Page 1

IAL Revisado 29/04/2014

Plano Operacional do IAL para a COPA DO MUNDO 2014 FIFA BRASILTM


Elaboração, distribuição e informação INSTITUTO ADOLFO LUTZ Secretaria de Estado da Saúde Coordenadoria de Controle de Doenças Av. Dr. Arnaldo, 355 – Pacaembú CEP 01246-902, São Paulo - SP Tel. (11) 3068-2800 E-mail: diretoria_geral@ial.sp.gov.br Homepage: www.ial.sp.gov.br

Coordenação Geral:

Gabinete Deliberativo do IAL para as atividades da COPA DO MUNDO 2014 FIFA BRASILTM


Plano Operacional do IAL para a COPA DO MUNDO 2014 FIFA BRASILTM

SUMÁRIO:

1. Introdução 2. Objetivo 3. Campo de Aplicação 4. Agravos Prioritários 5. Horário de Funcionamento para Recepção de Amostras referentes às ocorrências relacionadas à COPA FIFA 2014 6. Transporte de Amostras 7. Resultados

Anexo I: Agravos prioritários e responsáveis pela recepção de amostras e execução dos ensaios

2


Plano Operacional do IAL para a COPA DO MUNDO 2014 FIFA BRASILTM

1. Introdução O Instituto Adolfo Lutz, como Laboratório Central de Saúde Pública do estado de São Paulo, contribui para o planejamento, a execução e o monitoramento das ações da Vigilância Epidemiológica, Sanitária e Ambiental para promoção da saúde, prevenção e controle de doenças e agravos de notificação compulsória. Durante o período da Copa FIFA 2014, além das atividades normais em todas as suas unidades, o IAL contará com um plano de contingência para as unidades localizadas na sede dos jogos e onde se hospedarão delegações de países participantes (vide Figura 1), ou seja,

o Laboratório Central e os Centros de

Laboratórios Regionais (CLR) de Campinas, Santos, Sorocaba e Ribeirão Preto. O Plano inclui também o Centro de Laboratório Regional de Taubaté, tendo em vista a sua localização na principal interligação rodoviária (Rodovia Presidente Dutra) entre as duas maiores cidades sedes dos jogos (Rio de Janeiro e São Paulo).

Figura 1 - Cidades sedes de delegações internacionais - Estado de São Paulo

(Fonte: Centro de Vigilância Epidemiológica Prof. “Alexandre Vranjac”)

3


Para o planejamento e execução das ações laboratoriais durante o período do evento será instalado um Gabinete Deliberativo e Equipes de Prontidão, compostos por membros da Direção Geral e responsáveis técnicos dos Centros envolvidos.

2. Objetivo Atender às demandas laboratoriais dos casos de surtos, epidemias, pandemias e agravos inusitados no âmbito do Estado de São Paulo, durante o período de realização da Copa FIFA 2014, em consonância com as ações da Vigilância em Saúde, que exigem mecanismos eficientes de alerta e resposta, regionais e/ou globais, para assegurar o rápido acesso à informação e o efetivo apoio técnico e logístico.

3. Campo de Aplicação Considerando as estratégias de ação da Vigilância em Saúde para eventos de massa, conforme Figura 2, o presente Plano se aplicará à intensificação das atividades no período denominado “Evento”, que vai de 05 de maio a 15 de julho de 2014.

Figura 2: Fases do Plano de Vigilância em Saúde

03 fases

Pré Evento

Evento

02 Anos

45 dias

Pós Evento

60 dias

4


4. Agravos Prioritários Os eventos de massa potencializam o risco de disseminação de doenças infecciosas e, com o trânsito nacional e internacional de grande número de pessoas, existe a possibilidade de introdução de doenças emergentes ou re-emergentes em nosso território. Considerando as características do evento e o período de realização, foram identificados os agravos prioritários para as ações do Laboratório de Saúde Pública e as respectivas unidades do IAL envolvidas, conforme Anexo I. Para as ocorrências envolvendo suspeita de outros riscos e emergências em saúde pública (agravos inusitados), o atendimento laboratorial será feito por meio de metodologias implantadas no IAL ou pelo encaminhamento do material para outros Centros de Referência Nacional ou Internacional, de acordo com orientações do Ministério da Saúde.

5. Horário de Funcionamento para Recepção de Amostras referentes às ocorrências relacionadas à COPA FIFA 2014. Laboratório Central: • dias úteis (de segunda a sexta-feira): atenderá das 7:00 às 19:00 horas • finais

de

semana

e

feriados:

receberá

amostras

em

horários

extraordinários, mediante chamados por telefone de representantes do Sistema de Vigilância

Centros de Laboratórios Regionais (CLR) de Campinas, Santos, Sorocaba, Taubaté e Ribeirão Preto: • dias úteis (de segunda a sexta-feira): atenderão das 8:00 as 17:00 horas

5


• finais de semana e feriados: receberão amostras em horários extraordinários, mediante chamados por telefone dos respectivos representantes dos Sistemas de Vigilância Regionais

Notas: 1- Nos dias úteis, após os horários acima descritos, o atendimento será feito via contato telefônico, conforme ítem 8 (Responsabilidades e contatos). 2- As unidades solicitantes deverão envidar esforços no sentido de adoção de mecanismo para identificar amostras relacionadas ao evento Copa FIFA 2014, visando promover a agilidade no processamento das mesmas.

6. Transporte de Amostras O IAL (Laboratório Central e Regionais) receberá amostras (biológicas e de produtos) encaminhadas por unidades de atendimento ou pelo Sistema de Vigilância em Saúde atendendo demandas das respectivas regiões. Os CLRs de Campinas, Santos, Sorocaba, Taubaté e Ribeirão Preto executarão análises para o diagnóstico rápido e, quando necessário, encaminharão para o Laboratório Central para análises de alta complexidade, de acordo com o Anexo I. O transporte de amostras entre os Centros Regionais e o Laboratório Central será efetuado pela frota própria do IAL, reforçada por viaturas das demais unidades da CCD ou dos respectivos municípios, se necessário. O transporte de amostras para Centros de Referência fora do Estado ou do país será de responsabilidade do Ministério da Saúde, por meio da SVS e da CGLAB. O Laboratório Central do IAL será responsável pela guarda das amostras de eventuais ocorrências no Estado de São Paulo, até o seu envio para o destino.

6


7. Resultados A comunicação rápida dos resultados será efetuada para a unidade requisitante, concomitantemente para a Central do CIEVS/CVE e unidades de vigilância, por email, não excluindo outras formas de comunicação nas situações em que couber. As unidades cadastradas no SIGH-Web, poderão acessar os resultados dos exames realizados pelo IAL diretamente no Sistema.

7


Anexo I: Agravos prioritários e responsáveis pela recepção de amostras e execução dos ensaios EIXOS

AGRAVOS INFLUENZA

DOENÇAS DE TRANSMISSÃO RESPIRATÓRIA (DDTR)

CLR-RIBEIRÃO PRETO

CLR-SOROCABA

CLR-SANTOS

RECEPÇÃO SIM

REALIZAÇÃO CV

RECEPÇÃO SIM

REALIZAÇÃO CV

RECEPÇÃO SIM

REALIZAÇÃO CV

RECEPÇÃO SIM

REALIZAÇÃO CV

CLR-Taubaté RECEPÇÃO REALIZAÇÃO SIM CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM SIM SIM SIM

CV CB CV - CIM - CB CB

SIM SIM SIM SIM

CV SIM SIM SIM

SIM SIM SIM SIM

CV SIM SIM SIM

SIM SIM SIM SIM

CV SIM SIM SIM

SIM SIM SIM SIM

CV SIM SIM SIM

SIM SIM SIM SIM

CV SIM SIM SIM

CONJUNTIVITE

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM SIM SIM

CV CV CV

SIM SIM SIM

CV SIM CV

SIM SIM SIM

CV SIM CV

SIM SIM SIM

CV SIM CV

SIM SIM SIM

CV SIM CV

SIM SIM SIM

CV SIM CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM

CV

SIM SIM SIM

CV-CALI-CB-CPM CALI CALI - CB

SIM SIM SIM

SIM CALI SIM

SIM SIM SIM

SIM CALI SIM

SIM SIM SIM

SIM CALI SIM

SIM SIM SIM

SIM CALI

SIM SIM SIM

SIM CALI

SIM

CV - CPA

SIM

NÃO

SIM

NÃO

SIM

NÃO

SIM

SIM

CV - CPA - CIM

SIM

CV - CPA - CIM

SIM

CV - CPA - CIM

SIM

CV - CPA - CIM

SIM

CV - CPA - CIM

SIM

CV - CPA CIM

ANTRAZ MERS-Cov

SIM SIM

FIOCRUZ/RJ FIOCRUZ/RJ

NÃO SIM

NÃO NÃO

NÃO SIM

NÃO NÃO

NÃO SIM

NÃO NÃO

NÃO SIM

NÃO NÃO

NÃO SIM

NÃO NÃO

PESTE BRUCELOSE

SIM SIM

NÃO SIM

NÃO CIM

NÃO SIM

NÃO CIM

NÃO SIM

NÃO CIM

NÃO SIM

NÃO CIM

NÃO SIM

NÃO CIM

OUTROS

SIM

FIOCRUZ/RECIFE CIM CONFORME ORIENTAÇÃOES DO MS

NÃO

NÃO

NÃO

NÃO

NÃO

NÃO

NÃO

NÃO

NÃO

NÃO

DIARRÉIA (surtos) BOTULISMO CÓLERA

FEBRES HEMORRÁGICAS ÓBITOS A ESCLARECER

RISCOS E EMERGÊNCIAS EM SAÚDE PÚBLICA

CLR-CAMPINAS

REALIZAÇÃO CV

Painel NÃO INFLUENZA SARAMPO E RUBEOLA COQUELUCHE MENINGITE DIFTERIA

FEBRE MACULOSA DENGUE ANTROPOZOONOSE FEBRE AMARELA S (ZOONOSES) ARBOVIROSES (Chinkungunya e outros) DOENÇAS DE TRANSMISSÃO HIDRICA E ALIMENTAR

LABORATÓRIO CENTRAL RECEPÇÃO SIM

SIM

Legenda: CLR – CENTRO DE LABORATÓRIO REGIONAL; CV - CENTRO DE VIROLOGIA; CB - CENTRO DE BACTERIOLOGIA; CIM - CENTRO DE IMUNOLOGIA; CPA - CENTRO DE PATOLOGIA ; CPM - CENTRO DE PARASITOLOGIA E MICOLOGIA; CALI - CENTRO DE ALIMENTOS

8

Plano operacional do ial para a copa fifa 2014 26maio2014 …  

Plano Operacional desenvolvido e programado para o período da realização da COPA FIFA 2014

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you