe com frequência sopas que incluam vegetais de folha verde-escura e faça pratos de carne ou peixe com molho branco. Algumas sobremesas tradicionais portuguesas têm como ingrediente principal o leite, nomeadamente o leite-creme, aletria, arroz-doce e alguns pudins (e para além de serem todas pobres em gordura, são ricas em cálcio). Beneficie do cálcio presente nas oleaginosas e em alguns frutos secos, como os figos e os alperces. Adicione-os, por exemplo, às saladas. Papas & Bebés

7


Introdução da alimentação diversificada

da iniciação aos 9 meses Apenas três dias após o seu nascimento e já os bebés apresentam preferências gustativas (prefere água açucarada). Por isso, devemos ser cuidadosos: nasce-se com paladar, mas o desenvolvimento deste depende de variadíssimas circunstâncias que rodeiam as crianças.

Ora, para que uma criança se alimente correctamente é importante que coma com prazer, e a melhor forma de o conseguir é ensinando-lhe a apreciar os alimentos próprios de cada etapa que agora se inicia. Também importa referir que a mãe e o pai são as pessoas que mais influenciam

o paladar da criança, pois são eles quem prepara a grande maioria das refeições, mas também porque transmitem ao seu filho os alimentos que não apreciam.

depois dos 6 meses

primeiras semanas

Alimentos a Conteúdo introduzir nutricional Batata Rica em hidratos de carbono, vitaminas B e C em hidratos de carbono, Batata-doce Rica vitamina D, E e B3 Cenoura e pastinaga Ricas em betacaroteno e vitamina A em betacaroteno, vitamina C, ferro, Abóbora Rica cálcio e magnésio em vitamina A, B1, B2 e C, cálcio, ferro, Alface Rica fósforo, magnésio, sódio e potássio Maçã Rica em pectina, fibras e vitamina B e C Pêra Rica em ácido fólico, vitamina C e ferro Rica em hidratos de carbono, vitamina B Banana e potássio em vitaminas B1, B2, B3 e B5, caroteno, Curgete Rica enxofre, fósforo, magnésio e ferro

Alimentos a Conteúdo introduzir nutricional Cebola Rica em vitamina C e do complexo B e alicina Alho-francês Rico em vitamina A, E e alicina Nabo Rico em ácido fólico e potássio Agrião Rico em vitamina C e E, betacaroteno e folatos Papaia Rica em betacaroteno e papaína Arroz Rico em vitamina B e zinco Frango Rico em vitamina A, B3 e B6 em gorduras, rico em proteínas Coelho Pobre e em selénio Borrego/cabrito Rico em proteína, ferro e zinco Vitela Rica em proteína, ferro e zinco

em caroteno (provitamina A), Feijão-verde Rica vitamina C e ácido fólico Couve-flor Rica em ácido fólico, vitamina C e fósforo Brócolos Rica em cálcio, magnésio, vitamina K, B e C em vitamina E, cálcio, ácido fólico Pêra-abacate Rica e vitaminas do complexo B

8

Papas & Bebés

Ingredientes a introduzir de forma gradual (um alimento novo de três em três dias).

Os ingredientes aqui aconselhados devem ser sempre previamente autorizados pelo pediatra ou médico de família que é quem melhor conhece o seu bebé.


Puré de curgete com batata-doce e maçã Idade recomendada: a partir dos 4 meses

IngredIentes (4 porções) 150 g de curgete 150 g de batata-doce 100 g de maçã

a batata-doce 1 Descasque e lave-a cuidadosamente. Lave a curgete e a maçã e corte-as em pequenos pedaços (sem retirar a casca). Leve tudo a cozer num pouco de água fervente.

de tudo bem cozido, 2 Depois triture os vegetais de forma a obter um creme aveludado.

calor por po ias r ç ão

51 kcal

A maçã é um excelente alimento para as primeiras refeições sólidas do bebé. Tem um excelente aporte de fibras solúveis e insolúveis e quercitina (flavonóide), que reduz inflamações e alergias. E ainda contém vitaminas A, B e C, potássio, ácidos fenólicos, carotenóides, pectinas e celulose que exercem uma função mecânica e antitóxica sobre o sistema gastrointestinal das crianças. Papas & Bebés

9


da iniciação aos 9 meses

Creme de abóbora com beringela e arroz Idade recomendada: a partir dos 4 meses

IngredIentes (4 porções) 200 g de abóbora 100 g de beringela 2 colheres (sopa) de farinha de arroz 4 colheres (sopa) do leite utilizado pelo bebé

a abóbora e 1 Descasque lave a beringela, corte-as

em pequenos pedaços e leve a cozer, durante cerca de 10 minutos, no vapor ou numa panela vulgar com um pouco de água fervente.

os legumes 2 Quando estiverem cozidos,

reduza-os a puré e misture a farinha de arroz com o leite. Adicione a mistura de farinha ao puré, envolvendo cuidadosamente para que fique cremoso e sirva o prato do bebé.

s caloria ão ç r o p r po

al

kc 43

A farinha de arroz deve ser preparada com o leite do bebé. As farinhas sem leite têm a vantagem de poderem ser preparadas com o leite que o bebé utiliza, mantendo as vantagens nutricionais do leite.

10

Papas & Bebés


Puré de maçã, pêra e papaia Idade recomendada: a partir dos 5 meses

IngredIentes (4 porções) 1 maçã 1 pêra ½ papaia 2 colheres (sopa) de água 1 colher (sopa) de cereais de fruta 2 colheres (sopa) do leite usado pelo bebé

a fruta, 1 Descasque retire-lhe os caroços e as

sementes e corte-a em pedaços. Leve a cozer a maçã com a papaia e um pouco de água a ferver, durante 5 minutos; junte, depois, a pêra e deixe cozer por mais 4 minutos. Reduza a fruta a puré.

os cereais com 2 Misture o leite e adicione ao puré,

envolvendo muito bem para obter um creme aveludado.

s caloria ão rç p or p o

al

kc 67

Chegados os dias de Outono com maiores variantes de temperatura, é sabido que também os bebés podem beneficiar de uma alimentação reforçada em vitamina C para evitar constipações e problemas respiratórios. Enriqueça as papas de fruta habituais com frutos particularmente ricos em viatmina C, como é o caso da papaia. Papas & Bebés

11


da iniciação aos 9 meses

Puré de ameixa, anona e bolacha Idade recomendada: a partir dos 6 meses

IngredIentes (1 porção) 2 ameixas 1 anona 3 bolachas Maria

1

Descasque a fruta, retire-lhe cuidadosamente os caroços ou sementes (atenção às da anona que são, por vezes, difíceis de encontrar) e triture.

r ia s c a l o or ç ão p p or

99

kcal

as bolachas (e 2 Adicione se o bebé gostar de papas

mais líquidas, um pouco do leite que habitualmente lhe oferece) e volte a triturar.

imediatamente para 3 Sirva que a fruta não oxide.

A anona é um fruto tropical com características muito particulares. Deliciosa, muito doce e quando madura de aroma absolutamente requintado, é muito rica em água e vitaminas do grupo B. Contem cálcio, fósforo, ferro e potássio e apresenta propriedades protectoras do coração e neutraliza o excesso de acidez gástrica. 12

Papas & Bebés


Jardineira de Borrego com aletria Idade recomendada: a partir dos 6 meses

IngredIentes (2 porções) 1 boião (250 g) NUTRIBÉN® Jardineira de Borrego 50 g de aletria 50 ml de leite do bebé

ia s c a l or r ç ão o p r po

cal

k 196

a aletria a cozer num 1 Leve pouco de água fervente. Deixe

cozer por 3 minutos, mexendo com cuidado e adicione o leite do bebé. Tape e deixe repousar por cerca de 5 minutos.

a aletria com um 2 Esmague garfo e sirva-a juntamente com o conteúdo do boião NUTRIBÉN® Jardineira de Borrego previamente aquecido.

Os boiões NUTRIBÉN® são alimentos 100% naturais! Todos os ingredientes são seleccionados desde a sua origem e seguem as recomendações da Sociedade Europeia de Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica. Papas & Bebés

13


da iniciação aos 9 meses

Peito de galinha com alho-francês e maçã Idade recomendada: a partir dos 6 meses

IngredIentes (4 porções) 150 g de alho-francês 120 g de peito de galinha ou de frango 50 g de cebola 1 maçã pequena 1 dl de caldo de carne caseiro* ou água 1 colher (sopa) de azeite

s caloria ão ç r o p r po

al

kc 100

a cebola, 1 Descasque corte-a em rodelas finas e leve a saltear no azeite até que fique transparente.

a galinha, 2 Adicione cortada em pequenos

quadradinhos e deixe também saltear. Junte o alho-francês cortado em rodelas, o caldo de carne ou a água, e deixe cozer durante cerca de 10 minutos. Acrescente a maçã descascada e fatiada, e deixe acabar de cozer todos os ingredientes. Reduza a puré.

* Receita em caixa.

Caldo de Carne

nota de cozInha

Em vez de peito de galinha, pode utilizar peito de frango, perú ou pato (mas sempre sem pele).

IngredIentes ½ galinha do campo (sem pele) ou uma ossada de galinha ou de peru 1,5 l de água 3 cenouras

2 cebolas 1 nabo 1 alho-francês 1 ramo de salsa

1

Corte a galinha em pedaços grandes ou, se tiver optado por ossos, parta-os em dois ou três pedaços. Numa panela grande, coloque a água ao lume e, quando estiver a ferver, adicione-lhe a carne, o ramo de salsa e os legumes descascados e cortados em pedaços. Deixe cozer durante cerca de 2 horas, tendo o cuidado de juntar um pouco mais de água, se necessário.

2 Findo este tempo, retire a galinha do caldo, desosse-a, reserve a carne para outra receita e volte a colocar os ossos na

panela. Deixe cozer durante mais uma hora. Retire do lume, coe o caldo por um passador de rede fina e deixe arrefecer pelo menos durante umas 4 horas no frigorífico.

3 Antes de utilizar o caldo ou de o repartir para congelar, desengordure-o, eliminando a película gorda que se encontra 4

à superfície. Depois, divida em doses que considere adequadas à preparação dos alimentos e congele.

Existem à venda no mercado alguns caldos em cubo que se assemelham no sabor, mas que não devem ser usados, pois podem ser, de forma simples, preparados em casa e, assim, evitar o sal e as gorduras hidrogenadas. Pode também preparar este caldo de acordo com a idade e o gosto do bebé, adicionando um osso de borrego ou substituindo a carne por peixe. 14

Papas & Bebés


Creme de macedónia de legumes com hortelã Idade recomendada: a partir dos 6 meses

IngredIentes (4 porções) 250 g de macedónia de legumes congelados 1 cebola 1 colher (sopa) de azeite 3 folhas de hortelã 1 dente de alho

a cebola e o 1 Descasque alho, pique-os e aloure-os

no azeite aquecido. Depois, acrescente a macedónia congelada e deixe estufar até mudar de cor.

água fervente 2 Acrescente em quantidade necessária para obter um creme de textura adequada ao seu bebé e aromatize com as folhas de hortelã.

tudo estiver bem 3 Quando cozido, triture ou esmague com um garfo e ofereça à criança.

nota de cozInha

Em vez de àgua, utilize caldo de carne para enriquecer esta receita. calo por porias r ç ão

72 kcal

Já por diversas vezes fizémos referência à excelente qualidade que, hoje em dia, os legumes congelados apresentam de forma geral. São práticos, muitas vezes mais baratos e oferecem valores nutritivos equivalentes aos frescos que, muitas vezes, não se conseguem encontrar nalgumas estações do ano. Siga o nosso conselho e use e abuse dos legumes congelados, mas escolha aqueles cujas embalagens se apresentem incólumes e que não contenham partículas de gelo agarradas. Papas & Bebés

15


dos 9 aos 12 meses

Alimentos a Conteúdo introduzir nutricional Peixe (de preferência Rico em vitaminas A, D e B, fósforo, iodo, branco e magro) potássio e cálcio Gema de ovo

Rica em proteínas de excelente qualidade indênticas às do leite e vitaminas A, D e do complexo B

Uva

Contém potássio, cálcio, sódio, magnésio, ferro, silício e vitaminas A, B e C

Manga

Ameixa fresca e seca

A partir dos 9 meses, a criança apresenta uma maturidade gástrica que permite uma maior inovação. E que melhor se pode dar-lhes do que os alimentos próprios da época? Castanhas, dióspiros, cogumelos, abóboras... estão agora disponíveis no seu pleno e nas maiores das profusões, permitindo refeições económicas e muito adequadas aos dias mais frios que são característicos do Outono.

Rica em vitaminas B e C e provitamina A, caroteno, cálcio, potássio, cobre e açúcares naturais Rica em cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, fibra e açúcares naturais

Damasco

Rico em vitaminas A, B e C, ferro, magnésio, manganês, fósforo, potássio e açúcares naturais

Pêssego

Contém vitaminas A, B1, B2 e C e potássio

Cereja

Laranja, tangerina e clementina Melão/Meloa Espinafre e acelga

Alho Iogurte natural e queijos simples Massa

Rica em vitaminas A, B e C, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ácido elágico e açúcares naturais Rica em vitamina C, ácidos cítrico, tartárico e málico, sais minerais, bioflavonóides, açúcares naturais e pectina Ricos em vitamina A, B e C e água Contêm bons níveis de ferro, fibra, sódio, potássio, cálcio, fósforo, magnésio, enxofre, zinco, cobre e vitaminas A, B, C, D e P Rico em enxofre, iodo, potássio, selénio e alicina Contém proteínas de alta qualidade, glícidos, lípidos, vitaminas e sais minerais Rica em fibras, vitaminas do complexo B, ferro, zinco e selénio

Leguminosas em cálcio, ferro, proteínas, ácido fólico, (grão, feijão, lentilhas, Ricas ervilhas e favas) hidratos de carbono e fibras

Os ingredientes aqui aconselhados devem ser sempre previamente autorizados pelo pediatra ou médico de família que é quem melhor conhece o seu bebé.

16

Papas & Bebés


Açorda de abóbora com queijo Idade recomendada: a partir dos 9 meses

IngredIentes (4 porções) 150 g de abóbora 1 ramo de tomilho-limão 1 cebola 2 dentes de alho 1 colher (sopa) de queijo ralado 2 carcaças de mistura 1 gema de ovo 1 colher (sopa) de azeite

a abóbora e 1 Descasque coza-a num pouco de água aromatizada com tomilho-limão. Depois de cozida, escorra a abóbora e reserve o caldo.

e pique a 2 Descasque cebola e os dentes de

alho, aloure-os no azeite aquecido e junte a abóbora desfeita. Deixe estufar por uns minutos.

parta as 3 Entretanto, carcaças em pedaços

pequenos e regue-as ligueiramente com um pouco do caldo bem quente onde cozeu a abóbora.

s caloria ão ç r o p r po

129

kcal

Uma açorda de abóbora rica e deliciosa para os dias frescos que nos visitam. Além de muito nutritiva, esta açorda é um prato que a maioria das crianças aprecia por ser macia e fácil de engolir. A doçura típica da abóbora dá-lhe um sabor particularmente agradável que é contrastado pelo sabor ligeiramente acre do queijo ralado.

o pão e junte-o 4 Desfaça à abóbora. Envolva e deixe

cozer por uns minutos, mexendo com regularidade para que não cole ao fundo do tacho.

a gema de ovo, 5 Adicione deixe ferver por mais dois

minutos e sirva polvilhado com queijo ralado.

Papas & Bebés

17


dos 9 aos 12 meses

Centros de pescada no forno com bechamel Idade recomendada: a partir dos 9 meses

IngredIentes (4 porções) 4 centros de pescada 150 g de cogumelos 100 g de curgete 3 dentes de alho 1 ramo pequeno de coentros 1 colher (sopa) de azeite 100 ml de molho bechamel

os centros de 1 Disponha pescada no fundo de um

prato de forno e rodeie-os com uma mistura de cogumelos e curgete cortados em pequenos pedaços.

tudo com alho 2 Tempere e coentros picados, regue com o azeite e espalhe o molho bechamel sobre todos os ingredientes já referidos.

ao forno aquecido a 3 Leve cerca de 180º C por cerca de 30 minutos e sirva morno.

s caloria ão rç p or p o

cal

k 143

O peixe é muito importante na alimentação das crianças e deve fazer parte da sua dieta semanal de forma intensa: 3 a 5 vezes por semana, e de preferência com alguma variedade. Para ajudar, recomendamos que recorra ao peixe congelado, pois possui praticamente todas as excelentes características do peixe fresco, sendo mais fácil de encontrar e oferecendo muitas vezes melhores condições de higiene. 18

Papas & Bebés


Creme de castanhas com iogurte Idade recomendada: a partir dos 9 meses

IngredIentes (2 porções) 150 g de castanhas sem casca 1 pau de canela ½ colher (café) de erva-doce 1 dl de leite do bebé 1 iogurte natural

½ L de água 1 Ferva juntamente com a erva-

-doce e o pau de canela. Deixe ferver por 5 minutos e coe o líquido que ficar.

as castanhas na 2 Coza água aromatizada e

quando estiverem macias, escorra-as e esmague-as com um garfo ou com a trituradora.

o leite do bebé 3 Adicione (quente) e envolva até obter um creme espesso, mas aveludado.

o puré de castanhas 4 Sirva em simultâneo com um

s caloria ão rç o p r o p

al

kc 204

pouco de iogurte natural e, se o bebé gostar, adicione também um pouco de dióspiro bem maduro esmagado.

A castanha contém muitas propriedades benéficas para a saúde. A sua composição é, sobretudo, água e amido, mas também é rica em vitaminas do complexo B, vitamina C e minerais, como o potássio, o fósforo, o cálcio e o magnésio. Por fornecer grandes quantidades de energia, os especialistas aconselham a sua ingestão em fases de maior desgate físico, mas sem abusar, pois em cada 100 gramas de castanhas consome-se cerca de 180 calorias. Papas & Bebés

19


dos 12 aos 24 meses

Para esta edição escolhemos receitas energéticas e preparadas essencialmente à base de hidratos de carbono de absorção lenta para que não falte à criança força e vontade de brincar. As leguminosas, a massa e o arroz e até mesmo a batata,

não devem faltar no prato das crianças e muito menos nestas etapas de grande crescimento. As sugestões que deixamos são muito simples de preparar e temos a certeza que irão também ser do agrado dos mais pequenos aí em casa.

Alimentos permitidos A partir de... Leite de vaca pasteurizado (gordo) 12 meses

20

Papas & Bebés

Clara de ovo

13 meses

Morangos e frutos vermelhos

14 meses

Tomate

14 meses

Marisco

18 meses


s caloria ão rç p or p o

al

kc 171

Creme de feijão com natas Idade recomendada: a partir dos 12 meses

IngredIentes (4 porções) 100 g de feijão catarino seco 400 g de água 10 g de azeite 30 g de cebola 100 g de natas

o feijão seco 1 Pulverize na Mycook durante 50

segundos, velocidade 7 a 10.

o feijão depois de 2 Retire pulverizado para uma taça

e coloque o azeite no copo da Mycook. Aqueça por 1 minuto, 110ºC, velocidade 2 e depois adicione a cebola picada. Deixe a cebola estufar, por mais 2 minutos, 110ºC, velocidade 2 e, depois, junte o feijão em pó e a água.

a programar a sua 3 Volte Mycook por 15 minutos, 110ºC, velocidade 2 e deixe que a sopa ganhe consistência.

de cozido o feijão, 4 Depois pressione o turbo do robô

até conseguir que o creme fique aveludado. Adicione as natas e sirva morno.

O feijão é um alimento fantástico e assim que a criança o possa comer, deve passar a fazer parte (juntamente com as restantes leguminosas) das refeições semanais. Demolhado e cozido ou simplesmente pulverizado através das facilidades que os novos equipamentos de cozinha proporcionam, feijão, grão e lentilhas são nutrientes fundamentais ao bom crescimento das crianças.

Papas & Bebés

21


dos 12 aos 24 meses

Massa com tomate e requeijão Idade recomendada: a partir dos 14 meses

IngredIentes (4 porções) 200 g de massa a gosto 1 cebola 2 dentes de alho 2 colheres (sopa) de azeite 200 g de tomate maduro 2 colheres (sopa) de polpa de tomate 2 folhas de manjericão 1 colher (café) de raspa de limão 100 g de requeijão

s caloria ão ç r o p r po

tacho, leve a lume 1 Num brando o azeite, os dentes

de alho e a cebola bem picadinhos. Deixe alourar e adicione o tomate pelado e cortado em pequenos pedaços, a polpa de tomate e as folhas de manjericão, e deixe cozer durante cerca de 10 minutos.

coza a massa 2 Entretanto, em água fervente durante cerca de 5 minutos e escorra-as.

o molho de tomate, 3 Triture junte o requeijão, a raspa de limão e as massinhas e envolva antes de servir.

Com baixas calorias e excelentes propriedades nutritivas, o tomate é um componente importante para uma alimentação saudável. Contém muito potássio, que é bom para a eliminação e a digestão de açúcar e gorduras e é rico em magnésio e cálcio, fundamentais para os ossos e dentes. Possui também vitaminas A, B e C.

22

Papas & Bebés

al

kc 295


Bolinhas de peixe com salsa Idade recomendada: a partir dos 13 meses

IngredIentes (4 porções) 150 g de peixe limpo a gosto 250 g de batatas ½ cebola 1 dente de alho 1 colher (sopa) de salsa picada 1 ovo pão ralado óleo para fritar

o peixe em água ou 1 Coza aproveite restos de peixe

que tenham ficado de outra refeição. Desfie o peixe e reserve.

as batatas e 2 Coza esmague-as com um garfo. Junte o peixe às batatas e envolva.

a cebola e o alho 3 Pique miudamente e junte-os

também ao peixe. Acrescente o ovo inteiro e a salsa e envolva tudo até obter uma massa homogénea.

calor por po ias r ç ão

214 kcal

arrefecer bem no 4 Deixe frio e, quando estiver

consistente, molde bolinhas pequenas com as mãos. Depois, passe-as por pão ralado e deixe-as repousar por uns minutos antes de as levar a fritar no óleo quente.

com um arroz de 5 Sirva leguminosas ou outro da preferência da criança.

Todos os pretextos são bons para convencer os pequenos a comer aquilo que lhes faz melhor à saúde. O peixe é um dos casos. E é por isso que estas bolinhas podem ser bem úteis na missão de levar mais peixe à mesa, pois além de muito agradáveis ao paladar, são divertidas e fáceis de comer. Difícil será controlar o número de bolinhas que vão querer... Papas & Bebés

23


+ crescidos

Para boas defesas ter, muita fruta deve comer! Uma alimentação saudável amplifica e reforça o sistema imunitário e pode mesmo impedir um resfriado chatinho ou até, quem sabe, uma gripe. A solução ideal passa pela prevenção e não ficar à espera das doenças para fazer estas mudanças. Por isso, aconselhamos a que reveja a dieta alimentar e o estilo de vida da sua família e comece já a reduzir as potencialidades do aparecimento de espirros, narizes entupidos ou mesmo da malvada da gripe...

Tr uque s p ar a aument ar o consumo de fruta

• Mantenha sempre fruta visível e acessível às crianças (coloque-a estrategicamente numa taça em cima de uma mesa mais baixa); • Compre fruta da época, por norma é melhor e mais económica; • Corte a fruta e conserve-a bem acondicionada em caixas no frigorífico, para estar sempre pronta a consumir; • Varie a oferta de fruta para ser mais apetecível e menos cansativa; • Junte fruta às refeições principais: pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar, seja através de saladas, sumos naturais ou como acompanhamento; • Faça batidos e sumos de fruta para os pequeno-almoço e lanches.

24

Papas & Bebés

É sabido que os alimentos saudáveis são muito melhores do que os suplementos para a prevenção da gripe, porque através deles podemos obter um pacote nutricional completo. Comer uma laranja, por exemplo, é melhor do que tomar vitamina C, porque a laranja oferece todo um conjunto de nutrientes — magnésio, potássio, folato, vitamina B6 e flavonóides ricos em antioxidantes. Sabendo que o consumo de frutos e vegetais é recomendado para fortalecer o sistema imunitário, pois contêm vitaminas A e E, tal como os flavonóides que trabalham em conjunto com a vitamina C, que melhor podemos propor para este Outono que agora nos chega do que uns deliciosos e nutritivos sumos naturais de fruta? A sua família vai ficar bem protegida e deliciada. Essa é a garantia que podemos dar-lhe.


Abacaxi /pepino/maçã

Idade recomendada: a partir dos 2 anos

IngredIentes (4 porções) 1 abacaxi 2 pepinos 6 maçãs Golden

a casca ao abacaxi 1 Retire e corte-o em pedaços. os pepinos e 2 Lave corte-os em pedaços. as maçãs e corte-as 3 Lave em quartos. a fruta na 4 Coloque centrifugadora e sirva o sumo de imediato.

s caloria ão rç o p r o p

al

kc 201

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, devemos, comer cerca de 5 peças de fruta por dia. Com a nova centrifugadora da Fagor já não há desculpa para não consumir fruta.

O abacaxi fornece uma grande diversidade de sais minerais e vitaminas, de forma equilibrada. Uma rodela com 150 g fornece mais do que 7% do recomendado internacionalmente para ingestão diária das vitaminas B1, B2 e B9 e cerca de 2/3 das vitaminas diárias necessárias a uma criança. Os PePinos correspondem a uma excelente fonte de água (95,1%). Relativamente ao seu teor em vitaminas e minerais, destaca-se a presença de caroteno bem como magnésio e potássio. A maçã fornece boas quantidades de fibra alimentar, flavonóides e vitamina C. Papas & Bebés

25


+ crescidos

Uvas /maçã /limão Idade recomendada: a partir dos 2 anos

IngredIentes (4 porções) 1 kg de uvas 6 maçãs Pink Lady 1 limão

os bagos de uva do 1 Retire engaço e lave-as. as maçãs e corte-as 2 Lave em quartos. o limão e 3 Descasque corte-o em quartos. a fruta na 4 Coloque centrifugadora e sirva o sumo de imediato.

A centrifugadora Fagor tem uma boc a l ar ga, tornando-se muito fácil e prática de utilizar, já que permite colocar no seu interior uma grande quantidade de alimentos.

s caloria ão rç p or p o

As uvas são ricas em potássio e apresentam um teor moderado de cálcio, fósforo e magnésio. De entre as vitaminas, destaca-se o teor de vitamina B6 e, ainda que apenas nas uvas pretas, os carotenos (pro-vitamina A). As uvas são também ricas em fitoquímicos benéficos ao organismo, nomeadamente as antocianinas quercitina e resveratrol. O limão é uma fantástica fonte de vitamina C, além de possuir baixo valor energético e conter bons níveis de flavonóides.

26

Papas & Bebés

al

kc 297


Cenoura / limão/ laranja Idade recomendada: a partir dos 2 anos

IngredIentes (4 porções)

1 kg de cenouras 1 limão 1 kg de laranjas

as cenouras e 1 Lave corte-as em pedaços. o limão e as 2 Descasque laranjas e corte-os em quartos.

s caloria ão rç p or p o

230

kcal

a fruta na 3 Coloque centrifugadora e sirva o sumo de imediato.

Ao contrário do que habitualmente se tem transmitido, o valor energético da cenoura é baixo. A sua cor laranja deve-se à presença de carotenos. É ainda uma fonte de vitamina E e ácido fólico, bem como de potássio e cálcio. A laranja é um fruto com elevado teor de água e um baixo teor calórico. Além de ser rica em vitamina C, constitui também uma boa fonte de ácido fólico, potássio e magnésio. A sua cor deve-se às quantidades apreciáveis de betacaroteno que contém, sendo também uma boa fonte de ácido cítrico, o que potencia a acção da vitamina C.

Papas & Bebés

27


+ crescidos

O kiwi é um bom fornecedor de vitamina C e E. A sua capacidade protectora deve-se, também, à presença de vários fitonutrimentos antioxidantes, tais como flavonóides e carotenóides. Além destes, é ainda rico em ácido fólico, potássio, magnésio e fibras. A manga contém um bom teor de hidratos de carbono, betacaroteno (provitamina A), vitamina C e do complexo B, ferro, fósforo, cálcio, potássio, magnésio e zinco.

Kiwi /maçã /manga Idade recomendada: a partir dos 2 anos

A centrifugadora Fagor é uma aliada no consumo de fruta facilitando com a máxima potência a preparação de todo o tipo de sumos equilibrados, saudáveis e naturais, a qualquer hora e para toda a família.

IngredIentes (4 porções) 1 kg de kiwis 6 maçãs verdes 2 mangas

os kiwis 1 Descasque e corte-os ao meio as maçãs e corte-as 2 Lave em quartos. as mangas 3 Descasque e corte-as em quartos. a fruta na 4 Coloque centrifugadora e sirva o sumo de imediato.

28

Papas & Bebés

s caloria ão ç r o p r po

al

kc 365


A romã contém uma alta concentração de antioxidantes polifenóis e boas características nutricionais. A sua riqueza deve-se à presença de compostos fenólicos e antocianinas, responsáveis pela sua cor vermelha, enquanto que elagitaninos e, em menor quantidade, as antocianinas lhe conferem as propriedades antioxidantes. A Pêra é um fruto rico em fibra, vitamina A e C. Possui boas quantidades de micronutrientes como vitaminas B1, B2 e B3, potássio, sódio, fósforo, enxofre, magnésio, silício e ferro.

Romã /pêra /laranja Idade recomendada: a partir dos 2 anos

IngredIentes (4 porções)

2 romãs 6 pêras 1 kg de laranjas

a casca e as películas 1 Retire maiores às romãs. as pêras e corte-as em 2 Lave quartos. as laranjas 3 Descasque e corte-as em quartos. a fruta na 4 Coloque centrifugadora e sirva o sumo de imediato.

Papas & Bebés

29


sempre em festa

BICHO DA FRUTA Rita Nascimento Cakeland

Ingredientes 1 chávena de puré de maçã (caseiro ou de compra) 200 g de açúcar 300 g de farinha 3 ovos 60 ml de óleo 1 colher (chá) de fermento 1 maçã média Doce da sua preferência q.b. 500 g de pasta de açúcar e corantes nas cores vermelho, preto, amarelo e verde.

30

Papas & Bebés

Para fazer o bolo de maçã Pré-aqueça o forno a 180º C. Bata as gemas com o açúcar. Junte o óleo e o puré de maçã e continue a bater. Incorpore a farinha e o fermento. Descasque e corte a maçã em cubos pequenos. Junte à massa e mexa. Bata as claras em castelo e envolva delicadamente na massa. Leve ao forno numa forma em forma de esfera untada e polvilhada de farinha. Coza cerca de 30-40 minutos ou até o bolo estar dourado e um palito, quando inserido no centro, sair seco. Desenforme e deixe arrefecer completamente antes de decorar.


Para decorar o bolo

Divida a pasta de açúcar e dê-lhe as cores pretendidas, amassando-a com os respectivos corantes. Faça um círculo de cerca de 3-4 cm no topo do bolo e corte em cone para dentro, para evidenciar a parte arredondada da maçã. Barre o bolo com um doce ou creme da sua preferência, com uma camada fininha, para fazer aderir a pasta de açúcar. Estique a pasta de açúcar vermelha com um rolo da massa e um pouco de açúcar em pó para não pegar. Cubra o bolo. Recorte o excesso de pasta da base e alise com as mãos. Estique a pasta verde e corte uma folha grande, proporcional ao tamanho da maçã. Faça as nervuras com as costas de uma faca. Cole no buraquinho do centro do bolo. Faça um rolo verde, para servir de caule. Cole ao lado da folha, mesmo no topo. Faça uma minhoca a partir de um rolinho amarelo. Cole um círculo preto na base lateral da maçã, por onde irá sair a minhoca. Cole a minhoca e faça-lhe umas nervuras com as costas de uma faca. Faça também 2 olhinhos pretos e uma boca.

A maçã está pronta a comer! Já sabe o que dizem os médicos: “Uma maçã por dia, nem sabe o bem que lhe fazia”! Papas & Bebés

31


saúde da criança

Saúde oral infantil: de pequenino Se lava o dentinho A saúde oral deve ser levada em conta desde os primeiros anos. Fique, pois, a saber um pouco mais sobre os cuidados a ter com os pequenotes. Alexandra Gil

Não há tempo a perder quando se trata da saúde oral, tendo os cuidados de começar bem cedo. “As crianças devem ser sensibilizadas para o tema aquando da erupção dos dentes de leite”, disse a médica dentista Sónia Costa à Papas & Bebés. Claro que o papel dos educadores é fundamental, sendo muito importante que tenham conhecimentos de saúde oral. “A consciencialização dos pais é a chave principal para motivar e educar, devendo ser realizada através de orientações sobre a importância da boca, da dentição, da amamentação natural, do conceito da cárie dentária como uma doença e da existência de medi-

32

Papas & Bebés

das eficazes”, continua a especialista. Sónia Costa salienta que os hábitos estabelecidos na primeira infância representarão os valores e cuidados que a criança irá adquirir para o resto da vida. Brincar para aprender Obrigar os pequenos a lavar os dentes? Nada disso! Segundo a médica dentista, o melhor método para sensibilizar é mesmo através de brincadeiras estratégicas. E nem pensar em transformar isso num programa de dias que cai logo em esquecimento; a rotina é fundamental. Os pais devem observar regularmente a boca das crianças e, no caso de se aperceberem de algo

estranho, consultar o médico dentista. Se tudo correr dentro da normalidade, a primeira ida ao especialista deve acontecer quando os dentes de leite nascem e se inicia o ciclo de mastigação. Por essa altura, aconselha-se o estabelecimento de um programa preventivo de saúde oral e a atenção para hábitos que possam ser prejudiciais. “Quando existe uma boa saúde oral, a criança deve ser observada a cada seis meses”, explica Sónia Costa. Em situações de elevado risco de cárie, então é aconselhável reduzir o intervalo entre visitas para metade. Os problemas mais comuns Vários são os problemas que podem surgir no que respeita à saúde oral infantil. Um deles é, obviamente, a cárie dentária. Esta surge quando ocorre um consumo excessivo de alimentos e bebidas com muito açúcar. Tal faz com que as bactérias que vivem na boca produzam um ácido que vai destruindo os dentes, levando à formação de cavidades nestes. Outro tipo de cárie é a que surge quando os bebés adormecem com o biberão ou com a chupeta envolvida em mel ou açúcar. Como elucida a médica dentista à Papas & Bebés, “este hábito leva a uma grande acumulação de açúcar nos dentes, que se vai manter ao longo


de toda a noite, uma vez que não se escovam os dentes dos bebés a seguir”. Da lista de problemas faz também parte a gengivite, inflamação da gengiva provocada pela acumulação de restos alimentares quando não há uma higiene oral eficaz. A especialista refere ainda a má oclusão dos dentes. Segundo Sónia Costa, tal tem como causa o uso da chupeta ou o hábito de chuchar no dedo até uma idade avançada. Como consequência podem surgir complicações físicas e estéticas. “Com os primeiros passos vêm também as primeiras quedas. Destes pequenos acidentes podem surgir fracturas e traumatismos dentários. Os mais frequentes são a alteração de cor e de posição, bem como a perda total ou parcial dos dentes”. Quando tal acontece, a criança deve logo ser observada por um médico dentista. Sem medo da cadeira do dentista Se a maioria dos adultos treme só de pensar na cadeira do dentista, imagine-se uma criança! Para Sónia Costa, a solução é dispor da companhia dos pais desde cedo e a familiarização com a equipa e o equipamento do consultório. Uma brincadeira e uma história podem até daí advir. “Acontece sempre uma afirmação: ‘sou crescido, sou capaz, não preciso do pai nem da mãe para me acompanhar’”, explica. Segundo a especialista, há que mostrar aos mais pequenos que o consultório dentário não é uma câmara de horrores. Há mesmo consultórios de odontopediatria mais orientados e decorados à imagem das crianças. Uma agulha pode ser mascarada com um boneco e a consulta tornar-se assim divertida para os petizes.

Conselhos úteis… também para os papás - Escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia, sendo uma delas obrigatoriamente, antes do deitar. - Utilizar sempre um dentífrico com 1000 a 1500 ppm de flúor. - Usar uma escova de tamanho adequado. Normalmente, as escovas dentárias devem ter uma cabeça pequena e serem macias, para evitar lesões sobre os dentes e gengivas. - Ter com hábito diário o uso do fio ou fita dentária para retirar restos alimentares e bactérias dos espaços que existem entre os dentes e as gengivas. O seu uso deve ser executado antes da escovagem, para que a acção protectora do dentífrico seja mais prolongada. - O recurso a elixires ou colutórios para bochecho deve ter uma indicação clínica, pois não são todos iguais e os produtos utilizados podem ter aplicações bastante diferentes. saúde oral. - Nas crianças, o acto de higiene oral deve ser sempre supervisionado pelos pais, tendo especial atenção à quantidade de dentífrico colocado na escova e possibilidade de ingestão do mesmo. Papas & Bebés

33


consultório médico

OsteOpOrOse: A prevençãO cOmeçA nA infânciA Fernanda Cruz

Nutricionista – CNAM (Centro de Nutrição e Alimentação Mimosa)

A prevenção da osteoporose começa na primeira infância e deve manter-se ao longo de toda a vida. Assim, prevenir a osteoporose não é um momento ou uma fase, mas uma opção de vida. Algumas medidas para maximizar e preservar a massa óssea têm múltiplos efeitos benéficos na saúde, mas têm que ser constantes e não esporádicos. Sabemos que uma ingestão adequada de cálcio, acompanhada de um estilo de vida saudável que inclua uma alimentação equilibrada e a prática regular de actividade física contribui activamente para aumentar a densidade da massa óssea durante o crescimento e minimizar a perda óssea numa idade mais avançada. Quanto mais precocemente se adoptar um estilo de vida saudável, mais fácil será mantê-lo. Cálcio – O sustento dos ossos O cálcio é um dos mais importantes elementos do corpo humano: todas as células necessitam de cálcio para funcionarem correctamente. Na infância é necessário para o crescimento do esqueleto. Os ossos estão a crescer rapidamente e, por isso, as necessidades de cálcio são grandes. As crianças necessitam de 2-4 vezes mais de cálcio por quilo de peso que os adultos. A adolescência (e até aos 25/35 anos) é um período essencial para a obtenção do pico de massa 34

Papas & Bebés

óssea, ou seja, do capital ósseo que se vai armazenar para gastar ao longo da vida. No corpo humano, o cálcio encontra-se: — no esqueleto, o “armazém” onde se encontra guardado 99% do cálcio nas células; — no sangue, onde circula para as células e os órgãos que dele necessitam. Se faltar cálcio nas células ou no sangue, o organismo vai buscá-lo ao armazém: o esqueleto. Importa por isso garantir a satisfação da quantidade de cálcio de que o organismo necessita, tendo em conta a variação ao longo da vida, do sexo e situação fisiológica.

copo de leite, tem ainda um reforço de vitamina D, responsável pela absorção do cálcio pelo organismo. Quais são as necessidades diárias de cálcio até à adolescência?

Idade

Necessidades diárias de cálcio

Copos de leite correspondentes (250 ml)

1-3 anos

500 mg

1-2 copos

4-8 anos

800 mg

2-3 copos

9-18 anos

1300 mg

4 copos

Fonte: Food and Nutrition Board, Institute of Medicine, National Academies. 2004.

Leite - Fonte privilegiada de cálcio

O leite e derivados (ex: queijo, iogurte) são os nossos principais fornecedores de cálcio, pois além de serem dos alimentos mais ricos neste mineral, o cálcio proveniente dos lacticínios é mais facilmente absorvido pelo nosso organismo do que o cálcio de outros alimentos. Dentro dos lácteos, o leite é a mais importante fonte de cálcio. Cada copo de leite (250 ml) tem cerca de 300 mg de cálcio. A título de exemplo, para atingir essa quantidade, é preciso consumir 2 iogurtes (de 125 g cada). O leite reforçado em cálcio é uma fonte de cálcio por excelência, já que para além de garantir uma maior quantidade de cálcio por

Não deixe de satisfazer as necessidades diárias de cálcio. A tabela acima converte em copos de leite a quantidade diária de cálcio necessária, sendo apenas uma referência.

Nas crianças mais pequenas, as necessidades de cálcio podem ser atingidas com cerca de 0,5L de leite. Os leites infantis ajustados às suas necessidades nutricionais são uma boa opção. A adolescência é uma fase particularmente importante para a ingestão de cálcio, porque as necessidades diárias deste mineral aumentam significativamente. Neste caso, o leite enriquecido em cálcio pode ser uma ajuda preciosa, dado que contribui para atingir as ne-


cessidades diárias de cálcio mais facilmente. Cada copo de leite enriquecido em cálcio oferece mais 50 mg de cálcio que um copo de leite “normal”. Mesmo depois de atingirmos o pico de massa óssea, a ingestão de cálcio continua a ser um factor importante: no início para manter o equilíbrio que se atingiu e depois para contrariar as perdas de massa óssea que inevitavelmente ocorrem com o passar do tempo. Alimentação equilibrada e osteoporose

Uma alimentação rica em cálcio e, de um modo geral, criteriosa ajuda a desenvolver ossos saudáveis, resistentes e bem mineralizados. Deste modo, poderá mantê-los fortes ao longo da vida e impedir que enfraqueçam, a ponto de a osteoporose avançar com as suas dores, deformações, fracturas e incapacidades. Para além da importância que o cálcio assume na prevenção e combate à osteoporose, há mais regras alimentares a assegurar. São simples e dão saúde ao esqueleto e, em geral, a todo o organismo: 1. Consuma leite (e derivados) em abundância — são nutricionalmente muito ricos e fabulosos fornecedores de cálcio. Opte pelo leite reforçado em cálcio, para usufruir de maiores quantidades de cálcio por cada copo de leite. 2. Não passe mais do que 3 a 3 horas e meia sem comer. 3. Inicie as suas refeições com uma boa sopa de vegetais e consuma-os em abundância. 4. Assegure-se de que em todas as refeições entram alimentos ricos em amido: pão, feijão, massa, arroz, etc. 5. Privilegie a fruta. 6. As proteínas são também importantes para a saúde óssea. Coma porções adequadas de carne, produtos derivados e pescado, sem exageros.

7. Use pequenas porções de gorduras para cozinhar e temperar os alimentos. Prefira o azeite. Retire as gorduras visíveis à carne. Evite fritos. 8. Fuja de doces de um modo geral e não exagere no sal. 9. Coma tranquilamente à mesa, mas sirva-se apenas uma vez. 10. Hidrate-se em abundância — a água é vital. Exercício físico e osteoporose

Uma vida activa e a prática regular de exercício físico é muito importante para a saúde dos ossos, em todas as fases da vida: durante o crescimento e até aos 30-35 anos ajudam a obter um bom pico de massa óssea e, a partir dessa idade, contribuem para que a perda óssea seja mais lenta ou estabilize. A prática de exercício físico deve ser incentivada desde a infância. Podemos dizer que até aos 6 anos

a prática desportiva seja a brincadeira, porque a criança ainda não atingiu toda a sua capacidade de autodomínio e concentração na execução de exercícios motores. A partir dos 6 anos, a criança terá já condições de iniciar uma modalidade desportiva específica, adequada à idade e ao gosto pessoal — é importante que a prática desportiva seja um prazer e não um sacrifício.

O grande objectivo é criar hábitos de prática desportiva, de forma a que o desporto contribua para atingir o máximo capital ósseo cerca dos 25-30 anos (sendo de especial importância o período da puberdade).

Papas & Bebés

35


alimentação para grávidas

9 meses à mesa

O Outono pede alimentos energéticos, quentes e reconfortantes! Consulte a Roda dos Alimentos para saber o que deve comer.

Com a temperatura a descer, alteram-se as preferências alimentares e também as necessidades do organismo. E se é sabido que, em circunstâncias normais, o frio faz aumentar as necessidades calóricas, já que gastamos mais energia para manter estável a temperatura corporal, no caso das gestantes a situação não é diferente. Mas que isto não sirva de desculpa para que se coma sem regra nem controlo. O ideal é optar por alimentos quentes e mais apaladados (use com maior generosidade as especiarias e temperos picantes), bebidas reconfortantes, mas hidratantes, e

36

Papas & Bebés

vegetais e fruta fresca a todas as refeições. A verdade é que uma grávida necessita de cerca de 300 calorias extra por dia em relação às outras pessoas, mas para além d a q u a n ti d a d e, n a hora de considerar a provisão calórica, deve ter em conta sobretudo a qualidade do que vai ingerir. As calorias não são todas iguais (uma caloria de batata frita não é igual a uma caloria de fruta ou de iogurte) e há que ponderar que o consumo de alimentos que não aportam qualquer valor nutricional apenas trarão calorias vazias. Na gravidez, tal co m o f o r a d e l a , a Roda dos Alimentos é o melhor guia para conduzir a uma dieta equilibrada.


Creme de abóbora IngredIentes (4 porções) 800 g de abóbora 150 g de chuchu 1 alho-francês 2 colheres (sopa) de azeite 2 gemas de ovo 1 dl de natas Sumo de uma laranja Sal e pimenta q. b. Sementes de girassol q. b. Coentros picados q. b.

a casca da abóbora 1 Retire e do chuchu, lave-os e

corte em pedaços. Lave o alho-francês e corte-o em rodelas.

ao lume o azeite 2 Leve e, quando estiver quente,

junte-lhe o alho-francês e deixe estufar; em seguida, adicione a abóbora e o chuchu, 1 L de água e tempere de sal e um pouco de pimenta. Depois de tudo cozido, reduza a puré.

as gemas com as 3 Misture natas e o sumo de laranja

e adicione à sopa; mexa e leve ao lume para aquecer, mas sem deixar ferver. Sirva a sopa decorada com sementes de girassol e coentros picados.

s caloria ão rç p or p o

al

kc 299

Papas & Bebés

37


9 meses à mesa

Risoto de cogumelos IngredIentes (4 porções) 200 g de arroz arbório (próprio para risoto) 1 L de caldo de legumes 1 cebola 2 dentes alho 250 g de cogumelos frescos 2 colheres (sopa) de azeite 0,5 dl de vinho do Porto Pimenta q. b. 1 colher (sopa) de manteiga 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado Salsa picada q. b.

pique e aloure 1 Descasque, a cebola e os dentes de alho no azeite aquecido. Junte o arroz e deixe alourar ligeiramente.

o vinho e deixe 2 Adicione o álcool evaporar um

pouco; de seguida, junte os cogumelos laminados e envolva.

tudo com caldo de 3 Cubra legumes e deixe cozer.

Quando o caldo evaporar, adicione mais um pouco e repita sucessivamente até terminar o caldo (o arroz deve ficar macio e caudaloso).

o arroz estiver 4 Quando cozido, adicione a manteiga e envolva bem. Por fim, polvilhe com o queijo e a pimenta e decore com a salsa picada.

c alo p o r p r ia s or ç ão

340 kcal

38

Papas & Bebés


Rolinhos de camarão com espinafres IngredIentes (4 porções) 300 g de miolo de camarão cozido 100 g de miolo de pão de mistura 8 placas de lasanha fresca 3 tomates maduros 2 dentes de alho 1 cebola 1 colher (sopa) de azeite 1 colher (sopa) de orégãos 1 colher (sopa) de queijo Parmesão ralado 1 colher (chá) de farinha

Para o molho 200 g de espinafres picados 4 dl de leite 1 dente de alho 2 colheres (sopa) de farinha de trigo 1 colher (sopa) de azeite Sal, pimenta e noz-moscada q. b.

o azeite ao lume a Espalhe cerca de metade 1 Leve 3 aquecer e salteie a cebola e o do molho de espinafres no alho picados. Junte o miolo de camarão picado e continue a saltear até começar a mudar de cor. Adicione a farinha, o tomate e os orégãos e deixe apurar. Acrescente o miolo de pão e o sal, envolva e reserve.

o molho de 2 Prepare espinafres: aqueça o azeite

num tacho pequeno e salteie o dente de alho picado. Junte os espinafres e salteie por mais 5 minutos. Acrescente a farinha e regue com o leite, em fio para que não faça grumos, mexendo sem parar até levantar fervura. Tempere com pimenta e noz-moscada.

fundo de um tabuleiro de forno e cubra-o com uma placa de lasanha. Coloque uma colherada de recheio de camarão no meio da massa e enrole-a. Empurre o rolo obtido para o fundo do tabuleiro e repita esta operação com as outras folhas de lasanha.

com o restante molho 4 Cubra de espinafres, polvilhe com o

queijo parmesão ralado e leve a forno quente durante 20-25 minutos.

s caloria ão rç o p r o p

al

kc 499

Papas & Bebés

39


9 meses à mesa

Codornizes com lentilhas

IngredIentes (4 porções) 4 codornizes limpas 3 dentes de alho 1 ramo de tomilho 1 ramo de endro 2 folhas de louro 1 cálice de vinho da Madeira 2 colheres (sopa) de azeite 1 colher (café) de cominhos em pó 1 colher (café) de sal Pimenta q. b. Lentilhas cozidas para acompanhar q. b.

as codornizes 1 Disponha numa taça, tempere-lhes

c alo p o r p r ia s or ç ão

314 kcal

o interior com cominhos, sal, tomilho, endro, louro e pimenta moída e regue-as com o vinho. Deixe as aves marinarem neste tempero durante 1 hora.

esse tempo, leve 2 Passado uma frigideira ao lume

com o azeite e os alhos previamente descascados e esmagados; junte-lhe as codornizes e o molho em que marinaram, tape e deixe estufar em lume brando, durante cerca de 20 minutos.

as codornizes numa 3 Sirva cama de lentilhas cozidas, regadas com o molho da confecção.

40

Papas & Bebés


Tarte de maçã com canela IngredIentes (6 porções) 250 g de farinha de trigo 1 colher (chá) de açúcar 1 ovo 2 colheres (sopa) de azeite 1 dl de água Farinha para polvilhar

para o recheIo 500 g de maçãs 1 colher (sopa) de farinha de trigo 4 colheres (sopa) de açúcar 3 ovos 2,5 dl de leite magro 1 colher (sopa) de raspa de limão 1 colher (café) de canela em pó

pela massa: 1 Comece coloque a farinha sobre

a bancada da cozinha, faça-lhe uma cavidade e deite aí o açúcar, o azeite, o ovo e a água. Misture bem até obter massa lisa e homogénea.

o forno a 180º C. 2 Aqueça Descasque as maçãs,

corte-as ao meio, retire-lhes as sementes e corte-as em meias-luas.

a massa em cima 3 Estenda da bancada polvilhada com

farinha, forre com ela uma tarteira e pique-lhe o fundo com um garfo.

o recheio. Espalhe 4 Prepare as maçãs sobre a massa e polvilhe-as com a raspa do limão e a canela.

taça, misture os 5 Numa ovos com o açúcar e a

farinha, adicione o leite e envolva. Regue as maçãs com este preparado e leve ao forno durante 40 minutos. Sirva a tarte morna ou fria.

c alo p o r p r ia s or ç ão

275 kcal

Papas & Bebés

41


saúde da criança

Amor: o PrinciPAl nutriente Pedro Barros Educador de Infância/Baby-Sitter Cócegas nos Pés

O ser humano distingue-se dos outros seres vivos na Terra pela sua capacidade de raciocínio. Este raciocínio que lhe permite construir pensamentos lógicos e estabelecer uma forma de contacto baseada numa linguagem verbal é, sem dúvida alguma, uma ferramenta indispensável no papel que a espécie ocupa no planeta e na estrutura como o ser humano constrói a sua comunidade. Mas damos tanta importância a essa nossa capacidade, que por vezes esquecemos a importância dos sentimentos. Falamos das imensas capacidades do cérebro e ignoramos muitas das capacidades do coração.

42

Papas & Bebés

O ser humano não é só um pensador, não é só um intelecto, ele é também a conjugação de todos os outros reinos neste planeta. É mineral, vegetal e animal, ou melhor dizendo, emocional. Ora, durante o seu crescimento, antes de pensar, o ser humano sente.

mos a um equilíbrio. Na sua fase mais emocional, tal como qualquer animal, o ser humano a que chamamos “bebé”, busca o prazer e é o prazer ou a falta deste que dita o conforto que ele sente em relação ao mundo que o rodeia.

A integração do raciocínio acontece paulatinamente nos primeiros anos de vida. A cada mês, a cada ano de vida, vamos progressivamente transferindo a nossa percepção de um mundo de sentimentos para um mundo de pensamentos, onde idealmente chegare-

Se o “seu mundo” for aprazível, será com certeza um mundo atractivo, repleto de interesses a perseguir e experiências para viver. Ao contrário, se o “mundo” do bebé for desconfortável, este irá sem dúvida sentir-se inseguro, sempre alerta e desconfiado, onde a aventura será descartada e a luta pela segurança é o único caminho.


Como é que o bebé distingue um mundo aprazível de um mundo desconfortável? Ora ele não o distingue racionalmente, apenas sente que está bem e ri-se ou está mal e chora. O choro não é mais que uma expressão de descontentamento, desconforto ou frustração.

experiências que não foram vividas na ocasião apropriada. Tudo aquilo que reprimimos fica guardado no subconsciente e se não for libertado, mais tarde ou mais cedo resulta em bloqueios de saúde, seja a nível físico, energético, emocional ou mental.

Qual o nosso papel como familiares, educadores ou qualquer adulto interveniente na sua vida? É apenas compreender que a única maneira de ajudarmos o bebé/criança no seu caminho até à maturidade é proporcionar-lhe o apoio emocional que ele precisa. Tudo o resto são extras. Ele pode ter todos os brinquedos didácticos do mundo, com todas as formas, cores e texturas possíveis, ouvir todo o tipo de sons e provar todo o tipo de sabores e aromas que isso não o ajudará no seu desenvolvimento integral, a não ser que ele tenha uma base emocional sólida.

Pode existir também a situação contrária, na qual podemos criar uma condição sufocante para o bebé. O bebé vai criando hábitos consigo e sente que você é como uma extensão dele próprio, pois quando quer algo, basta mostrar a sua insatisfação e o problema resolve-se através de si. Porém, a criança deve começar a aperceber-se de que a vida lhe apresentará desafios; portanto, tente criar um equilíbrio onde o bebé tenha a oportunidade de enfrentar e superar obstáculos, adquirindo autonomia.

Mas no mundo atarefado em que vivemos, muitas vezes esquecemo-nos de proporcionar-lhes esse amor de que qualquer ser humano precisa. Muitos pais no fim de um dia de trabalho cansativo chegam a casa sem energia para dispender nesse contacto emocional profundo. Juntando ainda as tarefas domésticas às preocupações financeiras e a necessidade do seu próprio descanso, surge uma televisão mágica, ou um brinquedo que milagrosamente entretém o seu filho. Mas por mais pedagogia a que ele tenha acesso, a necessidade de afecto, a necessidade de contacto físico, de um olhar profundo olhos nos olhos, não fica satisfeita e mais um dia passa. Os anos passam e o seu filho vai demonstrando comportamentos de agressão, falta de concentração, entre outros, ou mesmo doenças físicas, tudo isto como resultado de emoções e

Ajude-o sempre que necessário dando-lhe a garantia de que está presente quando ele precisa, mas também não impeça o seu desenvolvimento com uma assistência constante que o limite na sua capacidade de auto-confiança e na sua capacidade de lidar com a frustração. Em resumo, dê ao bebé todo o afecto possível e proporcione-lhe momentos de interacção individual ou em grupo e momentos a sós, consciente de que o deve apoiar conforme o seu coração o/a impelir. Se sentir que se identifica com uma das perspectivas mencionadas neste texto – indiferença emocional ou zelo sufocante – não espere mais, pois nunca é tarde para desenvolver o equilíbrio emocional do seu filho. www.babysitting.cocegasnospes.com babysitting@cocegasnospes.com 93 425 73 56 Papas & Bebés

43


passatempo

“O tempo faz as rosas” Nós desafiámos e as nossas leitoras corresponderam. Foram muitas as participações que recebemos, mas algumas, em particular, destacaram-se pela sensibilidade, emoção e força. «Estávamos no dia 2 Maio, o dia da ecografia das 21 semanas, tão esperada para saber o sexo do bebé! Entrei no consultório, o médico começou a fazer a ecografia, com muita atenção, com expressões um pouco estranhas, até que... “há aqui qualquer coisa que não está bem, preciso falar com a sua médica assistente!” Foi no momento, falaram os dois, e fui encaminhada, 3 dias depois, para a Maternidade Dr. Daniel de Matos, em Coimbra. Passei meia hora a fazer ecografia... no final, o médico disse “não tenham esperanças porque este bébé vai para a interrupção!”. Curto e grosso, um balde de água gelada corria-me pela face até queimar o meu coração! Como era sexta-feira, vim passar o fim de semana mais longo e doloroso a casa, pois no domingo seria o Dia da Mãe! Dei entrada na segunda-feira, passou a terça-feira; na quarta-feira, como ainda não me tinham feito nada nem dado qualquer indicação do que iriam fazer, mandaram-me para casa, e que voltasse então na quinta-feira ao fim do dia para que na sexta-feira de manhã me fizessem a cordocentese e amniocentese. Assim foi e assim aconteceu. Voltaram a mandar-me para casa e ligar na semana seguinte para saber os resultados. Só por volta do dia 15 é que tive um pequena resposta, de que o bébé seria saudável, com os cariotipos todos normais... não havendo motivo para a “anasarca” de que ele padecia. Vinte dias depois, segunda-feira, 22 de Maio, desesperada por não haver qualquer outra resposta, dei entrada de novo na maternidade, com o destino “corredor da interrupção”... não era possível!!!

44

Papas & Bebés

Foi o caso da vencedora: Patrícia Morais, que nos deixa um testemunho fabuloso e cheio de esperança. A ela e à sua família, agradecemos a participação e desejamos as maiores felicidades.

“Que é que esta senhora está aqui a fazer, eu não posso fazer-lhe a interrupção sem que a comissão de ética assine a autorização!” (reuniões que só se realizariam à quinta-feira)... “Não me façam esperar mais uma semana, por favor”, pedi desesperada para terminar com todo o nosso sofrimento... Afinal... apareceu um resultado que poderia mudar, para já, o destino... vamos conversar com a médica. “Parece que há uma infeção por Parvovirus. Se se confirmar, procede-se a uma transfusão de sangue.” E se não se confirmar? “Não te preocupes que procedemos à interrupção, sem problemas!” “E quais as garantias que me dão de o bebé não nascer com um problema de saúde?” Curta e rápida: “Nenhumas.” Só consegui ter um pensamento naquele momento, vamos tentar tudo e “Seja o que Deus quiser!” foi a minha resposta no meio de um encolher de ombros!!! Só queria tentar salvar o meu tão desejado filho no meio daquele tormento! Dois dias depois, a primeira transfusão... Correu tudo menos bem... A primeira picada na barriga, para picar o cordão umbilical para se proceder à transfusão, não foi sucedida... O cordão fugia em frente da agulha e não se realizou... A segunda tentativa, em nova picada, o bebé colocou o braço em frente da agulha e não se podia fazer nada... “É a última tentativa” disse o médico, e foi picar directamente no pequeno coração do bebé (transfusão intra-ventricular). Pretendia-se fazer a recolha do sangue do bebé, para se confirmar se ele tinha ane-

mia, a agulha estava entupida (tudo a correr mal!). Após alguns minutos conseguiram então retirar o sangue e confirmar uma anemia extrema... hemoglobina de 2... A expressão do médico: “mais um dia ou dois e este bébé morria!!!” Prepararam então a máquina para proceder à transfusão... a máquina não funcionou!!! No meio de 11 médicos, aparece uma médica que agarra numa seringa e faz então a transfusão manual... No meio disto tudo o bébé, com a agulha espetada no seu pequeno coração, sempre muito sossegado... no meio de muita indisposição, azia e vómitos, consegui aguentar sem me mexer e prejudicar todo o trabalho dos médicos. A primeira estava concluída!!!! Todos os médicos presentes elogiaram a médica que fez a transferência... “Então e a doente, não se portou também bem?!”, perguntei eu, provocando uma risada geral na sala! Durante a semana seguinte, todos os dias fazia ecografia para ver as alterações e parecia um pouco melhor... Uma semana depois, nova transfusão! Um pouco mais preparada, fui picada apenas uma vez, na inserção cordão/ /placenta, já não quiseram utilizar a máquina para efectuar a transfusão e a mesma médica voltou a fazer à mão, mais rápido, menos doloroso... Mais duas semanas de ecografias diárias... Até que tudo estava a evoluir favoravelmente! Resta esperar até que nasça... E assim foi, após uma longa batalha travada, às 38 semanas, o Rafael decidiu nascer, completamente SAUDÁVEL!

E tal como prometido, a Flashvideo ofereceu à Patrícia Morais uma sessão fotográfica invulgar onde registou a sua gravidez para a posterioridade, mas não só... fica também prometido ao seu bebé, tão logo nasça, que será estrela da nossa revista.


Gerir o peso de forma personalizada Num espaço privilegiado e usufruindo de todas as infra-estruturas que o Estoril Wellness Center oferece, Teresa Branco, fisiologista do programa Peso Pesado e responsável pela rubrica “Saúde Metabólica“no programa Mais Mulher, da SIC Mulher (ambos transmitidos pela SIC), apresentou recentemente o seu novo conceito de gestão do peso. “Teresa Branco é emagrecer” promete diferenciar-se ao utilizar uma metodologia sem recurso a tratamentos, medicamentos, suplementos ou dietas milagrosas.

Com uma equipa multidisciplinar de fisiologistas, psicólogos, treinadores e nutricionistas, todos especializados em controlo de peso, cada programa prescrito por Teresa Branco é personalizado e adequado aos perfis fisiológico e metabólico de cada cliente. Com a duração de 6 ou 12 meses, “Teresa Branco é emagrecer” aposta nas alterações comportamentais para promover um estilo de vida mais saudável. Este conceito inovador em Portugal baseia-se totalmente em orientações científicas implementadas em programas comportamentais de perda e de gestão do peso, os quais promovem a manutenção de um peso saudável para a vida. O método desenvolvido por Teresa Branco é, assim, uma abordagem holística suportada por investigação científica que vai além da simples abordagem da nutrição ou da recomendação da prática de exercício. Acompanhamento completo e personalizado Todos os programas têm início com uma consulta de avaliação e diagnóstico, na qual Teresa Branco avalia as verdadeiras necessidades de perda de peso, os fatores pessoais que o condicionam e a estratégia adequada a cada situação. Posteriormente, serão realizadas consultas de fisiologia de gestão de peso, consultas de nutrição, sessões de coaching e de psicologia, sessões de treino acompanhado e workshops temáticos, de acordo com o perfil e os objectivos de cada cliente. Teresa Branco refere que “a grande vantagem de estarmos no Estoril Wellness Center é que aqui os programas poderão ser integralmente cumpridos num único espaço, desde as consultas, à utilização do ginásio e massagens terapêuticas” .

PUB

Papas & Bebés

45


novidades

KIDZANIA E BOM PETISCO PREMEIAM TALENTO DE MINI-CHEFES NA COZINHA Bárbara Guerreiro, Manuel Silvestre e Beatriz Lains foram os vencedores do Super Chef Bom Petisco. No âmbito da “Semana da Culinária”, promovida pela KidZania e a Bom Petisco, os mini-chefes foram convidados a passar pela Escola de Culinária Bom Petisco, na Kidzania, e a confeccionar um prato do seu gosto pessoal, tendo o atum e a originalidade como ingredientes base.

PARA ACABAR COM AS BIRRAS! Depois de O Livro do Bebé Feliz, Uma Semana Para Ir Ao Bacio e Guia Completo do Sono para Bebés e Crianças Felizes, Gina Ford trata uma das questões mais preocupantes e de maior tensão para os pais: as birras. Em O Fim das Birras, publicado pela Bertrand, a autora oferece conselhos eficazes sobre como lidar com comportamentos aparentemente incontroláveis. As suas dicas fáceis e rápidas vão ajudar os pais a compreender os motivos das birras, a prevenir as birras logo aos primeiros sinais, a acalmar as crianças em plena birra e a manter a calma.

QUEIjINHO DELICIOSO E FáCIL DE TRANSPORTAR Pik&Croq é um delicioso snack da Vaca que ri, o snack ideal para as crianças. Pik&Croq combina toda a cremosidade de Vaca que ri com palitos de pão crocantes. É saboroso, fácil de transportar e de utilizar, em qualquer momento e local. Basta abr ir, mergulhar os palitos no queijo e saborear este delicioso snack.

BRINCAR A CONSERTAR! SANDES QUENTES E TOSTAS PARA TODA A FAMíLIA A Fagor apresenta a sandwicheira Panini para fazer apetitosas sandes quentes e tostas crocantes ao gosto de cada membro da família. A Panini da Fagor conta com uma base de uma só peça, adaptável a qualquer tipo de pão e de diferentes tamanhos, permitindo preparar sandes quentes e tostas maiores do que o habitual. O design inovador e de vanguarda torna-a cómoda de usar e guardar na ver tical em qualquer local.

C omo s er á cons er t ar cois as com o Manny Mãozinhas, tal como na série de TV? Agora, as crianças vão descobrir tudo isto, fazendo parte de um dia de reparações com o Manny Mãozinhas Vamos Trabalhar da Fisher-Price, igualzinho ao da série de TV! Este boneco fala com as crianças em português e espanhol, pedindo-lhes ajuda para encontrarem a ferramenta certa para o trabalho que têm pela frente. O Manny é articulado e as suas ferramentas prendem-se ao seu cinto ou encaixam.

BEBÉ VIDA CELEBRA PARCERIA COM CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS Os parceiros institucionais e clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD) vão passar a beneficiar de condições especiais na aquisição do serviço de criopreservação das células estaminais do sangue do cordão umbilical. 5% de desconto no serviço e outras promoções disponíveis www.vantagenscaixa.pt são algumas das vantagens oferecidas aos clientes da CGD. Um protocolo que a Bebé Vida celebrou recentemente com a CGD.

NOVA CADEIRA DE COMER PORTáTIL DA TUC TUC Para comer fora de casa, esta nova cadeira da Tuc tuc garante o conforto dos bebés com o seu assento e encosto almofadado. É adaptável a qualquer cadeira e está equipada com um arnês para segurar as crianças firmemente. Além disso, é também muito cómoda para os pais, com uma bolsa para transportar refeições e um espaço interior para os utensílios do bebés, uma bolsa com fecho de correr, um porta-toalhetes e porta-biberões. Uma cadeira de comer portátil ideal para desfrutar das saídas com o bebés.

46

Papas & Bebés


FRUTA à COLHER PARA BEBÉS E CRIANçAS A Sonatural acaba de acrescentar uma nova gama aos iogurtes e smoothies. Trata-se da fruta a colher, um produto 100% natural sem corantes nem aromas artificiais, lançado a pensar nas crianças e bebés portuguesas. O novo fruta a colher não é mais que fruta fresca triturada, elaborada por hiperpressão (HPP). O novo fruta a colher é a resposta da Sonatural às mães que procuram dar aos seus filhos a mais pura fruta fresca. Disponível nos sabores maçã, maçã/pêra e maçã/banana a partir de 1,49 € (pack de 2 unidades).

PãO COM TEOR DE SAL MUITO ABAIXO DO LIMITE O Pão São Diabetes e o Pão São Coração apresentam um teor de sal muito abaixo do limite imposto pela nova legislação que tutela o teor de sal no pão. A marca, pertencente ao Museu do Pão, apresenta-se no mercado como uma escolha saudável, com o objectivo de disponibilizar receitas de pão com uma composição e ingredientes mais saudáveis. Estes pães encontram-se disponíveis em todo o país, nas grandes superfícies comerciais, lojas de conveniência e comércio local.

NOVA GA M A NE S TLÉ EXPERT

A Nestlé acaba de lançar a mais recente gama de papas infantis: NESTLÉ EXPERT. As novas papas nutricionalmente completas e ajustadas às necessidades dos mais pequenos, ajudam o bebé a iniciar a sua diversificação alimentar de forma completa e saudável. Disponíveis nas farmácias, nos deliciosos sabores de Cereais sem glúten, 8 cereais e 8 Cereais e Mel com glúten, devem ser preparadas com o leite que o bebé está a tomar .

25 ANOS DE CHOCAPIC COM PRÉMIOS DE 30 EM 30 MINUTOS Os cereais CHOCAPIC celebram este ano o 25º aniversário e vão oferecer prémios de 30 em 30 minutos, durante 100 dias. Até 23 de Novembro, as embalagens promocionais CHOCAPIC 25 Anos oferecem prémios diários – de 30 em 30 minutos – e cinco grandes prémios semanais para os participantes que mais códigos introduzirem no site da marca. Entre os prémios diários estão bilhetes para a Kidzania, mochilas, toalhas de praia, taças de cerâmica, entre outros. Nos prémios semanais, Playstation 3, PSP, DVDs portáteis, MP4s, Notebooks e presentes “Super Aventuras” de “A Vida é Bela”. Para ganhar todos estes prémios é necessário utilizar o código impresso dentro das embalagens promocionais e inseri-lo no site da marca, www.chocapic.pt.

TIGEX APRESENTA COLECçãO INTUITION A linha Intuition da Tigex é ideal para facilitar a transição para o amamentar. Sem Bisphenol A, este biberão está equipado com a nova tetina air control, que permite que o bebé beba o leite a um ritmo idêntico ao do seio materno. Esta nova tetina associa três factores únicos: uma forma anatómica com uma base larga, concebida para parecer com a forma arredondada do seio; uma válvula de regulação de ar, permitindo ao bebé engolir menos ar e fazer melhor a digestão; e um controlo de 3 velocidades para ajustar o fluxo, em função do apetite da criança e da consistência do alimento.

FAMíLIA VITAMINADA Tonosol, o xarope de vitaminas para abrir o apetite e ajudar num crescimento saudável, tem mais de 35 anos. Ao xarope de laranja (Tonosol Plus), rejuvenescido com nova imagem, juntam-se agora Tonosol júnior e Tonosol Adulto. A gama Tonosol foi formulada para fornecer uma combinação de nutrientes essenciais para toda a família, agindo sobre a resistência do corpo, especialmente durante a actividade física e/ou intelectual. Num lançamento da CPCH – Companhia Portuguesa Consumer Health, a gama Tonosol está à venda em farmácias e parafarmácias.

Papas & Bebés

47


* Oferta limitada ao stock existente

Assine a Papas & Bebés e receba 1 Manual para Pais + 3 produtos Pédiatril para a higiene e cuidado do seu bebé *

M Guia

de n

B utriç

ão p

ara

gráv

a

C

idas

e cria

mos osso s Fo e sa rTes udáv eis

Bimes

tral · n.º

9 · Ou tubro/ Nove mbro

2011 ·

2,00

nças son har éom remé e Quer dio lhor e

valor total da oferta 51,00€

Frut o reFos de out ono rça imunr o sist para itári ema o

# Sim, desejo assinar a revista Papas & Bebés por 12 números meses com 25%dede com 25% desconto a partir do mês ............................ de 2011 (inclusivé). Portugal 18,00€

As revistas serão expedidas por correio normal.

Envie já o seu cupão Recorte ou fotocopie e envie para

Nome Morada Localidade Código postal Telefone E-mail

Obras em Curso

Profissão Data de nascimento Contribuinte n.º

(obrigatório)

Junto envio à ordem de Obras em Curso o cheque n.º

Rua Carlos Mardel, 135 – 1º Esq. 1900-121 Lisboa Tel.: 21 4000 464 geral@obrasemcurso.com

Sobre o banco ou Vale de Correio Assinatura Os dados recolhidos são processados automaticamente e destinam-se à gestão da sua assinatura e apresentação futura de novas propostas. O seu fornecimento é facultativo. Nos termos da lei é garantido ao cliente o direito de acesso aos seus dados e respectiva actualização. Caso não pretenda receber outras propostas comerciais, assinale aqui com um x

Papas&Bebés nº9


Dia Mundial do Coração,

29 Setembro 2011

Um Mundo, Um Lar, Um Coração.

Ao celebrar o Dia Mundial do Coração, tome conta do seu coração e cuide dos corações dos seus entes queridos. Faça da sua casa um local onde os alimentos saudáveis estejam disponíveis, os hábitos tabágicos sejam banidos e o exercício físico seja incentivado. Ajude quem ama a reduzir o risco das doenças coronárias e do AVC. Descubra por que razão 2011 é o ano para se bater por uma vida saudável para o seu coração e para o coração daqueles que lhe são queridos: www.fpcardiologia.pt

Designed by SAENTYS © World Heart Federation



Papas & Bebés nº 9