Page 1

ISSN 2176-1345 | Distribuição Gratuita

Ano IX - Edição nº 105 - Setembro 2016

IMPRESSÃO CORES Notícias do Meio Gráfico, Moda & Têxtil // Comunicação Visual

Sem limites..., é o que se pode dizer das tecnologias aplicadas à Estamparia e à Moda, gerando uma Comunicação Visual de alto nível em beneficiamento e acabamento.

o mundo da Estamparia & Moda na Febratex 2016

Cura ultravioleta na Impressão


CARROSSÉIS AUTOMÁTICOS

TECNOLOGIA CONFIÁVEL TEM NOME PRODUTOS 100% NACIONAIS

CARROSSEL MCA

MINI MCA 2 CORES

SR-4 Prensa térmica Para etiquetas Em bobina

MANUAIS

PTP-660: 96 x 66 cm

PTP-400 Dupla 40 x 50

PTM-40 40 x 50

PTM-42 Dupla 31 x 42

PTM-80 80 x 65

PTP - 15

MTCF 500

MTCF 250

PTP - 900: 85 x 110 cm PTP-1450: 100 x 145 cm

vanguarda.art.br

AUTOMÁTICA PTA-4000: 40 x 50 cm 52 x 72 cm

P/ JEANS PTI-5 Dupla Jeans

CALANDRAS

AUTOMÁTICAS E SEMI-AUTOMÁTICAS

PRENSAS E CALANDRAS P/ SUBLIMAÇÃO E TRANSFER

MINI MCA 1 COR

MTC 1.800

EQUIPAMENTOS P/ SERIGRAFIA MISTURADORES DE TINTA POLIMERIZADEIRA /SECADORA

MESA ELÉTRICA DUPLA

Elétrica e a Gás Modelos sob consulta

MULT-MIX

Fone: 47

MTVR-20

MT-70

3323-5844

www.mogk.com.br mogk@mogk.com.br Rua 2 de Setembro, 2.877 - 89052-505 - Blumenau - SC


EDITORIAL

Tecnologia & Custo-Benefício 105

EXPEDIENTE Título// Marca de TerraNova Comunic 02.206.278/0001-45 NAE 58822100 Certificado Digital // NF@ Correspondência / / Rua Katia 91 _ Casa 1 / Pq S. George – Granja Vianna 06708-130 Cotia/SP Edição / Cristiane Ramos [Mtb 39615] João Barcellos Dep. Comercial / Junior Projeto Gráfico / Alô Publicidade Web / Georg Hans Impressão / QuatroCor Gráfica e Editora CONTATO / www.impressaocores.com.br jb@impressaocores.com.br / junior@impressaocores.com.br Redação 11 2690.2021 / JB 9 9966.5246 Contato Comercial / Junior 11 9 6898.3230

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

ed.

Em um dos ´papers´ (sobre os quais me pediu opinião e achegas, o que muito me honra) preparados para uma série de aulas sobre custo-benefício gráfico, em Paris, a professora Carlota Maria Moreyra, especialista em Artes Gráficas, fixou ponderações num ponto: “a importância do saber tecnológico”. Habituada a tratar diretamente com artistas e industriais, a professora conhece os meandros mercantis que embasam o ramo, tanto o francês-europeu como o brasileiro, no qual se formou, e por isso repassa à jovem comunidade acadêmica esse saber. Para ela, “o lucro só tem importância quando acompanhado de uma produção de qualidade” e “a qualidade surge somente da mente e das operações competentes dos agentes especializados”, e então, “também o empresariado deve se aprimorar no saber tecnológico para gerenciar adequadamente o seu negócio e não ficar à mercê de especulações”. Tais ponderações demonstram que um novo conceito acadêmico de aprender-fazendo marca ponto nas universidades. Esse ´paper´ chamou a minha atenção e acrescentei alguns pontos do meu conhecimento editorial sobre o meio gráfico – pontos que, de certo modo, completaram o raciocínio da amiga e mestra brasileira na Cidade Luz. E é verdade: no Brasil e no Mundo o empresariado vem se preparando melhor para gerenciar o saber tecnológico e, a partir dele, colher um custo-benefício adequado.

3

João Barcellos

Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.

ASSINATURA

12 edições por R$ 50,00 Deposite R$ 50 para TerraNova Comunic, e envie cópia do comprovante e seus dados para revista.ic@uol.com.br ou ligue (11) 2690-2021 BANCO DO BRASIL AG 0916-4 / CC 29845-X

04/05 MERCADO

Sumário

• Acrílicos Plasttotal • SPGPrints & Javelin • Vestuário / Curso Superior Senai

07 // ESTAMPARIA & MODA

09 // REGISTRO

• Cura UV na Impressão

• Notas (Letra / Metalnox Digital)

11 // REPORTAGEM

12 // NOSSA CAPA

06 // VITRINE EMPRESARIAL E PERSONALIDADE • J-Teck na Febratex • Pompeo Madeira

10 // ESPECIAL

• Cabeças de Impressão

SAIBA MAIS! impressaocores.com.br

Acesse nosso site e fique por dentro de todas as novidades do meio gráfico, moda e têxtil, além das inovações do universo da comunicação visual.

E-Jet VO Grande novidade J-Teck Carrossel automático Excelência MOGK Phenix Máquinas O Mundo da serigrafia ao seu alcance

• Chame um Técnico

13 // PAINEL

• Mogk recebe Prêmio

• O Mundo da Estamparia & Moda na Febratex

14 // TECNOLOGIA • Jobplas / tecnologia brasileira • Cacoal / polo confeccionista

07 //


RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

MERCADO

PROJETOS PARA comunicar visualmente têm hoje uma ampla gama de produtos, e um deles é a aplicação de acrílico, tanto em chapa como em tarugo (cavilha). O mercado produz chapas espelhadas com coil coating (desempenho de adesão e carga mecânica), i.e., com tal tratamento a chapa não descasca nem distorce a imagem. Projetar comunicação visual com tarugos acrílicos e aplicação de iluminação Led é uma das opções nos ramos da publicidade e da decoração. A empresa Plasttotal, sediada em São Paulo, disponibiliza tarugos de cores sólidas, em vários diâmetros, filetados e com bolhas.

Tarugo Acrílico & Led

PASTTOTAL [www.plasttotal.com.br]

4

Curso Superior de Tecnologia em Produção de Vestuário

Novo Fone: 55 11 2690.2021

O Curso Superior de Tecnologia em Produção de Vestuário, ofertado pela Faculdade de Tecnologia SENAI Antoine Skaf, passou, recentemente, por uma adequação em sua oferta para melhor atender as necessidades da Cadeia de Valor Têxtil, Moda e Confecção. O curso oferece  40 vagas no período noturno e  é  reconhecido pela Portaria MEC n.º 3.635, de 19/12/2002, publicada no DOU de 20/12/2002. Os cursos superiores de tecnologia mantidos pelo SENAISP são correspondentes à educação profissional tecnológica de graduação e destinam-se a interessados que tenham concluído o ensino médio. Ao concluir a fase escolar do curso e o estágio supervisionado o aluno receberá diploma de tecnólogo, com direito a prosseguimento de estudos em nível de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu. //// As inscrições para o próximo processo seletivo estarão abertas a partir das 14h do dia 01/09/2016 às 21h do dia 26/10/2016 e poderão ser efetuadas via internet. O edital completo e o link para inscrições estão disponíveis no site: www.sp.senai.br/ textil O aluno poderá contar com políticas de desconto das mensalidades  ou optar pelo Financiamento Estudantil do SENAI-SP. Este modelo de financiamento permite ao aluno  que apresentar renda per capta de até 3 salários mínimos pagar as 36 mensalidades após 6 meses de sua formatura.


MERCADO

SPGPrints Javelin

EIS O PRÓXIMO passo na revolução de impressão digital têxtil... JAVELIN® (scanning). Este equipamento complementa a impressora digital PIKE® da SPGPrints, ou seja, estende a impressão digital a pequenas empresas e aquelas que, por enquanto, não possuem trabalhos que se beneficiariam da capacidade digital de grande escala. Utiliza a mesma Tecnologia Archer® da impressora PIKE® para imprimir com jatos de tamanhos variados a precisamente 4 mm, com resoluções de até 1200 dpi, sendo que as mesmas cabeças de impressão Fujifilm Samba são utilizadas na PIKE® e JAVELIN®, oferecendo diversas opções de secagem (gás, elétrica e vapor) para atender aos requisitos de produção.

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

LANÇA NO BRASIL A

5


VITRINE EMPRESARIAL

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

J-Teck Global um time que dá certo

6

COM UM ESPAÇO de 110 m², a J-Teck Global participou da Febratex, que ocorreu entre 9 e 12 de agosto de 2016, em Blumenau. A empresa apresentou novidades para o mercado da sublimação digital, com destaque para 5 impressoras estampando com tintas J-Teck3. Das possibilidades de conversões de equipamentos e produtos para sublimação digital às tintas para cabeça de impressão Panasonic, Kyocera e Ricoh, os clientes encantaram-se com as tintas Fluo, que permitem utilizar Pink e Yellow para estampas diferenciadas e com cores fortes, vibrantes, como é o caso do preto bem-preto e vermelho bem-vermelho. Eis o detalhe: a J-Teck Global demonstrou o que é uma boa tinta para sublimação digital. Por outro lado, a empresa demonstrou como a tinta seca, que produz muito mais, mantém a vida útil das peças (além de cores fortes); este desempenho técnico e comercial mantém a J-Teck em alta posição no mercado e é fundamento essencial para as parcerias com clientes das áreas de fitness, esportiva, moda, comunicação visual, produtos para cama/mesa e banho, infantis, enquanto outros visitantes buscaram expandir seus negócios com a J-Teck. O suporte técnico é feito por telefone e no local das empresas, além da rede de distribuição e técnicos em todo o Brasil. Durante a Febratex, a empresa teve no stand a diretoria e responsáveis pela Wasatch, Infiniti e D-GEN. É a importância do pós-atendimento e a expansão do conhecimento acerca da sublimação digital. J-Teck é um time que dá certo, proporciona aos clientes as informações com profissionalismo e com responsabilidade, além de que os produtos são ecologicamente corretos. E você? Faça parte deste sucesso também! Seja um[a] cliente J-Teck. Faça contato com a equipe e receba explicações sobre tudo o que à estamparia digital diz respeito. [ fone 47-3267.8400 / www.j-teck3.com.br ]

PERSONALIDADE

Pompeo Madeira De Experiência Feito

EU APOIO A MODA BRASILEIRA Saiba + marketing.brazil@lectra.com

A IMAGEM da pessoa que executa estratégias é a imagem da experiência, na maioria das vezes. E com ele não poderia ser diferente: dirige a feira internacional têxtil – a Febratex – já lá vão quinze edições e mantém uma equipe que se espelha nele mesmo para produzir o sucesso do empreendimento. Nem toda a pessoa pode desfrutar de tal circunstância, e só mesmo aquela cuja experiência se fez (e faz) com os pés no chão podre abrir os braços ao mundo. É o caso de Pompeo Madeira [Hélvio Roberto], que se habitou a disseminar o conhecimento tecnológico em feiras Brasil afora. Com o sucesso da 15ª Edição da Febratex, ele é o nosso homenageado, ação editorial que se estende à sua Equipe.


prodv

O ponto de encontro de

NEGÓCIOS da cadeia

têxtil

25 • 28

Abril de 2017

Anhembi

São Paulo - SP - Brasil

FINTT FebraTêxtil Tecnotêxtil Brasil Tecnologia Têxtil • Tecidos • Aviamentos • Lavanderia • Nãotecidos e Tecidos Técnicos

feirafintt.com.br

Co-realização FINTT:

INFORMAÇÕES: FCEM SÃO PAULO: (11) 5589.2880 saopaulo@fcem.com.br

febratextil.com.br

FCEM PORTO ALEGRE: (51) 3382.0700 fcem@fcem.com.br

Co-realização Febratêxtil:

tecnotextilbrasil.com.br Promoção:


ESTAMPARIA, MODA E TÊXTIL

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

U.V.

8

ESTA TECNOLOGIA de aplicação está no Brasil desde os Anos 90 do século passado, mas começou a ganhar espaço/mercado no início do Séc. 21 com a sua inserção também na impressão digital [plotagem], pois, era aplicada no sistema serigráfico, flexo e off-set, na cura de tintas e de vernizes, assim como no ramo moveleiro. A aplicação da Cura UV é um diferencial ecoindustrial, porque as tintas e vernizes têm formulações com ausência de compostos orgânicos voláteis [VOC´s / Volatile Organic Compounds], a par de um consumo de energia mais em conta do que o consumo com equipamentos convencionais. Além de promover a secagem/cura do material instantaneamente, o sistema trouxe a possibilidade de impressão de camadas múltiplas, logo, uma geração de imagens em relevo e texturas mais criativas. Por outro lado, este processo elimina o risco de perda de material porque a impressão é feita diretamente, então, perda só existe se o equipamento não estiver devidamente ajustado [luz/ lâmpada, espelho, etc.] ou com manutenção errada.

Empresas do Ramo _ Marabu, Speed Screen, Econolite, Phenix Máquinas, Gênesis, Phoseon Technology, Germetec, HP, Fremplast, UVTronic, Epson, Océ, Roland DG, Agfa, Tec-Screen, Bally, entre outras.

A importância da Cura Ultravioleta na impressão, convencional e digital

O QUE É CURA POR ULTRAVIOLETA? A película de tinta aplicada no material vai do estado liquido ao estado sólido quando, passando no forno [luz e espelhos] recebe a radiação ultravioleta promovendo ligações químicas, i.e., reticulação [elos poliméricos interligados] ou polimerização entrecruzada [monômeros gerando uma macromolécula] nas substâncias reativas que estão na formulação. Entre os componentes da tinta está um que é de grande importância: o fotoiniciador. Quando a radiação ultravioleta quebra a ligação dos átomos do fotoiniciador obtemos radicais livres [moléculas], por seu turno obtidos na ligação entre os monômeros [solvente] e oligômeros [resina], quando ocorre a reticulação. No meio gráfico/serigráfico convencional a Cura UV é uma realidade em todos os segmentos pelo custo-benefício gerado, mas a sua aplicação na plotagem [impressão digital] aumentou o leque de vantagens técnicas, artísticas e comerciais. Material tipo semirígido e flexível, como MDF, PVC (também expandido), lonas, vidros, autoadesivos, aço, acrílico, etc., é hoje estampado/decorado com cores vivas e alta resolução, uma vez que a tecnologia LED UV [LED / Light Emitter Diode _ componente eletrônico semicondutor] é ideal, por ex., para a cura no sistema jato-de-tinta digital.


REGISTRO

LECTRA & SENAI BLUMENAU

METALNOX DIGITAL

DIANTE DE cerca de 150 profissionais do segmento de impressão digital, a Metalnox Digital apresentou as suas soluções tecnológicas. A empresa organizou um workshop na fábrica, situada em Jaraguá do Sul, em agosto de 2016. Equipamentos como a EVOX mtx8, que permite a impressão direta em tecido com pelo menos 50% de algodão, a Sublimática ePrint Super Strong, para moda fitness, promocional, sinalização e decoração, e a Calandra Metalnox CMD 1800 série II, para estampar peças cortadas e na transferência de estampas em rolo, reduzindo significativamente os custos de produção. Magno Silva, desenhista e criativista na Brandili Têxtil, explicou como a tecnologia desenvolvida pela Metalnox Digital é uma das mais interessante da atualidade; Dionara Regiane Bruch Gonçalves de Jesus, estilista da Lecimar, comentou que as soluções oferecidas pelas máquinas darão suporte para a preparação de coleções criativas e ousadas. [Fonte: Entrelinhas Comunica]

Lectra, fabricante francesa de soluções tecnológicas para diversos setores industriais, incluindo o têxtil, e a WGSN, especialista mundial em tendências e previsões mercadológicas, prestigiaram o mercado têxtil com a conferência Repense, Ressignifique, Re Experimente. O evento, na manhã de 11 de agosto de 2016, paralelo à Febratex 2016, em Blumenau, contou com exposições de Dantas (WGSN), e o tema Onda Digital, Fronteiras Urbanas e Encontro de Culturas, e Adriana Papavero (Lectra), com o tema Um Alerta para a Transformação: como as tendências mundiais estão influenciando o processo produtivo na indústria da moda.

Especializada no beneficiamento e venda de aditivos, distribuição de especialidades químicas e pigmentos, a All Pigment’s do Brasil tem matriz e show-room no Estado de São Paulo. A empresa presta todo o apoio técnico necessário ao desenvolvimento de novos produtos de clientes com uma equipe técnica treinada nas aplicações em todas as áreas de utilização dos pigmentos de efeito. PIGMENTOS PEROLADOS // Propondo outras possibilidades, os perolados proporcionam a redefinição de produtos com novas cores e revestimentos de efeito. Oferece em seu portfólio uma gama de cores com partículas de tamanhos e núcleos diferenciados desde a mica até aos mais sofisticados como boro-silicatos. GLITTER // Com uma ampla variedade de cores e sempre presente no mundo da moda e em suas novas tendências para cada estação, a empresa disponibiliza uma ampla linha de Glitters – partículas de poliéster metalizado ou não, indicadas para enfeites, estamparia, confecção, maquiagens, esmaltes de unhas, customização e trabalhos artesanais. A empresa também trabalha com vários tamanhos de partículas atendendo a necessidade especifica de cada segmento de mercado. NOVAS CORES & EFEITOS // Investindo em novos conceitos industriais, a empresa buscar marcar posição com efeitos flip-flop (camaleão) até na renovação de opções para produtos serigrafados (silk-screen) com efeitos sugerindo tridimensionalidade. Além de que dispõe de glitter em vários tamanhos e formatos com efeitos holográficos e cristalinos (efeito arco-íris).

WWW.ALLPIGMENTS.COM.BR

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

REPENSE, RESSIGNIFIQUE, RE EXPERIMENTE

A LECTRA e o Senai Blumenau acertaram parceria técnicoeducacional, anunciada na Febratex: a escola vai sediar um showroom Lectra com a máquina Vector iX Mosaïc. Agora, estudantes e profissionais do setor podem conhecer as soluções tecnológicas da empresa francesa. Na foto: diretores do Senai, Evelina Bauler e Jacir Lenzi, aparecem ao lado da diretora Lectra América do Sul, Adriana Papavero, e da gerente de marketing Lectra, Daniella Ambrogi. [Art Press]

9


PAINEL

CABEÇAS de impressão Jato de Tinta & Micro Piezo Um sistema impulsiona a tinta que sai como jato e se deposita gota a gota em velocidades e tamanhos ajustados para cada serviço. Na base, a cabeça de impressão de plotter é um injetor, mas... O impulso dado à tinta que sai do reservatório e vai para o bico injetor é feito por dois sistemas: o Jato de Tinta [térmico] e o Micro Piezo [elétrico]. No caso do sistema Jato de Tinta [ou InkJet], que é um sistema térmico, a tinta é aquecida, evapora e rapidamente produz uma bolha: o calor é intenso e empurra a tinta para o bico de saída. Aqui, o resfriamento é feito pela própria tinta. O sistema foi desenvolvido pela Canon, em 1977, e desde então popularizou-se na reprodução de obras de arte. Este sistema pode ser colocado em vários tipos de cabeçotes e permite, também, uma boa qualidade de impressão em equipamentos de baixo custo. E uma observação técnica muito importante: por ser um sistema de calor, o equipamento nunca deve ser acionado sem tinta. O que define uma impressora digital [plotter] micro piezo? É a geração de gotas de tinta de até 15 picolitros [pl], sendo elas fixas ou variáveis. Com gerenciamento para vários tamanhos de gotas, o sistema Micro Piezo foi desenvolvido pela Epson, em 1984. Como funciona? Uma carga elétrica é produzida no reservatório de tinta que se curva para trás e puxa a tinta com variações pré-ajustadas, logo, outra carga elétrica coloca o reservatório na posição inicial e a tinta é direcionada ao bico. Como o tamanho da gotícula que passa pelo bico injetor pode ser controlado e variar conforme o trabalho a executar, este sistema permite impressões/ decorações com gradações suaves e alta qualidade em resolução final. Como se verifica, em ambos os casos existe uma alta tecnologia aplicada. Assim, quer na aquisição quer na manipulação e manutenção tudo deve ser feito sob os rigores dos manuais fornecidos pelas empresas fabricantes. CABEÇOTES & TINTAS Modelos de Cabeças de Impressão // Ricoh, kyocera, Epson, Canon, Fujifilm Dimatix, HP, Xaar, Konica Minolta, Glitter, etc. // Tinta sublimática formulada com componentes especiais para trabalhos com transfer em tecido sintético. Indicada para trabalhos de transfer sublimático em tecidos fabricados com cobertura superior a 50% de polyester. Esta tinta possuí proteção ultravioleta e quando aquecida em temperatura ideal gera o processo de sublimação transferindo a tinta. // Tinta pigmentada ótima para reprodução de fotografias por ser à prova d’água; possuí proteção ultravioleta e pode ser aplicada em termotransferência com tecido 100% algodão. Microfiltrada, é indicada para papéis planos e papéis mate; permite secagem rápida em papeis glossy e fotográficos. // Tinta corante com bom grau de pureza, é indicada para recarga de cartuchos e bulk ink. Oferece vivacidade nas cores, mesmo em impressora doméstica de material acadêmico, fotografia, gráficos, documentos.

FESPABRASIL.COM.BR

EXPOPRINTDIGITAL.COM.BR

VISITE A FESPA BRASIL E EXPOPRINT DIGITAL E LARGUE NA

POLE POSITION A MELHOR FEIRA DE IMPRESSÃO DIGITAL DO MERCADO É TAMBÉM A PRIMEIRA DO ANO. SAIA NA FRENTE: CREDENCIE-SE JÁ!

15 A 18 DE MARÇO DE 2017

PAVILHÃO AZUL | EXPO CENTER NORTE

ORGANIZAÇÃO, PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO

PARCEIRO DE SOLUÇÕES


REPORTAGEM

REVISTA IMPRESSÃO & CORES

TÉCNICO...

A IMPRESSÃO saiu escurecida, o encaixe da estampa está alterado, o corte das peças não é o do gabarito, etc. e etc., pois é, já nos habituamos a ver produções completas jogadas no lixo por não se fazer o trivial: consultar uma pessoa especializada no assunto. Ora, na serigrafia é só puxar o rodo, na termotransferência é só fechar a prensa, na tampografia é só colocar o clichê, na sublimação é só dar as coordenadas para o computador que a plotter faz tudo. Não, nada disso é verdade. Quando não se sabe manipular um processo de impressão, seja ele o mais simples, as falhas acontecem e, depois, a culpa é do fabricante da máquina, da tinta, do papel, do autoadesivo... e até do tecido mal escolhido! Os parâmetros têxteis e gráficos são universais na sua concepção operacional, divergem somente na aplicação, pois, cada setor artístico ou industrial opera com processos de impressão adequados à sua produção. Por isso, por mais simples que pareça o processo ele assenta em parâmetros de aplicação que devem ser estudados: um técnico não surge do acaso, surge do esforço de um aprendizado no chão-defábrica e na classe acadêmica. Técnicos e empresários como Hajime Otsuka, Adriano Medeiros, Anderson Clayton, José Roberto Andreasi, Fabrício Christoff, Haraldo e Ingo Mogk, Maurício Rosado, Walter Jr, Alexandre Paschoalino, Alexandre Ferreira, Engº Chigueto, Fábio Colello, Valter Zuanella, Side Santanna, Manuel de Sá, Ricardo Lie, Sérgio Schmitz, João Bosco, entre outros, dizem-nos e sublinham: “se não sabe, chame um técnico”. A diferença entre uma produção de qualidade e o nome a zelar está precisamente na sabedoria do aprendizado e na humildade de reconhecer o certo e o errado. Por isso, em caso de dúvida, chame um técnico... _ João Barcellos

A REVISTA IMPRESSÃO & CORES, fundada em 2008, em Cotia (na Grande São Paulo e hoje com sede própria na Granja Vianna, no mesmo município), continua favorecendo as parcerias comerciais com a página eletrônica impressaocores.com.br . A última medição local/internacional feita pela URLMétrica (urlm.com.br) mostra que a Revista I&C tem visitas mensais acima de 300 pessoas/ empresas, com ligeiras variações desde 2012. Na contagem geral, a revista é lida (e com peças reproduzidas) por 1.455 pessoas / ano, na maioria empresas. Agora, em 2016, a Revista I&C consagrase como mídia impressa/eletrônica que oferece custobenefício pela difusão via web e pelas palestras técnicas do editor João Barcellos, além de que chega ao Brasil via Correios mensalmente www.impressaocores.com.br Fone 55 11 2690.2021 / E-mail revista.ic@uol.com.br.

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

NA WEB

chame um

11


CAPA Mogk e o Prêmio Fcem (pg. ao lado)

O MUNDO DA

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

ESTAMPARIA & MODA NA FEBRATEX 2016

12

SEM LIMITES..., é o que se pode dizer das tecnologias aplicadas à Estamparia e à Moda, gerando uma Comunicação Visual de alto nível em beneficiamento e acabamento. As tintas J-Teck (e as impressoras Infiniti e D-Gen) mostraram como a sublimação deixou de ser um nicho para se transformar num mercado em expansão, como diz Manoela Christoff (gerente da J-Teck Global), a par de assistência altamente qualificada; entretanto, a era digital também faz parceria com as tecnologias que renovam a serigrafia, como exibiram a Mogk, a CPR, a Fremplast e a S.Roque, além do transfer, no caso da Papeis Havir. É interessante [a]notar que entre o convencional e o eletroeletrônico (ou digital), também a indústria têxtil se destaca pela adequação do seu parque: durante a Febratex 2016, o ITG Group instalou na tradicional Cremer, em Blumenau, um tear de pinça RIFA incrementado produtividade e qualidade. Tanto no caso da CPR quanto no da RIFA, é a produção chinesa adentrando o Brasil, enquanto a MOGK é o Brasil 100% [empresa premiada na feira pela FCEM] e a S.Roque o mundo português lá e em outros mares. É óbvio que no meio de toda esta parafernália de equipamentos e programas de computador, está a confecção de moda e um universo peculiar de criação e de operações técnico-criativas. A empresa brasileira Audaces apresentou, através de Claudio Grando (seu presidente) o programa [software] Idea 4Dalize, que permite ao estilista criar, simular caimento e tecidos, construir a peça piloto virtual com pré-custo real. Desta forma, o processo de aprovação cai de uma semana para 1h. O programa significa idealize, visualize e realize, um novo conceito criado pela empresa e coloca a Moda no modo 4D. No mesmo passo tecnológico está a francesa Lectra, que apresentou a máquina Vector iX Mosaïc; a nova tecnologia, segundo Adriana Papavero (diretora da Lectra para a América do Sul), atende a todos os requisitos de desempenho em corte automatizado para diferentes espessuras de enfestos, e é uma solução de corte automatizado especialmente desenvolvido para tecidos com estampas localizadas. A solução facilita o encaixe, o corte e a montagem de produtos com estampas, proporcionando um relevante acréscimo de velocidade no processo e na qualidade do produto final. Uma estampa ou uma peça de vestuário não são apenas objetos – são parte de um universo tecnológico que a cada ano a Febratex, do grupo FCEM, renova em exibições que encantam profissionais de diversas áreas. E, um assunto que já domina o setor: a participação cada vez mais qualificada das mulheres na direção de serviços e de empresas... Dos fios aos tecidos existe uma combinação de estudos científicos que proporcionam tecnologias de aplicação em toda a cadeia têxtil melhorando também o desempenho de máquinas e equipamentos. Por isso, também o congresso da Associação Brasileira de Técnicos Têxteis (ABTT) tornou-se, e é, marca registrada da Febratex, a par da Contexmod. [Tex & Fts: João Barcellos + Fts de Giselle Seibel via Persona Comunicação]

Manoela Schmidt / J-Teck

Camila Borelli / FEI

laudio Grando / Audaces

Dilara Pereira / Senai

/ CPR

RIFA / ITG Group

Adriana Papavero / Lectra

/ S.Roque


PAINEL

Roberto , Haraldo Mogk e Hélvio Liliana Martins Pereira

O FCEM | FEBRATEX GROUP homenageia, através do Prêmio Febratex, os expositores que completam 10 participações na feira internacional Febratex. Na edição de 2016, a empresa blumenauense Mogk recebeu o Troféu João Luiz Martins Pereira, tributo ao saudoso ex-presidente da ABTT - Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda, falecido em 2014. Haraldo Mogk, diretor comercial da Mogk, recebeu o troféu e declarou que “a Febratex é a melhor feira do mercado”. A solenidade de entrega do troféu foi realizada no dia 10 de agosto e contou com a presença da viúva de João Luiz, Liliana Martins Pereira, que fez um agradecimento emocionado aos organizadores da premiação. Participaram da cerimônia o secretário de Turismo de Blumenau e presidente da PROEB, Ricardo Stodieck, expositores, imprensa setorial e representantes da ABTT, ABRAMACO, ABIMAQ, ABIT e da ABQCT. Troféu João Luiz Martins Pereira // “A criação do Troféu João Luiz Martins Pereira é uma excelente homenagem a esse saudoso profissional, que foi presidente da ABTT durante duas gestões [de 2004 a 2009] e representou um marco de modernidade para a entidade, mudando o foco de uma atuação tradicional para um posicionamento moderno, promovendo o efetivo intercâmbio entre a indústria têxtil e os profissionais e uma aproximação com entidades patronais e profissionais”, disse Antônio César Corradi, presidente da ABTT [Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda].  O Troféu, produzido em madeira e alumínio, é uma criação da artista plástica gaúcha Zetti Neuhaus que já teve suas obras expostas na International Exposition of Sculpture Objects & Functional Art [New York], Museu de Arte do Rio Grande do Sul – Ado Malagoli (MARGS), Museu de Arte de São Paulo, Canning House Gallery (Londres, Inglaterra), entre outros.  [Fonte: Persona Comunicação / Fts Giselle Seibel]

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

MOGK recebe Prêmio FEBRATEX 2016

13


TECNOLOGIA

CACOAL

RevistaImpressão&Cores-ed105.pdf

_novo polo de confecções

14

SEGUNDO A Associação Industrial do Vestuário de Rondônia (Assinvest), a municipalidade de Cacoal, que já foi distrito de Porto Velho, capital de Rondônia, será o mais novo polo de confecções do Brasil. O nome “cacoal” foi um apelido carinhoso do seringueiro Anísio Carvalho que vivia ali rodeado por muito cacau nativo – cacau que, com o café, deu base socioeconômica à região – e, hoje, é uma economia multifacetada que encontra na indústria têxtil mais uma frente de progresso. O polo, distante 480 Km de Porto Velho, poderá gerar 4.000 empregos diretos, e as empresas têm à disposição 18.000 m2 de área. Com cerca de 88.000 habitantes, segundo o IGBE, a região de Cacoal começa a abrir mais um espaço operacional para a cadeia têxtil. Linda Von Rondon, da diretoria da Assinvest, disse, em entrevista a Magda Oliveira (portal G1), que “após a construção do polo, o município deverá dobrar o número de contrações para confecção de vestuários, que deverá saltar de dois para quatro mil empregos diretos [...]. Essa construção irá dobrar o número de pessoas empregadas. A expectativa é que as empresas comecem logo a construir, pois muitas não crescem mais por falta de espaço. Nosso objetivo é em breve construir uma creche para receber os filhos das mulheres que estiverem trabalhando no polo”.

TECNOLOGIA

JOBPLAS

Máquinas de Solda para Flexíveis e Rígidos com Acionamento Pneumático

No âmbito das Normas NR12, de segurança no trabalho para máquinas equipadas com peças móveis, a JOBPLAS ajustou as suas próprias aplicações e desenhou novos produtos. // Senior S10 Automática, para solda de laminados PVC, com puxador de bobina, esteira de saída e protetor de manobra. Ideal para produção contínua de embalagens flexíveis. // Master S10 MDE, para solda de embalagens flexíveis e rígidas, com puxador de esteira e protetor operacional. Ideal para blister (cartela/bolsa de plástico) e hot stamping.

Estes equipamentos JOBPLAS obedecem às normas de segurança e entram na linha operacional das empresas que produzem embalagens invioláveis. A robustez e a qualidade industrial dos equipamentos JOBPLAS é garantia de sucesso empresarial em qualquer ramo!

JOBPLAS (11) 3974.8833 www.jobplas.com.br


CONHEÇA O UNIVERSO TECNOLÓGICO DA CHIGUETO E IMPULSIONE SEU NEGÓCIO! PRENSA BOTTON

Com matrizes para fabricação de bottons, chaveitos, botton imã, espelho e abridores. Tamanho das matrizes: 2,5 / 3,5 / 4,5 / 5,5 / 6,5 / 8,8 cm e quadrado de 5,1 cm. Todas fabricação própria.

EFEITO AMASSADO EM JEANS com Prensa Térmica Pneumática Prensa Térmica Pneumática projetada para produzir efeito amassado em jeans. É a PJ 150, desenvolvida para ser operada com facilidade e rapidez, agora com acionamento por pedal.

Informações Técnicas: Forma Côncava: 13,8x15 Potência: 1,8 Kw Consumo de Energia: 0,9 Kw/H Voltagem: 220 v Dimensões: 32x78 cm

EFEITO AMASSADO MODELOS

INFANTIL E ADULTO

PRENSA TÉRMICA PARA ETIQUETAS Especialmente projetada para etiquetas em bobinas de até 60 mm de largura, este tipo de prensa (com 12 modelos) adequa-se a diversos tamanhos de etiquetas. Com leitor de tarja, esta prensa dá qualidade e maior produtividade. Informações Técnicas: As etiquetas são gravadas com impressora térmica monocromática; a temperatura da placa é de 200ºC e o tempo de 2 segundos; os rolos de papel são comercializados na largura de 3,5 cm ou 5,5 cm, e comprimento de 150 m. Este tipo de etiquetas pode ser aplicado em tecido de fibras naturais, sintéticas e mistas.

PRENSA TÉRMICA PNEUMÁTICA PF 1460

(11)

2402-4740

Fábrica, Loja e Show Room Rua Padre Geraldo Malzerol, 90 Jd. Santa Emília - Guarulhos / SP

Outros modelos de prensas e linha de bottons em www.chigueto.com.br

PRENSA TÉRMICA PNEUMÁTICA c/ Placa Móvel, Braços Fixos nos Formatos PL 500 (40x50 cm), PL 150 (8x15 cm), PL 430 (37x43 cm)

PRENSA TÉRMICA MANUAL

MD 500, nos Formatos 22x33, 35x35, 37x43, 40x50, 45x55 e 51x71 cm


Revista Impressão & Cores | Edição 105  
Revista Impressão & Cores | Edição 105  

Edição 105 - Ano IX - Setembro de 2016

Advertisement