Page 1

ISSN 2176-1345 ¦ Distribuição Gratuita

Ano VI - Edição nº 83 - Novembro 2014

CIA HERING

Uma história industrial entre o Brasil e o Mundo

NOTÍCIAS DO MEIO GRÁFICO, TÊXTIL & COMUNICAÇÃO VISUAL

FRESAS & Laser Os meios eletrônicos de produção de artes para têxteis e gráficos já garantem custosbenefícios que sustentam uma nova cultura empresarial no que toca a investimentos e recursos humanos.

L I R C A L CO S O N A 30 SIGNS Nordeste

PAINEL 2014 Revista Impressão & Cores · Novembro · 83

3D Projetos tridimensionais de peças nos segmentos têxtil e coureiro revolucionam a Moda. Pioneira no setor, a fabricante de equipamentos Lectra é agora a referência tecnológica global. [Leia +] [1]


GRANDES SOLUÇÕES, MAS, DO TAMANHO QUE VOCÊ PRECISA.

CARROSSEL AUTOMÁTICO MCA

PRODUTOS 100% NACIONAIS

MÁQUINAS P/ TRANSFER

EQUIPAMENTOS P/ SERIGRAFIA

CALANDRAS

MTCF 500

POLIMERIZADEIRA /SECADORA

MTC 1.800

MTCF 250

Elétrica e a Gás Modelos sob consulta

MESA ELÉTRICA DUPLA P/ JEANS PTI-5 Jeans

PTM-40: 40 x 50 cm

PTM-42 Dupla 31 x 42 cm

vanguarda.art.br

PRENSAS MANUAIS

FLASH CURE

AUTOMÁTICAS E SEMI-AUTOMÁTICAS

MINI FLASH CURE Pré-secagem de tintas a base d'água ou plastisol

MISTURADORES DE TINTA AUTOMÁTICA PTA-4000: 40 x 50 cm 52 x 72 cm

SR-4 Prensa térmica Para etiquetas Em bobina

PTP-660: 96 x 66 cm

PTP-400 Dupla

PTP - 15

PTP - 900: 85 x 110 cm PTP-1450: 100 x 145 cm

MULT-MIX

MTVR-20

Fone: 47

MT-70

3323-5844

www.mogk.com.br mogk@mogk.com.br Rua 2 de Setembro, 2.877 - 89052-505 - Blumenau - SC

[2]

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83


editorial

Glória Avatariana jeito avatariano de estar além da própria geração e entre a literatura e a tecnologia”. Recentemente, em palestras na Agreste Tex (Caruaru/PE), na Signs Nordeste (Fortaleza/ CE) e na Febratex (Blumenau/ SC), João Barcellos fez dos equipamentos da indústria francesa Lectra o foco para demonstrar como “a linha avatariana industrial é o futuro revelado hoje em aplicativos que nos trazem conforto e dinâmica corporativa”. Isso levou Carlota Moreyra, professora gráfica (também em Paris e também sua amiga e discípula), a dizer: “É difícil dizer hoje o que é gráfico e o que é têxtil na observação de um produto final, porque a linha de avatar (que o amigo e mestre João Barcellos nos fala) é a mesma na criação dos corpos cibernéticos e até na maneira como ele mesmo nos revela a indústria digital em seus livros”. Em suma: João Barcellos pratica intelectualmente a mesma linha avatariana que projetistas aplicam na indústria. É a glória avatariana. Johanne Liffey – médica, fotógrafa e editora do HighTech Journal (London/UK, 2014)

jb@impressaocores.com.br / junior@impressaocores.com.br

Redação 11 4703.3077 JB 9 9966.5246 Junior 11 9 6898.3230 Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

Saiba +

www.impressaocores.com.br

E-Jet VO

Grande Novidade J-Teck

Carrossel automático Excelência MOGK

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83

2014

Uma história industrial entre o Brasil e o Mundo

NOTÍCIAS DO MEIO GRÁFICO, TÊXTIL & COMUNICAÇÃO VISUAL

FRESAS & Laser Os meios eletrônicos de produção de artes para têxteis e gráficos já garantem custosbenefícios que sustentam uma nova cultura empresarial no que toca a investimentos e recursos humanos.

COLACRIL 30 ANOS SIGNS Nordeste

PAINEL 2014

3D Projetos tridimensionais de peças nos segmentos têxtil e coureiro revolucionam a Moda. Pioneira no setor, a fabricante de equipamentos Lectra é agora a referência tecnológica global. [Leia +]

I&C

REVISTA

www.impressaocores.com.br

CIA HERING

ISSN 2176-1345 ¦ Distribuição Gratuita

Título/Marca de TerraNova Comunic 02.206.278/0001-45 NAE 58822100 Certificado Digital // NF@ Corresp.: Cx. Postal nº16 06717-970 Cotia/SP Edição / Cristiane Ramos [Mtb 39615] & João Barcellos Dep Comercial / JUNIOR Dep Jurídico / Dr Luiz Silva Projeto Gráfico / Pedro Caetano Web / Georg Hans Impressão / QuatroCor Gráfica e Editora

Ano VI - Edição nº 83 - Novembro

EXPEDIENTE

O poeta e editor João Barcellos disse, em conversa na web (21.7.2011), o seguinte: “Hoje, o desenho industrial é corpo cibernético, ou seja, um conceito digital graficamente representativo de uma identidade ainda a definir, mercantil ou culturalmente”. E, “embora esta representação não seja a expressão do algo-além, como na religião hindu, que cultiva a avatãra (do sânscrito ´descida´/´incorporação´), tal aplicativo cibernético permite uma atividade industrial lúdica com custo-benefício socioeconômico”, concluiu dias depois (25.7.2011) com outra turma de intelectuais. A amiga (e discípula) Mariana d´Almeida y Piñon, professora de artes visuais em Paris, disse: “Nos meios gráficos e nos meios têxteis, este ´avatar´ foi o aplicativo digital que permitiu desenvolver instrumentos para exibição tridimensional (3D) de corpos, como peças de roupa, automóveis, aviões, mobiliário, construções, no âmbito do Computer Aided Design (CAD), etc., da mesma maneira que o próprio João Barcellos expõe temas e desenvolve conteúdos glorificando este

Sempre presente nos pontos de opinião

Phenix Máquinas o mundo da Serigrafia ao seu alcance

SUMÁRIO MERCADO 4/5 - Funcionalismo & Parceria (J-Teck Global) - Plotagem & Fotografia (jLiffey) VITRINE EMPRESARIAL 6 Tecido & NãoTecido / Fórum na TecnoTêxtil 2015 PERSONALIDADE 6 Estilo Herchcovitch ESTAMPARIA, MODA & TÊXTIL DIGITAL 8 - Comunicação Visual / Mário G. de Castro - Misturador de Tinta / Mogk REGISTRO 9 - Signs Nordeste / Palestra - Novas Lonas p/ GF na Akad REPORTAGEM 11 Signs Nordeste / Painel 2014 NOSSA CAPA 12 - 3D No Vestuário / Revolução Lectra - Vem aí a Fespa Brasil NOSSA CAPA 13 - Cia Hering / uma história de Blumenau para o Mundo - INDAC / o acrílico no cotidiano TECNOLOGIA 14 - Colacril / 30 Anos - Fresas & Laser

ASSINATURA

12 Edições por R$50,00 Deposite R$50,00 p/ TerraNova Comunic Banco do Brasil Agª 0916-4 cc 29845X e envie cópia do doc c/ os seus dados p/ revista.ic@uol.com.br ou ligue 11-4703.3077

[3]


Funcionalismo & Parceria UMA EMPRESA não se estabiliza no universo mercantil apenas porque fabrica ou vende bons produtos, ora, atrás da produção e da venda estão pessoas... além daquelas que deram origem ao negócio. É preciso “perceber a identidade dos funcionários na apuração do sucesso da empresa”, disse o advogado e empresário Sérgio A. Schmitz ao falar sobre a parceria J-Teck3 e Kiian Digital, durante a Febratex 2014, em Blumenau. Diante disso, é fácil perceber o sucesso da J-Teck Global no seu relacionamento funcional. E quando Adriana e Raquel assinalam 15 anos de serviços na empresa, a Família Schmitz celebra o fato como um evento empresarial de nível social. Ninguém veste a ‘camisa’ de uma empresa apenas pelo salário... [jb]

Impressora Em Rolo & Flash Cure Dois equipamentos, duas necessidades no mercado da estamparia: a Impressora Em Rolo e a Secagem Localizada (Flash Cure).

Excelência na fabricação e comercialização de equipamentos serigráficos

plastisóis e base d´água.

Carrossel Têxtil

Tanque de lavar telas

A conceituada fabricante brasileira Phenix Máquinas produz os dois equipamentos dentro das normas internacionais de segurança e aplicabilidade.

Impressora Em Rolo é cada vez mais utilizada na produção de estampas em fitas e crachás.

Esticador Mecânico

Linha UV

Flash Cure é essencial em toda a estamparia localizada na pré-cura de tintas

PHENIX [www.phenixmaquinas.com.br / 41-3633.1008]

[4]

Tel.: (41) 3633 1008

www.phenixmaquinas.com.br Revista Impressão & Cores · Novembro · 83


mercado

PLOTAGEM & FOTOGRAFIA NÃO É MAIS e só a máquina fotográfica e o laboratório de revelação, ou o computador que captura as imagens e as trata em programas próprios. Agora, a casa da imagem registrada é também um espaço de e com impressoras digitais para material flexível, rígido, e, eis a onda nova, têxtil digital. Da foto do casamento à do primeiro bebê, famílias decoram espaços com gigantografia digitalizada em papel e em tecido, além de que os álbuns são autênticas obrasprimas de acabamento. Também, centros comerciais já adotam a ‘onda’ e contam a história da cidade em painéis com imagens históricas. A impressão digital está em todas as áreas possíveis e convive com a fotografia em alto estilo tecnológico. Johanne Liffey / London-UK.

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83

[5]


vitrine empresarial

Tecido & NãoTecido EM PLENA GUERRA mundial, a estilista Coco Chanel dizia que “um tecido serve sempre um propósito técnico e artístico”, revolucionando a estrutura mental de então. E é verdade, pois, até o tecido se faz tecnologicamente... E então, tecido e não-tecido são agora um mercado muito competitivo, de sorte que em 1991 foi criada a Associação Brasileira das Indústrias de NãoTecidos e Tecidos Técnicos – Abint, e agora, em 2014, a FCEM, que realiza a feira TecnoTêxtil, informa que a sua edição paulista de 2015 irá sediar um fórum dedicado a este mercado específico. O tecido é uma estrutura produzida pelo entrelaçamento de um conjunto de fios de trama e outro de fios de urdume num ângulo de 90° ou próximo; o nãotecido é uma estrutura plana, flexível e porosa, constituída de véu, manta de fibras ou filamentos consolidados por processo de fricção, químicos (adesão), térmico (coesão) ou combinações destes. Quanto às tecnologias afins, as da indústria papeleira, têxtil (fiação e acabamento) e plástico, estão na vanguarda do processo.

Este mercado, no Brasil, opera mais de 575.000 toneladas/ ano, e, entre os países da América do Sul, o Brasil é o maior produtor e consumidor tendo investido, só entre 2010 e 2011, cerca de 310 milhões de dólares. Este material é utilizado em todos os segmentos industriais e artísticos, sinalização e moda, por isso, em boa hora a FCEM realiza o ENT BRASIL / Fórum de Tecidos e NãoTecidos.

EU APOIO A MODA BRASILEIRA Saiba + lectra.com

personalidade

Impressão com estilo ARTÍSTICO EMBORA a acordar tardiamente, o Brasil de serigrafistas na decoração/gravação de peças para turismo e brinde sofreu uma guinada artística de estilo recentemente: o estilista Alexandre Herchcovitch, notável pela sua ousadia de estar vanguarda e mostrar que a Moda não é só roupa e calçado, mas também a Comunicação Visual impressa em objetos de promoção sociocultural. Ele não é o estilista “da vez” – ele é o estilista, e pronto. Ao adquirir uma garrafa vodka de cereais da Stoliskoff, na Estrada do Vinho, em São Roque (oeste de São Paulo), deparei-me com alguns copos e enquanto admirava a decoração serigrafada com padrões geométricos e florais, a atendente disse ser do “estilo Herchcovitch”. Ora, ora..., pensei, aqui está “uma impressão com estilo artístico” assumido na genialidade de quem ousa estar além do comum.

No intervalo de uma palestra em Embu das Artes, e a falar para convidados do Grupo de Debates Noética, lembrei aquele estilo ao referir-me à moda como comunicação visual por excelência e o quanto a comunidade de serigrafistas demora a se integrar às vanguardas de estilo e de moda no e do Brasil. Como nação a sediar eventos esportivos de grande envergadura estrutural, mas também uma nação de grandes recursos naturais para o turismo, é preciso que o Estilo Herchcovitch de ousadia artística vire também uma referência para quem confecciona objetos promocionais. João Barcellos

[6]

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83


TINTAS E PRODUTOS PARA SUBLIMAÇÃO DIGITAL

Para papel transfer e impressão direta em tecidos, para plotters com de impressão Piezo: Epson, Mimaki, Roland, Mutoh, Prismajet, Xerox, E-Jet e D-Gen, etc.

Com as tintas J-Teck você tem:

+ Cores + Rendimento + Secabilidade + Tecnologia (Cluster e Nano)

Fique atento à:

mais de

ADO RIC ÁLIA B A F IT NA

CLUSTER

TECHNOLOGY

LOTE

12

anos de tradição

Tintas sublimáticas digitais

Equipamentos de grande formato D-Gen e E-Jet

Toalhas e tecidos para sublimação

Suporte técnico

Novidade

Quer

Preto?

Special Black Fone: 47 3267-8400 | 9945-8752 | 9945-8753 - vendas@j-teck3.com.br - www.j-teck3.com.br Revista Impressão &Rua Cores · Novembro · 83 Panamá, 333 - Bairro das Nações - CEP: 88338-185 - Balneário Camboriú - SC

[7]


estamparia moda & têxtil digital

Estamparia Moda Têxtil Digital

COMUNICAÇÃO Interdisciplinaridade VISUAL Tecnológica

MISTURADOR DE TINTA

MT 150 / Mogk

Por Mário G. de Castro O PESQUISADOR e escritor João Barcellos, já com 5 livros publicados sobre Comunicação Visual e que vem abrindo caminho para uma cultura definidora neste campo, aproveitou a sua palestra Sustentabilidade na Impressão Gráfica, Têxtil & Moda, apresentada também na Signs Nordeste, feira da FCEM, em Fortaleza, para mais uma vez, em público, dizer que “Comunicação Visual é um conceito gráfico-têxtil que reúne, interdisciplinarmente, processos de aplicação tecnológica na produção de mensagens a serem visualmente recebidas”. Nesta palestra, que vem apresentando para públicos diferentes, em 2014, o mestre João Barcellos é didático o suficiente para que sua definição seja percebida pedagogicamente: “conceito não é máquina nem indústria ou comércio, é ideia promotora de ações”, explicou em Guarulhos, Niterói e Rio de Janeiro depois de Fortaleza. Mário Gonçalves de Castro

Fotojornalista e Serigrafista. RJ, 2014.

[8]

PROJETADO para ser fixado numa parede, logo, para proporcionar segurança e ganho de espaço, o Misturador de Tinta é construído em aço 1020. Tem contrapeso e conjunto móvel (sobe e desce) para permitir o ajuste do balde de tinta. Altura de 2,42 m, largura de 0,68 m e profundidade de 0,70 m, com um peso de 152 kg, eis as medidas-base do aparelho fabricado pela MOGK, uma empresa 100% brasileira. Tem 0.80 m de comprimento no eixo para um curso de 0,80 m acionado por motor de 2 velocidades (5 e 7,5 CV) em voltagem trifásica (220380), que proporciona 1700/3500 rpm. Este Misturador de Tinta tem capacidade para operar 150 litros. Saiba + Acesse mogk.com.br ou ligue 47-3323.5844 (Blumenau/SC)

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83


registro

AKAD Lonas Para Impressão GF - Novajet ENCONTROS & PALESTRAS

Signs Nordeste 2014

GRACIELLE GUERRATO e Andrea Romcy [Sebrae-CE], Alessandro Campos e Thiago Sossai [Alko], João Orlando e Bruno Veronezi [Indac], Leandro Donadelli e Luan Rodrigues [Engraver], Silvio A. Paschoalino [VP Máquinas], Eduardo Fiasco e Osvaldo Boldieri [Promaflex], Reinaldo Espinosa [Abtg], André Dechen [Gould Laser], João Barcellos [G.D. Noética e Revista Impressão & Cores], deram corpo ao Fórum do Acrílico e ao Seminário Norte-Nordeste para Indústria Gráfica e Digital. Entre informações conceituais, aplicabilidade de produtos, conscientização socioecológica (em torno da indústria reversa) e estratégia psicológica, visitantes e também expositores puderam reavaliar conceitos e comportamentos.

AKAD AMPLIA sua linha de produtos com as lonas Novajet. As lonas para impressão digital Novajet estão disponíveis em bobinas em 3 gramaturas diferentes: Lona para impressão digital Promocional • Laminado de PVC, reforçado com fios de poliéster, superfície branco brilho com fundo cinza para frontlight. Este produto possui gramatura de 210 gr/m², tramas 200X200D 18X12, nas dimensões de 1,52 x 50 metros. Indicado para banners econômicos e faixas promocionais de curta exposição, displays e PDV de uso interno, exposições artísticas em ambientes internos, stands promocionais e cenografia. Lona para impressão digital Standard • Laminado de PVC, reforçado com fios de poliéster, superfície branco brilho com fundo cinza para Frontlight. Este produto possui gramatura de 340 gr/m², tramas 200X300D 18X12, nas dimensões de 1,52 x 50 metros. Indicado para impressões de grande formato que exigem leveza, banners suspensos, faixas, painéis e displays frontlight para uso interno e externo. Lona para impressão digital Premium • Laminado de PVC, reforçado com fios de poliéster, superfície branco brilho com fundo cinza para Frontlight. Este produto possui gramatura de 440 gr/m², tramas 300X500D 18X12, nas dimensões de 1,52 x 50 metros. Indicado para impressões de grande formato que exigem maior resistência, banners suspensos, empenas, faixas, grandes painéis e displays frontlight para uso interno e externo. Cada tipo de lona é adequado para uma aplicação diferente, atendendo uma variedade de aplicações, comunicação visual, sinalização, eventos esportivos, propaganda política, exibições, decoração de ambientes, etc. Tel: 11 3829 7700 | Site: www.akad.com.br

Prensas Térmicas Assistência Técnica especializada em todas as marcas de máquinas de Transfer Peças para reposição R. Saracura Sanã nº2 · V. Nova Curuçá · São Paulo, SP (11) 2511-1381 · www.jfcmaquinasdetransfer.com.br

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83

[9]


prodv

Um mundo de negócios para o setor têxtil EVENTOS PARALELOS:

07 a 10 de Abril de 2015 Exposição de Equipamentos e Insumos para Não Tecidos e Tecidos Técnicos

SERITEX

Feira da Serigrafia e Tecidos para Indústria Têxtil

Expo Center Norte - São Paulo - SP - Brasil

www.tecnotextilbrasil.com.br Empresa Associada:

INFORMAÇÕES:

FCEM SÃO PAULO: (11) 5589.2880 saopaulo@fcem.com.br

Das 14 às 21 horas

FCEM FORTALEZA: FCEM PORTO ALEGRE: (85) 3111.0595 (51) 3382.0700 fortaleza@fcem.com.br fcem@fcem.com.br

Promoção:

O MERCADO AO SEU ALCANCE

OPENING NEW BUSINESS OPPORTUNITIES

[ 10 ]

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83


reportagem

SIGNS NORDESTE Painel 2014 A CERTEZA DE QUE a diversidade socioeconômica do Brasil cria regiões em permanente evolução comprova a tese do grupo Feiras, Congressos e Empreendimentos – FCEM de que apostar no incentivo e divulgação de tais regiões é um ato empreendedor. O lançamento da feira Signs Nordeste, em Fortaleza, capital cearense, e já em 3ª Edição, credenciou a FCEM como parceira de vários setores profissionais nortenordestinos, contando ainda com o apoio da ABTG, do INDAC, do SEBRAE, da ABIMAC e dos sindicatos Um dos diferenciais nas realizações da FCEM está nos eventos paralelos na linha didático-tecnológica, e no caso da Signs Nordeste destacam-se o Fórum do Acrílico [com ilha formada por empresas do setor] e o Seminário Norte-Nordeste para Indústria Gráfica e Digital, além das oficinas temáticas de aplicabilidade de material [envelopamento com películas autoadesivas, decoração de ambientes, estamparia digital, transfer, serigrafia] promovidas pelas expositoras. No seminário, o escritor e pesquisador João Barcellos falou sobre indústria reversa no âmbito da sustentabilidade e aproveitou para explicar a interdisciplinaridade mercantil e industrial que forma o conceito de comunicação visual, assunto que só agora começa a ser tema entre o empresariado brasileiro das áreas gráfica e têxtil. Potisigns, Metalnox, J-Teck Global, F1 Suprimentos, TMT, Sign Supply, Akad, Alko, Nexel, Interlaser, Imprimax, Engraver, Gould Laser, VP Máquinas, Promaflex, Sun Especial, Impar Suprimentos, 5 Estrelas, BM do Brasil, IS Suprimentos, Inovus / ecnc, Mode, Sinteglas, Silmaq, Zap, American Laser, Card Printers, Casas Leo e Aplike, Digiprint, G-Light, Ita, Rofran, Serilon, Sublimink, Tronord e SilkSign, eis as empresas que prestigiaram a Edição 2014 da feira Signs Nordeste, além dos 8.450 visitantes que proporcionaram um bom volume de negócios.

A próxima edição da Signs Nordeste, em Agosto de 2015, estará integrada à Maquintex, o que permitirá uma maior interatividade industrial e comercial com a aproximação dos públicos consumidores da região. Revista Impressão & Cores · Novembro · 83

LANÇAMENTO

Tel./Fax

11 2705.4577 Solda Eletrônica CCL

Solda Eletrônica CGA

Ilhoseira

www.ciatecmaquinas.com.br · ciatecmaquicas@hotmail.com Rua Jacarandá Preto, 689 - Jd Panorama - 03251-070 São Paulo - SP

[ 11 ]


nossa capa

3D NO DESIGN DE VESTUÁRIO

Uma revolução na indústria da moda GARANTIR O CAIMENTO de uma peça de vestuário para o leque de clientes em carteira, eis o grande desafio das empresas de moda, diz a fabricante francesa Lectra de equipamentos de última geração para visualização e operação tridimensional em vestuário; e logo, a necessidade de moldes, cortes em tecidos, costuras, amostras para clientes, etc., até a coleção ser aprovada, ou não. Agora, com a Tecnologia 3D aplicada à Moda, a fase de projetos (design) adquiriu um custo-benefício operacional que permite um gerenciamento otimizado entre a ideia e o produto final, e mais: a clientela pode verificar a coleção tridimensionalmente na telinha do computador... Como dizem as técnicas e diretoras de vendas Lectra, no Brasil, a Tecnologia 3D é o futuro agora. Obviamente, a frequência na apresentação de novos estilos, sazonais ou não, implica na produção de protótipos, então, a rejeição de um estilo tem um custo muito alto para as empresas de moda – e é aqui que entra a visualização tridimensional das peças de uma coleção projetada com um novo estilo: a Tecnologia 3D evita desperdícios em todas as áreas operacionais e anula a apresentação física (protótipos e modelos) da linha de produtos. Fabricantes têxteis sabem que um tamanho não serve a todas as pessoas e que é preciso combinar padrões de modelagem. Anteriormente, projetistas e técnicos têxteis dedicavam muito tempo à pesquisa de tecidos para a moda (tipos, elasticidade, peso, atrito, etc.), era uma atividade manual que onerava muito a linha de trabalho, e hoje, os Aplicativos 3D possuem funções automáticas desenvolvidas para o meio têxtil e que ajudam a reduzir tarefas no ajuste de moldes em poucos minutos, verificando, ainda, o caimento da gradação virtualmente! A criação humana? Ah, ela é tudo. O que se imaginava para preencher com desenhos o papel em branco é fei-

to agora na telinha vazia do computador com lápis e cores virtuais... Com a nova tecnologia introduzida pela Lectra no mundo têxtil e coureiro, empresariado tem agora a oportunidade de um gerenciamento integral – i.e., as equipes envolvidas têm uma comunicação direta entre si durante o processo: são tomadas decisões rápidas sobre apresentação de uma peça em cores diferentes, tamanhos de estampas e logos, o/a designer comunica quase instantaneamente alterações para a área de modelagem, etc., e as equipes (internas e externas) de promoção/venda das linhas estão integradas globalmente podendo simular virtualmente situações técnicas e econômicas em qualquer parte. Eis desenvolvimento de produtos no conceito speed-to-market, ou seja, em espaço-tempo cada vez mais curto, como demonstrou Stacey Charbin em sua palestra efetuada em Blumenau (Brasil). Por outro lado, a Tecnologia 3D Fit combinada com a modelagem em Computer Aided Design (CAD) reduz muito as emissões de carbono nas empresas – é a dimensão verde possibilitada pela tecnologia de última geração, bandeira socioeconômica da Lectra em sua essência de engenharia industrial. E tudo isto é uma vantagem competitiva para fabricantes, marcas e varejistas. [Editorial baseado em fontes Lectra]

FESPA Brasil 2015 é o ano da 2ª Edição, também em São Paulo. E, mais uma vez, a FESPA Brasil traz novidades tecnológicas dos melhores fabricantes inseridos nos mercados de serigrafia, impressão digital de grandes formatos, estamparia digital, vestuário, sinalização, etc., repetindo o sucesso da 1ª Edição. O principal diferencial dos eventos da FESPA é o seu público visitante: altamente investidor e com decisão de compra, já que é formado majoritariamente por empresários e executivos. Expo Center Norte / São Paulo – Brasil / 18 a 21 de Março de 2015 / das 13h às 20h / www.fespabrasil.com.br

[ 12 ]

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83


painel

HERING COMO DIZIA o meu bisavô ceramista, entre as “loiças e objetos d´arte” que moldava, eu “adentrei o hoje pelas cousas d´ontem”... Assim mesmo. Na visita ao Museu Hering, na entrada da atual e moderna planta industrial da Cia Hering, em Blumenau, pude observar como se deu o assentamento familiar dos Hering e de como as suas atividades industriais evoluíram entre os Sécs. 19 e 20 para virar o Séc. 21 numa dinâmica que ostenta o empreendedorismo enquanto marca e inovando “desde sempre”. A empresa Hering [o termo alemão significa arenque, por isso os dois peixinhos da logomarca] foi fundada pelos irmãos Bruno e Hermann, em 1880, e registrada Trikotwaaren-Lager von Gerbruder Hering – uma fábrica de malharia produzindo familiarmente meias, camisetas e ceroulas, segundo o modelo alemão já exercitado pela família na Europa. E só em 1993 o dia a dia peso-pesado da indústria cedeu aos encantos mercantis do varejo inaugurando a Hering Family Store. E agora, a empresa opera com as marcas Hering, Hering Kids, PUC, dzarm e Hering For You, abastecendo 775 lojas no Brasil e no Exterior, além de apresentar 6 coleções anuais para cada uma das marcas. Ou seja, a Cia Hering é o Brasil no Mundo a partir de Blumenau.

Uma história industrial entre o Brasil e o Mundo

Ao observar os instrumentos e um velho tear francês, que pude acionar, lá estava enquadrada na parede aquela famosa camiseta de algodão com o duplo retângulo de tecido no peito para proteger os pulmões do frio serrano, e isso levou-me ao edifício em si: adequar o corpo à circunstância climática com vestuário de primeira linha é a mesma tendência da construção para uma casa, i.e. (e neste caso), combinar materiais que se entrelaçam numa parede de caibros – o que os alemães chamam “fachwerk” e que nós dizemos “enxaimel” – para se obter conforto. Conceito que a imigração alemã espalhou por Blumenau. E, na verdade, tecnologia e conforto é o resultado de todos os investimentos feitos pela Família Hering no universo têxtil brasileiro. João Barcellos Fotos: Charles Steuck, Acervo do Museu Hering e João Barcellos.

Acrílico No Cotidiano Criado em 2000, o Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico – INDAC vem proporcionando conhecimento tecnológico acerca da produção e aplicação adequada desta matéria-prima no dia a dia da sociedade brasileira. Palestras, seminários, oficinas com técnicos de empresas associadas, movimentam um interesse cada vez maior pelo polimetil-metacrilato, o acrílico, termoplástico cuja versatilidade permite a sua aplicação em objetos de comunicação visual (sinalização, decoração, etc.) e na moda (têxtil). A revolução educacional que o INDAC faz hoje já surte alguns efeitos e muitos erros relacionados à utilização do acrílico começam a ser eliminados. É um dos objetivos desta instituição sem fins lucrativos.

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83

[www.indac.org.br / indac@indac.org.br]

[ 13 ]


tecnologia

COLACRIL 30 Anos

FRESA & LASER Tecnologia faz aparecer uma Comunicação Visual sustentável

AS PLATAFORMAS que sustentam hoje a indústria digital permitem que antigos ofícios mecânicos (fresa e fogo) se combinem para [em]formar uma comunicação visual altamente tecnológica sem agredir o meio ambiente. É o caso dos equipamentos de corte e contorno por broca (fresa) e por foco de luz (laser), comandados por programas computadorizados. A usinagem de objetos para sinalização, protótipos industriais e de moda, peças promocionais e pedagógicas, entre outras, com plataformas computadorizadas permite agora um trabalho industrial bi e tridimensional de grau de qualidade otimizado, artística e financeiramente. Uma fresa eletrônica (ou router) e uma mesa de corte laser (laser = Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation) são parte do conceito indústria inteligente, i.e., mecanismo que produzem objetos com grande precisão em ambientes oficinais que não agridem as pessoas nem os sistemas ecológicos – e, no caso do laser, mecanismos que também produzem decorações especializadas. Na última edição (2014) da Signs Nordeste, feira promovida pela FCEM, em Fortaleza-CE, empresas como Interlaser, VP Máquinas, 5 Estrelas, Engraver, American Laser, ecnc/Inovus, Mode, Akad, Gould Laser e Trotec, mostraram com quanta tecnologia se faz hoje um protótipo ou um objeto que vai comunicar visualmente uma mensagem. Já vivemos plenamente a indústria digital que o cientista austríaco Nikola Tesla projetou, mesmo escorraçado por Edison, o inventor da lâmpada elétrica que se sentiu ameaçado...

[ 14 ]

Interior paulista. 1984, Ribeirão Preto. De uma pequena linha de produção de adesivos a referência nacional nesse setor industrial, assim se iniciou a Colacril, hoje sediada em Campo Mourão, região paranaense. E logo, em 4 anos, o desenvolvimento do projeto foi tal que a empresa buscou nova sede em Barueri, na região metropolitana paulista..., o empreendimento exigiu 4.000 m2 de área industrial. Ao celebrar 15 anos de atividade, a Colacril, em 1999, exigiu para si novo espaço – um espaço de 65.000 m2 em Campo Mourão. O que aconteceu? A empresa passou a ser marca nacional e já com negócios na América do Sul em todos os mercados de autoadesivo. Agora, a Colacril Auto Adesivos Paraná faz parte da CCRR Participações, grupo que engloba as marcas RR Etiquetas (etiquetas autoadesivas), Identify Brasil (sistemas para RFID) e CCRR Bobinas (bobinas térmicas ECF/PDV). O grupo foi efetivado em 2011 consolidando-se como maior convertedor de autoadesivos para varejo, indústria e serviços. A qualidade e a eficiência dos produtos Colacril passou a ser um embaixador industrial do Brasil além fronteiras, por isso, celebrar 30 anos de atividade de pleno empreendedorismo é sonho realizado! O autoadesivo produzido pela Colacril está presente nos principais produtos das melhores marcas: nos rótulos de xampu, no amaciante de roupas, nos rótulos de catchup, nos produtos congelados, nos selos de segurança que lacram as embalagens de medicamentos, nas figurinhas dos álbuns, nos livros infantis e nos cadernos escolares. Além disso, os materiais Colacril podem ser encontrados nas placas das estradas e das cidades, com os materiais autoadesivos refletivos, nos selos dos Correios ou nas caixas de embarque com código de barras. Fonte editorial: Alternativa / Cácio de Lima.

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83


Fabricação e Manutenção de Máquinas de Solda Eletrônica

Reconhecidas pelo próprio mercado como produtos excelentes, as máquinas de solda Gutierrez são soluções tecnológicas para vários segmentos industriais

REPRESENTANTE

EXCLUSIVO

A E ASSISTÊNCIA

PRONTA ENTREG

TÉCNICA

Fones 11 2116.2333 · 2717.2532

www.gutierrezmaquinas.com.br gutierrezmaquinas@gutierrezmaquinas.com.br | maqgutierrez@terra.com.br Revista16 Impressão & Cores · Novembro · 83

[ 15 ]


TINTAS TINTAS E SUBLIMAÇÃO DIGITAL TINTAS EE PRODUTOS PRODUTOS PARA PARA SUBLIMAÇÃO SUBLIMAÇÃO DIGITAL DIGITAL

Para Parapapel papel transfer transfer ee impressão impressão direta em tecidos, tecidos, para para plotters plotterscom comde deimpressão impressãoPiezo: Piezo: Para papel transfer e impressão direta em tecidos, para plotters com de impressão Piezo: Epson, Epson, Mimaki, Mimaki, Roland, Mutoh, Prismajet, Prismajet, Xerox, Xerox, E-Jet E-JeteeD-Gen, D-Gen,etc. etc.

Epson, Mimaki, Roland, Mutoh, Prismajet, Xerox, E-Jet e D-Gen, etc.

Equipamentos Equipamentos de de grande grande formato com 11 ano ano de de garantia* garantia*

Equipamentos de grande formato com 1 ano de garantia*

Papyrus Papyrus Black

Papyrus Black

Distribuidor Distribuidor

ddgen gen

Duas Duas Cabeças Cabeças DX5 DX5

Maior Maior produção produção

Duas Cabeças DX5

Secador Secador Maior Frontal Frontal produção

1,80 m de largura largura de impressão impressão

no noBrasil Brasil Distribuidor

1,80 m de largura de impressão

no Brasil

**Resolução **Resolução

Rebobinador Rebobinador

Rebobinador

E-Jet E-Jet V2 V2

Distribuidor Distribuidor

Velocidade de até 64 M²/H** no no Brasil Brasil

Velocidade Velocidadede deimpressão impressão

64m²/h m²/h(modo (modorascunho) rascunho) 2 passadas passadas // 360 360 XX720 720DPI DPI 64 3 passadas passadas // 720 720 XX 720 720DPI DPI 42 42m²/h m²/h(modo (modoprodução) produção) 32m²/h m²/h(modo (modoprodução) produção) 4 passadas passadas // 720 720 XX 1440 1440DPI DPI32 22m²/h m²/h(alta (altaqualidade) qualidade) 6 passadas passadas // 720 720 XX 1440 1440DPI DPI22

Secador Frontal

Velocidade Velocidade de de até até 64 64 M²/H** M²/H**

d gen

**Resolução

Velocidade de impressão 2 passadas / 360 X 720 DPI 64 m²/h (modo rascunho) 1,80m de largura largura Duas Duas Cabeças Cabeças DX5 DX5 3 passadas / 720 X 720 DPI 42 m²/h (modo produção) de impressão impressão 4 passadas / 720 X 1440 DPI 32 m²/h (modo produção) 6 passadas / 720 X 1440 DPI 22 m²/h (alta qualidade)

E-Jet V2

Velocidade Velocidade de de impressão impressão1,80m de largura 56Distribuidor m²/h m²/h (modo (modo rascunho) rascunho) de impressão 22passadas passadas/ /360 360XX 720 720DPI DPI 56 33passadas passadas/ /360 360XX1080 1080DPI DPI 45 45 m²/h m²/h (modo (modo produção) Maior Maior velocidade velocidade 30 m²/h m²/h (modo (modo produção) 44passadas passadas/ /720 720XX 720 720DPI DPI 30

Resolução Resolução

no Brasil

1,60m 1,60mde delargura largura com compreço preçode de1,10m 1,10m

Resolução

Uma Uma Cabeça Cabeça DX5

Velocidade de impressão 2 passadas / 360 X 720 DPI 56 m²/h (modo rascunho) Melhor 3 passadas / 360 X 1080 DPI 45 m²/h (modo produção) custo-benefício custo-benefício 4 passadas / 720 X 720 DPI 30 m²/h (modo produção)

1,60m de largura Rebobinador Rebobinadorjájáincluso com preço de 1,10mincluso

Painel Painel eletrônico eletrônico de de fácil fácil ajuste ajuste

Uma Cabeça DX5

E-Jet V0

Duas Cabeças DX5

Painel Paineleletrônico eletrônico de defácil fácilajuste ajuste

Distribuidor Distribuidor

Painel eletrônico

no no Brasil deBrasil fácil ajuste

Maior velocidade

Resolução Resolução

Velocidade Velocidadede deimpressão impressão 25m²/h m²/h(modo (modorascunho) rascunho) 2 passadas // 360 360 XX 720 720 DPI DPI 25 3 passadas // 360 360 XX 1080 1080 DPI DPI 17,4 17,4m²/h m²/h(modo (modoprodução) produção) 13,5m²/h m²/h(modo (modoprodução) produção) 4 passadas // 720 720 XX 720 720 DPI DPI 13,5

E-Jet V0

Distribuidor

*Garantia *Garantiadede1 1ano anopela pelaJ-Teck J-TeckGlobal Globalsendo sendode de66meses mesesno nocircuito circuitode detinta tinta desde desde que que sejam sejam utilizadas as tintas J-Teck J-Teck ee 11 ano ano no norestante restantedo doequipamento equipamento(para (paramaiores maioresinformações informaçõesvide videcontrato). contrato).

Fone: Fone:47 473267-8400 3267-8400 || 9945-8752 9945-8752 || 9945-8753 9945-8753 - vendas@j-teck3.com.br vendas@j-teck3.com.br -- www.j-teck3.com.br www.j-teck3.com.br [ 16 ]

Revista Impressão & Cores · Novembro · 83 Rua RuaPanamá, Panamá,333 333 -- Bairro Bairro das das Nações Nações 88338-185 -- Balneário Balneário Camboriú Camboriú --SC SC Melhor- CEP: 88338-185 no Brasil

Revista Impressão & Cores | Edição 83  
Revista Impressão & Cores | Edição 83  

Edição 83 - Ano VII - Novembro de 2014

Advertisement