Page 1


AGENDA DA PRÉ-ESCOLA


SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Prefeito Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto Secretário da Educação Guilherme Cortizo Bellintani Subsecretária Teresa Cozetti Pontual Diretoria de Orçamento, Planejamento e Finanças Marília Castilho Diretora Pedagógica Joelice Ramos Braga Gerente de Currículo Gilmária Ribeiro da Cunha Gerente de Gestão Luciene Costa dos Santos Coordenadora de Formação Pedagógica Neurilene Martins Ribeiro Equipe Técnica – Educação Infantil Solange Mendes Serra Karla Cristina Brito Chaves Patrícia Guimarães Paim PARCERIA TÉCNICA

AVANTE EDUCAÇÃO E MOBILIZAÇÃO SOCIAL Gestora institucional Maria Thereza Oliva Marcílio Coordenação Mônica Martins Samia Rita Margarete Moreira Santos Autoria Ana Oliva Marcílio Revisão técnica Maria Thereza Oliva Marcílio Mônica Martins Samia Rita Margarete Moreira Santos Grupo de Trabalho Nossa Rede Educação Infantil Adriana Souza da Purificação Alessandra Santos do Nascimento Alessandra Seixas Araújo Alexsandro da Rocha Melo Aline Cristina de J. Santos Aline Maria Santos Ferreira Ana Cristina Couto S. da Silva Ana Paula M. Massarenti Ana Paula Silva Santos Andréa Batista de Oliveira Santana Carla Cristina dos Santos de Jesus Carla Dória F. da Costa Carla Patrícia Teixeira Góes Barbosa Carla Valéria Castro Christianne Barretto Navarro de Brito Carvalho Consuelo Almeida Matos Cristiane Brito Valente Crisvânia Duarte Passos Pinto Daniela de Oliveira Maria Santos Daniela Silva Cruz Denize Reimão de S. Nadyer Elaine Letícia Pinto Cerqueira Neri Elielza Oliveira Costa de Sousa Evânia Cerqueira da Silva Sodré Gilmária Santos

Gilmária Santos Gleide de Araújo Santos Isa de Jesus Coutinho Islana de Oliveira Silva Ivanei Silva Santos Ivete Rodrigues dos Santos da Silva Jeane Leal da Silva Rodrigues Jussiara Pinheiro Vieira Karla Cristina Brito Chaves Lindalva dos Reis Amorim Maiza Maciel Chaves Marcia Maria Leone Lima Maria Cecília Santana T. Freitas Maria de Fátima Castro Maria Gabriela White Santos Garrido Maria José dos Santos Junqueira Marília Moreira C. Liberato de Mattos Micaela Balsamo de Mello Patrícia Guimarães Paim Plautila Souza Neves Priscila Gonçalves Cerqueira Roberta Messias Costa Roberta P. Souza do Carmo Rúbia Nara A. de Souza Sandra Cristina Santos de Monte Sirlaine Pereira Nascimento dos Santos Solange Mendes Serra Sueli Cristina Gouveia Ferreira Suzana Conceição Dória Telma C. da Cunha Vanessa Maria Magalhães Fonseca Vânia Maria P. de Almeida Wendy Castro Rosa Roman Revisão de estilística e ortográfica Andréa da Silva Oliveira Projeto Gráfico e Editoração KDA Design Ilustração Luiz Augusto Gouveia Fotografias Acervo da Secretaria Municipal da Educação de Salvador Fabio Lima Braga de Jesus / Muriqui Ambiental e Imagens Ruth Hirte


APRESENTAÇÃO Esta agenda faz parte do material da criança, e deve acompanhá-la, da instituição de Educação Infantil para casa e da casa para a instituição de Educação Infantil. Ela é como uma mensageira, fortalecendo a comunicação. Como funciona? A agenda está dividida em três seções com espaço para as instituições de Educação Infantil, a família e a criança. Veja a seguir: Da Instituição de Educação Infantil para casa: nesta seção, as/os professora/es e profissionais das instituições de Educação Infantil, podem contar à família fatos ou eventos relevantes que aconteceram no dia ou informar sobre passeios, reuniões ou outra atividade que ainda irá ocorrer, e que precisará de apoio da família. Da casa para o Instituição de Educação Infantil: este espaço é reservado para a família registrar eventos importantes que acontecem com a criança em casa. Dizer se ela sentiu dor, febre ou esteve doente. Informar, caso a criança precise se ausentar por uns dias, necessite chegar atrasada; caso a família precise de alguma ajuda ou orientação, podendo solicitar a/o professora/or agendamento de um horário. Esses são alguns exemplos de uso desta agenda. Para marcar o espaço da criança. Aqui, as crianças também poderão usar a agenda para contar como estão se sentindo ou o que fizeram num determinado dia, marcar o aniversário de uma amiga/o, fazer um desenho ou mandar seus recados para casa ou para a instituição de Educação Infantil. Outro detalhe importante dessa agenda é que, a cada mês, ela traz uma referência sobre os direitos da criança. Esta é uma forma de conhecê-los, para respeitá-los. Há dicas, esclarecimentos e exemplos de como garantir os direitos das crianças. Há, também, a cada mês, pequenos comentários de crianças sobre seus direitos. Vale à pena a leitura! A agenda deve acompanhar a criança, todos os dias, e deve, todos os dias, ser lida pelos adultos (em casa ou na instituição de Educação Infantil). É bom saber, entretanto, que nem todo dia terá algo anotado. Apesar de muitas coisas acontecerem no cotidiano da criança, aqui, serão registrados eventos importantes, que fogem à rotina, e precisam ser comunicados.


DADOS DA ESCOLA Telefones da escola

Nome da escola

Endereço

DADOS PESSOAIS Nome da criança

Resposáveis (nome/parentesco)

CONTATOS Nome

Parentesco

Número

Operadora


JANEIRO “As crianças têm que pensar diferente; se não, quando crescerem ficam esquisitas e não fazem coisas legais”. (Crianças do Octaedro de Rosa Sensat, 2005)


Toda criança tem direito a ter infância. “Muitas das coisas que necessitamos podem esperar. A criança não. Agora, é quando seus ossos estão sendo formados, seu sangue está sendo feito e seus sentidos estão sendo desenvolvidos. Para elas, não podemos responder 'Amanhã'. Seu nome é 'Hoje' ”. (Gabriela Mistral, 1945)

Acostumamos a pensar a criança como o “futuro da nação”. Cuidamos delas, hoje, para que amanhã sejam cidadãs. Entretanto, o mais importante para a criança é o aqui e o agora. A infância tem seu valor em si mesmo. É tempo presente! Estar bem, ser bem-cuidada e ser respeitada em sua forma de agir, pensar e expressar, ter seus direitos garantidos, é uma forma de dar valor à criança e à sua infância. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) é instrumento legal que institui o Sistema de Garantia de Direitos (SGD) da Criança e do Adolescente. Este Sistema organiza e ajuda a tecer as redes de serviço, acolhimento e proteção da criança. Em cada bairro da cidade, é possível encontrar uma série de espaços, serviços e atores que podem apoiar a família e as instituições de Educação Infantil a garantir o bemestar e os direitos das crianças. Eis alguns exemplos: Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Conselho Tutelar Agente Comunitário de Saúde Balcão de Justiça e Cidadania Associações e Organizações Comunitárias (complementam a rede de apoio à criança e oferecem serviços de educação, lazer, informação, cultura e outros mais).


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 01

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 02

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 03

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 04


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 05

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 06

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 07

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 08


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 09

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 10

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 11

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 12


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 13

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 14

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 15

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 16


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 17

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 18

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 19

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 20


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 21

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 22

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 23

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 24


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 25

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 26

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 27

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 28


S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 29

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 30

S

T

Q

Q

S

S

D

JANEIRO 31


FEVEREIRO “Nós temos direito de brincar, mas não é obrigatório; direito é algo que se pode fazer”. (Crianças do Octaedro de Rosa Sensat, 2005)


Toda criança tem direito ao brincar. “A brincadeira é a maior expressão do desenvolvimento humano na infância, pois é a expressão livre do que vai na alma da criança”. (Friedrich Froebel, 2007)

O brincar é um direito da criança, garantido pelo ECA. Brincar é a forma de estar no mundo, de se comunicar, viver, aprender, crescer e se desenvolver. É essencial, para o bem-estar, a saúde física, emocional, social e cognitiva da criança e deve ser parte do seu cotidiano: em casa, nos espaços públicos e na instituição de Educação Infantil. Quanto mais brincadeiras, melhor! As crianças brincam desde bebês. Brincam com sons, sensações, sombras e corpo. Um simples lencinho de pano, por exemplo, pode se transformar em horas de exploração e brincadeira, por parte de uma criança pequena. Vale a pena entrar no mundo dessa criança, fazer sons com o corpo, fazer carinhos, brincar de esconder, brincar com as palavras, e os movimentos: serra-serra serrador, palminha de Guiné, dedo mindinho e seu vizinho, bambu tira bu, são alguns exemplos de brincadeiras para bebês. Já para as crianças mais velhas e com maior autonomia, as brincadeiras demandam movimentos mais amplos: pular corda, escondeesconde, barra-manteiga e andoleta. Com a idade, as crianças também começam a experimentar jogos com regras: tabuleiro, cartas e dominó, são alguns exemplos. Elas, também, são cheias de imaginação e fantasia, criam e recriam vidas e o mundo à sua volta. Para todas as idades: histórias, parlendas e poesias, jogos com a palavra, o ritmo e a música. Contar, cantar e encantar faz bem para quem canta e conta, faz bem para quem ouve. Histórias e cantigas são formas de brincar que conectam gerações.


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

FEVEREIRO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


MARÇO “Eu não sei ler as letras, mas sei fazer pilhas de livros, tirar e colocar na estante várias vezes; sei sentar nos livros e consigo carregar na bolsa”. . (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à educação. A pré-escola necessita se empenhar para que cada momento seja uma vivência; cada objeto, um desafio; cada situação, uma oportunidade de busca de experimentação, de descoberta, o que, no meu entender, só se torna possível mediante uma ação pedagógica comprometida com a criança, com suas características, com necessidades e possibilidades. (NICOLAU, 2008)

Para as crianças de 4 e 5 anos, é fundamental ir para a escola. A Educação Infantil é a primeira etapa da Educação Básica, e é obrigatória nesta idade. Independentemente da idade, escola e família desempenham um papel complementar na educação das crianças. Uma deve, portanto, respeitar e conhecer melhor a outra, para que juntas desenvolvam um trabalho de melhor qualidade e mais integrado. O Estatuto da Criança e do Adolescente garante aos pais e responsáveis, o direito a “ter ciência do processo pedagógico, bem como participar da definição das propostas educacionais”. (ECA, 1990. Cap. IV, art. 53, parágrafo único). Se você está em dúvida sobre como a escola funciona, como é o dia a dia da criança na escola, converse com as/os professoras/es, participe da reunião de famílias. Quanto mais próximas estiverem, família e escola, melhor será a educação das crianças.


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MARÇO 31 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


ABRIL “Precisa comer bem, dormir, descansar; se agasalhar; tomar banho, escovar os dentes, não ficar de pé no chão, brincar no sol e ter a casa limpa, sem rato e mosquito, porque doença de rato deixa a gente sem respirar.” (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à saúde. “O bem-estar e o estado saudável da criança são reflexos do conjunto de suas experiências vitais, vividas em seu ambiente psicossocial, e envolvem, além dos espaços familiares, as ações próprias dos profissionais da saúde, como também, os espaços educacionais, comunitários e sociais”. (Rede Nacional Primeira Infância, 2007)

Uma ótima forma de apoiar a saúde da criança pequena é proporcionar um ambiente de conforto, carinho, segurança e afeto. Além disso, é importante garantir uma alimentação saudável, cuidar da saúde bucal e acompanhar a caderneta de saúde da criança (cumprir a agenda de vacinas e levar, regularmente, ao pediatra, acompanhando o crescimento e o desenvolvimento). Priorizar (seja em casa, seja na escola) uma alimentação rica e diversa. As frutas são um ótimo lanche. Ao invés de refrigerantes e biscoitos, priorize sucos naturais, raízes (batata-doce, aipim, inhame) e frutas. O leite materno é um grande alimento. Até os 06 meses procure amamentar com exclusividade. Só então, comece a introduzir legumes e depois frutas. Não precisa de temperos, sal e açúcar são dispensáveis para a criança pequena. O importante mesmo, é que sejam alimentos ricos, naturais e variados. Outra dica importante, é que se estimule, desde cedo, a escovação cotidiana dos dentes. Faça a higiene bucal, inclusive, dos pequeninos que ainda não têm dentes.


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

ABRIL 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


MAIO “Às vezes quando a gente fica nervosa/o, a gente fala palavrão. As palavras ficam voando em cima da nossa cabeça. É meio maluco, e também, a gente se esquece de muitas coisas. Às vezes, uma pessoa está com raiva e não tem jeito de conversar.” (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à crescer sem violência. “As crianças devem poder, enfim, brincar em campos abertos sem serem torturadas pela fome, afligidas por doenças ou ameaçadas pelo flagelo da ignorância, do molestamento e do abuso e sem serem obrigadas a se envolver em atividades incompatíveis com seus tenros anos.” (MANDELA in PINHEIRO, 2006)

A violência é um fenômeno que atinge milhões de crianças em todo o mundo. Ela deixa marcas, manchas, traumas e, em situações mais extremas, leva à morte, bebês e crianças, nas mais diversas idades. É por isso, que em 2014, o Brasil aprovou a Lei Menino Bernardo (13.010/2014), que afirma o direito da criança crescer e ser educada livre de violência. Seja em casa, seja na instituição de Educação Infantil, é importante que se busque alternativas para educar sem violência. Muitas vezes, os adultos, movidos pelas pressões do dia a dia, brigas familiares, dificuldades no trabalho ou mesmo pela falta de conhecimento de estratégias diversas de educação, acabam por usar castigos e punições que são nocivos à criança. Nesses casos, a instituição de Educação Infantil, os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), o Conselho Tutelar, os agentes comunitários de saúde, são alguns serviços que podem ajudar à família a lidar com a criança sem usar a violência. Ao contrário, uma criança que vive em um ambiente seguro, física e emocionalmente, que se sente amada e protegida, terá as condições necessárias para um desenvolvimento harmonioso e integral. Estabelecer o real diálogo com a criança, ouvindo e respeitando suas necessidades, dando-lhe direito de se expressar e cuidando para que perceba os limites de forma amorosa e firme, são essenciais ao seu crescimento saudável e seu processo de socialização.


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

MAIO 31 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


JUNHO “Família é estar junto.” (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à convivência familiar e comunitária. “Família é o grupo primário que acolhe, apoia e acompanha a criança em seu lar e que satisfaz suas necessidades de saúde, alimentação, afeto, brincadeiras, comunicação, segurança e aprendizagem e conquista progressiva da autonomia nos anos iniciais da vida”. (Rede Nacional Primeira Infância, 2007)

A família e a instituição de Educação Infantil são parceiras na tarefa de educar as crianças pequenas. Valorizar as diferentes organizações familiares e respeitá-las é fundamental para a educação infantil. Conhecer a família, é tão importante para a escola, quanto é importante que a família conheça o cotidiano escolar. A instituição de Educação Infantil pode e deve organizar momentos de diálogo, intercâmbio e reflexão com as famílias. Por outro lado, a família deve participar da educação da criança e apoiar o seu desenvolvimento, conhecer a instituição, compreender o seu trabalho, assim: em uma perspectiva de colaboração mútua, que passa pela confiança e pelo conhecimento, é possível fazer o que seja necessário: assegurar que os dois contextos de desenvolvimento mais importante nos primeiros anos de vida de uma pessoa possam compartilhar critérios educativos que facilitem o crescimento harmônico das crianças (BASSEDAS, HUGUET, SOLE, 1999, p. 285).


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JUNHO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


JULHO “E aí minha mãe me chamou para ir comer. Eu disse que queria ir depois, porque estava fingindo de soltar pipa com os meus amigos. Ela não deixou. Falou que eu não estava fazendo nada e era para ir jantar... Como ela não viu a minha pipa invisível?” (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à cultura. “Não há dúvida que brincar significa sempre libertação, rodeadas por um mundo de gigantes, as crianças criam para si, brincando, o pequeno mundo próprio”. (Benjamin, 2002)

Garantir o direito da criança de conhecer, experimentar e vivenciar diferentes culturas e manifestações culturais é uma tarefa da escola e da família. Vale lembrar, que a criança pequena tem uma forma muito peculiar de ver e estar no mundo. Ela chega ao mundo e quer conhecêlo. É importante ter equipamentos e programas culturais que acolham a maneira singular da criança fazer e viver a cultura. Além das brincadeiras, cantigas e histórias que compõem a cultura da infância, é importante que a criança tenha acesso a outros bens culturais e possa frequentar teatros, museus e outros equipamentos. Em Salvador, existem alguns espaços que oferecem uma programação específica para crianças e outros que contemplam adultos e crianças, simultaneamente. Procure, também, no seu bairro, as iniciativas culturais adequadas às crianças. Veja algumas dicas: Na Praça Almeida Couto, em Nazaré, está a Biblioteca Monteiro Lobato, além de histórias e leituras, a biblioteca oferece uma série de atividades para crianças e famílias. Nos Barris, na Rua General Labatut, o Espaço Xisto oferece uma rica programação infantil. Teatro e brincadeiras fazem parte do dia a dia do local. Em Plataforma, o Centro Cultural de Plataforma oferece programação variada. No Uruguai, o Centro Cultural Alagados (Rua Direta do Uruguai), incentiva a ampliação e o fortalecimento da cultura local. Em Patamares, o Museu for the Children, além de seu acervo, oferece oficinas e cursos para crianças e famílias. O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), que, fica no Solar do Unhão, ladeira do Contorno/Gamboa. A Escola Picolino de Circo, em Pituaçu, oferece aulas de circo, além dos espetáculos. Abriga também uma escola de capoeira angola.


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

JULHO 31 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


AGOSTO “Olha..., olha... isso é muito importante. Quando a gente não quer comer, alguma coisa estranha aconteceu, na escola ou na rua.” (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à liberdade de expressão e participação “A delimitação de lugares determinados para as crianças na cidade denuncia uma situação de exclusão urbana da infância, já que elas não são vistas como atores sociais pertencentes e com direito à cidade. Para reverter esta situação é preciso enxergar e tratar as crianças como sujeitos capazes de opinar, sugerir, criar e dar um rosto mais humano à cidade: soprando-lhe a vida de sua presença, seus movimentos, suas vozes, sorrisos e brincadeiras”. (Rede Nacional pela Primeira Infância, 2007)

Olhar a criança como cidadã, sujeito de direitos, implica em garantirlhe os direitos sociais, políticos, civis e humanos que são assegurados aos adultos. Implica, também, em conhecer a criança, suas linguagens e formas de expressão. O exercício do direito à participação começa na própria família. Na possibilidade que a criança tem, dentro de casa, de opinar, participar da construção da rotina, ser ouvida e respeitada. Um exemplo seria deixar a criança escolher a roupa que vai vestir-se, o assunto que quer conversar, ou negociar a hora do banho. Levar em consideração a opinião dela, sobre as decisões a serem tomadas, os passeios em família ou as atividades que vão. Também, na instituição de Educação Infantil, a criança tem o direito de participar e ajudar na tomada de decisão, acerca de seu espaço e sua rotina. A criança deve ser uma aliada na construção de uma Educação Infantil de qualidade e cidadã. Tudo isso, pode ser feito de forma que ela, ao ser escutada, também, perceba os limites e comece a compreender os processos de negociação e diálogo.


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

AGOSTO 31 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


SETEMBRO “Eu moro lá em cima, no morro. Eu não fico cansado de subir, eu vou pulando e contando os degraus. Ah, também, eu inventei uma brincadeira de pular de dois em dois. A minha mãe é que fica muito cansada. Eu não gosto quando ela fica cansada. Ela fica triste.” (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à cidade e ao meio ambiente. “As crianças passam mais tempo nos espaços privados do que nos públicos. Essa privatização da infância, oculta e restringe a condição social da criança”. (Rede Nacional pela Primeira Infância 2007)

Com o crescimento e urbanização das cidades, a criança pequena perde espaço. A natureza dá lugar a carros e prédios. Insalubridade e violência fazem parte do cotidiano. É preciso que se garanta a existência de espaços verdes e de praças públicas, onde haja convivência em paz e sem risco. Lugares que acolham a criança desde seus primeiros anos de vida. Onde se possa brincar, conviver com plantas e animais e interagir com outras pessoas. Aqui, em Salvador, temos alguns espaços, que, se bemcuidados, podem acolher a criança pequena e sua família: Em Ondina, o Parque Zoo Botânico (Jardim Zoológico), atrai as crianças pela variedade de animais e pelo espaço amplo para brincar. Já no Parque de Lazer e Esporte da Boca do Rio, há áreas de lazer, brinquedos infantis, área para corrida e esportes. Ainda na orla marítima, no Jardim dos Namorados, o Parque Jardim dos Namorados, é também, um espaço agradável para famílias e crianças. No Itaigara, o Parque da Cidade (Parque Juventino Silva), reúne Mata Atlântica, dunas de areia branca e opções de lazer para crianças Em Itapuã, o Parque do Abaeté, abriga a Lagoa do Abaeté e a Casa da Música, local onde estão reunidos documentos que contam a história da música baiana. O Largo do Retiro, possui área de lazer com 5 mil m². Conta com praça e quadra poliesportiva, equipamentos para musculação e parque infantil. Já o Parque de Pituaçu – situado na orla marítima de Pituaçu – é, atualmente, a maior reserva ecológica da cidade. O Parque São Bartolomeu, em Pirajá/Suburbana, abriga cachoeira, manguezais e Mata Atlântica, além de um centro comunitário com oficinas e atividades para crianças. Garanta o direito de a criança conviver com a natureza e observe o quanto ela pode aprender com este tipo de experiência!


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

SETEMBRO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


OUTUBRO A liberdade é o direito de saber coisas. (Crianças do Octaedro de Rosa Sensat, 2005)

As crianças têm direito de ter seus pensamentos, porque são elas que têm que pensar o que querem fazer. (Crianças do Octaedro de Rosa Sensat, 2005)


Toda criança tem direito à liberdade de crença, credo e religião. “O Brasil é possuidor de uma rica diversidade religiosa que se deu em função, também, da miscigenação cultural advinda das inúmeras imigrações que o país vivenciou ao longo da sua história. Atualmente, o conceito de liberdade religiosa está associado ao direito inalienável de manifestar suas convicções ou práticas religiosas, independente da crença seguida. ” (MARTEL, 2007)

O Brasil é um país laico, o que significa que todo espaço ou serviço público, também, deve ser. A Rede Municipal de Educação é um espaço de serviço público, portanto, as instituições de Educação Infantil devem ser espaços laicos. Respeitar a laicidade e garantir a expressão de fé e crença de cada criança é um desafio e tanto. Por um lado, é importante que as instituições de Educação Infantil evitem a promoção de atividades de cunho religioso, por outro, ela deve garantir às crianças o respeito à sua fé. Apesar de laica, a instituição de Educação Infantil deve promover o conhecimento e a valorização da diversidade cultural e religiosa de Salvador. Na instituição de Educação Infantil, devem conviver crianças, famílias, professoras/es e demais profissionais de maneira harmoniosa e respeitosa, independentemente da religião. A escolha por um determinado credo, crença ou religião é de cada um. É fundamental, entretanto, que haja respeito e tolerância e que se cultive uma cultura de paz. Para isso, as famílias, também, precisam compreender e respeitar este espaço público, dialogar com a escola e, assim, ensinar as crianças a conviver com a diversidade de crenças com respeito e naturalidade.


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

OUTUBRO 31 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


NOVEMBRO “Todo mundo precisa ter casa, senão vai morar embaixo da ponte, vai ficar doente.” (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


O direito à proteção: evitando acidentes na Primeira Infância A criança é inocente, vulnerável e dependente. Também, é curiosa, ativa e cheia de esperança. Seu universo deve ser de alegria e paz, de brincadeiras, de aprendizagem e crescimento. Seu futuro deve ser moldado pela harmonia e pela cooperação. Seu desenvolvimento deve transcorrer à medida que amplia suas perspectivas e adquire novas experiências. Mas, para muitas crianças, a realidade da infância é muito diferente. (ONU. Encontro mundial de cúpula pela criança, 1990)

“Inocência”, “curiosidade” e “vulnerabilidade” são algumas das características da primeira infância que ajudam a aumentar o número de mortes e hospitalizações de crianças pequenas. Elas estão expostas a riscos de acidente nas situações mais corriqueiras da vida. Existem, entretanto, muitas possibilidades de prevenção e proteção que podem evitar acidentes e mortes. Crianças pequenas podem afogar-se facilmente. Toda a atenção é necessária em espaços que tenham piscinas e tanques. Se for à praia, utilize boias e fique vigilante. Para evitar quedas, o uso de grades e telas de proteção em portas e janelas é uma boa medida. As quedas podem deixar severas sequelas na criança. Na cozinha, usar as bocas de trás do fogão é uma boa técnica para evitar queimaduras. Além disso, guardar fora do alcance das crianças, objetos pesados, cortantes ou de vidro. O mesmo para materiais de limpeza e remédios. É bom cuidar de fios desencapados e proteger as tomadas para evitar choques.


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 17 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 18 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 19 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 20 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 21 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 22 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 23 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 24 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 25 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 26 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 27 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 28 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 29 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

NOVEMBRO 30 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


DEZEMBRO “Eu estava feliz, porque estava cheio de segurança. Estava cheio de segurança porque os meus amigos estavam ali”. (Rede Nacional Primeira Infância, 2009)


Toda criança tem direito à ser feliz e ter amigos. “[...] para as crianças, mais importante do que preparar o futuro, é viver o presente. Elas precisam viver agora e na forma mais justa, plena e feliz”. (Rede Nacional Primeira Infância, 2007)

Criança tem direito a ser feliz e algumas coisas simples podem ajudar: árvores, flores, frutas, brincadeiras, fantasias, pinturas bonitas na parede, música e, outras crianças. As crianças da Rede Municipal da Educação de Salvador fizeram uma lista de coisas que lhes deixariam felizes, olha só:

“Uma árvore com duas mangas pra chupar com meus colegas e brincar!” “Eu queria que tivesse um arco-íris dentro da Escola Raio de Sol”. “Um barco pra navegar no rio.” “Eu queria que aqui tivesse duas escorregadeiras.” “Uma corda de pular pra eu brincar com minhas coleguinhas.” “Uma bandeira e um arco-íris para a escola ficar mais linda.” “Sonho com todos os meus amigos brincando comigo com fantasias.” “Quero um violão e um microfone, porque eu gosto!”


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 01 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 02 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 03 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 04 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 05 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 06 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 07 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 08 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 09 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 10 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 11 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 12 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 13 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 14 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 15 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 16 DA ESCOLA PRA CASA

CIENTE (Responsável pela criança)

DE CASA PARA ESCOLA

(Responsável pela criança)

ESPAÇO DA CRIANÇA


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 17

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 18

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 19

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 20


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 21

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 22

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 23

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 24


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 25

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 26

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 27

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 28


S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 29

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 30

S

T

Q

Q

S

S

D

DEZEMBRO 31


AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)


AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)


AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)


AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)

AUTORIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO Sr/a responsável, pedimos que assinem esta autorização para que sua/seu filha/o possa participar da/o no dia (Assinatura da pessoa responsável legal)


Agenda pré-escola  

Agenda pré-escola

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you