Issuu on Google+

S ab ER

++

Agrupamento de Escolas do Concelho de Mêda * Ano Lectivo 2011/12 * -Junho 2012 * Nº 8 * Distribuição Escolar

Semana Cultural

Entre os dias 24 e 28 de Maio decorreu mais uma Semana Cultural promovida pelo Agrupamento de Escolas de Mêda, com muitas actividades e diversão!

Desporto Escolar Danças Urbanas

Tag-Rugby

Podes ver mais fotos das atividades em

Caminhada pelo coração

Concurso literário

Olimpíadas de Química Junior

Projeto Zethoven

-A tua opinião -Palestra “ Transfinitos de Cantor” -Jogos Tradicionais

https://www.facebook.com/EscolaMeda

Última https://www.facebook.com/groups/278728768844996

III Concurso de Flauta de Bisel

-Projeto Amigo dos Animais


2

S ab ER

Editorial

Editorial Com o ano letivo a terminar é hora de, individual e coletivamente, se fazer um balanço do trabalho desenvolvido. É também uma época decisiva para muitos alunos que irão realizar exames. O meu voto é que todos se empenhem a fundo na preparação dessas provas, pois só assim poderão chegar ao fim dessa época com a sensação do dever cumprido e o sentimento de realização.

Não vale a pena ficarem atormentados. Enfrentem esse desafio de forma positiva, mas responsável, fazendo estudo profundo e sistemático; desta forma irão, com certeza, recolher bons frutos do vosso trabalho. A nossa sociedade atravessa um período complicado. Mas é nos tempos de crise que temos de saber reagir e reunir todas as nossas forças para o enfrentar. E a melhor maneira é a p o s t a r m o s fo r t e n a formação, não nos podemos

Concurso literário

dar ao luxo de desperdiçar a oportunidade de adquirir conhecimentos e competências que serão fulcrais para no futuro sermos bem sucedidos. Assistimos também a algumas reformas do sistema de ensino. Entre outras, está em curso uma revisão da estrutura curricular. Está anunciada uma revisão do estatuto do aluno, em que se prevê uma maior responsabilização dos encarregados de educação pelo comportamento e

No dia 14 de abril, realizaram-se as Olimpíadas de Química Junior, no D e p a r ta m e nto d e Q u í m i ca d a Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra. Lá tivemos que nos levantar cedo mais uma vez! Desta vez ainda mais cedo do que o habitual porque tínhamos que estar em Coimbra às 9 horas! Como

empenho dos alunos. Por isso, é importante o envolvimento de todos, para sabermos encontrar a melhor forma de implementar estas medidas e assim proporcionar aos nossos alunos os meios ideais para desenvolver um trabalho com sucesso. Por fim, quero desejar a todos umas férias divertidas, de modo a que possam regressar cheios de energia positiva. BOAS FÉRIAS. Prof. Edgard Pereira

sobre o livro eram projetadas no quadro interativo. Havia um porta-voz que escrevia, na respetiva ficha, as respostas decididas em grupo e de seguida, dava a resposta em voz alta. Os participantes estavam divididos por três salas, do Centro Escolar e em cada uma delas houve uma equipa vencedora. No final, todos recebemos um diploma de participação.Os elementos de cada equipa vencedora ganharam um relógio e os restantes alunos, um lápis. Todos adorámos o concurso, adquirimos mais gosto pela leitura e foi uma forma de fazermos uma atividade conjunta com as turmas do 5º ano. O livro cativou-nos e foi uma experiencia boa. Turma do 4º B

No dia 7 de março, nós fizemos um Concurso Literário, sobre o livro: «A Fada Oriana», de Sophia de Mello Breyner. Participaram os alunos do 4º e do 5º ano, e m e q u i p a s m i sta s d e 5 o u 6 alunos.Tivemos de ler o livro, para conhecermos a história.As perguntas

Olimpíadas de Química junior

++

havia muitos alunos de muitas escolas, todos foram encaminhados a um auditório, onde foram recebidos por um dos professores da Faculdade. Após a receção aos alunos, foram feitas as provas

escritas e laboratoriais nas diversas salas e laboratórios. No final das provas e já com fome, fomos todos almoçar à cantina do departamento. Após o almoço, todos os alunos e professores presentes dirigiramse para o Museu da Ciência, onde viram

quadros, animais embalsamados, instrumentos utilizados pelos nossos antepassados e toda a história por detrás deles. Voltámos novamente para o auditório da Faculdade e assistimos a uma palestra com o tema “A Química por trás dos Espelhos”. No final do dia foram atribuídos os prémios às três melhores equipas; de seguida houve um lanche de convívio . Filipa Simão, Patrícia Carrega e José Rodrigues


S ab ER

++

Actividades desenvolvidas

Semana Cultural Feira do Livro Entre os dias 24 e 28 de maio decorreu a XV edição da Feira do Livro, numa organização conjunta da Biblioteca Escolar e da Biblioteca Municipal de Mêda, aberta a toda a comunidade. O programa incluiu a apresentação do livro de poesia “Na companhia das letras”, de Dulci Ferreira, de quem foram declamados alguns poemas, acompanhados de música e dança. Os visitantes da feira puderam ainda assistir ao espetáculo “Momentos de ilusão”, com o mágico Luís Rodrigues e à atuação de um grupo de música portuguesa que cantou fados e canções de sempre. Do programa constava ainda um encontro, por videoconferência, com a escritora Maria Teresa Maia Gonzalez que, por dificuldades técnicas, não chegou a concretizar-se. Estiveram expostos aproximadamente

III Concurso de Flauta de Bisel

No passado dia 28 de Maio, realizou-se na sala de Educação Musical da escola sede do nosso agrupamento, o “III Concurso de Flauta de Bisel”. Esta atividade, integrada

N o â m b i to d a semana cultural decorreu, no passado dia 28 de maio, no auditório da escola sede do agrupamento, a palestra subordinada ao tema “Transfinitos de Cantor” proferida pelo professor José Amaro, tendo como público alvo os alunos do ensino secundário. O êxito desta atividade

profissional de animador sociocultural nas áreas da Educação Visual e Educação Visual e Tecnológica. Nos trabalhos foram utilizadas técnicas como a pintura acrílica em tela ou a aguarela, materiais como madeira e objetos reciclados; foram apresentados estudos com pontos, linhas e texturas e estudos de design de equipamento (móvel estante à escala 1/100). A equipa da BE

~ na semana cultural, foi dinamizada pelos professores de Educação Musical dos segundo e terceiro ciclos e da Atividade de Enriquecimento Curricular - Ensino da Música do primeiro ciclo; contou novamente com mais de quatro dezenas de participantes provenientes dos três ciclos de ensino. Às 14 horas já os alunos inscritos se encontravam a postos perante os colegas para executarem as peças musicais que tinham preparado, uns individualmente, outros em conjunto. O reportório variou entre as melodias tradicionais infantis e os últimos êxitos do pop nacional e

internacional. Mais uma vez, o júri teve a difícil tarefa de escolher o melhor em cada ciclo. Obrigada a todos pela participação e colaboração. Profª Mª Goreti Nunes

Jogos Tradicionais 300 exemplares

Palestra “ Transfinitos de Cantor”

4000 livros, de várias editoras, abrangendo temáticas diversas, com destaque para a literatura infantil e juvenil, com ampla e variada oferta a preços muito convidativos. No espaço estiveram expostos trabalhos realizados em conjunto com as famílias das crianças que frequentam o Jardim de Infância do agrupamento de escolas, no âmbito do desenvolvimento do Plano Nacional de Leitura. Em exposição estiveram também trabalhos realizados pelos alunos do 2º e 3º ciclo e curso

~

3

deveu-se não só a afluência maciça dos alunos, como também à fácil capacidade oratória do palestrante e domínio do tema. Professores de Matemática

A turma do 10ªA, no âmbito da disciplina de Educação Física, promoveu uma atividade de jogos Tradicionais, direcionada a alunos do 4º ano. Com o título “ As brincadeiras de antigamente são altamente” houve doze os jogos tradicionais que os alunos tiveram a oportunidade de conhecer ou voltar a experimentar. Foram cerca de 3 horas de atividade permanente, da corrida de sacos, ao jogo das cadeiras, passando pelo jogo de tração de corda, acabando no macaquinho do chinês. Uma manhã de risos, saltos, competição, partilha e sentido coletivo nos jogos

de grupo. Para finalizar, a turma do 10º A acabou com um pequeno mimo para os mais novos, interpretando alguns temas musicais que todos gostam; puseram toda a gente a dançar e a cantar, relembrando um pouco a iniciativa do Dia Mundial da Dança. Prof. Pedro Rodrigues


4

S ab ER

Vistas de Estudo

Laboratórios Abertos

“A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida.” John Dewey (Burlington, Vermont, 20 de Outubro de 1859 - 1 de Junho de 1952) filósofo e pedagogo norte-americano. Começo esta breve notícia sobre a atividade “Semana Cultural – Laboratórios Abertos”, citando John Dewey, porque, no decorrer da atividade, foi assim que nos s e n t i m o s ; a l u n o s e p ro fe s s o r e s vivenciaram, cada uma das iniciativas que foram planeadas e desenvolvidas e mais i m p o r ta nte , a i n d a , a PA RT I L H A !

VIVENCIAR? Sim. Esta iniciativa foi mais um processo de educação ativa, em que os alunos, ajudaram na preparação/ divulgação da ciência. O empenho dos alunos que participaram (e foram muitos) demonstrou que, VALE a PENA ENSINAR/APRENDER! Podemos afirmar que a partilha/ cooperação é um dos objetivos fundamentais da Educação! Educar não é “encher o vazio”; educar “ é partilhar vivências. É, efetivamente, um

processo ativo, social/cultural” que esteve sempre presente no decorrer do

Caminhada pelo Coração Mais um ano em que se realizou a caminhada pelo coração, no dia em que se comemora o dia mundial contra o tabaco, dia 31 de Maio. O mês de Maio é também o mês do coração, assim esta caminhada até faz sentido, pois caminhar é sempre benéfico. As estradas da cidade de Mêda encheram-se entre as 10:40h e as 12:10h de alunos, professores, funcionários e alguns habitantes do concelho, que se quiseram juntar à nossa marcha saudável. Foram os bombeiros os nossos heróis, pois sem a ajuda deles com a distribuição de garrafas de água pelos caminhantes, as gargantas de alguns teriam secado. Este foi um projeto que provavelmente até arrancou alguns mais preguiçosos de um patente sedentarismo. Devemos um agradecimento a quem levou isto em frente e ajudou à realização e preparação deste evento. Esperemos que se repita ao longo dos anos, para dar exemplo de um estilo de vida saudável, que todos deveríamos adotar. Joana Moeira

++

nosso trabalho. Os alunos foram verdadeiros “professores”, CRIATIVOS – A criatividade, afinal, está na base da investigação científica! Julgamos, assim, que esta ação foi um exemplo de sucesso, um verdadeiro palco de desfile de talentos! Os nossos alunos enriqueceram os seus conhecimentos e mostraram a TODOS, que são capazes de dar o EXEMPLO de que a escola é um local de vivências, partilhas sociais/culturais, que marcam as suas vidas - EDUCAÇÂO É A PRÓPRIA VIDA! Professores do Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

Projeto Zethoven

No dia 1 de junho, dia mundial da criança, eu e mais cinco alunos do 6º ano desta escola, fomos a Lisboa fazer um concerto do Zethoven, ao Presidente da República. Uma vez que já tínhamos gravado um CD, com sete peças portuguesas e sete francesas e feito um concerto na Guarda, realizamos este concerto no Palácio de Belém para o lançamento do CD. O dia começou cedo, pois tivemos de entrar no autocarro às seis e meia da manhã. Pelo caminho apanhamos mais crianças da escola de Trancoso e de Vila Franca das Naves. Na Guarda apanhamos a nossa professora de música, a professora Goreti. Também outros autocarros percorreram outras escolas apanhando outros alunos, pois ao todo éramos mais de 200 crianças, contando com as que vieram de França. Chegamos a Lisboa ao meio dia. De seguida, fomos almoçar no edifício dos serviços de ação social da Câmara de Lisboa e às quinze horas entramos no Palácio para o ensaio geral. O concerto começou às dezassete horas, mas qual foi o nosso espanto, quando nos disseram que o Sr. Presidente da República não podia estar presente!! Cantamos o melhor que pudemos pois não estando presente o Presidente da República, tivemos lá outras pessoas a

assistir, como por exemplo o embaixador de França e o canal SIC. Quando acabou o concerto lanchamos nos jardins do Mosteiro dos Jerónimos. Depois, entramos no autocarro e percorremos duas horas de caminho para jantar na escola de Mação. No final do jantar continuamos a viagem de regresso a casa. Chegamos à uma hora da manhã, muito cansados, mas muito contentes com esta viagem, até porque a Ana Rita fez anos e teve como presente, para além desta experiência única, um autocarro cheio de crianças a cantar-lhe os parabéns. Não

posso deixar de referir um grande obrigado à nossa professora de música, a professora Goreti que nos ensaiou e sempre nos acompanhou, e também à Raia Histórica que para além de mandar uma senhora para nos acompanhar na viagem também proporcionou o lanche que nos deram. Mónica de Jesus Henriques, 6º B


S ab ER

++

Desporto Escolar

~

Desporto Escolar

5

Atividades Rítmicas Expressivas – Danças Urbanas

Participaram na competição de Atividades Rítmicas Expressivas a nível regional, na cidade da Guarda, no dia 12 de maio, 12 alunos do nosso agrupamento , do 3º ciclo e secundário. Esta atividade teve também como objetivo promover a modalidade no distrito da Guarda e o convívio entre os participantes de várias escolas da região centro.

Participaram n e s t a competição cerca de 100 alunos, um indicador claro da dinâmica e motivação que envolveu esta atividade, constituindo-se como uma mais-valia para consolidar o gosto pela modalidade e pela prática de atividade física, bem como para a promoção de

hábitos de vida saudável. A atividade decorreu sem qualquer falha digna de registo. Os alunos mostraram-se motivados e envolvidos na atividade, tendo-se verificado um ótimo nível de empenho e participação dentro do espírito competitivo e de fair play.O momento de maior

destaque prende-se com o sucesso desportivo alcançado, patente num fantástico 2º lugar conseguido pela equipa do nosso Agrupamento. Assim, considero que os objetivos propostos foram largamente alcançados, ou seja, um sucesso. Parabéns! Profª. Cristiana Oliveira

Albuquerque, Escola Secundária da Sé, Escola Profissional da Guarda e Agrupamento de Escolas do Concelho de Mêda), com uma dinâmica de cooperação entre os vários elementos envolvidos que superou qualquer imprevisto. Foi um torneio muito positivo, com uma adesão agradável e com um espírito de convívio que deve ser realçado. Para lá das vitórias em

torneio tenham tido as suas próprias vitórias pessoais, que se te n h a m u l t ra p a s s a d o a s i mesmos, que tenham saído do c a m p o fe l i ze s c o m a s u a participação e com vontade de voltar a participar nos próximos anos. Vi, ao longo da tarde, um ambiente de festa desportiva, onde reinou o convívio e a boa disposição.

campo, interessa-me que os alunos que participaram no

Profª. Cristiana Oliveira

Competição de Tag-Rugby Inter-Escolas

qual estão fixadas duas fitas, que devem ser arrancadas pela oposição para mostrar uma placagem. O Tag-Rugby é a abordagem ideal ao Rugby. É um jogo de finta, sem contacto, de movimentos rápidos, interativo e divertido para rapazes e raparigas jogarem em conjunto. Do nosso Agrupamento de Escolas, participaram 15 alunos do 9º ano, sendo 6 alunas e 9 alunos. É de salientar o convívio entre os participantes das escolas envolvidas (Escola Secundária Afonso

Uma opinião sobre o Desporto Escolar

300 exemplares

Foi realizado, no dia 14 de maio, no Estádio Municipal da Guarda, um torneio inter-escolas de TagRugby, da responsabilidade partilhada da Direção Regional de Educação do Centro e o Comité Regional de Rugby do Centro. Este torneio teve como principal objetivo proporcionar a competição saudável entre os Estabelecimentos de Educação e Ensino em campo relvado. O Tag-Ruby é um desporto de equipa ideal para crianças. É um jogo de Rugby de não contacto em que cada jogador usa um cinto ao

Como todos sabemos a atividade física é essencial para o bem-estar físico e psicológico, facto que deu origem ao famoso dito popular “mente sã em corpo são”. Na nossa escola, o apoio às diferentes modalidades é muito díspar, podemos ver que a maioria é concentrada no futsal e os restante na dança. Esta prática apenas desencoraja os alunos a

praticarem desporto. Posso dar o meu exemplo: pratico atletismo e tenho uma presença assídua em provas a nível nacional, algo que não é conseguido nem no futsal nem na dança. Infelizmente sempre que participo em tais, é a representar o AE Trancoso, visto que esta modalidade não existe na minha escola. Tendo eu descoberto o meu talento

para uma modalidade desportiva acredito que haja mais alunos que também tenham esse talento em outras modalidades, por isso deixo o meu apelo à diversidade de modalidades desportivas na nossa escola. David Gonçalves, 11ºA


6

Jardim de Infancia e 1º ciclo.

Projeto Amigo dos Animais

Tendo em conta o facto de que as competências essenciais, tal como elas são definidas no Currículo Nacional do Ensino Básico, deverão ser desenvolvidas através das diferentes áreas curriculares,

Jardim de Infância Nós somos a Virgínia Rodrigues, a Alcina Marques, a Teresa Gouveia e a Lurdes Trigo, educadoras no Jardim de Infância de Meda, e

queremos partilhar convosco o projeto que, convosco o projeto q u e , i n t e g r a d o n o PA A 2011/20112 do Agrupamento de Escolas de Meda, desenvolvemos no dia 19 de março, intitulado “ O Jardim de infância na feira anual.” São essencialmente quatro os vetores primordiais deste projeto: fazer uma demonstração das diferentes áreas da sala de atividades do Jardim de Infância e as atividades que aí se desenrolam; criar um espaço que vise o estabelecimento de relações escola – meio; incrementar a participação ativa da comunidade/família no quotidiano Pré- Escolar; dar oportunidade às crianças de viverem atividades de Jardim de Infância num espaço diferente. Foi feita a planificação e dinamização de várias iniciativas a desenvolver diariamente pelos três grupos do Jardim de Infância de Meda tais como:

disciplinares ou não disciplinares, pareceu-me interessante realizar com os alunos atividades que assentassem numa clara interdisciplinaridade. Com este propósito, foi escolhida a temática “Amigos dos Animais” para se trabalhar a Área de Projeto ao nível do 1º ano de escolaridade. Este foi desenvolvido a partir de histórias trabalhadas ao longo do ano, - Divulgação do programa do “JARDIM DE INFâNCIA NA FEIRA ANUAL” através de cartazes promotores a afixar em locais estratégicos da cidade; - Pintura e estampagem das mãos das crianças nas bandeiras, acompanhada da frase “ DE MÃOS DADAS VAMOS Á FEIRA”, para serem colocadas na Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral – Meda, no período de 10 a 19 de março - Ofício dirigido à Camada

Municipal no sentido de autorizar e colocar as bandeiras nos principais pontos da avenida da cidade; - Colocação das bandeiras; - Elaboração da prenda do pai, entregues às respetivas famílias na Tarde da feira de 19 de março; - Cartazes promotores da atividade; - Convites às famílias para participarem na Tarde da feira - Elaboração do livro onde os visitantes e familiares das crianças poderão deixar a sua opinião - Confeção dos saquinhos com ervas aromáticas (manjerico,

S ab ER preferencialmente, fábulas, no entanto também foram trabalhadas as histórias alusivas ao método fonomímico utilizado na aprendizagem da leitura e escrita. exemplificam o tipo de trabalho dinamizado. A turma do 1º ano Adeste modo, às sextas-feiras, durante o período da tarde, as crianças trabalharam a história que foi ouvida e explorada durante a

alfazema, alecrim…), para venda na feira, envolvendo algumas mães na sua confeção - Montagem do espaço na feira com os diferentes cantinhos: - Cantinho das bonecas -Cantinho da leitura -Cantinho dos jogos - Cantinho da expressão plástica -Feirinha do livro, com a colaboração da Biblioteca do Agrupamento de Escolas (Projeto “A que cheiram os contos?) - Feirinha dos aromas (Projeto “Jardim dos Aromas) -Montagem da “Feirinha do livro”, com a colaboração da Biblioteca do Agrupamento de Escolas (Projeto “A que cheiram os contos?) e da “Feirinha dos aromas” (Projeto “Jardim dos Aromas). - Convívio com as famílias e dinamização de diferentes

atividades pelas crianças e respetivos familiares - Receção aos familiares - Atividades livres nos diversos espaços criados na feira, acompanhando os seus familiares - Surpresas finais:

++

semana em outras áreas, essencialmente em Língua Portuguesa, e elaboraram ao longo do ano um dossier de dobragens de animais. Estas são algumas das dobragens realizadas pelos alunos que exemplificam o tipo de trabalho dinamizado. A turma do 1º ano A -Canção do “Dia do Pai” - Entrega da prenda e diploma do “Dia do Pai” - Entrega da atividade feita no cantinho da pintura com a pintura da mão do pai e do filho, com um poema e desenho do pai. - Avaliação da Tarde da feira, em conjunto com as famílias. - Lanche convívio preparado pelos familiares.

Da reflexão conjunta no final da tarde, os pais, avós, tios e primos presentes, resultou a clara satisfação e prazer com os momentos divertidos e felizes que desfrutaram na feira, apelando mesmo para que esta iniciativa continuasse nos próximos anos. “ A Educação pré – escolar deve fornecer suportes que permitam desenvolver a imaginação c r i a d o ra co m o p ro c u ra e descoberta de soluções e ex p l o ra ç ã o d e d i fe r e n t e s mundos.”


S ab ER

++

7

se e aqueles nós que temos cá dentro Tabaco Rir Agradecimento...Técnico de tomamos Vendas... desfazem-se. Rindo, uma

O riso é como um duche fresco que refresca os problemas do quotidiano! É preciso consumi-lo sem moderação: só faz bem! É um medicamento da alma, porque permite ver o lado bom da vida. É também um bálsamo para o corpo. Com efeito, o riso faz accionar o diafragma que se contrai e se descontrai: o organismo descontrai-

Escape ao stress: a música

A grande maioria de nós, alunos, sofre de um pequeno problema que é o stress na altura de testes e exames. É claro que uns são mais afetados do que outros, mas efetivamente quase ninguém escapa a este martírio. No entanto, várias são as formas de “ t ra t a m e n t o ” n e s t e t i p o d e situações, e a música é uma delas. Todos nós ouvimos músicas (uns mais do que outros e cada um a seu gosto), e isso realmente ajuda a descontrair e a pensar noutra coisa senão em aulas, aulas e mais aulas, que nos perseguem cinco dias por semana, acrescidas do estudo ao fim de semana.

“ Colchão inteligente”

Apesar de toda esta crise que os portugueses estão a enfrentar e a

estrada secundária para evitar a auto-estrada do stress, da tristeza e da depressão. O efeito terapêutico é garantido. Muitas vezes não conseguimos parar de rir: é o chamado riso maluco! Nem sempre podemos explicar porque rimos, justamente porque este riso maluco só serve para aliviar tensões; geralmente lembramo-nos sempre destes momentos e rimonos mais ainda durante muito tempo e sem explicação. Rirmo-nos de nós já é mais difícil, ninguém é perfeito. Rir de nós é ter consciência dos nossos defeitos, das nossas manias, é estabelecer um pouco de distância em relação a nós próprios. Temos direito de rir de nós próprios; é até aconselhável! Desdramatiza os problemas e pode ajudar a tomar decisões de mudança… Márcia Alonso, 11ºA O que eu queria era salientar outra vertente da música, para mim, bastante interessante; trata-se de tocar um instrumento musical. É uma maneira diferente de interagir com a música que, na minha opinião, para além de melhorar a nossa criatividade e desenvolver outras competências, também tem esse efeito antisstress. Eu diria até que me ajuda mais fazer música do que propriamente ouvi-la; faz-me sentir despreocupada, vazia do mundo e cheia de algo novo, que não me pressiona e faz com que o tempo passe num ápice; distrai-me e p o r i s s o p ro p o rc i o n a - m e momentos fora da rotina diária, nos quais sinto esquecer tudo o que tenho para fazer e aquelas preocupações que não me largam o r e s t o d o t e m p o . Po r t a n t o , aconselho a qualquer um esta experiência, que pode repetir e assim desfrutar dos seus benefícios. Alunos stressados: pensem noutras coisas, dediquem-se a uma atividade! Também o desporto tem este efeito. Fica aqui esta sugestão. Joana Moreira - 11ºA lutar contra, ainda existem projetos rentáveis no nosso país, favorecendo, neste caso, os acamados com limitações funcionais de movimento. É então um projeto que consiste na criação de um colchão “inteligente” que levou três anos a concluir por parte de investigadores de vários departamentos da Universidade da Beira Interior. É um colchão composto por uma estrutura eletrotêxtil multifuncional

É muito frequente, hoje em dia, fumar para fazer como os outros e pertencer a um grupo, para ter uma postura, para impor um estilo, para se descontrair, para disfarçar o apetite…São inúmeras as razões para fumar.

BANCO DE SEMENTES MUNDIAL

Este projecto foi idealizado por Bill Gates,, um dos homens mais ricos do mundo, que decidiu investir milhões, em conjunto com a Fundação Rockefeller, a Monsanto Corporation, a Fundação Syngenta e o governo da Noruega, que desenvolveram esta construção numa ilha da Noruega. O edifício foi construído dentro de uma montanha, na ilha Spitsbergen, perto da aldeia de Longyearbven, onde se encontra um banco, que irá guardar cerca de 4,5 milhões de variedades de

Os Cinco Mais Divertidos Recordes do Guiness - O arroto mais audível do mundo foi dado por Paul Hunn, em 2008, que atingiu 107,1 decibéis! - A língua mais comprida do mundo pertence a aplicada a um dispositivo médico maximizado em termos de conforto. Permite monitorizar o tempo de permanência de cada doente em determinada posição emitindo um a l a r m e p a r a o s e u reposicionamento. No meu ponto vista, é sem dúvida de grande benefício para cada doente e também para o próprio profissional de saúde, pois aquele pode ter um acompanhamento muito mais eficaz no sentido de diminuir a

Não começar a fumar é difícil, mas é o desafio que se lança à saúde.Dizer STOP ao tabaco é difícil, mas não impossível; ter vontade de deixar de fumar já é um grande passo; pensar no lado positivo da coisa como: acabam-se os odores de tabaco, os alimentos sem gosto, os pulmões em fogo após o mais pequeno esforço é já um começo. A primeira tentativa não será logo um êxito, talvez até haja uma vontade de desistir, mas força, porque irá valer a pena! Recuperas saúde e dinheiro no teu portamoedas! Joana Abrunhosa – 11ºA sementes de todo o mundo, de modo a conservá-las para o futuro, no caso de existirem, por exemplo, profundas alterações climáticas. Este banco está muito bem protegido e guardado; as suas paredes de betão são reforçadas com aço, possui portas duplas à prova de explosão com sensores de movimento. Esta construção, 130 metros acima da linha do mar, (livre de perigo no caso dos calotes polares derreterem, elevando o nível do mar) está, até preparada para resistir a uma guerra nuclear. As sementes vão ser embaladas de modo a protegê-las da humidade, pois os criadores deste projeto afirmaram que estas sementes só serão usadas no caso de alguma espécie desaparecer devido a uma catástrofe, sendo que as sementes doadas continuam a pertencer aos países doadores. Portugal também contribui com algumas sementes para esse banco. Bruno Aguiar - 11ºA Stephen Taylor: desde a ponta até ao meio do lábio superior fechado mede 9,8 centímetros! - O recorde da mais longa cauda de vestido de noiva pertence a uma noiva do Texas que subiu ao altar com um vestido cuja cauda media 2386,44 metros! - Um porco japonês deu um salto de 70 centímetros de altura para ultrapassar uma barreira, o que fez dele um recordista mundial! probabilidade dos doentes virem a desenvolver feridas, por estarem muito tempo na mesma posição. Além das vantagens que sublinho (o aumento do bem-estar e conforto dos doentes) há que ter em conta também a redução dos custos associados ao tratamento destas patologias associadas ao tempo da imobilização. Melanie Silva – 11ºA


S ab ER

8

++

A tua opinião A dependência da energia nos dias de hoje!

po

Num passado não muito distante, a energia era dispensável. As pessoas trabalhavam, estavam com a família, e as crianças brincavam na rua e jogavam jogos tradicionais (uma característica de antigamente já em desuso). A televisão ainda não era muito comum, principalmente nas casas mais pobres, e se falarmos de computador, esse era muito raro, e mesmo a luz era dispensável. A energia que chega a nossas casas é nos dias de hoje essencial. “Faltar a luz em casa, significa ir para a cama mais cedo”- ouve-se f re q u e nte m e nte . D e p o i s d e j a nta r, normalmente, vemos televisão, atualizamos o Entrevista... Facebook, jogamos ou estudamos no (continuação a Página 3) computador… Ora, se falta a luz, significa não podemos ver televisão e não podemos usar o computador… e espero que o vosso fogão não seja uma placa eléctrica, senão nem sequer chegam a jantar…Podemos sempre optar por ler um livro, mas ler às escuras não é certamente uma tarefa fácil, uma vez que se trata de seres humanos e não de morcegos! Podemos sempre ler um livro à luz das velas, isto se encontrarmos as velas que também deve ser uma tarefa difícil para quem não sabe ao certo onde estão as velas! Chegámos então ao ponto em que não temos nada para fazer, e decidimos que o melhor é ir dormir! A energia é actualmente uma necessidade, pois é raro o adolescente, ou não, que passe um dia sem bateria no telemóvel, porque isso significa não enviar mensagens ou não ouvir música! Estamos perante uma dependência, por isso devemos saber utilizar a energia e acima de tudo utilizá-la sendo amigos do ambiente : ) Susana Lourenço11ºA

Participação cívica dos jovens

Publicidade pouco saudável A publicidade promove a difusão comercial de produtos incitando ao seu consumo. Hoje em dia todas as atividades humanas beneficiam da publicidade. Profissionais como professores, médicos, engenheiros, empresas fazem chegar às pessoas os seus serviços através dela, em jornais, revistas, internet, cartazes, televisão. Infelizmente nem sempre a publicidade é usada da

Escassez de água ameaça o planeta

A escassez de água na Terra é um assunto que vem ganhando cada vez mais importância. Os últimos relatórios colocam o tema em foco e desviam um pouco as

Religião

O Homem desde a sua criação tem sentido necessidade de se questionar sobre a sua existência e a existência de tudo aquilo que o rodeia. Da resposta a esta necessidade, nasce a religião. Este ser bípede começou por criar rituais religiosos para demonstrar a sua devoção aos deuses, (deusa do amor, deus da guerra…). Estes rituais iam desde a dança e pinturas rupestres até à criação de locais de devoção aos deuses,

É ca d a vez m a i s e s ca s s a a participação cívica dos jovens na comunidade, o que se torna um motivo de grande preocupação. Os fundamentos de uma sociedade d e m o c rá t i c a c o m o t o d o s a conhecemos devem assentar em três princípios fundamentais: i g u a l d a d e , re p re s e n ta ç ã o e participação. Neste momento, os jovens estão envoltos numa maré de indiferença;isto deve-se

maneira mais correta. Certamente já todos notaram que na maioria dos anúncios televisivos para crianças são mostrados bolos, bolachas, cereais de pequenoalmoço e aperitivos salgados. Todos estes produtos são ricos em açúcar, gordura ou sal! Ou seja, parte considerável da publicidade é reservada a produtos que devem ser consumidos com moderação. Para promover os produtos são usadas diversas estratégias, como p o r exe m p l o, o s d e s e n h o s animados que são utilizados em

cerca de um terço dos anúncios. A obesidade tem vindo a crescer e é decerto o excesso de anúncios sobre alimentos com elevado valor energético um dos factores desse aumento. Os adolescentes portugueses, com realce para as raparigas, encontram-se entre os mais gordos da Europa.Não devemos sofrer grande influência deste tipo de anúncios, porque é a nossa saúde, atual e futura, que está em jogo. Nuno Adriano - 11ºA

atenções que estavam todas voltadas para as emissões de carbono na atmosfera, responsáveis pelo agravamento do efeito de estufa e do aquecimento global. Apesar de agora estar em evidência, a questão da falta de recursos hídricos é uma ameaça f u t u ra . J á e n f r e n t a m o s o problema da escassez e do mau uso, com doenças e sérios comprometimentos socioeconómicos; até mesmo em países com grande disponibilidade de recursos hídricos há sérios problemas de escassez. Com a falta dos recursos superficiais, pode

haver aumento da exploração e da poluição dos aquíferos subterrâneos. O problema da oferta de água é que ela é muito mal distribuída no planeta, ou seja, onde há muita d i s p o n i b i l i d a d e , h á p o u co s habitantes, e nas grandes cidades, onde há maior concentração populacional, a água está tão poluída que é caro demais recuperá-la. Há regiões onde a escassez se dá por razões de clima e morfologia do solo, que não retem a humidade. Água: se demais gastar, pode acabar. Carmina Rodrigues, 11ºA nº3

como em “Stonehenge”. Mais tarde, durante o império romano, nasce um novo tipo de religião, o cristianismo. Muitos dos devotos desta religião foram perseguidos e assassinados. Deste novo movimento surgiu o primeiro Papa, Pedro, um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. Ao cristianismo juntaram-se vários crentes, de outros movimentos religiosos que partilhavam das mesmas ideias.Não querendo fazer um historial sobre a religião católica, preocupa-nos a nós católicos que a Santa Sé tenha um governo para gerir os interesses da própria igreja, que é um estado dentro do próprio estado e analisando com alguma atenção

as notícias vindas a público, estas nos dão conta de interesses económicos pouco abonatórios, com denúncias de corrupção e pedofilia. Embora a Cúria Romana vá dizendo que esta é uma instituição plural (com o melhor e o pior da natureza humana) os factos relatados dão razão àqueles que afirmam que a Igreja se está a desintegrar. Assisto com grande tristeza a todas estas notícias, porque quem deveria dar o exemplo de vida sem mácula dá-nos um espetáculo deprimente, desacreditando toda a igreja enquanto estrutura social e pondo em causa a fé de todos os leigos. Ana Carolina Zeferino - 11ºA

necessariamente a quê? Aos fracassos da democracia portuguesa? À educação dos pais? O mundo globalizou-se e hoje em dia basta um simples clique na internet para causar grandes efeitos; para que os jovens (e toda a restante população) reverta as suas atitudes e as transforme em disposições menos nobres. Todos estamos inseridos no seio de uma sociedade, tendo por obrigação nela participar

ativamente. Cabe-nos lutar pela justiça, solidariedade e igualdade, independentemente de qualquer ideologia. Stephanie Pereira Reis - 11ºA


S ab ER

++

9

A tua opinião Junho é o

mês do “meu rico Santo António” que nasceu por volta de 1195 em Lisboa e morreu a 13 de Julho de 1231, em Pádua. Tornou-se frade franciscano e andou em missão de apostolado em Marrocos. Foi notável a sua erudição, tendo sido um exemplo de pregação, um modelo de prática sacerdotal, um mestre nas escolas conventuais. Em Pádua foi construída uma basílica em sua devoção e lá se encontram as suas relíquias. As festas em sua honra

Atividades extracurriculares na escola No meu ponto de vista, é de grande importância que haja um leque alargado de atividades extracurriculares na escola; os alunos devem ver a escola como um local divertido e não vê-la apenas como um lugar que somos obrigados a frequentar, porque, se pensarem desta forma, é natural que como consequência, demonstrem menos empenho, o que leva a que as suas notas desçam. Na nossa escola, existem dois clubes, o da Leitura e o do Ambiente. Em relação a

Afinal, o que é a adolescência? A maior parte das vezes nem nós sabemos muito bem o significado de tão célebre palavra. É uma espécie de quarta dimensão com contornos fluidos que começa, supostamente, aos 13 anos e acaba, também supostamente, aos 18 com a chegada da maioridade. Aos olhos dos adultos é um período difícil quando já não somos crianças, mas também ainda não somos verdadeiramente responsáveis. É uma idade coxa, instável, onde não temos nem os meios nem a maturidade dos nossos

M de Mêda Mêda com as suas mães mágicas. Mêda com as suas memórias. Mêda com a sua gastronomia maravilhosa, e com os murais pintados nos muros de sonhos cor de rosa. Mêda com os seus monumentos marcantes na História.

realizam-se em várias terras portuguesas, mas é em Lisboa que se tornaram famosas por causa das marchas populares em que competem vários bairros alfacinhas, os casamentos de Santo António (tem fama de casamenteiro) e o grandioso fogo de artifício. A festa dura até às tantas (na noite de 12 para 13),com a bela sardinha assada, caldo verde e o vinho da pipa a correr. Há música e bailarico, sobretudo no bairro de Alfama. Parece que lá se

atividades desportivas temos o futsal e a dança; contudo, este desporto não é compatível com o gosto da maioria dos alunos, daí que tenha poucos praticantes. Algumas atividades que a meu ver deveriam ser desenvolvidas são: um clube da Música e um clube de Artes Plásticas. Para tal, seria necessário fazer um apelo aos professores para que disponibilizem algum do seu tempo para que tudo isto não passe de um sonho; e, claro, outro apelo aos alunos para aproveitarem as oportunidades criadas, pois na sociedade atual é preciso versatilidade, interesse e empenho. Miguel Will - 11ºA desejos, em que aparecemos co m o c r i at u ra s r i ca s d e potencial mas inacabadas. Frustrante, não? Basta levar a voz e arriscamonos logo a ouvir um raspanete requintado: “Isso passa-te, é a adolescência.” Como se todos tivéssemos sido atingidos por uma espécie de doença coletiva que tudo desculpa mas também desresponsabiliza terrivelmente! Gostaríamos de ser levados a sério, enfim, de ser olhados como nós realmente somos e não como simples meninos! Márcia Antunes, 11ºA

Mêda com as suas padarias dos seus Manéis e Marias. Mêda com os seus medenses lutadores que tornam Mêda num melhor município. Eu escrevi esta poesia para os medenses terem mais alegria. F a b i a n a Almeida Rodrigues 6ºB Nº8

têm feito muitos namoros, com a bênção do santo! Se andas à procura de um rapazinho jeitoso ou de uma cachopa com um palminho de cara (registo popular adequado à data), simpática e doce, reza o responso a Santo António, que serve para achar os perdidos : “ Se milagres desejais / recorrei a Santo António/ vereis fugir o demónio/ e as tentações infernais. Recupera-se o perdido/ rompe-se a dura prisão/ e no auge do furacão/

Se todas as crianças Para comemorar o dia da Poesia, inspirados em Paul Fort: Se todos quiséssemos dar as mãos… Se todas as crianças do mundo quisessem dar as mãos, à volta da terra, Fariam uma grande roda… Se todos as meninas do mundo quisessem dar as mãos, à volta da terra, Fariam uma bela amizade… Se todos os meninos do mundo quisessem dar as mãos, à volta da terra, Seriam muito generosos… Se todos os pais do mundo quisessem dar as mãos, à volta da terra, Criavam o maior amor de todos… Se todos os professores do mundo

Notícia insólita… No dia 22 de maio realizou-se, no ginásio da Escola Mêda um jogo de Futsal entre duas equipas de alunos da mesma. E como terminou? À batatada. Segundo dizem, motivada por alguns alunos que estavam nas bancadas a assistir e também por ocorrências no próprio jogo. Já dentro dos autocarros, prontos para seguirem para as diversas localidades, ainda não satisfeitos com a refrega, saíram e continuaram a “festa”. Quem, como e quando se convencem os jovens de que o desporto serve para desenvolver

Borboleta

cede o mar embravecido. Todos os males humanos/ se moderam, se retiram/ digam aqueles que o viram / e digam-no os lusitanos. Pela sua intercessão/ foge a peste, o erro, a morte/ o fraco torna-se forte/ e torna-se o enfermo são”. Se achares quem procuras, oferecelhe um manjerico. Dica: como o manjerico não se pode cheirar, mas apenas passar a mão, serve de pretexto para um gesto carinhoso! Profª Fátima Caetano Coelho quisessem dar as mãos, à volta da terra, Toda a gente saberia mais coisas… Se todos os jardineiros do mundo quisessem dar as mãos, à volta da terra, Fariam um belo jardim… Se todos os poetas do mundo quisessem dar as mãos, à volta da terra, Faziam uma imensa poesia… Se todos os poderosos do mundo quisessem dar as mãos, à volta da terra, Deixaria de haver tristeza, fome e guerra… Então, faríamos um mundo mais justo, fraterno, livre e cheio de paz Se toda a gente do mundo quisesse Alunos do 5ºA o espírito, a amizade e confraternizar? É de jovens que se formam os grandes clubes. Dizem as pessoas de mais idade que antigamente se jogava por “amor à camisola”. Hoje joga-se pela fama e pelo dinheiro. Como vai a vida de muitos jogadores e dirigentes dos grandes clubes? Violência, corrupção, riqueza, … O livro “Política para um jovem” (que já li), faz-nos refletir acerca desses temas.Haja um pouco mais de sensatez e solidariedade! Luís Ramos - 11A

Rapariga

Imaginação

Era uma vez um menino Era uma vez, uma Uma rapariga andava cheio de imaginação. borboleta sozinha Um dia que voava livremente com os pés na areia quis pintar com magia. sobre a violeta e soltava o seu corpo Demorou um tempão de repente… ao mar. parou. O seu cabelo longo e preto para criar. Viu ao longe voava a brisa do vento Percebeu então que não resultava. o que passou as gaivotas em cima Foi buscar a tinta sobre o céu azul. da falésia, Era ele que vinha viam junto com a rapariga e com uma demão pintou o céu ao seu encontro o sol que ao longe Com a cor que ninguém com alegria e paixão. se escondia… via… Tudo foi imaginação! Zélia Olas - 8ºB Cristiana Oliveira, 8ºB Cristiana Oliveira, 8ºB


S ab ER

10

++

Recém chegados Hábitos de Leitura na EB2,3/S O clube de leitura fez um pequeno estudo sobre os hábitos de leitura dos alunos através de um questionário distribuído aos alunos da EB 2,3/S. Foram distribuídos questionários a 2 alunos por turma e recolhidas 37 respostas. Deixamos aqui alguns resultados. 81% dos alunos inquiridos diz gostar de ler e destes 40% dedica-se à leitura ao longo de todo o ano, enquanto 22% diz ler apenas durante o período de aulas.

Questionados sobre a quantidade aproximada de livros que lê por mês, 73% afirma ler entre 1 e 3 livros por mês.

Quanto ao local onde encontra os livros que lê, 32% dos alunos inquiridos só raramente recorre à biblioteca escolar porque arranja em casa o livros de que necessita e gosta e 27% recorre à biblioteca escolar, uma ou duas vezes por período, para aí encontrar os livros de que gosta.

Concurso Nacional de Leitura No dia 26 de Abril o agrupamento esteve presente na fase distrital do Concurso Nacional de Leitura, realizada na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Foz Côa, com três representantes na categoria do Ensino Básico. As alunas Ácil Will, Ana Sofia Rebelo e Patrícia Macedo, do 8º B, realizaram as provas escritas após a leitura de O principezinho de Antoine de Saint- Exupéry e Meia hora para mudar a minha vida de Alice Vieira. O concurso, de âmbito nacional, é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura e reuniu, nesta fase, os representantes das

O Dia Mundial da Criança O Dia Mundial da Criança é oficialmente a 20 de Novembro, data que a Organização das Nações Unidas (ONU) reconhece como Dia Universal da Criança por coincidir com a data de aprovação da Declaração dos Direitos da Criança. Porém, a data efectiva de comemoração varia de país para país, em Portugal o Dia da Criança é festejado no dia 1 de Junho. A p re n d i d e s d e c r i a n ç a a comemorar este dia como sendo um dia de festa e muito especial. Mais tarde, aprendi que existe uma Declaração dos Direitos da Criança, proclamada pela Resolução da Assembleia Geral a 20 de Novembro de 1959, tendo

escolas do distrito da Guarda.

Os romances (30%) e os livros de ficção (24%) estão entre os géneros preferidos

pelos alunos. Quanto ao papel dos pais, 86% dos alunos afirma que os pais incentivam a leitura. Estão aí as férias de verão, porque não aproveitar para viajar…através de um livro. Boas leituras para todos!

entrevista para um programa de televisão que cobriu o evento : (http://www.rtp.pt/programa/tv/p15159/c8 1925/235282). Parabéns às nossas representantes!

Ifoi um dia bem diferente! Para além das provas, houve convívio, um pequeno concerto musical e até uma inesperada

como base e fundamento os direitos à liberdade, à educação, à diversão e ao convívio social das crianças, preconizados em dez princípios: Princípio I - Direito à igualdade, sem distinção de raça, religião ou nacionalidade. Princípio II - Direito à protecção para o seu desenvolvimento físico, mental e social. Princípio III - Direito a um nome e a uma nacionalidade. Princípio IV - Direito à alimentação, morada e assistência médica adequadas à criança e à mãe. Princípio V - Direito à educação e a cuidados especiais para a criança física ou mentalmente deficiente. Princípio VI - Direito ao amor e à compreensão por parte dos pais

e da sociedade. Princípio VII - Direito à educação gratuita e ao lazer infantil. Princípio VIII - Direito a ser socorrida em primeiro lugar, em caso de catástrofes. Princípio IX - Direito a ser protegida contra o abandono e a exploração no trabalho. Princípio X - Direito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos. No passado dia 1 de Junho os alunos do Agrupamento de Escolas do 1º ciclo e o Pré-Escolar do concelho de Mêda comemoraram esta data e d e sf r u ta ra m d a i n i c i at i va promovida pela autarquia. Os alunos gozaram de actividades lúdicas, usufruindo de momentos especiais e de grande

contentamento. Porém, gostaria de lembrar que o Dia Mundial da Criança é também um dia de reflexão para todos nós adultos, um momento para pensar sobre aquelas crianças que sofrem de abusos, de maus tratos, de insegurança, deficiência, desnutrição, falta de afectos e de muitas coisas essenciais para o seu bem-estar e para o seu desenvolvimento. Só assim estamos a comemorar na plenitude e na universalidade os direitos de todas as crianças. Deste modo podemos construir uma sociedade mais justa e promover o bem estar biopsicossocial e cultural de todos. Psicopedagogo Cláudio Heitor Rebelo


S ab ER Falar Verdade a Mentir, de Na segunda-feira, 28 de maio, a turma do 8ºA dirigiu-se à Nave de Exposições de Mêda para interpretar uma peça de teatro “Falar Verdade a Mentir”, de

Almeida Garrett. Esta ideia surgiu numa aula de Português, quando terminámos de ler a obra. A professora organizou a turma por grupos e mandou reescrever a peça, mas com as nossas próprias falas. Quando todos terminámos de fazer a tarefa proposta, a professora distribuiu

“O homem não chora!” Na minha opinião o homem também chora. Não sei, porque dizem que os homens não choram ou que choram menos que as mulheres! Será que esta afirmação é assim tão indiscutível? Ou será que eles choram tanto ou mais do que elas quando estão emocionados, mas de forma escondida, porque noutros

Olhares distantes À distância trata-se de uma colcha preta à frente dos nossos olhos, durante aquele “X” de tempo. Dizer que a distância nunca separa, quem está realmente junto, que a distância não interfere em nada, que não é mais forte que qualquer sentimento. Quando as pessoas, os corações estão realmente ligados, o alcance do olhar apenas é um “nada”. Mau é quando esse “nada” se torna um “tudo”. As pessoas vão-se, num instante, mesmo sem estarmos à espera. Passado um tempo deixamos de senti-las connosco, precisávamos de senti-las em carne e osso, ali ao pé de nós. Mas não! Quem espera, desespera. Passamos a sentir que essas pessoas já não são nossas, que já não nos pertencem. Julgamos, por segundos, que os momentos se foram, que as recordações se estão esfumando… a

++

os vários papéis, por todos os alunos da turma e mandou-nos interpretar o que tínhamos escrito. Estávamos todos muito ansiosos, no fim, quando todos os grupos já tinham apresentado as respetivas cenas, a professora fez algumas críticas bastante positivas. Assim, pudemos alterar o que estava menos bem e simplificar o guião. De seguida, fizemos, novamente, o teatro dentro da sala de aula. Como a

dramatização correu bem, a professora propôs, apresentarmos a peça aos nossos colegas dos 7os anos, uma vez

11 que eles vão estudá-la para o próximo ano letivo. Muitos dos meus colegas disseram logo que não queriam participar, mas outros acharam a ideia interessante. Na aula seguinte, dramatizámos, novamente, a peça e fizemos a escolha d a s p e rs o n a ge n s . Tre i n á m o s e representámos, também, em casa, para podermos melhorar, apesar de estarmos constantemente a rir! Na segunda-feira, vestimos os trajes improvisados e representámos a peça. Na minha opinião, todos interpretaram os papéis muito bem, apesar de ter havido algumas falhas, como a troca de uma fala, o falarmos muito baixo..., mas isso acontece aos melhores atores. O mais importante é termo-nos divertido. Alguns, até já estão a pensar em participar noutra peça para o ano que vem! Eduardo Soeiro, 8º A

tempos se decidiu era sinal de fraqueza. É fraqueza mostrar as emoções?! As mulheres choram...quando partem uma unha, quando se esquecem do bolo no forno, quando se sentem sozinhas, também choram quando perdem o telemóvel, quando o carro não pega ou de emoção... Os homens choram por outras coisas, mais profundas, por amor ou por raiva, quando estão magoados ou

emocionados, mas muitas vezes choram para dentro, engolem as lágrimas, que é uma forma mais dolorosa de chorar. Um homem é um ser racional, logo possui sentimentos, emoções, fraquezas e sobretudo possui lágrimas no seu interior prontas a serem libertadas quando alguém as provoca. Só os insensíveis não choram! Bruno Almeida - 9ºA

ausência, a distância… Ganham! As saudades apoderam-se, e matam-nos no mais fundo. O vencedor ganha e leva tudo, o perdedor é obrigado a cair. Não, não percebo como meia dúzia de quilómetros podem modificar tanta coisa, tanto sentimento. Há coisas que o vento nunca nos deveria levar, há folhas escritas que as lágrimas do céu não deveriam apagar. Fico ainda iludida, que a distância só ganha se deixarmos que ela vença, que a ausência só se torna sôfrega se quisermos. Tudo se transforma, e quando dois olhares estão distantes o que nos cabe perceber é se o receptor desse olhar o merece verdadeiramente. Se esse, o que está do outro lado, quer manter o sorriso. Ninguém sorri para o ar. Perceber se quer continuar com os abraços mais sentidos. Ângela Trigo - 9ºA

Signos dos próximos meses

previsão pela famosa astróloga Tátá, mestre em Tarot e artes mágicas pela universidade de witches and wishes. - Horóscopo dos nativos de Gémeos (nascidos em Junho): são espíritos livres. Segundo a história astrológica, este signo relaciona-se com a história de Castor e Pólux, uns tipos gregos… da Antiguidade. O elemento de Gémeos é o ar, por isso andam sempre distraídos e se lhes recomendam ambientes pouco poluídos. Tal como para todos os outros signos, recomenda-se cuidado com as doenças respiratórias. Para os dos nascidos em Julho, de Caranguejo, ensinamos como preparálos: mergulham-se os tais em panela com água a ferver, com sal, e tapa-se antes que fujam. Em dez minutos ficam prontos! Profª Fátima Caetano Coelho


Jornal Junho