Page 1


Sumário Introdução.................................................................3 Família.....................................................................4 Vida escolar..............................................................6 Preconceito Racial.....................................................7 Participantes...........................................................8

2


Introdução

A cantora Paula Sanffer tornou-se conhecida nacionalmente no ano de 2015 quando participou do Programa The Voice Brasil. Apesar de não ter sido a campeã naquela oportunidade, Paula Sanffer demonstrou seu talento e carisma, o que fez com que Carlinhos Brown , em 2016 a convidasse para participar da Banda Mukindala, lançada por ele, e logo depois, para ser cantora da Timbalada.

Em entrevista para nós, alunos do Centro Integrado de Educação Municipal Professor Joselito Falcão de Amorim, Paula Sanffer disse que foi com surpresa e alegria que recebeu este convite: “ Eu tomei um susto! Até porque a gente estava num projeto com a Mukindala... eu não esperava!”

3


Família

Filha de Almerindo Marques Ferreira (in memorian) e Paula dos Santos Ferreira, Paula Sanffer foi criada na Rua Nova, sua família é grande, ela tem 8 irmãos. Apesar da vida badalada de muitos shows e compromissos, a cantora não abre mão da convivência com os vizinhos e amigos de toda uma vida, fala sempre do bairro com muito carinho e respeito, e pudemos comprovar o quanto ela é amada pelos moradores, quando visitamos com ela, a Rua Nova. Durante a entrevista, Paula nos disse: “ Eu tenho o maior orgulho de ser da Rua Nova. A Rua Nova é um bairro que sempre foi mal falado em relação a assalto, crime, essas coisas negativas, e Deus fez tudo em minha vida para que a Rua Nova pudesse dar um upgrade... onde eu chego, eu falo que sou da Rua Nova, até porque lá é um celeiro de artistas”.

4


Nascida e criada num lar evangélico, Paula Sanffer não nega sua fé e acredita que seu trabalho como artista não interfere em sua relação com Deus. Ela nos contou que seu sonho inicial era gravar um CD e sua família sempre a apoiou em suas conquistas: “ Eu nunca sonhei em ser uma cantora famosa, mas eu tinha desejo de gravar um CD, porque a minha família é de uma linha gospel, a minha irmã, Célia, é cantora, ela gravou um disco de vinil, e eu também sonhava em gravar um CD.” A família e os amigos são vistos por Paula como importantes na sua formação e conquistas. Ela reconhece que seus irmãos e pais a ajudaram em oração, sempre na torcida por seu sucesso: “Graças à Deus eu sempre tive o apoio da minha família, essa questão de estar sempre orando por mim, esse apoio espiritual eu tive sim!”

5


Vida Escolar

Paula Sanffer nos contou um pouco sobre sua vida escolar, foi aluna da Escola Ernestina Carneiro : “ eu infelizmente não levei à sério a escola, e hoje eu trago isso aqui com muita responsabilidade... eu era uma menina que só queria saber de jogar baleado, eu faltava as aulas para brincar de baleado, mas hoje eu me arrependo amargamente de ter parado meus estudos, se eu pudesse voltar no tempo, eu não tinha largado a escola... se eu tivesse estudado, me formado mais cedo, hoje eu seria uma professora de música.” Ainda sobre os estudos, ela aconselhou: “ Pelo amor de Deus, brinquem de baleado, de vôley, mas estudar é fundamental!”

6


Preconceito Racial

Ao falar sobre o The Voice, Paula demonstrou enorme gratidão ao Programa e a Carlinhos Brown. Para encerrar a entrevista, Paula Sanffer nos deixou uma mensagem muito especial sobre preconceito racial : “ Eu tenho 39 anos e já passei por muitas situações de racismo, mas só que nada disso me abalou, só me deu forças para prosseguir ... então se você hoje está sendo perseguido por ser negro, não desista! Porque essa cor negra é algo forte, é algo que transmite uma energia que só o próprio Deus pode passar para a gente. Não ligue para preconceito racial, caminhe, ande, que você vai chegar onde você quer. Onde eu chego hoje, graças à Deus, a Carlinhos Brown e a meu talento, eu sou respeitada. Então, levante a cabeça, se você é negro, se você é pardo, se você é branco, você tem que ser mais você onde chegar. Hoje eu sou mais eu onde eu chego, não importa! Eu sou mais eu, eu sou Paula Sanffer!

7


Participantes

Alana Thainá de Carvalho Souza Alisson de Jesus Silva Carolina Maria da Silva Ribeiro Marcky Clebert Gabriel Oliveira de Jesus Dominique Santana Mendes Emanoel Souza dos Santos Felipe de Carvalho Gomes Jaciane Borges Machado João Vitor Beato Barbosa Laysa Sena de Araújo Leticia Santos Moraes Maria Eduarda Santos Borges Rebeca Santos Bispo Sandia Verena de Souza Ferreira Thiago de Jesus Valasques Vanessa Katielle de Jesus Mendes Victória Marilene Gomes Souza Vitória Évila Almeida Cerqueira

8

FEIRA QUE TE QUERO VER (2018) - C.I.M.E Prof. Joselito F. de Amorim  
FEIRA QUE TE QUERO VER (2018) - C.I.M.E Prof. Joselito F. de Amorim  
Advertisement