Page 1

PUB

PUB

Sexta-feira,

25 de Junho de 2010

// Nº

351 Ano XI

Director: Henrique Ribeiro

www. novaod ive la s. pt

| informação regional

PCP TEM NOVA COMISSÃO POLÍTICA CONCELHIA DE ODIVELAS

NESTE NÚMERO ● ● ●

ELEIÇÕES PARA A CONCELHIA DE ODIVELAS DO PSD

● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

ACORDOS e DESACORDOS

● ● ● ●

TRANSMISSÃO DE TAREFAS NO ROTARY CLUBE DE ODIVELAS

QUIOSQUE LEVA LEITURAS AO JARDIM DA MÚSICA

● ● ● ●

Entre Tanto 2 Horóscopo 2 Encontro Concelhio do PCP 3 Posto de Comando 3 Directas 4 Quiosque de Leitura 4 Feira da Providência 2010 4 João Pedro Silva é o novo presidente do Rotary Clube de Odivelas 5 Encontro de Equitação Terapêutica 5 Directas 5 Ponto e Vírgula 6 Universidade Sénior 6 Mundo das Tropelias 6 Clínicas Dr. Pedro Choy 7 Eleições no PSD Odivelas 8 Luemi 10 Torneio Escolas CAC 11 Sucesso dos Silveirenses na Liga Inatel 11 CAC Campeão de Goalball 12 Basket Clube de Odivelas faz um ano 12 Centro Comercial Odivelas Parque 13 Restaurante Hacienda D. Luísa 14 Odivelas Life 14 Realmente! 15 Nobres Confissões 15 Guarda Real 15 Flash do Reino 15 Consilcar 16 PUB


2

Nova Odivelas

25 Junho 2010

Horóscopo DE 26 DE JUN HO A 0 2 DE JULH O

ENTRE TANTO SEXTA 25 DE JUNHO

Palavreando Grava-se esta noite, ao vivo, no Centro de Exposições de Odivelas, a partir das 22h00, mais uma edição do programa da NO TV, Palavreando, com apresentação de Alexandre Oliveira. As rodinhas de poesia, as conversas e a música são parte integrante deste programa onde todos podem participar.

AGENDA. Mais eventos em www.diariodeodivelas.com

lhão Polivalente de Odivelas vai eleger-se a Miss Ramada. As interessadas, com mais de 15 anos e menos de 25 anos, devem comparecer na pré-eliminatória que terá lugar às 14h00. A eleição da Miss Ramada acontecerá no espectáculo que se inicia às 21h00 e que para além dos desfiles das 15 candidatas terá também várias actuações musicais. DOMINGO 27 DE JUNHO

Marcha de Caneças

Miss Olival Basto

A Marcha Popular de Caneças actua esta noite, a partir das 21h30, no Lugar D’Além.

A partir das 21h00 as Festas da Vila de Olival Basto recebem a eleição da Miss Olival Basto em mais uma eliminatória do Odivelas Fashion 2010. A pré-eliminatória terá lugar a partir das 14h00.

Sextas de Jazz Maria Viana e Júlio Resende convidam hoje para as Sextas de Jazz da Malaposta Sylvie C e Gabriel Godói. Para ver a partir das 22h00 na Sala Café Teatro. Preço único 5 euros. 60’. M/3.

Uma Outra Ordem Os Encontros com o Cinema, do Centro Cultural Malaposta, continuam a homenagear o realizador Luís Filipe Costa apresentando hoje “Uma Outra Ordem” filme de ficção realizado em 1991. A sessão contará com a presença do realizador. Para ver na Sala de Cinema às 21h30. Preço único 2 euros. 57’. M/6.

Teatro Musical Pessoa Júnior, já conhecido dos espectadores da Malaposta, regressa esta noite com o teatro Musical “Cantos & Contos” para ver às 22h00 na Sala Café Teatro. Preço único 2 euros. 75’. M/12.

Às 16h00 e 17h30, a Casa da Dança apresenta no Auditório da Malaposta o espectáculo “Uma Viagem de dança”. Preço 5 euros. 60’. M/3 QUARTA 30 DE JUNHO

Informalidades O programa Informalidades, da NO TV é hoje gravado ao vivo a partir das 22h00 no Centro de Exposições de Odivelas. Para além do painel residente, António Pedro, Graça Peixoto, Miguel Ramos e Miguel Xara Brasil também podem participar espectadores mediante inscrição prévia. Informações podem ser pedidas para informalidades@coisas.info.

SÁBADO 26 DE JUNHO

Dança na Malaposta Continuam as Festas Populares de Verão na Pontinha. Às 14h00 começa na Escola Mello Falcão mais uma tarde em cheio com o Arraial dos Avozinhos que terá uma feira do movimento associativo e muita animação musical.

Miss Ramada O Odivelas Fashion 2010 tem mais uma eliminatória. No Pavi-

E AINDA... > Até 29 de Junho na Junta da Pontinha: Exposição “Tintim e (em) Portugal” de Orlando Dinis.

Dança na Malaposta

OUTROS DIAS

Arraial dos Avozinhos

religiosas a festa conta com animados bailes, actuações de Ranchos e Grupos de Cantares, a indispensável quermesse “Sai Sempre” e o restaurante onde se pode jantar e almoçar nos dias da festa. Os lucros revertem a favor da Paróquia de S. Pedro e da nova igreja. O Arraial abre às 19h00 na Sextafeira e Sábado e Domingo às 12h30. Programa completo na edição 350 do Nova Odivelas.

O Grupo Péantepé apresenta nos dias 25 e 26 de Junho, no Centro Cultural da Malaposta, o espectáculo de Dança, “Olha o que eu descobri”. No auditório às 21h30. Preço único 4 euros. 60’.M/3.

Festas de S. Pedro em Caneças De 25 a 29 de Junho as Festas de S. Pedro animam a vila de Caneças. Para além das celebrações

> Até 30 de Junho na Malaposta: Exposição “Pingos do Equador” de Mário Láires. Para ver na Sala de Espelhos. Entrada livre. > Até 25 de Julho na Malaposta: “O Gato das Botas”, de Terça a Sexta-feira às 10h30 e 15h00 realizam-se sessões para escolas (por marcação) e para o público em geral aos Sábados às 16h00 e aos Domingos às 11h00. Preço único 5 euros. M/3. > Até 29 de Agosto no Centro de Exposições de Odivelas: Exposição “As Grandes Viagens Marítimas na China”. > Descontrai-te – Sessões de Yoga: A pensar em todos os que querem bem-estar… Terças e Quintas-feiras, das 19h às 20h30, e Sábados, das 08h00 às 09h30, na Casa da Juventude. Informações pelo 219 320 480. > Pedras Para a História do Território de Odivelas: Exposição no Centro de Exposições de Odivelas. > Exposição: Grândola Vila Morena no Posto de Comando do MFA: Informações na Divisão de Juventude e Cultura da CMO. Telefone 219 320 800.

MAIS INFORMAÇÃO À DISTÂNCIA DE UM CLIQUE + + + +

PDF INTEGRAL DO NOVA ODIVELAS EM www.novaodivelas.pt FOLHEAR A EDIÇÃO IMPRESSA www.jornal.novaodivelas.pt AS NOTÍCIAS DIÁRIAS PARA LER EM www.diariodeodivelas.com AS NOTÍCIAS COM ROSTO PARA VER EM www.novaodivelas.tv

Um Mundo de Comunicação

CARNEIRO Carta da Semana: 2 de Espadas, que significa Afeição, Falsidade. Amor: Tenha pensamentos positivos, pois nem tudo na vida nos pode correr pelo melhor. A vida exige de cada um a tarefa de lutar e vencer. Saúde: Não terá que se preocupar, está em plena forma. Dinheiro: Terá algumas dificuldades.

TOURO Carta da Semana: Rainha de Espadas, que significa Melancolia, Separação. Amor: Desta vez vai deixar os preconceitos de lado e lançar-se na paixão de cabeça. Saúde: Tendência para dores musculares. Dinheiro: Efectuará bons negócios.

G É MEOS Carta da Semana: Cavaleiro de Espadas, que significa Guerreiro, Cuidado. Amor: A sua família necessita que lhe dê mais atenção. Dê a mão a quem dela precisa. Uma palavra de consolo será sempre bem recebida. Saúde: Deve ter mais cuidado com os seus ossos. Dinheiro: O esforço profissional vai ser reconhecido.

CARANGUEJO Carta da Semana: Cavaleiro de Copas que significa Proposta Vantajosa. Amor: Pequenos desentendimentos poderão deixá-lo muito magoado. Veja sempre a vida que Deus lhe dá como uma oportunidade para melhorar. Saúde: O seu organismo pode ressentir-se. Dinheiro: Torna-se urgente uma mudança de atitude.

LE ÃO Carta da Semana: Valete de Paus, que significa Amigo, Notícias Inesperadas. Amor: Uma boa conversa com o seu companheiro fortalecerá a vossa relação. Lembre-se que na vida não há impossíveis, apenas objectivos mais difíceis de alcançar! Saúde: Cuidado com os rins, beba muita água. Dinheiro: Poderão surgir boas oportunidades, não as deixe fugir.

VIRGEM Carta da Semana: Rainha de Paus, que significa Poder Material e que pode ser Amorosa ou Fria. Amor: Poderá andar de paixão em paixão. Domine a sua agitação, permaneça sereno e verá que tudo lhe sai bem! Saúde: Sentir-se-á em forma. Dinheiro: Surgirão vários projectos que lhe permitirão alcançar aquela quantia de que tanto necessita.

BALANÇA Carta da Semana: 5 de Copas, que significa Derrota. Amor: Lute sempre pela sua felicidade, não se deixe vencer pelos obstáculos. Só você é responsável pelo seu caminho! Saúde: Procure fazer algum tipo de desporto. Dinheiro: Maré pouco favorável para investimentos.

E S CORPIÃO Carta da Semana: Rei de Copas, que significa Poder de Concretização, Respeito. Amor: Vai apaixonar-se facilmente, estará com um grande poder de sedução. A vida é um dom maravilhoso. Agradeça a Deus por ela! Saúde: Estará em boa forma. Dinheiro: Pode agora comprar aquele objecto de que tanto gosta.

S AGITÁRIO Carta da Semana: Valete de Copas, que significa Lealdade, Reflexão. Amor: Tente ser mais selectivo nas suas amizades. Se escutar o seu coração e agir de acordo com a sua intuição, encontrará a felicidade! Saúde: Poderá sofrer de alguma rouquidão. Dinheiro: Tenha algum cuidado com as pessoas que trabalham consigo, pois se lhes abrir o jogo poderá sair prejudicado.

CAPRICÓRNIO Carta da Semana: 7 de Ouros, que significa Trabalho. Amor: Não diga nada antes de pensar bem naquilo que vai dizer, pois essa impulsividade joga muitas vezes contra si. Se seguir em frente e fizer o que tem de ser feito, todos acabarão por aplaudi-lo! Saúde: Cuide mais dos seus pés. Dinheiro: Não deixe que os outros tomem decisões ou falem por si, imponha o respeito no seu local de trabalho.

AQUÁRIO Carta da Semana: O Carro, que significa Sucesso. Amor: Não deixe que terceiros se intrometam na sua relação afectiva. Não dê ouvidos a calúnias e intrigas! Saúde: Dê mais atenção à sua saúde, pois na verdade quando julgamos estar bem nem sempre o estamos. Dinheiro: Período pouco favorável a grandes investimentos.

P E IXES Carta da Semana: A Papisa, que significa Estabilidade, Estudo e Mistério. Amor: Não se precipite numa decisão importante. Analise todos os factos e pense friamente. As decisões precipitadas não lhe serão favoráveis. Se alguém quiser desviá-lo do caminho do Bem, não o acompanhe! Saúde: Cuidado com os resfriados. Dinheiro: Exponha as suas ideias de forma clara e objectiva para que elas surtam o efeito que deseja.


25 Junho 2010

MIRANTE

Nova Odivelas 3

TURISMO. Odivelas Turística na NO TV com Nuno Abranja e Ana Marques. Hoje fala-se do curso do ISCE.

POLÍTICA

«A situação do desemprego em Odivelas é preocupante» Conferências democráticas do Posto de Comando

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Fotografias: CDU

No Sábado, 19 de Junho, teve lugar a V Assembleia da Organização Concelhia de Odivelas, do PCP, que contou com a participação de 120 delegados e aprovou as linhas orientadoras da acção do PCP em Odivelas, para além de eleger a nova Comissão Concelhia que irá dirigir o PCP em Odivelas nos próximos quatro anos.

D

eolinda Santos, continua a liderar a Comissão Concelhia dos comunistas e feznos o balanço deste encontro e dos preparativos necessários à sua realização. Começou por explicar que os delegados foram «Eleitos nas freguesias e nas células de empresa, em muitas reuniões e plenários realizados, nos últimos 3 meses, pelo PCP em Odivelas». Antes do início dos trabalhos, foi feito um minuto de silêncio pelo falecimento «Do nosso querido camarada José Saramago», prémio Nobel «Que deu uma dimensão à literatura nunca antes conseguida pela sua projecção no mundo e que com a sua obra deu voz aos oprimidos e mais desprotegidos». O minuto de silêncio «Foi um acto sentido e a homenagem que nos era possível prestar naquela situação». Abertos os trabalhos tiveram lugar as intervenções das diversas organizações do PCP em Odivelas. No total foram proferidas cerca de 28 intervenções onde cada organização fez o balanço da actividade desenvolvida. Das cerca de 150 pessoas presentes 120 eram delegados e, segundo Deolinda Santos, a maioria dos delegados eleitos estiveram presentes tendo-se apenas registado sete faltas por impedimentos de ordem profissional ou associativa. Foi eleita, por unanimidade, a nova Direcção da Concelhia de Odivelas da qual fazem parte 44 militantes do PCP e que resultou de uma proposta apresentada pela Direcção cessante com mais um elemento que foi proposto

pela própria assembleia, disse-nos Deolinda Santos. «A eleição por unanimidade resultou do trabalho preparatório que foi feito e da auscultação feita à organização». Da Direcção anterior saíram dez elementos e há 18 novos elementos que entraram para o próximo mandato. «Estas saídas não normais, resultam de mudanças de tarefas ou de área geográfica dos militantes» sublinhou a dirigente concelhia do PCP. A média de idade da nova Direcção Concelhia é de 44 anos, a mais nova é uma rapariga, de 18 anos e o mais idoso é um homem de 73 anos. Deolinda Santos sublinhou que a Assembleia decorreu num excelente ambiente, tendo sido avaliado «O que se fez bem e o que se fez menos bem. As nossas deficiências de trabalho e intervenção estiveram presentes mas também esteve presente a intensa actividade do PCP neste concelho e a sua imensa

contribuição para o desenvolvimento da luta e para o despertar das consciências para os problemas que afectam os trabalhadores e as populações do nosso concelho». Este Encontro Concelhio aprovou, por unanimidade, uma Resolução Política onde é feita uma análise da situação política do país e do concelho e que retrata sumariamente as transformações ocorridas no plano nacional e internacional nos últimos quatro anos, definindo também as prioridades de trabalho do PCP para o futuro, no concelho de Odivelas. Esta resolução «Constituirá o documento orientador da actividade do PCP no Concelho de Odivelas». Para Deolinda Santos o documento aprovado reflecte que os comunistas de Odivelas têm «Uma profunda ligação aos problemas e às populações, ao movimento associativo e às instituições

de solidariedade social». O encontro avaliou a situação social «Que nos deixou imensas preocupações porque há um intensificar do desemprego e situações muito graves. O Desemprego começa a atingir uma grande parte da população activa do nosso concelho, problema que atinge também todo o país e que é extremamente grave. A dimensão é preocupante e angustiante com pessoas a terem de deixar a sua casa, a terem de tirar os filhos dos infantários por não poder pagar». Também o trabalho com os reformados faz parte da Resolução Política aprovada neste encontro. «É com preocupação que os comunistas do concelho de Odivelas vivem e entendem a situação dos reformados em Odivelas. Não têm condições para fazer frente aos problemas de saúde, que com a idade se agravam, não há lares condignos e com preços acessíveis. Perante as dificuldades das famílias e por vezes até à ausência de famílias, os reformados não sabem o que fazer das suas vidas com problemas sociais gravíssimos e de grande desumanidade. Os Centros de Dia, que poderiam resolver os problemas de solidão durante o dia, também se vêm a braços com cada vez mais e maiores dificuldades agravados pelas pressões da Segurança Social que frequentemente vão aos Centros, não para ajudar mas para procurar restringir apoios e criar dificuldades». Entrevista completa na NO TV

www.novaodivelas.tv

Se queremos fazer um bom trabalho, temos de ser ambiciosos. Ora, um dos eixos fundamentais de intervenção do movimento cívico Posto de Comando Sempre é a realização anual de conferências no auditório do Posto de Comando, em torno de três níveis temáticos, a saber: o Estado Novo, a Resistência e o 25 de Abril. O Posto de Comando é um dos espaços simbólicos do 25 de Abril que melhores condições reúne para tal finalidade. Em consequência, temos de ser capazes de superar todas as dificuldades e obstáculos que se nos atravessem no caminho. Uma forma de facilitar essa superação das dificuldades é o estabelecimento de parcerias com as autarquias locais e com as escolas. Com as autarquias, temos reuniões agendadas, nas quais apresentaremos esta nossa proposta ambiciosa. Se tivermos quem nos acompanhe – e estamos convictos que sim –, teremos dado o primeiro e significativo passo para o sucesso desta importante iniciativa, para o Posto de Comando e para a dinamização cultural desta região. Com efeito, como já aqui o defendemos, apostamos sobretudo no triângulo Pontinha/Carnide/Alfornelos e na Câmara Municipal de Odivelas. Estudaremos as possibilidades de lhes associar as câmaras das outras duas juntas de freguesia (Lisboa e Amadora). Ao chamar Conferências Democráticas do Posto de Comando, estamos a evocar as Conferências Democráticas do Casino, realizadas (parcialmente) em Maio/Junho de 1871, sob o patrocínio da “Geração de 70”, com a liderança de Antero de Quental. Nessa altura, em plena monarquia constitucional, esse escol de intelectuais não tinha vivido um 25 de Abril, por isso, os meses de Abril/Maio fazem, para nós, mais sentido. Quanto ao modelo de conferências, falaremos noutra ocasião, mas podemos desde já adiantar que devem ser conferências que associem a cultura, as artes, sobretudo a música, o cinema, a poesia, o teatro, que se faziam no período em causa.

Jorge Martins martinscjorge@gmail.com


4

Nova Odivelas

25 Junho 2010

QUOTIDIANOS LIVROS

DIRECTAS Presidência Aberta na Pontinha

Festival de Folclore da Pontinha No âmbito das Festas Populares de Verão da Freguesia da Pontinha realizou-se no Sábado, 19 de Junho, um Festival de Folclore que contou com a participação de quatro ranchos vindos de vários pontos do país. Durante toda a tarde os Pontinhenses tiveram oportunidade de ver as actuações do Rancho Folclórico da Freguesia de Gouviães, Tarouca; do Rancho Folclórico da Casa de Bitarães; do Rancho Folclórico da Matela, Penalva do Castelo e do Grupo de Danças e Cantares do Casal do Rato que foi parceiro da Junta da Pontinha na organização do evento que decorreu na Praça Hermínio Estrela e contou com a presença da Presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Susana Amador; da Vereadora Fernanda Franchi e do Presidente da Junta de Freguesia, José Guerreiro. PUB

Cerca de 300 títulos estão disponíveis no Quiosque de Leitura que esta Terça-feira foi inaugurado no Jardim da Música, em Odivelas e que podem ser requisitados gratuitamente pelos visitantes do jardim, para leitura no local. cerimónia de inauguração contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Susana Amador, do vereador da Cultura Mário Máximo e dos vereadores Carlos

A

Fotografia: Henrique Ribeiro

A Junta da Pontinha está a promover “Presidências Abertas” em vários bairros da freguesia. A primeira aconteceu no Bairro de Santo Eloy onde José Guerreiro, presidente da junta, ouviu as preocupações dos residentes sobre o seu bairro. Questões como as árvores de grande porte que estragam o pavimento foram levantadas pelas pessoas. A Associação de Reformados do bairro também foi ouvida por José Guerreiro a quem manifestou a sua preocupação com as instalações onde se encontra. O segundo encontro com a população teve lugar no Casal do Rato e até às 21h00 José Guerreiro ouviu as preocupações dos fregueses daquele bairro. O Alvará de Loteamento, o pavimento das ruas, a colocação e manutenção da calçada, o trânsito, a colocação de sinalização e a ligação das águas pluviais foram alguns dos assuntos tratados.

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Bodião e Sandra Pereira. Este Quiosque vai funcionar como uma extensão da Biblioteca Municipal D. Dinis apenas para consulta local. Os visitantes do Jardim da Música poderão levantar gratuitamente um livro, deixando no serviço um documento

de identificação. Até à hora do fecho desse período de funcionamento o livro deverá voltar ao Quiosque, podendo ser de novo requisitado no período seguinte. O horário de funcionamento do serviço é o seguinte: De Terça a Sexta-feira, das 10h30 às 12h00 e

RELIGIÃO

Feira da Providência 2010

A

Paróquia de Odivelas promoveu no passado fim-desemana a Feira da Providência 2010 que levou muitas centenas de pessoas ao Parque Bio-Saudável das Colinas do Cruzeiro e contou com a colaboração da Junta de Freguesia de Odivelas e da Câmara Municipal. A Feira incluiu uma mostra de sabores regionais onde estiveram representadas várias regiões do continente, do Algarve ao Minho, passando Alentejo, Ribatejo, Beiras, Trás-os-montes, Douro, bem como pelos arquipélagos de Açores e Madeira. A Lusofonia também marcou presença com mostras de cultura e tradições do Brasil e PALOP’s. Na Sexta-feira a abertura do evento deu-se com a Bênção do Santíssimo Sacramento, seguindo-se um Momento de Adoração e actuação do Grupo de Danças e Cantares da Paróquia de Nossa Senhora do Ro-

Fotografia: Isabel Pinheiro

Fotografia: JFP

Espaço de cultura no Jardim da Música

sário de Famões, do Rancho Folclórico “Os Camponeses de Odivelas”. A noite fechou com uma sessão de fados. No Sábado de manhã houve animação musical com o Grupo Coral Juvenil e os “Olha que Dois”. À tarde houve Missa Encerramento da Catequese e depois animações infantis com Pinturas Faciais, Balões, Musicas e Teatro Infantil. Ao

final da tarde actuou o Grupo Coral Vozes de África e a noite fechou com um concerto com o Padre José e a Banda Cenaculum. Durante todo o dia de Domingo houve animação musical e danças tradicionais internacionais, ao fim da tarde actuaram os Quimera e a noite terminou com actuações das Marchas Populares da Ramada e Caneças. HR

das 15h30 às 17h30. Aos Sábado apenas funcionará no período da manhã. O Quiosque de Leitura do Jardim da Música terá 300 títulos em permanência que serão renovados mensalmente. Na inauguração deste novo serviço foram entregues livros no âmbito da Campanha “Um livro faz-nos mais ricos” promovida pela Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas do Ministério da Cultura, aliando as comemorações do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor às de 2010 - Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social. As instituições contempladas com estes livros foram a Casa Rainha Santa Isabel, com cerca de 100 livros para crianças e jovens, e a Unidade Comunitária de Cuidados Psiquiátricos de Odivelas, com cerca de 50 livros para adultos. O evento contou ainda com uma sessão de histórias, para todas as crianças presentes onde a Xana, a Andreia Caneiras, a Andreia Santos e o Ludwich, funcionários da BMDD, encantaram com uma “Hora do Conto” especial. Teve lugar também uma sessão de ginástica para adultos. Paralelamente ao funcionamento regular do Quiosque de Leitura, entre os dias 26 de Junho e 24 de Julho (todas as Quartas-feiras e Sábados, às 10h45), a população pode usufruir de aulas de ginástica gratuitas, com acções de sensibilização para a prática de Yoga, Pilates e Postura/alongamentos. Haverá, ainda, oportunidade para a realização de acções de avaliação da condição física com medições de tensão arterial, peso e índice de massa corporal. Para a presidente da Câmara Municipal de Odivelas «Um livro é um amigo que nos pode levar a muitas viagens» e este novo serviço promovido pela CMO é «Um exemplo de acessibilidade da leitura para todos». Reportagem na NO TV

www.novaodivelas.tv


25 Junho 2010

QUOTIDIANOS

CDS/PP. Tomada de Posse de Xara Brasil a 01 de Julho. Veja entrevista na NO TV

ASSOCIATIVISMO

DIRECTAS

evento, que decorreu na Quinta do Bretão, em Caneças, na presença de muitos membros do RCO e de membros dos clubes vizinhos. Na mesa de honra estiveram os presidentes cessante e empossado e

O

Fotografia: Eduardo Sousa

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@onepress.pt

respectivas esposas, Rui Nascimento, presidente da Municipália, Álvaro Monteiro, Governador Assistente do Distrito Rotário 1960, a que Odivelas pertence e Carlos Simões, presidente do Rotary Clube de Loures. Entre os muitos convidados destacamos a historiadora Maria Máxima Vaz, o Comandante dos Bombeiros

Voluntários de Odivelas, Carlos Dinis e Carlos Carvalho, da direcção da Sociedade Musical e Desportiva de Caneças. Não podendo estar presente, Susana Amador, presidente da Câmara de Odivelas, enviou uma mensagem onde felicitava o RCO e o seu novo presidente. António Faustino referiu as prin-

cipais tarefas desenvolvidas ao longo do mandato que agora terminou e João Pedro Silva agradeceu a António Faustino «Que foi presidente numa situação difícil e mais uma vez cumpriu o lema rotário “Dar de si antes de pensar em si”. O novo presidente do Rotary Clube de Odivelas fez questão de saudar todos os presentes porque «Todos, neste ano rotário, vão ser chamados a contribuir para que possa ser um excelente ano rotário». João Pedro Silva assumiu a presidência «Com honra, humildade e muito sentido de responsabilidade. Com Honra por ter sido escolhido por amigos, por homens e mulheres, grandes profissionais e lideres na sua comunidade. Com humildade por saber que ainda tenho muito para aprender convosco e conto com quem mais sabe para me ajudar. Com grande sentido de responsabilidade porque estamos a viver momentos difíceis em que cada um de nós e a cada um de nós, é exigido que tome as decisões certas». HR

EQUITAÇÃO TERAPÊUTICA

Encontro de Regional fechou Ano Lectivo

Fotografia: Isabel Pinheiro

D

ecorreu no Sábado, no Centro Hípico da Paiã, a funcionar na Escola Profissional Agrícola D. Dinis (EPADD), o Encontro Regional de Equitação Terapêutica que teve como objecto encerrar o Ano Lectivo apresentando os trabalhos dos utentes do Projecto de Hipoterapia promovido pela Câmara de Odivelas em parceria com a Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DRELVT) e com a EPADD. Durante todo o dia decorreram várias actividades como Gincanas, Pole Bending, Barrel Racing, Figure 8 Stake Race e Team Relays, e em

Volteio. Os participantes puderam ainda praticar actividades físicas adaptadas e participar numa demonstração de handbike, da responsabilidade da ANDDEMOT, Associação Nacional de Desporto para Deficientes Motores. O Projecto Hipoterapia em Odivelas é dirigido a crianças com Educativas Especiais de escolas da rede pública do Concelho e Susana Amador, presidente da CMO prevê que no próximo Ano Lectivo o projecto possa abranger mais escolas e mais crianças. No final do dia foram entregues certificados de participação. HR

Alegria e muita acção no encerramento do Clube do Movimento

Fotografia: Henrique Ribeiro

Transferência de Tarefas no Rotary Clube de Odivelas Terminando mais um ano rotário, acontece a cerimónia de transferência de tarefas em todos os clubes rotários. No Rotary Clube de Odivelas (RCO) esse momento aconteceu na Terça-feira com o presidente cessante, António Faustino, a passar o testemunho ao presidente para o ano 2010/2011, João Pedro Silva.

Nova Odivelas 5

Muitas centenas de pessoas participaram na manhã de Terçafeira na III Edição da Festa de no Encerramento do Ano Lectivo do Clube do Movimento que teve lugar no Pavilhão Municipal de Odivelas. Para além das demonstrações gímnicas do Clube do Movimento houve ainda lugar para a actuação do Rancho Folclórico “Os Camponeses de Odivelas” do Grupo Coral do Clube do Movimento e do par de Danças de Salão José Henriques e Adelaide Horta. Os mais de 1.000 alunos que frequentam o Clube do Movimento mostraram o que aprenderam ao longo do ano. Pelo pavilhão desfilaram os Núcleos um e dois do Pavilhão Municipal, assim como os das diversas freguesias do concelho apresentando várias coreografias. O Evento contou com a presença da presidente da Câmara Municipal, Susana Amador, do vereador do Desporto, Hugo Martins, da vereadora da Saúde, Sandra Pereira e dos presidentes das Juntas de Freguesia de Famões, Odivelas, Olival Basto, Pontinha, Póvoa de Santo Adrião e Ramada. A presidente da Câmara, Susana Amador, numa curta intervenção dirigida aos utentes do Clube do Movimento, sublinhou a importância da existência de um clube deste tipo que «Além de potenciar a actividade física e mental, proporciona o convívio e a descoberta de novos amigos, facilitando o equilíbrio fundamental para um melhor estado de saúde e de qualidade de vida de todos os participantes». O Clube do Movimento é um Projecto da Câmara Municipal de Odivelas, iniciado no ano 2000 e que se destina aos munícipes do concelho com mais de 60 anos, proporcionando-lhes actividade física regular. Neste momento conta com mais de 1.000 utentes. HR PUB


6

Nova Odivelas

25 Junho 2010

76

Ponto & Vírgula

O ponto-e-vírgula marca uma pausa mais longa que a da vírgula (para que se aprenda a respirar), no entanto menor que a do ponto (para que não se perca a oportunidade de agir).

O incontornável Saramago

J

Teresa Salvado teresa_salvado@coisas.info

osé Saramago morreu. José Saramago é para mim um “tema” incontornável. Não a morte, mas sim a vida deste que foi jornalista, escritor, pensador… e controverso, porque não calou os seus pensamentos. Se concordo ou não com as posições públicas que tomou em relação a Portugal? Se alinho nas suas escolhas políticas? Se acho que agiu bem a vida toda? Se considero que o seu comportamento à frente do Diário de Notícias foi o mais correcto? Que importa isso? Ninguém é perfeito. Ninguém é dono da verdade. E Saramago também era um ser humano. E com uma humanidade que penso nunca ter negado. Quanto aos livros e à sua forma de escrita… é como em todos os casos. Uns gostam, outros não. Eu gosto, e muito. Mas, é mesmo assim, na vida, no nosso trabalho, nas nossas ideias, ideais e valores não agradamos a gregos e a troianos. E ainda bem. É isso que torna cada um de nós únicos. Foi isso que tornou José Saramago único… as suas ideias, os seus ideais, os seus valores e a forma como, muitas vezes corajosamente, os gritou ao Mundo. Já me perguntaram porque gosto assim tanto do Saramago. Se tenho um livro autografado. Se defendo as mesmas ideias que ele. Longe, muito longe… Não partilho de todas as ideias do homem e do escritor, não tenho livros autografados e nem sequer li toda a sua obra. Mas tenho uma estória. 1994… Fundação Calouste Gulbenkian… Parlamento Internacional de Escritores… Lisboa’94 – Capital Europeia da Cultura. Eu, uma jovem acabadinha de entrar na profissão, depois de um curso terminado e de algumas pequenas incursões pelo grande mundo do jornalismo, a trabalhar naquele momento para a Agência Lusa. Saramago, já um escritor consagrado, mas ainda longe do Nobel. Naquela tarde do encontro a sala estava cheia de escritores e jornalistas, nacionais e estrangeiros. Naquela tarde Salmon Rushdi, na altura ameaçado de morte pelos fundamentalistas iranianos, ia estar presente. Mas, antes do escritor entrar, o responsável pela organização do evento, um qualquer escritor, acho que francês, do qual não recordo o nome, disse que Rushdi só entraria na sala depois de todos os jornalistas saírem. Burburinho, discussões… mas os jornalistas acabaram por sair. Saramago estava na sala… mas, poucos minutos depois abandonou-a… depois de manifestar a sua opinião sobre o que ali se tinha passado, em solidariedade com os jornalistas e sem ouvir Salmon Rushdi falar. Passei um bom bocado daquela tarde a falar com Saramago. Cresci, aprendi, vinquei valores. Aprendi aquilo que já sentia, que já sabia: as opiniões não são para calar. E a obrigação de não nos deixarmos calar está em cada um de nós.

Universidade Sénior

Mundo das Tropelias

Crónica de uma viagem sénior

Tropelias em festa… parte I

F

im-de-semana de 19 e 20 de Junho. Partiram de Odivelas rumo à beira interior dois autocarros com alunos da Universidade Sénior da Ramada e o seu organizador Carlos Moura membro da mesma, e grande impulsionador da divulgação do nosso património histórico. O dia despontou nebuloso, fazendo prever alguma chuva, mas felizmente o astro rei rompeu com essa nebulosidade dando lugar a uns dias muito agradáveis para desfrutar em pleno o nosso passeio. O itinerário era a visita ao Fundão e às suas vilas histórica. Chegados ao destino, não sem antes termos visitado Belmonte cidade onde ainda se pensa haver alguma comunidade judaica. Findo esse percurso fomos conduzidos a uma estalagem para almoço “regional”, carne de porco à alentejana. A mesa foi posta e servida com simpatia. Confortados com o estômago cheio, faltava-nos um pouco de exercício assim subimos ao autocarro – claro não podia ser de outra forma. Iniciámos então propriamente a visita que nos tínhamos proposto, conhecer um pouco do nosso passado histórico. Estas tão bem conservadas aldeias foram uma agradável surpresa ali subindo a Serra da Gardunha olhando em redor temos uma visão deslumbrante, por todo o lado “serra repleta de tílias e cerejeiras”. Lá no alto ergue-se o castelo de fundação medieval mandado edificar por Sancho I. No seu topo a paisagem é bem diversa de um lado encontramos uma paisagem luxuriante e do outro a rocha é predominante. Lá no fundo o vale com os seus campos férteis em termos agrícolas. A aldeia é toda construída em pedra e as suas impecavelmente limpas embelezadas aqui e ali com flores. As suas bicas com água da Serra da Gardunha bem fresquinha mata-nos a sede. A guia da câmara da Divisão do Turismo chama-nos a atenção para detalhes da nossa história. Para finalizar visitámos um pomar de cerejas onde nos foram entregues duas caixas para colher as belas cerejas célebres em todo o país. Foi pena que nessa parte houvesse uma falha que nos deixou incrédulos. Inicialmente foi-nos proposto que colhêssemos cerejas pois era oferta do produtor. No final dessa tarefa fomos informados pela guia de que tinha havido uma alteração à oferta, teríamos que pagar as caixas ficando a oferta válida só quanto ao peso. Mas há sempre um mas. Após o almoço ficámos ainda mais baralhados quando à saída estava uma carrinha a vender as mesmas caixas de cerejas com a diferença de um euro da importância paga por nós no pomar. Sentimo-nos enganados prometendo escrever à Câmara do Fundão o nosso protesto, mas tudo foi esquecido de regresso à nossa cidade. Serviu até de mote para umas boas gargalhadas no autocarro. A colega Lídia virou-se para mim e disse: - Olha já sei o tema para mandarmos ao nosso professor de jornalismo. Logo secundada pelo colega Eurico: - Sim, eu vou escrever e vocês façam o mesmo. Eu respondi, não escrevam vocês que nos utilizaram como trabalho forçado. A Lídia disse-me, aí está o teu título. Madalena Malhão Oficina de Jornalismo

24 HORAS DE NOTÍCIAS

www.novaodivelas.tv

Após um intenso e bem sucedido Ano Lectivo, eis que chegou a altura de nos juntarmos e comemorarmos o seu encerramento. Para tal preparámos duas belas festas. Hoje falamos de uma, na próxima semana iremos contar tudo sobre a outra… Na agradável manhã de 19 de Junho realizou-se a festa desportiva com a participação dos alunos do CATL (Centro de Actividades de Tempos Livres) e respectivas famílias, tendo no público os alunos do Jardim de Infância e seus familiares. Após os cumprimentos, agradecimentos e felicitações relembrámos o tema do Ano Lectivo “O Vestuário” e começámos por distribuir os participantes por 5 grupos, atribuindo a cada um deles uma peça de vestuário: jardineiras cor-delaranja, calças amarelas, bonés roxos, t-shirts verdes e camisolas vermelhas, representativas das 5 estações de jogo. Na 1ª estação decorreu o jogo das lagartas orientado pela professora Carla Robalo. Este jogo pretendia testar a rapidez, perícia, destreza e a coordenação dos seus participantes. Em jogo estaria a equipa dos pais “contra” a dos filhos. Ganhava a equipa que preenchesse o último arco em primeiro lugar. A educadora Lurdes Fernandes orientou a estação nº 2 com o jogo do equilíbrio. Pai/mãe e filho/a tinham de fazer o jogo em conjunto e tentar obter o melhor resultado, pois esta prova era cronometrada. Na estação nº 3 estava a professora Raquel Gomes com o jogo da corda, onde cada equipa era formada por um pai/mãe e respectivo filho/a que tinham individualmente de saltar à corda durante 1 minuto. Para cada equipa contava apenas o maior número de saltos. À educadora Paula Silva coube a orientação da 4ª estação com o tradicional jogo das caricas. Pretendia-se que cada equipa formada por um pai/mãe e respectivo filho/a percorresse um caminho marcado no chão sem se desviar. Ganhava a equipa que terminasse o trajecto em menor tempo. Na 5ª e última estação tínhamos o tradicional jogo da cabracega, orientado pelas colaboradoras Catarina Anastácio (Psicóloga) e Alexandra Janeiro. Todos os Jogos procuraram fomentar o convívio harmonioso entre pais, filhos e equipa técnica. Como encerramento da festa, promoveu-se um jogo colectivo onde participaram todos os pais e filhos num momento de euforia total. Continua… Equipa técnica do Mundo das Tropelias PUBLIRREPORTAGEM


25 Junho 2010

Nova Odivelas 7 PUB

PUB

PUB


8

Nova Odivelas

25 Junho 2010

ACTUALIDADE POLÍTICA

Fernando Ferreira quer «Regressar à liderança do PSD» concelhio Para 30 de Junho estão marcadas as eleições para a Comissão Política e Assembleia de Militantes da Secção de Odivelas do Partido Social Democrata. A Lista A é encabeçada por Fernando Ferreira que, sendo actualmente presidente da Mesa da Assembleia de Militantes, já liderou várias vezes o órgão para que agora se volta a candidatar.

A

companham Fernando Ferreira, como vice-presidentes, a vereadora na CMO, Sandra Pereira e o presidente da Junta de Freguesia de Odivelas, Vítor Machado. O líder concelhio cessante, Carlos Bodião, é candidato a presidente da Mesa da Assembleia de Militantes sendo Ricardo Tomás o seu vicepresidente. Em Conferência de Imprensa, que contou com a presença de todos os membros referidos o candidato explicou as razões da sua candidatura. Fernando Ferreira começou por sublinhar que o PSD de Odivelas, «Viveu nos últimos 18 anos dois períodos. Um período de 16 anos que continha um projecto político de trabalho autárquico, de crescimento do partido e de política de proximidade e de formação de novos quadros. Depois um novo ciclo que se iniciou em 2008 e que teve as eleições de 2009 em que, decidimos todos, tentar alterar esse rumo dando uma lufada de ar fresco e fazendo alguma inoPUB

Fotografia: Henrique Ribeiro

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

vação que permitisse acelerar o nosso crescimento». No entanto, segundo Fernando Ferreira, «Esse esforço, que teve o trabalho e a responsabilidade de todos, não foi aquilo que esperávamos. O facto de agregar-mos à volta do PSD uma candidatura que tinha o CDS, o MPT, o PPM e Independentes acabou por não ser muito relevante em termos de distância para o PS, uma vez que nas eleições anteriores, onde o PSD se apresentou com o seu próprio símbolo, ficámos 2.200 votos e a coligação ficou a mil e poucos votos». Para Fernando Ferreira estes resultados querem dizer, claramente, que a junção de todas estas forças «Não foi uma maisvalia relevante, porque se assim fosse teríamos, obrigatoriamente, ganho as eleições». O candidato sublinhou também o facto de a coligação «Alargadíssima» ter tido muito meios, «Meios que nunca houve aqui em Odivelas». Após as eleições o CDS decidiu constituir as suas próprias bancadas na Assembleia Municipal e de freguesia. «Para nós isso era irrelevante porque somos um grande partido e não nos podemos estar a

preocupar com aquilo que os pequenos partidos fazem» e o PSD, imediatamente após as eleições autárquicas, voltou à sua fórmula original «Com a sua bancada na Câmara Municipal, Assembleia Municipal e nas freguesias onde conseguimos integrar os processos dos executivos e a integração desses executivos».

«Entendemos que o PSD tem a obrigação e a capacidade de formatar, de programar, de projectar, uma candidatura autárquica ganhadora em Odivelas, nas próximas eleições autárquicas»

Hoje, passados mais seis meses do acto eleitoral de Outubro de 2009, Fernando Ferreira explicou que esse período serviu para «Arrumar a casa e pensar o que queremos no futuro. Com que protagonistas? Com que projectos?». Essa reflexão levou às decisões, apresentadas

nesta Conferência de Imprensa, e que se prendem com a candidatura de Fernando Ferreira à liderança do PSD concelhio tendo como objectivo ganhar as eleições de 2013 para a Câmara Municipal de Odivelas e Juntas de Freguesia do Concelho. «Entendemos que o PSD tem a obrigação e a capacidade de formatar, de programar, de projectar, uma candidatura autárquica ganhadora em Odivelas, nas próximas eleições autárquicas». Este conceito de ganhador tem a ver com manter e reforçar a Junta de Odivelas, recuperar a Junta da Póvoa de Santo Adrião, ganhar a Junta da Pontinha e fazer o melhor resultado possível noutras. «Porque não tentar também a vitória na freguesia da Ramada, onde tão perto tivemos da vitória». Segundo Fernando Ferreira «Este é um projecto que nos une. Um projecto político porque nós somos um partido político. É um projecto autárquico porque nós somos uma secção concelhia e as nossas responsabilidades são responsabilidades autárquicas». Para conseguir implementar este projecto é preciso, segundo o candidato, dar enfoque à coordena-

ção do trabalho autárquico «E foi por isso que se entendeu libertar os dois vereadores, que estão completamente embrenhados nas suas altas responsabilidades na gestão autárquica, de um papel desgastante na gestão política, o mesmo se passando com o presidente da Junta de Odivelas, Vítor Machado que está à frente de uma autarquia muito difícil, que herdou milhares e milhares de euros de dívidas, uma junta perfeitamente arruinada do ponto de vista estrutural, financeiro, emocional e psicológico». Fernando Ferreira disse ainda que neste entendimento estiveram os vereadores, o presidente da junta, pela totalidade dos autarcas da Assembleia Municipal e pela esmagadora maioria dos autarcas das freguesias «Que entenderam solicitar-me que me candidatasse a um mandato, para que com a minha experiência e capacidade já demonstradas e com a capacidade de gestão e decisão que me reconhecem, colocar em pé um projecto ligado essencialmente ao crescimento do partido, à coordenação e formação autárquica e à projecção do que serão as eleições de 2013». O candidato sublinhou que depois de muito ponderar decidiu «Aceitar este repto e desafio de projecto porque também quero reiterar que não serei candidato à Câmara Municipal em qualquer dos lugares da lista. Encontro-me confortável e realizado com a minha actividade na Assembleia Municipal e é ai que quero continuar». Este projecto, segundo o candidato, vai abrir ainda mais as portas da renovação do PSD Odivelas e vai ser implantado a partir de 30 de Junho «Onde espero ser eleito pela maioria dos militantes do PSD de Odivelas». Fernando Ferreira garantiu que no final do mandato voltará a militante de base.


25 Junho 2010

Nova Odivelas 9

SMO. A Sociedade Musical Odivelense comemora 147 anos. Motivo para conversa com Fernanda Moroso, presidente da direcção. Na próxima edição e na NO TV POLÍTICA

João Carvalho quer «Um partido melhor para um concelho melhor» Desde Novembro de 2009 que uma corrente de opinião começa a ganhar forma no PSD de Odivelas apresentando-se como Projecto “Odivelas de Verdade” e participado nos actos eleitorais internos que se realizaram até agora. Para as eleições de 30 de Junho apresentam listas, lideradas por João Carvalho para a Comissão Política e por Zélia Amorim para a Mesa da Assembleia de Militantes.

J

oão Carvalho, que desde muito novo abraçou projectos de militância política, foi dirigente académico (1966/1974), militante antifascista nos Comités de Luta Anti-colonial (CLAC’s) e na Resistência Popular Anti-Colonial (RPAC) tendo em 1974/1974 sido preso várias vezes pelo COPCON e outras estruturas militares na consequência do seu trabalho político. A partir dos anos 80 é militante do PSD e membro dos TSD, tendo sido dirigente nas secções do PSD dos Correios e da Telecom, assim como em diversos cargos do Núcleo do PSD da Pontinha e Secção Concelhia de Odivelas. Foi Vice-presidente do Sindicato das Comunicações de Portugal, membro das Assembleia de Freguesia da Pontinha e, até ao final do anterior mandato, Deputado Municipal exercendo o cargo de Coordenador da Comis-

Fotografia: Henrique Ribeiro

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

são de Educação, Cultura, Juventude e Desporto da Assembleia Municipal de Odivelas. Em conversa com os jornalistas João Carvalho defendeu que «A maneira como o PSD se vem posicionando ao longo dos anos na política em Odivelas não é a mais correcta nem a melhor para servir as populações do concelho e não é aquela que os militantes de Odivelas querem que o PSD tenha».

«Os militantes do PSD de Odivelas nunca foram vistos nem achados nos acordos feitos com o PS»

Para o líder da Lista B desde que o município de Odivelas nasceu o PSD tem concorrido às diversas eleições para a Câmara e tem sido derrotado e é importante analisar os motivos dessas derrotas. «O PSD em Odivelas é um partido de poder e com condições para governar a Câmara». Para João Carvalho os resultados mostram que os

eleitores consideram que o PSD pode liderar a Câmara e «Um conjunto de militantes tem vindo a apresentar sérias dúvidas em relação aos acordos que o PSD tem feito com o PS. Sendo um partido do poder não se compreende que o PSD faça sucessivos acordos com o PS para a gestão da Câmara». No entender do opositor a Fernando Ferreira, isso tem levado a que «O PSD tem sido um partido amorfo e subjugado, sem iniciativa própria porque está amarrado a esses acordos que implicam que o PSD tenha de ir atrás do PS no conjunto da actividade do Partido Socialista em Odivelas». João Carvalho defendeu que essa situação não é boa para a população de Odivelas e não é boa para aquilo que o PSD deve significar. «O PSD em Odivelas vale muito mais que isto que tem sido ao longo destes 11 anos de concelho». O descontentamento de alguns militantes tem vindo a crescer e «A gota de água foram as últimas eleições autárquicas. Entendemos que o PSD não precisa de se coligar com ninguém porque é um partido de poder, que vale por si só». João Carvalho não percebeu porque foi feita a coli-

gação como não entende que após as eleições o PSD tenha de novo feito acordo com o PS. «Se os dois anteriores acordos não tinham sido bons este tem laivos de subalternidade vincada em relação ao PS. Como se sabe o PS nem sequer era para fazer acordo com o PSD, mas o PSD entregou-se ao PS com um acordo “barato” e perante esta situação de subserviência o PS aceitou. A CDU teria exigido outro tipo de coisas que o PSD não exigiu». Perante esta situação aumentou o desejo de provocar a mudança no PSD de Odivelas por parte dos membros do projecto “Odivelas de Verdade”, referenciou o candidato a líder da Comissão Política de Odivelas. A mudança, explicou, tem a ver com três vectores: «O que se passa no concelho, aquilo que o PSD faz e o querer dos militantes do PSD de Odivelas». Segundo João Carvalho «Os militantes do PSD de Odivelas nunca foram vistos nem achados nos acordos feitos com o PS». Para o candidato «Não se compreende que o PSD faça um acordo sem o submeter aos militantes em plenário. Temos aliás sérias dúvidas de que esse acordo tenha sido discutido na Comissão Política e votada a sua

aceitação». O Projecto “Odivelas de Verdade” acredita que tenham sido dois ou três elementos do PSD a discutir o acordo com o PS «E tenham levado o partido para este beco sem saída em que o PSD se encontra em relação a esta situação». A situação que se seguiu ao acordo também merece critica dos opositores à actual liderança social-democrata de Odivelas. «É completamente inconcebível que o PSD tendo um acordo para a Câmara com o PS, não tenha sequer imposto um acordo igual para todas as juntas de freguesia. Quem comandou esses acordos nas juntas foi o PS. Temos apenas uma participação inócua na freguesia da Pontinha e fizemos na junta de Odivelas, que ganhámos, aquilo que o PS não fez com o PSD em mais nenhuma freguesia». João Carvalho acusou o Partido Socialista «De agir a seu belo prazer e usar o PSD para aquilo que precisava». O Projecto “Odivelas de Verdade” considera esta situação humilhante para o PSD e defende a sua alteração. É este, segundo João Carvalho, o sentido da candidatura que encabeça. «O nosso objectivo é mudar completamente a atitude do PSD em Odivelas. Fazer com que o PSD tenha voz activa em tudo o que se passa no concelho». O candidato acusou o PSD de não tomar posição em relação a nada, dando como exemplos questões como a dos SMAS, do Desporto, dos clubes e dos mercados de Odivelas e da Pontinha. João Carvalho, nesta conversa que pode ver na integra na NO TV, disse ainda que se ganhar a Comissão Política vai levar o acordo com o PS a referendo de todos os militantes e que se essa for a vontade das bases do partido está disposto a renegociar revisões ou mesmo à sua revogação completa. PUB


10 PUB

Nova Odivelas

25 Junho 2010


25 Junho 2010

DESPORTIVAMENTE

Nova Odivelas 11

SILVERENSES. As imagens da Final da Liga Inatel na NO TV

FUTSAL

Seniores dos Silveirenses falam do sucesso desportivo tivos, terem a necessidade de competir. A participação nos campeonatos da Associação de Futebol de Lisboa era impossível dadas as insuportáveis despesas para o clube, o que fez com que os “Silveirenses” optassem por jogar na Liga da Fundação INATEL. No início o objectivo era apenas a mera participação mas com o desenrolar da competição a equipa foi-se apercebendo das suas capacidades começando a acreditar que era possível atingir resultados bem mais positivos do que aqueles que ini-

Fotografias: David Braga

F

omos até ao Pavilhão da Escola Secundária de Caneças para assistir ao treino da equipa sénior de futsal dos “Silveirenses” campeã de Lisboa e vice-campeã nacional da Liga de Futsal da Fundação INATEL. A conquista dos títulos referidos anteriormente representa um feito inédito no historial do clube o que por si só merece a atenção de todos os que estão envolvidos no fenómeno desportivo até pelos poucos recursos que o clube consegue disponibilizar aos seus atletas que jogam verdadeiramente por amor à camisola e pelo prazer em praticar o futsal. Aproveitámos a ocasião para falar com a Presidente dos “Silveirenses”, Susana Santos e com o treinador da equipa, Nuno Gaiola. Susana Santos explicou-nos que esta aventura começou devido aos exatletas do clube, que andaram durante três meses a treinar aos Sábados sem grande objec-

Susana Santos espera que esta equipa continue e se possível para lutar pelo titulo de Campeã Nacional, mantendo ainda a equipa de Juvenis a competir no respectivo campeonato distrital da AFL. Para final de conversa fica a esperança de Susana Santos quanto à cedência do terreno para a futura construção do Pavilhão, um sonho ainda por concretizar. Nuno Gaiola, treinador da equipa e que chegou em Janeiro aos

cialmente perspectivavam. A vitória no campeonato de Lisboa e o 2º lugar no Nacional foi o prémio pelo esforço e dedicação destes atletas que inclusive tiveram de pagar a sua própria inscrição, assegurando também o transporte para os jogos, ficando o clube encarregue de suportar as despesas da inscrição da equipa. Quanto ao futuro dos “Silveirenses”

“Silveirenses” não tinha como metas traçadas estas conquistas, mas com o trabalho de todos os resultados apareceram vincando um sucesso mais que merecido. Para Nuno Gaiola o campeonato da Liga INATEL em nada fica atrás dos campeonatos organizados pela Associação de Futebol de Lisboa, dado que são muito competitivos, lamentando apenas alguma “facilidades” que os árbitros concedem aos atletas não cumprindo à risca as regras da modalidade. Ficam ainda os nomes dos campeões: Isidro Carvalho Bruno Santos Bruno Martins Paulo Sousa Pedro Silva (sub-capitão) Filipe Esteves Fernando Rodrigues Sérgio Bandeirinha Carlos Luís Ricardo Dias Feliciano Vera (capitão) Treinador: Nuno Gaiola Delegada aos jogos: Susana Santos. DB Reportagem também na NO TV

www.novaodivelas.tv

FUTEBOL

Festa do futebol escolas na Pontinha

N

SÁBADO Escalão 1999 Malveira 2 X Lourinhanense 1

Casa Pia 1 X Odivelas 5 Escalão 2001 Caldas 2 X Real 1 F. Benfica 2 X Caldas 2 Estoril 4 X F. Benfica 1 Real 1 X Estoril 7 Fontainhas 1 X Malveira 0 C A C 5 X Fontainhas 1 Sacavenense 0 X CAC 3 Malveira 2 X Sacavenense 0 CAC 2 X Malveira 0 DOMINGO – Finais Escalão 2001 Cultural 2 X Caldas 1

Fotografias: Isabel Pinheiro

o passado fim-de-semana o Clube Atlético e Cultural da Pontinha organizou o II Torneio Amigos das Escolas, denominado Paulo Poejo, que contou com a participação de várias equipas no escalão de Escolas divididas pelos anos de nascimento dos atletas (1999, 2000 e 2001). Com a presença de muito público nas bancadas, assistiu-se a bons jogos sempre disputados com a alegria própria de quem quer jogar à bola e acima de tudo divertir-se. A organização do Torneio esteve em bom plano, como demonstram os elogios que as equipas participantes fizeram da referida competição. Deixamos aqui os resultados de todos os jogos.

CAC 5 X Malveira 0 Amiense 0 X CAC 3 Lourinhanense 3 X Amiense 1 Tires 0 X Estrela Amadora 1 Amadora 4 X Tires 2 Cacém 0 X Amadora 4

Estrela Amadora 2 X Cacém 3 Amadora 2 X Estrela Amadora 4 Escalão 2000 Barreirense 1 X Tenente Valdez 3 Castanheira 0 X Barreirense 2

Escalão 2000 Encarnação Olivais 2 X Odivelas F.C. 2 (4-5 gp) ADEO 0 X Castanheira 4 Tenente Valdez 0 X ADEO 4 Alta de Lisboa 0 X Odivelas 3 Casa Pia 1 X Alta de Lisboa 1 CAC 3 X Casa Pia 0 Odivelas 1 X CAC 0

Escalão 1999 Cultural 3 X Estrela Amadora 1 Reportagem também na NO TV

www.novaodivelas.tv


12

Nova Odivelas

25 Junho 2010

DESPORTIVAMENTE GOALBALL

BADMINGTON

Encerramento do Ano lectivo do CKSO

CAC campeão Nacional equipa de Goalball do Clube Atlético e Cultural da Pontinha sagrou-se Campeã Nacional da Modalidade na última jornada do campeonato que decorreu nos dias 19 e 20 de Junho no Pavilhão Municipal Susana Barroso, no Casal do Rato, freguesia da Pontinha. Com este feito, o CAC destronou o campeão em título, Grupo Desportivo do Alcoitão. Esta jornada do Campeonato Nacional de Goalball contou com o apoio da Câmara Municipal de Odivelas nos alojamentos, refeições, pavilhão e troféus. Os resultados do CAC nesta jornada foram os seguintes: 1º Jogo: CAC 9 X F. C. Ranhados (Viseu) 8 2º Jogo: CAC 11 X Académico F.C. (Porto) 5 3º Jogo: CAC 6 X G. D. Alcoitão 1 Classificação geral final: 1º Clube Atlético e Cultural 2º Grupo Desportivo de Alcoitão 3º Académico Futebol Clube A cerimonia de entrega dos troféus contou com a presença da

presidente da Câmara de Odivelas, Susana Amador, do vereador do Desporto, Hugo Martins e do Tesoureiro da ANDDVIS, entidade organizadora do campeonato nacional. Ao vencer os seus adversários directos na conquista do título, a equipa do CAC sagrou-se Campeã terminando o campeonato no topo da tabela, com 24 pontos e a 4 pontos de distância do 2º classificado, o Alcoitão. O Académico

ficou na terceira posição e o Ranhados fechou o campeonato na quarta posição. Segundo o seu site a equipa de Goalball do CAC «Foi fundada em 2009, pela mão de José Eduardo Balola e Márcia Ferreira. Uma das principais características da formação é a aposta na juventude, para além de ter como grandes objectivos a luta pela vitória no Campeonato Nacional e Taça de Portugal». HR

BASQUETEBOL

Torneio de Aniversário do OBC

O

Odivelas Basket Clube, vai comemorar nos dias 26 e 27 de Junho o seu primeiro aniversário com um conjunto de iniciativas que integram o 1º Torneio de Minibasquete organizado pelo clube. O programa é o seguinte: Sábado às 09h00 tem início o Torneio com a cerimónia de entrega de troféus, pela Junta de Odivelas, marcada para as 12h45. Às 13h00 haverá Almoço para atletas, às 15h00 Workshop de Arbitragem, às 15h45 jogo Pais Vs Pais e às 16h30 diversos concursos com a participação de atletas e treinadores. Às 19h00 haverá petisco e às 19h30 intervenção do presidente do clube. Às 20h15 terá lugar a actuação de um grupo musical e às 20h45 desfile dos atletas. Às 21h15 será feito o corte do bolo de aniversário e a partir das 21h30 terão lugar actuações de grupos musicais. No Domingo às 10h00 terão lugar jogos entre todos os atletas dos vários escalões do clube, às 13h00

Fotografia: Isabel Pinheiro

Fotografia: Isabel Pinheiro

A

O

Centro de Karate-Do Shotokan de Odivelas (CKSO) realizou no Domingo a sua festa de encerramento do Ano Lectivo que decorreu no Pavilhão da Escola Secundária da Ramada. Este evento anual do CKSO serve para mostrar o trabalho desenvol-

vido ao longo do ano pelos cerca de 600 alunos deste centro e entregar os Diplomas de Aproveitamento. Este ano foi ainda homenageado Tiago Silva, atleta do CKSO que conquistou o 5º lugar nos Jogos Paralímpicos de Taipé na classe de surdolímpicos.

KARATÉ

ARCIP fez boa figura no Alentejo

A

Associação Recreativa e Cultural Indo Portuguesa (ARCIP) participou com 14 atletas no IV - Torneio Luso Espanhol de Badminton que teve lugar, nos dias 19 e 20 de Junho, em Évora. A prestação dos atletas do concelho foi boa e foram conseguidas as seguintes classificações: Sub-11: 2º Lugar, Pares Homens. Hugo Jorge (ARCIP) e Rui Tremoceiro (CAD). Sub-15: 1º Lugar, Singulares Se-

nhoras. Rita Dias. Sub-15: 2º Lugar, Singulares Senhoras. Inês Correia. Sub-15: 1º Lugar, Pares Senhoras. Inês Correia (ARCIP) e Beatriz Ferreira (MVD) Sub-15: 2º Lugar, Pares Mistos. João Alves e Rita Dias. O Torneio for organizado pelo Clube de Badmington de Évora e a equipa da ARCIP deslocou-se em autocarro cedido pela Câmara de Odivelas.

GINÁSTICA

Sarau Gímnico do GCO

O

Ginásio Clube de Odivelas promove esta Sexta-feira um Sarau Gímnico de Encerramento do Ano Lectivo que terá início às 20h00 no Pavilhão Municipal de Odivelas e que apresentará as várias modalidades do clube e contará com a presença de convidados, como o Grupo Desportivo de

há almoço, às 15h00 jogo “Super Stars, com a equipa técnica a defrontar as seniores, às 16h15

serão as finais dos concursos e às 18h30 a entrega dos troféus e medalhas pela CMO.

Lousa, o Externato “O Pintainho”, a Casa do Povo do Concelho do Cadaval, e os GimnoFrielas. Pelo GCO actuarão: Ginástica Infantil “Os Travessos” 3 anos, Iniciação à Ginástica “Missão Impossível” 6, 7 e 8 anos, Mini Trampolim, Duplo Mini Trampolim e Trampolins de Competição.

www.novaodivelas.pt > O seu jornal na Internet


25 Junho 2010

Nova Odivelas 13 PUB


14 PUB

Nova Odivelas

25 Junho 2010

Odivelas Life

João Pedro Silva

João Pedro Salvador da Conceição Silva nascido a 8 de Março de 1973 e Odivelas é solteiro e vive na Ramada com a sua companheira de sempre Helena. Começou a trabalhar muito jovem nas empresas da família. É licenciado em Gestão e Mestre em Economia Internacional, e tem um Curso de Alta Direcção em Administração Pública. Funcionário da Câmara Municipal de Odivelas desde 2001, passou pelo então Departamento Municipal de Habitação enquanto técnico de gestão e ajudou a criar a Divisão de Licenciamentos que chefiou desde o seu inicio. Pelo seu trabalho recebeu um louvor público da Presidente da Câmara Municipal de Odivelas. Em Maio de 2009 foi recrutado para a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa como Secretário (Director de Serviços). Filiado no Partido Social Democrata foi, nas últimas eleições autárquicas, candidato a Presidente da Junta de Freguesia da Ramada pela Coligação “Em Odivelas Primeiro as Pessoas”, liderada por Hernâni Carvalho. É membro do Rotary Club de Odivelas de que assumiu a presidência do Club para o ano rotário 2010-2011. É também formador, foi professor de Salsa e tem uma máxima na vida de «Temos dois ouvidos e uma boca para ouvir o dobro do que falamos». 1. Qual foi o último livro que leu? “Gerindo para o Futuro” de Peter Drucker. 2. Qual é a sua viagem de sonho? Gostaria de viajar durante um ano e conhecer lugares e culturas milenares. 3. Que personalidade mais admira? A personalidade contemporânea é sem dúvida Sá Carneiro e da História Portuguesa o Infante D. Henrique. 4. Qual foi o filme que mais o marcou? “O Clube dos Poetas Mortos”. 5. A que prato de comida não resiste? Na realidade apenas não gosto mesmo de azeitonas, mas não resisto a um prato de polvo. 6. Prefere praia ou campo? Os meus pais deram-me a oportunidade de passar férias desde muito pequeno na praia de São Martinho do Porto e numa quinta situada ali perto. Por isso prefiro escolher onde estiverem a minha família e os meus amigos. 7. Bebida? Vinho do Porto. 8. Qual é o seu clube desportivo? O Glorioso Sport Lisboa e Benfica. 9. Não dispensa a companhia de… Quem amo. 10. O que o faz feliz? Ter a família e os amigos perto de mim. 11. De que tem medo? De os perder a todos. 12. Orgulha-se de… Neste momento orgulho-me de ser Presidente do Rotary Clube de Odivelas e ter sido eleito por homens e mulheres livres do meu Clube. 13. Qual é a sua maior ambição? Conseguir responder a todos os desafios que aceito e ter um papel activo no desenvolvimento da comunidade de Odivelas, terra onde nasci e onde vivo. 14. E o maior sonho? Para este ano sonho em conseguir congregar no Rotary Club de Odivelas os muitos profissionais do nosso concelho que «Dão de si antes de pensar em si». 15. Um lugar para descansar… São Martinho do Porto. 16. Onde se sente melhor? A aprender. 17. Se não fosse Dirigente da Administração Pública o que seria? Estaria a trabalhar nas empresas da minha família. 18. Não vive sem… Ver o mar. 19. Quem gostaria de conhecer? Os meus dois avôs com quem não tive oportunidade de aprender. 20. Por último, um desejo… Desejo que nestes momentos difíceis todos tenhamos a coragem de tomar as decisões certas mesmo que impopulares e que tenhamos a imaginação e o engenho de construir um futuro mais próspero e feliz.


25 Junho 2010

Realmente! “O Comércio da nossa cidade e do concelho está na ordem do dia. A actualização das taxas, principalmente as aplicadas às esplanadas e os novos critérios de medição do espaço para a aplicação do referido imposto, abriram uma discussão que acaba por ser bastante mais ampla. Questiona-se a nova prática da Junta de Freguesia de Odivelas na forma de calcular a área de implantação das esplanadas, mesmo o facto de agora se pagar o mesmo valor que os balcões da fruta nos exteriores das frutarias ou minimercados. Ao debate surge também uma grande interrogação: O que tem feito a Câmara e a Associação de Comerciantes de Loures e Odivelas na defesa e estimulo do comércio local? A questão relacionada com o critério do calculo para aplicação das taxas de ocupação do espaço público pelas esplanadas da restauração está a dar que falar. A Freguesia de Odivelas entende medir a área global das esplanadas, deixando cair a referência anterior, metro e meio quadrado por mesa. Com esta base de cálculo percebese que algumas áreas das esplanadas mudam necessariamente. Basta ponderar: Quem são que formação e instruções têm os técnicos que fazem estas medições?; Os técnicos que medem o espaço fazem-no com as esplanadas montadas e arrumadas? Quais são os critérios que distinguem efectivamente o que é e não é considerado espaço de esplanada? Nos espaços medidos contabilizam ou não corredores de passagem pública e de acessibilidade ao próprio estabelecimento? Nas contas entra também o espaço ocupado por alguns acessórios como máquinas de gelados ou suportes publicitários das marcas amovíveis? De qualquer forma, a avaliar pelas taxas que apareceram aos comerciantes, percebe-se que as alterações são mesmo efectivas e algumas diferenças são mesmo elevadas. Resulta que à aplicação dos regulamentos à letra, falta bom senso. Porventura não foi feito o trabalho de casa – simples verificação entre o que anteriormente se pagava e agora se cobra. Naturalmente que o assunto é mais empolgado em virtude da crise que se atravessa. As esplanadas já não enchem como antigamente e os preços não aumentaram de modo a compensar a diminuição da procura. O resultado é menos positivo ou mesmo deficitário. O comércio de porta para a rua vive momento sobrevivência – em muitos casos as receitas não cobrem as despesas”.

F

No b r e s C o n f i s s õ e s Confesso, sim confesso…

iquei pra morrer com os últimos episódios do folhetim PSD Odivelas. E eu, que apesar de não perceber nada de política até achava que haveria coisas que nunca mais iriam acontecer, sou confrontada com o anúncio do grande FF que volta a ser candidato a liderança laranja em Odivelas. Sim senhor, o homem não desiste e apesar de tudo o que se tem dito ainda encontrou vontade para esta recandidatura. Disse e afirmou a pés juntos que é uma candidatura de consenso da actual equipa que lidera o partido em Odivelas e até dos autarcas laranjinhas. Acredito que seja, quem sou eu para duvidar. Mas a cara do doutor vereador Bodião na fotografia da conferência leva-me a crer que por ali há coisa… Aliás algumas indirectas acerca do consulado Bodião podem revelar a existência de alguma crispação mas como «Quem está no convento é que sabe o que lá vai dentro», vou esperar sentada pelos resultados da coisa. Eu não sou de intrigas e juro-vos que tento a cada instante não ser málíngua. Mas o senhor disse que o foram buscar pela sua experiência para tornar o PSD Odivelas ganhador em 2013. Esperem lá, mas quem foi candidato em 2001 e 2005? Quem era líder na altura? Pronto já me baralharam outra vez. A política e eu definitivamente não ligamos. Tenho de confessar, não percebo mesmo nada disto. Como em actos eleitorais anteriores também a 30 de Junho vão aparecer duas listas, pelo menos. Nunca se sabe se à última hora não aparece nenhuma lista surpresa. A propósito onde andará o TSD que disputou a liderança há dois anos? Tanto quando a Ricardina pode apurar estiveram mesmo para aparecer 3 listas, sendo a outra liderada por alguém com destaque na vida laranja local, e de desde Quartafeira tem mais um aninho (se tivesse o seu telefone tinha-lhe dado os parabéns rica, porque apesar de não a conhecer pessoalmente, gosto de si). Mas parece que no sentido da união decidiu recuar e integra a lista de FF no honroso lugar de vice-presidente. João Carvalho também falou aos jornalistas e disse que Susana Amador subjugou o completamente o PSD de Odivelas. Belo tema para o livro da Anita desta semana. Não acham?

~ Gu ard a R eal ~

F

Nova Odivelas 15

Maria Ricardina de Marmelo e Sá Viscondessa da Memória confissoes@novaodivelas.pt

inalmente o Jardim da Música começa a ter alguma da dita. Esta semana foi inaugurado o Quiosque de Leitura da Biblioteca Municipal D. Dinis e numa das prateleiras estava uma aparelhagem de HI-FI. Logo alguém disse que «Olha, Olha o jardim afinal até já tem música». Teve piada, acho eu. Mas segundo O Zé Maria assessor independente disse Quarta-feira no Informalidades que a doutora presidenta deu um lamiré em reunião de Câmara de que aquele espaço se iria chamar Praça do Município. Gosto do nome e como agora toda a gente faz propostas por causa da contenção cá a Ricardina até propõe o seguinte: Que ao espaço se chame Praça de Odivelas, que se aproveite o Lago como viveiro de trutas ou salmões, que se coloquem umas bancas de frutas e verduras ao pé dos banquinhos descobertos. Ficávamos com um mercado grande e sempre haveria algum proveito para a coisa pública. Continuando a falar do Quiosque. Adorei a ideia. Já me estou a ver a ler “A Viagem do Elefante” de José Saramago, em biquini e deitada na relva por aparar e com muitas zonas mortas do jardim. Sim já sei que a situação de mortandade relvicola tem a ver com erros de construção do jardim mas agora que o espaço passou para a alçada do ambiental vereador Bodião a coisa vai mudar de figura. Aliás segundo me contaram ainda na inauguração o senhor detectou alguns cadáveres relvicolas e de telemóvel em punho tentou logo resolver a coisa. Já me desviei outra vez do Quiosque. Sou mesmo despistada. Bom então é assim o Quiosque vai ter trezentos títulos mas ninguém gostou do nome sugerido e que foi «Quiosque dos 300». Porque será. Cá a Ricardina até achou o nome original. Mas se não gostam eu digo outro: «Quiosque das Oportunidades». Encaixa-se bem no espírito da coisa e até vai dar oportunidade aos que se esquecerem do livro em casa de ler qualquer coisita. Mas têm de ler depressa. Porquê? A Ricardina explica. Segundo fontes geralmente bem informadas aquele é um serviço de leitura causal. Vejam bem que eu nem sabia que essa leitura existia. Estou mesmo ultrapassadita. Portantos os candidatos a leitores podem levantar o livro às 09h30 mas têm de entregar até às 12h30. É capaz de dar para ler um capítulo. Depois podem levantar a seguir ao almoço e entregar até às 17h30. Pois é… Não é muito tempo para ler, pois não? Se fosse eu a mandar colocava no quiosque apenas livros de leitura rápida, como os da Anita na Terra das Oportunidades, a Mafalda, o Garfield, o Tintim e outros assim. Mas eu cá não mando nada portantos vão continuar por lá os “grandes” livros que a malta não vai ter tempo de ler. Mas, por outro lado a estratégia até pode ser boa e obrigar o leitor a voltar dias e dias. Assim se dará vida ao jardim. Bem pensado… É pronto… Vou fechar o Quiosque que já são 17h30. Voltem na Sexta se quiserem ler mais. Fiquem bem que eu fico também.

~ Flas h d o Re ino ~

José Maria Pignatelli “A Minha Cidade”, Diário de Odivelas

SIMPRUS PRESS, COMUNICAÇÃO LDA Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || NIPC: 509 172 962 || DIRECTORA GERAL: Helena Figueira [helena_figueira@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DIRECTOR DE INFORMAÇÃO: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] TLM: 962 646 230 || DIRECTORA FINANCEIRA: Manuela Escoval || CONTABILIDADE: Adélia Santos [adeliasantos@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 NOVA ODIVELAS - Semanário do Concelho de Odivelas Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || DIRECTOR: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: Helena Martins [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DESIGN: Nuno P. Silva [nunopsilva@simpruspress.pt] || COLABORADORES: Eduardo Sousa, Miguel Lopes (Fotografia), Lina Manso, Sérgio Mendonça (Desporto) || COLUNISTAS: Edgar Valles, Fernando Tudela, Helena Jardim, Manuel Varges, Maria Máxima Vaz, Paula Paçó, Sofia Mendes, Teresa Salvado || CORRESPONDENTES: Olival Basto - Sara Sousa; Desporto - David Braga, Pedro Beato, Sandra Braga || REGISTO NO ERC: 123252 || DEPÓSITO LEGAL Nº: 105904/9 || IMPRESSÃO: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA - Rua Consiglieri Pedroso, Casal de Santa Leopoldina Queluz de Baixo || DISTRIBUIÇÃO: Casa-a-casa Distribuidores Lda. || TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20 mil exemplares - Interdita a reprodução de textos e imagens sem o devido consentimento. || As crónicas e artigos de opinião ou de leitores são da inteira responsabilidades dos seus autores e podem não corresponder à orientação editorial do jornal.


Nova Odivelas PUB

Informação credível e completa

Nova Odivelas 351  

Nova Odivelas 351

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you