Page 1

ANO 1 — Nº 00 | SETEMBRO — 2017

[ DISTRIBUIÇÃO GRATUITA ]

W W W . N OVA E VA . C O M . B R

NOVA

EVA MAGAZ I N E

Para a mulher que pode tudo! Permita-se. Seja você.

CASADA COM FÃ Dançarina da Anitta, Thais Carla fala do amor que começou no Instagram e do sucesso na carreira

MODA Estilo casual chic para bombar o seu armário

A Rihanna e nossa

Todos os holofotes para Fernanda Nunes, modelo plus size com a carinha da diva, que arrasa em ensaio inspirado na cantora SETEMBRO | NOVA EVA

ESPECIAL: Entrevista com a criadora da feira de moda e cultura Pop Plus

1


2

@novaevamagazine

NOVA EVA | SETEMBRO

Nova Eva

novaevamagazine@gmail.com


SETEMBRO | NOVA EVA

3


NOVA

EVA

10 | Ga rim po pe lo Bras

il

Perfil da modelo Carol Freixo, revelação na moda

MAGA Z I N E

GUSTAVO AZEREDO / DIVULGAÇÃO

21 Fala, blogueira! Vai ao Rock in Rio? Daher Couto dá dicas de roupas descoladas para se jogar no festival

12 | Informe-se

18 | Dançarina da Anitta

É brincadeira ou assédio moral? Saiba como se defender do agressor

Thais Carla e o marido, Israel Reis: do Instagram ao casamento. Casal abre o jogo sobre a relação e o preconceito RICARDO ALMEIDA

28 | Divirta-se Destaques do teatro e da música

6 | Especial

Bate-papo com Flávia Durante: os desafios para criar o Pop Plus

13 | Capa

22 | Eva Moda Looks versáteis e práticos para ficar linda num passeio ou na noitada

a s s o n a n n a A Rih e

Sósia da cantora brilha em ensaio que reproduz vários momentos da trajetória da musa

26 | Histórias que inspiram

8 | Saúde & Beleza

A superação da ex-Miss Plus Size Carioca Amanda Santana: "Pedia a Deus para ser 'normal'

œ Alimentos que dão energia œ Clínica de estética faz tratamento diferenciado para segmento PS œ Dicas de maquiagem colorida. Aposte no gloss roxo, sombra azul...

EXPEDIENTE NOVA

EVA 4

M AG A Z I N E

NOVA EVA | SETEMBRO

Editora responsável: Valéria Souza | Editora de arte: Viviana Assunção Redação: novaevamagazine@gmail.com | Foto da capa: Filipe Menegoy Diretor comercial: Benicio Junior - (21) 98227-5614 (comercial.novaevamagazine@gmail.com) Assessoria de imprensa: Assessoria & Muito Mais (assessoriaemuitomais@gmail.com)

www.novaeva.com.br

@novaevamagazine

Nova Eva


a v E a v No

! u o cheg

O

sonho virou realidade. É assim que nós, da equipe Nova Eva, nos sentimos. Foram meses pensando em como falar diretamente com você, mulher que não se encaixa no tal “padrão de beleza imposto por sei lá quem que dita a moda” e “fora do manequim 36/38”, de uma maneira clara e objetiva: “querida, você pode tudo! Permita-se. Seja você”. A Nova Eva não pretende dizer o que é certo ou errado nem fazer apologia à obesidade. O que queremos é entreter, informar e mostrar a beleza da mulher real. Gata, ame-se! Olhe-se no espelho e repita: “eu sou linda, não vou me boicotar”. Sinônimo de beleza é autoestima elevada. Então, estamos combinadíssimas. Nesta edição, reunimos algumas mulheres que são sucesso do jeito que elas são. Elas sofreram preconceito, mas deram a volta por cima, batalharam e brilham no trabalho. Em entrevista, Thaís Carla, dançarina da Anitta, conta do amor que começou pela rede social e do boom na carreira ao lado da cantora. Batemos um papo bacana com a jornalista Flávia Durante, idealizadora da feira Pop Plus, referência no mercado plus size, que relata como foi difícil, sem apoio, criar o evento. O estilo casual chic dominou o ensaio de moda de setembro. Vamos do despojado ao elegante, com looks versáteis e práticos, peças-chave no armário. Confira as produções que estão em alta e alguns truques para valorizar o corpo. A nossa capa, que está bárbara, pega carona no Rock in Rio e inspira-se em momentos da trajetória da cantora Rihanna. Nos cliques, apresentamos a modelo Fernanda Nunes, parecida com a diva, quem encontramos após uma jornada e tanto. O desafio foi lançado e a mineirinha deu conta do recado. E ainda temos as seções fixas com blogueiras, com modelos iniciantes ou que estão em foco, depoimentos de superação, destaques de cultura, dicas de saúde e beleza e assuntos informativos, do tipo papo-cabeça, mas nada chato. Então, vire a página e surpreenda-se com o que preparamos especialmente para você!

Valéria Valéria Souza

Editora responsável SETEMBRO | NOVA EVA

5


Especial

Poderosa

Idealizadora do Pop Plus, Flávia Durante criou a feira porque não encontrava roupas com a sua cara. A iniciativa acabou virando um pólo de moda plus size em São Paulo e referência no segmento Por Valéria Souza

U

m bate-papo com a jornalista e DJ Flávia Durante, à frente da feira de moda e cultura Pop Plus, em São Paulo. Preconceito, dificuldades e amor próprio são os ingredientes dessa história de sucesso que completa cinco anos em dezembro. NOVA EVA: Como surgiu o Pop Plus? Flávia Durante: Pela falta de moda com o meu estilo. Sou DJ, toco na noite, e sentia falta de roupas coloridas, com brilho, estampa, e nunca encontrava no meu tamanho. Eu engordei quando adulta. Até cerca de 5, 10 anos atrás, as roupas do meu tamanho eram antiquadas. Eu costumava ter três opções de lugares para compras: em loja de moda de senhora, inclusive eu comprava com a minha mãe; na seção de grávida, sendo que eu nunca tive filhos; e em seção masculina. Mesmo nunca tendo trabalhado com moda, sou jornalista, isso foi me irritando e tomei a iniciativa de fazer o Pop Plus. Começou com meia dúzia de marca de moda autoral plus size de umas amigas. E eu revendia uns biquínis moderninhos. Sempre gostei de usar biquíni. Mesmo depois de gorda. NE: Foi difícil entrar no mercado? FD: Foi bem difícil no começo, não tinha apoio de ninguém. As pessoas me olhavam com desconfiança e preconceito, como brincadeira e coisa exótica. E as marcas não tinham comprometimento. Acho que hoje existe uma seriedade maior e estão dispostas a ouvir mais o público. Trabalhavam com modelos, mesmo dentro do plus size, o padrão 46/48. Mas começaram a perceber que as mulheres gordas

6

NOVA EVA | SETEMBRO

também queriam se ver nas propagandas. Eu tinha que ir bastante atrás das marcas, e ainda faço isso. Só que hoje, geralmente, as marcas que vêm atrás de mim, e tenho que filtrar. Eu quero que o Pop Plus se diferencie por trazer marcas inovadoras. Estou buscando marcas que apresentem o que nunca foi feito, não o milésimo vestido de malha estampado. Parece que gorda só usa vestido. A gente quer calça, alfaiataria, coisas chiques, de qualidade. NE: Como é ser referência para as mulheres? FD: Acho estranho ser vista como referência. Eu não gosto dessa coisa de guru, de influenciadora, porque sou uma pessoa normal, como qualquer uma que paga as suas contas, que está batalhando para se estabelecer no mercado, então, se for para se inspirarem em mim, inspirem-se pelo lado trabalhadora.

'O mundo diverso é mais bonito do que todo mundo igual' Flávia Durante


FOTOS: ROBSON LEANDRO DA SILVA / DIVULGAÇÃO

Público do Pop Plus cresce a cada edição. Entre os visitantes: Fluvia Lacerda (abaixo) e Ju Romano (dir.)

NE: Alguma história marcante na feira? FD: Uma menina, de uns 13, 14 anos, entrou no Pop Plus, experimentou um vestido e começou a chorar e disse: 'a primeira vez que um vestido cabe em mim do jeito que eu gosto'. Isso emocionou todo mundo. Aí eu vi que o negócio estava ficando sério, como eu estava fazendo a diferença na vida de mulheres e como a pressão estética vem logo cedo. A gente tem que parar de minar a autoestima das mulheres desde cedo por causa de tamanho de roupa.

NE: Sempre se aceitou? FD: Prefiro falar em amor, aceitação parece que é assumir que está fazendo alguma coisa errada. A gente tem que valorizar a própria beleza, amar o próprio corpo e a diversidade. O mundo diverso é mais bonito do que todo mundo igual. Sempre gostei de mim do jeito que eu sempre fui. Só senti o preconceito de fora para dentro do que de dentro para fora. Eu ia numa loja e era maltratada, era xingada de baleia na rua. Não é só a beleza que tem que nos mover, tem outras qualidades: inteligência, carisma, energia. A gente vê as gordinhas e parece que estão sempre três vezes mais produzidas que as outras mulheres para poderem ser aceitas pela sociedade. E a importância da família é fundamental. Não é só a influência da mídia, da escola, que vai destruindo a autoestima, existem famílias abusivas.

O Pop Plus, que começou em dezembro de 2012, acontece quatro vezes por ano, com mais de 50 marcas de todo o Brasil. O recorde de público é de 9 mil pessoas. A 18ª edição acontece dias 9 e 10 de setembro, das 11h às 20h, no Clube Homs, na Avenida Paulista 735.

NE: Uma pessoa inspiradora. FD: Quem me inspira muito, mesmo sendo bem mais nova do que eu, é a Ju Romano, porque ela é bacana, decidida, forte, empoderada e profissional. Toda vez que trabalho come ela, eu aprendo muito. Ela me inspira com o que ela fala, posta. E também a Flúvia Lacerda, Beth Ditto, mulheres maravilhosas que são inspirações diárias. SETEMBRO | NOVA EVA

7


Saúde & Beleza

Dicas O mundo da beleza está com muita cor. Sabe aquela história de o menos é mais? Que nada! O mais é o ideal. Não há regras na hora de usar, permita-se misturar as cores. Valem sombras amarelas, azuis, verdes... Gloss rosa, roxo, laranja... Delineador vermelho e por aí vai. A ordem é a diversão!

Alimentos que dão energia

A

lém de praticar exercícios físicos, sabemos que uma alimentação balanceada ajuda no dia a dia. Estar acima do peso não é sinônimo de doença, então, conversamos com a nutricionista Letícia Masulck sobre quais alimentos são importantes ingerir para dar energia e, assim, ter um melhor rendimento nas atividades. “Uma alimentação equilibrada e balanceada, com a ingestão de todos os grupos de alimentos, é essencial. O consumo de frutas e vegetais deve ser de cinco ou mais porções por dia, pois são ricos em vitaminas, minerais e fibras, tornando-os essenciais para equilibrar nossos nutrientes e melhorar o funcionamento do nosso organismo. Alimentos que aceleram o metabolismo, como café, chá verde, pimenta, cane-

la e gengibre, conferem um pull energético também. A hidratação é fundamental, não existe nada mais fantástico que água mineral para hidratar, repor energias e melhorar a disposição”, diz a nutricionista da Clínica Biomais. Agora que você já sabe como dar uma gás na disposição, fique ligada em quais são os vilões da alimentação que devemos evitar para não causar aquela preguicinha. “Alimentos gordurosos, por exemplo, sobrecarregam o organismo para a atividade da digestão, prejudicando o desenvolvimento de outras funções do corpo. Por isso, depois daquele almoço, feijoada, macarronada, lasanha, ficamos com preguiça e sonolentos”. Confira abaixo uma receita bem fácil e rápida de um suco que alimenta e é energético.

Suco pura energia CUIDE DOS SEUS PINCÉIS Deixar os pincéis sujos não faz bem para a pele e estraga os acessórios. Seja com cerdas sintéticas ou naturais, deve-se higienizar a peça com um fino fio de água corrente e sabonete bactericida. Para cerdas naturais, acrescente condicionador. A medida é de uma colher de sobremesa para cinco pincéis. Ah, evite molhar o cabo. Após limpar, enxague e deixe secar sobre toalhas. Se usa os pincéis uma vez por dia, limpe de 15 a 20 dias.

INGREDIENTES:

1 beterraba pequena 1 cenoura pequena Suco de 2 laranjas 1 maçã 1 pedacinho pequeno de gengibre descascado 1 pitada de canela em pó

MODO DE PREPARO: bata todos os ingredientes, exceto a canela, no liquidificador. Coloque em um copo, adicione a canela e mexa. Não é necessário adicionar água nem açúcar.

8

NOVA EVA | SETEMBRO


Saúde & Beleza

Na Clínica Modelate, Sylvia Bravo faz tratamento diferenciado para plus size

O clube da beleza que é o seu número Clínica de estética vem atraindo cada vez mais mulheres ‘fora do padrão’ que não buscam emagrecer, mas cuidar do corpo

Q

uem foi que disse que clínica de estética só é frequentada por mulheres que querem emagrecer ou por saradonas em busca de 0% de gordura? Nada disso. Hoje, as mulheres de bem com o corpo e com o espelho, independentemente do manequim que vestem, estão investindo cada vez mais nas formas e na beleza. Para revolucionar essa maneira preconceituosa de pensar, a fisioterapeuta dermatofuncional Sylvia Bravo resolveu abrir as portas para as mulheres reais. “Eu respeito todos os públicos, sem distinção ou preconceito. Sempre trabalhei com emagrecimento através do método 5S, mas resolvi abraçar também o segmento plus size, porque muitas meninas não buscam ser magras. Após tratar a modelo Gabriela Coelho, abri os olhos para um público carente de um espaço que entenda que muitas mulheres não querem perder medida, e sim, cuidar do corpo. O importante é estar saudável e

feliz!”, diz Sylvia, uma das sócias da Clínica Modelate, que existe há três anos em Icaraí, Niterói, no Rio. Através de aparelhos específicos, as mulheres fora do “tal padrão de beleza” imposto por aí têm a possibilidade de cuidar da beleza e, claro, da mente. Harmonia das curvas, melhora na flacidez e celulite, fortalecimento muscular e pele mais bonita e hidratada são alguns dos benefícios. “Criei o clube para elas e me apaixonei. Criei afinidade. Não só trato do corpo, ajudo a elevar a autoestima delas, é um trabalho de valorização, e amo fazer isso”, avalia Sylvia, que tem como pacientes mulheres comuns, modelos e militantes do movimento de empoderamento feminino, moradoras de Campo Grande, Duque de Caxias, Taquara, São Gonçalo, Maricá, Niterói, entre outros lugares. E ela tem um lema: “Corpo bonito é aquele que tem uma pessoa feliz dentro”. Falou e disse!

Tratamento

exclusivo para

Plus Size

Face: Sylvia Bravo Página: Clínica Modelate Instagram: @dra.sylbravo e @clinicamodelate Telefones: (21) 4126-9013 Whatsapp: (21)98145-8546

| NOVA Avenida sete deSETEMBRO setembro, 317EVA sala9705 Icaraí - Niterói


Garimpo pelo Brasil Espaço dedicado a revelações e aos destaques da moda de todo o Brasil. E a nossa primeira beldade é a modelo Carol Freixo, do Rio de Janeiro.

Perfil

eu “Segura o s ue a q o t i e c n o prec e d a d i c i l e f a minh do” está passan 10

NOVA EVA | SETEMBRO

Nome: Caroline Menezes Freixo. Idade: 21 anos. Nasceu em: São Gonçalo, Rio de Janeiro. Profissão: estudante de biomedicina e modelo plus size. Por que decidiu ser modelo: uma amiga da família me indicou para fazer um book de uma marca plus size. Eu não tinha experiência e, depois do resultado, comecei a investir na profissão. Sou modelo há quatro meses. Grifes: Sou garota-propaganda da Glamur Plus. Frase para o preconceito: “Segura o seu preconceito que a minha felicidade está passando”. O maior desafio da carreira: enfrentar os comentários ofensivos e maldosos de pessoas ignorantes. O seu sonho: servir de inspiração para outras mulheres que não se aceitam, mostrando que a beleza delas e a felicidade vão além de um número de manequim. E crescer na minha profissão.


SETEMBRO | NOVA EVA

11


Informe-se

É brincadeira ou assédio moral?

É

brincadeira ou assédio moral? Pode gerar dúvida. Mesmo quando existe um ambiente descontraído, leve, a brincadeira tem que valer para os dois, ambos têm que estar se divertindo. Se não for assim, não é brincadeira. “O assédio moral para ser caracterizado precisa de uma prática diária. O objetivo é denegrir, desestimular, deixar abaixo do nível esse empregador, e tem todo um processo de jogos e estímulos para a vítima chegar a adoecer”, explica a psicóloga Claudia Melo. Há uma prática abusiva do empregador, como colocar o empregado numa situação humilhante de xingamento na frente dos outros funcionários, dar apelido, propor metas inatingíveis e causar constrangimentos.

12

NOVA EVA | SETEMBRO

Infelizmente, muitas pessoas estão se sujeitando à violência psicológica nessa época de crise no país. “A pessoa vai ficando nesse ambiente hostil o máximo que puder, criando uma estrutura para conseguir lidar nesse ambiente cruel. Ouço algumas questões de trabalho, de como essas pessoas estão se submetendo a situações tão terríveis com medo do desemprego”, conta. DANOS À SAÚDE Baixa autoestima, depressão, ansiedade, taquicardia, gastrite, intestino irritado e síndrome do pânico são algumas doenças que podem surgir em consequência do assédio moral. Mas como se defender e prevenir-se do agressor? “Observando o ambien-

te de trabalho, como as pessoas se comportam com as outras, a fala do chefe, do colega, do líder. Estar atento. A partir do momento que perceber uma fala abusiva, deixe claro: ‘me respeita’, ‘não gostei dessa atitude’. O importante é não deixar passar despercebido porque a prevenção acontece assim”, diz. É claro que cabe indenização, provando-se que o assédio aconteceu no trabalho. “A empresa irá sim arcar com tudo isso, às vezes, com o tratamento, até que esse empregado volte à sua rotina, ou enfim que ele consiga outro emprego, já que alguns não conseguem retomar sua vida, sua carreira e isso cabe uma indenização”, finaliza a psicóloga.

E


Capa

- um Ela e -culo!

espeta

Texto Valéria Souza Fotografia Filipe Menegoy Beleza Renata Di Paula Produção Naianna Andrade, Fabiana Pernambuco e Yasmin Falcão Design Diego Abreu

/ K, POP, E A CIDADE DO ROC TODAS AS DA MPB E DE / ANNA IBOS. E JA QUE RIH TR / OCK IN RIO, NAO VEM NESTE R A PRA / ELEGEMOS UMA DIV E QUE DA CHAMAR DE /NOSSA A SEGUIR SHOW NAS PAGINAS

SETEMBRO | NOVA EVA

13

Hot Paint Lupo


Capa

-

Por Valéria Souza

E

MÊS DE ROCK IN RIO, BEBÊ! A Cidade Maravilhosa será palco de astros nacionais e internacionais de diversas tribos. Rock, pop, MPB, não importa o gênero, o que importa é que o Rio respira música da melhor qualidade. Antenadas como somos, é claro que o ensaio de capa de estreia da Nova Eva não poderia ser sobre outro tema. Então, vamos de música! Mas queríamos ir além dos cliques de personalidades ou anônimos produzidos de roqueiros, com guitarra na mão, mão chifrada e língua para fora. Nosso desafio era encontrar alguém que nos remetesse ao festival e que representasse o universo plus size muito bem, obrigada. Não foi fácil a tarefa, mas aqui está ela: uma mineirinha que é a cara da Rihanna. Fernanda Nunes, de 26 anos, é de Belo Horizonte, modelo revelação do segmento e, nessas páginas, mergulha de cabeça num ensaio show! Procuramos reproduzir diversos momentos da vida da pop star: clipes, capas de revistas, ensaios... Em tempo: a cantora se apresentou no Rock in Rio duas vezes. E sendo fã da RiRi ou não, temos certeza de que as fotos dispensam legendas. Então, embarque nessa viagem com a gente.

Sutiã Bianca Santos, saia BAZAR DAYA, acessórios Pink Bijus e casaco alongado Leader Blusa Cigana Glamur Plus, calça estampada Oficina 16, óculos BAZAR DAYA e acessórios Pink Bijus

14

NOVA EVA | SETEMBRO


Body Le Quintão e luvas Fantasias Transformação

O ÓBVIO EM UMA MATÉRIA sobre sósias é apontarmos as semelhanças. Poderíamos dizer que as duas são negras, estão na casa dos 20, sofreram preconceito, são modelos, ecléticas, camaleônicas, sensuais e todo aquele blábláblá para atrair os leitores. Mas a intenção é exaltar a diversidade. Rihanna é uma diva, faz sucesso, é engajada em causas sociais, está cada vez mais consolidada no segmento da moda e inspira muitas mulheres. “Curto o estilo dela, gosto das roupas ousadas, ela tem personalidade, sabe ‘causar’, chega chegando, é musa”, diz Fernanda, que ouve sobre serem iguais. “Nas ruas, dizem que sou a cara dela, perguntam se canto, se falo inglês... Muita gente achava que eu era modelo por me parecer com ela. Há um ano e meio, de tanto falarem, resolvi investir na carreira de modelo. Aliás, vindo pra cá (para o ensaio) o motorista do táxi falou: ‘você é a cara da Rihanna’”.

SETEMBRO | NOVA EVA

15


Capa FERNANDA NUNES é bem resolvida e gosta do que vê no espelho, mas nem sempre foi assim. O caminho foi longo e penoso. “Eu não me aceitava, comecei a me aceitar há cerca de três anos. Só fui saber o que era autoestima após a minha gravidez. Comecei a me enxergar melhor, vi que aquilo que sobrava era só casca e que o que importava e importa, para mim, é o que tem dentro, o que ninguém vê”, afirma a mãe de Vitor, de 3 anos, e casada há cinco. Como tantas mulheres “fora da ditadura da beleza”, Fernanda sofreu bullying. “Escutei a vida inteira: ‘tem o rosto tão bonito. Pena que é gordinha’, ‘se emagrecer vai ficar linda’. Isso acarretou a minha baixa autoestima”, lembra ela que se submeteu a uma cirurgia bariátrica, mas por questão de saúde, não por desejar ser magra. “Fiquei pré-diabética, tenho histórico familiar diabético dos lados paterno e materno. Meu pai perdeu dedos, perna, foi subindo a amputação. Eu me vi diabética, entrei em desespero e a única forma que achei para retardar isso foi com a bariátrica. Aos 17 anos, pesava 200 quilos, com 1,70m. Com a redução do estômago, perdi 110, mas recuperei uns 20. Hoje, estou tranquila, saudável”. PRODUÇÃO À LA RIHANNA Roupa pode ser um problema para as mulheres cheias de curvas, mas só se elas quiserem. Aqui, mostramos que é possível dar aquele up no visual e produzir-se à la Rihanna. Claro que não estamos incentivando ninguém a sair por aí de short e sem blusa. Apenas ressaltando que é uma questão de escolha: roupas curtas, decotadas, body, saia, jeans... “Visto qualquer coisa. Vesti e me achei linda no espelho, eu uso. Antes, eu vestia o que me cabia. Olhava a roupa na revista e mandava fazer manequim 54. E não ficava bom de jeito nenhum. Hoje, o mercado está mais aberto a ter várias numerações”, comemora ela. Então, meninas, vamos ousar!

Camisa listrada BAZAR DAYA, short Top Rock Plus e acessórios Pink Bijus

16

NOVA EVA | SETEMBRO


Calça Libélula Plus e sobretudo Julia Modas SETEMBRO | NOVA EVA

17


a d s a v r u c

รƒ Y X I PA

As

A danรงarina Thais Carla e seu marido, Israel Reis, falam do amor que comeรงou pelo Instagram, do preconceito de algumas pessoas quando veem os dois juntos e do sucesso na carreira

18

NOVA EVA | SETEMBRO


Comportamento FOTO S: GUSTAVO AZER EDO

N

Y Y

/ DIVU LGAÇ ÃO

Por Valéria Souza um papo descontraído, a dançarina Thais Carla, de 24 anos, e o fotógrafo Israel Reis, de 23, contam do amor que começou na Internet e que completa dois anos e meio. Ele já era fã dela e largou tudo, em Salvador, onde morava, e se mudou para Nova Iguaçu, no Rio, para ficar com ela. Israel sempre preferiu as mulheres reais, mas demorou a assumir o seu gosto. Hoje, os pais de Maria Carla, de 10 meses, ainda são vítimas de preconceito nas ruas, mas não estão nem aí! Thaís é desencanada, faz shows com a cantora Anitta, sua vida deu um “boom” e “chove” convite de trabalho. Confira a entrevista com esse casal fofo toda vida!

NOVA EVA: Como começaram a namorar? Israel Reis: Nós nos conhecemos pelo Instagram. Já acompanhava o trabalho dela, curtia e comentava os posts. Ela passou a me observar e aí começou... Mas eu era um fã com segundas intenções (risos), começamos a conversar no privado e zap. Sou da Bahia e resolvi tirar férias e viajar para o Rio de Janeiro, onde ela mora, e fiquei de vez. Eu me mudei para Nova Iguaçu e já são dois anos e meio quase e uma filha de 10 meses (a Maria Carla). Uma loucura de amor! Thais Carla: Deu certo, um amor muito louco. A gente se viu e percebeu que tinha muito em comum. NE: Sempre gostou de namorar gordinhas, Israel? Por quê? IR: Sempre. Tem homem que gosta de mulher sarada, eu sempre preferi as gordinhas, sinto falta de “carne”.

Eu demorei a assumir o meu tipo de mulher para os outros e namorava escondido. Na frente dos amigos, eu “pegava” as magrinhas, as mulheres consideradas bonitas “no padrão de beleza” da sociedade. Eu acho que as gordinhas são mais carinhosas, mais acolhedoras, sempre cuidavam de mim e tinha todo o amor delas para mim. Por causa do preconceito, muitas se sentem sozinhas e se isolam. Preconceito é uma bobagem. NE: Por falar em preconceito, vocês ainda ouvem alguma piadinha nas ruas? TC: Ah, sim. Melhorou um pouco o preconceito, mas ainda ouvimos coisas desagradáveis quando estamos juntos na rua, como: “Tá com ela por interesse. Ela deve ter dinheiro”. É horrível isso. SETEMBRO | NOVA EVA

19


Comportamento NE: Você é dançarina desde os 4 anos de idade, enfrentou muitas barreiras para seguir adiante na sua carreira? TC: A vida toda alguém dizia para eu fazer outra coisa, que era ridículo uma dançarina gorda. Mas eu não estou “vendendo” gordura ao dançar, eu mostro para todos a minha elevada autoestima, o meu amor próprio. E ser gorda não significa não se cuidar, eu trato dos meus cabelos, da minha pele, adoro fazer crossfit, estou sempre em movimento. Estou feliz por ter seguido com o meu sonho. Participei do quadro “Se vira nos 30”, do Faustão; fui bailarina no programa “Legendários”, do Marcos Mion; e, agora, estou dançando com a Anitta e está sendo ótimo. Ela é muito gente boa e está abrindo portas. Inclusão social é muito importante. NE: Com o sucesso e mais de 137 mil seguidores, a vida melhorou? TC: Com certeza, meu trabalho foi valorizado, ganho mais, sempre recebo convites. Estou muito feliz! NE: E qual o programa favorito do casal? IR: Ir ao cinema, à praia e namorar. Sou muito apaixonado por ela. Toda hora quero estar ao lado dela. TC: Gostamos de ficar agarradinhos. Ele me chama de “meu dengo”. Adoro!

Conversamos com alguns rapazes que, como Israel Reis, relacionam-se com mulheres reais. Independentemente do manequim, eles mostram que o que importa é o amor. É preciso respeitar as pessoas.

“Melhorou um pouco o preconceito, mas ainda ouvimos coisas desagradáveis quando estamos juntos na rua, como: ‘Tá com ela por interesse. Ela deve ter dinheiro’. É horrível isso.” Thais Carla

Y Já namorei várias Y

mulheres acima do peso e nunca tive problema com isso. No meu caso, pelo menos, elas eram mais carinhosas, mais atenciosas, mais amorosas que as magrinhas. E com mais ‘pegada’, também”. Claudio Santos, administrador de empresas, de 41 anos.

Y Não troco as curvas Y

da minha esposa por nenhuma mulher sarada. Nunca gostei das magrinhas. Nada contra. Mas meu gosto sempre foi pelas que têm mais ‘carne’ (risos)”, Rodrigo Alencar, fotógrafo, de 50 anos

Y Nas baladas e nos Y

Y Y s Carla vai Em breve, Thai a ho ks p de danç ministrar o wor dy (MYB). Move Your Bo 99615-1643 e 1) (2 s: Informaçõe om ontato@gmail.c assproducoes.c om l.c ai e pulinet@gm

20

NOVA EVA | SETEMBRO

bares, eu sempre fui o ‘diferente’ do grupo, porque só ‘ficava’ com as ‘cheinhas’. Adoro a minha namorada ‘gostosa’” Carlos Bittencourt, publicitário, de 25 anos


Fala, Blogueira! Daher Couto Pq gordinha de biquini Podeeeee Idealizadora e Blogueira da Página Pq Gordinha de Biquíni Podeee!!!

É PRA SE JOGAR COM ESTILO E SEM MEDO DE ERRAR NO LOOK COL ABO ROU DAN IELE MES

D

QUI TA

emorou, mas chegou o tão esperado Rock in Rio. Além da maratona de shows, a Cidade do Rock traz muita diversão e aventura. Preparese! Para você que vai e ainda está insegura com o que vestir, ai vão algumas dicas para “se jogar”, mas sem passar por aperto:

ESQUEÇA O SALTO Você vai andar bastante e, seja no gramado ou na área VIP, levar ou dar um pisão acaba com o humor de qualquer um. Fora que ninguém merece quebrar o salto ou atolar na terra, né? O bacana é calçar tênis, aquele velho do armário, pra sair detonado de lá.

EVITE O LOOK PIRIGUETE Pode ser desconfortável para sentar, dançar ou pular. Aposte em calças, shorts e bermudas confortáveis, lembrando que você não estará na balada e, sim, em um evento de grande porte, onde tudo pode acontecer. E nada de saia para não “pagar” calcinha.

Para mudança de clima, VISTA TECIDOS LEVES. Camisas de bandas, coletes longos, casacos e jaquetas com cores vibrantes, estampa floral ou xadrez formam uma composição superatual e protegem em caso de frio. Pequenos detalhes dão um up ao visual. Blusas estampadas, pulseiras, tachas, bandanas e lenços podem incrementar a produção e chamar a atenção daquele crush. NADA DE BOLSAS Prefira calças com vários bolsos. Se não tiver jeito, use a bolsa atravessada para ficar mais segura.

Já falamos do look, agora é hora da make. São várias horas no festival, portanto, lance mão de produtos de qualidade e opte pelo básico. Confira: êNão esqueça do protetor solar. êComece com um fixador. A maquiagem durará o dia inteiro e não sairá com o suor. êO pó facial ajuda a tirar a oleosidade e também deixará a pele uniforme. êBlush claro dá um arzinho de saúde e bem-estar.

êPrefira máscara de cílios incolor para não ficar borrada. Se optar pela máscara preta ou de outra cor, use à prova d'água. Caso contrário, corre o risco de virar um fantasminha. êO batom fica por sua conta, lembrando que o gloss está em alta. Maquiagem é pessoal, mas o básico é a melhor escolha e não tem erro. O ideal para curtir sem medo e conquistar aquele crush. Partiu Rock In Rio! SETEMBRO | NOVA EVA

21


Eva Moda

Casual

CHIC Texto Valéria Souza Fotos Ricardo Almeida

L

ooks versáteis e práticos são boas opções para o dia a dia, para uma saída com as amigas e por que não para um encontro especial? Nesse ensaio, apostamos no estilo casual chic, usando na medida certa elementos que valorizam o corpo e ainda dão aquele ar de sedução. Confira, inspire-se e acerte em cheio na produção. Se o assunto é o melhor da moda plus size, a modelo Mariana Moreno entende. “Estou há três anos trabalhando com consistência e responsabilidade para ser uma referência do mercado”, diz a musa, que apresenta novidades da moda em seu perfil do Instagram.

22

NOVA EVA | SETEMBRO


Nesta página, o macacão é o foco. Além de estar super em alta, você fica pronta rapidamente e linda com uma única peça. Ainda possui elástico na cintura, que modela a silhueta, e decote, claro, porque pode! Acessórios e sandálias Anabellas são mais que bem-vindas. Combinações mais despojadas, como short-saia com detalhes de ilhóses e amarrações com blusa lisa, são perfeitas para passeios informais. E que tal um vestido longo e listrado? As listras são uma estampa básica e atemporal. Um par perfeito para um look descolado é o tênis, já para uma composição mais formal, o blazer e o salto alto são a escolha certa. Ou que tal um vestido curto, na cor coral, soltinho e confortável? Favorece, hein! Mas se a ocasião é uma balada ou um encontro com aquele gato, o vestidinho preto indefectível vai “causar”!

À esquerda: macacão transpasse preto, Mercatto; óculos, Triton Eyewear, e colar Gioia Atelier. Acima: blusa bege e short-saia preto, Mais Loany

SETEMBRO | NOVA EVA

23


Eva Moda

Vestido longo listrado fundo branco, Segunda Pele Fashion

24

NOVA EVA | SETEMBRO


Vestido coral, Chic & Elegante

Vestido preto com barra transparente, Mais Loany

SETEMBRO | NOVA EVA

25


Histórias que inspiram Amanda Santana Modelo e ex-miss

‘Eu me achava feia e pedia a Deus para ser normal’

S

ou gordinha desde os 7 anos, quando comecei com as dietas. Tive uma adolescência difícil por conta do peso, eu me tornei complexada e depressiva, pois estava com obesidade mórbida. Aos 15, usava roupas que me cabiam, ou seja, calças jeans de homem, as únicas com numeração grande. Vestia o manequim 52. Com 18, fiz uma dieta radical: fui do manequim 54 ao 40. E ainda não me via magra, continuava infeliz. Havia trocado a gordura pela flacidez. Já adulta, eu me achava feia e pedia a Deus para ser ‘normal’. Fui trabalhar numa clínica de oncologia e foi dali que veio o processo de cura. Via pessoas lutando para viver. Sem parte do corpo e cabelos devido à doença, mas felizes. E eu, saudável, com uma família maravilhosa, era triste, sentia que faltava algo. Em 2012, uma agência me chamou para fazer um book fotográfico, através do Facebook. Minha mãe e amigas me incentivaram a conhecer o universo das modelos plus size. Fui num workshop e fiz o book. Quando vi as fotos, não me reconheci. Postei na rede, lógico. No dia seguinte, uma oncologista me ligou e perguntou se era modelo. Disse que não. Ela me elogiou e mostrou as fotos para a estilista de uma loja de gordinha. Eu nem sabia que havia loja assim. A estilista gostou do meu perfil e me chamou para fazer a campanha de primavera/verão. Estava insegura, mas aceitei. E não é que tinha o dom? A loja me indicou para um

@malusamodaplus malusa moda plus size EVA | SETEMBRO 26 NOVA (31) 984320251

concurso de miss, organizado pelo Eduardo Araúju. Eu me inscrevi, sem nenhuma experiência, e ganhei. Virei Miss Plus Size Carioca 2012. E a vida mudou completamente. Recebi convites para desfiles, campanhas, entrevistas e um contrato com a loja que me descobriu. Hoje, com cinco anos de carreira, vivo apenas como modelo PS. Ganhei de presente uma nova profissão, uma nova vida e uma nova visão de mim mesma. Tudo aquilo que me incomodava continua no meu corpo, mas não enxergo como defeito, aprendi a aceitar meu biotipo. Faz parte da minha história. História e corpo que inspiram outras mulheres que viveram preconceitos como eu. Tenho uma carreira solidificada. Graças a Deus, faço campanhas para todo o Brasil e vivo do que sempre rejeitei: do meu corpo. Sou a pessoa mais feliz e realizada do mundo!


SETEMBRO | NOVA EVA

27


Divirta-se TEATRO

NAN A MO RAES

A boa pedida para a criançada

A vida de Allan Kardec está de volta ao palco da Gávea

ISABELA OLIVEIRA

A Cia Crias da Casa explora as nuances e os mistérios do Japão no infantil “Sakurá”, que estreia 9 de setembro, no Teatro Ziembinski (Rua Heitor Beltrão s/nº, Tijuca). A peça traça um paralelo entre os aspectos mais tradicionais, primitivos e milenares da cultura do país e a nossa cultura. Sábados e domingos, às 16h. Temporada até 1º de outubro, com ingresso a R$ 30.

Cristiana Oliveira estrela a comédia romântica ‘Feliz por nada’, do livro de Martha Medeiros

‘As confissões de um senhor de idade’ na Tijuca

EVENTO

HasTag Bazar fará edição pocket no Cachambi Neste mês, o Hastag Bazar Plus Size fará uma edição pocket. O público poderá conferir as tendências e o melhor da moda plus size, no dia 23, das 11h às 18h, no Shopping Promix, que fica na Avenida Dom Hélder Câmara 5.027, Cachambi. “O Hashtag é um evento que tem por objetivo proporcionar às pessoas gordas uma opção de compras, já que os demais eventos não trabalham com numeração maior, atendendo uma grande parcela da população que é esquecida”, diz a criadora do evento Larissa Alves. A entrada é gratuita.

28

NOVA EVA | SETEMBRO

GUILLERMO LUIS

O ator Flávio Migliaccio pretende comemorar seus 82 anos, até o final do ano, com a peça “As confissões de um senhor de idade”, escrita, dirigida e estrelada por ele. “Sou eu conversando com Deus, que toma uma forma típica, aqui, da Terra, para tratar de algo importante. Eu conto a minha vida artística, coisas que aconteceram comigo”, adianta Migliaccio, que estreia 2 de setembro no Teatro Ziembinski. Aos sábados e domingos, às 20h. A entrada custa R$ 40. Até 1˚ de outubro.

Um espetáculo que fala de amizade que surge no meio da vida e que passa a ser fundamental. Juliana (Maria Eduarda de Carvalho) e Laura se conhecem aos 40 anos e passam a ser inseparáveis. Uma amizade que será posta à prova por causa de um homem, o Joca (Danilo Sacramento). Cristiana Oliveira interpreta Laura, professora, mãe e que vive uma crise no casamento. “É uma peça simples, humana, que fala de amor, amizade, cumplicidade, encontros e desencontros”, conta ela. A comédia romântica “Feliz por nada”, inspirada no livro homônimo de Martha Medeiros, tem adaptação de Regiana Antonini e direção de Ernesto Piccolo. De terça-feira a sábado, às 19h, no Teatro Eva Herz (Livraria Cultura) Rua Senador Dantas 45, Centro do Rio, até 30 de setembro. A entrada sai a R$ 40 (terça e quarta) e a R$ 50 (quinta, sexta e sábado).

Sucesso de público há cinco anos, a peça “Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade”, com direção de Ana Rosa, está de volta ao Rio. A trajetória do educador e escritor Hippolyte León Denizard Rivail, que, no século XIX, sob o pseudônimo de Allan Kardec, dedicou-se à observação e ao estudo dos fenômenos espíritas, pode ser vista no Teatro Vannucci (Shopping da Gávea), que fica na Rua Marquês de São Vicente 52. Em cena, Rogério Fabiano (foto) dá vida a Allan Kardec. “É uma experiência mágica e de responsabilidade, um compromisso com a verdade. Kardec, um grande homem que mudou o mundo”, diz ele, que divide o palco com Érica Collares, Antônio Pina, Cláudio Gardin e Ana Carolina Rainha. O texto é de Paulo Afonso de Lima. Toda quarta-feira, às 21h, e quinta, às 18h. Até 28 de setembro. O ingresso custa R$ 70.


LANÇAMENTO

Pianista João Donato lança CD e é homenageado no ‘Rock in Rio’ O compositor e pianista João Donato está com novo CD instrumental na praça. Em “Bluchanga”, gravado em 2015, o mestre acreano traz músicas inéditas compostas na época em que viveu nos EUA, onde convivia com os grandes nomes do jazz e do latin jazz. Entre as faixas, “Trident”, “Para o Duke”, “Morning” e “The Mohican and the Great Spirit”. O CD custa R$ 27,90. Em tempo: Donato é o homenageado no palco Sunset, do Rock in Rio, dia 16 deste mês.

CURSO

Workshop: Redação e Assessoria de Imprensa O curso pretende proporcionar uma experiência teórica e prática sobre o dia a dia do repórter numa redação de jornal e site e do assessor de imprensa. O conteúdo aborda apuração, texto, reportagem, pauta, planejamento de mídia, clipping, media training, entre outros. O curso aponta ainda os pontos de interseção entre assessoria e redação. O workshop será ministrado pelas jornalistas Valéria Souza, com experiência em redação e assessoria de imprensa, e Carolina Benevides, com passagem por redações. Investimento: R$ 240. Informações no cursojornalismo@yahoo.com. Data: 16 de setembro. Horário: das 9h às 17h. Local: Estação das Letras - Rua Marquês de Abrantes 177, Flamengo. SETEMBRO | NOVA EVA

29


SERGIO BAIA

TEATRO

Suspense e gargalhadas na peça ‘Tem uma mulher na nossa cama’ Romance, humor, uma situação inusitada e suspense são os ingredientes da comédia “Tem uma mulher na nossa cama”, que ocupa o Teatro Fashion Mall, na Estrada da Gávea 899, São Conrado, bairro da Zona Sul do Rio, até 1º de outubro. No palco, Maria Carol e Marcelo Duque interpretam Ludmila e Sandro, um casal que, após uma noitada, volta para casa, dorme bêbado e quando acorda dá de cara com uma mulher desconhecida na cama. Sem lembrar de nada, eles precisam descobrir quem é essa estranha. “O texto em si sugere muitas coisas, a situação é interessante. É uma comédia de casal que tem diferencial”, avalia o diretor Marcus Alvisi. Sexta-feira e sábado, às 21h. E domingo às 20h. Ingressos: R$ 60 (sexta e domingo) e R$ 70 (sábado).

SHOWS

Donas do palco

Som eclético

30

NOVA EVA | SETEMBRO

MARCOS AMARAL

O cantor e músico André Parente leva o seu show eclético "Sudoeste" para a Sala Baden Powell, em Copa, no dia 6 de setembro. No repertório, canções autorais e músicas de intérpretes da MPB, passando pelo pop dos anos 80/90, reggae, rock e samba-rock. "Sudoeste", que dá nome ao seu EP recém -lançado, "Razão e instinto”, "Ainda existe um lugar" e "E o vento é quem me leva" são algumas das canções da noite, que começa às 20h. Ingressos a R$ 20. A Sala fica na Av. Nossa Senhora de Copacabana 360.

Também n a Sala Bad en Powell a Orquest , ra Lunar, q mulheres, ue reúne dez sendo oit o instrum e as canto entistas ras Áurea Vika Barc ellos, apre Martins e senta um repleto de show música bra 24 de sete sileira, no mbro, às 2 dia 0h. “Divin “Água de a Missão”, Cachoeira ”, “Grávid entre outr a”, as cançõe s. Ingresso a R$ 40.


SETEMBRO | NOVA EVA

31


32

NOVA EVA | SETEMBRO

Edição Piloto Set/2017  

A Nova Eva chegou! Foram meses pensando em como falar diretamente com você, mulher que não se encaixa no tal “padrão de beleza imposto por s...

Advertisement