Issuu on Google+

PUB

PUB

Sexta-feira,

23 de Julho de 2010

// Nº

355 Ano XI

www. novaod ive la s. pt

Director: Henrique Ribeiro

| informação regional

SÓCIOS E UTENTES DA ACIJR PREOCUPADOS COM FUTURO DA INSTITUIÇÃO CURSOS EM CANEÇAS E PÓVOA DE SANTO ADRIÃO

NESTE NÚMERO ● Entre Tanto

2 2 ● PCP visita instituições sociais 3 ● Posto de Comando 3 ● Directas 4 ● Horóscopo

● Comissão de Reformados

da Póvoa celebrou aniversário 4

● JSD de Odivelas tem

novos Órgãos Sociais

● Carta Aberta revela ● ● ● ● ● ● ●

TURISMO COMO OPÇÃO PROFISSIONAL

● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

JSD DE ODIVELAS COM NOVO LÍDER

GOALBALL DO CAC VENCE TAÇA E CAMPEONATO

● ● ● ● ●

4

preocupações de pais da Ramada 5 Fogo põe em perigo 5 habitações Directas 5 Ponto e Vírgula 6 Intermitências 6 Mundo das Tropelias 6 Belas Garden 7 Cursos Técnicoprofissionais de Turismo 8 Talho e Forno da Cidade 10 Badminton: ARCIP encerrou época desportiva 11 Goalball: Cultural da Pontinha duplo vencedor 11 Xadrez: Campeões do GCO 11 Seja um fornecedor da EDP 12 Rogério Borges expôs na Ramada 12 Livraria Paminu 13 Academia Balletvita 13 Restaurante Hacienda D. Luísa 14 Odivelas Life 14 Realmente! 15 Nobres Confissões 15 Guarda Real 15 Flash do Reino 15 Consilcar 16 PUB


2

Nova Odivelas

23 Julho 2010

Horóscopo DE 2 3 A 29 DE JU LHO

ENTRE TANTO SEXTA 23 DE JULHO

Palavreando O Programa Palavreando da NO TV brilhantemente dirigido por Alexandre Oliveira é gravado esta noite no Centro de Exposições de Odivelas e será o último antes das férias. Em Agosto não haverá gravações e o Palavreando volta a 03 de Setembro com transmissão em directo. A poesia, a música, a alegria, o convívio e a confraternização são os condimentos deste programa onde todos serão bem recebidos. Faça parte da já grande família do Palavreando. Vá até ao Centro Exposições de Odivelas a partir das 22h00 e participe.

Sextas de Jazz A Sala Café Teatro do Centro Cultural Malaposta apresenta, às 22h00, nas Sextas de Jazz, David Ferreira com o espectáculo “This Cant Be Lowe”. Preço único 5 euros. 75’. M/6. SÁBADO 24 DE JULHO

Artesanato Urbano Numa iniciativa do Sector de Turismo da Câmara Municipal de Odivelas vai ter lugar das 17h00 às 23h00 no Jardim da Música a 1ª Mostra de Artesanato Urbano de Odivelas onde dezenas de artesãos apresentam, em bancas espalhadas pelo Jardim, «Peças de autor de artesanato urbano, caracterizado pela produção de objectos a partir de técnicas tradicionais em série limitada, plasticamente expressivas, fruto da vivência urbana do artesão, seguindo as tendências actuais em que o design e as artes tradicionais se misturam».

A Resposta Às 18h00 a Sociedade Musical e Desportiva de Caneças recebe a antestreia da curta-metragem de João Dias, “A Resposta”, com produção do Colectivo “The Partners”. Para além da exibição do filme haverá poesia e actuação da Trilha Sonora. Entrada Livre.

AGENDA. Mais eventos em www.diariodeodivelas.com

Odivelas Fashion 2010 Termina hoje o Odivelas Fashion 2010, evento promovido por Eduardo Sousa, da Photovideo, com a eleição da Miss Concelho de Odivelas. Perante o júri estão as 21 finalistas apuradas nas sete eliminatórias realizadas em todas as freguesias do concelho. Às 21h00 no Jardim da Música começa o evento que terá transmissão em directo na NO TV. Nesta emissão da Web TV regional do concelho de Odivelas será também coroada a Miss NO TV eleita pelos leitores e Web espectadores do Nova Odivelas, Diário de Odivelas e NO TV. Até às 17h00 horas de Sábado, 24 de Julho, ainda pode votar. Escolha uma das finalistas do Odivelas Fashion e envie o nome para passatempos@novaodivelas.pt.

Rua da Lua Às 22h00 na Sala Café Teatro do Centro Cultural Malaposta começa o espectáculo musical “Rua da Lua”. Preço único 5 euros. 75’. M/12. SEGUNDA 26 DE JULHO

Miguel Xara Brasil, também podem participar espectadores mediante inscrição prévia. Informações podem ser pedidas para informalidades@coisas.info.

E AINDA... > Até 25 de Julho na Malaposta: “O Gato das Botas”, de Terça a Sexta-feira às 10h30 e 15h00 realizam-se sessões para escolas (por marcação) e para o público em geral aos Sábados às 16h00 e aos Domingos às 11h00. Preço único 5 euros. M/3. > Até 29 de Agosto no Centro de Exposições de Odivelas: Exposição “As Grandes Viagens Marítimas na China”. > Descontrai-te – Sessões de Yoga: A pensar em todos os que querem bem-estar… Terças e Quintas-feiras, das 19h às 20h30, e Sábados, das 08h00 às 09h30, na Casa da Juventude. Informações pelo 219 320 480.

Dia dos Avós A Junta de Freguesia da Pontinha, em parceria com a Câmara Municipal de Odivelas, celebra, o Dia dos Avós no Pinhal da Paiã. Com este evento pretende-se «Promover um dia diferente aos avós da freguesia e aos seus netos». O evento começa às 10h00 com jogos lúdicos: petanca, tiro às latas, malha, alguidares, burro, entre outros. Às 12h00 começa o piquenique e das 14h00 às 17h30 haverá baile animado pelo “Vitinha” do agrupamento musical “Ipanema”. Entrada é livre. QUARTA 28 DE JULHO

Informalidades O programa Informalidades, da NO TV é hoje gravado ao vivo a partir das 22h00 no Centro de Exposições de Odivelas. Para além do painel residente, António Pedro, Graça Peixoto, Miguel Ramos e

> Pedras Para a História do Território de Odivelas: Exposição no Centro de Exposições de Odivelas. > Exposição: Grândola Vila Morena no Posto de Comando do MFA: Informações na Divisão de Juventude e Cultura da CMO. Telefone 219 320 800. > Visitas ao Moinho da Laureana: Às Quartas-feiras, das 10h00 às 12h00. Informações e inscrições pelos telefones 219 320 800. (CMO) ou 219 347 880 (JFF). > Bibliófilo Vai a Casa: Serviço de Empréstimo Domiciliário para residentes no concelho de Odivelas que por dificuldades motoras, visuais ou outras, não se possam deslocar, autonomamente, à Biblioteca Municipal. Informações: Biblioteca Municipal D. Dinis – 219 327 770.

MAIS INFORMAÇÃO À DISTÂNCIA DE UM CLIQUE + + + +

PDF INTEGRAL DO NOVA ODIVELAS EM www.novaodivelas.pt FOLHEAR A EDIÇÃO IMPRESSA www.jornal.novaodivelas.pt AS NOTÍCIAS DIÁRIAS PARA LER EM www.diariodeodivelas.com AS NOTÍCIAS COM ROSTO PARA VER EM www.novaodivelas.tv

Um Mundo de Comunicação

CARNEIRO Carta Dominante: 10 de Copas, que significa Felicidade. Amor: Sentirá que tudo corre na perfeição. Que a alegria de viver esteja sempre na sua vida! Saúde: Cuidado com os esforços físicos. Dinheiro: Não se descuide, pois está a ir por um óptimo caminho a nível profissional.

TOU RO Carta Dominante: 9 de Copas, que significa Vitória. Amor: Poderá reencontrar um antigo amor. Esteja receptiva pois o Cupido pode baterlhe à porta! Saúde: Evite situações de stress. Dinheiro: Faça contas à vida e veja bem com o que pode contar. GÉ M EO S Carta Dominante: 5 de Ouros, que significa Perda/ Falha. Amor: Lute pelo verdadeiro amor, não se deixe influenciar por terceiros. Você merece ser feliz! Saúde: Não invente doenças quando realmente não as tem. Dinheiro: Este é um bom momento para investir, aproveite.

CA RA N GU EJ O Carta Dominante: Rainha de Espadas, que significa Melancolia, Separação. Amor: Poderá ter que enfrentar uma separação. Procure ter pensamentos optimistas e ver as situações pelo lado positivo. Saúde: Possíveis dores de rins. Dinheiro: Avalie os seus gastos.

LE ÃO Carta Dominante: 3 de Paus, que significa Iniciativa. Amor: Não viva ansioso com a ideia de perder a pessoa que tem ao seu lado, aproveite antes todos os momentos que tem para estar com o seu companheiro. Viva a sua vida para que o seu exemplo possa servir de modelo aos outros! Saúde: Não se desleixe e cuide de si. Dinheiro: As suas economias estão a descer, tenha algum cuidado.

VI RG EM Carta Dominante: os Enamorados, que significa Escolha. Amor: Exprima os seus sentimentos sem ter medo de ser rejeitado. Com os nossos pensamentos e palavras criamos o mundo em que vivemos! Saúde: Cuidado com o calor. Dinheiro: Poderá ter que optar por um ou outro emprego que lhe surja.

BA LAN Ç A Carta Dominante: 8 de Ouros, que significa Esforço Pessoal. Amor: O seu coração está um pouco dividido, pense bem qual o caminho que deve seguir. Tenha a convicção de que é uma pessoa com um potencial intelectual enorme. Aprenda a soltar toda essa Força e Luz interior que desconhece. Saúde: Faça uma limpeza geral aos seus dentes para poder ter um sorriso radiante. Dinheiro: A vitalidade e esforço que tem demonstrado no trabalho estão a ser muito favoráveis para si. ES CO RP I ÃO Carta Dominante: Rei de Espadas, que significa Poder, Autoridade. Amor: A concórdia e o amor reinarão na sua relação afectiva. A felicidade na sua casa depende da educação que der aos seus filhos, por isso, preste atenção à formação que lhes dá. Saúde: Tente controlar as suas emoções para que o seu sistema nervoso não se ressinta. Dinheiro: Não haverá nenhuma alteração significativa.

SAG I TÁ RI O Carta Dominante: 6 de Paus, que significa Ganho. Amor: O seu companheiro poderá estar mais afastado mas não será nada de preocupante. A força do impulso está em si e só você pode criar as circunstâncias propícias à realização dos seus projectos. Tome a iniciativa, é você que cria as oportunidades! Saúde: Muito favorável, aproveite e pratique exercício físico. Dinheiro: Notará que o seu esforço a nível de trabalho será recompensado. CA PR I CÓ RN I O Carta Dominante: Valete de Paus, que significa Amigo, Notícias Inesperadas. Amor: Irá manifestar-se em si uma grande energia sensual. Enfrente os seus medos e as suas dúvidas e será feliz! Saúde: Não seja céptico quanto à medicina natural. Dinheiro: Resolverá os seus problemas facilmente.

AQ UÁ RI O Carta Dominante: Valete de Copas, que significa Lealdade, Reflexão. Amor: Permita que a sua relação seja mais liberal, não é a prender a outra pessoa que conseguimos que ela nos ame. Seja paciente e compreensivo com as pessoas que vivem a seu lado! Saúde: Tente não andar muito tenso. Dinheiro: Sem preocupações. PE IX ES Carta Dominante: Rei de Paus, que significa Força, Coragem e Justiça. Amor: Seja mais audaz no amor. “Ama o próximo como a ti mesmo” – Esta foi a mensagem que Cristo nos deixou; se a seguir será feliz! Saúde: O excesso de ansiedade não é favorável para a sua saúde. Dinheiro: Seja mais equilibrado nos seus gastos.


23 Julho 2010

MIRANTE

Nova Odivelas 3

FÉRIAS. Os Odivelenses vão para fora ou ficam em casa? A reportagem num jornal e numa televisão perto de si…

ACÇÃO SOCIAL

ATL’s das IPSS’s ameaçados de encerramento Lina Manso linamanso@coisas.info

A CDU Odivelas está a fazer mais uma ronda de visitas a entidades que prestam apoio social no concelho. Entre as informações recolhidas, Maria da Luz Nogueira refere, por exemplo, que as mudanças na rede escolar implicaram perturbações nas IPSS com valência de ATL. Um deles, na Arroja, já não reabre no próximo ano lectivo, e outros podem estar em causa.

Fotografia: Lina Manso

S

egundo Maria da Luz Nogueira, da CDU de Odivelas, o aumento da oferta da rede escolar – nomeadamente ao nível da introdução de actividades de enriquecimento curricular – tem implicado um decréscimo do número de alunos que frequentam os ATL das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). Através de uma ronda de visitas às entidades que prestam apoio social no concelho, aquela força política constatou que um desses espaços não volta mesmo a reabrir no próximo ano lectivo. Em causa está o ATL da Associação das Antigas Alunas do Instituto de Odivelas, que até agora funcionou na Arroja a par de um centro de convívio para idosos e do Banco Alimentar, valências que não estão ameaçadas. Maria da Luz Nogueira adianta que a Segurança Social está a cortar as verbas para os ATL «Sem que se tivesse acautelado que as salas destinadas a esta valência pudessem ser atempadamente reconvertidas» para colmatar falhas noutras áreas (jardim-de-infância ou creche). «Desde Junho até Setembro não é tempo suficiente para esta reconversão, que não depende apenas das instituições. Estão em risco dezenas de postos de trabalho e por arrasto a manutenção de outras valências», vaticina. Afirma que já foram lançados «Alertas», inclusive nas reuniões do Executivo camarário, no sen-

tido de colmatar as falhas no préescolar, redefinindo os serviços existentes nas IPSS, o que permitiria também conservar empregos.

«Há um subaproveitamento no Centro Infantil de Odivelas. Continua a ter salas fechadas porque não tem educadoras suficientes»

Avança que existe uma Rede Social no concelho, «De que fazem parte largas dezenas de entidades, e que é coordenada pela Câmara, onde não se planeia em conjunto», o que poderia, refere, ter ajudado a prevenir a actual situação. Maria da Luz Nogueira concorda com o aumento da rede da oferta escolar mas diz que «Não se está a

dar a hipótese aos pais» no sentido de que optem pela melhor alternativa. «A CDU considera que os progenitores é que devem escolher em que sítio colocar as suas crianças. Muitas estão nestas instituições desde o berçário».

Mensalidades custam a pagar Recorda também que muitas famílias sentem hoje dificuldades financeiras que tornam complicado o pagamento das mensalidades nalgumas instituições de apoio social. Crê que a situação «Ainda se vai agravar mais» pois segundo o Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), «O indexante de apoios sociais está congelado até 2013» o que leva a que o abono de família, rendimento social de inserção ou subsídio social de desemprego, não sejam actualizados. A CDU também está preocupada com a falta de recursos humanos nalgumas instituições visitadas.

«Há um subaproveitamento no Centro Infantil de Odivelas. Continua a ter salas fechadas porque não tem educadoras suficientes». Um caso que condena face à carência de equipamentos vocacionados para o pré-escolar. A mesma escassez de funcionários é registada no Lar de Odivelas, pertencente à Segurança Social, o que faz com que não sejam admitidas pessoas com elevado grau de dependência. «Tudo isto em nome do PEC e da contenção (…) que está a ter reflexos negativos em termos sociais». Maria da Luz Nogueira chama ainda a atenção para as instalações da Cooperativa Nacional de Apoio a Deficientes (CNAD), na Ribeirada, que partilha o espaço com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV). «A CNAD só funciona quando os técnicos da APAV lá estão, ou seja, a natureza dos seus utentes e dirigentes não lhe dá as condições para simplesmente abrir as portas. Mas antigamente havia ali um segurança. Há situações que não acreditamos que sejam intencionais e que contudo já deviam estar resolvidas. Até porque a CNAD dá apoio a mais de 100 famílias no concelho».

Programa sem actualizações A CDU salienta que o programa de apoio a entidades sociais continua a disponibilizar a mesma verba para actividades regulares há cerca de oito anos (500 euros por instituição, além de 10 euros por utente), «O que é manifestamente insuficiente». Maria da Luz Nogueira afirma que no passado, quando houve alterações a este programa, a CDU votou contra, «Porque efectivamente se diminuíram os mecanismos de apoio», por exemplo ao nível dos transportes. Antes, se o município não tivesse uma carrinha disponível atribuiria um subsídio que podia ir até aos dois mil euros por ano, o que foi retirado. «Poder-se-á pensar que a Câmara não tem recursos mas acho que é uma questão de opções. A CDU definiria outras prioridades», comenta. As visitas vão continuar até Outubro, altura em que a CDU fará um balanço das conclusões apuradas. Entrevista completa na NO TV

www.novaodivelas.tv

A junta da Pontinha está connosco Depois da reunião com o presidente da Junta de Alfornelos, já reunimos com o presidente da Junta da Pontinha e vamos reunir brevemente com o presidente da Junta de Carnide e com a Câmara de Odivelas. Podemos dizer que tudo está a correr da melhor maneira para a concretização do nosso plano de actividades. De facto, a reunião com o presidente da Junta da Pontinha, o Sr. José Guerreiro, e a vogal da Cultura, a Dr.ª Corália Rodrigues, não podia ter corrido melhor. Temos garantida a parceria que pretendíamos e todo o apoio e solidariedade, da parte do presidente, para o cumprimento da generalidade dos nossos objectivos e, em particular, para a realização das Conferências. Nem esperávamos outra coisa, pois sabemos que o presidente sempre teve o Posto de Comando em alta consideração e sempre apoiou iniciativas relacionadas com ele, algumas das quais em que eu próprio estive envolvido. Esta reunião constituiu um grande passo para o sucesso dos nossos projectos e para a divulgação do Posto de Comando como aposta cultural estratégica da freguesia, do concelho e da região. As Conferências, que pretendemos realizar em Abril/Maio na Pontinha, em Odivelas, em Carnide e em Alfornelos, estão a ganhar corpo e irão constituir um marco na projecção do Posto de Comando do MFA. Recordemos que não serão uma iniciativa única, mas o primeiro ciclo anual. Com o tempo, estas conferências, darão uma visibilidade ao Posto de Comando e à Pontinha correspondente ao significado histórico daquele espaço mítico do 25 de Abril. O movimento cívico POSTO DE COMANDO SEMPRE não podia, pois, estar mais optimista em relação ao cumprimento dos seus objectivos, que são: classificar, dinamizar e divulgar o Posto de Comando do MFA. Em Setembro, estaremos em condições de lançar as nossas actividades, designadamente a programação das Conferências.

Jorge Martins martinscjorge@gmail.com


4

Nova Odivelas

23 Julho 2010

QUOTIDIANOS CDU e as Associações de Pais A CDU emitiu uma Nota de Imprensa onde acusa a Câmara Municipal de Odivelas de ter reduzido os apoios às Actividades das Associações de Pais, através de um programa «Aprovado na última sessão de Câmara por PS e PSD». Diz a CDU que a atribuição de subsídios às Associações de Pais e Encarregados de Educação sempre mereceu a sua aprovação por parte da CDU mas que «O programa agora aprovado pelo PS e PSD reduz significativamente o apoio financeiro a conceder às associações de pais, quando diminui o apoio fixo nos três primeiros escalões e retira a medida 2 do apoio financeiro que contemplava um apoio específico para projectos». Por isso, «A CDU não poderia votar favoravelmente um programa que penaliza fortemente as Associações de Pais». Segundo a nota, «A CDU entende que a dinamização de actividades em espaço escolar, o envolvimento dos pais no processo de ensino, aprendizagem e a sua cooperação com toda a comunidade educativa deve ser valorizado e apoiado pois constitui uma importante mais-valia no processo educativo e no desenvolvimento das crianças e dos jovens». Na opinião da CDU «Este programa é um claro desincentivo à participação dos pais e à qualidade das actividades desenvolvidas pelas Associações». Realojamentos No dia 16 de Julho a Câmara de Odivelas procedeu a mais dois realojamentos em fogos municipais situados no Olival do Pancas, freguesia da Pontinha e na Urbanização da Arroja, na freguesia de Odivelas. A família realojada no Olival do Pancas é constituída por três elementos e proveniente de habitação degradada no Vale do Forno e a família realojada na Arroja esta recenseada no PER desde 1993 e vivia num núcleo de barracas em Odivelas. Workshop de Rádio De 13 a 16 de Julho decorreu na Casa da Juventude uma workshop de rádio intitulada “A Telefonia” ministrada por Elsa Teixeira, da Cidade FM que contou com a participação de jovens a partir dos 13 anos que a oportunidade de simular programas de rádio no “Estúdio Móvel”, da Câmara Municipal de Odivelas.

ASSOCIATIVISMO

Comissão de Reformados da Póvoa celebrou 23º aniversário Comissão de Reformados Pensionistas e Idosos da Póvoa de Santo Adrião comemorou o 23º Aniversário proporcionando aos seus associados uma tarde de convívio que contou com a actuação do Grupo Entrelinhas do Centro Cultural e Desportivo dos Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa e com a presença da presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Susana Amador. Aproveitámos a ocasião e falámos um pouco da instituição com alguns elementos da direcção da CRPI. Francisco Pires, presidente da direcção começou por congratularse com a adesão dos sócios e utentes à festa de aniversário da CRPI que superou, segundo ele, as expectativas. Quanto ao dia-adia da instituição, Francisco Pires mostra-se satisfeito com o trabalho que a sua direcção está a efec-

A

tuar destacando a recuperação económica, a diversificação das actividades dando como exemplo, as aulas de informática e de cavaquinho, lamentando no entanto que a oferta dos serviços (Centro de Dia e Apoio Domiciliário) prestados aos utentes esteja esgotada,

encontrando-se alguns em lista de espera. Por fim faz um apelo às instituições estatais para que ajudem a CRPI e não compliquem o árduo trabalho que a sua direcção tenta diariamente fazer para que a melhoria das condições seja uma realidade.

Joaquim Faria, tesoureiro da CRPI, referiu-se às dificuldades económicas semelhantes às que as IPSS’s congéneres passam dado que as receitas são praticamente as mesmas. Para fazer face a essas dificuldades vão promovendo eventos que trazem a receita indispensável ao bom funcionamento da instituição. Joaquim Faria sublinhou que «A CRPI não tem dinheiro, mas também não tem dívidas, à excepção das que já vem de trás, que são o pagamento do empréstimo à banca relativo ao edifício e uma divida à Câmara». Anabela Mil Homens Vice-presidente, destaca a importância do trabalho feito no terreno que é «Reconfortante pelo agradecimento sincero que os utentes demonstram perante aqueles que os ajudam desinteressadamente». DB Reportagem também na NO TV

www.novaodivelas.tv

POLÍTICA

JSD de Odivelas tem novo líder

E

m cerimónia que decorreu no Centro de Exposições de Odivelas, tomaram posse no dia 07 de Julho, os novos Órgãos Sociais da JSD de Odivelas, eleitos a 30 de Junho para o mandato 2010/2012. Presente estiveram muitas dezenas de simpatizantes e militantes da JSD, elementos dos órgãos do PSD de Odivelas, autarcas do PSD e representantes das secções da JSD de todo o Distrito de Lisboa, bem como representantes de outras Fotografia: Henrique Ribeiro

PUB

Fotografia: David Braga

DIRECTAS

juventudes partidárias do concelho e do movimento associativo juvenil e estudantil. Paulo Pinheiro é o novo líder a JSD concelhia e Aftab Tayob o empossado presidente da Mesa do Plenário de Militantes. Na sua intervenção Paulo Pinheiro sublinhou que «A JSD é um grupo, somos todos nós». O líder a JSD destacou alguns aspectos que no seu entender deverão estar nas agendas políticas

das juventudes partidárias como o alheamento dos jovens em relação à política e a crise de identidade e valores, sublinhando que «Os valores da social-democracia, Liberdade, Justiça e Solidariedade, são os mesmos valores chave para a mudança». Para Paulo Pinheiro «Mudar Portugal, mudar a mentalidade, é avançar contra a(s) crise(s), é avançar contra o comodismo, contra a indiferença e contra o misarabelismo» O novo líder da JSD manifestouse indignado pela «Dualidade de critérios na publicação de notícias nos órgãos de comunicação social local» e apelou para que nos próximos dois anos «Exista uma maior igualdade de oportunidades. Uma comunicação social mais

isenta e abrangente ajuda a construir e a fortalecer a democracia», sublinhou. Paulo Pinheiro disse ainda que «Construir não é anunciar mas denunciar» defendendo que «A postura correcta quando se pretende trabalhar para o bem comum não é simplesmente identificar os problemas, mas com isso, encontrar soluções, sempre com o intuito de fazer mais e melhor pela juventude e o seu futuro, tanto em Odivelas como em Portugal». A noite terminou com um Porto de Honra animado pela Tuna Académica do ISCE de Odivelas, “Tunofonia”. HR Reportagem também na NO TV

www.novaodivelas.tv


23 Julho 2010

Nova Odivelas 5

ARTESANATO. Odivelas vai realizar a sua primeira mostra de artesanato urbano. Acompanhe Sábado na NO TV ENSINO

DIRECTAS CDS/PP protesta com agendamento de última hora Em Nota de Imprensa a Bancada do CDS/PP na Assembleia Municipal de Odivelas protesta pelo facto de na Ordem de Trabalhos da última reunião «Ter sido incluído um ponto num prazo num prazo inferior a 24h00, sem que os deputados tenham recebido a documentação necessária para o estudar e avaliar, e fazendo com que se atropele o Regimento». Para o CDS isto «É prova de como certos assuntos são tratados». Estava em causa, segundo a nota, «O facto das crianças de três escolas, EB1/JI Porto Pinheiro, EB1/JI Casal dos Apréstimos e EB1 António Maria Bravo, terem ou não terem refeições a partir de Setembro». Todos os partidos aceitaram a inclusão do ponto e nele votaram favoravelmente mas o CDS/PP decidiu alertar para o «Embaraço que estas situações proporcionam» e para o facto de «Entendemos que as regras não devem ser alteradas (esta foi para nós uma excepção - entendemos que crianças tão novas, dos 4 aos 10 anos, não devem ser prejudicadas por erros da classe política) e porque esta situação revela mais uma vez aquilo que há muito afirmamos – há muitos assuntos que são tratados por este executivo (P.S./P.S.D.) “em cima do joelho”». Na nota diz-se ainda que «Talvez seja por essa razão, à qual se pode adicionar uma outra, falta de rigor, que nos aparecem com grande regularidade, entre outras, despesas de centenas de milhares de euros, relacionas com a rubrica – obras a mais e a menos, erros e omissões. E talvez seja por estas razões que obras acabadas de fazer, comecem logo a dar problemas».

Pais da Ramada preocupados com o futuro da ACIJR

M

anifestando a sua preocupação enviaram uma Carta Aberta à presidente da Câmara de Odivelas e a várias instituições e têm também a circular um abaixo-assinado colhendo apoios para a sua causa. Na Carta Aberta «Manifestam a sua preocupação com o início do próximo ano lectivo e as alterações consequentes da entrada em funcionamento da escola Básica do 1º Ciclo dos Apréstimos». A abertura deste equipamento conduz à passagem de todas as escolas para funcionamento em regime normal, tornando assim possível a implementação das Actividades de Enriquecimento Curricular e a Componente de Apoio à Família no 1º ciclo (também designada de ATL, prolongamento de horário, e pontas) no contexto do espaço escolar. «Estando a dois meses do início do novo ano lectivo e sendo desconhecida a forma como irão as escolas funcionar, os pais e utentes da ACIJR manifestam profunda preocupação» com vários aspectos.

Segundo a Carta Aberta «O modelo de gestão das AEC no Agrupamento Escolar Vasco Santana, será novo e diferente da realidade de todos os outros Agrupamentos Escolares do Concelho, estando ao que tudo indica, a ser negada a possibilidade de as instituições que estão no terreno, nomeadamente as duas IPSS da freguesia da Ramada, poderem candidatar-se à gestão das AEC e da Componente de Apoio à Família no 1º ciclo de forma a continuarem a desenvolver o acompanhamento pedagógico e social de excelência que têm realizado até aqui. O modelo referido prevê o estabelecimento de uma parceria apenas entre a CMO e o Agrupamento, em exclusivo, um modelo Bilateral, ao invés do tripartido que permite o envolvimento de instituições educativas que estão em funcionamento, tal como havia sido prometido à ACIJR. Esta opção suscita dúvidas aos pais quanto à melhoria da qualidade educativa pois não permite a continuidade pedagógica e o trabalho de qualidade desenvolvido até aqui e reconhecido pela população». Os pais também estão preocupados com os constrangimentos financeiros que esta situação irá provocar na ACJIR e por isso consideram que «Em conjunto, todas as entidades competentes devem procurar encontrar a melhor solução para esta situação de forma a

salvaguardar o património humano e físico da ACIJR bem como as respostas sociais que restarão». Os subscritores da Carta Aberta consideram que «As IPSS devem fazer parte deste modelo de gestão, permitindo a que a instituição que ficar responsável pelas AEC fique também pela Componente de Apoio à Família no 1º ciclo à semelhança de outros exemplos no concelho de Odivelas». Para os pais a deslocação das crian-

ças de turmas já existentes para outras turmas e ou escolas «Esquecendo a importância da continuidade e da qualidade pedagógica de tal opção, descontextualizando as crianças não é a mais adequada» e por isso manifestam o seu «Total desacordo com alteração nas turmas e nos professores, sendo por si só suficiente haver alteração do contexto escolar» e exigem que a continuidade seja assegurada. Os pais querem que se não for possível a aceitação da ACIJR como responsável pelas AEC e Componente de Apoio à Família no 1º ciclo numa das escolas, «Seja possível a manutenção do acordo com a Segurança Social ainda que num acordo atípico de forma a salvaguardar os utentes que manifestarem preferência pela continuidade na ACIJR e também a manutenção dos postos de trabalho e receitas que permitam fazer face às despesas inerentes ao funcionamento de um ATL com actividades de qualidade e vigilância atenta».

PONTINHA

Fogo ameaçou habitações s 00h02 do passado Domingo os Bombeiros Voluntários da Pontinha foram alertados para um incêndio que deflagrava na encosta entre o Bairro Menino de Deus e a Escola Profissional Agrícola D. Dinis na Paiã (EPADD). O incêndio terá tido origem criminosa, segundo conseguimos apurar, embora sem confirmação oficial dos bombeiros. O fogo começou numa viatura que se encontrava junto ao campo de futebol da EPADD e dai passou para três ou quatro locais devido ao forte vento que se fazia sentir. Para o combate a este incêndio foram enviados 11 veículos e 37 bombeiros das corporações da Pontinha, Odivelas, Ca-

À

Fotografia: Henrique Ribeiro

Os pais, utentes e sócios da Associação Comunitária Infantil e Juvenil da Ramada (ACIJR) estão preocupados com as alterações que a entrada em funcionamento da nova escola básica do Casal dos Apréstimos vai introduzir no próximo ano lectivo e que pode, em última instância, levar a despedimentos na ACIJR e pôr em causa a própria sobrevivência da instituição.

Fotografia: Arquivo NO/Tomada de posse dos corpos gerentes

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

neças e Amadora. As operações foram dirigidas pelo 2º Comandante dos Bombeiros da Pontinha, Pedro Santos. No local a acompanhar o desenvolvimento da ocorrência esteve também o Comandante Operacional Distrital, Elísio Oliveira, o vereador da Protecção Civil, Paulo César Teixeira e o Serviço Municipal de Protecção Civil de Odivelas. HR

Festa dos finalistas no ISCE Com o Arraial Académico ISCE 2010 a Associação de Estudantes deste estabelecimento de ensino localizado na Serra da Amoreira, freguesia da Ramada, assinalou o final do Ano Lectivo. Para além de vários espectáculos o evento teve como um dos seus momentos altos a entrega dos Diplomas, que aconteceu no dia 17, em cerimónia que contou com a presença de Susana Amador, presidente da Câmara de Odivelas, do presidente da Junta de Freguesia da Ramada, Francisco Bartolomeu, bem como as suas vogais da cultura e educação, Ana Monteiro e Arlinda Gomes, respectivamente. PUB


Nova Odivelas

23 Julho 2010

80

Ponto & Vírgula

O ponto-e-vírgula marca uma pausa mais longa que a da vírgula (para que se aprenda a respirar), no entanto menor que a do ponto (para que não se perca a oportunidade de agir).

E por onde se começa uma ponte?

Intermitências

Mundo das Tropelias Boas Férias! = Bom descanso!

Uma Resposta com respostas

Definição de Férias: «Período de descanso a que têm direito… depois de passado um ano de actividades…».

Teresa Salvado teresa_salvado@coisas.info

T

enho-me questionado: por onde se começa a construção de uma ponte? Sempre achei, muito simplisticamente, que seria pelas fundações, depois os pilares e, enfim, o tão desejado tabuleiro que lhe confere a monumentalidade. Sempre achei que na vida as “grandes obras” devem ser construídas assim… com bases bem sólidas. Até quando, há poucos dias, ouvia na rádio um “jota”, candidato a líder da sua “jota”, em vésperas de eleições a falar sobre um dos seus estandartes. E pasmei quando o ouvi dizer que se fosse eleito (e foi) a bandeira da sua liderança seria a luta pela aprovação legal da adopção de crianças por casais homossexuais. É pá!!! (pensei eu) Estes aprendizes de feiticeiros… ou melhor, de políticos… têm jeito. Nada como uma bandeira mediática para que as possibilidades de se ascender na “sociedade política” aumentem exponencialmente. Nada como defender as supostas minorias e falar nos interesses do povo. Está garantido. Parece que temos candidato. Mais um que quer começar a construir a ponte pelo tabuleiro. Infelizmente, nada de novo. E que tal começar pelas fundações pelo menos uma vez? E que tal tentar-se ser-se sério e politicamente honesto? Olhem que é possível! Talvez assim pudéssemos deixar de ter de debater a eterna questão dos elevados níveis de abstenção nas eleições. E que tal, neste caso específico, começar por se analisar as condições e necessidades das instituições que recebem as crianças que poderão ser adoptadas? E tentar resolver as falhas? E que tal rever as leis de adopção vigentes, que só dificultam os processos de adopção? De que servirá permitir que os casais homossexuais adoptem se as dificuldades de adopção são imensas? Para mim esta bandeira tem um nome: hipocrisia. Porque aquilo que realmente é importante, os interesses mais básicos destas crianças, ficam mais uma vez esquecidos. Como? Simples. Porque, quer a adopção seja solicitada por casais homossexuais ou heterossexuais, com as actuais leis e burocracias querer dar um lar a uma criança continuará a ser uma quimera. Portanto, meus meninos, cresçam por favor e lembrem-se que as crianças de hoje são o nosso futuro. Hoje cuidamos nós delas, amanhã cuidam elas de nós. E vamos lá deixar de estar a criar pequenos monstros. É verdade: sim, sou a favor da legalização do casamento entre homossexuais, e quanto a adopção ainda estou a ponderar prós e contras. Porque há assuntos que não são decisões políticas… são decisões humanas que a política tem de legislar. E… boas férias!

Fotografia: Henrique Ribeiro

6

Este Sábado em Caneças é apresentada a curta-metragem “A Resposta” o segundo filme grupo “The Partners” com realização de João Dias e onde se «Dão respostas para alguns problemas dos jovens de hoje».

T

udo começou há quatro anos na Escola Técnica de Imagem e Comunicação (ETIC) onde João Dias e João Maurício estudavam. Com ideais comuns os dois jovens acabariam por fundar o grupo “The Partners” com o objectivo de «Sensibilizar as pessoas para alguns aspectos que a sociedade tem». O primeiro projecto deste grupo foi a curta-metragem “O Golpe” e o segundo tem por título “A Resposta” e é também uma curta-metragem, com 20 minutos e realização de João Dias. Os actores são: Ruben Almeida, João Maurício, Rafaela Almeida e Carlos Costa. A música é de Jaime Cá, João Maurício e Nelson Calequri. Neste segundo filme os “The Partners” falam dos problemas juvenis contemporâneos e tentam dar uma resposta para esses problemas. A antestreia vai ter lugar na Sociedade Musical e Desportiva de Caneças, no dia 24 de Julho, às 18h00. Para além da apresentação do filme vai também ser tocada ao vivo a banda sonora e haverá poesia.

No Mundo das Tropelias, esse período de “descanso” a que têm direito as nossas crianças, que passam a maior parte do tempo connosco é feito também com actividades, mas sem as rotinas da época escolar. Também as nossas crianças do Jardim-de-Infância têm vindo a realizar diversas actividades lúdico pedagógicas com diferentes materiais, beneficiando todas do merecido “descanso”!... As Educadoras: Lurdes Fernandes Paula Silva

Na NO TV pode ver o trailer do filme e uma conversa com João Dias e João Maurício. www.novaodivelas.tv

PUBLIRREPORTAGEM


23 Julho 2010

Nova Odivelas 7 PUB


Nova Odivelas

8

23 Julho 2010

ACTUALIDADE TURISMO

Cursos de sucesso nas secun

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CANEÇAS

Sucesso provado com colocação dos alunos no mercado de trabalho

O

Curso Técnico Profissional de Turismo em Caneças nasceu há três anos. A Directora do Curso, Luísa Azevedo, em conversa com Nuno Abranja, para o programa Odivelas Turística, explicou que o curso nasceu em PUB

2007 com a necessidade sentida pela escola de enveredar por outras áreas alargando a sua oferta educativa. «Tendo em conta os desafios que se punham ao nosso país achámos que era importante enveredar pela vertente técnicoprofissional e formar bons técnicos para o país. Achámos que o turismo era uma área em que haveria maior empregabilidade para os nossos futuros técnicos e portanto uma boa aposta». E a provar que estávamos certos, o curso logo em 2007, superou as expectativas. «Estava prevista a abertura de apenas uma turma e foi necessário abrir duas porque a procura excedeu o que estávamos à espera». A abertura do curso não foi difícil, explicou Luísa Azevedo. «Tivemos pareceres positivos da autarquia. Contactámos diversos sectores da CMO e foi visível o apoio e o interesse da autarquia na abertura do curso. Por parte da direcção da escola também houve toda a abertura e do Ministério da Educação, através da iniciativa Novas Oportunidades, as escolas secundárias tiveram a oportunidade de poder escolher os cursos que melhor se adaptavam ao seu público-alvo». As dificuldades surgiram na componente de formação técnica, para que a escola, vocacionada para o

Fotografia: Eduardo Sousa

O concelho de Odivelas tem dois cursos técnicoprofissionais na área do turismo, uma licenciatura e um bacharelato. No âmbito das Jornadas do Turismo que terão lugar em Novembro, e das quais somos media partner, estamos a publicar reportagens sobre o tema, quer no Nova Odivelas impresso, quer na NO TV no programa Odivelas Turística. Depois de já termos apresentado a Licenciatura do ISCE vamos hoje mostrar os cursos técnicoprofissionais das Escolas Secundárias de Caneças e Pedro Alexandrino, na Póvoa de Santo Adrião.

Fotografias: Henrique Ribeiro

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

ensino secundário, não estava preparada. «Tivemos de recorrer á contratação de técnicos especializados, até porque temos por objectivo que os nossos alunos tenham uma sólida formação profissional». Segundo Luísa Azevedo o curso tem três vertentes: Sociocultural, científica e técnica. Na vertente técnica os alunos têm acesso a estágios profissionais em várias empresas hoteleiras (na área da recepção), de organização de eventos e agências de viagens. Também têm oportunidade de efectuar estágio no Sector de Turismo da Câmara Municipal de Odivelas. «Há efectivamente uma forte ligação ao mundo do trabalho e nós tentamos sempre que eles tenham esse contacto mesmo nas variadas visitas de estudo que promovemos». Não tem sido muito difícil para a escola estabelecer parcerias com empresas e instituições na área do turismo. «Da parte da autarquia e

do Sector do Turismo temos tido apoio para as diferentes actividades que temos realizado. Ao nível das empresas de turismo, nomeadamente hotéis e agências de viagens constatámos que têm uma grande necessidade de técnicos especializados. Se na fase de abertura do curso houve alguma dificuldade em nos afirmarmos enquanto entidade formadora de técnicos, neste momento é fácil porque temos ligações e protocolos com diferentes empresas que conhecem bem o nosso trabalho e já se torna fácil colocar os nossos alunos. Aliás, temos empresas que nos dizem que acolhem todos os alunos que nós enviarmos». São muitos os projectos promovidos por este curso, segundo Luísa Azevedo. «A nossa escola sempre teve a vertente de promover vários projectos e temos a sorte de ter professores muito dedicados e que realizam um bom trabalho em projectos. No turismo também

temos um conjunto de professores empreendedores e muitos projectos». A directora do curso destacou o projecto “Ásia Europa” que pretende estabelecer pontes de comunicação entre alunos europeus e asiáticos através da realização de diferentes trabalhos. «Neste projecto aproveitámos para divulgar a cultura e a gastronomia do concelho e do país. Os nossos alunos, neste projecto, foram um bocadinho embaixadores de Portugal». Uma prova do sucesso deste curso é que são já vários os alunos que conseguiram emprego na área do turismo, mesmo antes da conclusão do curso, nas empresas onde estagiaram ou em empresas para que foram recomendados pelas empresas onde tiveram o estágio. Também há alunos, segundo Luísa Azevedo, que inicialmente não pretendiam passar para o ensino superior e que neste momento já estão a ponderar essa possibilidade.


23 Julho 2010

Nova Odivelas 9

BALANÇO. No programa Duodécimos, da NO TV, Susana Amador fez o balanço de seis meses de gestão municipal. Veja o resumo na nossa próxima edição.

Fotografia: Eduardo Sousa

ndárias de Caneças e Póvoa

ESCOLA SECUNDÁRIA PEDRO ALEXANDRINO

Alunos bem preparados para a vida activa

T

ambém na Escola Secundária Pedro Alexandrino, na Póvoa de Santo Adrião o curso técnicoprofissional de turismo já tem três anos mas já antes havia o desejo de abrir um curso nesta área no âmbito dos cursos de educação e formação, explicou Rosário Velez, subdirectora da escola e directora dos cursos Novas Oportunidades em entrevista a Nuno Abranja para o programa Odivelas Turística na sua edição de 09 de Julho. Foi fácil avançar com este curso que teve grande adesão por parte dos alunos. «No primeiro

ano tivemos de fazer uma grande selecção porque a maior parte dos alunos queria ir para turismo». Para Rosário Velez o turismo está em franca expansão e será essa uma das razões do êxito deste curso em termos de adesão dos alunos. A directora do Curso de Turismo, Ana Paula Dantas, tam-

bém falou com Nuno Abranja sobre este curso e considerou que são vários os pontos fortes deste curso. Referiu o vasto leque de disciplinas, que vão das técnicas de comunicação até aos conteúdos específicos do turismo, bem como a grande componente prática. Apesar do elevado número de alu-

nos interessados a abertura do curso registou algumas dificuldades no contacto com as entidades para a obtenção das declarações de interesse necessárias à abertura do curso. «Numa primeira fase mostraram-se um pouco renitentes mas depois abriram as portas e tem sido mais fácil. A nível da Câmara de Loures foi muito receptiva até na formação em contexto de trabalho, e tivemos alunos no Posto de Turismo de Loures. A nível de Odivelas foi um bocadinho mais difícil não conseguimos colocar ainda nenhum aluno». Este ano o curso tem duas turmas a fazer estágio com alunos espalhados por toda a área de Lisboa. «As empresas recebem-nos de braços abertos» afirmou Ana Paula Dantas acrescentando que já há empresas interessadas em empregar alunos deste curso, tendo até pedido os currículos de todos os alunos que já fizeram formação em contexto de trabalho. «Isto mostra o sucesso que este curso tem tido na formação em contexto de trabalho. Claro que isto também se deve ao grande empenhamento dos professores e da direcção da escola». O curso tem desenvolvido vários projectos como visitas de estudo que levam os alunos a vários pontos do país. Com alunos entre os 15 e os 18 anos neste curso, Ana Paula Dantas considera que será um pouco cedo para apontar aos formandos o caminho da constituição da sua própria empresa mas defendeu a possibilidade da existência de alguns módulos de ensino nesse sentido. «Nós tentamos que os alunos tenham uma atitude mais activa, não sejam passivos e sejam mais empreendedores». Para a directora o sucesso deste curso, que tem três anos e duas turmas, vai ser cada vez maior.

«Tem sido sem dúvida um grande esforço mas tem havido uma grande receptividade por parte dos alunos, dos pais ou encarregados de educação, dos professores, da escola e das próprias entidades exteriores, públicas ou privadas». Para Ana Paula Dantas «O futuro de Portugal passa pelo desenvolvimento e qualificação e pela existência de uma estratégia adequada a nível turístico» e este tipo de cursos são importantes nessa estratégia.

O programa Odivelas Turística na sua edição de 09 de Julho, que é a base desta peça, também ouviu a professora Irene Baltasar que acompanha este curso desde o seu início leccionando as disciplinas de técnicas de comunicação em acolhimento turístico e operações técnicas em empresas turísticas, onde os alunos aprenderam a dominar o software mais usado nas empresas ligadas ao turismo. Para a professora um dos pontos fortes deste curso é que os alunos saem dele bem preparados para a vida activa e aptos para trabalhar na área do turismo. No programa Odivelas Turística, de 30 de Junho e 09 de Julho, pode ver na íntegra as entrevistas realizadas com alunos e professores destes cursos de turismo. wwww.novaodivelas.tv PUB


10 PUB

Nova Odivelas

23 Julho 2010


23 Julho 2010

DESPORTIVAMENTE

Nova Odivelas 11

NO TV. Em tempo de férias o desporto vai passando, em jeito de balanço

BADMINTON

ARCIP encerrou época desportiva Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

A

tletas, dirigentes e sócios marcaram presença no evento assim como Hugo Martins, vereador do Desporto da Câmara Municipal de Odivelas; Carlos Assunção, Presidente da Associação de Badminton de Lisboa e Daniel Moura e Filipa Lamy, da

Fotografia: Eduardo Sousa

A Associação Recreativa e Cultural Indo Portuguesa (ARCIP), realizou o seu habitual jantar de encerramento que contou com a presença de cerca de seis dezenas de pessoas, lembrando o importante papel desenvolvido na área desportiva com os bons resultados obtidos na modalidade que praticam, o badminton.

Academia de Badminton de Lisboa. Pelos discursos de todos os convidados passaram elogios ao trabalho realizado pela ARCIP nas camadas jovens sublinhando o facto de alguns jogadores da associação estarem no ranking na-

cional e da ARCIP ser Campeã Regional de Lisboa. Pela ARCIP usaram da palavra o seu presidente, Olavo Rodrigues e o Coordenador das Actividades Desportivas, Maurino Silva. Para Olavo Rodrigues esta foi

«Mais uma meta atingida com sucesso, com espírito de equipa e com desportivismo» sublinhando que «Hoje é um dia de alegria para todos nós. A sede da ARCIP está cheia de crianças e jovens. Sorrisos, olhos a brilhar, gargalhadas, é desta

GOALBALL

dinâmica que precisamos para tornar a nossa Associação revigorante e jamais deixá-la esmorecer». O dirigente associativo considerou que «O desporto foi o chamariz desta camada jovem para a ARCIP» e lembrou aqueles que tornaram o sonho desportivo realidade: «O nosso querido associado já falecido, Diogo Mariano da Silva e o José Vaz, vogal da actual Direcção e responsável pelo Pelouro do Desporto, sem eles nada disso teria acontecido». O presidente agradeceu também a Maurino Silva e à sua equipa, bem como aos atletas, «Por estarem a projectar tão bem o nome desta Casa». Olavo Rodrigues agradeceu ainda o apoio da Câmara de Odivelas, da Junta de Freguesia de Odivelas, da Associação de Badminton dos Distritos de Lisboa e Setúbal, da Academia de Badminton de Lisboa e ao jornal Nova Odivelas. No final foram distribuídas medalhas a todos os jogadores Não Seniores como reconhecimento do trabalho desenvolvido e o serão foi animado pelo Duo “Agnelo & Virgílio”.

XADREZ

Cultural da Pontinha duplo vencedor Campeões do GCO

o segundo. O CAC “A” venceu o Caudelas por 13-3; o Alcoitão por 7-4 e o Académico por 11-2. O CAC “B” venceu os Delfins dos Açores por 13-3 e empatou com a ACAPO 4-4. Nas meias-finais defrontaram-se as duas equipas do CAC com os “A” a vencer os “B” por 9-3. Na final o CAC “A” defrontou o Al-

coitão vencendo por 8-6. O atleta Hadiley Sacramento foi considerado o melhor jogador do campeonato Nacional de Goalball eleito por todos os treinadores e o terceiro melhor marcador. A direcção do clube e o seu presidente, Vítor Cacito, agradeceram «A participação, empenho e confiança» de todos os envolvidos no projecto.

Fotografia: Eduardo Sousa

Fotografia: Eduardo Sousa

D

epois de ter conquistado o título de Campeão Nacional da modalidade, a equipa de goalball do Clube Atlético e Cultural da Pontinha venceu também a Taça de Portugal sagrando-se assim dupla vencedora com a conquista dos dois maiores títulos da modalidade no país. Para Vítor Cacito, presidente do clube «Esta “dobradinha” coloca ao mais alto nível o nome do clube, da freguesia da Pontinha e do concelho de Odivelas». O presidente do clube sublinhou que «Este feito histórico foi conseguido graças à excelente equipa de trabalho constituída por técnicos e jogadores» e que são: Eduardo Balola, treinador e jogador; Márcia, treinadora adjunta; Ruben Portinha, capitão de equipa; Hadiley Sacramento, João Miguel e Hugo Cavaco, jogadores. A Taça de Portugal disputou-se em Santarém, no Pavilhão Municipal, com sete equipas divididas em dois grupos. CAC “A”; Caudelas, Académico e Alcoitão constituíram o primeiro grupo e o CAC “B”, ACAPO e Delfins dos Açores,

N

a passada semana publicamos a lista dos homenageados pela Junta de Freguesia no evento Homenagem aos Campeões. Por lapso essa lista não incluía os atletas da secção de xadrez do Ginásio Clube de Odivelas pelo que aqui fica a rectificação. A equipa de Xadrez foi Campeã Distrital de Lisboa de Semi-Rápidas 2009/2010 e é constituída pelos seguintes xadrezistas: António Peixoto, Hugo Alves, Alberto Mendes e Pedro Rodrigues.

Ana Filipa Batista: Campeã Nacional Individual Feminina de 2008/2009. Campeã Nacional Individual Absoluta e Feminina de Sub-20 em 2008/2009. Isabel Pereira dos Santos: Campeã Nacional Individual Absoluta e Feminina Sub-18 em 2009/2010. Sofia Lança: Campeã Distrital de Lisboa Individual Absoluta e Feminina Sub-16 em 2009/2010. Registamos ainda que o Ginásio Clube de Odivelas ganhou a Taça de Lisboa, por equipas, na época 2009/2010.


Nova Odivelas

23 Julho 2010

EMPREENDEDORES PUBLIRREPORTAGEM

PINTURA

Forneça energia à EDP com o sistema Amorlux Já pensou que com um investimento relativamente pequeno pode ter a sua própria produção de energia eléctrica e ser um fornecedor da EDP? Desde Junho de 2008 que tal é possível graças à Amorlux que instala para si uma Unidade de Micro Produção.

Um pintor de corpos femininos Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Nasceu em Angola, em 1963, mas vive e trabalha há mais de trinta anos no concelho de Odivelas e considera-se um pintor europeu. Chama-se Roberto Borges, tem exposto um pouco por todo e lado e finalmente teve oportunidade de expor no concelho onde se sente bem a viver.

A

Amorlux nasceu em 1994 como empresa de projectos e instalações eléctricas tendo à frente Vítor Guisado, com largos anos de experiência no ramo e formado em electricidade e telecomunicações, sendo técnico reconhecido pela Direcção Geral de Energia e pela Anacom. O espírito inovador de Vítor Guisado levou a que a Amorlux rapidamente fosse crescendo abrindo-se a novas áreas de actividade dentro da electricidade, como automações e domótica. Quando em Novembro de 2007 o Decreto-lei 363/2007 de 2 de Novembro abriu a possibilidade da criação de unidades de micro produção de electricidade as preocupações ambientais de Vítor Guisado levaram a que a Amorlux entrasse «De cabeça» neste ramo de actividade tendo mesmo um engenheiro, quadro superior da empresa, que se especializou nesta área «E que foi o fiscal da maior central do mundo, na Amareleja, em Moura, pela Amorlux a quem coube a fiscalização da parte eléctrica da central». Assim em Junho de 2008 a Amorlux começou a instalação de Unidades de Micro Produção de Energia Eléctrica, tendo nestes dois anos instalado mais de 300 unidades em todo o país, possuindo a Certificação de Qualidade com base na norma NP ISO9001:2000, integrando no seu Sistema de Gestão da Qualidade às Instalações de Micro Produção. Com estas Unidades de Micro Produção, qualquer cidadão pode produzir energia eléctrica e vender à EDP toda a produção. Segundo Vítor Guisado a rentabilidade é muito elevada e os lucros líquidos não são tributados em sede de IRS. Para possuir uma unidade deste tipo apenas precisa de possuir uma moradia ou apartamento onde

CAMINHOS CRUZADOS

e 09 a 22 de Julho o Centro de Atendimento e Exposições da Junta de Freguesia da Ramada recebeu os quadros de Roberto Borges. Vindo muito novo para Portugal aqui estudou e fez a sua formação. Foi aluno na Escola de Artes Decorativas António Arroio, em imagem e fotografia e tirou cursos de desenho na Sociedade Nacional de Belas Artes e no Nextart, Centro de Formação Artística. Desde que se lembra sempre gostou de desenhar e pintar e o seu tema preferido é figura humana. Apesar da origem africana as cores e os temas de África não são a sua opção ou inspiração. «Tenho a África no meu coração. Nasci lá, sou africano». Mas, vivendo há mais de 30 anos em Portugal «Conheci as tendências dos pintores e da arte moderna europeia e acho que segui esse caminho em vez do caminho africano». Grande parte da obra deste artista é composta por corpos femininos. Tivemos a curiosidade de saber porquê e Roberto Borges explicou: «A mulher representa tudo. É o ser mais belo à face da terra». As primeiras exposições do artista foram de arte erótica e corpos de mulher. Nos últimos cinco anos também entrou pelos caminhos da

Fotografias: Henrique Ribeiro

12

D possam ser instalados os painéis e ser consumidor da EDP com quem será celebrado um contrato que terá a duração mínima de 15 anos e onde a EDP se compromete a comprar toda a energia produzida até ao limite de 3,68 KW. Com um investimento relativamente pequeno, cerca de 16.000 euros (+IVA 13%) pode ser montada esta Unidade de Micro Produção o que constituiu uma boa oportunidade de negócio porque ao fim de seis anos estará amortizado todo o custo da instalação, sendo os restantes nove de lucro, o que constitui um rendimento muito superior aos juros desse montante depositados em banca e sem qualquer tributação. «É um investimento altamente seguro, sem risco e de alta rentabilidade» assegurou-nos Vítor Guisado. Claro que a empresa a quem se contrata esta instalação é importante para que tudo corra bem e por isso a opção pela Amorlux é fundamental. Com certificação da Direcção Geral de Energia e Geologia a empresa tem um longo historial de sucesso nestas instalações, que são sempre certificadas por um organismo independente, a CERTIEL. Para além das Unidades de Micro Produção a Amorlux instala também painéis térmicos, para aquecimento de águas, com um investimento de

2.500 a 4.000 euros amortizáveis em 2/3 anos. Com cerca de 20 postos de trabalho a Amorlux mantém os serviços de instalações eléctricas e de sistemas de videovigilância para detecção de intrusão, incêndios, controlo de acessos, gestão técnica centralizada e domótica. «Estamos em todas as áreas da tecnologia de ponta» considerou Vítor Guisado. «Não diversificámos os negócios para além da nossa área mas explorámos todos os sectores». Empresa sólida, a Amorlux está há 16 anos no mercado de forma sustentável sendo reconhecida pela sua honestidade e pelo respeito dos valores éticos, por todas as entidades públicas e privadas com quem se relaciona, bem como por todos os seus clientes que a recomendam a amigos e familiares.

MORADA: Rua Quinta das Rosas, nº 17 Quinta da Galega, 2840 – 131 Aldeia de Paio Pires TLM.: 969 525 520 TEL.: 212 267 700 (01 a 08) FA X: 212 267 709 E-MAIL: geral@amorlux.pt vitor.guisado@amorlux.pt WEBSITES: www.amorluxrenovaveis.com www.amorlux.pt

arte abstracta e não põe de parte a possibilidade de novas experiências porque considera que a arte em si deve ser inovadora. Nas obras presentes nesta exposição, para além da sua técnica habitual de óleo sobre tela, fez novas experiências utilizando colagens de várias matérias ou objectos na própria pintura a óleo. Apesar destas incursões no abstracto a figura feminina vai continuar a ser a sua principal fonte de inspiração. «É o tema que eu não consigo desligar». Gostando de trabalhar e

viver em Odivelas, Roberto Borges tem uma mágoa. Já expôs em vários pontos do país e apenas agora teve oportunidade de ter uma exposição sua no nosso concelho. Gostaria muito de ver os seus quadros noutros locais de exposição do concelho como a Biblioteca D. Dinis, a Malaposta ou o Centro de Exposições. Certamente que muitos dos visitantes desses locais também gostariam de poder admirar o trabalho de Roberto Borges. Aqui fica o recado para os programadores das exposições nas galerias referidas.


23 Julho 2010

Nova Odivelas 13 PUB

PUB


14 PUB

Nova Odivelas

23 Julho 2010

Odivelas Life

Catarina Sousa Com 16 anos, é uma jovem cheia de garra e um elemento fundamental, desde há pelo menos quatro anos, na organização do Odivelas Fashion. Muito do sucesso alcançado por este evento anual de Eduardo Sousa deve-se à capacidade organizativa, ao empenho e criatividade de Catarina Sousa. Este ano, esta jovem deu um novo passo fazendo parte dos apresentadores do evento com uma prestação que augura novos voos nesta área. Dona de valores e de princípios deixa-nos esperança na sua geração. 1. Qual foi o último livro que leu? “Os Maias”, de Eça de Queiroz. 2. Qual é a sua viagem de sonho? Estados Unidos da América. 3. Que personalidade mais admira? Eduardo de Sousa, o meu pai. Pela força e determinação que tem na vida, pelo trabalho pelo qual é conhecido, e por tudo o que me ensina e mostra, que é especial. 4. Qual foi o filme que mais a marcou? “2012”, a hipótese de um final como o do filme assusta-me. 5. A que prato de comida não resiste? Os cozinhados da minha querida mãe e dos meus cunhados. 6. Prefere praia ou campo? Campo. 7. Bebida? Batidos. 8. Qual é o seu clube desportivo? O recente campeão, Benfica. 9. Não dispensa a companhia de… As minhas irmãs, que eu amo e são insubstituíveis na minha vida. 10. O que a faz feliz? Um bom momento, uma surpresa, uma palavra. 11. De que tem medo? Da morte, porque com ela vem sempre a perda de alguém que nos é importante e de quem vou sentir falta. 12. Orgulha-se de… Ser o que sou, que aprendi com os maravilhosos pais que tenho que me apoiam sempre e em tudo e aos espantosos padrinhos, tio e tia que são todos um modelo e referência para mim. 13. Qual é a sua maior ambição? Concretizar todas as minhas ideias e sonhos. 14. E o maior sonho? Viver uma temporada no estrangeiro. 15. Um lugar para descansar… Ferreira do Zêzere. 16. Onde se sente melhor? Com os meus amigos, que são únicos e dignos de grande valor, com quem partilho muitas coisas e dou grande importância na minha vida. 17. Que profissão irá abraçar? Gestão de Marketing e Publicidade. 18. Não vive sem… As pessoas que me conhecem verdadeiramente, família e melhores amigos. 19. Quem gostaria de conhecer? Sinto-me completa com quem já conheço, admiro-os. 20. Por último, um desejo… O desejo de um mundo mais justo, sucesso e felicidade.


23 Julho 2010

Realmente! «As questões da segurança colocam-se na ordem do dia. Não falamos apenas em matéria criminal, também na segurança rodoviária que nos últimos dias tem sido tema de notícia quase constante e palas piores razões. Na nossa Cidade, a segurança que nos merece maior destaque é de pessoas e bens e sobretudo da ordem pública. A cidade de Odivelas tornou-se palco invariável para grupos de desordeiros e barulhentos de fora que escolheram a cidade como ponto de encontro. Porventura é geograficamente mais estratégica que outras, nesta zona mais Nordeste da Grande Lisboa. As acessibilidades são muito boas fora das horas de maior tráfego, e as escapatórias existem e são de qualidade, particularmente a Oeste do Concelho depois da construção da superfície comercial Dolce Vita. Com a construção deste espaço comercial viajar entre Casal de Cambra, Concelho de Sintra, para a Pontinha, ou mesmo para zona baixa da cidade de Odivelas é uma questão de meia dúzia de minutos. A Nordeste a escapadela pode fazer-se utilizando a Rotunda do Senhor Roubado e entrando na CRIL / A8 e túneis do Grilo ou, em alternativa utilizar a IC 22 que nos leva aos dois sentidos da CREL, para o lado das ligações Lisboa Cascais ou Loures, Bucelas, Alverca e auto estrada nº 1. A estes grupos mais irreverentes constituídos por uma nova vaga de meninos de bem cuja maior missão é esgotar a paciência dos que cá moram, acredita-se que se misturam alguns membros de gangs rivais de vários bairros da periferia de Lisboa, de todas as cores de pele, credos e condições sociais. Pergunta-se então, porque acontece isto e se misturam estas alminhas. Esta é uma nova estratégia dos prevaricadores que lideram ou inter agem no negócio ilícito. Aos bairros mais novos de Odivelas (onde qualquer movimento é fácil de identificar pelo espaço mais amplo que serve de igual modo a policias e a ladrões) também encontramos estes agentes da confusão em algumas artérias do Parque das Nações. Os propósitos são sempre os mesmos, juntar o útil ao agradável – reunir dezenas, mostrar as últimas novidades em car audio, jogo, apostas várias, vender umas gramas de estupefacientes, estender a actividade de lenocínio, comercializar armas e peças várias furtadas e até combinar lutas de cães… ou, tão simplesmente, participar nestes grupos ficando de fora, mas o bastante para fazer subir a adrenalina e mostrar às companheiras alguns quilos de valentia.»

No b r e s C o n f i s s õ e s

E

Confesso, sim confesso…

stou surpreendida com a doutora presidenta. A senhora impressiona mesmo. «Pois impressiona oh Ricardina, eu até diria que a doutora é a mulher dos sete ofícios» sentenciou a Rozélia, Marquesa da Póvoa de Santo Adrião, enquanto comia umas bolachinhas de manteiga que sua alteza real D. Isabel II me mandou de Inglaterra por mensageiro especial do reino. É verdade, a senhora parece ter jeito para tudo. Já aqui falei da forma como mediou o debate com o Joaquim Raposo. Hoje vou falar-vos dos post’s que a doutora presidenta coloca no seu Facebook. Sim senhor, envergonha todos os jornalistas do concelho que têm a mania que são bons e rápidos a publicar notícias. Rápida é a doutora que mal o ocorrido ocorreu e zás artigo no Face. Portantos, cá a Ricardina como responsável editorial da nova colecção da Anita, tinha que recomendar que o livro desta semana fosse: Anita jornalista. Ah pois claro!

T

enho de pedir perdão ao meu correligionário monárquico Armando Carlos Correia Soares Ferreira de não abrir estas confissões com ele mas em termos estéticos, segundo o Nunofsky, doutorado pelo Conservatório de Varsóvia em Estética Analítica, a capa do livro fica melhor a abrir e, portantos, tive de abrir com a doutora presidenta embora o meu coração de viscondessa me gritasse em tons de azul bebé que o Armando merecia honras de abertura destas confissões. Mas penso que como alma nobre que é me perdoará esta indelicadeza. Estou super sensibilizada. Então não é que o deputado do PPM na Assembleia Municipal de Odivelas, ao saber da minha existência me enviou um pólo, uma T-shirt, um cachecol do Reino de Portugal e uma fita de pôr ao pescoço com um porta-chaves que deu um jeitão para a chave do Rolls Royce prata da minha colecção de clássicos. Sim senhor… Ainda hoje me vêm as lágrimas aos olhos quando me lembro deste gesto sublime. E não pensem que eram artefactos das lojas dos 300. Qual quê, era mesmo produto genuíno e do bom. Caro Armando, tenho pena de não ter meninos, ou meninas, que vistam a camisola mais pequena mas não fica por vestir que a Deolinda do Oh já a levou para a sua bisneta Carolina. Quanto à outra vou mesma vesti-la eu. Fico tão bem! Aceite um beijinho muito caloroso da sua Viscondessa da Memória.

~ Gu ard a R eal ~

M

Nova Odivelas 15

Maria Ricardina de Marmelo e Sá Viscondessa da Memória confissoes@novaodivelas.pt

udando de assunto. Parece que as coisas lá para os lados do cemitério de Odivelas não estão grande coisa. Segundo alguns e-mails que me foram enviados os funcionários municipais em serviço no cemitério há muito que não recebem fardas e num funeral recente, que contou com a presença de alguns ilustres de Odivelas, estavam com as calças todas rotas e em estado muito miserável. Dizem os e-mails que o senhor mayor da cidade, até desabafou com um ex-mayor dizendo de Vítor para Vítor que aquilo era indecente e que a Câmara devia ter vergonha de deixar que os funcionários tivessem de andar assim. E, segundo os meus informantes electrónicos, as botas não estariam em melhor estado. Oh senhor vereador ambiental, que parece ser o superintendente deste equipamento que a câmara diz que é seu e a junta também, veja lá se consegue arranjar uns troquitos para este fim. Se calhar uma reduçãozita na avença do conselheiro jurídico já dava para comprar umas farditas, diz a Ricardina. «E diz muito bem senhora viscondessa» sentenciou o Arnaldo Rosquinhas que apesar de ser motorista do meu Ferrari amarelo faz uns biscates numa agência funerária e já fez trabalhos em Odivelas.

D A

isse na passada semana que o doutor Efe Efe tinha engolido um sapo no jantar dos autarcas laranjinhas nas festas da Cidade. Pois afinal parece que não foi verdade. Um e-mail do assessor independente Zé Maria afirma que o doutor Efe Efe e a douta Esse Pe abandonaram a mesa mesmo antes de terem trincado alguma coisa… Politiquices!

inda o assessor Zé Maria. No programa Informalidades, da NO TV, o homem falou numas arruaças que madrugada dentro têm acontecido na Ribeirada, provocadas por bandos de pardais à solta vindos de outros reinados e aproveitando as boas acessibilidades do reino da Marmelada. Eu cá se fosse presidente da junta havia de arranjar maneira de rentabilizar essa vinda de estrangeiros. Ou até talvez fosse boa ideia o Sector de Turismo da CMO montar umas barraquitas com horário nocturno para venda de bifanas, couratos e outros consumíveis madrugadores. E já agora também seria negócio vender tampões para os ouvidos aos residentes que não suportem o barulho das altas aparelhagens. É como eu digo, um dos problemas de Odivelas é falta de visão para o negócio. Falem cá com a Ricardina que eu posso fazer uns biscates como consultora. E prontos, tenho de ir embora.

Fiquem bem que eu fico também…

~ Flas h d o Re ino ~

José Maria Pignatelli “A Minha Cidade” no Diário de Odivelas

SIMPRUS PRESS, COMUNICAÇÃO LDA Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || NIPC: 509 172 962 || DIRECTORA GERAL: Helena Figueira [helena_figueira@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DIRECTOR DE INFORMAÇÃO: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] TLM: 962 646 230 || DIRECTORA FINANCEIRA: Manuela Escoval || CONTABILIDADE: Adélia Santos [adeliasantos@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 NOVA ODIVELAS - Semanário do Concelho de Odivelas Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || DIRECTOR: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: Helena Martins [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DESIGN: Nuno P. Silva [nunopsilva@simpruspress.pt] || COLABORADORES: Eduardo Sousa, Miguel Lopes (Fotografia), Lina Manso, Sérgio Mendonça (Desporto) || COLUNISTAS: Edgar Valles, Fernando Tudela, Helena Jardim, Manuel Varges, Maria Máxima Vaz, Paula Paçó, Sofia Mendes, Teresa Salvado || CORRESPONDENTES: Olival Basto - Sara Sousa; Desporto - David Braga, Pedro Beato, Sandra Braga || REGISTO NO ERC: 123252 || DEPÓSITO LEGAL Nº: 105904/9 || IMPRESSÃO: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA - Rua Consiglieri Pedroso, Casal de Santa Leopoldina Queluz de Baixo || DISTRIBUIÇÃO: Casa-a-casa Distribuidores Lda. || TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20 mil exemplares - Interdita a reprodução de textos e imagens sem o devido consentimento. || As crónicas e artigos de opinião ou de leitores são da inteira responsabilidades dos seus autores e podem não corresponder à orientação editorial do jornal.


Nova Odivelas PUB

Informação credível e completa


Edição 355 do Nova odivelas