Page 1

ANO X | NÚMERO 99 | MARÇO DE 2014

O Auxílio

BOLETIM INFORMATIVO DA PARÓQUIA N. S. AUXILIADORA BESSA

Uma semana diferente das demais...Será? POR DIÁCONO EDUARDO HENRIQUE

Dentro da estrutura da divisão e contagem do tempo ocidental temos no final a seguinte divisão: anos, meses, semanas e dias. Neste espaço cronológico foram inseridas datas marcantes, que sinalizam o início, meio e fim dos períodos festivos. Por vezes, há um caráter popular, outros nacionalistas e ainda os religiosos. Dentre estas datas, encontra-se uma semana diferente das demais: a chamada Semana Santa. Nela está contida a maior solenidade celebrativa da nos sa Igreja Católica denominada de Tríduo Pascal. A Semana Maior, como também é chamada, foi santificada pelos acontecimentos que a liturgia celebra ao longo da história da Igreja e da composição dos seus ritos sagrados indicados por Jesus ou testemunhados com sua própria vida e sangue. Estes não poderiam passar em branco por aqueles que se dizem seus seguidores. Sendo assim, foi surgindo ricas e belas celebrações cheias de fé, significado e grandeza com o intuito de fazer memória, produzir renovação e santificação do povo de Deus.

2

Palavra do Padre Aniversariantes

3

Pastoral Familiar

O ápice da vida cristã nos tempos de hoje está dividido assim: na quinta-feira, dia da Instituição da Eucaristia, do Lava-pés, a Igreja canta o “Ubi caritas” e se alegra, pois, ‘onde está a caridade’, o amor de Deus aí está. Na sexta-feira da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, é Ele mesmo que nos repreende quando nos indaga: “Povo meu, o que Ti fiz?”, são os “Improperium” e a Igreja clama: “Deus Santo, Deus forte, Deus Imortal, tende piedade de nós”. Finalmente, no Sábado Santo a terra toda que estava em silêncio e solidão exulta de alegria e adora Aquele que venceu a morte. Está vivo. Ressuscitou. Em se tratando de pessoas que dizem ter fé em Jesus Cristo, como seu Deus e Salvador, que recorrem a Ele com súplicas em favor de suas vidas, tendo o conhecimento do primeiro mandamento que é: “Amar a Deus sobre todas as coisas” e de uma palavra que Jesus nos disse que eu considero muito forte: “quem é meu amigo faz o que eu mando” então nos resta uma pergunta: -Por que transformamos esta solenidade em um feriado prolongado?

4

Você Sabia? Rápidas

6

Pastorais do EJC Horários da Paróquia


O SENTIDO DO PERDÃO

POR DIÁCONO EDUARDO HENRIQUE

Neste período de quaresma gostaria de propor à nossa comunidade uma reflexão sobre o sentido do perdão. Retomemos a oração cristã mais conhecida de todas: o Pai Nosso. E vamos à frase que diz “perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.” (Mt 6, 12). Veja bem, Jesus nos sugere uma oração condicional, uma petição que o perdão que eu recebo de Deus seja proporcional ao perdão que eu concedo aos meus irmãos; veja a confirmação disto nos versículos 14 e 15, do mesmo capítulo, “porque se perdoardes aos homens as suas ofensas, o vosso Pai celeste também os per-

doará. Mas, se não perdoardes aos homens, tão pouco o vosso Pai os perdoará.” Pois bem, queridos irmãos, se formos aprofundar esta dimensão, Deus está querendo uma transformação interior, pois quando eu me esvazio dos lixos que acumulo, quando eu libero sentimentos mesquinhos, egoístas, torturosos, eu estou deixando espaço para um olhar sensível e misericordioso. Em tempos de tantas friezas e amarguras, em tempos de tanta relatividade e de vinganças iminentes, gostaria que a palavra de Deus nos iluminasse para entronizar em nós este belo, real e transformador sentido do perdão; um perdão que me deixa livre, tão livre que não brota em mim nenhum sentido de troca, mas de um exercício sensível de misericórdia, que faz nascer em mim um olhar amorizado, um olhar terno,

O Auxílio

2

um olhar paterno. E assim, poderia fazer não minha quaresma melhor, mas a minha vida, porque como cristãos precisamos produzir uma vida abundante e cheia de graças, pois o que a gente planta é exatamente o que a gente colhe. Levantemo-nos, irmãos, a semear a mais bela semente do perdão nas ruas da vida e nos encontraremos nas encruzilhadas da misericórdia de Deus.

Padre Carlos Maurício

Aniversariantes Dizimistas: abril/2014 1 1 1 2 2 2 4 5 6 6 7 7 7 8 8

José Célio de Figueiredo

8 Luciana Teixeira P.Paulo Neto 9 Maria Lurdélia Diniz A. Melo 9 Ana Isabel de S. L. Andrade 10 Delmo do Couto A. Neto 11 Rodrigo J. Pinto Seixas Filho 11 Maria de Lourdes S. de L. Freire 11 João Pequeno Madruga 11

Sueli Aparecida Pansica

Maviael Carício

13

Ana Paula de S. M. de Paiva

Samir Hamad de F. Arcoverde

13 13 13 14 15 15

Eduardo H. Formiga da Silva

Liliana Costa Maria de Lourdes Cavour Maria Tereza Q. de Almeida Everton Almeida Pereira Maria Gorette O. Lira

Diego Andrade de Menezes José Benício do Carmo Heliane C. Benevides Silva Carlos Eduardo de Andrade Maria Auxiliadora L. da Cunha Pedro Fernandes Corrêa Viviane Maia Resende Lúcio

Lucia Maria R. de Azevedo Tereza Cristina Neves Sales Rejane Gomes de Souza Arlindo Jorge Cabral Clóvis Correia Lima Júnior

15 18 19 20 20 21 21 23 26 26 28 30 30

Edna Suely Farias da Costa Selma Delmo do Couto Almeida Francisco de Assis M. L. Irmão Maria Ilma L. Rolim da Paz Ana Neta da Silva Glauco José da Silva Soares Fernando J. U. Moura Filho Francisco Pereira de Andrade Rejane Soares Carício Rosélia Maria do Egito Seixas Danilo César Franklin Chacon José Tanildo de Medeiros

Seja você também um dizimista da paróquia N. S. Auxiliadora !

O Auxílio é o boletim informativo da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora. Distribuição gratuita. Presidente: Padre Carlos Maurício. Conselho - Edito rial: Antônio de Mello Villar,Eduardo Henrique, Francisco Lins de Andrade, Heloisa Maia, Lúcio Wellington Batista, Luciano Barros de S. Leite, Maria Elza Egypto Nascimento, Maria do Socorro A. Barros . Editoração Eletrônica: Luciano Barros. Fotógrafo: Lúcio Wellington Batista. Setor Comercial: Francisco Lins. Impresão: Gráfica e Editora Mangabeira - 1000 exemplares. Periodicidade: Mensal. E-mail: pnsauxiliadorajp@gmail.com.br


UM PROJETO DA IGREJA PARA AS FAMÍLIAS

O Auxílio | 3

POR MAGNO E NALDINHA

Setor Pre-Matrimonial:Prepara q u a n para o chamado à família e ao matri - do fala A Pastoral Familiar é um serviço que mônio em três etapas: sobre se realiza na Igreja e com a Igreja, de a) Preparação remota: articulada o disforma organizada e planejada, através cernicom outras pastorais catequéticas- (Cris de agentes específicos e com metodo - ma, Batismo, Primeira Eucaristia, Escola); mento logia própria, visando apoiar as famílias evanb) Preparação próxima: evangea partir da realidade em que elas se gélide noivos; encontram para que possam existir lização e co: “A c) Preparação imediata: orienta Igreja, viver dignamente, estabelecer relacio - portannamentos e formar as novas gerações sobre o Rito Sacramental e Celebra ção do Matrimônio sob direção do to, não conforme o plano de Deus. No Concílio Vaticano II, a Igreja Padre ou de um Diácono. realiza o discernimento evangélico começou a delinear uma proposta Setor Pós-Matrimonial: Promo- próprio só por meio dos pastores, inspiradora para os esforços da evan - ve a formação contínua para a vida os quais ensinam em nome e com gelização da família. No ano de 1981, conjugal, familiar e comunitária -so o poder de Cristo, mas também por foi promulgada a Exortação Apostóli - bretudo das famílias jovens. meio dos leigos: Cristo ‘constituiu-os ca Familiaris Consortio do Papa João Setor Casos Especiais: Pastoreiam testemunhas, e concedeu-lhes o sen Paulo II que trata sobre a missão dafamílias com problemas de vícios,-contido da fé e o dom da Palavra (cf. At família cristã no mundo de hoje fren 2,17-18; AP 19,10) a fim de que a- for flitos e situações especiais no lar, irre te aos desafios que lhe são impostos ça do Evangelho resplandeça na vida gularidades na união, afastamento da quotidiana, familiar e social.” pela realidade em que vive. A Comissão Episcopal Pastoral Igreja e desestruturação da família. O objetivo geral é fazer acontecer para a Vida e a Família propõe uma O papel dos leigos na Pastoral a missão da Pastoral Familiar que é a organização em nível diocesano e Familiar foi apresentado pelo Papaevangelização, a promoção humana paroquial para a Pastoral da Família: João Paulo II na “Familiaris Consortio”e social da pessoa e da família.

Faça parte desta grande família

O Evangelho de São Mateus 9,32-38 traz um convite de Jesus a todos os cristãos batizados, pois através do batismo, nos tornamos responsáveis pelo anúncio do Evangelho. “O Evangelho é uma alerta para todos aqueles que se dizem cristãos. É um compromisso de cada um de nós que somos batizados. Nos questionemos: qual tem sido o nosso comprometimento com Jesus para o anúncio da boa nova?”

“A messe é grande de fato, mas faltam operários. Vamos assumir com coragem, confiança, comprometimento a nossa fé cristã para construirmos um mundo novo”. Amados, o SENHOR nos chama, vamos assumir nosso trabalho de evangelizar as famílias que precisam, vamos trabalhar com esses casais que não conhecem a palavra do SENHOR, vamos levar um pouco da nossa experiência como cristãos para estas famílias que estão para se formar. A Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, convida novos membros para fazer parte desta grande família. Só precisa ser parte de uma família, ou seja, TODOS estamos convidados, casais

em segunda união, noivos, viúvos, como diz o Evangelho, a messe é grande e os operários são poucos. E, é no espírito familiar com o firme propósito de comunhão entre os membros da Pastoral Familiar, que vocês irmãos, estão também convidados para nos reunirmos todas as segundas-feira, logo após o terço das famílias, para estudarmos o diretório da Pastoral Familiar. As famílias que porventura desejarem uma visita em oração com a Pastoral Familiar, ou queira ser um agente da pastoral familiar podem entrar em contato com Magno e Naldinha, através dos telefones 3021-6075 ou 99226922 ou marcar na Secretaria da Paróquia.


RÁPIDAS

O Auxílio | 4

Horários das celebrações da Semana Santa POR LINS E ROSELÂNGE

A Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora preparou uma programação especial para as celebrações da Semana Santa, de modo que os paroquianos possam participar ativamente de -to dos os momentos. Confira abaixo o calendário com as datas e horários:

Não devemos bater palmas durante a Quaresma

A liturgia recomenda que durante a Santa Missa Celebração Local Dia e hora o silêncio deve fazer parte Multirão das Confissões Igreja N.S.Nazaré Segunda-feira, dia 07/abr, 19h00 do momento celebrativo. Igreja Auxílio Terça-feira, dia 08/abr, 19h00 É que somente no silêncio Missa com Benção dos Igreja Auxílio Sábado, 12/abr, 17h00 Capela Auxiliadora Sábado, 12/abr, 19h30 Ramos dos nossos corações conse Domingo de Ramos e da Capela Auxiliadora Domingo, 13/abr, 07h30 guiremos entrar em sintoPaixão Igreja Auxílio Domingo, 13/abr, 17h00 nia com Jesus Eucarístico. A Igreja Auxílio Domingo, 13/abr, 19h30 celebração fica muito mais Celebração Penitencial Capela Auxiliadora Terça-feira, 15/abr, 19h30 profunda quando nos -re Celebração Penitencial Igreja Auxílio Quarta-feira, 19h30 colhemos e interiorizamos Missa da Ceia do Senhor Igreja Auxílio Quinta-feira, 17/abr, 19h30 Quinta-feira, 17/abr, 21h00 nossas orações, ficando Trasladação do Santíssimo Quinta-feira, 17/abr, 21h30 Adoração mais perto do Cristo e ele 21h30 Ministros, Apostolado da Oração e Pastoral dos Idosos vando a Ele nossas preces. 22h00 Catequese, Perseverança, Batismo, Mas, na Quaresma, o siRenovação Carismática e Círculo Bíblico lêncio torna-se ainda mais 22h30 Coleta, Cantinho da Criança, imprescindível, pois é um Dizimo e Pastoral do Auxílio 23h00 Pastoral Familiar, Coroinhas, Pas período de recolhimento e toral Litúrgica e Pastoral Litúrgica interiorização em si mesmo. Jovem 23h30 ECC, EJC, Crisma e Grupos de Por isso, nesse tempo litúr Canto gico não devem ser canPaixão de Cristo Procissão pelas ruas Sexta-feira, 18/abr, 07h00 tados o Glória e o Aleluia. Sexta-feira, 18/abr, 15h00 Igreja Auxílio Também não devemos Sábado de Aleluia Igreja Auxílio Sábado, 19/abr, 19h30 bater palmas após a leitu Domingo da Ressurreição Capela Auxiliadora Domingo, 20/abr, 07h30 Igreja Auxílio Domingo, 20/abr, 17h00 e 19h30 ra do evangelho e, muitos ............................................................................................................. párocos, também substi tuem o abraço da paz pelo Ministério Em Adoração no Facebook silêncio. É um momento Agora você pode conferir as ações do Ministério Em Adoração na página do de nos encontrarmos com Facebook (https://www.facebook.com/pagina.ministerioemadoracao) . Este novo espaço será usado como mais uma forma de mostrar Jesus ao mundo. Convi - Deus, ouvindo a sua voz. dem seus amigos e todos os paroquianos para curtirem e ficarem por dentro dos A Quaresma é tempo momentos de adoração e das ações do ministério. Deus abençoe a todos! de partilha, de oração e de jejum. Devemos fazer uma reflexão das nossas vidas e das nossas atitudes, buscando encontrar o caminho em direção à libertação prometida por Jesus e realizada através de sua morte na cruz. ..............................................................................................................................................................................

..............................................................................................................................................................................

..............................................................................................................................................................................

..............................................................................................................................................................................


MINISTÉRIO EM ADORAÇÃO POR LUCIANO BARROS

No dia 8 de dezembro de 2011, o Ministério em Adoração realizava um sonho e a Comunidade Maná foi o local escolhido para o show de lançamento do seu primeiro CD. A falta de patrocínio não foi empecilho para que a equipe seguisse em frente. Foram muitos meses de trabalho e dedicação que resultaram numa obra primorosa, de muito bom gosto musical e de conteúdo impecável. O álbum Em Adoração, do Diácono Eduardo Henrique & Diego Chacon, contou com participações especiais de vários jovens da paróquia, Ramon Formiga, Juliane Lins, Juliana Sarmento, Klaus Henrique e Márcia Jorge. Teve também a participação de Fabiano Moura, Adriana Karla e Ricardo Fabião, além dos padres Márcio José, José Carlos Serafim e Luiz Júnior. A produção executiva ficou por conta de Otávio Ney e do Diácono Eduardo e resultou num trabalho de excelente

O Auxílio | 5

qualidade que agradou aos que adAgora é só adquirir o seu exemquiriram um exemplar do álbum. plar e se deliciar com este trabalho Mas isso era apenas o início. No belíssimo realizado pelos jovens do mês de março de 2014, Eduardo Ministério em Adoração. Henrique surpreendeu a todos com CD Em Adoração o lançamento do segundo álbum CD Intimidade do Ministério em Adoração “Intimidade”, que, a exemplo do primeiro, já chegou agradando pelo emocionante repertório, com participações especiais de Mayara Gonçalves, Carol Rodrigues, Teresa Onofre, Camila Nóbrega, Camilo Oberdan, Onofre Alves, Aline Nunes, Maquiavel Lima e Klaus Henrique, que também foi o responsável pela capa do álbum. A produção musical ficou a cargo de Diego Chacon, Igo Wendel e do maestro Sérgio Gallo, que cuidou também dos arranjos, da mixagem e da masterização, realiza- May Gonçalves, Ramon Formiga, Ana Luíza Medeiros, André Casimiro, Diácono das no SG Stúdio Digital. Eduardo Henrique, Bruno Maia de Morais, Bruno Silva e João Maurício Gurgel.

....................................................................... .....................................................................................

As equipes de Nossa Senhora ajudam os casais na busca da santidade POR MADALENA E VILLAR

Equipes de Nossa Senhora (ENS) é uma comunidade cristã de casais, um Movimento Católico internacional reconhecido pela Igreja. Cada equipe é formada por 5 a 7 casais assistidos por um sacerdote, Conselheiro Espiritual, e trabalha a Espiritualidade conjugal e familiar. É um movimento que tem suas regras e exigências próprias, oferece meios próprios de ajuda, através dos Pontos Concretos de Esforço (PCE) e três atitudes: 1º Cultivar a assiduidade em abrir-se à Vontade e ao Amor de Deus. 2º Buscar e Desenvolver a vontade de Viver a Verdade. 3º Buscar e Aumentar a Capacidade de viver o Encontro e

a Comunhão. A Equipe de Nossa Senhora reúne-se “em nome de Cristo” e quer ajudar os seus membros a progredirem no amor de Deus e no amor ao próximo, para melhor corresponderem ao apelo de Cristo e buscarem a santidade em casal. Coloca-se sob a proteção da Virgem Maria, pois não há melhor guia para ir a Deus do que aquela “que ocupa o primeiro lugar entre os humildes e pobres do Senhor que confiantemente esperam receber dele a salvação”. Nós tivemos a honra de participar por alguns anos das ENS, e testemunhamos que é o movimento que melhor oferece meios de trabalhar e ajudar ao casal na busca

da santidade, junto à Igreja. Agradecemos a Deus e Nossa Senhora por nos conduzir nos caminhos escolhidos para nós. O poderoso fez em nós maravilhas, Santo é o seu nome!


PASTORAIS DO EJC

O Auxílio | 6

POR PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

Ação pastoral católica ou simplesmente pastoral é a ação da igreja católica no mundo ou o conjunto de atividades pelas quais a Igreja realiza a sua missão, que consiste prima riamente em continuar a ação de Jesus Cristo. Visite nosso site e saiba mais sobre as pastorais ligadas ao EJC Auxi liadora - ejcauxiliadora.com - e siga nosso instagram e twitter.

PASTORAL DO AUXÍLIO

PASTORAL DO CANTO

A Pastoral do Auxílio é responsável por realizar as ações sociais da Igreja, organizando campanhas de arrecadação de doações, distribuindo o arrecadado às instituições e pessoas necessitadas, mobilizando a comunidade em prol dos nossos irmãos mais carentes. O seu objetivo é levar auxílio material e espiritual a quem dele necessitar. A Pastoral se reúne uma vez na semana, para organizar suas duas principais atividades: o Dia A, que consiste em visitas a instituições de caridade, e o Projeto Cristo na Rua, em que os jovens preparam e distribuem, uma vez ao mês, refeições para os nossos irmãos de rua, levando também cobertores e agasa lhos, além de pregar o evangelho.

A pastoral do canto é responsável pela parte musical das celebrações e eventos de responsabilidade dos jovens do EJC. Essa pastoral procura sempre tra zer músicas que estimulem o louvor, a adoração e a intimidade com Deus a todas as faixas etárias presen tes na comunidade. O principal objetivo é evangelizar através das canções, pois “quem canta, reza duas ve zes”. A pastoral busca cada vez mais o conhecimento sobre a nossa igreja, através das formações com a Pastoral da Liturgia uma vez ao mês, além de estudar e partilhar, em cada reunião, sobre o seu papel de ministrar a música à comunidade.

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

PASTORAL DA LITURGIA

A Pastoral da Comunicação A pastoral da liturgia é respontem a função de evangelizar atra sável por organizar as celebrações vés dos meios de comunicação. O que são de responsabilidade dos jo mundo vive o período da chamada “era vens do EJC. O principal objetivo da pasdigital”, em que os meios tecnológicos e de toral é inserir o jovem dentro da realidade licomunicação estão em evidência e a informação túrgica, mostrando a beleza da Igreja através dos é transmitida cada vez mais rápida, ganhando também seus ritos milenares. Essa pastoral organiza os círculos destaque as mídias sociais. Diante dessa atual conjun - de formação, que acontecem uma vez por mês, bem tura, a Pastoral da comunicação promove a evangeliza- como as formações que acontecem para as pastorais, ção através das redes sociais como facebook, twitter e também uma vez por mês, além de participar das ativi instagram, transmitindo também notícias relacionadas dades que as outras pastorais e o próprio EJC promoà Igreja. É responsável pela divulgação e cobertura dos vem, como a II Etapa e o Dia A. eventos da paróquia e do EJC. A pastoral da comunica “Eu sou o bom pastor...Vim para que todos ção organiza ainda o EJCine e é responsável pela acolhida nas missas e vigílias jovens organizadas pelo EJC. tenham vida em abundância”(Jo 10,10).

HORÁRIOS DA PARÓQUIA SECRETARIA DA PARÓQUIA

IGREJA AUXILIADORA Missa e Adoração Missa

Quinta-feira, 19h30 Sábado, 19h30 Domingo, 07h30

Seg a sexta Sábado

8h às 11h e 14h às 17h 8h às 11h

Telefone

(083) 3246-1520

CONFISSÕES EM AUXÍLIO DOS CRISTÃOS

nsraauxiliadora@ig.com.br

Ter e quinta 14h30 às 17h00

e-mail

IGREJA AUXÍLIO DOS CRISTÃOS Celebração Terço das Famílias

Segunda-feira, 17h00

Adoração

Quinta-feira, 16h00

Missas

Terça, quinta, sexta-feira e sábado, 17h00 Quarta-feira, 19h30 Domingo, 17h00 e 19h30

Segunda-feira, 19h30


O auxílio n°99 mar14  

Edição 99. Matéria especial sobre a Semana Santa, lançamento do 2° CD do Ministério Em Adoração "Intimidade", Equipes de Nossa Senhora, Pas...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you