Issuu on Google+

+

O ARAUTO

ANO 2 EDIÇÃO 99 | PERIODICIDADE SEMANAL | 14 a 20 de Junho de 2011

É

CLIMA (15 a 21 de Junho) FONTE: CLIMATEMPO.com.BR

QUA 11º 23º

QUI 11º 23º

SEX 14º 22º

SÁB 16º 23º

DOM 16º 23º

SEG 17º 20º

TER 16º 23º

MAIS

PREÇO NAS BANCAS

O ARAUTO significa:

O informante do povo. O comunicador da sociedade.

jornalismo

+ res po nsab ilidad e

O Antes e o Depois Páginas 12 à 15

no RAIO-X do Bairro

acessibilidade

esporte

Uma visão pessimista para os deficientes em Chapecó. Projetos defendidos pelo legislativo podem auxiliar pessoas com deficiência proporcionando mais acessibilidade para todas as pessoas.

Leia a coluna de Edson Florão sobre a Chapecoense, e os comentários de Renan Agnolin sobre a dupla Gre – Nal. Veja também as principais notícias da última semana de Grêmio e Inter, e do time de futsal feminino de Chapecó.

Páginas 18 e 19

Páginas 20 e 21

R$ 3,00


[Artigo

14 a 20 de Junho de 2011

O ARAUTO

[Opinião

JORNAL

O ARAUTO

JORNAL

2

14 a 20 de Junho de 2011

3

por Silvane Alves dos Santos Jornalista: M.Tb: 03324 SC – JP silvane.jor@gmail.com

Falando de amor Vem chegando o dia dos namorados e, em função disso, deixamos a greve dos professores de lado para falar de coisa mais agradável e não menos importante, o amor. Este sentimento milenar que transforma algumas pessoas, deixando-as mais leves, menos intransigentes e com cara de garota propaganda de creme dental. Quando o amor aponta não há quem o segure, quem o acalme, quem o convença de que é melhor não acontecer. Não importa se ele chegou sorrateiro ou avançou quebrando tudo, no final terá o mesmo efeito, acompanhado do mesmo sorriso bobo, das mesmas palavras melosas, da mesma felicidade. É nesse momento que cartas de amor são escritas até por aqueles que nunca se arriscaram nos meandros das palavras. Cartas para

O ARAUTO TMS COMUNICAÇÕES LTDA CNPJ: 10.906.092/0001-27 Direção: administrativo@arautoonline.com.br REDAÇÃO: editor@arautoonline.com.br COMERCIAL: comercial@arautoonline.com.br * Colunas e artigos não representam, necessariamente, a opinião deste jornal.

trição, sexo desprotegido, condições sanitárias precárias e deficiência de ferro. Destas causas, a maioria está relacionada ao estilo de vida (tabagismo, sedentarismo, alimentação rica em sal e gorduras animais, estresse, dentre outros). Entre as causas externas para o alto índice de mortalidade, principalmente na população masculina jovem, estão a violência, acidentes de trânsito e acidentes de trabalho. Algumas mudanças de hábitos no dia a dia contribuem para melhorar a qualidade de vida e a saúde do homem. Entre as sugestões, Márcia aponta a redução de sal na alimentação, praticar atividades físicas de forma regular, manter ou alcançar o peso ideal e reduzir a ingestão de alimentos gordurosos. RECOMENDAÇÕES Usar filtro solar para prevenção de câncer de pele; praticar atividades físicas regulares; manter uma alimentação saudável e equilibrada; realizar o autoexame periódico para o

desiludir mais uma vez, de apostar e perder. Para os que ultrapassaram a barreira do medo, vem chegando mais um dia para demonstrar este sentimento de uma forma especial. Não necessariamente com grandes presentes. Gestos, carinho e alguma surpresa já estão valendo. O que importa é expressar o seu amor e devoção a esta pessoa que deixa seu dia mais feliz e menos monótono. Para isso o Dia dos Namorados surgiu: para nos lembrar da importância em demonstrar ao outro o nosso sentimento, mesmo que seja com cartas (ridículas) de amor. Ridículas, afinal, mas de amor. Que seja como já citou o poeta Álvaro de Campos, que sejamos ridículos e poetas, pelo menos por algum tempo. E que isso traga mais vida ao nosso sorriso. (Sempre!) Mais textos em: www.pernasebocas.blogspot.com

Hábitos saudáveis melhoram qualidade de vida do homem A agitação da vida moderna aliada aos compromissos que se multiplicam são fatores que contribuem para que o homem não tenha um cuidado adequado com a saúde. A médica oncologista Márcia Kotz, responsável pelo Programa de Medicina Preventiva da Unimed Chapecó, confirma a informação ao apresentar dados do Ministério da Saúde, demonstrando que de cada três pessoas que morrem no Brasil duas são homens. Embora a expectativa da população masculina tenha aumentado de 59,7 para 68,4 anos entre 1980 e 2005, se mantém 7,6 anos abaixo da média das mulheres. “Os homens, entre outros problemas, apresentam mais doenças do coração, câncer de pulmão, próstata e de pele, colesterol elevado, diabetes e pressão alta”, alerta. Um relatório da Saúde Mundial (OMS 2002) revela as dez principais causas de morte de homens no mundo. Entre elas estão a hipertensão, a obesidade, o fumo, colesterol alto, álcool, grandes fatores de risco cardiovascular, desnu-

(tentar) materializar toda a subjetividade presente quando somos acometidos por este sentimento. Afinal, quem nunca escreveu uma carta de amor que atire a primeira pedra. Pode ser e-mail também. Desses escritos logo cedo, quando o amado recém fechou a porta prometendo voltar tão logo badalassem as 12 horas. Palavras de encher os olhos, o coração e a alma. Subjetivamente, eu sei. Mas ainda assim palavras de encherem uma vida! Sobre este assunto já falaram inúmeras pessoas, algumas (loucamente) apaixonadas e outras mais céticas, talvez com medo. E não é à toa, pois quando uma pessoa se entrega ao amor, paixão que não cabe em si, muda tudo. E tem muita gente por aí com medo de mudança, medo de acreditar em falsas promessas, de se

Márcia Kotz Médica responsável pelo Programa de Medicina Preventiva da Unimed Chapecó

autoconhecimento do corpo, incluindo boca, mamas, testículos, pele; verificar pressão arterial em qualquer idade e mesmo sem sintomas; diminuir o nível de estresse e ansiedade; manter um sono reparador. Realizar exames clínicos periódicos com o médico de confiança.   OS DEZ MANDAMENTOS DO CORAÇÃO: 1 - Diga não à obesidade e controle o seu peso; 2 - Consulte o seu médico periodicamente; 3 - Meça a sua pressão arterial com frequência;

“Só as mulheres e as baratas

sobreviverão”

4 - Diga não ao fumo; 5 - Verifique a quantidade de sal nos rótulos dos alimentos; 6 - Diga não ao sedentarismo. Pratique esportes; 7 - Escolha bem os alimentos; 8 - Saiba se é diabético e se tem colesterol alto; 9 - Evite o estresse; 10 - Ame a vida e o seu coração; Fonte: sociedade brasileira de cardiologia

www .arautoonline. com.br Diretor Administrativo: TIAGO OLIVEIRA Diretor Executivo: ademir junior matiello Diretor Comercial: RICARDO POGGERE Criação e Arte: LUCIANO CANAL Redação: patrícia dal berto SC02799-JP

Av. Licínio Córdova, 1071 D Bairro São Cristóvão | Chapecó - SC CEP 89803-210 | Fone: (49) 3324.1357

Título: Só as mulheres e as baratas sobreviverão Autor: Claudia Tajes Número de páginas: 128 Editora: L&PM

Nem o mais corajoso dos homens poderá afirmar que não tem fobia alguma. E falo isso sem medo de errar ou gerar equívocos. T-o-d-o-s têm algum medinho, pequeno que seja, mas tem. Sorte a deles, pois eu tenho um medo do tamanho máximo que consigo imaginar que alguém possa sentir. Sinto medo principalmente de bichos. Aranha, cobra, lagartixa, grilo (sim, eu tenho medo de grilo), mas nenhum se compara ao pavor que sinto por baratas. Acho até que já escrevi alguma coisa sobre o poder que elas têm de me imobilizar. Certa vez fiquei horas sem usar o banheiro por que lá estava ela. Não usei o banheiro e não usaria novamente se o fato acontecesse de novo. Outro dia sonhei que uma barata caia sobre meu corpo no banho. Sinto ânsia de vômito só de imaginar a cena. Mas deixemos o meu medo de lado e falemos sobre a fobia de Dulce (de “dulce de leche” mesmo). A história dessa fotógrafa de nus é contada por Claudia Tajes, em “Só as mulheres e as baratas sobreviverão”. Muito bem contada, diga-se de passagem. Chegou o sábado e Dulce tem um encontro. Antes mesmo de vestir-se Dulce já sabe que nada melhor que o vestidinho preto (que lhe custou o olho da cara) para a ocasião e sai do banho determinada a vesti-lo. Mas, como nem sempre temos um final feliz, nesta cena Dulce encontra um dos seus piores medos: uma barata sobre o vestido. Rapidamente saio do quarto, encosta uma cadei-

ra na porta (para que a intrusa não ouse adentrar à sala) e ali fica. É neste lugar que conhecemos muitas histórias de Dulce, algumas ainda inéditas, e todas surpreendentes. Dulce não arreda o pé. Passa o horário do encontro e ela não encontra uma alternativa viável para se livrar da (monstruosa) barata que invadiu seu quarto. Mas, seria justo que “Depois de trabalhar a semana inteira, de aguentar chefe mal-humorado, colega folgado, trânsito congestionado, de fazer supermercado, pegar elevador com velho tarado, depois de tudo isso ainda vem uma barata e acaba com o meu sábado?” (As rimas, explica Dulce pedindo desculpas, é uma velha mania, percebida ainda quando criança, que surge em cada momento de dificuldade). Não, não era justo. Mas como nem sempre justiça acontece, Dulce ali ficou. E até imaginou o dia em que restariam apenas “mulheres e baratas” no mundo. Pois não dizem que se houvesse uma grande explosão nuclear as baratas sobreviveriam? Pois, se as baratas sobreviverem, “as mulheres sobreviverão às baratas”. Por essas e outras, Claudia Tajes mais uma vez encanta e diverte em uma belíssima obra (mesmo que falando de barata). Você não precisará de muito tempo para conhecer Dulce Oliveira, mas certamente precisará de uma porção de dias para esquecê-la, principalmente se, assim como eu, você tiver medo de baratas. Para os mais valentões, vale os risos provocados pela narrativa. Mais textos: www.prazer-literario.blogspot.com


JORNAL

14 a 20 de Junho de 2011

Prefeitos durante assembleia A greve dos professores estaduais trouxe à tona uma polêmica que envolve os municípios. Quem fará o transporte das crianças das escolas estaduais durante os 15 dias de férias de julho das escolas municipais? O assunto foi debatido entre os prefeitos dos 20 municípios filiados à Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc), na assembleia realizada na última sexta-feira(11), em Chapecó. A problemática do transporte escolar é antiga. O valor que o Estado repassa para as prefeituras, referente a cada aluno de escola estadual, sequer cobre os custos e os municípios arcam com o prejuízo, pois não podem deixar as crianças na beira da estrada. “O transporte é licitado pela prefeitura e, no trajeto, o ônibus recolhe tanto alunos municipais quanto estaduais, mas a

muito tempo as prefeituras acabam pagando para transportar alunos do Estado”, explica o presidente da Amosc, prefeito de Cordilheira Alta, Ribamar Assonalio. Agora, porém, as prefeituras estão diante de um impasse ainda maior por causa da greve dos professores do Estado. A reposição das aulas certamente fará com que o recesso de julho não ocorra nas escolas do Estado. Mas os ônibus estão licitados para não efetuar o transporte durante 15 dias do mês de julho, referente às férias. “Encaminharemos uma moção às SDR’s de Chapecó, Quilombo, Palmitos e Maravilha, informando que não faremos o transporte nesse período e que a responsabilidade é do Estado”, insiste Assonalio. A AGO também contou com a participação do reitor da Unochapecó, Odilon Poli, que pediu o apoio dos prefeitos ao projeto de lei das instituições comunitárias de educação superior (PL 7639/2010). O reitor detalhou aos prefeitos a relevância das instituições comunitárias de ensino superior, inclusive comparativamente às públicas e privadas. Assinalou a função que cum-

prem no ensino, na extensão e na pesquisa, de maneira a contribuir de forma consistente com o desenvolvimento das regiões onde atuam. “O modelo das comunitárias vem sendo admirado pelos resultados e colocou Santa Catarina como referência nacional”, destacou Odilon. A campanha em favor das universidades comunitárias defende o maior reconhecimento das instituições. Um dos argumentos é que as universidades comunitárias têm como principal objetivo a educação, não visam lucro e revertem 100% de tudo o que arrecadado na melhoria das estruturas físicas e capacitação de professores e técnicos, para o atendimento da demanda de cursos e serviços que têm reflexo direto na sociedade. O diretor adjunto do Senai Chapecó, Almeri De Donatto, explanou sobre os cursos oferecidos e sobre os excelentes resultados alcançados, já que uma pesquisa aponta que cerca de 90% dos egressos de cursos do Senai estão empregados. Almeri apresentou a estrutura do Senai Chapecó e colocou a instituição à disposição dos prefeitos para parcerias nos municípios da Amosc. Outros assuntos foram o programa Pró-emprego, que pretende restituir aos municípios os valores do ICMS cobrado com diferenciação tributária; o XIII Ciclo de Estudos do Tribunal de Contas do Estado e a oficina de assistência técnica da Caixa Econômica Federal.

6º Salão do Imóvel e 7º Feirão Caixa da Casa Própria A Caixa Econômica Federal, principal agente de programas de financiamento habitacional do país, vai para o 6º Salão do Imóvel e 7º Feirão Caixa da Casa Própria com todas as linhas de financiamento. O evento acontecerá de 17 a 19 deste mês no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó. Os financiamentos habitacionais disponíveis permitem a compra de imóvel novo, usado ou na planta, construção em terreno próprio, compra de terreno e construção, além de compra de material de construção para conclusão, reforma ou ampliação da casa própria. Segundo o superintendente regional da Caixa no oeste de SC, Ricardo Bier Troglio, há recursos disponíveis para atender todas as faixas de renda. Ele explica que, dependendo do enquadramento do cliente na linha de crédito adequada ao seu perfil, o valor total do imóvel pode ser financiado em prazos que variam de 12 a 360 meses. “O valor a ser financiado é aplicado sobre o menor valor entre a avaliação da Caixa e o preço de compra e venda do imóvel”, destaca. “Outra

questão que deve ser analisada pelo interessado no financiamento é a possibilidade de ter a taxa de juros reduzida, quando optar pelo débito das prestações em conta corrente na Caixa ou desconto em folha de pagamento”, alerta o executivo. As operações de financiamento com recursos do FGTS, na área de habitação popular – Programa Minha Casa Minha Vida, destinam-se aos trabalhadores com renda mensal bruta de até R$ 3.900,00. Nos empréstimos vinculados a imóveis situados nas regiões metropolitanas, que é o caso de Chapecó e das 26 cidades próximas, o limite de renda é de R$ 4.900,00. Para famílias com renda mensal de até R$ 1.395,00 e que moram em municípios com mais de 50 mil habitantes, o programa é operacionalizado em parceria com as prefeituras. Nos demais casos, o programa Minha Casa Minha Vida é operado diretamente com a Caixa ou pelos seus correspondentes “Caixa Aqui” credenciados. A Caixa traz uma novidade para o evento deste ano: para quem já possui um imóvel resi-

dencial ou comercial, livre de ônus e registrado no próprio nome, pode usá-lo como garantia de financiamento e aplicar o recurso na compra de outro imóvel ou mesmo outro bem. A linha de crédito Aporte Caixa tem prazo de amortização de até 180 meses com prestações decrescentes. Para contratar o empréstimo não há necessidade de avalista. “Isto vai gerar novas oportunidades de negócios e trazer mais clientes para a feira”, destaca Troglio.

Atendimento Durante o evento, a Caixa terá espaços destinados ao atendimento e informações, onde especialistas em habitação do banco orientarão as famílias sobre financiamento habitacional. Dez computadores estarão instalados para simulação de financiamentos. Os interessados também podem obter informações em todas as agências da Caixa, pela Central de Telemarketing, telefone 0800-726-0101, no ar 24 horas. Outra opção é o simulador habitacional, disponível no portal do banco na Internet (www.

O ARAUTO

[Geral caixa.gov.br), onde é possível calcular os valores e ainda escolher a opção que mais se encaixa no rendimento familiar. “É bom lembrar que a Caixa não vende o imóvel, quem vende são as imobiliárias e as construtoras que estão junto com as imobiliárias”, esclarece Troglio. “A Caixa faz os financiamentos e libera o FGTS para quem se enquadra nas regras do fundo”, completa. O coordenador do 6º Salão do Imóvel e 7º Feirão Caixa da Casa Própria, Guilherme Fortes, acrescenta que a prefeitura de Chapecó também terá um estande no evento para pres-

JORNAL

O ARAUTO

[Geral Amosc: municípios não farão transporte escolar durante recesso 4

14 a 20 de Junho de 2011

tar informações sobre os programas habitacionais do município. “As pessoas não podem perder essa oportunidade. “As imobiliárias estão preparando excelentes opções de imóveis e a Caixa dará todas as condições de financiamento”, assinala. As 19 imobiliárias que participam do 6º Salão do Imóvel e 7º Feirão Caixa da Casa Própria terão cerca de 5 mil imóveis à disposição. O evento será aberto ao público na sexta-feira (17), das 13h às 21 horas. No sábado e no domingo, o horário de atendimento é das 9h às 21h, sem fechar ao meio-dia.

Prefeitura anuncia ampliação no programa de Coleta Seletiva em Chapecó A Prefeitura de Chapecó está ampliando o sistema de Coleta Seletiva na cidade. Implantado em janeiro deste ano, o programa atendeu, num primeiro momento, três setores e cinco bairros. A partir da última segunda-feira (13) a coleta do lixo reciclável será expandida para todos os bairros, atendendo toda a população. Para realizar o trabalho, o município foi dividido em 14 setores. São quatro caminhões baú, devidamente identificados, e 12 funcionários envolvidos diretamente na Coleta Seletiva. O cronograma e itinerários estão disponíveis no site da Prefeitura de Chapecó (www.chapeco. sc.gov.br), no link da Secretaria de Serviços Urbanos. As pessoas também podem obter mais informações no telefone 3319 3600, da Secretaria de Serviços Urbanos. Na região central da cidade também foram instalados 100 contêineres da cor verde para o depósito exclusivo de lixo reciclável. A Coleta Seletiva será realizada de segunda-feira a sábado, sempre das 7h às 16h. “Lembrando que a Coleta Seletiva é intercalada à cole-

ta do lixo orgânico, elas não acontecem nos mesmos dias e horários”, reforça o Secretário Valmor Scolari Jr. Todo o material seco recolhido é encaminhado para duas cooperativas – Programa Verde Vida, que atende 110 adolescentes e tem 760 pessoas envolvidas, e a Associação de Catadores de Material Reciclável de Chapecó (ACMARC), que contempla 70 pessoas associadas. As duas associações estão localizadas no Bairro Bom Pastor. Já o material orgânico será encaminhado para o aterro sanitário em Saudades, junto com o restante do lixo recolhido em Chapecó. Segundo o Prefeito José Caramori, o volume de material reciclado recolhido aumentou em cinco vezes nesses primeiros meses, quando o projeto piloto foi desenvolvido em apenas três setores. “Com a ampliação da Coleta Seletiva para toda a cidade, a expectativa é que tenhamos um aumento de 100% no volume de lixo reciclado. Ajude o município a reciclar, porque quem recicla ajuda a cuidar da cidade”, destaca Caramori.

(Ingressos no local)

5

PEDRINHO BATISTA

Téc. em Tratamento de Resíduos pb.pedrinho@hotmail.com

Leia mais no blog Atitude Correta

Atitude Correta

Sacolas Ecobag Podemos dizer que quase todas as residências possuem uma sacola ecobag, mas esta não está sendo usada corretamente, pois o comércio ainda usa as sacolas plásticas, pois as mesmas são economicamente mais viável, devido o valor comparado com outro tipo de embalagens. Precisamos criar o hábito de levar as sacolas ecobag na hora de ir as compras, somente desta maneiras vamos eliminar as sacolas plásticas, enquanto o comércio não as elimina. Uma sacola ecobag levada ao supermercado quatro vezes, basta para que impacto ambiental seja menor que as sacolas plásticas em todos os indicadores, mas esta não é a nossa realidade, pois a população está deixando em casa as ecobag e continua levando para casa as sacolas plásticas, pois este é um hábito criado pela população com raízes profundas, difícil de se quebrar. Se as sacolas plásticas fossem usadas somente para levar as compras para casa seria fácil a sua eliminação, mas sabemos que estas embalagens são reutilizadas novamente seja para embalar um outro produto ou para ser usada para colocar os resíduos que produzimos, tanto o orgânico como o reciclável e os demais resíduos, sendo esta a principal utilidade das sacolas plásticas depois das compras. Vários municípios na nossa região já eliminou o comércio das sacolas plásticas, mas o nosso Poder Legislativo ainda não teve esta competência que só depende deles para que estas sacolas plásticas parem de circular e de ser jogadas nos aterros sanitários, poluindo o meio ambiente, principalmente pela quantidade de tinta usada na impressão da marca do estabelecimento. Vivemos em um país de terceiro mundo como os europeus nos chamam, por isso é que medidas de conscientização não vai dar o resultado que precisamos alcançar, somente com medidas mais rígidas como a proibição da comercialização das sacolas plásticas é que vamos se livrar destas embalagens que já causaram danos ambientais que somente as próximas gerações iram sentir as contaminações, como nós estamos sentindo o desmatamento causado no passado por nossos antepassados. Segue uma dica importante, procure andar acompanhado de uma ecobag, as futuras gerações irão agradecer. Pense nisso!


O ARAUTO

[Redes Sociais

JORNAL

6

14 a 20 de Junho de 2011

Leia mais sobre estes e outros assuntos em

www.arautoonline.com.br

por Ademir Junior Matiello ediror@arautoonline.com.br

Ví no YouTube

Cotidiano

Sindicato refaz acordo coletivo inédito em Santa Catarina Os trabalhadores dos postos de combustíveis da Cooperativa Agroindustrial Alfa, são os únicos do setor em Santa Catarina que possuem plano de Participação nos Resultados da empresa. O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Revendedoras de Combustíveis de Chapecó acaba de refazer o inédito acordo coletivo. Em 2010, cada trabalhador recebeu o equivalente a 92% de seu salário a título de participação... Leia mais no site

Heroina: Em meio a um tiroteio que deixou 5 mortos próximo a uma escola, uma professora conseguiu salvar seus alunos mandando-os deitar no chão e cantou para acalmá-los. Após o final do tiroteio,as crianças sairam ilesas graças a atitude inuzitada da professora protetora que até recebeu homenagem da prefeitura local. O fato ocorreu no México. Procure por: Professora Salva Crianças de Tiroteio em Escola no México

Palavras: Já é mais do que piegas dizer que as palavras mudam a vida das pessoas. Mas se colocadas de maneira diferente elas podem interferirem de uma maneira ruim, ou boa dependendo do caso. Neste vídeo o modo como se escreve também pode mudar muito a vida e a atitude de uma, e de várias pessoas. Muito bom. Procure por: O Poder das Palavras (The Power of Words)

Economia Ferrosul: o trem como dinamizador do desenvolvimento de SC, RS, PR e MS Com a presença dos governadores dos três Estados do Sul, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) prepara para o dia 8 de julho, das 14 às 19 horas, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, o 1° Seminário de Chapecó sobre a Ferrosul para debater o transporte ferroviário, a integração e o desenvolvimento regional... Leia mais no site

Concurso gastronômico na Efapi 2011 escolherá o prato típico de Chapecó Criar um prato para sintetizar a pujança, a variedade e a criatividade da cozinha de Chapecó e do grande oeste catarinense. Esse será um dos objetivos da Comissão de Gastronomia durante a Exposição-feira Agropecuária, Industrial e Comercial (EFAPI), que será realizada no período de 7 a 16 de outubro, no parque Tancredo Neves, em Chapecó... Leia mais no site

Educação

Amosc: municípios não farão transporte escolar durante recesso A greve dos professores estaduais trouxe à tona uma polêmica que envolve os municípios. Quem fará o transporte das crianças das escolas estaduais durante os 15 dias de férias de julho das escolas municipais?... Leia mais no site

Comercial: Para os apaixonados de plantão, aqui está um vídeo publicitário muito interessante. Meio cliche alguns diriam, mas muito bom. O vídeo de uma operadora de telefonia, usou a música de sucesso de Renato Russo, Eduardo e Mônica, para descrever acontecimentos amorosos cotidianos e possiveis sim.Os dois jovens em movimento como a telefonia movel, do comercial. Procure por: Eduardo e Mônica – O filme

Protesto: O curso de Mídias Digitais da faculdade UFPB fez, diríamos uma releitura da música - Oração, da Banda mais bonita da cidade. Os alunos se juntaram e fizeram uma crítica muito boa, modificando a música. O protesto foi para sensibilizar o reitor da universidade a terminar a construção do prédio para que os alunos possam ter aula normal. Muito criativo, bem espontâneo, já está ganhando a repercussão que merece Procure por: Construção. A banda mais bonita da universidade UFPB

@jornaloarauto

Twittadas da semana Twitter.com/ valente Cesar Valente Impressão minha ou quem for procurar informação sobre vôos no dconline acaba sem saber direito o que acontece Twitter.com/ colattodeputado Valdir Colatto Decreto prorroga prazo para averbação de Reserva Legal http://t.co/ZNvbNzV

Twitter.com/ I9Robson Robson Barbosa por tijoladas Absurso! RT @painelbrasiltv http://t.co/aYIGu0Z Ministério da Educação gastou R$13,6 milhões p/ ensinar q 10-7=4 e que 16-8=6, na página 29 Twitter.com/coroneldoblog CORONEL por cvalente Dilma está feliz da vida. Tem uma pitbull e uma poodle no Palácio do Planalto. E o PT batendo cabeças. Twitter.com/ goulart0rodrigo Rodrigo Goulart Lembram do Ademir Sopa, ex-volante da Chapecoense? Trocou de time, mas segue na Série B: saiu da Portuguesa e foi para o Barueri.

flickr.com/arauto

Prefeito José Caramori junto a comissão organizadora, faz lançamento dos shows para EFAPI 2011.


14 a 20 de Junho de 2011

[Cultura

O ARAUTO

[Social

JORNAL

O ARAUTO

JORNAL

8

14 a 20 de Junho de 2011

Pensando novo... Fazendo diferente! es Novidad s e Promoçõ

Acesse e veja!

Os amigos Edson Colella que esteve de aniversário neste dia 13/06 A bela amiga Laura Tozzo que esteve de aniversário neste e Willian Müller Varella que esteve de aniversário neste dia 11/06 dia 14/06 e recebe os parabéns de todos seus amigos, recebem os parabéns de toda equipe REDE TV BOX, seus amigos amigas e sua família. Parabéns Laura! e familiares. Parabéns Edson! Parabéns Willian!

As belas amigas Larissa, Marília e Pietra curtindo o esquenta com Pagode no Posto GT

Os amigos Diego Longo, Cristian Bohnenberger, Matheus Pompeu e Cassiano Brescovici em mais uma edição do ARRAIÁ DA ALEGRIA com todo o figurino e decoração Junina.

Amigos do Bolão 23, reunidos em dia treino para os jogos do Brasileiro de Clubes que será realizado em Chapecó de 16 à 19 de Junho.

A bela amiga Caroline Ritter que esteve de aniversário neste dia 14/06 e recebe os parabéns de todos seus amigos, amigas e toda sua família. Parabéns Caroline!

As belas amigas Pricila Magali e Carla Fabiana curtindo mais uma edição do ARRAIA DA ALEGRIA

As belas amigas Elizandra Buss e Tacianne Notter curtindo o camarote do Premier Bier

O amigo Antônio Carlos Alves (na foto com sua namorada Emanueli Berlanda) esteve de aniversário neste dia 14/06 e recebe os parabéns de todos seus amigos e família. Parabéns Antônio!

9


JORNAL

10 O ARAUTO 14 a 20 de Junho de 2011

[Artigo

Tire suas dúvidas ou mande suas sugestões MARCOS ZADINELLO

editor@arautoonline.com.br

Visão opaca, comunicação falha É interessante ver como em nossos dias, diferentemente de outras épocas, as relações se dão de forma muito mais próxima, intensa, quase que passional. Noutros tempos, Paulo Freire defendia a tese de que “as relações entre os sujeitos implicaria, necessariamente, em uma transformação, e mais, que o sujeito nunca é passivo, que a comunicação é uma relação de compartilhamento, de diálogo”. Hoje mais ainda, essa relação teria elementos de sobra para corroborar o raciocínio de Freire, no entanto, sérias ressalvas nos levam a crer que ruídos de comunicação atrapalham, e muito, nosso entendimento daquilo que de fato é a nossa expressão, a nossa comunicação. Nos comunicamos cada vez mais, nos entendemos e aprendemos a conviver, cada vez menos. A superficialidade na compreensão de fatos cotidianos nos leva, por exemplo, a admirar de forma incondicional, uma artista “embalada” num vestido de carne bovina, ao passo que praticamos o bullying nosso de cada dia, contra um, ou uma colega de aula que, por alguma diferença qualquer, insignificante do ponto de vista da convivência mútua, não nos é aprazível. O pré-conceito é um desses ruídos, um dos mais fortes. Mais do que o entendimento do assunto, o professor, por exemplo, precisa despir-se dos paradigmas de ontem, para abrir as mentes que vão evitar o atrito dos metais amanhã. Cito os professores não por perseguição,

pelo contrário, por que são eles os comunicadores que me levarão aonde, de fato, quero chegar. Comunicadores... Comunicadores formam opinião, comunicadores tem força, a eles é dada a condição de subir nas tribunas e falar às platéias. Recentemente o Superior Tribunal Federal(STF) reconheceu, por unanimidade, a união homoafetiva no Brasil. Abriu-se um precedente, há agora, um amparo legal para a dissolução das uniões entre casais do mesmo sexo. Considerando-se esse precedente, voltamos a Paulo Freire: “as relações entre os sujeitos implicaria, necessariamente, em uma transformação”. Mas como transformar? Se o pré-conceito do comunicador não diferencia nem as terminologias fundamentais na compreensão daquilo que vira notícia? Como compartilhar conhecimento sem sair dos “ismos”. Falamos de homossexualismo como se falássemos de uma doença, como se fosse um vírus que se propaga no ar e, passível de contaminação, acometesse de uma hora pra outra, machos e fêmeas, “acima de qualquer suspeita”. Não se vê, pouco se lê, menos ainda se escuta falar da homossexualidade, do modo de ser do objeto da nossa notícia. Por outro lado, não há o distanciamento suficiente da promiscuidade, quando se busca tratar do homoerotismo, logo, a compreensão do sexo entre pessoas do mesmo sexo, não é suficiente para compreender a decisão do Superior Tribunal Federal, de respaldar com a força da lei,

a homoafetividade, a união, o entrelaçamento, entre pessoas de mesma orientação sexual. Há quem diga que o direito à informação, é o melhor direito. Mas que informações temos tido e qual seu teor? A que nível de aprofundamento temos conseguido chegar? Se não o bastante para nos transformarmos ou para dialogarmos a ponto de respeitar diferenças, certamente nossa visão não é nada, além de minimalista e opaca.

Geder Todeschini

Válvula termostática Você já deve ter ouvido alguém contar ou você mesmo ter retirado a válvula termostática após um problema relacionado a aquecimento em seu veículo. Mas para que serve este componente? Sim, seu veículo continuará funcionando sem a válvula, mas o sistema de arrefecimento se tornará ineficiente, gastará mais combustível e terá problemas de circulação d’água em certas situações, vamos entender melhor como ela funciona. A função da válvula termostática é controlar a temperatura do motor. Ela possui um bulbo com cera que se expande ou contrai em função da temperatura do fluído que a envolve. Esse bulbo com cera controla mecanicamente a válvula que abre e fecha a passagem do fluído de arrefecimento do motor até a entrada da bomba de água ou do radiador. Enquanto o motor está frio, a válvula termostática fica fechada, deixando o líquido de arrefecimento circular apenas dentro do motor, pois a válvula termostática está fechando a passagem que vem do radiador. Com isso, ele atinge certa temperatura e fica numa condição quase que perfeita de funcionamento. Deixar o motor quente logo no inicio ajuda na queima do combustível (principalmente álcool) e até na deformação que os pistões devem sofrer. Quando o motor esquenta, normalmente a 90º C (depende de cada projeto de motor), a válvula se abre e o liquido começa a circular pelo sistema todo, passando pelo radiador, sofrendo resfriamento pelo eletroventilador ou

geder@bol.com.br

ar externo, e voltando ao motor. A função do sistema de refrigeração não é deixar o motor frio, mas sim impedir que ele passe da temperatura aceitável, que é na maioria dos casos, 125º C. Com o sistema trabalhando assim, o motor não fica muito frio e nem muito quente. Quando o motor atingir a temperatura normal de funcionamento, o sistema de arrefecimento estará sob uma pressão entre 1,0 e 1,5 bar, o que faz com que o ponto de ebulição da água mude de 100º C para 125ºC. Como conseqüência disto, o motor pode trabalhar com pontos internos de temperatura superiores a 100ºC, sem que exista o perigo da formação de vapor de água no sistema. Existe ainda nos modelos flex da Ford, a chamada válvula termostática “eletrônica”, o seu funcionamento é similar ao de uma válvula termostática comum, exceto pelo fato de

que a cera pode ser aquecida também por uma resistência elétrica do tipo PTC. Isso significa que a válvula termostática “eletrônica” pode funcionar tanto pela água aquecida do motor quanto pelo acionamento do aquecedor. A idéia é que se permita trabalhar com temperaturas diferentes em função do combustível utilizado para o funcionamento do motor, ou seja, com álcool o motor deve trabalhar mais quente, e esta válvula consegue isso. Caso o motor aqueça, nunca abra a tampa do radiador ou reservatório na mesma hora. Pare o carro, apenas abra o capô e espere. Depois de alguns minutos, o motor já vai estar mais frio e torna-se possível a abertura da tampa de maneira segura. Verifique se o nível de água está ok, tenha certeza de que o motor não sofreu danos e procure o mecânico, ou chame um guincho. Como já vimos antes, mantenha sempre o aditivo limpo e evite transtornos. Rua Albino Sá Filho, 225 | Bairro Líder | Chapecó - SC (ao lado da Planalto Encomendas)

Mais de 13 anos de experiência com a linha Ford

49

3329.6549

Mecânica Nacionais e Importados Injeção Eletrônica Sistema Diesel Especializado na Linha Ford Elétrica Ar condicionado Ar quente

Rua Alb

Procedencia | Qualidade | Bom atendimento Oferta de Semana

COMPRAMOS SEU VEÍCULO NOVO E SEMINOVO

R$ 76.800,00 s.t COROLLA XEi 2.0 16v 2011 O KM (preto)

R$ 41.800,00 s.t ECOSPORT XLS 1.6 8V 2008 Placa APQ1543

R$ 49.300,00 s.t R$ 52.800,00 s.t Astra Hatch Advantage 2.0 CROSSFOX (N.Serie) 1.6 Comp + Som Original completo + ABS + Air Bag Duplo 2011 2011 (branco) O km

R$ 49.800,00 s.t LINEA HLX 1.9 16v Essence 2010 placa MHK 5237

de R$ 42.800,00 por R$ 38.800,00 s.t Spacefox 1.6 Plus, Completo 2010 (prata) placa MFH 3607

Placa MGZ 5987

R$ 55.800,00 s.t CIVIC LXS-AT 1.8 16V NEW 2008 Placa MIP 4480

R$ 42.800,00 s.t

R$ 51.800,00 s.t

Idea ELX 1.4, Comp, Air Bag ZAFIRA ELITE 2.0 8v Flexp.140cv Aut. 2008 Duplo, ABS 2010 (prata) placa ANF 6900

Oferta de Semana

R$ 31.800,00 por R$ 28,800.00 s.t SIENA EL Completo 1.0 8v 2010 placa AAA 6187

R$ 32.800,00 s.t Palio ELX ATTRACTIVEIII 1.4 Completo 2008

R$ 38.800,00 s.t AGILE HATCH LT Comp + RLL 16” 1.4 8v 2010 placa MHJ 7919

R$ 51.800,00 s.t FOCUS HATCH Comp + Air Bag Duplo 1.6 2011 placa ATK 8588

R$ 45.800,00 s.t BORA 2.0 (Tiptr.) 2009 placa AQW 9499


JORNAL

[Comunidade

14 a 20 de Junho de 2011

O ARAUTO 13

JORNAL

12 O ARAUTO

ADEMIR JR. MATIELLO

editor@arautoonline.com.br

14 a 20 de Junho de 2011

Zenir Da Rosa

Morador do bairro desde 1984

“Acompanhei todo o crescimento do Bairro” “Cheguei em Chapecó em 1974, vindo do Rio Grande do Sul, e após 10 anos no município mudei para onde hoje é o Bairro Cristo Rei. Quando cheguei no Bairro tinha menos de cinco casas no local. Não tinha luz e nem água. Tinha uma rua para acesso as casas, mas não cruzava carros, só pessoas, pois era cheia de valetas, o que impossibilitava o trafego de veículos. Para fazer as nossas compras básicas

BAIRRO DO

RAIOComo boa parte dos Bairros de Chapecó, o Cristo Rei, antes de se tornar Bairro e até mesmo de ser habitado, era área de propriedade da Colonizadora Bertaso. Aos poucos, algumas famílias foram comprando terrenos pela região, mesmo sem existir por ali algo de atrativo como, por exemplo, alguma empresa que oferecesse um número significativo de empregos. O que ninguém imaginava era que alguns anos depois, uma região tão pacata, viria a se tornar um dos Bairros com o maior

Cristo Rei

número de indústrias da cidade. E é isso que se pode observar atualmente, por todos os lados existem grandes empresas instaladas, o que oportuniza trabalho formal não somente para os que lá vivem, mas para homens e mulheres de toda a cidade. Com o desenvolvimento econômico da região, a população também aumentou e começaram a surgir necessidades de melhoramento na estrutura do Bairro. Foi então que alguns moradores se reuniram e começaram a promover discussões sobre os

anseios da comunidade e as necessidades que não paravam de crescer. Nesta época surgiu a primeira diretoria da Associação de Moradores, que representando a comunidade, iniciou uma série de lutas em busca de benefícios para os moradores. Muitas foram rapidamente atendidas, e outras necessitaram de um pouco mais de tempo como, por exemplo, uma unidade de saúde no Bairro e a circulação de transporte coletivo, passando pelas principais vias.

“Era um esgoto a céu aberto” De acordo com Cortina, “do Raio – X realizado em nossa comunidade no ano de 2009, a Rua Ilhota está praticamente irreconhecível. Foi feita uma canalização e ela foi toda asfaltada. A obra, além de eliminar o mal cheiro que existia no local,

Na foto ao lado, a antiga rua Ilhota, antes de passar pelo processo de canalização e asfaltamento.

trouxe bem estar a população e ainda valorizou os terrenos da área. Proporcionou mais conforto e saúde para os moradores”.

do mês, precisávamos nos deslocar para o Centro de Chapecó, pois aqui também não havia mercado. Para chegar ao meu trabalho(Sadia) eu tinha que caminhar aproximadamente uns 4 Km para pegar a lotação. Era um microônibus, daqueles antigos, que tinham a frente quadrada, e uma Kombi, que faziam todo o transporte coletivo do município. No ano de 2000, coloquei uma “bodega”, e estou aqui até hoje”. Fotos retiradas do Livro “Victorino B. Zolet – 50 anos Fotografando Chapecó”.

Salão Comunitário “Há quatro anos não tínhamos nada. Recebemos, por doação, um terreno e construímos um barracão. Mas o barracão era muito pequeno, então, reivindicamos ao Prefeito uma verba para a ampliação do espaço. A proposta foi encaminha a Câmara de Vereadores e aprovada” declara Cortina. Com o projeto aprovado pela Câmara dos Vereadores a comunidade foi contemplada com o valor de R$ 84.000 para a ampliação do espaço. No entanto, de acordo com o Presidente, “o dinheiro repassado ainda não é o suficiente. Precisamos de mais dinheiro, pois ainda é preciso fazer o piso do salão, os acabamentos, e comprar alguns equipamentos, como goleiras, para as crianças do Bairro utilizarem o espaço também para a prática de esportes e lazer, já que não temos nenhuma quadra de esportes

para a nossa comunidade. A nossa intenção também é comprar alguns aparelhos de ginástica para que a comunidade, principalmente os idosos, usufruam do local para se exercitarem”. O local também dispõe de um local para reuniões. Espaço esse, que será utilizado também para a realização de cursos que serão disponibilizados à comunidade. De acordo com Cortina, “o deputado Gelson Merisio prometeu que viabilizará R$ 10.000 para os acabamentos da obra, agora estamos atrás de mais uma ajuda, para assim podermos concluir este que será uma grande conquista de todos nós moradores do Cristo Rei”, conclui o esperançoso Presidente da Associação dos Moradores.

A direita foto tirada no Raio – X de 2009. Abaixo, o atual salão comunitário, depois da ampliação.


JORNAL

[Comunidade

14 a 20 de Junho de 2011

[Comunidade

Asfaltamento

O ARAUTO 15

JORNAL

14 O ARAUTO

14 a 20 de Junho de 2011

Valdecir Francisco Cortina

No Raio – X do Bairro, realizado no ano de 2009, a comunidade reivindicava o asfaltamento das partes que restavam, de algumas ruas. São elas: Pomerode, Camburiú e Pouso Redondo. De lá para cá, quase dois anos se passaram, e a reivindicação continua a mesma. “As três ruas já estão com os projetos de asfaltamento, dos trechos que ainda não estão asfaltados, aprovados, no entanto, o asfalto ainda não chegou”, enfatiza Cortina.

Presidente da Associação dos Moradores do Bairro Cristo Rei

“O nosso Bairro se for analisar de 10 anos para cá, não tem nem como comparar, os avanços foram muito grande”. Fone: 49 3322 1058

Albergue

A comunidade do Bairro Cristo Rei aproveita o espaço para divulgar que no dia 10 de julho estará realizando a Festa da Associação dos Moradores, e desta forma convida toda a sociedade chapecoense para se fazer presente. O lucro será utilizado para dar continuidade ao processo de acabamento da obra do salão comunitário. No Bairro Cristo – Rei está localizado um albergue, onde os presos que estão em regime semi – aberto retornam, após trabalharem durante o dia, para passar a noite. De acordo com Cortina, a presença deste albergue no Bairro está causando transtornos à comunidade. “Depois que o albergue foi instalado em nosso Bairro, aumentou consideravelmente os assaltos registrados. Sem contar que esses indivíduos acabam deixando os moradores com medo. Além disso, fica impossível um morador, principalmente as mulheres, passarem em frente ao local no período da noite, quando eles chegam do trabalho, sem ser

Fernandes Luiz Andretta

perturbado com gracinhas, no caso das mulheres. A comunidade reivindica que o Albergue seja retirado do Bairro”. Trabalhadora e moradora do Bairro, uma mulher, que reside perto do Albergue, e não quis se identificar, ressalta o constrangimento e o medo enfrentado por ela todos os dias. “Eu preciso que a minha mãe, ou o meu namorado, venha me buscar todos os dias no meu trabalho, porque tenho medo de passar em frente ao Albergue. Eles falam e fazem um monte de gracinhas, então não me encorajo de passar por lá sozinha”, declara a preocupada moradora. Informações: assessoria de imprensa

(Morador do Bairro)

O Empresário e suplente de deputado estadual Fernandes Luiz Andretta, através do projeto RAIO-X do Bairro, agradece aos moradores do Bairro Cristo Rei, pela acolhida e apoio, sendo que com a empresa

Perfiaço, instalada a 18 anos neste Bairro, se sente parte do mesmo e certamente, está empenhado na melhoria contínua da comunidade CRISTO REI,  bem como de todas as localidades e Bairros de Chapecó.

Rua Sete de Setembro / Esq. Indio Condá Presidente Médice | Chapecó | SC

padariadonana.com.br | falecom@padariadonana.com.br

Gobbi Materiais de Construção A família Gobbi vem por muitos anos trabalhando juntamente com a comunidade do Bairro Cristo Rei. Mais precisamente, em 1970, seu Luiz Antonio Gobbi e sua esposa Romilda Tormem Gobbi, inauguraram as organizações Gobbi, que veio se adaptando, através dos anos, de acordo com as necessidades da população. Inicialmente a família trabalhava com um mercado, mas ao longo dos anos, identificando as necessidades dos moradores, a empresa começou a migrar para o ramo de materiais de construção, o qual, trabalha até os dias de hoje.

Com o tempo, seu Luiz e dona Romilda, foram passando as responsabilidades de dar continuação à empresa aos filhos, Antonio Luiz Gobbi e Ivanete Fatima Gobbi. Em 2005, a empresa filiou - se a Rede Construnião - Associação Catarinense das Revendas de Materiais para Construção, que hoje conta com mais de 20 lojas integradas, buscando o fortalecimento e desenvolvimento no mercado regional. O propósito da filiação a Rede, de acordo com Antonio Luiz Gobbi, “é proporcionar melhores preços e condições para nossos clientes”.

“Toda a família Gobbi agradece a comunidade do Bairro Cristo Rei, pela confiança depositada na empresa nestes mais de 40 anos de trajetória. É com imensa satisfação que a Gobbi Materiais de Construção vem crescendo e participando junto do desenvolvimento do Bairro. E é por isso que a empresa busca aliar preço, boas condições de pagamento, e principalmente, trazendo o que a de melhor em inovações e qualidade no ramo”.

Antonio Gobbi e Eliandra Gobbi

Foto da empresa tirada aproximadamente no ano de 1975

Organizações Gobbi Mercado e Ferragem Ltda Endereço: Rua Fernando Machado, 3895-D Bairro: Bela Vista CEP: 89.804-000 Cidade: Chapecó | Estado: SC


JORNAL

[Social

14 a 20 de Junho de 2011

Click Sushi

Patrícia Antunes

patyantunes1@gmail.com

Inaugurou na última Semana mais uma opção na culinária Oriental em Chapecó. O Click Sushi é uma franquia nacional especializada no segmento delivery e oferece sistema de pedidos com agendamento de entregas e pagamento pela internet, com segurança e praticidade. O local tem decoração oriental e super aconchegante, inclusive com tatames para quem quer degustar um delicioso sushi, na maneira mais tradicional da tradição. O Click Sushi está localizado no centro Comercial Passeio Avenida. Mais informações pelo site WWW.clicksushi.com.br

A moda é:

Franciele Weinheimer Mozzatto e Ivo Junior Mozzatto

O casal Bruna Magnanti e Maciel Dezordi O casal Rogério e Kelly Broch

Premier Bier Quinta 16/6- Quintaneja Henrique

Dilan

Sexta 17/6- Rock Grande do Sul com Power Trio e Banda Carlota Joaquina Sábado 18/6- Sambanejo com Emerson & Daniel e PRA FIKA

Os apaixonados Jordana Kraemer e Thiago Cella

O ARAUTO 17 14 a 20 de Junho de 2011

e

Envie sua dúvida ou sugestão para canal_aline@hotmail.com. Elas serão respondidas e podem virar tema da coluna.

Mariane Baldissera, Idealizadora das franquias Click Sushi é natural de Chapecó

A g e n d a

moda

comportamento

Luiz Felipe Vendrusculo e Francine Martins Proprietários do Click Sushi

A 14 BIs g Quarta 15/6- Quartaneja 18/6- Promoção e Sábado 7° Período de Nutriçao da - Mario Augusto e n Unochapecó Alexandre d a

[Variedade

JORNAL

16 O ARAUTO

ALINE CANAL Personal Stylist Graduada em Design de Moda canal_aline@hotmail.com

Ajudar o próximo Na tarde do último sábado (11), aconteceu mais uma edição do Chá Beneficente promovido pelas Senhoras Rotarianas de Chapecó, que mais um ano se empenharam e estão de parabéns pelo belíssimo trabalho. O valor arrecadado com a venda dos ingressos é investido em material para fabricação de fraldas (confeccionadas por elas), que são doadas para aqueles que necessitam. Além do tradicional chá servido por elas, as convidadas prestigiaram um desfile das lojas Carmem Moda Íntima, Manias e Datelli, com tendências para o alto inverno. As modelos foram às próprias rotarianas, que literalmente vestem todos os anos a camisa do evento.


JORNAL

[Geral

14 a 20 de Junho de 2011

Acessibilidade: Uma questão de cidadania Chapecó engatinha para uma cidade acessível e pretende sanar a demanda para esse setor da sociedade através de um “Plano Diretor de Acessibilidade” Clarice Massol e deficiente visual desde que nasceu e seu companheiro, Luiz Sagaz também deficiente visual, dizem que as calçadas adaptadas facilitam na locomoção na cidade de Chapecó.

A moda é falar de acessibilidade. Então vamos falar sobre a tal acessibilidade. No dicionário online, a palavra acessibilidade está definida como “qualidade do que é acessível, do que tem acesso. Facilidade, possibilidade na aquisição, na aproximação”. O tema é uma das questões centrais para a qualidade de vida e o pleno exer-

cício da cidadania pelas pessoas portadoras de deficiências. Mas a realidade é vivenciada com grande dificuldade para pessoas que necessitam de viabilidades diferenciadas. Com efeito, as dificuldades de locomoção nas vias públicas e de acesso aos transportes públicos, a par de inúmeros constrangimentos, inviabilizam o exercício pelos direitos à educação, saúde e ao trabalho. O que falta e precisa, é discutir e reivindicar questão no contexto das obras públicas e fiscalização pelas instituições envolvidas com o assunto. “A cidade melhorou muito em termos de acessibilidade, mas ainda existe muito a ser feito”, explica o coordenador presidente da Fraternidade Cristã de Doentes e Deficientes – FCD, Rubens Scheid. Ele, que trabalha em uma entidade, a qual tem o objetivo de atender e dar melhores condições de vida a deficientes e pessoas que

precisam de auxilio para viver, fala sobre a grande questão que tem envolvido a sociedade com deficiência. “Sempre entramos em contato com órgãos públicos, para que atendam nossas reivindicações. Queremos e lutamos para melhorar a vida da pessoa com deficiência. Falta muito para a nossa cidade se tornar totalmente acessível, principalmente no transporte coletivo que registra muitas reclamações”, salienta o presidente. A cada momento voltam à tona na cidade de Chapecó discussões em torno da acessibilidade. São vias, calçadas, sinalizações, empreendimentos, que precisam de melhorias e de nova estruturação para atender uma demanda que cresce. “Buscamos sempre o apoio para que as exigências sejam cumpridas para atender os deficientes, idosos e pessoas obesas que precisam de cuidados especiais do Governo Municipal”, explica o coordenador da FCD. Dificuldades com as barreiras arquitetônicas, empecilhos no percurso, acabam esbarrando e comprometendo a acessibilidade. Com o objetivo de assegurar a integração social e o pleno exercício dos direitos individuais e coletivos das pessoas com limitações físico-motora, mental, visual, auditiva ou múltipla, a questão é discutida e projetada por autoridades e organizações do município, que a passos curtos tomam

SHOW DE ABERTURA:

FAT DUO ENTA :

APRES

LOCAL: CONCHA ACÚSTICA EFAPI

VENDAS ONLINE:

ABERTURA DOS PORTÕES: 20H

www.folianosul.com.br | informações: (49) 8868.9341

PATROCÍNIO:

REALIZAÇÃO:

O ARAUTO 19

JORNAL

18 O ARAUTO

PATRÍCIA DAL BERTO

editor@arautoonline.com.br SC02799-JP

medidas que precisam de urgência. “Sempre estamos buscando a implantação de projetos e programas que nos favoreçam. Aos poucos estamos tendo resultado e conquistando alguns espaços”, salienta Scheid. Uma das primeiras conquistas para os deficientes foram os jogos municipais. “A primeira questão sobre acessibilidade levantada em Chapecó, foi no governo de João Rodrigues, no ano de 2005, quando foram criados os Parajasc – Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina, para pessoas com deficiências”, explica o vereador Mario Tomasi, que na época era assessor de comunicação da Prefeitura Municipal.

14 a 20 de Junho de 2011

Devido à cidade ser a primeira a sediar os jogos, viu-se então que havia muitas demandas a serem preenchidas. Pois além da questão de viabilidade para tal atividade, teria a questão de locomotividade, adaptação, sinalização, todas as questões que envolvem pessoas com delimitações motoras, visuais, auditivas e outras. “A acessibilidade é um dos temas prioritários na minha atuação como vereador. Eu tenho participado de feiras e encontros que trabalham segmentos de acessibilidade, reabilitação e inclusão do mundo. De lá, trouxe uma série de sugestões para serem adaptadas”, descreve o vereador. Tomasi tem levantado a bandeira constantemente em seus projetos e discursos

na Câmara de Vereadores de Chapecó. Para ele é uma questão de condições de vida agradável a todos. “Todos temos um sonho de fazer uma cidade acessível. Eu, enquanto vereador, quero fazer projetos, e tenho alguns aprovados que intensificam as reformulações de locais públicos para pessoas com deficiência”, explica o vereador. A FCD de Chapecó apontou uma série de necessidades, com destaque para a regulamentação e fiscalização dos direitos dos deficientes físicos. “Precisamos de políticas públicas para essa população e recursos no orçamento de diversas pastas do município para essa finalidade”, explana o presidente da entidade.

Eventos e acessibilidade

Alguns empresas e estacionamentos públicos possuem estacionamento exclusivo para cadeirantes, mas ainda faltam muitas placas de sinalização em toda a cidade.

Como Chapecó se diz capital de eventos em negócios e feiras, deve também lembrar que a sociedade precisa de modelos e projetos para que todos sem discriminações usufruam dessa marca. Os eventos geram um grande fluxo de pessoas. A Efapi, por exemplo, uma feira internacional, tem em seu público aproximadamente 500 mil visitantes, de acordo com os organizadores, entre estes, estão cadeirantes, pessoas cegas, surdas ou com alguma deficiência que as impedem de se locomover com comodidade. O grande empecilho está na acessibilidade. “Estou trabalhando para futuramente criar o Plano Diretor de Acessibilidade para o município de Chapecó, mas agora, estou trabalhando com questões especificas e emergenciais. Algumas demandas que pre-

cisavam de readequações. Na pauta está a Efapi, a qual criei um projeto que da viabilidade para pessoas com deficiência poderem participar sem nenhum desconforto ou imprevisto”, acrescenta o vereador Mario Tomasi. Tomasi, através de um projeto aprovado na Câmara de Vereadores, pretende usar meios que possibilitem a comunicação, o entendimento e a disposição de serviços as pessoas com alguma dificuldade física. O vereador buscou adequar a arena de shows e de rodeio, banheiros químicos, placas de sinalização e informativas adaptadas. “Ainda estamos a espera de mudanças. Mas acredito que Chapecó como toda cidade grande, tenha em suas metas e propostas algo direcionado a pessoas com deficiência”, acredita o presidente da FCD.

Órgão Municipal Em Chapecó existe a Fundação Municipal de Ação Social – Fasc, que trabalha na assistência de famílias e pessoas com deficiência. “Nós atendemos hoje mais de 700 pessoas com deficiência. Temos um compromisso grande no sentido de oferecer atendimento sócio assistencial, além de trabalhar com a família e levar as demandas aos órgãos competentes do Governo Municipal, como para o Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência”, explica a presidente da Fasc, Beline Frozza. Além da assistência, a entidade busca como órgão municipal atender através de mecanismos e programas educacionais, da saúde, de transporte, oficinas, preparos para trabalho. A Fasc faz meio de campo entre demandas das pessoas com deficiência e poder executivo municipal. Além da Prefeitura Municipal disponibilizar programas de assistencialismo, existem organizações não governamentais que trabalham em prol dos deficientes, de idosos e de pessoas com problema de obesidade, mas ainda o que se precisa é de reformular nossas possibilidades retirando os preconceitos dispostos na sociedade.

Papel dos Tribunais de Contas Ao exercer a fiscalização de obras públicas, tanto as de execução direta pela administração, como as resultantes de contratos de concessão ou de parcerias público-privadas, os Tribunais de Contas devem atentar para a verificação dos aspectos ligados à acessibilidade. Para assegurar a acessibilidade nas obras de reforma ou de construção de edificações, realizadas com recursos públicos ou mediante os mencionados contratos, insere-se na missão institucional dos órgãos de controle externo de fiscalização operacional quanto à legalidade, legitimidade, economicidade, conforme a Constituição Federal.


JORNAL

[Esporte

14 a 20 de Junho de 2011

EDSON FLORÃO Colunista esportivo edsonflorao@yahoo.com.br

Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora não terá Tampa na Liga e no Mundial

Preparação Os trabalhos na Associação Chapecoense de Futebol estão sendo conduzidos no sentido de preparar o grupo fisicamente. Sob o comando do preparador Alexandre Andrés, o período será suficiente para fazer uma avaliação mais detalhada de cada um, após o período de folga. Alexandre tem dados precisos de praticamente todos os jogadores, com raras exceções dos que estão chegando. Desta forma poderá desenvolver trabalhos específicos e deixar o grupo em condições de suportar os jogos que terá pela frente. Amistosos O técnico Mauro Ovelha pretende comandar a equipe em dois ou três amistosos para dar padrão de jogo e formatar um time dentro de um sistema de jogo capaz de construir resultados positivos. Foi campeão com uma equipe jogando a maioria das partidas no 3x5x2. Para o campeonato brasileiro que inicia dia 17 de julho para o Verdão, Mauro poderá mudar o sistema de atuação. Para isso vai precisar avaliar o potencial dos recém contratados. Objetivo nesta competição é ficar entre os primeiros e buscara uma das vagas na Série B do brasileirão para 2012. Novidade  A Associação Chapecoense de Futebol acertou a contratação de Fabio Alves da Silva, “FABINHO” que atua como lateral-esquerdo. Tem 23 anos e passagens por Mirassol, Duque de Caxias, Cianorte e Sergipe. O atleta se apresentou na última sexta-feira(11) e já está integrado ao trabalho com os demais jogadores. Quem sai ... Com a chegada do lateral Fabinho, vai oportunizar a diretoria dispensar alguém da posição. O mais cotado a deixar o Clube é Badé. Não é bom de grupo, já deveria ser emprestado ainda no início do ano, e agora vai sobrar. Tem também a situação do Aelson, Jogador bom de grupo e com qualidade técnica para ser titular, vai lutar pela titularidade.

A ala da equipe de Chapecó sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo e não disputará a Liga Nacional e o Mundial de clubes que ocorre em Portugal no próximo mês.

A Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora não poderá contar pelos próximos 45 dias com a atleta Tampa. A ala de Chapecó sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo na partida contra Caçador no último sábado (04). A atendente da Unochapecó/ Nilo Tozzo/Aurora, Sinara Bussato Matana explicou o grau da lesão da jogadora: “A Tampa sofreu uma ruptura parcial do ligamento talofibular anterior, sendo a lesão mais grave do ano até agora entre as atletas”. Sinara salientou o processo de recuperação da atleta: “A primeira parte do processo de recuperação, que dura cerca de duas semanas, Tampa ficará com uma tala fazendo um trabalho de fortalecimento da musculatura, e só depois disso começaremos os trabalhos mais específicos para o tornozelo”. A ala de Chapecó destacou que espera voltar rapidamente às quadras: “Foi uma lesão complicada, infelizmente não jogo mais a Liga

Ezequiel Miralles faz primeiro treino no Estádio Olímpico

* A procura por atacante continua no Verdão. Está difícil encontrar alguém que se encaixe no perfil que quer o campeão catarinense.

O ARAUTO 21

JORNAL

20 O ARAUTO

ADEMIR JR. MATIELLO

14 a 20 de Junho de 2011

editor@arautoonline.com.br

INTERNACIONAL

RENAN AGNOLIN

Últimas dO INTER Diretoria reitera confiança ao elenco A instabilidade do Inter no Campeonato Brasileiro é decorrente do momento que o clube vive, avalia o diretor executivo de futebol Newton Drummond. Para ele, a equipe de Paulo Roberto Falcão vive uma fase de “formação de conceito”, e tem em seu plantel qualidade suficiente para viver dias melhores no certame. “Evidentemente, esperávamos estar avançados, mais à frente, mas não temos demonstrado no campo e isso faz com que tenhamos esse desempenho baixo. Acreditamos que temos plantel para superar esta fase” disse Drummond.

O diretor de futebol do Inter faz questão de descartar a saída do técnico Paulo Roberto Falcão. Para ele, o sucesso passa pela manutenção da comissão técnica. “Não se cogita esta hipótese. Temos como norma a preservação da comissão tecnica e sua permanência no tempo mais adequado possível. Não é porque não estamos colhendo frutos que vamos trocar. Evidentemente, passa pela manutenção”declarou.

Inter fechará dois meses sem vitória no Beira-Rio O empate por 2 a 2 com o Palmeiras representa uma marca incomum para o Inter. O clube gaúcho alcançará dois meses sem vitórias em casa. O jejum engloba cinco partidas: empate com o Grêmio, derrotas para Peñarol, Grêmio e Ceará, mais um empate com o Palmeiras. O último triunfo vermelho diante de sua torcida foi em 19 de abril, contra o Emelec, pela Taça Libertadores. A má fase como man-

dante coincide com a chegada de Falcão. Desde que ele assumiu o cargo de técnico do Inter, são duas vitórias, três derrotas e dois empates no Beira-Rio. Como visitante, porém, os vermelhos seguem invictos. O Inter volta a campo no próximo domingo(19). Visita o Coritiba no Couto Pereira. O próximo duelo em casa será no dia 26, contra o Figueirense.

GRÊMIO Douglas não se reapresenta ao Grêmio

* Jogar amistoso com adversários na próxima competição é dar chance para o azar.

* Arthur Babalotti, presidente campeão Catarinense com a chapecoense, foi homenageado pela câmara de vereadores. Merecido!

3322.5412 | 3329.3119 | 9987.8318

O que estaria acontecendo com o time do treinador Falcão? Para muitos falta de treinador, já outros admitem que o time está velho. São coisas que só o tempo irá dizer, ou melhor, a tabela de classificação. E tem outra.... o volante Guiñazu renovou com o colorado, juntamente com outro argentino, o baixinho D’Alessandro. Ou seja, fica uma situação delicada no departamento de futebol do estádio Beira - Rio. Depois que Giovani Luigi assumiu, tudo piorou.

Foi o que Renato Gaúcho pediu para seus jogadores, muita calma para fazer o dever de casa. O Portaluppi não quer saber de pressão por não ter ganho as partidas longe de Porto Alegre. Mas neste domingo(19) contra o Vasco, a vitória tem que chegar de qualquer maneira. Até porque na  tabela de classificação, os três pontos, deixam o tricolor gaúcho pertinho da zona da Libertadores. Copinha ... A Copa SC não tem mais jeito mesmo, no final de semana dois empates. Um em Concórdia, por 1x1 e outro em Brusque, entre o time da casa e o Metropolitano (0x0). Ou seja, a qualidade da competição está cada ano pior. A Federação Catarinense de Futebol deveria copiar a Federação Gaúcha, uma Copa com clubes da primeira e segunda divisão do Estado. Mas sabemos que a organização no Rio Grande amado é muito melhor. Copa Scala e Copa RicTv Record

*Estão abertas inscrições para novos sócios na Chapecoense. Momento oportuno para aumentar o quadro associativo.

49

Muito cuidado!!!

Sem pressão...

Últimas dO gRÊMIO

* Poderá ter mudanças no departamento de futebol. Depois de uma conquista é normal a valorização de todos. O que não é normal é salto alto ou imposições. O setor precisa de harmonia.

Colunista esportivo renan@arautoonline.com.br

A antecipação da abertura da janela de transferências possibilitará ao argentino Ezequiel Miralles, ex-Colo Colo, estrear pelo Grêmio na 6ª rodada - dia 26 de junho a equipe gaúcha visita o Botafogo, no Engenhão. Até lá, o novo jogador gremista terá tempo de se recuperar fisicamente. Nas rodadas finais do Torneio Apertura do Campeonato Chileno, Miralles sofreu leve lesão muscular na coxa esquerda. Nesta tarde de segunda-feira pela primeira vez ele treinou no Estádio Olímpico, iniciando a fase final do tratamento. Durante uma semana ele permaneceu fora do Brasil organizando no Chile e na Argentina sua mudan-

ça para Porto Alegre. O retorno foi adiado mais da uma vez em razão da nuvem de cinzas provocada pela erupção do vulcão chileno Puyehue. Miralles chegou no último sábado(11). No domingo(12) houve folga, e os treinos com Renato Gaúcho reiniciaram na última segunda(13). Miralles correu no gramado suplementar, acompanhado do atacante Leandro, também em recuperação de problema muscular. Outro jogador lesionado fez fisioterapia no gramado - Adilson - enquanto Fernando, com dores musculares, também foi preservado. Bruno Collaço e André Lima, há mais tempo no departamento médico, treinaram normalmente.

Assim que os jogadores do Grêmio ingressaram no gramado suplementar do Estádio Olímpico, no início da tarde da última segunda-feira(13), uma ausência foi percebida. Passaram quase todos os integrantes do grupo profissional, até mesmo lesionados - como Adilson e Leandro - mas faltava Douglas, o camisa 10. De imediato os repórteres notaram que faltava Douglas, por volta das 15h30m. A justificativa, entretanto, demorou duas horas e meia para chegar. Apenas às 18h, após desviar das inúmeras perguntas sobre o paradeiro do meia, os dirigen-

tes disseram que Douglas estava resolvendo problemas particulares. Durante este intervalo de tempo, o que mais se ouviu de dirigentes e assessores de imprensa, quando a pergunta envolvia Douglas, foi uma frase curta e simples: - Não sei. O Grêmio enfrentou o São Paulo no sábado à noite, no Morumbi. Como o domingo era de folga, Douglas ficou na cidade, assim como outros jogadores - entre eles Victor e Mário Fernandes. Renato Gaúcho foi para o Rio de Janeiro. Todos voltaram, menos Douglas. Ainda conforme os dirigentes, que se reuniram no início da noite, Douglas entrou em contato telefônico para avisar que estava resolvendo problemas particulares.

Foi uma beleza a abertura da Copa Scala, muita famílias e vários atletas. Além é claro das homenagens e apresentações artísticas. Até o dia 17 de julho você pode acompanhar os jogos no ginásio do colégio Marista. É coisa mais linda ver as crianças jogando futsal. Já pela Copa Ric a terceira fase está pegando fogo, agora os melhores brigam por quatro vagas para as finais. Grandes jogos, parabéns a todos. Últimas Final de semana de muito frio em Palmitos minha gente.... Foi bonita a festa do Vinho e o show de Gian e Giovani. O Jr. Matiello está rindo a toa. Jogou o JUIC´S e não se lesionou, e para completar, foi o artilheiro do time de Jornalismo. Já o Renan Agnolin, fratura no dedinho/mindinho... Faz parte. Grande abraço ao ortopedista - Dr. Eduardo José Frigeri. E o Aloísio fez um belo gol ehm.. Atacante gente fina.


JORNAL

22 O ARAUTO

PATRÍCIA DAL BERTO

editor@arautoonline.com.br SC02799-JP

14 a 20 de Junho de 2011

Destaques da Câmara Municipal de Vereadores Vereador pede para reeditar moldes do Prefic O vereador Célio Portela

Sistema rotativo O

vereador Salvador da Rosa, através de indicação, solicitou a implantação de sistema rotativo na Avenida Fernando Machado entre as ruas 7 de setembro e Paulo Marques, no centro de Chapecó. De acordo com o Rosa é necessário implantar o sistema rotatório neste local, devido às diversas reclamações dos empresários naquela região. A dificuldade está no estacionamento para os clientes, devido na maioria das vezes, o mesmo automóvel permanece na mesma vaga o dia todo. Para o vereador, “os comerciante se sentem prejudicados, porque muitos clientes desistem de comprar por falta de vaga no estacionamento em frente aos comércios”.

Atleta é homenageado na Câmara A Câmara de

O vereador Luiz Antônio Agne, fez indicação para que a que a Administração Municipal através da Secretaria de Defesa do Cidadão – Departamento de Engenharia de Trânsito, realize estudos para transformar a rua Uruguai, em via preferencial, no trecho compreendido entre a

MARCELINO CHIARELLO

Historiadora fala sobre o poder legislativo de Chapecó A historiadora Eli Maria

Vereadores prestou homenagem em proposição do Vereador Valdemir Stobe, ao atleta e professor de Taekwondo Carlos Roberto Velho. Na presença de familiares o atleta descreveu sua trajetória esportiva, as dificuldades que encontrou e acabou se emocionando com a homenagem do legislativo chapecoense. Carlos Velho atua com a modalidade há 18 anos e já conquistou diversos títulos nacionais, a nível de Mercosul, Sul brasileiro e até internacional além do catarinense do ano passado. Ele viu sua luta ser reconhecida e após dois anos como demonstração passará a contar pontos e medalha a partir desde ano nos Jogos Abertos de Santa Catarina. Segundo ele a modalidade está crescimento muito em Chapecó e sua evolução depende também de apoio das esferas governamental e iniciativa privada.

Projeto aprovado por unanimidade

solicitou ao poder executivo através de indicação, para que, seja reeditado um projeto nos moldes do Prefic – Programa de Recuperação Fiscal -, visando atingir os contribuintes inadimplentes com os impostos municipais com a maior brevidade possível. O vereador afirma que o Prefic oportuniza os contribuintes que por motivos diversos, deixaram de recolher os impostos municipais, e que em virtude do próximo ano ser ano eleitoral, fato que impossibilita legalmente a realização da referida ação é que se propõe para ainda este ano a efetivação deste projeto. A indicação foi aprovada pelos demais vereadores e subscrita também pelo vereador Arestide Fidélis.

Bellani ocupou a Tribuna Livre da Câmara de Vereadores para falar sobre política, sobre eleições municipais em Chapecó destacando o período de 1988 a 1992. Ela fez um breve relato, relembrando desde números da eleição até os “santinhos” dos candidatos a vereador e prefeito da época. Em função da série de informações que possui a respeito despertou ainda mais a curiosidade dos vereadores e presentes e foi convidada para voltar à Câmara, com mais tempo, para expor as informações que possui a respeito de eleições em Chapecó. Eli Bellani lembrou que o Legislativo se aproxima do seu centenário.

Preocupação com o Meio Ambiente O Vereador João Siqueira

Historiadora conta a historia da política chapecoense em Sessão da Câmara

destacou a Semana do Meio Ambiente durante sua fala na tribuna da Câmara de Vereadores. Ele falou sobre as diversas atividades realizadas no município. Como ex-diretor-presidente da Fundação de Meio Ambiente – Fundema. O Siqueira destaca a necessidade de conscientização da importância

Avenida General Osório até a rua João XXIII. “A medida justificase haja vista que a via indicada ser de acesso as instalações do novo Hospital Municipal Materno Infantil - HMI, facilitando o trânsito de veículos de emergência, dos profissionais que lá atuam e pacientes, proporcionando segurança e qualidade de vida aos seus usuários”, avalia o vereador Agne.

da preservação do patrimônio natural como nascentes de água, matas nativas e toda a fauna e flora. “Essa é a única forma para garantirmos a vida das futuras gerações do nosso planeta”, resumiu o Vereador. O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho. A data foi recomendada pela Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente realizada em 1972 em Estocolmo, Suécia. O governo brasileiro também decretou que este período em todo o território nacional se promovesse a Semana Nacional de Meio Ambiente.

LUIZ ANTONIO AGNE



o Arauto