Page 1

ISSN 2176-1345 | Distribuição Gratuita

Ano X - Edição nº 115 - Julho 2017

IMPRESSÃO CORES Notícias do Meio Gráfico, Moda & Têxtil // Comunicação Visual

SERI GRA FIA INCUBADORA DE NEGÓCIOS a poética dinâmica da criatividade mercantil

&

Engº Pedro Fabiano

DARWIN EM PORTUGAL, QUARTA DIMENSÃO E A DECORAÇÃO AUTOADESIVA: O QUE HÁ EM COMUM?


MÁTICOS

CARROSSÉIS AUTO

MINI MCA 2 CORES

MINI MCA 1 COR

CARROSSEL MCA PARA O MUNDO

PRODUTOS 100% NACIONAIS

PTP - 900: 85 x 110 cm PTP-1450: 100 x 145 cm

PRENSAS TÉRMICAS P/ SUBLIMAÇÃO E TRANSFER

CALANDRAS

PTM - 110 85 x 110 cm

MTC 1.800

PTP - 900: 85 x 110 cm PTP-1450: 100 x 145 cm

Fone: 47

vanguarda.art.br

TRANSFER

EQUIPAMENTOS P/ SERIGRAFIA

PRENSA MANUAL P/

CALANDRA

ER PRENSA P/ TRANSF

3323-5844

www.mogk.com.br mogk@mogk.com.br Rua 2 de Setembro, 2.877 - 89052-505 - Blumenau - SC


EDITORIAL

Affonso Sardinha (o Velho) _ do ouro ao ferro a indústria do Brasil

115

EXPEDIENTE Título// Marca de TerraNova Comunic 02.206.278/0001-45 NAE 58822100 Certificado Digital // NF@ Correspondência / / Rua Katia 91 Casa 1 / Pq S. George – Granja Vianna 06708-130 Cotia/SP Edição / Cristiane Ramos [Mtb 39615] João Barcellos Dep. Comercial / Junior Projeto Gráfico / Alô Publicidade Web / Georg Hans Impressão / QuatroCor Gráfica e Editora CONTATO / www.impressaocores.com.br jb@impressaocores.com.br / junior@impressaocores.com.br Redação 11 2690.2021 / JB 9 9966.5246 Contato Comercial / Junior 11 9 6898.3230

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

ed.

O escritor e historiador João Barcellos participou de entrevistas para um programa da Latin American Documentary / Dialeto, em Cotia e em Araçariguama; ele expôs, e tendo as minas de ouro, prata e ferro paulistas como foco, a importância do saber historiográfico para a formatação de uma cultura industrial sobre pilares verdadeiros, como sempre defenderam homens de ´raiz´ como Aziz Ab´Sáber e Roberto Simonsen. Diante da mina de ouro de Ibituruna, hoje Araçariguama, explorada por Affonso Sardinha (o Velho), e, antes, no arraial ferrífero do Cerro Ybiraçoiaba (que hoje faz parte de Iperó), João Barcellos demonstrou a importância daquele colono no desenvolvimento industrial das Américas a partir das (suas) minas a oeste da Sam Paolo dos Campi de Piratinin: um exemplo de empreendedorismo que foi muito além dos quereres da política ultramarina reinol e alavancou uma nova consciência: se “temos indústria, temos nação”. E assim, já na formação de uma ´i(denti) dade cabocla´ (ou mameluca, em geral), o Brasil manifestava nos Sécs 16 e 17 uma vocação industrial que se concretizou no Séc. 20 e alastrou ao Séc. 21. “Perceber em Affonso Sardinha (o Velho) a força ´paulista´ que move o Brasil é identificar nele um empresariado que o é além das crises políticas...

3

Profª Fernanda Marques (especial p/ Revista I&C)

Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

ASSINATURA

12 edições por R$ 50,00 Deposite R$ 50 para TerraNova Comunic, e envie cópia do comprovante e seus dados para revista.ic@uol.com.br ou ligue (11) 2690-2021 BANCO DO BRASIL AG 0916-4 / CC 29845-X

SAIBA MAIS! impressaocores.com.br

Acesse nosso site e fique por dentro de todas as novidades do meio gráfico, moda e têxtil, além das inovações do universo da comunicação visual.

E-Jet VO Grande novidade J-Teck Carrossel automático Excelência MOGK Phenix Máquinas O Mundo da serigrafia ao seu alcance

04/05 MERCADO

Sumário

• Têxteis & Gráficos

• SENAI • Edson _ 21 anos de saber gráfico

08 // ESTAMPARIA & MODA

08 e 09 // REGISTRO

• Produtos ecológicos p/ Estamparia / Agabê

• Vem aí a Maquintex / Fortaleza, 2017 • All Flock

11 // REPORTAGEM

12 // NOSSA CAPA

• Autoadesivo / apontamentos do • Engº Pedro Fabiano

13 // PAINEL

• Nova Impressora Ampla Digital

06 // VITRINE EMPRESARIAL E PERSONALIDADE

10 // ESPECIAL

• Incubadora de Negócios

• Serigrafia: Paixão & Arte

14 // TECNOLOGIA • Perfil de Cores / dicas J-Teck

12 //


MERCADO

Têxteis & Gráficos

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

Outra Leitura

4

Novo Fone: 55 11 2690.2021


O que fazer quando não se percebeu a mudança de paradigma?

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

DE RODA DE conversa nos stands a reuniões de empresas passando pela Digital Textile Conference, durante a Fespa Brasil/ ExpoPrint 2017, um assunto dominante: fazer interagir o convencional e o digital sob um olhar empreendedor entre têxteis e gráficos. A modernidade dos equipamentos e insumos que fazem hoje a Comunicação Visual [da estampa impressa à moda que veste e calça] exige leituras tecnológicas que vão muito além do macete e da apostila. Ora, ser velho não implica desatualização, o problema reside no estar velho e ser antigo. Nada mais cruel e angustiante. Para os têxteis a modernidade chegou mais rápida, enquanto os gráficos deram continuidade a operações tradicionais apesar de terem, também, aquela modernidade batendo na porta. E agora, com serviços virtuais [= arquivos e vendas pela web] já tidos como solução, as rotinas operacionais nas confecções e nas gráficas permitem conexões em tempo real com todos os segmentos gerando bom custo-benefício e zerando desperdícios. O que fazer quando não se percebeu a mudança de paradigma? Adaptar o serviço a uma introdução de novas plataformas operacionais, ou, renovar de uma vez a linha de produção. O que se aconselha é uma renovação de maquinário gradual, certa, estável. A oficina convencional não vai deixar de existir, mas tem de coexistir com a modernidade da era digital. É este novo olhar que têxteis e gráficos têm que adoptar para poderem entrar na nova leitura tecnológica da Comunicação Visual... jb

5

19

2134.1032


VITRINE EMPRESARIAL

SENAI

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

Educação Técnica Socialmente Adequada

6

DEPOIS DA FOGUEIRA e da roda a humanidade percebeu, entre momentos gilânicos (mando de mulher e homem) e momentos androcráticos (mando de homem), e mais estes do que aqueles, infelizmente, que o ato civilizacional passava por ofícios adequados a cada nova era que chegava, e que, a cada nova era outros instrumentos eram construídos para atender a demanda doméstica e mercantil (caça, pesca, habitação, templo). Com a industrialização dos ofícios urbanos (têxtil e mecânica, além da geração de eletricidade) e com a mecanização chegando também à agricultura, a humanidade percebeu a necessidade da educação direcionada aos ofícios – a educação tecnológica entre a alfabetização primária –, pois, não era mais possível passar o saber d´ofício de pai para filho diante do moderno maquinário e ferramentas afins. Surgiu então a escola industrial e comercial para adequar as novas gerações à sociedade industrial. E, já agora, à tecnologia computacional dos modelos binários. Oriundo de uma ocupação escravocrata e patriarcal, ou androcrática, o Brasil demorou a encontrar o rumo educacional

– ora, a primeira escola superior surgiu em 1907: a Escola Livre Universitária de Manáos, por iniciativa privada – e, no mesmo século, 40 anos depois..., a Indústria uniu-se ao Estado e fez surgir o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – o SENAI, que hoje, no Século 21, é a principal plataforma de educação tecnológica com ensino médio e superior. Um dos ideólogos da indústria brasileira aferida segundo uma cultura própria foi Roberto Simonsen: para ele, e ainda o SENAI era uma questão visionária, era preciso formar tecnólogos a par de uma elite empresarial com condições políticas de alavancar a sociedade diante do desafio industrial. Deve-se a empresários e técnicos como Roberto Simonsen o desenvolvimento da educação técnica no Brasil sob a perspectiva do progresso na harmonia social e econômica. Nada é possível sem o ensino criativo, não o da apostila ditatorial que destrói a intuição e a inovação, mas o da criação em ciência e tecnologia. Este foi e é o caminho traçado e trilhado pelo SENAI e que hoje é a tábua de salvação do Brasil na mão-de-obra qualificada. _ João Barcellos [Fespa, 2016]

PERSONALIDADE

EDSON DESDE QUE AS compactas e quase ´caseiras´ plotters de recorte alteraram o modus operandi da comunicação visual, o mundo gráfico, que também é parte desse universo, obrigou-se a um reajuste comportamental e industrial... Nos últimos 21 anos, na região de Cotia, na Grande São Paulo, um personagem ganhou destaque: Edson. Ele mesmo. Entre afazeres socioculturais (bandas, fanfarras, etc.) Edson Caetano desenvolveu saberes para se tornar também referência na solução de demandas gráficas. Celebra agora 21 anos de sucesso pessoal e empresarial dizendo-se pronto para continuar a jornada.

Conheça a qualidade dos instrumentos de Fixação Sob Pressão, em PVC

PLÁSTICOS HIRAN Fone (11) 2258.5546 / Fax (11) 2258.7102 Rua Felisberto Freira, 483 - São Paulo - SP

plasticos.hiranltda@hotmail.com

VENTOSAS para qualquer FINALIDADE


www.maquintex.com.br

Apoio:

Informações:

FCEM SÃO PAULO: (11) 5589.2880 saopaulo@fcem.com.br

Agência de viagens oficial:

FCEM PORTO ALEGRE: (51) 3382.0700 fcem@fcem.com.br

www.feiratur.com.br

Empresa Associada:

Promoção:


ESTAMPARIA, MODA E TÊXTIL

AGABÊ

Removedor Ecológico de Resíduos de Tintas Têxteis

REGISTRO

MAQUINTEX 2017 Signs Nordeste / Femicc

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

Fortaleza-CE, 2017

8

UMA DAS PREOCUPAÇÕES do impressor é o momento da limpeza de suas matrizes. Pois sempre surge aquela pergunta. Como conseguir uma limpeza que seja eficaz, rápida, que não polua o meio ambiente e claro, que seja barato? A Agabê, em parceria com a Remco Chemie (Alemanha), fabrica solventes ecológicos e químicos para equipamentos de limpeza e reaproveitamento de matrizes serigráficas possui o VARIOCLEAN S 4379 que é um limpador sustentável ideal para limpeza de tintas à base de água e a Plastisol. VARIOCLEAN S 4379 é um produto concentrado e muito versátil, que pode ser diluído conforme a necessidade. Desbloqueia telas durante e após as impressões. Pode ser recuperado por floculação, baixo nível de odor e melhor utilização quando trabalhado por recirculação. Além disso, possui alto ponto de fulgor, classificados como não inflamável sem trazer risco a saúde dos operadores.

www.agabe.com


RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

Com a uma boa concentração de plantas industriais e comércio e serviço afins, a região nordestina do Brasil opera com uma média de 20.000 compradores. Entre máquinas e suprimentos para têxtil digital, sinalização, estamparia sublimática e serigráfica, embalagem, etc., a Comunicação Visual nordestina está ativa e, mais, criativa. Cerca de 19.000 empresas empregam 210.000 pessoas e fazem girar 21,5 bilhões de reais anualmente. Com tais índices socioeconômicos é que a Maquintex, que engloba as feiras Signs Nordeste está na 5ª Edição, e a Feira de Máquinas para a Indústria Coureiro-Calçadista / Femicc, sob a primorosa organização do Grupo FCem, também responsável pela Febratex (BlumenauSC), a TecnoTêxtil (São Paulo – SP) e a Agreste Tex (Caruaru-PE). O que foi a ´civilização do couro´ e celeiro agropecuário e algodoeiro do Brasil imperial e republicano, é a hoje reduto de tecnologias de última geração científica e fazendo do Brasil uma parte da ´era digital´. [www.signsnordeste.com.br]

9

A empresa ALL FLOCK está já há 25 anos no ramo de veludos e comercialização de flocos (nylon, poliéster, algodão, etc.), e comercializa também PIGMENTO PEROLADO e GLITTER de alta qualidade para diversos segmentos do mercado, como produtos para a Indústria (automotiva, coureira, cosmética, etc.), a Embalagem, Decoração, Revestimentos, além dos mercados Escolar e Moda. A sede fica na cidade de Mairinque, próxima à Capital, no interior paulista, e também possui escritório/showroom no centro da Capital. Com preço, qualidade e ótimo atendimento, a empresa tem o importante diferencial: alta gama de produtos e cores associado a entrega imediata de produtos.

Rodov. Raposo Tavares, Km 67,5 / nº998 _ Distrito Industrial / Mairinque – SP Fone: (11) 4246.0800 / E-mail: contato@allflock.com.br Em SÃO PAULO: Rua Rodovalho da Fonseca, 96 / Bº Pari, Fone (11) 2359.2351


ESPECIAL

se é

Incubadora de Negócios

comercial digital editorial Rótulos embalagem comunicação visual têxtil

A “arte mercantil exige criatividade aliada a saberes d´ofício” disse eu, em conversa com gente moça de todas as idades na Febratex, evento realizado na Sampa pela FCem, no início de 2017. Um setor do evento foi dedicado à amostragem do que é e deve ser uma ´incubadora de negócios´, e tudo ali chamou a atenção. Entretanto, a poética elegância de uma bicicleta a servir de suporte para uma banca móvel despertou-me para imagens que há muitos anos atrás me deixavam curioso em países europeus: a dinâmica de uma estética mercantil cuja leveza abre espaços de diálogo nesse ambiente. Semanas antes, na Fespa Brasil, promovida pela AP&S, também na Sampa, pude observar o mesmo estilo na exibição da Alko em torno de produtos autoadesivos para decoração de ambientes e veículos, e que se tornou uma festa dentro da feira. Por isso é que o conceito ´alavancar negócios em incubadoras´ é uma referência cada vez mais aplicado, até para, e principalmente, apoiar o jovem empreendedorismo. jb

impressão

é expoprint 2018 inscreva-se agora no maior evento de impressão das américas

www.expoprint.com.br 20 a 24 de Março, 2018 - São Paulo - SP - Brasil Expo Center Norte - Pavilhões Azul e Branco

APOIO ENTIDADES | ENTITIES SUPPORT | APOYO ENTIDADS

APOIO INTERNACIONAL | INTERNATIONAL SUPPORT | APOYO INTERNATIONAL

03/07/2017

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE FORMULÁRIOS, DOCUMENTOS E GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO


REPORTAGEM

Darwin em portugal, quarta dimensão e a

decoração autoadesiva:

o que há em comum?

da Adesivação” que são a tradução mais perfeita da “Lei de Darwin” no que se refere á adaptação das espécies. Como vimos, a Lei da Evolução se aplica a diversos segmentos em que a espécie humana, através de sua capacidade de criação de soluções que venham melhorar a vida em todas as dimensões. A quadrimensionalização da Decoração de Ambientes, com repaginações de móveis e demais produtos, através de tecnologias computacionais, está aí para terem esta teoria aplicada para as espécies evoluídas.

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

EM

RECENTE ARTIGO falamos sobre um Darwin generoso que permitiu ao mundo uma óptica atemporal de sua existência, embora trouxesse em seu bojo uma Teoria Evolucionista em que o Tempo seja um fator preponderante e protagonista. Em nossa I&C tivemos na edição de junho p. p. (nº 114) onde Castro resgata em seu genial artigo as falas de nosso Barcellos, quer seja, a quadrimensionalidade e suas relações com o movimento, tecnologias e estilismos. Ao descortinar o século 21 o mundo lusófono recebeu um ilustre regalo, que pululava em mentes acadêmicas, ávidas de saberes, pelas bancas da Universidade de Coimbra, ora feita em comemorado lançamento editorial, que perpetrou inda mais os escritos da Doutora em História, Ana Leonor Pereira. Este compêndio, “Darwin em Portugal [1865-1914] – Filosofia. História. Engenharia Social” trouxe a visão do Povo oriundo da “Portus Cale”, quer seja pelo viés do “Belo Porto” do latim dos romanos, quer seja “Porto Quente” dos gregos, que enfim cedeu o gentílico ao “Povo Castro” da já então dourada região da “Callaeci”. Isto posto, saúda-se a leveza com que Portugal recebeu a recém-lançada “Origem das Espécies” de Charles Darwin. Como o universo conspira e há sempre uma congruência astral promovendo uma espécie de “solstício de ideias” o nosso Castro traz a baila os falares de Barcellos; e foi outro Castro (o botânico coimbrão Júlio Henriques) que trouxe para Portugal (herdeiro do Povo Castro) a “Teoria de Darwin”, amenizando aqueles anos de turbulências da vida do cientista, que sofria com as disputas de egos de outras nações europeias. Dito isto, temos aqui o que os matemáticos denominariam um “sistema de equações” com diversas [aparentes] variáveis, mas em fato, não incógnitas. Vamos então à resolução deste, colocando em evidência o fator “Tempo” comum a Darwin, Castros, Barcellos e quartadimensionalidades. Assim teremos: Tempo é o que falávamos naquele artigo mencionado e veiculado com outro mote. Tempo é o que o Autoadesivo Decorativo permeia em sua “evolução específica” E dizíamos, quando Charles Darwin, há quase dois séculos, propôs a Teoria da Evolução das Espécies, nem de longe conceberia que as espécies também promoveriam a evolução natural de seus meios e habitats. Barcellos sabiamente encontrou a quarta dimensão no “movimento virtual” (se me permite o amigo) e este por motivadores tecnológicos. O movimento permite que o objeto da arte, quer do estilista ou da mídia de última geração, faça um deslocamento no Tempo e no Espaço, aí sim alinhadíssimo com o conceito da 4ª. Dimensão! Nesta linha evolutiva estão os Adesivos Decorativos de Alto Valor Agregado, que representam a última geração em solução para decorações e revestimentos (envelopamentos), que veem em salvação dos profissionais das áreas de Arquitetura e Design de Interiores, bem como os “Artistas

PEDRO FABIANO _

11

Engenheiro Industrial c;/ pós-graduação, pela USP, em Gestão de Projetos e Qualidade. Atua há mais de 15 anos como Professor e Coordenador em Universidades e Faculdades de Engenharia e Gestão de Qualidade, além de Consultor Empresarial para Gestão de Negócios, Processos de Produtividade.

“The SGIA Expo is a mustattend for anyone who wants to survive, thrive and succeed in this fast-changing industry.”

GET JAZZED. The next chapter in your imaging success story starts at the 2017 SGIA Expo (New Orleans, October 10–12). Join us for three days exploring aisles filled of the industry’s major suppliers, connecting with the top names in imaging and learning new ways to make your business better. The SGIA Expo is the largest imaging event in North America, with 540 exhibitors and a complement of top-notch education opportunities led by the biggest names in graphics, garment, installation, printed electronics, signs, industrial, package and commercial printing.

Miss it, and you’ll be singing the blues.

Register at

SGIAExpo.org.

540 exhibitors

40+

educational options

3

days of opportunity

COUNTLESS possibilities


CAPA

SERI GRAFIA RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

Paixão e Arte

12 POIS, É, temos um tecido de tantos fios, uma tinta base d´água para estampas convencionais, outra, plastisol para estampas mais criativamente ousadas na sua expressão de impacto visual, e um sistema de impressão que se presta a tudo isso, artesanal e industrialmente. Eis a Serigrafia [ou, Silk-Screen]. Um processo que permite gravações de todo o tipo em objetos – e raros são os que não servem para serem serigrafados/silkados – num diálogo artístico, acadêmico e mercantil. Além dessas opções de estampa/gravação, a Serigrafia é um instrumento de preparação para papeis especiais na gravação de conteúdos para Termotransferência [ou, estampa sublimática] atendendo a todos os estilos da Moda. Por outro lado, é serigrafando que a maioria da Sinalização, funcional ou não, em material rígido ou na flexibilidade e transitoriedade da película de vinil autoadesivo, surge em nosso cotidiano. Eis que a Serigrafia é ela mesma um mercado que atende demandas de vários segmentos publicitários e industriais. A pessoa que vivencia este cotidiano artístico-industrial é serigrafista por paixão e arte: “O momento em que a matriz é revelada mostra a concepção do produto que, puxado o rodo sobre a tinta, nos dá mais uma arte”, diz a Mariana d´Almeida y Piñon, professora de artes visuais em Paris/França, e colaboradora habitual da Revista I&C e do Grupo de Debates Noética. Já a professora de artes gráficas, Carlota M. Moreyra, também em Paris e também nossa colaboradora, diz ser “[...] impossível ´fugir´ da Serigrafia quando, entre máquinas e máquinas gráficas, optou-se por finalizar uma arte puxando o rodo agregando-lhe valor artístico e comercial: Serigrafia é sinônimo de arte gráfica na sua total pluralidade acadêmica”. Apreende-se de tais comentários especializados que a Serigrafia é uma paixão e uma arte. E onde quer que se vá e olhe, lá estão a matriz e o rodo... João Barcellos


PAINEL

CROMAX 1700S DENTRO de sua filosofia de estar atenta e atender às principais demandas do mercado nacional, a AMPLA Impressoras Digitais  surpreende mais uma vez no segmento de impressão de grandes formatos com o lançamento da  CROMAX 1700S, uma impressora digital  Eco-Solvente  de porte  Profissional  com a melhor relação custo/benefício do mercado.  Disponível na largura de 1,62m, a  CROMAX 1700S utiliza a tecnologia jato de tinta micropiezo que entrega resolução de até 1440dpi, garantindo excelente qualidade de impressão. A nova impressora  ganhou também uma tinta eco-solvente desenvolvida especialmente para ela, a  AMPLA CR-DX Plus, uma tinta original que entrega excelente performance com baixo custo de produção. AMPLA DIGITAL oferece a qualidade, suporte técnico, manutenção e garantia, enquanto única fabricante da América Latina de equipamentos de impressão digital para grandes formatos.

REDUZA CUSTOS

// CROMAX 1700S x Consórcio Contemplado AMPLA // A nova CROMAX 1700S Profissional Eco-Solvente  pode também ser adquirida por meio de um inovador formato de financiamento lançado pela  AMPLA  recentemente: o  Consórcio Contemplado AMPLA,desenvolvido em parceria com o Banco do Brasil, que tem como objetivo fomentar negócios de vendas de equipamentos atuando como uma alternativa ao crédito bancário. A ação consiste na aquisição de cotas contempladas, transferidas para o cliente, que precisa dispor de apenas de uma entrada correspondente a cerca de 35% do custo total do equipamento a ser adquirido. O valor restante será financiado pelo  Consórcio Contemplado AMPLA  em prazos que variam de 24 a 36 meses, e a garantia poderá ser, na maioria dos casos, coberta pela própria impressora adquirida. Simulação de Compra: Entrada – R$12.900,00 / 1ª Parcela de R$1.990,00; da 2ª à 12ª Parcela o valor é R$1.730,00, demais parcelas no valor de R$590,00. E não é necessário que o cliente tenha conta no Banco do Brasil e o custo total desta operação - com a soma das taxas de administração, fundo de reserva e correções monetárias - são menores que as cobradas pelo mercado convencional de financiamento bancário para pequenas e médias empresas. Toda a operação será concretizada mediante análise e aprovação de crédito pela Instituição financeira responsável pela administração do Consórcio.

LINHA SEMI-INDUSTRIAL ELITE SOLVENTE e LED UV

LINHA INDUSTRIAL FLATBED LED UV

DE PRODUÇÃO E AUMENTE SEUS LUCROS COM AS IMPRESSORAS DIGITAIS AMPLA LINHA INDUSTRIAL NEW TARGA XT SOLVENTE e LED UV

VENDAS NACIONAIS 41 3525 9300 www.ampladigital.com.br

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

Ampla lança impressora Eco-Solvente

13


TECNOLOGIA

Perfil de Cores

RevistaImpressão&Cores-ed115.pdf

J-Teck / Sublimação Digital

PARA TER um perfil de cores adequado em seu equipamento é necessário o uso de um software/rip de impressão. A J-Teck é revenda autorizada no Brasil do Software Wasatch. Nos equipamentos de grande porte vendidos pela J-Teck este software já está no pacote para que o cliente possua maior tranquilidade. É muito importante que todos os operadores de pequeno e grande formato tenham noção dos programas que irão utilizar em seu computador, pois, esse conhecimento pode fazer total diferença no resultado da impressão. Para quem se inicia na sublimação digital a J-Teck sempre orienta uma visita de estudo ao show-room, onde as tecnologias são exibidas ao pormenor. Na aquisição de impressoras na J-Teck, a equipe técnica fornece, além da instalação, um atendimento de instrução de como operar o equipamento e como otimizar a produção. Um software de impressão permite que se faça o perfil de cores para estampas com fidelidade de cores, cálculos de custos, cortes mais fáceis, encaixes para menor uso de papel, entre muitos outros benefícios. /// www.j-teck3.com.br /// 47-3267.8400 ///

14

Máquinas de Solda JOBPLAS para Flexíveis e Rígidos com Acionamento Pneumático O historiador, escritor e editor JOÃO BARCELLOS faz palestras sobre tecnologias de impressão convencional e digital. Senior S10 Automática p/ laminados PVC

Master S10 MDE p/ embalagens

JOBPLAS (11) 3974.8833 - www.jobplas.com.br

jb.escritor @uol.com.br


CONHEÇA O UNIVERSO TECNOLÓGICO DA CHIGUETO E IMPULSIONE SEU NEGÓCIO! PRENSA BOTTON

Com matrizes para fabricação de bottons, chaveitos, botton imã, espelho e abridores. Tamanho das matrizes: 2,5 / 3,5 / 4,5 / 5,5 / 6,5 / 8,8 cm e quadrado de 5,1 cm. Todas fabricação própria.

EFEITO AMASSADO EM JEANS com Prensa Térmica Pneumática Prensa Térmica Pneumática projetada para produzir efeito amassado em jeans. É a PJ 150, desenvolvida para ser operada com facilidade e rapidez, agora com acionamento por pedal.

Informações Técnicas: Forma Côncava: 13,8x15 Potência: 1,8 Kw Consumo de Energia: 0,9 Kw/H Voltagem: 220 v Dimensões: 32x78 cm

EFEITO AMASSADO MODELOS

INFANTIL E ADULTO

PRENSA TÉRMICA PARA ETIQUETAS Especialmente projetada para etiquetas em bobinas de até 60 mm de largura, este tipo de prensa (com 12 modelos) adequa-se a diversos tamanhos de etiquetas. Com leitor de tarja, esta prensa dá qualidade e maior produtividade. Informações Técnicas: As etiquetas são gravadas com impressora térmica monocromática; a temperatura da placa é de 200ºC e o tempo de 2 segundos; os rolos de papel são comercializados na largura de 3,5 cm ou 5,5 cm, e comprimento de 150 m. Este tipo de etiquetas pode ser aplicado em tecido de fibras naturais, sintéticas e mistas.

PRENSA TÉRMICA PNEUMÁTICA PF 1460

(11)

2402-4740

Fábrica, Loja e Show Room Rua Padre Geraldo Malzerol, 90 Jd. Santa Emília - Guarulhos / SP

Outros modelos de prensas e linha de bottons em www.chigueto.com.br

PRENSA TÉRMICA PNEUMÁTICA c/ Placa Móvel, Braços Fixos nos Formatos PL 500 (40x50 cm), PL 150 (8x15 cm), PL 430 (37x43 cm)

PRENSA TÉRMICA MANUAL

MD 500, nos Formatos 22x33, 35x35, 37x43, 40x50, 45x55 e 51x71 cm


Somos uma empresa certificada e nossos produtos acatam as questões ecológicas. Utilizando nossas tintas sua empresa terá qualidade, tecnologia e saúde. FAÇA PARTE DO TIME J-TECK.

J-Teck Global Tintas Digitais Ltda Tintas e produtos para sublimação digital

MATRIZ Rua Panamá, 333 | Bairro das Nações Cep: 88338-185 - Balneário Camboriú | SC

FILIAL – SP R. Ten. Pena, 75 - Bom Retiro, São Paulo - SP 11 3473-6323 | 11 3473-6443

Fone/Fax: 47 3267-8400 Email: vendas@j-teck3.com.br

Visite nossos Showrooms

47

99945-8752

J-Teck3

JTeck3

www.j-teck3.com.br

Revista Impressão & Cores | Edição 115  
Revista Impressão & Cores | Edição 115  

Edição 115 - Ano X - Julho de 2017

Advertisement