Page 97

fazer. Segundo seus colegas de equipe, ele nunca se engana. Incrível. Como pode fazer isso? Segundo o relato de Faulk, ele passou muitos anos assistindo a jogos de futebol. No tempo da escola secundária, chegou a conseguir um trabalho que detestava, como vendedor ambulante num estádio, para poder assistir às partidas dos profissionais. Enquanto observava, sempre fazia a pergunta “Por quê?”. “Por que vamos fazer essa jogada?” “Por que estamos atacando dessa forma?” “Por que o adversário está fazendo isso?” “Por que estão fazendo aquilo?” “Essas perguntas”, diz Faulk, “basicamente me envolveram mais profundamente no futebol.” Como profissional, ele nunca deixou de perguntar por que e de investigar cada vez mais profundamente o funcionamento do jogo. Sem dúvida, o próprio Faulk considera sua capacidade produto de sua insaciável curiosidade e estudo. Como veem isso os jogadores e os técnicos? Como um dom. “Marshall tem um QI mais alto do que qualquer jogador com quem já joguei”, diz um veterano companheiro de equipe. Outros colegas descrevem sua habilidade para reconhecer com precisão o posicionamento defensivo do adversário como “o dom de um sábio”. Admirado com a gama de suas habilidades, um técnico explicou: “É preciso uma inteligência futebolística inata para conseguir fazer isso tudo”. “CARÁTER” Mas será que não existem talento nato, atletas que realmente pareçam possuir “algo mais” desde o começo? Sim, e, assim como aconteceu com Billy Beane e John McEnroe, isso às vezes é uma maldição. Com todos os elogios a seu talento e com o pouco que têm de trabalhar ou se esforçar, é fácil caírem num mindset fixo. Bruce Jenner, medalhista de ouro no decatlo nas Olimpíadas de 1976, diz: “Se eu não fosse disléxico, provavelmente não teria conquistado uma medalha olímpica. Se tivesse sido melhor na leitura, talvez tudo tivesse sido mais fácil, talvez os esportes fossem mais fáceis […] e eu nunca teria percebido que a maneira de progredir na vida é o trabalho árduo”. 29 Os talentos natos, enlevados com sua superioridade, não aprendem a se esforçar nem a lidar com os reveses. Essa é a história de Pedro Martinez, o brilhante arremessador que jogava nos Red Sox de

Profile for PEÇAS GENUINA - BIBLIOTECA ON-LINE

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck  

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck  

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck

Profile for oasis23r