Page 1

Ano VI - Edição nº 75 - Março 2014

ISSN 2176-1345 ¦ Distribuição Gratuita

NOTÍCIAS DO MEIO GRÁFICO, ESTAMPARIA & COMUNICAÇÃO VISUAL

Jeans Denim O ESTILO que gera TENDÊNCIAS

a A evolução tecnológic a serviço da moda e do estilo para gerar uma vida nova! 1


CARROSSEL AUTOMÁTICO MCA

Direção certa para seus investimentos

PRODUTOS 100% NACIONAIS

MÁQUINAS P/ TRANSFER EQUIPAMENTOS P/ SERIGRAFIA CALANDRAS POLIMERIZADEIRA /SECADORA

MTCF 500

MTCF 250

MTC 1.800

Elétrica e a Gás Modelos sob consulta

PRENSAS MANUAIS

MESA ELÉTRICA DUPLA P/ JEANS PTI-5 Jeans

PTM-40: 40 x 50 cm

PTM-42 Dupla 31 x 42 cm

AUTOMÁTICAS E SEMI-AUTOMÁTICAS

FLASH CURE MINI FLASH CURE vanguarda.art.br

Pré-secagem de tintas a base d'água ou plastisol

MISTURADORES DE TINTA AUTOMÁTICA PTA-4000: 40 x 50 cm 52 x 72 cm

SR-4 Prensa térmica Para etiquetas Em bobina

PTP-660: 96 x 66 cm

PTP-400 Dupla

PTP - 15

PTP - 900: 85 x 110 cm PTP-1450: 100 x 145 cm

MULT-MIX

MTVR-20

Fone: 47

MT-70

3323-5844

www.mogk.com.br mogk@mogk.com.br Rua 2 de Setembro, 2.877 - 89052-505 - Blumenau - SC

2


editorial

Mulher & Trabalho A ditadura sociocultural e política contra a Mulher, enquanto Pessoa por si mesma, é ´coisa´ velha e tomou vulto místico quando os judeus abraçaram a ideia egípcia de um “deus único” e, com isso, reger as suas tribos através de patriarcas – conceito que, seguido por outras sociedades, derrubou a Mulher sociocultural, sacerdotisa e política. E diga-se que a cultura judeo-cristã e depois a islâmica contribuíram decisivamente para tornar a Mulher escrava do Homem seguindo o exemplo das principais culturas orientais. Só nos alvores do Séc. 20 e a partir das lutas de operárias russas contra o czarismo é que a Mulher voltou à cena sociopolítica – daí o 13 de Março ser o dia mundial que a celebra. Como historiador, celebro a Mulher lembrando Hypatia – a filósofa e matemática egípcia trucidada pelos fanáticos cristãos em Alexandria em nome de um Jesus que nunca pregou a barbárie e sempre viveu... entre mulheres! Das ancestrais comunidades celtas e gregas, onde a Mulher era o eixo da vida social, à Mulher moderna do Séc. 21, pouco tem sido feito para igualar socialmente o ato de vivência entre a Mulher e o Homem, mas ela já ocupa mais espaço em todos os segmentos do Trabalho que desenvolve a sociedade. E assim saúdo a Mulher que, no campo gráfico, têxtil, e da comunicação visual em geral, demarca posições e se entrega amorosamente à construção de uma sociedade mais igualitária, mais humana. João Barcellos

04 MERCADO · Laser, Malha & Denim (aplicações Jeanologia) 05 PAINEL INDUSTRIAL · Toyo Inks · UNIVATES / extensão em Serigrafia 06 VITRINE EMPRESARIAL · Gato Preto / uma tinta, uma história 06 PERSONALIDADE · Alexandre Herchcovitch / a ousadia da inquietude 08 ESTAMPARIA, MODA & TÊXTIL DIGITAL · Rodo / ângulos de aplicação 10 REPORTAGEM · Lectra / tecnologias de alto nível científico aplicadas em equipamentos para a moda e o estilo · Mogk & Transfers

Ano VI - Edição nº 75 - Março 2014

ISSN 2176-1345 ¦ Distribuição Gratuita

EXPEDIENTE

12 NOSSA CAPA · Jeans/Denim · estilo que gera tendências

Título/Marca de TerraNova Comunic 02.206.278/0001-45 NAE 58822100 Certificado Digital // NF@ Corresp.: Cx. Postal nº16 06717-970 Cotia/SP Edição / Cristiane Ramos [Mtb 39615] & João Barcellos Dep Comercial / JUNIOR Dep Jurídico / Dr Luiz Silva Projeto Gráfico / Pedro Caetano Web / Georg Hans Impressão / QuatroCor Gráfica e Editora

NOTÍCIAS DO MEIO GRÁFICO, ESTAMPARIA & COMUNICAÇÃO

VISUAL

Je s Dean nim O ESTILO que gera TENDÊNCIAS

www.impressaocores.com.br

13 ESPECIAL · João Barcellos faz palestra sobre Jeans/ Denin na Agreste Tex · Notas sobre Sustentabilidade 15 TECNOLOGIA · Peles, Couro & Arte Industrial

jb@impressaocores.com.br / junior@impressaocores.com.br

Redação 11 4703.3077 JB 9 9966.5246 Junior 11 4116.0248

A evolução tecnológica a serviço da moda e do estilo para gerar uma vida nova!

Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

Saiba +

PROMOÇÕES APLIKE

30 Anos De Indústria Brasileira

Agreste Tex 2014 / Caruaru-PE

I&C

REVISTA

PRODUTOS &

Sempre presente nos pontos de opinião

Phenix Máquinas o mundo da serigrafia ao seu alcance

ASSINATURA

12 Edições por R$50,00 Deposite R$50,00 p/ TerraNova Comunic Banco do Brasil Agª 0916-4 cc 29845X e envie cópia do doc c/ os seus dados p/ revista.ic@uol.com.br ou ligue 11-4703.3077

3


mercado

LASER, MALHA & DENIM Jeanologia: tecnologias aplicadas

E

specializada emo desenvolvimento de efeitos de lavanderia e equipamentos de aplicação agins também no jeans, a empresa espanhola Jeanologia vem apresentando as suas novidades e sendo premiada mundialmente. Agora, a Jeanologia disponibiliza processos a laser para efeitos em tecidos como malha, incluindo bases com elastano na composição, piquê, moletom e tricô. Para a equipe de Enrico Silla [destaque na edição de janeiro da Revista I&C], nãoexiste perigo de erra ou de cortar (sem querer) a malha, porque basta controlar a intensidade do feixe de luz emitido pela máquina – bem menos intensa que o nível trabalhado com o denim – para conseguir diferentes efeitos sobre a malha. Degradês, estampas, desgastes de cor são efeitos possíveis de aplicação em malhas utilizando máquinas de geração de ozônio associadas ao laser. Já para o jeans/ denim, um dos efeitos em destaque é o trabalho da sombra obtida com laser para a aplicação de estampas com efeito de relevo... uma das tendências em pré lançamento.

notas de mercado

Povareskimtintas Carnaval, Casa Nova & flocos

A F

Povareskim Color Consulting está de casa nova. Uma das mais tradicionais revendas itas,ecamisetas, bonés, acerca convites personalizados, consultoras de soluções para máscaras, chapéus, e muita decoração com glitter e gerenciamento de cores e impressão em grandes formatos purpurina, massas tintassede, paralocalizada a pele..., ah!,tecido, do Brasil anunciou sua enova em prédio muito tecido e tinta sublimática, fl ocos, e eis/ que acontece próprio, na Rua Maurício Lacerda, 155 2º andar, no obairro carnaval. S. Judas, em São Paulo. O local, com mais de 500 Nas ruas e praças, salões de baile, emabrir cadaascorpo m2, contará, além denos infraestrutura para equipes Imperatriz/MA · CARU · (99)3528.2681 que ousa expressar a alegria, passa o trem da vida. 345.6717 São Luis/MA · CARU · (99)3524.0472 de vendas e suporte da Povareskim, com showroom no Nos bastidores do carnaval dode Séc. XXIo existe muita · (21) Cascavel/PR · TUPYSCREEN – (45) 3224.5188 qual clientes poderão conferir perto funcionamento Santo Ângelo/RS SILKMAX – (55) 3312.5452 tecnologia: dos nano-elementos na formulação de empresa tintas 36.1636 Asunción/Paraguay SERIMAX –comercializadas (595-21) 297.575 das mais recentes soluções pela sublimáticas aos desenhos e estampas que se iluminam 54) 3522.9999 no Brasil, incluindo a família de soluções Chromedot, · (54)3226.3555 Representantes: nos tecidos, passando por serigrafi as e flocagens eemsistemas 5.1076 João para Pessoa/PB · PB Papéis · (83) 3264.1366 mídias provas, monitores profissionais aplicações de pura liberdade artística. 77 Goiânia/GO · Silk Shop Serv. (62) 3223.6360Se a marchinha está de impressão em grandes formatos. “Estamos dando São Paulo/SP · Vera L. Guimarães (11) 2731.5731 089.2450 na a alegria é com agorauma puxada umaque indústria ummemória, passo importante, novapor sede oferecerá comercialmente atentaa ànossos demanda populare por acessórios à total infraestrutura clientes, possibilitará tecnológicos e, quanto extravagantes melhor...! Povareskim manter seumais trabalho de excelência, pelo qual é conhecida no mercado há anos”, disse Oliver Povareskim, diretor. [Fonte: Parla!]

4

Excelência na fabricação e comercialização de equipamentos serigráficos

Polimerizadora Esticadora Mecânica

Estufa de Secagem Impressora Hiperpress Linha UV Semi-Automática

LANÇAMENTO! Impressora Carrossel UV para CD e DVD CONFIRA!

www.phenixmaquinas.com.br | Tel.: (41) 3633 1008 Rua José Rocha Magalhães, 395 · Areia Branca · Mandirituba · PR


painel industrial

TOYO INK

Fábrica no Brasil

T

oyo Ink terá fábrica no Brasil a ser inaugurada em Jundiaí, interior de São Paulo. A meta é conquistar na América Latina a mesma posição de liderança que a Toyo Ink detém na Ásia. Com 44 fábricas espalhadas pelo mundo e cerca de 8000 funcionários, a empresa está entre os três maiores fabricantes mundiais de tintas para a indústria gráfica. Na primeira etapa brasileira a capacidade produtiva anual girará em torno de 4000 toneladas para tintas offset e 15000 toneladas para tintas líquidas, produção que atenderá o mercado brasileiro e a América Latina, exceto o México. Em julho, a Toyo Ink estará na ExpoPrint Latin America 2014, maior feira gráfica das Américas.

Extensão Universitária SERIGRAFIA

E

stá aberto o período de inscrições para o curso de extensão Serigrafia [Silkscreen], dirigido a profissionais e acadêmicos das áreas de design, comunicação, arquitetura e demais interessados. Serão 20 horas/aula que proporcionarão aperfeiçoamento para o mercado de trabalho, facilitando a instrumentalização para o processo serigráfico com ênfase no design, visando a confecção de produtos fabricados segundo as especificações de um projeto, com a finalidade de servir de teste através da preparação de arte final, escolha de suporte, preparação de matrizes e impressão antes da fabricação em escala industrial. UNIVATES Rua Avelino Tallini 171 - Bº Universitário 95900-000 Lageado – RS Fone (51) 3714.7000 ou 0800-7070-809 linhadireta@univates.br

5


vitrine empresarial

personalidade

GATO PRETO

Herchcovitch

a excelência da arte está na qualidade da tinta

C

om quase um século de mercado, a tinta-a-óleo Gato Preto possui na sua formulação pigmentos cuidadosamente selecionados e moídos em puro óleo de linhaça. A excelente flexibilidade, cobertura e resistência às diversas condições de clima e luz, fazem dos trabalhos elaborados com Gato Preto uma verdadeira pintura a óleo, respeitada por artistas de diversos países do mundo. A tecnologia desta tinta conquistou e continua a conquistar o mundo artístico, de tal sorte que a marca possui a honrosa classificação “premium” que a diferencia das tintas comuns.

Há alguns anos atrás, o industrial Eurípedes de Almeida, durante uma apresentação da Tec-Screen e da Gato Preto, disse que “a arte da representação se conhece pela qualidade da tinta” – e daí, a excelência da tinta artística Gato Preto. Para quem ama a pintura d´arte, a Gato Preto disponibiliza uma paleta de cores incrementada, atendendo às necessidades de artistas de todo o mundo. São dezenas cores, miscíveis entre si (e algumas metálicas), intensamente pesquisadas e analisadas com o mais elevado padrão de qualidade e tecnologia, permitindo a criação de infinitos matizes.

Adobe photopro

Excelência Em Tratamento De Imagens

www photoshopconference com.br

6

A interpretação que ele faz do dia-a-dia é simples e peculiar, mas em tal singeleza está a força com a qual ele faz o traço e o corte. O seu pensamento é um bisturi criativo a alimentar a linguagem diversa do instrumental necessário em cada operação. E mais: integra ao todo criativo a parafernália tecnológica de última geração para realçar a singeleza que por si já deslumbra todas as mentes inquietas. Ele é Alexandre Herchcovitch, um cara da Sampa industrial e megametrópole onde estilos se cruzam e criações, volta e meia, afundam criadores. O senso de ousadia herchcovitchiano desconhece o palavrão quietude – é o mega urbano por excelência, logo, encontrar o todo universal e o etnográfico na sua criação é o mesmo que buscar a geometria e o floral, pois, a sua criação só não ignora o corpo humano – ah, sim, da mesma maneira que não ignora a matéria do objeto que decora. E como ser paulista da Sampa é ser e estar Mundo, eis que Alexandre Herchcovitch é o pensamento que absorve não as tendências, mas as linhas de criação que sugerem outras vias, não a copiagem da mediocridade. Por isso, ele vive a arte pura da sensibilidade e a tecnologia no mesmo conceito para fabricar o dia-a-dia abrindo e reabrindo a mente num traço generosamente moderno. João Barcellos

Centro de Convenções Rebouças Av Rebouças, 600 SP

Março - dias 24, 25 e 26 55 11

4013.7979 AP&S


7


estamparia moda & têxtil digital

Indústria & Produtos

Estamparia Moda Têxtil Digital

RODO

Perfis & Ângulo Operacional Uma Crônica De João Barcellos

A

ferramenta que sinaliza serigrafistas é o Rodo. Talvez para diferenciar daquele utilizado em atividades domésticas e oficinas de lavagem, já em meados do Século 20 alguns editores passaram o Rodo de...Puxador. Seja como for, o meu avô ceramista, João Macedo Correia, que às vezes tinha à mão um Rodo de serigrafistas para puxar e amaciar argila em tampo de vidro, dizia-me que “o Rodo, na situação de puxar e repuxar a tinta no quadro da serigrafia é mais de que um puxador: é a ferramenta principal entre a preparação de uma estampa e a impressão da mesma”. Só anos depois é que eu, observando a estamparia serigráfica em Famalicão, Vizela e Santo Tirso (norte de Portugal), pude entender por completo aquela observação do meu avô. Entre a automação de teares e a montagem de equipamentos para transferência térmica e solda eletrônica, com J. C. Macedo, meu pai, lá estava eu a observar a azáfama de serigrafistas entre latas de tintas, quadros, e aquele Rodo, com o qual puxavam a tinta com o perfil (leia-

8

se lâmina) a 45º e no repuxo a 60º e 65º. Uma operação que parecia muito simples, mas não era. E não é. Por isso, vamos assunto... A largura interna do Quadro que dá base à Matriz (quadro e tela) determina o tipo (ou o formato) do Rodo a utilizar, pois, o Rodo deve assentar perfeitamente nesse espaço cobrindo a área operacional. O punho do Rodo pode ser de madeira, de alumínio, e, hoje, até de plástico; na sua extremidade é encaixado o perfil (lâmina) de borracha natural, sintética (neoprene), ou poliuretano. Para cada tipo de operação (impressão em metal, papel, madeira, tecido, etc.) há um tipo de Rodo, ou seja, um tipo de Perfil, que pode ser o retangular (para definição de detalhes), o redondo (para tecidos e muita descarga de tinta), o chanfrado (ou canto vivo, para vidro) e o duplo-chanfrado (em ´v ´, para superfícies curvas). E há também o tipo de perfil/lâmina no que toca a dureza: serigrafistas operam com perfis médios (estampas planas e/ou irregulares) de 60 a 75 sh (Shore / unidade de medida do Durômetro), e mais duros, de 70 a 75 sh (para

IC_38_FEVEREIRO_11.indd 5

impressões de meio-tom e grandes formatos). Assim, outro pormenor de suma importância surge na oficina: saber como e quando afiar o Rodo. É que passar e repassar o Rodo exige uma técnica (diga-se: experiência adquirida) que permite manter o mesmo ritmo e a mesma pressão, logo, o Rodo tem um desgaste natural que pode pedir afiação ou troca de perfil. Obviamente, a velocidade e o ângulo operacional do Rodo são de grande importância na produção de uma estampa de qualidade. E não se pode esquecer, lembro aqui o técnico Hajime Otsuka, que se trabalha muito com matrizes feitas para determinados tipos de impressão (ditas matrizes especiais), pelo que conhecer os detalhes técnicos de um Rodo de Impressão é meio caminho andado para a produção de um bom trabalho têxtil e serigráfico. Por isso vos digo: o Rodo de serigrafistas é uma ferramenta tão simples quanto complexa, principalmente quando se quer fazer trabalho profissional, no artesanato ou na indústria. Referências: Hajime Otsuka, Fremplast, Agabê, Gênesis Tintas, Polytex, Sefar, Tec-Screen, Waldo Guimarães, Sylvio Mráz.


9


reportagem LECTRA - EQUIPAMENTOS & SOFTWARES

Uma Ferramenta Chamada

KALEDO

A

importância dos programas de computação gráfica adequados ao desenho e corte industrial na área têxtil é agora vital enquanto recursos tecnológicos de multiuso, porque permitem criar com cores, padrões e escalas, desenvolver e gerenciar a produção de uma ou de milhares de peças. Enquanto isso, o programa gera relatórios técnicos para cada operação em andamento. Um dos programas desenvolvido pela tradicional e sempre em inovação Lectra é o kaledo, cuja aplicação permite a estilistas desenvolverem coleções próprias ou outros projetos a partir de padrões dos clientes. O programa conta com três polos de trabalho: 1 - Kaledo Print. Para produzir estampas rapidamente e a baixo custo, como apresentação de coleções para tomada de decisões; 2 - Kaledo Weave. Com bibliotecas visuais, estilistas podem observar diversos padrões para novas criações e/ou aperfeiçoamentos em tecidos; e 3 - Kaledo Knit. Possui um simulador de Pontos 3D para simulações realistas de tecidos e malhas, visualizar e verificar combinações complexas de fios multicoloridos e malhas estruturadas para obter desenhos. Uma biblioteca de malhas, no padrão do setor, está integrada ao simulador o que limita a compra de amostras caras.

TRANSFERS

Seja na área têxtil, na gráfica, na calçadista, na indústria automotiva e náutica em geral, ou na coureira, assim como na comunicação visual (onde surge a moda em toda sua extensão cultural e mercantil), a Lectra é uma empresa cuja engenharia de maquinário [hardware] e programas de inteligência [software] evolui a cada instante com a demanda de soluções tecnológicas; o aplicativo Kaledo é um entre muitos exemplos da interdisciplinaridade tecnológica da Lectra.

Prensa Térmica Automática

O equipamento PTA 4000 foi desenvolvido pela MOGK para a aplicação de Transfers em camisetas com movimentação do carro térmico e prensagem por sistema pneumático. Possuí controle eletrônico de temperatura, prensagem e retardo de movimento, além de base inferior intercambiável. Características Técnicas da PTA 4000 Alt. Total: 1,57 m; Compr.: 1,47 m; Larg.: 0,60 m; Área Útil: 40x 50 cm; Controle eletrônico de temperatura: 0º a 300º; Controle eletrônico de tempo: 0» a 30»; Controle de retardo: 1,5» a 15»; Potência: 3.500 W; Voltagem Monofásico: 110 ou 220 V; Acionamento: Pneumático; Peso Aprox.: 150 Kg [www.mogk.com.br]

10


Lectra Fashion Platform Soluções integradas do design a produção

lectra.com 11


nossa capa

Jeans / Denim Estilo Que Gera Tendências

M

oda não é só o sobe e desce nas saias, ou o com ou sem bainha nas calças. Devemos ter na memória que as duas guerras mundiais do Séc. 20 levaram mulheres a operarem em ofícios tradicionalmente masculinos, quer na frente quer na retaguarda das linhas bélicas gerando aí um traço simbólico do unissex logo muito bem aproveitado no conceito de vestir iniciado por Chanel, para quem o estilo não se idealiza no sexo, mas no objeto que identifica a personalidade da pessoa que o veste e/ou exibe [Barcellos, 1991]. Depois, e apesar de ser um estilista focado na mulher, SaintLaurent idealizou a moda feminina através do traçado masculino, flexível e de corte perfeito. Na reunião desta moda experimental surge Levi e originalmente com a sua calça masculina para macho que toca trabalho árduo – entretanto, esta calça jean é de tal forma singular e plural que vira marca universal e logo une os sexos pela efervescência de um ideal: a Moda só existe enquanto comunicação visual-sensual entre pessoas intelectualmente jovens. Eis o ideal que une, por linhas diversas, os estilos de Chanel, Saint-Laurent e Levi, mas é com Levi e sua Levi-Strauss Co que a

12

Moda, respeitando aqui também a ousadia de Mary Quant, globaliza estilos para engendrar tendências estético-industriais em torno de um tecido tingido – o Denim. CIÊNCIA & TECNOLOGIA REFORÇAM O DENIM “[...] importa que a eficiência esteja inteiramente subordinada à eficácia”, ensina o Prof. Juarez Freitas, jurista e especialista em questões ecológicas e autor do livro ´Sustentabilidade: Direito ao Futuro´, editora Fórum, 2011]. Existe um modo têxtilserigráfico e sublimático de operar ecologicamente o fazer-vestuário e o conceito jeanswear é parte da revolução industrial que leva bemestar ao cotidiano das pessoas. “a educação para a sustentabilidade convoca uma pedagogia de unidade na biodiversidade” [idem], e é assim que a indústria têxtil em geral e estilistas buscam o reequilíbrio ecológico – e neste foco humanidade-natureza o jeans não é apenas moda, é instrumento de modernidade... O que a pessoa precisa é de estar comodamente protegida, e por isso é que agora, e através de Herchcovitch, em parceria com a Rhodia, surgiu o Denim com fio Emana a permitir um

tecido tecnologicamente perfeito para ajudar até na manutenção da linha corporal... Uma tecnologia têxtil que nos dá a certeza de que a Moda não é um nicho isolado ou de parasitas endinheirados, mas um meio estético e mercantil que envolve progresso e profissionalismo. Eis que Moda é tecnologia interatividade científica a outra pele que o corpo humano quer como sua em estilo e caimento para respirar a liberdade. E hoje, “[...] falar de Moda sem fazer referência ao Jeans/Denim é um insulto sociocultural. A questão nem passa pela universalidade do estilo, mas sim pela arte de costurar e colorir uma peça de vestuário que identifica em qualquer etnia a pessoa de pensamento jovem, ousado e criativo. A industrialização da Moda é uma necessidade mercadológica, vital para vestir bilhões de pessoas no contexto civilizatório da humanidade...” [Macedo, 1988], e por isto, juntar modernidade a aspectos tecnológicos que produzem saúde é um conceito sempre presente no pensar jeans / viver a vida...

Ilustrações: fotos do autor e registros publicamente expostos na web.


especial

Sustentabilidade, Empreendedorismo, Ousadia.

E

xistem, e eu digo existem sempre, possibilidades para um trabalho humano e humanizador. A humanidade é apenas escrava de si mesma e, às vezes, faz disso uma circunstância tão limitadora que cria obstáculos à livre expressão de cada pessoa. Sabemos que “Cabe a cada pessoa um pouco do esforço para levar a nossa civilização ao patamar das vivências sustentáveis”, como diz o escritor João Barcellos quando cita o filósofo Manuel Reis sobre este tema. Também que a maioria das pessoas não ousa, segue as ´modas´ que se apresentam na sociedade, e no caso empresarial é o mesmo: raras são as pessoas empresárias que conhecem o universo além do mundo que é o seu negócio, logo, não têm leitura de cultura geral para ousarem expandir o próprio negócio em harmonia com as necessidades da comunidade ou da nação, e até por causa das novas ferramentas tecnológicas...

É aqui que entra “a primeira fase da sustentabilidade: a percepção da pessoa em si mesma e no seu afazer profissional” [Barcellos, idem]. Ninguém empreende só por abrir um negócio, é preciso ter consciência social e profissional para atuar com e pela qualidade, seja com produtos ou serviços. E em havendo qualidade há, também, harmonia entre a Terra e a Humanidade. Aqui deixo o recado, como empreendedora e como professora, lembrando que este rascunho serviu de base para um trabalho dos meus alunos e alunas.

“Cabe a cada pessoa um pouco do esforço para levar a nossa civilização ao patamar das vivências sustentáveis”

Carlota M. Moreyra – Profª de Artes Gráficas.

Jeans / Denim

Moda Para Todas As Idades & Ambientes

o escritor e historiador João Barcellos fala sobre a importância do tecido denim no comportamento contemporâneo em palestra durante a Agreste Tex, em Caruaru, 18 a 21 de Março de 2014

Paris/Fr., 2014.

denim é tecido virou jeans & moda cultura nossa cotidiana

13


prodv

2ª edição

das 16 às 22h

Eventos paralelos:

SEMINÁRIO TECNOLÓGICO ASSOCIAÇÃO ABTT BRASILEIRA DE TÉCNICOS TÊXTEIS

março a 21 Ude 18 Polo CARUAR - PE Informações:

www.agrestetex.com.br

Apoio:

Apoio:

INFORMAÇÕES:

FCEM SÃO PAULO: (11) 5589.2880 saopaulo@fcem.com.br

14

FCEM FORTALEZA: FCEM PORTO ALEGRE: (85) 3111.0595 (51) 3382.0700 fortaleza@fcem.com.br fcem@fcem.com.br

Empresa Associada:

Promoção:

Realização:


tecnologia

expoprint. com.br

Peles, Couro & Arte Industrial

A MAIOR FEIRA GRÁFICA DA AMÉRICA LATINA EL MAYOR EVENTO DE LA INDUSTRIA GRÁFICA EN AMÉRICA LATINA THE LARGEST EVENT OF THE GRAPHIC ARTS INDUSTRY IN LATIN AMERICA

TRANSAMÉRICA | SÃO PAULO | BRASIL

16 A 22 DE JULHO DE 2014 JULY 16TH TO 22ND • 16 AL 22 DE JULIO

Ao efetuar o seu cadastro gratuito, você ainda recebe informações sobre o mercado gráfico e as novidades dos expositores da ExpoPrint.

U

m dos segmentos da atividade econômica mundial em eterna demanda de tecnologias e de mentes inovadoras é o coureiro. Sempre olhado como “coisa artesanal”, o “trato de peles e de couros” veio a conquistar a apreciação de fabricantes de equipamentos para corte e modelagem ainda no tempo das ferramentas acionadas manualmente; mas, hoje, na era digital, o “trato de peles e couros” possui equipamentos que possibilitam operações industriais com gerenciamento de aplicações tecnológicas e comerciais. Manter e conquistar novos espaços no mercado nacional e internacional, apesar do “custo brasil”, significa operar com valor tecnológico agregado. Segundo a Fimec (feira internacional de peles e couros que se realiza em Novo Hamburgo, Brasil), a indústria coureira do Brasil exportou US$160 milhões em peles e couros no mês de julho de 2012. O valor representa um crescimento de 14,29% em relação ao montante exportado no mesmo período do ano passado. O aumento nas exportações confirma a projeção do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) de recuperar o recuo de vendas para o mercado externo acumulado no primeiro semestre (-2,66%) e, possivelmente, superar 2011 no valor das exportações. Eis aqui a importância das novas tecnologias que, aplicadas no trato de peles e couros, favoreceu toda a cadeia produtiva do segmento. Ainda, e sempre, uma “coisa artesanal”, sim, o “trato de peles e couros” é agora uma arte industrial a utilizar tecnologias de última geração em todos os seus processos operacionais. [jb]

Aproveite e ainda concorra a um iPad! www.expoprint.com.br

ASSOCIADOS AFEIGRAF | ASOCIADOS AFEIGRAF | AFEIGRAF MEMBERS

APOIO ENTIDADES | APOYO ENTIDADS | ENTITIES SUPPORT

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE FORMULÁRIOS, DOCUMENTOS E GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO

APOIO INTERNACIONAL | APOYO INTERNATIONAL | INTERNATIONAL SUPPORT

REALIZAÇÃO | REALIZACIÓN | REALIZATION

ORGANIZAÇÃO E PROMOÇÃO | ORGANIZACIÓN Y PROMOCIÓN | ORGANIZATION AND PROMOTION

15


16

Revista Impressão & Cores | Edição 75  
Revista Impressão & Cores | Edição 75  

Edição 75 - Ano VII - Março 2014

Advertisement