Page 1

ISSN 2176-1345 | Distribuição Gratuita

Notícias do Meio Gráfico, Moda & Têxtil // Comunicação Visual

Ano VIII - Edição nº 93 - Setembro 2015

IMPRESSÃO CORES

Nanotecnologia & moda

X so E T es N c I u S U m Ql de u 15 A M ne , 20 Pai ortaleza F

1º ENCONTRO de Modelagem 19 de Setembro Blumenau/SC

MAGDA SENTO SÉ: Sensações visuais em padrão poético


CARROSSÉIS AUTOMÁTICOS MINI MCA 2 CORES

MCA

MINI MCA 1 COR

PRODUTOS 100% NACIONAIS

PTP - 15

PTP-400 Dupla 40 x 50

P/ JEANS PTI-5 Jeans

PTM-80 80 x 65

MTCF 250

MTCF 500 vanguarda.art.br

SR-4 Prensa térmica Para etiquetas Em bobina

PTP-660: 96 x 66 cm

PRENSAS MANUAIS

AUTOMÁTICA PTA-4000: 40 x 50 cm 52 x 72 cm

CALANDRAS

AUTOMÁTICAS E SEMI-AUTOMÁTICAS

MÁQUINAS P/ TRANSFER

PTP - 900: 85 x 110 cm PTP-1450: 100 x 145 cm

EQUIPAMENTOS P/ SERIGRAFIA

MTC 1.800

MISTURADORES DE TINTA POLIMERIZADEIRA /SECADORA

MESA ELÉTRICA DUPLA

Elétrica e a Gás Modelos sob consulta

MULT-MIX

Fone: 47

MTVR-20

MT-70

3323-5844

www.mogk.com.br mogk@mogk.com.br Rua 2 de Setembro, 2.877 - 89052-505 - Blumenau - SC


EDITORIAL

Congressos Científicos ISSN 2176-1345 | Distribuição Gratuita

Notícias do Meio Gráfico, Moda & Têxtil // Comunicação Visual

A importância do exercício científico na formatação de novas tecnologias e serviços de aplicação está patente no sucesso do Congresso Científico – o ContexMod – promovido pela Associação Brasileira de Técnicos Têxteis - ABTT, que acaba de encerrar a 3ª edição durante a Maquintex (feira da FCEM), em Fortaleza, realizada entre 18 e 21 de Agosto. O sistema produtivo têxtil só tem a ganhar com iniciativas desta grandeza que fazem girar ideias e novos produtos, mais tarde base da adequação local dos mercados à inovação mundial. O ensino tecnológico salvou a Europa e os EUA no pós 2ª Grande Guerra e, hoje, é a alavanca do Brasil através do SENAI, por isso e aí, a razão de ser de entidades como a Associação Brasileira de Técnicos Têxteis, agora também de Confecção e Moda, cujos serviços em prol do sistema têxtil devem ser aplaudidos e incentivados. Ensino tecnológico ´puxou´ extensões universitárias e o eixo têxtil-moda opera agora na vanguarda pedagógica e operacional... apesar da falta de apoio governamental a todo o sistema. A inclusão destes congressos na rede de feiras da FCEM (Maquintex, Febratex, TecnoTêxtil) sinalizou definitivamente uma ação colaborativa: o Brasil científico e tecnológico só ´acontece´ na praça pública promovida pela praça da iniciativa privada! João Barcellos

Ano VIII - Edição nº 93 - Setembro 2015

IMPRESSÃO CORES

ed.

93

Nanotecnologia & moda

EX so INTSuces QUe um MPAainelaldeza, 2015 Fort

1º ENCONTRO de Modelagem MAGDA SENTO SÉ: Sensações visuais em padrão poético

19 de Setembro Blumenau/SC

EXPEDIENTE Título// Marca de TerraNova Comunic 02.206.278/0001-45 NAE 58822100 Certificado Digital // NF@ Correspondência / Cx. Postal nº16 06717-970 Cotia/SP Edição / Cristiane Ramos [Mtb 39615] João Barcellos Dep. Comercial / Junior Projeto Gráfico / Alô Publicidade Web / Georg Hans Impressão / QuatroCor Gráfica e Editora CONTATO / www.impressaocores.com.br jb@impressaocores.com.br / junior@impressaocores.com.br Redação 11 4703.3077 JB 9 9966.5246 // Junior 11 9 6898.3230 Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

ASSINATURA

12 edições por R$ 50,00 Deposite R$ 50 para TerraNova Comunic, e envie cópia do comprovante e seus dados para revista.ic@uol.com.br ou ligue (11) 4703-3077 BANCO DO BRASIL AG 0916-4 / CC 29845-X

SAIBA MAIS! impressaocores.com.br

Acesse nosso site e fique por dentro de todas as novidades do meio gráfico, moda e têxtil, além das inovações do universo da comunicação visual.

E-Jet VO Grande novidade J-Teck Carrossel automático Excelência MOGK Phenix Máquinas O Mundo da serigrafia ao seu alcance

Sumário 08 // ESTAMPARIA, MODA & TÊXTIL DIGITAL - Serigrafia // como fazer - CalcTEX, calculadora têxtil

04/05 MERCADO

- Router CNC c/ Tablet & Smart Phone - Adesivos Aplike p/ Decoração

- Modelistas & Costureiras / crônica - Magda Sento Sé

09 // REGISTRO - Estúdio Magnólia - Auge & Marabu

11 // REPORTAGEM

12 // NOSSA CAPA

- Encontro de Modelistas Lectra - Maquintex / Palestras

- Nanotecnologia & Moda - JTeck + Kiian + Sawgrass = Sublimação

13 // PAINEL

14 // TECNOLOGIA

- Novidades na Fespa 2016

06 // VITRINE EMPRESARIAL E PERSONALIDADE

- Estamparia & Moda

14 // TECNOLOGIA

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

Uma porta aberta para um Brasil moderno

3


MERCADO

ROUTER

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

Tablet & Smart Phone

A empresa Laser CNC idealizou e fabrica a Router V200. É uma máquina de linha profissional, sólida, robusta, fusos reforçados, rolamentados de precisão garantem uma alta performance de velocidade, alinhado a uma perfeita precisão de posicionamento. Dispõe de software de última geração em português, ambiente WINDOWS, 3D, Conexão USB. Desenvolva seus arquivos em CorelDraw, AutoCAD, dentre outros softwares gráficos compatíveis para realizar o trabalho de corte, gravação ou usinagem. Esta máquina está equipada com tecnologias de última geração que permitem controle via Tablet ou Smart Phone, recurso que é um apoio considerável na produtividade. Fones 51 3012.6247 ou 51 8151.6061 lasercnc@lasercnc.com.br

4

Excelência na fabricação e comercialização de equipamentos serigráficos Máquinas para Laboratório · Máquinas Semi-Automáticas e Manuais Equipamentos de Secagem e Cura · Linha Têxtil · Garras e Acessórios

www.phenixmaquinas.com.br

Rua José Rocha Magalhães, 395 · Areia Branca · Mandirituba · PR

Tel.: (41) 3633.1008


MERCADO

APLIKE

A fabricante Aplike disponibiliza películas adesivas para revestimento e decoração, uma linha de substratos que vem ganhando cada vez mais espaço. Seja “...em paredes, painéis ou portas, além de envelopamento, este material é uma ótima oportunidade para o desenvolvimento de acabamentos diferenciados em arquitetura”, disse o Engº Fábio Colello em evento no nordeste enquanto apresentava o produto ao editor da Revista I&C. A película pode ser adequada em plotter de recorte para aplicação em superfícies diversas, mas lisas. Reposicionáveis, flexíveis e resistentes, com poder de adesão otimizado na qualidade industrial da sua fabricação, este material de pvc calandrado é texturizado com efeitos madeira, couro e mármore. www.aplike.com.br

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

Películas Adesivas

5


PERSONALIDADE

VITRINE EMPRESARIAL

Magda Sento Sé

Modelistas

& Costureiras

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

do Riscado e do Corte à Costura

6

E ERA ASSIM... Depois do almoço, o quarto da tia virava estúdio de moda: ela riscava e cortava o que ia para as mãos de serigrafistas, que estampavam, e quando o material retornava escutava-se o zigue-zague da máquina de costura, de pedalada em pedalada. Em geral, eram camisetas personalizadas para a turminha roqueira e jazzeira portuguesa, no início dos Anos 70, lá no Séc. 20 (lembram?...). Mas o que a tia mais gostava de fazer era modelar a moda. Pois, ela comprava as revistas de Paris e de Milan e recriava traços para vestidos de noivas, além de conjuntinhos Chanel, etc. e etc., fazendo a alegria das jovens senhoras lá no norte de Portugal. Ainda não existia o corte de precisão, automático, que a francesa Lectra inauguraria nos Anos 80, e muito menos o raio laser na ponta da tesoura que vemos hoje em muitas mesas de corte, tampouco o bordado sob a orientação de programas de computador, e programas de gerenciamento do tipo que a mesma Lectra instala nas empresas para fazê-las crescer entre tecnologias e recursos humanos. Mas, existia o que ainda hoje existe: criatividade e vontade de atingir o sucesso profissional. Não existem máquinas que substituam a criatividade humana, pois, elas são um produto desta mesma criatividade... Muito bem, tudo isto para vos dizer que a Moda se molda nos afazeres de modelistas e costureiras – as eternas formiguinhas dos bastidores das empresas que promovem o vestuário e o calçado do nosso cotidiano. Não, “...não é só prender o tecido com alfinetes, é preciso conhecer o tecido, sentir a alma da sua construção têxtil, para se poder alinhavar e ter a certeza da comodidade que a peça dará à cliente”, dizia a tia, lá do alto do seu conhecimento de muitos e muitos anos de alfinetadas e tesouradas. E fiquei surpreendido com um anúncio da Lectra Brasil: a empresa vai promover o 1º Encontro de Modelistas, em evento na cidade de Blumenau. Uau, e fiquei imaginando a minha tia num evento destes! Por isso, surgiu esta crônica descompromissada com o evento e com o setor. Uma crônica para reafirmar que não existe Moda sem a criatividade e o profissionalismo de modelistas e costureiras, apesar da alta tecnologia agregada... João Barcellos

EU APOIO A MODA BRASILEIRA Saiba + marketing.brazil@lectra.com

Sensações Visuais em padrão Poético

O EXERCÍCIO FÍSICO operacionalizado no nosso cérebro captura o universo cósmico que nos rodeia e nos é berço – e mais: permite que cada um[a] de nós exercite a recriação personalizada desse cosmo que refletimos. Sim, é o princípio da lâmpada que somos tendo o cérebro como acumulador e gerenciador dos ciclos noéticos. Percebi esta dimensão, que é cósmica e é naturalmente humana, no manejo artístico de estampas que decoram vestuário, calçado, etc., mas, neste caso, está presente a inteligência que recria/cria visualmente sensações fora de padrões convencionais: a estampa que reinventa a força cósmica que nos é inquietude e da inquietude transforma-se em arte. Pois, as mãos que escolhem pigmentos e misturam tintas, remanejam, tornam moldáveis experiências alquímicas, exibem a arte da pessoa que se reinventa emocionalmente. Foi o que encontrei nas estampas que decoram tecidos na amplidão artística de Magda Sento Sé. O exercício deste tipo de arte não cabe nas mãos de qualquer pessoa, porque é a sensação da vida visualmente oferecida à sociedade. Mesmo a decorar peças de utilidade cotidiana, este conceito de estampas oferece a magnitude cósmica e é vitrine do que somos: seres que se reinventam e progridem. BARCELLOS, João Maquintex / Fortaleza-CE, 2015


ESTAMPARIA, MODA E TÊXTIL Estamparia Moda

estamparia moda & têxtil digital

Têxtil Digital

Estampa Digital IMAGINE a sua criatividade com asublime qualidade das uma tentação

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

CORES J-TECK

8

Tendo em mente o material a ser impresso, por exemplo, tecido de algodão – o mais popular entre serigrafistas, deve-se escolher o motivo, ou desenho, que será a estampa. Com o desenho ou foto em mãos, inicia-se a confecção da matriz: quadro de madeira (ou metal), tela e emulsão. A matriz serigráfica é o conjunto quadro-telaemulsão-desenho. O que difere a serigrafia [ou silk-screen] de outros processos de estamparia é o custo da matriz, por isso, deve-se observar uma produção razoável para compensar o processo. No caso de estampa colorida, o processo é a quadricromia – i.e., 4 cores e uma matriz para cada uma delas. Feita a queima [registro do desenho na emulsão] e a revelação [lavagem da tela para fazer surgir o desenho fotografado], coloque a matriz sobre o tecido já esticado na mesa, coloque a tinta e puxe o 180 m2 / hora de velocidade em Impressão rodo... Basicamente, isto é o trabalho serigrafista. No entanto, não é tão simples: da escolha do tecido ou do objeto a Papyrus[silkar] G5 / d.gen é a pronta, mais recente edição das impressoras serigrafar à matriz é preciso escolher a tela e emulsão direct-to-paper para produção em alta velocidade em como a tinta. [mais sensibilizante] adequadas ao trabalho, assim É um sistema de produção (inclui Porsublimação. exemplo: no caso da emulsão, se aintegrado aplicação na tela não for alimentação de papel de transferência combinado) e que conta uniforme não haverá qualidade na estampa; e se a tela não for bem limpa outros problemas surgirão. Sergarantem serigrafista é com[desengraxada] a última geração de cabeças Ricoh Gen5 que tarefa conhecimentos e experiência. Ora, serigrafia não é 180que m2 /exige h de velocidade de impressão com operacionalidade puxar o rodo, é uma tecnologia de impressão. Talvez a mais antiga estabilizada. no âmbito da civilização humana. Então, se a sua ideia é serigrafar/silkar, informe-se com fabricanConfira o lançamento da Papyrus G5 no stand da J-Teck tes de equipamentos e de tintas e emulsões, seja serigrafista a sério.

Papyrus G5

Global durante a FTECNOTEXTIL, em São Paulo [7 a 10 de

Abril / Expo Center Norte].

Esta matéria é para lembrar que se deve sempre consultar especialistas em

equipamentos, ferramentas, tintas e emulsões, quando se trata de serigrafia, porque

J-Teck [www.j-teck3.com.br ] esta velha arte de estampar costuma castigar picaretas e gente mal intencionada. Fone 47-3267.8400

[8]

Maria C. Arruda – professora e serigrafista. Floripa/SC.

Lectra

Fashion PLM V4

agiliza desenvolvimento de produto do planejamento à terceirização

CalcTEX

Especializada em soluções integradas de tecnologia para indústrias que utilizam materiais macios, tecidos, couros, têxteis técnicos e materiais compósitos, a Lectra Calcular a projeção anunciou o Fashion PLM V4. de A crescente complexidade da para indústria da gastos e ganhos otimizar moda força as a se transformarem a empresas decisão final na cadeia têxtil do tradicional aos mais recentes modelos de é um exercício de velocidade negócios. "Lectra Fashion PLM foi e conhecimento, diz Márcio desenvolvido para melhorarcomo o trabalho em equipe, desde concepção produção Belli, aque acaba àde lançare no para ajudar as empresas de moda construir mercado o aplicativo CalcTEX melhores produtos mais rapidamente ao smartphones. No caso impulsionar o para desempenho geral do negócio", dissedeAnastasia diretora de tecidos,Charbin, o aplicativo calcula marketing da Lectra para moda e vestuário. e valida a largura, gramatura, Para construir esta nova versão Lectra rendimento por metrosobre e metro Fashion PLM, que incide fortemente o etc., de o calendário, quer facilita planejamentoquadrado, recolha e gestão as equipesmuito Lectraadevida P&Dno trabalharam cotidiano em têxtil. parceria com abelli.com.br/calctex empresa sul-coreana e Acesse Samsung-Cheil Industries e a francesa saiba mais sobre este aplicativo. DBApparel. Construir uma coleção rentável e endereçar as tendências sazonais, as expectativas do consumidor e restrições de tempo é um desafio complexo. Com a nova gestão de coleta do Lectra Fashion PLM, as empresas têm uma visão dinâmica financeira para gerir eficazmente a sua oferta de produtos. PLM / Gerenciamento do Ciclo de Vida de um Produto [PLM, ou Product Lifecycle Management], i.e., da criação ao planejamento, confecção e venda [com ou sem terceirização]. P&D / Pesquisa & Desenvolvimento [do inglês R&D, q.s., Research & Development].

Revista Impressão & Cores · Abril · 88


REGISTRO

Estúdio Magnólia A empresa, sediada em São Paulo, fornece tecidos estampados ou estampas exclusivas para diversas categorias de profissionais e estabelecimentos dos segmentos de decoração e moda. Magda Sento Sé é a artista responsável pela criação do Estúdio Magnólia. Buscar novos horizontes estéticos com a mistura de cores e técnicas, eis o processo de criação da artista. Água, manchas, transparência, sobreposições, colagens, pintura e fotografia são as ferramentas que originam peças únicas e especiais. “Trabalho agora na formatação de uma coleção própria”, disse Magda Sento Sé na Maquintex, realizada em Fortaleza, sublinhando já a importância de dar densidade corporativa ao trabalho que levou à abertura do Estúdio Magnólia. Além da criação das estampas, o Estúdio Magnólia presta assessoria a decoradores, arquitetos de interiores, designers de mobiliário e de objetos de decoração na escolha de estampas para o desenvolvimento de novos produtos na a realização de projetos exclusivos. Neste ciclo colaborativo, o Estúdio Magnólia auxilia também na pesquisa de fornecedores e materiais, além de acompanhar a fabricação dos produtos. Estúdio Magnólia / Magda Fone 11 97600.9800 contato@estudiomagnolia.com.brt

Auge & Marabu Com experiência no ramo de serigrafia, a Auge percebeu que grande número de seus clientes passou a procurar também o mercado de impressão digital. Antenada às necessidades do segmento, Damaris Barbosa, gerente comercial da Auge, não demorou para atender aos anseios dos seus clientes e já fechou parceria com uma empresa no ramo de tintas digitais. Ela conta porque escolheu a fábrica alemã. “Escolhi a Marabu, pois é uma empresa conhecida, de grande nome no mercado de tintas digitais, e acreditamos que sua qualidade é a que buscamos para continuar atendendo nossos clientes com excelência. Inclusive, muitos de nossos clientes, nos sugeriram a Marabu. Estamos apostando fortemente na empresa, e temos convicção de que nossos clientes também vão gostar”.

Seja impressa ou eletrônica (web), a Revista I&C fornece a gente apaixonada por Comunicação Visual os parâmetros técnicos e os conceitos que geram tendências de mercado, além de apresentar, em palestras próprias, outros pontos de vista tecnico-editoriais e historiográficos. No âmbito da serigrafia, do têxtil convencional e digital, da gráfica que produz sinalização e publicidade, da termoimpressão, etc., ao bordado, à solda eletrônica e à tecnologia laser, a Revista I&C promove a interação tecnológica com artigos e reportagens que se tornam referência. Isto é Jornalismo Tecnológico. Isto é Revista I&C.

www impressaocores com.br revista.ic@uol.com.br

55 11

4703.3077 Cotia-SP

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

Qualidade, estilo e muita criatividade mostram nova marca na Maquintex

9


PAINEL

MAQUINTEX

Femicc & Signs Nordeste

PAINEL 2015 A estampa e o suporte da estampa, a sinalização funcional e artística - moda e decoração, eis a comunicação visual que fez da Maquintex 2015 mais um sucesso FCEM. A situação econômica do Brasil, no contexto local e mundial, exige acordos corporativos, parcerias, criatividade tecnológica e muita (mas muita) exibição de produtos em eventos profissionais e imprensa especializada. O tripé de eventos montado pela FCEM, em Fortaleza, transformou a Maquintex num evento para diversos setores ao incorporar no meio têxtil a Signs Nordeste e a Femicc, o que aliás, reforçou o Congresso ABTT... Na sua 26ª edição, o Congresso Nacional de Tecnologia Têxtil, é agora, também, de Confecção e Moda. Algumas plataformas industriais (têxtil, sinalização, têxtil digital, gráfica rápida, decoração, coureiro-calçadista) servem-se de princípios e de metodologias afins, por isso, não só a FCEM e a ABTTCM atuam agora no foco, também as empresas mais conectadas às novas tecnologias buscam esta interligação – e viu-se o movimento (Mogk, J-Teck, Agabê, Silmaq, Audaces, S.Roque, Ampla, Marabu, entre outras) –, que tem tudo a ver com o desenvolvimento sustentável dos mercados que representam. E mais uma vez a criatividade artesanal e a indústria em estado de arte produziram novas sensações: Magda Sento Sé apresentou o Estúdio Magnólia e já prepara coleção própria de estampas, Márcio Belli ´causou´ no lançamento da calculadora têxtil CalcTEX, e a AllTak na versatilidade de autoadesivos. No campo de novos contatos para novos negócios no norte-nordeste a FCEM acertou o passo com a necessidade mercadológica, uma vez que a região vive já focalizada na interface convencional-digital numa modernização que não se faz de um momento para outro por causa das contingências socioculturais às quais as indústrias estão diretamente ligadas: um processo lento, mas certo. O tripé de eventos aconteceu de 18 a 21 de Agosto de 2015, em Fortaleza, capital do Ceará, e norte-nordestinos que querem empreender puderam verificar maquinários, sistemas e serviços de última geração digital, a par de métodos tradicionais como transfer e serigrafia.


REPORTAGEM

EVENTO

1º Encontro de Modelagem Lectra

MAQUINTEX Femicc & Signs Nordeste

PALESTRAS

Blumenau, 2015

Na estratégica cidade de Blumenau, a Lectra colocará em prática um projeto relevante para a indústria da moda e no qual vem trabalhando com muito carinho e empenho. É o 1º Encontro de Modelagem Lectra. O evento vai reunir modelistas de diversas empresas para um dia de discussões sobre os principais temas relacionados a esta profissão.   Nas visitas periódicas que especialistas da Lectra fazem aos clientes, e também aos prospects, um tema que escutado de forma recorrente tem sido as transformações pelas quais esta área está passando e a dificuldade que as empresas vêm enfrentando, uma delas, encontrar profissionais aptos a acompanhar tais mudanças.   Empenhada em colaborar com a formação deste novo profissional, a Lectra acredita que ele é fundamental para o sucesso de uma coleção e de uma marca. Assim, um bom começo é criar a oportunidade para que estes profissionais se encontrem, troquem experiências, ouçam especialistas e descubram caminhos para aprimorar sua formação e evoluir em suas carreiras. O evento da Lectra tem parceria da FIESC/SENAI e apoio da ABIT e acontece no sábado, dia 19 de Setembro, das 9h às 18h, no SENAI-Blumenau, na Rua São Paulo nº 1147.

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

Entre os dias 18 e 21 de Agosto, o Centro de Eventos do Ceará sediou ciclos de palestras com diversos congressistas no âmbito da Maquintex (Femicc & Signs Nordeste), feira tripla realizada pela FCEM. Acerca de termoplásticos, especialistas da Sinteglas, VP Máquinas e Engraver; do histórico industrial e da moda cearense, a partir do Ryo Siará, o pesquisador João Barcellos fez demonstração historiográfica com dados inéditos; no âmbito da gestão empresarial, Baronni, da ABTG; e também Priscila Medeiros, da Maraponga Mart Moda; da indústria de impressão digital a Metalnox foi apresentada por Nelson Balker; Iolanda Wutzl, do Guia Jeanswear, e Patrícia Souza, da Use Fashion, falaram da moda; no campo do acrílico, vários especialistas fizeram demonstrações técnicas; no Seminário Coureiro-Calçadista referências de Renato Dreher (Tendenzia) e da ABIACAV. A par do 4º Seminário NorteNordeste para a Indústria Gráfica e Digital aconteceu o 26º Congresso da Associação Brasileira de Técnicos Têxteis, Confecção e Moda contribuindo com o conhecimento de experiências para o desenvolvimento nacional.

11


CAPA

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

Nanotecnologia & Moda

12

GRUPO DE PESQUISADORES da Universidade Cornell, sediada em Ithaca [USA], já desenvolve roupas de algodão que matam bactérias, conduzem eletricidade, evitam bactérias, capturam gases nocivos e transformam fibras de camisas e vestidos em transistores. Na pesquisa, adicionaram revestimentos isolantes para balancear o comportamento dos fios e torná-los condutores, e tudo isso sem perder uma qualidade muito importante: a flexibilidade. O que aconteceu? O grupo Fibre Science conseguiu controlar cada átomo de celulose [que é a base do tecido de algodão] e transformar as fibras em elementos eletrônicos [transistores e sensores térmicos]. O contrário do que vinha acontecendo com outras pesquisas, ou seja, em vez de adicionar eletrônicos no tecido, converteram-no em um elemento eletrônico. É a criação de transistores e outros elementos – na verdade, uma nova era industrial – que, a partir de fibras de algodão e a integração de eletrônicos nos têxteis, permite o desenho e confecção de computadores/dispositivos vestíveis, além de projetar novos mercados para a moda e o esporte de alta competição. Eis a nanotecnologia se espalhando no cotidiano, pois, ela está nas tintas para estamparia digital [note-se o sucesso da J-Teck neste campo], em novos maquinários, etc., e agora, no aproveitamento da topografia irregular do algodão, o Fibre Science conseguiu inserir Golden Coates [revestimentos isolantes] de nanopartículas, polímeros semicondutores e condutores, de que resultou um tecido tecnológico flexível. O que se pode dizer, diante e outras pesquisas afins, é que o futuro não é mais amanhã, convivemos com ele cotidianamente... Ilustrações: Fotos exibidas na Web para livre publicação. NANÔMETRO / Nanômetro? Bem, nanômetro é uma medida e equivale a um bilionésimo de metro [0,000000001 m = 1 nm]. Nos últimos 20 anos do Séc. 20 os japoneses desenvolveram a nanotecnologia, o que veremos a seguir... Entretanto, já nos Anos 50 o físico Richard Feynman [1918-1988,

USA] conferenciava entre pares o conceito matemático que geraria a medida nanômetro, porque ele começou a falar sobre manipulação de átomos e moléculas para construir micro componentes. Ele apresentou a questão na Sociedade Americana de Física, em Dezembro de 1959 e veio

a ser laureado com o Nobel da Física anos depois. O termo nanotecnologia foi estabelecido em 1974 na Universidade Científica de Tóquio e, nas décadas seguintes, outras teorias surgiram nesse campo acadêmico, mas, só a partir de 2000 a nanotecnologia passou a ser desenvolvida em laboratórios e

disponível para integrar tecnológicos diversos da medicina ao automobilismo, da tinta ao tecido, etc., a favorecer mais qualidade e segurança em componentes que estão hoje na maioria dos objetos utilitários, domésticos ou não” [J. C. Macedo – in O Micro Mundo Que Nos Aguarda. Palestra, Niterói-RJ, 2010].

J-Teck3 & Kiian Digital + Sawgrass Um super grupo empresarial que aposta na inovação é formado agora com a J-Teck3, a Kiian Digital e a Sawgrass. “É com imenso prazer que a J-Teck Brasil informa que o Grupo JK (J-Teck e Kiian) anuncia a aquisição da empresa Sawgrass, que opera com a tinta de sublimação digital e pigmentada para o segmento têxtil”, informa a empresa brasileira. O contentamento não é para menos: Esta aliança traz aos produtos das 3 marcas uma sinergia significante. Elas atuam separadamente, são independentes umas das outras. Como diz Dennis Wilby, o presidente do grupo JK: “Seguindo a combinação das marcas J-Teck e Kiian Digital no último ano, a adição da Sawgrass no grupo trouxe posição de liderança no setor da sublimação digital”. E de tal maneira que a J-Teck atinge maior liderança no mercado da sublimação digital mantendo a maior qualidade de seus produtos e expandindo o mercado internacional. Enquanto mantém a alta tecnologia aplicada, a J-Teck Global traz aos seus clientes e interessados o melhor da sublimação digital.


PAINEL

FESPA Brasil

FESPA 2016

fespabrasil.com.br

6 a 9 de Abril de 2016 Expo Center Norte Pavilhão Branco | São Paulo

COMUNICAÇÃO VISUAL SINALIZAÇÃO ESTAMPARIA DIGITAL

Entre as novidades anunciadas recentemente para empresários do segmento de impressão e imprensa especializada está o 1º FESPA Brasil Fórum - Negócios, Oportunidades e Tecnologia. Com o objetivo de reunir empresários do segmento de impressão digital para debater o futuro do mercado e novas oportunidades em tempos de grande desafio, a FESPA honra seu lema de reinvestimento “Profit for Purpose”. O Fórum irá percorrer 6 cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Blumenau, Curitiba, Brasília e Recife. Serão apresentados dados do FESPA Print Census, pesquisa mundial realizada em parceria com a InfoTrends, que incluiu o Brasil e apresenta um panorama do mercado de impressão digital. Com isso, será promovido um debate abordando as mudanças no cenário, as tendências e outros assuntos que são relevantes para os empresários. No período da tarde, o Fórum apresenta um programa de tecnologia aos profissionais de impressão visando otimizar processos dentro do fluxo de trabalho. Em cada encontro, além dos temas relevantes ao mercado de impressão digital, serão valorizadas as características locais, fazendo do evento mais focado e garantindo o debate sobre segmentos de extrema importância como impressão têxtil, sublimação, cerâmica, impressão industrial, personalização, diversidade de materiais, substratos e processo entre tantos outros. ••• FESPA Brasil 2016 Acontece de 6 a 9 de abril, no Pavilhão Branco do Expo Center Norte, em São Paulo, e apresenta o melhor em comunicação visual, sinalização, grandes formatos, estamparia digital, decoração de interiores e muito mais. Os eventos paralelos Digital Textile Conference e Congresso Internacional de Comunicação Visual e Impressão Digital vão mostrar tecnologias e tendências mercadológicas. A feira acontece paralelamente com a ExpoPrint Digital, evento focado em soluções de impressão digital - como baixas tiragens, dados variáveis e softwares - e a Brasil Label, focada no segmento de rótulos e etiquetas.

Envolva-se com as cores do principal evento de impressão digital do ano.

Registre-se online e concorra a um iPad

DECORAÇÃO DE INTERIORES

SERIGRAFIA

GRANDES FORMATOS

ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO:

ASSOCIAÇÕES APOIADORAS: PATROCÍNIO:

PARCEIRO DE SOLUÇÕES: APOIO INTERNACIONAL:


TECNOLOGIA

14

Valorizar e fomentar mercados regionais dando-lhes acesso à tecnologia de ponta (e vemos isto agora com a Lectra e com a Audaces, na América do Sul) é uma política empresarial que permite reinventar a moda. Quando a famosa e cultuada consultora Li Idelkoort diz que moda é algo velho, e está certa, porque, como diz João Barcellos na palestra Comunicação Visual Enquanto Moda [Embu das Artes, 2013], o consumismo chama à individualidade, mas não cria a pessoa, e então, a pessoa não busca a solidão, busca a parceria levando a sua identidade e a alegria de viver com humanismo crítico. Ou seja: à aplicação da tecnologia sofisticada tem de corresponder um empenho criativo a espelhar o nosso ideal contemporâneo, individual e coletivo. Eis porque a moda se reinventa entre têxteis (todos os têxteis), automotivos, moveleiros, coureiros, arquitetos, decoração, serigrafistas, é que... o diabo veste moda! Nota: Escrevi este artigo após uma longa conversa com o amigo e mestre João Barcellos e, aqui, agradeço a publicação. Maria C. Arruda – Profª e Microempresária, membro do Grupo de Debates Noética. Floripa/SC, 2015. (Fotos: imagens Lectra, da GNT, e imagem de estilistas no Senai-SP)

s

por des O tunidad e ran Impressão Digital Sinalização Digital

Maximize suas possibilidades Na SGIA Expo 2015 em Atlanta – você verá todos os mais novos equipamentos, aplicações e tendências do crescente mercado de fine arts e fotos em grande formato, incluindo: rolo a rolo de alta velocidade, impressoras planas, híbridas, instalação, acabamentos e muito mais.

Tampografia Gráficos Têxtil Sinalização

Decalques

Outdoors Adesivagem de Carros e Frotas Publicidade de Rua Comunicação Visual

Posters Fine Art

AE x po.org

Impressao_Cores_c15_ad2__10x13cm_INTL_port.indd 1

Acabamentos

SGI

SEMINÁRIOS da multinacional francesa Lectra, em Paris, acerca das tecnologias de corte e gravação desenvolvidas para o mercado têxtil, coureiro e de estofados, o Ciclo Pernambucano de Moda e Sustentabilidade, em Recife, o fórum O Futuro Da Moda, promovido pelo jornal brasileiro O Estado de S. Paulo, o Floripa Prêt-à-Porter, do Santa Catarina, Moda e Cultura / SCMC, eventos realizados no primeiro semestre de 2015, disseram algo importante: é preciso aplicar a tecnologia com consciência profissional e gerar ações de responsabilidade empresarial que motivem mais criatividade. As pessoas não se cobrem, elas falam através da roupa, como diz o estilista Alexandre Hertchcovitch, logo, a moda também é reflexo de um comportamento contemporâneo, na análise da consultora Constanza Pascolato, o que puxa a questão para uma moda que o seja local sem esquecer a novidade mundialmente expandida, na abordagem do estilista e cenógrafo Leopoldo Nóbrega. Moda é um universo que agrega diversos mundos por ser pura comunicação visual, como observa o editor João Barcellos em suas palestras, algumas delas reverenciando aplicativos industriais na estamparia convencional e digital, porque a plataforma criativa adota o todo industrial, como gosta de dizer a turma da J-Teck Brasil, especialista em têxtil digital. Se é verdade que se busca o custo-benefício otimizado com tecnologias sofisticadas (maquinário e programas afins, especialmente ferramentas tridimensionais) e, estas, na observação de Adriana Papavero, da Letra América do Sul, são ferramentas para gerir rapidamente o ciclo de vida dos produtos e evitar desperdícios, não é menos verdade que as empresas já buscam aprimorar (e dar prioridade aos...) recursos humanos, foco fundamental do investimento corporativo.

Tecnologia Sofisticada & Empenho Criativo

G

RevistaImpressão&Cores-ed93.pdf

ESTAMPARIA & MODA

4/21/15 6:27 PM


CONHEÇA O UNIVERSO TECNOLÓGICO DA

CHIGUETO

E IMPULSIONE SEU NEGÓCIO! EFEITO AMASSADO EM JEANS com Prensa Térmica Pneumática Prensa Térmica Pneumática projetada para produzir efeito amassado em jeans. É a PJ 150, desenvolvida para ser operada com facilidade e rapidez, agora com acionamento por pedal. Informações Técnicas: Forma Côncava: 13,8x15 Potência: 1,8 Kw Consumo de Energia: 0,9 Kw/H Voltagem: 220 v Dimensões: 32x78 cm

PRENSA TÉRMICA PARA ETIQUETAS Especialmente projetada para etiquetas em bobinas de até 60 mm de largura, este tipo de prensa (com 12 modelos) adequa-se a diversos tamanhos de etiquetas. Com leitor de tarja, esta prensa dá qualidade e maior produtividade. Informações Técnicas: As etiquetas são gravadas com impressora térmica monocromática; a temperatura da placa é de 200ºC e o tempo de 2 segundos; os rolos de papel são comercializados na largura de 3,5 cm ou 5,5 cm, e comprimento de 150 m. Este tipo de etiquetas pode ser aplicado em tecido de fibras naturais, sintéticas e mistas.

Fábrica, Loja e Show Room Rua Padre Geraldo Malzerol, 90 Jd. Santa Emília - Guarulhos / SP

(11)

2402-4740

Outros modelos de prensas e linha de bottons veja www.chigueto.com.br


Revista Impressão & Cores | Edição 93  

Edição 93 - Ano VIII - Setembro de 2015

Revista Impressão & Cores | Edição 93  

Edição 93 - Ano VIII - Setembro de 2015

Advertisement