Page 1

Projeto Mapa Cultural Paulista está com as Festival inscrições abertas de Bandas Independentes é Semeia 2013 começa a “sonzeira” do Rocksquenta pág B1 neste sábado com ampla programação Edição 014 - Campinas/SP, 1º de junho de 2013

Prefeitura quer transformar ciclofaixas e ciclofaixas de lazer em ciclovias permanentes Emdec vai apresentar plano cicloviário em audiência pública na Câmara pág. A-5

Consulta popular decide: não à troca de nome do Aeroporto de Viracopos Paulo Bufalo apresentou Moção e recebeu a líder do movimento contrário à mudança página A3

Instituto Hilda Hilst e Ateliê Aberto realizam projeto multidisciplinar Projeto reúne cinco artistas contemporâneos que usam a literatura como viés para criação de suas obras página B1

Combate a XVIII Semana dengue passa a Cultural ser obrigatório na Portuguesa construção civil Comissão dos Idosos inicia divulgação da lista de medicamentos gratuitos Câmara Municipal vai discutir veto do prefeito ao novo nome proposto para o MIS

Amplo espectro Michelin aumenta linha de pneus e mira nas motocicletas de baixa cilindrada


Página A-2 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

Editorial O capitalismo não tem solução para a crise ambiental A crise ambiental contemporânea foi tema do debate intenso na 1ª Conferência Nacional de Meio Ambiente do Partido Comunista do Brasil, que ocorreu em Brasília no último final de semana (18 e 19). Os múltiplos aspectos da crise foram analisados dentro da perspectiva comunista de encarar o meio ambiente como um dos fatores estruturantes do Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento, baseado na luta pela soberania nacional, pela democratização da sociedade, com progresso social, sustentabilidade ambiental e integração solidária da América Latina. Os comunistas defendem o direito ao desenvolvimento e foram enfáticos ao considerar que o crescimento econômico precisa ocorrer com respeito à natureza. O equilíbrio entre desenvolvimento e meio ambiente é o fundamento do conceito, consensual na conferência, de desenvolvimento soberano com sustentabilidade ambiental. Em busca da construção de uma sociedade em transição ao socialismo, o PCdoB defende o desenvolvimento ambientalmente sustentável, incorporado à proposta de um Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento. Os comunistas destacam dois aspectos fundamentais: o aproveitamento sustentável dos recursos energéticos de nosso país, e a defesa intransigente da soberania da Amazônia brasileira e seu desenvolvimento sustentável. O legado marxista-leninista, enriquecido com as mais avançadas concepções de nosso tempo, ilumina a proposta de uma visão da crise ambiental que funde desenvolvimento e defesa da natureza numa análise radical da crise ambiental que, no seu fundamento, faz parte da crise geral do capitalismo em nosso tempo. As interpretações convencionais atribuem as agressões à natureza a um “homem” abstrato, conclusão que os comunistas não aceitam. Todas as sociedades anteriores ao modo de produção capitalista promoveram agressões ambientais, em escalas variadas. O que distingue o modo de produção capitalista é a mercantilização da força de trabalho e da natureza. A força de trabalho, o solo, a água e o próprio ar passaram a constituir objetos de apropriação privada e, como mercadorias, em meios de obtenção de grandes lucros. O capitalismo explora os trabalhadores e a natureza com o objetivo fundamental de alcançar ganhos cada vez maiores e, em função dessa voracidade, promove agressões contra a natureza num patamar de gravidade inédito que coloca em risco, pela primeira vez, as condições de vida no planeta, sobretudo da vida humana. Assim, quando o “homem” abstrato é substituído na análise pela maneira de produzir e consumir típicas do capitalismo, ela ganha concretude, e o alvo da ação política contra os danos ambientais ficam claros: o modo de produção capitalista. Não há vida sem alteração do meio ambiente. Mas o capitalismo não promove essas alterações para atender às necessidades da vida e dos seres humanos, e sim para satisfazer a sede insaciável de lucro deste sistema. A produção predatória compromete os recursos naturais do planeta – o solo, a água, o ar, as reservas minerais, naturais e a biodiversidade – voltadas para um consumismo perdulário cujo objetivo é apenas acelerar a reprodução e a acumulação do capital. A conclusão que se impõe aos comunistas é a de que não há solução possível para a crise ambiental dentro do modo de produção capitalista. Ela só poderá ser superada num sistema social mais avançado, que ultrapasse a busca do lucro, fundamento da polarização entre concentração de riqueza e pobreza generalizada, típicas do capitalismo, e ambientalmente agressivas. O cerne da compreensão comunista sobre a crise ambiental conduz à luta por um novo e mais avançado sistema de produção e consumo, voltado para as necessidades humanas e não para o lucro: o socialismo.

O leitor é o repórter Envie sua matéria para leitor@ometropolitanocampinas.com.br

A pizza nossa de cada noite

Bastava começar um processo de investigação relacionando a algum político e já soava o tão famoso: vai acabar em pizza! Com os comportamentos do ministro Joaquim Barbosa e, alguns de seus colegas parece que nem tudo está acabando com a tal. Ora: antes da fogueira, necessário é, ver de qual pizza nos referia: seria sobre aquela feita com dedicação, higiene, farinha de boa procedência? Se positivo, então não fomos justos em aplicar tamanho castigo, à aquela que tantas vezes fora e continua sendo testemunha de uma boa conversa entre amigos, entre pai e filho, entre mães ou seja: entre gente ! Aliás, será que toda pizzaria dá a esse senhor alimento o devido tratamento para que se torne uma boa massa? Será que aquele queijo, aquele presunto e seus primos de cobertura, são de fato de boa origem? Espera-se que as autoridades estejam atentas a tudo isso... Pode ser que esse leitor esteja enganado e desavisado, porém, porque não é visto fiscalização sanitária ou do Procon a noite? Atenção com sua pizza de cada dia e com seu bolso, pois pode ser que esteja comprando coisa pequena como grande, massa ruim como boa, queijo de formol como mussarela de búfala e levando de brinde, um estafilococo desidratado. Cuide de sua saúde e, se possível, também de quem prepara a tão saborosa de cada noite. Pode ser que muita coisa continue terminando em pizza e, assim sendo, que seja essa boa e bem feita para momentos de alegria e de afeto. Ao contrário, a nossa de toda noite, será exemplo de tristeza e parceira das idoneidades! Pensem sobre alguns pontos: onde podemos encontrar as tais fiscais da Vigilância Sanitária e os representantes dos órgãos defesa dos consumidores? Me refiro do por do sol até ao orvalho, aos sábados, domingos, feriados...Pensando bem, não sei nem onde estão de segunda a sexta feira. Esse pessoal têm telefone para contato? E mais, sugiro que fiquemos de olhos não só na massa, mas no recheio, na embalagem e até naquilo que o olho nu não pode visualizar. É isso!

o metropolitano

Parabéns pra você! Parabéns! É muito importante termos iniciativa como essa! E você mostrou que realmente sabe onde quer chegar. Quero parabenizá-lo ainda pela sua última atitude em relação aquela pessoa que você auxiliou quando ela precisou de você. É sempre bom podermos contar com amigos nas horas de dificuldades, não é mesmo? Puxa, estou me lembrando agora daquela vez que você auxiliou aquele cachorrinho que estava perdido. Ele estava com frio, com fome, sede e você deu-lhe abrigo, o alimentou e matou a sua sede. Lembra? E aquela vez que você ajudou a velhinha a atravessar a rua?! Foi um simples gesto, mas que fez muita diferença na vida daquela senhora. Ela ficou mais feliz. Foi pra casa acreditando mais nas pessoas. Sentiu-se acolhida e, em seu íntimo, sem que ninguém soubesse abençoou seu gesto. Eu me lembro de um caso que li sobre um menino que arremessou uma pedra na porta de um carro que passava. A pedra, de grande dimensão, fez um tremendo estrago na porta do carrão de luxo. Imediatamente o motorista desceu irritado com o ocorrido e pronto para esmurrar aquele menino atrevido. Quando já preparava o primeiro tapa foi surpreendido pelas lágrimas do menino que disse ter feito aquilo por desespero. Apontando para uma ribanceira disse que seu irmão havia caído ali com a cadeira de rodas. Relatou que tentou erguer o irmão e colocá-lo novamente na cadeira de rodas, mas ele era muito pesado. Falou que ninguém parou para ajudá-lo a levantar seu irmão. Sua última alternativa foi arremessar aquela pedra. O homem foi verificar e para seu espanto viu que era verdade. Desceu rápido pela ribanceira e recolocou o menino paraplégico de volta à cadeira. Limpou seus ferimentos e o devolveu ao irmão, que chorava muito. Ficou observando os dois se afastarem inerte, olhos parados, coração despedaçado, pensamentos confusos...Embora seu carro estivesse a poucos metros de distância, foi uma longa caminhada até o lugar estacionado. Sem perceber, uma lágrima rolou por sua face e um nó na garganta quase o sufocou. O tempo parecia ter parado e a vida corria mais lentamente. Ligou seu carrão e acelerou. Conforme avançava em direção a seu destino pode ver, pelo espelho retrovisor, os irmãos sumirem no horizonte qual uma miragem no deserto. Nunca consertou a porta do carro. Deixou-a amassada para jamais esquecer que não precisa ir tão rápido pela vida a ponto e que alguém precise atirar uma pedra para chamar-lhe a atenção. Nossa história termina com a reflexão de que às vezes Deus precisa atirar algumas pedras em nossa direção para que paremos. Quando as pedras da dor e do sofrimento nos atingirem, devemos nos lembrar que Deus sussurra às nossas almas e nos deu inteligência para ouvi-lo. As pedradas são conseqüências de nossas atitudes em relação ao desleixo pela graça recebida por estarmos vivos, com saúde e ignorarmos nossa obrigação de compartilhar vida com os necessitados. É preciso acordar! Acordar não significa abrir os olhos, mas sim estar de acordo. Estar de acordo com as leis da natureza. De acordo com os caminhos da bondade e do amor a seu semelhante, à natureza e aos animais. Portanto. Parabéns! Você merece toda essa felicidade que está sentindo. Aquele animalzinho que você tirou das ruas, hoje está crescido e foi você quem lhe devolveu a vida! Aquela velhinha deixou este mundo e foi agradecida pela sua ajuda. Vai fazer uma bela “fofoca” sua para o criador. Quando chegar sua vez de atravessar a rua deste mundo para o outro, talvez a velhinha esteja lá pra lhe ajudar na passagem. No entanto se você acha que não merece meus parabéns, pois não fez nada disso. Cuidado com as pedradas! Donizete Romon - jornalista e palestrante Críticas, elogios, sugestões por email: peteca@petecaeventos.com.br

EXPEDIENTE Gazeta do Vale Registrado no CRCPJCL CNPJ: 04.319.396/0001-95 Diretor e Jornalista Responsável Luciano Meira - MTB/SP: 34.952 Avenida Guarani, 341 Campinas - SP - CEP 13100-211 Telefone: 19 3395 7531 // 8141 7490 contato@ometropolitanocampinas.com.br www.ometropolitanocampinas.com.br

tendências e debates

Fotografe e mande aquela placa engraçada que você viu. Nós publicaremos em seu nome. Mande um e-mail para contato@ometropolitanocampinas.com.br com a palavra PLACA no assunto.

Sustentabilidade

Atualmente, somos 7 bilhões de pessoas no Planeta Terra (dados da ONU de 2011). Mas este número continua aumentando e estimativas apontam que até 2050 a população mundial seja de 9,2 bilhões de pessoas. A consequência deste crescimento é o aumento do consumo e exploração de recursos naturais, como também o aumento de resíduos, fome, miséria e doenças. O desequilíbrio ambiental e a redução das áreas naturais, resultante das atividades humanas torna a perda da biodiversidade inevitável. Dados da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais) indicam que 17.936 espécies se enquadram na categoria de ameaçadas de extinção (http://www.iucn.org). Diante de diversas atividades humanas descontroladas e irresponsáveis, surge a necessidade de mudar algumas atitudes. A ideia de sustentabilidade tem como principal objetivo suprir as necessidades da geração presente sem afetar as gerações futuras, ou seja, conciliar as atividades humanas e a preservação da natureza, a fim de garantir a qualidade de vida no futuro. Se pensarmos na exploração de recursos naturais, por exemplo, retirar peixes do mar mais rápido do que a capacidade que a população dessas espécies têm de repor cardumes perdidos, não é uma atividade sustentável. Existe uma necessidade de estudos e estimativas do tamanho da população de peixes de determinada espécie, conhecendo seu ciclo de vida e sua capacidade de repovoamento é uma forma de garantir o estoque de peixes no futuro, essa é uma forma de sustentabilidade. Muitos projetos sustentáveis são desenvolvidos e divulgados na mídia com louvores de atividades “ecologicamente corretas”. No entanto, muitas ações ditas “sustentáveis” na verdade não desempenham o seu papel dignamente. Para realizar um programa que garanta a sustentabilidade de um recurso natural, precisamos conhecer a espécie, as condições de sua população, as relações ecológicas com as demais espécies da comunidade e o ecossistema onde está inserida. São necessários profissionais especializados para desenvolver estudos prévios para conhecer a população a ser manejada por projetos sustentáveis. Espanta-me, portanto, que muitas leis sejam criadas para destino de ecossistemas inteiros sem antes haver a realização de verdadeiros estudos sobre o impacto de modificações no meio ambiente. Nossa cidade possui pedreiras abandonadas que “transformaram” em praças públicas e que hoje não recebem quase nenhuma manutenção, onde se acumulam mato, lixo e marginais. Esse descaso é mais uma forma de desprezo do dever de sustentabilidade que nossas autoridades dão, quando deveriam dar exemplos de como realizar atividades geradoras de saúde e de replantio de espécies. Educação ambiental é tudo! Roselângela Claudina Thomaz Bióloga - especialista em educação ambiental. e-mail: lulyp_1@globo.com


política

o metropolitano

Contraponto

por Luciano Meira

Perguntar não ofende I Depois de perceber que não ia rolar o Rodeio em Campinas, o vereador Vermelho (PSDB), decidiu tucanar o evento e agora anda dizendo que não haverá montaria em cavalos e touros bravos, mas apenas prova de tambor e outras modalidades de montaria em animais domados. Porém, a pergunta que não quer calar é a seguinte: Se não é esporte, é espetáculo, portanto pode ser equiparado a circo, ou similar, o que é proibido na cidade de Campinas, mudando a lei voltaremos a ver os domadores de leão e os chipanzés e elefantes amestrados? Perguntar não ofende II Segundo observadores atentos da política campineira, esta não é a primeira tentativa de realização de rodeios na cidade, há quem diga, que na legislatura passada nem mesmo com as 200.000 (duzentas mil) razões oferecidas para dezoito vereadores, pelos interessados na ocasião, a lei foi mudada. Será que agora há mais razões e menos vereadores em jogo?

Combate a dengue passa a ser obrigatório na construção civil Proprietário deve manter obra livre de criadouros do mosquito Diogo Zacarias

Vereador Luiz Lauro Filho (PSB)

O projeto de lei de autoria do vereador Luiz Lauro Filho (PSB), aprovado na sessão da Câmara da quarta-feira, (29/05), cria o Termo de Compromisso de Controle da Dengue para obras da construção civil, por conta da epidemia de dengue já anunciada na cidade. De acordo com o projeto, o termo passa a ser um documento que deverá ser preenchido e assinado pelo proprietário da obra ou por seu representante legal, integrando o processo de legalização da obra. O projeto também de-

termina vistorias periódicas nas obras. Todos os recursos obtidos, com a aplicação das penalidades previstas na lei deverão ser destinados para ações ligadas ao controle da doença e para a secretaria de Saúde, conforme as necessidades determinadas pelo poder Executivo. Campinas já registrou nesse ano mais de 3000 casos de dengue. “O combate a dengue não pode ser sazonal, devemos trabalhar de forma contínua para eliminar os criadouros. É um trabalho que não deve parar nunca”, afirmou o vereador.

Câmara Municipal vai discutir veto do prefeito ao novo nome proposto para o MIS Na segunda-feira (03/05), a Câmara Municipal de Campinas vai discutir o veto do prefeito Jonas Donizetti (PSB) ao projeto de lei do vereador Gustavo Petta (PCdoB), que pretendia mu-

dar o nome do Museu da Imagem e do Som - MIS. O vereador pretende acrescentar o nome do fotógrafo morto janeiro passado em acidente de trânsito, João Zinclair, ao nome do museu.

Página A-3 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

Consulta popular decide: não à troca de nome do Aeroporto de Viracopos Paulo Bufalo apresentou Moção e recebeu a líder do movimento contrário à mudança A consulta popular que deveria ser um dos pilares nas democracias, parece ser algo pouco, ou quase nada utilizado pelos nossos representantes eleitos. Um grupo de moradores de Campinas contribui com mais um tijolo para a construção da democracia e sinaliza que as ideias dos eleitos nem sempre são as mesmas dos eleitores. Uma parcela da população está indignada com o Projeto de Lei que pede a troca de nome do Aeroporto Internacional de Viracopos para Aeroporto Internacional Governador Orestes Quércia. Na sessão da Câmara da quarta-feira (29/5), o vereador Paulo Búfalo (PSOL) recebeu a professora Denise Maricato no Plenário, líder do movimento contrário à mudança de nome. Denise, que é sobrinha trineta do maestro campineiro Carlos Gomes, foi assistir a leitura da Moção de Apelo apresentada pelo vereador que pede rejeição e o arquivamento do projeto que tramita na Câmara Federal. O grupo liderado pela professora vem se manifestando contrário à mudança

Diogo Zacarias

Vereador Paulo Búfalo (PSOL) e a professora Denise Maricato no plenário da Câmara de Campinas

do nome e até agora recolheu mais de 12 mil assinaturas em uma petição. O abaixo assinado foi colhido nas ruas e via internet, tendo sido entregue à Presidência da Câmara Municipal. Denise agradeceu o empenho e a iniciativa do vereador Paulo Búfalo pela valorização da participação popular. “Essa mudança de nome interessa a quem? O povo não foi consultado se

queria isso e nem para opinar sobre qual nome deveria ser. Espero que essas ações sensibilizem os políticos”, disse a professora. “Uma das maneiras que temos de ajudar na luta é aprovar a Moção na Câmara de Campinas apelando aos deputados pela rejeição do projeto”, explicou Búfalo pedindo a adesão dos colegas vereadores. O vereador tam-

bém ressaltou a importância da participação popular na mobilização. O nome do ex-governador (1987-1991) e ex-prefeito de Campinas (1969-1972) Orestes Quércia, não é um nome de consenso entre os campineiros. O projeto que poretende alterar o nome do aeroporto foi apresentado pelo deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP).

Comissão dos Idosos inicia divulgação da lista de medicamentos gratuitos A Comissão dos Idosos, Aposentados e Pensionistas da Câmara Municipal de Campinas, presidida pelo vereador Cid Ferreira (PMDB) e integrada pelos vereadores Jorge da Farmácia (PSDB), Jorge Schneider (PTB), Tico Costa (PP) e Edison Ribeiro (PSL), inicia nessa semana a divulgação de uma lista de medicamentos de uso continuo para idosos que são disponibilizados gratuitamente na farmácia popular, mas que não é de conhecimento da maior parte da população. Endereços e telefones das farmácias onde os remédios podem ser encontrados:

Rua Ferreira Penteado, 854 - Centro. Fone: 3232-2830; Rua Clóvis Bevilaqua, 535 Jd. Brasil. Fone: 3212-1243; Av. Dr. Alberto Sarmento, 1.125 - Bonfim. Fone: 37446090. Os informativos com a relação dos medicamentos vão estar disponíveis na secretaria da Associação dos Aposentados de Campinas e dos clubes Grêmio, Vila Marieta e Andorinhas. A Comissão dos Idosos, Aposentados e Pensionistas volta a se reunir na sexta-feira dia 07/06, no Plenário. Veja ao lado relação desses medicamentos:

Edison Ribeiro (PSL), Bruno Sena, Cid Ferreira (PMDB), Jorge da Farmácia e Tico Costa (PP)

Atenolol 25 mg (comprimido) Captopril 25 mg (comprimido) Enalapril 10 mg (comprimido) Glibenclamida 5 mg (comprimido) Hidroclorotiazida 25 mg (comprimido) Losartana Potássica 50 mg (comprimido) Metformina 500 e 850 mg (comprimido) Propranolol (Cloridrato) 40 mg (comprimido) Salbutamol (Sulfato) 2 mg (comprimido) Salbutamol (Sulfato) 2 mg/5 ml (xarope frasco)


Página A-4 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

cidades

o metropolitano

XVIII Semana Cultural Novos roteiros arqueológicos no Peru Portuguesa De 03 a 10 de Junho a Casa de Portugal de Campinas realiza a Semana Cultural Portuguesa, contando com uma vasta programação que inclui desde danças típicas, exposição de trajes típicos até aula de culinária abordando a gastronomia portuguesa. Esse evento, Portugal à Mesa, que será realizado no dia 05 de junho, contará com a participação do Chef Jorge, do Restaurante Estância D’Oliveira, que dará dicas gastronômicas e ensinará receitas típicas Portuguesas . Ao longo do mês ainda será possível participar da tradicional Festa Junina da

Casa de Portugal. O Folclore a Culinária típica Portuguesa são as atrações das fabulosas festas Juninas que ocorrerão todos os sábados, de 01 de junho até 13 de julho, sempre

às 19 horas. A programação completa, assim como as regras para inscrições podem ser acessadas no site: www.casadeportugalcamp.com.br

Salão São Paulo de Turismo e Congresso do Turismo Paulista O Salão São Paulo de Turismo é a Feira de Negócios, Produtos e Serviços Turísticos das cidades do Estado de São Paulo. Surgiu para fomentar o Turismo do Interior e do Litoral Paulista e divulgar com exclusividade os novos roteiros do turismo rural, ecológico, técnico e de aventura. No 13ª Congresso do Turismo Paulista, que será realizado junto à Feira, os participantes receberão cursos e palestras visando a capacitação profissional, sempre apresentando temas da atualidade e trazendo palestrantes de maior destaque nos seus seguimentos no mundo do Turismo.

Ocorrendo concomitantemente à Feira, será realizada a 2ª Expo Artistas Paulistas, onde serão exibidas as obras de inúmeros Artistas Plásticos de nossas cidades interioranas. Neste ano, os quadros e telas terão por tema: Minha cidade, minha região. Também será exibida outra edição do Cine SP Mostra SP, com documentários que destacam personalidades que nasceram ou viveram nas cidades paulistas. Com isso é oferecido ao público participante a oportunidade de conhecer melhor a nossa cultura, as nossas lendas e crendices. Desvendar os nossos atrativos turísticos que ainda são

desconhecidos pela maioria dos brasileiros. A promoção e realização fica a cargo da AMITur – Associação dos Municípios de interesse Culutural e turístico e da Conteúdo Brasil Feiras e Eventos. Serviço: Local: Pavilhão de Exposição Vera Cruz (Av. Lucas Nogueira Garcez, 856. São Bernardo do Campo/SP). Acesso pela pista local da Via Anchieta, saída 18-B Datas: de 21 à 23 de junho. Mais informações: amitur. div@uol.com.br e contato@ conteudobrasilfeiras.com.br

A Flot Operadora Turística trará a Campinas, no dia 21 de junho, o workshop Peru - País de Tesouros Escondidos. O evento iniciado no Rio de Janeiro, e que já passou por Curitiba, Porto Alegre e São Paulo, agora chega à cidade. Exclusivos para agentes de viagem, os seminários de capacitação serão conduzidos pelo arqueólogo Regulo Franco, que virá ao Brasil especialmente para familiarizar o mercado sobre os atrativos das novas descobertas arqueológicas ocorridas no Peru. Nos encontros serão apresentados ainda a diversidade e tesouros da cultura do país, bem como serviços e atrativos - sejam eles hotéis, trens e excursões a centros

turísticos locais. “Além disso, o evento também busca renovar entre os profissionais de viagem informações sobre os roteiros tradicionais no país”, antecipa Eduardo Barbosa, diretor da Flot. Um dos assuntos abordados pelo arqueólogo será a Rota Moche, novo roteiro que percorre o norte do Peru, cuja região de grande riqueza cultural é considerada a Nova Machu Pichu. Outro destaque do seminário refere-se às descobertas dos Tesouros do Senhor de Sipán – tumba de um dos governantes de Mochica e, para muitos especialistas, um feito comparável à descoberta das ruínas do faraó Tutancâmon. Regulo Franco foi responsável pelas descobertas

da Senhora de Cao - múmia encontrada em 2006 e que teria exercido um importante papel na alta hierarquia da sociedade Moche. Já participou de diversos projetos arqueológicos desde 1980 e lecionou em universidades e em alguns cursos internacionais organizados pela Unesco. Ministrou palestras em Harvard e atua com pesquisa no projeto Complexo Arqueológico El Brujo. Serviço Workshop Peru - País de Tesouros Escondidos Local: Vitória Hotel Av. José de Souza Campos (norte/sul), 425, Cambuí. Data: 21 de junho (sexta-feira). Horário: 12h às 14h30. Inscrições: (19) 3294-4510


cidades

o metropolitano

Página A-5 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

Prefeitura quer transformar ciclofaixas e ciclofaixas de lazer em ciclovias permanentes Emdec vai apresentar plano cicloviário em audiência pública na Câmara A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) participa de audiência pública organizada pela Câmara Municipal, na terça-feira (04/06), a partir das 19h, para apresentar informações sobre o plano cicloviário para o município, que visa a construção de cerca de 100km de ciclovias. O evento é organizado pela Comissão de Mobilidade Urbana e Planejamento Viário e pelo Conselho Municipal de Trânsito e Transporte. O secretário de Transportes e presidente da Emdec, Sérgio Benassi, apresenta o projeto atualizado do plano cicloviário para Campinas que, de acordo com o programa do prefeito Jonas Donizette (PSB), deve trans-

formar todas as ciclofaixas e ciclofaixas de lazer em espaços permanentes para utilização dos ciclistas. “A intenção é que elas sirvam não somente para a prática de esporte e diversão, mas também como alternativa de pequenos deslocamentos, para ir ao trabalho e estudo”, afirma Benassi. Está no plano que os espaços façam conexão com o futuro BRT, sistema de transporte coletivo que abrigará estacionamentos para bicicletas (paraciclos) e bicicletários. A Emdec também fará apresentação aos vereadores e à população de uma proposta para projeto de lei que visa permitir à empresa pública explorar as áreas e edifica-

Projeto Mapa Cultural Paulista está com as inscrições abertas A Secretaria de Cultura de Campinas receberá inscrições para a primeira fase do projeto “Mapa Cultural Paulista”, até 13 de junho. Essa é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Cultura e realizada pela Abaçaí Cultura e Arte – Organização Social de Cultura. O objetivo da mostra é identificar, valorizar e promover o intercâmbio da produção cultural no estado e, ao mesmo tempo, estimular a participação de seus municí-

pios nessas atividades. Para a edição 2013/2014 serão consideradas sete expressões artísticas: artes visuais (que compreende artes plásticas, desenho de humor e fotografia); vídeo; canto coral; dança; teatro; música instrumental; literatura (que inclui conto, poema e crônica). As fichas de Inscrições estão disponíveis no site http://campinas.sp.gov.br/governo/cultura/eventos-culturais/mapa-cultural-2013.php

Site pontepretano é o ponto de encontro virtual dos alvinegros Fundado no dia 17/10/2006 pelo conselheiro pontepretano e apaixonado alvinegro Carlos Henrique Margadona, o site www.pontepretano.com.br, ricamente ilustrados com fotos antigas e recentes da macaca, aborda notícias diárias com informações históricas do clube e dados atualizados dos campeonatos disputados pela Ponte

Preta. Segundo o Coordenador de Projetos em Tecnologia da Informação e Diretor do site Carlos Henrique Margadona, o site é um canal de comunicação rico e interativo para que todos os apaixonados pelo futebol apresentem suas opiniões, sugestões, projetos e acompanhem o dia a dia da macaca.

ções utilizadas no transporte urbano, para o uso de publicidade. Esta ideia foi discutida e aprovada dentro da 5ª Conferência das Cidades, realizada em maio, na Estação Cultura. A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), por exemplo, faz aluguel de espaços nos terminais, inclusive das escadas, que giram no valor mensal de R$ 145,30 por degrau até quase R$ 1,6 mil por mês para anunciar num painel luminoso (back light). Também foram convidados para o evento na Câmara, segundo os organizadores, representantes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e outras autoridades.

Há mais de 100 anos a serviço da vida A única Obra que nunca termina e todo mundo fica feliz por isso

Ajude o IVVA a ajudar os animais O projeto da sede do IVVA consiste em adquirir um espaço que será dividido em duas microlojas e uma sala de castração. As duas microlojas serão alugadas e o dinheiro dos aluguéis irá custear as castrações feitas no terceiro módulo. Assim o projeto se sustenta sem a necessidade de campanhas ou pedidos de doação toda vez que for necessário realizar uma operação. Com esse terceiro módulo, o IVVA poderá programar as castrações dentro dos recursos disponíveis e fazer um trabalho mais constante e eficiente. A entidade entende que castrar é a maneira mais ética e eficaz de reduzir o número de animais

abandonados. Os módulos um e dois, serão microlojas simples que serão alugadas para pequenos comércios. O ramo de atividade do negócio não poderá ser prejudicial aos animais. (Ex. Açougues, empresas que organizam Rodeios etc.) O terceiro módulo será um pouco maior, terá uma sala de castração do Projeto Procrianão, uma pequena sala de reunião e uma sala para estoca ração e outras doações. Com a sala de castração muito mais animais poderão estar sendo castrados. No site do IVVA é possível encontrar diversas for-

mas para se fazer as doações: doações em dinheiro diretamente na conta do IVVA no Itaú; - doando pelo Pag Seguro nos links, solicitando boletos, doando um terreno ou casa para construirmos ou montarmos os módulos da sede; As empresas podem doar a uma OSCIP, como o IVVA, até 2% do seu lucro operacional, resultado das atividades principais ou acessórias que constituam objeto da pessoa jurídica, e abater este valor da base de cálculo do IRPJ da contribuição social sobre o lucro líquido. Acesse: http://ivva-campinas.org.br/projeto-sede-do-ivva/

O mês junho para a Obra Social São João Bosco é de grande festa e alegria. A instituição Comemora 104 anos de existência na cidade de Campinas. Em 1909, sob a inspiração e carisma do padroeiro da Congregação Salesiana, São João Bosco, foi fundado o Externato São João. Uma escola que educou gerações de meninos na cidade de Campinas contribuindo para a formação de homens de valor e que deixou uma marca indelével na vida dos alunos e professores que viveram a intensa experiência de pertencer a um Colégio Salesiano e crescer cercado pela Pedagogia de Dom Bosco. Após 85 anos de grandes resultados no campo educativo, o Externato São João, acompanhando os sinais dos tempos e percebendo o crescimento e o agravamento da situação socioeconômica nos bolsões de pobreza da cidade de Campinas, voltou-se integralmente à assistência social, passando então a se chamar Obra Social São João Bosco. A mesma pedagogia, a mesma missão de educar para vida, só que com um novo nome! Hoje a Obra Social São João Bosco desenvolve trabalhos socioeducativos com crianças, adolescentes e famílias que estão em situação de vulnerabilidade social. A instituição está presente em 7 núcleos localizados em bairros periféricos da cidade que são marcados pela falta de serviços de atendimento básicos, miséria, pobreza, altos índices de violência, marginalidade e exclusão social. A Obra Social São João Bosco há mais de 100 anos vem fazendo parte da história de Campinas e transformando vidas através da educação!


Página A-6 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

cidades

o metropolitano

Campinas vai sediar Leis de incentivo ao campeonato nacional esporte campineiro de basquete sub-17 vão ser alteradas O torneio acontecerá no ginásio do Regatas

Propostas para implementação da política esportiva da cidade estão em fase de discussão no legislativo Geisa Marques Campinas

Geisa Marques Campinas

Campinas vai sediar o Campeonato Brasileiro de Basquete da primeira divisão. A competição voltada para a categoria sub-17 masculino acontece entre os dias 9 e 15 de junho, no ginásio do Clube Regatas. A realização do torneio na cidade é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer e a Confederação Brasileira de Basquete (CBB). O campeonato vai contar com a participação de dez equipes, entre elas as seleções de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Bahia. De acordo com o secretário de esportes e lazer de Campinas, Oldemar Elias Campos, o evento tem por objetivo estreitar o relacionamento com a CBB, visando transformar o Centro Esportivo de Alto Rendi-

mento (CEAR) em um local de treinamento para seleções. Ainda segundo o secretário, a parceria com entidades esportivas para a realização de torneios no município é um meio de divulgação da cidade, além de deixar um legado importante para as gerações futuras. “Quando Campinas recebe um evento desse porte, ela se torna refe-

rência nacional. É também uma oportunidade para popularizar o esporte e, através de parcerias, desenvolver a modalidade profissionalmente”, completa o secretário. Das dez equipes participantes, as que terminarem o torneio na 8ª, 9ª e 10ª colocação serão rebaixadas para a segunda divisão do campeonato nacional.

A legislação de incentivo aos esportes de Campinas vai passar por mudanças. A Câmara Municipal promoveu um seminário para debater e apresentar projetos a serem incorporados à política do esporte campineiro. As propostas serão elaboradas a partir das necessidades identificadas pela comissão responsável. Experiências positivas de outras cidades serão aproveitadas por Campinas, uma delas é a “bolsa atleta”, projeto que concede benefício financeiro para custeio de despesas dos competidores. O presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esportes de Campinas, Gustavo Petta (PcdoB), considera importante o desenvolvimento de políticas de incentivo, inclusive para frear a migração de atletas campineiros para outras cidades, que tem sido um fato comum no município. “A nossa legislação está desatualizada. Muitas cidades de porte menor da região de Campinas possuem políticas de incentivo ao esporte mais eficientes que a nossa, isso faz com que os nossos atletas se desloquem

para esses municípios em busca de apoio.” Algumas questões ainda precisam ser discutidas pela comissão para finalização dos projetos de lei que serão encaminhados para aprovação do prefeito Jonas Donizette. Gustavo Petta acredita que na semana que vem as propostas devem ser conclu-

ídas. “Ainda precisamos discutir alguns pontos, mas até sexta-feira (07/06) os projetos serão finalizados.” Propostas para melhoramento da infraestrutura, tanto para a prática da atividade física quanto para o esporte de alto rendimento também fazem parte da pauta de discussão da comissão.

Com ampla programação voltada para todos os públicos, a Prefeitura de Campinas, por meio do trabalho intersetorial de todas as secretarias, autarquias e empresas públicas municipais, dá início no próximo sábado, 1º de junho, na Praça do Coco, em Barão Geraldo, às atividades da Semana do Meio Ambiente – Semeia 2013 “Sustentabilidade: sustente esta ideia! A partir das 10h, os interessados em participar da programação contarão com apresentação de roda de capoeira e, as crianças, às 10h30, poderão se envolver com as histórias contadas por Mirna. Ainda no mesmo local, às 11h30, a dupla Milton e Djair apresenta um musical voltado para a MPB, assim como Doc Miranda, que avança também sobre o estilo reggae. Às 13h30, o palhaço Alexandre, em um momento cômico, faz graça com e para os presentes. A Praça do Coco será palco também para atividades paralelas como exposição de fotos da Associação Ambientalista Mata do Quilombo (AAMaq); lançamento de livro e Feira de Arte e Cultura. No domingo, dia 2, a grande estrela da programação é o Passeio Ciclístico “Sustentabilidade em Duas Rodas”, na Praça Arautos da Paz, com concentração a partir das 8h. O passeio será realizado entre a Praça Arautos da Paz e o Viaduto Laurão, com trajetória pela Avenida José de Sousa Campos (Norte-Sul).

O circuito de ida e volta totaliza cerca de 10 quilômetros. Os interessados em participar do passeio terão como custo da inscrição 2kg de alimento. Os alimentos deverão ser entregues no dia e local do evento. Os 300 primeiros inscritos receberão camiseta da SEMEIA 2013. Antes da saída para a ciclofaixa, os presentes participam do plantio simbólico de 10 mudas de árvores na praça. A largada está prevista para acontecer às 8h30 e, a chegada, às 9h30, quando uma mesa com frutas estará à disposição dos participantes. Está previsto, ainda, um sorteio de brindes para os inscritos, por volta das 10h.

Semeia 2013 começa neste sábado com ampla programação

Estação Ambiental A Estação Ambiental, em Joaquim Egídio, também concentra parte da programação da Semeia para o domingo, a partir das 9h, com a abertura da Feira de Produtos Locais, onde são expostos e comercializados produtos como hortifrutis, mel, doces, café, flores, ervas, ovos e outros produtos da região. Uma exposição de arte com a temática “Vida-Natureza-Sustentabilidade”; um café de boas vindas aos participantes e a palestra, às 10h, “O que é sustentabilidade”, completam a programação da Estação Ambiental no Domingo. A programação completa da Semeia 2013, que vai até o dia 9 de junho, pode ser conferida no site http:// semeia2013.tk/


auto mundo

o metropolitano

Força de imagem O monovolume Fit está em uma classe à parte no mercado brasileiro. Não que a Honda tenha “achado” um segmento. Mas, graças à confiabilidade mecânica da marca – é a maior produtora de motores do mundo –, consegue posicionar seus carros em faixa de preço superior à de seus concorrentes sem perder vendas. Mesmo com todas estas qualidades, as inúmeras novidades no mercado brasileiro de uns tempos para cá acabam mordendo pedaços de participação de todo mundo. O segmento de compactos, principalmente, foi dos mais “atacados”. Recentemente, fabricantes como Chevrolet, Citroën, Peugeot, Hyundai e Toyota apresentaram novos hatches. A resposta da Honda não foi das mais punjentes. Apenas criou uma nova versão do Fit, a aventureira Twist. E que nem tem qualquer especificidade mecânica. A ideia foi apostar foi aliar o motor mais potente da linha com um visual mais jovem e masculino – que poderia ajudar a ampliar o espectro de consumidores do modelo, visto geralmente como feminino. Se o objetivo era não perder mercado, a até despretenciosa proposta da Honda funcionou. Até a chegada do Twist às lojas, o que aconteceu junto ao Salão do Automóvel, em outubro, o Fit tinha média de vendas de cerca de 3.200 unidades. Aproximadamente a mesma que tem atualmente. A manutenção das vendas do Fit é ainda mais

Honda por aqui. O motor é o o 1.5 16V com controle variável de válvulas na admissão, 116 cv a 6 mil rpm e 14,8 kgfm de torque a 4.800 giros. O câmbio pode ser manual ou automático, sempre com cinco velocidades. Dentro da linha Fit, o Twist faz uma espécie de ponto intermediário. É mais caro e equipado que os DX e LX, ambos com motor 1.4, e mais barato que o EX, que traz o mesmo propulsor e custa R$ 62.990. Na parte de equipamentos, traz de fábrica

significativa quando se leva em conta dois aspectos. O primeiro é que passou apenas por discretíssimas mudanças no visual desde que mudou de geração, além de ganhar a versão Twist. A outra é que o desempenho dos demais compactos do mercado. O mercado foi bem remexido pela chegada de Hyundai HB20 e Chevrolet Onix. Em média, os cinco primeiro colocados no ranking em outubro de 2012 – Volkswagen Gol, Fiat Uno e Palio, Volkswagen Fox e Chevrolet Celta – vendem agora 20% menos (dentre estes, só o Palio manteve o volume). Uma nova geração do monvolume da Honda é esperada ainda para este ano, no Salão de Toquio, em novembro. E, como é política da marca japonesa, não deve tardar muito para desembarcar no mercado brasileiro. Por enquanto, a novidade brasileira é mesmo o Fit Twist. A variante, por sinal, é mais uma que se aproveita do gosto do brasileiro pelo visual. O Twist traz novos para-choques, com partes pintadas, caixas de rodas em preto, lentes escuras para farol e lanterna, rack no teto e faróis de neblina – único da linha a ter o equipamento. As alterações deixam o hatch 3 cm mais longo, 3,5 cm mais alto e 2 cm mais largo. O “crescimento” foi garantido unico e exclusivamente pelas novas peças. Afinal, não há qualquer alteração mecânica. A versão “aventureira” traz o conjunto mais forte da

ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, rádio/CD/MP3/USB, trio elétrico, airbag duplo, ABS e EBD. Em relação à versão top, fica devendo o sistema de som mais completo, acabamento em couro do volante e espátulas no volante para troca de marcha. Como em todos os segmentos que atua, a Honda pede alto pelo Fit Twist. O modelo manual custa R$ 57.990, enquanto o automático sai por R$ 60.990.

Página A-7 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

O falso-lameiro Fit Twist ajuda o compacto da Honda a resistir frente a uma concorrência renovada

Ficha técnica

Discrição oriental

Honda Fit Twist Motor: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.496 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando simples no cabeçote e comando variável de válvulas na admissão. Acelerador eletrônico e injeção eletrônica multiponto sequencial. Transmissão: Câmbio automático de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Potência máxima: 115 e 116 cv a 6 mil rpm. Torque máximo: 14,8 kgfm a 4.800 rpm. Diâmetro e curso: 73,0 mm X 89,4 mm. Tx de compres: 10,4:1. Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson. Traseira por barra de torção. Freios: Discos na frente e atrás. Oferece ABS com EBD. Pneus: 185/55 R16. Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 3,93 metros de comprimento, 1,71 metro de largura, 1,57 metro de altura e 2,50 metros de entre-eixos. Oferece airbags frontais. Peso: 1.147 kg. Capacidade do porta-malas: 384 litros. Tanque de combustível: 47 litros. Produção: Sumaré, São Paulo. Itens de série: Ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, computador de bordo, porta-luvas duplo, rádio/ CD/MP3/USB, trio elétrico, airbag duplo, freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD. Preço: R$ 60.990.

Dos modelos com alguma pretensão aventureira vendidos no Brasil, o Fit Twist é um dos com visual menos espalhafatoso. Os apliques exclusivos da versão não são esteticamente agressivos. Estão lá apenas para deixar o hatch um pouco mais jovial. Nada que tire a proposta pacata do Fit. E como não há qualquer alteração mecânica entre o Twist e os outros Fit, a história é idêntica quando se senta no banco do motorista. O motor é competente para mover os quase 1.150 kg. Porém, nada muito além disso. Os 14,8 kgfm de torque aparecem só em rotações médias. Isso significa que para tirar o máximo do 1.5 é necessário girar alto. Algo que acarreta vibrações e barulho elevado na cabine. A melhor maneira de guiar o modelo, portanto, é calmamente, sem muita pressa. Aí, aparecem recompensas claras. A transmissão é suave, se encaixa bem com o propulsor e só amplia o conforto que o Fit oferece. A direção com assistência elétrica é extremamente leve e sempre precisa. Manobrar o carro em engarrafamentos ou estacionar em

qualquer vaga é simples. A dirigibilidade também é apurada. A suspensão é rígida e, como quase não há peso além dos eixos, a estabilidade é constante. Dá até para impor uma tocada mais agressiva do que o trem de força poderia acompanhar. O interior é dos mais bem projetados do mercado. Há porta-objetos em qualquer buraco e os comandos são todos colocados em lugares intuitivos. Até o do ar-condicionado, disposto de maneira vertical, é simples de usar. Além de ficar bem próximo à mão do motorista. Outro destaque é o sistema de rebatimento dos bancos, que cria uma área completamente reta na traseira e eleva bastante a capacidade e a facilidade do Fit em levar carga. Contudo, existem falhas na oferta de recursos. O único sistema de som disponível é simples demais, quase anacrônico. A transmissão, apesar de ter cinco marchas, não oeferece trocas em sequência. Esses dois problemas são fáceis de solucionar. É só oferecer o que já existe no Fit EX: rádio um pouco mais moderno e borboletas atrás do volante.


Página A-8 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

moto mundo

o metropolitano

Amplo espectro Michelin aumenta linha de pneus e mira nas motocicletas de baixa cilindrada A Michelin sempre cultivou uma imagem de produto premium no Brasil. Principlamente no segmento de duas rodas. Entre as motocicletas, a marca só atacava modelos mais sofisticados, de cilidradas maiores e alta performance. E tudo conspira nesse sentido. Afinal, os produtos da fabricante francesa sempre foram mais caros que os oferecidos pelas rivais. Em motos de luxo, que normalmente são apenas montadas no Brasil, os pneus da Michelin são bem considerados. Mas como não produz nada para veículos de duas rodas no Brasil, não consegue aparecer como equipamento original das motocicletas de pequena cilindrada, quase todas produzidas no país. Nada disso, porém, parece ter demovida a marca a apresentar uma nova gama, com cinco tipos de pneus para motos de todos os segmentos. E mesmo que só vá atuar no

mercado de reposição – com um preço 10% acima da concorrência –, a empresa está otimista. Espera dobrar a participação no mercado, que hoje anda na faixa de 6%, ou 45 mil unidades mensais. Segundo o marketing da empresa, os novos pneus transferem para as motos de menor cilindrada, o mesmo nível de tecnologia oferecido nos compostos de alta gama. O conceito radial, por exemplo, onde a disposição das lonas é feita a 90º da linha do pneu, foi utilizado na concepção do Pilot Street Radial, destinado a motos de média cilindrada – acima de 250 cc. Pneus radiais são mais comuns em motocicletas esportivas ou de cilindrada mais alta, pois tem construção mais sofisticada e usa materias mais caros, como a sílica, que reduz o desgaste. O pneu radial aumenta a estabilidade em alta velocidade. A contra-

partida negativa é que reduz o conforto em rodagem mais lenta e tem menor capacidade de carga, comparado ao

tradicional diagonal. Mas a grande novidade para a Michelin é mesmo atuar no segmento de baixa ci-

lindrada. O Pilot Street, que tem construção diagonal, usa como argumento de vendas a durabilidade. Segundo a Mi-

chelin, o desenho da banda de rodagem - com grande área de contato no topo e sulcos maiores nas laterais favorece a dirigibilidade em retas e a aderência nas curvas. As motos da faixa entre 150 e 250 cc são as de maior volume comercial no Brasil e no mercado global. Nesse caso, a briga maior da marca francesa será com a italiana Pirelli, grande fornecedora para primeira montagem nas fábricas e que normalmente é escolhida na hora da reposição. Para elas, o Michelin Pilot Street promete até 30% a mais de durabilidade, o que compensaria os 10% a mais no preço. O modelo é oferecido em 12 dimensões, que abrangem quase a totalidade dos modelos utilitários. Para as gamas mais altas – onde a Michelin lidera com folga –, a aposta da fabricante é em oferecer pneus mais específicios para cada utilização. O Power Supersport é indicado, como o nome explicita, para os modelos superesportivos, com uso partilhado entre a pista – em track days, por exemplo – e uso normal em cidade e estrada. Segundo a Michelin, o pneu garante maior aderência geral e amplia a cacidade de tração nas saídas de curvas, quando é submetido a pressóes mais fortes. Já o modelo o Pilot Power 3 também é indicado para modelos superesportivos, mas sem uso muito severo. É para uso principalmente nas estradas e tem como ponto forte a aderência em piso molhado. O quinto pneu da nova linha é o Anakee III. Concebido para equipar motocicletas do segmento de maxtrails. Os sulcos são pensados para melhor performance em estradas, para condutores que enfrentam trajetos “off-road” apenas ocasionalmente. Na terra, os sulcos são desenhados de tal forma que criam um efeito autolimpante, que expulsa a lama e as pedras. Os novos pneus são fabricados na Tailândia e vão ocupar apenas os mercados de reposição. Além de elevar sua participação nos mercados de baixa e média cilindrada para 90 mil unidades mensais – o que vai corresponder a 12% do segmento –, está nos planos da marca a ampliação de sua rede para 700 revendedoras autorizadas até 2016 – hoje são 350 em todo o país. Com os cinco novos modelos, o portifólio da Michelin cobre 90% do universo de motocicletas a venda no Brasil.


NESTA EDIÇÃO

Arte e Cultura 2 Turismo 3 Entretenimento e Agenda Kids 4 Social e Agenda 5 Entretenimento, Horóscopo 6 Entretenimento TV 7 Gastronomia e Bem Estar 8 Edição 014 - Campinas/SP, 1º de junho de 2013

Festival de Bandas Independentes é a “sonzeira” do Rocksquenta O Auditório Beethoven, mais conhecido como Concha Acústica do Taquaral receberá, no dia 2 de junho, um grande evento de rock, o Rocksquenta - vol. II - Festival de Bandas Independentes, com participação de 10 bandas autorais da cidade, de vários estilos de rock. Com inicio às 13h e término às 21h30, o festival promete agradar a todos os apreciadores do verdadeiro rock. No palco: o rock psicodélico sessentista da Expresso Verde Café (em português), o indie garage rock da Doctor Mars (em inglês), o rock’n’roll clássico inspirado em Raul Seixas da Putos Brothers Band (em português), o post punk da A Transgressão (em português), o funk metal da Efeito Federal (em português), o rock brasilis da Gangster (em português), a surf music da Footstep (instrumental), o metalcore da Cerkelétrika (em português), o rock alternativo progressivo grunge da Deventter (em inglês) e por fim o rock industrial da Militia (em português), que utiliza um forte componente de produção de luzes em sua performance, foi escalada para fechar o evento. A discotecagem fica por conta

da Lost Control. O nome do festival ROCKSQUENTA foi determinado em razão de dois fatores principais. O primeiro é o da lógica de o rock ser por excelência um ritmo pra cima e essencialmente “quente” e,o segundo, pelo fato de ser um evento beneficente, cuja entrada é grátis, porém mediante a doação de 1 kg de alimento ou 1 agasalho ou cobertor, que serão doados a uma entidade assistencial, para “esquentar” as necessidades de pessoas carentes. A organização é do Mopemuca – Movimento Permanente Musicália Campinas, que surgiu em 2006 com a finalidade de estimular a movimentação da cena local, fazendo edições mensais em vários bares de Campinas, realizando ainda 3 festivais anuais, além deste em questão, o Baton Rock Festival e o Mopemuca Fest. A Secretaria de Cultura de Campinas entra em parceria na realização do evento, cedendo além do espaço, toda a estrutura logística para a realização do mesmo. Segundo a produção do festival, a ideia é proporcionar uma tarde de domingo

agradável, assim como foi a edição anterior, onde pessoas de todas as idades que curtem o bom e velho rock’n’roll possam se divertir em clima de muita paz, em comunhão

com a natureza exuberante do local e com toda a energia do som que as bandas estão preparando especialmente para este dia. Serviço:

Rocksquenta – Festival de Bandas Independentes. Local: Auditório Beethoven (Concha Acústica do Taquaral). Dia: 02 de junho, domin-

go. Hora: Das 13h as 21h30 Entrada: Gratuita (mediante doação de 1kg de alimento ou agasalho). Informações: mopemuca@gmail.com

Instituto Hilda Hilst e Ateliê Aberto realizam projeto multidisciplinar Projeto reúne cinco artistas contemporâneos que usam a literatura como viés para criação de suas obras A Casa do Sol - Instituto Hilda Hilst e o Ateliê Aberto, ambos situados em Campinas (SP), realizam até 27 de julho o projeto Poemas aos Homens de Nosso Tempo – Hilda Hilst em Diálogo, composto por residência artística, exposição e publicação. Cinco artistas brasileiros de diferentes estados, Paulo Meira (PE), Nazareno (SP), Divino Sobral (GO), Thiago Martins de Melo (MA) e Adir Sodré (MT) foram convidados a mergulhar na vida e obra da escritora Hilda Hilst afim de produzirem trabalhos e con-

teúdos inéditos, desdobrados em uma exposição no Ateliê Aberto e um publicação gratuita, criada pela designer Daniela Brilhante (PE). O projeto é uma curadoria conjunta entre o Instituto Hilda Hilst, o Ateliê Aberto e a curadora e crítica de arte Ana Luisa Lima, editora da revista Tatuí. Selecionado pelo Programa Rede Nacional Funarte 9ª edição, Poemas aos Homens de Nosso Tempo - Hilda Hilst em Diálogo é uma evocação à série de poemas reunidos no livro Júbi-

lo, Memória e Noviciado da Paixão (1974). Publicada em plena ditadura, a obra utiliza vozes masculinas como repertório poético-político no qual a escritora estava imersa naquele momento. Nesse sentido, os cinco artistas convidados e suas criações passam a representar as vozes políticas contemporâneas de Hilda Hilst. O objetivo do projeto é o ponto de convergência de duas expressões artísticas, que ao encontrarem a profundidade e contexto da obra de Hilda Hilst, anseiam por

diálogos. Os artistas serão submetidos a uma rica programação que prevê visita ao Centro de Documentação Alexandre Eulálio - CEDAE/ Unicamp (que abriga todos os diários e vários originais da escritora), dois encontros com os artistas e momentos de imersão e experimentações do grupo de residentes e demais profissionais envolvidos com o projeto. Casa do Sol - Instituto Hilda Hilst | Rua João Caetano Monteiro, s/n, Chácara Casa do Sol, Parque Xangrilá, Campinas, SP.


Página B-2 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

arte e cultura

o metropolitano

Pas de Cuba volta a Campinas em clima de aniversário com duas Noites de Gala Depois de dois anos fora de Campinas, o Pas de Cuba retorna a sua cidade de origem para celebrar o quinto aniversário deste Intercâmbio Cultural com o Ballet Nacional de Cuba. Criado em 2009, pela Perfil Produções, o evento contempla um curso intensivo para bailarinos e professores de balé, culminando com duas noites de gala já marcadas para 27 e 28 de julho, respectivamente no Theatro Municipal de Paulínia e Teatro Municipal José de Castro Mendes, em Campinas. O evento, que tem caráter itinerante, foi sediado nos últimos anos, na vizinha cidade de Valinhos, com o apoio da prefeitura local. De volta a Campinas, terá lugar na Escola Karen Righetto Ballet, no Taquaral, de 30 de junho a 28 de julho. Uma outra unidade, na Vila Teixeira, servirá de alojamento aos alunos prove-

nientes de várias localidades. Anualmente este intercâmbio recebe em média cem alunos da Região Metropolitana de Campinas, além de cidades mais distantes inclusive de outros Estados. O público alvo, a princípio, era de Campinas e Região, mas a vinda dos bailarinos de outros Estados e até mesmo do Exterior acabou dando a dimensão deste Intercâmbio, colocando a RMC agenda nacional da dança, como referência de curso de férias para bailarinos clássicos e professores de balé. Até o momento já são mais de 20 academias representas por alunos inscritos no curso tanto da RMC como de outras cidades do Estado de São Paulo, além de BA, PA, RJ e até de San Francisco, Califórnia (USA). As inscrições prosseguem abertas, até o final de junho, quando começam as atividades do Pas de Cuba e são feitas exclusi-

vamente pelo site: www.pasdecuba.com.br, com vagas limitadas. Programa de bolsas Ao longo destes cinco anos, a Perfil Produções concedeu cerca de 150 bolsas, dentro do Pas de Cuba, a promissores bailarinos, alguns deles hoje atuando em companhias fora e dentro do país, como: New Zealand School of Dance e Singapore Dance Theatre, Goh Ballet Academy, Vancouver –Canadá, Teatro San Martín -Buenos Aires - Argentina e outros. No ano passado visando intensificar o Intercâmbio entre Brasil e Cuba, a bailarina de Valinhos, Carolin von Siegert, que acabou de regressar ao país, passou seis meses em Havana se especializando nas Cátedras de Dança do Ballet Nacional de Cuba. Segundo a produtora cultural Bernadete Faria,

promotora do evento, “nosso objetivo é seguir ampliando este intercâmbio, no sentido de envolver patrocinadores, uma vez que os bailarinos precisam custear suas passagens aéreas, portanto fica aqui um apelo às operadoras de viagem, que possam ajudar os bailarinos a realizarem

“O Fantástico Corpo Humano” chega pela primeira vez em Campinas A exposição internacional O Fantástico Corpo Humano, que já passou por 40 países e foi vista por mais de 20 milhões de pessoas no mundo, desembarca pela primeira vez em Campinas e está aberta para visitação do público, no Parque D. Pedro Shopping, em curta temporada. No Brasil, a exposição já esteve em cidades como Belo Horizonte, Curitiba, São Paulo, Manaus, Rio de Janeiro, Goiânia, Belém, entre outras. O Fantástico Corpo Humano leva pessoas de todas as idades, da escola primária à faculdade de medicina, a uma jornada através de nosso bem mais precioso: nossos corpos impressionantes, um mundo interno que não conhecemos nem compreendemos completamente. A exposição foi desenhada para mudar essa percepção e tem o propósito de que as pessoas conheçam o corpo por dentro e possam, assim, cuidar melhor da saúde, bem como optar por estilos de vida mais saudáveis. Surpreendente pela riqueza de detalhes, a mostra aguça a curiosidade e permite aos visitantes conhecer mais sobre a complexidade do funcionamento de cada sistema que compõe o corpo. A exposição foi toda concebida nos Estados Unidos. Os corpos e órgãos são de chine-

ses que optaram por doá-los para propósito científico e foram preservados para fins educativos por um processo de conservação permanente chamado de plastinação, que consiste no preparo do corpo com uso de polímero de silicone. A visitação é um mergulho tridimensional para dentro destes sistemas - pele e ossos, dos pés à cabeça. Sob a pele, por exemplo, uma série de sistemas intrigantes e seus órgãos que cooperam para nos manter vivos e bem. A exposição ainda alerta aos danos que tabagismo e obesidade, por exemplo, fazem ao corpo ao mostrar as lesões que essas enfermidades podem causar nos órgãos. Também possibilita uma maior compreensão sobre as doenças de maneira totalmente nova, pois enfatiza problemas de saúde, como câncer de mama, câncer de cólon, cirrose hepática (do fígado), gravidez ectópica, artrite e fraturas ósseas. Porque os músculos arrepiam? Porque os quadris femininos são maiores que os masculinos? O que a osteoporose faz com o corpo? São respostas que também podem ser encontradas na mostra. Serviço: Exposição: “O Fantástico Corpo Humano”

tou ao longo de sua trajetória. Para este trabalho, Ana Cristina visitou pessoas, cidades, mestres, recantos. Entre encontros e confrontos, foi depurando seu fazer teatral, passando pela metodologia teatral mímesis e pela técnica oriental do butoh. Serviço Local: Unicamp - Departamento de Artes Cênicas (sala AC 3). Rua Pitágoras, 500. Barão Geraldo. Campinas. Data: 04 de junho (terça-feira). Horário: 20h. Entrada franca

mais econômica a permanência na Ilha e quase sempre esta hospedagem inclui a alimentação”. Quem desejar apoiar esta iniciativa poderá entrar em contato com a Perfil Produções através de telefone ou email no site: www.perfilprocultura.com.br.

Das formas de energia às imagens e sons, um painel do início do século 21 é a programação de junho do Instituto CPFL Cultura

O Instituto CPFL|Cultura inicia junho com uma programação de fôlego. Documentários da melhor safra com curadoria de Amir Labaki, do Festival É Tudo Verdade, às quartas-feiras; encontros em parceria com o Greenpeace no Invenção do Contemporâneo discutem a energia na cidade do futuro e na paisagem brasileira, às quintas. Nas noites de sexta, a construção e a desconstrução da sexualidade vão render boas conversas sob a batuta da médica psiquiatra Carmita Abdo. No final de semana, o jazz e o cinema mostram sua força com compositores e intérpretes arrojados no programa de Música Erudita Contemporânea, aos sábados.E por falar em sons, conciliados às imagens, servem de pano de fundo para os espetáculos do teatro infantil, nas manhãs de domingo. Serviço: Local: Instituto CPFL| Cultura (Rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632, Chácara Primavera, Campinas - SP). Informações: 3756-8000 ou em www.cpflcultura.com.br Entrada gratuita, por ordem de chegada.

Local: Parque D. Pedro Shopping, estacionamento da Entrada das Águas, próximo ao Pet Center. Av. Guilherme Campos, 500, bairro Santa Genebra Data: a partir de 29 de maio - curta temporada Horários de funcionamento: De segunda a sábado: das 14 às 21 horas Domingos e feriados: das 12 às 20 horas Ingressos:

Segunda a sexta-feira: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia) Sábados, domingos e feriados: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia). Também estão disponíveis pacotes famílias, confira! Telefone para informações: (19) 2122-2444 e www. fantasticocorpohumano.com. br Venda de ingressos: na bilheteria da exposição

Ana Cristina Colla revisita o universo feminino em SerEstando Mulheres A atriz Ana Cristina Colla, do LUME Teatro, apresenta a demonstração técnica “SerEstando Mulheres” na próxima terça-feira (4), às 20h, no Departamento de Artes Cênicas, na Unicamp. O espetáculo faz parte do projeto Unicena, organizado pelos alunos de graduação de Artes Cênicas da universidade. Em SerEstando Mulheres, a atriz revisita seus 20 anos de pesquisa junto ao Lume Teatro e narra, através do corpo, personagens femininas que represen-

este sonho”. Além das despesas com as passagens, os bailarinos terão gastos com hospedagem e alimentação. “A vantagem – explica Bernadete - é que em Cuba existe um programa de hospedagem em casa de família, autorizado pelo governo, que torna bem

Tipos Estranhos do Gilmar

A Biblioteca Pública Municipal Professor Manoel Zink abriga até 24 de junho a exposição TIPOS ESQUISITOS DO GILMAR que reúne 18 desenhos do artista. Com a curadoria de Carriero, a exposição permite adentrar e conhecer um pedaço da vida do artista e do seu meio “ocre”, de muito humor e amor. Segundo Carriero, Gilmar apresenta em sua obra um traço bastante estilizado, com grande influência dos clássicos anos 80. Este Múmico, cheio de ótimas e novas piadas cotidianas, aborda temas diversos como a solidão, a relação a dois, a velhice e a impotên-

cia humana, o que nos faz rir e refletir sobre nossa própria condição. Gilmar é ganhador de vários prêmios em Salões de humor e um HQMix de melhor cartunista em 2002. Com 25 anos de carreira, atualmente participa de coletâneas e publica várias revistas de sua autoria. Serviço: Local: Biblioteca Pública Municipal “ Professor Manoel Zink”(Rua Benjamin Constant, 1633, Centro). Fone:21160423 Data: até 24 de junho. De segunda a sexta-feira das 9h às 17h.


turismo e cultura

o metropolitano

Notas do turismo paulista

por Jarbas Favoretto

Paleontologia

Página B-3 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

Senac Campinas promove 5ª Mostra de Cartazes Tipográficos

Monte Alto é um município brasileiro localizado no interior do estado de São Paulo. Está a 350 quilômetros da capital paulista e lá é possível encontrar o Museu de Paleontologia de Monte Alto que está ao lado do seu Museu Arqueológico. É um dos cartões postais da cidade e é visitado por pesquisadores do mundo inteiro. O seu grande acervo é um dos mais completos do país, formado por ossos de dinossauros, conchas de moluscos bivalves, restos de tartarugas e crocodilos cuja idade varia entre 65 a 85 milhões de anos (milhões!) Enormes ossos ali expostos têm ao seu lado as fotos de quando eles foram desenterrados. A maioria pelo Professor Antonio Celso de Arruda Campos, que costumava estar presente para dar informações a respeito e que desde 2011 também dá nome ao museu. Visite Monte Alto, a terra onde se venera a Menina Izildinha, que também faz lá os seus milagres e tem muitos devotos.

Araçatuba Turística

Uns arbustos cujos frutos são muito apreciados e existentes na região, os araçás, levam a fama de ter originado o nome da cidade de Araçatuba, a qual tem a sua história ligada à construção da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. A autonomia do município só chegou em 1921. Teve o seu ciclo do café, depois do algodão. Mas a pecuária predomina até nos dias atuais. O turismo passa a ser a nova preocupação da administração municipal aproveitando a sua potencialidade e os seus atrativos, como o Museu Marechal Rondon e o Templo Budista Honganji, por exemplo. É em Araçatuba que também encontramos a Praça do Boi. Era nessa praça que tempos atrás o preço da arroba do boi era discutido, pois era ali o centro bovino do Estado. Depois de a praça ser remodelada e ganhar o nome de Praça Rui Barbosa ela passou a ser ponto para fotos. Mas continuou sendo conhecida como a Praça do Boi. Araçatuba tem também um exemplar Centro de Inseminação Artificial num local frondoso e agradável. Em sua visitação é extraordinária a quantidade de troféus ganhos por seus vários reprodutores. Muito mais de Araçatuba você poderá conhecer visitando o Estande dessa cidade no Salão São Paulo de Turismo, nos dias 21, 22 e 23 de junho, no Pavilhão Vera Cruz localizado na entrada de São Bernardo do Campo. Conheça os atrativos dessa e de outras cidades paulistas.

Não só cidade tecnológica

Um pólo como São José dos Campos, tecnológico por excelência, também tem seus atrativos turísticos. Não é só o pôr do sol visto do que chamam de “Banhado”. Tem também o Parque Santos Dumont, o Parque Vicentina Aranha, e o Parque Municipal, por exemplo. No setor de cultura você pode visitar o Museu do Folclore, o Museu de Arte Sacra, o Museu de Esportes, e o Memorial Aeroespacial Brasileiro e, de ‘quebra’, o Distrito de São Francisco Xavier com sua exuberante beleza natural, em trilhas, cachoeiras, etc. Não vá querer fazer visitas sozinho, pois gastará tempo e verá pouco. Peça um dos passeios roteirizados pela Agência de Turismo Chévere (12) 3923-6260, especializada em São José dos Campos.

O Senac Campinas promove, de 3 até 26 de junho, a 5ª Mostra de Cartazes Tipográficos. A exposição reúne 14 estudos desenvolvidos por alunos da Pós-graduação em Design Gráfico. Segundo Rafael Folli, professor do curso, cada cartaz exprime a forma como o aluno interpeta uma determinada fonte, buscando ressaltar suas peculiaridades, tais como períodos históricos, movimentos culturais, origens, construção dos caracteres, tipografia, entre outros elementos. “A ideia é fazer uma releitura do tipo de fonte e gerar no leitor uma curiosidade de interpretação”, explica.

O aluno Maurilio Neto Torin, participante da mostra, escolheu usar a fonte SF Comic Script. “Essa é primeira vez que a fonte é exposta e no meu cartaz a base foi o pop art, pois é uma fonte de história em quadrinhos. Além disso, usei muito da história do design para contextualizar”, afirma. Classicamente a tipografia é definida como a arte de produzir textos em tipos ou caracteres, ou ainda a arte de compor e imprimir tipos. “A tipografia é constituída pela sinergia entre a arte da criação e o uso do texto, seja digital ou impresso, podendo ser facilmente comparada ao design gráfico”, finaliza Rafael.

A mostra é gratuita e aberta ao público. Mais informações pelo telefone (19) 2117-0600. Serviço 5ª Mostra de Cartazes Tipográficos Evento gratuito Data: de 3 a 26 de junho Local: Senac Campinas Endereço: Rua Sacramento, nº 490 – Centro Informações: (19) 21170600 Inscrições para pós-graduação lato sensu do Centro Universitário Senac Período: de 2/5 a 1º/8 Taxa de inscrição: R$ 50 Informações e inscrições: www.sp.senac.br/posgraduacao ou 0800 883 2000


Página B-4 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

o metropolitano

A reunião geral dos ratos Uma vez os ratos, que viviam com medo de um gato, resolveram fazer uma reunião para encontrar um jeito de acabar com aquele eterno transtorno. Muitos planos foram discutidos e abandonados. No fim um rato jovem levantou-se e deu a idéia de pendurar uma sineta no pescoço do gato; assim, sempre que o gato chegasse perto eles ouviriam a sineta e poderiam fugir correndo. Todo mundo bateu palmas: o problema estava resolvido. Vendo aquilo, um rato velho que tinha ficado o tempo todo calado levantou-se de seu canto. O rato falou que o plano era muito inteligente, que com toda certeza as preocupações deles tinham chegado ao fim. Só faltava uma coisa: quem ia pendurar a sineta no pescoço do gato? Fábula: Esopo

Teatro Espetáculo: A Cigarra e a Formiga Local: Teatro Amil do Parque D. Pedro Shopping (Av. Guilherme Campos, 500, Santa Genebra. Tel:3756-9890) Data: 1º a 30 de junho (sábados e domingos). Horário: às 16h. Entrada: entre R$ 7,50 e R$ 25 Espetáculo: O rapto da Menina Flor, com o Grupo Phabrica de Eventos Local: Sala de cinema do Espaço Cultural Casa do Lago da Unicamp (Rua Érico Veríssimo, 1011, Cidade Universitária Zeferino Vaz – Unicamp, Barão Geraldo) Data: 02 de junho (domingo). Horário: 10h30. Entrada: gratuita Espetáculo: Quadrilha Per tutti, com a Troupe Per Tutti Local: Sala multiuso do Espaço Cultural Casa do Lago da Unicamp (Rua Érico Veríssimo, 1011, Cidade Universitária Zeferino Vaz – Unicamp, Barão Geraldo) Data: 02 de junho (domingo). Horário: 10h30. Entrada: gratuita Atividades Infantis Oficina recreativa Semana Sustentável Saraiva: móbile sustentável, com grupo Arte & Manhas Local: Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vl. Brandina. Tel:32520223) Data: 01 de junho (sábado). Horário: 15h. Entrada: gratuita. Oficina de criatividade: Contando Cantigas Local: Hall do auditório da Livraria Cultura do Shopping Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vl. Brandina. Tel:37514033) Dias: 01 e 02 de junho (sábado e domingo). Horário: 14h30. Entrada: gratuita. Oficina de criatividade: Recriar Local: Galpão Multiuso do Sesc (R: rua Dom José I, 270/333 Bonfim) Data: 01 de junho (sábado). Horário: 10h30 às 12h30 Oficina de criatividade: Redescobrindo o som Local: Biblioteca do Sesc (R: rua Dom José I, 270/333 Bonfim) Data: 01 de junho (sábado). Horário: 15h. Oficinas Galleria Fun 01/06 (sábado) Oficina: Veja Gente que Vovó Diferente 02/06 (domingo) Oficina: Chapéu Local: Palco central do Galleria Shopping (rod. Dom Pedro, km 131,5. Tel:37665300) Horário: das 13h às 20h. Entrada: gratuita

entretenimento infantil e agenda kids


social e agenda

o metropolitano

01/06 - (16:00) - Memórias Postumas. Direção: André Klotzel. Brasil, 2011. 06/06 - (19:30) - Daquele Instante em Diante. Itamar Assumpção por Rogério Velloso. Brasil, 2011, 110 min. 07/06 - (16:00) - O Cortiço. Direção: Francisco Ramalho Jr. Brasil, 1978, 110 min. 07/06 - (19:30) - Evoé! Retrato de um Antropófago. Zé Celso por Tadeu Jungle e Elaine Cesar. Brasil, 2011, 104 min. O MIS fica no Palácio dos Azulejos - Rua Regente Feijó, 859 - Centro - Campinas - Telefone: (19) 37338800. Acesse o site para consultar as sinopses dos filmes: http://www.miscampinas.com.br

Giro Cultural alessandrarossi@ometropolitanocampinas.com.br

Teatro Espetáculo: Aimirim e a Terra Sem Mal, com a Cia. Patética Local: Teatro do Sesc (Rua Dom José I, 270/333, Bonfim) Data: 01 de junho (sábado). Horário: às 16h. Entrada: de R$1 à R$4. Música Show: Samba da Estação Local: Estação Cultura. (Praça Marechal Floriano Peixoto, s/n, Centro. Tel:37058000) Data: 1º de junho (sábado). Horário: das 17h às 22h Entrada: gratuita Concerto “Camerata de Violões” - Sala Multiuso - 11h30 Local: Sala multiuso do Espaço Cultural Casa do Lago da Unicamp (Rua Érico Veríssimo, 1011, Cidade Universitária Zeferino Vaz – Unicamp, Barão Geraldo) Data: 02 de junho. Horário: às 11h30. Entrada: gratuita Dança Espetáculo: Adoniran, com a Associação Ballet Stagium Local: Teatro do Sesi Campinas. (Av. das Amoreiras, 450, Parque Itália. Tel:37724100) Data: 1º e 2 de junho. Horário: sábado, às 20h, e domingo, às 16h e 19h Entrada: gratuita. Os ingressos serão distribuídos 1 hora antes do início do espetáculo Exposição Exposição: 100 Anos de Vinícius, com obras de professores e alunos da Ânima Academia de Artes Local: Shopping Valinhos (Rua Paiquerê, 200, Valinhos. Tel:38294190) Data: até 19 de junho. Horário: das 10h às 22h Entrada: gratuita Exposição: Olhar Aconchegado, de Mariana Gonçalves Neves e A Visualidade do Não Visível, de Júlia Farran Rafecas Local: Galeria do Espaço Cultural Casa do Lago da Unicamp (Rua Érico Veríssimo, 1011, Cidade Universitária Zeferino Vaz – Unicamp, Barão Geraldo) Data: até 03 de junho (segunda-feira). Horário: 08h30 - 22h00. Segunda até às 13h Exposição: Atentando Raízes e Troncos, por Leani Inês Ruschel Local: Galeria do Espaço Cultural Casa do Lago da Unicamp (Rua Érico Veríssimo, 1011, Cidade Universitária Zeferino Vaz – Unicamp, Barão Geraldo) Data: 03 à 14 de junho. Horário: 08h30 - 22h00. Dia 14/06 até às 13h Cursos, Palestras e afins Vivências na Ecobrinquedoteca Estes encontros ocorrem todas as semanas, durante 3 horas os participantes conhecem a Ecobrinquedoteca do Parque, com um breve acolhimento e vivência com o acervo de ecobrinquedos, ecojogos e ecobandinha, acompanhados por um monitor. Podem jogar ou confeccionar, a atividade é bastante livre. Local: Parque Ecológico (Rod. Heitor Penteado, km. 3,2, Vl. Brandina) Horário: quintas das 9h às 12h. Público: acima de 16 anos Agendamento de grupos pelo fone 32529988 ou email: ecobrinquedoteca@gmail.com Café Filosófico CPFL Módulo: Construção e desconstrução da sexualidade nos tempos pós-modernos Curadoria e Palestrante: Carmita Abdo. Tema: O comportamento sexual de mulheres e homens: o que ficou no passado Data: 7 de junho de 2013. Horário: 19h Local: Instituto CPFL Cultura (Rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632, Chácara Primavera) Entrada gratuita, por ordem de chegada, a partir das 18h. Curso de Esperanto A Associação “Cultura Esperantista & Ecobrinquedoteca” realiza no Parque Ecológico um curso contínuo de Esperanto. Ministrado pelos professores David Bianchinni e Ismael Ávila. Local: Parque Ecológico (Rod. Heitor Penteado, km. 3,2, Vl. Brandina) Data: Sábados. Horário: das 15 às 17 h. Participação: gratuita Informações: davidesperantista@gmail.com ; ismael.avila@gmail.com Curso de Teatro Inscrições abertas para Curso Livre de Teatro. Técnicas teatrais ajudam a desenvolver um maior poder de comunicação. Local: Fundação Jurgensen (Rua Frei Antonio de Pádua, 889, Guanabara) Horário: Sábados das 10h às 12h. Informações: Fones (19) 3255 0845 / 9700 8971. Email: contato@petecaeventos.com.br

Página B-5 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

Aline Lima

Yon Berry e Giuliane Bernardi Berry, em férias na Suíça

UMA NOITE ESPECIAL Este ano a 14ª. Edição da Noite Especial FEAC, tradicional evento que é realizado em parceria com as entidades conveniadas, acontece no próximo sábado, dia 8 de junho, na Casa de Campo do The Royal Palm Plaza. Este evento tem como propósito a captação de recursos em beneficio das entidades parceiras da Fundação FEAC. Maiores informações: Av. das Amoreiras, 165 – Parque Italia – Fones (19) 3772-9699 / Fax: 3772-9696 – www.guardinha.org.br LUTO Márcio Ribeiro morreu na madrugada desta quarta-feira (29), em Brasília, aos 49 anos. Conhecido por comandar o “X-Tudo”, da TV Cultura, o ator e apresentador sentiu-se mal após atuar em um espetáculo e foi ao Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), mas não resistiu. Márcio estava em Brasília para se apresentar com a Cia. Sete belos. Após a peça, ele foi para o hotel na noite de segunda-feira (27), passou mal na tarde de terça e foi para o hospital. Ele foi internado e ficou na UTI até a madrugada de ontem, quando veio a falecer”, informou a assessora de imprensa do ator. A mulher dele estava com ele em Brasília e agora está cuidando dos trâmites para trazer o corpo à São Paulo”, completou. Apesar de acreditar que o ator tenha morrido em consequência de complicações cardíacas, a assessoria ainda não sabe confirmar tal informação. Além do programa da Cultura, Márcio atuou em “Malhação”, da Globo, como o professor Homero. O ator também participou do humorístico “Os Caras de Pau” e escreveu quadros para o “Domingão do Faustão”. GERAÇÃO SAÚDE A nova temporada de “Malhação”, que estreia em junho, marca o retorno da atriz Fernanda Souza, 28, à novela teen da Globo após dez anos. Entre 1999 e 2003, ela interpretou a adolescente Helô. “Estava morrendo de saudade! Tenho ótimas lembranças e grandes amigas dessa época, como Samara Felippo e Priscila Fantin”, relembrou a atriz. Agora, no núcleo adulto da trama, ela vai dar vida à perua Bernadete, fã de roupa justa e muito decote. “Será uma das personagens mais engraçadas que já fiz. Ela é muito extrovertida, de bem com a vida. Ama verdadeiramente o Caetano ( Paulo Betti) e faz de tudo para ser aceita pelas pessoas do convívio dele, já que tem um origem humilde. Ela vai usar muitos bordões desses que a gente usa na internet. Tenho certeza que alguém tem uma amiga parecida com a Bernadete”, explica Fernanda sobre a personagem, que já no oitavo capítulo vai aparecer apenas de calcinha e sutiã. Por isso, a atriz, que conquistou um corpão de dar inveja, com 53kg bem distribuídos em 1,58m, decidiu intensificar a malhação e perder mais dois quilos para o novo trabalho na TV. Fernanda já perdeu quatro quilos nos últimos meses, desde que venceu o hipotireoidismo, disfunção descoberta em 2012. “Não acho que eu tenha um corpão. Tenho muita coisa para melhorar, mas ele é resultado da minha dedicação e cuidado com ele. E isso me deixa muito feliz!”, conclui Fernanda. ZONA AZUL O Brasil é onde se tem uma das mais altas tributações do mundo e o pior, o dinheiro arrecadado com os impostos é injusto e mal empregado pelo poder publico. É sabido também que o Brasil é aonde se cobra altos impostos sobre veículos automotivos que vão de 27 a 36 %, que é também um absurdo. Em se tratando de veículos, muita gente estaciona seus carros em vias públicas usando a Zona Azul e quase ninguém sabe dos seus direitos. Quem paga Zona Azul tem direito sim à segurança do carro, sob a responsabilidade da Prefeitura. Uma falha que eu vejo em relação ao talonário da Zona Azul de Campinas é a falta de um canhoto onde deveria colocar também o numero da placa do veiculo para que não tenha duvida da ocorrência. Tai uma excelente ideia para o prefeito Jonas e os nossos nobres Vereadores. FALTA DE HIGIENE A Prefeitura Municipal de Campinas, através da Vigilância Sanitária, deveria tomar “providencias urgente” quanto a estas barracas de lanches espalhadas pelas estreitas calçadas da cidade, as quais, além de atrapalharem os pedestres, seus responsáveis não tomam nenhum cuidado com o manuseio e acondicionamento dos alimentos. Os “nobres Edis” deveriam criar uma Lei severa coibindo essa falta de higiene, e a Vigilância Sanitária deveria ter uma fiscalização mais atuante e exigindo que todas pessoas que trabalham neste tipo de comercio usassem luvas e mascaras. E aqueles que desobedecessem à lei seriam multados, correndo o risco de terem seus alvarás caçados definitivamente. Os munícipes agradecem!!

Sérgio e Gláucia Pereira

Roberta Checchia Vitali e Paulo Vitali

Mario e Daniele Cecconi

Hamilton Caviolla e Cláudia

Marcio e Rose Aggio Berto


entretenimento

o metropolitano

Página B-6 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

Suborno

A propina rola solta em “Dona Xepa”. Matilda está desesperada para conquistar o posto de presidente da Associação de Moradores da vila. Ângelo e Teresinha tentam comprar o voto de Dorivaldo, que fica ultrajado com a chantagem de Maltide.

Segredos Presentão

Orgulho

Potifar não volta atrás com a sua palavra em “José do Egito”. O comandante sente falta de José, mas não dá o braço a torcer. Ele insiste em se manter afastado daquele que um dia foi seu servo fiel. Tanto que ao ser questionado pelo próprio se o libertará, o “corno” é taxativo ao dar um “não” como resposta.

A família de Cirilo dá a volta por cima e ganha na loteria em “Carrossel”. Felizes da vida, os pais do garoto resolvem fazer uma surpresa para o filho. Cirilo, que andava cabisbaixo por não poder comprar um carro igual ao de Jorge, se surpreende ao chegar em casa e encontrar um novinho, só para ele.

Cinismo

Alberto é o tipo de vilão que esbanja dissimulação. Em “Flor do Caribe”, nesta semana, ele faz uma denúncia à aeronáutica a respeito de uma pista de vôo clandestina em sua propriedade. O detalhe é que a pista foi construída segundo as suas próprias ordens.

Ultimato

Ciúmes

O clima entre as irmãs Amora e Malu vai pegar fogo em “Sangue Bom” nesta semana. Visivelmente enciumada, Amora confronta a irmã e pergunta se ela está ou não gostando de Bento. O que a “patricinha” não sabe é que, fazendo isso, pode estimular Malu a investir em Maurício, sua grande paixão.

Em “Malhação”, Fatinha é categórica nesta semana. A “gata atrevida” diz que se Bruno não quiser que ela faça a campanha publicitária para uma marca de “lingerie”, terá de se casar com ela. Bruno, obviamente, não aceita a proposta. com a negativa do rapaz, os dois brigam.

Horóscopo de 02/06 a 08/06/2013

Que Pilar e Cesar escondem algo em “Amor à Vida”, isso já ficou ans entrelinhas. Mas, nesta semana, a mãe de Paloma e Félix tenta despitar para o filho algo que envolve Bernarda. E, para deixar o público ainda mais intrigado, a ricaça pede que Bernarda não revele o segredo de família que ela guarda a sete chaves.


entretenimento

o metropolitano

Resumo das Novelas

Página B-7 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

De 03/06/2013 a 08/06/2013 Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora.

Segunda (03/06) - Alberto provoca Cassiano por ter ficado com Ester. Cassiano avisa para o comandante que descobriu uma pista de voo clandestina. Guiomar promete ajudar Ester a recuperar a casa da ONG. Amaralina não gosta do resultado do exame que fez na escola. Cassiano avi-

sa a Duque que não aceita usar o dinheiro de Dom Rafael para comprar a mina. Para conseguir um local que acolha as crianças da ONG, Guiomar propõe a Dionísio que compre uma casa para ela morar e promete deixar a residência do ex-sogro. Juliano conta a Doralice que Natália está grávida. Terça (04/06) - Doralice se sensibiliza com a notícia da gravidez de Natália. Guiomar consegue que Alberto passe para seu nome a casa que era da ONG. Olivia conta para Cassiano que Chico pode perder a visão se não fizer a cirurgia de catarata. Rodrigo e Ciro descobrem que

Amadeu e Isabel estão juntos e avisam ao casal que eles ocuparão o mesmo quarto a partir de agora. Cassiano e os tenentes descobrem que Alberto está envolvido com a existência da pista de voo clandestina. Quarta (05/06) - Cassiano e os tenentes observam Alberto, enquanto ele coloca algumas caixas em seu carro, com a ajuda de capangas. Guiomar passa a casa que ganhou de Alberto para usufruto da ONG. Duque compra a mina e coloca no nome de Amaralina. Ester e Taís conseguem o empréstimo para abrir a empresa de turismo. Cassiano revela a Duque que sabe que ele é avô de

Amaralina. Ester convida Lindaura para trabalhar com ela e Taís na loja de turismo. Alberto procura o comandante para fazer uma denúncia. Quinta (06/06) - Mantovani desconfia de Alberto quando o empresário denuncia a aeronáutica pela existência de uma pista de voo clandestina em sua propriedade. Juliano briga com Hélio depois que o executivo insinua que ele engravidou Natália por interesse. Guiomar deixa Alberto furioso ao informá-lo que doou a casa para a ONG. Vanessa avisa a Ester que eles receberam uma grande encomenda de biquínis e um pedido para uma

foto de Lino para publicidade. Alberto e Dionísio admiram as joias antigas no esconderijo da mansão. Sexta (07/06) - Dionísio se diverte com a postura de Alberto ao denunciar a aeronáutica pela pista clandestina que eles mesmos construíram. Quirino revela a Samuel que Lindaura pediu para ele não ajudar o marido na investigação contra Dionísio. Ester avisa a Samuel que tentará encontrar as joias que Dionísio roubou de seus avós. Carol tira fotos de Lino, que acaba roubando um beijo da fotógrafa. Ester promete a Cassiano que vai descobrir onde Alberto escondeu as

caixas e o que tem dentro delas. Sábado (08/06) - Ester conta a Cassiano que está procurando provas contra Dionísio. Lino pensa em Carol e é repreendido por Veridiana. Amaralina pede ajuda a Nina e Vivi com os turistas, e Rodrigo se irrita. Ester encontra o relógio de seu avô no quarto de Dionísio. Juliano comenta com Natália sobre o jantar que deseja fazer para juntar as duas famílias. Ciro sente falta de Mila e é ironizado por Izabel, Rodrigo e Amadeu. Dadá agradece a reforma que Lino fez em seus vestidos. Ester devolve o relógio de seu avô para Samuel.

Segunda (03/06) - Bento não acredita que Giane esteja apaixonada por ele. Amora obriga Lara a cancelar com Sueli Pedrosa a entrevista com Giane. Wilson pede Charlene em namoro. Lucindo faz um acordo com Damáris para continuar trabalhando para ela. Fabinho fala mal de Érico para Natan. Érico é demitido.

Fabinho desvia a moto para não atropelar Pedrinho. Giane se assusta com o comportamento de Amora. Érico flagra Renata e Tito juntos. Terça (04/06) - Érico avança contra Tito e Renata se desespera. Malu pede para Charlene ir para a Toca do Saci. Irene pergunta por Fabinho e Pedrinho. Irene fica atônita ao saber que Malu é filha de Plínio. Érico destrata Renata na frente dos vizinhos. Irene descobre que Fabinho é o seu filho. Julia conta para Filipilinho quem mandou que ela fizesse o falso teste com ele. Silvia não aceita trabalhar na Class Mídia enquanto Érico não for readmitido. Perácio leva

Filipinho para falar com Xande. Tina mente para tentar difamar Bárbara. Sueli Pedrosa exige que Amora confirme que beijou Bento. Quarta (05/06) - Amora desmente a notícia de Sueli Pedrosa, mas Maurício fica intrigado. Irene sai do quarto antes de Fabinho acordar. Xande e Filipinho fazem as pazes. Madá leva Damáris para falar com Áurea. Perácio vende a cópia do quadro que pintou para Wilson e revela que não é o original. Tina finge salvar a família de Amora e todos ficam perplexos. Pedrinho se agarra à mão de Charlene, que se comove. Tina se apresenta a Bárbara e se dispõe a

trabalhar para ela. Bárbara coloca sonífero na bebida de Madá. Maurício procura Bento. Quinta (06/06) - Maurício questiona Bento sobre seu envolvimento com Amora. Amora se irrita com a edição de sua entrevista para Sueli Pedrosa. Tito leva um fora de Sheila. Amora procura Bento. Giane faz as pazes com Bento. Madá consegue escapar e Bárbara leva os enfermeiros da clínica para a Toca do Saci. Natan propõe que Amora faça uma campanha com Maurício. Renata sofre pensando em Érico. Maurício pergunta se Amora quer mesmo se casar com ele. Renata encontra Érico em seu apartamento.

Sexta (07/06) - Renata tenta se explicar para Érico. Tito se vangloria do que fez com Renata para Mel. Amora se reconcilia com Maurício. Natan fica furioso com o trabalho de Edu e Júlia para a nova campanha da agência. Salma e Odila discutem por causa dos filhos. Bárbara chama Tina para trabalhar para ela. Tina ajuda Bárbara a fazer Mari desistir de sua vingança. Maurício conta para Natan que Bárbara armou para Verônica os flagrar. Irene vai à casa de Odila. Pedrinho foge do hospital. Bento fala com Sueli Pedrosa sobre Amora. Maurício dá um ultimato em Amora e a manda decidir entre

ele e Bárbara. Sábado (08/06) - Amora finge ficar contra Bárbara para agradar Maurício. Natan coloca Fabinho no lugar de Érico. Odila conta para Irene que Fabinho é um mau-caráter. Emília convida Madá para morar com ela. Caio convence Lara a entrevistar Filipinho. Tábata se oferece para ser assessora de imprensa de Filipinho. Brenda sugere que Perácio convide Rosemere e o filho para morar com eles. Rosemere se enfurece ao ver Tábata com Filipinho. Salma expulsa Renata de sua casa. Verônica e Érico sofrem por causa de Natan e Renata. Amora pergunta para Malu se ela está gostando de Bento.

Segunda (03/06) - Ninho pede para conversar com Paloma. Atílio caminha pela cidade e é acolhido por moradores de rua. Valdirene entra no vestiário de Vitor Belfort. Valdirene foge de dois lutadores, e Carlito a ampara. Ninho pensa em Paloma e dispensa Alejandra, que se irrita. Félix incentiva a irmã a ficar com Ninho. Vega exige que César e Pilar encontrem seu marido. Os moradores de rua roubam Atílio. Michel insiste para que Patrícia assuma o namoro

com ele. Atílio se apresenta para Márcia como Alfredo Gentil e desmaia. Amadeu vai com Pilar à casa de Bernarda. Ordália leva Luciano para falar com Marilda sobre o emprego no hospital. Bruno procura Paloma. Ninho beija Paloma. Terça (04/06) - Paloma afasta Ninho e os dois discutem. Bruno marca um encontro com a namorada. Amadeu e Pilar convencem Bernarda a sair de sua casa. Carlito ajuda Atílio a se recompor. Márcia cuida de Atílio. Pilar convida Aline para visitar sua mãe. Nicole convida Thales para jantar e Leila se surpreende. Patrícia impede que Michel entre em sua casa. Nicole acredita que Thales esteja apaixonado por ela. Félix manda Maciel procurar Atílio. Leila não gosta

de saber que terá de dormir no escritório da mansão por causa de Bernarda. Félix tenta descobrir por que sua avó não gosta de César. Bruno questiona Paloma sobre os seus sentimentos por Ninho. Quarta (05/06) - Paloma pede para Bruno ficar com ela. Aline aparece na mansão e leva flores para a sogra de seu patrão. Valdirene se irrita com o tratamento que Márcia dá para Atílio. Carlito convida Valdirene para ir a uma festa. Paloma pega as chaves de seu apartamento. Márcia compra roupas para Atílio e ele a ajuda com a contabilidade da venda de cachorro-quente. Félix exige que Aline se mantenha longe de sua família. Perséfone tenta se aproximar de Daniel. Michel mente para deixar Pa-

trícia com ciúmes. Pilar implora para que Bernarda não revele o segredo de família que esconde. Félix incentiva Ninho a lutar por Paloma. Quinta (06/06) - Tamara escuta Bernarda confessar a Aline que o motivo da briga entre ela e César envolve Félix e Paloma. Jonathan conta para Edith que viu o pai dar dinheiro para Maciel. Paloma pede Bruno em casamento. Luciano começa no novo emprego. Paloma conta para Félix que vai se casar e o vilão convence Pilar a ficar contra a irmã. Perséfone faz os exercícios indicados por Daniel. Michel dispensa um convite de Patrícia. Márcia manda Valdirene ir ao casamento com Carlito. César e Aline se beijam. Bruno conta para Glauce que se casará

com Paloma. Edith convence a cunhada a passar em sua loja no shopping. Ninho encontra Paloma. Sexta (07/06) - Paloma discute com Ninho. Glauce suspeita de que Paulinha possa ser a filha de Paloma, mas Bruno não acredita. Joana vê Luciano trocar a refeição de um paciente e Ordália implora que ela não reclame de seu filho. Patrícia aceita assumir o namoro com Michel. Leila suspeita das manchas no pescoço de Nicole. César entrega a Pilar a joia que comprou com Aline. Félix acerta com um comparsa de dar um golpe em Amarilys. César pede para Aline esquecer o beijo entre eles. Leila proíbe Thales de ver Nicole. Paloma fica feliz com o presente que recebe de Pauli-

nha. Félix insiste que Pilar conte o motivo da briga de Bernarda e César. Sábado (08/06) - Pilar questiona César sobre a mudança em seu comportamento. Paloma reclama da educação que Bruno dá a Paulinha. Amarilys vê Michel e Patrícia juntos no hospital. Aline troca olhares com César sem que Pilar perceba. Carlito obriga Valdirene a ir de ônibus para o casamento. Luciano dorme no horário de descanso. Márcia gosta de saber que Atílio não é casado. Amarilys vai à casa de Niko e Eron. Simone revela a Lutero que Félix se desentendeu com Atílio antes de seu acidente. Nicole se preocupa com o exame das manchas em seu pescoço. Pilar se desentende com Paloma e Félix comemora.

Segunda (03/06) - Os garotos relembram a partida de futebol no estádio do Santos. As meninas lembram-se do show da banda Carrossel no estádio. Daniel afirma a Helena que todos estudarão bastante para a prova. Olívia chama Firmino sem parar, ela diz que ele tem sempre de estar às suas ordens.

A diretora diz ao zelador que quer a escola brilhando. Jaime diz a Helena que está frito ao quadrado. Valéria e Davi ficam indignados ao saber que Olívia ordenou que Firmino limpasse a escola mundial. Valéria e Davi conversam com os colegas e pedem ajuda para limpar a escola. Maria Joaquina e Jorge decidem não ajudar Firmino. Terça (04/06) - Jaime diz a Daniel e Paulo que teme que Jorge conte para a diretora sobre a operação faxina. Jorge humilha Cirilo ao dizer que ele nunca terá um carro como o dele. Ci-

rilo diz ao pai que, se ele tivesse um carro como o de Jorge, Maria Joaquina gostaria dele. As crianças ajudam Firmino com a limpeza da escola. Paulo e Jaime tramam fazer cópias da chave da sala de Olívia. Paula repreende José por ter jogado na loteria em vez de guardar o dinheiro para comprar alimentos. Quarta (05/06) - Cirilo pergunta ao pai se ele é bobo por querer um carro. Cirilo conta que o carro custa R$ 12 mil e pergunta se José tem a quantia. Os garotos bolam um plano

para distrair Firmino e pegar o molho de chaves. Para distrair Firmino, Jaime e Mário pedem a ajuda do zelador para mudar o piano de lugar a pedido de professor Renê. Paulo vai ao quarto de Firmino e faz o molde da chave da sala de Olívia na barra de sabão. José confere os resultados dos jogos que fez na loteria. Ele fica perplexo ao constatar que ganhou o prêmio de R$ 2 milhões. Cirilo está triste na aula, Helena pergunta se o garoto está bem. No teste, vai cair a matéria dada ao longo do ano. José confirma o prêmio e afirma a Paula que eles estão ricos. Quinta (06/06) - Paula comenta com José que eles têm de pensar bem como vão gastar o dinheiro. Na sala, Suzana elogia Olívia pela ideia da prova final. José vai ao banco para depositar todo o dinheiro do prêmio. José vai à concessionária comprar o carro para Cirilo. O chaveiro fica desconfiado e pergunta quem pediu para ele fazer as cópias das chaves. Cirilo passa na concessionária para ver o carro e fica triste ao ver que o carro não está mais no mesmo lugar. Cirilo chega em casa e conta ao pai que o carro foi vendido. José pede para seu filho ir ao quarto e Paula tapa os olhos de Cirilo. Ao ver a surpresa, Cirilo fica em choque. O garoto liga para Maria Joaquina e conta que seus pais ganharam na loteria e lhe deram um carro. A “patricinha” o destrata, mas dá parabéns a Cirilo. Sexta (07/06) - José recebe os cumprimentos de Rafael e Dr. Miguel. Ao lado dos amigos, Cirilo vai para a rua testar o seu carro. Jorge fica indignado ao saber que Cirilo ganhou um carro mais caro que o seu. Helena conta a Olívia que a família de

Cirilo ganhou um prêmio na loteria. A diretora dá os parabéns a Cirilo, mas recomenda que o garoto não deixe o dinheiro subir à cabeça. Renê trata Suzana com indiferença na sala dos professores. Suzana descobre que o professor e Helena estão planejando uma viagem ao ver

os e-mails dele. Graça entra na sala e flagra Suzana, que inventa uma desculpa. Ingênuo, o garoto faz o que Paulo o aconselhou. Cirilo diz a Olívia que ela terá de tomar cuidado ao pegar seu carro emprestado, pois pode ficar entalada por ser um pouco pesada.


o metropolitano

Página B-8 Edição 014 - Sábado, 1º de junho de 2013

bem estar e gastronomia

Circuito da Longevidade vai movimentar o Parque do Taquaral Quatro mil inscritos são esperados no evento que ocorre, em 23/06, pela sexta vez no município As inscrições para participar da etapa Campinas do Circuito da Longevidade Bradesco Seguros já estão abertas. A corrida de 6 km e a caminhada de 3 km já fazem parte do calendário de eventos esportivos do município, que integra o Circuito da Longevidade pelo sexto ano. O objetivo principal do

Circuito da Longevidade Bradesco Seguros, que tem a coordenação técnica do preparador físico Lauter Nogueira, é estimular nas pessoas o hábito de se exercitar diariamente, visando uma vida longa com saúde e bem-estar. Até o momento, cerca de 230 mil pessoas já participaram da iniciativa, criada em 2007. Para a versão 2013 4 mil vagas serão disponibilizadas, sendo 2 mil para a corrida e as outras 2 mil para a caminhada.

Para participar da corrida, atletas até 49 anos pagam R$ 20. A partir dos 50 anos, a inscrição custa R$ 10. Os inscritos na caminhada, independentemente da idade, pagam R$ 10.
Os cinco primeiros atletas dos pelotões masculino e feminino da corrida recebem, além de troféu e medalha, prêmios em di-

nheiro. Os demais, tanto da corrida como da caminhada, recebem medalhas de participação. Os mais longevos, de ambas as categorias, sobem ao palco para uma homenagem especial. Desde o ano passado são oferecidos aos inscritos, gratuitamente, avaliação física completa e teste de pisada. A avaliação fornece dados importantes sobre composição corporal que colaboram para o direcionamento do treino. Já o teste de pisada

orienta sobre o tipo adequado de tênis para a prática de exercícios. Ambos podem ser feitos no dia da prova ou na véspera, durante a retirada do kit de participação, no mesmo local onde será realizado o evento. O Grupo Bradesco Seguros estimula que o trajeto até o local da prova seja rea-

lizado de bicicleta. Essa ação integra o movimento “Conviva”, que incentiva a convivência harmoniosa entre motoristas, pedestres e ciclistas. Na arena do evento, haverá um bicicletário disponível aos participantes. Além de incentivar a prática de atividade física, o Circuito da Longevidade Bradesco Seguros também tem como proposta auxiliar o trabalho de entidades sociais que atuem com relevância nos municípios onde as

Você vale o quanto pesa? A obesidade é um dos males da vida moderna, que com os seus confortos nos priva de movimentos, que antes aconteciam naturalmente. Por falta de tempo consumimos alimentos de baixa qualidade e em quantidades inadequadas, para que o nosso organismo funcione corretamente, se recompondo dos desgastes naturais, enquanto que gera doenças que irão comprometer a nossa qualidade de vida. Importante ressaltar que uma pessoa não é obesa e sim ela está obesa, não sentenciando uma condição temporal que pode ser muda-

da pelo esforço de transformar hábitos que nos faz mal em outros que nos trazem o efeito contrário. Isso me faz lembrar uma frase que resume bem esta idéia: “se você continuar fazendo as mesmas coisas continuará obtendo os mesmos resultados”, ou seja, para resultados diferentes precisamos fazer coisas diferentes. Este processo dever ser encarado de maneira saudável, sem tornar isto um martírio ou até uma obsessão que também poderá causar prejuízos. A meta a ser buscada deve ser mais ampla, uma

melhoria da qualidade de vida em todas as áreas: física, mental e espiritual, com profundo respeito e valorizando aquilo que você já é, um ser que tem uma origem divina e foi criado com um propósito mais elevado do que responder a impulsos automáticos e alienantes. Você vale mais do que pesa e do que consome e tem dentro de si o que precisa para reequilibrar-se, pois quando experimentamos os extremos valorizamos mais o caminho do meio. Namastê

etapas são realizadas. Dessa forma, o valor equivalente ao arrecadado com as inscrições é repassado, integralmente, a uma entidade indicada pela prefeitura local. Serviço Circuito da Longevidade Bradesco Seguros - Etapa Campinas

Local: Parque do Taquaral Data: 23 de junho (domingo). Horário: 8h para a corrida, 9h para a caminhada Distância: corrida (6km); caminhada (3km) Inscrições: entre 23/5 e 19/6 ou até o término da vagas em: corridadalongevida-

de.com.br Entrega de kits: sábado (22/6), no local da prova, entre 9h e 17h Avaliação física e teste da pisada: realizados gratuitamente no sábado (22/6), durante a entrega de kits, e também no domingo (23/6), até o final do evento.

Esperanto: comunicação e alegria de viver

Abelardo Barbosa, nosso grande comunicador, deixou uma expressão muito utilizada por todos nós brasileiros, repetida muita vezes, a sua mensagem era: “Quem não se comunica, se trumbica”. Comunicar-se é algo importante, implica em enviar uma mensagem e ela ser recebida, e fundamentalmente, ser entendida. Nos tempos atuais pleno de meios que nos permitam comunicação com praticamente qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo, muitos anseiam por compartilhar ideias com outros seres humanos que vivem em lugares distantes, em culturas diferentes, com visão de realidade diferente da sua. Surge então a dificuldade deste diálogo em que a multiculturalidade se apresenta instigante e convidativa para o crescimento pessoal, mas ao mesmo tempo, se

apresenta tolhida pela barreira da necessidade de uma comunicação que se estabeleça de forma eficiente e eficaz. A tecnologia nos permite escrever, conversar, enviar mensagens, fotos, e nos deixa prontos para ter amigos em qualquer país. E muitos querem saber mais da cultura, dos costumes, da arte de gente que moram fora dos Estados Unidos, saber de filmes que não sejam apenas os de Hollywood, ouvir músicas que não estejam apenas nas paradas americanas. Dizem que querem ter uma visão de mundo realmente mais global. Querem amigos sim, mas não só de países tão bem conhecidos como a França, Espanha, Inglaterra, mas poder tê-los também em lugares instigantes como Tibet, Bulgária, Ucrânia, Nepal, Croácia, enfim, conhecer pessoas desses outros lugares que também criam suas belezas na poesia, na arte, na música. Então sabem o que fazem? Aprendem o Esperanto. Uma língua que tem falantes em mais de 128 países no mundo, que apresenta revistas, sites na Internet, Congressos, farta literatura e gente. Há muita gente que fala Esperanto nessa diversidade rica e maravilhosa que compõe a humanidade, grupos, associações e clubes

esperantistas em todos estes países citados acima. O Esperanto foi criado em 1887, por um médico judeu, nascido na Polônia, com o objetivo de aproximar as pessoas onde existissem vários idiomas, não tem relação com ideologias, religiões ou posições políticas. Uma ponte entre as pessoas, considerada mais fácil que as línguas nacionais, considerada pela academia francesa como ‘uma obra prima de lógica e simplicidade’. O Esperanto não veio para competir com nenhum outro idioma, não quer substituir qualquer um deles, veio para aproximar as pessoas que querem se comunicar, de forma simples e fácil. Feito para quem quer viajar, escrever cartas, participar de encontros internacionais, conhecer gente de vários lugares e tudo isto falando uma língua só! Se você quiser saber mais, aqui em Campinas há um grupo de estudos aos sábados (15:00h) no Casarão do Parque Ecológico Monsenhor Emílio José Salim. O e-mail do grupo é esperantoecobrinquedoteca@gmail. com. Venha enriquecer ainda mais a sua vida, venha aprender esperanto. Ni laboras por pli bona mondo - Trabalhamos por um mundo melhor.

Ed 014  

Jornal editado na cidade de Campinas/SP

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you