Page 1

Revista-subsídio

nordestejovem Ano 06 Número 03

NordesteSalesiano

15 anos de Festival da Juventude Salesiana

Família Salesiana

Conheça mais sobre os Ex-alunos de Dom Bosco

Voluntariado Missionário Salesiano você sabe o que é isto?


siano: ..................03 Nordeste Sale e Salesiana. ud nt ve Ju Festival da ..........04 ..................... s õe aç en rd Profissões e O nil: ........05 Pastoral Juve as de Férias... ni lô co e os an Direitos Hum

EDITORIAL

Nesta edição:

..........07 ESPECIAL: io Salesiano ár n o si is M o Voluntariad e Jornada Giro: o de jovens an ic er m 0 oa tin .................1 Congresso La e 2011......... ud nt ve Ju Mundial da ana sco.........11 Família Salesi s de Dom Bo no lu -A Ex os Conhecendo : ...........13 Estreia 2011 ..................... ... ... ... de Vinde e ve 15 ..................... áticas 2011... m Te e io ár Calend

Revista-subsídio

nordestejovem Esta é uma Publicação da Inspetoria Salesiana do Nordeste do Brasil Ano 06 - Nº 02 - junho de 2010 Contatos:

Rua Estado de Israel, 386 - Ilha do Leite 50070-420 RECIFE – PE Fone: (81) 2102-0800 Fax: (81) 2102-0850 e-mail: comunicacao@salesianosrec.org.br www.inspetoriasalesiana.org.br www.nordestejovem.blogspot.com

Inspetor Pe. Diego Vanzetta Vice-inspetor Pe. Raimundo Benevides Gurgel

EXPEDIENTE

Ano 06 Número 01

Redação e edição: Pe. Gilberto Antônio, Geraldino José, Jakeline Lira Projeto Gráfico e Diagramação: Jakeline Lira Impressão: Gráfica Dom Bosco ( 81 - 2129.4521) Tiragem: 5.000 exemplares

SALESIANOS DE DOM BOSCO 2

Caminhando nordeste jovem

com os jovens

Amigo/a jovem e leitor/a,

Aqui está a nova edição da revista subsídio-Nordeste Jovem. Lida e apreciada por mais de seis mil leitores, em sua edição impressa e online, a revista quer ser um precioso instrumento de educação e evangelização entre o público jovem (e educadores). Artigos, entrevistas, testemunhos, notícias... ligados às culturas juvenis e temáticas salesianas, possibilitam a jovens, lideres e educadores uma atualização e formação constante em vista da missão. De leitura agradável e didática, queremos levar você, querido(a) leitor (a), a fazer uma profunda experiencia de Deus, no contato com a missão salesiana. Nossa Senhora Auxiliadora.. e São João Bosco nos protejam e nos motivem na caminhada. Pe. Gilberto Antônio da Silva

(Delegado para Pastoral Juvenil, Animação Missionária e Comunicação Social)

VERS~ Ao DIG ITAL

o Nordeste JVoovecê também pode “folhear” as matérias, alé m na internet e ler todas m de te conteúdos. Arceacesso a outros sse: w

ww.nordestejove

m.blogspot.com


Entre os dias 08 e 10 de outubro, no Colégio Salesiano Recife aconteceu pela 15ª vez consecutiva o Festival da Juventude Salesiana. O evento foi organizado pela Articulação da Juventude Salesiana (AJS) e tem o apoio da Inspetoria Salesiana do Nordeste do Brasil. De acordo com as inscrições, a estimativa de participação deste ano foi de mais de mil pessoas, mesmo excluindo as duas delegações desistentes (Salvador- Dom Bosco e Areia Branca). A temática refletida este ano foi “jovens protagonistas no palco da vida”. Durante o Festival, os jovens participaram de celebrações Eucarísticas, festivais de teatro, música e coreografia e organizam “tendas” (estilo ‘feira de ciências’). COBERTURA JOVEM: O Festival também contou com uma equipe de comunicação formada pelos próprios jovens, especialmente de Natal-Gramoré, para fazer cobertura do evento, que pode ser vista e revista no blog da AJS Nordeste: http://www.ajsnordeste.blogspot.com/, lá é possível encontrar matérias de cada momento do festival, assim como muitas fotos e vídeos. Deixe também seu comentário sobre esta grande festa da juventude salesiana!!!

nordeste jovem

Nordeste Salesiano

jovens mostram protagonismo e muita criatividade

Nordeste Salesiano

15º Festival da Juventude Salesiana

3


Nnordeste

Sentido da Profissão Religiosa

Salesiana

A profissão religiosa é um sinal do encontro entre o Senhor que chama e o discípulo que responde, doando-se inteiramente a Ele e aos irmãos. É uma escolha das mais altas para a consciência de quem crê, um ato que retoma a e reconfirma o ministério da aliança batismal para sua expressão mais íntima e plena. Obrigando-se publicamente perante a Igreja, mediante cujo ministério é mais intimamente consagrado ao serviço de Deus, o salesiano inicia uma vida nova, que se realiza num serviço de doação permanente aos jovens. (Constituições e Regulamentos, pág. 34 e 35)

Nordeste Salesiano

Primeiras profissões Salesianas em janeiro

Admissões para profissões perpétuas e diaconato

Como nosso noviciado funcionou conjuntamente com da No último dia 04 de outubro a Inspetoria Salesiana Inspetoria de Belo Horizonte, nossos noviços professarão em do Nordeste recebeu a alegre confirmação da Barbacena/ MG, dia 31 de janeiro, festa de São João Bosco. aprovação dos pedidos para ordem do diaconato dos

seguintes salesianos: Carlos Mendes de Lima Júnior; Cleyton Coutinho Urbano; Laércio José de Lima Barbosa e Wodson Vieira Alves. A cerimônia se dará em fevereiro do próximo ano, em São Paulo. (exceto Wodson, cuja ordenação será dia 18 de dezembro, veja matéria abaixo).

Ordenações Presbiterais

No próximo dia 18 de dezembro a Inspetoria

Nordeste Salesiano

Salesiana do Nordeste ganhará mais cinco novos sacerdotes:

Anderson Alvelino da Silva Deyvson Soares dos Santos Eudes Barreto Fernandes Francisco Inácio Vieira Junior Ildelfonso Mesquita Leite e um diácono: Wodson Vieira . A cerimônia será no Santuário do Sagrado Coração (Colégio Salesiano de Recife), às 9horas

“A ordem é o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo aos seus Apóstolos continua sendo exercida na Igreja até o fim dos tempos; é, portanto, o sacramento do ministério apostólico. Comporta três graus: o episcopado, o presbiterado e o diaconado”. (CIC 1536). “A Ordem é a dedicação. Todo dia precisamos de ajuda de outras pessoas para viver com a gente, orientar, mostrar o caminho. Essas pessoas nos ajudam a alimentar a fé, acreditar na esperança, esperar na fraternidade. Tem gente que se dedica a esse serviço. Vive para isso. O Padre é um exemplo. Dedicação por excelência, só a de Deus. Deus se dedica tanto que chegou a confiar seu próprio filho a nós, a aceitar que ele morresse por nós. Tem gente que consagra a vida para mostrar aos irmãos esse grande amor divino. No sacramento da Ordem, quando o bispo impõe as mãos sobre um rapaz dedicado ao serviço dos irmãos, enxergamos a dedicação de Deus a nós.” (fonte: http://www.auxiliadora.org.br/sacramentos/ordem.htm) 4

nordeste jovem


Sistema preventivo e Direitos Humanos

Proposta temática para Colônia de Férias 2011

Somos herdeiros e portadores de um carisma educativo que tende à promoção de uma cultura da vida e à troca das estruturas. Por isso, temos o dever de promover os direitos humanos. A história da Família Salesiana e a sua rápida expansão, mesmo em situações culturais e religiosas tão distantes e diversas daquelas que viram o seu nascimento, testemunha como o sistema preventivo de Dom Bosco é uma porta de acesso garantida para a educação juvenil, de qualquer contexto, e uma plataforma de diálogo para uma nova cultura dos direitos e da solidariedade. Como salesianos, a educação aos direitos humanos, em particular aqueles da criança, é a via privilegiada para realizar, nos diversos contextos, o empenho de prevenção, de desenvolvimento humano integral, de construção de um mundo mais équo, mais justo, mais salubre. A linguagem dos direitos humanos nos permite também o diálogo e a inserção da nossa pedagogia nas diferentes culturas do mundo. Promover os direitos humanos como educadores Perante tantas situações problemáticas em que vivem as crianças e os jovens em todas as partes do mundo, somos chamados, conforme o exemplo de Dom Bosco, para estarmos presentes ao lado deles, para defender a sua dignidade e para garantir a eles um futuro digno e positivo. Na promoção dos direitos humanos, em particular aqueles da criança, o nosso empenho deve ir além do puro assistencialismo, mesmo se muitas vezes somos obrigados a tamponar situações de emergência, sem nos limitar à defesa dos seus direitos, quando são violados ou esquecidos. Devemos assumir o compromisso próprio do educador, que procura o crescimento pessoal do jovem e da jovem e o seu desenvolvimento integral na

consciência da sua dignidade e responsabilidade. “Dom Bosco sentiu-se enviado por Deus para responder ao grito dos jovens pobres e intuiu que se era importante dar respostas imediatas às dificuldades deles, era mais importante ainda prevenir as causas. Com o seu exemplo, queremos ir ao encontro deles, convencidos de que o modo mais eficaz para responder às suas pobrezas é propriamente a ação preventiva”. Em muitas das minhas intervenções, procurei mostrar que a educação é o caminho privilegiado para essa ação preventiva e renovadora das múltiplas situações de dificuldade e de marginalização que atingem os meninos, as meninas e os jovens no mundo. Apresentei, sobretudo, o Sistema Preventivo de Dom Bosco sob uma ótica de assunção consciente de responsabilidade por parte do educador, que se transforma de objeto de proteção, porque possui necessidades, em sujeito responsável, porque possui direitos e reconhece os direitos alheios, preparando no jovem de hoje, o cidadão de amanhã. *trecho durante o “ Sistema Humanos ”, de 2009

Pastoral Juvenil

Pe. Pascual Chavez, sdb Reitor-mor*

de palestra proferida Congresso Internacional Preventivo e Direitos Roma 2 – 6 de Janeiro

anos? direitos gahuram O que sãoman s universais, ia nt os são as

Os direitos hu s recentemente sponíveis, posta di in e s ei áv inviol Estado, como soberania do da a im ac 8) (194 e de toda pessoa rda da dignidad ua ag lv sa a, e te ar balu cor, sexo, língu guma de raça, al ão nç de sti , di ro sem outro gêne o política ou to religião, opiniã ueza, nascimen riq ou social, de l na a, cio an na m em orig pessoa hu São inerentes à o. içã nd co tra ou ou u DNA. inscritos em se g.15) como se fossem férias 2011, pá de nia lô (subsídio da Co

nordeste jovem

5


s a i n ô l o C s a i r é F e d

ica

Escolha e Inspiração Temát 2011

Desde 2005 a Inspetoria Salesiana do nordeste, juntamente com a Família Salesiana, amigos e parceiros, vem realizando as “colônias de Férias’ em diversas cidades da região. A atividade oferece a centenas de crianças, adolescentes e jovens de baixa renda a oportunidade de viver o período das férias de modo produtivo e construtivo, participando de diferentes atividades de caráter cultural, religioso e de tempo livre. Todos os anos a Pastoral Juvenil prepara um subsídio, que é de extrema importância para sintonia e conhecimento temático, além de ser roteiro para atividades. Durante os últimos anos, uma média de 800 a 1.000 animadores espalhados por mais de 30 localidades, doam voluntariamente seu tempo e energias, para desenvolver as colônias de férias, numa verdadeira corrente de mobilização e solidariedade.

Roma, o Reitor No ano de 2009 em és dos salesianos, atrav Mor, superior geral , nil ve Ju a Pastoral do Dicasterio para o Internacional para VIS (Voluntariado s õe aç outras organiz Desenvolvimento) e nvocou toda a Família em defesa da vida, co sobre o Sistema Salesiana à refletirem Humanos. Preventivo e Direitos tiva, também nós Nesta perspec ens e presenças, esta queremos levar aos jov ré . Um mundo melho importante temática a s somos convocados possível e todos nó fazer nossa parte. manos e o O tema: Direitos Hu o er melhor, motivarã Lema: Queremos viv a tes e comunidades todos os participan os eit dir e promover os conhecer, defender humanos. Silva da Pe. Gilberto Antônio

A cartilha elaborada para as Colônias de Férias também pode ser usadas na Catequese, em grupos juvenis, no ensino religioso, enfim, em momentos formativos diversos.

A cartilha “Direitos Humanos: queremos viver melhor” tem 4 encontros preparatórios para Animadores e 10 encontros para os adolescentes e jovens, baseados em 10 direitos selecionados dentre os 30 artigos da declaração universal dos Direitos Humanos, trazendo uma abordagem salesiana. Em cada um, você encontra sugestões de oração, reflexão e gestos concretos. Também foi estruturado roteiro de teatrinhos para cada um dos encontros. Além disso é possível encontrar letras de músicas e textos formativos complementares. Veja o sumário: -Apresentação - Introdução: Direitos Humanos e Sistema Preventivo - Encontros com os animadores: 1. Identidade e prática do educador(a)/ animador(a) salesiano; 2. Sistema Preventivo e Direitos Humanos; 3. Estreia 2011: um apelo às vocações; 4. O Voluntariado Missionário Salesiano - Orientações para o uso do subsídio - Encontros: 1. Liberdade e Igualdade; 2. Vida Segura; 3. Trabalho e Dignidade; 4.Lazer; 5.Saúde; 6. Educação e Cultura; 7. Comunicação; 8.Respeito às diferenças; 9. Diálogo e Identidade e 10. Amor e Partilha - Teatros / Leitura Complementar/ Músicas Para encomendar cartilhas, entre em contato com a Pastoral Juvenil Salesiana: ajs@salesianosrec.org.br e endereços do expediente desta edição. Custo unitário de R$5,00. 6

nordeste jovem


Fonte: Subsídio Jornada Missionária Salesian 2011

Experiência de São Paulo

Talvez de todas as inspetorias do Brasil, a que já conseguiu ao longo desses anos desenvolver um trabalho mais estruturado no campo do voluntariado missionário foi a Inspetoria de São Paulo. Em 1994, iniciou-se uma experiência de Voluntariado Missionário para Adolescentes, que vem acontecendo até hoje. Esses adolescentes trabalham e aprofundam a Espiritualidade Missionária em suas comunidades e nas férias são enviados a paróquias carentes de pequenas cidades do Estado de São Paulo. O voluntariado missionário salesiano para os jovens acima de 18 anos acontece nas férias de janeiro. Esses jovens depois de passar pela Adolescência Missionária e estarem engajados no oratório salesiano são enviados em grupos para as favelas da cidade de São Paulo. Após essa experiência, os mais preparados são enviados em expedições missionárias na Amazônia, Mato Grosso e Angola (África). Para tanto, foi desenvolvido um itinerário formativo, com estudos de documentos da igreja, aprofundamento na espiritualidade juvenil salesiana e acompanhamento pelos delegados da Pastoral Juvenil em relação a formação dos coordenadores e reunião dos grupos, sendo assim essencial o engajamento pastoral desses adolescentes e jovens. Para cada faixa etária e nível de aprofundamento, existem grupos, experiências e formações específicas. Um grande fruto é o chamado GAM – grupo de animação missionária, com vários núcleos nas diversas presenças salesianas, totalmente assumido e organizado pelos jovens. Mais informações: www.salesianos.org.br

nordeste jovem

ESPECIAL

Dom Bosco queria os seus meninos protagonistas da sua missão, através da formação de grupos juvenis. Um dos grupos instituídos foi a Conferência de S. Vicente de Paulo, com dupla finalidade: fazer catequese aos meninos do oratório festivo e ajudar os que entre eles tivessem mais necessidade de assistência material ou moral (Wirth, M., Don Bosco e i Salesiani, ELLE DI CI,2000, p. 67). A experiência de voluntariado feita pelos meninos do oratório na época da cólera teve também um significado muito importante e ajudou-os a amadurecer uma opção vocacional de vida. Vimos, nos 150 anos da história salesiana, um desenvolvimento contínuo do associacionismo e de diversas formas do serviço voluntário por parte dos jovens. A partir dos anos 60, assistimos ao desenvolvimento contínuo das experiências dos jovens missionários leigos em nossos ambientes sob formas diversas. Variados grupos de voluntariado provenientes da Europa (p. ex.: OMG Operação Mato Grosso) inspiram as Inspetorias americanas. Surge assim o voluntariado missionário neste continente. Quarenta anos depois temos uma variedade impressionante de formas de voluntariado: das experiências dos grupos missionários de voluntariado da América Latina até às ONGs muito estruturadas da Europa.

Missões

A Missão Salesiana e o Voluntariado

O voluntariado não é só um bem para a comunidade, mas também para o indivíduo. Graças à presença e ao acompanhamento dos Salesianos os voluntários amadurecem como bons cristãos e honestos cidadãos. Para muitos, esta é uma experiência que mudou suas vidas para sempre. Dom Bosco tocou seus corações e eles serão agentes de mudança da sociedade em que vivem,compartilhando o amor de Cristo com o povo que vive ao redor deles. Juan Carlos Montenegro Missão Salesiana de Tijuana - México

7


Sobre a Jornada Missionária Salesiana

ESPECIAL

A Jornada Missionária Salesiana de 2011, que terá como lema “Voluntários para proclamar o Evangelho”, apresenta-nos um tema muito significativo, um argumento pensado expressamente para o voluntariado missionário salesiano. O continente americano foi escolhido justamente por ter sido o primeiro a desenvolver itinerários de formação e acompanhamento do voluntariado explicitamente missionário. Algumas Inspetorias oferecem-nos uma rica tradição do voluntariado, da qual podem haurir as Inspetorias que estão a iniciar essa experiência. Além disso, o tema da JMS 2011 tem muita sintonia com a Estreia de 2010, mediante a mesma dimensão evangelizadora e vocacional. Enfim, gostaríamos de oferecer a toda a Congregação e Família Salesiana uma rica experiência através de vídeos e material formativo produzido nas várias Inspetorias, sobretudo as americanas.

O que significa?

Desde 1988, todos os anos propõem-se um tema missionário a toda a Congregação. A cada ano, as comunidades salesianas podem conhecer alguma realidade missionária de um continente específico. É um momento forte na Animação Missionária nas Inspetorias, nas Casas, nos Grupos juvenis, na Família Salesiana. Não se trata de um evento isolado, mas de uma oportunidade para envolver as comunidades SDB e as comunidades educativo- pastorais nas dinâmicas da Igreja universal, com amplo respiro.

Para que?

Para impulsionar a Animação Missionária, oferecendo uma proposta que se torne projeto anual concreto e ajudar a Família Salesiana a conhecer o trabalho missionário da Congregação e abrir os olhos a realidades novas. “As atividades de animação missionária sejam sempre orientadas para os seus fins específicos: informar e formar o povo de Deus para a missão universal da Igreja, fazer nascer vocações ad gentes, suscitar cooperação para a evangelização” (João Paulo II, Redemptoris Missio, 83).

Quando?

Não há uma data fixa para a JMS. Cada Inspetoria pode escolher uma data ou período, que se adapte mais ao próprio ritmo e calendário. Data possível é o mês de fevereiro, recordando os Santos Mártires Luís Versiglia e Calisto Caravario. Algumas Inspetorias oferecem uma ocasião diversa a cada trimestre. É importante, antes de tudo, uma caminhada educativo-pastoral da Jornada e não oferecer apenas alguns fogos de artifício.

O subsídio foi entregue em todas presenças salesianas. Também está disponível para download no portal www.sdb.org , basta fazer rápido cadastro. 8

ens, digo apel de jov p o ss o v o a que “Quanto , não pelo is e v sá n e p dis as nte: sois in umanas, m h s simplesme a rç fo s ssa nte com vo paz que podeis some no Deus da fé a d s é v odeis atra paz. pelo que p e esforço de ra u lt u c de se faz ens esperam m o h s o e u q ões, ser aquilo s as situaç a Mas podeis t is V . je o h is agir já, vós, se decid e. intervind do nosso aravilhoso m o ã t o t riado, fa .]” O volunta tre nós. [.. n e o iv v á tempo, est ulo II

João Pa

8

Turim, 198


Chegou ao Nordeste Salesiano um novo missionário

Missões

a imiliano Kolbe. blica Democrátic Meu nome é: Max congolês da Repu um u so Eu . os Bosco há seis an a Central. Salesiano de Dom nária. E s so io lig re u so Eu do Congo, na Áfric inha vida religiosa salesiana missio m ív da ss po el. rquê o ou religioso, se pouco sobre o po ig le um rio ar ná lh io rti iss pa m m um Reitor-Mor, que é Gostaria de co para se tornarem e Pascual Chávez ite dr nv Pa co lo um pe o, ço ai fa m então eu ement. asil, este ano, em ionário para o Br ão Padre Vaclav Kl iss iss m m do meu país. da do ea iro m he no el i Fu rio salesiano fora ná io iss m assistido pelo cons um ar a para me torn ário Salesiano? o, eu sempre pedi o ser um Mission Desde o noviciad er qu , a cada dia. eu ue rq Po a ser sempre nova ua in or infinito, para nt co ta os sp , a re fícios e pelo seu am ensagem do ne be us se os Para esta pergunta s do aram a vida à m ao Senhor por to s que vieram e do e posso oferecer rio qu ná o io e, iss ad m rd os ve s a N r todo ão. nova recebida po que toda a minha anúncio da salvaç proclamar a boa erecer ao Senhor, of a ss po e qu to lesiana nasce do locaus sacrifício nem ho sa e missionária sa io m lig ne re o o nh çã te ca o vo nã encheu. inha Por tudo isso, qual o Senhor me amor infinito.A m o u m se co l que do or o ci am ún ao an jo de doação tota te resposta se vida para o en de m o , es or pl nh sim Se é , agradecimento ao or 9, 16). amor pelo Senhor ar a boa nova” (C uma expressão de ci é un ria an ná o io nã iss m eu o as além de todas im se Minha vocaçã s e numerosas. M o Paulo: “Ai de m Sã da o ria m va co o r sã ze s di ta z os resp me fa xa tua terra e tua rras distantes? As , Deus disse: “Dei te ão ra em ano s Ab o õe m iss m Co . ia ou motivo do pl as razões s nc Por que ir em da sê to es a be e sa ec nh em co eus é qu (Atos 7,3). Quem essas respostas, D eu te mostrarei” e qu a rr te a el de Deus? ra ília, amigos e família e vá pa de amor insondáv e do país, da fam r-s ra pa se as en ap issão não é prender... nça que o envio em m isa que possa me co er qu al or, como uma cria Você deve saber qu nh de Se as do m s , os ão id m s ec conh er que volta na ra mim, estou de torne o que ele qu e pa m e nt eu ie e fic qu su e é a coisa em seu caminho De tudo isso, um o que ele me leve er sp .E ãe m a su eu seja. nas mãos de

ESPECIAL

A comunidade do Pre-noviciado, em Jaboatão Colônia, alegremente recebeu no final do mês de setembro um novo irmão: O tirocinante missionário proveniente do Congo (África), Maximiliano Kolbe, para reforçar os trabalhos na missão evangelizadora. Max, como começou a ser chamado, participou do 15º Festival da Juventude Salesiana e no seu momento de testemunho, nos trouxe esta bonita reflexão:

ileiro do Recife para chegar ra o jovem bras pa as vr la pa de esperança, mas an as gr Um de e a nç ra Deus. espe te, um tempo de ade como filhos de on tid riz en id ho ria no óp do pr in a rg vida que Deus somos, e de noss Um tempo está su ciência de quem um dom de Deus.A , ns te co en ar es m pr to um iso é ec a alegria, nossa nós, lá, é pr tificar para a noss os, e cada um de m fru es e r m s va nó er a es pr os nscientes te para Não criam nosso caminho. Co como um presen r em he ca ol lo ac co s os m eu D ve que Deus para nos oferece de os irmãos e irmãs o desse plano de ss çã no iza s al do re a m ra be o pa ar felicidade e para ometer a trabalh vamos nos compr a or ag e, o. ad ss id ce al o de religiosos o su dessa re o é só uma questã nã ria ná io iss m periências, de vida ar seus talentos, ex m o testemunho lh co rti o pa ist m Cr co ar r ci po un s A tarefa de an de ser mensageiro vens são capazes jo s O . es ot rd ce potencialidades. e sa aventura. nosso site) ista de uma bela on ag ot pr r se gra disponível em te de in ra na ho m é ge o, sa tã en En (m nordeste jovem

9


Abaixo: Delegação salesiana (América Latina)

GIRO GIRO GIRO

Pastoral Juvenil Pastoral Juvenil Pastoral Juvenil

Ao lado: Delegação Nacional.

III Congresso Latino-Americano de Jovens De 05 a 12 de setembro, aconteceu, na cidade de Los Teques, na Venezuela, o III Congresso Latino-Americano de Jovens, promovido pelo Conselho Espiscopal Latino Americano, em parceria com a Conferência dos Bispos da Venezuela e as Pastorais Juvenis de toda a América Latina e Caribe. O encontro teve como tema a vida dos/as jovens na perspectiva do discipulado e da missão e contou com a presença de cerca de 700 delegados e delegadas, além das equipes de trabalho que se inserem no processo de revitalização da pastoral juvenil latino-americana. A delegação brasileira foi composta de 60 pessoas. Pelos Salesianos do Brasil, participou o Pe. Antônio Ramos (Pe. Toninho - SP) e pelas Filhas de Maria Auxiliadora a Ir. Elisabeth Montarroyos (PE), ambos são os religiosos de referência da conselho Nacional da Pastoral Juvenil Salesiana.

SALESIANOS E SALESIANAS DO BRASIL PARTICIPARAM DO XV ENCONTRO NACIONAL DAS CONGREGAÇÕES QUE TRABALHAM COM AS JUVENTUDES

Entre os dias 17 e 19 deste, realizou-se na Colônia Salesiana – Jaboatão dos Guararapes o XV Encontro Nacional das congregações que trabalham com juventudes. O Encontro contou com aproximadamente 140 participantes,entre eles, Religiosos e Religiosas que trabalham com juventudes. Participou da organização e assessoria do encontro, Frei Rubens Nunes da Mota, OFMcap, assessor executivo da CRB Nacional para as Juventudes. 10 nordeste jovem

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE de 15 a 21 de agosto de 2011 acontecerá mais uma Jornada Mundial da Juventude. Desta vez em Madrid - Espanha. Muitos jovens brasileiros estão se organizando para participar (conheça o site www.jmjbrasil. com). conheça um pouco mais sobre o evento!!! Durante estes 25 anos de história, a JMJ se converteu em “um potente instrumento de evangelização do jeito dos jovens, de diálogo com as novas gerações”, disse o cardeal Rylko. “Temos certeza de que, também dessa vez, os jovens responderão ao convite do Papa e Madri se converterá em lugar de uma nova epifania, de uma Igreja jovem, radicada e fundada em Cristo, sólida na fé”, concluiu o presidente do Conselho Pontifício para os Leigos. (Carmen Elena Villa)

Site Oficial: http://www.madrid11.com/


Você conhece o movimento dos Ex-Alunos de Dom Bosco? Um pouco de história: O Movimento dos Ex-Alunos surgiu da iniciativa de um pequeno grupo de antigos aprendizes do Oratório de Valdocco (Itália), guiados pelo chefe da encadernação, Carlos Gastini. Eles se apresentaram a Dom Bosco, no dia 24 de junho de 1870, para manifestar-lhe gratidão. Mais tarde, em 1908, as uniões dos ex-alunos de Dom Bosco e das ex-alunas das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) tornaram-se confederações mundiais. O Bem-aventurado Filipe Rinaldi, terceiro sucessor de Dom Bosco, foi quem sistematizou esses vigorosos grupos da Família Salesiana. Com o desejo de valorizar a promoção social da mulher, ainda em 1908, as alunas voltaram ao Oratório das FMA para uniremse às salesianas irmãs. As ex-alunas foram acolhidas pela senhora Felicina Gastini, a primeira aluna do Oratório e filha de Carlos Gastini, um dos promotores do movimento dos ex-alunos de Dom Bosco. Graças à sensibilidade do Pe. Rinaldi e da salesiana irmã Caterina Arrighi, nasceu o primeiro núcleo das “antigas alunas” da casa das Filhas de Maria Auxiliadora de Turim, Itália. Em muitos lugares, os ex-alunos e ex-alunas mantêm obras sociais, animam paróquias e cultivam o jeito salesiano de viver e de educar. (fonte: www.rse.org.br)

No Nordeste do Brasil Nas principais cidades da região existem pessoas de referência e grupos locais de ex-alunos, assim como uma organização inspetorial. Se você é ex-aluno, mas ainda não faz parte “oficialmente” desta Associação, ou quer mais informações, entre em contato com:

Representante brasileira da Conferencia Mundial dos ExAlunos é da Inspetoria do Nordeste Entre os dias 29 de setembro e 03 de outubro aconteceu a IV Assembleia Eletiva dos (as) ExAlunos (as) de Dom Bosco realizada em Roma, Itália. Nela participam 30 Confederações, provenientes de 29 países dos cinco continentes, contabilizando no total 175 participantes, dos quais 149 leigos, 24 salesianos delegados e dois bispos. Na ocasião, Claudia Fell foi eleita como membro da Confederação Mundial dos (as) ExAlunos (as) de Dom Bosco. Claudinha, como é conhecida, é ex-aluna do Colégio Salesiano Sagrado Coração-Recife e participa ativamente do movimento dos ex-alunos, sendo por isso uma das indicadas a representar o Brasil pelo Prof. Sérgio Monello, Presidente Nacional dos (as) Ex-Alunos (as) de Dom Bosco do Brasil. O novo presidente Mundial é o advogado Francesco Muceo, e assim ficou constituída a nova presidência do movimento: Antoine Musenga (Rep. Dem. Congo), Victor Vaz (Índia), Rajsch Gupta (Índia), Claudia Fell (Brasil), Domenica Sapienza (Itália), Angel Gudiña (Espanha), Isaac Tunez (Espanha), Jaime Fuster (Chile), Julio Castellanos (Guatemala).

FAMILIA SALESIANA

Dom Bosco inspirou o início de um vasto movimento de pessoas que trabalham de diversos modos em favor da juventude e continua a inspirar pessoas de boa vontade.Conheça nesta edição mais um grupo da Família Salesiana

Flávia Lúcia de Almeida Lima Presidente-Conselho Inspetorial dos Ex-Alunos(as) de Dom Bosco do Nordeste do Brasil

e-mail: flavialuciadealmeidalima@hotmail.com exalunos_recife@yahoo.com.br ou

ou

Ir. Robério Moraes, sdb Delegado Inspetorial para os Ex-alunos

Tel.: (81) 2102.0800 ( mesmo endereço do expediente desta revista)

nordeste jovem

11


ex-aluno salesiano

Beato Alberto Marvelli

SANTIDADE SALESIANA

Alberto Marvelli nasce no dia 21 de março de 1918 em Ferrara, segundo de sete filhos. Quando se transfere a Rimini com a família, começa a freqüentar o Oratório salesiano. Sempre disponível, torna-se catequista e animador: o braço direito dos Salesianos. Gosta de esportes e pratica de tudo. Toma como modelos Domingos Sávio e Pier Giorgio Frassati. Aos 17 anos escreve em seu diário um projeto de vida que irá renovando com o passar do tempo. Entra no grupo oratoriano da Ação Católica tornando-se logo seu presidente paroquial. Presta serviço na Igreja de Rimini como vice-presidente diocesano da Ação Católica. Estudante de engenharia em Bolonha, participa ativamente da FUCI, permanecendo fiel, com sacrifício, à eucaristia quotidiana. Forma-se em 1942 e começa a trabalhar na Fiat de Turim. Faz o serviço militar em Trieste e consegue levar muitos de seus companheiros à Eucaristia. Durante a segunda guerra mundial torna-se apóstolo entre os refugiados e uma verdadeira providência para os pobres. Depois da entrada dos aliados em Rimini, é nomeado assessor municipal junto ao ofício de alojamentos e reconstrução e engenheiro responsável pela engenharia civil: “Os pobres passem por primeiro - dizia -, os outros podem esperar”. Aceita participar das eleições nas listas da Democracia Cristã. É reconhecido por todos como cristão empenhado, mas não faccioso, tanto que um adversário comunista dirá: “O meu partido pode até perder. Basta que o engenheiro Marvelli se torne prefeito”. O bispo nomeou-o presidente dos laureados católicos. A devoção mariana e a Eucaristia foram realmente as colunas da sua vida: “Um mundo novo foi aberto para mim ao contemplar Jesus sacramentado – escreve em seu diário. Sempre que me aproximo da santa Comunhão, sempre que Jesus em sua divindade e humanidade entra em mim, em contato com a minha alma, é um acender-se de santos propósitos, uma chama que queima e que consome, mas que me torna muito feliz!”. Morreu atropelado por um caminhão militar no dia 5 de outubro de 1946. Foi, como queria Dom Bosco, bom cristão e honesto cidadão, empenhado na Igreja e na sociedade com coração salesiano. Na juventude fez seu o lema: Ou viver subindo ou morrer. Loreto – Itália – 5-9-2004 - Beatificação do Ex-aluno Salesiano Alberto Marvelli.

algumas iu v ê c o v e portant páginas Nestas es sobre um im a, Para n õ informaç a Família Salesia ste e grupo d talhes sobre e se: mais de grupos, aces logspot.com outros lesiananordeste.b iliasa

w.fam jovem 12 nordeste ww

rg

al: www.sdb.o

ou o port

Quem é considerado Ex-Aluno? * Em sentido amplo, são todos os que passaram por qualquer obra pastoral da Congregação: escolas, oratórios, residências etc. * Em sentido estrito, todos os que se inscreveram na organização dos Ex-Alunos e aceitam os seus Ideário e Regulamentos.

Identidade * Pertença à Família Salesiana * O Art. 5o. da Carta Magna dos Salesianos afirma que: - “... de Dom Bosco origina-se vasto movimento de pessoas que, de várias maneiras, trabalham para a salvação da juventude... - ... Os Ex-alunos fazem parte desta Família, por causa da educação que nela receberam... - ... Sua pertença torna-se mais estrita quando se comprometem a participar da Missão Salesiana no Mundo...”

“Alguns pensam que a organização dos Ex-alunos seja uma coisa inútil, descurando-a. Lembrarlhes-ei que os Ex-alunos são o fruto de nossas fadigas. Em nossas Casas não trabalhamos para que nos paguem a mensalidade e para que os jovens sejam bons somente quando estão conosco. Mas para fazê-los bons cristãos. Portanto, esta Organização é obra de perseverança, através dela queremos reconvocá-los, se estão desnorteados, afim de que não exista no mundo, quem, educado por nós, tenha idéias contrárias às nossas. Nós nos sacrificamos por eles e o nosso sacrifício não deve ser em vão.”

“... Não sois mais aqueles garotos que eu gostava tanto; mas sinto que vos amo mais do que no passado, porque com vossa presença me assegurais que está firme em vossos corações aqueles princípios da nossa santa religião que eu vos ensinei...” Dom Bosco


Um dado histórico, confirmado pelos quatro a eles com a pergunta: “Que procurais?”, e eles, evangelistas, é que, desde o início da sua tomados pelo desejo de conhecer em profundidade atividade evangelizadora (cf. Mc 1,14-15), Jesus quem é esse Jesus, perguntam-lhe: “Rabi, onde chamou alguns para segui-lo (cf. Mc 1,16-20). moras?” (Jo 1,38), e Ele os convida a fazerem uma Os seus primeiros discípulos tornaram-se assim experiência de convivência com ele: “Vinde e vede”. “companheiros durante todo o tempo em que o E eles terão experimentado algo de imensamente Senhor Jesus viveu no meio de nós, a começar pelo belo a partir do momento em que “foram, viram batismo de João até o dia em que foi elevado do onde morava e permaneceram com ele” (Jo 1,39). meio de nós” (At 1,21-22). Estreia de 2011 Evangelização e vocação são, pois, Eis o caminho pedagógico a traz “A necessidade dois elementos inseparáveis. Antes, percorrer: de convocar”. Veja a o critério da autenticidade de uma apresentação sobre a 1. Retornar a Dom Bosco boa evangelização é a sua capacidade temática, do Pe. Pascual * Fazer nossa a sua experiência em de suscitar vocações, amadurecer Chavez, o Reitor-Mor Valdocco, que cria um ambiente de projetos de vida evangélica, envolver familiaridade, de forte valor espiritual, inteiramente a pessoa dos que são de empenho apostólico e acompanhamento evangelizados, até fazer deles discípulos e apóstolos. espiritual, sustentado por um intenso amor à Igreja Após a Estreia de 2010, “Senhor, queremos ver e ao mundo Jesus”, sobre a urgência de evangelizar, faço um * Manifestar a beleza, a atualidade e a variedade acalorado apelo à Família Salesiana para sentir a da nossa vocação salesiana: a vida inteiramente urgência, a necessidade de convocar. entregue a Deus a serviço dos jovens vale a pena Caros irmãos e irmãs, membros todos da de ser vivida. Família Salesiana, convido-vos, por isso, a serem verdadeiros guias espirituais para os jovens, como João Batista que indica Jesus aos seus discípulos dizendo-lhes: “Eis o Cordeiro de Deus!” (Jo 1,36), de modo que eles possam segui-lo, até que Jesus, ao perceber que o seguem, dirige-se diretamente

* Viver a própria vida e ajudar a entender a vida dos outros como vocação e missão. Tudo como um grande dom vivido na centralidade de Deus, na fraternidade entre os consagrados e na dedicação aos mais pobres e necessitados. nordeste jovem

13


Origem das Estreia

s

Desde os prim eiros anos da sua obra, por 1849, Dom Bo volta de sco começara a da r, pelo fim do ano, uma estr todos os seus jo eia a vens em geral e outra a cada um particular. A pr em imeira consisti a em normas a para o bom an se gu ir damento do an o que estava começar... a se pa ra gunda era um a máxima ou co adaptado à ne nselho cessidade e à conduta de ca (MB III, 617) da um Assim escrevia o padre Lem oyne nas mem biográficas, in órias dicando desd e então qual er significado que a o a Estreia possuí a no pensamen Dom Bosco: ela to de era o presente de uma propos servisse de estím ta que ulo para o cam inho formativo crescimento espi e no ritual dos seus jo vens e que se to também uma rnasse orientação para toda comunidad iluminasse na su e, a a consolidação e pudesse se tr em normas prát ad uzir icas de vida pa ra o bom anda da casa. mento

2. Para ser Dom Bosco para os jovens de hoje * Viver conscientes e tornar clara a centralidade dos consagrados na realização da missão salesiana. Esta foi a convicção e a experiência de Dom Bosco. * Criar, como em Valdocco, uma cultura vocacional, caracterizada pela busca do sentido da vida, no horizonte da transcendência, sustentada e encorajada por valores profundos, com caráter projetual, para uma cultura da fraternidade e da solidariedade. * Garantir o acompanhamento mediante a qualidade da vida pessoal, a educação ao amor e à castidade, a responsabilidade para com a história, a iniciação à oração, o empenho apostólico. * Fazer do Movimento Juvenil Salesiano lugar privilegiado para um caminho de discernimento vocacional; nele, os jovens experimentam e manifestam como que uma corrente de comunhão ao redor da pessoa de Dom Bosco e dos valores da sua pedagogia e da Espiritualidade Juvenil Salesiana, desenvolvem o voluntariado e amadurecem projetos de vida. P. Pascual Chávez Villanueva Reitor-Mor

Você conhece o Boletim Salesiano? Todas nossas casas do nordeste possuem assinatura, procure saber como receber o seu exemplar

A revista Bimensal da Família Salesiana

14 nordeste jovem

www.boletimsalesiano.org.br


Salesiana Inspetoria e do Brasil t s e d r o N do

Calendário Pastoral 18/12 - Ordenações presbitérais – Sagrado Coração/Recife (Ver página 04)

05 a 16/01/2011 - Colônias de Férias (ver páginas 05 e 06) 26 a 28/01/2011 - 21º. Congresso CJC – Geral (Alagoas – Matriz) 30/01/2011 - Profissões Perpétuas 31/01/2011 - Primeiras Profissões religiosas

TEMÁTICAS PASTORAL JUVENIL 2011 - primeiro semestre DATAS JAN/JUL 11-12/FEV MAR/NOV FEV/NOV 06-08/MAR

PROJETOS

Direitos humanos: Queremos viver melhor COLÔNIA DE FÉRIAS - 2011 ENCONTRO COORD. DE PASTORAL A Pastoral orgânica inspetorial e local (AJS, AV, AM) ENCONTRÔES JOVENS E Tema: Jovem a decisão está em tuas mãos. Lema: Você é do tamanho dos seus sonhos. VOCACIONAIS Tema: Jovem, vinde e vede. RETIROS DA PJ SALEGRIA Alegria Salesiana

MAIO

(diversas localidades. Recife: 15/05)

ROMARIAS JOVENS

28/JUN-02/JUL

ENCONTRO DE CANDIDATOS AO PRÉ-NOVICIADO NORDESTÃO (Recife)

JUL/NOV

VIGILIA JOVEM E VOCACIONAL

17-19/JUN

11-16/JUL

TEMAS

ESTÁGIO VOCACIONAL

Tema: Maria, casa do Amor; Lema: a vida se faz vocação Toda a vida é vocação Sustentabilidade e meio ambiente Tema: “Jovem o que procuras?” Lema: “Vinde e vede!” Vocação: qual a vontade de Deus em minha vida. Vocação: A que estado de vida sou chamado.

Você conhece nosso informativo semanal, Nordeste Hoje? Visite o site da Inspetoria Salesiana e veja todas edições anteriores e se cadastre para recebê-lo por e-mail. Mande mensagem solicitando na seção “Fale conosco”. www.inspetoriasalesiana.org.br


As inspetorias salesianas são unidades administrativas regionais que coordenam as atividades de um conjunto de obras salesianas. Cada uma se caracteriza por ser uma sociedade civil e religiosa, sem fins lucrativos, de assistência social e de caráter educativo e cultural, cujos objetivos principais são a educação e o amparo à juventude. A Inspetoria Salesiana do Nordeste do Brasil nasceu em 1902 e está presente através de diversas obras (Escolas, Paróquias, Obras Sociais...) nos estados: Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. Siga-nos no Twitter:

http://twitter.com/sdb_bre

www.inspetoriasalesiana.org.br

SALESIANOS DE DOM BOSCO

ando h n i m a C os

com ns ove

j

Nordeste Jovem N.03  

Ultima edição do ano 2010 da Revista Nordeste Jovem

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you