Page 1

Sucesso da

A árvore da passagem de ano simboliza o desejo de boas colheitas, paz e solidariedade. Pense nisto...

Signs Nordeste

abre espaço para novos investimentos...

SEFAR MANAUS Saiba + sobre a representação amazônica

A 1ª Edição, em 2012, fez de Fortaleza um foco de novas perspectivas.

glitter

ISSN 2176-1345 | Distribuição Gratuita

Ano V - Edição nº 60 - Dezembro 2012

NOTÍCIAS DO MEIO GRÁFICO, ESTAMPARIA & COMUNICAÇÃO VISUAL

Ora, ora, o notável Norberto Arena costuma dizer (já ouvi duas vezes), em seus ‘repentes’ no meio das palestras, que “não existe moda sem o brilho da criatividade, nem moda sem brilho de produtos têxteis que se renovam a cada estação”. Certo? Certíssimo.

1


2


editorial

Uma Revista

& Uma Vitrine

04 PUBLICIDADE & BRINDES Glitter Brinde

Jå passamos por vårios natais que anunciavam outros carnavais entre dificuldades muitas. Uns e outros pela certeza de que o trabalho profissional Ê a chave-mestra que sustenta um projeto, uma empresa. A revista I&C Ê e serå um eterno projeto, porque comporta a pesquisa e a construção de conteúdos diferenciados ao contemplar editoraçþes relacionadas aos meios têxtil (com a Moda que sai das confecçþes e estamparias) e gråfico (com a Comunicação Visual que faz a sinalização e a publicidade girarem entre a impressão e os públicos diversos). Ao mesmo tempo, a revista I&C Ê vitrine de tecnologias que interagem pela novidade e o convencional, por exemplo, da estampa digital ao rodo de serigrafistas ou à chapa de offset. Parecem mundos distantes, diferentes, mas só parecem, porque todos contribuem para visualizar comunicaçþes de pequena e grande escala. Vivenciar mensalmente a publicação da revista I&C Ê olhar para uma vitrine de ramos de atividade cujos profissionais têm em comum o desejo de ser o Brasil que då certo. Editar os conteúdos da revista I&C Ê contribuir para a realização desse desejo e, por isso, este produto editorial chamado Revista Impressão & Cores Ê mais do que um objeto gråfico e setorial: Ê a voz dos profissionais que fazem a Estampa e a Comunicação Visual.

05 INDĂšSTRIA & PRODUTOS Marca Estampada / 30 anos depois...

06 VITRINE EMPRESARIAL Roland Academy

06 PERSONALIDADE Moacir Ferreira

08 NOSSA CAPA Signs Nordeste abre caminhos Equipamentos MOGK 09 ESPECIAL Brasil Fashion Designers

10 ESTAMPARIA & MODA Aspectos da Estamparia Em seda

JoĂŁo Barcellos

expediente

11 ESPECIAL Embalagem a VĂĄcuo & Rotulagem

TĂ­tulo/Marca de TerraNova Comunic 02.206.278/0001-45 NAE 58822100 Certificado Digital // NF@

13 NOTAS DE MERCADO SEFAR Manaus / Estampa Que Muda De Cor VocĂŞ na Web com a Revista I&C

Corresp.: Cx. Postal nº16 06717-970 Cotia/SP Edição / Cristiane Ramos [Mtb 39615] & João Barcellos Dep Comercial / JUNIOR Dep Jurídico / Dr Luiz Silva Projeto Gråfico / Pedro Caetano Web / Georg Hans

14 TECNOLOGIA Raster Image Processor / MAyP

www.impressaocores.com.br

jb@impressaocores.com.br / junior@impressaocores.com.br

Redação 11 4703.3077 JB 9966.5246 Junior 9797.2753 Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

 



 

        

   

 



       

  

    





      

 

ASSINATURA

12 Ediçþes por R$50,00 Deposite R$50,00 p/ TerraNova Comunic Banco do Brasil Agª 0916-4 cc 29845X e envie cópia do doc c/ os seus dados p/ revista.ic@uol.com.br ou ligue 11-4703.3077

3


publicidade e brinde

Glitter E

nfeite e brilho? Ora, ora, o notável Norberto Arenacostuma dizer (já ouvi duas vezes), emseus ´repentes´ no meio das palestras, que “não existe moda sem o brilho da criatividade, nem moda sem brilho de produtos têxteis que se renovam a cada estação”. Certo? Certíssimo. Um dos produtos mais mimados na indústria criativa da moda é o glitter, esse minúsculo objeto (1 mm2) feito de pedacinhos dióxido de titânio, plástico, oxicloreto de bismuto e/ou de ferro, de folhas de alumínio, etc., com cores metálicas (neon e iridescentes) para refletir a luz tal e qual uma explosão de borbulhas de champagne. E o glitter não é lantejoula nem confete: é glitter. Henry Ruschmann ficaria assustado com as confusões se soubesse o que falam do seuglitter nas rodinhas das feiras, mas ficaria feliz em saber que o seu glitter se uniu ao literari para designar o mundo fashion das estrelas e astros do cinema e da música [glitterati] e que impera encantadoramente no carnaval de todas as raças e cores. Uma das empresas que fabrica o glitter no Brasil é a Global Química & Moda, cujo produto se direciona à customização,

Brinde I

maginar e desenhar um objeto promocional, até mesmo um simples brinde para turismo de ocasião, possibilita criar um ou mais conteúdos visuais. Por isso, o brinde não é apenas o objeto, mas um meio que carrega uma mensagem sociocultural, política, religiosa, empresarial, e mesmo pessoal. Eis que a escolha de um brinde significa projetar conteúdos que chegam a outras pessoas visualmente... [da palestra “Nós e os Objetos”, de João Barcellos; Embu-SP, Outubro de 2012]

4

artesanato, enfeite, estamparia e confecção. Esta empresa confecciona o produto a partir do polyester, para diversos tamanhos, obtendo dinâmicas úteis [efeitos visuais] para brilhos sofisticados em mil e uma tonalidades. Com cortes de alta precisão, o glitter da Global Química & Moda oferece efeitos do tipo holográfico, iridescente, néon, metalizado e cristal. Global Química & Moda // 11-3676.1400


indústria e produto

Marca Estampada 1982, Ano Primeiro.

T

udo o que era marca/etiqueta era estampada ou bordada na parte interna das roupas. Sem visibilidade, as empresas não conseguiam enxergar uma aplicação diferenciada principalmente nas roupas destinadas a equipes esportivas e também ao boné e à camiseta básica. Até que alguém lembrou que a marca pode ser uma etiqueta e proporcionar uma ganho de visibilidade se estampada no lado externo, ora como publicidade ora como etiqueta mesmo. E, em 1982, pela primeira vez um produto esportivo apresentou a marca do lado externo. Era o ano primeiro de um novo mercado. Uma empresa de produtos esportivos, a Adidas, estampou as suas tradicionais três listras no calçado e nas camisas dos atletas europeus.Já lá vão 30 anos... e o mercado da marca/ etiqueta estampada transformou-se num segmento industrial que movimenta diversos segmentos têxteis e serigráficos em todo o mundo.

5


vitrine empresarial

personalidade

Roland Academy

Moacir Ferreira

A

qualidade Ê a bandeira que norteia as atividades industriais da Roland DG Corporation, empresa inovadora na fabricação de impressoras jato de tinta, måquinas de usinagem e gravação, cortadores de vinil, scanners 3D, modeladoras para joias e impressoras de impacto para fotos. Pioneira no desenvolvimento da tecnologia Print&Cut e, hoje, marca Nº 1 em dispositivos de impressão e recorte, com mais de 85000 unidades vendidas, atÊ 2010, em todo o mundo. E ainda fornece soluçþes profissionais próprias e completas em softwares e outros componentes. Com tal gabarito industrial, a empresa não poderia deixar de estabelecer em suas próprias bases uma unidade tÊcnico-pedagógica para atender a demanda profissionalizante entre parceiros e clientes. E daí nasceu a Roland Academy. Na sua sede brasileira, em Cotia (Grande São Paulo), estå a unidade regional da Roland Academy, onde o aprendizado (e a reciclagem) Ê parte de um estilo próprio de fabricar qualidade. E você pode saber mais sobre a Roland Academy enviando um e-mail para academy@rolanddg.com.br Imagens: gentileza Roland DG

O Brasil serigrafista que vai bem e recomenda-se...  Ele ĂŠ formado em GestĂŁo Empresarial com ĂŞnfase em Meio Ambiente e QuĂ­mica. Foi representante da GĂŞnesis Tintas no interior de SĂŁo Paulo, e, juntando experiĂŞncia de mercado e empreendedorismo, fundou, em 2007, a Officina Arpotex, empresa especializada em cursos e treinamentos para a ĂĄrea serigrĂĄfica. Desde entĂŁo, entre cursos e palestras tĂŠcnicas, ajudou a formar de 2500 novos serigrafistas. Em 2010, criou a Arpotex TV, um canal no youtube (www.youtube.com/arpotex). Com mais de 35000 exibiçþes, esta WebTV foi criada com a missĂŁo de apresentar novas tĂŠcnicas, produtos e novidades da Serigrafia.  No perĂ­odo de julho de 2010 a outubro de 2011, apresentou o Circuito de WorkShops GĂŞnesis/Arpotex, com Aloisio Quirino, evento assistido por mais de 2000 pessoas em 5 estados brasileiros. Antes, em fevereiro de 2011, lançou a Coleção Saiba Mais Arpotex, com 4 dvd´s que abordam temas de relevância na ĂĄrea serigrĂĄfica, como CROMIAS: PARĂ‚METROS DE QUALIDADE; CUSTOS APLICADOS NA SERIGRAFIA; CROMIAS INDEXADAS E SIMULADAS e FORMULAĂ‡ĂƒO DE CORES. E, poucos meses depois, transformou a Arpotex em BRKOI Suprimentos, uma loja especializada em produtos, serviços, treinamentos e consultoria para Serigrafia e Comunicação Visual, mercado em constante crescimento que oferece grandes oportunidades para  profissionais especializados e novos empreendedores. Ele ĂŠ Moacir Ferreira, tĂŠcnico e empreendedor, do melhor que o Brasil possui entre serigrafistas. Fazer anotaçþes editoriais sobre este ´cara´ ĂŠ fazer notar que o Brasil serigrafista e profissional vai bem e recomenda-se...



   

  

6


7


capa

Sucesso da

Signs Nordeste

abre espaço para

novos investimentos

U

ma feira setorial é, antes de tudo, um ponto de encontro para e entre profissionais. Promover uma atividade como esta é incentivar o progresso industrial e a necessária correspondência social no âmbito do desenvolvimento sustentável, que o mesmo é dizer harmonioso. “É preciso abrir novos caminhos e, ao mesmo tempo, revitalizar os velhos, para nunca perdermos a nossa raiz”, dizia Hélvio Roberto Pompeo Madeira em Fortaleza. Tinha e tem razão o diretor da promotora FCEM, que está a levar ao Brasil novas ideias e novos equipamentos no âmbito das indústrias Têxtil e Comunicação Visual. Uma revolução brasileiríssima na maneira de perspectivar e realizar vitrines industriais. O sucesso socioeconômico e profissional do evento Signs Nordeste, realizado em outubro, na histórica cidade de Fortaleza, no Ceará, acabou por demonstrar que o empreendedorismo com visão de futuro permite transpor

obstáculos. Para as empresas ALKO, ALTATEC BR, AMPLA, AUPICOR, AUTOMATISA, BELMETAL, BM do Brasil, BR GROUP, CBJ Representações, Dubuit do Brasil, Dubuit Paint, Engraver Comercial, F1 Suprimentos, Fremplast/CromaJet, Futurize, Grand Plotters, Grupo Plásticos Amazonas, J-TECK Global Tintas, MARBOR, Papéis Havir, SEFAR, SENSIENT, Serilon, Sign Supply, StarPrinter, TMT Brasil, Tronord, TS2, além da imprensa especializada, e entre jornais e revista lá estava a Revista Impressão & Cores, seguir a aposta da FCEM foi apostar na jangada certa e na onda certa. Dezenas de equipamentos foram comercializados nesta 1ª Edição da Signs Nordeste que, a par de compradores, recebeu um bom público, porque interessado na amostragem industrial e no ciclo de palestras técnicas que ali decorreu. O que trouxe de novo esta Signs Nordeste? “Como foi a primeira vez, tudo...”, dirá a maioria das pessoas. Não. É errado pensar dessa maneira. Eis que

Mult-Flash Para um bom desempenho profissional, a estamparia serigráfica precisa de equipamentos tecnológicos como solução para a diversidade de serviços. Sempre em renovação, a Mogk desenvolveu o Multi-Flash. Este Mult-Flash tem 0,67 m de comprimento e 0,58 m de largura para uma área útil 0,45 x 0,55 m; potência de 15 Kw e 4 ventiladores; opera com fonte de 220 ou 380 volt, chave seletora com 5 posições e um suporte de 1,54 x 0,56 m. É um equipamento para serviços de présecagem de tintas plastisol. Possui sistema de secagem com lâmpadas de luz infravermelha, com controle de tempo, e pode ser montado em mesas térmicas Mogk, novas ou usadas. A mesa térmica tem altura máxima de 1,90 m sendo a altura da fôrma 0,83 m; comprimento de 3,10 m e largura de 1,55 m. - www.mogk.com.br

8

a Signs Nordeste permite, a partir de 2012, perspectivar conteúdos industriais e técnicos, além de se tornar ponto de encontro para e entre profissionais. Gráficos, serigrafistas, tampógrafos (infelizmente, muito longe destes eventos), impressores digitais, etc., podem agora repensar as suas atuações no nordeste. Diante do sucesso deste evento, repensar é a palavra-chave, para lembrar aqui a excelente palestra de Salvador Sindona acerca das mutações gráficas na Comunicação Visual. Mas, repensar para agir, empreender. Ir em frente com a certeza de que o caminho está aberto para quem ousa fabricar sucesso industrial. E esta foi a lição maior de Hélvio Roberto Pompeo Madeira o empreendedor que soube incentivar a sua equipe para a construção de mais uma vitrine. As empresas que estiveram na na jangada da graciosa Iracema sabem agora que Fortaleza não é somente uma cidade, mas um porto que fornece rotas para novos olhares industriais e comerciais. João Barcellos


especial

BRASIL FASHION DESIGNERS Um Brasil de todos os Brasis que se expressa com estilo

P

lantar uma semente e despertar o interesse do mercado pelo talento dos jovens designers brasileiros, lançando novos profissionais e destacando o design como peçachave para a valorização dos produtos têxteis nacionais: estes eram alguns dos objetivos do grupo FCEM em 2009, quando foi criado o Brasil Fashion Designers.

“Mais do que incrementar nossos eventos, queríamos chamar a atenção do setor para os novos talentos e a necessidade de fabricar produtos têxteis diferenciados, unindo tecnologia e design”, explica o diretor de marketing do grupo, Hélvio Pompeo Madeira Jr. A empresa promotora de eventos, também queria despertar o interesse dos estudantes por tecnologia, mostrando

que para ser bem sucedido, um projeto precisa de design, mas é essencial saber o que há de tecnologia disponível e como tirar o melhor da mesma. “Foi um movimento muito importante para a FCEM. Com o BFD, descobrimos e lançamos novos talentos, valorizando o design e incentivando a cadeia produtiva têxtil no Brasil”, complementa.

Agradecemos a confiança de nossos clientes e distribuidores na Phenix. Contem conosco em 2013!

Distribuidores: Curitiba/PR · TECNOMOLD · (41) 3345.6717 Rio de Janeiro/RJ · SCHWAB SILK · (21) 2507.2433 Joinvile/SC · MAGYSIGNS · (47) 3436.1636 Erexin/RS · CASA DO GRÁFICO · (54) 3522.9999 Caxias do Sul/RS · ALTERNATIVA · (54)3226.3555 Campinas/SP · PRO SILK · (19)3255.1076 Birigui/SP · SILKOR · (18) 3642.0477 Vila Velha/ES · SILKPRESS · (27)3089.2450

Imperatriz/MA · CARU · (99)3528.2681 São Luis/MA · CARU · (99)3524.0472 Cascavel/PR · TUPYSCREEN – (45) 3224.5188 Santo Ângelo/RS SILKMAX – (55) 3312.5452 Asunción/Paraguay SERIMAX – (595-21) 297.575 Representantes: João Pessoa/PB · PB Papéis · (83) 3264.1366 Goiânia/GO · Silk Shop Serv. (62) 3223.6360 São Paulo/SP · Vera L. Guimarães (11) 2731.5731

Lançamento! Impressora Carrossel para CDs e DVDs Inovação Tecnológica Phenix

www.phenixmaquinas.com

Tel.: (41) 3633 1008 · Rua José Rocha Magalhães, 395 · Areia Branca · Mandirituba · PR

9


Indústria & Produtos

estamparia e moda

Aspectos Históricos da

Seda Estampada [Entre a ´coisa de vestir´ chinesa o desenvolvimento tecnológico japonês]

A

história dos ancestrais caminhos por onde caravanas nômades levavam o papel e a seda, liga o Oriente e o Ocidente pela via mercantil. E são milhares de anos de relacionamentos econômicos e socioculturais. Com os chineses veio todo o Ocidente a conhecer técnicas gráficas e têxteis, logo, a pobreza uniforme do vestuário ganhou cores e leveza, enquanto a comunicação conquistava espaço para outros feitos intelectuais e artísticos. A seda e as técnicas artesanais de estampagem, assim como a escrita em papel, foram o grande suporte físico que alterou o comportamento ocidental. Mas, pode-se dizer que a estamparia e a tinturaria, acompanhadas pela serigrafia [estampagem de desenhos e letras através de uma tela de seda], foram as técnicas que revolucionaram a mente ocidental. A visão de um tecido ou de um kimono espetacularmente colorido com imagens de alta definição provocou uma euforia artística e social que, primeiramente, provou que o Ocidente não era o centro do mundo, segundo, que outros povos possuíam civilização tecnicamente mais avançada. Sabemos que o kimono é de origem chinesa, e a palavra significa coisa de vestir. Com a introdução do Código Yoro [coleção de normas governamentais pelas quais o Japão rejeitou o conceito chinês Mandato do Céu e afirmou ser o poder imperial de linhagem familiar e não divinizado] do príncipe Shotoku, os japoneses passaram a usar vestuário ao estilo chinês,

mas, na Era Héian [794-1185], a ilha do sol nascente rompeu com a China e foram adotados outros trajes, como sakutai [combinação de calça e vários kimonos sobrepostos sob um manto trabalhado em estampas e bordados] para os homens, e para as mulheres o karaginumo, ou jûni-hitoe [uma dúzia de peças de uchikis, ou kimonos em tecidos finos, sobrepostos, com um kimono de capa em seda estampada e bordada]. A estampagem era feita com técnicas shibori, principalmente ori-nui, itajime e arashi. A padronagem chinesa foi enriquecida com matizes de tinturaria quase alquímica com precisão de repetição [rapport] entre os têxteis nipônicos. Verifica-se assim, que tanto a China como o Japão contribuíram muito para o desenvolvimento têxtil e gráfico que viria a moldar, mais tarde, o estilo ocidental de desenhar e produzir roupa, acessórios e peças utilitárias. João Barcellos

12 ANOS Filme de recorte para camisetas e materiais esportivos

LANÇAMENTOS Power Laser · Soft Touch 3D Logotipos · Máscara Transp. DISTRIBUIDOR EXCLUSIVO

10

Tel.: 11 3855.2388 www.powerfilm.com.br IC_38_FEVEREIRO_11.indd 5


prodv

embalagem e rĂłtulo

Embalagem a VĂĄcuo

& Etiquetas

A

principal vantagem de uma embalagem a våcuo Ê a conservação de alimentos, e isto devido à propriedade de barreira ao oxigênio nestas embalagens coextrusadas, alÊm de reduzir a proliferação de micro-organismos. Por outro lado, a sofisticação tecnológica que envolve este produto fez surgir, tambÊm, outros produtos: a etiqueta e o rótulo. Seria difícil visualizar um produto embalado a våcuo sem etiquetagem e rotulagem adequadas – a saber: a) a etiqueta diz o que estå embalado, e b) o rótulo tambÊm o faz em alguns casos, mas Ê mais utilizado para mostrar os benefícios do produto e sua aplicabilidade. Para este tipo de embalagem, a etiqueta e rótulo são confeccionados, na maioria dos casos, com poliestireno atóxico.

15 a 18 de Abril de 2013 das 14 Ă s 21 horas

([SR&HQWHU1RUWH3DYLOKmR$]XO 6mR3DXOR63%UDVLO SEGMENTOS: ‡$FDEDPHQWRV ‡$XWRPDomR,QGXVWULDO ‡$YLDPHQWRV ‡%HQHILFLDPHQWR ‡(PEDODJHQV ‡(QJRPDJHP ‡(TXLSDPHQWRV ‡(VWDPSDULDV ‡(WLTXHWDV ‡)LDomR ‡)LRV ‡,QIRUPiWLFD ‡0iTXLQDVGH&RVWXUD HERUGDGHLUDV

‡0iTXLQDVGH&RUWH ‡0iTXLQDVH HTXLSDPHQWRVSDUDRVHWRU GHODYDQGHULDLQGXVWULDO ‡3UHSDUDomR ‡4XtPLFDDSOLFDGDH GHILQLGD ‡6HULJUDILD ‡6XEVHJPHQWDomR SULQFLSDO ‡5HYLVWDV7pFQLFDV ‡7HDUHV ‡0DWpULDSULPD ‡7LQJLPHQWR ‡7HFHODJHP

Evento Paralelo:

J-Teck Brasil & Wasatch

T

Êcnicos brasileiros, segundo SÊrgio A. Schmitz, responsåvel pela J-Teck Brasil, em Balneårio Camboriu, estiveram nos EUA frequentando um importante curso de capacitação em unidade tÊcnicopedagógica da Wasatch. J-Teck tambÊm utiliza a excelência dos programas de computação da Wasatch na delineação e controle das suas famosas tintas para estamparia sublimåtica. Os programas [softwares] Wasatch são ferramentas com recursos que permitem dimensionar, alinhar cortes, distribuir cores e, ainda, supervisionar toda a produção. Assim, a J-Teck Brasil encurta agora a distância tÊcnica entre o fornecimento e o projeto de produção com os seus clientes em todo o Brasil.

XXV CNTT CONGRESSO NACIONAL DE TÉCNICOS TÊXTEIS Informaçþes:

www.WHFQRWH[WLOEUDVLOFRPEU www.fcem.com.br )&(06Ž23$8/2  ‡VDRSDXOR#IFHPFRPEU )&(0)257$/(=$  ‡IRUWDOH]D#IFHPFRPEU )&(032572$/(*5(  ‡IFHP#IFHPFRPEU Local:

AgĂŞncia de viagens oficial:

Apoio:

Empresa associada:

Promoção:

11


05 a 08

prodv

AS NOVIDADES DO SETOR TĂŠXTIL AGORA EM CARUARU. PARTICIPE!

de março

2013

das 15 Ă s 21 horas

Polo Comercial de CARUARU - PE Informaçþes:

www.agrestetex.com.br

www.fcem.com.br )&(06Ž23$8/2  ‡VDRSDXOR#IFHPFRPEU )&(0)257$/(=$  ‡IRUWDOH]D#IFHPFRPEU )&(00$75,=  ‡IFHP#IFHPFRPEU

12

Apoio:

AgĂŞncia de viagens oficial:

Empresa Associada:

Promoção:

Realização:


notas de mercado

SEFAR Manaus

Estampa que muda de cor

anaus não Ê só zona franca ´import/ export´, Ê tambÊm um forte polo de produção com grande parque de serigrafistas e estamparia têxtil – e com uma particularidade: a confecção de produtos promocionais. Com tal particularidade estudada Ê que a Sefar Brasil, sediada em São Paulo e com representação em Fortaleza, resolveu estabelecer em Manaus a sua unidade amazônica. Entre equipamentos, manuais e automåticos, e tecidos especiais e ferramentas específicas, a SEFAR Manaus oferece serviços de excelência para serigrafistas, como a confecção de matrizes. A região amazônica, a partir de Manaus, tem agora a qualidade e a excelência dos produtos suíços SEFAR e suas empresas parceiras. Um bom produto serigrafado tem a assinatura SEFAR na prÊ-impressão, condição båsica para o sucesso comercial.

marca Lost, que deu o empurrão ´estiloso´ às turmas da prancha [surfistas], aplicou a tinta SunLight, da Gênesis, para produzir uma camiseta que muda de cor... , sim, a estampa muda de cor quando exposta à luz solar.

M

SEFAR MANAUS / Fone: (92) 3307.2657 Avª TefÊ 840 Bl. D – Ap. 303 - Cond Katui 69078-000 Manaus – AM

    

A

Trata-se da linha Sunlight Fotocrômica, tinta de aplicação serigråfica que muda de cor com a presença da luz solar (radiação). Após a aplicação no substrato e sua cura total, a estampa muda do incolor para o colorido com a radiação solar.

Agregar valor na Moda ĂŠ, antes de tudo, aplicar criatividade industrial.

    

  

     #$  %&

3#44 



       

  

       !    "# $ %   #     &

'( ) # #      ) $ # # "        *  #+# # ' ,   -  )           #          !'  #. # /0 #, )# $ 

 1)'   "             .) 2   #   #  #   #*   #

 2#   ##  #  '

13


tecnologia

versão: jun/2012

RIP

REALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO:

MAyP

Raster Image Processor

EXPO CENTER NORTE

O

perar com imagens, hoje, é saber de fotografia e de computação. Vive-se a sociedade tecnológica da era eletrônica, como diz o escritor João Barcellos, e as pessoas precisam se adaptar este todo industrial agregando nele a eterna criatividade que carreia a humanidade. Pode se traçar uma ideia com lápis e papel, é verdade (e eu continuo a fazer isso), mas esse esboço passa depois para o computador onde tudo é processado entre espaços e cores e textos. Assim, é preciso que cada artista seja o que é, na sua origem, mas que interaja decididamente com aquele todo industrial que o cerca, do telefone multifuncional ao computador, ou pode perder espaço mercantil, o que equivale a dizer perder clientes para os seus produtos, sejam eles desenhos para comunicação visual, publicidade, confecção e estamparia. Uma das ferramentas digitais incorporadas ao computador e às máquinas (impressoras e cortadoras) é o Raster Image Processor, ou RIP. Este programa [software] faz a leitura dos dados do arquivo gerado com o desenho/imagem, já trabalhado no computador para execução final, e permite que, por exemplo, a impressora [hardware] estabeleça por essa tradução os pontos de tinta necessários à reprodução do desenho/imagem original. O que o RIP faz é uma varredura no arquivo, padroniza os dados que seguem para as plataformas de corte e/ou impressão. Eu opero com a ferramenta SoftRIP, da WASATCH, que me ajuda a processar os dados vetoriais (de aplicativos gráficos), além dos dados raster (fotografia). Existem outras marcas, é verdade, mas foi com esta que me iniciei neste mundo digital da imagem profissional. Este produto, que o escritor João Barcellos me indicou, tem configuração simplificada, controle exato, e este conceito de ferramenta ajuda no desempenho profissional e pedagógico (eu sou professora), porque oferece eficiência na reprodução das cores e fornece um fluxo operacional para economizar tempo, e, neste caso, tempo é dinheiro. Mariana d´Almeida y Piñon - Paris/Fr., 2012. MAyP é membro do Centro de Estudos do Humanismo Crítico e integra o grupo de debates Noética [noetica.com.br] e colabora com João Barcellos em conteúdos tecnológicos.

14

FESPA BRASIL 2013

DE 13 A 16 DE MARÇO DE 2013 EXPO CENTER NORTE | SÃO PAULO Mais que uma feira de negócios, a FESPA Brasil reunirá soluções incríveis que irão agregar valor à sua empresa. Explore as novidades, lançamentos e novas tecnologias com os principais fornecedores do mercado. • Acesso direto aos tomadores de decisão • Programa educacional com conteúdo de alta qualidade • Presença de especialistas internacionais, tratando de assuntos complexos relativos ao mercado • Mais que uma feira, um evento completo com soluções para a comunidade de impressão digital • Experiência e conhecimento de dois líderes do mercado de organização de eventos

SIGA-NOS

TWITTER.COM/FESPABRASIL WWW.FESPABRASIL.COM.BR


Fabricação e Manutenção de Máquinas de Solda Eletrônica

Reconhecidas pelo próprio mercado como produtos excelentes, as máquinas de solda Gutierrez são soluções tecnológicas para vários segmentos industriais

REPRESENTANTE

EXCLUSIVO

A E ASSISTÊNCIA

PRONTA ENTREG

TÉCNICA

Fones 11 2116.2333 · 2717.2532

www.gutierrezmaquinas.com.br gutierrezmaquinas@gutierrezmaquinas.com.br | maqgutierrez@terra.com.br

16

15


  

       

    !" $  3 $ / 4 $ 56 3 3 / 

 

 

 

 

   

  

      #  $$ / $0 / &' $ 12*        

    #  

$$

$% &'#()* +  ,-$." ;

<   $=

     16

2 72 897 :/ $/3

Revista Impressão & Cores | Edição 60  

Edição 60 - Ano V - Desembro 2012

Advertisement