Issuu on Google+

PUB

PUB

Sexta-feira,

29 de Outubro de 2010

Director: Henrique Ribeiro

// N.º

365 Ano XI

www.novaodivelas.pt

| informação regional

SUSANA AMADOR EM BALANÇO DA GESTÃO MUNICIPAL DE SETEMBRO

NESTE NÚMERO ● ● ● ● ● ●

ODIVELAS DESCONTENTE

● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

CAC HOMENAGEOU CARLOS LOURENÇO

● ● ●

Entre Tanto 2 Horóscopo 2 Balanço da gestão municipal em Setembro 3 Posto de Comando 3 Directas 4 20 contra a Sida no Centro de Exposições de Odivelas 4 Livro feito por alunos e professores 4 PCP promoveu festival de Rock 5 Desfile de Bandas Filarmónicas em Caneças 5 Directas 5 Estreito de Magalhães 6 Dualidades 6 Mundo das Tropelias 6 Muralha das Cores 7 SMAS de Loures 8 Forno e Talho da Cidade 10 Directas Desporto 11 CAC homenageou Carlos Lourenço 11 PSAAC apresentou equipas 11 Directas Desporto 11 Agenda e Resultados 11 Celeiro da Memória 12 GCO no Loulé Cup 14 Competições da AFL em Futsal 14 ARCIP em força 14 Realmente! 15 Nobres Confissões 15 Guarda Real 15 Flash do Reino 15 Consilcar 16 PUB


2

Nova Odivelas

29 Outubro 2010

Horóscopo de 29 de o u t u bro a 04 de n ove mbro

ENTRE TANTO SEXTA 29 DE OUTUBRO

SÁBADO 30 DE OUTUBRO

Palavreando

Encontros com a Música

O programa da NO TV dedicado aos poetas e à poesia vai esta semana ser gravado fora do concelho de Odivelas, no Bairro Padre Cruz, encostado à Pontinha e a Serra da Luz, na sede Grupo Recreativo Escorpiões Futebol Clube, na Rua Rio Guadiana Lote 10 cave. Como sempre vamos ter as rodinhas de poesia com a participação dos muitos poetas habituais do Palavreando mas também dos poetas ligados aos Escorpiões e ao Grupo de Teatro Os Resistentes. Com apresentação de Alexandre Oliveira, o Palavreando tem também conversas, apontamentos musicais, muita amizade e convívio. A partir das 22h00 esperamos por si.

O último desta série de quatro Encontros com a Música terá lugar às 17h00 no Jardim da Música, em Odivelas com a apresentação de pequenos apontamentos musicais apresentados por jovens das várias classes instrumentais, oriundos da Escola de Música da Sociedade Musical Odivelense e «Cânticos Espirituais Negros, uma iniciativa promovida pelo Grupo Coral Maria Gomes, onde a voz e o ritmo corporal dão forma e conteúdo à música».

Encontros com o Cinema

SEGUNDA 01 DE NOVEMBRO

No Centro Cultural Malaposta serão hoje apresentadas várias curtas-metragens de Miguel Clara Vasconcelos numa sessão que será seguida de debate e contará com a presença do realizador. Às 21h30 na sala de cinema. Preço único 2 euros. 95’. M/6.

DOMINGO 31 DE OUTUBRO

Fado na Malaposta Na sala Café Teatro da Malaposta Maria Mendes apresenta o fadista Lúcio Bamond. Às 17h00. Preço único 5 euros, 75’. M/6.

Anne Frank – Uma História para Hoje Às 11h00 será inaugurada na Casa da Cultura de Caneças a exposição Anne Frank – Uma História para Hoje que vai estar patente até 14 de Novembro. QUARTA 03 DE NOVEMBRO

Encontro de Coros Seniores

Informalidades

Com início às 15h00 tem lugar na Sociedade Musical Odivelense um Encontro de Coros Seniores que conta com as actuações dos grupos corais seniores dos centros de dia do Concelho de Odivelas, estando o encerramento a cargo do grupo coral da Sociedade Musical Odivelense.

Às 22h00 começa a gravação ao vivo do programa da NO TV, Informalidades, com António Pedro, Graça Peixoto, Miguel Ramos e Xara Brasil. A moderação será de Henrique Ribeiro. O programa é aberto à participação dos webespectadores. Na Sede do Movimento Odivelas no Coração.

Instituto de Odivelas

Inauguração de Oleão

Terá lugar às 15h00 a Abertura Solene do Ano Lectivo 2010/2011 do Instituto de Odivelas em cerimónia que contará com a presença de Susana Amador presidente da Câmara Municipal de Odivelas. O evento contará também com a conferência sobre O Centenário da implantação da República proferida por. Margarida Sá Dantas; a distribuição de prémios às alunas que mais se distinguiram no ano lectivo 2009/2010 e a integração das novas alunas no Batalhão Colegial.

Às 17h00 será inaugurado mais um oleão, desta feita na Rua de Angola, na Freguesia de Olival Basto.

Conferências da Liberdade com Manuel Alegre Ás 16h00 no Núcleo Museológico do MFA, no Regimento de Engenharia Um da Pontinha, terá lugar mais uma Conferência da Liberdade que hoje contará com a presença de Manuel Alegre.

AGENDA. Mais eventos em www.diariodeodivelas.com

«Pretende alertar para as dificuldades sentidas em Turismo por públicos com necessidades especiais». A Simprus Press é média partner do evento e o Nova Odivelas, Diário de Odivelas e NO TV vão fazer a cobertura integral do evento.

A Ilha Encantada Com a assinatura de Fernando Gomes, no texto e encenação, autor de êxitos infantis como o Chapéu Mágico ou o Gato das Botas, o Centro Cultural da Malaposta tem em cena a peça infantil A Ilha Encantada, uma fantasia musical. Para escolas por marcação de Terça a Sexta-feira às 10h30 e 15h00 e para o público em geral ao Sábado às 16h00 e ao Domingo às 11h00. Na Sala Experimental. Preço único 5 euros. 60’ minutos. M/3.

Zen ou o Sexo em Paz No Centro Cultural Malaposta está em cena até 20 de Novembro a peça Zen ou o sexo em paz, com textos de Dário Fo, Franca Rame e Jacopo Fo. A interpretação é de Amélia Videira. De Terça a Sextafeira às 10h30 e 15h00, para escolas por marcação. Para o público em geral será aos Sábados as 21h30. Sala Café Teatro. Preço único 5 euros. 60’. M/12.

UHF na Malaposta Nos dias 29 e 30 de Outubro, os UHF vão estar no Centro Cultural Malaposta para dois espectáculos que terão lugar às 21h30 no auditório. Preço único 10 euros. 75’. M/12.

Reviver o Passado na Ramada No Centro de Atendimento e Exposições da Junta de Freguesia da Ramada, vai estar patente de 28 de Outubro a 11 de Novembro a exposição de trabalhos em madeira Reviver o passado de José Santos, artesão da Associação de Artesãos D. Dinis.

QUINTA 04 DE NOVEMBRO

Assembleia Municipal de Odivelas Com início às 14h30, realiza-se nos Paços do Concelho, a 2ª Reunião da 5ª Sessão Extraordinária de 2010 da Assembleia Municipal de Odivelas.

E AINDA... > Até 03 de Novembro: Veias, Exposição Colectiva de Artes Plásticas dos trabalhadores da empresa municipal de Odivelas, Municipália, no Centro Cultural Malaposta.

OUTROS DIAS

Turismo acessível: estudos e experiências Promovido pelo Departamento de Turismo do Instituto Superior de Ciências Educativas vai ter lugar nos dias 03 e 04 de Novembro as Jornadas Turismo Acessível Estudos e Experiências. O evento nacional, que decorrerá no Centro de Exposições de Odivelas

> Até 07 de Novembro: Exposição Individual de Fotografias de Conceição Pernadas, Angola Terra Mãe no Pavilhão Polivalente de Odivelas. > Todo o ano: Exposições Conhecer para Proteger e Pedras para a História do Território de Odivelas no Centro de Exposições de Odivelas.

Carneiro Carta Dominante: 3 de Espadas, que significa Amizade, Equilíbrio. Amor: Surpreenda os seus familiares e prepare-lhes um jantar especial. É uma óptima forma de demonstrar o seu amor e carinho. Saúde: Possíveis dores abdominais. Dinheiro: O nervosismo tomará conta de si quando lhe delegarem uma tarefa importante. Não se enerve com problemas que não lhe dizem respeito. Alheie-se do que se passa à sua volta e dedique-se ao seu trabalho. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 11 touro Carta Dominante: 7 de Paus, que significa Discussão, Negociação Difícil. Amor: Evite descontrolar-se e fazer cenas de ciúmes. Procure uma nova amizade, pois sentirá necessidade de uma lufada de novas ideias na sua vida. Saúde: O seu estômago estará particularmente sensível e é possível que venha a ter problemas. Dinheiro: Cuide dos seus negócios o melhor que conseguir. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 12 Gémeos Carta Dominante: o Mundo, que significa Fertilidade. Amor: É possível que corra o risco de se magoar ao revelar os seus sentimentos de uma forma intempestiva. Saúde: Procure manter a calma e relaxe. Dinheiro: Durante esta semana exigir-lhe-ão muita diplomacia e paciência. Vai receber um convite fantástico e inesperado que o vai levar a sentir-se bafejado pela sorte. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 13 CaranGuejo Carta Dominante: 3 de Paus, que significa Iniciativa. Amor: Aceite os defeitos dos outros e lembre-se que ninguém é perfeito. Não se deixe influenciar pelas opiniões que os seus amigos têm da sua cara-metade. Tire as suas próprias conclusões. Saúde: Procure ser mais consciencioso e responsável. Dinheiro: Evite gastar dinheiro com objectos inúteis e dispendiosos. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 14 Leão Carta Dominante: 9 de Ouros, que significa Prudência. Amor: Surpreenda o seu amor com uma noite muito especial. Saúde: Não deixe que nada perturbe a sua paz. Comece os seus dias com uma caminhada. Vai sentir-se bem-disposto para enfrentar os desafios. Dinheiro: Procure ser directo e objectivo na apresentação dos seus projectos. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 15 virGem Carta Dominante: 6 de Espadas, que significa Viagem Inesperada. Amor: Não tenha limites quando o assunto é amor. Ultrapasse todas as barreiras e entregue-se à paixão. Saúde: Procure estar mais atento às exigências do seu organismo. Dinheiro: O seu orçamento semanal permitir-lhe-á fazer uma pequena extravagância. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 16 baLança Carta Dominante: A Força, que significa Força, Domínio. Amor: Aja correctamente com um amigo a quem involuntariamente prejudicou. Peça desculpas e tente remediar a situação. Saúde: Não abuse do tempo que passa de pé, pois pode ser prejudicial para o seu sistema circulatório. Dinheiro: Procure ser sincero com um colega pouco dotado para o trabalho que está a desempenhar. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 17 esCorpião Carta Dominante: 2 de Paus, que significa Perda de Oportunidades. Amor: É possível que se sinta um pouco deprimido e desmotivado, o que poderá causar algumas desavenças com o seu par. Mais tarde ou mais cedo terá domínio sobre as situações que agora o preocupam. Saúde: Não se deixe abater por uma notícia menos agradável sobre a saúde de alguém muito próximo. Mantenha a calma e disponibilize-se para ajudar. Dinheiro: Demonstre a sua competência e profissionalismo. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 18 saGitário Carta Dominante: 5 de Espadas, que significa Avareza. Amor: Mudança radical na sua vida afectiva. Saiba acompanhar o evoluir dos acontecimentos. Cuidado com as relações ambíguas. Seja fiel. Saúde: Procure passar o dia descansado e evite preocupações profissionais. Dinheiro: A semana promete ser muito equilibrada a nível profissional e económico. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 19 CapriCórnio Carta Dominante: 5 de Ouros, que significa Perda/ Falha. Amor: Evite arranjar problemas para si e para aqueles que lhe estão próximos. Saúde: Pense um pouco mais em si e dedique uma parte do seu dia a cuidar do seu bemestar físico e psicológico. Dinheiro: Seja prudente e tente dar o melhor num emprego novo. Deve ser mais racional do que emocional. O seu trabalho exigirá toda a sua concentração. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 20 aquário Carta Dominante: A Papisa, que significa Estabilidade, Estudo e Mistério. Amor: Seja persistente e não desista de conquistar o amor da sua vida. Deixe as suas preocupações de lado e invista numa noite romântica com o seu par. Saúde: Poderá sentir-se triste e deprimido e por isso sentirá necessidade de estar na companhia dos seus amigos. Dinheiro: As condições são favoráveis ao investimento. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 21 peixes Carta Dominante: 2 de Copas, que significa Amor. Amor: Seja moderado e controle o seu arrebatamento. Vida social bastante agitada. Não terá mãos a medir para tantas solicitações. Evite deixar para trás alguém muito especial. Saúde: evite deixar-se dominar pelo nervosismo e pela ansiedade. Dinheiro: É possível que seja repreendido por um erro que cometeu. Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 22


29 Outubro 2010

DUODÉCIMOS

Nova Odivelas 3

INFORMALIDADES. Em destaque na próxima edição.

PODER LOCAL

A actividade municipal em Setembro de 2010 Braamcamp Freire e a República

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Susana Amador, presidente da Câmara de Odivelas, apresentou na 3ª edição do programa Duodécimos, da NO TV, o balanço da gestão municipal nos meses de Agosto e Setembro de 2010. Fotografias: Eduardo Sousa/CMO

P

roblemas técnicos levaram a que o programa com o balanço de Agosto não pudesse ser emitido mas na edição 358 do Nova Odivelas, de 10 de Setembro, publicámos esse balanço pelo que nesta edição vamos dedicar-nos ao mês de Setembro. Como aspectos positivos Susana Amador referiu a visita da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CDDRLVT) aos investimentos financiados por fundos europeus, em Odivelas, no âmbito do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN), como o Jardim da Música, o Centro de Exposições, e a intervenção na Rua do Souto, junto à Casa da Juventude. Nessa visita foi analisada a candidatura já aprovada para o Centro Histórico de Odivelas que prevê um investimento total de cerca de 5,8 milhões de euros. A edil referiu ainda a 8º edição do Festival da Sopa que aconteceu nos dias 10, 11 e 12 de Setembro em Caneças. Nos aspectos negativos a presidente sublinhou as rupturas e faltas de água, bem como a lentidão e falta de informação por parte dos SMAS. A nível orçamental a edil sublinhou o impacto que os cortes do Governo vão ter no Orçamento Municipal. Entrando no balanço a edil sublinhou a conclusão do Centro de Recolha Animal de Odivelas, a visita do Ministro da Administração Interna e do Governador Civil de Lisboa para assinatura do Protocolo do pinhal da Paiã; o início do ciclo de palestras Jardins e Sociedade, a colocação do primeiro oleão do concelho que aconteceu em Caneças a 23 de Setembro, a conclusão do Parque Infantil e requalificação de vários espaços verdes na Arroja.

> O concelho assinalou o centenário da República

> A presidente da CCDR visitou Odivelas

> Imagens de Santo António encantaram no CEO

A apresentação do projecto Metrobus e a criação da 1ª versão do Plano Local de Promoção de Acessibilidade no Concelho de Odivelas foram os destaques em relação à mobilidade. Quanto ao Orçamento Participativo Susana Amador referiu a conclusão de algumas obras de repavimentação e o início de outras.

Ano Lectivo começou com novos equipamentos escolares

No que respeita à 3ª idade, foi referida a participação do Clube do movimento no Passeio Mimosa Avós e Netos promovido pela Área Metropolitana de Lisboa. Na educação Susana Amador referiu a conclusão das Escolas Básicas e jardins-de-infância dos Apréstimos, Porto pinheiro, Olival Basto e Vale Grande; a realização do encontro Educação e Formação: Factores Determinantes para a Empregabilidade e o início do Ano lectivo com a concretização de um investimento de 17 milhões de euros no parque escolar. Na cultura Susana Amador realçou a realização dos Encontros com a Música, as várias exposições no Centro de Exposições de Odivelas e as comemorações do Centenário da República. No capítulo desportivo destacouse a Agenda para o Desporto; a assinatura do protocolo com o Sport Lisboa e Benfica para a resolução da insolvência do Odivelas Futebol Clube; a 5ª edição do Torneio Internacional de Futsal do Casal do Rato; o Mais Fitness em Odivelas e a Abertura do Ano Desportivo numa sessão que juntou as colectividades desportivas do concelho. Quanto às actividades económicas registou-se a inauguração da Cooperativa de Táxis de Odivelas e Loures, Odilour, em instalações cedidas pela Câmara de Odivelas.

O concelho de Odivelas, não tendo uma história própria para celebrar, como tem o vizinho concelho de Loures, por exemplo, tem um bom pretexto para se associar às comemorações do centenário da república: a evocação da relação entre Anselmo Braamcamp Freire e o regime republicano. De facto, embora o patrono da escola secundária da Pontinha não tenha uma relação directa com o nosso concelho, recorde-se que, na época em que se adoptou o seu nome, a Pontinha pertencia ao concelho de Loures e ele tinha sido o primeiro presidente daquela recém-criada câmara municipal. É isto que se sabe habitualmente sobre Braamcamp Freire. Contudo, há uma história para revelar e, tratando-se de uma escola do concelho de Odivelas, deverá ser partilhada por todos os seus munícipes. Na verdade, para além das duas presidências da câmara de Loures e de ter sido um notável historiador, Braamcamp Freire teve a sua quotaparte de responsabilidade na implantação da república. Tendo rompido com a monarquia e aderido ao Partido Republicano em 1907, acabaria por liderar a lista republicana vencedora das eleições para a câmara de Lisboa em 1908. Aconteceu o caso caricato de não o ter sido reconhecido como presidente, pois o rei D. Manuel II não cumpriu a lei que o obrigava a designar presidente, tendo Braamcamp Freire assinado como vice-presidente até à implantação da república. O bom desempenho de toda a vereação republicana e do seu vice-presidente foi tão importante, prestigiando o projecto do futuro regime, que o Partido Republicano decidiu proclamar a república na varanda da câmara de Lisboa. Finalmente, Braamcamp Freire foi o primeiro presidente da Assembleia Nacional Constituinte (actual Assembleia da República) e do Senado, estando à beira de ser o primeiro presidente da república, se não desistisse da candidatura. www.postodecomando.blogspot.com

Jorge Martins Entrevista completa na NO TV

www.novaodivelas.tv

postodecomando@gmail.com


4

Nova Odivelas

29 Outubro 2010

QUOTIDIANOS

Amas reuniram em Odivelas No Sábado, 23 de Outubro, Associação das Profissionais do Regime de Amas (APRA) e o movimento Precári@s Inflexíveis reuniram em Odivelas com mais de 25 amas da Segurança Social e de Instituições de Solidariedade Social «Para discutir os falsos recibos verdes e a dívida à Segurança Social que muitas destas amas enfrentam» segundo o site do movimento. «Foi uma sessão muito rica, onde se desfizeram muitos dos conceitos errados sobre o que são falsos recibos verdes, o que são as contribuições para a Segurança Social e qual deve ser o estatuto das amas que trabalham directamente para o Ministério do Trabalho e Solidariedade Social». Ainda segundo o site do movimento «Muitas destas mulheres receberam a infame carta do Ministério que as tutela exigindo que fosse saldada a sua falsa dívida à Segurança Social para que não fossem despedidas». Deste plenário saiu também a ideia de um abaixo-assinado das amas dirigido ao Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social exigindo «Serem reconhecidas como trabalhadores por conta de outrem».

PUb

Exposição Solidária contra a Sida V inte peças de vinte autores compõem a Exposição Solidária 20 Contra a Sida que pode ser vista no Centro de Exposições de Odivelas até 07 de Novembro, e que, para além da divulgação e sensibilização para a problemática da doença pretende também angariar fundos para a Liga Portuguesa Contra a Sida (LPCS). Na inauguração do evento, que decorreu a 20 de Outubro, estiveram presentes cerca de duas centenas de pessoas entre as quais Susana Amador, presidente da CMO; Maria Eugénia Saraiva, presidente da LPCS; os vereadores Mário Máximo e Sandra Pereira (Cultura e Saúde, respectivamente); os embaixadores da liga, Pedro Lima e Joana Seixas e os 20 autores das obras expostas. A exposição conta com obras de: Anna Westerlund, Júlio Pomar, João Cutileiro, Eduardo Nery, Manuel Cargaleiro, Júlio Resende, Aida Sousa Dias, Júlio Quaresma, Cecílio Melo e Castro, Branco Cardoso, José Dominguez, Ângelo Vaz, Alba

Fotografia: Eduardo Sousa/CMO

Oleões no Concelho de Odivelas Depois do primeiro oleão colocado na freguesia de Caneças, a Câmara Municipal de Odivelas continua a colocação de oleões nas restantes freguesias do concelho. Esta Quarta-feira foi inaugurado o equipamento da freguesia da Ramada, na Rua Vasco Santana, junto aos ecopontos contíguos ao parque de estacionamento existente, no entroncamento com a Rua Torcato Jorge. Segundo a Câmara a colocação destes equipamentos dá «Expressão às suas preocupações ambientais no tratamento dos resíduos produzidos» e os oleões visam por um lado, permitir a todos a deposição dos óleos alimentares usados e, por outro, tornar possível a implementação de uma rede municipal de recolha desses resíduos no concelho de Odivelas. No dia 03 de Novembro, será inaugurado o oleão da freguesia de Olival Basto que ficará instalado na Rua de Angola, junto à entrada para a Rua Macau e Rua da Guiné. Ainda em Novembro serão inaugurados, sempre às 17h00 os oleões de Odivelas, dia 10; Pontinha, dia 17 e Póvoa de Santo Adrião, dia 24. O último oleão a ser inaugurado será em Famões, no dia 02 de Dezembro.

SOLIDARIEDADE

> Artistas uniram-se contra a Sida

Simões, Henrique Silva, José Rodrigues, Luís Vieira Baptista, Carlos Vasconcellos e Sá, João Feijó, Vitor Belém, Carlos Mendes, Paula Feliciano, Alda Calvo, Ana Calheiros, Patrícia Cruz, Paulo Teixeira Pinto, Fernando Pereira, Mário Dias, João D’Ávila e Michel. Pintura, escultura, fotografia, joalharia e cerâmica, podem ser vistas e adquiridas nesta mostra solidária que assinala tam-

bém o 20º aniversário da Liga Portuguesa Contra a Sida. Usando da palavra na cerimónia inaugural da exposição, a presidente da Câmara de Odivelas considerou que «Esta exposição é o florescimento do trabalho permanente e continuado que a Liga tem vindo a fazer». Susana Amador sublinhou a necessidade de «Combater esta doença que ainda é grave em Por-

tugal e falar dela sem tabus e sem reservas mentais, pois ainda há muito estigma. Para que esta caminhada seja mais produtiva precisamos de todos e que todos trabalhem em igualdade de oportunidade». Maria Eugénia Saraiva, presidente da LPCS sublinhou que esta exposição «Marca o arranque dos 20 anos da mais antiga instituição no nosso pais. A luta contra a Sida é feita todos os dias com o apoio de todos, em especial dos artistas que fazem este projecto». Quanto à escolha do concelho de Odivelas para esta exposição, a dirigente da liga explicou que «Em primeiro lugar é necessário descentralizar, em segundo lugar porque, é no Concelho de Odivelas que está sediado o Centro “Cuida de nós”, que presta apoio psicológico e jurídico e em terceiro lugar, porque a Presidente da Câmara Municipal há muitos anos que é uma grande amiga da Liga». Após as intervenções teve lugar um espectáculo musical com Fernando Pereira e Michel.

LIVROS

No Tempo em que não havia tempo... o dia 22 de Outubro, a Sociedade Musical Odivelense recebeu dezenas de alunos e professores para o lançamento do 3º volume da colecção No Tempo em que não havia tempo…, livro que reúne trabalhos produzidos por cerca de 600 alunos e 34 professores de cinco escolas do 1º e do 2º Ciclos da rede pública do concelho, ao longo do ano lectivo 2009/2010. O evento contou ainda com uma actuação musical e teatral por alunos da Escola Básica de 1º Ciclo e Jardim-de-infância Maria Lamas, de Odivelas bem como uma singela homenagem dos alunos da Escola Básica de 1º Ciclo Manuel Coco, de Odivelas à odivelense Maria Gomes, que viveu durante a 1ª República e teve um papel importante na vida de várias instituições do território

N

> Livro apresentou trabalhos de alunos e professores

de Odivelas, nomeadamente a Sociedade Musical Odivelense. O livro com o título No tempo em que não havia tempo… Descobria-se a cabeça, «É um excelente recurso educativo e uma estratégia de valo-

rização do trabalho das escolas em articulação com a Câmara Municipal, além de ser um exemplo de sucesso das boas práticas escolares existentes no Concelho de Odive-

Fotografia: Eduardo Sousa/CMO

DIRECTAS

las», considera a Câmara Municipal. Este 3º volume da colecção No tempo em que não havia tempo… «Celebra o último século, o tempo em que se cobria e descobria a cabeça em saudação, o tempo em que se descobriu o cérebro orgânico, neurológico, racional, social e emocional». A presidente da Câmara, Susana Amador, em intervenção no evento, dirigiu palavras de agradecimento «Em primeiro lugar, aos autores e desenhadores de palmo e meio que permitiram que este livro se tornasse realidade. Um sonho rumo à felicidade colectiva, através de um livro que espelha bem o quanto a escola pública em Odivelas ousa sonhar e colorir a imaginação e os sonhos das crianças. É um Município que ajuda a criar as asas da imaginação infantil».


29 Outubro 2010

Nova Odivelas 5

ARROJA. Problemas na Praceta Florbela Espanca levantados em reunião pública de câmara, para ver na NO TV. MÚSICA

DIRECTAS

Rock encheu polivalente de Odivelas No Sábado, 23 de Outubro, o Pavilhão Polivalente de Odivelas recebeu a 2ª edição do festival Odivelas On The Rock promovido pela estrutura concelhia de Odivelas do PCP em parceria com a Plataforma Paz Sim Nato Não e que contou com a colaboração da empresa odivelense LX Produções Musicais.

C

om o pavilhão completamente cheio subiram ao palco três bandas de Odivelas, Burn Damage, Bless The Oggs e Slamo. A primeira banda a actuar, Burn Da-

Fotografia: PCP/Odivelas

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

> Actuação dos Bless the Oggs

mage, talvez por ser menos conhecida não teve inicialmente grande recepção por parte do público mas pouco a pouco foi conquistando os espectadores. Os Bless The Oggs foram calorosamente recebidos e aplaudidos e os Slamo, banda fundada há 12 anos, fechou o espectáculo em grande estilo conquistando completamente o público. Tóbel, fundador dos Slamo, saudou a reali-

zação deste festival desejando que estas iniciativas se multipliquem porque são importantes na divulgação de novas bandas. Quanto à forma como correu o festival, o músico salientou o comportamento do público que reagiu bem aos espectáculos não arredando pé até ao final. Opiniões registadas deram-nos conta que o espectáculo agradou no seu conjunto com três bons concer-

tos por bandas tecnicamente competentes e com criatividade, sendo que o som também foi de qualidade. Como é hábito nos eventos promovidos pelo PCP, também neste festival teve lugar uma intervenção política que esteve a cargo de Paula Santos, deputada do PCP na Assembleia da República e membro do Conselho Português para a Paz e Cooperação, que falou sobre a Cimeira da Nato em Portugal e aproveitou para informar todos os presentes da manifestação pela Paz que se vai realizar no dia 20 às 15h00, no Marquês de Pombal, em Lisboa. Um representante da organização disse ao Nova Odivelas que a 2ª edição do festival «Foi mais uma vez um sucesso, com o PCP a dar o exemplo de como se pode apoiar a cultura, as bandas locais e alertar consciências em clima de festa». Para quem não pode assistir a este espectáculo o PCP sugere que «Fique atento que outras iniciativas deste género serão em breve promovidas pelo PCP».

MÚSICA

Encontro de Bandas voltou a Caneças a tarde do passado Sábado a música saiu à rua em Caneças com o desfile das três bandas que participaram no 10º Encontro de Bandas Filarmónicas promovido pela Sociedade Musical e Desportiva de Caneças. Partindo de três pontos distintos da vila, as bandas desfilaram até ao largo do Coreto, onde fizeram uma breve apresentação, seguindo-se um concerto na sede da SMDC com a sala cheia de público entusiasmado que aplaudiu de pé as três actuações. Abriu o concerto a Filarmónica Popular Manteiguense Música Nova, fundada em 07 de Agosto de 1877, dirigida pelo maestro Luís Carlos Neves Serra que interpretou Ribatua, de Mário Nascimento; Ross Roy, de Jacob de Haan; Faith og de

> Maestros e dirigentes em foto de família

godds, de Steven Reineke; Português Cantado, de Carlos Marques e Latin gold, de Paul Lavender. Seguiu-se a Sociedade Musical de Instrução e Recreio Aljustrelense, fundada em 28 de Maio de 1942,

dirigida pelo maestro Ricardo Alberto Ribeiro Lemos que interpretou Palla Blanco, de Afonso Alves; Les Miserables, de Claude Michel Schonberg e Momentos Menores, de Ilídio Costa.

Fotografia: Henrique Ribeiro

N

Fechou o concerto a banda anfitriã, a Sociedade Musical e Desportiva de Caneças, fundada a 19 de Março de 1880 dirigida pelo maestro Carlos Alberto Teixeira Gomes que interpretou Banda Sucre, de Giovanni Orsomando; African Simphony; Best Songs Ever, com arranjos de Roland Kernen e El Arte de Cúchares, de Enrique Pastor Celda. Os três concertos foram muito aplaudidos pelo público presente que registou com agrado a forte presença de elementos femininos nas bandas, especialmente na banda vinda do Alentejo que tinha 60% de mulheres, bem como muitos jovens. A tarde terminou com um animado um lanche convívio que junto todos os participantes. HR

JSD plantou pinheiro em Famões No âmbito do Dia Mundial da Floresta a Juventude Social Democrata de Odivelas plantou um pinheiro na vila de Famões. Neste acto simbólico estiveram presentes, segundo o site da JSD/Odivelas, o presidente Paulo Pinheiro; os vice-presidentes Bruno Duarte e Pedro Roberto bem como vários vogais da comissão política e militantes da JSD. Esteve também presente, em representação dos eleitos do PSD na Assembleia de Freguesia de Famões, a eleita Hermínia Azenha. Rua do Poço no Olival Basto com sentido único Em nota de imprensa a Câmara de Odivelas informa que a partir das 10h00 do dia 26 de Outubro, a Rua do Poço, Freguesia de Olival Basto vai ter sentido único orientado Sudoeste/Nordeste. Esta alteração surge «Na sequência do prolongamento da Rua Principal até à Rua 25 de Outubro, na Freguesia de Olival Basto, e de modo a aumentar a segurança rodoviária no local» informa a CMO. Inglês para bebés e crianças No Sábado a Biblioteca Municipal D. Dinis viveu uma experiencia diferente com uma demonstração gratuita de inglês para bebés e crianças com o método internacional Helen Doron Early English que se baseia no processo natural de aprendizagem da língua mãe, desenvolvido pelo Grupo Britânico Helen Doron, que se dedica ao ensino para crianças há 25 anos e que já foi aplicado em todo o mundo, em milhares de crianças. As aulas decorreram em clima de grande diversão e num ambiente acolhedor e motivador, sempre com actividades muito divertidas que estimularam a aprendizagem e a utilização natural dos conhecimentos. Desta forma a criança aprende o Inglês rapidamente e de forma natural. Veias da Municipália No dia 19 de Outubro, foi inaugurada no Centro Cultural Malaposta a 5ª edição da Exposição Colectiva de Artes Plásticas Veias com obras produzidas pelos trabalhadores da Municipália, empresa que gere vários equipamentos municipais entre os quais a Malaposta e as Piscinas. Rui Nascimento, presidente do Conselho de Administração da empresa municipal, saudou todos os trabalhadores dizendo que «É uma honra para nós, que numa Casa com Arte como esta, os nossos artistas se manifestem desta forma». PUb


6

Nova Odivelas

29 Outubro 2010

90

Estreito de Magalhães

Um Congresso da treta… Para socialistas frustrados! «Posso ser tudo… Poeta Castrado, Não!!!» Ary dos Santos

No dia 23 de Outubro realizou-se em Odivelas o XIV Congresso da Federação da Área Urbana de Lisboa do Partido Socialista onde António Costa foi um péssimo Presidente da Mesa do Congresso.

A

ntónio Costa pode ter sido, por convite, Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Ministro dos Assuntos Parlamentares, Ministro da Justiça, Ministro da Administração Interna … até pode ter conquistado, em nome do Partido Socialista, a Câmara de Lisboa. Agora Presidente do XIV Congresso da FAUL do Partido Socialista, nunca! E nós que ali estivemos, muitos com um triste ar de presença no velório de um Congresso que acabou, sem começar, pois já havia um Acordo pré-concebido, (pataca a mim, pataca a ti, eu fico presidente da Comissão Política, tu presidente da FAUL, mais 35 meus, mais 35 teus), mandando assim às malvas quantos andaram de bandeiras no ar a apoiar convictamente Perestrelo ou Raposo… Socialistas castrados? Isso não! A história deste Congresso não existiu. E este XIV Congresso nunca existiu. Do discurso final de Raposo e do inicial de Perestrelo, ambos sem alma nem chama, ninguém recordará nada … Depois falaram os do costume, sempre os do costume, e um ou outro que quer sempre aparecer na fotografia. Mas os Delegados, esses riam e falavam entre si, sem ouvir nada nem ninguém… As votações foram uma calamidade com uma participação de menos de metade da participação dos Delegados eleitos. Onde já se viu coisa assim! E para a treta ser completa Perestrelo apresentou a sua Moção de Estratégia e o iluminado senhor presidente da Mesa deu-a como aprovada por muito menos de metade de votos dos delegados presentes. E Raposo apresentou a sua Moção de Estratégia e o iluminado senhor presidente da Mesa deu-a igualmente como aprovada por muito menos de metade dos votos dos Delegados presentes. Mas afinal em que ficamos? Qual foi a Moção vencedora? Porque estratégia o P.S de Lisboa se vai guiar onde as duas Moções forem divergentes e diferentes? O senhor presidente da Mesa, que além daqueles lugares todos que já ocupou na sua vida pública, foi também presidente da Mesa deste XIV Congresso e também é jurista (ou imagino que já tenha feito carreira na advocacia… ou estarei errado?), deveria ter entendido que, ou havia uma síntese das duas Moções e a colocava à votação… agora dar como aprovadas as duas Moções, não lembrava nem ao Diabo. E o que dizer das votações para os outros corpos sociais da federação onde os votos nulos e brancos eram superiores e próximos dos votos a favor? Ninguém quer parar para pensar? Então passem muito bem … da minha parte vos digo… Socialista castrado não! Delegado ao XIV Congresso Devidamente identificado

Dualidades

Mundo das Tropelias

O Orçamento de Estado da soberania perdida

Fernando Tudela

Tal como numa telenovela, onde se prevê um final feliz, Partido Socialista e Partido Social-Democrata têm vindo a simular uma espécie de enredo com suspense, sobre a aprovação ou não do Orçamento de Estado para 2011. Aqui, o que se tem antevisto como o final feliz, não passa de um pesadelo para um povo já de si atormentado e onde o apelo ao patriotismo não passa de uma sujeição da Pátria aos interesses dos mercados financeiros, os quais, todavia, não têm pátria! s conversações, pressões (internas e externas), que visam governações à base de uma dívida externa onde não se sabe muito bem quem com ela ganha, são os dogmas de quem defende um sistema de tal modo corrompido, que vai ao ponto de quebrar as regras que o próprio capitalismo determinou, tornando ainda mais selvagem um sistema que vive da exploração da força de trabalho e das mais-valias criadas pelo povo trabalhador. A questão do défice, do qual tem beneficiado a Alemanha da senhora Merkel, que teme o trágico fim da moeda única e, mais cedo ou mais tarde, a falência de uma UE, onde a unidade é selectiva, é um falso abordar das questões que envolvem os países periféricos da Europa, como a Grécia, Portugal, Espanha e Irlanda, os quais vão sofrendo com as exigências ditatoriais, não só da Alemanha, como, ainda, das agências de rating, dos mercados financeiros e das potências que os servem. Vamos ter, acredito, congeminado pelos partidos do centrão, com ou sem abstenção do PSD, o Orçamento da fome aprovado, pagando, quem trabalha ou está na reforma, a parte de leão de uma dívida que a maioria não entende como a ela se chegou e muito boa gente pensa que não há alternativa, o que não é verdade. A alternativa existe, desde há muito tempo, tal como quem, teimosamente, queira trilhar os mesmos caminhos errados por amor a um sistema onde, no entanto, a luta de classes se manterá. E pergunto: Como é possível gente, que, na defesa de uma UE, concordasse com ditames outros – de quem a soldo de uma instituição que se baseia no sufoco da soberania de uns em favor de interesses dos mais poderosos -, e agora venha a falar do abandono da nossa agricultura, do abate da frota pesqueira, da destruição do tecido produtivo, como nada tivesse acontecido? Serão os arrependidos ou os economistas da treta? Talvez os que acreditaram na utopia em que se está a tornar a União Europeia, dólar vs euro! Virámos as costas ao Atlântico, ignorando a riqueza da nossa zona económica marítima exclusiva, enquanto outros, quais aves de rapina, a coberto de legislação da UE exploravam, até à exaustam, o filão. Esquecemo-nos, ainda, de uma política geoestratégica, onde as relações com África e América Latina deveriam representar um suporte no desenvolvimento socioeconómico. A questão, mesmo no respeito por uma democracia virada para classes distintas no próprio sistema, traduz bem quem é ou quem foi patriota e no tempo da coerência de princípios. A aprovação deste Orçamento para 2011 nada tem a ver com as ideologias de quem o vai deixar passar, mas, tão só, com os interesses de políticos com o compromisso de salvar a sua sede de poder, a qual se estriba na manutenção de um capitalismo explorador, onde os mercados financeiros e interesses de classe bem definidos possam continuar a devastar uma sociedade, onde o Pacto Social Europeu não passou de um tapar do sol com a peneira e a defesa deste orçamento, num verter de lágrimas de crocodilo de outros, no aliviar de impostos, na protecção das empresas, que criam postos de trabalho. Esta tese não passa de uma manobra eleitoralista para salvar a face, numa negociação orçamental cheia de hipocrisia e cinismo. Afinal, nada irá alterar o que estes políticos não desejam alterar, ou seja, que o sistema, à custa dos mesmos de sempre se mantenha e a dependência de Portugal em relação à chantagem e ao abandono de valores de soberania e de justiça, continue, com a desculpa esfarrapada que não há outra alternativa. Haver, há, mas com políticas e políticos diferentes! O Orçamento de Estado para 2011 será obra do PS/PSD e trará a miséria e o desânimo, a recessão e o estagnar de uma economia, que, afinal, sempre viveu da autofagia, ou seja, das crises que ela própria cria. Talvez se esteja a contribuir, assim, para a instabilidade que certos políticos tanto temem! É que não convém assustar os seus patrões!

A

Triunfa logo no 1º período Há hábitos que se devem adoptar logo no início do ano lectivo para evitar os sobressaltos do último período. A escola é um local importante de socialização, por isso os pais devem estar atentos à integração dos filhos. É fundamental perceberem as verdadeiras causas das dificuldades que eventualmente surjam. Devem questionar-se sobre a maneira de ser e estar dos filhos para puderem intervir melhor e não atribuírem as responsabilidades aos outros. No que concerne aos assuntos relacionados com a aprendizagem e com o comportamento, os pais devem ver o professor como um aliado. Os alunos quando saem do 4º ano estão habituados a um(a) só professor(a) que conhecem bem e que parece ter todo o tempo do mundo para eles, a uma sala de aula familiar decorada pela turma, colegas com quem se aprendeu e brincou e uma escola sem surpresas. E, de repente, os alunos têm de adaptar-se a um “mundo novo”. Uma escola muito maior, desconhecida e potencialmente intimidante, diversos professores, várias disciplinas e mudança de sala de 90 em 90 minutos. O que são grandes exigências para as crianças. Cabe aos pais dar um apoio mais próximo aos filhos, nas fases de transição. É importante que conversem ainda com mais regularidade sobre a escola e, pelo menos nos primeiros tempos, auxiliá-los a planear o dia seguinte, indicando-lhes os livros e materiais necessários para cada disciplina. Para o seu bom desempenho é fundamental terem o tempo para estudar bem introduzido nos seus hábitos e nunca deixarem acumular matéria. Organizarem o horário é fundamental para que o ano lectivo decorra com tranquilidade e sem grandes problemas. E tudo deve ser tomado em conta, a saber, as refeições (que devem ser tomadas sempre no mesmo horário), a hora de deitar (não esquecer de dormir o suficiente, 10 a 12 horas por dia), o período de estudo (diário e com horário definido) e os tempos livres (para brincar, jogar ou simplesmente não fazer nada). Estes são imprescindíveis e nem sempre são salvaguardados. Essencial é reforçar a ideia de que há tempo para tudo, desde que bem organizado, por isso estas actividades não podem ser usadas como desculpa para não se estudar. A família é o grande suporte, nestas adaptações, e tem de haver compreensão para as ansiedades dos filhos, para isso é fundamental que os pais funcionem como uma referência de segurança pois os filhos precisam de ter figuras experientes por perto. Em relação ao desempenho dos filhos na escola, é importante que os pais elogiem o esforço e os progressos e não apenas o resultado final, ajudem os filhos a perceber porque tiraram uma má nota e responsabilizá-los, mas centrando-se no desempenho seguinte, não comparem com irmãos ou colegas, critiquem ou elogiem um resultado específico, pois os comentários globais criam uma pressão muito grande e perante problemas persistentes de aprendizagem, tais como: falta de atenção, imaturidade, fraco desempenho, peçam uma avaliação psicológica dos filhos. Concluindo, a passagem do 1º para o 2º ciclo e a adaptação a este mundo novo é mais fácil com organização e uns pozinhos de calma e paciência. O Mundo das Tropelias Professora Carla Robalo PUBLIRREPORTAGEM


29 Outubro 2010

Nova Odivelas 7 PUB


8

Nova Odivelas

29 Outubro 2010

ACTUALIDADE SERVIÇOS PÚBLICOS

Lina Manso linamanso@coisas.info

O serviço prestado pelos SMAS no concelho de Odivelas tem suscitado muitas críticas da população e do poder autárquico. A presidente de Câmara chegou mesmo a empregar a palavra «Discriminação», enquanto um administrador daquela empresa nega que haja favoritismos, remetendo o problema para a falta de verbas. Ao mesmo tempo, o cidadão comum aguarda melhorias, sobretudo ao nível do abastecimento de água.

A

questão é antiga e se há soluções, ainda estão no segredo dos deuses. O facto é que a prestação dos Serviços Municipalizados de Loures (SMAS) – que têm como missão distribuir água, recolher e drenar águas residuais e recolher e transportar resíduos sólidos urbanos – também no concelho de Odivelas, tem sido alvo de muitas farpas, lançadas de todos os lados. O Nova Odivelas visitou três das freguesias mais prejudicadas, e constatou que a maioria das críticas provém de Caneças. Maria Filomena Alves, proprietária de um estabelecimento no centro da vila, refere que «Há cortes frequentes no abastecimento de água» (pelo menos uma vez por mês). «Lembro-me de num jantar já termos guardado loiça de um dia para o outro, para lavar. Ou de se ter de recorrer a baldes nas casas de banho». Diz que os problemas associados à tampa de esgoto na rua principal, ao pé do Largo do Coreto, «São ainda mais graves». Acrescenta que quando extravasa, «O que acontece em todas as alturas do ano», é muito difícil atravessar aquela via e o cheiro se torna «Nauseabundo». Apesar de vir «Sempre alguém resolver», adianta que não passam de remendos, já que o incidente repete-se. «Caneças cresceu muito

e as condutas de água e dos esgotos são hoje obsoletas. Parece-me que estão a rebentar pelas costuras». Manuel Dias tem um negócio ali bem perto e refere o mesmo. «São muito antigas, devem estar arruinadas». Contudo, e já habituado a anos de chatices, compreende que a substituição «É dispendiosa». No centro de Famões, alguns habitantes afirmam que já houve mais situações de roturas do que agora. Célia Duarte e Maria Vares ouvem falar de complicações mas quanto à sua zona de residência, não têm tido, recentemente, motivo de queixa. Relativamente aos amontoados de lixo que por vezes detectam, dizem que a grande responsabilidade é dos próprios moradores, que não o colocam directamente nos contentores. Na freguesia de Odivelas, as falhas no abastecimento de água surgem com alguma frequência. Há pouco tempo rebentou mesmo mais uma conduta, desta vez na rotunda da Quinta da Memória que liga ao Sr. Roubado. «Houve muitas queixas nessa altura», recorda Daniel Monteiro, que trabalha nas imediações. «As obras duraram cerca de três semanas e as pessoas perguntaram como se tinha chegado aquele ponto. Também ficaram descontentes com o facto dos engenheiros e técnicos que ali estiveram não lhes terem explicado a situação». Maria e António Freire moram frente à corporação de bombeiros e já sabem que periodicamente «Lá rebenta mais um cano». António já chegou a ter de ir buscar água à fonte a caminho do Parque do Silvado. «As pessoas só não se revoltam mais porque acham que não vale a pena. O povo é humilde e simples, vai aceitando», refere.

Contudo, numa intervenção da edil a 11 de Setembro, na sessão solene comemorativa do aniversário de Caneças, frisa que os Serviços Municipalizados «Discriminam o concelho». Avança que são um parceiro sem capacidade financeira para resolver os inúmeros problemas existentes – relacionados com condutas obsoletas – pelo que é necessário procurar alternativas. Nesse sentido afirmou, na altura, que a Câmara encontrou uma resposta, a ser debatida «Na primeira metade deste mandato com a população». Nesta mesma cerimónia, o presidente da Junta de Caneças, Armindo Fernandes, também criticou abertamente os SMAS. De facto, esta foi uma das duas únicas autarquias do concelho a responder ao inquérito sobre o tema, enviado recentemente pelo nosso jornal – a maioria das restantes não produziu qualquer tipo de comentário, enquanto a de Odivelas referiu que o momento não era oportuno. Armindo Fernandes afirma que naquela freguesia a ineficácia dos Serviços Municipalizados «Tem sido muito evidente a todos os níveis». Grande parte das queixas remete para o «Péssimo fornecimento de água, onde as repetidas interrupções resultantes dos rebenta-

> João Breia, administrador dos SMAS de Loures

mentos da velha rede instalada, insuficiente para a carga que lhe é debitada, são por regra resolvidos com intervalos muito grandes. A reposição do piso é efectuada muitas

O que diz o poder autárquico Mas as queixas não se confinam à população. Também o poder autárquico já se insurgiu contra a ineficácia dos SMAS, em diversas ocasiões. Questionada sobre este dossiê em particular, a presidente de Câmara, Susana Amador, disse ser «Prematuro» prestar mais declarações do que aquelas que já foram divulgadas sobre a matéria (assegurou também que haveria «Novidades» até ao final do ano).

> Filomena Alves

> Daniel Monteiro

semanas depois, de forma deficiente, já que os abatimentos são constantes». O autarca acrescenta que uma «Rede antiga e mista» de esgotos

Fotografias: Lina Manso

Prestação dos SMAS


29 Outubro 2010

Nova Odivelas 9

CONFERÊNCIAS DE ODIVELAS. Medina Carreira falou de Portugal: Problemas e Soluções. Na próxima edição do Nova Odivelas.

S levanta a discórdia jecto de um novo acordo com as Juntas». Aponta ainda que em algumas zonas, «O número de contentores e ecopontos é reduzido ou inexistente».

Fotografia: Henrique Ribeiro

O que dizem os SMAS

> As obras da vergonha

tem também causado uma série de problemas, «Agravados em tempo de chuvas». Quanto à recolha de resíduos sólidos diz, nomeadamente sobre os monos, que se «Chegam a formar autênticas lixeiras na via pública durante semanas». Alerta que «Se os SMAS não têm capacidade financeira isso deve-se ao facto de estarem a ser descapitalizados intencionalmente com o propósito claro de privatização». Refere ser essa «A intenção da ges-

> Maria Vares

tão do PS, coligado ou não, nas Câmaras de Loures e Odivelas», temendo que o resultado determine «Um maior prejuízo para os trabalhadores e a população em geral». Para o presidente da Junta da Ramada, Francisco Bartolomeu, «A rede existente tem sido submetida a um esforço que ultrapassa a sua capacidade de resposta». Explica que o aumento da pressão habitacional e demográfica (esta é a freguesia que mais tem crescido, em Odivelas, nos últimos anos), «Não

> Manuel Dias

foi acompanhado pelos consequentes investimentos na manutenção/substituição das condutas, falando de abastecimento de água e saneamento básico», o que culminou na actual situação. Na Ramada, Francisco Bartolomeu avança que os moradores «São mais sensíveis aos cortes de abastecimento de água», seguindo-se a recolha de resíduos indiferenciados, selectivos e monos. Quanto a estes últimos, diz que «A recolha deveria ser ob-

E o que pensam os Serviços Municipalizados de Loures? Têm acompanhado estas queixas do município cujas receitas representam 38% da sua facturação? Planeiam investir na substituição de condutas? Na impossibilidade de falar em tempo útil com Jorge Baptista, foi outro dos vogais do conselho de administração, João Breia, quem respondeu a algumas questões. O administrador afirma que não há qualquer tipo de discriminação por parte desta empresa, tutelada pela Câmara Municipal de Loures (CML). «Os SMAS intervêm por razões de eficácia e não políticas. Actuamos onde houver mais necessidade. Mas o dinheiro não é elástico, e vivemos de receitas próprias oriundas dos 169 mil clientes dos dois concelhos», sem injecção directa de capital das autarquias. Refere que se houvesse mais verbas disponíveis, «Algumas situações podiam ser melhoradas». De qualquer forma, salienta que não conhece outros Serviços Municipalizados no país «Que afectem 10% do seu orçamento a um plano de investimentos». Sobre a acusação de discriminação, acrescenta que ainda recentemente foi renovada a rede de condutas «Em toda a Avenida Abreu Lopes» (centro da cidade), e que o projecto de telegestão arrancou no concelho de Odivelas. Ao mesmo tempo, lembra a aprovação, pelo Tribunal de Contas, de um empréstimo de cinco milhões de euros contraído pelos SMAS e a CML: «Uma parte servirá para substituir redes em Odivelas». Contudo, não especifica que áreas irão beneficiar das obras a realizar. O Nova Odivelas recordou que Susana Amador referiu, há alguns meses, que seriam necessários 100 milhões de euros para renovar todo o sistema de condutas no concelho. Como se chegou a este ponto? João Breia não negou esse valor. Refere que «É preciso analisar a forma como os territórios crescem

(…) muitas vezes sem grande planeamento». Diz ser este o caso de Odivelas, «Que tem inclusive uma grande concentração de bairros urbanos de génese ilegal». Reforça que o problema se estende a Loures, onde existem igualmente condutas em fibrocimento ou ferrodutos, construídos há cerca de quatro décadas, que precisam de ser substituídos. «Naturalmente que quando se fazem grandes urbanizações em Loures, a Câmara tem o cuidado de exigir esse trabalho aos promotores (…) Em Odivelas não tenho conhecimento disso». Acerca da recolha de resíduos sólidos urbanos, começa por alegar que os SMAS ficaram em 2º lugar num inquérito elaborado em 2009 pela DECO, ao nível nacional. Admite que a recolha não é «A que se gostaria de fazer», mas que os cidadãos têm responsabilidades na matéria. «Muitos precisam de uma forte componente de educação ambiental. Tenho verificado que há contentores vazios e pessoas que põem o lixo ao lado. Ou sacos lançados pela janela! (...) Contra este tipo de atitudes não há gestão que aguente», frisa o administrador. Afirma que esta mesma negligência é verificada na recolha de monos. Há um dia ou dias estipulados para essa operação, mas, segundo acrescenta, «As pessoas não estão preocupadas»: «Quando compram o frigorífico é quando mandam fora o antigo!». Frisa que o trabalho de educação ambiental, em que os SMAS têm investido, sobretudo nas camadas jovens, não garante resultados imediatos. «Talvez daqui a 20 anos se verifique outro tipo de comportamento». Considerando todas as críticas, além da já referida hipótese de criação de uma empresa intermunicipal, ou da distribuição das competências dos Serviços Municipalizados, em Odivelas, por várias entidades, diz que a administração a que pertence «Está preparada para tudo». «Neste momento o accionista é a CML. E os SMAS farão o que ambos os municípios decidirem», avança João Breia sobre a posição da empresa sem personalidade jurídica, com 1100 funcionários. Entrevista completa a João Breia

www.novaodivelas.tv


10 PUB

Nova Odivelas

29 Outubro 2010


29 Outubro 2010

DESPORTIVAMENTE GCO traz empate do Entroncamento Na 4ª jornada do Campeonato Nacional da 3ª Divisão Zona Centro o Ginásio Clube de Odivelas defrontou a União Futebol do Entroncamento(UFE) num jogo que se antevia complicado porque a equipa anfitriã só contava com vitórias e que acabou num empate a sete bolas. O jogo começou com a UFE a dominar e o GCO a praticar um jogo fechado no seu espaço com rápidos contra ataques que punham a defesa do UFE em sentido. O marcador foi inaugurado pelo GCO mas logo o adversário empatou. No entanto o GCO conseguiu marcar mais 4 golos chegando ao intervalo a vencer 1-5. A segunda parte começou mal para o clube de Odivelas com o Entroncamento a marcar dois golos nos primeiros minutos de jogo. O GCO não deitou a toalha ao chão e logo a seguir marcou também o seu golo colocando-se em vantagem de 3 bolas. O UFE não desistiu e reduziu a vantagem Odivelense para um golo na concretização de um penalti (o segundo seguido) após o guardaredes do Odivelas ter defendido o primeiro. Um novo golo do UFE dá o empate a seis bolas e quando faltavam três minutos para o apito final o Entroncamento consegue mais um golo ficando em vantagem, com o GCO a conseguir de novo o empate. Segundo o Departamento Online do GCO «Foi um jogo cheio de peripécias» conforme se pode ver na peça integral publicada no Diário de Odivelas. 48º Aniversário do Botafogo Fundada em 1962, nos Campos de Caneças, a Sociedade Recreativa Unidos ao Botafogo festejou no Domingo o seu 48º numa cerimónia que contou com a presença do vereador do Desporto da Câmara de Odivelas, Hugo Martins; do presidente da Junta de Caneças, Armindo Fernandes, acompanhado por vários elementos do seu executivo; de Ângelo Santos, da direcção da Federação de Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto; de representantes de outras colectividades, de membros dos órgãos sociais e de associados. Hugo Martins, na sua intervenção, sublinhou a importância do movimento associativo no concelho de Odivelas e a necessidade de atrair cada vez mais jovens para a saudável prática desportiva. O vereador do Desporto defendeu ainda a importância do apoio da Câmara e da Junta a este tipo de associações. Armindo Fernandes saudou o clube pela recente ampliação das suas instalações com novo espaço para outro tipo de actividades sociais e recreativas, como os bailes e o karaoke que permitirão a vinda de novos associados. Referiu ainda a comparticipação da autarquia canecense com 2.000 euros para ajudar a essa ampliação.

NO TV. Mais desporto na sua Web TV regional. www.novaodivelas.tv DIRECTAS

ASSOCIATIVISMO

Torneio Hodori A Hodori Escola de Taekwondo da Ramada, vai realizar no dia 30 de Outubro, um evento de Taekwondo no Pavilhão da Escola Secundária da Ramada das 14h00 às 20h00. Este torneio destina-se a atletas com idades entre os 5 e os 10 anos e tem como objectivos dinamizar o Taekwondo na vertente de Poomsaes (Técnica). Esta organização conta com os apoios da Federação Portuguesa de Taekwondo, da Câmara Municipal de Odivelas e da Junta de Freguesia da Ramada.

CAC homenageou fundador Carlos Lourenço P

or decisão aprovada por unanimidade em Assembleia-geral, o Clube Atlético e Cultural da Pontinha homenageou o seu fundador Carlos Lourenço e sócio nº. 1, atribuindo o seu nome ao complexo desportivo do clube em cerimónia que teve lugar no Domingo e que contou com a participação de várias entidades autárquicas e desportivas, todos os ex-presidentes do clube, associados e amigos do homenageado. Para além das intervenções e do descerramento da placa com o nome de Carlos Lourenço, foi também entregue ao homenageado o cartão de Sócio de Mérito, título também atribuído em Assembleia-geral do clube. Usaram da palavra o presidente do CAC, Vítor Cacito; David Sequerra, desde sempre ligado ao CAC e amigo de Carlos Lourenço; Paulo Quaresma, presidente da Junta de Freguesia de

AGENDA FIM-DE-SEMANA [30 e 31 OUT]

> A placa que perpetua o nome de Carlos Lourenço no Campo do CAC

Carnide, José Guerreiro, presidente da Junta de Freguesia da Pontinha; Carlos Ribeiro, presidente da Associação de Futebol de Lisboa; Vítor Patala, assessor do vereador do desporto da Câmara de Lisboa, Manuel Brito, e em sua representação e o vereador Hugo Martins. Após estas intervenções protocola-

res alguns dos presentes manifestaram a sua vontade de usar da palavra o que foi permitido. Falaram Manuel Varges, ex-presidente da Câmara Municipal de Odivelas e Mário Paiva, amigo de Carlos Lourenço. O homenageado fechou o período de intervenções. HR Intervenções integrais em

Sábado ANDEBOL Infantis: Gin. Odivelas ● Ac. Amadora FUTEBOL Juniores: Sertanense ● CAC Juniores: Marinhense ● Odivelas FC Juniores: Tenente Valdez ● Vilafranquense FUTSAL Seniores: Famões ● Achada Juniores: Belenenses ● ACO Juniores: Vila Saloia ● Bons Dias Juvenis: ACO ● Marista Lisboa Domingo ANDEBOL Seniores: Marienses ● Gin. Odivelas Juvenis: Gin. Odivelas ● Camões

www.novaodivelas.tv

FUTSAL

Apresentação das Equipas de Futsal do PSAAC s equipas de futsal do PSAAC apresentaram-se aos seus sócios e simpatizantes no domingo passado no Pavilhão da Escola Secundária Pedro Alexandrino. Como é da praxe, os atletas e respectivas equipas técnicas foram apresentados um a um perante o muito público presente nas bancadas, que não regateou aplausos. No início do evento houve ainda tempo para breves discursos onde tomaram a palavra o presidente da direcção do PSAAC, Mário Assunção, Rogério Breia, presidente da Junta de Freguesia da Póvoa de Santo Adrião e Hugo Martins Vereador do desporto da CMO. Os jogos que envolveram as equipas do PSAAC tiveram os seguintes resultados: em benjamins os povoenses empataram a 5 bolas com a equipa do CRC Forte da Casa, os infantis perderam por 110 com o Peniche Amigos Clube enquanto as juniores femininas

Fotografia: Henrique Ribeiro

DIRECTAS

Nova Odivelas 11

FUTEBOL Seniores: CAC ● Ponte Frielas Seniores: Alcochetense ● Odivelas SAD Juvenis: CAC ● Sacavenense Juvenis: CAC B ● Palmense Juvenis: Odivelas FC ● Alverca Iniciados: Lourinhanense ● CAC Iniciados: Damaiense B ● CAC B Iniciados: Ponte Frielas ● Odivelas FC Iniciados: Ten. Valdez ● Águias Musgueira

RESULTADOS FIM-DE-SEMANA [23 e 24 OUT] ANDEBOL Seniores: Benavente 33 ● 21 Gin. Odivelas Juvenis: Sporting B 25 ● 15 Gin. Odivelas Iniciados: Camões 23 ● 33 Gin. Odivelas Infantis: Oriental 11 ● 18 Gin. Odivelas

A

FUTEBOL Seniores: St. António 3 ● 0 CAC Seniores: Odivelas SAD 0 ● 2 Malveira Juniores: CAC 2 ● 2 Tomar Juniores: Odivelas FC 2 ● 1 Sacavenense Juniores: Catujalense 3 ● 5 Tenente Valdez Juvenis: Lourinhanense 2 ● 2 CAC Juvenis: Atlético B 2 ● 3 CAC B Juvenis: Fut. Benfica 1 ● 2 Odivelas FC Iniciados: CAC 4 ● 0 Linda-a-Velha Iniciados: CAC B 4 ● 0 Tenente Valdez Iniciados: Odivelas FC 1 ● 0 Fut. Benfica

> Dirigentes autárquicos e desportivos na apresentação do PSAAC

foram derrotadas pela União Desportiva Povoense por 4-5. Todos os jogos foram bem arbitrados pela dupla Rui Verde e Pedro Alves. No início da última partida foram homenageadas as ex-atletas Jéssica Mascarenhas e Tânia Vale que atingiram o limite de idade para poderem continuar a jogar no escalão júnior. Foi ainda entregue uma lembrança à atleta Ana Fernandes que por motivos

de saúde vai estar impedida de dar o seu contributo à equipa durante os próximos tempos. No final da apresentação, Mário Assunção em declarações ao Nova Odivelas, mostrava-se satisfeito com o evento mas mais ainda pelo facto do PSAAC mesmo em tempos de crise ter alargado a sua oferta desportiva para a presente época onde o número de atletas é já superior à meia centena. DB

FUTSAL Seniores: Atlético 4 ● 2 Famões Juniores: ACO 4 ● 7 CAD Juniores: Bons Dias 2 ● 4 Benfica Juvenis: Porto Salvo 5 ● 2 ACO HÓQUEI EM PATINS Seniores: Entroncamento 7 ● 7 Gin. Odivelas

Ajude-nos a dar mais informação desportiva. Seja um colaborador desportivo voluntário do Nova Odivelas.


12

Nova Odivelas

29 Outubro 2010

EMPREENDEDORES PUBLIRREPORTAGEM

O Celeiro da Memória

®

Desde 1999 a apostar em mais qualidade de vida Fundado em Dezembro de 1999, o Celeiro da Memória® - Dietética e Produtos Naturais celebra o seu 11º aniversário num clima de forte expansão e crescimento graças a uma aposta firme em produtos e serviços para uma melhor qualidade de vida dos seus clientes, com a sua marca própria de Produtos Naturais FeelNatural® e a sua rede de Lojas Próprias e Franchisadas assegura a presença do Celeiro da Memória® mais perto dos seus clientes.

F

oi em 1999 que Joaquim Malcato, actual director Executivo da empresa, e os seus sócios decidiram criar uma empresa que viesse colmatar uma sentida lacuna no mercado português: a inexistência de uma empresa sólida e especializada na disponibilização de alternativas de tratamento e alimentação naturais. Sendo os seus sócios de Odivelas, escolheram o bairro da Memória para a abertura da sua primeira loja. A designação da empresa não foi opção difícil. O celeiro, que é por tradição associado a um local de guarda de sementes e cereais, e a sua localização, o bairro da memória em Odivelas resolveram criar a marca e assim nasceu o Celeiro da Memória®. Desde a criação que esta empresa se dedica à comercialização de produtos dietéticos e naturais, com recurso a um sistema de loja baseado no comércio especializado, assistido por profissionais altamente qualificados, com uma gama de produtos de elevada qualidade. O compromisso diário do Celeiro da Memória® é merecer a preferência dos consumidores, e inovar com vista a uma constante melhoria, garantindo desta forma a preferência e confiança do consumidor, que se confirma no crescente número de clientes e no sucesso de cada nova loja aberta. Para garantir melhor qualidade e oferta de produtos o Celeiro da Memória® criou a sua própria marca de produtos a FeelNatural® onde a escolha é criteriosa e aposta nas

O Projecto de franchising Celeiro da Memória® O sector da beleza e saúde é actualmente um dos sectores que apresenta maior crescimento no país, uma consequência da crescente preocupação da sociedade actual com a imagem e o bem-estar. Com recurso ao franchising a empresa pretende que a cadeia tenha uma dimensão nacional, assumindo com os seus franchisados um compromisso de parceria total e apostando forte na formação e no planeamento atempado, de forma a assegurar o sucesso pleno. Com um reduzido investimento os franchisados Celeiro da Memória® iniciam um negócio próprio com um elevado potencial de mercado e a certeza de que a força e coerência do conceito os conduzirá ao sucesso. O projecto de franchising Celeiro da Memória® conjuga o melhor do comércio tradicional, no que respeita a simpatia e personalização de serviço com o moderno conceito de loja de saúde Natural, onde os clientes podem encontrar produtos e serviços de elevada qualidade. As lojas Celeiro da Memória®, são actualmente reconhecidas pelo consumidor como lojas actuais, com uma forte politica de preços e serviços associados, onde o cliente poderá encontrar produtos para o seu bem-estar. Contacte-nos: franchinsing@celeirodamemoria.pt ou pelo 21 931 75 66.

melhores matérias-primas com um constante controlo de qualidade. Depois da loja de Odivelas e dando resposta à constante procura e exig��ncia de um número cada vez maior de clientes, o Celeiro da Memória® abriu em 2002 a sua loja da Amadora, em 2003 abre a sua 3ª loja que ficou também ela localizada em Odivelas, em 2004 a empresa decide apostar também nos centros comerciais abrindo a loja do Atrium Saldanha. A 5ª loja do grupo surge em 2005 no Centro Comercial Carrefour de Loures (hoje Centro Comercial Continente de Loures). Com o sucesso do conceito das lojas Celeiro da Memória® levou a que a empresa decidisse, em 2006, criar uma rede de franchising que permitisse a outros empresários com visão de futuro, usufruir as vantagens deste conceito e do sucesso alcançado pela marca. A primeira loja desta rede de franchising abriu ainda em 2006 em Massamá. A 6ª loja própria da empresa nasceu também em 2006 e a aposta do grupo centrou-se mais uma vez em Odivelas no Centro Comercial Odivelas Parque. Em 2007, foi a vez do Centro Comercial Feira Nova da Belavista receber uma loja do Celeiro da Memória®, o 7º estabelecimento da empresa. Nesse ano abriu mais duas lojas franchisadas, em Benfica e Telheiras. Assim e continuando a sua aposta em centros comerciais durante o ano de 2008, o Celeiro da Memó-

ria® abriu a sua 8ª loja própria no Centro Comercial Fórum Barreiro. É também em 2008 que nasce a 4ª loja franchisada que abriu no Centro Comercial Vivacci Caldas da Rainha. Em 2009, para corresponder melhor ao mercado a empresa procedeu a algumas alterações no seu sistema de franchising e incorporou na sua estrutura a loja franchisada de Benfica, passando esta a ser a sua 9ª loja própria. Ainda em 2009 surgiu a 10º loja do Celeiro da Memória® no novíssimo e inovador Centro Comercial Dolce Vita Tejo. Já este ano a loja franchisada de Telheiras passou para a casa mãe sendo a 11ª Loja própria da empresa. Um novo e gigantesco passo para o Celeiro da Memória® foi dado em Setembro com a exportação dos produtos da sua marca própria Feel Natural® para o mercado africano. Durante o mês de Novembro irá ser inaugurada 12ª Loja própria da empresa no Centro Comercial Aqua Roma. No final deste percurso de 11 anos a empresa o Celeiro da Memória® termina o ano de 2010 com 14 lojas abertas ao público. No final deste ano marca vai lançar a sua loja On-line Be Natural®. Apostando directamente no mercado retalhista, o Celeiro da Memória® tem conseguido contribuir para uma melhor qualidade de vida dos seus clientes, apostando em produtos para uma vida mais saudável e em tratamentos de eficácia comprovada. Critérios elevados de ética profissional e comercial são também responsáveis pelo grande sucesso comercial do Celeiro da Memória®. Consciente da responsabilidade social das empresas, o Celeiro da Memória® não descura esse importante aspecto no desenvolvimento das comunidades e do país e desde há alguns anos que apoia, como mecenas, a Escola de Comércio de Lisboa, uma instituição reconhecida do ensino de temáticas acerca de Comércio. Em 2009, a empresa tornou-se parceira do Projecto Cartão Solidário, que alia a responsabilidade social das empresas ao consumo, proporcionando aos portadores do Cartão Solidário descontos na aquisição de produtos que por sua vez serão entregues mensalmente a instituições de solidariedade social como a Fundação Gil, Associação Novo Futuro, Associação Raríssimas e Associação Sol.


29 Outubro 2010

Nova Odivelas 13 PUB


14

Nova Odivelas

29 Outubro 2010 PUb

DESPORTIVAMENTE GINÁSTICA

GCO no Loulé Cup 2010

Fotografia: GCO

O

Ginásio Clube de Odivelas participou na 5ª edição do Loulé Cup que contou com a participação de 17 países. Na competição de Duplo MiniTrampolim participaram cerca de 260 atletas e na de Trampolim cerca de 300. A representação do GCO foi composta pelos seguintes atletas: Andreia Inverno, Catarina Constâncio, Inês Valério, Joana Castela, Soraia Vale, Vanessa Morgado, André Gomes, Afonso Verde, David Almeida, Nuno Morgado, Ricardo Lucas e Ricardo Mesquita. Salienta-se a prestação do atleta David Almeida (Júnior), finalista na especialidade de Duplo Mini-Trampolim, onde alcançou a 8ª posição. Na

> Atleta do GCO no Loulé Cup

competição de trampolim foi o 2º melhor Português, classificando-se em 17º lugar logo abaixo do melhor Português, classificado na 16ª posição. Também na competição de Duplo Mini-Trampolim, o atleta Afonso Verde (Under 13), classificou-se em 9º lugar com a mesma pontuação do 8º, que lhe permitiria participar na final, mas nas

regras de desempate o critério favoreceu o atleta adversário. Um reparo à idade do atleta, com apenas 10 anos. Ainda em Duplo MiniTrampolim, a curiosidade do atleta Ricardo Mesquita (Sénior) ter vencido o actual campeão do mundo e também o medalhado com o bronze. Parabéns aos atletas. Pedro Beato/GCO

FUTSAL

Competições AFL

C

om o início de vários campeonatos distritais no fim-desemana passado foram muitas as equipas do concelho de Odivelas a estrearem-se nas respectivas competições. Em juniores da 2ª divisão o Famões desistiu da participação enquanto que o GROB viu o seu jogo adiado. A Quinta do Pinheiro perdeu em casa por 1-5 com o Tunelense, a Associação Arroja levou de vencida o Vitória dos Olivais por 7-4 e o Casal do

Rato estreou-se com uma derrota no terreno do Barroense por 4-1. No escalão de juvenis também a 2ª divisão teve a sua estreia logo com um derby local onde os Silveirenses venceram a Associação Arroja por 7-4. O Casal do Rato na condição de visitado perdeu por 1-6 com o CAD e os Bons Dias consentiram um empate caseiro a 3-3 diante dos Escorpiões. Em iniciados tanto a 1ª como a 2ª divisão tiveram o seu início. No derby con-

celhio da divisão principal que envolveu o ACO e o Casal do Rato a equipa odivelense venceu por 7-3. Na 2ª divisão os Bons Dias visitaram e venceram o CAD por 1-8, a Associação Arroja ainda conseguiu fazer melhor goleando fora de portas o Azambuja por 1-11 enquanto o Atlético das Patameiras recebeu e perdeu com o Infantado por 4-5. Em infantis a 1ª divisão iniciou-se da melhor maneira para os Bons Dias que golearam o Tercena por 9-0.

BADMINTON

Jornadas de Turismo do isCe 2010 Turismo Acessível: Estudos e Experiências

ARCIP em força

A

Associação Recreativa e Cultura Indo Portuguesa (ARCIP) participou no 23º edição das Seixalíadas, na modalidade de badminton, evento que contou com a presença de 170 atletas em representação de 12 clubes e escolas. Tendo participado com 33 atletas, uma das mais fortes

representações no evento, a ARCIP conquistou vários lugares no pódio nos diferentes escalões, Sub-11, Sub-13, Sub-15, seniores e veteranos. Para a 1 ª Prova Ranking Nacional de Não Seniores, que vai decorrer nos dias 30 e 31 de Outubro em Caldas da Rainha estão apurados três atletas da

ARCIP, Marco Jorge, João Alves e Ana Dias. Segundo dados da Associação de Badminton dos Distritos de Lisboa e Setúbal entre os 82 atletas inscritos para a época 2010/2011 estão 24 da ARCIP. A colectividade do nosso concelho é a que tem o maior número de inscritos.

dias 03 e 04 de novembro

Centro de exposições de odivelas

MEDIA PARTNERS Acompanhe no Diário de Odivelas, Nova Odivelas e NO TV


29 Outubro 2010

Realmente! «No passado dia 29 de Setembro os vereadores da CDU fizeram um requerimento sobre o serviço de refeições nos JI e nas EB1 do Concelho de Odivelas. Pretendíamos obter algumas informações complementares sobre o procedimento concursal e/ou a modalidade contratual ao abrigo do qual tem estado a ser prestado o serviço de refeições pela empresa UNISELF nas escolas e JI do concelho. Passado um mês ainda não obtivemos resposta a este requerimento e portanto mantêm-se todas as dúvidas que temos quanto a este procedimento. No entanto há uma coisa que sabemos sobre a prestação do serviço por parte desta empresa, até porque são inúmeras as queixas quer temos vindo a receber por parte de pais, associações de pais e escolas sobre a alimentação e a respectivo serviço nas nossas escolas. Têm-nos chegado reclamações sobre: - a quantidade e qualidade dos alimentos (exemplo escola Qt.ª da Condessa um douradinho por criança, falta de salada e de pão, ter sido pedido aos pais que reforcem os lanches ou que mandem manteiga e doce para a escola para os lanches das crianças …); - a alteração sem aviso das ementas; - a falta de loiça e utensílios para o serviço (que leva que entre um turno e outro tenha de se lavar a loiça e os talheres à mão para poder servir as refeições seguintes, não permitindo a sua correcta higienização …já agora é de salientar também que por exemplo na Ramada a Junta de Freguesia comprou talheres para a escola da Amoreira já que era insuficiente o número existente) - a falta de pessoal auxiliar não só por parte da escola mas também por parte da empresa (por exemplo a empresa está a contratar pessoas apenas por duas ou três horas e a pagarem 2 ou 3 euros/hora para apoiar a execução das refeições e o servir às crianças, propiciando uma grande rotatividade e instabilidade …) - o facto das crianças terem de comer em meia hora (o que é particularmente violento para crianças nestas faixas etárias) divididas por vários turnos e nalguns casos partilhando o espaço com as AEC…. Esta é uma situação insustentável e incompreensível e que deve ser resolvida com urgência e ainda há quem diga que a educação é a grande prioridade deste município».

Nobres Confissões Confesso, sim confesso…

S

ou muita distraída e ingénua e às vezes inscrevo o meu número de telemóvel nalguns sites de concursos e essas coisas e depois recebo mensagens que nem sei de onde vêm e não percebo nada do que dizem. No Sábado passado recebi uma dessas mensagens. Mas por ser bué da estranha e não ser de nenhum marmanjo a pedir-me namoro, resolvi investigar mais sobre a origem da coisa. Tempo perdido, não consegui nada. Mas como tenho a certeza que aqueles que me lêem são malta muita fixe transcrevo aqui a mensagem na integra para ver se alguém consegue explicar-me alguma coisa. É que até fiquei sem sono de tão baralhadita. Nem o chá de flor de marmelo me acalmou. Aqui vai então a SMS estranha: «Mais importante que a FAUL é a gestão do nosso destino local. O reforço da CPCO deve ser agora a nossa grande prioridade. O futuro só será de desenvolvimento e liberdade se as nossas secções crescerem. Perdemos a FAUL por negligência, não podemos perder mais nada. Pensem nisso e utilizem o vosso descontentamento e desilusão para cerrar fileiras! Não se distraiam concentrem-se na vossa acção política e autárquica. Hoje já vimos muita gente emproada e a falar de novos candidatos à CMO e às juntas numa atitude lamentável. Não deixaremos que nos pisem. Conto convosco. Contem comigo sempre». Esta gente parece que quer mesmo confundir a Ricardina. Novos candidatos? É pá mas passou-se alguma coisa que eu não tivesse dado por isso?

C

aneças voltou aos Encontros de Bandas. Costumam ser pela Primavera mas este ano vieram ao cair da folha. Bom melhor tarde que nunca que o ano passado nem a chuva os trouxe. Gostei de ver. Gosto sempre de ver a banda passar. Mas por acaso em Caneças desta vez não veio muita gente à rua. Talvez pelo facto de o desfile ter começado bué de atrasado. Mas a malta de Odivelas já devia estar habituada, quase nada começa a horas. Há até um amigo meu que diz: «Odivelas é tão especial, tão especial que o fuso horário é o dos Açores». E esta hein? Calma não tenho a mania que sou Peça mas fica bem de quando em vez mostrar alguma coltura geral. O desfile foi curtito mas mesmo assim foi giro, segundo algumas vozes mas cá a Ricardina gostava de ter visto as três bandas no mesmo percurso e já agora maiorzito. Também estranhei não ver o senhor oficial presidente mas possivelmente valores mais altos se levantaram. Os concertos também foram fixes. Adorei ver aquela juventude toda de instrumento na mão. É bom que ainda existam instituições que consigam mobilizar assim os jovens. Pena tenho que a SMDC não

~ Guarda Real ~

Nova Odivelas 15

Maria Ricardina de Marmelo e Sá Viscondessa da Memória confissoes@novaodivelas.pt

tenha apresentado assim tanta juventude. Bom mas nem os mais velhos eram muitos. Como foram os últimos a actuar notou-se a clareira nas cadeiras vazias em relação às outras bandas. Pois… Tempos de crise. Mas adorei ver a sala cheia e tenho de dar os meus sinceros parabéns ao músico director Ricardo Fonseca pela organização. Mas não percebi um comentário que ouvi na sala: «Volta Zé estás perdoado».

E

já que estou boazinha e com vontade de parabenizar cá vai mais um lote de parabéns com certificado de qualidade. O doutor lusocapitalista Gil Antunes, presidente do Círculo D. Dinis e da Lusocapital e a sua digníssima esposa presidente da Odinvest também merecem um beijinho da Ricardina pela genial ideia das Conferências de Odivelas e pela fabulosa escolha dos conferencistas. Esta Quarta-feira veio à cidade da marmelada o doutor Medina Carreira para falar de soluções para Portugal. Adorei ouvir o senhor é pena é que pouca gente deste país o ouça. Ao ouvi-lo mesmo sem perceber patavina de economia percebi logo porque é que estamos todos como o Tarzan. Vou pegar na gravação que a NO TV fez da conferência e enviar ao senhor engenheiro primeiro que tem nome de filósofo para ver se ele aprende alguma coisa. Acho que o senhor tem grande capacidade de aprendizagem segundo me garantiram… Pena que a sala não estivesse muito cheia. Aliás o próprio conferencista disse «Esperava mais gente» mas enfim. O senhor chamou alguns nomes aos autarcas e disse que alguns desmandos vão acabar em breve, não porque os autarcas ganhem juízo mas porque se vai acabar o dinheiro. Mas, poucos autarcas o ouviram. Dos órgãos municipais vi lá o Xara Brasil. Mas esse também vai a todas. Pois! Das juntas estava o doutor reformado assessor e vogal Abílio Santos. Das assembleias vi o independente Zé Maria de apelido esquisito que não sei escrever, de Odivelas e a Hermínia Azenha, de Famões. Talvez estivessem mais mas cá a Ricardina não é muito versada em política e não os conhece todos. Safa que trabalheira seria… Ainda tinha cá mais umas coisas, mas tou meio preguiceira e não me apetece escrever. Pode ser que o boss não se chateie com isso. Vou tomar um chazito para ver se arribito. Eh Pá até rimei… Fiquem bem que eu fico também…

~ Flash do Reino ~

Declaração Política da CDU na última reunião da CMO

SIMPRUS PRESS, COMUNICAÇÃO LDA Av. de Lisboa, 103 B – 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || NIPC: 509 172 962 || DIRECTORA GERAL: Helena Figueira [helena_figueira@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DIRECTOR DE INFORMAÇÃO: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] TLM: 962 646 230 || DIRECTORA FINANCEIRA: Manuela Escoval || CONTABILIDADE: Adélia Santos [adeliasantos@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 NOVA ODIVELAS – Semanário do Concelho de Odivelas Av. de Lisboa, 103 B – 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || DIRECTOR: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: Helena Martins [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DESIGN: Nuno P. Silva [nunopsilva@simpruspress.pt] || COLABORADORES: Eduardo Sousa, Miguel Lopes (Fotografia), Lina Manso, Sérgio Mendonça (Desporto) || COLUNISTAS: Edgar Valles, Fernando Tudela, Helena Jardim, Manuel Varges, Maria Máxima Vaz, Paula Paçó, Sofia Mendes, Teresa Salvado || CORRESPONDENTES: Olival Basto – Sara Sousa; Desporto – David Braga, Pedro Beato, Sandra Braga || REGISTO NO ERC: 123252 || DEPÓSITO LEGAL N.º: 105904/9 || IMPRESSÃO: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA – Rua Consiglieri Pedroso, Casal de Santa Leopoldina Queluz de Baixo || DISTRIBUIÇÃO: Casa-a-casa Distribuidores Lda. || TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20 mil exemplares – Interdita a reprodução de textos e imagens sem o devido consentimento. || As crónicas e artigos de opinião ou de leitores são da inteira responsabilidades dos seus autores e podem não corresponder �� orientação editorial do jornal.


Nova Odivelas PUb

Informação credível e completa


Nova odivelas 365