Issuu on Google+

E D IÇÃ O 1 0

Boletim Informativo

A B RI L D E 2 0 1 1

Diocese de Campo Limpo – SP Rua Oliver Bachelim, 08 – Jd. Alto da Riviera/SP – CEP: 04929-170 Tel.: 5831 – 5247

“Nossa Senhora da Esperança,

Paixão de Cristo

Está chegando a Semana Santa , onde a Igreja se prepara para lembrar os últimos momentos antes, durante e depois da morte de Jesus. Imagine ser condenado quando não se há motivos para isso. Ou melhor ser condenado para salvar alguém. Você seria capaz de fazer isto? POIS JESUS FEZ POR VOCÊ, POR NÓS! Foi por você que Ele se deixou ser tão chagado e ferido. Foi por você que Ele derramou o Sangue na Cruz. Ele fez e não nos pediu nada em troca, para que pudéssemos ter Liberdade, além de fazermos as nossas próprias escolhas. Então, na Sexta feira Santa (22) convidamos você a refletir ,sobre tudo que Ele passou, todo sofrimento, dor. Ele morreu por você, e não lhe pediu nada em troca, somente o seu amor! Será que sabemos amá-Lo? Dessa forma, convido você a participar da nossa Celebração, na qual lembraremos todos os passos de agonia de Jesus. Assim, veremos o Amor incondicional que Ele tem por cada um de nós. Sílvia Cleide Paróquia Nossa Senhora Da Esperança

São Jorge Mártir Devotos do mundo inteiro comemoram, no dia 23 de abril, o Dia de São Jorge: o santo padroeiro da Inglaterra, de Portugal, da Catalunha, dos soldados, dos escoteiros. Guerreiro do Império Romano, ao tempo do imperador Diocleciano, Jorge converteu-se ao cristianismo e não aguentou assistir calado às perseguições ordenadas pelo imperador. Foi morto na Palestina no dia 23 de abril de 303. Ele foi vítima da perseguição de Diocleciano, sendo torturado e decapitado em Nicomédia, tudo devido à sua Fé Cristã. A imagem que conhecemos do cavaleiro que luta contra o dragão, foi difundida na Idade Média. Está relacionada às diversas lendas criadas a seu respeito e contada de várias maneiras em suas muitas paixões. Pela tradição, ele defende e favorece a todos os que a ele recorrem com Fé e devoção, vencendo batalhas e demandas, questões complicadas, perseguições, injustiças, disputas e desentendimentos. Guilherme Sérgio

Índice Confira abaixo a relação de matérias do Boletim Informativo do Mês de Abril.



Paixão de Cristo.....................................................Página 01



São Jorge Mártir.......................................................Página 01



Campanha da Fraternidade.................................. Página 02



Tempo Pascal na Igreja Primitiva...........................Página 02



Domingo de Ramos....................................................Página 03



Páscoa Da Ressurreição do Senhor................ Página 03



Atendimento Paroquial e Avisos..........................Página 04

Pág. 1


Campanha da Fraternidade: Fraternidade e a Vida no Planeta Neste ano de 2011 a Campanha da Fraternidade aborda um tema de extrema importância para a nossa sociedade: a vida do planeta. Leva-nos refletir sobre o que estamos fazendo, para cuidar e preservar essa biodiversidade e, consequentemente, a nossa vida. Hoje o que presenciamos são grandes catástrofes, são milhões de irmãos que perderam a vida por consequência de atitudes que visam somente o progresso. Estamos vivendo a era da Globalização, da tecnologia, do avanço científico. É claro, que todo esse crescimento gerou um grande desenvolvimento, mas em contra partida está destruindo o nosso jardim, criado com tanto Amor e Carinho pelo nosso Deus. Do que adiantará tanta evolução se não poderemos desfrutar de tudo isso respirando um ar puro, saboreando um fruto fresco e suculento, saciando nossa sede com uma água cristalina? Chegou a hora de parar e pensar: O que posso fazer para salvar a vida do planeta? É tempo de rever nossas atitudes. Reflita. A hora é essa! Pois se deixarmos para depois pode ser tarde demais. Ana Paula e Luciana - (Comunidade Nossa Senhora do Caminho)

O Tempo Pascal na Igreja primitiva O tempo pascal se aproxima, e de maneira muito forte viveremos este tempo na Semana Santa, que tem sua plenitude no Tríduo Pascal, e continua por mais cinquenta dias até a Festa de Pentecostes. Para compreendermos melhor, o que iremos celebrar, vamos voltar no tempo até à Igreja primitiva, precisamente na Jerusalém do século IV d.C.(quarto depois de Cristo) - entre o ano 301 e 400. Deste período temos um detalhado texto, chamado Peregrinação de Etéria, que nos conta como era celebrada a Páscoa Cristã com uma diferença de tempo muito pequena (mais ou menos 250 ou 300 anos) dos eventos ocorridos aí em relação à Páscoa de Jesus. Neste texto percebemos uma forma muito parecida com a Páscoa que celebramos hoje. Embora eles não tivessem livros litúrgicos como os nossos, como o missal e lecionário que temos hoje em nossas Missas, mas já possuíam a compreensão de terem textos apropriados para os diversos dias como: o Domingos de Ramos, onde celebravam a entrada de Jesus em Jerusalém com procissão e ramos e palmas nas mãos; a Quinta-feira Santa,; a Sexta-feira Santa, onde faziam-se também o beijo do Santo Lenho da Cruz; o Sábado Santo, onde se realizavam os batizados dos catecúmenos; e o domingo de Páscoa com sua oitava e os Domingos seguintes, passando pela Ascensão e terminando com a festa de Pentecostes. Há uma beleza presente neste texto pois ele conta com detalhes a celebração destes dias com a presença do Bispo e todo o povo participando, indo a cada local onde Jesus esteve, desde o Domingo de Ramos até a Ascensão. Neste tempo já se percebe uma organização da liturgia celebrada, e a intensidade com que vivenciavam o tempo pascal, sendo exemplo para nossos dias, lembrando-nos que o nosso modo de celebrar não é invenção nossa, mas que tem raízes na Igreja primitiva. Celebrando bem hoje significa que estamos sendo fiéis aos nossos antepassados, que há mais de 1600 anos atrás já celebravam como nós, e que nós temos uma Tradição passada de geração em geração de Cristãos, lembrandonos de nossa responsabilidade de passarmos aos nossos filhos, e não fazê-lo seria trair a Igreja primitiva. Welder Pereira - Seminarista Paróquia Nossa Senhora Da Esperança

Pág. 2


Domingo de Ramos : Inicio da semana mais importante para o ano litúrgico. A Semana Santa começa no domingo chamado de Ramos, porque celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado em um jumentinho – o símbolo da humildade – e aclamado pelo povo simples que o aplaudia como “Aquele que vem em nome do Senhor!”. No início da celebração, antes da procissão, é proclamado o evangelho que narra a entrada de Jesus em Jerusalém, rompendo os esquemas de poder, montado num humilde jumentinho. A cavalgadura não é dos poderosos, mas a dos pobres e despojados. E recebe o reconhecimento da multidão: “Bendito o Rei que vem em nome do Senhor!” A entrada do Salvador em Jerusalém é anúncio e figura da ressurreição. Mas vai além disso: é o anúncio da vinda gloriosa de Cristo no fim dos tempos para fazer entrar na Nova Jerusalém (o céu) todos que o seguiram com fidelidade. A liturgia de Ramos resume, prepara a grande celebração da morte e ressurreição do Senhor. De um lado aclamamos Jesus, rei humilde, servidor do povo, glorificado pelo Pai e constituído Senhor do universo. Depois, na Liturgia da Palavra, é proclamado o evangelho da paixão e morte de Jesus, colocando os fiéis diante da realidade da cruz, sinal máximo do amor de Deus pelos homens. Guilherme Sérgio

Páscoa da Ressurreição do Senhor Neste mês celebramos a Solenidade da Páscoa da Ressurreição do Senhor.Páscoa, que significa passagem! Para nós ,passagem do pecado para a vida da Graça, passagem da morte eterna para a Vida em Deus, a vida plena.Eis que um herói entregou a vida d’Ele em seu lugar! Eis que um herói derramou o sangue d’Ele na cruz !Eis que esse herói ressuscitará! O túmulo está vazio! O corpo de um homem pregado numa cruz não está mais lá. Jesus Ressuscitou para nos salvar ao terceiro dia.

Aqueles que procuravam Jesus entre os mortos não O encontraram, porque Ele havia ressuscitado. Vamos encontrá-Lo falando com os Apóstolos incrédulos, comendo com eles e mostrando-lhes as mãos e os pés perfurados pelos cravos. Encontramo-Lo, consolando Maria Madalena angustiada desde o Calvário. Encontramo-Lo ressuscitado, explicando aos discípulos entristecidos de Emaús o significado das profecias e de suas próprias palavras.Jesus é maior do que a morte e a venceu e, por sua vitória, todos nós viveremos!Aleluia, porque a Páscoa é certeza de Vida Eterna! Paróquia Nossa Senhora Da Esperança

Jéssica Alves Pág. 3


Fiquem Atentos aos Nossos Avisos : Data / Horário

ATIVIDADE PAROQUIAL

15/04– 20hrs Ordenação Diaconal Do Joaquim Da Costa Lima 17/ 04– 9hrs

Procissão de Ramos – Saída da Rua Nova Arcádia (Próx. Colégio Josefina) até a Igreja Matriz.

17/04 – 18Hrs Procissão de Ramos – Saída do Posto de Saúde Qualis, até a Igreja Matriz. 18/04- 20hrs Missa da Água 19/04 – 20hrs Missa da Vela 20/04 - 20hrs Missa da Cruz 21/04 - 20hrs Ceia Do Senhor 22/04 – 8hrs Confissão 22/04 – 15hrs

Celebração da Paixão de Cristo / Local: Estacionamento do Parque Ecológico em seguida procissão até a Comunidade N. Sra Do Caminho com a Encenação da Paixão de Cristo.

23/04 - 20hrs Sábado Santo com a Benção do Fogo próximo ao Colégio Herculano De Freitas. 24/04 – Horário Domingo de Páscoa – Horário Normais de Missas Dominicais. Normal Todas as SegunOração Com o Santíssimo na Capela Com o Apostolado de Oração das -19hrs

Horários de Atendimento Paroquial Secretaria Paroquial:

Missas ou Celebrações:

De Terça à Sexta-Feira: Das 9:00 h. às 12:00 h.

( Matriz)

E das: 14:00 h. às 18:00 h.

De Terça à Sexta-Feira às 08:00 h.

Sábado: 10:00 h. às 15:00 h.

De Terça a Sexta-Feira as 20:00 h Sábado às 18:00 h.

Confissão e Atendimento do Padre:

Domingo às 10:00 h. e às 19:00 h.

Quinta e Sexta-Feira:

(Comunidade Nossa Sra. Do Caminho)

Das 10:00 h. às 12:00 h.

Quinta-Feira ás 20:00 h.

E das 15:00 h. às 17:00 h.

Domingo ás 08:30 h.

PASTORAIS: Sábado das 10:00 h. às 12:00 h.

Expediente

Venha fazer parte do Boletim Informativo, onde você pode participar enviando sugestões, criticas, elogios, para o e-mail: pascom@nsesperanca.com.br. Não perca tempo, sua mensagem poderá aparecer na próxima edição.

Colaboradores:

Conselho Editorial:

Danilo Henrique

PASCOM

Flávio Alves

Diagramação:

Guilherme Sérgio

Flávio Alves

Jéssica Alves

Revisão:

Silvia Cleide Thais Lopes

paroquiansesperanca@hotmail.com

Ana Paula Luciana

www.facebook.com/nsesperanca

www.twitter.com/@nsesperanca

Paróquia Nossa Senhora Da Esperança

Elder

Guilherme Sérgio Thaís Lopes Diretor Chefe: Pe. Fabrício Alves Pita

Pág. 4


Boletim Informativo 10