Page 1

nesta edição

Beato João Paulo II, rogai por nós! Voz da Igreja Página 3

O católico no trabalho Pastoral da Família Página 5

Curso bíblico “As mais belas páginas do Evangelho” Paróquia em Ação Página 6

“Jesus lhes disse: ‘A paz esteja convosco!’, e mostrou-lhes as mãos e o lado” (Jo 20,19-20) Comprovando que Jesus ressuscitou, as chagas de Suas mãos e costado são motivo de paz, que torna “os discípulos repletos de alegria ao verem o Senhor” (Jo 20, 20). Estas paz e alegria, no entanto, somente são possíveis enquanto frutos do Espírito Santo, derramado sobre a Igreja em Pentecostes. É Ele o Defensor prometido, que escorreu dos lábios santíssimos do Redentor (Jo 20,22). É Ele que nos permite reconhecer o Cristo — “Rabboni!” (Jo 20,16) —, guiando sempre a Igreja para a “verdade total” (Jo 16,13). É Ele que sucedeu à Ascensão de Jesus (Jo 16,7), para cumprir a promessa de Sua presença perpétua entre nós. Em 2011, a efusão do Espírito Santo (12 de junho) será precedida pelo mês de maio inteiro. Durante este período, imploraremos a Maria a intercessão capaz de alcançar o Dom de Deus e nos santificar. A Senhora de Fátima (13 de maio), movida pelo seu Coração Imaculado, far-nos-á, como outrora a Isabel, uma Visitação (dia 31). E nós, à sua saudação, “saltaremos de alegria” (Lc 2,44) no Espírito Santo. Pois, o Hóspede divino, após a vitória da Cruz e a Ressurreição, habita não apenas na alma imaculada de Maria, mas nos corações de todos os batizados! Que a Cheia de Graça nos encaminhe para Ele em Pentecostes, realizando em nós a verdadeira paz, a alegria perfeita e a santificação!


pág. 2 mai/jun - 11

CATEQUESE

SAIBA MAIS

A canonização dos santos

T

odo cristão tem a obrigação de buscar ser santo. O simples fato de ser batizado impõe a cada um que nos esforcemos para atingir a perfeição no amor e na imitação de Jesus Cristo. A fim de facilitar essa busca, a Igreja propõe continuamente o exemplo de pessoas que, tendo vivido em meio a realidades históricas e dificuldades muito semelhantes às dos fiéis comuns, souberam amar a Deus e ao próximo, testemunhando em grau heroico certos aspectos do ensinamento de Cristo. Isso se realiza por meio das canonizações. Por meio do juízo infalível do Papa, após um escrupuloso e demorado processo, certos cristãos são declarados santos. Apresentados como modelos a serem imitados e intercessores, devem ser honrados por todos os fiéis. Devem, sobretudo, animar-nos a seguir o seu exemplo de fidelidade à graça de Deus, oferecendo-nos, com sua oração eficaz, os meios para imitá-los. É por essa razão que o Beato João Paulo II está em processo de canonização. Será a confirmação, pela Igreja, de que ele apresentou um caminho de vida semelhante ao de Cristo e merecedor de imitação.

brasileiros

E

A Virgem Maria, modelo máximo depois de Cristo, e merecedora da “hiperdulia” — culto maior entre os santos — nos ensina a viver essa santa comunhão de intercessão e de testemunho cristão. Por João Bechara Ventura — seminarista

PERGUNTAS CATÓLICAS

A comunhão dos santos Comunhão quer dizer “comum união” , e comunhão dos santos quer dizer a união comum com Jesus Cristo de todos os santos do céu, das almas do purgatório e dos fiéis que ainda peregrinam na terra. É a união de todos os santos entre si. Os do céu intercedem pelos demais; os da terra honram aos do céu e encomendam a sua intercessão, também oram e oferecem sufrágios pelos defuntos do purgatório, e estes também intercedem a nosso favor.

Santos

O que é a comunhão dos santos? A comunhão dos santos é a união comum que há entre Jesus Cristo, Cabeça da Igreja, e seus membros, e destes entre si. Quem são os membros da Igreja? Os membros da Igreja são os santos do céu, as almas do purgatório e os fiéis da terra. Os que não estão em graça de Deus participam da Comunhão dos santos somente enquanto podem alcançar alguns benefícios do Senhor e principalmente a graça da conversão.

xistem cerca de 10 mil santos reconhecidos pela Igreja Católica, porém o Brasil, considerado o maior país católico do mundo, teve seu primeiro santo, originalmente nascido no país, somente em 2007 — Santo Antônio de Sant’Ana Galvão. A lista de santos brasileiros, ou seja, de pessoas naturais do Brasil (ou que morreram no território que geograficamente pertence ao Brasil) é curta, mas deverá aumentar em breve devido ao números de processos que estão em avaliação no Vaticano. E o que podemos fazer para aumentar a lista? A resposta é direta: ter uma vida de santidade (isso mesmo, você também pode entrar na lista um dia!)... E pedir a intercessão dos que já estão em processo — um dos meios de reconhecimento da Igreja ocorre por um milagre ocorrido pela intercessão do santo. Veja a seguir os nomes dos brasileiros que você pode pedir a intercessão. Santos

Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus (Madre Paulina) / São Roque Gonzales, Santo Afonso Rodrigues e São João de Castilho (martirizados na fronteira com o Brasil, são também considerados santos paraguaios) / Santo Antônio de Sant’Ana Galvão (Frei Galvão). Beatos

Padre José de Anchieta, SJ / Padres André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro e 28 companheiros (mártires do Rio Grande do Norte) / Padre Eustáquio van Lieshout / Padre Mariano da Mata Aparício / Albertina Berkenbrock (mártir) / Padre Manuel Gomez Gonzalez e Adílio Daronch (mártires) / Irmã Lindalva Justo de Oliveira, FDC (mártir) / Bárbara Maix (Madre Maria Bárbara da Santíssima Trindade) / Irmã Dulce. Veja também a lista de Veneráveis e Servos de Deus no site www.nossasenhoradobrasil.com.br


pág. 3 mai/jun - 11

VOZ DA IGREJA

Beato João Paulo II, rogai por nós!

N

o dia 1º de maio, em Roma, foi beatificado o Papa João Paulo II. Fato extraordinário, pois ele faleceu há seis anos apenas! Mas foi notável também a sua pessoa e, por isso, sua beatificação rápida não deve causar maravilha a ninguém. De fato, já no meio da numerosa multidão que acorreu ao seu funeral na Praça de São Pedro, houve manifestações espontâneas, pedindo que fosse proclamado santo imediatamente! Quando beatifica ou canoniza algum de seus filhos, a Igreja afirma que esse foi um cristão autêntico, que viveu de forma extraordinária e exemplar como discípulo de Jesus Cristo. Não é o milagre que mais importa, mas a vida santa, a fé sólida, o amor e a comunhão com Deus, a caridade para com o próximo, a consistência e mesmo a heroicidade das virtudes, o serviço prestado à Igreja e à humanidade, tudo motivado pela fé cristã. Ninguém se torna santo depois da morte, mas durante a vida; o milagre, exigido no processo de beatificação e canonização, é visto como um sinal de Deus, a confirmar aquilo que a Igreja se propõe a fazer. E esta, após cuidadoso estudo e exame detalhado de todos os aspectos da vida daquele que vai ser beatificado ou canonizado, reconhece e proclama oficialmente que se tratou de um cristão exemplar enquanto viveu e que está no céu, junto de Deus; neste ato, a Igreja empenha o seu Magistério. Quem não se lembra do Papa João Paulo II? Teve uma infância simples e sofrida na Polônia; na juventude, padeceu os horrores da Segunda Guerra Mundial e, em seguida, conheceu também os abusos totalitários do comunismo polonês e russo. Foi sacerdote idealista e dedicado; bispo dinâmico e corajoso; aos 58 anos de idade, foi eleito Papa, permanecendo na Sé de São Pedro por quase 27 anos, como pastor dinâmico, corajoso, lúcido e generoso. Incentivou a formação do clero, dos religiosos e dos leigos, valorizou os diversos carismas presentes no Povo de Deus, cuidou de manter unida a Igreja e de corrigir desvios na fé e na vida moral e pastoral.

E empenhou-se para colocar em prática o Concílio Vaticano II, imprimindo na Igreja um novo dinamismo evangelizador; fez mais de 100 viagens internacionais, visitando 160 países, sempre animando as Igrejas locais e confirmando a fé do povo católico; foram viagens missionárias por excelência, nas quais mantinha encontros de diálogo também com autoridades civis, líderes religiosos e organizações sociais. Para toda a comunidade humana, João Paulo II tornou-se uma autoridade moral indiscutível, como ficou bem claro no seu funeral, que reuniu um número e uma diversidade de chefes de Estado e de governo nunca antes vistos num mesmo lugar. Estavam todos ali para prestar homenagem ao Papa que marcou o mundo pelo seu empenho, pelo respeito ao ser humano, pela paz e o bom entendimento entre os povos. Era um homem de Deus, dedicado inteiramente à causa do Evangelho, e assim se apresentava diante do mundo; tinha uma devoção singela à Virgem Maria, como mostrava seu lema “totus tuus” (todo teu), a quem agradeceu a proteção na hora do atentado na praça de São Pedro, que poderia ter sido fatal. Na sua idade avançada e na doença que lhe tomava as forças, deu um exemplo comovente de dignidade e dedicação à sua missão até o fim.

Será beatificado no II Domingo da Páscoa, o “Domingo da Misericórdia”, por ele mesmo instituído. Que ele continue a interceder junto de Deus pela Igreja e pela humanidade inteira, para que a “Divina Misericórdia” se estenda sobre todos aqueles que ele amou tão exemplarmente aqui na terra. Publicado em O São Paulo, ed. de 26/4/2011 Card. Odilo P. Scherer Arcebispo de São Paulo

A VIDA DO BEATO JOÃO PAULO II

K

arol Joseph Wojtyla, o Papa João Paulo II, esteve à frente da Igreja durante 26 anos. Nascido em Wadowice (Polônia), em 18 de maio de 1920, logo cedo teve de conviver com perdas marcantes: a da mãe, Emília Kaczorowsky, aos 9 anos de idade, e do irmão mais velho, o médico Edmund, 3 anos depois. Aos 18 anos, mudou-se para a cidade de Cracóvia, com o pai Karol, que faleceu logo depois. Durante a ocupação nazista no país, ele trabalhou na indústria para não ser mandado aos campos de trabalho forçado. Dedicava-se à poesia, estudava teatro clandestinamente e tinha gosto pela leitura, especialmente pela filosofia. Acompanhado pelo arcebispo Sapieha, Karol decidiu ingressar no seminário clandestino comandado por seu orientador e foi ordenado em 1 de novembro de 1946, aos 26 anos. Saiba a história completa do Beato João Paulo II no site www.nossasenhoradobrasil.com.br


pág. 4 mai/jun - 11

SANTORAL

Nossa Senhora de Fátima E m maio de 1917, durante a Primeira Guerra Mundial, o Papa Bento XV convidou os católicos do mundo inteiro a se unirem em uma cruzada de orações para obter a paz com a intercessão da Virgem Maria. Poucos dias depois, em 13 de maio, três crianças (Lúcia, 10 anos; Francisco, 9 anos; e Jacinta, 7 anos) afirmaram ter visto “uma senhora mais branca que o Sol” sobre uma pequena azinheira quando apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, em Portugal. Lúcia via, ouvia e falava com a senhora, Jacinta via e ouvia e Francisco apenas via, mas não a ouvia. As aparições repetiram-se nos cinco meses seguintes e seriam portadoras de uma mensagem ao mundo. Lúcia, a mais velha, recomendou aos primos que não contassem nada em casa, mas Jacinta não soube guardar segredo e no dia 13 de junho os três pastorinhos não estavam mais sozinhos no encontro, foram seguidos por um grupo de curiosos. Na segunda aparição, em 13 de julho, Lúcia hesitou em ir porque os pais a haviam maltratado, considerando ser uma farsa, mas Jacinta a convenceu a participar e depois a Virgem prometeu que faria um milagre para que o povo acreditasse neles. Em agosto, os pastorinhos foram presos pela polícia local acusados de estarem mentindo e não puderam ir ao encontro. O milagre veio na última aparição, em 13 de outubro, diante de setenta mil pessoas que lotavam o local e foram testemunhas de um fenômeno no céu. Após uma chuva torrencial, as nuvens desmancharam-se no firmamento e o Sol (ou um disco opaco, segundo algumas testemunhas) apareceu girando no céu, acompanhado de luzes multicoloridas, que se refletiram na paisagem, nas pessoas e nas nuvens ao redor. Ele se moveu em ziguezague, assustando muitas pessoas, que pensaram ser o fim do mundo. A terra e as roupas previamente molhadas ficaram completamente secas, num curto intervalo de tempo. O chamado Milagre do Sol durou aproximadamente dez minutos. As três crian-

ças relataram terem observado Jesus, a Virgem Maria, e São José abençoando as pessoas dentro do Sol. Outras testemunhas puderam perceber vultos dentro do Sol quando desceu. Nossa Senhora, em todos os encontros com os pastorinhos insistia na mesma mensagem: “Rezem o terço todos os dias; rezem muito e façam sacrifícios pelos pobres pecadores; são muitos os que vão para o inferno por não haver quem se preocupe em rezar e fazer sacrifícios por eles... A guerra logo vai acabar, mas se não pararem de ofender ao Senhor, não passará muito tempo para vir outra pior. Abandonem o pecado de suas próprias vidas e procurem eliminá-lo da vida dos outros, colaborando com a Redenção do Salvador”. Um ano após as aparições, Francisco e Jacinta adoeceram com pneumonia e faleceram nos meses seguintes. Lúcia continuou a ter visões particulares da Virgem Maria e ingressou para o Carmelo quando adulta, tornando-se grande divulgadora de devoção ao Rosário e referência para o processo do reconhecimento oficial das aparições pela Igreja. Lúcia morreu em 2005. Em 1946, na presença do cardeal representante do Vaticano, houve a coroação da estátua de Nossa Senhora de

Fátima. Um santuário foi construído no local e tornou-se um dos maiores centros de peregrinação do mundo.

O Santo Rosário (segundo São Josemaria Escrivá)

C

onsideremos uma das devoções mais arreigadas entre os cristãos, o Santo Rosário. A Igreja anima-nos à contemplação dos mistérios: para que se gravem na nossa mente e na nossa imaginação a alegria, a dor e a glória de Santa Maria, o exemplo admirável de Nosso Senhor, nos seus trinta anos de obscuridade, nos seus três anos de pregação, na sua Paixão afrontosa e na sua gloriosa Ressurreição (Amigos de Deus, 299). O Santo Rosário é arma poderosa. Emprega-a com confiança e maravilhar-te-ás do resultado (Caminho, 558). Deves ter uma intensa devoção à nossa Mãe. Ela sabe corresponder com finura aos obséquios que lhe fizermos. Além disso, se rezares o Terço todos os dias com espírito de fé e de amor, Nos-

sa Senhora encarregar-se-á de te levar muito longe pelo caminho do seu Filho (Sulco, 691). Os gozos, as dores e as glórias da vida de Nossa Senhora tecem uma coroa de louvores, que os Anjos e os Santos do Céu repetem ininterruptamente... e aqueles que amam a nossa Mãe aqui na terra. Pratica diariamente esta devoção santa e difunde-a (Forja, 621). O que são a Ave-Maria e o Angelus senão louvores calorosos à Maternidade divina? E no Santo Rosário — essa maravilhosa devoção, que nunca me cansarei de aconselhar a todos os cristãos — passam pela nossa cabeça e pelo nosso coração os mistérios da conduta admirável de Maria, que são os próprios mistérios fundamentais da fé (Amigos de Deus, 290).


pág. 5 mai/jun - 11

LITURGIA

Festa de Corpus Christi

A

Festa de Corpus Christi é a celebração em que a Igreja comemora solemente o Santíssimo Sacramento da Eucaristia, sendo o único dia do ano em que o Santíssimo Sacramento sai em procissão nas ruas. Nesta festa os fiéis agradecem e louvam a Deus pelo inestimável dom da Eucaristia, na qual o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio de nossas almas. A Eucaristia é fonte e centro de toda a vida cristã. Nela está contido todo o tesouro espiritual da Igreja: o próprio Cristo.

A origem da Festa data do séc. XIII, na diocese de Liège, na Bélgica, por iniciativa da freira Juliana de Mont Cornillon (†1258), que recebia visões nas quais o próprio Jesus lhe pedia uma festa litúrgica anual em honra da Sagrada Eucaristia.

PROGRAME-SE: missa com procissão solene com o Santíssimo Sacramento

26 de junho, às 10h30,

na Paróquia Nossa Senhora do Brasil.

PASTORAL DA FAMÍLIA

O católico no trabalho

M

uitos leitores podem perguntar a si mesmos: “O que tem a ver religião e trabalho? Uma coisa não tem nada a ver com a outra…”. Indiretamente já abordei este tema algumas vezes no nosso site, o www. casadefamilia.org.br, mas hoje quero dizer que a maior contribuição que viver a vida cristã nos dá no trabalho é a esperança. Esperança de que Deus não nos abandona e esté ao nosso lado quando precisamos. Viver a fé cristã nem sempre é fácil no mundo corporativo. Vemos pessoas mentindo, enganando, manipulando pessoas e fatos para conseguir alguma vantagem em determinado momento. A pressão por resultados e a necessidade de encontrar um culpado por um determinado problema também fazem parte da lista. Mas é aí que temos como contribuir. Ter uma vida reta, segundo a fé, poderá chamar a atenção de muitos no círculo de trabalho mostrando que valores cristão podem, sim, tornar o ambiente de trabalho mais humano e menos “competitivo”. Recusar-se a fazer parte de uma mentira para encobrir um problema.

Não participar de negociações estranhas para um determinado contrato. Não falar mal de alguém nos momentos do “cafezinho”. Não aceitar ou participar de brincadeiras insinuando relacionamentos extraconjugais. Deixar sempre muito clara sua posição em relação ao seu casamento e família. Mostrar que, apesar de seu compromisso com o trabalho, a família é prioridade.

Uma dica interessante para aqueles que, às vezes, têm vergonha de expressar sua fé no trabalho, com medo de represálias pelos colegas: o mundo corporativo acaba sendo muito mais razoável em relação à manifestação de crenças do que se imagina. Talvez pelos códigos de conduta das empresas, mas principalmente quando você prova com fatos concretos no seu dia a dia que sua opção não é só “da boca pra fora”. Por Marco Ruiz — Pastoral da Família

www.casadefamilia.org.br


pág. 6 mai/jun - 11

EVANGELIZAÇÃO

Paróquia no iPhone

E

m breve a Paróquia Nossa Senhora do Brasil disponibilizará gratuitamente na App Store seu primeiro aplicativo para iPhone. O objetivo é chegar ainda mais próximo de seus paroquianos com o acesso “na palma da mão” a informações sobre a Paróquia, contato direto com a Secretaria, notícias da Igreja, Liturgia Diária e o Twitter @nsdobrasil. Com o aplicativo, os usuários poderão também baixar papéis de parede com temas de Nossa Senhora do Brasil para personalizar seus celulares. O aplicativo foi desenvolvido pelo Projeto Minha Paróquia, empresa especializada em tecnologia para paróquias, e será posteriormente adequado a smartphones com a tecnologia Android. Enquanto isso. Para quem possui aparelho celular com acesso à internet, o site da Paróquia Nossa Senhora do Brasil possui desde o ano passado uma versão mobile. Acesse www.nossasenhora dobrasil.com.br

DIZIMISTAS ANIVERSARIANTES MAIO 3 Regina Segadas da Cruz 5 Maria Célia Ribeiro Vairo e Ana Lúcia Comolatti 12 Maria Eny Bordon 13 Maria Cristina de Luca Martins 15 Rogério Akira Furucho 16 Agnes Ilona Keresztes Bigatto 19 Milton Meirelles Filho 20 Maria Yolanda Rodrigues Cintra 21 Mara Strambi Guimarães 31 Maria Isabel Conrad JUNHO 7 Maria Aparecida Correa Lapa 8 Olga Cardoso Alves 9 José Eduardo Morato Mesquita 29 Marilu Giugni

PARÓQUIA EM AÇÃO

Curso bíblico “As mais belas páginas do Evangelho”

A

Paróquia Nossa Senhora do Brasil traz a você a oportunidade de aprofundar-se nas mais belas páginas do Evangelho em um curso gratuito, ministrado pelo Pe. Michelino Roberto. Confira a programação abaixo e garanta a sua participação preenchendo o formulário de inscrição no site ou no folder que está disponível na Secretaria Paroquial — as vagas são limitadas. Curso bíblico “As mais belas páginas do Evangelho” De 9 de maio a 28 de junho na Paróquia Nossa Senhora do Brasil.

Conheça os temas das aulas: • Introdução à Sagrada Escritura: O que é a Bíblia?; A Revelação divina no Antigo Testamento; A Revelação divina no Novo Testamento; A inspiração divina da Bíblia; A mensagem da Bíblia; Quais são os livros que integram a Bíblia; Os Evangelhos; Disposições para ler e compreender a Bíblia. • O Sermão da Montanha (Mt 5 a 7) • Parábolas do Reino: O semeador (Mt 13,1-22; Mc 4,1-20; Lc 8,4-15); Parábola do joio e do trigo (Mt 13,24-30); Parábola do grão de mostarda (Mt 13,3143; Mc 4,30ss; Lc 13,18 s); Parábola do tesouro, a pérola e a rede (Mt 13,44-51). • Parábolas sobre a Misericórdia: Parábola do filho pródigo (Lc 15,11-25); Parábola da ovelha perdida (Lc 15, 1-7; Mt 18,22 ss); Parábola do servo cruel sobre a necessidade de perdoar sempre (Mt 18, 21-35; Lc 17,3 s). • Discurso de Jesus sobre o “Pão da vida” (Jo 6,22-71); Jesus e a Samaritana (Jo 4,1-42).

• Discursos de Jesus sobre o fim dos tempos: A vinda inespedara do Filho de Deus (Mt 24, 29-44; Mc 13,2437; Lc 21,26-36); Exortação à vigilância (Mt 24,45-51; Lc 12,42-48); Parábola das dez virgens (Mt 25,1-13); Parábola dos talentos (Mt 25,14-30; Lc 19,11-27); O Juízo Final (Mt 25,31-46); Parábola do rico e Lázaro (Lc 16,19-31). • O Bom Pastor (Jo 10,1-21) • Instruções de Jesus para a missão apostólica (Mt 10,16-42; Mc 3,13-19; 6,7-11; 13,9-13; Lc 6,12-16; 9,1-5; 12, 2-9. 49-53). Escolha a sua turma: Diurno: segunda-feira, das 14h30 às 16h30. Dias 9/5, 16/5, 23/5, 30/5, 6/6, 13/6, 20/6 e 27/6. Noturno: terça- feira, das 20 às 21h45. Dias 10/5, 17/5, 24/5, 31/5, 7/6, 14/6, 21/6 e 28/6. INSCRIÇÕES GRATUITAS VAGAS LIMITADAS Telefone: (11) 3082 9786


pág. 7 mai/jun - 11

PARA ASSISTIR

Otimismo N

Enrolados

F

lynn Ryder (Zachary Levi) é o bandido mais procurado e sedutor do reino. Um dia, em plena fuga, ele se esconde em uma torre. Lá conhece Rapunzel (Mandy Moore), uma jovem prestes a completar 18 anos que tem um enorme cabelo dourado, de 21 metros de comprimento. Rapunzel deseja deixar seu confinamento na torre para ver as luzes que sempre surgem no dia de seu aniversário. Para tanto, faz um acordo com Flynn. Ele a ajuda a fugir e ela lhe devolve a valiosa tiara que tinha roubado. Só que a mamãe Gothel (Donna Murphy), que manteve Rapunzel na torre durante toda a sua vida, não quer que ela deixe o local de jeito nenhum. Avaliação: o filme vai pela linha de que o amor pode vencer tudo e é isento das ironias e piadas adultas que permeiam as animações mais recentes. Uma boa produção da Disney.

estas páginas vibrantes, o Autor nos mostra o contraste entre a vida melancólica dos sem-Deus e a vida transbordante dos que depositam a sua confiança em Deus. Vemos, assim, que o otimismo é uma questão de atitude: “O pessimista absorve o negativo; é um coração de chumbo. Já o otimista, na alquimia do seu espírito, transforma o chumbo em ouro”. Título: Otimismo / Autor: Rafael Llano Cifuentes Editora: Quadrante / Páginas: 56 ADQUIRA ESTE LIVRO NA LIVRARIA DA PARÓQUIA!

Título original: Tangled / Gênero: Animação / Diretor: Nathan Greno, Byron Howard / Roteiro: Dan Fogelman, baseado na história dos irmãos Grimm / Elenco: Mandy Moore e Zachary Levi no original; Luciano Huck e Sylvia Salustti na dublagem. / País: EUA / Ano: 2010 / Duração: 92 minutos

PARA VISITAR

Museu de Arte Sacra e Mosteiro da Luz

O

Mosteiro da Luz foi construído e fundado em 1774 por Frei Antônio de Sant’Anna Galvão, mais conhecido como Frei Galvão, que foi canonizado pelo Papa Bento XVI durante sua visita ao Brasil em maio de 2007, passando a ser o primeiro santo nascido no país. Considerada a mais importante construção arquitetônica colonial do século XVIII em São Paulo, sua importância é tanta que já foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. O prédio também é o lugar de recolhimento das Irmãs Concepcionistas, que ainda hoje dedicam seus dias à oração e ao trabalho e vivem em clausura. São elas as responsáveis por confeccionar as famosas pílulas milagrosas do Frei Galvão. O “santo remédio” é distribuído das 9 às 17h na igreja arquitetada e construída com ajuda do próprio frei. Missas são celebradas todos os dias. Lá também está localizado o Museu de Arte Sacra de São Paulo, onde fica

PARA LER

PARA ACESSAR

Paróquia, torna-te o que tu és O Cardeal Dom Odilo publicou sua primeira Carta Pastoral convidando todos os fiéis à conscientização para a real identidade das paróquias. Acesse a página da Paróquia Nossa Senhora do Brasil no Facebook para ler o texto na íntegra e ainda participar enviando sua foto tirada em nossa Paróquia. http://www.facebook.com/nossasenhoradobrasil

um dos mais representativos acervos do patrimônio sacro brasileiro. Foi Dom Duarte Leopoldo, o primeiro arcebispo de São Paulo, que no início do século XX reuniu e organizou as obras que mais tarde deram origem ao museu. Museu de Arte Sacra e Mosteiro da Luz

Avenida Tiradentes, 676 — Luz (Metrô São Bento) Site: www.museuartesacra.org.br Missas no Mosteiro: segunda a sexta, às 7h; sábado, às 8 e às 16h; e domingo, às 8h, 10h30 e 16h. Visitas ao Museu: terça a domingo, das 11 às 19h. Preço: R$ 4 (inteira) e R$ 2 para estudantes. Grátis para idosos e crianças de até 7 anos.


pág. 8 mai/jun - 11

EXPEDIENTE PAROQUIAL

EXPEDIENTE DA SECRETARIA

Em dias úteis: das 8 às 19h. Sábados: das 8 às 14h. BATISMO1

Curso preparatório de Batismo para pais e padrinhos (todo 3º domingo do mês, das 9 às 12h). Inscrições no próprio dia; comparecer munidos de uma lata de leite, para ser doada para instituições de caridade, e documentação — acesse o site da Paróquia nossasenhoradobrasil.com.br/pastoral-do-batismo para saber a lista de documentos. HORÁRIOS E DIAS PARA BATISMO

Sábados, 13 e 15h (individuais)2, e domingos, 9h, 13h30 e 15h30 (individuais)2 e 14h30 (coletivo).

PROGRAMAÇÃO APOSTOLADO DA ORAÇÃO SEMENTES DO Missa toda primeira ESPÍRITO sexta-feira do mês, às 8h. Segundas-feiras, às 20h. HORA SANTA GRUPO DE ORAÇÃO

GRUPO DE ORAÇÃO

AMADOS DO SENHOR Terças-feiras, às 20h. GRUPO DE ORAÇÃO

ESPÍRITO SANTO Quintas-feiras, às 14h30. PLANTÃO DE

ORAÇÃO Terças-feiras, às 15h. É necessário marcar.

com Exposição do Santíssimo

Quintas-feiras, 9h30 (encerramento com Bênção do Santíssimo, 12h), e sextas-feiras, 11h. ORAÇÃO DAS

MIL AVE-MARIAS Todo primeiro sábado do mês, às 13h30, na Capela de N. Sra. do Carmo. GRUPO DE JOVENS

UNIVERSITÁRIOS Domingos, às 20h.

RECOLHIMENTO FEMININO Dia 17/5, tema “Servir com Alegria” e dia 14/6 , tema “Santidade na vida cotidiana”. Às 14h30. FAMÍLIA Dia 11/5, tema “Fidelidade Conjugal”. Dia 25/5, tema “O Casal na Intimidade”. Dia 8/6, tema “Saber Perdoar”. Dia 22/6, tema “Superando as Enfermidades”. No salão paroquial, 20h. PASTORAL DA

CURSO DE BATISMO

Dias 22 de maio e 26 de junho. MATRIMÔNIO

Informações sobre datas e horários disponíveis para Casamento devem ser solicitadas somente na secretaria pessoalmente. CURSO DE NOIVOS

Dias 4 e 5 de junho.

HORÁRIOS DE CONFISSÃO3

Segundas, das 10 às 12h; terças e quintas, das 9 às 12h; quartas, das 15 às 17h; sextas, das 10 às 12h; aos domingos, antes e durante as missas. HORÁRIOS DE MISSAS4 Segundas a sextas-feiras: 8h, 9h, 12h05, 17h30 e 18h30. Sábados: 8 e 9h. Missas de preceito às 12 e 16h. Domingos: 8h, 10h, 11h, 12h30, 17h, 18h30 e 20h. Para maiores informações ou esclarecimentos procurar pessoalmente o Expediente Paroquial. 2 É necessário marcar com certa antecedência. 3 É possível marcar horário para Confissão e Direção Espiritual. 4 Para missas individuais, de 7º dia ou outras intenções, verificar outros horários na Secretaria Paroquial. 1

EXPEDIENTE Informativo Nossa Senhora do Brasil Maio/Junho - 2011 – Ano 2 – Edição 14

PROCLAMAS — CASAMENTOS

MAIO

JUNHO

letti Tini; Carlos Alberto Di Migueli e Katia Helena Pavlovtsch Luiz. 7 Eduardo Messias Altemani e Paula Lins Pereira de Almeida; João Paulo Ribeiro Fernandes e Vanessa dos Santos Salazar; José Ricardo Elbel Simão e Christiane Zogbi; Rodrigo Thiago Guerrero e Camila Brasil Niemxeski; Sergio Renato Forte Ferrari e Elza dos Anjos Neves Eraclide.  13 André Penteado Zenit Trindade e Juliana Gardi Thomaz. 14 Rodrigo Tamer de Betta Inama e Adriana Daher Kury.  20 Gianluca Guglielmo e Patricia Fernanda Nigro; Fernando Salemi e Fernanda Abi Jaudi; João Eduardo Santos Fogacci e Thais Camberlingo Resegato. 21 Marcos Gonçalves e Juliana Manfrinatti Lopes Covo; Eduardo Benacchio e Camila Rodovalho Pereira; Douglas Fernandes Viana e Carolina Thomaz Dias; Leandro Zaccarias Gomes e Agatha Pedroso dos Santos; Carlos Renato Silva Mendes e Tatiana L. Mainieri; Diego José Bettiolo e Eliamara Zeferini de Araujo. 27 Mario Alessandro Cazzulo e Maria Fernanda Figueiredo . 28 Pedro Faveret Signorelli e Thaís Helena Gregolin Dias; Gabriel Bittencourt Stella e Francine Dórea de Araujo; Ricardo Manfredi e Patricia Ferla Ferreira; Glauco Cristiano Bartoletti de Oliveira e Patricia Cristine de Abreu; Diogo Mandim Scalise e Patricia Gonçalves Moreira.

Gregório; Rubens Lopes da Silva Junior e Mariana Maria M. de França Martins; Roberto Hyppolito Amaral e Michelle Cristina Martins; Ricardo Siciliano e Mayra Fidelis Z. Quitero; Jonathan Neuwald e Erika Kuchauskas Mariano da Silva. 10 Alexandre Figueiredo Ottoni de Brito e Daniela Xavier Lopes. 11 Alex Kenji Toyotani e Juliana Françoso Viski; Rodrigo Cecchine Manzatto e Juliana Garcia Marco Pons; Carlos Eduardo B. Gonçalves da Silva; Marcelo Tarikian Zanaldo e Claudia Regina Mendonça.  17 José Alves Neto e Sabrina Rhoden. 18 Ricardo Eloi e Tatiane Prado Pelosi; Oswaldo Silva da Rocha ; Marino Pereira Benetti e Ana Paula Rennó Sierra; Pedro Carrijo Gouveia e Rafaela da Costa Levy.  22 Carmine Lourenço Del Gaizo Netto e Flávia batista Viana; Gabriel Antonio Soares Freire Junior e Luiza Helena Ferrari Ferraz Almeida.  24 Giuliano Moyses Borrelli e Monique Grande Martin Ferreira; Filipe Augusto Farias Cunha e Mayara Caldas Ramos; José Augusto Carvalho Filho e Camila Sanches Milani.  25 Alexander Awiczar e Bethania Cabral Cavalli; Paulo Cesar do Nascimento e Thalita Rettonain Ribeiro; Michel Mahmud Ezzu Ghayar Camila Marques Ferreira; André Augusto Miranda Torricelli e Simone Vicente Matsuda; José Aloisio Teles Junior e Maria Leão Castello Ribeiro

6 Luiz Alvaro Navarro Marcondes e Caroline Co-

3 João Negrini Neto e Marcela Belfiore Marques Ferreira. 4 Rodrigo Tadeu Negrelli e Eimily Silveira

Periodicidade: bimestral | Distribuição: gratuita | Tiragem: 2.500 exemplares | Impressão: Gráfica Serrano Responsável: Gisele Munhoz Frey | Projeto gráfico e editorial: Minha Paróquia (minhaparoquia.com.br) | Revisão: Marcus Facciollo (marcusrevisor.com.br)

Acesse a versão digital no site: www.nossasenhoradobrasil.com.br/informativo

FALE CONOSCO: PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO BRASIL – Praça N. Sra. do Brasil – Jardim Paulista, São Paulo – SP, CEP 01438-060

Telefone: (11) 3082 9786 | E-mail: nsbrasil@nossasenhoradobrasil.com.br

Informativo Nossa Senhora do Brasil Edicao 14  

Paróquia Nossa Senhora do Brasil (Jardim América, São Paulo/SP)

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you