Issuu on Google+

Paróquia Nossa

Senhora Aparecida Jardim São Paulo

Ano VI - Edição 62 - Agosto de 2013 - Distribuição Gratuita - Mensal

2 Editorial 3 Palavra do Bispo 4 Cidadania e Igreja 5 Aconteceu 6 Aniversariantes 7 Depoimentos JMJ 7 Reflexões do Papa Francisco no Brasil 8 Missas e atividades da comunidade São Jose e o Menino Jesus (1635), Guido Reni.


Editorial Padre Toninho Pároco

Os Aproveitadores Caros irmãos, a paz do Senhor esteja sempre convosco! Iniciamos mais um mês que, por ser vocacional, tem maior importância em nossa vida de fé. É Deus que nos chama para trabalhar na sua vinha, concedendo-nos todas as forças necessárias para bem realizá-lo. Nós, brasileiros, neste mês vocacional, estamos mais fortalecidos na fé, tendo em vista que acabamos de celebrar a Jornada Mundial da Juventude, precedida pela semana missionária e, principalmente, porque recebemos a visita do nosso pastor maior, Sua Santidade, o Papa Francisco, que além de ser humilde e simples, é também chefe de Estado e um grande líder religioso.

2

Infelizmente, algumas coisas desagradáveis aconteceram, como é comum principalmente aqui, no Brasil. Muitas pessoas esperam esses eventos para se aproveitarem inoportunamente da situação e aparecerem.

É muito fácil diante das câmeras e diante de toda mobilização católica para acolher o Papa, esse tipo de gente se considerar e se declarar católica, mas quando tem que defender a fé nos momentos de perseguição, deturpam os fatos e diminuem a Igreja.

um líder religioso que vem trazer uma mensagem de paz e amor, não haveria motivos para protestos.

Isso muito me irrita porque me lembra do farisaísmo que sempre foi combatido por Jesus. Esperamos que essas pessoas

E aproveitar-se de um momento importante para a fé do maior país católico do mundo, para mostrar a incapacidade de acolhida àqueles que vêm se juntar aos que querem uma nação justa e igualitária, parece-me uma falta de bom senso.

desde que sejam feitos sem vandalismo. Mas reclamar de gastos com a vinda do Papa me parecem mais coisas de pessoas contrárias à fé católica do que uma preocupação com o país.

sempre será um grande estímulo ao chamado que Deus nos faz constantemente.

Aqui não há corrupção declarada. Os que pagam impostos jamais reclamariam disso. A questão aqui é outra!

aprendam a ser verdadeiras e, em qualquer situação, seja boa ou má, não se escondam, mas assuA vinda do Papa foi e semmam a fé católica. pre será uma bênção aqui Outro assunto que me irritou na ou em qualquer outra naPessoas que até então vinda do Papa foram os protes- ção. A vocação à vida de fé nunca demonstraram ne- tos contra a sua visita. Eu já disse precisa sempre de sinais visíveis. nhum tipo de fé, mas ao que sou a favor dos protestos, O Papa é um grande sinal e

contrário, sempre criticaram a fé católica, denegrindo a imagem da Igreja e cometendo injustiças para conosco, usando

os meios de comunicação que têm a seu favor.

A falsidade é algo que muito desagrada a Deus. Mentira é coisa de Satanás, foi ele quem a criou. Tanto é verdade que é chamado de “o pai da mentira”.

Houve gastos com a vinda do Pontífice? Houve! Mas também houve lucro. E se todos os

Deus abençoe a todos e confirme sua vocação de filhos e de serem cristãos de verdade.

gastos de uma nação fossem por causa da visita de

Expediente Diretor espiritual: Pe. Toninho / Secretaria: Cleonice Pastoral da Comunicação: Andrezza Tronco, Daniel de Paiva Cazzoli, Márcia Chequer Greppi Pellegrini, Luiz Carlos Spera, Valquíria Beltramini, Francisco Santos, Carlos Perpétuo Firmino Projeto Gráfico: Valquíria Beltramini Contribuição: Carlos Perpétuo Firmino, Márcia Chequer Greppi Pellegrini, Andrezza Tronco, Luiz Garcia, Nelsinho Hernandes, Rodrigo Bella Gabbay, Joel Bertolini, Tayna Ferreira, Danilo Fonseca, Thays Oliveira, Luiz Souza Revisão das matérias: Daniel de Paiva Cazzoli Rua Parque Domingos Luiz, 273 Jd. São Paulo - tel. 2979-9270 www.nsaparecidajsp.com.br / informativonsaparecida@yahoo.com.br / Twitter: @nsaparecidajsp facebook.com/nsaparecidajsp


Palavra do Bispo Dom Sergio de Deus Borges Bispo Auxiliar de São Paulo Vigário Episcopal para a Região Santana

A cultura vocacional na cultura da distração!

Estamos no metrô, no ônibus ou em casa ligados ao celular, à televisão, conectados à internet ou a outro meio de comunicação. A conectividade facilitou muito o acesso à comunicação e à cultura, mas pode nos levar a viver mergulhados na cultura da distração, do imediato e daquilo que gratifica as necessidades momentâneas. O espaço para o silêncio, para a interiorização pode ficar muito limitado. Faltando espaço para o silêncio, para a interiorização, as perguntas sobre o sentido da vida, sobre o chamado de Deus e os questionamentos mais verdadeiros e autênticos podem ser frustrados, pois esta cultura tende a sufocar as consciências e impor um modelo de ser onde parece não existir vocação, não existir eleição, como se Deus não se importasse com nossa caminhada, nossa vida no presente e no futuro.

A comunidade de fé, comunidade profética, espaço de vida, tem a missão de testemunhar que existe uma vocação específica para cada pessoa, existe um sentido para a existência e a vida, um projeto de amor do Pai. “A vocação é

o pensamento providente de Deus Pai sobre cada pessoa, como um sonho muito querido por Deus, porque a pessoa é muito querida por Ele. Cada pessoa é chamada a exprimir um aspecto particular do pensamento do Pai. Nele, encontra seu nome e sua identidade; afirma e coloca em segurança a sua liberdade e originalidade” (Congresso Vocacional Europeu, n. 16). O Beato João Paulo II, falando aos participantes do Congresso Vocacional Europeu, disse que a comunidade de fé, diante da cultura da distração, deve promover uma cultura vocacional junto às famílias e aos jovens. Ela é um componente da nova evangelização. É cultura da vida e da abertura para a vida, do significado do viver, mas também do morrer.

A cultura vocacional se refere, em particular, a valores ignorados pela cultura da distração, como a gratidão, o acolhimento do mistério, o sentido da incompletude do homem e junto da

Despachante JARDIM SÃO PAULO *Assessoria de Despachos *Licenciamento *Renovação de C.N.H. (11) 2971-0550 (11) 2283-4694 *Serviços Junto ao Detran

Paulo - Gisele

Cel: (11) 97891-6716 ID: 121*60415 Rua Carlos de Laet, 103 - Cep 02041-000 - Jd. São Paulo - SP (próx. ao Metrô - Esquina c/ Leôncio de Magalhães Alt. 1074)

sua abertura ao transcendente, a disponibilidade a se deixar chamar por um Outro e interpelar pela vida, a confiança em si e no próximo,

a liberdade de se comover diante do dom recebido, diante do afeto, da compreensão, do perdão, descobrindo que aquilo que se recebeu é sempre imerecido e excede à própria medida e fonte de responsabilidade para com a vida. Também faz parte dessa cultura vocacional a capacidade de sonhar e desejar grande, aquela admiração embevecida que permite apreciar a beleza e escolhê-la pelo seu valor intrínseco, porque torna a vida bonita e verdadeira, aquele altruísmo que não é somente solidariedade de emergência, mas que nasce da descoberta da dignidade de qualquer irmão.

É preciso que à cultura da distração, que corre o risco de perder de vista e de anular os sérios questionamentos no acúmulo das palavras, oponha-se uma cultura capaz de encontrar coragem e gosto pelas grandes perguntas; aquelas relativas ao próprio futuro: de fato, são as grandes perguntas que tornam grandes até as pequenas respostas. Mas, depois, são as respostas pequenas e quotidianas que provocam as grandes decisões, como a da fé, ou que criam cultura, como a da vocação. Assim, essa nova cultura será o verdadeiro terreno da nova evangelização, onde poderá nascer um novo modelo de homem e poderão florescer, também, nova santidade e novas vocações, porque a penúria das vocações específicas (as vocações no plural) é, sobretudo, ausência de cultura da vocação. (Cf. Documento final do Congresso sobre Vocações para o Sacerdócio e a Vida Consagrada na Europa Roma, 5-10 maio 1997, ns 14-16).

Dra. Patrícia V. Cordeiro Quispe DERMATOLOGIA - MEDICINA OCUPACIONAL CRM 91836 Av. Nova Cantareira, 1984 sala 142 Tucuruvi - São Paulo SP

2597-8743 99312-6118

conceitodermatologia@gmail.com

Tratamento dos Pés

TRATAMENTOS DE CALOS, CALOSIDADES, UNHAS ENCRAVADAS, ORTONIQUIA (CORREÇÃO DE UNHAS), TRATAMENTO AUXILIAR P/ MICOSE DE UNHA, ESPECIALIZADO EM PÉ DIABÉTICO.

Marcos S. Garcia PODÓLOGO

Instrumental Esterilizado a 180ºC Rua Paulo Maldi, 183 - Sala 3 - Parada Inglesa CEP 02303-050 - São Paulo / SP

Tes.: (11) 2283-1576 Cel.: (11) 99688-1969 marcossgarcia@uol.com.br

3


Cidadania e Igreja - Final Luiz Garcia luizgcgarcia@bol.com.br

Este é o último artigo que escrevo sobre o assunto. Foram dezenove ao todo, sempre abordando o tema cidadania e suas características, seja referindo-me ao cidadão no exercício de sua condição de eleitor, seja lembrando algumas de nossas obrigações como cristãos e cidadãos inseridos na comunidade.

4

Na maioria dessas oportunidades busquei fundamentar minhas afirmações nos escritos oriundos do Concílio Vaticano II, porque entendo que foi esse grande acontecimento o mais importante passo que a Igreja deu no sentido de um “aggiornamento”, de uma atualização de sua compreensão dos fenômenos contemporâneos, com as virtudes e vícios deles decorrentes, enfim, de uma Igreja disposta a romper com certos comportamentos arcaicos, porque tem sido exigido dela dialogar com este mundo laico e necessitado de Deus, ainda que nem sempre o reconheça.

nhor – que leveis uma vida digna da vocação à qual fostes chamados, com toda humildade e amabilidade, com grandeza de alma, suportando-vos mutuamente com caridade. Sede solícitos em conservar a unidade do Espírito no vínculo da paz. Sede um só corpo e um só espírito, assim como fostes chamados pela vossa vocação a uma só esperança. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo. Há um só Deus e Pai de todos, que atua acima de todos, por todos e em todos” (Ef 4, 1-6).

há pastorais cuja característica é receber pessoas “de fora”, isto é, não engajadas. Pastoral do Batismo, Grupo de Oração, Legião de Maria entre outras, têm condições de identificar situações que sugerem ações complementares de outras pastorais. Se numa família visitada houver pessoas doentes, crianças sem batismo, carência de bens materiais etc., caberá aos visitadores acionar os grupos paroquiais cuja finalidade seja a de prover tais exigências, ao menos nos limites das suas possibilidades.

paróquia, núcleo eclesial também mais próximo, que compartilhamos em comuSomente a partir do cumpri- nidade nossos compromissos mento de nossas obrigações de cristãos. de cidadãos e de nossa coerência com os princípios Em minha opinião é na pacristãos que pretendemos róquia que o cristão leigo professar é que o mundo deve ser preparado para nos achará dignos de admi- exercer seus compromissos. ração e de seguimento. Isto Daí decorre que os responme parece ser o nosso gran- sáveis por ela têm obrigação de desafio no sentido da de transformá-la num espaço adequado a que seus evangelização. integrantes se identifiquem O apóstolo Paulo nos anima: como comunidade e com“Exorto-vos, pois – prisioneiro partilhem ações de modo que sou pela causa do Se- articulado. Exemplificando:

Somente uma paróquia construída nas bases acima referidas é que terá condições de viabilizar os trabalhos de modo concatenado. Nela deve ficar constatada uma verdadeira união entre movimentos paroquiais. Assim, formar e acompanhar prioritariamente os que “estão dentro” é primordial para que os “de fora” sejam atingidos.

moda masculina e feminina adulto e infantil Fone: (11) (11) 2283-1328 2283-1328 Fone: Av. Leôncio Leôncio de de Magalhães, Magalhães, 1236 1236 || Jd. Jd. São São Paulo Paulo Av.

Agradeço aos leitores que me obsequiaram com sua atenção.


Aconteceu Barzinho de Jesus - 20-07-2013

Missa dos peregrinos em nossa paróquia (Nossos jovens + Espanhóis) Missa dos peregrinos em Sant’Ana (Nossos jovens + Espanhóis)

Recepção e almoço aos Peregrinos espanhóis em nossa paróquia

Uma mistura Original! Almoço e Pizzaria Almoço executivo das 11h às 15h Pizzas deliciosas a partir das 18h Eventos sob consulta

per voi pizza bar e-mail: pervoi@ymail.com Rua Conselheiro Saraiva, 664 - Santana - São Paulo

5


Celebração para todos os peregrinos no Campo de Marte

Nossos jovens partindo para a JMJ Rio 2013

6

Rio de Janeiro

Aniversariantes 01 Marcelina Isaac Tronco 01 Antonio Alfredo Lopes 02 Maria Esteva Dantas 02 Yara Maria Cazzoli 02 Maraia Estevão Dantas 02 Mário Giannotti 02 Natalia Veneziano Gravina Di Iorio 02 Odília Bagatelli 05 Nélia Maria de Souza Inácio 07 Marcelo Rizzetto 07 Rosa Maria Carneiro Soares 07 Neuza Freitas de H. Lopes 08 Solange Gonçalves de Oliveira 09 Leide Isabel Uchoa Pontes 10 Juliana Espíndola 11 Olidia Ramos Gomes 11 Francisca Gomes Santana 12 Viviane Lopes 12 José Maria de Crus Neto 14 Fernanda Paula Barbosa 14 Luis Ricardo Moretto Tusnki 14 Alberto Cury 14 Maria da Graça P.R. Bascimento 15 Arlete Pereira Moita 15 Kelly Cristina Vaz 17 Ronald Luiz Antonocci 18 Silvana R. de Faria Kaohashi 18 Thiago Rinaldi Bardella 19 Camila Ferreira de Souza 19 Maria Helena Geissler 20 Roberto Siqueira 20 Ana Paula de Franco Nannini 21 Agostinho Rodrigues Pereira 22 Maria Ligia Duarte 23 Sabrina Lara Leite Izidro 24 Ana Paula da Silva 24 Joaquim Jacob Ribeiro 24 Maria Lúcia Matsubara 24 Mariza Aparecida Rodrigues Lopes 24 Aline Mariano de La Sales Garcia 25 Catarina Alves de Carvalho Neta 25 Genusa Cavalcante Sato 26 Ana Clara Garcia Beltramini 26 Carla Mondella 27 Edison Jorge Takeski Kaneko 28 Ana Luisa Palhares Sérgio


Depoimentos JMJ Thays Oliveira #STJ

Fiquei impressionada de ver como Deus transformou aquilo que poderia ser só uma viagem entre amigos na melhor experiência de nossas vidas.

Deus planejou essa viagem, Ele nos quis lá. E é maravilhoso ver como Ele agiu nas pequenas coisas, nos detalhes. A simplicidade do Papa nos ensina a sermos humildes e caridosos. A imensidão do Cristo Redentor nos mostra o quão pequenos somos perto de um Deus tão grande e poderoso. E o mar de gente em Copacabana

Luiz Souza #STJ

comprova o tamanho de nossa Igreja. Fui para o Rio com o coração cheio de dúvidas e indecisões e voltei com aquela sensação de missão cumprida. Mas essa missão ainda não terminou. Pelo contrário, ela se inicia agora. Colocar em prática tudo que aprendemos não será fácil, mas Deus nos enviou para sermos missionários. Sei que o nosso ‘’sim’’ trará muitas graças e bênçãos para as nossas vidas. O primeiro passo foi dado e Deus nos conduzirá aos próximos.

Participar da JMJ 2013 foi a melhor experiência que pude ter em minha vida. Experiencia que ficará para sempre no coração de todos que lá estavam. Era emocionante andar pelas ruas do Rio de Janeiro tomada por jovens do mundo inteiro, que como nós tinham um único objetivo: Estar em oração e unidos em Jesus. Era muito claro e sensível a presença de Deus. Mais que apenas orarmos creio que levamos Cristo a toda cidade e habitantes do Rio. Agora, além de recordar e contar as histórias que vivemos, vamos colocar em prática o que o Papa Francisco nos pediu na Missa de 28/07: ‘Ide, sem medo, pregar o Evangelho’.

Nelsinho Hernandes

A experiencia que vivenciamos na JMJ foi sensacional, marcada por muitos sinais da presença de Deus, jovens do mundo inteiro ao redor do PAPA FRANCISCO e da nossa IGREJA UNA, SANTA, CATÓLICA E APOSTÓLICA.Nossos jovens voltaram diferentes de quando foram, mais maduros e certos de sua missão, IDE e EVANGELIZAI, CORAGEM. Nos seus

olhos e em seus corações a chama e o brilho da experiência dos discípulos de Jesus. Acredito que Deus quis que todo o evento acontecesse na praia de Copacabana para que pudéssemos contemplar sua criação e sua grandeza e lembrarmos que cada um de nós é apenas uma gota daquele imenso oceano, onde ele colocou limites, mas não no seu amor por cada um de nós.

Rezamos, nos emocionamos e pedimos por todos, que amamos e fazem parte de nossas vidas. Agradecemos imensamente ao nosso Pároco Pe. Toninho, nosso pastor, pelo seu empenho incansável, para que tudo isso fosse possível... Valeu, galera. GRUPO SOMOS TÃO JOVENS

Reflexões do Papa Francisco no Brasil Em sua recente passagem por nosso país, o Santo Padre encantou a todos com seus ensinamentos, humildade, exemplo de fé e personalidade cativante. Destacamos aqui algumas das muitas preciosidades deixadas pelo querido Papa Francisco: “A Igreja, quando busca Cristo, bate sempre à casa da Mãe e pede: ‘Mostrai-nos Jesus’. É de Maria que se aprende o verdadeiro discipulado. E, por isso, a Igreja sai em missão sempre na esteira de Maria.” “Assim, de cara à Jornada Mundial da Juventude que me trouxe até o Brasil, também eu venho hoje bater à porta da casa de Maria, que amou e educou Jesus, para que ajude a todos nós, os Pastores do Povo de Deus, aos pais e aos educadores, a transmitir aos nossos jovens os valores que farão deles construtores

de um país e de um mundo mais justo, solidário e fraterno. Para tal, gostaria de chamar a atenção para três simples posturas: Conservar a esperança; deixar-se surpreender por Deus; viver na alegria.” “O cristão não pode ser pessimista! Não pode ter uma cara de quem parece num constante estado de luto. Se estivermos verdadeiramente enamorados de Cristo e sentirmos o quanto Ele nos ama, o nosso coração se ‘incendiará’ de tal alegria que contagiará quem estiver ao nosso lado.” "Rezem por mim. Eu preciso." “Desde o início, quando planejava a minha visita ao Brasil, o meu desejo era poder visitar todos os bairros deste país. Queria bater em cada porta, dizer ‘bom-dia’, pedir um copo de água fresca, beber um ‘cafezinho’ (não um copo de cachaça!), falar como a amigos de casa, ouvir o coração de cada um, dos pais, dos filhos, dos avós... Mas o Brasil é tão grande! Não é possível bater em todas as portas! Então escolhi vir aqui, visitar a comunidade de vocês que hoje representa todos os bairros do Brasil.”

“O Senhor deixou no meio de nós a sua mãe para que nos acompanhasse. Que ela cuide de todos nós, nos proteja no nosso caminho, no nosso coração, na nossa fé. Que nos faça discípulos, assim como ela foi, e missionária, como ela também foi. Abençoamos essa imagem que vai percorrer o país. Que ela com sua mansidão, com sua paz, nos mostre o caminho.” “A fé de você é mais forte que o frio e a chuva. Parabéns, vocês são verdadeiros guerreiros. Vejo em vocês a beleza do rosto jovem de Cristo e meu coração se enche de alegria!” “Aprendi que para ter acesso ao povo brasileiro, é preciso ingressar pelo portal do seu imenso coração; por isso permitam-me que nesta hora eu possa bater delicadamente a esta porta.” “Saúdo a todos com muito carinho. A vocês, aqui congregados dos cinco continentes e, por meio de vocês, a todos os jovens do mundo, particularmente aqueles que não puderam vir ao Rio de Janeiro, mas estão em ligação conosco através do rádio, televisão, internet, digo: Bem-vindos a esta grande festa da fé!”


Missas Segunda-Feira - 15h (com novena pelas almas) Terça-Feira - 20h Quinta-Feira - 20h Sexta-Feira - 8h Sábado - 17h Domingo - 8h/10h/19h

Atividades da comunidade Dia 2

3

Confissões

sex

sáb

Terça e sexta-feira, das 10h às 11h30. Caso haja necessidade de outro horário, agendar na secretaria.

Atividades regulares da paróquia Catequese

2ª feira

5ª feira sábado

9h às 10h30 14h30 às 16h 9h às 10h30 14h30 às 16h 9h às 10h30 10h30 às 12h 20h 14h30

Crisma

domingo 5ª feira

8h 19h

Pequeninos do Senhor

domingo

10h

3ª feira sábado

Adultos

4

Atividade

Hor.

Local

Hora Santa e Missa Apostolado da Oração

15h

Paróquia

Reunião - coroinhas

10h30

Sala catequese

Reunião - Dízimo

manhã

Paróquia

Formação sobre o Ano da Fé

14h-16h

Salão

Abertura do mês vocacional Arquidiocese

15h

Catedral

dom São João Maria Vianney Dia do Padre

Missas normais

Missa Apostolado da Oração

8h

Paróquia

6

ter

Entrega das cestas Centro Comunitário

14h

Sede

10

sáb

CRP

9h

Centro Pastoral

11 dom 12

seg

Dia dos Pais / Semana Nacional da Família Missa em ação de graças à N. S. Aparecida

20h

Paróquia

Reunião - Batismo

20h30

Salão

Encontro anual dos coroinhas

10h

Catedral

Perseverança (crianças que já tenham feito a 1ª eucaristia)

domingos

Reunião da Idade de Ouro

5ª feira

14h às 17h

Inscrição para o Batismo

5ª feira

14h30 às 16h30

19

seg

Reunião da legião de Maria

5ª feira

15h às 16h30

20

ter

Recitação de mil ave-marias

segunda 5ª feira do mês

21

qua

Pós-Encontro de Casais

20h30

Salão

8h

22

qui

Reunião - Past. Familiar

20h30

Salão

Grupo de oração

3ª feira

20h às 22h

Preparação de Pais e Padrinhos

13h-17h

Salão

Intercessão

4ª feira

20h

Missa do Sagrado Coração de Jesus e adoração

primeira 6ª feira do mês

8h-Paróquia 15h-Paróquia Santana

Adoração Eucarística com novena do Santíssimo

5ª feira

18h45-20h

Missa em louvor à N. Sra. Aparecida

dia 12 de cada mês

20h

17 9h às 10h

Atendimento social da paróquia - Centro Comunitário Bazar permanente

5ª feira

9h às 11h e 14h às 17h

Clube das mães

3ª feira

13h30 às 16h30

5ª feira

9h às 11h e 14h às 17h

Plantão social

sáb

18 dom

Assunção de Nossa Senhora, Solenidade Primeiro aniversário de ordenação de Dom Sérgio

24

sáb

25 dom

C.P.S.

20h

Salão

Confissão - Catequese

9h-10h30

Paróquia

Confissão - Catequese 14h30-16h

Paróquia

Encontro das equipes de a definir coordenação Cerimônia do Batismo

11h30

Paróquia

27

ter

Reunião mensal - Pastoral da Saúde

15h

Salão

28

qua

Reunião - setor Santana Apostolado da Oração

15h

Paroq. Santana

Reunião - coroinhas

10h30

Sala catequese

Reunião - Liturgia

10h

Salão

Peregrinação pelo Ano da Fé

9h-10h30

Catedral

31

sáb

Chá Bingo do Apostolado da Oração 14/08 - 4ª feira -14h - Salão Convites na secretaria


Jornal - agosto 2013