Issuu on Google+

ISSN 2176-1345 | Distribuição Gratuita

Ano VI - Edição nº 61 - Janeiro 2013

NOTÍCIAS DO MEIO GRÁFICO, ESTAMPARIA & COMUNICAÇÃO VISUAL

BOLETIM

E afinal, o que vamos ser e o que faremos em 2013...?

A importância das informações claras e corretas sobre um produto

TÉCNICO Tecnologia 3D

1


MÁQUINAS P/ TRANSFER CONTÍNUO DE FITAS

PRODUTOS 100% NACIONAIS

EQUIPAMENTOS P/ SERIGRAFIA POLIMERIZADEIRA /SECADORA

MTCF 500

MTCF 250

MTC 1.800

Elétrica e a Gás Modelos sob consulta

PRENSAS TÉRMICAS P/ TRANSFER MANUAIS

MESA ELÉTRICA DUPLA

P/ JEANS PTI-5 Jeans

PTM-40: 40 x 50 cm

PTM-42 Dupla 31 x 42 cm

FLASH CURE

AUTOMÁTICAS E SEMI-AUTOMÁTICAS MINI FLASH CURE Pré-secagem de tintas a base d'água ou plastisol

MISTURADORES DE TINTA AUTOMÁTICA PTA-4000: 40 x 50 cm 52 x 72 cm

PTP-660: 96 x 66 cm

PTP - 15

SR-4 Prensa térmica Para etiquetas Em bobina

PTP-400 Dupla

PTP - 900: 85 x 110 cm PTP-1450: 100 x 145 cm

MULT-MIX

Fone: 47

MTVR-20

MT-70

3323-5844 / Fax: 47 3323-3172

Rua 2 de Setembro, 2.877 - 89052-002 - Blumenau - SC

2

www.mogk.com.br :: mogk@mogk.com.br

vanguarda.art.br

A TECNOLOGIA LEVANDO VOCÊ MUITO MAIS ALÉM.

CARROSSEL AUTOMÁTICO MCA


editorial

E afinal, o que vamos ser e o que faremos em

2013...?

04 PUBLICIDADE & BRINDES ¡ Corte & Impressão de Objeto

05 INDÚSTRIA & PRODUTOS ¡ Tecido Inteligente

expediente

Quando se acredita que cada pessoa se faz na sua circunstância própria, e que essa Ê a via para o desenvolvimento social em sua comunidade, primeiro, e depois no e para o mundo humano, acredita-se que a solidariedade Ê o padrão pelo qual devemos aferir educação, trabalho, esporte, amor, religião e tudo o mais. Vamos ser o que quisermos ser, desde que saibamos estar plenamente na vida pela consciência de um dever cívico, porque a sociedade só Ê um espaçotempo de progresso quando, em consciência, Ê a casa de cada pessoa! A liberdade de opção då-nos o direito de perspectivar o futuro no que fazemos hoje, porque temos um lastro no passado – o traço sociocultural que nos Ê raiz e nos permite prosseguir com a civilização herdada. Prosseguir, melhorando... Então, em 2013 seremos o futuro que baila em nossas almas no ritmo da esperança amorosamente burilada como o mais precioso objeto que temos a oferecer a nós mesmos. Pois, para cada ano novo que chega nós somos a promessa e a solução..., ora, ninguÊm toca a vida por nós! João Barcellos

06 VITRINE EMPRESARIAL ¡ Pantone: uma marca e uma cartela.

06 PERSONALIDADE ¡ Acerca de Mariana d´Almeida y Piùon

08 NOSSA CAPA ¡ Catålogos : instrumentos de ensino e publicidade / ¡ 3D: uma opção tecnológica. 10 ESTAMPARIA & MODA ¡ Registro: a importante etapa da prÊ-impressão Serigråfica / ¡ Preto & Branco - por Stella Pelissari 11 EMBALAGEM & RÓTULO ¡ Rótulos da Frutty mostram impostos pagos ¡ Cultura Literåria & Indústria 13 NOTAS DE MERCADO ¡ Rótulo Digital Roland DG ¡ Conheça o J-Feeder da J-Teck ¡ Você na Web com a Revista I&C

Título/Marca de TerraNova Comunic 02.206.278/0001-45 NAE 58822100 Certificado Digital // NF@ Corresp.: Cx. Postal nº16 06717-970 Cotia/SP Edição / Cristiane Ramos [Mtb 39615] & João Barcellos Dep Comercial / JUNIOR Dep Jurídico / Dr Luiz Silva Projeto Gråfico / Pedro Caetano Web / Georg Hans Impressão / QuatroCor Gråfica e Editora

14 TECNOLOGIA ¡ Termolaminação

www.impressaocores.com.br

jb@impressaocores.com.br / junior@impressaocores.com.br

Redação 11 4703.3077 JB 9 9966.5246 Junior 9 9797.2753 Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

 



 

        

   

 



       

  

    





      

 

ASSINATURA

12 Ediçþes por R$50,00 Deposite R$50,00 p/ TerraNova Comunic Banco do Brasil Agª 0916-4 cc 29845X e envie cópia do doc c/ os seus dados p/ revista.ic@uol.com.br ou ligue 11-4703.3077

3


publicidade e brinde

Corte&Impressão de Objetos

E

is segmentos industriais que se tornaram competitivos: o Laser e aRouter. No corte, na impressão e na modelagem de objetos, técnicos e suportes para produtos promocionais. Tanto o corte e gravação com Raio Laser como o corte e modelagem com Router [plotter de recorte] não substituem as máquinas de corte-e-vinco convencionais no caso de grandes volumes, mas são equipamentos de alta precisão ótimos para confecção de peças para sinalização, produtos promocionais [brindes] e artístico-pedagógicos, modelagem de protótipos. Estes dois tipos de equipamentos são plataformas de alta tecnologia que vêm tirando pequenas oficinas gráficas do sufoco financeiro, porque ocupam pouco espaço e permitem a mutação tecnológica que o gráfico necessita para interagir com a comunicação visual. “Isto é o que eu preciso para modernizar a minha gráfica”, dizia um pequeno empresário diante dos equipamentos de laser e router durante a feira Signs Nordeste, realizada em Fortaleza, em 2012. No mesmo evento, uma ainda jovem empresária gráfica, que só lidava com papel e cartão, dizia que “com o laser e a router eu posso entrar no mundo da comunicação visual e da prototipagem pela porta da frente”. Na verdade, a tecnologia de ponta só é uma maravilha quando operacionalizada para garantir o progresso e a urgente mutação gráfica, “mutação na qual não é preciso abandonar o papel e o cartão...”, observou a mesma empresária.

4


indústria e produto

Textéis & Segurança

O

que fazer quando os bandidos invadem a casa fazendo um furo no muro ou na parede? Solução...? Um tecido de segurança que dispara um alarme tão logo receba o menor furo. E mais: permite monitoramento de alta precisão, porque seu sistema de detecção de rompimento permite a localização exata do ponto de ruptura.O tecido é composto por uma fina malha de fibras condutoras conectadas a um microcontrolador. Quando qualquer uma das fibras é rompida, o sistema detecta uma variação na resistência elétrica do material, disparando um alarme.

Fonte:inovacaotecnologica.com.br / textileindustry.com

5


vitrine empresarial

personalidade personalidade

Pantone Roland 50 uma empresa & uma escala Academy

MAyP Moacir Ferreira

O Cântico Da Imagem

O Brasil serigrafista que vai bem e recomenda-se...

Ele ĂŠ formado GestĂŁo Oem lĂĄpis sobre o papel. EmpresarialO com ĂŞnfase em “Em traço. A imagem. Meio Ambiente e QuĂ­mica. comunicação visual, como sistema Pantone Ê baseado numa mistura especĂ­fica de pigmentos a Foi representante na moda, da nada ĂŠ feito semno a experimentação partir da qual se criam novas cores. O “Pantoneâ€? tambĂŠm permite GĂŞnesis Tintas interior do traço que esboça uma que cores especiais [metĂĄlicas e fluorescentes] sejam impressas. Numa de SĂŁo Paulo, e, juntando idĂŠia para a base de uma experiĂŞncia de mercado e qualidade ĂŠ aobandeira que norteia as atividades comparação, CMYK [Ciano, Magenta, Amarelo/Yellow e Preto/K] imagem-mensagem. O fundou, industriais da Rolandsobre DG Corporation, ĂŠ o mĂŠtodo padrĂŁo para a impressĂŁo a maioria dos empresa materiais e funciona pelaempreendedorismo, esboço na ponta do lĂĄpis em 2007, a Officina Arpotex, na fabricação de impressoras absorção de luz:inovadora as cores que sĂŁo vistas vĂŞm da parte dajato luz de quetinta, nĂŁo ĂŠ absorvida. Este ĂŠ um dos momentos mais especializada emquem mĂĄquinas usinagemimpressoras e gravação,ecortadores de vinil, preciosos para sistema ĂŠ empregado por de imprensas, fotocopiadoras para reproduzirempresa a cursos e treinamentos para a ĂĄrea serigrĂĄfica. desenvolve projetos de arte visualâ€?, ensina scanners 3D, modeladoras joias impressoras de impacto para É o sistema maioria das cores do espectro para visĂ­vel, e ĂŠeconhecido como quadricromia. Desde entĂŁo, entre cursos e palestras tĂŠcnicas, Mariana d´Almeida y PiĂąon. fotos. Pioneira desenvolvimento dasistema tecnologia Print&Cut subtrativo de cores,noem contraposição ao aditivo, o RGB.e, Para a professora de ajudou a formar de 2500 novos paulista, serigrafistas. hoje, marcaPantone NÂş 1 emnasceu dispositivos de impressĂŁo e recorte, com mais O ´sistema´ das pesquisas na empresa Pantone Inc., estabelecida em Campinas, mestra em Artes Visuais Em 2010, criou a Arpotex TV, um canal no e a de em 85000 vendidas, todo odemundo. E ainda[Pantone Matching 1962 Newunidades Jersey [USA]. AliatĂŠ foi 2010, criadaem a Escala Cores Pantone lecionar em Paris e Barcelona, parceira youtube (www.youtube.com/arpotex). Com maisde fornece soluçþes profissionais prĂłprias e completas em softwares e System / PMS]. JoĂŁo Barcellos em muitos eventos culturais de 35000 exibiçþes, esta WebTV foi criada com a e editoriais, “a Comunicação Visual ĂŠ neste outros componentes. missĂŁo de apresentar novas tĂŠcnicas, produtos e momento um dos ramos profissionais que Com tal gabarito industrial, a empresa nĂŁo poderia deixar de novidades da Serigrafia. No perĂ­odo julho alĂŠm de de mais atrai pessoas criativas,de porque estabelecer em suas prĂłprias bases uma unidade tĂŠcnico-pedagĂłgica 2010 a outubro de 2011, apresentou o Circuito ser uma ĂĄrea de livre expressĂŁo permite o para atender a demanda profissionalizante entre parceiros e clientes. de WorkShops GĂŞnesis/Arpotex, Aloisio contato com outras ĂĄreascom afins, ou nĂŁoâ€?. E daĂ­ nasceu a Roland Academy. Na sua sede brasileira, em Cotia Quirino, eventoEntre assistido por mais de pessoas o convencional e o2000 digital, (Grande SĂŁo Paulo), estĂĄ a unidade regional da Roland Academy, MAyP, como ĂŠAntes, chamada em 5 estados brasileiros. em carinhosamente fevereiro de seus pares, desenvolve peças com onde o aprendizado (e a reciclagem) ĂŠ parte de um estilo prĂłprio de 2011, lançouentre a Coleção Saiba Mais Arpotex, didĂĄticas que jĂĄ foram tambĂŠm 4 dvd´s que abordam temas de relevânciautilizadas na fabricar qualidade. pedagogicamente pela amiga Carlota M. ĂĄrea serigrĂĄfica, como CROMIAS: PARĂ‚METROS E vocĂŞ pode saber mais sobre a Roland Academy enviando um Moreyra, alĂŠm de artigos tĂŠcnicos para DE QUALIDADE; CUSTOS APLICADOS NA e-mail paradeacademy@rolanddg.com.br Este tipos ´escala´ sĂŁo, na verdade, guias tĂŠcnicos para formulação e obtenção a imprensa especializada, incluindo a CROMIAS INDEXADAS E SIMULADAS e de cores. AtravĂŠs de uma ´escala´ [e de um nĂşmero determinado para um padrĂŁoSERIGRAFIA;Revista I&C. “Carece o Brasil de um meio FORMULAĂ‡ĂƒO DE CORES. E, focado poucosna meses depois, educacional mais especialização Imagens: gentileza Roland DG especificado] o fornecedor pode identificar corretamente a cor desejada e desenvolver transformoudea profissionais Arpotex em eBRKOI de umSuprimentos, sistema de apoio mecanismos para a formular. Com a parafernĂĄlia ´digital´ jĂĄ incluĂ­da nos laboratĂłrios uma loja especializada em produtos, serviços, ao professorado que lhe permite ser ocorre, Ă s vezes, um processo equivocado e inversa: o usuĂĄrio desenvolve o trabalho brasileiro no Brasil, porque a maioria treinamentos e consultoria para Serigrafia e dos no computador onde escolhe a cor desejada, mas sem levar em conta que estĂĄ a especialistas em diversas ĂĄreas trabalha fora Comunicação Visual, mercado em constante visualizar luzes... cuja gama de possibilidade ĂŠ muito maior do que as possibilidades do Brasil, como eu e a Carlota. NinguĂŠm crescimento que oferece grandes oportunidades se especializa para ganhar um salĂĄrio de impressĂŁo grĂĄfica. Outras vezes, operam com os monitores e impressoras para profissionais especializados e novos miserĂĄvel enquanto donos de escolas ficam descalibrados, o que gera um resultado final muito diferente do ´padrĂŁo´ apresentado empreendedores. ricos de uma ano letivo para o outro... pelo cliente! Uma coisa ĂŠ a Escala Pantone, outra coisa ĂŠ a referĂŞncia instalada Ele ĂŠ Moacir tĂŠcnicoaeindĂşstria empreendedor, Da Ferreira, mesma maneira, brasileira nos equipamentos nĂŁo calibrados, logo, referĂŞncia adulterada. A solução para tais do melhor que o Brasil possui entre serigrafistas. ligada Ă  Comunicação Visual nĂŁo tem incorreçþes ĂŠ profissional: 1°- deve-se escolher a cor nas escalas atualizadas; 2Âş- aFazer cor anotaçþes editoriais sobre estepara ´cara´ ĂŠ fazer incentivos e perde, assim, a guerrilha escolhida deve ser aplicada e tratada independente do resultado visualizado na tela ou que o dos notar Brasil serigrafista e profissional vaiela. bem produtos importadosâ€?, constata Jb na impressora; 3°- no envio do trabalho para o fotolito ou diretamente para a grĂĄfica, e recomenda-se...

O

A

deve-se informar a cor utilizada ou os valores CMYK utilizados.

Imagem: MAyP em retrato a lĂĄpis de Figuera de Novaes



   

  

6


7


capa

Boletim Técnico

E

m muitos casos, o Boletim Técnico é muito mais que um punhado de páginas que indicam o modus operandi relacionado a um produto, pois, quando a sua elaboração é perspectivada sob o conceito gráfico da comunicação que é visualmente social, o que resulta é um produto promocional que agrega valor cultural. No entanto, a primeira ação que leva uma empresa a publicar o Boletim Técnico é a necessidade óbvia de informar detalhadamente o público consumidor: o bom uso de um produto é o seu primeiro sucesso comercial, e por esse bom uso ele terá uma vida útil que irá justificar um público consumidor fiel... para esse e outros produtos da mesma empresa. No meio das empresas gráficas e da estamparia, fabricantes de impressoras e insumos vêm produzindo um tipo de Boletim Técnico que vai do catálogo ao brinde e, em ambos os casos, é uma publicação artisticamente elaborada, com textos e imagens de alta qualidade. O quem é bom é aquela boa e velha folhinha que diz tudo, e pronto, dizem saudosistas sem apego ao belo visual. E isso não é verdade. Vejamos: um Boletim Técnico deve fornecer os dados necessários para que um produto seja ou bem aplicado (uma tinta, por ex.) ou bem utilizado (uma impressora, por ex.), logo, ele dever desenhado com clareza, mas..., essa clareza informativa, também pode ser formativa quando se juntam aspectos históricos da empresa e dessa linha de produtos, porque o público consumidor vai saber qual a origem do produto e da sua qualidade industrial! Eis que um Boletim Técnico pode ser, então, um cartão de visitas a mais para uma empresa cujo espírito empreendedor passa por um olhar culturalmente assente no seu meio próprio.

8

3D

Impressão Tridimensional

A fabricação aditiva levou centenas de anos para chegar ao estado atual de desenvolvimento. O início do processo de fabricação foi pelo método subtrativo, há 8000 anos..., como o corte na pedra com instrumentos básicos. Um exemplo de processo aditivo pode ser encontrado na Ásia ocidental, usando diferentes tipos de materiais e juntando-os para a criação de cestas. Outro exemplo é a Impressão 3D, que há 26 anos foi descoberta por acidente numa fábrica da Kodak quando alguém verificou que a sobreposição de camadas havia gerado uma peça. Fabricação aditiva é o processo de criar objetos sólidos tridimensionais a partir de modelos digitais. Impressão 3D é uma aplicação de processos aditivos: um objeto é criado pela sobreposição de diversas camadas de material. A Impressão 3D é considerada diferente das técnicas tradicionais, como o processo subtrativo, que se baseia na remoção de material por corte ou perfuração. Nos últimos 25 anos, movemo-nosentre simples materiais orgânicos para a construção de peças para aeronáutica e uma tecnologia de fabricação mais eficiente e durável. O que leva empresas a adotarem a fabricação aditiva? A possibilidade de produção econômica de baixo volume. Com uma vantagem: a fabricação aditiva permite aperfeiçoar o objeto e testá-lo no mercado. Assim, as economias potenciais nas fases de produção e pesquisa podem ser investidas em outras áreas da empresa. A fabricação aditiva ainda não substitui os processos tradicionais de fabricação para aplicações de grandes volumes. Os principais negócios para adoção de fabricação aditiva são:1. Produção econômica de baixo volume; 2. Maior liberdade geométrica; 3. Maior funcionalidade das peças fabricadas; 4. Personalização de produtos; 5. Maior sustentabilidade ambiental; e 6. Novas linhas de fornecedores e modelos de venda. Esta tecnologia já permite a construção de objetos personalizados (ex.: capas para iphone, ou itens de alto valor para o mundo da arte ou da moda). Mas, há aplicações em crescimento, como a modelagem arquitetônica. E mais: permite a produção economicamente viável de formas complexas em baixo volume e reduz ao mesmo tempo a necessidade de ferramentas como moldes e lâminas de corte. Formas complexas, como reentrâncias, paredes de espessura variável, hexágonos complexos, buracos não-lineares, estruturas de filigranas e estruturas orgânicas/ genéticas, podem ser trabalhadas a partia das Impressão 3 D. Ou seja: esta tecnologia reduz o capital de investimento maximizando a complexidade do design e a capacidade. /////////Quer saber mais sobre a Tecnologia 3D? Visite a feira FESPA Brasil, de 13 a 16 de Março de 2013, no ExpoCenter Norte, em São Paulo [www.fespabrasil.com.br]


36

FABRICANDO MÁQUINAS DE QUALIDADE

A Termopress atua, há mais de 35 anos, no setor de confecção e estamparia fabricando máquinas, prensas térmicas, mesas com berços térmicos em alumínio, flash cure, estufa de ar quente e seladora / solda banner.

CP-4P CP-5P CP-6P

CP 4M

CP 3M

ESTUFA DE AR QUENTE

ET 6M CF 1M

MODELO BONÉ

MT 3000 ET 6P

FLASH CURE

SELADORA / SOLDA BANNER

www.termopress.com.br correio@termopress.com.br ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES:

CFC 1M

R. José Miguel Ackel, 310 Penha / São Paulo

CFC 1P-D

Tel: 11 2957.1425 Tel/Fax: 11 2958.1135 Aqui tem:

9


Indústria & Produtos

estamparia e moda

Preto&Branco

REGISTRO Carlota M. Moreyra

O

registro é uma das variantes cuja influência no resultado final de uma estampa não pode ser ignorada. Depois de criada a Arte/Imagem no computador [Illustrator ou CorelDraw], no mesmo equipamento é feita a separação de cores [quadricromia, ou 4 cores]quando a impressão da Arte/Imagem vai ser executada por serigrafista, porque cada cor é gravada em matriz própria. Para cada cor é produzido um fotolito/chapa se o equipamento é convencional [existe a gravação feita diretamente do computador para a tela]. Muito bem, mas neste caso, também devemos apreciar a estampa de uma só cor, porque estamos a falar do registro. Dependendo da oficina, existe uma mesa de impressão ou uma mesa corrida, em outros casos, um carrossel com várias mesas. Em todos os casos, o registro em estamparia é tão fundamental como a operacionalidade das outras variantes, como a tela, o quadro, a emulsão, o tipo de gravação e a tinta, além do material a ser impresso. Um registro mal feito é uma estampa mal executada. Por isso é que se diz que serigrafia não é só puxar o rodo. É conhecer todas as etapas de pré-impressão e impressão para a oficina seja modelo de qualidade em produção serigráfica. Carlota Maria Moreyra

Professora de Artes Gráficas. Paris/Fr., 2012.

O

k, o inverno mal começou aqui na Europa, e já estamos prontos para o próximo verão… Mas, qual é a vantagem de saber as tendências com antecipação? Muitas! Quem sabe não se desfazer daquela peça que está guardada há anos, anotar no caderninho de wish list, ou, melhor ainda, comprar por uma pechincha algo que será o must da próxima temporada e organizar um dressing de dar inveja! Visão Black & White... Preto? Branco? Qual cor vai ganhar apole position no próximo verão? As duas… ao mesmo tempo! O verão 2013 será estilo yin e yang. Acessórios, vestidos, saias, sapatos, não importa… é preto no branco. Misturado de forma gráfica ou poética, como um jogo de xadrez, so chic… Sexy como os vestidos e sapatos por Lanvin, inspirado nos anos 80’ por Balmain, geométrico por Dris van Noten, romântico em Giambatista Valli, futurista por BCBG e emblemático por Louis Vuitton… Detalhe: pela primeira vez, Marc Jacobs não usou nenhum monogramo. Somente uma decoração que lembra o famoso logo da marca numa décor de perder o fôlego. Prepara-se para um jogo de damas, ultra arty! Fontes: informação de Stella Pelissari, postada na Web [26.11.12] e publicado pela textileindustry.com

13 ANOS Filme de recorte para camisetas e materiais esportivos

LANÇAMENTOS Power Laser · Soft Touch 3D Logotipos · Máscara Transp. DISTRIBUIDOR EXCLUSIVO

10

Tel.: 11 3855.2388 www.powerfilm.com.br IC_38_FEVEREIRO_11.indd 5


prodv

especial

Tributos No RĂłtulo

A

gora, a fabricante mineira de bebidas sediadaem SĂŁo Gonçalo de SapucaĂ­, informa o percentual de impostos pagos no rĂłtulo dos seus produtos. A Frutty tem 97 funcionĂĄrios e fatura uma mĂŠdia mensal de R$1 milhĂŁo com a Produção de 800 mil litros de bebidas por mĂŞs e paga 46,78% de impostos. “As PMEs foram muito afetadas. Eles foram corajososâ€?, disse Fernando Bairros, presidente do ĂłrgĂŁo dos fabricantes de refrigerantes do Brasil. Na verdade, a Frutty segue a tendĂŞncia que vai marcar muitos rĂłtulos, porque o Congresso aprovou lei que exige nas notas fiscais a divulgação dos impostos pagos pelos consumidores. Fontes: Folha de SĂŁo Paulo [22.11.12] e textileindustry.com

N

Cultura LiterĂĄria & IndĂşstria

os seus livros direcionados Ă  indĂşstria TĂŞxtil e aos grĂĄficos e estamparia da Comunicação Visual, o pesquisador e editor JoĂŁo Barcellos tem sinalizado a importância de vĂĄrios empreendedores, quer na produção quer na divulgação desses ramos de atividade. Um desses empreendedores foi HĂŠlvioPompeo Madeira, diretor do grupo FCEM. O autor buscou nas realizaçþes do Sr. Pompeo e da FCEM “o ponto de observação ideal para determinar a qualidade das feiras promocionais que envolvem a estamparia e a sinalização, entre o grĂĄfico e o tĂŞxtilâ€?, como ele mesmo jĂĄ o disse em palestra. Os autores Sylvio MrĂĄz e Waldo GuimarĂŁes, assim como os livros publicados pelo Ibratese, tiveram uma grande importância tecnolĂłgica, mas os trĂŞs livros de JoĂŁo Barcellos – Comunicação Visual [2008], Estamparia [2010] e Imagem Especializada [2012] – atingem outro ´porto´, i.e., “transformam essas tecnologias em conteĂşdos historiogrĂĄficos e acrescenta-lhes o lado social que ĂŠ o exemplo de empreendedorismo de empresĂĄrios e tĂŠcnicosâ€?, como analisou Maria C. Arruda na homenagem que o grupo de debates NoĂŠticafez ao autor em seus “40 anos de atividade literĂĄriaâ€?. E um dos exemplos que mais chamou a atenção foi precisamente levar a pĂşblico a obra de HĂŠlvioPompeo Madeira, o que inovou no meio literĂĄrio e jornalĂ­stico. Sabemos que “[...] sĂŁo raros os editores que transformam um pormenor (insignificante aos olhos da maioria) em uma notĂĄvel obra literĂĄria e, ou, jornalĂ­stica: JoĂŁo Barcellos ĂŠ um delesâ€? [Arruda, idem].

15 a 18 de Abril de 2013 das 14 Ă s 21 horas

([SR&HQWHU1RUWH3DYLOKmR$]XO 6mR3DXOR63%UDVLO SEGMENTOS: ‡$FDEDPHQWRV ‡$XWRPDomR,QGXVWULDO ‡$YLDPHQWRV ‡%HQHILFLDPHQWR ‡(PEDODJHQV ‡(QJRPDJHP ‡(TXLSDPHQWRV ‡(VWDPSDULDV ‡(WLTXHWDV ‡)LDomR ‡)LRV ‡,QIRUPiWLFD ‡0iTXLQDVGH&RVWXUD HERUGDGHLUDV

‡0iTXLQDVGH&RUWH ‡0iTXLQDVH HTXLSDPHQWRVSDUDRVHWRU GHODYDQGHULDLQGXVWULDO ‡3UHSDUDomR ‡4XtPLFDDSOLFDGDH GHILQLGD ‡6HULJUDILD ‡6XEVHJPHQWDomR SULQFLSDO ‡5HYLVWDV7pFQLFDV ‡7HDUHV ‡0DWpULDSULPD ‡7LQJLPHQWR ‡7HFHODJHP

Evento Paralelo: XXV CNTT CONGRESSO NACIONAL DE TÉCNICOS TÊXTEIS Informaçþes:

www.WHFQRWH[WLOEUDVLOFRPEU www.fcem.com.br )&(06Ž23$8/2  ‡VDRSDXOR#IFHPFRPEU )&(0)257$/(=$  ‡IRUWDOH]D#IFHPFRPEU )&(032572$/(*5(  ‡IFHP#IFHPFRPEU Local:

AgĂŞncia de viagens oficial:

Apoio:

Empresa associada:

Promoção:

Mariana d´Almeida y Piùon – Profª de Artes Visuais. Paris/Fr., 2012.

11


05 a 08

prodv

AS NOVIDADES DO SETOR TĂŠXTIL AGORA EM CARUARU. PARTICIPE!

de março

2013

das 15 Ă s 21 horas

Polo Comercial de CARUARU - PE Informaçþes:

www.agrestetex.com.br

www.fcem.com.br )&(06Ž23$8/2  ‡VDRSDXOR#IFHPFRPEU )&(0)257$/(=$  ‡IRUWDOH]D#IFHPFRPEU )&(00$75,=  ‡IFHP#IFHPFRPEU

12

Apoio:

AgĂŞncia de viagens oficial:

Empresa Associada:

Promoção:

Realização:


mercado notas de mercado

Notas de Mercado Estampa SEFAR que muda de cor Manaus J-Feeder //

AlĂŠm das tintas sublimĂĄticas digitais e de operar com impressoras Epson, Papeis Havir, e os programas especializados da Wasatch, a J-Teck Brasil oferece um dispositivo que aumenta a produção digital: o J-Feeder. Este dispositivo ĂŠ um alimentador [“feederâ€?] que possibilita a utilização de duas impressoras [“plottersâ€?] em conexĂŁo direta. O sucesso J-Feeder percebe-se no aumento de produção sem anaus nĂŁo ĂŠ sĂłdozona marca Lost, que deu o empurrĂŁo ´estiloso´ Ă s perda de qualidade. franca ´import/ turmas da prancha [surfistas], aplicou a tinta Com pronta entrega para todo o Brasil, a J-Teck estĂĄ sediada em export´,e ĂŠdespachando tambĂŠm SunLight, da GĂŞnesis, para produzir uma camiseta BalneĂĄrio Camboriu [SC]polo e atende um forte de pelo telefone 47 33673382. que muda de cor... , sim, a estampa muda de cor produção com grande parque de serigrafistas e estamparia quando exposta Ă  luz solar. tĂŞxtil – e com uma particularidade: a confecção de produtos Trata-se da linha RĂłtulo, Embalagem & Roland DG // “Neste momento o mercado de promocionais. Sunlight FotocrĂ´mica, embalagens pode se destacar e aumentar a produção ao utilizar algumas das novidades Com tal particularidade estudada ĂŠ que a Sefar Brasil, tinta de aplicação existentes, por exemplo, apresentar um da embalagem ao cliente antes sediada emcomo SĂŁo Paulo e com representação emprotĂłtipo Fortaleza, serigrĂĄfica que muda da produção em si, ou a impressĂŁo com o recorteâ€?, diz resolveu estabelecer emunir Manaus a sua unidade amazĂ´nica. de cor com a presença Anderson Clayton, gerente de marketing e produto da Roland Entre equipamentos, manuais e automĂĄticos, e tecidos da luz solar (radiação). DG, lĂ­deremundial na fabricação dea impressoras de grande especiais ferramentas especĂ­ficas, SEFAR Manaus oferece ApĂłs a aplicação formato,de plotters de recorte, gravadoras como e modeladoras 3D.de serviços excelĂŞncia para serigrafistas, a confecção no substrato e sua Outra possibilidade ĂŠ a variedade de materiais quetem podem ser matrizes. A regiĂŁo amazĂ´nica, a partir de Manaus, agora cura total, a estampa a impressora BN-20, lançada autilizados qualidadenas e aembalagens. excelĂŞncia dosCom produtos suíços SEFAR e suas muda do incolor para no mercado brasileiro em 2011, ĂŠ possĂ­vel transferir nomes, empresas parceiras. o colorido com a logotipos, ou desenhos paratem materiais como SEFAR tecidos, na Um bomfotos produto serigrafado a assinatura radiação solar. etiquetas, cartazes, decalques, adesivoscomercial. e placas de prĂŠ-impressĂŁo, condição bĂĄsicarĂłtulos, para o sucesso Agregar valor na PVC com atĂŠ 48 centĂ­metros de largura. Tudo com altĂ­ssima Moda ĂŠ, antes de tudo, qualidade (resolução de 1.440 dpi) e velocidade. SEFAR MANAUS / Fone: (92) 3307.2657 aplicar criatividade Site www.rolanddg.com.br AvÂŞ TefĂŠ 840 Bl. D – Ap. 303 - Cond Katui industrial. [Colaboração editorial: VersĂĄtil Comunicação]69078-000 Manaus – AM

M

A

    

    

  

     #$  %&

3#44 



       

  

       !    "# $ %   #     &

'( ) # #      ) $ # # "        *  #+# # ' ,   -  )           #          !'  #. # /0 #, )# $ 

 1)'   "             .) 2   #   #  #   #*   #

 2#   ##  #  '

13 13


REALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO:

Termo Laminação Desempenho Técnico

versão: jun/2012

tecnologia

EXPO CENTER NORTE

A

aplicação do processo de Termo Laminação é diretamente relacionada ao trinômio velocidade, temperatura e pressão, então, é indispensável que seja encontrada a melhor relação entre estas funções, considerando os filmes como BOPP e Pet e os substratos a serem laminados. A pressão utilizada entre os cilindros cromados e de passagem, está diretamente relacionada à espessura do papel ou cartão utilizado no processo. A velocidade e temperatura são responsáveis pelo tempo de contato do calor aplicado entre o filme e substrato, que deve ser o suficiente para fundir o termo adesivo sem danificar o filme de base. Uma má relação nestes pontos poderá gerar falta de aderência, e, opostamente a fusão integral do filme ou a alteração da superfície do filme alterando a apresentação visual.Portanto, é fundamental se conhecer a real temperatura no lado externo do cilindro cromado, que pode ser medido através de um termômetro digital. A quantidade de termo adesivo já incorporado aos filmes de BOPP Fosco ou Alto Brilho é outro ponto fundamental ao processo. Como este é o responsável pela adesão sobre o substrato, é fundamental que o produto apresente característica suficiente para realizar a função de adesão garantindo a permanência do conjunto em processos de acabamento gráfico posteriores como o corte e vinco. Filmes muito finos poderão oferecer maior risco de delaminação, filmes muito espessos, maior possibilidade de encanoamento. A tensão do desbobinamento do filme também é outro ponto crítico a ser observado. Quando a tensão é excessiva, é provável que após a junção filme papel ocorra o encanoamento. Já a baixa tensão poderá gerar imperfeições na adesão do filme ao substrato. É sabido que a cura do termo adesivo cresce exponencialmente após a TermoLaminação, ou seja, enquanto o tempo passa há um ganho significativo de adesão se comparado ao momento inicial. Se o impresso exigir outros processos em que será submetido a esforço físico, deve-se aguardar pelo menos 24h após a laminação como forma de garantia do processo. Fonte: PROLAM [prolam.com.br]

14

FESPA BRASIL 2013

DE 13 A 16 DE MARÇO DE 2013 EXPO CENTER NORTE | SÃO PAULO Mais que uma feira de negócios, a FESPA Brasil reunirá soluções incríveis que irão agregar valor à sua empresa. Explore as novidades, lançamentos e novas tecnologias com os principais fornecedores do mercado. • Acesso direto aos tomadores de decisão • Programa educacional com conteúdo de alta qualidade • Presença de especialistas internacionais, tratando de assuntos complexos relativos ao mercado • Mais que uma feira, um evento completo com soluções para a comunidade de impressão digital • Experiência e conhecimento de dois líderes do mercado de organização de eventos

SIGA-NOS

TWITTER.COM/FESPABRASIL WWW.FESPABRASIL.COM.BR


Fabricação e Manutenção de Máquinas de Solda Eletrônica

Reconhecidas pelo próprio mercado como produtos excelentes, as máquinas de solda Gutierrez são soluções tecnológicas para vários segmentos industriais

REPRESENTANTE

EXCLUSIVO

A E ASSISTÊNCIA

PRONTA ENTREG

TÉCNICA

Fones 11 2116.2333 · 2717.2532

www.gutierrezmaquinas.com.br gutierrezmaquinas@gutierrezmaquinas.com.br | maqgutierrez@terra.com.br

16

15


OEK OEK

next

16

ANDART100 100 ANDART

Stylus StylusPRO / 7700 9700 PRO9700 / 7700 Stylus Stylus

Gerente de vendas no Brasil: Sérgio Antonio Schmitz Gerente de vendas no Brasil: Sérgio Antonio Schmitz

T1110 T1110


Revista Impressão & Cores | Edição 61