Page 1

1 Passo Fundo, 30 de Setembro de 2011


GRUPO 15

2

Passo Fundo, 30 de Setembro de 2011

Apresentação

O

DM nos Bairros está em sua 15ª edição e, desta vez, as localidades destacadas pela equipe de jornalismo foram a Vila Operária, a Vila União, a Vila Nodoai e Bairro Boqueirão. Nos últimos 15 dias, a reportagem fez um levantamento junto aos representantes destas comunidades, objetivando um mapeamento completo de toda a infraestrutura. O jornal Diário da Manhã já apresentou, em seus encartes anteriores, outras regiões: Santa Marta, Vila Vinte de Setembro, Loteamento Força e Luz, Vila Nossa Sra. Aparecida e Vila Donária, Loteamento José Alexandre Záchia, Bairro Industrial, São José, Loteamento Cel. Massot, Leonardo Ilha, Jabuticabal, Parque Recreio, Alvorada, Professor Schisler, Vila Ipiranga, Parque do Sol, Morada do Sol, Loteamento Boqueirão, Bairro Jerônimo Coelho, Bairro São Luiz Gonzaga, Parque Bela Vista, Vila Isabel, Manoel Corralo, Vila Fátima, Victor Issler, Vila Dona Elisa, Vila Annes, Santa Maria, Santa Maria II, Vila Nova, Bairro

Cruzeiro, Vila Ricci, Loteamento São Cristóvão I e II, Copacabana, Vila Planaltina, Loteamento Santo Antônio da Pedreira, Vila Bom Jesus, Ivo Ferreira, Vila Mattos, Loteamento Via Sul, Loteamento Maggi de Césaro, Loteamento César Santos, Vila Luiza, Vila Tupinambá, Vila Carmen, Vila Jardim, Vila Lucas Araújo, o Parque Residencial Don Rodolfo e a Associação Amigos e Proprietários do Bosque Lucas Araújo. O projeto, executado em parceria com a rádio Diário AM 570, tem como objetivo traçar um perfil detalhado de cada uma das 72 associações envolvidas. Através deste trabalho, todos terão a oportunidade de saber qual a função das associações de bairros, que buscam junto ao poder público soluções para seus moradores. O projeto está dividido em 21 grupos. Todos os registros foram feitos através das informações cedidas pelos presidentes das respectivas localidades.

Vila Nonoai

Vila União

Vila Operária

Bairro Boqueirão

Presidente: Alvacir de Camargo

Presidente: Helena Goreti Vieira

Presidente: Volmar Maciel

Presidente: Orlei Ramos Borges

Idade: 51 anos

Idade: 48 anos

Idade: 62 anos

Idade: 62 anos

3º mandato

1º Mandato

3º mandato

4º mandato

Vila Nonoai Fundada há 30 anos, a Vila Planalto ou, como é conhecida atualmente, Vila Nonoai, conta com quatro mil habitantes, que vivem na sua maior parte em boas condições financeiras. O comércio é baseado na economia familiar, principalmente minimercados. Na indústria, a Vila conta com uma fábrica de caixas de som. Já a Associação de Moradores foi fundada em 1987. A sua frente está o presidente Alvacir de Camargo, que tem como principal objetivo conseguir uma área de lazer e um PSF para a comunidade.

Educação

A Vila Nonoai não conta com escola de educação infantil. Em alguns casos as crianças são encaminhadas para a rede de ensino da Vila União. Apesar disso, os moradores votaram no Orçamento Cidadão a ampliação da creche, que irá beneficiar crianças da região. Os alunos do ensino fundamental e médio contam com a Escola Adelino Pereira Simões. Segundo a vice-diretora Zulmara Zimermmann de Almeida, a maior conquista da comunidade escolar foi a construção de um muro. “Depois de anos convivendo com assaltos, agora temos tranquilidade para ensinar nossos alunos”.

Poucas são as ruas que estão com lâmpadas queimadas. Quando o problema é detectado a Associação encaminha um ofício para a Secretaria de Serviços Gerais, que resolve o problema rapidamente. O Mutirão da Limpeza também já passou pela Vila Nonoai. O campo, que era utilizado como lixão, foi limpo, e existem poucos terrenos baldios.

Segurança

Os moradores dizem que a Brigada Militar passa algumas vezes na Vila. Apesar disso, não são registrados muitos assaltos. A comunidade conta, além da Patrulha Escolar, com a presença do BOE, instalado no antigo quartel.

Saúde

Com verba do PAC 2, do Governo Federal, a Associação de Moradores pretende construir uma Unidade Básica de Saúde ao lado de onde está localizada a pracinha. Enquanto o dinheiro não é liberado, os moradores utilizam o PSF da Vila Operária. Também existe na Vila uma clínica oftalmológica e um pronto socorro de fraturas.

Iluminação e limpeza

Coletivo urbano

Além de contar com a linha Hípica/Planaltina, a Associação de Moradores também conseguiu disponibilizar a linha Hípica/UPF. “Essa foi uma luta da direção, que beneficiou os alunos que moram na Operária, Nonoai, Vera Cruz e Hípica”, salientou o presidente. Entre as cinco paradas, apenas uma não conta com abrigo.

„„Muro trouxe segurança para a Escola Adelino Pereira Simões

EXPEDIENTE Empresa Jornalística Diário da Manhã Av. Sete de Setembro, 509 – 99010-121 Fone: (54) 3316-4800 - Passo Fundo/RS

Diretora-presidente: Janesca Martins Pinto Editora-chefe: Rosângela Borges Wink Editor DM nos Bairros: Alisson Dozza Diagramação: Marcelo Lange

Área de lazer

A comunidade conta com uma pracinha, mas ela está mal conservada, o mesmo acontece com uma quadra de basquete. Na área em que está o campo, a um projeto de revitalização junto com a Vila Operária. O presidente da Vila Nonoai diz que existe uma verba do Orçamento Cidadão para cercar o local e construir um caminhódromo e vestiários, além de uma sede para a Associação.

„„Praça está sem condições de uso


GRUPO 15

3

Passo Fundo, 30 de Setembro de 2011

Sanga

Lixo

Os moradores da Rua Mário Míssil, próximo a uma sanga que corta a Vila estão no aguardo para que o local seja canalizado. A maior preocupação é quanto as chuvas, que acabam provocando erosão no local. “Estamos tentando fazer um levantamento das famílias que vivem nessa região para que possam regularizar as moradias para buscar financiamento”, destacou o presidente Alvacir.

O caminhão de lixo passa três vezes por semana (terças e quintas-feiras e no sábado). A maior reclamação dos moradores é quando os funcionários passam momentos antes e acumulam o lixo no chão. Isso faz com que alguns cachorros resguem e espalham a sujeira pela rua.

Pavimentação

Apesar da maior parte da Vila estar pavimentada, o problema dos buracos é comum em vários pontos. Segundo o presidente Alvacir o problema está na deterioração do asfalto. “Com a chuva o asfaltado vai deteriorando devido a sua qualidade, principalmente na Rua dos Andradas”. A expectativa é para que a Secretaria de Obras possa realizar uma operação tapa buraco. „„Moradores esperam por revitalização de sanga

Vila Operária Apesar de ter sido fundada em 1981, a Associação de Moradores da Vila Operária só foi legalizada há pouco mais de seis anos. Isso foi necessário para que a diretoria pudesse organizar a comunidade que vive em 2,5 mil residências. O contraste também é visível. Na parte mais alta, moradores com melhor poder aquisitivo. Já na região mais baixa da Vila, famílias carentes que precisam da ajuda da comunidade. Apesar disso, o presidente Volmar Maciel acredita no desenvolvimento da Operária.

Saúde

Ensino Fundamental

Educação Infantil

O atendimento na rede de educação infantil é feito na Escola de Educação Infantil Amizade. Apesar da fila de espera, foi conseguida através do Orçamento Participativo uma verba para a ampliação da escola. A intenção é construir três novas salas para atender mais alunos. O processo ainda está na etapa de licitação. „„Escola Estadual Anna Willig

Na Vila Operária também está localizada a Escola de Ensino Fundamental Anna Willig, onde estudam cerca de 600 alunos. “Segundo a vice-diretora Ana Maria da Rosa, diversos projetos são realizados na escola: ‘Temos o projeto mais educação para o turno inverso, aulas de dança, sala de recursos para alunos especiais, além de uma biblioteca, sala de informática e de vídeo”.

„„PSF da Vila Operária

Antigamente o posto de saúde da Vila Operária funcionava junto a Escola Anna Willig. Mas depois de várias reivindicações, a Secretaria de Saúde conseguiu uma casa para atender melhor a comunidade. Em média são 28 consultas por dia para clínico geral, ginecologista e dentista. Há um mês os moradores estão sem pediatra.

Segurança

„„Escola de Educação Infantil Amizade

Área de lazer

„„Área de lazer vai beneficiar Vila Operária e Nonoai

Vila União A Vila União conta atualmente com quatro mil moradores. Praticamente ela está no meio das Vilas Operária, Nonoai e Bairro Boqueirão. Apesar do pouco comércio, é uma região em desenvolvimento, que conta com escolas, rede pública de saúde e melhorias no transporte público. A Associação de Moradores foi fundada em 1986. Apesar de não ter uma sede própria, o trabalho segue sob o comando de Elena Goreti Vieira.

Depois de uma reunião com o comando da Brigada Militar, a segurança na Vila Operária foi reforçado. Por estar próximo do centro, constantemente a polícia tem passado na comunidade.

A Vila Nonoai tinha um terreno, mas estava sem verba para fazer uma área de lazer. Em contrapartida, a Vila Operária estava com o dinheiro, mas sem local para essa área. Para não perder a verba, foi feito um acordo, um entrava com o espaço e o outro com o dinheiro. “Já temos o projeto para reparos no campo, construção de uma praça e quem sabe uma sede, agora só precisamos da ajuda da comunidade para realizar a construção”, disse o presidente Volmar.

Iluminação e limpeza

Quando existe alguma lâmpada queimada, a Secretaria de Serviços Gerais é comunicada e prontamente o serviço é realizado. Também foi realizado um mutirão para limpar a área do campo, que fica junto a Vila Nonoai, e alguns terrenos baldios.

Coletivo Urbano

Três linhas passam pela Operária: Hípica/Planaltina, Hípica/UPF e Santo Antônio/Operária. O que alguns moradores pedem é que seja ampliado o número de paradas e abrigos de ônibus.

Saúde

„„PSF da Lava Pés

Os moradores contam com o atendimento no PSF da Lava Pés. No local tem clinico geral e dentista. A boa notícia é de que foi conseguido, através de uma emenda parlamentar do Deputado Beto Albuquerque, para a ampliação do ambulatório. “Nós temos uma área ao lado da escola de educação infantil onde poderia ser construído o novo PSF, vamos aguardar”, destacou a presidente. Um diferencial da Vila União é em relação às agentes de saúde, atualmente duas prestam atendimento para a comunidade da Vila e da região.

Pavimentação

Há dois anos a comunidade foi beneficiada com um trabalho da Secretaria de Obras, onde foram asfaltadas várias ruas. Mas segundo o presidente, o asfalto está cedendo, abrindo buracos em vários pontos. “O que a gente espera é de que, com a criação do anel viário, o asfalto possa ser reparado”, disse Volmar. Também é esperada a canalização da sanga que corta a Vila.

Coletivo urbano

Três linhas passam pela Vila União: Integração/UPF; Nenê Graeff/Prefeitura e o micro-ônibus. Apesar de não haver problemas com o itinerário, os moradores solicitam a instalação de uma parada na esquina das Ruas Lava Pés e Alferes Rodrigo, já que a mais próxima fica na Castanho da Rocha.


GRUPO 15

4

Passo Fundo, 30 de Setembro de 2011

Iluminação e limpeza

Área de lazer

As crianças não contam com uma área adequada para a prática de esportes e momentos de lazer. Segundo a presidente da Vila União, a Associação está em busca de um terreno, onde possa ser construída uma praça e a sede da entidade. A maior dificuldade é achar uma área pública para realizar o projeto.

Sanga Depois de vários temporais e alagamentos a Secretaria de Obras realizou uma limpeza na sanga que corta as Vilas União e Operária. Apesar do serviço, os moradores pedem que o local receba galerias para evitar novos problemas.

Segurança

O tráfico de drogas é a principal preocupação na Vila União, principalmente no período da noite. Para quem tem que sair de casa, muitas vezes vira alvo fácil dos assaltantes. As pessoas solicitam uma maior presença da Brigada Militar para coibir esse tipo de crime. „„Terrenos são redutos para usuários de drogas

É a parte em que se têm menos reclamações. Segundo os moradores quando existe algum problema a Secretaria de Serviços Gerais é informada e o problema solucionado. O que a comunidade gostaria que fosse resolvido são os terrenos baldios. Os locais estão sendo utilizados como lixões e também para o consumo e tráfico de drogas.

Educação

As crianças das séries iniciais são atendidas na Escola Municipal de Educação Infantil Amizade, que pertence a Vila Operária. A intenção é ampliar o espaço para poder receber mais alunos. Quanto ao ensino fundamental e médio, os alunos estudam na Escola Urbano Ribas ou na Anna Willig.

„„Comunidade aguarda pela construção de galerias

Bairro Boqueirão Área de lazer

Fundado no início do século passado, o Bairro Boqueirão é o segundo maior de Passo Fundo, perdendo apenas para o Centro. Com mais de 17 de mil moradores, o Bairro conta com agências bancárias, postos de combustíveis, CTG Osório Porto, escolas e estabelecimentos comerciais. Atualmente, a Associação de Moradores está sendo comandada pelo vice-presidente Orlei Borges. A direção está em busca de um espaço junto à pracinha da comunidade, para a construção de uma sede própria.

Além de contar com uma pracinha localizada na Rua Paissandú com a Cacilda Becker, os moradores também utilizam os canteiros centrais da Avenida Brasil para o lazer. Em uma delas, foi construída uma cancha de bocha. Os moradores também realizam atividades como o Boqueirão Legal e o Natal do Bairro Boqueirão. Apesar disso, alguns moradores reclamam do barulho e da baderna no final de semana. O padre já teve que cancelar a missa devido ao som alto dos carros. „„Pracinha e cancha de bocha servem de lazer para a comunidade

Segurança

Através do empenho de comerciantes e dos moradores, foi possível construir o módulo policial da Brigada Militar. No loca, que abriga o 3º Pelotão, também funciona o posto de informações turísticas. “Com o posto da Brigada, o número de crimes diminuíram no Bairro”, falou Orlei. „„Bairro Boqueirão em constante desenvolvimento

Esporte Clube Gaúcho

Fundado no dia 12 de maio de 1918, o Esporte Clube Gaúcho cresceu junto com o Bairro Boqueirão. No estádio em que aconteciam as partidas de futebol também havia um complexo de piscinas. Foi em uma delas que um jovem acabou se afogando e ficou tetraplégico. Como o clube não tinha o valor da indenização para pagar, cerca de um milhão de reais, o espaço teve que ser leiloado. Hoje o local está abandonado.

Educação

Com o desmembramento em outras vilas e bairros, o Boqueirão acabou ficando sem creche. Quando a necessidade, os moradores procuram as creches das Vilas Operárias e União. Em relação ao ensino fundamental e médio, os alunos contam com uma escola particular, o Instituto Educacional, e uma pública, o Fagundes dos Reis.

Pavimentação

Apesar da maior parte do Bairro estar pavimentado, os moradores se queixam de duas vias: a Lava Pés, onde passa o coletivo urbano, e a Rua 10 de abril. “Seria preciso melhor a pavimentação, quem sabe até colocar asfalto, para amenizar os problemas”, salientou o vice-presidente.

„„Posto policial foi erguido com ajuda da comunidade

Religião

O Bairro Boqueirão conta com duas comunidades religiosas. A Assembléia de Deus, localizada na Rua Moron, está passando por reformas para acolher melhor os fiéis. Já a Paróquia São Vicente de Paulo é conhecida pela tradicional e mais antiga procissão do município, a Festa de São Miguel.

Iluminação e limpeza

„„Esporte Clube Gaúcho está abandonado

Saúde

Apesar do Bairro Boqueirão não contar um posto de saúde, os moradores que precisam de assistência médica costumam procurar o Cais da Vila Luiza ou ambulatórios da Operária e Cohab. Segundo Orlei Borges, existem fichas para os moradores e não a reclamações nos atendimentos. O Boqueirão também não tem agente de saúde.

Boa parte do Bairro está com a iluminação pública em dia. O maior problema se encontra nos canteiros centrais da Avenida Brasil. Segundo Orlei Borges, 14 lâmpadas estariam queimadas. “É um local em que circulam a noite principalmente alunos, então é uma questão de segurança pública”, destaca Orlei. Uma situação que incomodava os moradores, os terrenos baldios, foi solucionado. Através de um mutirão, os proprietários foram notificados e obrigados a limparem seus terrenos.

„„Paróquia São Vicente de Paulo


DM nos Bairros Grupo 15  

Passo Fundo, 30 de Setembro de 2011 1

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you