Page 110

são conquistados pela equipe.” O técnico John Wooden afirma ter sido mediano, tanto em tática quanto em estratégia. 78 Mas como fez para ganhar dez campeonatos nacionais? Uma das principais razões, diz ele, é que sabia como fazer os jogadores desempenharem determinados papéis como parte de uma equipe. Creio, por exemplo, que eu poderia ter feito de Kareem [Abdul-Jabbar] o maior cestinha da história universitária. Poderia ter conseguido isso fazendo o time jogar centrado nessa capacidade que ele tinha. Mas teríamos ganhado três campeonatos nacionais, enquanto ele esteve na Universidade de Los Angeles (UCLA)? Nunca. 79 No mindset fixo, os atletas querem ver seu talento reconhecido. Isso significa agir como superestrela, e não “simplesmente” como membro da equipe. Mas, como aconteceu com Pedro Martinez, essa atitude prejudica as vitórias importantes que eles desejam conseguir. A história de Patrick Ewing é reveladora, porque ele poderia ter sido um dos grandes nomes do basquete. No ano em que foi um dos candidatos à escolha por parte dos clubes profissionais, e era de longe o jogador mais cobiçado, a sorte coube à equipe dos Knicks, de Nova York, que ficaram felizes em acrescentar Ewing ao time. Agora tinham “torres gêmeas”, Ewing e Bill Cartwright, o pivô central bom de cesta, ambos com 2,10 m. Tinham a oportunidade de se tornar uma equipe verdadeiramente excepcional. Precisavam de Ewing para jogar na posição de atacante de ponta. Ele não gostou da ideia. O pivô é a grande estrela do time. E talvez ele não tivesse certeza de ser capaz de acertar os tiros à distância, como o atacante tem de fazer. O que aconteceria se realmente tivesse se empenhado em aprender a jogar nessa posição? (Alex Rodriguez, então o melhor shortstop do beisebol, concordou em jogar na terceira base quando foi contratado pelos Yankees. Teve de treinar tudo novamente, e durante algum tempo não rendeu tanto quanto estava acostumado.) O que aconteceu de fato foi que Cartwright foi jogar no Bulls, e os Knicks de Ewing nunca conseguiram ganhar um campeonato. Há também a história do jogador de futebol americano Keyshawn Johnson, outro atleta imensamente talentoso que se dedicava ao reconhecimento de sua própria grandeza. Uma vez lhe perguntaram antes de um jogo como ele se comparava ao principal jogador do outro time, e a resposta foi: “Você quer comparar uma lanterna com uma estrela. As lanternas não duram muito. As estrelas ficam no céu para

Profile for PEÇAS GENUINA - BIBLIOTECA ON-LINE

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck  

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck  

Mindset_ A nova psicologia do sucesso - Carol Dweck

Profile for oasis23r
Advertisement