Issuu on Google+

Prefeitura não entrega UPA de Itinga

A Unidade de Pronto Atendimento 24h ainda não foi inaugurada. Em dezembro do ano passado, servidores já haviam sido selecionados por concurso e os equipamentos já haviam sido adquiridos e estavam armazenados no almoxarifado. PÁGINA 5

Nº 2 l Abril

l

Lauro de Freitas - BA

l

www.oagora.com.br

n

Distribuição gratuita

Desrespeito à lei eleitoral ELEIÇÕES 2012 n Cartazes, pichações e placas que deveriam ter sido removidos até o início de novembro de 2012 permanecem em quase toda a cidade. O fato contraria a lei eleitoral, que determina um prazo de até 30 dias após as eleições para retirada da publicidade. PÁGINA 7

Pedágio na BA-093 prejudica moradores de Areia Branca Aumento dos custos para os empresários e comerciantes locais, além da demora no cumprimento de acordo celebrado para a implantação do pedágio. Estas são as reclamações dos moradores do bairro de Areia Branca em relação à concessionária Bahia Norte, que explora o equipamento. Atualmente, a principal reivindicação da comunidade é a construção da passarela que dá acesso ao Ceasa. PÁGINA 3

1

O AGORA - Abril de 2013


Editorial

Helton Carlucho

Um jornal de opinião

D

istribuímos, neste mês de abril, a segunda edição do jornal O Agora. Começamos uma caminhada com um objetivo, o de fazer um jornalismo de cara nova, e uma certeza,

a de que a informação é fundamental para o exercício da cidadania. A novidade, o furo de reportagem, se não impossíveis, passaram a ser improváveis para os jornais impressos a partir da rapidez

ALTO-FALANTE

DEPOIS

O

jornal O Agora traz, a partir desta publicação, um acompanhamento dos principais assuntos e denúncias presentes na edição passada. Este espaço, chamado O depois, é permanente, uma espécie de termômetro para medir como as notícias veiculadas no O Agora repercutem na prática e no dia a dia dos moradores de Lauro de Freitas e região. FIM DE LINHA DO CENTRO - Na edição do mês de março, o jornal O Agora, trouxe como matéria de capa a situação dos finais de linha do Centro da cidade e de Portão. Um mês após a realização da matéria, é significativa a melhora no centro da cidade. Apesar dos ônibus ainda estacionarem na rua, causando constantes engarrafamentos, a obra já está bastante adiantada e os tapumes foram retirados. O prefeito Márcio Paiva diz que há a possibilidade da inauguração no final deste mês. Ele informa

2

da internet e dos meios eletrônicos. Por isso, deixamos no passado o discurso desbotado da imparcialidade. Praticamos um jornalismo opinativo, onde, mais do que relatar um fato, que provavelmente já é sabido,

buscamos fazer uma análise do que noticiamos, trazendo novos elementos, pontos de vista, dando oportunidade ao leitor de aprofundar e qualificar a sua leitura dos acontecimentos do dia a dia.

nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn

também que será feita a recuperação de todo o asfalto no trecho e que as barracas, ao lado do Estádio Municipal, serão revitalizadas. Já as obras do terminal de Portão continuam paradas. ARROMBAMENTOS NO CENTRO - Segundo comerciantes do centro da cidade, não houve arrombamento nos estabelecimentos locais no mês março. Em sua primeira edição, o jornal O Agora noticiou 19 casos de invasões aos comércios do centro, entre os meses de janeiro e fevereiro. Duas reuniões foram feitas, nos dia 2 e 23 de março, com a presença do comandante da 52ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), responsável pela área, major Marcelo Brum, além de representantes da 23ª Delegacia de Polícia do centro. “Nós vamos ser parceiros da comunidade” afirma o comandante da 52ª CIPM, que diz estar reestruturando o pelotão especial e trazendo outras unidades de apoio.

O

utro espaço inaugurado nesta segunda edição do jornal O Agora, o Alto-Falante está disponível para os moradores de Lauro de Freitas e região serem ouvidos, enviando reclamações, sugestões e denúncias, inclusive com fotos. A participação do público, fundamental para o conceito de informação a serviço da cidadania, deve ser feita pelo email jornalismo@oagora.com.br.

Santos entrou em contato com a reportagem para denunciar os buracos nas ruas do bairro (foto). Um deles, segundo Sergio, existe há mais de cinco meses e atrapalha a passagem de veículos. “Já ocorreram acidentes, alguns carros já caíram aqui”. Depois de vários imprevistos, moradores sinalizaram o local com objetos, para alertar os motoristas sobre o problema.

BURACO EM JARDIM TALISMÃ - O morador Sergio

TRANSPORTE COLETIVO EM AREIA BRANCA - O

presidente da Associação de Moradores do Capelão, em Areia Branca, Ruan Carlos, reclama do transporte público no bairro. Segundo ele, a demanda é muito maior do que a oferta do serviço. “Nós temos dois novos condomínios no bairro, cada um com mais de 2.500 pessoas, por isso os ônibus estão sempre cheios. Se quisermos ir para a Orla, Avenida Paralela ou até mesmo São Cristóvão, que é aqui do lado, temos que pegar dois coletivos”.

O AGORA - Abril de 2013


AREIA BRANCA n Comunidade local afirma que implantação da praça de pedágio na Estrada CIA-Aeroporto trouxe prejuízos

Concessionária é acusada de não cumprir acordo com moradores

M

oradores de Areia Branca reclamam que a Concessionária Bahia Norte não cumpriu acordo firmado para a implantação do pedágio na BA-093 - estrada CIA/Aeroporto. Eles dizem

que o equipamento está causando prejuízos. A via é o principal acesso dos moradores para Salvador, Camaçari e ao Ceasa, onde comerciantes locais compram produtos para revender. Morador da região há mais

de 30 anos e dono de uma pizzaria no bairro, um senhor que se identificou como Chapéu de Couro aumentou os preços por causa do pedágio. “Por mim ficaria tudo da mesma forma, mas o custo de pro-

Equipamento instalado na estrada CIA/ Aeroporto aumenta os custos de produção do empresariado local

dução está mais alto em quase R$ 500 por mês”. Um cadastramento de veículos para isenção do pagamento para a comunidade foi feito, mas, segundo a representante da Associação de Moradores de Areia Branca (AMAB), Analice Santos, muita gente ficou de fora. “Só foi aceito um carro por família e empresas e comerciantes ficaram de fora. Quem adquiriu veículo após o cadastramento também não tem direito à isenção”. CONTRAPARTIDAS - Durante a instalação do pedágio, as associações de moradores tentaram fazer um acordo. Em um pacto assinado entre a concessionária, a prefeitura e a Agerba estão contraparti-

das como revitalização de seis ruas, reforma de campo de futebol e construção de três passarelas na BA-093, mas apenas parte das obras foi realizada. Diante dos impasses, foi realizada, no dia 13 de março, reunião com mais de 300 moradores, o prefeito Márcio Paiva e 15 dos 17 vereadores. Segundo a presidente da AMAB, foi agendada nova conversa entre moradores e representantes da Bahia Norte, desmarcada em seguida pela concessionária. O gerente de comunicação da Bahia Norte, Cledson Castro, informou que a empresa vai atender aos moradores após reunião com a prefeitura. Segundo ele, a maior parte das contrapartidas foi realizada e o que resta deve ser executado até o fim do ano.

OPINIÃO n Por Janeide Borges

Dialogando sobre mobilização: precisamos viabilizar o terceiro setor

É

muito importante o papel das organizações não governamentais. Elas contribuem junto às gestões públicas e privadas, atuando nas causas sociais, geração de emprego e renda, meio ambiente, educação, saúde, inibição da violência, profissionalização e outras áreas voltadas para a melhoria da qualidade de vida e na busca de direitos e deveres do cidadão. Em Lauro de Freitas, muitas ONGs contribuem para minimizar as desigualdades

3

sociais. Estas organizações do terceiro setor foram regulamentadas para dar suporte ao primeiro setor, composto por organismos governamentais, e ao empresariado, ou segundo setor, formando parcerias para gestão e implementação das políticas públicas no país. No município, das 159 associações cadastradas no Conselho de Assistência Social, apenas dez estão regularizadas para concorrer a editais, firmar convênios e receber subvenções dedutíveis do imposto

de renda. Outros 200 grupos locais realizam surpreendentes trabalhos comunitários, sem documento que os formalize. Lauro de Freitas, em síntese, tem potencial identidade solidária, mas está carente de conhecimento para formalização e gestão do associativismo. O segundo setor, no nosso município, com raras exceções, não tem exercido papel de contrapartida social e ambiental por falta de regulamentação dos organismos sociais, pois até encontramos

empresários conscientes e desejosos de participar de algum projeto validado. Ao mesmo tempo, precisamos construir o horizonte ético que dê sentido a um processo de mobilização para as grandes oportunidades que devem surgir com os eventos esportivos a serem realizados nos anos de 2013 (Copa das Confederações), 2014 (Copa do Mundo) e 2016 (Jogos Olímpicos). E mais, precisamos conclamar o poder público a construir um projeto de futuro.

Quanto mais participativo for o processo de sua elaboração, mais estas escolhas refletirão a vontade de todos e serão por todos compartilhados de forma equânime. No momento em que esta gama de valores for reconhecida com certeza aflorarão inúmeras outras guiadas pelo exemplo. *Janeide Maria Borges de Oliveira é professora e especialista em Pedagogia D.R.H.. Ocupa a Cadeira nº 3 da Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas-BA

O AGORA - Abril de 2013


OPORTUNIDADE n Vagas ofertadas para os moradores são para aulas de taekwondo, informática e analista de suporte técnico

Base comunitária oferece cursos gratuitos para população de Itinga

O

s moradores de Itinga e região, em Lauro de Freitas, podem fazer a inscrição para um dos cursos gratuitos oferecidos pela Base Comunitária de Segurança (BCS) implantada no bairro. A unidade também oferece um Centro Digital de Cidadania, com computadores conectados à internet, e programações recreativas em datas especiais, como o Dia das Crianças e o Natal. A dona de casa Jane Silva mora ao lado da base e comemora os benefícios que a unidade traz. “Minha filha de 10 anos participou do Dia da Criança que eles realizaram”, comenta, sobre uma das atividades realizadas pela unidade, inaugurada há cerca de oito meses. A base conta com um

MANU DIAS/GOVBA

CAROL GARCIA/GOVBA

Equipamento funciona em parceria com os moradores do bairro, que também contam com um Centro Digital de Cidadania

efetivo de 120 homens, quatro viaturas, oito motos e dez câmeras de vigilância. Segundo o soldado PM da BCS, Silas Barbosa Carvalho, um dos responsáveis pelos cursos, “o objetivo da unidade é aproximar a comunidade da Policia Militar, acabando com

o distanciamento que existe. Para isso, realizamos ações sociais, como o curso gratuito de taekwondo, ministrado pelos próprios policiais”. CURSOS - Por meio do Projeto Luta Cidadã - curso gratuito de taekwondo – são dispo-

nibilizadas trinta vagas para o turno matutino e quinze para o vespertino. Os interessados devem se dirigir à unidade, na Avenida Fortaleza, quadra C, lote 17, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h. Para a inscrição é preciso ser maior de 6 anos. Também estão sendo ofe-

recidos os cursos de analista de suporte técnico, através do Projeto Capacitação Profissionalizante para Jovens e Adultos, com sete vagas para o matutino e três para o vespertino, e o Pacote Office, com 20 vagas, ambos destinados a pessoas acima de 12 anos.

ENTREVISTA n Secretária de Cultura e Turismo, Márcia Tude

Lauro de Freitas incentiva a cultura para atrair turistas nas copas

O

município de Lauro de Freitas, ou Santo Amaro de Ipitanga, como moradores históricos da cidade preferem chamar, é um grande berço de iniciativas culturais. O samba de roda de Quingoma, a Amostra Cultural de Lauro de Freitas e a Lavagem do Largo do Caranguejo, entre tantas outras ações, representam essa variedade. Para saber sobre a relação entre o governo municipal e os produtores culturais locais, novos projetos municipais para o segmento, turismo e o planejamento para a Copa das Confederações, em junho deste ano, a equipe do jornal O Agora conversou com a secretária de Cultura e Turismo da cidade, Márcia Tude (foto). O Agora - Secretária, chegamos aos 100 dias do novo governo. Como está o andamento da secretaria e que ações foram realizadas du-

4

rante esse período? Márcia Tude - O nosso principal projeto na secretaria teve início logo no primeiro dia. Fizemos um mapeamento e diagnóstico sociocultural, étnico e turístico do município de Lauro de Freitas que embasa todo o nosso trabalho na cidade. Neste momento, a gente já tem um mapa quantitativo dos grupos culturais por área. Por exemplo, no Caji, já sabemos o que temos em termos de agentes culturais, escolas e grupos de dança, terreiros, restaurantes e leitos. Só para ter uma ideia, nós já mapeamos 248 terreiros na cidade, isso mostra que Lauro de Freitas, mesmo sendo um município pequeno, tem o maior número de candomblés por quilômetro quadrado no Brasil. OA - O que se pretende fazer com esse mapeamento? MT - Através dele nós chega-

da Copa. Nesse momento nós estamos solicitando recursos do Ministério do Turismo para a revitalização do Espaço Agô e para o Serviço de Atendimento ao Turista (SAT).

mos ao Projeto Agô, que significa o projeto da licença, em Iorubá, e consiste na revitalização física do Centro da Cultura Afro-Brasileira, transformando-o em um centro de herança de matrizes africanas. Nós estamos ampliando esse trabalho para a oportunidade

OA - Quando os munícipes começam a ver os resultados na prática? MT - Até o final do ano a gente começa a ter os resultados práticos. A revitalização do centro requer recursos, tudo é um processo de construção. Nós nos integramos, agora, ao Sistema Nacional de Cultura e conseguimos um aporte de recursos na ordem de R$ 300 mil reais, através do mecanismo fundo a fundo. Neste momento, nós estamos trabalhando no sentido de captar recursos para desenvolver os projetos. OA - Em Junho, nós teremos a Copa das Confederações, que terá Salvador, município

vizinho a Lauro de Freitas, como umas das cidades-sedes. Qual o planejamento da secretaria no sentido de trazer turistas para a cidade? MT - Nosso São João vai ser o “Forró Show: Lauro de Freitas, a bola da vez”. Nós faremos uma boa praça de alimentação, envolvendo artesanato, samba de roda, além de uma homenagem ao cordel. Esse projeto será muito bacana, por isso já buscamos com a Infraero um espaço para fazer um altar de São João dentro do aeroporto e receber os turistas que chegarem para o evento esportivo. No São João, os terreiros comemoram a festa de Xangô e a Igreja Católica comemora também o Santo Antonio, por isso, além da festividade central, nós faremos uma calendário de atividades para que os turistas que querem conhecer os aspectos religiosos possam vir para Lauro de Freitas. O AGORA - Abril de 2013


SAÚDE n Servidores que atuariam na unidade já foram selecionados por concurso público e equipamentos se encontram no almoxarifado

Itinga ainda aguarda inauguração da UPA 24h que está pronta e equipada

Q

uatro meses após a ex-prefeita Moema Gramacho ter entregue o prédio pronto e a maior parte dos equipamentos, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) de Lauro de Freitas ainda não entrou em atividade, com grandes prejuízos para a população. A inauguração, além de beneficiar os moradores dos bairros mais próximos, desafogaria o atendimento em outras unidades de saúde do município. Localizada em um ponto estratégico de Itinga, entre o Parque São Paulo, Caic

e Parque Santa Rita, uma das áreas mais povoadas de Lauro de Freitas – atendendo apelo da comunidade –, a UPA foi vistoriada pela ex-prefeita em dezembro, em companhia de vereadores, secretários e lideranças locais. Faltava pouco para que a UPA fosse colocada em funcionamento. Na entrada da unidade, um painel com a relação dos equipamentos já adquiridos – de baldes de lixo a desfibriladores, tensiômetros, mesas, armários, biombos, camas e aspiradores cirúrgicos, sofás e cadeiras –, indicava que a nova gestão poderia

inaugurar o equipamento logo após a posse. Moradora do Parque São Paulo, a menos de trezentos metros da UPA, a dona de casa Maria Josefa tem que andar mais de dois quilômetros para ir ao Hospital Jorge Novis, no Largo do Caranguejo, para ser atendida. “Aqui seria muito melhor para mim. toda vez que preciso de um atendimento com urgência tenho que pagar transporte”, comenta. Os trabalhadores do Hospital Jorge Novis também aguardam a inauguração da UPA, mas por outro motivo. “Aqui nós atendemos todas as

localidades de Itinga. Tem vez que isso aqui fica lotado”, explica um dos funcionários do Jorge Novis, que preferiu não se identificar. RECURSOS - A UPA foi construída com recursos do Governo Federal. De acordo com o ex-secretário de Saúde do município, Luis Carlos Galvão, 80% dos equipamentos já se encontravam no almoxarifado da Secretaria Municipal da Saúde em dezembro, e os servidores, médicos e enfermeiras que atuariam na unidade já haviam sido selecionados em concur-

so público. “Os 20% de equipamentos que faltavam para completar o projeto estabelecido pelo Ministério da Saúde deveriam ter sido adquiridos em janeiro, com a terceira parcela do convênio”. Relatório detalhado da obra e equipamentos já adquiridos - impresso, em vídeo e fotos - foram entregues aos novos gestores durante seminário da transição de governo. “Não justifica, portanto, o atraso na inauguração da UPA; menos ainda os argumentos que a nova gestão está utilizando como motivo do atraso”, afirma Galvão.

Unidade entregue pronta e equipada há quatro meses pela ex-prefeita Moema Gramacho foi construída no município com recursos do Governo Federal

OPINIÃO n Por vereador Carlucho

T

rês meses são passados da gestão do dr. Márcio. O slogan da sua campanha, “Ta na hora de mudar,” aconteceu. Mudaram os secretários. Figuras totalmente desconhecidas da cidade, pelo menos do grande público, foram chamadas a nos governar. No segundo e terceiro escalões, há pessoas até conhecidas nos bairros periféricos, mas de competência duvidosa e arrogância e vaidade que não conhecíamos. Estamos todos ansiosos

5

COISAS DA POLÍTICA...

Vereador Carlucho

pelo cumprimento do programa de governo que até o presente momento só está no papel. Não falo de alguns serviços que têm funcionado a contento, como limpeza de ruas, pinturas de meios fios e prédios públicos. Isso, já na década de 70, o então prefeito Ismael Ornelas fazia muito bem com grandes equipes nas ruas para mostrar trabalho. Falo de fazer a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itinga funcionar, as policlínicas e clinicas também. Falo

da farmácia popular que nunca tem remédio, das creches e escolas que só ouvimos reclamações. Também chamo a atenção para a falta de respeito com os servidores públicos, que em alguns casos chega a ser assédio moral. Destaco a necessidade de se cuidar das pessoas, de se fazer o pagamento das rescisões das demissões acontecidas em janeiro, pelas quais, até agora, os demitidos não viram a cor do que lhes é devido. Penso ainda em muitas outras ma-

zelas que a falta de espaço não me permite dissertar. Estamos todos ansiosos pela revista com as ações dos 100 dias de governo que o Departamento de Comunicação está a produzir. Falta pouco para os 100 dias, provavelmente são os dias necessários para as realizações que constarão nessa bela revista. Sorte prefeito dr. Márcio, o povo e a cidade de Lauro de Freitas aguardam ansiosamente que suas promessas sejam realizadas. O AGORA - Abril de 2013


ESPORTE n Evento é promovido pelo grupo Filhos da Bahia e Associação de Capoeira de Lauro de Freitas

Três mil capoeiristas são esperados para encontro nacional em Lauro de Freitas

O

Grupo de Capoeira Filhos da Bahia e a Associação de Capoeira de Lauro de Freitas realizam, nos dias 27 e 28 de abril, o 27° Encontro Nacional de Capoeira, na sede do grupo, na rua Davina Menezes, lote 5, quadra 17, em Itinga. O evento, o maior do gênero no município, espera um público de mais de três mil capoeiristas de todo o país e reúne mestres, alunos e a comunidade para prestigiar a arte local. Fundada no bairro de Itinga em 1973, a Associação de Capoeira Filhos da Bahia possui mais de dois mil alunos divididos em 16 grupos sediados em todos os bairros de

Lauro de Freitas. Hoje, são 12 mestres formados e sedes em São Paulo, Fortaleza, Paraíba, Aracajú, além dos países europeus, como Holanda e Portugal. “Temos pessoas que fazem capoeira no Filhos da Bahia há 35 anos. Nós conseguimos contribuir com a vida de muitos alunos”, comenta mestre Sérgio, fundador do grupo. Só na sede, mais de 100 alunos fazem aulas de capoeira, samba de roda e maculelê, além de reforço escolar para as crianças que sentem dificuldade nos estudos. Nada é cobrado dos alunos. Toda a estrutura, como calça e camisas utilizadas, nas aulas são doadas pela institui-

Mais de 100 alunos participam das atividades da associação

ção. “Eu gosto muito daqui. Eu jogo capoeira e ainda ganho o lanche”, diz João Vitor, 9 anos, referindo-se à refeição dada pela associação após as aulas. “A nossa intenção e tirar as

crianças das ruas e disciplinar através do esporte. Capoeira é vida, é arte e é saúde, através dela nós já conseguimos ajudar os pais a educarem os seus filhos”, explica o mestre.

CULTURA

Parcerias mantêm o trabalho

“Nós temos alguns grandes parceiros, a pianista portuguesa Maria João é um deles. Ela abraçou o projeto e doa os 100 lanches que são oferecidos às crianças”. Mas, segundo mestre Sérgio, mesmo com alguns apoiadores, ainda existe dificuldade para manter o grupo, pois os custos são muito altos. “Nós precisamos de mais pessoas que queiram ajudar nossas crianças. Eu não quero nada para mim, o objetivo e ajudar a minha comunidade”. Os interessados em ajudar ou participar das aulas devem procurar o mestre Sérgio, na sede do grupo, ou ligar para 8764-6995 ou 3377-6118. As aulas são realizadas às segundas, quartas e sextas-feiras, divididas em três grupos entre 18 e 21h.

PROJETO ART & CÊNICA

Paixão de Cristo de Itinga inova abordando atualidade Vagas gratuitas Em sua 17ª edição, a encenação da Paixão de Cristo de Itinga, realizada na quadra da Igreja Matriz do bairro, nos dias 28, 29 e 31 de março, inovou trazendo em seu texto assuntos relativos à Igreja Católica que estão em pauta no cenário mundial. “Nós trabalhamos o olhar de dois jovens que contam a paixão de Cristo através de suas perspectivas”, explica Rubenval Meneses, diretor geral do evento.

6

Segundo ele, a ideia foi abordar pontos da igreja que são motivos de dúvidas, dialogando as respostas na própria peça teatral. O espetáculo já é um dos destaques do calendário cultural da cidade, na Semana Santa. Todos os anos, a encenação busca, através da história da Paixão de Cristo, passar a mensagem central da Campanha da Fraternidade da Igreja Católica, que esse ano é Fraternidade e Juventude.

PROFISSIONALIZAÇÃO - Este ano, a montagem envolveu cerca de 200 jovens, que trabalharam desde novembro de 2012 na produção, e recebeu, em média, 500 pessoas por dia. Segundo o produtor do evento, Tarcisio Andrade, o envolvimento da comunidade é muito importante. “Através desse trabalho realizado no espetáculo, os jovens podem adquirir experiência. Existem casos de pessoas que começaram na Paixão de Cristo se transformaram em profissionais. Eu sou uma delas”.

para curso de teatro

Interessados em aprender técnicas teatrais podem se inscrever no Projeto Art & Cênica, realizado pelo Polo de Atores de Lauro de Freitas. São oferecidas vagas gratuitas para uma turma com aulas na segunda-feira, às 18h, no Cine Teatro. As inscrições podem ser feitas no mesmo dia e horário das aulas, ou pelos telefones 8666-4731 e 3121-6170. O curso, que é direcionado para iniciantes, já conta com duas turmas divididas entre crianças e adultos, que acontecem aos sábados das 8 às 10h30 e das 10h30 as 12h30. As atividades, que terão duração de seis meses, são divididas em três partes: dramaturgia, cenografia, iluminação e figurino. O curso será finalizado no mês de agosto com a apresentação de uma peça teatral em homenagem a Santo Amaro de Ipitanga. O curso foi criado pelos atores Renato Lima e Tobé Veloso, em parceria com o dramaturgo Thiago Chaves. Montagem envolveu cerca Segundo Renato Lima “o objetivo é despertar o interesse das crianças, jode 200 jovens da comunidade, vens e adultos do município para a atuação e os estudos da arte cênica”. que têm a O Polo de Atores de Lauro de Freitas oportunidade conta com o apoio da Fundação Culde adquirir experiência em tural do Estado da Bahia (Funceb) e do Cine Teatro de Lauro de Freitas. artes cênicas O AGORA - Abril de 2013


CIDADE n Ainda é possível encontrar, por toda a cidade, publicidade utilizada por concorrentes aos cargos de prefeito e vereador

Candidatos das eleições municipais de 2012 desrespeitam a lei eleitoral

A

s últimas eleições municipais aconteceram há mais de seis meses, no mês de outubro de 2012, mas ainda é possível ver, por toda a cidade, cartazes, pichações em muros e placas de publicidade de concorrentes aos cargos de vereador e prefeito do último pleito eleitoral. O fato contraria lei, que determina aos candidatos, partidos políticos e coligações um prazo de até 30 dias após as Eleições, ou seja, até o dia 6 de novembro de 2012, para retirar as propagandas. A presença de peças publicitárias com o rosto e número dos candidatos incomoda os moradores da cidade. “Já entrei em contato várias vezes, mas não vieram resolver meu problema”, reclama a dona de casa, Rosa Silva, do bairro de Vida Nova, que cedeu o muro de sua residência para um determinado candidato que

Cartazes, pichações em muros e placas de publicidade deveriam ter sido retirados até o início de novembro de 2012

“esqueceu” de refazer a pintura na frente do imóvel. Ela procurou nossa equipe para denunciar o caso. Para averiguar se existem outros casos como esse na cidade, a equipe do jornal O Agora encontrou, em duas horas percorrendo bairros de Itinga, Vida nova e o Centro da cidade, 47 casos de des-

OPINIÃO n Por Kamayura Saldanha*

O

termo sucessão, de forma genérica, significa o ato jurídico pelo qual uma pessoa substitui outra em seus direitos e obrigações, seus créditos e seus débitos, podendo ser consequência tanto de uma relação, como também de um pleito, de um cargo ou de um outro tipo de transição. Portanto, na atual conjuntura do nosso país, no caso sucessão política em vários municípios, onde estamos em plena transição de poder, de situação, de posicionamentos políticos partidários, é importante termos esta clareza do que se trata uma sucessão de fato e de direito. Ao sucessor, cabe o ativo e o passivo do seu antecessor, inclusive dar continuidade às suas boas ações, obras, projetos, estruturas físicas, avanços, enfim todas as conquistas da co-

7

Sucessão

“O sistema político brasileiro, ao invés de estimular a formação e desenvolvimento dos partidos, infelizmente, privilegia o trânsito de personalismos passageiros”

Kamayura Saldanha

munidade e criar outras oportunidades, ações que venham a contribuir para o crescimento de uma sociedade. Este estilo arcaico e ultrapassado de destruir o que já existe e que já foi conquistado em gestões anteriores é um desrespeito a um povo que

viveu, aproveitou, desfrutou e apoiou anteriormente. Isto já se constitui um patrimônio material e imaterial de um povo. Ser um sucessor responsável e comprometido e saber conduzir este processo de adequação de forma respeitosa e competente é sua tarefa de fato, pois é assim que se constrói uma democracia plena. Com anseio justo de crescimento e conquista do poder, o sucessor tem que ter compromisso com a emergência da

comunidade, com a sua confortabilidade dentro da sua própria cidade, estado ou país, resgatar a sua autoestima, planejar e executar melhorias para a vida da cidade, o desenvolvimento econômico, social, cultural e a cidadania. Este é o anseio da nossa população, que mantém a esperança na defesa da sua escolha no pleito que participou. A sucessão é um compromisso muito sério e importante em qualquer segmento e requer muito respeito. Como vimos, até o Vaticano está também saboreando deste prato. Na realidade, o sistema político brasileiro, ao invés de estimular a formação e desenvolvimento dos partidos, infelizmente, privilegia o trânsito de personalismos passageiros. Aliás, em certas latitudes, os

respeito à lei, cometidos por candidatos das mais diversas coligações partidárias. A utilização desses meios de publicidade, durante a eleição, é permitida desde que sejam fixados em locais privados com a devida permissão dos donos do imóvel. Mas existem casos em que os espaços são utilizados sem o conhecimento dos seus respectivos proprietários. Valter Silva, morador de Itinga, teve uma placa fixada em sua parede no dia anterior à eleição. “Não me pediram permissão”, ressalta, comentando sobre o desrespeito. PUNIÇÃO - Segunda a resolução Nº 23.370 do Tribunal Superior Eleitoral, o candidato, partido ou coligação que não retirar a propaganda estará sujeito à multa, sem prejuízo de outras sanções previstas na legislação comum e nas posturas municipais.

egos andam tão elevados que existem aqueles que pensam estar acima do bem e do mal. É bom frisar que a crítica técnica e bem intencionada é sempre bem vinda, pois faz pensar e refletir. Agora, a ofensa institucional é algo baixo e desprezível, não podendo ser admitida em uma nação que se queira civilizada. Aquele que não respeita as regras da sucessão, mais tarde ou mais cedo afunda junto com o seu insucesso. Acaba tendo como única propriedade a cova em que termina sendo enterrado, enquanto que o seu nome vagará pelos tempos apenas como o de mais um fantasma desastrado. E isto é grave... Acredite... *KAMAYURA SALDANHA é radialista da Associação Comunitária Ideal

O AGORA - Abril de 2013


Nº 2 Abril de 2013 - Lauro de Freitas - BA

8

REDAÇÃO Jornalista responsável: Raul Rodrigues (TRT 3137) Edição e revisão: Raul Rodrigues Planejamento Gráfico: Humberto Monteiro Colaboradores: Anderson Carlucho, Márcio Wesley e Helton Carlucho (Fotografia)

ADMINISTRAÇÃO Diretor-geral: Helton Carlucho Diretor comercial: Ubiratan Rodrigues Diretor de Publicidade e Arte: Gustavo Almeida Diretores Sociais: Emerson Manassés e Kamayura Saldanha

Jornal mensal com distribuição gratuita Tiragem desta edição: 10 mil exemplares Rua Cardeal Brandão Vilela, Jardim Centenário, Quadra A M1 - Itinga Lauro de Freitas- Bahia - CEP 42700-000 Telefone: (71) 8168-7951 www.oagora.com.br

O jornal O Agora não se responsabiliza pelas opiniões publicadas nos artigos e entrevistas, assim como qualquer serviço ou produto das empresas anunciantes.

O AGORA - Abril de 2013


Jornal O Agora - Abril