Issuu on Google+

Audiência pública vai discutir criação do quadro de funcionários do Camprev Também será discutido o aumento do valor das multas para estabelecimentos destinados à diversão pública, festas, clubes, ou qualquer outra atividade em que haja difusão musical, ruído ou show de pirotecnia página A3

Inscrições para o Programa de Trainees da ACIC encerram na quinta-feira Jonas Donizette é homenageado pelas entidades socioassistenciais de Campinas

Edição 036 - Campinas/SP, 26 de outubro de 2013

Justiça Federal nega reintegração de posse e moradores permanecem em Viracopos Segundo o juiz, a Aeroportos Brasil - Viracopos não comprovou ser proprietária da área na Cidade Singer e o direito de moradia deve ser reconhecido página A3

Três empresas levam o 1º Prêmio Startup Campinas

Paulínia monta Lixo - A força-tarefa contra incineração não vandalismo no é o caminhopágina A4 transporte público

O METROPOLITANO conversou sobre o assunto com Rafael Moya, advogado com a habilitação em direito ambiental, Mestre em Engenharia Urbana pela UFSCAR e ex-presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Campinas.

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia encerra-se na Lagoa do Taquaral Câmera de vigilância flagra vovô 171 Furtou no prato em que comeu

Atividades são abertas a toda a população - pais, crianças, jovens e idosos - e todas gratuitas pág. A8

Serviços inacabados causam transtornos aos moradores do Jardim Florence

página A5

Pedreiro vai em cana no Terminal Vicente Cury Curumim dança no Bassoli

Lombada feita pelos moradores do Jardim Florence


Página A-2 Edição 036 - Sábado, 26 de outubro de 2013

Editorial Leilão de Libra foi positivo para o Brasil A presidenta tem razão. O início da exploração de Libra aponta para uma etapa nova no desenvolvimento brasileiro. A partir de agora, o pré-sal passa a ser explorado sob as regras do novo marco regulatório do petróleo, aprovado em 2010. Como todo acontecimento dessa envergadura, a exploração do petróleo sob as novas regras suscita controvérsia e debate. No seio do movimento progressista e patriótico, no qual atuam as entidades sindicais e populares e os partidos de esquerda, surgiram polêmicas relacionadas com a preocupação de todos de defender a soberania nacional. Um setor, alinhado com as posições do governo, apoia o modelo de exploração e remuneração adotados pelo Brasil para o pré-sal, o chamado sistema de partilha. Outra posição, a título da defesa da soberania do país e do fortalecimento da Petrobras, criticou o leilão por identificar neste método riscos potenciais à autonomia econômica do país e à empresa que melhor representa e simboliza o esforço nacional no setor petrolífero, a Petrobras. A experiência prática, a partir dos resultados positivos do leilão do campo de Libra, ajudará a tornar essas posições convergentes. A principal polêmica deu-se com posições conservadoras e privatistas, encabeçadas pelos tucanos e os analistas ligados a eles na mídia, que condenam a forma de remuneração, que rompe com as tradicionais concessões de caráter privatista em favor das empresas petrolíferas estrangeiras. Os porta-vozes dessa posição foram os pré-candidatos do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves e José Serra. Também os pré-candidatos do PSB, Eduardo Campos e Marina Silva, criticaram duramente o governo, pedindo inclusive mudanças no modelo de partilha, no que foram refutados pela presidenta Dilma, que assegurou a sua continuidade. Estas críticas dos quatro pré-candidatos oposicionistas são antagônicas às posições defendidas pelo governo e se identificam em maior ou menor grau com interesses alheios ao desenvolvimento nacional. Foi por esta razão que no pronunciamento que fez à nação na noite da segunda-feira a presidenta da República combateu energicamente estas posições e afirmou a determinação patriótica de defender o uso do petróleo e do gás para fomentar e impulsionar o desenvolvimento do país e o bem-estar dos brasileiros. O resultado do leilão realizado na segunda-feira aponta justamente na direção da defesa da soberania e do desenvolvimento nacionais. Em primeiro lugar, prevê os recursos do pré-sal, já aprovados, para educação e saúde. Serão mais de um trilhão de reais (15 bilhões na assinatura do contrato, 270 bilhões em royalties e 736 bilhões a título de excedente do óleo sob o regime de partilha) em 35 anos! Uma riqueza imensa que permitirá ao Brasil um salto de qualidade na melhoria das condições de vida do povo e incrementar seu desenvolvimento industrial e tecnológico. Serão produzidos aqui equipamentos, máquinas, tecnologia e serviços necessários para a extração e processamento do petróleo, um impulso gigantesco à indústria brasileira. O consórcio vencedor do leilão assegura o respeito à soberania nacional e aos interesses brasileiros. Nele, as empresas privadas estão em minoria (40% ficam com as petroleiras Total, francesa, e Shell, anglo-holandesa), e prevalecem as estatais (a Petrobras ficou com 40% e as chinesas NPD e CNOOC com 20%). Este arranjo garante a soberania nacional. Mesmo porque o novo marco regulador do petróleo assegura à estatal criada para administrar essa riqueza, a Pré-Sal Petróleo S.A., a metade dos votos no comitê gestor de cada campo e papel decisivo na tomada de decisões estratégicas fundamentais, sobretudo aquelas que envolvam o interesse nacional.

Sete passos para dominar o Ego Compartilho com meu caro leitor os conselhos do Sr. Wayne Dyer, do livro “O Poder da Intenção”, denominados sete passos para dominar o Ego. Primeiro apresentarei o enunciado de cada passo para sua reflexão e na próxima semana publicarei aqui o texto que explica cada um deles. Acredito que dominar o ego é uma grande tarefa, em nossa sociedade que favorece o individualismo e o egoísmo. Seguem então sete sugestões para ajudar a superar essas idéias arraigadas de vaidade. Todos eles são projetados para garantir que você identificar uma chave falsa ego e vaidade. 1. NÃO SE SINTA OFENDIDO. 2. LIBERTE-SE DA NECESSIDADE DE VENCER. 3. LIBERTE-SE DA NECESSIDADE DE ESTAR CERTO. 4 . LIBERTE-SE DA NECESSIDADE DE SER SUPERIOR. 5. LIBERTE-SE DA NECESSIDADE DE TER MAIS. 6. LIBERTE-SE DA NECESSIDADE DE IDENTIFICAR-SE COM SUAS REALIZAÇÕES. 7. LIBERTE-SE DA SUA REPUTAÇÃO. Namastê

o metropolitano

tendências e debates

Licitar para quê? Usar de mecanismos legais para mascarar acordos duvidosos, monopólios e cartéis, infelizmente é um recurso usado por nossos “maus políticos”. A licitação é um deles, a exemplo, temos a “lenga-lenga” que foi a concorrência pública para gerir o lixo na cidade de Campinas. O problema começou lá atrás no governo Hélio de Oliveira Santos (PDT), em 2005 quando foi contratado o consórcio Tecam – formado por quatro empresas, dentre elas, a Delta Construções do empresário Carlinhos Cachoeira, que mais tarde foi desmascarado por fraudes em contratos públicos. E em Campinas você acha que foi diferente? Que não houve fraude? Bem, a Tecam seguiu atuando na cidade por meio de contrato emergencial desde o fim de 2012. Um edital de licitação foi publicado, mas foi anulado por causa de irregularidades, além disso, dois consórcios concorrentes foram desqualificados e ficaram para a final adivinha quem? O consórcio Tecam e o consórcio Revita & Corpus. Nesta quarta-feira (23/10) foram abertas as propostas financeiras dos dois consórcios concorrentes e a Tecam venceu. Acredito que até eles já sabiam que iriam vencer. A empresa vai receber R80 milhões em um ano para sistemas complementares de limpeza urbana, coletar o lixo e monitorar os aterros. Desta vez cobrou 3 milhões a menos que no último edital. Poxa vida, se eles estão abrindo mão de 3 milhões é porque o negócio é rentável. Nenhuma empresa opera sem lucrar. Deixo bem claro que o ideal seria municipalizar o serviço do lixo que gera milhões para as empresas e podia, na verdade, estar gerando mais empregos e recursos para o próprio município. A Prefeitura ao invés de fazer o que exige a lei, que é ter um Plano Municipal de Resíduos Sólidos, prefere contratar uma empresa para gerir o maior contrato do município sem saber exatamente o que ela fará. A entrevista com o advogado especialista em direito ambiental e Mestre em Engenharia Urbana, Rafael Moya, nesta edição, desdobra o tema e mostra como o prefeito Jonas Donizette(PSB) e sua equipe estão despreparados para lidar com o tema. Ou será que são os interesses econômicos falando mais alto? Arlei Medeiros Coordenador do Observatório de Gestão Pública do Trabalhador Presidente do PSoL Campinas

A Constituição: 25 anos depois A Constituição festejou nesse mês de outubro, as bodas de prata, um quarto de século de vigência. Quatro anos antes de sua promulgação, em 1984, a Câmara dos Deputados rejeitou a “Emenda Dante de Oliveira”, que restabelecia as eleições diretas, apesar do vasto apoio popular; a escolha do Presidente de República, no ano seguinte, em 1985, deu-se de forma indireta; mesmo assim, a oposição venceu ao eleger Tancredo Neves. Em seguida, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal foram completamente renovados, em 1986, tornando um Congresso Constituinte, formado por 559 parlamentares. Não houve portanto uma constituinte exclusiva, como era pretensão dos movimentos sociais. Na sua elaboração, houve efetiva participação popular, envolvendo empresários, sindicalistas, estudantes, professores, juízes, políticos enfim todos os segmentos da sociedade com boa dose de densidade social. Um fato altamente positivo pode-se creditar à Constituição de 1988 consiste na estabilidade institucional, porquanto as crises econômicas, entre as quais a do orçamento, o impeachment de um Presidente e outros movimentos que não foram capazes para remover o arcabouço de direitos. A Constituição foi pródiga na concessão de benesses. É o caso do salario mínimo, dos juros fixados em 12%, da instituição da pensão integral para a viúva de servidores públicos. A Carta política de 1988 trouxe significativas inovações a exemplo da amplidão das garantias individuais, responsável pela adoção do conceito de direitos coletivos; na Ordem Social, elevou os direitos sociais à característica de direitos constitucionais, e assegura o direito universal à educação, à saúde, e à seguridade social; cria mecanismos para facilitar o acesso do pobre à justiça. O racismo passou a constituir crime inafiançável, os índios tornaram-se cidadãos, além de, pela primeira vez, haver o reconhecimento de seus direitos linguísticos; as crianças, os adolescentes, os idosos e o consumidor receberam a proteção por meio de leis especiais. Conferiu-se o voto para os analfabetos, consignou-se o direito de greve, a liberdade sindical, a licença maternidade e a paternidade, institui-se o décimo terceiro salário para os aposentados.

Reciclar materiais

Antes de descartar um material é importante refletir se ele pode ser reciclado ou reutilizado por você. A conscientização ecológica, que está se tornando cada vez maior entre as pessoas, tem dado um novo rumo aos materiais antes descartados no lixo. Não basta apenas reciclar, temos de reutilizar o que for possível, dessa forma ajudamos ao meio ambiente, e usando a criatividade tornamos o nosso ambiente mais agradável. Garrafas Pet podem virar banquinhos, jogos, vassouras e objetos de decoração. Pó de café pode ser utilizado nos vasos de plantas. Restos de alimentos podem ser um excelente adubo. Óleo de cozinha vira sabão. Caixinha de leite longa vida pode virar porta moeda, base para uma bolsa, etc. A reutilização depende da criatividade de cada um, o importante é estar sempre aproveitando, aprendendo, trocando informações. Esse tipo de experiência criativa deve ser estimulada, pois não apenas o meio ambiente agradece, mas todos nós festejamos uma vida cheia de novas ideias e de preservação do planeta. Educação ambiental é tudo! Roselângela Claudina Thomaz Bióloga – especialista em Educação Ambiental. e-mail: lulyp_1@globo.com

A comunidade das muletas

Havia uma comunidade em que todos usavam muletas. Desde a mais tenra idade, todos eram incentivados a usar muletas para poder caminhar. Havia um consenso entre os habitantes deste lugar de que, sem as muletas as pessoas não parariam de pé. Foi até criado um mercado especial para venda de muletas de todas as espécies e marcas. Umas azuis, outras rosas e também as multicoloridas. Tinha muleta para todos os gostos e tamanhos. As mini-muletas serviam aos pequenos infantes e as mais “radicais” eram destinadas aos mais jovens que as exibiam com fitas multicores nas praças. Tudo era correto naquela comunidade. Até que um dia surgiu um discordante. Um jovem começou a questionar a existência das muletas. Dizia aos quatro cantos que se o homem quisesse poderia firmar-se com seus próprios pés e pernas. Por causa disso passou a ser perseguido e até ameaçado de morte. Onde já se viu, diziam os mais velhos, um jovem com tamanha soberba! Sua família também passou a sofrer pressão por parte dos demais e seu pai não teve alternativa e o expulsou de casa. O jovem pensou até em abandonar essa comunidade atrasada, segundo dizia, mas não pode fazê-lo uma vez que seu pai, muito feroz, tirou-lhe a muleta que havia lhe dado de presente de aniversário. Dessa forma, ele poderia apenas arrastar-se alguns metros, ficando sujeito a humilhação e fadado a morte lenta. Sem as muletas muitos condenados lançavam-se à morte, pois já não eram considerados mais integrantes da comunidade. Eram os excluídos sem direito a honra sequer. Todos os desprezavam. Eram considerados “vermes que se arrastam em busca de compaixão”. Neste momento de extrema dor e angustia, o jovem ergueu os olhos para o firmamento e bradou com todas suas forças a ajuda dos céus. Num esforço descomunal ergueu-se do solo e tentou ficar de pé sem qualquer auxílio. Segurando em uma árvore, foi se erguendo e a cada milímetro que se afastava do chão, mais sua fé crescia. Mantendo os olhos vivos e fitando o azul do céu, ergueu-se. Seu esforço incomum havia chamado a atenção dos transeuntes que, encostando suas muletas, pararam para apreciar a loucura desse abandonado. Mesmo sob os olhares atentos e incrédulos dos demais, o jovem ergueu-se...ficou de pé. A façanha durou, no entanto, poucos segundos, pois devido a fragilidade de suas pernas, antes habituada a muletas, veio ao solo, diante da gargalhada de todos. Uma bondosa senhora aproximou-se e lhe ofereceu uma bengala. Com isso, disse ela, você poderá caminhar até que possa novamente adquirir um novo par de muletas. O jovem agradeceu, mas não aceitou a oferta e, mais uma vez, reiniciou sua tentativa. Ele sabia que, uma vez tomada uma atitude e quando está alicerçada pela fé e pelo conhecimento, não se deve voltar atrás. E ele queria provar que é possível a vida sem as muletas e mais uma vez tentou. Pernas tremulas e fracas eram sacrificadas em nome de uma causa: a liberdade para caminhar rumo a um ideal. Mesmo que fosse um ideal solitário, mas um ideal. E, ele tentou uma, duas, três, dezenas de vezes Após repetidas tentativas o jovem já se tornara alvo de riso de toda a comunidade. Todos que passavam queriam parar para vê-lo. Entre estes, eis que surgiu uma criança e percebendo que o rapaz estava sem as muletas, tentando ficar em pé, passou a imitá-lo. Seu irmão mais jovem também aderiu a brincadeira. E assim ocorreu com seus primos e demais amigos. Brincando foram repetindo o esforço do jovem. Para os antigos, com a adesão das crianças, a diversão ganhou dimensão maior ainda. O frenesi era tamanho que quando foram se dar conta, todas as crianças estavam caminhando sem as muletas. Brincavam, dançavam e pulavam alegres quando, menos esperavam, o jovem radiante cheio de vida veio juntar-se a elas...sem as muletas. A liberdade individual pode encontrar obstáculos frente às forças sociais que exercem pressão sobre o novo, sobre o inusitado. No entanto, seu valor não pode sucumbir aos ditames sociais e nem entregues a paixões que tendem a se tornar hábitos. Donizete Romon é jornalista e palestrante: Contato: www.facebook.com/petecaeventos

DONIZETE ROMON

contato@redermc.com.br EXPEDIENTE

Gazeta do Vale Registrado no CRCPJCL CNPJ: 04.319.396/0001-95 Diretor e Jornalista Responsável Luciano Meira - MTB/SP: 34.952 Avenida Guarani, 341 Campinas - SP - CEP 13100-211 Telefone: 19 3395 7531 // 98275 4840 contato@ometropolitanocampinas.com.br www.ometropolitanocampinas.com.br


política

o metropolitano

Contraponto

por Luciano Meira

Fazendo contas O recém criado Solidariedade, presidido em Campinas pelo ex-vereador Dario Saadi passou a contar com três vereadores, Cid Ferreira, Zé Carlos e Tico Costa. Os dois primeiros vindos do PMDB e o terceiro do PP. Além deles o partido conta também com o Secretário Municipal Jairson Canário, expulso do PT, portanto são no mínimo cinco candidatos a vereador na próxima eleição. Pensando em quociente eleitoral, Cid Ferreira e mais um devem passar como destaque pela avenida eleitoral, o resto deve mesmo só empurrar o carro alegórico. Silêncio absoluto Não se ouviu o deputado federal Carlos Sampaio (PSDB) e outras aves de bico longo e vôo curto, vociferar contra as medidas adotadas pelo Governo Federal que reduzem e, em alguns casos como de Campinas zeram as dívidas com a União. Sempre tão preocupado com as contas públicas, o tucano votou favoravelmente mesmo sabendo que a maior beneficiada com a medida seria a cidade de São Paulo governada pelo PT.

Cid Ferreira filia-se ao novo partido Solidariedade

O vereador Cid Ferreira (Solidariedade)

Depois de muitos anos filiado ao PMDB, o Vereador Cid Ferreira surpreendeu os meios políticos de Campinas ao assinar sua filiação ao novo partido Solidariedade. “Infelizmente, depois do falecimento do nosso ex-governador Orestes Quércia, o partido ficou sem vida em nossa cidade, sem rumo mesmo”, justificou Cid. “Eu e o vereador Zé Carlos fizemos várias tentativas para manter o partido atuante e coeso, mas a falta de uma comissão definitiva, só contando com a provisória, nos deixava completamente dependentes das executivas estadual e nacional”, completou. Cid Ferreira, que cumpre seu quinto mandato como vereador em Campinas, não está sozinho nesta nova empreitada, pois com ele também se transferiram para o Solidariedade os vereadores Zé Carlos, Tico Costa e Canário, além do ex-vereador Dário Saadi. “Nossa maior expectativa no novo partido é contarmos com a autonomia municipal que não tínhamos no PMDB, e isso inclui uma candidatura própria a prefeito nas próximas eleições municipais; Chega de ser partido de aluguel e coadjuvante”, revela Cid.

Com essas mudanças a Câmara Municipal de Campinas passa a ter uma nova bancada bastante fortalecida, e isso tem despertado a atenção de muita gente. Mas o ex-peemedebista garante que nem por isso a bancada será contra ou a favor do executivo. “Nossa preocupação é com o bem estar da cidade; se for bom para Campinas, fechamos”, esclareceu. Questionado sobre a declaração do líder de seu partido, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, posicionando-se favorável à candidatura tucana para o governo do Estado, enquanto que no governo federal deverá ter como candidato o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, Cid Ferreira foi um tanto cauteloso: “Até lá muita água ainda vai passar por baixo da ponte”, disse ele. “Logicamente o partido terá um posicionamento nacional, mas nosso diretório municipal terá total independência nesse sentido”, explicou. “Não temos qualquer compromisso de apoiar este ou aquele candidato; poderemos até decidir pelo candidato do Jonas, não sei, mas isso não quer dizer que temos algum compromisso assumido”, finalizou o vereador.

Página A-3 Edição 036 - Sábado, 26 de outubro de 2013

Justiça Federal nega reintegração de posse e moradores permanecem em Viracopos Segundo o juiz, a Aeroportos Brasil - Viracopos não comprovou ser proprietária da área na Cidade Singer e o direito de moradia deve ser reconhecido Luciano Meira Paulínia

Na segunda-feira (21), o juiz da 2ª Vara Federal em Campinas, negou liminar à Aeroportos Brasil- Viracopos S/A, a concessionária que administra o aeroporto e pede a reintegração de posse de uma área na Cidade Singer em Campinas. A área que a concessionária alega ter o direito de propriedade está ocupada por mais de 150 famílias há mais de 30 anos e, desde que a concessionária anunciou o plano de expansão do aeroporto vem sendo travada um batalha com os moradores. Sempre com apoio de força policial, inclusive federal, a concessionária tentou em fevereiro passado a desocupação da área em uma ação que pode ser considerada no mínimo desastrada, já que na ocasião não havia decisão judicial que desse amparo a

pretensão da concessionária de retirar os moradores do local. Desde então deu-se início a uma batalha judicial pela área. De um lado a concessionária alega que a área foi desapropriada há mais de trinta anos para uso do aeroporto, do outro, os moradores alegam que ocupam pacificamente a área pelo mesmo período. A Justiça Federal reconhece que a área foi desapropriada com esta finalidade e solicitou à concessionária as matrículas do Registro de Imóveis que comprovassem a propriedade. Como as matrículas não foram apresentadas sob a alegação que na época a União não tomou esta providência, o Juiz Federal fez valer o dito popular: “Quem não registra, não é dono”, e não concedeu a liminar. Além da falta dos documentos que comprovam a propriedade da área, o magis-

trado foi além e, em seu despacho diz: ...” se de um lado o Estado tem a obrigação de proporcionar a expansão do serviço aeroportuário, de outro lado deve também garantir o direito à moradia, e, no cotejo dos interesses envolvidos, nesta fase de delibação, pelo conjunto probatório colacionado aos autos, concluo que deve ser prestigiado o direito à moradia, notadamente pelo tempo de permanência das pessoas no local almejado...”. Para o advogado dos moradores o Dr. Paulo Galtério, a decisão deve ser comemorada não só pelos moradores da Cidade Singer, mas por todos aqueles que lutam pelo direito de ter uma moradia digna. “Fico muito feliz em ver que a Justiça reconheça deforma tão clara e inequívoca um direito fundamental do cidadão, a pretensão da concessionária não pode e não deve se sobrepor ao direito

das pessoas que lá residem há mais de trinta anos, devemos juntos, de forma civilizada, e não com o uso de força e outras formas de intimidação buscarmos uma solução negociada para esta situação”. Entramos em contato com a concessionária Aeroportos Brasil - Viracopos para sabermos qual seriam as medidas adotadas e recebemos da assessoria de imprensa a seguinte resposta: “De fato foi negada a tutela antecipada pedida na petição inicial, mas o processo evolui para a fase produção de provas na qual, de início, foi demonstrado por Viracopos a efetiva ocupação irregular e ilegal da área do aeroporto. Neste processo Viracopos se pautará pelo respeito às ordens judiciais e respeito ao direito das famílias que residem no bairro, porém reafirma que as áreas pertencem ao sítio aeroportuário e que, com certeza, estão ocupadas irregularmente”.

Audiência pública vai discutir criação do quadro de funcionários do Camprev Também será discutido o aumento do valor das multas para estabelecimentos destinados à diversão pública, festas, clubes, ou qualquer outra Na próxima quinta-feira atividade em que haja difusão musical, ruído ou show (31/10) a Comissão de Constituição e Legalidade, da Câmara de pirotecnia Municipal de Campinas, realiza duas audiências públicas. A primeira será às 09h30, no Plenário, e discutirá o Projeto de Lei Complementar, de autoria do Executivo Municipal, que modifica artigos da Lei que trata do Código de Projetos e Execuções de Obras e Edificações. A modificação na lei é para que seja adotado maior rigor na fiscalização nas construções ou reformas em estabelecimentos destinados à diversão pública, festas, clubes, ou qualquer outra atividade em que haja difusão de som musical, ruído ou show de pirotecnia. A proposta altera os diversos artigos que tratam das infrações e aplicações de multas, aumentando o valor em Unidades Fiscais do Município (UFIC) para cada tipo de infração cometida. À tarde, a partir das 14h, será discutido o Projeto de Lei Complementar que cria o quadro de servidores do Instituto de Previdência Social de Campinas (Camprev), prevendo a realização de concurso público para o ingresso nos cargos iniciais. Cria ainda os cargos em comissão e funções gratificadas e regras para que estes sejam preenchidos por servidores de carreira. Segundo a justificativa do Executivo, a proposta de criar quadro próprio de servidores é uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado . O objetivo é atender a demanda de especialização e profissionalização das unidades do regime próprio da previdência, identificando suas finalidades institucionais e legais e, especialmente, otimizando as atividades da autarquia. Atualmente o Camprev atende cerca de 6 mil servidores aposentados e aproximadamente 2 mil pensionistas.

Vereadores membros da Comissão: Cidão Santos (PROS), Cirilo (PSDB), Paulo Galtério (PSB) e Pedro Tourinho (PT)


Página A-4 Edição 036 - Sábado, 26 de outubro de 2013

Lixo A incineração não é o caminho

Campinas gera mais de ração de lixo na cidade. O 1 mil toneladas de lixo por anúncio gerou polêmica. O dia. A discussão sobre a am- METROPOLITANO conpliação do aterro Delta se ar- versou sobre o assunto com rasta há anos. O percentual de Rafael Moya, advogado com resíduos encaminhados para a habilitação em direito amcoleta seletiva e reciclagem biental, Mestre em Engenha(menos de 2% do total) é ria Urbana pela UFSCAR e absurdo. Para complicar ain- ex-presidente do Conselho da mais, neste mês, em um Municipal de Meio Ambienevento sobre alimentação, o te de Campinas. Rafael ainda prefeito de Campinas, Jonas atua com consultoria em poDonizette (PSB), anunciou líticas socioambientais e aspublicamente que pretende sessoria para cooperativas de iniciar o processo de incine- catadores. Como está a questão do lixo em Campinas? O tratamento de resíduos sólidos em Campinas está numa situação dramática. Estamos há quase três anos com o contrato do lixo vencido, operando por meio de prorrogações. Isso é mais dramático quando notamos que este é o maior contrato da prefeitura de Campinas. Estamos com um aterro sanitário, o Delta A, totalmente saturado. As cooperativas de catadores estão à míngua, sem qualquer apoio do poder público. Orgulhamos-nos de ser um pólo de alta tecnologia, mas tratamos nosso lixo de maneira medieval. Mas o que deveria ser feito? Segundo nossa Constituição Federal, a questão do lixo é uma obrigação do município que pode operá-lo sozinho ou em consórcio com outras cidades. A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), aprovada em 2010 após quase 20 anos de tramitação no Congresso, elevou a questão do resíduo para outro patamar. Campinas já deveria ter feito seu plano municipal de resíduos sólidos, mas até agora nada. O que tem sido feito é totalmente o oposto. A prefeitura tem insistido em contratar uma nova empresa para gerir o lixo da cidade ao invés de ter (ao menos publicamente) um plano de gerenciamento de resíduos. Ou seja, estamos falando que Campinas contratará uma empresa para gerir o maior contrato do município sem saber exatamente o que ela fará. Para piorar, recentemente o prefeito Jonas Donizette (PSB) disse em um evento que pretende trazer um incinerador de lixo para a cidade. Mas a incineração não é uma saída para reduzirmos o lixo? A incineração é um processo de destruição térmica de qualquer resíduo sob alta temperatura. Geralmente é voltada para resíduos que necessitam de completa destruição. Mas também é empregada em muitos países para redução de todos os resíduos sólidos, com exceção do ferro e do vidro. A partir do processo de queima é possível gerar energia. Os rejeitos da queima são enviados para aterros sanitários especiais. A cidade de Curitiba, por exemplo, entregou recentemente um plano integrado com medidas para reciclagem, compostagem e biodigestão dos gases produzidos na decomposição do lixo, excluindo o projeto de incineração, por considerá-lo arriscado. Outro exemplo é o estudo da Unesp de Sorocaba que mostrou o desperdício de recursos que esse caminho envolve, ao analisar o conteúdo das 135 toneladas diárias de resíduos levadas ao aterro da cidade de Indaiatuba: 91% deles eram reaproveitáveis ou poderiam ser compostados (transformados em fertilizantes) e/ou reciclados. E ainda economizando espaço no aterro. A Climate Works Foundation e o Instituto Via Pública desenvolveram, a pedido do Ministério do Meio Ambiente, um Estudo Comparativo das Rotas Tecnológicas para Tratamento de resíduos sólidos urbano, comparando a Incineração Mass Burn e a Biodigestão Anaeróbia com dados e nas condições brasileiras. Concluíram no estudo a inequívoca superioridade da rota da reciclagem sobre a incineração. Mas se é tão caro e ambientalmente perigoso, por que inciativas de incineração têm aparecido cada vez mais? A pressão em favor da incineração é muito forte. Praticamente todas as grandes empreiteiras têm hoje empresas na área de coleta e incineração de lixo, com influência pesada nas políticas públicas, pois são as maiores contribuintes para campanhas eleitorais. Recife já adotou esse caminho, Brasília vai para o mesmo rumo, o Rio poderá segui-lo. E é um caminho perigoso, como mostram vários países europeus: apesar da oposição que enfrentam, será preciso produzir lixo até a

cidades

o metropolitano

Inscrições para o Programa de Trainees da ACIC encerram na quinta-feira

Dr. Rafael Moya

eternidade para movimentar as usinas (que geram energia), a preços altíssimos. Quais as saídas? A incineração não deve ser a primeira e única opção para gerenciar o lixo urbano. O que não puder ser reciclado pode passar para o tratamento de biodigestão. Isso transformaria material orgânico em biogás, que é utilizado na geração de energia. São utilizados no processo basicamente resíduos úmidos (restos de alimentos e poda de árvores), que equivalem a cerca de 50 ou 60% do lixo depositado nos aterros municipais. Para o funcionamento da biodigestão é preciso separar os resíduos secos (plásticos, metais, vidros, papéis, etc.), e aí entra o papel fundamental das cooperativas de catadores, que por meio da reciclagem podem ser reintroduzidos no ciclo produtivo. O Brasil é um dos grandes importadores de adubo, logo, em vez de incinerar, poderia aproveitá-lo na produção de aditivos agrícolas. Para tanto, os grandes geradores de resíduos orgânicos - supermercados, feiras e companhias de abastecimento de alimentos - deveriam ser obrigados a separar esses materiais previamente. A Política Nacional de Resíduos diz algo sobre isso? Sim. A lei reafirma a possibilidade de tratar a questão dos resíduos sólidos também a partir de sua esfera social. Dessa forma, leva em consideração a existência de milhares de pessoas que tiram do “lixo” seu sustento, e reconhece os imensos benefícios ambientais que trazem com seu trabalho. Neste sentido, a PNRS garante prioridade às cooperativas e associações de catadores na prestação de serviços ao poder público. Outro importante benefício da lei é trazer o princípio do protetor-recebedor em matéria ambiental, abrindo a possibilidade dos catadores serem remunerados pelos serviços ambientais prestados, garantindo assim igualdade de condições perante as empresas que já recebem por serviços semelhantes e com muito menos eficiência.

Está aberto o período de inscrições para a quarta edição do Programa de Trainees 2014 da ACIC - Associação Comercial e Industrial de Campinas. Serão dez vagas a serem preenchidas por jovens formados e recém-formados na área de Aquisição de Novos Sócios. A ACIC busca profissionais que tenham o perfil empreendedor, sejam orientados para o mercado e comprometidos com resultados. Os interessados devem cadastrar gratuitamente o currículo no site www.acic.bz/trainees até dia 31 de outubro, quinta-feira. O processo seletivo será realizado em novembro e os selecionados começarão suas atividades em dezembro de 2013. As 80 horas de treinamento do programa se estenderão pelo ano de 2014. Durante o tempo de vivência em sala aula, os selecionados serão supervisionados de perto e além de receber orientação com foco em desenvolvimento profissional (coaching). A atuação dos trainees na

sede da ACIC será baseada na meritocracia. De acordo com seu desempenho eles poderão ser contemplados com viagens e cursos no exterior. Sua aplicação contribuirá diretamente para a obtenção de resultados positivos para a entidade e ainda terão a oportunidade de idealizar e desenvolver projetos de inovação, que poderão resultar em novos produtos e serviços que atendam necessidades dos associados da ACIC. De acordo com a presidente da ACIC, Adriana Flosi, as quatro edições anteriores do programa de trainees da entidade foram bastante positivas. “Tivemos a oportunidade de contratar alguns dos melhores jovens profissionais disponíveis no mercado e eles têm apresentado excelentes resultados, mostrando a eficiência do processo. Por isso abrimos, novamente, o programa como maneira de expandir uma equipe jovem, talentosa e empreendedora”, afirma a presidente da ACIC.

Paulínia monta força-tarefa contra vandalismo no transporte público A Secretária de Segurança de Paulínia iniciou uma força-tarefa para coibir atos de vandalismo em ônibus do transporte público. A partir desde final de semana ocorrerá a intensificação de rondas da GM (Guarda Municipal) e PM (Polícia Militar) no Complexo Paulínia Rodoviária Shopping e nos trajetos de algumas linhas. Nos últimos quinze dias seis ônibus tiveram as saídas de emergência, nas janelas laterais, acionadas por vândalos. Os ônibus danificados foram retirados de seus itinerários para serem reparados. Com a diminuição de veículos a população acabou sendo prejudicada em razão da diminuição da frota. Segundo o secretário de Segurança de Paulínia, Cícero Brito, na região do shopping ocorreu a

maior parte dos atos de vandalismo. “Os mais prejudicados são os usuários do transporte público. Pelo nosso levantamento preliminar constatamos que os responsáveis são menores de idade. Vamos intensificar as rondas e dar o encaminhamento adequado para aqueles que insistirem em danificar os ônibus”, disse. Reunião Na quarta-feira (23) ocorreu uma reunião entre Brito, o secretário de Transportes de Paulínia, Laercio Giampaoli, representantes da empresa responsável pelo transporte público em Paulínia, a Passaredo, a tenente da PM Ingrid Craveiro Ribeiro da Silva, presidente da Associação de Lojistas do Paulínia Sho-

Secretário de Segurança de Paulínia, Cícero Brito em reunião sobre a força-tarefa contra atos de vandalismo

pping, José Ceballos Albanez, e a Polícia Civil. No encontro o gerente de filial da Passeredo em Paulínia, Clóvis Teodoro, contou que um B.O. (Boletim de Ocorrência) foi feito sobre os casos de van-

dalismo. O prejuízo foi de aproximadamente R$ 8 mil. Imagens dos circuitos internos de câmeras dos ônibus foram encaminhadas à Polícia Civil para a identificação dos suspeitos.


cidades

o metropolitano

Jonas Donizette é homenageado pelas entidades socioassistenciais de Campinas Antônio Oliveira

Prefeito Jonas Donizette recebendo placa comemorativa

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), foi homenageado pelas entidades socioassistenciais que compõem a rede municipal de atendimento à população em situação de vulnerabilidade e risco social na noite desta terça-feira, 22, com um jantar patrocinado pelos dirigentes das instituições. Na ocasião, o prefeito recebeu alguns presentes, dentre os quais, uma placa com a inscrição “Prefeito amigo das entidades assistenciais de Campinas”. A homenagem foi uma iniciativa das Associações Beneficentes Semear e da Boa Amizade em virtude do compromisso assumido pelo prefeito junto aos cinco Conselhos Municipais (de Assistência Social, da Criança e do Adolescente, da Mulher, do Idoso e da Pessoa com Deficiência) que, se eleito, iria propor uma emen-

da ao orçamento municipal destinando 40 milhões de reais para as entidades socioassistenciais. Assim que assumiu a administração, o prefeito cumpriu sua promessa e deu total liberdade às entidades para o investimento desse recurso. Desta forma, foram destinados ao cofinanciamento, 19 milhões de reais que propiciou um reajuste de 100% para as instituições que, atualmente, contam com orçamento suficiente para manutenção dos serviços oferecidos à população. Para a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência e Inclusão Social, foram destinados 21 milhões de reais que estão sendo aplicados na reestruturação da pasta com contratação de novos servidores concursados possibilitando, dessa forma, ampliar os serviços.

Página A-5 Edição 036 - Sábado, 26 de outubro de 2013

Serviços inacabados causam transtornos aos moradores do Jardim Florence Luciano Meira colaboração de Orlando Teixeira Campinas

De um lado os moradores das ruas mais movimentadas do bairro reclamam do aumento do trânsito de veículos, pois no bairro há uma via de acesso ligando as regiões do Campo Grande e do Ouro Verde. Do outro, estão os motoristas que reclamam do aumento de lombadas irregulares feitas pelos moradores, principalmente por causa da falta de sinalização. Em relação às lombadas no bairro os pedidos são antigos, diz José João, ex-presidente da Associação dos Moradores do bairro. Segundo ele, nos últimos três mandatos foram feitos estudos pela Prefeitura nos locais onde seriam construídas as lombadas, as obras iniciaram o ano passado, mas foram paralisadas, e até agora só foram feitas de um lado do bairro que é dividido pela linha do trem. Cansados de esperar, os moradores da parte debaixo da linha, onde a Prefeitura não construiu as lombadas, iniciaram as obras por conta própria. Sem as cautelas e tecnologia necessárias, a construção não segue os padrões estabelecidos, e algumas lombadas têm forçado os motoristas a desviarem para uma rua paralela onde o asfalto já apresenta um acentuado desgaste. Segundo Fátima Camargo, atual secretária da Associação de Moradores do bairro, as lombadas na Rua Luis Henrique Giovanetti foram feitas por moradores que viam acidentes constantes com motoqueiros, alguns socorridos por eles mesmos, pensando também na segurança de suas crianças eles resolveram se unir, comprar os materiais e construir por conta própria, ela diz que depois

O morador Ismael Cândido que faz a poda do mato por conta própria

disso “nunca mais ocorreram acidentes”. Há outros dois serviços incompletos na Av. Nelson Ferreira de Souza, o recapeamento do asfalto e a limpeza do canteiro central. Segundo Zé João, o pedido do recapeamento foi feito em 2007 pela Associação de Moradores, começaram os serviços no ano passado, realizaram até a frente do Posto de Saúde e pararam sem dar informações se o serviço seria concluído, dali até a Av. John Boyd Dunlop. Já o canteiro central também recebeu tratamento, mas somente até a EMEF Barraquet, dali para o final do bairro há um grande acúmulo de materiais inservíveis no canteiro, desde entulhos até restos de materiais de construção deixado por moradores. Um terceiro serviço que não tem sido feito pela Prefeitura é a manutenção ao lado da linha do trem, parece haver um impasse se a responsabilidade é da administração municipal ou da ALL, o mato

está constantemente alto e a poda é feita somente na frente da EE Newton Oppermann. O Metropolitano encontrou o morador Ismael Cândido fazendo a poda numa praça da Rua Heloisa Prato Galbiatti e, segundo ele, ali o serviço

é feito apenas por moradores, desde quando os mesmos fizeram a arborização da área, que tem tamanho suficiente para construir uma creche, outra reivindicação antiga das mães que moram na parte debaixo do bairro.


Furtou no prato em que comeu

Nóia pede comida e espera dono da casa sair para fazer a limpa

A GM (Guarda Municipal) de Paulínia prendeu, em flagrante, o desempregado André Domingues de Farias, 31 anos, que admite praticar crimes para manter seu vício em drogas, especialmente o crack, após ele haver furtado uma residência, na tarde da quinta-feira (24), no bairro Jardim Planalto. André ainda estava em frente a casa que furtou quando foi detido. Segundo a GM, foram encontrados dentro de uma mochila, um notebook, um tênis e demais objetos pessoais da vítima. O fato aconteceu por volta de 16h, na rua Itumbiara, no Jardim Planalto. André teria inicialmente pedido alimentos e dinheiro ao proprietário da casa, depois que foi atendido pelo morador, ele teria ficado perambulando pela região. Ao perceber que a vítima saiu para trabalhar, ele pulou o muro e conseguiu entrar na residência. Vizinhos viram a movimentação e acionaram a guarda. Uma viatura que estava em patrulhamento pelo

polícia - cidades

o metropolitano

Página A-6 Edição 036 - Sábado, 26 de outubro de 2013

Câmera de vigilância flagra vovô 171 Um homem de 63 anos foi detido por estelionato. O “papeiro” (pessoa que faz jogos com três tampinhas e uma bolinha) foi flagrado pelas câmeras da Central Integrada de

Monitoramento de Campinas (CIMCamp), na avenida Senador Saraiva. Ele confessou que aplica o golpe há 23 anos, e tem uma vasta ficha criminal com mais de 40 registros

e onze prisões. Com ele foram encontrados os copinhos e a bolinha usados nos jogos, além de R$ 72,00 em dinheiro. A ocorrência foi registrada no 5º DP.

Pedreiro vai em cana no Terminal Vicente Cury Ao lado do Terminal Vicente Cury, um suspeito de tráfico de drogas foi detido com três pedras de crack

Curumim dança no Bassoli

André aguardando para ser levado ao 2º DP em Campinas

bairro, em menos de dois minutos, chegou ao local no momento que o Nóia se preparava para fugir. De acordo com o secretário de Segurança de Paulínia, Cícero Brito, a agilidade da guarda fez a diferença. “Conseguimos agir rápido e o acusado foi detido. A população ao ver movimen-

tações estranhas deve sempre acionar a guarda ou a PM (Polícia Militar)”, disse Brito. Após ser autuado em flagrante na delegacia de Paulínia, André foi encaminhado para a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas. O telefone da GM em Paulínia para emergências é 153 ou (19) 3874-3646.

escondidas em sua boca. Ao lado dele havia mais 11 pedras e em seu bolso R$10 em dinheiro.

Como possuía antecedentes criminais por receptação e furto, o suspeito, de 30 anos, foi preso em flagrante.

O adolescente A.A.M., de 16 anos, foi detido pelo Grupo de Patrulhamento Ostensivo com Motocicletas (GPom), no Jardim Bassoli, depois de tentar fugir quando percebeu a aproximação da GM. Com o garoto, que é de ascendência indígena, foram encontradas 72 porções de maconha, 28 pinos de cocaína e R$ 40,00 em dinheiro. Ele foi encaminhado para a Delegacia da Infância e Juventude.

Classificados Grátis

Para anunciar grátis acesse www.ometropolitanocampinas.com.br Empregos

VENDEDORES(AS) para Distribuidora de auto-peças região Campinas. Ótimas comissões. Currículo p/ ivan@shinikoizza.com.br REPRESENTANTECOMERCIAL– ganhe de 6 a 20mil. Exig:carro próprio,CNPJ,exp.c/vendas.CV p/ rh@mobko.com.br NUTRICIONISTA VEGETARIANA Para representar com exclusividade dois eventos mensais de saúde com amplo interesse público, promovendo-os nos seguintes municípios: Mogi Mirim, Campinas, Americana, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Paulínia, Sta Bárbara, Sumaré e Valinhos. Veículo próprio, experiência de 2 anos, com estrutura comercial. Remuneração interessante por resultados. Envie currículo p/ nutrevida@ig.com.br PROMOTORES (AS) DE EVENTOS Para representar com exclusividade dois eventos mensais de saúde com amplo interesse público, promovendo-os nos seguintes municípios: Mogi Mirim, Campinas, Americana, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Paulínia, Sta Bárbara, Sumaré e Valinhos. Veículo próprio, experiência de 2 anos, com estrutura comercial. Remuneração interessante por resultados. Envie currículo p/ nutrevida@ig.com.br ATENDIMENTO À REVENDEDORES DE COMBUSTÍVEIS Multinacional contrata para a vaga de atendimento ao cliente - 6 horas salário fixo, adicional noturno, vt, va, vr, auxílo creche, plano de carreira, incentivo educacional, fretado convênio médico e odontológico. nidiane.lopes@atento.com.br

Esotérico QUER SER FELIZ NO AMOR? Trago seu amor de volta em 3 dias! Cartas e Búzios! Tels.(19)3882 1095/99666 5694 - Dona Barbara

Serv. Profissionais DESIGN GRÁFICO EM GERAL, clipe retrospectiva, caricaturas digitais e websites. Faço seu orçamento sem compromisso. Preços imbatíveis. contato@nederdepaula.com.br

Aulas e Cursos AULAS DE VIOLÃO E CAVACO Teoria e prática Parque Valença I (Região do Campo Grande) 19 99245 8742 - Eduardo

Imóveis Venda LANÇAMENTO NOVA ODESSA - Pré cadastro para lançamento condomínio JARDINS DO CAMPO em Nova Odessa 1000 metros. Preferência na escola dos lotes e negociação de valores. Tel.19-99346-0137 / 11-97560-7221 CHÁCARA - Vendo ou troco uma chácara em Paulinia. Valor R$ 150.000,00 - Celular (19) 9-8214-3396 - TIM. Apto - São Bernardo do Campo 92 M²,alto padrão,ótima vista , centro. cond. com piscina, spa, academia. creci 86279 f. valor R$ 475,000,00. fone : 96754455 . www.marcampol.com.br Terreno - Jundiaí 9.500 M², Plano E com planta aprovada na prefeitura de jundiaí para 89 aptos. local ímpar , asfalto, assesso fácil creci 86279 f - www.marcampol.com.br Casa - Barão Geraldo Alto Padrão Em condominio tipo sobrado. possui 4 suites, piscina, hidro, churrasqueira,cond com quadra, campo. creci 86279 f . valor R$ 1.450.000,00 Casa Para Clínicas - Jundiaí contém 6 dorm,2 salas, cozinha,4 wcs,àrea de serviço ampla,sala de apoio, espaço para fisio excelente imóvel! R$ 1.250.000,00 creci 86279 f www.marcampol.com.br

Negócios e Oportunidades

Di Collodo Lembranças

Lembranças para todas as ocasiões. Noivinhos em Biscuit personalizados. Pronta-entrega. Visite nosso blog: http://dicollodo.blogspot.com.br (19) 3227-9238 // 8834-2049 REVENDA DE MADEIRA TRATADA - Seja nosso Parceiro na Revenda de uma Marca de Madeira Tratada que é sinônimo de Qualidade e Confiança.- Mourões, Estacas para Estufas e Fruticultura, Postes e Decks. Tel:(15)3522-2100 TRABALHE com seu computador sem investir $ http://bit.ly/15JzxWY Tel. (11) 921638834

Orações Nossa Senhora Desatadora dos Nós Virgem Maria, Mãe do belo amor, Mãe que jamais deixa de vir em socorro a um filho aflito, Mãe cujas mãos não param nunca de servir seus amados filhos, pois são movidas pelo amor divino e a imensa misericórdia que existem em teu coração, volta o teu olhar compassivo sobre mim e vê o emaranhado de nós que há em minha vida. Tu bem conheces o meu desespero, a minha dor e o quanto estou amarrado por causa destes nós. Maria, Mãe que Deus encarregou de desatar os nós da vida dos seus filhos, confio hoje a fita da minha vida em tuas mãos. Ninguém, nem mesmo o maligno poderá tirá-la do teu precioso amparo. Em tuas mãos não há nó que não poderá ser desfeito. Mãe poderosa, por tua graça e teu poder intercessor junto a Teu Filho e Meu Libertador, Jesus, recebe hoje em tuas mãos este nó......... Peço-te que o desates para a glória de Deus, e por todo o sempre. Vós sois a minha esperança. Ó Senhora minha, sois a minha única consolação dada por Deus, a fortaleza das minhas débeis forças, a riqueza das minhas misérias, a liberdade, com Cristo, das minhas cadeias. Ouve minha súplica. Guarda-me, guia-me, protege-me, ó seguro refúgio! Maria, Desatadora dos Nós, roga por mim. AVR Santa Rita Sob o peso da dor, a Vós querida Santa Rita, chamada Santa dos Impossíveis, recorro confiante para ser atendida. Livrai, peço-vos o meu coração das angústias que o oprime, concedendo serenidade ao meu espírito cheio de aflições. Vós que fostes escolhida por Deus, como advogada dos casos mais desesperados, concedei-me a graça que com tanto fervor vos peço (diga-se a graça que se deseja). É possível que só eu não possa sentir a eficácia do Vosso poderoso patrocínio? Se as minhas culpas são obstáculo ao cumprimento dos meus desejos, alcancei-me de Deus a graça do arrependimento e o perdão através de uma sincera confissão. Vos peço Senhor que eu não continue a derramar lágrimas amargas, mas recompensai a minha esperança em Vós, e em toda a parte farei conhecer, as almas angustiadas, a Vossa Grande Misericórdia. Oh! Esposa admirável do Crucifixo de quem recebeste como presente um dos espinhos dolorosos da sua coroa, ajudai-me a bem viver e a bem morrer. PARML


o metropolitano

Quem será o campeão do Super Top 40

Série B: A última rodada ainda reservou surpresas, no 1º Jogo o Residencial viu seus sonhos morrem ao ser derrotado pelo Ribervidros por 5 x 1. No 2º Jogo o Beira Rio goleou o S. C. Transportes por 8 x 4 e manteve as esperanças de classificação,

mas não imaginou que a diferença de apenas 4 gols, poderia fazer tanta diferença. No 3º Jogo o E. C. Real entrou apenas para comemorar seu título, o Nanuque tentava fazer seu 1º Ponto, mas acabou derrotado por 5 x 1 e virou recordista do Top 40, foi o único time a não marcar nenhum ponto em 19 campeonatos. No 4º Jogo o Só Por Deus entrou em campo com a missão de empatar e classificar o Beira Rio, mas apesar do esforço, acabou derrotado pelo E. C. Jd. Cristina por 6 x 2. No último jogo da rodada o Gol de Placa precisava ven-

Preto (Ribervidros) Bola de Prata Série B, e o filho Juninho

ARTILHEIROS SÉRIE A

cer o Tabajara para garantir o 3º Lugar, mas foi surpreendido por uma bela partida do Tabajara, no finalzinho do jogo, o Edvaldo recebeu um presente da zaga do Tabajara, e quando se preparava para fazer o gol da vitória, sofreu um rompimento de tendão no calcanhar do pé direito, vai passar por cirurgia e deve ficar um bom tempo afastado, final de jogo e empate de 5 x 5, Beira Rio eliminado, faltaram 3 gols para conseguir a vaga, 3º Lugar e classificação para a Super Copa ao time do E. C. Jd. Cristina e 4º Lugar e acesso a série A em 2014 para o Gol de Placa.

De seu palpite para campeão da Super Copa e concorra a 1 camiseta do Top 40 e 1 costela do Orlando. Prazo para postar seu palpite: 27/10 as 8 h No face ou no email: top402011@gmail.com

Super Copa: Começa dia 27/10, são 8 times em busca do troféu mais desejado, a Super Copa é o Mundial Interclubes do Top 40, o Independente foi bi-campeão em 2009/10, Pq. das Camélias ficou com o título em 2011 e o VQM-Toma & Tomba foi o campeão em 2012.

GOLS

AM

AZ

VER

VOTO

WAGÃO (OKIMOTO)

30

3

0

0

15

BARONE (REAL DIC)

24

5

0

0

16

PITCHULA (ESFERA)

20

1

0

0

14

GOLS

AM

AZ

VER

VOTO

DIRCEU (E.C.REAL)

36

1

0

0

16

FABINHO (BEIRARIO)

30

2

0

0

15

PRETO (RIBERVIDROS)

24

0

0

0

16

ARTILHEIROS SÉRIE B

PG

VIT EMP DER GP

GC

REAL DIC

37

11

4

3

64

-45

19

43

2

1

CELINA CALÇADOS

35

10

5

3

46

-24

22

30

3

0

ESFERA VÍDEO

32

9

5

4

53

-28

25

23

0

0

SAL CA AZ CV

INDEPENDENTE

30

9

3

6

40

-33

7

22

3

1

CALHAS LIDER

29

9

2

7

43

-43

0

29

2

0

VQM - TOMA & TOMBA

28

8

4

6

47

-35

12

22

2

2

PESQUEIRO OKIMOTO

25

7

4

7

53

-44

9

25

2

0

REFUGO

16

5

1

12

40

-54

-14

26

0

2

PQ. DAS CAMÉLIAS

16

4

4

10

37

-58

-21

19

2

0

2

0

16

22

1

0

25

-84

-59

PG

VIT EMP DER GP

GC

SAL CA AZ CV

E. C. REAL

44

14

2

2

88

-34

54

22

3

0

RIBERVIDROS

40

12

4

2

74

-25

49

13

3

1

E. C. JD. CRISTINA

32

9

5

4

50

-32

18

21

1

1

GOL DE PLACA

30

9

3

6

51

-46

5

44

0

0

BEIRARIO

30

9

3

6

65

-63

2

37

5

2

RESIDENCIAL SÃO JOSÉ

26

7

5

6

51

-52

-1

22

2

0

TABAJARA

17

5

2

11

46

-75

-29

28

8

1

SÓ POR DEUS

17

4

5

9

38

-59

-21

15

2

0

S. C. TRANSPORTES

16

4

4

10

46

-69

-23

18

6

1

NANUQUE

0

0

0

18

26

-84

-58

25

2

1

SÉRIE B

6

Alcebíades Figueiredo (Bia)

Verde de Futebol. O Bia foi figura importante na vida esportiva do Jardim Cristina, por vários anos

foi jogador, depois técnico e presidente do Grêmio Masters do Jd. Cristina. Descanse em paz Bia.

Rafael e Max (goleiros da Celina Calçaçdos) melhor defesa da Série A

TOP 40 RIBERVIDROS & MDS SECURITY 2013

COLUMBIA

Alcebíades Figueiredo (Bia), aos 57 anos trocou de moradia, deixou a terra e foi morar no céu. Em nome do Top 40, gostaria de externar nossos sentimentos à família e amigos, neste momento difícil, e homenagear o amigo Bia, nos lembrando de alguns momentos de sua vida. Em 1998 estreou no 1º Top 40 vestindo o colete branco (se usava colete na época) da Casa de Carnes Jd. Cristina, ficou em 3º Lugar, mas no ano seguinte se transferiu para o Vipastel e conquistou o título de campeão do Top 40. No ano de 2000, fez parte da equipe de esportes da rádio Mãe Maior FM, que fez história na região, transmitindo ao vivo, todos os detalhes da rodada da 1º Copa Ouro

Valdemir (Ribervidros) goleiro menos vazado da Série B, ao lado do Nelson

TABELÃO

SÉRIE A

Nossa homenagem

TOP 40 no Gol de Placa - R. Washington L. C. Gomes, 10 - J. Morumbi e-mail: top402011@gmail.com - Tel. (19) 8177-4548 www.losgatoscampinas.com

Edmar Paifer

Top 40 Ribervidros & MDS Security - 2013

Página A-7 Edição 036 - Sábado, 26 de outubro de 2013

Show de Bola

esportes


Página A-8 Edição 036 - Sábado, 26 de outubro de 2013

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia encerra-se na Lagoa do Taquaral Atividades são abertas a toda a população - pais, crianças, jovens e idosos - e todas gratuitas Este é o último final de semana para se divertir e ao mesmo tempo aprender um pouco mais de ciência e tecnologia. Neste sábado, 26 de outubro, e domingo, 27, encerram-se as atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que está sendo realizada em Campinas, na Lagoa do Taquaral. As atividades, que incluem recreação, esportes, palestras, simulações de atendimentos emergenciais do Samu, são

abertas a toda a população pais, crianças, jovens e idosos - e todas gratuitas. E no domingo também é Dia do Passe Livre, para fomentar o lazer na cidade. No local, estarão também cama elástica, jogos de mesa, tobogã gigante e piscina de bolina. A entrada é pelo portão 5 da Lagoa do Taquaral. O público encontrará nas tendas expostas próximos ao Planetário, exposição das atividades de ciência e tec-

nologia de institutos e centros de pesquisa da cidade que apoiam o evento. Além do SAMU com palestras e simulações de atendimentos emergenciais, no domingo, a Secretaria de Esportes, sob a coordenação dos professores João Alves dos Santos e Ana Luíza Costa Magalhães, estarão à disposição de todos atividades como: futebol, vôlei, basquete, vôlei de areia, futsal e aulas abertas de ginástica.

Lazer no Parque Taquaral volta a acontecer neste domingo O “Lazer no Parque Taquaral”, projeto da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), volta a acontecer neste domingo, 27 de outubro, no Parque Portugal (Lagora do Taquaral). As atividades terão início às 9 horas. Considerado sucesso absoluto pelos coordenadores e professores da pasta e frequentadores da Lagoa do Taquaral, o “Lazer no Parque Taquaral”, que ocorreu no dia 29 de setembro, ganhou força e motivação. “Quem

compareceu vibrou com tanta descontração e atividades diferentes como a cama elástica, vôlei, basquete, futebol, ginástica, capoeira, bets, jogos de mesa, além de outros”, afirmou o professor Ivo Mariano, coordenador do projeto. Neste domingo, a Academia Curve irá comandar o espetáculo. Serão ministrados exercícios de aquecimento, alongamento, além de outros escolhidos criteriosamente pelos profissionais da área. A programação se es-

cidades

o metropolitano

tende até o final do dia com atividades para crianças, jovens, adultos e idosos. As ações na Lagoa do Taquaral coincidem com o “Passe Lazer”, benefício que entrou em vigor no dia 28 de abril, que consiste na redução no valor da tarifa de ônibus pela metade. “E uma forma de ampliar acesso da população aos projetos de esporte e lazer, cultura, além de outras atividades”, explicou a Secretário de Esportes e Lazer Oldemar Elias, o professor Campos.

Três empresas levam o 1º Prêmio Startup Campinas A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo entregou na tarde desta sexta-feira, 25 de outubro, o 1º Prêmio Startup Campinas para três empresas. O primeiro lugar foi para a Pluricell Biotechnologies, startup voltada à biotecnologia e que apresentou projeto de uma plataforma de testes baseadas em células humanas, ao contrário, do uso de animais em pesquisas. O segundo lugar ficou para Limplix e o terceiro para a Hesteq. Startpus são empresas de pequeno porte, recém-criadas ou ainda em fase de constituição formal, que desenvolvem projetos promissores, ligados à pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras. As três startups vencedoras passarão por um período de três anos de incubação na Companhia de Desenvolvimento do Polo de Alta Tecnologia de Campinas (Ciatec) e por treinamentos do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). As vencedoras também receberam troféus e medalhas da Prefeitura. O presidente da IMA, Fábio Pagani, representou o prefeito Jonas Donizette no evento e entregou o prêmio à Pluricell Biotechnologies.

Foram selecionados 10 projetos e os três vencedores foram julgados por uma comissão técnica que reuniu representantes da Unicamp, Samsung, Núcleo Softex Campinas, da Associação Campinas Startup, da IMA e da Prefeitura. O ‘1º Prêmio Startup Campinas’ integra o Plano “Campinas Empreendedora”, lançado em 90 dias. O objetivo do prêmio é transformar planos de negócios inovadores em novos empreendimentos para Campinas. “Nós, como Prefeitura, precisamos sempre fomentar este tipo de ação e especificamente o Prêmio Startup é um projeto cumprido do governo Jonas Donizette referente ao Programa de Empreendedorismo e Inovação”, disse

a diretora de Desenvolvimento Econômico, Mariana Savedra. Ela ressaltou a altíssima qualidade dos projetos apresentados. “Ficamos surpreendidos com as ideias apresentadas para o prêmio com diferentes estágios de maturação, mas extremamente inovadoras, de qualidade muito alta e com vários atores de ecosistemas de empreendedorismo e inovação”. Diogo Biagi e Marcos Valadares, sócios fundadores da Pluricell Biotechnologies, comemoraram o primeiro lugar. “Ganhar o prêmio é uma confirmação de que estamos no caminho certo e nos dá uma vontade muito grande de continuar indo pra frente. Foi muito legal embarcar nessa iniciativa”.


O Metropolitano