Page 1


Tratamento da água. fases anteriores. A água neste ponto já é potável, mas para maior proteção contra o risco de infecções de origem hídrica, é feito o processo de DESINFECÇÃO. É a cloração, para eliminar germes nocivos à saúde e garantir a qualidade da água até a torneira do consumidor. Nesse processo pode ser usado o hipoclorito de sódio, cloro gasoso ou dióxido de cloro.

A primeira dessas etapas é a COAGULAÇÃO, quando a água bruta recebe, logo ao entrar na estação de tratamento, uma dosagem de sulfato de alumínio. Este elemento faz com que as partículas de sujeira iniciem um processo de união.

O passo seguinte é a FLUORETAÇÃO, quando será adicionado fluossilicato de sódio ou ácido fluorssilícico em dosagens adequadas. A função disso é prevenir e reduzir a incidência de cárie dentária, especialmente nos consumidores de zero a 14 anos de idade, período de formação dos dentes. A última ação nesse processo de tratamento da água é a CORREÇÃO de pH, quando é adicionado cal hidratado ou barrilha leve (carbonato de sódio) para uma neutralização adequada à proteção da tubulação da rede e da residência dos usuários. Entre a entrada da água bruta na ETA e sua saída, já potável, decorrem cerca de 30 minutos.

Segue-se a FLOCULAÇÃO, quando, em tanques de concreto, continua o processo de aglutinação das impurezas, na água em movimento. As partículas se transformam em flocos de sujeira. A água entra em outros tanques, onde vai ocorrer a DECANTAÇÃO. As impurezas, que se aglutinaram e formaram flocos, vão se separar da água pela ação da gravidade, indo para o fundo dos tanques ou ficando presas em suas paredes. A próxima etapa é a FILTRAÇÃO, quando a água passa por grandes filtros com camadas de seixos (pedra de rio) e de areia, com granulações diversas e carvão antracitoso (carvão mineral). Aí ficarão retidas as impurezas que passaram pelas

http://www.comusa.rs.gov.br/_common/admin/scripts/ckfinder/userfiles/images/Figura%206.jpg http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/arlindojunior/geografia038_clip_image004.jpg


Tratamento de esgoto. O tratamento dos esgotos domésticos tem como objetivo, principalmente:    

Estação de Tratamento de Esgoto - SAAE Guarulhos

Remover o material sólido; Reduzir a demanda bioquímica de oxigênio; Exterminar micro-organismos patogênicos; Reduzir as substâncias químicas indesejáveis.

As diversas unidades da estação convencional podem ser agrupadas em função das eficiências dos tratamentos que proporciona. Assim temos: - Tratamento preliminar: gradeamento, remoção de gorduras e remoção de areia.

- Tratamento primário: tratamento preliminar, decantação, digestão do lodo e secagem do lodo.

- Tratamento secundário: tratamento primário, tratamento biológico, decantação secundária e desinfecção.

Link

do

vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=8p6kElSZ6s4

Se o esgoto não for tratado corretamente, ou houver consumo de água contaminada, isso poderá causar algumas doenças, como por exemplo: Amebíase: O contágio se dá através de água contaminada com cistos provenientes de fezes humanas. Esquistossomose: O contágio se dá através do contato direto com água onde há larvas provenientes de caramujos contaminados. Ascaridíase: O contágio se dá com o consumo de água onde há o parasita Áscaris Lumbricoides. Giardíase: O contágio se dá com o consumo de água onde há o parasita Giárdia Lamblya. Hepatite Viral tipo A e Poliomielite: O contágio se dá ao contato (consumo ou banho) com água contendo urina ou fezes .

http://site.sabesp.com.br/UserFiles/redes_gde.jpg

Aqui temos um vídeo explicando como é o processo de tratamento do esgoto.


Poluição da água. As principais causas de deteriorização dos rios, lagos e dos oceanos são: poluição e contaminação por poluentes e esgotos. O ser humano tem causado todo este prejuízo à natureza, através dos lixos, esgotos, dejetos químicos industriais e mineração sem controle. Em função destes problemas, os governos preocupados, tem incentivado a exploração de aquíferos (grandes reservas de águas doces subterrâneas). Na América do Sul, temos o Aquífero Guarani, um dos maiores do mundo e ainda pouco utilizado. Grande parte das águas deste aquífero situa-se em subsolo brasileiro. Problemas gerados pela poluição das águas.

Com o objetivo de buscar soluções para os problemas dos recursos hídricos da Terra, foi realizado no Japão, em março de 2003, o III Fórum Mundial de Água. Políticos, estudiosos e autoridades do mundo todo aprovaram medidas e mecanismos de preservação dos recursos hídricos. Estes documentos reafirmam que a água doce é extremamente importante para a vida e saúde das pessoas e defende que, para que ela não falte no século XXI, alguns desafios devem ser urgentemente superados: o atendimento das necessidades básicas da população, a garantia do abastecimento de alimentos, a proteção dos ecossistemas e mananciais, a administração de riscos, a valorização da água, a divisão dos recursos hídricos e a eficiente administração dos recursos hídricos.Embora muitas soluções sejam buscadas em esferas governamentais e em congressos mundiais, no cotidiano todos podem colaborar para que a água doce não falte. A economia e o uso racional da água devem estar presentes nas atitudes diárias de cada cidadão. A pessoa consciente deve economizar, pois o desperdício de água doce pode trazer drásticas consequências num futuro pouco distante.

http://www.vivaterra.org.br/china_poluicao_agua_1.1.jpg

Estudos da Comissão Mundial de Água e de outros organismos internacionais demonstram que cerca de 3 bilhões de habitantes em nosso planeta estão vivendo sem o mínimo necessário de condições sanitárias.Um milhão não tem acesso à água potável. Em virtude desses graves problemas, espalham-se diversas doenças como diarreia, esquistossomose, hepatite e febre tifoide, que matam mais de 5 milhões de seres humanos por ano, sendo que um número maior de doentes sobrecarregam os precários sistemas de saúde destes países. Soluções

http://1.bp.blogspot.com/-t5k394_rAVg/TEQGIMZUCI/AAAAAAAAKNk/XTPKfHPk4IU/s1600/polui%C3%A7%C3%A2o+agua6.jpg


Soluções para a poluição da água. Prevenir contra a poluição eliminar resíduos na fonte. Essa redução na fonte, como a primeira e mais importante das estratégias para a prevenção da poluição, reduz ou elimina o uso de substâncias perigosas, poluentes e contaminantes. A eliminação ou a redução do uso de contaminantes pode ser alcançada por meio

de ações como as destacadas a seguir: http://www.enfil.com.br/content_img/tratamento_agua_mineracao.jpg

Na indústria – pela reformulação de produtos para que produzam menos poluição e exijam menos recursos durante sua fabricação e uso; Na agricultura – pela redução de materiais tóxicos para o controle de pragas, da aplicação de nutrientes e do uso da água; Em assentamentos urbanos – pela redução da produção de águas servidas e das quantidades de materiais perigosos utilizados e lançados; Pela modificação de equipamentos ou tecnologias para que gerem menos resíduos; Pela implementação de melhorias nas áreas de capacitação,

manutenção e gestão domiciliar com vista à redução de vazamentos;  Pela redução do consumo de água; O tratamento da água potável pode ser efetuado em nível municipal, comunitário ou domiciliar, e existem tecnologias de tratamento para cada uma dessas escalas. Nos países desenvolvidos, geralmente, a água potável tratada e encanada é disponibilizada nas residências; já em muitos países em desenvolvimento, esse serviço ainda é bastante limitado, e mesmos nos domicílios servidos por sistemas de abastecimento é preciso tratar a água recebida para torná-la própria para consumo. Conforme já observado, atividades agrícolas em todo o mundo contribuem significativamente (em média, cerca de 70 por cento) para as cargas de poluentes hídricos. Águas de escoamento agrícola muitas vezes contêm contaminantes como nitrogênio, fósforo, agrotóxicos e sedimentos, que acometem tanto águas superficiais quanto subterrâneas. Existem diversas maneiras de reduzir os impactos da agricultura sobre a qualidade da água, cujo escopo de intervenção pode variar desde o nível da propriedade rural, ao da bacia hidrográfica, até o nível nacional.

http://www.agua.bio.br/foto_botao_12a2.gif


Poluição térmica. Poluição térmica é o aquecimento das águas naturais pela introdução da água quente utilizada na refrigeração de centrais elétricas, usinas nucleares, refinarias, siderúrgicas e indústrias diversas.

http://www.mundoeducacao.com/quimica/poluicao-termica.htm

Quando há uma elevação da temperatura, acaba afetando a solubilidade do O2 na água, fazendo com que esse gás se espalhe com mais facilidade para a atmosfera; isso acarreta uma diminuição de sua disponibilidade na água, o que prejudica diversas formas de vidas aquáticas. Além disso, o impacto da variação térmica exerce um efeito particularmente nocivo para as espécies que são termosensíveis, ou seja, não suportam altas temperaturas nas condições do meio em que habitam, como alguns peixes, (salmões e trutas). A poluição térmica é causada também pelo aquecimento global e efeito estufa, podendo acarretar a perda de grande parte da fauna marinha e lacustre. A solução para esse problema, seria mudar os procedimentos usados pela Indústria. A alternativa mais coerente seria filtrar essa água, eliminando grande parte de suas impurezas e depois, armazená –la em tanques até que a mesma estivesse em temperaturas inferiores, para só então, ser

lançada nos rios, sem prejudicar o ambiente. O aumento da temperatura faz com que espécies termosensíveis (com reduzida tolerância a variações de temperatura) desapareçam, por não suportarem as novas condições do meio. Por exemplo, o desaparecimento da truta em rios em que ocorreu um aumento da temperatura da água. Diminuição da quantidade de oxigênio dissolvido na água (a água quente comporta menores quantidades de oxigênio dissolvido que a água fria), podendo conduzir a situações de asfixia. Podem surgir importantes alterações ecológicas no meio, resultantes da substituição de espécies termosensíveis por outras termotolerantes, as quais suportam uma gama mais ampla de temperaturas originando alterações nas cadeias tróficas e nas relações interespecíficas das espécies que habitam o meio. Por exemplo: a substituição da truta pela carpa. Aumento da sensibilidade aos poluentes, já que a aproximação aos limites de tolerância de um fator (temperatura, neste caso) diminui a tolerância a outros fatores (por exemplo, concentração de metais pesados).

http://www.alunosonline.com.br/biologia/poluicao-termica.html


Lixo na água Você sabia que a água é um dos recursos naturais mais ameaçados pelo Homem? O desperdício de água, a derrubada de matas que protegem nascentes e margens de rios, e o despejo de lixo, são alguns dos muitos problemas que estão provocando a escassez, a poluição e a contaminação das águas. Quando as águas adoecem, o meio ambiente e a saúde do Homem ficam ameaçados. Por isso, é importante incentivar a participação da sociedade, incluindo cidadãos e instituições que estão no governo e fora dele, e promover a educação e a mobilização social em busca da revitalização do bem mais precioso e vulnerável do planeta: a água Este

é

o

tempo

que

demora

para

um

objeto

se

decompor

na

água

http://www.amigosdofuturo.org.br/links/agua.jpg

Dicas para ajudar a diminuir a poluição das águas: não jogar lixos em rios, praias, lagos, etc. Não descartar óleo de fritura na rede de esgoto. Não utilizar agrotóxicos e defensivos agrícolas em áreas próximas à fontes de água. Não lançar esgoto doméstico em córregos. Não jogar produtos químicos, combustíveis ou detergentes nas águas.


Entrevista sobre o uso racional de água com especialista da A.N.A artesiano? Além do processo operacional de contratação de empresa especializada, é necessária alguma providências de ordem burocrática? A ANA aconselha ter poço artesiano próprio?

A ANA (Agência Nacional de Águas) tem como missão regular o uso das águas dos rios e lagos no Brasil. Convidamos o especialista em Recursos Hídricos dessa agência, Eduardo Cavalcanti, para falar sobre a utilização da água nos condomínios.

A perfuração de poço artesiano para ulterior utilização da água exige o pedido de outorga à entidade gestora de águas subterrâneas no Estado ou no Distrito Federal (entes responsáveis pelo monitoramento das águas subterrâneas). A ANA, devido a Legislação vigente, não pode autorizar o uso das águas subterrâneas.

1- É sabido que medida individualizada, em condomínios, reduz consideravelmente a consumo de água. Assim pergunto: existe estudos, por parte da ANA, que comprovam a afirmação acima? Nesse estudo qual foi a redução obtida? Além da instalação de hidrômetros individuais existe alguma outra opção? Sim, dois projetos pilotos - um em Aracaju e outro em Goiânia realizados pela ANA em parceria com as Companhias Estaduais de Saneamento comprovaram redução de consumo em torno de 20 %. Outras opções para reduzir consumo são: uso de equipamentos poupadores de água (menores vazões), mudança de hábito de consumo (banho com menor tempo),inspeções periódicas das instalações hidráulicas para verificar possíveis vazamentos, utilização de tecnologias que monitorem o consumo em tempo real. 2- A legislação vigente permite que os condomínios existentes possam determinar a perfuração de poços

http://1.bp.blogspot.com/-AVdCKk0jfT8/UBpBHvlrO9I/AAAAAAAADqQ/tjvGpsPnJUw/s1600/agua-potavel-nanatureza.jpg

3-A ANA já constatou se a utilização de alguns tipos de vasos sanitáiros (com caixa acoplada) realmente cumpre o prometido de reduzir o consumo de água? Se sim, em média, qual a redução obtida em uma residencia normal? Essa Agência aconselha a substituição dos vasos antigos? A constatação da redução de consumo não cabe a ANA mas a outros órgãos, Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) por exemplo. A redução média em vasos sanitários depende do vaso original e do que será implantada. Um valor médio para o


Brasil pode ser precisado pela mudança dos vasos com descarga de 40 litros para vasos com descarga de 6 litros. 4-Quais orientações poderíamos divulgar aos nossos leitores (sindícos) que mais resultados positivos trazem no consumo racional de água? Estas orientações estão apresentadas no Manual - Conservação e Reuso da Água em Edificações . 5 -Segundo estimativas da ONU, em 20 anos, 2/3 da população enfrentará total escassez de água. De que maneira a economia de água pode refletir na situação do planeta? Ao economizar água, decorre uma contribuição para a conservação dos recursos hídricos nos mananciais, aumentando a disponibilidade hídrica para a população. Deve-se lembrar que esta disponibilidade hídrica é bastante heterogênea no planeta, onde países como o Brasil, Rússia e Canadá, somados, tem quase 1/3 da água doce do planeta. 6 - Atualmente, a conscientização da sociedade tem aumentado em relação ao uso da água? Sim, este processo de conscientização depende do desejo individual de ser ambientalmente correto e com preocupação no desenvolvimento sustentável e da implantação de políticas públicas que almejem a racionalização do uso da água, onde existem diversos mecanismos para tal: i) sensibilização (seminários, cursos, oficinas, debates); ii) documentação e apoio técnico (estudos, pareceres e relatórios); iii) regulamentação técnica e normatização; iv) incentivos econômicos, financeiros e fiscais (subsídios, isenções e créditos)

Em função da poluição dos mananciais, do aumento da população e consequente consumo, das mudanças climáticas com períodos secos mais longos, o que gera uma redução da disponibilidade hídrica, tem levado a muitos países estarem em situação de escassez hídrica absoluto (menos de 500 m3 de água disponível por habitante no ano). 8- Há uma maneira de reverter o processo de degradação destes recursos? Sim, com a implementação de uma política pública pautada na preservação e conservação dos recursos hídricos e uma mudança de padrão de consumo individual do perdulário para o parcimonioso. 9- O Plano Nacional de Recursos Hídricos visa o uso racional da água até 2020. Atualmente, quais metas já foram atingidas? Sim, existe no PNRH (Plano Nacional de Recursos Hídricos) um Programa intitulado "Usos Múltiplos e Gestão Integrada dos Recursos Hídricos" que buscam o objetivo do uso racional até 2020. Eduardo Cavalcanti é Engenheiro Civil e Mestre e especialista em Recursos Hídricos da ANA.

7-.Quais as previsões mais alarmantes atualmente com relação aos recursos hídricos? https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQoNj-gqWdB2xuipkqND6deZ0sH33BC4jd4R39JkYydyf7bA5r


A falta da água. ocorrendo desperdício. Em algumas regiões do mundo, principalmente nas mais pobres, já ocorre a falta de água. Dicas de economia de água: Feche bem as torneiras, regule a descarga do banheiro, tome banhos curtos, não gaste água lavando carro ou calçadas, reutilize a água para diversas atividades, não jogue lixo em rios e lagos, respeite as regiões de mananciais.

Este milênio que está começando, apresenta o grande desafio de evitar a falta de água. Um estudo recente da revista Science (julho de 2000) mostrou que aproximadamente 2 bilhões de habitantes enfrentam a falta de água no mundo. Em breve poderá faltar água para irrigação em diversos países, principalmente nos mais pobres. Os continentes mais atingidos pela falta de água são: África, Ásia Central e o Oriente Médio. Entre os anos de 1990 e 1995, a necessidade por água doce aumentou cerca de duas vezes mais que a população mundial. Isso ocorreu provocado pelo alto consumo de água em atividades industriais e zonas agrícolas. Infelizmente, apenas 2,5% da água do planeta Terra são de água doce, sendo que apenas 0,08% está em regiões acessíveis ao ser humano. A água é um bem precioso que deve ser consumido de forma racional. Estudiosos apontam que, futuramente, a água poderá se tornar rara caso continue

Veja um gráfico que mostra a média de uso da água por um cidadão ao dia:

http://3.bp.blogspot.com/-lIvMC0rrZnY/Tq7zN2edSNI/AAAAAAAAA_E/nXUvhTOQTg/s400/desperdicio.jpg


Para que ou onde a água é usada? Vocês em algum momento já olharam a sua volta e se perguntaram “Onde que eu posso encontrar água?”. Será que em algum momento já passou pela sua cabeça alguns desses números que estão aqui em baixo? Já parou para pensar no quanto de água se gasta para fazer uma calça jeans, uma camiseta, 100 gramas de chocolate? Não? Então de uma olhada nestes dados:

http://www.ibahia.com/fileadmin/user_upload/ibahia/agua_2_arquivo.jpg


Mapa conceitual da Poluição da Água.


Mapa conceitual da Poluição Térmica


Curiosidades. A escola de samba Grêmio Recreativo Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo, em 2010, saiu para o seu desfile com o enredo “Água para prover a vida” e conseguiu o Vice campeonato no grupo de Acesso com este samba. Houve água, então tudo começou. Aconteceu o milagre da vida! Surgem as algas, as plantas, animais, Depois o homem, completando a criação, Lutando pra sobreviver Com a Terra em constante mutação. Nas antigas civilizações, Aproveitando melhor este precioso mineral, Desenvolve a agricultura, Sistemas de esgoto e canalização. Extrai a água do seio da terra. Coleta a água lá do céu. Também usada para fins ornamentais Em praças, em jardins e palácios colossais. Na Renascença, pensadores e cientistas, Com as suas mentes geniais, Criam a hidráulica, a hidrologia, a mecânica e a metalurgia. Período fértil de grandes invenções E de avançadas tecnologias. Hoje, meu Brasil segue adiante, Combinando progresso e ecologia. Utilizando seus recursos naturais, Com consciência e sabedoria. Temos que fazer a nossa parte, Combatendo a degradação E livrar a humanidade da total destruição. Água pra saciar a sede! Água para prover a vida! A Inocentes hoje conta com você, Vamos juntos defender Nosso Planeta Azul nesta avenida!

Link: http://www.youtube.com/watch?v=4348HEZSiB8

Tratamento da água  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you