Page 4

EDITORIAL

SEJAMOS SERES EUCARÍSTICOS Eucaristia é gratidão, é partilha, é doação. Quando a Igreja nos pede que sigamos o exemplo de Jesus é por este caminho, o da Eucarístia, pois Cristo foi Eucarístico a vida toda. Ele nos deu tudo que tinha: Suas palavras, Sua mãe, Seu corpo, Seu sangue, Seu espírito. E também foi grato ao Pai!

Ao receber o corpo e sangue de Jesus devemos nos voltar para o nosso irmão. Ao repartir o pão, que é seu corpo, Jesus nos envia a ser alimento para o outro, a ser

um “perigo” para o mundo que insiste em nos vender o egoísmo e gera cada vez mais infelicidade.

A pessoa que se alimenta da Eucaristia automaticamente é levada, induzida e

chamada a dar-se a outros. A comunhão nos faz ir além de nós mesmos. Não posso comungar e ficar em mim, me fechar no meu mundo. Quanto mais comungo mais devo doar-me. A instituição da Eucaristia se deu numa ceia, na qual Jesus antecipou o que viveria na Sexta-Feira Santa, e partilhou o seu próprio corpo

ao dar aos discípulos o pão e o vinho. Esta, assim como diversas ações de Jesus, Pe. Anderson Gomes da Silva

PÁROCO

aponta sempre para a partilha.

O que é comungar hoje? É receber o Cristo que passa a estar em nós, dentro de

nós! Se Jesus curou aqueles que o escutaram, tocaram Suas vestes, imagina o que não faz com quem O recebe e passa a ser um com Ele. Desejo cada dia mais que Siga-me nas redes sociais

tenhamos a clareza do valor real da Eucaristia. O pão e vinho quando deixam de ser apenas pão e vinho se transformam em remédio para a alma.

E foi pensando na importância de celebrar a memória do amor, que a Igreja instituiu a festa de Corpus Christi no calendário litúrgico. A partir da Idade Média este passou a ser um grande momento da liturgia. A Eucaristia faz parte do nosso dia dia, mas foi necessário escolher um dia para essa festa e assim reforçar a importância deste sacramento, assim como Cristo nos pediu: “Fazei isso em memória

de mim!”. A missa é atualizar o sacrifício, a memória que Ele nos pediu. Temos de valorizar a presença real de Cristo na Eucaristia.

Somos a religião da Palavra, que está além do livro, da bíblia. Temos a graça de

experiênciar Jesus na Palavra, em Espírito e na Eucarística, que é fonte de vida. Por

isso, não devemos nos afastar jamais caso não possamos comungar pela situação da vida. Cristo Vivo é o melhor remédio para uma alma enferma!

4

REVISTA PANORAMA

Revista Panorama - Maio 2018  
Revista Panorama - Maio 2018  
Advertisement