Page 1

ANO XI | Nยบ 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

1


ÍNDICE

03 PALAVRA DO PRESIDENTE

10 VENDAS

04 LEGISLAÇÃO

12 ASSOCIADO EM DESTAQUE

05 ECONOMIA

14 DICAS

06 GESTÃO

15 COLUNISTAS

08 CAPA

18 PALAVRA DA FCDL-RJ

Diretoria administrativa para o triênio 2014/2016 Presidente: Ricardo Rocha dos Santos Vice-presidente: Jannerson Franklin 1º tesoureiro: Mario Luiz Mello Correia 2º tesoureiro: Vera Lucia do Espírito Santo Massi 1º secretário: João Baptista de Rezende 2º secretário: Leonardo Oliveira Coelho Dir. de patrimônio: Dejalma Zanon Moreira Dir. produtos e serviços: Roselito Ventura Moraes Dir. propaganda e promoções: Flávio Gameleira Júnior Dir. informática: Márcio Simões de Assis Dir. protocolo: Fabrício Salustiano da Silva Salgado Dir. de aperfeiçoamento profissional: Rui Quintanilha Barbosa

2

Conselho Fiscal Efetivo Roberto Carlos Barbosa Carvalho Diomar Leite Correa Paulo Roberto Kapler Vaz Suplente Jose Arri Gonçalves Duarte Leonardo Miguel de Rezende Rafael Machado de Souza Diretoria CDL Jovem Três Rios Presidente: Arthur Teixeira de Souza João Luiz Moraes Massi Lucas Magrani Ivan Carneiro Arnaldo Marcelo Loureiro Rafael Aleixo Fabiano Martins

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

Câmara de Dirigentes Lojistas de Três Rios Rua Pref. Joaquim José Ferreira, 14. Cobertura 2 - Centro - Três Rios/RJ Tel.: (24) 2251-9600 E-mail: cdltresrios@cdltresrios.com.br www.cdltresrios.com.br

Agência CMI (24) 2255-4030 www.agenciacmi.com.br EXPEDIENTE Revista O Lojista – Novembro 2016 Tiragem: 600 exemplares Coordenação: Mateus Sacramento Editor: João Miguel (MTB 0012426/MG) Redação: Frederico Nogueira Fotos: Agência CMI/Divulgação


PALAVRA DO PRESIDENTE

PALAVRA DO PRESIDENTE RICARDO ROCHA Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Três Rios e 1º Vice-Presidente da FCDL/RJ

C

aro amigo lojista. É tempo de mudanças, apesar do cenário que vivemos no Brasil e no Rio de Janeiro não serem animadores. Não podemos absorver essa carga negativa e ficarmos inertes. Pelo contrário, nós lojistas somos GUERREIROS, já vivemos dias piores e demos a volta por cima. Dessa vez não será diferente. Venceremos essa batalha. Vamos reunir nossos funcionários, pedir que todos se unam para que consigamos passar por esse momento. Vamos iluminar nossas lojas, destacar as promoções, enfeitá-las para o Natal. No passado já fizemos todas as reduções possíveis, seja do quadro de funcionários, seja de renegociação de aluguéis, seja de redução de gastos com energia, telefone, água etc. Agora é hora de partimos para a ofensiva. Vamos procurar meios de divulgar as promoções. E como a CDL pode ajudar? A CDL esse ano entrou na Black Friday e os lojistas associados puderam aproveitar gratuitamente a divulgação de seus produtos através de um site criado pela Agência CMI em parceria com a CDL especialmente para a data. Paralelo a essa ação estamos promovendo a maior campanha de Natal da região, que esse ano tem uma inovação: o sorteio de um caminhão de prêmios.

Aproveito esse espaço para, em nome de nossa diretoria, nos despedirmos de todos vocês, lojistas. No final de novembro realizamos a eleição da nova diretoria. Agradeço minha família pela compreensão e ausência em certos momentos. Agradeço nossa diretoria que sempre esteve presente maciçamente em nossa reuniões, divergindo em alguns casos, concordando em outros, mas sempre sabendo que procuramos sempre ouvir e ser democrático no momento de tomar as decisões. Agradeço aos funcionários da CDL, liderados pelo Sr. Antônio Carlos Rangel de Christo, que entenderam nossa proposta e sempre estiveram ao nosso lado. Agradeço a Agência CMI, em nome de seu sócio proprietário Mateus Sacramento, que esteve junto conosco em todo o mandato, nos ajudando a divulgar e realizar ações. Por fim agradeço a você, lojista, que nos confiou esse mandato. Esperamos ter correspondido. Temos certeza que conseguimos tornar a CDL mais forte, respeitada e sempre participativa, como no caso do cancelamento da Lei 7.176, em que pressionamos os deputados a não cometerem mais uma injustiça com aqueles que mais geram empregos no país. Um grande abraço e vamos à luta! ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

3


SANCIONADA A LEI QUE ALTERA REGRAS DO SUPERSIMPLES LEGISLAÇÃO

POR Frederico Nogueira

Projeto aprovado pela Câmara e sancionado pela presidência aumenta o prazo para refinanciamento de dívidas e eleva teto de faturamento

A

Câmara dos Deputados aprovou, no dia 4 de outubro, o Projeto de Lei Complementar 25/2007, conhecido como Crescer sem Medo. A lei foi sancionada no dia 27 de outubro pelo presidente da República, Michel Temer, e altera os limites de faturamento para adesão de micro e pequenas empresas ao Supersimples. Entre as mudanças está o prazo de parcelamento de dívidas tributárias, que aumenta de 60 para 120 meses. Com as mudanças na legislação, o teto anual de faturamento do Microempreendedor Individual (MEI) aumenta de R$ 60 mil para R$ 81 mil e fica criada a faixa de transição de até R$ 4

4,8 milhões de faturamento anual para as empresas que ultrapassarem o teto de R$ 3,6 milhões. Também serão reduzidas de seis para cinco tabelas e de 20 para seis faixas, com a progressão de alíquota já praticada no Imposto de Renda de Pessoa Física. Logo, quando uma empresa exceder o limite de faturamento da sua faixa, a nova alíquota será aplicada somente no montante ultrapassado. A lei ainda cria a Empresa Simples de Crédito (ESC), que poderá conceder empréstimos a negócios locais, ampliando as ofertas de financiamento para os empreendimentos de micro e pequeno porte. O presidente da CDL Três Rios, Ricardo Rocha, expli-

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

ca que as mudanças permitem e estimulam empresas a crescerem sem medo de grandes aumentos na carga tributária. “Com a nova legislação haverá estímulo aos investimentos e formalização integral das atividades das empresas. Assim, com os pequenos negócios intensificados e desenvolvidos, teremos mais empregos, aumento no consumo, dinamização da economia e maior arrecadação de tributos”, explica. O prazo para adesão das empresas ao parcelamento especial começará a contar a partir da regulamentação pelo Conselho Gestor do Simples Nacional. A regulamentação da figura do investidor-anjo, que também está prevista na lei,

começará a valer em 2017. Esse grupo de investidores é formado por pessoas que financiam com recursos próprios empreendimentos em estágio inicial. Durante a votação na Câmara, os deputados rejeitaram alguns dispositivos do texto apresentado. Com isso, ficam de fora a mudança de tabela para alíquotas maiores se a relação folha/receita bruta for inferior a 28%, as micro e pequenas empresas de serviços advocatícios e de corretagem de seguros. Também foi rejeitada a proposta que previa a prestação mínima de R$ 150 que seria exigida do microempreendedor individual no novo parcelamento de dívidas aberto pelo projeto.


BLACK FRIDAY COM

NOVIDADES NO COMÉRCIO DE TRÊS RIOS POR Frederico Nogueira

A

pós fazer sucesso nos Estados Unidos e outros países, a Black Friday chegou ao Brasil em 2010 e, desde então, cresce a cada ano. A edição de 2016 aconteceu no dia 25 de novembro e chegou com a promessa de ser ainda maior que nos anos anteriores. De acordo com o portal BlackFriday.com.br, idealizador do evento no Brasil, a previsão era movimentar R$ 2 bilhões, um aumento de 34% no faturamento em relação ao ano passado. Diferente das primeiras edições e do que acontece em outros países, no Brasil a cam-

panha atinge desde o pequeno ao grande varejista. Em Três Rios o cenário não é diferente, o comércio aposta na data para promoções. “O A CDL reuniu ofertas dos associados em site especial

que temos observado é que, além de participar, nossos lojistas sempre ampliam por alguns dias os descontos. É algo válido, bom para o empresário e para o consumidor”, destaca Leonardo Coelho, diretor da CDL Três Rios.

A edição teve uma novidade para os lojistas e consumidores no comércio local. A CDL Três Rios lançou o site blackfridaytresrios.com.br, que reuniu ofertas de diversos associados e vários segmentos no período entre 21 e 26 de novembro. Os objetivos do site foram o fortalecimento do comércio, a divulgação gratuita de produtos e promoções dos associados e proporcionar conforto aos clientes. “A Black Friday nasceu de forma online e nós inserimos nosso comércio nesse ambiente. Com o site, o consumidor teve acesso fácil

aos descontos dos nossos associados e viu que é melhor comprar perto de casa”, comenta o presidente da CDL Três Rios, Ricardo Rocha. O site foi desenvolvido pela CMI Sites e teve rápida adesão dos lojistas e consumidores, que aproveitaram a novidade. “A CDL tem a missão de promover ações direcionadas as crescimento do comércio. Estamos vivendo a campanha Natal em Clima de Festa e, junto, promovemos mais uma ação para alcançarmos, juntos, grandes resultados”, finaliza o presidente.

ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

5

ECONOMIA

Lojistas reuniram produtos com descontos em site idealizado pela CDL


O ESTOQUE MERECE ATENÇÃO

GESTÃO

POR Frederico Nogueira

O planejamento correto do estoque, de acordo com o comportamento do consumidor e indicadores do mercado, faz parte de uma gestão de sucesso

L

oja bonita, vitrine atraente, produtos de qualidade e bom atendimento. Tudo pronto para o sucesso? Ainda não! Alcançá-lo vai além e está diretamente ligado ao gerenciamento completo de tudo o que movimenta uma empresa, como gastos, lucros, colaboradores, sistemas, clientes... e estoque! A gestão do estoque, quando realizada de forma correta e com sabedoria, influencia positivamente as finanças da empresa e a satisfação do cliente. Exemplos práticos não faltam para o setor de varejo. No verão, uma loja de roupas precisa ter peças clássicas da estação. Ima6

gine a decepção do cliente ao não encontrar camisetas básicas justamente quando mais precisa?! Já no inverno, não há motivos para uma loja de eletrodomésticos ter uma grande quantidade de aparelhos de ar condicionado no estoque, afinal, são produtos pouco procurados no período. Portanto, se o estoque não for bem gerenciado, o lojista corre dois riscos: não ter produtos para atender os clientes ou perder dinheiro com produtos encalhados. Equilibrar o comportamento do consumidor e do mercado (demanda) com o estoque (oferta) é um desafio necessário. Muitas variáveis influenciam nessa “matemática”, mas algumas dicas podem ajudar.

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

Se a loja conta com uma cartela de 700 produtos diferentes, não pense em um gerenciamento que contemple todos de uma só vez. Enquanto alguns itens têm demanda constante e, por isso, precisam

Produtos encalhados no estoque tornam-se obsoletos e perdem valor

estar sempre no estoque, outros têm demanda sazonal, ou seja, previsão e planejamento garantem que estejam disponíveis no momento certo. Excesso de produtos significa gasto sem retorno e, em tempos de total controle das finanças, um erro a ser corri-

gido imediatamente. O empreendedor deve saber quanto comprar do fornecedor para atender a demanda em certo período. Com o tempo, aqueles produtos encalhados no estoque tornam-se obsoletos e perdem valor. Analisar as vendas, mês a mês, ajuda a identificar os padrões que devem ser levados ao estoque. Lembre-se: quanto maior o espaço para o estoque, menor o espaço para vendas. Qual é sua prioridade? Ter muitos produtos ou oferecer com qualidade ao cliente? Una as duas e saiba dosar, há espaço para tudo. Monitore sempre o estoque! Hoje há dezenas de softwares, aplicativos e programas que auxiliam no con-


trole. Deve ser rotineiro para saber sobre entradas e saídas. Imagine a surpresa neste caso: o lojista anuncia um produto; o cliente surge em busca do produto; o vendedor descobre que não há no estoque. Um cenário caótico e facilmente evitável. Saiba exatamente o que há no estoque, invista no controle, encontre e solucione falhas. Quanto custa o estoque?

Fonte: Kantar Ibope Media – Volta Redonda, 06 a 12 de maio de 2016 - Universo Base Atlas de Cobertura Globo Fev’16. Critério ranking. Não considerados programas políticos, flash, religiosos e eventos esportivos. Alcance (Rch%). Audiência (Rat%). TT Indivíduos

Estoques geram custos, assim como também são fundamentais para otimizar

recursos gerais da empresa. No livro “Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais: uma abordagem logística”, Hamilton Pozo destaca três custos principais relacionados ao estoque: custo do pedido, de manutenção e por falta de estoque. Salários e recursos para conclusão do pedido estão no chamado custo do pedido, que é determinado pelo volume de itens solicitados. Valores relacionados ao armazenamento, como sistemas de controle e local, fazem parte dos custos

A TV Rio Sul cobre 24 cidades do sul do estado do Rio de Janeiro. Do mar à montanha, essa região apresenta variadas características e enorme potencial mercadológico nos mais diversos segmentos. A gente fala com todos os públicos, diariamente, através dos intervalos comerciais, telejornais, programas locais e eventos.

de manutenção. Já o custo por falta de estoque é aquele que a empresa tem quando não consegue cumprir prazos de entrega e o

cliente cancela o pedido. Neste último ainda está incluso o custo que não pode ser medido de desgaste da imagem da empresa.

Dicas para colocar em prática! • Nem mais, nem menos. Tenha o necessário; • Faça inventários periódicos para identificar desvios de produtos; • Faça o nível do estoque acompanhar as vendas de produtos; • Compre no tempo certo e na quantidade certa; • Tenha um sistema informatizado para facilitar o controle.

Grandes empresários da região aproveitam-se dessa Cobertura Regional e da força dessa Afiliada Rede Globo para falar diretamente com um público amplo e diversificado. Estamos aqui para gerar novos negócios e crescimento, vem junto!

ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

7


CAPA

CAMPANHA DE NATAL

MOVIMENTA O COMÉRCIO DE TRÊS RIOS

POR Frederico Nogueira

Tradicional campanha Natal em Clima de Festa começou no dia 1º de outubro

A

maior e mais tradicional campanha de Natal do Centro-Sul Fluminense já começou e aquece as vendas dos últimos meses do ano no comércio de Três Rios, além de premiar os consumidores. A campanha Natal em Clima de Festa 8

teve início no dia 1º de outubro e, desde então, todas as compras realizadas nas lojas participantes dão direito ao cupom para ser preenchido e depositado nas urnas. Nesta edição a campanha terá um sorteio extra e o grande sorteio final. O sorteio extra acontece

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

no dia 30 de novembro e todos os cupons depositados nas urnas até a data concorrerão aos seguintes prêmios: 2 smartphones, 2 tablets, 2 fritadeiras e 2 bicicletas. No dia 26 de dezembro haverá a tradicional festa no campo do Entrerriense F.C. com o sorteio de um caminhão de prêmios,

uma moto Crypton Yamaha 0 Km, um carro Mobi 2016 0 Km, entre outros. Todos os cupons depositados nas urnas nos três meses da campanha participam do sorteio do carro 0 Km. Ricardo Rocha, presidente da CDL Três Rios, faz um balanço positivo do primeiro mês da campanha. “As com-


pras para o Dia das Crianças já entraram no período da campanha e observamos que as pessoas já procuravam pelas lojas participantes e pediam seus cupons. Entre a segunda quinzena de outubro e o início de dezembro, quando as vendas tendem ser mais baixas pela ausência de datas comemorativas, a campanha é capaz de movimentar o comércio. Os resultados dos últimos anos mostram que esse objetivo tem sido concluído com sucesso”, destaca o presidente. Ele ainda acrescenta que o prazo ampliado da campanha, como aconteceu nas últimas edições, permite maior

A novidade da campanha é o sorteio de um caminhão de prêmios

participação dos consumidores e mais chances para ganhar os prêmios. “Além da qualidade dos prêmios, mantivemos um sorteio extra para aumentar as chances do consumidor que prestigia nosso comércio e estamos preparando uma grande festa para fechar o ano”, explica. A grande novidade da campanha será o sorteio de um caminhão de prêmios. O participante contemplado ganhará presentes como sofá, mesa de jantar, TV, cama box, guarda-roupa e cômo-

da, entre outros. O caminhão de prêmios será sorteado no dia 26 de dezembro, no campo do Entrerriense FC. Os participantes que estiverem no local e depositarem seus cupons na urna ainda concorrerão a quatro bicicletas, seis smartphones, dois tablets, TV, aparelho micro ondas, home theater e uma moto Crypton Yamaha 0 Km. Todas as compras realizadas nas lojas participantes, independentemente do valor, dão direito a um cupom, que deve ser preenchido e

depositado nas urnas. Os cupons que participam do sorteio extra também participam do sorteio final, do carro 0 Km. Os vendedores de todos os cupons sorteados [o nome do vendedor deve ser preenchido no cupom] ganham R$ 100 cada em vale compras. “É uma campanha que, ao longo dos anos, mostrou sua força e já é esperada pelos consumidores. Conseguimos, em uma só campanha, proporcionar o aumento das vendas para os lojistas, presentear os consumidores que prestigiam nosso comércio e motivar os vendedores”, finaliza Ricardo Rocha

ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

9


VENDAS

PRONTOS PARA O FIM DO ANO POR Frederico Nogueira

Saiba como preparar lojas, equipe e estoque para receber e atender bem os clientes no período de maior movimento do comércio

T

radicionalmente o Natal é a data comemorativa responsável pela maior movimentação nos centros comerciais e por considerável aumento no faturamento dos varejistas. Embora as expectativas ainda não sejam tão otimistas como em anos anteriores, o cenário de recuperação econômica, ainda que gradual, amplia a confiança do consumidor e proporciona esperança para fechar o último trimestre de 2016 melhor que no ano anterior e com as contas em dia. De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), três em cada dez (27,9%) comerciantes pretendem investir em seus estabelecimentos para o Natal. Os principais investimentos, ainda segundo os resultados da pesquisa, serão ampliação do estoque (52,5%), aumento da variedade de produtos (41,5%) e divulgação da empresa (26,7%).

10

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI


Embora a pesquisa de abrangência nacional aponte que a menor parte dos entrevistados esteja disposta a investir no período, apenas com investimentos e visão empreendedora é possível alcançar bons resultados. Para isso, o lojista deve estar atento a algumas questões importantes capazes de contribuir com o bom desempenho das A equipe de vendas deve conhecer os produtos e estar comprometida com a empresa

vendas. Assim como em todas ações e tomadas de decisão referentes ao negócio, para aproveitar bem os períodos sazonais é fundamental ter planejamento. Um dos primeiros e mais importantes é o estoque. Avalie o mercado, os consumidores e a concorrência

para descobrir quais produtos terão bom desempenho nas vendas. Ter os produtos errados no estoque pode custar caro, afinal não é bom começar o próximo ano com produtos encalhados. Além disso, a falta dos produtos certos gera sensação negativa no cliente. O trabalho com a equipe de vendas também deve ser diferente no período. Carga de trabalho ampliada pode gerar estresse, saiba como eliminá-lo. Pode ser por meio de palestras, treinamento, dinâmicas... Encontrar os meios e as formas de motivar a equipe é fundamental. Tenha colaboradores comprometidos e incluídos no objetivo da empresa. Todos devem estar capacitados e treinados para o atendimento correto, com conhecimento sobre os produtos oferecidos. O período é responsável por levar novos clientes às lojas. Aproveite para conquistá-los! Aparência do espaço, quali-

dade dos produtos e o atendimento contam muito. Mais que em qualquer outro momento do ano, lojas costumam ficar cheias. No entanto, cada consumidor deve ser visto com exclusividade, as vendas devem ser feitas de forma personalizada. O vendedor deve estar capacitado a entender a necessidade de cada cliente e apresentar opções existentes. Isso faz a diferença entre a venda ou a perda do cliente. Além da “operação estoque” e da “operação atendimento”, outro ponto que merece atenção é encontrar formas de atrair o consumidor. Nas ruas, muitos andam perdidos, sem saber ao certo onde e o que buscar, então uma vitrine bem estruturada e chamativa pode atraí-los para o interior da loja. Entre no clima, desenvolva campanhas e peças promocionais, comunique com o cliente, apresente e dê destaque aos

produtos com mais capacidade de atração. Sua loja tem presença online? Então usa as ferramentas disponíveis para entrar em contato com o cliente. Apresente as novidades, divulgue os lançamentos, promoções, preços e atraia o público online. Redes sociais, sites, aplicativos de mensagens... O importante é atrair a atenção e entrar em contato! Já diz a máxima: um cliente satisfeito traz um novo cliente; um insatisfeito é capaz de levar dez embora. Com planejamento, criatividade e muito trabalho o fim de ano do negócio tem granPara aproveitar os períodos sazonais é fundamental ter planejamento

des chances de superar as expectativas e proporcionar bons resultados.

ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

11


ASSOCIADO EM DESTAQUE

VIA 3 MUDA DE ENDEREÇO PARA OFERECER MAIS

CONFORTO AOS CLIENTES

POR Frederico Nogueira

A maior multimarcas de novos e seminovos da região completa 18 anos e está de casa nova

E

m rádios e carros de som pelas ruas de Três Rios, uma mensagem dizia que era hora de dar adeus ao Jacinto e ir com tudo para Nelson. A população ficou curiosa para saber o desfecho da história e, principalmente, quem é Nelson. Então o mistério foi revelado em julho: a Via 3 saiu da Rua Jacinto Sobrinho e está com loja nova na Rua Nelson Viana, no Centro. Mais conforto, mais perto e com maior estacionamento para clientes no interior da loja. 12

Depois de 18 anos de história, a Via 3 deu mais um passo. Flávio Gameleira, proprietário da loja, também usa outro termo para descrever a decisão: “Ousamos. Em um momento que a economia passa por dificuldades no país as pessoas precisam se reinventar. É nos momentos difíceis que estão as melhores oportunidades de crescimento e precisamos aproveitar todas”, comenta o empresário. Ele lembra que a primeira mudança da loja também foi uma ousadia

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

para a época. A Via 3 nasceu em 1998, quando Flávio decidiu investir em um negócio próprio após uma década de experiência em uma concessionária na cidade. Dois anos depois, a loja que foi montada na Rua Barbosa de Andrade cresceu e mudou-se para a entrada da Vila Isabel, um espaço bem maior. “Foi quando a marca ficou ainda mais conhecida e nosso objetivo de ser a maior e melhor multimarcas de novos e seminovos começou a ser

alcançado”, destaca. Para alcançar os objetivos, a Via 3 buscou diferenciais competitivos no mercado. Além de oferecer os veículos seminovos, foi a primeira a vender carros novos de montadoras sem revendedoras em Três Rios, como Honda e Renault, que ainda chegavam ao mercado nacional. Além disso e da qualificação da equipe de vendas, Flávio tem uma característica que faz a diferença no sucesso da empresa: ele co-


nhece todos os produtos e mantém contato frequente com os clientes. “Muitos se tornam amigos e confiam na Via 3 porque sabem que vão chegar e conseguir tirar todas as dúvidas. Na época que abri a loja havia cinco montadoras, hoje tem mais de 15 no Brasil. Então as pessoas compram carros de todas as marcas, têm suas preferências e precisamos conhecer tudo para indicar o que é melhor em cada caso”, explica Flávio Gameleira. Com a atenção e o cuidado aos carros e aos clientes,

a marca de todas as marcas, como é conhecida a Via 3, tornou-se referência no segmento. “Sempre nos colocamos no lugar do cliente. Eu não gostaria de comprar um carro e, na primeira viagem, enguiçar. A primeira impressão que vou ter desse produto e dessa marca vai ser muito ruim. Por isso, nos casos de seminovos, somos rigorosos, fazemos avaliação, checagem de procedência e eliminação de possíveis problemas. Só oferecemos os veículos que não vão dar dor de cabeça. E, se houver algum problema, solucionamos o

mais rápido possível”, acrescenta o empresário. Veículos para todos os públicos, todos os gostos, todas as classes e, inclusive, para todo o Brasil! Com a internet, a multimarcas já conquistou clientes em mais da metade dos estados do país. “É uma loja para o mundo, não podemos ficar de fora”, resume. Na nova loja, o cliente passa a ter tem ainda mais conforto, com um estacionamento exclusivo no interior da Via 3. “Foi a oportunidade de ir para um lugar que está se tornando referência em lojas de automóveis e uma eta-

pa de renovação. Vamos ser tão ou mais felizes que fomos nos últimos anos no antigo endereço”, finaliza Flávio. A Via 3 ainda oferece vantagens como despachante na loja para agilizar burocracias em compras e vendas; convênio com todas as financeiras; aceita o usado como entrada e dá troco na troca; e conta com oficina com profissionais qualificados.

Via 3

Rua Nelson Viana, 291 Centro - Três Rios - RJ www.via3.com.br (24) 2255-2595

ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

13


QUANDO O

CINEMA ENSINA...

POR Frederico Nogueira

DICAS

Filmes apresentam lições de empreendedorismo para assistir, relaxar e aprender

A

rotina na empresa é cansativa, pesada e cheia de desafios. Para alcançar o sucesso e o crescimento, as barreiras pelo caminho precisam ser superadas. Sim, elas existem e são muitas! Empreendedores aprendem na prática e por cursos como superá-las, como inovar, como liderar, como ter destaque... o aprendizado em-

presarial deve ser constante para acompanhar o ritmo das mudanças do mercado. No entanto, nem sempre ele está em cursos presenciais ou online. É possível aprender até mesmo nas horas de lazer. Quer relaxar com um filme? A boa notícia é que muitos deles trazem lições valiosas de empreendedorismo que, de alguma forma, podem ser úteis. Confira!

Joy: O nome do sucesso - 2015 - Drama/Ficção histórica - 2h04

Estrelado por Jennifer Lawrence, o filme conta a história de uma empreendedora americana que inventou um esfregão e ficou milionária. Os resultados alcançados por quem acredita e luta pelos sonhos ficam claros na história, que também aborda questões como vendas, apoio, perseverança e planejamento. Walt antes do Mickey - 2014 Drama/Biografia - 2h

Um longa que narra a história real de Walt Disney nos primeiros anos da carreira. Decidido a ter uma empresa própria e trabalhar com o que realmente gostava (desenhar), ele passou por diversos desafios até ter a grande ideia que mudaria sua vida e os rumos do negócios: a criação do Mickey Mouse. História inspiradora e curiosa sobre a vida de alguém que chegou longe. A grande aposta - 2015 - Drama/Comédia dramática - 2h10

Quatro gestores viram o que os bancos e o governo dos EUA não quiseram ver: o estouro da bolha imobiliária. Então tiveram a ideia de fazer a grande aposta contra o mercado imobiliário, até então visto como um dos investimentos mais seguros do mundo. Uma visão ousada que levou os quatro ao mais alto poder do centro financeiro. O filme mostra detalhes das causas do estouro da bolha e tem grandes lições sobre investimentos. Steve Jobs - 2015 - Drama/Biografia - 2h02

Mais um filme para aprender com quem chegou longe. A história de um homem criativo, inovador e empreendedor que colocou sua marca entre as principais do mundo e proporcionou revoluções tecnológicas. O filme é baseado na biografia de Steve Jobs, apresenta seu lado genial e sua personalidade explosiva enquanto apresenta processos de criação e lançamento de produtos. 14

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI


DIREITO

DR. ANTÔNIO SÉRGIO SOARES

COLUNISTAS

ADVOGADO E FUNDADOR DA A S SOARES ADVOCACIA, ATUA COM PREDOMINÂNCIA NA ÁREA EMPRESARIAL

UMA REFLEXÃO A RESPEITO DO PAGAMENTO DE HORAS EXTRAS SOBRE COMISSÕES

S

abe-se que a regra geral é: estando o empregado à disposição da empresa por tempo superior ao limite de horas estabelecido na Constituição Federal (CF) e na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), deverá receber pelas horas extras trabalhadas. Esse tempo excedente pode ocorrer antes do início ou após o término da jornada prevista no contrato de trabalho, inclusive durante seus intervalos, se eles não forem respeitados. Pela regra prevista nos referidos diplomas legais, as horas extras são pagas com acréscimo de um percentual mínimo de 50% ou aquele percentual estabelecido em acordo ou convenção coletiva de trabalho, prevalecendo sempre o que for mais vantajoso para o empregado. De forma diferente ocorre no pagamento das horas extras realizadas pelos colaboradores remunerados com comissões. Sobretudo no comércio, parte do salário dos empregados é composto por comissões, que, em regra, é fixado em percentual sobre o somatório das vendas. O comissionamento pode ser puro ou misto. Na primeira hipótese (puro), há apenas o pagamento de comissões; na segunda (misto), salário fixo acrescido de comissão. Ocorre que, no que diz respeito ao pagamento das horas

extras, o empregado comissionista terá direito a perceber apenas o valor do adicional de 50% que incidirá sobre o valor da hora trabalhada daquele determinado mês, conforme entendimento do Enunciado 340 do TST, que ora se transcreve: “Comissionista - Horas Extras - Revisão do Enunciado 56 - O empregado, sujeito a controle de horário, remunerado à base de comissões, tem direito ao adicional de, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) pelo trabalho em horas extras, calculado sobre o valor das comissões a elas referentes”. Por outro lado, se o contrato de trabalho tiver previsão de salário fixo mais comissões, sobre o salário fixo deverá haver o pagamento das horas extras acrescidas do adicional legal ou convencional, enquanto sobre as comissões haverá apenas o pagamento do adicional. Assim é que o contrato de trabalho com previsão de comissionamento puro mostra-se mais vantajoso para o empregador, tendo em vista a possibilidade de representar uma redução da folha de pagamento e consequentemente dos encargos que incidem sobre ela (INSS e FGTS). Em tempos de crise, qualquer economia pode representar um diferencial para a empresa. Certo é que cada caso deve ser analisado de acordo com as particularidades de cada empresa. ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

15


MARKETING & COMUNICAÇÃO

MATEUS SACRAMENTO EMPRESÁRIO, DIRETOR DA AGÊNCIA CMI E FORMAÇÃO ACADÊMICA EM NOVAS MÍDIAS.

V

EM CLIMA DE FESTA, DESPEDIDA E GRATIDÃO

ocê tem acompanhado a campanha de Natal da CDL Três Rios. Afinal, não há como estar na cidade e não participar. Enquanto o Natal tem clima de festa, a CDL Três Rios tem clima de despedida. Mas, calma, não há tristeza! O que há é uma série de motivos para celebrar, comemorar e agradecer. Chegamos ao fim de uma era de seis anos consecutivos de conquistas e vitórias para a entidade, para o movimento e para toda a cidade. Quando o ano terminar, alguns dias depois do sorteio da campanha, Ricardo Rocha deixará a presidência da CDL Três Rios. É chegada a hora do 23º lojista alcançar o cargo e, com muita responsabilidade e trabalho, dar sequência ao crescimento. Sua gestão foi marcante para o movimento, para a CDL e, devo deixar registrado, também para mim. Estamos juntos desde seu primeiro mês como presidente no desenvolvimento de ações e trabalhos relacionados à comunicação e ao marketing da CDL Três Rios. Ao longo do tempo e com o convívio constante pude descobrir os motivos que fazem do Ricardo uma liderança admirada pelos lojistas. Um ser humano que está sempre aberto às novas ideias e sugestões; um empresário que pensa no coletivo em primeiro lugar. Esse é o Ricardo. Sua liderança fica nítida nas reuniões da diretoria. Conheço muitas CDLs do Estado e posso afirmar que a de Três Rios é a que mais consegue envolver toda a diretoria nas reuniões para debates importantes que visam o desenvolvimento da classe e do comércio. Entre tantas lutas para o crescimento do movimento do lojista [e não foram poucas!] que acompanhei de perto, pude aprender muito. Apesar de uma grave crise econômica no meio do caminho, de 16

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

legislações que tentaram atrapalhar o setor do varejo e pequenos desafios internos naturais, Ricardo Rocha deixa marcas na história da CDL Três Rios. As campanhas de Natal que crescem a cada ano podem servir como exemplo. Também tivemos campanhas como o “Feirão da Recuperação de Crédito” e “Liquida Rio Sul”; eventos, palestras, workshops e treinamentos, muitos em parceria com o Sebrae; conquistas de vantagens para os associados por meio de parcerias e convênios. Uma luta recente, junto com a FCDL/RJ, pela revogação da Taxa Única Tributária, precisou de dezenas de reuniões até o resultado favorável ao comércio, aos empregos de milhares de trabalhadores e à economia. Ele é um presidente que coloca a mão na massa! Sempre participativo, faz questão de estar perto, contribuir e trabalhar por cada projeto e ação ao lado da diretoria. Ricardo ainda entra para a história da CDL trirriense por ser o presidente em exercício no ano que a entidade completou cinco décadas de existência. Poderia ser apenas uma data passada sem grande destaque, mas ele fez questão de, com muita competência, valorizar a história. O ano comemorativo homenageou pessoas importantes para a CDL e ficará marcado na história do movimento lojista. Importante dizer que Ricardo continuará na diretoria da CDL Três Rios e na vice-presidência da Federação, onde faz questão de participar de todas as reuniões, ensinando que a união é capaz de grandes conquistas para o movimento. Obrigado por cada ensinamento e por toda a confiança! O clima é de despedida e, também, de festa! Temos o movimento lojista fortalecido, o comércio preparado para superar desafios e incontáveis avanços visíveis para empresários e consumidores.


EMPREENDEDORISMO & LIDERANÇA

JOSÉ CARLOS COELHO CONSULTOR DE EMPRESAS, COACH E DIRETOR DA PRO-GENTH TALENTOS HUMANOS

O LÍDER DE SI MESMO

I

mportante entender que qualquer pessoa que deseja trilhar uma carreira de destaque, valor e sucesso no novo mercado deve refletir sobre as profundas mudanças pessoais que necessita promover para si mesmo a fim de se apresentar e se demonstrar conhecedor, inovador e criativo, além de competitivo, na sua forma de ser, pensar e agir. São muitos os desafios a serem superados pelo indivíduo, principalmente os comportamentais, como equilíbrio mental e emocional. Esses podem determinar, decisivamente, o seu próprio futuro. No início da minha carreira, as mudanças no comportamento gerencial e organizacional andavam a passos lentos, porém já havia tendência da necessária aproximação e quebras de barreiras entre líderes e liderados, pois o tema que ganhava grande repercussão e foco era a melhoria das relações humanas e interpessoais no ambiente profissional e na sociedade. No mundo moderno, o indivíduo exerce seu papel de autoridade e assume responsabilidade na condução de seu negócio, equipe e pessoas ou, no mínimo, deve liderar a si mesmo e

ter vontade própria. O verdadeiro líder não foge de seus compromissos. Pelo contrário, é confiante e apresenta atitude positiva, planejada, cooperativa, respeitosa e determinada. Geralmente demonstra certo inconformismo para com coisas erradas e tem foco contínuo na busca de soluções de problemas. Livre das crenças limitantes, da preguiça e da acomodação, avança e se mantém distante da zona de conforto. Fundamental entender a hierarquia que segue: primeiro o indivíduo lidera a si mesmo, depois, confiante, lidera mais um. Posteriormente pode até exercer influência sobre um grupo e, ao longo do tempo, com autoridade, dominar uma comunidade. É assim que funciona! Essa abordagem reflete apenas uma modesta visão pessoal. Todas as bases e conceitos expostos não terminam aqui e merecem estudos e debates mais profundos, portanto espero que a reflexão do tema estimule o início de um aprendizado compartilhado (brainstorming - tempestade de ideias). “A confiante liderança de si mesmo o libertará para sempre”

ANO XI | Nº 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

17


UMA GESTÃO MARCANTE PALAVRA DA FCDL-RJ

NA CDL TRÊS RIOS

Ricardo foi peça fundamental junto à diretoria no desenvolvimento do município nos últimos anos

C

MARCELO MÉRIDA

hegamos na época mais lucrativa para o comércio, o Natal. Em um momento de grande retração econômica, é a hora de investir na fidelidade dos consumidores com um bom preparo no atendimento, decoração e promoções. As CDLs estão promovendo suas campanhas e, em especial, a CDL Três Rios, com a “Natal em Clima de Festa”, que nesta edição tem grande número de prêmios e, ainda, benefícios para o vendedor.

Presidente da Federação das CDLs do Estado do Rio de Janeiro e diretor da Confederação Nacional dos Lojistas.

FCDL Rio de Janeiro 18

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

Quero ainda ressaltar o ciclo que está se encerrando neste ano. Parabenizamos Ricardo Rocha, à frente da CDL Três Rios, nosso querido vice-presidente que sempre foi ativo nas ações realizadas pela Federação. Apresentando soluções aos problemas, buscando estratégias, profissionalização e inovação para o setor de comércio e serviços, Ricardo foi peça fundamental junto à diretoria no desenvolvimento do município nestes últimos anos. Reconhecemos o seu trabalho em Três Rios, mostrando para a população a importância do setor empresarial. Nós da FCDL Rio de Janeiro desejamos boa sorte ao nosso presidente, que continue com seus ideais, fortalecendo como diretor a CDL Três Rios.


ANO XI | Nยบ 127 | NOVEMBRO | 2016 | www.cdltresrios.com.br |

19


Fonte: Kantar Ibope Media – MW Telereport - 6 a 12 de maio de 2016 (Volta Redonda). Critério: Ranking - Audiência domiciliar. Exceto boletins, flashes e programas políticos. *Total de Telespectadores alcançados, projetados com base no Atlas de Cobertura Rede Globo. Fev 2016. Critério: alcance individual (Rch% do target Total indivíduos)

(telespectadores alcançados*)

1. Novela II...........................................456 mil 2. Novela I.............................................446 mil 3. Jornal Nacional..............................437 mil 4. RJTV 2ª Edição................................423 mil 5. Futebol de Quarta.........................414 mil 6. Fantástico.........................................408 mil 7. Domingão do Faustão.................405 mil 8. Novela III..........................................389 mil 9. Caldeirão do Huck........................379 mil 10. Malhação.......................................354 mil 11. Show de Quinta I........................332 mil

20

12. Futebol regional Vesp................317 mil 13. Globo Repórter............................311 mil 14. Show de Terça I............................281 mil 15. Tela Quente...................................275 mil 16. Altas Horas....................................266 mil 17. Zorra.................................................249 mil 18. Novela IV........................................229 mil 19. Globo Esporte...............................216 mil 20. Superstar........................................209 mil 21. Jornal Hoje.....................................204 mil 22. Vale a Pena Ver de Novo..........193 mil

| www.cdltresrios.com.br | 2016 | NOVEMBRO | Nº 127 | ANO XI

23. RJTV 1ª Edição..............................192 mil 24. Temperatura Máxima.................184 mil 25. Esporte Espetacular....................181 mil 26. Vídeo Show...................................164 mil 27. Encontro.........................................163 mil 28. Estrelas............................................157 mil 29. É de Casa........................................146 mil 30. Bom Dia Brasil..............................141 mil 31. Domingo Maior...........................135 mil 32. Sessão da Tarde...........................130 mil 33. Mais Você.......................................128 mil

34. Rio Sul Revista..............................128 mil 35. Globo Rural Domingo................125 mil 36. Plugue..............................................124 mil 37. Como Será......................................118 mil 38. Bom Dia Rio...................................107 mil 39. Jornal da Globo............................104 mil 40. Bem Estar........................................102 mil 41. P Empresas G Negócios............100 mil

Revista Natal em Clima de Festa  
Revista Natal em Clima de Festa  
Advertisement