Page 1

PUB

PUB

Sexta-feira,

28 de Maio de 2010

// Nº

347 Ano XI

Director: Henrique Ribeiro

www. novaod ive la s. pt

| informação regional

CRIANÇA DE 12 ANOS PERDEU A VIDA EM FUNDÃO DO RIO DA COSTA

NESTE NÚMERO ● Entre Tanto 2 ● Horóscopo 2 ● PCP denuncia instabilidade

em Odivelas

SEMINÁRIO TÉCNICO TROUXE BOMBEIROS DE TODO O PAÍS

● CDU de Famões entregou ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

APRENDER para SALVAR CORDÃO HUMANO EXIGE MUDANÇAS NA SAÚDE EM ODIVELAS

AUTOCARRO VOLTAS COMEMOROU UM ANO DE SERVIÇO

● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

abaixo-assinado pelo Centro de Saúde Posto de Comando Voltas fez um ano Passeio levou idosos a Tomar Criança perdeu a vida no Rio da Costa Cordão Humano pela Saúde Ponto e Vírgula Universidade Sénior Mundo das Tropelias Met Carnes Dia de Treino Técnico dos Bombeiros Clínicas Dr. Pedro Choy Aki Loures Futebol: Jogos de escolas e iniciados Futsal: Bons Dias com equipas campeãs Futsal: Torneio do PSAAC Basquetebol: Torneio escolar em Caneças Badminton: Atleta da ARCIP nos Nacionais Agenda e Resultados Aula de Enologia em Prova de Vinhos IKEA Loures Conceito Met Carnes nas Colinas do Cruzeiro IKEA Loures já abriu Realmente! Nobres Confissões Guarda Real Flash do Reino Consilcar

3

3 3 4 4 5 5 6 6 6 7 8 10 10 11 11 11 11 11 11 12 13 14 14 15 15 15 15 16 PUB


2

Nova Odivelas

28 Maio 2010

Horóscopo

ENTRE TANTO SEXTA 28 DE MAIO

Palavreando O programa Palavreando, da NO TV é hoje gravado ao vivo no Centro de Exposições de Odivelas, e conta com a apresentação de Alexandre Oliveira. A poesia, as conversas e a música marcam presença nesta tertúlia.

o Grupo de Teatro da Sociedade Musical e Desportiva de Caneças. O encerramento é com o grupo organizador que apresenta, às 17h00, a peça “O homem da Gravata de lã”, de Jaime Salazar Sampaio com encenação de Joaquim Guerreiro. Entrada livre. QUARTA 02 DE JUNHO

Sextas de Jazz

Informalidades

Maria Viana e Júlio Resende têm hoje como convidados nas Sextas de Jazz da Malaposta, Sylvie C e Gabriel Godói. Na sala Café Teatro, com início às 22h00. Preço único 5 euros. 60’. M/3.

O programa Informalidades, da NO TV é hoje gravado ao vivo a partir das 22h00 no Centro de Exposições de Odivelas. Para além do painel residente, António Pedro, Graça Peixoto, Miguel Ramos e Miguel Xara Brasil também podem participar espectadores mediante inscrição prévia. Informações podem ser pedidas para informalidades@coisas.info.

As Grandes Viagens Marítimas na China No âmbito da Rota das Colectividades vai ser inaugurada às 15H00, no Centro de Exposições de Odivelas, a Exposição “As Grandes Viagens Marítimas na China” que tem como objectivo divulgar as importantes expedições marítimas chinesas do século XV, sob o comando do almirante Zheng He, oficial da corte do Imperador Ming. São apresentadas as características geográficas, sociais, económicas e culturais da China de então, com particular relevo para as inovações técnicas utilizadas nestas expedições. Apresentamse as rotas navegadas e os povos com que entraram em contacto, através da utilização de mapas, fotos de lugares e reproduções de navios. Patente até 29 de Agosto. SÁBADO 29 DE MAIO

Encontros com o Teatro em Caneças Esta noite, às 21h30 para ver “Sex Symbol, Longe dos Sonhos Infinitos”, pelo Grupo de Teatro Disfarces. Entrada Livre.

Dona Canô Espectáculo musical para ver às 21h30 na Sala Café Teatro do Centro Cultural Malaposta. Preço único 5 euros. 70’. M/13. DOMINGO 30 DE MAIO

Encontros com o Teatro em Caneças Termina hoje esta edição dos Encontros com o Teatro em Caneças, promovidos pelo Artecanes

OUTROS DIAS

Extensão IndieLisboa O Centro Cultural Malaposta é uma extensão do IndieLisboa, Festival Internacional de Cinema Independente e apresenta Sexta-feira e Sábado, às 21h30, sessões com a presença dos realizadores e de Nuno Sena, director do festival. Preço único 2 euros. 90’. M/12.

Dia Mundial do Ambiente O Departamento de Ambiente da CMO vai promover um conjunto de iniciativas para assinalar o Dia Mundial do Ambiente. No dia 01 de Junho, durante todo o dia vão decorrer ateliês ambientais nas escolas do Ensino Básico, do Concelho de Odivelas. No dia 02, durante todo o dia, vão ter lugar ateliês ambientais nas instituições de apoio a idosos, do Concelho de Odivelas. No dia 03, na Rua Alves Redol, com início às 10h00 vai ter lugar uma corrida de carros de rolamentos.

Um cadáver atrás da porta Até 06 de Junho o Centro Cultural Malaposta apresenta a peça “Um cadáver atrás da porta” com texto e encenação de Fernando Gomes e co-produção Malaposta/Klassikus. «Quando o suspense e o crime são servidos com humor o resultado é uma paródia dos filmes policiais».

DE 29 DE MAIO A 04 DE JUNHO

AGENDA. Mais eventos em www.diariodeodivelas.com

Com Isabel Ribas, Jorge Estreia, José Nobre. Luís Pacheco, Paula Fonseca e Rui Raposo. De Quinta-feira a Sábado às 21h30 e aos Domingos às 16h00 no auditório. 10 euros sujeito a descontos. 120’. M/12.

E AINDA... > Até 30 de Maio na Malaposta: Exposição Individual de Pintura de Catarina Claro, “Entre Espaços”. > Até 25 de Julho na Malaposta: “O Gato das Botas”, de Terça a Sexta-feira às 10h30 e 15h00 realizam-se sessões para escolas (por marcação) e para o público em geral aos Sábados às 16h00 e aos Domingos às 11h00. Preço único 5 euros. M/3. > Descontrai-te – Sessões de Yoga: A pensar em todos os que querem bem-estar… Terças e Quintas-feiras, das 19h às 20h30, e Sábados, das 08h00 às 09h30, na Casa da Juventude. Informações pelo 219 320 480. > Pedras Para a História do Território de Odivelas: Exposição no Centro de Exposições de Odivelas. > Exposição: Grândola Vila Morena no Posto de Comando do MFA: Informações na Divisão de Juventude e Cultura da CMO. Telefone 219 320 800. > Visitas ao Moinho da Laureana: Às Quartas-feiras, das 10h00 às 12h00. Informações e inscrições pelos telefones 219 320 800. (CMO) ou 219 347 880 (JFF). > Visitas ao Posto de Comando do MFA: Às Quartas-feiras de manhã e Sextas-feiras à tarde mediante marcação prévia que pode ser feita pelo telefone 219 320 800. > Bibliófilo Vai a Casa: Serviço de Empréstimo Domiciliário para residentes no concelho de Odivelas que por dificuldades motoras, visuais ou outras, não se possam deslocar, autonomamente, à Biblioteca Municipal. Informações: Biblioteca Municipal D. Dinis – 219 327 770.

MAIS INFORMAÇÃO À DISTÂNCIA DE UM CLIQUE + + + +

PDF INTEGRAL DO NOVA ODIVELAS EM www.novaodivelas.pt FOLHEAR A EDIÇÃO IMPRESSA www.jornal.novaodivelas.pt AS NOTÍCIAS DIÁRIAS PARA LER EM www.diariodeodivelas.com AS NOTÍCIAS COM ROSTO PARA VER EM www.novaodivelas.tv

Um Mundo de Comunicação

CARNEIRO Carta Dominante: Valete de Espadas, que significa que deverá manter-se sempre alerta. Amor: Andará muito exigente em relação ao seu par. Liberte toda a criatividade que existe dentro de si e aprenda a contemplar o Belo. Saúde: Sentir-se-á cheio de energia. Dinheiro: Aproveite bem as oportunidades. TOU RO Carta Dominante: 4 de Copas, que significa Desgosto. Amor: Organize um jantar para reunir os seus amigos. Procure gastar o seu tempo na realização de coisas úteis a si e aos outros. Saúde: A rotina poderá levá-lo a estados depressivos. Combata-os com optimismo! Dinheiro: Não se precipite nos gastos.

GÉMEOS Carta Dominante: 2 de Paus, que significa Perda de Oportunidades. Amor: A seta do Cupido espera por si. Que a beleza da Aurora invada a sua vida! Saúde: Tendência para dores musculares. Dinheiro: Boa altura para comprar casa, desde que aproveite as oportunidades certas. CARA NGU EJO Carta Dominante: Rainha de Ouros, que significa Ambição. Amor: Aproveite com muita sabedoria os conselhos da sua família. Perdoe aos outros e a si próprio. Saúde: Coma alimentos com mais vitaminas. Dinheiro: Não misture a amizade com os negócios, poderá vir a arrepender-se se o fizer. LEÃO Carta Dominante: 7 de Espadas, que significa Novos Planos. Amor: Sentir-se-á liberto para expressar os seus sentimentos e amar livremente. Que o seu tempo seja gasto a amar! Saúde: Estará melhor do que habitualmente. Dinheiro: Boa altura para pedir um aumento ao seu chefe. VIRGEM Carta Dominante: 4 de Espadas, que significa Inquietação. Amor: Dê mais atenção à pessoa que tem a seu lado. Não deixe que os assuntos domésticos interfiram na sua vida amorosa. Saúde: Faça exames médicos. Dinheiro: Pode fazer aquele negócio que tanto deseja.

BALANÇA Carta Dominante: Ás de Espadas, que significa Sucesso. Amor: Irá ter notícias de uma pessoa muito especial, com a qual não mantém contacto já há algum tempo. Que a alegria de viver esteja sempre na sua vida! Saúde: Momento calmo, sem preocupações. Dinheiro: Sem problemas neste campo da sua vida. ESCOR PIÃO Carta Dominante: Ás de Paus, que significa Energia. Amor: Demonstre o seu amor através de um jantar romântico. Que os seus mais belos sonhos se tornem realidade. Saúde: O seu sistema imunitário está muito sensível, seja prudente. Dinheiro: Momento favorável.

SAGITÁRI O Carta Dominante: 9 de Copas, que significa Vitória. Amor: A sua vida amorosa dará uma grande volta brevemente. Que a alegria de viver esteja sempre na sua vida! Saúde: Consulte o seu médico. Dinheiro: Evite gastos supérfluos.

CAPRIC ÓRNI O Carta Dominante: Rei de Paus, que significa Força. Amor: Não deixe que a pessoa que tem ao seu lado sinta a falta da sua atenção e carinho. A felicidade é de tal forma importante que deve esforçar-se para a alcançar. Saúde: O seu sistema nervoso anda um pouco alterado. Dinheiro: Os investimentos estão favorecidos. AQUÁR IO Carta Dominante: 9 de Espadas, que significa Mau Pressentimento. Amor: Não se deixe iludir pelo aspecto físico, procure ver primeiro quem as pessoas são realmente por dentro. Seja verdadeiro, a verdade é eterna e a mentira dura apenas algum tempo. Saúde: Poderá sofrer de alguma retenção de líquidos. Dinheiro: Não seja irresponsável e pense bem no seu futuro.

PEIXES Carta Dominante: 10 de Paus, que significa Sucessos Temporários. Amor: O seu coração poderá ser invadido pela saudade, que o vai deixar melancólico. Não se deixe manipular pelos seus próprios pensamentos! Saúde: Previna-se contra constipações. Dinheiro: Nada o preocupará.


28 Maio 2010

QUOTIDIANOS

Nova Odivelas 3

INTEGRAÇÃO. Há imigrantes bem sucedidos em Odivelas? Saiba tudo na próxima semana.

POLÍTICA

PCP denuncia instabilidade social

N

a mesa da Conferência, que decorreu no Centro de Trabalho de Odivelas do PCP, estiveram Deolinda Santos, líder concelhia, José Almodôvar, Carla Silva, Fernando Henriques e Adventino Amaro, membros da Comissão Política, bem como Ilídio Ferreira vereador da CDU na Câmara de Odivelas. Começando com acusações ao Governo que «Agrava dia-a-dia a situação socioeconómica dos portugueses com o denominado Pacto de Estabilidade e Crescimento, que ao contrário da sua designação, é causador de uma enorme instabilidade social» e que surge agora com «Medidas de austeridade apresentadas pelo bloco central (PS e PSD)» os comunistas não pouparam também a Câmara de Odivelas e a sua presidente apontando algumas situações que consideram de instabilidade social no concelho de Odivelas. As medidas do Governo, no entender do PCP comprometem o futuro do país e liquidam num curto período «Direitos históricos que levaram anos a conquistar». O PCP fala em «Autêntico roubo nos salários e pensões» no aumento dos preços dos bens essenciais, nas privatizações e nos 700 mil desempregados «O que corresponde a mais de 10% da população e é o mais elevado dos últimos 30 anos». Mas se traçam um quadro negro do país, os comunistas de Odivelas não vêm melhor situação no concelho e dizem que «No que se refere à situação socioeconómica da sua população, o Concelho de

Odivelas apresenta uma situação ainda mais grave», afirmando que entre 2008 e 2009 o número de desempregados cresceu no concelho cerca de 41%. O PCP fala também em «Destruição do sector produtivo e industrial», com o encerramento de empresas como a Cometna, a Optilon, a Unalbor e a Satelicor, «Que colocaram no desemprego muitas centenas de trabalhadores». Segundo o PCP as medidas do Governo estrangularam os sectores de maior actividade no concelho, o comércio e a construção civil, e que são responsáveis por 56% do desemprego no nosso território, situação que se agravará com o aumento

do IVA e do IRS que «Vão promover a destruição das poucas empresas que, no concelho, tentam ainda resistir», acusam os comunistas. «A agravar esta situação, a Câmara PS/PSD aprovou uma tabela de taxas com aumentos que, nalguns casos, rondam os 300%», acusou o PCP que anunciou estar a preparar uma iniciativa para levar à reunião de Câmara sobre este assunto, «Porque ou a tabela de taxas aplicada ao pequeno comércio é imediatamente revista ou a Câmara, o PS e PSD, assumem a responsabilidade de estar a contribuir para a ruína do principal sector de actividade do concelho. O PCP tudo fará para travar este descalabro».

Também ao nível salarial o PCP encontra razões de crítica afirmando que Odivelas se classifica em penúltimo lugar na listagem dos concelhos que constituem a grande Lisboa e que o nível do poder de compra é o mais reduzido dos concelhos do distrito, sendo que nos últimos anos diminuiu 11% face à média de poder de compra nacional. Para o PCP «A população activa do concelho de Odivelas é predominantemente constituída por famílias jovens. Famílias estas que tiveram de contrair empréstimos para habitação que, agora, com a precariedade laboral, os baixos salários, a perda de direitos e o aumento sucessivo dos juros, colocam todo o agregado familiar em situação de difícil sobrevivência». Os comunistas falam ainda do aumento da pobreza no concelho onde «Mais de 3000 pessoas recebem rendimento social de inserção, sendo que a sua maioria tem menos de 25 anos» e no ano de 2008 cerca de 2500 pessoas foram apoiadas pelo Banco Alimentar. «Este número tem vindo a aumentar, porque a falta de emprego e a falta de apoios sociais, obrigam a este recurso».

Um Movimento Cívico Independente

Reportagem também na NO TV

www.novaodivelas.tv

SAÚDE

CDU de Famões exige Centro de Saúde

U

ma delegação da CDU de Famões constituída por Catarina Costa, vogal da CDU na Junta de Freguesia de Famões e vários membros da CDU da freguesia entregaram esta Quarta-feira nos Paços do Concelho um abaixo-assinado com quase 630 assinaturas, recolhidas durante o mês de Abril por aquela estrutura política onde se exige a «Construção do prometido Centro de Saúde para a Freguesia de Famões». Tinham intenção de entregar o documento à Presidente da Câmara mas tal não foi possível porque segundo foram enformados Susana Amador não se encontrava nos Paços do Concelho. Catarina Costa disse-nos que face a essa situação pediram para ser recebidos pelo Chefe de Gabinete, José Esteves mas «Disseram-nos que ele não descia e que entregássemos na recepção e foi isso que fizemos». A representante da CDU não considerou

O actual Centro não reúne condições mínimas

«Correcto este tipo de tratamento que é uma falta de respeito à população de Famões que assinou o documento e a uma força política legalmente existente e legitimada

nas urnas pela população». A CDU vai agora enviar o documento para o Ministério da Saúde e para a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. HR

Fotografia: Arquivo NO

Em Conferência de Imprensa realizada na Terçafeira a Comissão Política Concelhia de Odivelas do PCP afirmou que «À medida que o Governo intensifica os ataques aos direitos dos trabalhadores e do povo em geral, nomeadamente no acesso à saúde, à educação, ao trabalho e à protecção social, pioram as condições de vida, degradam-se as condições laborais e cresce o desemprego».

Fotografia: Henrique Ribeiro

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Confunde-se muitas vezes o facto de um movimento cívico não dever ignorar as instituições responsáveis pelas políticas públicas com a indispensabilidade da sua independência na acção. De facto, os movimentos cívicos não têm forçosamente de estar dependentes do poder para implementarem a intervenção na sociedade. Promover parcerias, partilhar projectos, cooperar com outras organizações, articular acções com autarquias, por exemplo, não implica que não se preserve a independência da sua actividade. Pelo contrário, a despeito do trabalho cooperativo, os movimentos cívicos devem ter alguma coisa a acrescentar aos poderes instituídos. É essa a sua razão de existir. Se não têm projectos próprios, se não representam uma mais-valia cívica, então, é um movimento virtual, para cumprir um qualquer objectivo inconfessável. Manter abertura para acções conjuntas não é um sinal de fraqueza, desde que tenham projectos próprios para oferecer à comunidade em que se comprometeram a intervir. Por outro lado, não é indispensável que promovam as suas iniciativas sob o patrocino de outras instituições. Os movimentos cívicos devem ter uma agenda própria e levá-la por diante, mesmo que os poderes públicos não se envolvam nela. É esse o sentido da sua existência independente. Em suma, há todas as vantagens em se congregarem esforços para potenciar a intervenção cívica – quer para os cidadãos, quer para as instituições –, mas quando há resistências a determinadas parcerias, então cada um deve trilhar o seu caminho. Tudo isto vem a propósito do movimento cívico do Posto de Comando, que tem os seus próprios projectos, que tentará realizar em parcerias, mas não deixará de os implementar se não tiver quem o acompanhe. Em breve, divulgaremos aqui o nosso programa de acção. Estamos convictos de que temos algo a acrescentar ao que se tem feito pelo Posto de Comando.

Jorge Martins martinscjorge@gmail.com


4

Nova Odivelas

28 Maio 2010

QUOTIDIANOS MOBILIDADE

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Foi há um ano que nasceu o Voltas, uma carreira urbana de Linha Azul que faz um percurso contínuo entre o Centro Comercial Odivelas Parque e a Estação do Metro de Odivelas passando pelas principais artérias da cidade.

N

o dia 20 de Maio a presidente da Câmara de Odivelas, Susana Amador, acompanhada pelo vereador Paulo César Teixeira e pelo Admi-

nistrador da Rodoviária de Lisboa (RL), Corrêa de Sampaio, viajaram neste autocarro para assinalar este primeiro ano de serviço, que no entender de Susana Amador constituiu um êxito por ter transportado mais de 52 mil passageiros. Nos três primeiros meses, segundo a edil, a afluência não foi muita mas após uma campanha de divulgação promovida pelo município o Voltas começou a entrar no hábito dos Odivelenses e é muito procurado apenas se registando uma afluência menor entre às 08h00 e as 09h00 da manhã e entre as 21h00 e 22h00 segundo o vereador Paulo César. Nos últimos dois meses a média foi 14 mil de utilizadores mês e prevê-se já o alargamento do serviço para os Sábados, por sugestão de muitos utilizadores que

Fotografia: Eduardo Sousa

Um ano às Voltas na cidade

responderam a um inquérito promovido pela Câmara. Segundo a CMO o resultado do inquérito revela uma grande satisfação por parte dos utilizadores em relação

à qualidade deste serviço. Após este ano de serviço o Contrato entre a Câmara e a Rodoviária de Lisboa está a ser revisto para poderem ser feitas algumas

alterações, como o alargamento para o Sábado. Corrêa de Sampaio, mostrou-se satisfeito com as relações de cooperação, a vários níveis, entre a sua empresa e Câmara de Odivelas e assumiu que sem o apoio municipal era impossível à RL manter um serviço como o Voltas. Durante esta viagem comemorativa a presidente da Câmara entregou aos surpreendidos passageiros uma lembrança municipal para assinalar a data e Corrêa de Sampaio entregou cheques livro. As opiniões recolhidas entre os passageiros revelaram que a maioria das pessoas gosta deste serviço, sendo que para alguns é já mesmo indispensável. O alargamento aos fins-de-semana e um percurso que englobe outros locais foram algumas dos pedidos feitos.

TERCEIRA IDADE

T

erminou na Sexta-feira a edição deste ano do Passeio Sénior destinado a residentes do concelho de Odivelas, reformados e com mais de 65 anos, que levou à Quinta do Falcão, em Tomar, cerca de 1.500 idosos divididos em 6 dias. Susana Amador, presidente da Câmara e Fernanda Franchi, vereadora da Acção Social, acompanharam todos os passeios, assim como alguns presidentes das juntas de freguesia. Durante um dia inteiro os participantes no passeio puderam visitar a Quinta do Falcão, propriedade do toureiro Rui Salvador e admirar as belezas da quinta como os museus que Rui Salvador mantém, de coches, trajes tauromáquicos e selas e arreios. Após as visitas acontece o almoço convívio, seguido de um baile animado com música ao vivo. Após o baile tem lugar o lanche e o regresso a Odivelas, não sem antes todos os participantes receberem PUB

um poster de Rui Salvador com autógrafo personalizado do toureiro. Todos os dias o elemento mais idoso recebe uma lembrança das mãos de Susana Amador. No dia 21, em que a nossa reportagem acompanhou o passeio a senhora mais idosa foi Ana Catarina Dias, de 88 anos. Em conversa que mantivemos com alguns dos participantes deste evento recolhemos opiniões muito favoráveis acerca do passeio, havendo mesmo quem nos dissesse que era um dos melhores dias do ano e que esperavam ansiosamente o dia da viagem. Susana Amador dirigindo-se aos passeantes, referiu que neste último dia já se sentiam as saudades do passeio e fez um balanço positivo dizendo que as coisas correm muito bem porque a equipa da acção social, que está por detrás deste passeio, tem feito um bom trabalho. «É com enorme gosto que hoje estou aqui convosco. Sei que este passeio é

Fotografia: Eduardo Sousa

Seniores de Odivelas passam um dia em Tomar

sempre um momento importante para todos e um dia especial que todos vão guardar na lembrança para aqueles dias menos bons, os dias menos felizes. É um dia bonito, um dia em que convivem uns com os outros e fazem novas amizades, conhecem sítios novos e, acima de tudo é um dia para ser feliz», disse a edil, manifestando o seu desejo, en-

quanto presidente de Câmara, que todos os dias pudessem ser de felicidade para todas as pessoas. «Infelizmente isso nem sempre se consegue mas pelo menos hoje eu sei que os pensamentos negativos foram afastados e que todos estão concentrados a pensar em coisas boas. A melhor arma para combatermos a doença, a depressão, a tristeza e a soli-

dão é o sorriso. Quanto mais nós sorrimos menos problemas de saúde temos, mais bem-dispostos ficamos e acima de tudo a vida corre-nos melhor». A presidente da CMO disse também que tão importante como os dias felizes e alegres é «A necessidade de cada um de nós puder ajudar os outros. Esse é o grande objectivo da Câmara Municipal e deve ser o vosso objectivo ao longo da vida, é pensar que há sempre alguém que está pior do que nós, que tem mais problemas de saúde, que tem menos dinheiro e que está mais só. Se cada um de nós ajudar uma pessoa seguramente se sentirá melhor e mais feliz porque se esqueceu dos próprios problemas ao ajudar os outros a resolver os seus». Susana Amador referiu as dificuldades económicas do país e do município de Odivelas e sublinhou que a união de todos é fundamental para resolver os problemas e que as prioridades sociais da Câmara se vão manter apesar das dificuldades. HR


28 Maio 2010

Nova Odivelas 5

ROTÁRIOS. Jantar Anual dia 01 de Junho do Rotary Clube de Odivelas. Leia no Nova Odivelas e veja na NO TV em www.novaodivelas.tv ACIDENTE

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Uma criança de 12 anos residente no Vale do Forno perdeu a vida este Sábado ao afogar-se no Rio da Costa, em Odivelas, apesar dos esforços feitos para o seu salvamento por parte dos Bombeiros de Odivelas.

O

acidente ocorreu cerca das 19h30 e segundo testemunhos recolhidos no local a criança estava com um grupo de amigos a brincar nas margens do rio. Alguns dos testemunhos referem que as crianças se encontravam a nadar no rio, mas segundo fonte da PSP os colegas que brincavam com ele disseram que estavam a jogar a bola que caiu ao rio e que a criança

saltou para a ir buscar. Embora ao longo de todo o seu percurso o Rio da Costa tenha pouca altura de água, naquele local, devido a uma pequena cascata existente, as terras vão sendo retiradas e existe um fundão com cerca de cinco metros segundo estimativa dos bombeiros. Por não ter equipa de mergulhadores os Bombeiros de Odivelas solicitaram ao Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) o envio de uma equipa dos Bombeiros da Amadora. No entanto a criança acabaria por ser retirada do rio devido à coragem dos primeiros bombeiros de Odivelas a chegar ao local. Apesar da falta de equipamento e de especialização no mergulho o bombeiro de 1ª Fernando Ferreira, acompanhado dos bombeiros de 3ª Carlos Alves e Hugo Gomes, apenas com um aparelho respiratório individual dos usados no combate a incêndios, atiraram-se à água e conseguiram retirar a criança antes da chegada dos mergulhadores. Infe-

Fotografia: Henrique Ribeiro

Criança afogada no Rio da Costa

lizmente este acto de coragem não foi recompensado porque apesar de todos os esforços de reanimação da equipa do INEM não foi possível salvar o menino. A nossa reportagem no local ouviu vários testemunhos que deram conta que quer o INEM quer os Bombeiros de Odivelas tudo fizeram para salvar a criança mas que o tempo de permanência na água foi

demasiado para que houvesse alguma possibilidade de reanimação. Alguns moradores disseram-nos ser frequente algumas crianças brincaram na água naquele troço do rio e apontaram a necessidade de colocar placas de proibição de nadar e água imprópria embora reconhecessem que essas placas não evitariam este acidente que era completamente imprevisível.

No local estiveram 13 elementos dos Bombeiros de Odivelas, com 4 viaturas, a PSP de Odivelas, o INEM, uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros Voluntários da Amadora e o Serviço Municipal de Protecção Civil de Odivelas. Os vereadores Paulo César e Fernanda Franchi, com os pelouros da Protecção Civil e Educação, respectivamente, também estiveram no local para se inteirarem do sucedido, bem como o presidente da Junta de Freguesia de Odivelas, Vítor Machado e o seu vogal Pedro Martins. Paulo César e Vítor Machado «Neste hora de dor» manifestaramse solidários com os pais e restantes familiares da criança e disponíveis para ajudar no que se vier a verificar necessário. Para já foi destacada uma psicóloga da Câmara Municipal de Odivelas para apoiar os pais e os colegas que se encontravam com a criança na altura do acidente. A Polícia de Segurança Pública está a investigar a ocorrência.

SAÚDE

A

crónica falta de cuidados de saúde foi o mote para esta nova acção do Movimentos mais Saúde da Freguesia de Odivelas e das Comissões de Utentes dos Serviços de Saúde das Freguesias de Caneças, Famões, Olival Basto, Pontinha, Póvoa de Santo Adrião e Ramada. Se o protesto visava a recente redução de duas horas diárias no horário de funcionamento de CATUS de Odivelas «O único serviço de urgência do concelho» onde existem mais de 50 mil pessoas sem médico de família, também exigia a construção dos Centros de Saúde de Famões, Pontinha, Póvoa de Santo Adrião e Odivelas, mais médicos e enfermeiros e consultas de especialidade.

Grandes faixas das várias Comissões de Utentes e cartazes empunhados pelos manifestantes lembravam as várias deficiências da saúde em Odivelas. Natália Santos, dirigente do Movimento mais Saúde sublinhou que «Os equipamentos existentes estão num estado de degradação inaceitável, quando há promessas de novos centros de saúde há décadas, que têm vindo sempre a ser adiadas» havendo em alguns casos terrenos já disponibilizados para o efeito. A responsável do Movimento disse ainda que «As condições de saúde em Odivelas são absolutamente indignas para utentes e profissionais. Somos um dos concelhos do país com piores cuidados de saúde», disse Natália Santos que

Fotografia: Henrique Ribeiro

Cordão Humano pela Saúde em Odivelas afirmou ainda que «Nestes últimos anos o investimento feito nesta área em Odivelas tem sido nulo. Queremos cuidados de saúde dignos e de qualidade». Nesta Cordão Humano participaram também os dois vereadores da CDU na Câmara de Odivelas, Ilídio Ferreira e Rui Francisco; o presidente da Junta de Freguesia de Caneças, Armindo Fernandes, a responsável pela Comissão Política Concelhia de Odivelas, Deolinda Santos; vário elementos do Movimento Odivelas no Coração entre os quais os seus dirigentes Manuel Cunha e Vítor Peixoto e vários militantes do Bloco de Esquerda, entre os quais António Rodrigues que encabeçou a lista do BE à Câmara de

Odivelas nas últimas eleições. Em comentários que pode ver na íntegra na NO TV, todos estes dirigentes foram unânimes na necessidade destes protestos e manifestaram-se ao lado da população nesta luta. Durante toda a semana o Movimento Mais Saúde promoveu acções de sensibilização da população para esta luta e continuou com a recolha de assinaturas do abaixo-assinado iniciado em Abril. Neste momento esse documento de protesto já com mais de 3 mil assinaturas e a recolha vai continuar até que sejam conseguidos 4 mil subscritores, altura em que o abaixo-assinado será entregue às entidades responsáveis pela saúde. HR PUB


6

Nova Odivelas

28 Maio 2010

71

Ponto & Vírgula

O ponto-e-vírgula marca uma pausa mais longa que a da vírgula (para que se aprenda a respirar), no entanto menor que a do ponto (para que não se perca a oportunidade de agir).

Conto de fadas… ou não

U

Universidade Sénior

Mundo das Tropelias

Estou na universidade!

Criar a Brincar…

Teresa Salvado teresa_salvado@coisas.info

m conto de fadas tem bons e vilões. Os maus tentam fazer mal aos bons, mas no final o bem vence o mal e os heróis vivem felizes para sempre. Esta história que me chegou pela Internet é conhecida, real e quem sabe não poderá ter um dos tais finais felizes. Esta história tem um país pequenino à beira mar plantado, políticos corruptos, directores de bancos incompetentes e vendidos. E não, não estou a falar de Portugal, porque este país a que me refiro tem uma imprensa livre, um sistema judicial competente e tribunais que realmente funcionam. Esta história que aqui vou resumir é sobre um país que se chama Islândia (sim, o país do famoso vulcão que quase parou o Mundo) e que em 2008 entrou em processo de falência, bancarrota. Sim, estes termos são-nos bem familiares nos dias de hoje. Em Outubro de 2008, o sistema bancário islandês, cujos activos representavam o equivalente a dez vezes o Produto Interno Bruto do país, implodiu, provocando a desvalorização acentuada da moeda e uma crise económica nuca antes vista. E, em 2009 o país abriu falência. Não vou aqui falar sobre como os islandeses resolveram a sua situação económica. Vou falar sim de uma coisa que em Portugal não sabemos o que é: responsáveis e consequências. Na Islândia, dois ex-directores do banco islandês Kaupthing, nacionalizado de urgência em 2008, foram presos recentemente e a lista de possíveis detidos nas próximas semanas envolve mais de 125 personalidades, segundo a imprensa daquele país. Estes dois directores do banco islandês, acusados de terem arrastado o país para a bancarrota em finais de 2009, foram presos ainda no primeiro semestre de 2010. Acusação: conduta bancária criminosa e cumplicidade na bancarrota da Islândia. Possibilidade de pena: pelo menos oito anos de cadeia, confiscação de todos os bens a favor do Estado e pagamento de avultadas indemnizações. A imprensa islandesa fala que estas são as primeiras de uma longa lista de detenções de responsáveis pela ruína do país. E ao que parece na lista de possíveis detenções estão mais de 125 personalidades da antiga elite política, bancária e financeira, com destaque para o ex-ministro da Banca, o ex-ministro das Finanças, dois antigos primeiros-ministros e o ex-governador do banco central. Terá alguma vez Portugal a coragem de fazer o mesmo?

É

domingo! Depois de um dia pachorrento, vem a perspectiva de uma segunda-feira cheia de acção e divertimento. Penso que os meus colegas partilham do mesmo sentimento pois, tal como eu, andam sempre bem-dispostos e não faltam às aulas (se tivéssemos sido assim em novos, provavelmente hoje, teríamos um país de doutores). Bem… Na primeira pessoa, vou tentar explicar tudo aquilo que mudou na minha vida, desde que comecei a frequentar a Universidade. Antes, era uma pessoa comum. Uma pessoa simples, de meia-idade que, depois de filhos e netos criados, já não tinha incentivo para mais nada. Vivia triste. Sem objectivos. Agora, estou alegre! Relembrando a minha meninice, relembro os momentos em que era tão feliz. Os colegas, o cheiro a giz, os professores que são tão queridos e a quem damos tanto trabalho extra, por nos aturarem com as nossas interrupções, querendo falar todos os mesmo tempo, fazendo relembrar as nossas crianças. Sim! Porque nós, se fizéssemos isto no nosso tempo, o mais provável era irmos olhar a parede de costas para os nossos colegas. Quero afirmar, com toda a certeza, que ganhei Alegria, Conhecimento e Boas Amizades, que espero permaneçam para sempre. E concluo com aquela conhecida frase: - «Conseguias viver sem a Universidade Sénior de Odivelas?». Respondo: - «Sim, conseguia, mas não era a mesma coisa…».

O Mundo das Tropelias defende a ideia de que a criança aprende a brincar e que a brincadeira pode ser uma ferramenta privilegiada para o crescimento de crianças equilibradas. Através das brincadeiras as crianças potenciam a sua curiosidade, autoconfiança, autonomia e concentração. Torna-se então indispensável que a criança desfrute de tempo e de espaço para brincar. Através de aprendizagens lúdicas a criança atinge mais facilmente o seu sentido crítico, explorando e reflectindo sobre a realidade. Actualmente, as crianças necessitam, ainda mais, de motivação e de acções que proporcionem reflexões e descobertas para o desenvolvimento do seu intelecto. Para o Mundo das Tropelias as novas descobertas simbolizam um instrumento pedagógico que desenvolve e enriquece a personalidade das nossas crianças. A nossa actividade de exploração do barro procurou ir ao encontro da necessidade de “criar a brincar”, proporcionando uma nova experiência, onde mais uma vez se desafiou a criatividade e a autonomia dos nossos alunos. Professora Raquel Gomes Mundo das Tropelias

Madalena Malhão PUB

PUBLIRREPORTAGEM


28 Maio 2010

Nova Odivelas 7 PUB


8

Nova Odivelas

28 Maio 2010

ACTUALIDADE PROTECÇÃO CIVIL

Henrique Ribeiro henrique_ribeiro@simpruspress.pt

Os Bombeiros Voluntários de Odivelas promoveram o seu 1º Seminário Técnico de Desencarceramento e Extracção de Vítimas em Veículos Pesados de Mercadorias que trouxe a Odivelas bombeiros de quase todos os distritos do continente na primeira acção de formação desta temática promovida por um Corpo de Bombeiros.

A

penas o distrito da Guarda não teve nenhum Corpo de Bombeiros nesta acção que contou com a presença de 120 bombeiros vindos de quase todo o país e com dois bombeiros vindos de Espanha. Também participaram elementos de Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa e de várias Companhias de Sapadores Bombeiros. Carlos Dinis, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Odivelas, explicou-nos que este evento surgiu de «Um desafio de um dos meus adjuntos, Renato Marques, que é formador na área de desencarceramento e que frequentou o primeiro curso que se realizou em Portugal de desencarceramento em veículos pesados». Tendo o desafio sido aceite Renato Marques, com o 2º Comandante Fernando Santos, colocou mãos á obra e avançou com a realização deste seminário designado de Dia de Treino Técnico. Carlos Dinis reputa este Treino Técnico muito importante porque PUB

a maioria dos bombeiros tem apenas formação de desencarceramento em viaturas ligeiras e «É muito diferente o trabalho numa viatura ligeira e numa viatura pesada de mercadorias» principalmente em viaturas produzidas a partir de 2003 que trazem novos sistemas de protecção do condutor, inclusive barras de aço que atravessam toda a cabine da viatura e obrigam os bombeiros a conhecer os pontos onde é possível proceder aos cortes para extracção da vítima. Organizar um evento destes não é fácil, mas Carlos Dinis disse-nos que os seus dois Adjuntos são jovens e cheios de energia e por isso em seis meses foi possível desenvolver todo o trabalho organizativo destes evento e o sucesso foi de tal forma que dois meses antes da data da realização já estavam as inscrições esgotadas e mais 6o pedidos em fila de espera para eventuais desistências. «Claro que tiveram todo o meu apoio, o apoio do 2º Comandante, Fernando Santos, que foi inexcedível no trabalho mas foi um esforço muito grande do Adjunto Renato Marques». Mostrando que havia muita necessidade deste tipo de seminário a adesão foi espontânea e cerca de 70% dos Corpos de Bombeiros do país estiveram representados. Segundo o Comandante todas as pessoas contactadas para o apoio ao evento aderiram de imediato. Primeiro foram contactados os formadores. Renato Marques convidou os seus colegas de curso que aceitaram participar. Como o número de formadores de pesados ainda não é suficiente foram também convidados alguns formadores em veículos ligeiros a quem foi ministrada a formação necessária para também poderem participar neste seminário como formadores em veículos pesados de mercadorias.

Fotografias: Henrique Ribeiro

Formação em Odivelas com

Com a questão dos formadores resolvida «Foi contactada a Câmara de Odivelas no sentido de se encontrar um local com alguma dignidade para um evento deste tipo e também para a obtenção de algum apoio» explicou Carlos Dinis. «A Câmara foi inexcedível e percebeu a importância do evento até porque era a primeira vez que se fazia algo do género no país e foi importante que isso acontecesse em Odivelas que assim foi dada a conhecer. Sendo um concelho com 26 quilómetros quadrados, tem uma capacidade de socorro superior a muitos outros concelhos, com três Corpos de Bombeiros bem distribuídos e com uma capacidade de socorro enorme e muita gente que veio de

fora não conhecia esta realidade». Este evento, na opinião de Carlos Dinis, serviu também para a obtenção de conhecimentos e contactos para eventos futuros, pairando já no ar a ideia de um novo Dia Técnico no próximo ano. Hoje, os Bombeiros de Odivelas têm equipamento capaz de responder a este tipo de sinistros, através de uma viatura pesada de desencarceramento que foi inaugurada em Junho de 2009 e que representou um investimento de 60 mil euros, contendo o mais moderno equipamento da Holmatro que existe no mercado, mas a maioria dos Corpos de Bombeiros do país ainda não dispõem deste tipo de equipamento, segundo a


28 Maio 2010

Nova Odivelas 9

MAIS INFORMAÇÃO. As notícias dia-a-dia para ler em www.diariodeodivelas.com e para ver em www.novaodivelas.tv

Fotografia: Eduardo Sousa/CMO

m bombeiros de todo o país

Câmara acolheu bem a iniciativa Ao acolher nos passados dias 21 e 22 de Maio, a 1ª edição do Dia de Treino Técnico (DTT), a Câmara Municipal de Odivelas deu mais uma demonstração da importância que dá à Protecção Civil e aos Bombeiros, neste caso também à sua permanente formação. Ao longo dos últimos anos, o investimento que o Município de Odivelas tem feito ao nível da Protecção Civil, nomeadamente no apoio e condições prestadas às três corporações de Bombeiros do Concelho (Caneças, Odivelas e Pontinha), no sentido destas estarem aptas a responder aos problemas e desafios com que nos confrontamos, tem sido uma marca indiscutível e reconhecida por todos. Por isso, não poderíamos deixar, agora, de nos associar a este importante momento de formação. No DTT, participaram 120 bombeiros, oriundos de vários locais do País, do norte ao sul, e de algumas corporações espanholas. Foram horas de intenso trabalho, ao longo das quais os participantes obtiveram conhecimentos técnicos, teóricos e práticos, para desencarceramento, em

especial no âmbito da extracção de vítimas encarceradas em veículos pesados de mercadorias. São formações sensíveis e, como reconheceremos, de extrema importância, pela necessidade de contarmos com bombeiros habilitados e qualificados no exercício da sua nobre missão pública, pelo auxílio e ajuda que nos prestam nos momentos mais delicados e urgentes. É evidente que parte do sucesso do DTT dependeu dos formadores, de grande qualidade, dos quais alguns fazem parte dos Bombeiros de Odivelas. O nosso Município continua a demonstrar por que pertence ao roteiro das boas práticas a nível nacional. Outro exemplo disso é o nosso Plano Municipal de Emergência. Dos 308 concelhos do País, só quatro têm o seu documento aprovado pela autoridade nacional competente, um dos quais é Odivelas. A nossa aposta na Protecção Civil faz-se todos os dias, visando a segurança e bem-estar das pessoas. Susana Amador, presidente CMO

opinião do Comandante de Odivelas. «Mesmo Odivelas está um pouco limitado nesta área porque se abrem novas fronteiras que desconhecíamos. Todo o material de desencarceramento existente nos Corpos de Bombeiros adquirido antes de 2003 não tem capacidade de corte para as cabines dos pesados. O equipamento que era o melhor do mundo antes de 2003 hoje não consegue cortar uma dobradiça de um veículo pesado produzido a partir desse ano. As técnicas de construção de viaturas e as normas europeias obrigaram à introdução de novos equipamentos de protecção que as tesouras mais antigas não conseguem cortar». Se em Odivelas vier a acontecer um acidente com veículos pesados de mercadorias Odivelas tem equipamento e pessoal capaz para uma operação de socorro desse tipo, afirmou o Comandante dos Bombeiros de Odivelas. «A operação de corte das duas primeiras cabinas deste Dia Técnico esteve a cargo do nosso pessoal que se mostrou à altura da situação».

A logística deste evento, com o transporte para o local de 10 cabinas de grande porte e de um semireboque completo não foi fácil e só se tornou possível, segundo Carlos Dinis, com o apoio da Câmara de Odivelas e da empresa Laso que ajudaram no transporte. O evento contou também com o apoio de outras empresas como a Transsucatas que emprestou as cabines dos pesados. «Foi difícil mas conseguiu-se contornar os problemas e obstáculos» Carlos Dinis considera que este evento foi «O pontapé de saída. A partir de agora haverá outros eventos no país». Os próprios Bombeiros de Odivelas já pensaram na possibilidade de dar continuidade a este tipo de exercícios. Agora é tempo de balanço, analisar os pormenores e depois avançar. «Para o Comandante dos Bombeiros de Odivelas este evento foi muito positivo». Reportagem também na NO TV

www.novaodivelas.tv PUB


10 PUB

PUB

Nova Odivelas

28 Maio 2010


28 Maio 2010

DESPORTIVAMENTE

Nova Odivelas 11

DESPORTO. Também está presente na NO TV. Veja ou reveja sempre que quiser.

FUTEBOL

AGENDA FIM-DE-SEMANA [29 e 30 MAI]

Em fim de competições

Sábado ANDEBOL Juvenis: Gin. Odivelas ● Paço d'Arcos

Odivelas 2 X 7 Benfica

N

o complexo desportivo do Odivelas debaixo de um calor intenso, o Odivelas recebeu Benfica para um jogo da Divisão de Honra de Juvenis onde tudo já está resolvido. Foi um jogo muito lento para jovens jogadores, talvez devido a estarem já a pensar na próxima época. Valeu aos espectadores a boa execução dos golos. A primeira parte, terminou com o Benfica a vencer por três bolas a zero. No segundo tempo, o Odivelas querendo despedir-se dos seus FUTSAL

Tenente Valdez 3 X 5 Alta de Lisboa adeptos da melhor forma, veio a marcar dois golos, mas deixou sofrer mais quatro do Benfica, que veio a terminar a partida a vencer por sete bolas a duas. Esperamos que a nova época seja mais motivante para a equipa do Odivelas, que apesar de boa organização, não conseguiu os objectivos. Boa arbitragem. Um jogo de Escolas B que foi interessante com ambas as equipas a entregarem-se com entusiasmo ao jogo, com jogadas bem executadas. O Alta foi o primeiro a marcar,

Odivelas 4 X 4 Povoense

mas o Tenente não se deixou intimidar e chegou ao intervalo a vencer por três bolas a uma. O Alta veio para o segundo tempo com total entrega e vontade de dar a volta ao resultado, vindo a vencer o jogo, marcando mais quatro golos sem resposta. Boa partida de futebol, com arbitragem sem reparos. Numa manhã bonita e com tempo agradável, os dois clubes entraram em campo para disputar os primeiros lugares, para o Título de Campeão em Escolas C.

ATLETISMO

FUTSAL

Escolas e Sorteio do Torneio de Futsal Infantis dos Luís Ferreira Bons Dias são campeões O distritais

A

s equipas de Infantis e de Escolas dos Bons Dias sagraram-se campeãs distritais de Futsal. Depois de longos meses de árdua competição com as suas congéneres os Escalões mais jovens do Grupo Desportivo dos Bons Dias conseguiram este fim-de-semana os respectivos títulos num ano especial para a Associação de Futebol de Lisboa que comemora o seu primeiro centenário. O escalão de Escolas tornou-se Campeão absoluto depois de vencer a Fase Final que disputou com as equipas do Infantado, Caxienses e GROB. Os Infantis sagraram-se campeões da 2ª divisão e portanto o direito de participar na próxima época desportiva na principal divisão do respectivo escalão. Os Bons Dias tiveram de levar de vencida as equipas do Infantado, Tercena, Futsal de Oeiras, Forte da Casa e Bairro dos Lóios.

PSAAC realizou o Sorteio do Torneio de Futsal Luís Ferreira nos escalões de infantis e juniores femininos. Os jogos serão no domingo 6 de Junho de 2010, no Pavilhão da Escola Secundária Pedro Alexandrino na Póvoa de Santo Adrião, com o seguinte calendário: Infantis: Forte da Casa x Milharado 09:30/10:20 Juniores Femininos: Casa Povo Aveiras de Cima x Nova Morada - 10:30/11:20 Infantis: PSAAC x Escorpiões 11:30/12:20 Juniores Femininos: PSAAC x Quinta dos Lombos 12:30/13:20 3º/4º - Infantis: Vencido Jogo A x Vencido Jogo C - 16:00/16:50 3º/4º - Juniores Femininos: Vencido Jogo B x Vencido Jogo D - 17:00/17:50 Final - Infantis: Vencedor Jogo A x Vencedor Jogo C 18:00/18:50 Final - Juniores Femininos: Vencedor Jogo B x Vencedor Jogo D

Partida disputadíssima, com um futebol bem praticado, com bonitas jogadas e com golos de boa execução. O Povoense inaugurou o marcador, estando a vencer por duas bolas a zero, mas o Odivelas conseguiu a igualdade antes do intervalo. No recomeço, o Odivelas marcou, mas o jogo repartido em ambos os lados, chegou ao final com a igualdade a quatro bolas. Jogo que muitos praticantes adultos deviam assistir, bem praticado, disciplinado e com boa arbitragem. António Mota

- 19:00/19:50 Entrega de Prémios: 20:00/20:15 Haverá Taças para todas as equipas participantes e troféus para os melhores marcadores, jogadores e guarda-redes. Esta V edição do Torneio do PSAAC conta o Jornal Nova Odivelas, Nova Odivelas TV e Diário de Odivelas como Media Partners.

www.novaodivelas.pt > O seu jornal na Internet

Torneio Escolar em Caneças

V

ai decorrer este Sábado na Escola Secundária de Caneças o IV Torneio Nacional de Basquetebol Feminino promovido pela Escola Secundária de Caneças e pelo Colégio Manuel Bernardes em Infantis e Iniciados. Os jogos iniciam-se às 09h30 e em Infantis participam: Académica de Coimbra, Benfica; Campo Flores, de Setúbal; Colégio Calvão, de Aveiro; Escola de Algueirão, Sintra; Alto do Moinhos, Loures; CMB, de Lisboa e União do Forte, Vila Franca de Xira. As finais terão lugar das 11h30 às 15h30. Em Iniciados vão participar equipas da Secundária de Caneças; do Carnide Clube, de São Teotónio, Coimbra; do Colégio Calvão, de Aveiro; do Seia Basket, da Guarda; Selecção do Algarve. ATLETISMO

Grande Prémio da Póvoa

A

Junta de freguesia da Póvoa de Santo Adrião promove no Domingo a 17º edição do Grande Prémio de Atletismo daquela freguesia esperando-se a participação de várias centenas de atletas.

Fotografias: António Mota

FUTEBOL Juniores: Sacavenense ● CAC Infantis: Caneças ● Ponte Frielas Infantis: Odivelas FC B ● Sanjoanense Infantis: Sacavenense ● Santa Maria Infantis: Tenente Valdez ● Ericeirense Escolas: Odivelas FC ● Sporting Escolas: Odivelas FC B ● Trajouce Escolas: Alta Lisboa ● Odivelas FC C FUTSAL Seniores: Santa Cruz ● Famões Seniores: Escorpiões ● GROB Seniores fem.: Caneças ● Povoense Juniores: UDA ● Arroja Juniores fem.: Nova Morada ● PSAAC Infantis: PSAAC ● ACO Infantis: Arroja ● Monte Maior Infantis: Oeiras ● Bons Dias Infantis: São Brás B ● Patameiras Infantis: Sacavenense ● GROB Escolas: Portela ● Arroja Escolas: Infantado ● Bons Dias Escolas: Patameiras ● Bons Dias B Escolas: Caxienses ● GROB

RESULTADOS FIM-DE-SEMANA [22e 23 MAI] ANDEBOL Seniores: Gin. Odivelas 32 ● 30 Pombal Iniciados: Oriental 31 ● 30 Gin. Odivelas FUTEBOL Juniores: CAC 4 ● 3 Carregado Juvenis: Carregado 3 ● 5 CAC Juvenis: Odivelas FC B 2 ● 7 Benfica B Iniciados: CAC 1 ● 1 Mafra Iniciados: Benfica B 0 ● 0 Odivelas FC Infantis: Oliv. Moscavide 17 ● 0 Caneças Infantis: Arsenal 72 0 ● 2 Caneças B FUTSAL Seniores: Famões 4 ● 3 Barroense Seniores: GROB 2 ● 4 Vialonga Seniores fem.: Caneças 1 ● 1 Onze Unidos Juniores: Arroja 2 ● 6 Tunelense Juniores fem.: PSAAC 1 ● 7 CP Aveiras Infantis: ACO 9 ● 3 ACC B Infantis: Bons Dias 5 ● 2 Tercena Infantis: Patameiras 6 ● 3 Escorpiões Infantis: Fonsecas 4 ● 3 PSAAC Escolas: Caxienses 1 ● 7 Bons Dias Escolas: Bons Dias B 3 ● 1 Infantado Escolas: GROB 2 ● 0 Infantado Escolas: Manjoeira 2 ● 4 Patameiras

BADMINGTON

Atleta da ARCIP convocado

O

atleta João Bernardo Alves, da Associação Recreativa e Cultural Indo Portuguesa foi convocado para o 6º estágio das selecções nacionais, que se vai realizar este fimde-semana nas Caldas da Rainha. É a primeira vez que este atleta participa nestes estágios.

O Desporto também passa pela NO TV. www.novaodivelas.tv


12

Nova Odivelas

28 Maio 2010

EMPREENDEDORES

PUBLIRREPORTAGEM. A sua empresa no Nova Odivelas. Informe-se. Telemóvel: 966 569 857

PUBLIRREPORTAGEM

“Lição de Enologia” no

Forno da Cidade

A capacidade de surpreender do Forno de Cidade voltou a manifestar-se no 42º Prova de Vinhos que teve lugar na Segundafeira. O Enólogo convidado, Paulo Laureano, trouxe vários vinhos “em bruto” da sua herdade para que os participantes da prova pudessem desenhar o seu próprio vinho.

N

uno Neves de Sousa, gerente do Forno da Cidade considerou Paulo Laureano «Um grande mestre» que estava ali para «Apresentar os vinhos de uma forma muito original, explicando alguns dos segredos que todos os dias passam pelos seus laboratórios». Paulo Laureano tornou esta prova numa interessante e didáctica aula de enologia, desafiando os presentes «A serem enólogos por um bocadinho». Para o enólogo «É interessante saber a história do vinho, o que está por detrás dele, o que faz com que tenha estes ou aqueles sabores. São coisas muito simples e é muito mais fácil tirar prazer de um vinho se soubermos a sua história». Por isso o enólogo forneceu as pistas que considerou necessárias, explicando as características dos vinhos e das castas. «A enologia é uma ciência e depende de muito conhecimento mas também de sensibilidade. Quando juntamos diferentes castas e diferentes vinhos para chegar a determinado resultado o que faz a diferença é a sensibilidade do enólogo e cada enólogo desenha o seu vinho de forma diferente e os consumidores gostam mais de uns ou de outros de acordo com os seus próprios gostos e por isso é que o vinho é uma coisa tão interessante». O que define o vinho são a casta, o clima e o solo. «A tecnologia pode ser o quarto factor mas quando se usa de mais fazemos os vinhos todos iguais e o que os deve distinguir é a diferença, a personalidade, a identidade» e essa identidade só se expressa quando o enólogo deixa que o clima, o solo e a casta estejam presente dentro do copo. «Quando deixamos que a tecnologia seja algo muito importante perdemos o resto». O clima é um dos factores mais determinantes na qualidade dos vinhos «Se o vinho tem uma acidez marcante e não tem teores alcoóli-

cos muito fortes e tem aromas mais frescos provavelmente estamos a falar de um vinho produzido numa região mais fria. Se tem teores alcoólicos mais elevados, menor acidez e teores mais maduros, estaremos na presença de um vinho de uma região mais quente». Os solos também marcam os vinhos

de uma forma intensa. «Eles portugueses muitas vezes não olham com atenção para aquilo que temos. Eu defendo com unhas e dentes fazer vinhos com castas exclusivamente portuguesas porque me orgulho dessas castas e não tenho medo de falar sobre elas. Não tenho nada contra as castas internacionais são

OS VINHOS DA PROVA Paulo Laureano Premium Branco 2009 > 8,90 euros Paulo Laureano Premium Tinto 2008 > 11,90 euros Paulo Laureano Selection Tinto Grossa 2006 > 29,90 euros

tão boas como as nossas, ou melhor, são diferentes e é isso que é interessante. Mas falamos mais facilmente dos solos calcários estrangeiros do que da influência dos solos de xisto do Douro, ou das manchas de xisto no Alentejo, ou das areias em Colares e isso tem influência nos vinhos. Os vinhos quando são produzidos em solos de areias têm teores de cor mais fracos, Se virem um rabisco produzido em solo de argila e um Rabisco de Colares a cor é completamente diferente». No que diz respeito às castas «Nós temos um património vitivinícola riquíssimo e único no mundo e nesta época de globalização os nossos vinhos começam a ter uma imagem de credibilidade lá fora». Depois das explicações Paulo Laureano mandou servir vinhos “em bruto” de castas portuguesas e juntando dois vinhos, os enólogos por um momento desenharam um terceiro vinho, numa experiência única que acabou por resultar em novos vinhos feitos ao gosto destes enólogos. Nesta prova, para acompanhar os vinhos de Paulo Laureano, além das iguarias preparadas pelo Forno da Cidade esteve o excelente presunto Cinco Jotas, produzido há 125 pela empresa espanhola Sanchez Romero Carvajal, representada em Portugal pela “Paladares de Origem” que apresentou também queijos de Azeitão, Tolosa e de ovelha curado. Foi mais uma prova para surpreender e agradar, à imagem de todos os eventos do Forno da Cidade.


28 Maio 2010

Nova Odivelas 13 PUB


14

Nova Odivelas

28 Maio 2010

EMPREENDEDORES

PUBLIRREPORTAGEM. A sua empresa no Nova Odivelas. Informe-se. Telemóvel: 966 569 857

PUBLIRREPORTAGEM

PUBLIRREPORTAGEM

IKEA Loures já abriu

Conceito Met Carnes chegou às Colinas do Cruzeiro

A maior loja IKEA da Península Ibérica abriu na Terça-feira, em Frielas, no concelho de Loures representando um investimento de 70 milhões de euros e proporcionando a criação de 480 postos de trabalho.

A Urbanização Colinas do Cruzeiro recebeu há duas semanas uma mais-valia importante para o acesso a bens de qualidade. O conceito Met Carnes já marca presença nesta urbanização de Odivelas com carnes das melhores origens nacionais, atendimento de excelência por profissionais reconhecidos no ramo e preços como só uma empresa sólida e com grande capacidade negocial consegue.

A

cerimónia inaugural contou com a presença da Ministra do Trabalho e da Solidariedade Social, Helena André, do Secretário de Estado Adjunto, da Indústria e do Desenvolvimento, Fernando Medina, do Embaixador da Suécia em Portugal, Bengt Lundborg e do presidente da Câmara Municipal de Loures, Carlos Teixeira. Um pequeno-almoço institucional de inspiração sueca marcou a abertura e contou também com a participação de Kristina Johansson, Directora Geral IKEA Portugal, António Machado, Director de Expansão IKEA Portugal e Pedro Abreu, Director de Loja IKEA Loures. Na cerimónia inaugural usaram da palavra a Ministra do Trabalho, o Secretário de Estado, o presidente da Câmara de Loures, o embaixador da Suécia, a Directora Geral da IKEA Portugal, o Director de Expansão e o responsável pela nova loja. Pedro Abreu, Store Manager da IKEA Loures, considerou o dia como «Um momento muito especial para toda a equipa da IKEA Portugal. Hoje, inaugurámos a terceira loja IKEA no nosso país, realizando mais um objectivo no cumprimento do nosso plano de expansão. É com muita satisfação que inauguramos a IKEA Loures, que nos permitirá ficar ainda mais perto dos nossos clientes e oferecer-lhes artigos de qualidade, com design, funcionais e a preços acessíveis, de forma a facilitar ainda mais o seu dia-a-dia». Localizada na freguesia de Frielas, a IKEA Loures é agora a maior loja IKEA da Península Ibérica e representou um investimento do grupo sueco de 70 milhões de euros, criando 480 postos de trabalho directos e cerca de 100 indirectos. A nova loja IKEA conta com

uma área construída de 38.500m2, sendo a totalidade da área comercial de 20.600m2, da qual faz parte uma Área de Exposição de 6.500m2, uma zona de Complementos com 6.700m2 e uma área de Self-Service com 7.400m2. A IKEA Loures conta ainda com um restaurante com capacidade para mais de 700 pessoas e um parque com cerca de 2.350 lugares de estacionamento gratuito. No âmbito da abertura da IKEA Loures decorrerá, durante o primeiro mês, a campanha de responsabilidade social que reverterá a favor da Associação Novo Futuro. Durante os primeiros 30 dias, a IKEA Loures doará a totalidade do valor de venda do peluche FABLER GRODA, disponível por 2,99 euros, à Novo Futuro, com o objectivo de participar e apoiar a actividade desenvolvida pela Associação. A Associação Novo Futuro é uma IPSS, fundada em 1996, e tem como missão apoiar crianças e jovens, preferencialmente grupos de irmãos – sem distinção de idade, sexo, raça ou religião – que estejam privados de um ambiente familiar estável, facultando-lhes em pequenos Lares um acolhimento que lhes garanta bem-estar, afecto e educação, preservando a sua privacidade e intimidade, criando as condições que permitam o seu desenvolvimento e formação

humana até à sua integração na sociedade. A IKEA compra em Portugal desde 1974, estando presente com um escritório de compras em Leça da Palmeira desde 1986. A primeira loja IKEA em Portugal é a IKEA Alfragide, inaugurada em Junho de 2004, à que se seguiu a IKEA Matosinhos que abriu as suas portas ao mercado da zona Norte do nosso país em Julho de 2007. No total, estas duas lojas empregam mais de 1.100 pessoas. Com a abertura da IKEA Loures, a equipa IKEA Portugal soma cerca de 1.500 colaboradores. O Plano de Expansão do Grupo IKEA em Portugal prevê a abertura de sete lojas, incluindo a IKEA Alfragide, a IKEA Matosinhos, a IKEA Loures, a IKEA Gaia, a IKEA Loulé e ainda duas lojas com localização a anunciar, três centros comerciais (o MAR Shopping, em Matosinhos, e o Centro Comercial Regional do Algarve, em Loulé, e um outro, em localização a definir) e dois retail park (junto à IKEA Gaia e em Loures), e três fábricas Swedwood Portugal em Paços de Ferreira (das quais duas estão já operacionais e a terceira iniciará produção até ao final de 2010), um investimento global de mais de 1.100 milhões de euros que representará a criação de um total de 6.000 empregos directos e 4.000 indirectos.

J

osé Correia é o empresário responsável pela introdução do conceito Met Carnes neste ramo. Uma vasta experiência, uma criteriosa escolha dos profissionais, uma procura constante dos melhores produtos e fornecedores, uma capacidade negocial que advém de compras em quantidade, permitem oferecer aos seus clientes um atendimento personalizado, simpático e competente, produtos da melhor qualidade e os melhores preços do mercado. Na loja mãe, em Setúbal, a Met Carnes tem uma área de vendas de 2.200 m2 onde 34 funcionários asseguram um atendimento profissional e que para além da carne de todos os produtos habituais nestes estabelecimentos, tem a novidade de dispor de um serviço de padaria e pastelaria.

Com o sucesso do conceito Met Carnes José Correia decidiu expandir o seu negócio abrindo uma nova loja na Quinta e Conde, que também regista sucesso, e mais recentemente trouxe o seu conceito negocial para o concelho de Odivelas com a abertura da loja das Colinas do Cruzeiro que apenas duas semanas depois da abertura já conquistou muitos clientes. Ouvimos algumas opiniões que foram favoráveis e garantiram uma fidelização a esta loja pelo seu ar moderno, atraente e agradável, pela higiene e apresen-

tação dos produtos, pela qualidade da carne e do atendimento e pelos preços que, valem realmente a pena. Na campanha de abertura que termina a 31 de Maio as vantagens são ainda maiores e imperdíveis. Aproveite o fimde-semana e passe pela Met Carnes e recheie a sua arca com as ofertas do outro mundo: Um quilo de Novilho na compra de outro, dois quilos de Carne Picada por 4,98 euros, dois quilos de Bifanas por 5,98 euros e 2 quilos Salsichas Frescas por 6,98 euros. A Met Carnes está aberta das 08h00 às 20h00 de Segundafeira a Sábado para receber a sua visita e dispõe de um serviço gratuito de entregas ao domicílio para compras superiores a 25,00 euros e se não tiver tempo para visitar a loja pode encomendar pelo telefone. Se ainda não conhece a Met Carnes está na altura de passar por lá. Acredite que vai voltar muitas vezes. METCARNES MORADA: Rua Alfredo Costa, lote 13 Colinas do Cruzeiro TLM.: 934 360 119


28 Maio 2010

Realmente! «Durante os dias da semana de trabalho, o estacionamento no centro da cidade é caótico, particularmente nas imediações da estação do metropolitano. Não há respeito por nada – durante o dia, os automóveis ocupam passeios, travessias pedonais e mesmo chegam a pisar um ou outro espaço verde. Por vezes até sucede apertarem o acesso a algumas artérias. A Alameda do Poder Local é um bom exemplo – há dias que os veículos mal estacionados inviabilizam a passagem de qualquer veículo de maiores dimensões e nem precisa de ser pesado. Neste caso, imaginese acontecer algum acidente num dos edifícios e ser preciso socorro de uma escada magirus dos bombeiros (?) Certamente, na frente dos bombeiros terá de viajar um reboque. Isto sucede por óbvia falta de espaço para estacionamento e ausência de planeamento na antevisão da construção de uma estação terminal de metropolitano. Construir uma estação do género da do Senhor Roubado em Odivelas que, no fundo, incluem interfaces de transportes públicos, deveria obedecer a regras que consubstanciassem espaços de estacionamento e serviços que, particularmente a de Odivelas não tem. Claramente que neste capitulo também temos de questionar o civismo das pessoas. … E terá de ser feita com a intervenção da Divisão de Trânsito da Polícia de Segurança Pública. E será aqui que se levantará outra questão – vai perceber-se a razão da falta de policiamento na regulação do trânsito em Odivelas. A Divisão de Trânsito de Loures, que tem as suas instalações na Póvoa de Santo Adrião, actua em 27 freguesias, dispõe de 35 agentes de rua a trabalhar 24 sobre 24 horas, com 3 carros e outros tantos motociclos. É muito pouco para tanto território. Mesmo assim os números mostram que nos primeiros 4 meses do ano esta divisão de polícia conseguiu instruir mais de 920 processos de sinistros. A resolução do estacionamento passa por um conjunto de boas vontades tanto na interacção entre autarquias como destas com a PSP. Naturalmente em paralelo com a projecção de infra-estruturas e arranjos exteriores que permitam aumentar a capacidade do estacionamento. Mais se poderá ponderar a utilização de outros espaços como locais para estacionamento, como o caso da Feira do Silvado que propus em Assembleia de Freguesia. É de momento, um espaço facilmente adaptável e podia ser uma opção entre terça e sexta-feira, naturalmente garantindo a ligação entre o local e a estação de metro do Senhor Roubado que se configura como trajecto substancialmente mais perto e acessível ao transporte rodoviário».

Maria Ricardina de Marmelo e Sá

No b r e s C o n f i s s õ e s

E

Viscondessa da Memória confissoes@novaodivelas.pt

Confesso, sim confesso

sta Odivelas encanta-me. Que querem, sou sensível e sentimental. No Domingo as lágrimas vieram-me aos olhos com o espectáculo do Linceu. Procurei no dicionário e não encontrei definição, mas a Rita, simpática apresentadora do espectáculo explicou que o Linceu era um Lince que andava lá pela escola. Adorei a ideia, vou comprar dois para colocar na minha sala. Gostei de ver o Jardim da Música cheio de papás e mamãs babadas a ver os meninos a tocar e a cantar e alguns até eram bons nisso. Pessoal da terra da marmelada, percam a vergonha e façam como a LxPro e vamos lá dar vida a Odivelas com mais espectáculos destes em locais públicos. Já agora uma sugestão da Ricardina que não percebe nada disto: Se se colocasse no local um palco fixo não era mais fácil fazer ali eventos? O sítio é tão bonito e pelo menos tinha vida que é coisa que na maior parte do ano não tem.

E

ste fim-de-semana foi mesmo a sério no Jardim da Música. Para além do Linceu o simpático espaço contou com a presença de mais de uma centena de bombeiros vindos de todos os cantinhos deste pedaço da Europa para participar num evento promovido pelos Bombeiros de Odivelas. A Ricardina não usa chapéu, porque está demodé, mas se usasse tirava-o já ao Adjunto de Comando Renato Marques e a todos os bombeiros envolvidos na organização. Assim é que é amigos, trabalhar pela positiva é sempre a solução certa. Mas fiquei triste. O concelho de Odivelas tem três corporações. Odivelas estava, claro. De Caneças vi uma bombeira e um bombeiro. Da Pontinha nem um… Porque terá sido? Não, a Ricardina não percebe estas coisas. Ah, e saudar a internacionalização do evento com a participação de dois bombeiros de corporações espanholas.

E

Ana Santos. Segundo a Letícia a jovem tocou durante uma hora e meia sem perder o fôlego nem a qualidade. Primeiro foi a solo em clarinete baixo, depois um duo de clarinete e flauta e depois um quinteto. Ufa que quase me faltava o ar e não tive de tocar nada.

S

im eu sei. Não me mandem já ao médico que eu estou bem embora consiga ouvir os vossos comentários: «A Tipa passou-se… Está só a dizer bem!» Calma, calminha leitores que a má-língua não entrou de férias. Sempre gostei das pessoas com capacidade de encaixe e sentido de humor e sempre me fizeram confusão aqueles que chamam a si a liberdade e o direito de tudo dizer, mesmo que seja em suportes mais sérios e institucionais e depois ficam zangados cá com a cronista só porque manda umas boquitas numa crónica irónica e sem preconceitos como são estas confissões. Confesso, sim confesso… Fico triste que 36 anos depois daquela noite onde o Otelo se fechou num barracão na Pontinha para comandar uma revolução, na terra que tem o berço dessa revolução ainda se tenham estes complexos de virgens intocáveis. Mas paciência, cá a Ricardina sempre ouviu dizer que por muito pó que se levante à sua volta a caravana continua em frente. Ah pois continua e se esta crónica fosse em áudio vos diria: «Falarei até que a voz me doa». Como é escrita, escreverei até que faça uma viagem sem regresso para a terra do nunca. Este mês realizaram-se eleições para a Secção Sectorial do PS na Junta de Odivelas. Em tempo regulamentar apenas apareceu a lista liderada pelo já Coordenador Sérgio Gaudêncio. Os opositores distraíram-se e apresentaram a lista fora de prazo. O coordenador não aceitou e a oposição impugnou o acto que deu a vitória ao Serginho. Mas, agora o concelho de Jurisdição deu razão ao coordenador e Judite Lourenço lá teve de se conformar. Pois é…

«E

por falar em terras de Espanha. Diz o ditado que de Espanha nem bom vento nem bom casamento. Discordo. De Espanha chegou-me uma notícia maravilhosa. A minha amiga Letícia falou ontem comigo no MSN e como sabe que sou do concelho de Odivelas contou-me que na Terça-feira viu um espectáculo maravilhoso no Auditório de Música de Madrid em que a protagonista era… Portuguesa. Cá a Ricardina ficou tão feliz que quis saber mais e depois de vários telefonemas, e-mails e SMS’s ficou a saber tudo… Calculem lá vossemecês que a mocinha até é do concelho de Odivelas, da freguesia de Caneças e até tocou na banda da aldeia da roupa branca. Sim senhor, um grande beijinho da Ricardina para a

~ Gu ard a R eal ~

Nova Odivelas 15

ntão não há livrinho?» questionou inteligentemente a Armindinha, manicurre da D. Glória, viscondessa do Vale Grande. Pois é, não há mesmo: a editora foi de férias e portanto a Anita regressa para a semana na colecção mais lida em Odivelas. Fiquem bem, que eu fico também.

~ Flas h d o Re ino ~

José Maria Pignatelli A Minha Cidade - Diário de Odivelas

SIMPRUS PRESS, COMUNICAÇÃO LDA Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || NIPC: 509 172 962 || DIRECTORA GERAL: Helena Figueira [helena_figueira@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DIRECTOR DE INFORMAÇÃO: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] TLM: 962 646 230 || DIRECTORA FINANCEIRA: Manuela Escoval || CONTABILIDADE: Adélia Santos [adeliasantos@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 NOVA ODIVELAS - Semanário do Concelho de Odivelas Av. de Lisboa, 103 B - 2605-002 Casal de Cambra TLF: 219 817 000 FAX: 219 817 009 || DIRECTOR: Henrique Ribeiro [henrique_ribeiro@simpruspress.pt] || PUBLICIDADE: Helena Martins [publicidade@simpruspress.pt] TLM: 966 569 857 || DESIGN: Nuno P. Silva [nunopsilva@simpruspress.pt] || COLABORADORES: Eduardo Sousa, Miguel Lopes (Fotografia), Lina Manso, Sérgio Mendonça (Desporto) || COLUNISTAS: Edgar Valles, Fernando Tudela, Helena Jardim, Manuel Varges, Maria Máxima Vaz, Paula Paçó, Sofia Mendes, Teresa Salvado || CORRESPONDENTES: Olival Basto - Sara Sousa; Desporto - David Braga, Pedro Beato, Sandra Braga || REGISTO NO ERC: 123252 || DEPÓSITO LEGAL Nº: 105904/9 || IMPRESSÃO: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA - Rua Consiglieri Pedroso, Casal de Santa Leopoldina Queluz de Baixo || DISTRIBUIÇÃO: Casa-a-casa Distribuidores Lda. || TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20 mil exemplares - Interdita a reprodução de textos e imagens sem o devido consentimento. || As crónicas e artigos de opinião ou de leitores são da inteira responsabilidades dos seus autores e podem não corresponder à orientação editorial do jornal.


Nova Odivelas PUB

Informação credível e completa

Nova Odivelas 347  

Edição 347 do Nova Odivelas