Page 186

resolvi aplicar à situação real o que tínhamos aprendido com suas aulas. Em vez de elogiar sua inteligência ou a nota que obtivera, fiz perguntas que a levaram a refletir sobre o esforço que despendera nos estudos e sobre como ela havia melhorado desde o ano anterior. No ano passado, as notas dela foram baixando ao longo do período escolar e achei que era importante que eu interviesse e a orientasse na direção correta neste início de ano letivo. Isso significa que não devemos elogiar entusiasticamente nossos filhos, quando fazem alguma coisa bem-feita? Devemos tentar restringir nossa admiração por seus sucessos? Absolutamente não. Significa apenas que devemos evitar certo tipo de elogio, os elogios que julgam a inteligência ou o talento. Ou o elogio que demonstra que estamos orgulhosos por sua inteligência ou talento em vez de estarmos pelo esforço que dedicaram. Podemos valorizá-los o quanto quisermos pelo processo que leva ao crescimento: o que conseguiram realizar por meio de exercícios, estudo, persistência e boas estratégias. E podemos fazer perguntas sobre seu trabalho de forma que reconheçamos e mostremos interesse em seus esforços e suas escolhas. “Você realmente estudou para o teste e sua melhora demonstra isso. Você leu o material várias vezes, fez marcações e se testou. Deu realmente certo!” “Eu gosto da maneira como você experimentou todos os tipos de estratégias no problema de matemática até finalmente conseguir resolvê-lo. Pensou em muitas maneiras diferentes de fazê-lo e encontrou uma que deu certo!” “Gosto de você ter aceitado aquele projeto desafiador para a sua aula de ciências. Vai dar bastante trabalho — fazer a pesquisa, projetar os aparatos, comprar as peças e montá-lo. Garoto, você vai aprender muitas coisas legais.” “Eu sei que a escola costumava ser fácil para você e que você costumava se sentir o garoto inteligente o tempo todo. Mas a verdade é que você não estava usando todo o potencial do seu cérebro. Estou realmente animado por você estar abrindo os horizontes e se esforçando para aprender coisas difíceis.” “Aquele dever de casa era longo e difícil. Admiro a maneira pela qual você se concentrou para terminá-lo.” “Aquele quadro tem muitas cores bonitas. Fale sobre elas.”

Profile for PEÇAS GENUINA - BIBLIOTECA ON-LINE

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck  

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck  

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck

Profile for oasis23r
Advertisement