Issuu on Google+

Pub.

N

tícias AFS noticiasafs@gmail.com

Mensal > Julho 2011 Edição n.º 16 € 0.50

Director> Sousa Marques

Campeonato Distrital de Futebol Sénior da I Divisão

Pub.

>> págs. 2 e 3

olímpico agarrou título maior

Selecção Distrital sub-14 em destaque no “Lopes da Silva”

Em três dias de animada competição juvenil, o Sesimbra Summer Cup justificou plenamente a aposta da organização do evento. Dos três títulos colectivos em disputa, dois foram entregues a equipas filiadas na AFS.

esta época inédita para o historial do emblema. O treinador e o presidente da direcção analisam as conquistas e revelam os objectivos que se seguem.

A Selecção Distrital de futebol sub-14 da AFS classificou-se em 5.º lugar no Torneio Nacional Inter-Associações. Registo notável para os jovens, liderados pelo treinador Carlos Chaby, que apenas perderam um jogo.

>> pág. 4

>> pág. 3

>> pág. 3 Pub.

Estão de regresso à segunda divisão com o estatuto de campeões nacionais. Os jogadores da equipa de futsal sénior do Desportivo Fabril jamais vão esquecer

Santa Casa do Seixal sorri com feito da equipa juvenil

DR

I edição Futsal do Fabril avança do torneio confiante para a 2ª divisão de futebol Sesimbra Summer Cup foi um êxito DR

Este jornal faz parte integrante do Semmais e não pode ser vendido separadamente

Arsénio Franco/ Diário da Região

A equipa de futebol do Clube Olímpico do Montijo está a caminho da sua primeira presença nos nacionais de futebol sénior. Os novos campeões distritais da primeira divisão justificaram em campo um título inédito de um emblema, que com apenas quatro anos de actividade, conseguiu devolver a alegria do futebol aos adeptos montijenses. O desafio de entrar na prova nacional é encarado como motivo de renovado orgulho aldeano.

A equipa de juvenis da Santa Casa da Misericórdia do Seixal-Futsal conquistou a Taça Nacional do escalão, feito inédito para a modalidade a nível distrital.

Gonçalo Santos, treinador dos jovens campeões seixalenses, diz que no âmbito da AFS há qualidade e capacidade para que outros clubes sigam este exemplo. >> pág. 4


Desp. Portugal promove iniciativa em nome da formação

Taça AFS abre nova época do futebol sénior distrital

Com o objectivo de angariar fundos para os jovens atletas do futebol de formação do Desportivo de Portugal, realiza-se no dia 17 de Julho, às 17 horas, no relvado do Vale da Amoreira, um jogo amigável entre selecções da Europa e África, com a presença de futebolistas profissionais.

As 22 provas oficiais da AFS para a época 2011/12 arrancam no dia 17 de Setembro, com as jornadas inaugurais dos campeonatos de futsal de juniores e juvenis. O futebol sénior começa no dia 25, com a ronda de abertura da Taça AFS.

futebol

[2] Notícias AFS > Julho 2011

campeões

Editorial

Uma ép oca grat i f icante Desta vez, e sem o habitual intervalo mensal, voltamos ao contacto com os nossos fiéis leitores para destacar novos títulos nacionaisconquistados em Futsal, modalidade que está em alta. A somar à recente conquista do título de Campeão Nacional da 3ª Divisão de Futsal pelo G. D. Fabril do Barreiro, a equipa de Futsal da Santa Casa da Misericórdia do Seixal festejou o título de Campeão Nacional de Juvenis. Esta conquista destaca-se, não só por se tratar de um título para o Distrito na área da formação, reflexo do bom trabalho desenvolvido, mas acima de tudo por se tratar de um projecto dinamizado por uma entidade não vocacionada para a prática desportiva, o que vem provar que independentemente do historial das instituições, é possível trabalhar bem e obter bons resultados. De parabéns estão todos aqueles que contribuíram para o êxito, conseguindo suplantar clubes ‘grandes’ e com tradições na modalidade em Lisboa (Sporting C.P.) e no Porto (Boavista F.C.), valorizando ainda mais a brilhante conquista seixalense. Terminada que está a época desportiva falta realizar a festa de encerramento das actividades da Associação e entregar os prémios conquistados na cerimónia marcada para 15 de Julho, pelas 21h30, no Cine Teatro Joaquim d’Almeida, no Montijo, na qual contamos com todos para abrilhantar a festa e consagrar os campeões. No balanço da época gostaria de destacar o aumento do número de atletas inscritos, que ultrapassou os 9000, o que significa que os clubes nossos filiados estão de parabéns, apesar das dificuldades. Faltará conhecer quais as equipas que vão disputar as provas distritais e nacionais, quer as de inscrição facultativa, quer até aquelas que detendo o direito desportivo de participar em determinados campeonatos, procuram os apoios necessários para garantir a sua presença face ao momento difícil que todos atravessam. Saudações Desportivas

Olímpico do Montijo deu salto campeão de primeira

A

festa do título dos campeões de futebol sénior da I Divisão Distrital da Associação de Futebol de Setúbal 2010/11 foi pintada de verde e amarelo. Quatro anos depois da sua fundação, em 1 de Julho de 2007, o jovem Clube Olímpico do Montijo inscreveu, pela primeira vez, o seu nome na galeria dos vencedores da maior prova de futebol da região. Um sonho concretizado pelos responsáveis de um emblema que fez renascer, após a extinção do Clube Desportivo do Montijo, a empatia dos montijenses com o futebol e o abrir de portas a uma renovada ambição desportiva em nome de um concelho com tradições de eleição na história do futebol. A tarde de 29 de Maio de 2011, dia em que o triunfo, por 4-2, no reduto do Palmelense, carimbou matematicamente a promoção ao Nacional da III divisão, é data com lugar muito especial. Todavia, a grande celebração do triunfo realizou-se no dia 4 de Junho, no Municipal da Liberdade, numa grande festa de saudação aos novos campeões. Foi na jornada de fecho do campeonato, perante mais de 1500 entusiastas adeptos, que em permanente comunhão com os jogadores, equipa técnica e dirigentes deram largas à alegria triunfal, numa despedida das provas distritais com vitória, por 1-0, diante do 1.º Maio Sarilhense. Antes e depois do jogo, a animação musical e as arruadas entre a Praça da República e o estádio, acordaram a cidade para os festejos históricos dos novos campeões.

Do nascimento à glória Desde a primeira hora de vida do clube que coube a Pedro Santos a responsabilidade de liderar um emblema que não deixou de gerar algumas des-

Fotos: Arsénio Franco/ Diário da Região

Sousa Marques Presidente da Direcç ão da A.F. Setúbal

No jogo de despedida da equipa dos distritais, cerca de 1500 entusiastas adeptos montijenses saudaram o plantel do Olímpico campeão

confianças em relação ao seu futuro associativo. Hoje, o presidente do Olímpico não hesita em confessar que este título representa «um orgulho enorme para todos os montijenses que muito contribuíram para a realização de um sonho». «Chegar ao patamar do futebol sénior nacional, em tão curto espaço de tempo, é um marco histórico, sinónimo de um tra-

balho árduo e muita dedicação. Factores a que se soma a enorme ambição de vencer», destacou o dirigente, que aos 37 anos, acaba de concretizar «um sonho», que havia sido adiado na última época, depois do 2.º lugar conseguido na classificação. «Preparámo-nos dentro das nossas possibilidades e este ano conseguimos vencer como justos campeões, numa

competição muito difícil, mas valorizada pelos adversários», elogia o líder do Olímpico, cuja equipa registou, em 30 jornadas, 70 pontos, o maior número de vitórias (21), a defesa menos batida (30 golos) e menos derrotas (2). Refira-se que os campeões, que venceram com mais 10 pontos em relação ao 2.º classificado, Vasco da Gama, marcaram 62 golos e somaram sete empates.

Mudanças rumo ao nacional Com os olhos postos no futebol nacional, o plantel dos campeões vai sofrer mudanças. O treinador Carlos Lóia, que festejou o título, depois de cumprida metade da época, em substituição de Fernando Mendes, não vai seguir com o Olímpico. O presidente compreende,

Poder local regozija com feito do clube montijense Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Montijo viram a conquista do Olímpico como um factor de grande importância para o desenvolvimento do desporto local. Ao Notícias AFS, o vereador do Desporto, Renato Gonçalves, assumiu que para a Câmara montijense «trata-se de um feito que motiva uma grande satisfação e regozijo para o concelho». Facto que «mereceu a aprovação da autarquia de um voto de felicita-

ção e saudação pela conquista do título e consequente subida de divisão ao patamar nacional». Renato Gonçalves lembrou que o triunfo do Olímpico «representa o envolvimento, trabalho e dedicação de todos os elementos do clube que atingiram um objectivo de grande significado». Um desfecho desportivo que «vai renovar a projecção do concelho, conferindo maior notoriedade e visibilidade

desportiva», o que vai levar a Câmara a «continuar a apoiar o emblema dentro das reais possibilidades da autarquia». Por seu turno, José Francisco do Santos, presidente da Junta de Montijo, partilhou os elogios ao clube. «É uma grande vitória desportiva local que se saúda e que representa a capacidade dos montijenses em lutar por objectivos». O autarca, que elogiou os responsáveis do clube, nomea-

damente a direcção liderada por Pedro Santos, confessou que «a subida foi uma grande alegria para os adeptos e será muito bom para uma localidade com tradições históricas no futebol». Refira-se que no âmbito da prática do futebol associativo, o concelho conta com seis clubes filiados, que envolvem mais de 600 atletas, que dinamizam a prática em quatro campos de futebol e dois pavilhões municipais.


Quintajense realiza festa da espuma para animar futebol

Santa Casa do Seixal abre ronda de captações de futsal

O clube da Quinta do Anjo, que assinala o seu 71.º aniversário no dia 7 de Julho, vai realizar, no sábado, dia 16, a partir das 14 horas, no campo de futebol do Quintajense FC, uma animada festa da espuma, com o objectivo de angariar fundos para a equipa de futebol sénior.

Os responsáveis da Sta. Casa da Misericórdia do Seixal promovem nos dias 5 e 8 de Julho, observações técnicas para os jovens nascidos entre 1993 e 1996, com vista à captação de atletas juniores e juvenis. Os interessados podem saber mais informações através do e-mail: futsal.scms@gmail.com ou tlm: 925736533.

Notícias AFS > Julho 2011

[3]

Parabéns Olímpico

«com naturalidade» a decisão do técnico. «Queremos cimentar, dentro das nossas possibilidades, a equipa na III divisão, sem hipotecar o futuro. Vamos lutar para melhorar o plantel tendo em conta as exigências, mas sem desviarnos daquilo que podemos cumprir», regista o dirigente, elogiando o trabalho de Lóia, e sem esquecer «o papel igualmente fundamental» do ex-técnico Fernando Mendes.

Olímpico é certeza com futuro Nos quatro anos de actividade, o Olímpico foi ultrapassando diversos obstáculos

dentro e fora de campo. Todavia, sempre ladeado pelos demais dirigentes que nunca baixaram os braços em nome da promoção ao desenvolvimento desportivo, Pedro Santos alavancou o projecto que hoje é, assumidamente, acarinhado pelos montijenses. «Alguns diziam que chegar ao nacional era uma utopia». «Mantivemos a estrutura competitiva, que foi determinante, e contámos com o apoio incondicional dos adeptos, que sempre acreditaram no nosso trabalho e motivados pela, sempre presente, claque de apoio Orgulho Aldeano». «Foram as chaves do

nosso sucesso», destaca o presidente. Pedro Santos não hesita em sublinhar ainda a dinâmica de vitórias que o clube fez renascer. «Temos 11 equipas, que envolvem cerca de 300 atletas, nos mais diversos escalões a representar o clube a nível distrital e nacional, que tiveram uma grande percentagem de triunfos». Uma representatividade de eleição que Pedro Santos deseja ver evoluir com sucesso, e sustentada pelas, fundamentais, condições de apoio, até porque «o Montijo voltou a respirar futebol e isso é muito gratificante para todos», enaltece.

É com grande entusiasmo que felicito o Clube Olímpico de Montijo por, em tão pouco tempo de “vida”, ter alcançado um dos objectivos desportivos que era vencer o Campeonato Distrital de Seniores da Associação de Futebol de Setúbal, o que lhe proporcionará a presença num Campeonato Nacional de Futebol, como será o caso na 3ª. Divisão. Todavia, e se, certamente, foi difícil alcançar essa finalidade, o que se seguirá será concretamente muito mais “pesado”. É nestas ocasiões que os dirigentes devem ter o maior cuidado, tanto no aspecto desportivo, como principalmente na parte respeitante à organização financeira. De qualquer forma, foi muito importante este triunfo para o clube e também para a cidade de Montijo, aguardando que todos em comunhão possam unir-se em volta de um novo projecto que proporcione “voar” um pouco mais, sem perder, todavia, a noção da realidade. Como Presidente da Assembleia Municipal de Montijo é com grande satisfação que transmito os meus efusivos parabéns ao Olímpico pela sua brilhante vitória. Amândio de Carvalho, Presidente da Assembleia Municipal de Montijo

Pub.

Selecção sub-14 com nota positiva Em cinco jogos realizados, apenas um desaire e o 5.º lugar da classificação final, entre as 22 selecções distritais que marcaram presença no Torneio “Lopes da Silva” InterAssociações 2011, que decorreu no distrito de Santarém. Foi com este desfecho posi-

tivo que a Selecção da AFS, liderada pelo treinador Carlos Chaby, vincou a qualidade do futebol de formação que continua a evoluir a bom ritmo na nossa região. Recorde-se que a equipa da AFS venceu as congéneres de Vila Real (2-1), Viseu (1-0),

Sesimbra brilhou com torneio de futebol juvenil

Fotos: DR

Ginásio de Corroios (sub-15), Colégio Guadalupe (sub-13) e Amora FC (sub11) foram as equipas vencedoras da I edição do torneio de futebol juvenil Sesimbra Summer Cup, realizado entre 23 e 26 de Junho, em três relvados do concelho de Sesimbra. O evento que contou com mais de meio milhar de atletas de 26 equipas promoveu 78 animados jogos, acompanhados de perto por mais de 1000 espectadores. Fruto do sucesso desta primeira edição, realçado por todos os intervenientes, o II Sesimbra Summer Cup vai realizar-se entre 21 e 24 de Junho de 2012, com a novidade do futebol de praia e mais um escalão (sub-9), em futebol.

Algarve (1-0) e Évora (2-0), e apenas registou uma derrota com Santarém (2-0), naquele que foi o seu terceiro jogo. No prestigiado evento promovido pela Federação Portuguesa de Futebol, o triunfo final foi festejado pela selecção da AF de Lisboa.


futsal

campeões

Fabril de sucesso valeu a glória nacional Em resultado de uma época histórica, a equipa de futsal sénior do Grupo Desportivo Fabril vai entrar no campeonato da 2ª divisão nacional 2011/12 com o estatuto de campeã lusa da 3.ª divisão. Um feito inédito para o clube e para a Associação de Futebol de Setúbal. De campeões da Série D da 3.ª divisão – primeira grande vitória da época -, o emblema fabrilista, treinado por Naná, seguiu com renovada ambição para a discussão do título nacional unificado, o que veio a conquistar no passado dia 23, perante centenas de entusiastas adeptos, e após triunfo, por 6-3, conseguido, no Pavilhão Vítor Domingos, diante do Cohaemato, na 6ª e derradeira jornada da fase de apuramento do campeão nacional. «Uma temporada extraordinária». Foi desta forma que o treinador Fernando Paiva, há muito conhecido por Naná, caracterizou ao Notícias AFS a época histórica da equipa cujo comando técnico assumiu à 6.ª ronda da prova. Desde então, carimbou 24 vitórias num percurso onde apenas contou uma derrota e dois empates, liderando o plantel do Fabril à glória. Há oito anos a assumir funções de treinador, num percurso em que registou cinco subidas de divisão, Naná não hesitou em confessar que «este foi o título mais importante da minha carreira de treinador». «Fui campeão nacional da 1.ª divisão, mas, no cargo de treinador principal, foi o meu melhor registo», vincou o técnico de 41 anos, natural da Cova da Piedade, antigo guardião internacional luso e uma das

principais referências da modalidade, que enquanto jogador dedicou 24 anos à prática do futebol de salão e futsal.

Jornada dupla foi decisiva A entrada de Naná à frente da equipa do Fabril foi sinónimo de renovada ambição. «A subida de divisão foi um compromisso que assumi desde logo», lembra o técnico que começou por liderar um plantel com 14 atletas e que fechou a competição com 11. «O grupo ficou reduzido a determinada altura, mas esse facto acabou por proporcionar uma união muito forte no plantel, que foi reagindo da melhor forma às dificuldades», destacou. Vitória após vitória e com a subida de escalão praticamente assegurada, o treinador revelou ao grupo que o objectivo título nacional seria o desafio que se seguia. «Sem perder de vista as nossas responsabilida-

des competitivas na Série D, encetámos uma preparação com esse propósito. Foi o segredo do nosso sucesso.» E foi com o trabalho de base planificado que o treinador entrou na fase da atribuição do título com a consciência de que o êxito estaria mais perto. «Nesta última discussão a quatro, o Ereira e Benfica foi o adversário mais complicado. Mas mostrámos estar melhor preparados e esse planeamento foi determinante», sublinhou o técnico que não hesitou em vincar o apoio da direcção do clube, aquando da jornada dupla em que equipa disputou fora de portas.

Reforços a caminho pela manutenção O treinador, que vai continuar à frente da equipa, assume que o plantel vai crescer. «Vai haver pelo menos quatro entradas, porque o plantel está curto», revela Naná, que

Fotos: DR

DR

Notícias AFS > Julho 2011

O técnico Naná mereceu particulares festejos por parte dos atletas

confia na construção de uma equipa «capaz para garantir uma manutenção tranquila na 2.ª divisão», aponta. A equipa fabrilista vai ser a única representante da AFS no segundo escalão nacional, facto que o técnico assume redobrar as responsabilidades. Numa opinião sobre a modalidade na região, Naná aponta o dedo à falta de ambição desportiva. «Os clubes privilegiam o momento e não fazem projectos sustentados que, além dos resultados, possam revelar atletas de qualidade». Para contribuir para um melhor cenário, o técnico lembra que as entidades têm de inverter mentalidades e reconhecer os méritos de quem trabalha com ambição».

Presidente deseja estabilidade António Fernandes, presidente da direcção do clube, viu com «grande felicidade» a conquista do título. «A nossa ambição é comum às vitórias e este feito merece-nos o maior orgulho». Recentemente eleito no cargo, o dirigente olha para esta conquista como um bom augúrio para a modalidade no seio do clube. «Esta conquista traz-nos maior responsabilidade. Todavia, vamos enfrentar as dificuldades com trabalho. O prestígio de ver a equipa na 2.ª divisão, patamar onde queremos continuar a competir com estabilidade, é o objectivo.» Assumiu o líder fabrilista. Refira-se que o futsal no clube envolveu este ano, além dos seniores, três equipas de formação, num total de 75 atletas.

Santa Casa do Seixal celebrou feito dos juvenis campeões «Desde o primeiro desafio que jogámos para vencer e essa foi ambição que nos norteou rumo à conquista de um título ímpar para o futsal de formação do nosso distrito». Foi desta forma que o treinador Gonçalo Santos, começou por justificar ao Notícias AFS o triunfo da equipa de juvenis da Santa Casa da Misericórdia do Seixal-Futsal na Taça Nacional, conquistado no passado domingo, em casa, frente ao Boavista. Em 32 jogos oficiais realizados esta época, os jovens seixalenses venceram 28, empataram dois e sofreram outras tantas derrotas. Foram a equipa que mais golos marcou (185) e a que menos sofreu (41). Números de eleição que valeram um trajecto triunfante numa temporada em que festejaram a conquista do campeonato distrital e da Série D antes da grande vitória nacional. «Temos a noção que conseguimos um grande feito para o futsal da região. Quero acreditar que será uma viragem para a modalidade em termos de formação, porque mostrámos que, no seio das provas da Associação de Futebol de Setúbal, há muita capacidade e qualidade de trabalho de atletas e técnicos em lutar por títulos nacionais. Por isso, há que continuar a acreditar e valorizar a nossa formação». Afirmou o treinador de 24 anos, que na última época já havia levado os juvenis do CR Feijó, ao título distrital. Numa análise ao caminho glorioso da equipa seixalense

constituída por 17 atletas, Gonçalo Santos reconheceu que a passagem às meias-finais da Taça, foi meio-caminho para sonhar com a conquista do título. «Vencemos a Série D, deixando o Sporting fora de prova, o que nos animou muito», destacou. Na meia-final, dois triunfos por, 0-2 e 11-2, frente ao ABC Nelas, garantiram a presença na final frente ao Boavista, campeão na última época. Imparáveis, os juvenis da Stª Casa foram ao Porto vencer, por 1-0, e fecharam as contas a uma época histórica, perante centenas de apoiantes, no Pavilhão da Escola Pedro Enes Lobato, em Amora, Seixal, com nova vitória, desta vez por 4-3.

Campeões sobem a juniores Será com uma dezena dos campeões juvenis promovidos ao escalão etário superior, que Gonçalo Santos vai encetar um novo desafio na próxima época, agora à frente dos juniores. «Vamos tudo fazer para voltar a brilhar. Sabemos que o grau de dificuldade aumenta, mas a nossa motivação também», garante o treinador que já definiu, em primeiro lugar, a conquista do título distrital como objectivo primeiro. «Depois, tentaremos chegar o mais longe possível, sem temermos alcançar vitórias». Refira-se que a Santa Casa do Seixal contou esta época com as equipas juvenis e juniores – vicecampeões distritais -, num total de 35 jovens atletas filiados.

DR

[4]

O jovem plantel campeão fez história ao conquistar a Taça Nacional

ficha técnica Director: Sousa Marques. Redacção: Joaquim Guerra, Ricardo Lopes. Fotografia: Notícias AFS. Departamento Comercial: Cátia David e Carla Sacramento. Departamento Gráfico: Marisa Batista e Rita Martins (MediaSado). Serviços Administrativos e Financeiros: Sandra Cruz. Propriedade e editor: Corrente Media, Lda. R. Almoinha, n.º 46 – R/C Dt.º 2970-037 Sesimbra. Telefone: 934760896 E-mail: noticiasafs@gmail.com Impressão: Empresa Gráfica Funchalense, SA – Rua Capela Nossa Senhora Conceição, 50 – Moralena 2715-029 – Pêro Pinheiro. Tiragem: 45.000 (média mensal).Distribuição: VASP, MediaSado e Corrente Media. Registo na ERC n.º 125899 Periodicidade: Mensal.

Pub.


Notícias AFS/16