Page 1

PUB

PUB

Sexta-feira,

07 de Janeiro de 2011

Director: Henrique Ribeiro

// N.º

374 Ano XII

www. novaod ive la s. pt

| informação regional

HUGO MARTINS REVELA PROJECTOS PARA O DESPORTO EM ODIVELAS

UM ANO NA VIDA DE UM CONCELHO

2010 EM NOTÍCIAS VÍTOR PEIXOTO FALA DE TRÊS ANOS DE MOC E DOS NOVOS PROJECTOS SOCIAIS E DE CIDADANIA

NESTE NÚMERO

2 ● Entre Tanto 2 ● Horóscopo ● Freguesia Odivelas aprovou Orçamento 3 ● Posto de Comando 3 4 ● Directas ● MOC tem três anos 5 ● Directas ● Universidade Sénior 6 6 ● Dualidades ● Outros Quotidianos 6 ● H20 Vita 7 Health Club 8 ● 2010 em Balanço ● Funerária do Casal 10 de Cambra ● Novos projectos para 11 o desporto ● Agenda Desportiva 11 ● Novo Look para leitora de Odivelas 12 ● Marisqueira Queda 13 D’Água ● Isaura Francisco 13 Cash and Carry 14 ● A Ilha Encantada ● Restaurante 14 Hacienda D Luisa 15 ● Realmente! ● Nobres Confissões 15 15 ● Guarda Real 15 ● Flash do Reino 16 ● Consilcar PUB


2

Nova Odivelas

07 Janeiro 2011

Horóscopo

ENTRE TANTO SEXTA 07 DE JANEIRO

Palavreando Depois das férias natalícias regressa ao Centro de Exposições de Odivelas a gravação ao vivo do programa da NO TV Palavreando, dedicado aos poetas e à poesia mas que também tem lugar para as conversas e a música. Com apresentação de Alexandre Oliveira o programa é aberto à participação de todos os interessados. Para uma boa noite de tertúlia está convidado a aparecer a partir das 22h00.

D. Dinis, uma Feira e Antiguidades e Velharias. A feira decorre entre as 10h00 as 17h00 com venda, compra e troca de antiguidades e velharias, nomeadamente, livros, porcelanas, móveis, moedas, artigos de ourivesaria, tapeçarias e pinturas, serão animados com exposições, animações de rua, sessões de poesia, jogos tradicionais, etc. TERÇA 11 DE JANEIRO

27ª Reunião CMO Não pública. Início às 14h30 nos Paços do Concelho.

Dois dedos de comédia

Desportivamente

Eduardo Ramos, Fábio Carvalho e Marco Rebelo vão estar esta noite no Centro Cultural Malaposta para «Um espectáculo de doidos, feito por malucos, num espaço de loucos». Espectáculo de Stand-up comedy na Sala Café Teatro com início às 21h45. Preço único 7 euros. 75’. M/16.

O novo programa da NO TV Desportivamente, dedicado ao debate sobre questões desportivas está esta semana em Odivelas no Ginásio Clube de Odivelas. Para além dos comentadores residentes Rui Teixeira e José Carlos Pires, estarão como convidados Ângelo Santos da Confederação Portuguesa da Colectividades de Cultura Recreio e Desporto, que falará do Estatuto do Dirigente Associativo e Carla Matos, presidente do clube anfitrião. O programa é gravado ao vivo a partir das 22h00 e está aberto à participação de todos quantos queiram assistir. .

Português, Língua Não Materna A Câmara de Odivelas promove uma Acção de Sensibilização dirigida a um universo de 12 docentes de todos os níveis de ensino do Concelho de Odivelas, que vai ter lugar no CRAPO das 18h00 às 19h30. Informações pelo telefone 219 320 359.

QUARTA 12 DE JANEIRO SÁBADO 08 DE JANEIRO

DE 07 A 13 DE DEZEMBRO

AGENDA. Mais eventos em www.diariodeodivelas.com

para pais e encarregados de educação sobre segurança rodoviária, integradas no projecto SerSeguro - Educação Rodoviária no 1º Ciclo, dirigido a crianças do 4º ano do 1º Ciclo. As acções realizam-se das 18h00 às 19h00 nos seguintes dias e locais: Janeiro: 10 EB1 Mário Madeira; 12 - EB1 Vale Grande; 17 EB1/JI Famões; 19 - EB1/JI Quinta de São José; 24 - EB1/JI Olival Basto; 26 - EB1 Professora Maria Costa e 31 EB1/JI Casal dos Apréstimos.

Curso Básico de Socorrismo A Câmara de Odivelas vai promover no CRAPO, no Centro de Exposições de Odivelas, um Curso Básico de Socorrismo dirigido aos docentes dos estabelecimentos de ensino do Concelho de Odivelas com a duração de 15 horas. A formação decorre nos dias 2, 4, 7, 9 11 e 14 de Fevereiro e as inscrições devem ser feitas até 14 de Janeiro pelo telefone219 320 359.

Teatro na Malaposta Nos dias 12, 13 e 14 de Janeiro o Centro Cultural Malaposta apresenta a peça Limiar, pelo Grupo de Teatro Terapêutico do Hospital Júlio de Matos. Para ver às 21h45 na Sala Café-teatro. Preço único 5 euros. 90’. M/12.

Informalidades Fuzz Face Espectáculo Musical na Sala Café teatro da Malaposta, com início às 21h45. Preço único 5 euros. 120’. M/6.

Concerto de Ano Novo A Câmara Municipal de Odivelas em parceria com o Conservatório de Música D. Dinis promove o já tradicional Concerto de Ano Novo que começa às 21h30 na Igreja Nossa Senhora da Anunciação na Póvoa de Santo Adrião.

Este programa da NO TV vai esta semana ser gravado ao vivo no Salão Azul do Parque Urbano do Silvado. O painel residente é composto por António Pedro, Graça Peixoto, Miguel Ramos e Miguel Xara Brasil. A moderação é de Henrique Ribeiro e como convidado estará Vítor Machado, presidente da Junta de Freguesia de Odivelas. A participação é aberta ao público. QUINTA 13 DE JANEIRO

Emoções na Malaposta DOMINGO 09 DE JANEIRO

Cinema de Animação Os Domingos de Animação da Malaposta apresentam o filme Toy Story 3, de Lee Unkrinch, às 11h00 no auditório. Preço único 3 euros. 103’. M/6. Versão dobrada em português.

Inauguração da exposição individual de pintura Emoções, de Maria Eduarda. Para ver até 13 de Fevereiro no Foyer do Centro Cultural Malaposta de Segunda a Sábado das 11h00 às 23h00 e aos Domingos das 14h00 às 19h00. Entrada livre. OUTROS DIAS

Feira de Antiguidades e Velharias Promovida pela Junta de Freguesia de Odivelas realiza-se no 2º Domingo de cada mês, no Largo

Pais Conscientes, Crianças Seguras A Câmara de Odivelas vai promover acções de sensibilização

Oficina de cinema O Centro Cultural Malaposta promove a Oficina de Cinema: Até Oz, pela estrada amarela, que tem como monitora Maria Remédio. A oficina tem a duração de duas horas e destina-se a crianças dos 4 aos 7 anos. Preço único 3 euros. De 10 a 14, 17, 18 e 21 de Janeiro às 15h00 para escolas por marcação. Domingo 23 de Janeiro para o público em geral às 11h15.

O Garoto Até 28 de Janeiro continua na Sala de Cinema do Centro Cultural da Malaposta a exibição do filme de Charles Chaplin, O Garoto. De Segunda a Sexta-feira às 15h00. Para escolas e ATL’s por marcação. Preço único, 3 euros. 60’ M/6.

Garrett no Coração A nova comédia de Fernando Gomes continua na Malaposta. Pode ser vista, até 30 de Janeiro, de Quinta a Sábado às 21h30 e aos Domingos às 16h00. Preço 12,50 euros sujeito a descontos. 120’. M/12.

CARNEIRO Carta Dominante: o Carro, que significa Sucesso. Amor: Sentir-se-á um pouco apático. Preste mais atenção ao que o seu coração lhe tem transmitido, não fique indiferente. Saúde: O seu descontentamento com a silhueta levá-lo-á a pensar em fazer uma dieta. Dinheiro: É importante que faça uma análise onde destaque os seus últimos investimentos, de modo a determinar que rumo dar à sua vida financeira. Aja com prudência e sabedoria. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 11

TOURO Carta Dominante: Rei de Paus, que significa Força, Coragem e Justiça. Amor: Corte com as coisas do passado. Alimentar paixões antigas só vai fazer com que se sinta nostálgico e deprimido. Saúde: Cuidado com o stress. Dinheiro: Tenha atenção ao seu trabalho, pois é possível que alguém procure desfazer aquilo que lhe levou tanto tempo a conseguir. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 12 GÉMEOS Carta Dominante: 3 de Copas, que significa Conclusão. Amor: Alguns contratempos podem pôr em causa o seu relacionamento amoroso. Mantenha a calma e não permita que comentários de pessoas maldosas e invejosas prejudiquem a sua relação. Saúde: É possível que tenha alguns problemas circulatórios. Dinheiro: Esteja consciente das suas capacidades e lute por conseguir atingir os seus objectivos. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 13

CARANGUEJO Carta Dominante: Valete de Copas, que significa Lealdade, Reflexão. Amor: Um acontecimento inesperado fará com que se sinta muito querido e desejado pelos seus amigos. Saúde: Seja mais consciencioso e não coma em demasia pois, para além de engordar, pode correr o risco de sofrer de colesterol e problemas cardiovasculares. Dinheiro: Durante este período poderá andar mais nervoso do que o habitual, pois terá uma certa dificuldade em cumprir os seus compromissos. Contudo poderá ver a sua situação melhorar. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 14 LEÃO Carta Dominante: 5 de Ouros, que significa Perda/ Falha. Amor: Não se iniba de demonstrar o tamanho do seu amor, contudo evite ser demasiado exigente com o seu parceiro. Saúde: Concentre a sua atenção e energia na cura de um problema de saúde. Dinheiro: O laço que mantém com o seu actual emprego vai fazer com que tenha de fazer uma escolha difícil. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 15

VIRGEM Carta Dominante: A Imperatriz, que significa Realização Amor: Passará momentos muito felizes junto da sua família. Aproveite para passear e fazer programas diferentes e divertidos. Saúde: É possível que uma corrente de ar lhe provoque uma constipação. Dinheiro: Grandes oportunidades esperam por si. Saiba aproveitá-las! Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 16 BALANÇA Carta Dominante: 5 de Espadas, que significa Avareza. Amor: Andará um pouco frio e distante. Saúde: Sentirá muita vitalidade. Aproveite para se inscrever numa modalidade desportiva. Dinheiro: O seu poder de iniciativa vai ser notado pelo seu superior hierárquico que o saberá recompensar da melhor forma. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 17

ESCORPIÃO Carta Dominante: 7 de Paus, que significa Discussão, Negociação Difícil. Amor: Poderá voltar a sentir-se apaixonado. Saúde: A sua família poderá requisitar tanto a sua presença que irá sentir-se esgotado e sem energia. Apoie os seus entes queridos mas pense também um pouco mais no seu bem-estar. Dinheiro: Período muito favorecido, contudo não coloque em risco a sua estabilidade financeira. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 18

SAGITÁRIO Carta Dominante: 6 de Paus, que significa Ganho. Amor: Não crie barreiras entre si e um amigo muito querido. Um pequeno desentendimento poderá fazer com que ponha em risco uma amizade de longa data. Saúde: Deve consultar o seu médico de modo a aconselhá-lo sobre as melhores formas de prevenir uma alergia. Dinheiro: Um colega de trabalho pode dificultar-lhe a vida ao falar com o seu chefe, no sentido de ficar com uma tarefa que lhe tinha sido atribuída a si. Horóscopo Diário - Ligue já! 760 30 10 19

CAPRICÓRNIO Carta Dominante: Cavaleiro de Espadas, que significa Guerreiro, Cuidado. Amor: Procure entender os actos da sua cara-metade. Lembre-se que nem todas as pessoas são iguais e que deve aceitar a pessoa amada tal como ela é. Saúde: Evite comer alimentos demasiado pesados pois a tendência é para digestões difíceis. Dinheiro: Período favorável a iniciar um curso de formação profissional. Vá em frente, aposte em si mesmo. Horóscopo Diário - Ligue já! 760 30 10 20 AQUÁRIO Carta Dominante: O Louco, que significa Excentricidade. Amor: Tenha cuidado para não magoar o seu par numa discussão insignificante e sem fundamento. Saúde: Tendência para a depressão, combata-a tendo pensamentos mais optimistas. Dinheiro: Poderá ter dificuldade em fazer-se ouvir numa importante reunião de negócios. Não desista perante as dificuldades. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 21 PEIXES Carta Dominante: 2 de Paus, que significa Perda de Oportunidades Amor: Um amigo muito querido pode precisar da sua ajuda. Esteja disponível e seja um bom ouvinte. Saúde: Poderá notar algum cansaço fora do vulgar. Dinheiro: Período muito favorável no sector financeiro. Invista nesta área. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 22


07 Janeiro 2011

Nova Odivelas 3

QUOTIDIANOS PODER LOCAL

Assembleia de Freguesia aprovou Orçamento de Odivelas para 2011 Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

D

e acordo com o Regimento da Assembleia de Freguesia de Odivelas a sessão começou com o Período Antes da Ordem do Dia (PAOD) destinado à apresentação de Moções, Declarações das Bancadas, Protestos, Requerimentos ou apresentação de assuntos não constantes da agenda da sessão. A CDU apresentou uma Declaração Política onde considerou que «Portugal vive a situação mais negra da sua história» e crítica o facto de o aumento do Salário Mínimo Nacional não ser de 500 euros a

Fotografias: Henrique Ribeiro

Nos dias 27 e 28 de Dezembro realizou-se, em duas reuniões, uma Sessão Ordinária da Assembleia Freguesia de Odivelas que aprovou o Modelo de Estrutura Orgânica da Freguesia, o Orçamento, Opções do Plano e do Plano Plurianual de Investimentos para o ano de 2011 a atribuições toponímicas nos Bairros do Porto Pinheiro e Colinas do Cruzeiro.

A Pontinha e o Velho Mirante

partir de 1 de Janeiro de 2011. José Maria Pignatelli, independente, referiu a existência de uma feira diária junto ao Metro do Senhor Roubado e recomendou à junta de freguesia que sejam feitas diligências no sentido de apurar de quem é a responsabilidade por essa realização perguntando se o executivo está de acordo com essa feira diária. O eleito independente recomendou ainda que a junta elabore um plano de trabalho para a pulverização com herbicida das calçadas dos caminhos pedonais de acordo com as previsões meteorológicas dos próximos dias e do mês de Janeiro e que promova uma visita de trabalho à cidade para referenciar os locais onde é necessário intervir com maior urgência. O estacionamento abusivo também foi alvo de uma recomendação de

SOLIDARIEDADE

José Maria Pignatelli no sentido de que a junta intervenha junto da Câmara e das autoridades locais para que seja repensado o estacionamento na via pública numa óptica de protecção civil e de combate à sinistralidade, particularmente em áreas urbanas; se faça uma campanha de informação sobre os riscos do estacionamento indevido e se promova a divulgação do Parque Egas Moniz, dos preçários e das vantagens da sua utilização. A bancada do PSD/CDS apresentou uma Recomendação para que a Junta de Freguesia estabeleça um protocolo com a AHRESP (Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal), no sentido de permitir que as refeições que diariamente sobram nos restaurantes da freguesia e são deitadas fora possam ser distribuídas a pessoas carenciadas. Esta recomendação foi aprovada por maioria com 15 votos a favor e 4

resposta». A recomendação foi aprovada com 12 votos a favor e 7 abstenções. Nas respostas às várias questões colocadas durante o PAOD o presidente da Junta de Freguesia de Odivelas, Vítor Machado referiu que «O Executivo está atento a esses problemas». Sobre a feira no Sr. Roubado disse estar preocupado com a situação e que quase todos os dias passa por lá. Disse ainda que a feira não é legal e que segundo a PSP só é possível devido ao fechar de olhos dos seguranças do Metro. A Junta já enviou ofício ao Metropolitano de Lisboa sobre o assunto. Sobre os requerimentos da CDU Vítor Machado afirmou que o executivo respondeu a tudo no dia 08 de Novembro. O crescimento da relva nos passeios, também está a ser vigiado pela junta mas segundo Vítor Machado não é a altura própria para a utilização do herbicida. No que

abstenções. A Bancada do PSD/CDS apresentou uma Moção sobre a prisão do activista chinês Liu Xiaobo, Prémio Nobel da Paz 2010 e «Centenas de condenações anuais de activistas dos direitos humanos». A Moção foi aprovada com 17 votos a favor, 1 voto contra e 1 abstenção. A Bancada da CDU apresentou uma recomendação à junta para que entregue os documentos pedidos em vários requerimentos apresentados «Há mais de três meses e que ainda não obtiveram

se refere ao estacionamento Vítor Machado disse que a junta está a acompanhar o assunto e que já enviou ofícios à PSP e à Câmara de Odivelas. Após o PAOD a Assembleia aprovou o Modelo de Estrutura Orgânica da Freguesia, com os votos contra da CDU (4), o Orçamento, Opções do Plano e o Plano Plurianual de investimentos para o Ano de 2011 com os votos contra da CDU (4) e atribuições toponímicas no Bairro do Porto Pinheiro e Colinas do Cruzeiro,por unanimidade.

Escola Solidária ajuda famílias e instituições alimentos enlatados, foram entregues à Junta de Freguesia de Odivelas que por sua vez, através do seu Gabinete de Assuntos Sociais os entregou às famílias mais carenciadas e instituições que desenvolvem a sua actividade ao nível da infância e que se encontram inseridas na freguesia de Odivelas.

Fotografias: JFO

O

Agrupamento de Escolas D. Dinis, da freguesia de Odivelas promoveu uma campanha de angariação de bens de primeira necessidade que denominou de Escola Solidária. Os artigos recolhidos pelo agrupamento, roupas, calçado, brinquedos e

A Quinta da Pontinha, terá surgido no século XVII, pois já existia em 1657, data que se encontrava inscrita num nicho com a imagem de Nossa Senhora da Conceição, como garante José Baptista Pereira (Memórias de Carnide, O Instituto, 1915), que a observou em 1895. Mas, é, certamente, mais antiga, pois Gabriel Pereira afirma que encontrou, também em finais no século XIX, uma casa quadrada, com a data de 1622 afixada, perto da Casa da Pontinha (Pelos Subúrbios e Vizinhanças de Lisboa, 1910) e Júlio de Castilho confirma esta última data, referindo a existência, na estrada da Pontinha, de «Um mirante onde se lê a data 1622» (Amores de Vieira Lusitano. Apontamentos biográficos, 1901). No início do século XVIII ainda não se chamava assim, pois era conhecida pelo nome de Quinta dos Brasileiros e nela vivia em 1719 Domingos Fernandes Barboza, que ali faleceu em 1730. No ano seguinte, o seu morador principal foi Raymundo Costa. Nos finais do século, mais precisamente em 1796, já pertencia à família Valladares, nome pela qual passou a quinta a ser conhecida. Estendia-se, na parte urbana, até à chamada Casa de Pau, passando a ser cortada um século depois pela Estrada Militar. A parte rústica também era extensa, onde havia uma casa com funções de posto aduaneiro e que ainda existia em 1895, como o atesta José Baptista Pereira. Em meados do século XIX era habitada pelo armador Nicolau Ribeiro da Silva, casado com uma senhora chamada Carlota, que edificou a Ermida de Nossa Senhora da Conceição em 1855. Por morte de Nicolau Ribeiro da Silva, a quinta passou para Narcizo Soares, que ali construiu casas, que viriam a ser consumidas por um fogo, pelo que construiu outras, que se conservaram em bom estado até final de oitocentos. Só durante o século XIX começou a ser conhecida pelo nome de Quinta da Pontinha.

Jorge Martins postodecomando@gmail.com


4

Nova Odivelas

07 Janeiro 2011

QUOTIDIANOS Solidariedade nos Apréstimos Associando-se ao espírito de Natal, que deve ser de partilha e solidariedade, a Associação de Pais da EB1/JI dos Apréstimos mobilizou-se e lançou a campanha “Dá um presentinho e recebe um Bom Natal”. O objectivo desta campanha de solidariedade é a recolha de brinquedos, livros e roupa para o Jardim-de-infância da Escola e para entrega a instituições de apoio a crianças desfavorecidas. O último dia para a entrega dos bens é 07 de Janeiro. Mais informações através do e-mail: apeebaprestimos@gmail.com. Assembleia-geral do Doninhas do Asfalto O Motoclube de Odivelas, Doninhas do Asfalto, vai realizar no dia 09 de Janeiro, entre as 15h00 e as 19h00, a sua Assembleia-geral que terá lugar no Auditório do Centro de Exposições de Odivelas. Todos os motociclistas de Odivelas que queiram aderir ao clube podem comparecer nesta Assembleia. O mapa com a localização pode ser encontrado em www.gmdoninhasdoasfalto.com e mais informações no Fórum em http://doninhas.ativoforum.com/index.htm. Tango Argentino Promovido pela Câmara de Odivelas decorreu na Casa da Juventude, de 27 a 29 de Dezembro um Workshop de Tango Argentino destinado a jovens dos 13 os 35 anos que contou com 20 participantes. Orientado por Carlos dos Anjos e Sónia Aires o workshop, com seis horas de duração, permitiu, segundo a CMO, «Um primeiro contacto com o tango, tendo os mesmos saído da Casa da Juventude com as noções básicas e a saber, assim, dar uns ‘passos’ nesta arte da dança». Actividades de Natal A CMO promoveu mais uma vez um conjunto de actividades de Natal, para jovens dos 13 aos 17 anos, que tiveram lugar de 20 a 22 de Dezembro. Os cerca de 30 jovens participantes tiveram oportunidade de ver o filme As Crónicas de Nárnia – Viagem do Caminheiro da Alvorada e visitar o Museu do Mar Rei D. Carlos, em Cascais e o Palácio de Queluz.

PUB

ASSOCIATIVISMO

MOC virado para a cidadania e acçã ver outras actividades que não só a autárquica». Mas, embora tivesse havido essa vontade política, na origem do Constituído a 16 de Ja- MOC estava já o desejo de uma inneiro de 2008, o Movi- tervenção mais abrangente, com os Estatutos do movimento a premento Odivelas no verem intervenções na área cultuCoração (MOC) está pres- ral, social, cívica ou outras, tes a celebrar o seu 3º ani- sublinhou Vítor Peixoto que consiversário numa fase de dera que «Quem quiser trabalhar tem muito que fazer no nosso conabandono de aspirações celho e a vertente social é uma das políticas a nível autárquico áreas onde mais se justifica». A priSOLIDARIEDADE e de incrementação da sua meira medida do MOC nesta área, actividade de acção social iniciada em 2009, foi a disponibilização de consultas gratuitas «E > Um grande coração solidário e em prol da cidadania. A assim apoiar aquela população que propósito da efeméride está mais desprotegida». actividade do movimento algumas Depois, o MOC passou a garantir, pessoas começaram também, de conversámos com Vítor através contribuições dos seus asespontânea a dirigir-se à Peixoto, presidente do sociados e de outros beneméritos forma sede do MOC para entregar aliConselho Directivo do o apoio algumas famílias. «O nú- mentos, livros, roupas e brinqueMOC sobre o passado, o mero de famílias rapidamente che- dos. presente e o futuro desta gou às trinta porque as instituições Para poder prestar uma ajuda rejá existentes não tinham capacidade gular às famílias carenciadas o associação cívica. de responder a todos os pedidos e as MOC procurou estabelecer um pessoas bateram-nos à porta a pedir protocolo com o Banco Alimentar Contra a Fome, documento que á um ano, o MOC saiu das ajuda». Mais tarde o MOC comesuas instalações provisórias, cedidas para um período de actividade eleitoral e inaugurou a sua sede na Arroja, em instalações arrendadas. A mudança de espaço físico iniciou também uma viragem na acção do movimento. Numa primeira fase da sua vida o MOC assentou a sua VOLUNTARIADO intervenção numa área mais política tendo mesmo PROTECÇÃO CIVIL apresentado listas, nas eleições de Outubro de 2009, para as sete freguesias, a Câmara e a Assembleia Municipal. Com a impugnação dessas listas o > Debate sobre a comunicação social local MOC viu-se impedido de participar no acto eleitoral facto que viria a ser assinado por ambas as levou, segundo Vítor Peixoto, a çou a fazer recolhas de alimentos, partes no início de Dezembro de que «Muitas pessoas se afastassem à porta de supermercados, com 2010. «Agora estamos muito mais do movimento» mas, «Há males que vista a aumentar a sua capacidade à vontade porque desde o início vêem por bem. Com essas saídas o de ajuda e a poder fornecer um deste mês iremos mensalmente busmovimento acabou por ficar muito Cabaz de Natal mais substancial a car os alimentos não perecíveis e mais puro na sua essência e inter- estas famílias. Essa recolha rendeu uma vez por sevenção porque temos pessoas que cerca de tonelada e meia de alimana iremos gostam do MOC desde a sua nas- mentos não perecíveis. Comebuscar os producença e que vieram para desenvol- çando a ser conhecida esta Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

H

Fotografias: MOC

DIRECTAS

tos frescos, frutas e legumes». Para que o protocolo com o Banco Alimentar fosse assinado foi necessário estabelecer acordos com as duas instituições que já trabalhavam com esta instituição na área da freguesia de Odivelas, a Conferência de Santo Eugénio e o Projecto Ser Cidadão. Embora o MOC pretendesse chegar às sete freguesias do concelho tal não é possível na base deste acordo porque o Banco Alimentar já trabalha com outras instituições nessas freguesias. A acção do MOC enquanto parceiro do Banco Alimentar está neste momento limitada à freguesia de Odivelas e a algumas famílias da Ramada indicadas pela instituição. Para além das ajudas em termos de bens alimentares, o MOC procura também ajudar na obtenção de empregos, inquerindo em que áreas poderiam desenvolver a sua actividade profissional e tentando arranjar uma colocação. Uma psicóloga, um sociólogo e uma voluntária do MOC entrevistam as pessoas apurando as necessidades e potencialidades de cada família. «Não é nosso objectivo andar a fazer de conta. Queremos ajudar mas também queremos saber que as pessoas precisam efectivamente dessa ajuda e não são profissionais da


07 Janeiro 2011

Nova Odivelas 5

DIRECTAS

ão social pobreza» explicou Vítor Peixoto. O MOC continua a estabelecer contactos com vista à obtenção de apoio à sua acção. Vítor Peixoto disse-nos que já foi pedida uma reunião com o presidente da Junta de Freguesia de Odivelas nesse sentido. «Queremos dizer à junta que estamos cá a desenvolver este trabalho e pedir que todas as famílias que se dirijam à junta e pertençam à nossa área de actuação sejam para nós encaminhadas, porque sabemos que a junta não desenvolve este trabalho ao longo do ano embora entregue também um Cabaz de Natal». O MOC também quer apoio para o transporte dos bens do Banco Alimentar se o crescimento do número de famílias apoiadas o justificar. Para além do apoio social, «Nós também formamos cidadãos» afirmou Vítor Peixoto. Dia 8 começa no MOC um curso de informática (Módulo I) «Para as pessoas começarem a aprender a partir do zero». Alguns computadores oferecidos permitem a realização deste curso que terá seis formandos de cada

com experiência autárquica e conhecimentos legislativos possam ajudar quem quiser escolher esse caminho. Em 2011, o MOC vai dar continuidade ao trabalho que tem vindo a desenvolver, explicou Vítor Peixoto, referindo a recolha para Dadores de Medula Óssea que em 2010 que «Foi um sucesso»; os debates sobre assuntos da actualidade, lembrando os quatro realizados em 2010, sobre a cidadania, a credibilização dos políticos, o comercio local e a comunicação social, as tertúlias na sede do MOC, como a que foi feita sobre imigração com José Falcão, e a atribuição do Prémio Coração Solidário que o ano passado distinguiu a Plataforma Urbanismo e Saúde Mais e a Odivelas TV. Este ano o prémio vai ser atribuído a três instituições na cerimónia que vai assinalar o 3º aniversário do MOC a 16 de Janeiro. «Também temos o objectivo de colaborar com as autarquias, câmara e juntas. Gostaríamos muito que as juntas de freguesia tivessem uma

> A recolha para dadores de Medula Óssea foi um sucesso

vez. No primeiro trimestre de 2011, vai ainda começar um Workshop Autárquico onde pessoas

atitude diferente daquela que algumas têm tido. Para desenvolver o nosso trabalho não precisamos da câmara nem das juntas mas seria

muito mais útil que esses órgãos autárquicos olhassem para o MOC com olhos diferentes». Vítor Peixoto levantou a questão da adesão do MOC a Rede Social do concelho

a sua actividade mas não em nome do Movimento Odivelas no Coração. Na minha opinião o MOC é cidadania e intervenção social. É o que estamos a fazer estamos a dar-nos

> Jantar de Natal 2010

«Que foi um autêntico disparate. Há entidades que são admitidas sem terem nada a ver com Acção Social. Até uma associação de moradores de Mangualde faz parte da Rede Social de Odivelas. Não temos nada contra as admissões dos outros mas não acho correcto que só olhe para o MOC como uma espinha atravessada na garganta e que acabem por nos ignorar. As coisas não podem acontecer assim». Embora não tivesse havido uma recusa formal, «A Câmara não levou ao plenário o nosso pedido de adesão o que é uma maneira de atirar para mais tarde a resolução sobre a nossa entrada na rede». Quanto á participação no acto eleitoral de 2013, o MOC ainda não se pronunciou. «Este é um mandato intermédio que termina em Dezembro de 2011. Só depois disso é que se vai colocar essa questão que terá de ser analisada a cada momento». Mas, Vítor Peixoto é de opinião que o MOC não promova qualquer candidatura. «O MOC pode ajudar as pessoas que quiserem desenvolver

bem com isso. No entanto, para além das portas do movimento as pessoas são livres para integrarem o que quiserem». Nos termos dos Estatutos actuais do MOC a decisão de participar, ou não, nas eleições cabe à Convenção Concelhia do MOC. Para o presidente do Conselho Directivo «O MOC deve limitar a sua acção a intervenção cívica e social e se o fizer já faz muito». Vítor Peixoto defendeu que esta nova fase da vida do MOC vai implicar a breve prazo uma alteração dos Estatutos que regem a actividade do movimento. «Se se verificar que o MOC não participará em actos eleitorais autárquicos não se justifica ter um Convenção Concelhia nem um Conselho Geral. Bastarão os órgãos normais de qualquer associação, ou seja o Conselho Directivo, o Conselho Fiscal e a Mesa da Assembleia-geral».

50 mil espectadores na Malaposta Segundo informação da Câmara Municipal o Centro Cultural da Malaposta recebeu em 2010, mais de 50 mil espectadores. «Peças de teatro, exposições, dança ou cinema, animaram as salas da Malaposta, um centro cultural gerido pela Municipália - Gestão de Equipamentos e Património do Município de Odivelas, que goza de personalidade jurídica e que é dotada de autonomia administrativa, financeira e patrimonial». De entre os espectáculos apresentados em 2010, a CMO destacou «O Gato das Botas, em cena de Janeiro a Julho, e que contou com um número médio de 74 espectadores por sessão; a exposição Artémio Iglésias, patente em Fevereiro e visitada por 3546 espectadores; ou, em Abril, a exposição D. Dinis, vista por 4966 pessoas. Já em Dezembro, a peça de teatro O Vendedor de Fósforos recebeu 3299 espectadores». Quanto à distribuição mensal dos 52.510 espectadores a CMO refere: Janeiro, 5145; Fevereiro, 4440; Março, 4784; Abril, 5659; Maio, 4252; Junho, 6226; Julho 2761; Setembro, 1306; Outubro, 4841; Novembro, 4578 e em Dezembro, 8677. Cabaz de Natal Segundo nota de imprensa, a Câmara Municipal de Odivelas «Nesta quadra natalícia não esqueceu a sua missão social e distribuiu cabazes de Natal a 200 famílias carenciadas do Concelho». Os cabazes continham produtos alimentares de primeira necessidade, como bacalhau, batatas ou arroz e foram entregues a 10 famílias, numa cerimónia simbólica, realizada no dia 22 de Dezembro nos Paços do Concelho. Os restantes foram distribuídos pelos serviços da autarquia na tarde desse dia e no dia seguinte. Na cerimónia, a presidente da Câmara, Susana Amador, referiu «A preocupação da autarquia em ajudar quem precisa» considerando ser obrigação da Câmara «Todos os dias do ano, trabalhar para encontrar soluções para os problemas dos nossos munícipes». As 200 famílias foram seleccionadas pela Câmara Municipal de Odivelas, em articulação com entidades sociais que operam no Concelho, de modo a evitar a duplicação de apoio aos mesmos beneficiários.

Entrevista completa

www.novaodivelas.tv PUB


6

Nova Odivelas

07 Janeiro 2011

Universidade Sénior

Dualidades

Outros Quotidianos

Filhos de agricultores escolheram deixar o campo

Acredito na vitória de Cavaco Silva

Odivelas Paula Paçó

U

m flash da Região Oeste, contado na primeira pessoa, que acaba por ser um retrato do nosso mundo rural. «Sem qualidade de vida e sem a criação de incentivos, não há motivação para fixação e permanência no campo». Esta é a opinião do casal António Mota, de 63 anos, e Isabel Mota, de 61. Os dois trabalham afincadamente na lavoura na sua propriedade de um hectare, na região Oeste. Resignados, não esperam, nem sequer desejam, que os filhos tenham a vida que levam. António e Isabel tiveram quatro filhos. João morreu do coração três meses antes de se formar. Fernando, de 33 anos, é técnico da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte. Manuel, com 30 anos, é mecânico automóvel, em Lisboa, e a Joaquina, de 23 anos, está ainda a estudar em Coimbra. Com 39 anos de casamento, os dois estão acostumados a trabalhar juntos e sozinhos. Não querem mudar de vida e, muito menos, ouvir falar em morar na cidade, onde já estiveram e de onde não guardam saudade. «Fico tonta, nervosa, Lisboa é muito barulhenta tem muito movimento. Apesar de sofrida, a vida do campo é melhor», diz Isabel, e António concorda com a cabeça. Separando as laranjas e os diospiros acabados de colher, os dois fazem movimentos repetitivos e precisos, enquanto explicam por que os filhos não se interessam pelo campo. O casal conta que não teve escolha diante dos próprios pais. Naquela época, contam, era quase uma obrigação seguir o exemplo dos pais. E foi o que fizeram. «Hoje a cultura é deixar livre para escolher. Então deixamo-los caminharem com as próprias pernas. Quando dei por mim, estava sozinha», lembra Isabel. António é mais céptico quanto à escolha dos filhos. Para ele, falta qualidade e incentivos à vida no campo. «A rentabilidade da terra diminuiu e na nossa idade a terra é cada vez mais complicada de lidar». Os Mota acabaram por arrendar parte do terreno, para trabalharem em apenas metade da sua propriedade. «O campo não dá dinheiro, por isso os jovens vão-se embora» diz António. «A nossa vila, tinha 74 agricultores em 1995, hoje tem apenas 28». Um seu vizinho, o agricultor Vítor Fonseca, de 64 anos, traz o rebanho de vacas leiteiras a pastar numa zona onde, em tempos, foi o campo de futebol do clube desportivo da vila. Os jogos semanais de futebol, que eram o lazer predilecto dos homens da terra, já não existem. Faltam jogadores para formar as equipas, onde, até 1990, se disputavam torneios e campeonatos entre as comunidades da zona. «Agora, com o que sobrou de gente, não dá sequer para formar uma equipa. O campo de futebol já virou pastagem. Só restam as balizas para lembrar os jogos de antigamente. Não há mais lazer. Agora os homens vão-se divertindo jogando às cartas» afirma Vítor. Ele e a mulher, Maria Fonseca, de 64 anos, ficaram sozinhos na propriedade de 2 hectares. Com dois casais de filhos, não houve promessa que fizesse um deles permanecer lá. Para o mais novo, Tiago, de 24 anos, o pai chegou a fazer três propostas. Disse que daria algumas vacas para começar, depois aumentou a oferta. Nada que persuadisse o rapaz a aceitar. «Eu investi para ele estudar. Foi para Aveiro e não quer saber de voltar. Trabalha lá numa fábrica» conta. Os filhos mais velhos, Marília, Patrícia e Renato, moram em centros urbanos. «Eu achava que pelo menos um fosse ficar com a gente» diz, triste, Maria. O casal está a vender e a desfazer-se das vacas que ainda restam. As terras, vão ser arrendadas, e os dois pensam ficar só com uma pequena parcela de terra para a sua horta, vivendo os dois apenas um para o outro, o resto da sua velhice. Vasco Lopes da Gama As personagens desta peça são fictícias. Trabalho elaborado no âmbito da Oficina de Jornalismo

também existe

C

andidato à Presidência da República Manuel Alegre, apoiado pelo Bloco de Esquerda e por parte do PS, cansa-se e cansa-nos a publicitar o oceano de defeitos que foi descobrindo ao longo dos tempos no actual Presidente da República, em contraste com as suas imensas qualidades, destacando o seu passado antifascista que lhe dá direitos e o direito de ofender, colando Cavaco Silva ao anterior regime, só porque este, obedecendo aos procedimentos de então, teve que preencher um formulário para consultar documentos inerentes à sua vida académica. Deveria ter mais cuidado Manuel Alegre com a sua coerência e com as suas críticas. É que, mesmo na montanha de virtualidades que muitos lhe reconhecem e que tanto reivindica, não me recordo de lhe ter ouvido ou lido qualquer discordância por ter acolhido Veiga Simão no seu partido, que além de ter servido o regime que Alegre, com razão, contestou e contesta, foi, igualmente, ministro de um governo socialista. Nem se contestam as aptidões que Veiga Simão teria para ocupar o cargo que ocupou. Nem se contestam os valores humanos e de honradez de que era credor. O que se contesta é a dicotomia utilizada dos maus se não estão do nosso lado, mas, logo, bons se encarnam o que defendemos. E nesta panóplia de virtualidades acredito que o povo sofredor, mesmo que tarde, acabe por descobrir que este Manuel Alegre, supostamente solidário e justo é o mesmo Manuel Alegre que defende e apoia o subsídio compensatório para os funcionários públicos dos Açores, que tem ordenados entre os mil e quinhentos e os dois mil euros. Por não me enquadrar nesta justiça social que Manuel Alegre defende. Por não me enquadrar na solidariedade que Manuel Alegre interioriza. Por não me enquadrar nas excepções aos sacrifícios pedidos a todos os portugueses, pelo governo, para acudir à asfixia financeira a que chegámos. Por não me enquadrar nas críticas aos mercados, quando temos que ir a esses mesmos mercados pedir 47.000 milhões no próximo ano. Por não me enquadrar na direita reaccionária e retrógrada, como Augusto Santos Silva classificou o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista Português na Assembleia da República. Um que o apoia formalmente e o outro que virá a apoiá-lo, na eventualidade de uma segunda volta. Por não me enquadrar, na actual conjuntura, com as posições de guerrilha com que o Bloco de Esquerda fustiga o governo e do qual Manuel Alegre está prisioneiro, acredito na reeleição de Cavaco Silva. Porque é o mais credível. Porque é um dos maiores defensores da constituição, mesmo que esta constituição não se enquadre no seu posicionamento político. Porque prefere fazer a dizer. Porque é ou está muito próximo de ser o que parece. Porque há quatro anos já denunciava o que todos os economistas agora constatam. Porque mesmo na divergência se demarca da contundência. Porque não é fascista e provavelmente não será antifascista. Será, porventura, mais humano que político e é, seguramente, defensor de um país onde coabitam todos os portugueses e os que escolheram este país para viver, independentemente do seu posicionamento político ou religioso.

S

abemos que em alturas festivas, como o Natal, a recolha de resíduos sólidos urbanos, ou lixo comum, sofre alguns atrasos. Também sabemos que nessas alturas se junta uma maior quantidade de lixo. Na véspera e dia de Natal percebemos que não se faça recolha. Mas não percebemos que, pelo menos na Quinta Nova e Chapim, desde o dia 23 de Dezembro só tivesse voltado a haver recolha a 29, deixando áreas com as fotografias dos nossos leitores, A. Pombo e Gonçalo Cabecinhas, revelam. Senhores do SMAS, sabemos das dificuldades mas pudemos comprovar que nas áreas do concelho de Loures não foi assim. Odivelas também existe e os munícipes de Odivelas também são clientes dos SMAS de Loures.

24 HORAS DE NOTÍCIAS www.novaodivelas.tv

Q

O Reporter Quê conta consigo para continuar a denunciar situações como esta. Envie-me um e-mail com informações e/ou fotografias para reporterq@novaodivelas.pt

Q


07 Janeiro 2011 PUB

Nova Odivelas 7


8

Nova Odivelas

07 Janeiro 2011

ACTUALIDADE BALANÇO

2010 em balanço com notíc Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Chegámos ao fim de mais um ano, mas ao entrar em 2011 queremos fazer um pequeno balanço, em notícias, do que foi 2010 no concelho de Odivelas. Vamos lembrar acontecimentos, invocar promessas, falar de factos, enfim ajudar o leitor a fazer o seu próprio balanço do ano que deixámos para trás.

JANEIRO A CDU começou o ano a dizer que PS e PSD mais uma vez iriam adiar a construção dos centros de saúde prometidos para 2010. O tempo deu-lhes razão. A freguesia de Odivelas entrou o ano sem orçamento. Em Loures foi lançada a primeira pedra do Hospital Beatriz Ângelo que no final de 2010 tem um bom ritmo de construção. O presidente da República, Aníbal Cavaco Silva veio ao concelho de Odivelas para participar no 110º aniversário do Instituto de Odivelas. No seu 20º aniversário o Ténis Clube da Póvoa pediu mais infra-estruturas desportivas na freguesia. O Movimento Odivelas no Coração assinalou o seu 2º aniversário com inauguração de uma nova sede e uma viragem para uma área de intervenção mais social e cívica e menos política. Susana Amador foi ao Porto ver como funcionava a videovigilância e anunciou a sua intenção de que o sistema avançasse em Odivelas no início de 2011. O Protocolo de Delegação de Competências transferiu 6 milhões de euros para as sete juntas de freguesia e foi considerado «Um dos melhores protocolos do país». Em Dezembro ficaremos a saber as contestações para 2011.

FEVEREIRO MOC começa intervenção cívica manifestando-se contra as Linhas

Aéreas de Alta Tensão. O Bloco de Esquerda começou um ciclo de oito debates que até Abril, percorrem todas as freguesias do concelho e onde pretendeu discutir as alternativas para a cidade. Denúncia pública no Nova Odivelas, por parte do CDS/PP, de uma lixeira em Caneças com mais de 200 carcaças de frigoríficos. Meses mais tarde no âmbito do Limpar Portugal finalmente o problema desapareceu. A primeira pedra da Escola João de Deus na Ribeirada foi lançada mas 2010 chegou ao fim sem a sua inauguração. A Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) veio à Malaposta homenagear o embaixador Lauro Moreira no dia em que o diplomata comemorou 70 anos de vida e terminou as suas funções junto da CPLP. Denúncia pública, no Nova Odivelas, da trágica situação dos seguranças a prestar serviço nas instalações municipais, com meses de salários em atraso. No final de 2010 ainda se ouviam queixas de situações irregulares. O MOC iniciou o ciclo de debates Odivelas e a Cidadania que veriam a debater a cidadania, a comunicação social e o comércio local. O PS discute o ambiente e as energias renováveis e Susana Amador, presidente da Câmara anuncia que Odivelas vai ter um Plano Municipal de Eficiência Energética. O mês acaba com o vento a destruir um pavilhão na EB1 Dr. Mário Madeira, na Pontinha, felizmente a um Sábado o que permitiu não haver vítimas a registar.

MARÇO O PS atribuiu o seu anual Prémio de Cidadania Activa às Conferências Vicentinas de Santo Eugénio, de Odivelas e da Sagrada Família, da Pontinha. A Câmara de Odivelas terminou a Agenda para a Educação que se iniciou em Janeiro e constou de visitas a 32 escolas, entre outras incitativas como o debate A Importância da Família na Educação. Promovido pela Divisão de Desporto da CMO realizou-se o debate O Desporto Federado em Portugal, que ligação aos municípios que contou com a presença de Carlos Ribeiro, presidente da As-

sociação de Futebol de Lisboa e de várias personalidades ligadas ao desporto. Lançamento da 1ª Pedra do Jardim-de-Infância do Olival Basto que viria a ser inaugurado no início do Ano Lectivo 2010/2011. A Sociedade Musical e Desportiva de Caneças, assinalou o seu 130º na sua sede ainda com as obras de remodelação não completamente concluídas. Um triste episódio marcou o Clube Académico da Póvoa. Uma máquina de jogo ilegal foi apreendida nas instalações do clube e o seu presidente constituído arguido o que levou a que Barão das Neves pedisse suspensão do mandato até à conclusão do processo. Tanto quanto sabemos o julgamento, dez meses depois, ainda não está marcado. O Recital Poesia no Feminino, com Paula Nunes assinalou o Dia Mundial da Poesia na Biblioteca D. Dinis. O Dia Mundial da Árvore foi assinalado pela Câmara com a distribuição, através do Nova Odivelas, de 5.000 sacos com sementes de alfazema, entre outras iniciativas. A iniciativa Limpar Portugal levou 600 voluntários à rua, em Odivelas, para limpar vários locais.

ABRIL O Torneio Internacional de Futebol Infantil da Pontinha levou 10 equipas, entre as quais cinco estrangeiras, e centenas de espectadores, ao Campo do Clube Atlético e Cultural da Pontinha. Hugo Ribeiro, compositor de Odivelas, viu uma ópera sua estrear no Teatro Municipal S. Luís. As tradicionais Festas da Páscoa animaram a vila de Caneças. Margarida Nunes estreia na Malaposta a sua exposição, que está agora a percorrer o país, “Entre a História e a lenda” sobre o Rei D. Dinis. Susana Amador e Edgar Valles foram os protagonistas das eleições para a Comissão Política Concelhia de Odivelas, do PS, que seriam vencidas pela líder recandidata. A nova Macroestrutura da Câmara Municipal de Odivelas foi aprovada com os votos contra da CDU e dos vereadores independentes Hernâni Carvalho e Paulo Aido. Uma vigília convocada pelo Movi-

mento + Saúde exigiu a reposição do horário do CATUS de Odivelas que passou a encerrar às 22h00. O Odivelas Futebol clube conquistou o 2º lugar no Nike Premier Cup. O Colinas Bike Tour promoveu passeio que ligou cidade Odivelas à freguesia de Odivelas no concelho de Ferreira do Alentejo. Francisco Louçã veio a Odivelas encerrar o clico de Debates do Bloco de Esquerda. A JS promoveu debate sobre o casamento homossexual e a comunicação social em Odivelas foi discutida em Debate do MOC. As freguesias de Famões e Ramada comemoraram o seu nono aniversário assinalando desenvolvimento e carências. Como habitualmente as comemorações do 25 de Abril, atravessaram todas as freguesias e Rui de Carvalho veio a Caneças apresentar os Encontros com o Teatro.

MAIO Os Encontros com o Teatro, promovidos pelo Artecanes, grupo de teatro da Sociedade Musical Desportiva de Caneças, foram um dos marcos culturais do mês. O Blogue de Miguel Xara Brasil, Um Rumo, entrou numa nova fase com a entrada de sete colaboradores. A Semana Missionária em Caneças apresentou o projecto definitivo da nova Igreja e Centro Comunitário. O Festival Rotas voltou a assinalar as culturas que compõem Odivelas. Este mês marca também o início das emissões da NO TV, estação de webtelevisão regional ligada ao Nova Odivelas. As Associações de Pais e Encarregados de Educação das Escolas da Freguesia da Ramada promoveram O Dia da Escola Aberta com um vasto conjunto de iniciativas. Em trabalhos para a Área Projecto, os alunos da Secundária de Odivelas reinventaram a cidade. Foi pré-inaugurada a Igreja do Casal da Silveira e na Póvoa de Santo Adrião obras de repavimentação descobrem cadáver com 400 anos. O Plano Municipal de Emergência foi apresentado aos serviços municipais depois de ter sido aprovado pela Autoridade Nacional de Protecção Civil. O Ginásio Clube de Odivelas subiu à II Divisão do Campeonato Na-

cional de Xadrez. Um seminário técnico promovido pelos Bombeiros de Odivelas trouxe ao concelho dezenas de bombeiros de todo o país. Uma criança de 12 anos morreu afogada no Rio da Costa.

JUNHO Este mês o Nova Odivelas fez uma reportagem com Maria da Conceição da Póvoa de Santo Adrião que vive uma situação dramática em fogo municipal. Na altura houve promessas da resolução do problema em Setembro ou Outubro. Mas 2010 chegou ao fim e Maria da Conceição espera… e desespera. Começou o Odivelas Fashion 2010 que durante dois meses elegeu a Miss de cada uma das sete freguesias do concelho, terminando com a final, no Jardim da Musica, a 24 de Julho onde foi eleita a Miss concelho de Odivelas. O terceiro debate do MOC discutiu a credibilização da política e dos políticos. No futsal assistimos aos torneios do Grupo Desportivo da Quinta do Pinheiro, da Associação Cultural, Social e Desportiva da Arroja e do Póvoa de Santo Adrião Atlético Clube. As equipas de Escolas e Infantis do Grupo Desportivo dos Bons Dias sagram-se campeãs distritais e os Silveirenses conquistam o 2º lugar na Liga Nacional do Inatel. Em futebol aconteceu a 8ª edição do Torneio Internacional de Escolas do Centro Escolar Republicano Tenente Valdez. O Clube Atlético das Patameiras realizou o seu 27º Grande Prémio de Atletismo. Tendo vencido as eleições para a CPCO do PS, Susana Amador tomou posse para um novo mandato à frente deste órgão socialista. Junho é mês de Marchas Populares mas no concelho apenas as Juntas de Freguesia de Caneças e Ramada promoveram estes eventos. Em Odivelas o Clube Atlético das Patameiras também promoveu a sua marcha com o apoio da junta de freguesia. Em Caneças as Festas de S. Pedro voltaram a animar a Vila e o Centro Histórico de Odivelas foi animado com a primeira edição da Feira de Velharias e Antiguidades que a partir Junho anima o Largo D. Dinis no segundo Domingo de


07 Janeiro 2011

Nova Odivelas 9

cias de jornal cada mês. No fim deste mês realizaram-se as eleições para a Comissão Política Concelhia de Odivelas do PSD com Fernando Ferreira e João Carvalho a liderarem as duas listas concorrentes. A vitória seria de Fernando Ferreira. No Jardim da Música abriu o Quiosque de Leitura que durante os meses de verão disponibilizou livros e jornais aos visitantes deste espaço da cidade.

JULHO Com muita vitalidade e crescimento a Sociedade Musical Odivelense assinalou o seu 147º aniversário na sua renovada sede. O Road Show da Associação de Futebol de Lisboa veio a Odivelas lembrar o centenário desta instituição e as Festas de Olival Basto animaram a vila com vários eventos entre os quais o 20º Prémio de Atletismo da freguesia. A Póvoa de Santo Adrião assinalou o 24º aniversário de elevação a vila com um vasto conjunto de iniciativas. A nova Comissão Política Concelhia de Odivelas, liderada por Miguel Xara Brasil tomou posse no primeiro dia de Julho. A nova Comissão Política Concelhia da JSD de Odivelas liderada por Paulo Pinheiro. Os Bombeiros Voluntários de Odivelas assinalaram o seu 113º aniversário inaugurando uma ambulância de transporte de doentes e realizando a habitual Sessão Solene. Susana Amador e Francisco Bartolomeu inauguraram o novo Parque Urbano dos Pedernais, na freguesia da Ramada. A cidade de Odivelas comemorou o seu 20º aniversário com as Festas da Cidade que mais uma vez levaram milhares de pessoas ao Parque Urbano do Silvado. A 9ª Légua Nocturna da Cidade e a Homenagem aos campeões também fizeram parte da festa. Laborinho Lúcio, ex-ministro da Justiça veio a Odivelas para uma conferência promovida pelo Círculo D. Dinis sobre a Organização da Administração da Justiça. A Final do Odivelas Fashion 2010 e a eleição da Miss Concelho de Odivelas encheram o Jardim da Música, que nesse dia recebeu também a primeira mostra de Artesanato Urbano promovida pelo

Sector de Turismo da Câmara de Odivelas. Joana Martins é a Miss Concelho de Odivelas 2010. No final do Odivelas Fashion 2010 foi também coroada Maria Lisboa eleita Miss NO TV 2010 pelos leitores e webespectadores dos órgãos ligados à Simprus Press. O MOC organizou uma tertúlia sobre imigração que contou com a presença de José Falcão, deputado municipal do Bloco de Esquerda. No Vale Grande foi lançada a 1ª pedra da Sede da Associação Cultural e de Melhoramentos do Vale Grande que vai ter também um Centro de Dia. A Equipa de Goalball do Clube Atlético e Cultural da Pontinha conquistou o Título de Campeão Nacional e a Taça de Portugal da modalidade.

SETEMBRO Em Setembro ganhou novo impulso requalificação do Jardim da Ribeira por parte do departamento de Ambiente da Câmara. Odivelas abraçou as comemorações do centenário da República, começando este mês um vasto conjunto de iniciativas que iriam durar até Novembro. A Câmara Municipal aprovou por unanimidade um Voto de Pesar pelos bombeiros falecidos no combate aos fogos florestais que assolaram o país durante o Verão. O Festival da Sopa e os festejos do 95º aniversário da freguesia e 19º aniversário da elevação a vila levaram milhares de pessoas a Caneças. O V Torneio Internacional de Futsal do Casal do Rato teve como patrono o treinador da modalidade no Sporting Clube de Portugal, Orlando Duarte. O novo jardim-de-infância do Olival Basto foi inaugurado no início do Ano Lectivo. A Câmara Municipal de Odivelas, o Sport Lisboa e Benfica e a Administração da Insolvência do Odivelas Futebol Clube assinam um protocolo com vista a resolver a situação do clube do concelho. O PS Odivelas realiza a sua Universidade de verão onde Jorge Lacão defende a regionalização. Os Encontros com a Música, promovidos pela SMO e CMO levaram a música ao Jardim da

Música em vários concertos que duraram até Outubro. O Grupo Pensar Odivelas apresentou ideias para revitalizar o comércio local. O Nova Odivelas denunciou uma situação de perigo para a Saúde Pública no Bairro do Trigache Centro que chegou ao fim do ano sem ter sido resolvida. A Câmara Municipal de Odivelas apresentou as suas linhas orientadoras para o turismo. Foi apresentada a linha de Metrobus que começará na Amadora e deverá chegar em 2015 a Odivelas. A Sociedade Musical e Desportiva de Caneças, organizou a 9ª edição do seu Torneio de Futebol que foi vencido pelo Sporting Clube de Portugal. Numa reunião com clubes e colectividades a Câmara apresentou os seus projectos para o desporto no concelho.

OUTUBRO O Bloco de Esquerda inaugurou a sua primeira sede em Odivelas. A Junta de Freguesia de Odivelas promoveu um grande desfile de viaturas clássicas. Os alunos da Secundária de Caneças promoveram um desfile evocativo do Centenário da República. A Assembleia Municipal realizou uma Sessão Comemorativa do Centenário da República. O jardim-de-infância do Valer Grande, a EB1/JI do Casal dos Apréstimos e o Complexo Escolar Isabel de Portugal foram inaugurados em Outubro. O Odivelense Carlos Alberto Henriques lançou na Malaposta o seu livro A Invasão do 3D. A Paróquia da Ramada assinalou o 9º aniversário da Geminação com a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, na Ilha do Príncipe, que resultou na construção de vários equipamentos sociais naquela ilha. O Centro Oficial de Recolha de Animais do Concelho de Odivelas e o Pavilhão Multiusos de Odivelas foram inaugurados em Outubro. O Rotary Clube de Odivelas homenageou o profissional do ano, professor João Ganço, treinador do Nelson Évora. O Clube Atlético das Patameiras organizou o seu 1º Torneio de Futsal. O Centro de Exposições de Odivelas acolheu a Exposição 20 contra

a sida com vinte peças de 20 autores solidários com a Liga Portuguesa Contra a Sida que assinalava o seu 20º aniversário. No Pavilhão Polivalente de Odivelas aconteceu o 2º festival Odivelas On The Rock promovido pelo PCP de Odivelas. Na Sociedade Musical e Desportiva de Caneças realizou-se o 10º Encontro de Bandas Filarmónicas de Caneças. O Clube Atlético e Cultural da Pontinha homenageou o seu fundador Carlos Lourenço dando o seu nome ao complexo desportivo do clube.

NOVEMBRO Medina Carreira veio às Conferências de Odivelas para falar de Portugal: Problemas e Soluções. A Câmara Municipal de Odivelas lançou os projectos SOS Sénior e Convida a Vida que se destinam a proporcionar serviços de teleassistência e apoio a idosos. As juntas de Caneças e Ramada trouxeram às suas freguesias a ExposiçãAnne Frank, uma história para hoje. A Câmara de Odivelas aprovou a cedência de um terreno na Ramada para a construção do Centro de Saúde daquela freguesia.

com a Associação de Ténis de Lisboa inaugura Centros de Mini Ténis em escolas do ensino básico. A Assistência Médica Internacional assinala 25 anos de vida com uma exposição de anúncios no Centro de Exposições de Odivelas. Atleta do Ginásio Clube de Odivelas sagrou-se vice-campeã do mundo de Mini Duplo Trampolim. A Câmara de Odivelas assinalou o Dia da Floresta Autóctone com a plantação de árvores no Jardim da Ribeirada e no Pinhal da Paiã. A Confraria da Marmelada de Odivelas entronizou a sua prioresa e cerca de 20 confrades. A freguesia da Pontinha assinalou o seu 26º aniversário com um conjunto de iniciativas.

DEZEMBRO

CDU de Famões promoveu acção de protesto contra a saída de médicos do Centro de Saúde da freguesia. O PSD de Odivelas homenageou Sá Carneiro, depositando uma coroa de flores na Rotunda com o seu nome, na Ramada, no dia em que se assinaram os trinta anos da sua morte. As juntas de freguesia lideradas pelo PS, Famões, Olival Basto, Pontinha e Póvoa de Santo Adrião promoveram uma homenagem pública a Manuel Varges, presidente da Comissão Instaladora do Município de Odivelas e 1º presidente de Câmara eleito. … cção Social, ssociativismo, Câmara de Odivelas anuncia eliminação de ultura, esporto, ducação, todos os núcleos de habitação precária até final de 2013. olítica ... Várias organizações de ciclistas e motociclistas em conjunto com a Associação de O Departamento de Turismo do Pais da Escola António Gedeão e o Instituto Superior de Ciências Colinas On-line promoveram a Educativas promoveu as Jornadas acção solidária Rodar que juntou de Turismo ISCE 2010 que levaperto de uma centena de Pais e ram ao Centro de Exposições de Mães Natal sobre rodas a distriOdivelas mais de duas centenas buir brinquedos. de participantes para uma reflexão profunda sobre o turismo para todos. Todos estes acontecimentos foram O Município de Odivelas assinanotícia no Nova Odivelas. lou o seu 12º aniversário com a Pode vê-las nos PDF’s de cada edição atribuição de medalhas a várias em www.novaodivelas.pt personalidades e instituições. A Câmara de Odivelas em parceria

A

C P

A

D

E


10

Nova Odivelas

07 Janeiro 2011 PUB

PUB

PUB


Nova Odivelas 11

07 Janeiro 2011

DESPORTIVAMENTE DEBATE DESPORTIVO

AGENDA

Hugo Martins revelou projectos para o futuro do Desporto em Odivelas lhão do complexo Escolar de Porto Pinheiro, o arrelvamento do campo do Tenente Valdez que permite a auto sustentabilidade do clube e obviamente o Pavilhão Multiusos

em futuras urbanizações, etc. A criação de um Observatório Municipal de Desporto através de uma tese de mestrado de uma aluna do FMH fará com que todos

> Hugo Martins, vareador do Desporto da CMO

que permite catapultar Odivelas para o exterior com eventos de grande projecção como foi a organização da UEFA Futsal Cup» que se realizou em Novembro passado. Quanto ao futuro o vereador gostava de ver introduzidas no concelho mais modalidades dando como exemplo o Voleibol e o Rugby, mas destacando as variadíssimas modalidades que os clubes de Odivelas já disponibilizam. Relativamente ao Plano de Apoio ao Associativismo Desportivo de Odivelas (PAADO )e apesar de haver alguns cortes, tem a convicção de que pouco ou nada

Fotografias: Henrique Ribeiro

Na segunda edição do programa gravado na Sede do Clube Académico da Póvoa na Póvoa de Santo Adrião teve como convidado especial o vereador do Desporto da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins. Contámos ainda com a presença de José Barão das Neves, e Pedro Nascimento do clube anfitrião. Iniciámos a conversa como habitualmente com o representante da colectividade que nos recebe. José Barão das Neves começou por fazer um pequeno historial do CAP fundado a 7 de Fevereiro de 1981 dizendo também que começaram já as comemorações do seu 30º aniversário com um almoço de Natal realizado a 12 de Dezembro. Referiu ainda o carácter familiar do clube que conta com cerca de duas centenas e meia de sócios. Quanto ao futuro está esperançado até porque a colectividade tem muito sangue novo, como provam os convívios que contam com a presença de muitos jovens e crianças. Quanto às actividades que o CAP disponibiliza aos seus associados para além do futebol de 11, destaca o snooker e a pesca desportiva que organiza um torneio que já vai na 5ª edição e que teve 90 participantes. Para falar sobre a equipa de futebol de 11 do CAP que participa há 25 anos nos campeonatos do INATEL esteve Pedro Nascimento, que mencionou as dificuldades para manter a equipa a competir, ultrapassadas pela boa vontade e carolice de todos os elementos. Por falta de infra-estruturas na freguesia o CAP faz os seus treinos e jogos no campo do Pinheiro de Loures, mas durante o programa Rui Teixeira mostrou disponibilidade para que o CAP possa jogar e treinar no campo do Tenente Valdez. O convidado especial desta 2ª edição do Desportivamente foi o vereador do Desporto da Câmara Municipal de Odivelas que fez um balanço do seu primeiro ano de mandato destacando o trabalho de acompanhamento dos clubes, permitindo-lhe conhecer as suas realidades, dificuldades, expectativas e projectos futuros. Para o autarca a organização da Divisão de Desporto foi também importante, com a mudança de instalações para as instalações do novo Pavilhão Multiusos de Odivelas. O investimento em novas instalações desportivas e melhoramentos noutras foi outro dos temas referidos por Hugo Martins enumerando algumas como «O Pavi-

os clubes sejam visitados e as informações recolhidas serão disponibilizadas no site da CMO para divulgação da oferta desportiva dos mesmos, foi outro dos pontos relatados por Hugo Martins. Por fim e em resposta a algumas questões levantadas pelos elementos do painel residente informou que não concordando com a construção de pavilhões desportivos fora do contexto escolar e portando considerando um erro a localização do Pavilhão Susana Barroso este vai ser ocupado em horário escolar pelos alunos da Escola Braamcamp Freire em con-

clubes de Odivelas realçando no entanto a perda do número de clubes e de atletas nos últimos 10 anos. Mostrou-se preocupado com a falta de utilização fora dos horários nocturnos do Pavilhão Susana Barroso e da degradação a que chegou a Quinta das Águas Férreas. Criticou ainda a construção do Multiusos referindo que havia outras prioridades como por exemplo uma nova piscina municipal alertando para o nível de endividamento que a câmara vai ter nos próximos 25 anos. A reestruturação do PAADO adaptando-se às novas exigências da Lei de Base do Desporto foi outra preocupação preconizada por José Carlos Pires. Rui Teixeira por seu lado criticou a falta de preparação de alguns dirigentes desportivos que têm de se adaptar às novas realidades percebendo as dificuldades por que passam as autarquias e criando condições para que os seus clubes sejam auto-sustentados evitando assim a subsidio dependência. Quando à câmara, pediu ao vereador que fiscalizasse mais os clubes através de visitas dos técnicos da Divisão de Desporto para perceber se os apoios concedidos são ou não aplicados devidamente. Em relação à alteração do PAADO, Rui Teixeira re-

FIM-DE-SEMANA [08 e 09 JAN] Sábado ANDEBOL Iniciados: Gin. Odivelas ● Mafra FUTEBOL Juniores: União Tomar ● CAC Juniores: CF Unidos ● Caneças Juniores: Sacavenense ● Odivelas FC Juniores: Tenente Valdez ● Sintrense Infantis: CAC ● 1º Dezembro Infantis: Caneças ● Santa Iria Infantis: Caneças ● Povoense Infantis: Odivelas FC ● Carenque Infantis: SL Olivais ● Odivelas FC B Infantis: Santa Maria ● CF Unidos Infantis: Pinheiro Loures ● Tenente Valdez FUTSAL Seniores: Famões ● UDC Forte Juniores: Benfica ● ACO Seniores fem.: Quinta Lombos ● PSAAC Juniores: Ribamar ● Arroja Juniores: Bons Dias ● Sporting Juniores: Casal Rato ● Vilafranquense Juniores: GROB ● Loures Juvenis: Portela ● ACO Juvenis: Pregança ● Arroja Juvenis: Casal Rato ● CPCD Iniciados: ACO ● SL Olivais Iniciados: Arroja ● CP Arcena Iniciados: Forte da Casa ● Bons Dias Iniciados: Casal Rato ● Brandoa Iniciados: GROB ● Monte Maior Infantis: ACO ● Monte Maior Infantis: Bons Dias ● Forte da Casa Infantis: Patameiras ● Arroja Infantis: Casal Rato ● Infantado Infantis: PSAAC ● GROB Escolas: Casal Rato ● Bons Dias Escolas: GROB ● PSAAC Escolas: Patameiras ● Infantado HÓQUEI EM PATINS Seniores: Gin. Odivelas ● Ac. Coimbra Domingo ANDEBOL Juvenis: Gin. Odivelas ● Loures Infantis: Gin. Odivelas ● CSJ Brito FUTEBOL Seniores: CAC ● Enc. e Olivais Seniores: Odivelas SAD ● Bombarralense Juvenis: Caneças ● Vilafranquense Juvenis: Odivelas FC ● Malveira Juvenis: Sanjoanense ● Tenente Valdez Iniciados: CAC ● Benfica Iniciados: CAC B ● Foot 21 Iniciados: Caneças ● Carlos Queiroz Iniciados: Belenenses ● Odivelas FC Iniciados: Operário Lisboa ● Tenente Valdez FUTSAL Escolas: Arroja ● Brandoa

> Barão das Neves, José Carlos Pires, David Braga, Rui Teixeira e Hugo Martins

os clubes vão sentir essa diminuição indo para isso agilizar com a sua equipa as melhores soluções para evitar que sejam prejudicados nas suas actividades. Para breve está a criação do Conselho Municipal do Desporto (CMD) que terá como principais objectivos a emissão de pareceres sobre as várias temáticas do desporto no município, como o PAADO, nos critérios de atribuição de apoios bem como a abertura de novas medidas, o desenvolvimento desportivo no concelho, a construção de novas instalações desportivas

trapartida a Parque Escolar irá reforçar as bancadas do espaço em questão. Em relação à Quinta das Águas Férreas confirmou a degradação do espaço estando empenhado numa solução que poderá passar por uma parceria com o Comité Olímpico Português na criação de um Centro de Preparação Olímpico mas alertando para a elevada verba necessária que ronda os 300.000 . José Carlos Pires elemento do painel residente manifestou-se agradado com o levantamento feito pelo Vereador da realidade dos

comenda que os apoios concedidos tenham também em conta as ajudas que as várias juntas de freguesia concedem e preocupando-se também com a especificidade de cada clube dando como exemplo se cobram ou não mensalidades aos atletas. Por fim deixou um apelo a todos os dirigentes para que envolvam mais os pais dado que estes estão receptivos a ajudar se perceberem que o trabalho que está as ser feito é válido. Programa completo na NO TV

www.novaodivelas.tv

Três caminhos na informação desportiva em Odivelas: Nova Odivelas www.novaodivelas.pt

Diário de Odivelas www.diariodeodivelas.pt

NO TV www.novaodivelas.tv


12

Nova Odivelas

07 Janeiro 2011

NOVO LOOK BELEZA

Anabela com novo visual

Fotografias: Helena Martins

Uma notícia do Nova Odivelas mudou o aspecto e quem sabe mesmo a vida de Anabela. Assuntos pessoais levaram-na à Loja do Cidadão do Odivelas Parque. Folheando o jornal viu a referência ao programa da NO TV, Novo Look e ficou com vontade de se inscrever. Com 37 anos Anabela não gostava da sua apresentação mas faltava-lhe a coragem para a mudança. O seu filho Ruben, de 14 anos, agarrou na ideia e não deixou que Anabela perdesse a oportunidade, incentivando-a até que a mãe fosse ao Centro Comercial da Pontinha fazer a sua inscrição. «Nunca pensei que viria a ganhar», confessou-nos. Quando recebeu o telefonema a dizer ter sido seleccionada não acreditou à primeira e foi mesmo à Pontinha saber se não havia engano. «Era verdade, fui mesmo eu a escolhida e a minha perspectiva é que possam tornar um patinho feio numa princesa. Pelo menos foi o que me prometeram». E, como promessa é para cumprir, a Lúcia tratou da estética e da maquilhagem, a Cristina e a Lúcia cortaram e pentearam, a Bruna escolheu o vestuário, e a Isabel Silva, apresentadora do programa, ia acompanhando a Anabela. A cara de surpresa e o grito de alegria largado ao ver-se ao espelho indicou que Anabela considerou a promessa cumprida e que o espelho reflectia a principesca que se sentia ser. Depois de Anabela, protagonista da edição de Dezembro, está a ser feita a selecção da concorrente para a edição de Janeiro. Para se inscrever basta dirigirse ao Centro Comercial da Pontinha, às lojas Luaranas ou Oficina do Cabelo e esperar o telefonema a comunicar que foi a escolhida.


07 Janeiro 2011

Nova Odivelas 13 PUB

PUB


14 PUB

Nova Odivelas

07 Janeiro 2011

Intermitências

A Ilha Encantada No Centro Cultural Malaposta continua em cena a peça infantil de Fernando Gomes que continua a encantar crianças e adultos. Com sessões reservadas às escolas durante a semana e para o público em geral aos fins-de-semana A Ilha Encantada segue o sucesso das peças anteriores deste autor e encenador na Sala Experimental da Malaposta.

A

PUB

ventura começou com o Capuchinho Vermelho a primeira peça infantil co-produzida pela Malaposta e a Klassicus, produtora de Fernando Gomes. O conto tradicional foi adaptado pelo actor, encenador e autor e foi um êxito de bilheteira. Nova adaptações foram então feitas e à Malaposta chegou João e o Pé de Feijão e o Gato das Botas que esteve meio ano em cena. A Ilha Encantada foi a aposta para 2010/2011 da Malaposta e da Klassicus. Fernando Gomes assina o texto e a encenação. Os ingredientes habituais nas peças infantis de Fernando Gomes também estão em A Ilha Encantada: A magia, o divertimento, o estímulo à imaginação; uma fonte de prazer e aprendizagem. «Para escrever A Ilha Encantada, Fernando Gomes inspirou-se nos contos maravilhosos que escutou em criança – há muitos... muitos anos atrás! – Mas que o tempo não apagou da sua memória. Através do prazer ou das emoções que as histórias proporcionam, o maravilhoso sempre foi e continua a ser um dos elementos mais importantes na literatura destinada aos mais novos». A Ilha Encantada é contada em forma de lenda, uma tradição oral que passando de geração em geração narra acontecimentos fantásticos; contada... e cantada, uma vez que a música é uma presença constante neste espectáculo, uma maravilhosa Fantasia Musical. O público é convidado a entrar numa ilha, uma ilha misteriosa onde se destaca um castelo, um barco, e o seu mais velho habitante, um simpático contador de histórias, que além de receber os visitantes, os convida a participar no jogo teatral do faz de conta. Assim, actores e público vão desembarcar no mundo das lendas, no mundo do teatro, no mundo dos sonhos, no mundo da Ilha Encan-

Fotografia: Malaposta

PUB

tada! «E, conta a lenda, que há muitos, muitos anos atrás, na torre daquele castelo vivia uma linda princesa. Mas quem por ali passava e para a princesa olhava também via com estranheza a imagem da tristeza. Sendo princesa, o mais certo era não lhe faltar nada. De onde vinha tal tristeza? Estaria ela encantada?! Talvez sim, ou talvez não! Mas também consta da lenda a existência de um Dragão! Dizem que nasceu no mar, onde o rei o foi buscar para a princesa guardar! Mas também, por outro lado, há quem pense que o Dragão é um príncipe encantado! Estará encantado o Dragão? Talvez sim ou talvez não! No castelo, a realeza ao lado, num velho barco, o retrato da pobreza! É onde vive a viúva Matilde, com o seu filhote, o Toino. Do barco fez o seu lar e para o filho, a quem dedica todo o amor Matilde sonha e espera um futuro bem melhor. Mas de tanto esperar, começa a desesperar! O filho, o Toino, esse não! Sempre alegre, divertido, com um pequeno “senão”: é trapalhão e distraído! Mas também um sonhador, não parava de sonhar e acreditava no sonho. Tinha a certeza que um dia tudo havia de mudar Mas terá o Toino razão? Talvez sim, ou talvez não! Tudo isto conta a lenda. Mas o mais que a lenda conta não posso agora contar! Deixo isso para os Actores que no palco vão entrar e com amor, com magia… A história do jovem Toino, da Princesa e do Dragão a todos vão revelar! Preparem-se pois para uma viagem ao maravilhoso mundo das lendas no mundo do teatro, no mundo dos sonhos, no mundo da Ilha Encantada!».


07 Janeiro 2011

Realmente! «Manhã em visita técnica às obras da CRIL. Esta obra de mais de 111 milhões de euros e de enorme complexidade integra 17 obras de arte, realojou 1200 famílias que viviam em barracas e descongestiona o tráfego do eixo norte/sul e da 2ª circular. O sublanço Buraca/Pontinha é uma mais valia em termos de mobilidade para o nosso Concelho… A Pontinha merece! Susana Amador Facebook «Aqui está algo de que todos os intervenientes se devem orgulhar: Governo Central, Câmara Municipal de Odivelas e, claro, Junta de Freguesia da Pontinha. A mobilidade do concelho de Odivelas agradece e os munícipes também agradecem». Mário Máximo

Facebook «E a Câmara Municipal da Amadora, Junta de Freguesia de Benfica, etc., etc.? Agora para a obra ficar completa faltam os espaços verdes que já estão começados, serem terminados e uma coisa ou outra. As portas de Benfica e a Buraca estão muito bonitas mesmo». Isabelinha Severino

Facebook «Antes tarde do que nunca. Este troço viabiliza a mobilidade de mais de 150 mil pessoas em apenas "duas corridas" diárias, mas acima de tudo liga extremos da área metropolitana de Lisboa o que pode significar ainda um número de utilizadores mais significativo em determinados dias e horas, particularmente fora-de-horas. Oxalá o concelho de Odivelas saiba aproveitar este beneficio de "um dia para ou outro" ficar a 5 minutos de algumas das áreas mais importantes da apelidada Grande Lisboa Restelo Algés, Miraflores, Alfragide, Benfica. Uma obra verdadeiramente oportuna para o nosso concelho e para as nossas freguesias porque podemos passar a fazer parte de uma nova centralidade».

Nobres Confissões J

Confesso, sim confesso…

á estou a ficar fartinha da Marmelada de Odivelas, não do doce propriamente dito mas de todas as envolvências que envolvem a marmelada e não estou a falar daquelas caixas bonitas e imaginativas com que o produto é comercializado. Mais uma vez tenho de falar aqui dos preços da branquinha. Não, não ensandeci, branquinha é apenas um nome carinhoso, made in Ricardina, para a Marmelada de Odivelas que é… Branca. Bom disse quando me referi à abertura da Loja da Marmelada no COOP, que uma tigelinha de 550 grs custava 15 euritos. Acreditem que foi o que lá me disseram. Depois um leitor chamou-me diplomaticamente mentirosa e que a branquinha tigelinha custava apenas dez euros. Fiquei baralhadita, chamei o Amândio, o motorista da minha Diane 2 cavalos que me dá um ar mais de esquerda e fui lá perguntar. A senhora que lá estava disse que eram mesmo 10 euros mas que não se admirava de me terem dito 15. Agora, um leitor envia-me duas facturas que provam que a loja vende de facto a branquinha a 15 euros a tigelinha. Continuo baralhada, isto não se faz cá à Ricardina. Ou por lá o preço faz-se de acordo com a cara do cliente?. Ui… Mas que marmelada!

N

o dia 27 do mês de Dezembro do finado 2010, houve Assembleia de Freguesia de Odivelas. Como já tinha saudaditas do charmoso El Presidente e de umas boas gargalhadas, que dou sempre ao ver como o doutor presidente da mesa dirige aquelas coisas, disfarceime de trabalhadora especializada em situação de desemprego e lá fui para o Polivalente. Ai queridas leitoras… Aceitem um conselho da Ricardina e vão ver aquilo. É melhor que ir ao Casino Estoril ver os espectáculos do Salão Preto e Prata. Venho de lá consoladinha para três meses. Muito me divirto eu… O charmoso barbudo made in Fidel continua com o seu estilo de Cowboy a

~ Gu ard a R eal ~

Nova Odivelas 15

Maria Ricardina de Marmelo e Sá Viscondessa da Memória confissoes@novaodivelas.pt

Oeste de Sacavém. Perdeu as eleições mas não perdeu aquele jeitinho de perturbar o El Charmoso presidente do executivo da cidade. Mas nem o Vieguitas escapa ao ímpeto comunista e de vez em quando também leva para contar que até fica a gaguejar. É pá, rimei. Será que sou poetisa e ainda não sabia? Se calhar já posso fazer como o doutor cultural máximo e editar uns livritos. «Não te desvies da coisa Ricardina» disse-me o Grilo Falante, que depois do Pinóquio ter sido consumido pelo caruncho chamou para si a tarefa de ser a minha consciência. Viscondessa cronista sofre. Acreditem sofre mesmo. Prontos, vamos lá então falar da Assembleia. Luís Filipe Duarte fez parte da lista socialista às eleições de Outubro para a freguesia da cidade e de quando em vez lá tem de tapar uns buracos na bancada das rosas. Naquele dia, prescindiram dos seus serviços, apesar de haver vaga na bancada. Bom se calhar adivinharam alguma coisa. Então não é que o jovem se inscreveu no período do público? Bom a casa quase que veio abaixo. Que «Não senhor, não pode falar como público porque tomou posse como eleito» e entre o pode e o não pode o Duarte, sem companhia, lá ia dizendo que no Largo D. Dinis há água ir para os esgotos «O que é um atentado porque a água é um bem escasso». O presidente entretanto deixou o Duarte falar mas o homem estragou logo tudo ao dizer que o dinheiro das avenças dava para as obras necessárias ao aproveitamento da água. Prontos, lá o presidente lhe cortou o pio. Mas o eleito/público não se conforma. Já fez queixa da injustiça ao provedor de Justiça. «Agora se calhar dava jeito o provedor do Munícipe, oh D. Ricardina» lembrou, e muito bem, a Mariazinha do Aires, que estava a dar uma mãozinha a minha manicurre. E, também consultou alguns especialistas cá do burgo que lhe confirmaram que até podia falar como público. Vou acompanhar a novela. Adoro estas coisas… Adoro, adoro, adoro!

Tou chouchita e não me apetece escrever mais. Vou tomar um cházito de hortelã pimenta. Fiquem bem que eu fico também…

~ Flas h d o Re ino ~

Isabelinha Severino

Facebook

SIMPRUS PRESS, COMUNICAÇÃO LDA Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || NIPC: 509 172 962 || DIRECTORA GERAL: Helena Figueira [helena_figueira@simpruspress.pt] TLM: 925 429 118 || DIRECTOR DE INFORMAÇÃO: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] TLM: 962 646 230 || DIRECTORA FINANCEIRA: Manuela Escoval || CONTABILIDADE: Adélia Santos [adeliasantos@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 925 429 118 NOVA ODIVELAS - Semanário do Concelho de Odivelas Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || DIRECTOR: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: Helena Martins [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 925 429 118 || DESIGN: Nuno P. Silva [nunopsilva@simpruspress.pt] || COLABORADORES: Eduardo Sousa, Miguel Lopes (Fotografia), Lina Manso, Sérgio Mendonça (Desporto) || COLUNISTAS: Edgar Valles, Fernando Tudela, Helena Jardim, Manuel Varges, Maria Máxima Vaz, Paula Paçó, Sofia Mendes, Teresa Salvado || CORRESPONDENTES: Olival Basto - Sara Sousa; Desporto - David Braga, Pedro Beato, Sandra Braga || REGISTO NO ERC: 123252 || DEPÓSITO LEGAL N.º: 105904/9 || IMPRESSÃO: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA - Rua Consiglieri Pedroso, Casal de Santa Leopoldina Queluz de Baixo || DISTRIBUIÇÃO: Casa-a-casa Distribuidores Lda. || TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20 mil exemplares - Interdita a reprodução de textos e imagens sem o devido consentimento. || As crónicas e artigos de opinião ou de leitores são da inteira responsabilidades dos seus autores e podem não corresponder à orientação editorial do jornal.


Nova Odivelas PUB

Informação credível e completa

Nova Odivelas 374  

Edição de 07 de Janeiro de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you