Issuu on Google+

PUB

PUB

Sexta-feira,

19 de Fevereiro de 2010

// Nº

333 Ano XI

Director: Henrique Ribeiro

www. novaod ive la s. pt

| informação regional

MAIS DE 200 CARCAÇAS DE FRIGORÍFICO AMEAÇAM AMBIENTE EM CANEÇAS

NESTE NÚMERO ● ● ● ●

COM SALÁRIOS EM ATRASO

● ● ● ● ● ● ● ● ●

SEGURANÇAS

VIVEM

● ● ● ● ● ● ●

DIAS DIFÍCEIS

● ● ● ●

LANÇADA 1ª PEDRA DA ESCOLA JOÃO DE DEUS

OLHARES SOBRE O ONTEM E O HOJE DE ODIVELAS

● ● ● ● ●

Entre Tanto 2 Horóscopo 2 Lixeira convive com nova Urbanização 3 Posto de Comando 3 Directas 4 Jovens de Odivelas visitaram Aeródromo de Tires 4 PCP contesta Escola João de Deus 4 Escola João de Deus na Ribeirada 5 Educação para a saúde 5 Directas 5 Intermitências 6 Dualidades 6 Mundo das Tropelias 6 Shopping Center Dolce Vita Tejo 7 Seguranças em Odivelas com ordenados em atraso 8 Forno e Talho da Cidade 10 Minis como gente grande 11 ARCIP no Torneio Nacional de Divulgação 11 Odivelas perdeu com o Marítimo 11 Odivelas foi vencer a Sacavém 11 Agenda Desportiva e Resultados 11 Olhares sobre Odivelas 12 Restaurante Hacienda D. Luísa 14 Odivelas Life 14 Realmente! 15 Nobres Confissões 15 Guarda Real 15 Flash do Reino 15 Consilcar 16 PUB


2

Nova Odivelas

19 Fevereiro 2010

Horóscopo DE 20 A 26 DE FE VEREIRO

CARNEIRO Carta Dominante: Rei de Ouros, que significa Inteligente, Prático. Amor: Não esconda os sentimentos. Liberte aquilo que sente e mostre a pessoa maravilhosa que é. Saúde: Faça mais exercício físico. Está a ganhar peso a mais. Dinheiro: Não se precipite e pense bem antes de tomar qualquer decisão que envolva mudanças no plano profissional.

ENTRE TANTO SEXTA 19 DE FEVEREIRO

QUARTA 24 DE FEVEREIRO

Palavreando

Reunião CMO

Sextas no CEO apresenta esta noite a tertúlia Palavreando, chá, palavras e scones, onde a poesia tem lugar de destaque mas também há lugar para as artes e outras formas de cultura. Para além dos presentes na Casa do largo do Centro de Exposições de Odivelas certamente que se registará também, como habitualmente, a participação daqueles que um pouco por todo o mundo seguem a tertúlia através do Diário de Odivelas (www.diariodeodivelas.com) utilizando o e-mail, MSN ou Chat: palavreando@coisas.info. Começa às 22h00.

Realiza-se hoje com início às 09h30 nos Paços do Concelho uma reunião ordinária pública da Câmara Municipal de Odivelas.

Susana Feitor e Mário Quina Os atletas olímpicos Susana Feitor e Mário Quina, visitam hoje, às 11h00, a exposição “O Olimpismo em Portugal” que está patente no Centro de Exposições de Odivelas. Susana Feitor, uma das recordistas portuguesas de participações em Jogos Olímpicos, participou nas edições de 1992 (Barcelona), 1996 (Atlanta), 2000 (Sydney) 2004 (Atenas) e 2008 (Pequim), na classe atletismo. Foi Presidente da Comissão de Atletas Olímpicos de 2002 a 2005. Mário Quina, participou nos Jogos Olímpicos de 1952 (Helsínquia), 1960 (Roma), 1968 (México) e 1972 (Munique), na classe vela. Foi fundador, em 2004, da Associação dos Atletas Olímpicos de Portugal e desde essa data que é seu vicepresidente. A visita à exposição, seguida de um espaço de perguntas e respostas, vai contar com a presença de alunos da Escola Secundária de Odivelas.

SÁBADO 20 DE FEVEREIRO

Debate sobre o Ambiente Hoje às 16h00 o Bloco de Esquerda promove mais um debate do seu Ciclo “Discutir a Cidade, debates para a alternativa”. O tema de hoje será o ambiente e estarão presentes Hugo Evangelista e Rui Nunes. Na Casa da Cultura de Caneças.

OUTROS DIAS

A Fábrica De 19 a 28 de Fevereiro a Malaposta apresenta “A Fábrica” pelo AGITA Associação Cultural. Para ver no auditório de Quinta-feira a Sábado, às 21h30 e aos Domingos às 16h00 Preço: 10 euros sujeito a descontos. 70 Minutos. M/12. A Fábrica é um espectáculo de teatro musical onde cinco actores, através da utilização de máscaras, dão vida a diversos personagens que habitam um local onírico: A Fábrica da Humanidade. Baseado n’O Segredo do Céu (1919), de Pär Lagerkvist, Prémio Nobel da Literatura em 1951, A Fábrica convida o espectador à reflexão sobre o sentido da Vida, sobre a evolução da Sociedade, sobre a transformação do Homem em marioneta e a coragem de abandonar o manipulador. Num registo simultaneamente cómico, cruel e musical, fala-se de duas Grandes Guerras, da Revolução Industrial, do Século XXI, do Homem, da Máquina, do Amor e da Solidão.

Vento Bravo de Noroeste Até a 21 de Fevereiro o Centro Cultural Malaposta apresenta a peça “Vento Bravo de Noroeste”, uma CoProdução de Propositário Azul - Associação Artística/Centro Juvenil de Montemor-o-Novo. O texto é de Hugo Sovelas, Maria João Miguel e Sónia Neves e a encenação de Maria João Miguel. Para ver à Quarta-feira às 15h00 e à Quinta-feira às 11h00, para escolas, por marcação e para o público em geral às Sextas e Sábados às 22h00 e aos Domingos às 16h30 na Sala Café Teatro. Preço 10 euros. (8 euros para grupos + 10 pessoas). 50 Minutos. M/12.

Exposição da ACJIR Foi ontem inaugurada e está patente até 04 de Março, no Centro de Atendimento e Exposições da Junta de Freguesia da Ramada a Exposição “Quem vê caras não vê corações” com trabalhos realizados pelas crianças do ATL da Associação Comunitária Infantil e Juvenil da Ramada.

Exposição de Pedro Quintino De 19 de Fevereiro até 21 de Março, estará patente no Espaço MOC uma exposição de Pintura de Pedro Miguel Ramalho Quintino subordinada ao título “Mar”. A inauguração será no dia 19 às 20h00. Rua Laura Aires nº 5A, no Jardim do Sol, Arroja, Odivelas. O artista participa em exposições desde 1996 e já foi distinguido em 2001 com o 1º Prémio de Pintura, pela Quinzena Cultural de Talaíde. Utiliza diversas técnicas, entre as quais se destacam o óleo sobre tela, contraplacado e telha. A sua obra tem como tema central o mar.

E AINDA... > Até 26 de Fevereiro de 2010 nos Paços do Concelho: Exposição de Fotografia “Espaços Vivos”. > Até 27 de Fevereiro na Biblioteca D. Dinis: Exposição de pinturas de Isabel Relvas, “Cor-Acção”. > Até 28 de Fevereiro na Malaposta: a Exposição Individual de Pintura do artista cubano Artemio Iglésias, “Forma e magia: Poesia”. De Segunda à Sábado das 11h00 às 23h00 e aos domingos das 14h00 às 19h00. M/3. Entrada livre. > Até 28 de Fevereiro no Centro de Exposições de Odivelas: Exposição “O Olimpismo em Portugal”. De Terça-feira a Domingo das 10h00 às 23h00.

DO MULTIMÉDIA > OS VÍDEOS QUE INTERESSA VER NÃO PERCA O DIRECTO DA TERTÚLIA PALAVREANDO HOJE, SEXTA-FEIRA A PARTIR DAS 22H00 A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA > CARNAVAL DE LOURES > DEBATE DO BE SOBRE AMBIENTE

>

DEBATE DO PS SOBRE AS ENERGIAS RENOVÁVEIS

>

JOGOS DO FIM-DE-SEMANA

www.diariodeodivelas.com >

TO U R O Carta Dominante: 2 de Espadas, que significa Afeição, Falsidade. Amor: Não vá atrás das aparências, pois elas muitas vezes enganam. Seja mais consciente e ponderado nas suas atitudes. Saúde: Coma muito salmão para baixar o colesterol. Dinheiro: Encontra-se numa boa fase, dê asas às suas ideias! Os seus superiores irão apreciá-las.

GÉ ME OS Carta Dominante: 10 de Copas, que significa Felicidade. Amor: Cuidado com os falsos amigos. Não seja tão ingénuo com quem não conhece bem. Saúde: Aconselha-se uma dieta para prevenir o aumento dos valores de colesterol. Dinheiro: Está a passar por um momento positivo neste campo da sua vida, aproveite-o para progredir profissionalmente. CARANGUEJO Carta Dominante: Rei de Copas, que significa Poder de Concretização, Respeito. Amor: Se der ouvidos a terceiros poderá sair prejudicado na sua relação amorosa. Saúde: Procure descansar as oito horas necessárias para o seu bem-estar físico e espiritual. Dinheiro: Não gaste mais do que aquilo que a sua conta bancária permite.

LE Ã O Carta Dominante: A Lua, que significa Falsas Ilusões. Amor: Não deixe que o seu orgulho fira a pessoa que tem a seu lado, seja mais compreensivo e aprenda a ouvir. Saúde: Faça uma caminhada por semana e verá como a sua circulação sanguínea ficará bem mais activa. Dinheiro: Tente fazer um pé-de-meia, pois mais tarde poderá vir a precisar de um dinheiro extra.

V I RG E M Carta Dominante: A Imperatriz, que significa Realização. Amor: Não deixe que a rotina tome conta da sua relação e use e abuse da criatividade. Saúde: Cuide mais da sua saúde espiritual cultivando pensamentos positivos. Dinheiro: Não gaste mais do que aquilo que realmente pode, não se esqueça das contas que tem por pagar. BALANÇA Carta Dominante: Rei de Paus, que significa Força, Coragem e Justiça. Amor: Aposte tudo na sua relação, pois ela proporcionar-lhe-á momentos inesquecíveis. Saúde: Não se desleixe e cuide de si, invista na sua imagem. Dinheiro: Pense bem antes de pôr em causa o seu dinheiro, não desperdice sem ter noção daquilo que gasta e em que gasta.

E SC O R P I Ã O Carta Dominante: Rainha de Copas, que significa Amiga Sincera. Amor: Este é um bom período para conquistas amorosas, use e abuse do seu charme pois ele arrebatará muitos corações. Saúde: Anda com o sistema respiratório fragilizado, seja prudente e proteja a sua garganta. Dinheiro: Poderá sofrer uma mudança repentina no seu local de trabalho, esteja atento e seja receptivo à mudança.

S AG I T Á R I O Carta Dominante: A Papisa, que significa Estabilidade, Estudo e Mistério. Amor: Altura de harmonia e muita paz a nível amoroso, aproveite-a em pleno. Saúde: Pratique exercício físico e faça uma alimentação mais equilibrada. Dinheiro: Seja mais prudente na forma como gere as suas economias.

CAPRICÓRNIO Carta Dominante: 2 de Paus, que significa Perda de Oportunidades. Amor: Partilhe a boa disposição que o invade com quem o rodeia. Saúde: Tenha mais cuidados com os rins, beba muita água. Dinheiro: É possível que venha a obter aquela promoção que tanto esperava.

AQUÁRIO Carta Dominante: 5 de Paus, que significa Fracasso. Amor: Poderá vir a ter uma zanga com um familiar, mas não se preocupe que tudo se resolverá. Saúde: Cuidado com as mudanças bruscas de temperatura, pois o seu sistema imunitário anda muito frágil. Dinheiro: Seja prudente na forma como administra a sua conta bancária.

P E IXES Carta Dominante: Rainha de Espadas, que significa Melancolia, Separação. Amor: Ponha de parte essa sua mania de ser o mais importante, deixe que o amor invada o seu coração, aproveite o romantismo. Saúde: Cuide da sua alimentação, evite excessos. Dinheiro: Boa altura para comprar aquela peça de vestuário de que tanto gosta, invista mais em si pois bem merece.


19 Fevereiro 2010

MIRANTE

Nova Odivelas 3

ESTACIONAMENTO. Que soluções para Odivelas. Reportagem em breve no Nova Odivelas.

SAÚDE PÚBLICA

Uma lixeira ao lado de uma urbanização a nascer Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

No Bairro do Macário, mesmo ao lado dos prédios em construção da Urbanização das Piçarras, está uma enorme lixeira a Céu aberto com mais de 200 carcaças de frigoríficos, num verdadeiro atentado ambiental que dura há mais de dois anos com a complacência das autoridades com poder de intervenção e que até hoje nada fizeram para impedir esta grave agressão ao ambiente e à freguesia de Caneças.

Fotografias: JMP

A

origem perde-se no tempo e nas histórias. Um morador disse-nos que há cerca de dois anos um camião grande foi ali descarregar aquelas carcaças. Outros, incluindo o presidente da junta, dizem que a situação tem mais de dois anos e que foi crescendo gradualmente. Segundo alguns testemunhos será um indivíduo desempregado que recolhe os frigoríficos em vários locais e os leva para ali, porque mora perto, para lhes retirar componentes, como cobres, que tem aceitação no mercado e constituem fonte de receita. A situação foi detectada por Xara Brasil, líder da Bancada do CDS na Assembleia Municipal, numa visita à freguesia acompanhado por Laurinda Cardoso, representante do CDS na Assembleia de Freguesia e por Armindo Cardoso, líder da Comissão política Concelhia de Odivelas deste partido. O deputado municipal, que ontem levantou este problema na reunião da Assembleia Municipal, acusou o vereador do Ambiente de não ter resolvido o problema. Xara Brasil deixou a pergunta: «O vereador do Ambiente diz que está num projecto de continuidade. A continuidade é isto?» Para além de ter levado o assunto à Assembleia Municipal, o deputado quer «Alertar a população, através da comunicação so-

cial, para o que está a acontecer». A reportagem do Nova Odivelas ouviu também o presidente da Junta de Freguesia de Caneças, Armindo Fernandes, que nos disse conhecer a situação que «A Junta de freguesia tem vindo a intervir junto da fiscalização municipal para que actue nesta situação». Segundo o autarca os frigoríficos são recolhidos durante a noite em vários pontos da freguesia e até de fora de Caneças e levados para aquele local para serem descascados e retirados componentes que são depois vendidos. Diz o autarca que não é só naquele local que os frigoríficos são depositados, havendo outros locais na freguesia onde também existem estes restos o que o tem preocupado e por isso chama constantemente à atenção da Fiscalização Municipal e do Departamento de Ambiente da CMO mas até agora não tem tido resultados práticos e «Caneças continua com este pés-

simo aspecto em termos de limpeza e ambiente». Armindo Fernandes, embora sublinhando ser «Uma entidade que respeito muito» aponta o dedo à Comunidade Emmaús, não no caso destes frigoríficos mas noutras situações de monos espalhados pela freguesia. Disse o autarca que esta comunidade segue orientações «Que lhe foram dadas, pasme-se, pelo Departamento de Ambiente da Câmara, para que quando não conseguissem outra forma de se livrar de alguns monos, que os largassem aos poucos em vários pontos da freguesia, junto dos contentores, que os SMAS haviam de os levar. É claro que os SMAS não os levam e são autênticas lixeiras a Céu aberto no interior da freguesia» situação que preocupa Armindo Fernandes e a população de Caneças porque «É a imagem da freguesia que está completamente degradada». A junta «É pequenina em muitos

casos e neste também» e por isso não pode fazer mais do que tem feito, que é alertar os serviços municipais (Fiscalização e Ambiente) e intermunicipais (SMAS/Loures), afirma o presidente da junta. Quando a esta situação em concreto Armindo Fernandes diz conhecer mais ou menos a origem da situação e já ter comunicado várias vezes com Fiscalização Municipal, «Que se desloca ao local e toma notas mas depois os resultados não aparecem. Não ponho em casa que eles não façam os relatórios e dêem as devidas instruções mas depois quem tem de decidir não decide e fica tudo na mesma». O presidente da Junta de Freguesia de Caneças compara a situação dos frigoríficos a outras situações existentes em Caneças, dando o exemplo de terrenos municipais ou expectantes que estão cheios de mato e de entulho. «Nós participamos à Câmara e depois vemos nas decisões que o processo ou se arquiva ou tem uma multa tão irrisória que os infractores preferem pagar a multa e continuar a fazer o mesmo». A Câmara Municipal de Odivelas disse-nos conhecer a situação e que apesar de todos os esforços não tem sido fácil de resolver. Segundo a CMO os monos estão à guarda de um idoso de 85 anos que usa esse comércio como forma de sobrevivência, embora a Câmara duvide que, dada a idade da pessoa em causa, seja ele o responsável pela deposição dos frigoríficos no local. O terreno onde estão os monos é propriedade de uma empresa e a CMO entende que na qualidade de proprietários é essa empresa que tem a responsabilidade de limpar o terreno e já a notificou várias vezes nesse sentido. A empresa defende-se dizendo que não é responsável pela limpeza porque ali não colocou nada. Segundo José Esteves, Chefe do Gabinete da Presidência, a CMO vai continuar a acompanhar o assunto como tem feito até aqui através da Fiscalização, Departamento de Ambiente e Divisão de Assuntos Sociais e vai de novo notificar a empresa. A Divisão de Assuntos Sociais está também a desenvolver esforços com outras entidades no sentido de encontrar uma solução para o idoso.

O Posto de Comando no Facebook Tal como prometido, o Posto de Comando já está no Facebook e está a criar uma onda de “amigos” na ordem das centenas, prova de que as pessoas se preocupam com o que representa para a conquista da liberdade em Portugal. A partir deste novo espaço dedicado ao Posto de Comando pretende-se alcançar vários objectivos, a saber: 1) Proporcionar informação aos mais novos sobre o papel do Posto de Comando no 25 de Abril; 2) Facultar documentação, designadamente iconográfica, sobre o Núcleo Museológico do Posto de Comando do MFA; 3) Promover o lançamento de uma petição à Assembleia da República com o objectivo da classificação patrimonial daquele espaço de memória; 4) Tornar-se um espaço virtual de troca de sugestões e experiências em torno do Posto de Comando; 5) Disponibilizar materiais didácticos, destinados prioritariamente às escolas, para o estudo do Posto de Comando e do 25 de Abril. Na verdade, depois de considerarmos que o “site” da Câmara Municipal de Odivelas dedicado ao NMPC não está a cumprir cabalmente os objectivos para que foi criado, justificava-se plenamente que alguém tomasse a iniciativa de o fazer. O significado que hoje tem a Internet e espaços como o Facebook entre a juventude (e não só) é mais do que suficiente para que o Posto de Comando aproveite todas as suas potencialidades para chegar a muito mais gente do que a praticamente inexistente divulgação oficial do Núcleo Museológico por quem de direito. Quanto a este nosso espaço no Nova Odivelas, passará a estar em estreita ligação com as iniciativas implementadas a partir do Facebook. Em consequência, convidamos os leitores deste semanário a tornarem-se “amigos” do Posto de Comando no Facebook e a colaborarem activamente nas suas iniciativas. Pode aceder aqui: http://www.facebook.com/re qs.php#!/profile.php?ref=profile&id=100000710785382

Jorge Martins martinscjorge@gmail.com


4

Nova Odivelas

19 Fevereiro 2010

QUOTIDIANOS Banco de Bens Doados O Espaço Solidário – Banco de Bens Doados da Câmara Municipal de Odivelas é um projecto de solidariedade que pretende recolher os bens doados por particulares ou empresas a munícipes com carências socioeconómicas. Este projecto surge como um complemento da intervenção social dirigida a cidadãos e famílias residentes no Concelho de Odivelas. Pretende-se com este banco: a) Contribuir para o suprimento ou redução de algumas necessidades elementares imediatas e elevar as condições de vida dos munícipes em situação de desvantagem socioeconómica; b) Promover a participação da sociedade civil, empresas e cidadãos na recolha de bens e na melhoria das condições de vida da população em situação de maior vulnerabilidade no Concelho; c) Promover a preservação ambiental, contribuindo para o combate ao desperdício e procedendo ao reaproveitamento de bens e equipamentos; O Espaço Solidário – Banco de Bens Doados de Odivelas, dispõe de um armazém onde se armazenam os donativos recepcionados e conta com uma equipa móvel que faz a recolha dos produtos doados, uma equipa de tratamento e recuperação de bens materiais tendo como base um projecto de voluntariado, estruturado em articulação com o Banco de Voluntariado de Odivelas. Para doar artigos, os interessados devem entrar em contacto com a Divisão de Assuntos Sociais, através dos seguintes contactos: Av. Amália Rodrigues Lote 7 – 3º Piso, 2675-432 Odivelas. Tel.: 21 932 09 60 Fax.: 21 934 43 03. E-mail:divisaoassuntossociais@cmodivelas.pt

24 HORAS DE NOTÍCIAS www.novaodivelas.pt PUB

JUVENTUDE

POLÍTICA

«Também em Odivelas o PS exige mais esforço financeiro às famílias»

Uma aventura no Aeródromo

E Fotografias: Henrique Ribeiro

DIRECTAS

V

inte e um jovens do concelho de Odivelas, com idades compreendidas entre os 13 e os 17 anos, participaram na Segunda-feira numa Actividade de Carnaval, promovida pela Divisão de Juventude da Câmara de Odivelas, que os levou numa visita ao Aeródromo de Tires. Saídos de Odivelas a aventura começou logo na viagem, toda debaixo de chuva com os perigos inerentes mas que o profissionalismo do motorista Rui evitou e tornou a viagem agradável. Chegados a Tires começou a aventura do conhecimento. Alguns dos jovens mostraram que percebiam de aviões mas para a grande maioria foi o primeiro contacto “corpo a corpo” com esta realidade e as manifestações de surpresa e agrado foram uma constante. No chão, um avião diferencia-se dos outros por estar sem rodas e com o bojo assente no chão. Tinha sido o protagonista, dois dias antes, de um “filme” que meteu tiros e tudo e os jovens de Odivelas ouviram com interesse a história possível dessa noite. A visita aos hangares onde se en-

contravam alguns aviões, entre eles um jacto de 25 lugares e muitas toneladas serviu para uma fotografia de “família” que alguns não queriam tirar. A visita terminou com uma ida à Torre de Controlo onde ficámos a saber como funciona aquela parte do controlo de tráfego aéreo. Na viagem de regresso era visível o contentamento dos participantes embora ainda houvesse quem recordasse outros anos onde a actividade tinha sido mesmo de Carnaval com a participação no Corso de Sesimbra. HR

m Nota de Imprensa, o PCP de Odivelas comenta a entrega de terrenos municipais à Associação de Jardins-Escolas João de Deus dizendo que «Quando para além dos impostos que se pagam, obrigam as famílias a pagar a escola dos filhos, que devia ser universal, pública e gratuita, isso é claramente uma opção ideológica» e acusando Susana Amador e o PS em Odivelas de revelar «Os mesmos traços duma política ruinosa que tem arrastado Portugal para níveis miseráveis de desenvolvimento económico e de justiça social». Para o PCP «A Câmara de Odivelas entrega terrenos seus, permite e aplaude o facto de passarem a ser entidades privadas a assumirem responsabilidades que deveriam ser do Estado, aceitando a sua demissão nestas funções». A propósito do recente lançamento da primeira pedra da Escola João de Deus na Ribeirada, cujo projecto contempla 200 vagas para o primeiro ciclo da escolaridade obrigatória, «O PCP considera fundamental denunciar que esse nível de ensino vai ser pago pelas famílias, facto que é absolutamente inaceitável por se tratar da escolaridade obrigatória». A Escola vai ser construída num terreno cedido pela Câmara Municipal de Odivelas, aprovado em 28 de Novembro de 2008 com o voto contra dos Vereadores da CDU. Trata-se de um terreno com cerca de 5.500 m2 que estava destinado à construção de uma escola pública, com pré-escolar e primeiro ciclo, prevista para 2011 e considerada como prioritária na Carta Educativa. «Com esta cedência a Câmara adiou a construção de uma escola pública que é da sua responsabilidade e

cuja necessidade é indiscutível, dadas as carências que são conhecidas no concelho», acusa o PCP. A Associação Escolas João de Deus é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), dependendo da celebração de acordos com a Segurança Social e com o Ministério da Educação para assegurar uma resposta solidária em que as famílias pagam uma mensalidade de acordo com os seus rendimentos. É o que acontece com a generalidade das IPSS que têm creche e pré-escolar.

«Isto é absolutamente inaceitável pois é ao Estado que cabe garantir a frequência gratuita da escolaridade obrigatória» «Assim, mesmo que esta venha a celebrar contrato com o Ministério da Educação para o primeiro ciclo, as famílias terão sempre que pagar uma mensalidade na proporção do seu rendimento. Além de que o acesso será sujeito ao critério da instituição, ao seu entendimento e prioridades. E isto é absolutamente inaceitável pois é ao Estado que cabe garantir a frequência gratuita da escolaridade obrigatória». O PCP considera «Positivo a instalação de um Jardim-Escola João de Deus no concelho e defende a cedência de terrenos municipais para creche e pré-escolar, nos mesmos termos em que são cedidos a outras instituições, mas nunca para substituir as escolas do primeiro ciclo a que as nossas crianças têm direito e que a Câmara tem o dever de construir». HR


19 Fevereiro 2010

Nova Odivelas 5

AMBIENTE E ENERGIAS RENOVÁVEIS. Debate do Partido Socialista no Sábado no Centro de Exposições. Acompanhe em www.diariodeodivelas.com ENSINO

DIRECTAS

empreendedorismo». Referiu o projecto como parte de uma «Cruzada em prol da Educação iniciada em 2005», recordando que três outras escolas serão inauguradas em Setembro, bem como o empenho camarário no combate à exclusão social.

Lina Manso linamanso@coisas.info

U

ma escola «Criativa e inclusiva», além de «Eco-eficiente» e submetida a algumas regras de «Hierarquização etária» (como a separação dos recreios), vai ser construída na Ribeirada. Com capacidade para 400 crianças, disporá das valências de creche, pré-escolar e primeiro ciclo do ensino básico, além de uma biblioteca, um laboratório, espaços de recreio, dois campos multiusos ao ar livre ou uma zona de estacionamento. A obra, orçada em mais de dois milhões de euros, é da responsabilidade da Associação de Jardins-Escola João de Deus (AJEJD) – já com 49 centros educativos incluindo a Casa Rainha Santa Isabel, em Odivelas – e deverá estar concluída até 2012. A primeira pedra do equipamento colectivo de cariz educativo/ social foi lançada a 11 de Fevereiro, logo após a Câmara Municipal e aquela Instituição Particular de Solida-

Fotografia: Lina Manso

12 milhões para parque escolar da rede pública De acordo com a câmara, o investimento global de 12 milhões de euros no parque escolar da rede pública ao longo dos próximos quatro anos permitirá ter, já no final de 2010, mais 60 novas salas de primeiro ciclo, 25 de pré-escolar e outras 25 destinadas ao segundo e terceiro ciclos no Centro Escolar do Porto Pinheiro. Após a cerimónia, António Ponces de Carvalho e uma comitiva liderada por Susana Amador, composta por vários vereadores, dirigiu-se até ao referido terreno da Ribeirada - próximo do local onde vai nascer a esquadra que será sede da Divisão da PSP de Odivelas – para lançar a primeira pedra da Escola João de Deus.

riedade Social (IPSS) terem assinado a escritura de cedência, em direito de superfície, de uma parcela de terreno com uma área superior a cinco mil metros quadrados. Nos Paços do Concelho, e depois da apresentação do projecto educativo da futura Escola João de Deus, António Ponces de Carvalho, presidente da Associação de Jardins-Escola, referiu a importância de reforçar a «Educação de base» em Portugal baseando-se num estudo recente onde se apurou que «O atraso» nesta matéria, em relação a outros países europeus, «Ainda é grande».

oriundas de famílias «Mais carenciadas» (pais pagarão de acordo com o rendimento auferido). Ponces de Carvalho acrescentou que a lista de espera para os três jardinsde-infância da associação em Lisboa é grande, pelo que já há interessados na nova escola de Odivelas. A meio da Agenda para a Educação (que arrancou em Janeiro), Susana Amador, presidente da câmara, frisou o papel do presidente da AJEJD como «Parceiro em projectos de boa-vontade» e disse que «Este é o tempo da criatividade e

Três valências para 400 crianças

Educação para a Saúde

ENSINO

O equipamento terá uma creche para 50 crianças, seis salas de jardim-de-infância (150 meninos), e oito salas de primeiro ciclo do ensino básico (destinadas a 200 alunos). Segundo o responsável, a prioridade será dada a «Crianças do concelho», em partic u l a r

R

Imagem: CMO

A primeira pedra da Escola João de Deus, na Ribeirada (cidade de Odivelas), já foi lançada. O equipamento terá as valências de creche, jardimde-infância e primeiro ciclo, dando prioridade a crianças do concelho, sobretudo oriundas de famílias carenciadas.

ecomeçaram no dia 11 de Fevereiro as acções do Ciclo Formativo “Educação para a Saúde” promovidas pela Divisão de saúde e Prevenção das Toxicodependências da Câmara de Odivelas. Nesta II edição o tema centrou-se nas Infecções Sexualmente Transmissíveis (com especial incidência sobre o VIH/SIDA). A Vereadora da Saúde, Sandra Pereira, sublinhou «A importância das relações entre a autarquia e a comunidade educativa» uma vez que são educadores por excelência. A vereadora desejou que «Os conteúdos apresentados nestas sessões formativas sigam de en-

contro às vossas necessidades». Estas acções destinam-se a professores, educadores de infância e outros técnicos de educação e de intervenção social a desenvolverem funções em estabelecimentos de educação e ensino do concelho de Odivelas tendo por objectivo a potencialização do apoio técnico da Câmara Municipal de Odivelas à actividade desenvolvida pelos diversos estabelecimentos de educação e ensino público na área da Educação para a Saúde, numa perspectiva de eficácia da intervenção e de uma clara optimização de recursos.

Prevenção Rodoviária na Pontinha

Fotografia: JFP

Escola na Ribeirada vai receber 400 crianças

Susana Amador visitou Universidade Sénior No âmbito da “Agenda Para a Educação” a presidente da Câmara, Susana Amador, visitou a 09 de Fevereiro a Universidade Sénior que funciona há três anos nas instalações do Instituto de Ciências Educativas, na Serra da Amoreira, Ramada, onde 120 alunos e cerca de 20 professores, em regime de voluntariado, partilham os seus conhecimentos em áreas como Direito, Economia, Música, Espanhol, Inglês, Francês, Pintura, História da Arte, Teatro e Actividade Física e Saúde. No dia da visita, a Presidente Susana Amador e a Vereadora Fernanda Franchi tiveram a oportunidade de assistir a uma aula de informática e a um espectáculo surpresa do Coro da Universidade Sénior. Em breves palavras dirigidas a alunos e professores, a edil sublinhou a importância deste projecto «Que nasceu do coração e do amor, e que continua a crescer, contribuindo para um mundo melhor, para a felicidade colectiva».

A Escola Móvel de Trânsito está de novo nas escolas da freguesia da Pontinha. A primeira sessão decorreu no passado dia 05 na EB1/JI Quinta da Condessa, e envolveu alunos das várias escolas da freguesia. SerSeguro é o nome deste Projecto de Educação Rodoviária, cujo objectivo é formar os alunos, do 4º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico, a respeito da Prevenção Rodoviária. A segunda sessão decorreu no dia na escola EB1/JI Quinta da Condessa e nos dias 19 e 26, vão decorrer novas sessões na EB1/JI Quinta da Paiã. A organização está a cargo da Câmara Municipal de Odivelas em parceria com a Junta de Freguesia e com a PSP Escola Segura. PUB


6

Nova Odivelas

19 Fevereiro 2010

56

Intermitências

Dualidades

Quando acaba a farsa de uma crise anunciada?

CPLP homenageou Lauro Moreira

Mundo das Tropelias O Carnaval das Tropelias Fernando Tudela

Fotografias: Eduardo Sousa/CMO

Aí está ela, cozendo em lume brando, a crise que todos querem negar e que só por miopia política não se enxerga.

No dia em que deixou a liderança da Missão Permanente do Brasil junto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e que comemorou 70 anos de vida (11 de Fevereiro) o Embaixador Lauro Moreira recebeu, no Centro Cultural Malaposta, uma homenagem promovida pela CPLP onde foi «Um militante da Lusofonia».

E

m ambiente de grande emoção, a cerimónia contou com a presença de várias personalidades ligadas à cultura e à CPLP, como o seu Secretário-Executivo, Domingos Pereira; o embaixador Russo Dias; a presidente da Câmara de Odivelas, Susana Amador, o vereador da Cultura, Mário Máximo e representantes das várias embaixadas de países da CPLP. Pontuados com apontamentos musicais, foram proferidos vários discursos que lembraram o percurso do embaixador e o seu papel em defesa da Lusofonia. Usaram da palavra o embaixador Russo Dias, Domingos Simões Pereira, Mário Máximo e Susana Amador. O homenageado também usou da palavra para agradecer tudo o que dele foi dito dizendo, em jeito de brincadeira, «Eu não sou nada disso que os senhores estão pensando e depois não digam que não os adverti». O embaixador também falou um pouco do seu percurso, num discurso emotivo e divertido afirmando que «Faço tudo com absoluta paixão e, portanto, só faço aquilo de que gosto». Falando do coração, afirmou que nunca recebeu uma homenagem como esta, sobretudo «Por estar a ser homenageado pela Lusofonia, por uma coisa que não me custa absolutamente nada, antes pelo contrário é a minha exaltação permanente, a minha respiração». Ser homenageado pela CPLP «Em que eu acredito tanto» e de a homenagem decorrer na Malaposta também foi sublinhado por Lauro Moreira. A presidente da Câmara de Odivelas, Susana Amador, considerou o embaixador «Um dos diplomatas que fazem a diferença» sublinhando a «Causa maior que é a Lusofonia». Para além do calor das palavras e do carinho demonstrado ao Embaixador, enriqueceram a noite as excelentes actuações de Joana Melo, Eneida Marta e o grupo “Raspa de Tacho”.

A

realidade, é que o País, do ponto de vista da ética e do défice ideológico e democrático - cercado pela “muralha” dos ditames da União Europeu -, tem partidos que pensam mais em si, como motores daquilo que chamam regime democrático ao serviço da economia, do que na vida mitigada da maioria dos portugueses. O primeiro-ministro, José Sócrates, passa ao contra-ataque, na tentativa de salvar a sua imagem, agora que há já quem no PS fale em mudanças onde Sócrates está incluído. E, assim, procura-se remédio para a doença endémica da política em Portugal, catapultada por escândalos de primeira página e outros. Entretanto, os partidos ditos do Poder não querem, de forma alguma, que a crise passe do estado letárgico para um coma qualquer ou mesmo para a morte do paciente. É que isto assustaria os mercados internacionais e daria a imagem de uma ”italianização” por demais evidente. Depois, temos um cenário pouco próprio para eleições e rupturas políticas. É que o PSD tem um líder de “morte” anunciada e três candidatos assumidos para além de uma perspectiva da continuação das lutas internas que têm sucedido nestes últimos anos. Pois, sendo assim, sem um objectivo que não seja o alcançar do sucesso de um dos pretendentes à liderança, que programa a apresentar ao eleitorado? O CDS-PP, do alto da sua subida eleitoral na última ida às urnas, a qual retirou a maioria absoluta a Sócrates, tem consciência de que não será a alternativa sozinho e incomoda-o, pela sua génese ideológica, que haja confusões, preferindo, tal como outros, uma posição de fachada “patriótica”: esperar para ver. E a esquerda? Bem, o problema é que há uma esquerda ligada a alguns, poucos, sectores do PS e que Sócrates tem conseguido “domar”. Mas não ouço Manuel Alegre, o candidato presidencial de “toda a esquerda”. Resta, pois, pelo menos em termos teóricos a verdadeira esquerda, a qual, no entanto, parece estar a ver a cena do alto de um miradouro. Há manifestações dos funcionários públicos marcadas, há a coerente e desejada determinante ideológica e espera-se, que, antes de tudo o mais, o primeiro-ministro venha falar ao País, quer na Assembleia da República quer em intervenção marcada para o efeito e de cobertura televisiva. Tem de vir dizer se mentiu aos portugueses, como é opinião de, entre outros, Marcelo Rebelo de Sousa; quem é quem no processo “face oculta” ou no caso da compra, falhada, da Prisa pela PT, dizer de sua justiça sobre a Justiça e apagar a fogueira onde esta crise, repito, vai cozendo em lume brando. Claro que se é que a esquerda está à espera disto, como dizem os brasileiros, é melhor esperar sentada… ou, então, digam que o rei vai nu e o trono está sem sucessor!

24 HORAS DE NOTÍCIAS www.novaodivelas.pt

Sendo o Carnaval uma quadra tão festiva, o Mundo das Tropelias não quis que a mesma fosse passada sem a diversão, fantasia e alegria que lhe é devida. Como é sabido, este ano, o tema do vestuário tem marcado presença nas mais diversas actividades e o Carnaval não foi excepção. Ao longo da semana foi elaborado um painel colectivo sobre disfarces de Carnaval, os alunos trabalharam com diversos materiais, entre os quais tecido. A maioria dos alunos optou por reproduzir o seu próprio disfarce, elevando a criatividade e a imaginação, que foram uma constante durante o decorrer da actividade. O sucesso da mesma foi da inteira responsabilidade dos alunos, que se empenharam na sua concretização com dedicação e proficiência. Como comemoração dos dias festivos foi ainda lançado aos nossos alunos o desafio de encontrarem um traje regional como disfarce e também aqui os alunos responderam da melhor forma com grande criatividade e entusiasmo. Foram dias de grande alegria e diversão que, certamente, não serão esquecidos pelos nossos alunos…Aqui ficam alguns dos momentos tropelias… Professora Raquel Gomes Equipa Mundo das Tropelias

PUBLIRREPORTAGEM


19 Fevereiro 2010

Nova Odivelas 7 PUB


Nova Odivelas

8

19 Fevereiro 2010

ACTUALIDADE TRABALHO

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

A maioria dos cerca de 40 funcionários da empresa de segurança FénixIntersegur que prestam serviço nas várias instalações da Câmara Municipal de Odivelas não têm a sua situação regularizada em termos de salários e subsídios de férias e de natal o que tem provocado algumas dificuldades e, em alguns casos, até verdadeiros dramas familiares porque como diz o ditado «Casa onde não há pão…» anto quanto sabemos as dificuldades começaram em Junho de 2009. Os funcionários que foram de férias nessa altura não receberam o subsídio, e muitos deles, até hoje continuam nessa situação. Quanto aos ordenados, também deixaram de ser pagos a tempo e horas e o ordenado de Janeiro ainda não foi pago, mas segundo José Ribeiro, Gerente da Empresa, «Não estão em atraso porque só assim são considerados ao fim de sessenta dias». No dia 26 de Janeiro, o Coordenador Nacional do Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria e Vigilância (STAD), Carlos Trindade, citado pela Lusa lamentou que umas centenas de trabalhado-

T

PUB

res da empresa estejam há dois meses com salários em atraso. «Umas centenas de trabalhadores, de entre um total de 2.000 empregados que o grupo de segurança Fenix-Intersegur emprega, estão sem receber os salários dos meses de Novembro e Dezembro, bem como o subsídio de Natal e de Férias, o que é uma situação desesperante», disse Carlos Trindade, durante uma manifestação em frente à sede da empresa. Entre estas centenas estão muitos dos trabalhadores a prestar serviço em Odivelas. Carlos Trindade disse ainda que a empresa alega que não pode pagar aos trabalhadores porque está com «Problemas de tesouraria» devido «À dificuldade dos clientes cumprirem com os prazos de pagamento e porque a banca não concede empréstimos». No entanto, ao Nova Odivelas, José Ribeiro, gerente da Fénix-Intersegur, disse, na passada semana que «Já chegámos a um acordo com uma instituição bancária que vai assegurar todos os pagamentos em atraso». Assegurou ainda que no prazo de uma semana a situação estaria regularizada. Mas, uma semana depois, a maioria dos funcionários continua sem receber, segundo alguns confirmaram à nossa reportagem. O acordo com o novo banco implica que todos os funcionários abram conta nessa instituição. Tanto quanto sabemos alguns deles abriram essa conta com a esperança de uma rápida resolução, mas tal não aconteceu. Manifestando-se preocupado com a próxima renovação do contrato com a Câmara de Odivelas, José Ribeiro assegurou que a Fénix-Intersegur é uma empresa séria, que

Fotografias: Henrique Ribeiro

Incumprimento de pagamen


19 Fevereiro 2010

Nova Odivelas 9

ntos leva a dramas familiares

Duas histórias Hugo é casado e tem dois filhos. Funcionário da empresa contava com o vencimento a tempo e horas para regularizar os compromissos assumidos a contar com o seu ordenado, como a prestação do carro e da casa. O subsídio de férias e de Natal estava reservado a aquisições fundamentais, como os livros e material escolar e melhoramentos da casa. A ausência do vencimento a tempo e horas levou a falta de comer em casa, a ter de ir a pé para o trabalho, por não ter dinheiro para o Para proteger os funcionários os nomes são fictícios.

passe e a não pagar a prestação da casa no dia aprazado. As discussões em casa começaram a ser constantes e Hugo já não sabe o que fazer à sua vida. O Manuel passa a vida a pedir dinheiro emprestado aos amigos e à família. Com muitos anos de vida nunca precisou destas coisas e sente-se envergonhado. Se todos os dias vai trabalhar e cumpre o horário, pergunta porque não cumprem com ele? Porque tem de pedir dinheiro que teria se recebesse a horas?

sempre honrou os seus compromissos e que tudo está a fazer para que esta situação, que sublinhou ser pontual, se resolva no mais curto espaço de tempo. Para o gerente da empresa a continuação da prestação de serviços à CMO é vital para assegurar estes quarenta postos de trabalho. Solicitámos à Câmara de Odivelas uma posição sobre esta situação que vivem os funcionários da Fénix-Intersegur que prestam serviço em Odivelas. Em resposta, assinada pelo Chefe de Gabinete da Presidência, José Esteves, disse que «Apesar da relação do Município de Odivelas com a empresa Fénix-Intersegur ser estritamente comercial, não sendo possível da nossa parte qualquer intervenção directa, esta é uma situação que preocupa a Senhora Presidente da Câmara Municipal, que deu instruções aos serviços municipais para acompanharem de perto esta situação, tendo inclusive já sido realizados vários contactos com a referida empresa sobre esta questão. De acordo com as últimas informações que nos foram prestadas pela empresa, relativamente ao ponto de situação do pagamento dos vencimentos aos funcionários da empresa que prestam serviço nas instalações municipais, foi-nos informado que a Fénix-Intersegur solicitou a estes a abertura de conta na instituição bancária através da qual está a ser regularizada a situação comercial e financeira daquela empresa, e que, nessa sequência, os montantes devidos estão a ser regularizados, nomeadamente subsídios de Natal e os outros vencimentos». A Câmara Municipal de Odivelas

salienta que «Não existe qualquer atraso no pagamento das facturas mensais relativas à prestação de serviços de segurança à empresa Fénix-Intersegur por parte do Município de Odivelas». A situação de incumprimento por parte da empresa dos pagamentos devidos aos seus funcionários levou mesmo a que no dia 05 de Fevereiro se tivesse realizado uma reunião na Direcção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho entre representantes da Fénix-Intersegur e do STAD para analisar a situação. Segundo a acta dessa reunião o representante da empresa voltou a dizer que as razões dos atrasos residem no «Atraso generalizado do pagamento das facturas por parte dos clientes», na impossibilidade «De cobrar esses créditos em tempo útil pelo recurso aos tribunais», na «Crise generalizada do sistema financeiro, que a partir de meados de 2009 impossibilitou a empresa de utilizar instrumentos financeiros, nomeadamente “factoring” para antecipação de receitas e criando uma situação de impossibilidade de pagamento pontual das suas obrigações salariais». Nesta reunião voltou a ser referido o acordo com uma entidade bancária e reafirmada «A firme vontade e empenho em regularizar as situações dentro do que lhe for possível». O representante do STAD lembrou que já em Outubro de 2009, numa reunião semelhante a empresa se tinha comprometido a resolver rapidamente o problema o que até agora não aconteceu. Por isso, o sindicato vai continuar a intervir no quadro institucional na defesa dos interesses dos trabalhadores. PUB


10 PUB

Nova Odivelas

19 Fevereiro 2010


19 Fevereiro 2010

DESPORTIVAMENTE

Nova Odivelas 11

CRÓNICAS. Humberto Fraga e Rui Francisco têm Visões Desportivas às Sextas-feiras em www.diariodeodivelas.com

ANDEBOL

AGENDA FIM ●DE ●SEMANA [20 e 21 FEV]

Minis como gente grande David Braga davidbraga@diariodeodivelas.com

1ª JORNADA CGO 28 – Sporting “B” 25 1º Dezembro 14 – CDE Camões 20

Disputou-se neste sábado de carnaval no Pavilhão Municipal de Odivelas no Bairro Olaio o Encontro de Inverno de Minis 5 em Andebol numa organização da Associação de Andebol de Lisboa.

3ª JORNADA 1º Dezembro 24 – Sporting “B” 17 CDE Camões 14 – CGO 16 Fotografia: David Braga

C

om a presença do Ginásio Clube de Odivelas, Sporting Clube de Portugal, Grupo Musical 1º de Dezembro e Clube Desportivo Escolar Camões, tivemos o prazer de assistir a 6 magníficos jogos onde cerca de 4 dezenas de atletas de palmo e meio fizeram desta tarde um hino ao desportivismo e ao convívio dis-

2ª JORNADA Sporting “B” 6 – CDE Camões 12 CGO 28 – 1º Dezembro 26

putando cada um dos jogos com a intensidade de quem joga a brincar levando no entanto muito a sério cada disputa de bola, cada golo marcado ou sofrido. O entusiasmo dos “miúdos” contagiou a bancada do pavilhão com bastante público presente, que

soube retribuir com palmas e incentivos contribuindo para a festa ser ainda maior. No final deste mini torneio José Amoedo, Director Desportivo do GCO, fez um balanço muito positivo, realçando que estes encontros são essenciais para o

CLASSIFICAÇÃO FINAL 1º - Ginásio de Odivelas, 9 pontos 2º - CDE Camões, 7 pontos 3º - 1º Dezembro, 5 pontos 4º - Sporting “B”, 3 pontos

desenvolvimento destes atletas motivando-os para a competição e para cativar mais jovens para a modalidade. Sendo o menos importante aqui ficam os resultados e classificação do Encontro de Minis 5, ganho pela equipa da casa.

NO DOMINGO ASSISTA EM DIRECTO A JOGOS DE FUTSAL E BASQUETEBOL. ONDE? NO DO MULTIMÉDIA. www.diariodeodivelas.com BADMINTON

ARCIP no Torneio Nacional de Divulgação

N

Fotografia: ARCIP

o dia 06 de Fevereiro teve lugar a inauguração do Centro de Alto Rendimento (CAR) nas Caldas da Rainha, para a modalidade de Badminton, com a realização do Primeiro Torneio Nacional de Divulgação organizado pela Federação Portuguesa de Badminton (FPB). Este evento contou com a participação de 200 atletas de todo o país. A Associação Recreativa e Cultural Indo-portuguesa (ARCIP) esteve representada com os se-

guintes atletas: Hugo Jorge (sub-11); João Alves, Marco Jorge e Sílvio Simões (sub-13); Ana Dias; Ana Gomes e Djeni Furtado (sub-15); Ana Amorim; Eduardo Santos e Sandra Silva (sub-19). Acompanharam os atletas os delegados da ARCIP, Clara Alves, Paulo Dias e Maurino Silva. Só no escalão SH Sub-13 foram obtidos resultados pelos atletas odivelenses. Sílvio Simões conquistou o 2º lugar e João Alves o 3º.

FUTEBOL

FUTEBOL

Odivelas perdeu com o Marítimo

Odivelas foi vencer a Sacavém

O

s juniores do Odivelas foram à Madeira perder com o Marítimo por 4-2 num jogo que se revelou muito fraco onde o 3º lugar do Campeonato que os madeirenses ostentam não se destacou muito do lanterna vermelha que neste campeonato apenas marcou 18 golos tendo sofrido 51. O Marítimo entrou no jogo sem garra sem vontade de atacar e pa-

recendo apenas esperar um erro do Odivelas para chegar ao golo. Aos cinco minutos Reys desperdiçou uma boa oportunidade de golo mas aos 16 Josimar animou a “malta” madeirense marcando o primeiro golo da partida. O Marítimo foi somando com aproveitamento as falhas do Odivelas e sem grande esforço voltou a ter golo aos 22’ com Josimar e aos 24’ com Reys.

Aos 33’ foi a vez do Odivelas marcar o seu primeiro golo por intermédio de Luís Carlos, mas dois minutos depois Denis marcaria o 4º golo do Marítimo. Se o jogo foi fraco na primeira parte, conseguiu piorar na etapa complementar com o Odivelas a conseguir, aos 80’ marcar o seu segundo golo através de Mauro. A Arbitragem foi regular.

A

pesar da paragem carnavalesca a equipe de Escola “C” do Odivelas não teve “férias” e foi a Sacavém vencer o Sacavenense por 15, num jogo a contar para o Campeonato Distrital de Escolas Sub-8. O Odivelas mantém a 2ª Posição com 24 pontos, menos 5 pontos que o 1º Classificado, o Povoense.

Sábado FUTEBOL Juniores: Algueirão ● CAC Juniores: Caneças ● Alhandra Juniores: Odivelas FC ● Oeiras Juniores: Santa Maria ● Abóboda Juniores: Tenente Valdez ● Mucifalense Infantis: CAC ● Torreense Infantis: Caneças ● Povoense Infantis: Frielas ● Caneças Infantis: SJ Brito ● Caneças B Infantis: Malveira ● Odivelas FC Infantis: Odivelas FC ● Santa Maria Infantis: Tenente Valdez ● Linda-a-Velha Escolas: Odivelas FC ● SJ Brito Escolas: Odivelas FC B ● Benfica Escolas: Cacém ● Odivelas FC C FUTSAL Seniores: Carnide ● Famões Seniores: Barroense ● GROB Juniores: ACO ● Porto Salvo Juniores: Arroja ● Liberdade Juniores: Bons Dias ● Belenenses Juniores: Famões ● Casal Rato Juniores: GROB ● Vilarense Juniores fem.: PSAAC ● Nova Morada Juvenis: ACO ● Portela Juvenis: Arroja ● Tunelense Juvenis: Chelas ● Bons Dias Juvenis: Escorpiões ● Casal Rato Juvenis: Famões ● Marista Lisboa Juvenis: NS Tires ● Silveirenses Iniciados: Casal Rato ● ACO Iniciados: Sporting ● Arroja Iniciados: Bons Dias ● SJ Tojal Iniciados: Tercena ● Patameiras Infantis: ACO ● Manjoeira Infantis: Arroja ● Vila Saloia Infantis: S. Brás ● Bons Dias Infantis: Casal Rato ● Olivais Infantis: Portela ● GROB Infantis: UDA ● Patameiras Escolas: Arroja ● José Mira Escolas: Bons Dias ● Porto Salvo Escolas: Recreio ● Bons Dias Escolas: GROB ● Império Cruzeiro Escolas: Patameiras ● Brandoa Domingo FUTEBOL Seniores: CAC ● Fut. Benfica Seniores: Atlético ● Odivelas SAD Juvenis: CAC ● Estoril Juvenis: Caneças ● Pêro Pinheiro Juvenis: Odivelas FC ● Benfica Juvenis: Odivelas FC B ● Lourinhanense Juvenis: Bobadelense ● Santa Maria Juvenis: Vilafranquense ● Tenente Valdez Iniciados: Estoril ● CAC Iniciados: CAC B ● Chelas Iniciados: Musgueira ● Caneças Iniciados: Mafra ● Odivelas FC Iniciados: SJ Brito ● Odivelas FC B Iniciados: Santa Maria ● Casa Pia Iniciados: Tenente Valdez ● Palmense FUTSAL Seniores fem.: Onze Unidos ● Caneças

RESULTADOS FIM-DE-SEMANA [13 e 14 FEV] FUTEBOL Seniores: Mercês 3 ● 4 CAC Seniores: Odivelas SAD 5 ● 0 Santana Juniores: Marítimo 4 ● 2 Odivelas FC Escolas: Sacavenense 1 ● 5 Odivelas FC C FUTSAL Juniores: Vit. Olivais 3 ● 6 ACO Juniores: ACC 5 ● 2 Arroja Juniores: Bons Dias 3 ● 4 Sassoeiros Juniores: BS João 5 ● 2 Famões Juniores: Fonsecas 4 ● 5 GROB

O site NO não vai de fim-de-semana, veja as reportagens desportivas e restantes resultados em

www.novaodivelas.pt


12

Nova Odivelas

19 Fevereiro 2010

CAMINHOS CRUZADOS

A FÁBRICA. Em exibição na Malaposta. Reportagem vídeo em www.diariodeodivelas.com

PRÉ-PUBLICAÇÃO DO LIVRO DE SOFIA MENDES CAPÍTULO II

Odivelas… Um cruzamento de Olhares Sofia Mendes

A paisagem urbana é para além de outras coisas, algo para ser apreciado, lembrado e contemplado. Kevin Linch, urbanista americano

tra-se uma estátua de homenagem ao sexto rei de Portugal, D. Dinis, que mandou construir o Mosteiro de Odivelas, onde se encontra sepultado, juntamente com a sua filha ilegítima, Maria Afonso, e um neto seu, D. João. Odivelas, fôra cenário para muitos dos seus romances extra-matrimoniais.

gam as pequenas essências de uma cidade que se pretende en plena mutação. Tomás José Olaio (1896-1989) Industrial e construtor civil deu origem ao nome deste bairro. Destacou-se ainda como fundador da fábrica Móveis Olaio, em Sacavém.

Rua dos Bombeiros Voluntários de Odivelas Já lá vai o tempo em que circular nesta rua exigia um cuidado redobrado. Rua de intenso tráfego, apesar dos dois sentidos, durante as horas de ponta encontrava-se completamente saturada. Além desta caótica situação quando soava a sirene dos bombeiros e os portões se abriam eis que ambulâncias e viaturas pesadas destes tornavam impossível a circulação. Hoje, esta rua, já não é o que era num passado recente, servindo quase de complemento à avenida D. Dinis e à recente rua comandante Augusto Alexandre Jorge. Inserido na nova urbanização surgiu o novo quartel dos Bombeiros Voluntários de Odivelas. O anterior edifício dos bombeiros deu lugar a uma instituição bancária (Montepio Geral). Esta zona da cidade encontra-se numa bacia frequentemente inundada nos invernos mais rigorosos. A. H. B. V. O. têm desempenhado um papel fundamental no salvamento de vidas e no apoio à população, das freguesias de Odivelas, Famões, Póvoa de Santo Adrião e Olival Basto. Curiosamente se ocorrer alguma situação semelhante às de 1967 e 1983 será o próprio quartel dos B.V.O. a ficar numa situação crítica de inundação, consequentemente inoperacional.

Em cima: 1968, Augusto de Jesus Fernandes / Em baixo: 2010, Sofia Mendes

Esta estátua da autoria do escultor Luís La Roche, inaugurada no ano passado. É o centro de atenções e de alguma polémica, para quem circula todos os dias nesta avenida.

ras) e da Rosca (Patameiras) Bairro da Serra Branca (Pombais); Bairro da Quinta do Mendes; Bairro Gulbenkian; Bairro Codivel; Bairro da Quinta Nova;

Bairro Olaio A freguesia de Odivelas é constituída em grande parte por Bairros: Bairro Doutor Lima Pimentel; Bairro Olaio; Bairro Rainha Santa Isabel (Patameiras); Bairro da Quinta do Malagasto (Patamei-

Em cima: 1968, Augusto de Jesus Fernandes / Em baixo: 2010, Sofia Mendes

Bairro da Barrosa; Bairro Avelar Brotero (Bairro dos Cágados); Bairro Espírito Santo... entre novas urbanizações. Um conjunto de bairros que agre-

Bairro Doutor Lima Pimentel A maioria e os principais bairros da cidade de Odivelas encontramse dispostos ao longo do percurso do Rio da Costa, pelo que a sua localização é facilitada. No entanto alguns destes bairros foram construídos nos anos 50/60 do século XX em leito de cheia provocando vários prejuízos em virtude das frequentes inundações. O bairro das Patameiras foi o mais sacrificado por este fenómeno natural.

Av. D. Dinis Artéria principal de Odivelas. Avenida longa, comprida, de prédios de um lado e de outro, predominantemente de comércio onde muitas habitações deram lugar a lojas. Principal ponto de partida e de chegada da maior parte dos transportes colectivos rodoviários da cidade. Praça principal de táxis, centro comercial e mercado municipal junto a bombas de gasolina. Ao centro desta avenida, encon-

Em cima: 1968, Augusto de Jesus Fernandes / Em baixo: 2010, Sofia Mendes

Em cima: 1968, Augusto de Jesus Fernandes / Em baixo: 2010, Sofia Mendes


19 Fevereiro 2010

Nova Odivelas 13

PUB

PUB

PUB

PUB


14 PUB

Nova Odivelas

19 Fevereiro 2010

Odivelas Life

Fernando Tudela Nasceu a 15 de Dezembro de 1948 e os seus pais viveram sempre na que é hoje a Escola Profissional Agrícola D. Dinis, pelo que se considera «Um saloio de gema. Fui aqui criado e sempre aqui vivi e tenho um carinho muito especial pela vida rural e a ligação à natureza». Funcionário Administrativo, foi, desde muito cedo, atraído pelas coisas das letras, embora tivesse concluído o Curso Geral do Comércio a muito custo, já que nunca teve inclinação para os números. Considera-se um autodidacta. Em 1972 foi revisor de imprensa no Mundo Desportivo, passando a desempenhar essas funções, em 1975, no Diário de Notícias. Em 1989, paralelamente com a profissão de funcionário público, começou a colaborar na Imprensa do Sport Lisboa e Benfica, tendo sido editor e chefe de redacção da revista Benfica Ilustrado e colaborador regular do jornal O Benfica, onde fez centenas de grandes entrevistas, as quais fizeram história num período conturbado do clube da Luz. Em 1998, saiu em litígio com João Vale e Azevedo. Colaborou em várias publicações, como a revista Homem Magazine, Jornal Lusitano Desportivo e foi autor de diversas biografias de jogadores. Desiludido com o jornalismo, escreveu um livro de poemas, Ingenuidades Poéticas, editado pela Ordem de Ideias e colaborei em sites como Terra Portugal, com artigos sobre acontecimentos históricos e Sportugal, crónicas sobre desporto. Tem colaborado em vários órgãos de Comunicação da Imprensa regional. Actualmente, aposentado colabora regularmente como colunista no Diário de Odivelas, onde aborda, preferencialmente, temas de política e sobre questões ideológicas. «Orgulho-me, também, de poder colaborar com o jornal Nova Odivelas». 1. Qual foi o último livro que leu? Um Outro Olhar Sobre Estaline, de Ludo Martens, e paralelamente Fuga da História? A revolução Russa e a revolução chinesa de hoje, de Domenico Losurdo, e A Crítica do Nacionalismo Económico, de Karl Marx. 2. Qual é a sua viagem de sonho? Depois do encanto que Florença exerceu em mim, gostaria de visitar Praga, Atenas, Veneza e Colónia, no fundo um roteiro por cidades com História. 3. Que personalidade mais admira? Karl Marx e D. João II. 4. Qual foi o filme que mais o marcou? Ivan O Terrível, de Eisenstein e Que Amigos Que Nós Eramos, de Ector Scolla. Mas gosto muito de cinema do período do neo-realismo italiano. 5. A que prato de comida não resiste? Gosto de toda a cozinha regional portuguesa em particular e mediterrânea em geral. Não resisto a um bom cozido à portuguesa ou a favas guisadas. 6. Prefere praia ou campo? Prefiro o campo, mas gosto de ir até junto ao mar para pescar. O mar dá-me tranquilidade. 7. Bebida? Vinho tinto, em especial do Alentejo ou da região do Douro. 8. Qual é o seu clube desportivo? O glorioso Sport Lisboa e Benfica. 9. Não dispensa a companhia de… Minha mulher. 10. O que o faz feliz? A minha família, em especial o meu neto Alexandre. 11. De que tem medo? De não viver o suficiente para poder contribuir, de algum modo, mesmo que numa parcela muito pequena, para a humanidade. 12. Orgulha-se de… Do meu filho Pedro. 13. Qual é a sua maior ambição? Não sou ambicioso. 14. E o maior sonho? Já não tenho sonhos, apenas sinto em mim um pouco do espírito de um adolescente teimoso. 15. Um lugar para descansar… Na minha casa ou se pudesse, no Interior, no Portugal profundo. 16. Onde se sente melhor? Em casa, com a minha família. 17. Se não tivesse sido o que foi o que seria? Jornalista a tempo inteiro. 18. Não vive sem… A minha mulher, filho e neto e sem alguns, muito poucos amigos. É que há sempre por aí muitos conhecidos e só isso! 19. Quem gostaria de conhecer? O jornalista Miguel Sousa Tavares, com quem não concordo com muitas opiniões mas sabe fazer jornalismo de uma forma muito pessoal, mas cativante. 20. Por último, um desejo… Salvem o Vale da Paiã!


19 Fevereiro 2010

Realmente! «O que é o Direito à Liberdade? Para mim é também o direito a não reagir quando somos ofendidos. É também o direito a ignorar os que nos provocam ostensivamente em busca de uma resposta nossa que lhes dará a importância e visibilidade que já não têm, ou que perderam… e é também o poder de recusar a mediocridade. É por fim o direito a passar fome com as costas direitas, mas de nunca “comer de gatas”.

«

Recuso aqueles que fazem estatísticas e sondagens com a nossa liberdade e como a devemos exercer. Esses sim, disfarçam os seus pretensos artigos de liberdades ameaçadas com tiques de arrogância intelectual e de pressão salpicada da sua pequena prepotência.

»

(…) Ignoram que é impossível dizer como é que a liberdade tem obrigatoriamente que se exercer: é caso a caso, consoante a pessoa que somos e as circunstâncias que se nos deparam, que temos que decidir e escolher. (…) Voltando ao momento actual, acredito que José Sócrates, com todas as suas imperfeições, nunca deixou para trás, em momento algum, o nosso património de liberdades, e por isso é que Mário Soares, Almeida Santos, Jaime Gama e tantos outros estão unidos em torno dele, porque esses grandes políticos ajudaram a abrir os olhos a um povo inteiro para os valores da Liberdade, da Democracia e dos Direitos do Homem…e pretendemos que esse olhar para os valores continue sempre bem desperto nas consciências de todos…contra todas as campanhas negras.. contra todas as falsas montagens e sobretudo contra uma certa comunicação social que coloca o lucro das vendas e dos shares acima da verdade.. e aí, tal como Torga disse, “temos nas nossas mãos o terrível poder de recusar”».

No b r e s C o n f i s s õ e s

N

Confesso, sim confesso…

unca pensei que uma simples crónica de jornal tivesse tanto efeito. Confesso também que ignorava por completo a maioria dos simpáticos nomes que me vão chamando através de e-mail. Mas, também fiquei surpreendida com a insatisfação das pessoas em relação a tudo e mais alguma coisa. Passo horas a tentar decidir o que vou falar porque se falasse de tudo o que me contam tinha de editar um jornal com o mesmo número de páginas das listas telefónicas de outrora.

B

om, mas vamos lá à crónica e vou começar bem. Parece que há por aí uma certa auxiliar que costuma andar nas carrinhas da CMO, segundo a Isabelinha da Ribeirada, que ultimamente tem feito outros serviços a pedido de um elemento da vereação municipal. Parece que a senhora tem jeitinho para descascar favas e ervilhas e há alguém que aproveita essa vocação e evita estragar as unhas. Realmente Odivelas é única… Ou se calhar até não.

C

ontinuemos na má-língua. Ah por falar em má-língua. O senhor Big Boss disse no Informalidades que aquilo mais parecia a noite da má-língua. Oh senhor engenheiro então o senhor Henrique é lá parecido com a senhora Júlia Pinheiro? Mas dou-lhe razão numa questão. Aquela tertúlia foi imprópria para cardíacos. Devia levar bolinha avisadora, cor-de-rosa, da sua condição de menos própria para pessoas dessa cor. Mas olhe que do ponto de vista televisivo foi mesmo um g’anda programa. Ah pois foi… Então a senhora dona ex-presidenta arrasou. Eu sempre achei que a senhora tinha queda para aquilo. Mas, uma coisa que acho mal é darem também tempo de antena ao marido. Se a moda pega e a Cristina, o Zé Maria e o Armandinho levam os respectivos cônjuges aquilo deixa de se chamar Informalidades e passa a chamar-se… “Conversas em Família”. «Credo dona Ricardina, salvo seja, cruzes canhoto, olhe que ainda me lembro do tempo dessas conversas» interrompe-me a Adélia da Língua Afiada, marquesa do Casal Novo. Tem toda a razão senhora marquesa. Mas pronto mudamos o nome para… Conversas Íntimas… Mas tenho de dar aqui um beijinho ao senhor engenheiro. Para a condição partidária que tem o homem revela mesmo elevados índices de testosterona, ou seja, como diria o Ilídio da Boina Preta, mostra bem os seus atributos de virilidade. «Oh dona Ricardina, tanto rodeio. Diga logo que o homem não tem falta de produtos quanto precisa de fazer salada», resmungou a minha comadre Ildefonsa que é agora, por casamento bem combinado, duquesa do Rio da Costa.

~ Gu ard a R eal ~

P

Nova Odivelas 15

Maria Ricardina de Marmelo e Sá Viscondessa da Memória confissoes@novaodivelas.pt

ronto agora sim… Continuemos com a má-língua. Segundo 23 e-mails recebidos esta semana, dos quais 11 foram mesmo enquanto escrevia a parte inicial desta crónica, o tal assessor que falei na passada semana assinou o contrato de avença no dia 01 mas ainda não pôs os pés na dita cuja junta. «Oh senhora viscondessa, esses seus e-maileiros são mesmo má-língua. Será que nunca ouviram falar em teletrabalho? Se calhar o senhor até se farta de suar lá em casa a dar conselhos aos seus dois patronos do executivo e vêm agora dizer que ele não põe os pés na junta», criticou a Maria Angelina, condessa do Vale do Forno.

P

arece que de repente o défice de discussão vai ser totalmente erradicado. O BE como já disse, vai fazer nove debates sobre os mais variados temas. Mas, não está sozinho. O MOC vai discutir a Cidadania na Terça-feira com Hernâni Carvalho e Edgar Valles e o PS vai discutir as Energias Renováveis amanhã mesmo. «É pá��� Como diz o povo, não há fome que não dê em fartura» comentou a Ermelinda do Adérito que anda a piscar o olho ao Marquês da Quinta Nova que agora está em alta.

P

or todo lado corria uma versão de que a Municipália teria um buraco de 250 mil euros, segundo uns, e de 500 mil euros segundo outros. Numa entrevista ao outro jornal credível de Odivelas, o doutor Rui Nascimento, presidente da empresa desmente a existência de tal buraco. Pois, claro que acreditamos que, no sentido que se costuma dar à expressão, não haverá buraco. Também acredito piamente que as despesas estarão todas justificadas. Mas então e o pilim da tal conta? Está no banco ou não? Era disso que estávamos a falar. O facto de não ter havido desvios de dinheiro, e acreditamos muito sinceramente que não, não quer dizer que a gestão tenha sido a melhor. Por favor expliquem bem a coisa, e de preferência por parte de quem entra com o guito (leia-se CMO) para a Ricardina perceber. É que às vezes sou um bocado lerda… Percebem não percebem?

E pronto lá vou ter de fechar a crónica. Que chatice, ainda tinha tanto expediente! Fiquem bem que eu fico também.

~ Flas h d o Re ino ~

Susana Amador no blogue “Consigo” do PS Odivelas

SIMPRUS PRESS, COMUNICAÇÃO LDA Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || NIPC: 509 172 962 || DIRECTORA GERAL: Helena Figueira [helena_figueira@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DIRECTOR DE INFORMAÇÃO: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] TLM: 962 646 230 || DIRECTORA FINANCEIRA: Manuela Escoval || CONTABILIDADE: Adélia Santos [adeliasantos@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 NOVA ODIVELAS - Semanário do Concelho de Odivelas Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || DIRECTOR: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: Helena Martins [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DESIGN: Nuno P. Silva [nunopsilva@simpruspress.pt] || COLABORADORES: Eduardo Sousa, Miguel Lopes (Fotografia), Lina Manso, Sérgio Mendonça (Desporto) || COLUNISTAS: Edgar Valles, Fernando Tudela, Helena Jardim, Manuel Varges, Maria Máxima Vaz, Paula Paçó, Sofia Mendes, Teresa Salvado || CORRESPONDENTES: Olival Basto - Sara Sousa; Desporto - David Braga, Pedro Beato, Sandra Braga || REGISTO NO ERC: 123252 || DEPÓSITO LEGAL Nº: 105904/9 || IMPRESSÃO: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA - Rua Consiglieri Pedroso, Casal de Santa Leopoldina Queluz de Baixo || DISTRIBUIÇÃO: Casa-a-casa Distribuidores Lda. || TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20 mil exemplares - Interdita a reprodução de textos e imagens sem o devido consentimento. || As crónicas e artigos de opinião ou de leitores são da inteira responsabilidades dos seus autores e podem não corresponder à orientação editorial do jornal.


Nova Odivelas PUB

Em 2010 o mesmo rigor informativo


Jornal Nova Odivelas 333