Page 1

Newsletter Numisma nยบ 17 | Janeiro de 2018

RARIDADES 2017


FICHA TÉCNICA

administração

coordenação científica

comentários históricos e numismáticos

Dr. Javier Sáez Salgado Jaime Sáez Salgado Dr. Javier Sáez Salgado Jaime Sáez Salgado José R. Marinho Eng. José Godinho Miranda Dom Vasco Telles da Gama José Jacinto C. da Silva Don Jesus Vico Monteoliva (Académico) Prof. Dr. Alberto J. Canto Garcia Prof. Dr. Rui Centeno Luis Fernando G. Lopes José M. Ferreira Leite Carlos Matos Cristiano Bierrenbach José R. Marinho

secretariado

Cláudia Leote

coordenadora técnica

Raquel Moura

assessora colaborador

Catarina Machado Miguel Sáez

revisão

Catarina Serrano

design gráfico

Afonso Arraiano

fotografia

Membro da IAPN International Association of Professional Numismatists

Licitar online increva-se em https://auctions.live-bidder.com

Manuel Farinha

impressão e acabamento

Palmigráfica - Artes Gráficas, Lda.

depósito legal

238125/06

Av. da Igreja, 63 C 1700-235 Lisboa PORTUGAL Tel. 217 931 838 217 932 194 Fax. 217 941 814

info@numismaleiloes.com numismaleiloes.com


Da Madeira ao Parque das Nações A temporada começou na Madeira, continuou pelas Lezírias, passou pela Galaico-Duriense e terminou no Parque das Nações. Quatro leilões, 2000 lotes, cerca de 11.000 moedas de ouro, prata e cobre vendidas. Uma nota que quase triplicou o preço-base. Várias medalhas de grande valor. Quatro moedas de ouro a ultrapassar os 20.000 euros, duas delas com mais de 800 anos. Este foi o 2017 da Numisma, que contou com os “protagonistas” de sempre, de D. Sancho I a D. Luís, passando por, entre outros, D. João V, D. Maria I e II e D. João VI. Abril foi o início da temporada para a Numisma. No leilão 109, intitulado “Moedas de Ouro, Prata e Cobre – Coleção Ilha da Madeira”, o destaque foi para um Dobrão 1725 M com carimbo escudete coroado, de D. Maria II (1834-1853), que foi à praça por 8.500 euros, tendo sido vendido por cerca de 11.300 euros. D. João V (1706-1750) foi outra das “estrelas” do 109, com dois Dobrões e uma Dobra entre as mais valiosas. Nos 30 lotes que considerámos mais importantes, de moedas, medalhas e nota de 2017, encontram-se cinco raridades deste leilão. “Moedas de Ouro – Coleção Lezírias” foi o nome dado ao leilão realizado em junho. O maior destaque vai para um Morabitino, de D. Sancho I (1185-1211), que começou nos 19.000 euros e foi vendido por 23.690. Uma moeda de ouro rara e valiosa, que despertou grande interesse entre investidores e colecionadores. Um Dobrão e uma Dobra, de D. João V, a Peça 1795 R, de D. Maria I (1777-1799), outra Peça, de 1821, de D. João VI (1816-1826) e um Dobrão 1727 M com carimbo escudete coroado, de D. Maria II, foram outros dos destaques. De salientar ainda uma medalha, de 1951, da Aparição de Nossa Senhora de Fátima em 13 de Maio de 1917, vendida por 7.100 euros – o seu preço inicial era de 6.000 euros. Em outubro, a Numisma organizou o seu penúltimo leilão de 2017: “Moedas de Ouro de Portugal – Coleção Galaico Duriense”. Mais uma consagração para as moedas de D. João V, neste caso um Dobrão 1726 M e uma Dobra 1731 R, com preços iniciais de 5.500 e 5.000 euros e que foram vendidas por 8.400 e 8.800 euros, respetivamente. A moeda mais valorizada do leilão foi um Escudo 1767 B, de D. José I (1750-1777), que começou nos 600 euros e superou os 4.700 euros, valores que incluem as devidas taxas. O ano fechou com chave de ouro, com o leilão 112. Das 30 raridades de 2017, 11 pertencem a este leilão, intitulado “Moedas de Ouro de Portugal – Coleção Parque das Nações”. As atenções concentraram-se especialmente em duas moedas e numa nota, a primeira emitida para Angola pelo Banco Nacional Ultramarino (BNU), em 1865. As moedas de ouro – um Morabitino, de D. Sancho I e 500 Reais, de D. Henrique – ultrapassaram os 26.500 euros cada. No caso do Morabitino, foi atingido um valor recorde, uma variante destas moedas cunhadas no reinado de D. Sancho I. A nota começou nos 5.000 euros e quase triplicou o seu valor, tendo atingido os 13.000 euros. Uma última palavra para três medalhas, uma de prata e duas de ouro, vendidas por valores entre os 1.700 e os 2.600 euros. No projeto Numisma 2018, pensamos desenvolver o tema notafilia relacionado com Portugal e Colónias, bem como dar destaque quer no aspecto cultural quer no coleccionismo, à falerística, que trata das ordens honoríficas e condecorações, se possível com o apoio da importante e conceituada Academia Falerística de Portugal. Finda a viagem por 2017, estamos já de olhos postos em 2018. Estamos certos que será mais um ano de raridades e de valorização para a moeda portuguesa. Contamos consigo.


D. SANCHO I (1185-1211) 49* Ouro Morabitino DA MAIS ALTA RARIDADE 2 exemplares conhecidos SOBERBA +SANCIVS REX PORTVGALIS/+IN NE PTRIS I FILII SPS SCIA com ponto no quarto quadrante e estrelas de 6 raios contornando as quinas G.04.09 e 04.10, JS S1.3; 3,82g. Colecção António Olmos, Numisma, Leilão 42 - Lote 36, Nov. 1999 Ver ilustração, pág.43 - Livro das Moedas de Ouro de Portugal, séculos V-XX, por Javier Sáez Salgado Valor: 26.651

D. SANCHO I (1185-1211) 44* Ouro Morabitino +SANCIVS EX RTVGALIS* RARA SOBERBA G.04.02; JS S1.04; 3,70g. +INNEPTRIS II FILII SPSSCIA Coleção António Mello e Sampayo, Numisma, Leilão 43, Lote 418, 27 de novembro de 1999 Valor: 23.690

D. MANUEL I (1495-1521) 100* Ouro Cruzado EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO SOBERBA +EMANVEL:P:R:P:ET:A:D:GVINE/+EMANVEL:P:R:P:ET:A:D:GVINE G.62.03/62.01, JS E1.2, 3,54g. Ex-Colecção J.P. Abecassis, Sotheby’s, Geneve, Roland Michel, Lote 36, Nov. 1986 Valor: 4.264

D. HENRIQUE I (1578-1580) 120* Ouro 500 Reais EXTREMAMENTE RARA MBC +HENRICVS:I:D:G:REX:PORTV/+IN:HOC:SIGNO:VINCES G.04.02, JS He.1, 3,81g. Colecção Pinto Magalhães, 1963, hoje “Millenium BCP”, refere 500 Reais com “C” na palavra HENRICVS com raridade 4, Ex-Colecção J.P. Abecassis, Sotheby’s, Genève, Roland Michel, Lote 87, Nov. 1986 Valor: 26.651

D. JOÃO V (1706-1750) 122* Ouro Dobrão 1726 M quase SOBERBA G.105.03; JS J5.05; AI O250 EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO Valor: 7.817

D. JOÃO V (1706-1750) 126* Ouro Dobrão 1726 M EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO quase SOBERBA G.105.03, JS J5.5, AI.O250 excelente tonalidade - brilho original Valor: 8.409

D. JOÃO V (1706-1750) 145* Ouro Dobrão 1727 M EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO SOBERBA G.105.04; JS J5.06; AI O251 Valor: 9.476

D. JOÃO V (1706-1750) 124* Ouro Dobrão 1727 M Escassa quase BELA G.105.04; JS J5.06; AI O251 Valor: 8.054


D. JOÃO V (1706-1750) 148* Ouro Dobra 1732 quase BELA G.133.08; JS J5.15 Valor: 8.291

D. JOÃO V (1706-1750) 139* Ouro Dobra 1731 R 1/0 EXCELENTE QUALIDADE BELA G.138.09, JS J5.35, AI.O197 Valor: 8.883

D. JOÃO V (1706-1750) 125* Ouro Dobra 1732 M EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO quase SOBERBA G.139.08; JS J5.29; AI O288 Leilão 22, lote 20 CNP, Junho 1983 Valor: 5.448

D. JOÃO V (1706-1750) 158* Ouro Meia Peça 1749 R RARA MBC G.123.05, JS J5.221, AI.O205, retocada Valor: 6.870

D. JOSÉ I (1750-1777) 176* Ouro Escudo 1767 B RARA MBC G.48.11, JS Jo.120, AI.O361, limpa e retocada Valor: 4.738

D. MARIA I (1777-1805) 301* Ouro Peça 1795 R EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO quase SOBERBA G.33.11; JS M1.113; AI O533 Valor: 2.369

D. JOÃO, PRÍNCIPE REGENTE (1799-1816) 215* Ouro Peça 1802 Jarra quase SOBERBA G.31.01, JS Jr.1 excelente tonalidade Valor: 4.145

D. JOÃO VI (1816-1826) 343* Ouro Peça 1821 c.i. (7+1) frutos EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO SOBERBA G.18.04; JS J6.04 9 exemplares conhecidos EXTREMAMENTE RARA Valor: 20.728


D. MIGUEL I (1828-1834) 237* Ouro Peça 1828 RARA quase SOBERBA G.15.01, JS Mi.01 EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO Valor: 5.448

D. MARIA II (1834-1853) 232* Ouro Dobrão 1725 M com carimbo escudete coroado MUITO RARA lindo MBC G.31.02; JS M2.06 Valor: 11.371

D. MARIA II (1834-1853) 366* Ouro Dobrão 1727 M com carimbo escudete coroado RARÍSSIMA MBC+ G.31.04; JS M2.08 2ª data mais rara Os Dobrões com carimbo são extremamente raros; 1724 apenas um exemplar conhecido, 1725 e 1726 muito raros e 1727 raríssimos. Um exemplar semelhante , no mesmo estado de conservação, foi vendido no Leilão 104 , lote 492 , Porto Vintage , 2015 – valor final de martelo 16.500. Valor: 18.952

D. MARIA II (1834-1853) 244* Pataco 1833 Lóios “33” rectos RARA quase BELA G.08.01 Valor: 1.421

D. LUIS I (1861-1889) 277* Ouro 2000 Réis 1870 EXTREMAMENTE RARA lindo MBC G.14.03, JS Lu.37 Valor: 4.738

MADEIRA D. Maria II 316* V Reis 1850 RARA SOBERBA G.01.01 Valor: 2.250

AÇORES D. Maria I 311* XXXX Reis 1798 RARÍSSIMA SOBERBA G.E2.01 Valor: 4.027

D. Maria II 312* 50 Reis 1833 EXTREMAMENTE RARA EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO quase SOBERBA G.04.01 Valor: 8.054


D. LUIS I (1861-1889) 264* BNU - 10$000 Reis 7.7.1865 A primeira nota de Angola ÚNICA Pick, Albert 11; JS A 16 Valor: 13.029

510* Ouro 20 Dólares 1850 MBC KM 74.1 Valor: 2.724

407* Prata 1783 - Dedicada pela Academia Rial das Sciencias à Rainha D. Maria I quase BELA Lamas n.73 I.FIG.do (João de Figueiredo) 72mm; 154,88g. MUITO RARA Valor: 2.132

411* Ouro 1889 - D. Luiz I Rei de Portugal - Instrução Primária Lei de 11 de Junho 1880 BELA Gravador F.A.C., 32mm; 38,30g, 2 OU 3 EXEMPLARES CONHECIDOS Valor: 1.776

412* Ouro 1946 - Medalha da Conceição BELA TVTELARIS REGNI 7 IOANNES.IIII.D.G.PORTVGALIAE.ET.ALGARBIAE.REX 1646-1946, 43 mm, 69,70g. Valor: 2.605

500* Ouro 1951 Aparição de Nossa Senhora em 13 de Maio de 1917, BELA Encerramento do Ano Santo Fátima, João da Silva, pertencia ao Professor Doutor António Oliveira Salazar 95,95g.; 50mm Valor: 7.107


Realizamos os melhores leilões de moedas, notas e medalhas desde 1989

Leilão

PRIMAVERA 2018

Aceitamos para Leilão Moedas de Ouro, Prata e Cobre. Notas / Medalhas / Condecorações / Bibliografia Rara (15 janeiro a 16 de fevereiro)

Licitação Online / Online Bidding https://auctions.live-bidder.com

Av. da Igreja, 63 C - 1700-235 Lisboa Telefones 217 931 838 - 217 932 194 - Fax 217 941 814 www.numismaleiloes.com / info@numismaleiloes.com

Newsletter n17  
Newsletter n17  

Raridades 2017

Advertisement