Page 1

Apontamentos … Karate

Departamento de Formação J.I.P. 2010


Indice de temas a abordar: •

Nas origens das artes marciais...

Okinawa / Japão

O aparecimento da designação Karate

Um pouco da história do Goju-Ryu

Mestre Chojun Miyagi

Bubishi ( imagens históricas )

Katas Goju-Ryu

Sensei Teruo Chinen

Linhagem Jundokan International

Jundokan Internacional de Portugal

Jundokan Internacional de Portugal


Nas origens… Bodhiarma

• Ao longo do texto irei fazer algumas reflexões sobre a história do Karate as quais deixo à vossa consideração, dado que sobre esta matéria não existem verdades absolutas e muitos dos mais importantes escritos e documentos eventualmente produzidos se perderam ao longo da história. • A sua origem remonta a lendas transmitidas oralmente de geração em   geração, uma forte corrente lendária, bem como os próprios japoneses consideram Bodhiharma ( 28 º patriarca do Zen Budismo, que viveu no Templo chinês de Shaolin, por volta de 525 da nossa era ) como o "´Pai lendário do Karate ", tendo aperfeiçoado as técnicas de Artes Marciais antigas da  China e do Vajramusthi Indiano. Um dos objectivos foi fortalecer fisicamente os Monges para longos periodos em posturas de meditação. • A História das “ Artes Marciais “ perde-se no tempo, podendo nesta reflexão iniciar a  sua redescoberta a partir da  Ilha de Okinawa, que fica no centro de um arquipélago denominado pelos chineses de RyuKyu, que se estende desde o extremo sul do Japão até a Ilha de Taiwan.

• Okinawa com os seus 1.500 Km2 ocupa mais de metade da superfície de RyuKyu

•...

Jundokan Internacional de Portugal


Okinawa / Japão

”Oki”: que quer dizer em Japonês oceano ou grande , e “nawa”: traduz-se por  cadeia, corrente ou corda , essa Ilha tem uma centena de quilómetros de comprimento para uma largura de 30 a 40 Km e seu aspecto é realmente de uma corda nodosa e flutuante.

Jundokan Internacional de Portugal


Algumas imagens actuais da Ilha de Okinawa Castelo de Shuri

cont...

Jundokan Internacional de Portugal


Ilha de Okinawa ( 36 familias ) Okinawa como já foi referido têm uma posição privilegiada, está entre o Japão, a China e o Sudeste Asiático ( Vietname, Tailândia, etc..) com isso tornou-se um Porto especialmente activo. Nessa epoca, por volta do século XIV, a Ilha se dividia em três reinos, Chuzan era o maior deles e compreendia o meio da Ilha com Hokuzan ao norte e Nazan ao Sul.  Sabe-se que em 1372, o Rei okinawense Satto prestou voto de obediência ao Império Chinês Ming ( 1368-1644 ) ao qual passou a pagar tributo, e em 1349 o rei Chuzan faz uma aliança com a China dando origem a um intercâmbio entre ambos os reinos ( chineses e okinawenses ). As aldeias de Naha e Shuri tornaram-se cidades comerciais próperas, entrepostos de todos os produtos do sudoeste asiático e onde se "acotovelavam" japoneses, chineses, indianos, malásios, tailandeses , árabes, etc.... É também nessa época que a china da Dinastia Ming mandou para a Ilha um importante grupo de artesãos e artistas - mencionados em antigos documentos como " As 36 Famílias ". Entre estes chineses encontravam-se indivíduos que tinham conhecimentos de Boxe Chinês, surgem os  primeiros vestígios de Shaolim Kempo ou Chuan-fa, mas nada permite afirmar que essa Arte tenha oficialmente sido introduzida por “ verdadeiros mestres ". A Ilha foi invadida pelos Japoneses ( Clan Satsuma ) mas o intercâmbio com a China permaneceu inalterado e mais tarde um representante militar chinês desembarcava em Okinawa. Seu nome era Kong Shang-Kung, ele ficou conhecido na ilha como Kushaku, e era um perito no sistema de Shaolin. Em seus seis anos em Okinawa Kushaku ensinou o sistema ( To - De ) a dois okinowenses, Mestres Sakugawa e Kitan Yari. To-te começou a ser chamado Karate na primeira metade do século XX, e embora a sua introdução tenha sido uma continua evolução, muito do Karate que é ensinado hoje em dia, ao contrário da crença popular, está baseado no Boxe Chinês  ( principalmente da área de Fuchou – Provincia Chinesa ) e que foi trazido para Okinawa entre 1850 e 1950, alcançando o seu pico de introdução no final do século XIX.

Mestre SAKUGAWA

Jundokan Internacional de Portugal


Continuação de imagens actuais da Ilha de Okinawa no Japão ...

Jundokan Internacional de Portugal


Nas origens… Clan Satsuma

Precisamente no dia 5 de Abril de 1609 os Satsuma atacaram Okinawa que caiu sob o jugo do clã invasor e assim ficou até 1879, quando a Ilha se tornou parte do império japonês, incorporada ao Império de Mitsuhito. O Japão em 1868 entra na era Meiji, que marcou a abolição do antigo sistema feudal e o nascimento de uma nova sociedade. Okinawa sempre manteve a posição de reino semi-independente até pouco depois da restauração Meiji. Antes de 1879 as Artes Marciais eram reservadas às famílias mais nobres, e mesmo após essa data ,  poucas pessoas menos favorecidas ( fosse de dinheiro, fosse de tradição ) tinham ânimo para praticá-las. Em 1669 o Clan Satsuma proibiu o uso de qualquer arma a não ser pelos Samurais, esta lei deu origem ao aparecimento da Arte do Kobudo, utilizando as ferramentas básicas do dia a dia dos”trabalhadores” ( sai, tonfa, bo,kama, etc...) como armas. É difícil encontrar evidências de que okinawanos tenham desenvolvido técnicas de luta devido à proibição do uso de armas pelos governantes do Clã Satsuma. Ao contrário, as evidencias demonstram que após 1609 , o “TO-DE” era praticado como defesa pessoal e como meio de desenvolvimento físico pelos membros da nobreza, no final do séc. XIX e inicio do século XX no meio das classes shizoku e seus descendentes , principalmente aqueles que viviam em Naha, Tomari e Shuri. No século XVIII contempla-se  o nascimento do TODE ( mão chinesa ) ou Okinawa-Tê , ancestral ao Karaté . Sem duvida o dominante das técnicas de combate de mãos nuas eram chinesas e tinham sua “origem” no mosteiro de Shaolin na China ( Kung-Fu ) . A proibição despertou o interesse pelas técnicas de combate e generalizou a prática até então restrita a uma minoria. Jundokan Internacional de Portugal


O Aparecimento do Kanji “ Karate ” •Devido a diversos factores politicos a designação TODE de origem chinesa é alterada no seu kanji pelo mestre Gichin Funakoshi para Kara-te ( mão vazia - japonês ), dai para a sua oficialização pela Dai Nippon Butokukai foi um curto passo.

TO- DE

KARATE

•Durante anos o Karate evoluiu em três linhas e três cidades distintas na Ilha de Okinawa , Shurite de Shuri , o Naha-te de Naha e o Tomari-te de Tomari; cada um com características distintas: Shuri-te = principalmente ofensivo, primava pela leveza e velocidade. Naha-te = Principalmente defensivo, primava pela poder interno e potentes golpes. Tomari-te = Era uma mescla de ambos e originou o estilo Shito-Ryu de Itosu.

•Porém pouco a pouco, homens mais dotados surgiram, estilos se diversificaram e líderes que vieram a se tornar Mestres codificaram o seu estilo.

Jundokan Internacional de Portugal


Algumas referências de fundadores de estilos Goju-Ryu = Chojun Miyagi ( 1888-1953)

Shito-Ryu = Kewa Mabuni ( 1889-1953 )

Shotokan = Gichin Funakoshi ( 1869-1957)

Wado-Ryu = Hironori Otsuka ( 1892-1982) etc… etc… Jundokan Internacional de Portugal


Um pouco da História do Karate Goju-Ryu A história do Goju-Ryu funde-se com a arte de Naha-te, suas técnicas lembram o Kung-Fu do sul da China, com ênfase na utilização dos membros superiores ( técnicas de punho curtas, circulares e destruidoras ), busca pelo corpo a corpo nas posições estáticas, pontapés baixos. É o estilo duro e flexível que se distingue igualmente pela existência respiratória “IBUKI” uma forma de Chin-Kun Chinês ( busca pela mobilização da energia vital interna ). Os katas são variados e complexos : Seisan, Saifa, Sanseru, Sanchin, Tensho, Sanseru, Suparinpei, etc... Sensei Kanryo Higashonna (1853-1915) é o seu principal representante, passou diversos anos da sua vida na China a estudar vários sistemas de Artes Marciais, com especial influência das artes de Fukien ( China ). Segundo algumas fontes foi discípulo de um mestre Chinês chamado Woo ( "Ru" em japonês ) que o levou consigo por inúmeras escolas de Boxe Chinês. Aos 35 anos, regressou a Okinawa e adquiriu a fama de grande lutador, a técnica que ele praticava era bastante diferente da que foi deixada pelos mestres Sakugawa e Matsumara e quando abriu o seu primeiro Dojo em Naha foi para ensinar uma síntese pessoal que combinava elementos do Kempo com elementos do velho ToDe local, adptando o seu ensino à morfologia dos habitantes da ilha, o seu estilo iria chamar-se Naha-Te. Julga-se que foi o mais significativo e experiente Karateka de toda a história nas técnicas de Naha, tal era a sua habilidade que com frequência lhe chamavam “ Kensei ” ou “ Primeiro Santo ”. Devido à sua profunda influência sobre o sistema de Naha é correctamente denominado o " Pai do Goju-Ryu" .

    Kanryo Higashonna                      (1853-1916)

Jundokan Internacional de Portugal


Mestre Chojun Miyagi Chojun Miyagi (1888-1953)

Mestre Chojun Miyagi nasceu em 25 de Abril de 1888 foi um brilhante aluno do Mestre Kanryo Higaonna e fundador do que hoje conhecemos por GOJU-RYU KARATE, começou a treinar com 11 anos no dojo de Ryuko Aragaki, e com  apenas 14 anos  iniciou os seus treinos com Mestre Kanryo Higaonna.

Em 1927 Mestre Jigoro Kano ( fundador do Judo ) visitou Okinawa, e ficou tão impressionado com a Arte de Mestre Chojun Miyagi, que o convidou para ir ao Japão entre 1930 e 1932, para fazer várias demonstrações, numa dessas demonstrações um dos seus brilhantes estudantes ( Jin'an Shinzato ), foi questionado sobre a escola a que pertencia e como se designava a sua Arte, naquela altura os estilos estavam apenas relacionados com os locais. Esta foi a razão pela qual mais tarde Sensei Miyagi pesquisou um nome para a dar à sua Arte. Em 1933 Sensei Miyagi apresentou um artigo seu chamado “ Observações acerca do Karate Do “ a Dai Nippon Butokukai, e como resultado de todos os seus esforços no estudo e aperfeiçoamento da Arte o  Karate recebe o reconhecimento Oficial de Arte Marcial, e torna-se uma das Artes de Budo Japonês. Em  1935 a Butokukai concede o grau de Kyoshi a Chojun Miyagi, e ainda nesse mesmo ano de regresso a Okinawa, decide nomear a sua escola de  Goju-Ryu ( duro e flexível / suave ), tomando como base a terceira linha ( o modo de expirar é rígido e flexível ) das oito existentes nos preceitos do poema chinês intitulado Bubishi, considerado por muitos Mestres como um tesouro de grande riqueza no conhecimento marcial. Jundokan Internacional de Portugal


Bubishi

( A "Bíblia" do Karate )

( Wu Peh Chih em Chinês )

O Bubishi é considerado um tesouro, de uma grande riqueza no conhecimento marcial, e os oitos preceitos que nele constam são para muitos Mestres ( especialmente das escolas com origem em Naha-te / Goju-Ryu e Uechi-Ryu ) a essência das Artes Marciais. Se traduzirmos à letra a palavra Bubishi significa Bu ( militar ), Bi ( preparação), Shi (registo) e podemos assim definir como "manual de preparação militar ", tradução que na minha opinião "castra" a importância do documento, cujo desenvolvimento veio a partir das técnicas do Kempo Chinês do estilo Garça Branca, influenciando muito o Karaté de Okinawa. Apesar do desconhecimento do autor, o Bubishi foi criado concerteza a partir de conhecimentos práticos de combate. Algumas autoridades reclamam que o Bubishi foi escrito na China durante a Dinastia Ch'ing ( 1644-1912 ) e que o Mestre Kanryo Higashionna ( 1851- 1916 ) ou Mestre Chojun Miyagi ( 1888- 1953 ) o introduziram em Okinawa ou pelo menos excertos, após uma das várias visitas de estudo à China .

O nome do estilo Goju-Ryu tem a sua origem na terceira linha do poema HO WA GOJU WO DONTO SU “a forma de inspirar e expirar e dura e flexivel”

Jundokan Internacional de Portugal


Algumas imagens históricas

No século XIX foi a época da eclosão do Karaté de Okinawa ( massificação )

Jundokan Internacional de Portugal


KATA No século XVIII também pouco se pode afirmar já que eram ensaiados os primeiros katas,mas muitos movimentos e atitudes estavam camuflados nas danças tradicionais a fim de despistar a desconfiança das autoridades. Ainda hoje podemos verificar e analisar estes movimentos nas danças tradicionais de Okinawa

Em 1940 Sensei Chojun Miyagi formou as duas primeiras formas oficiais de Goju-Ryu, Gekisai dai ichi e dai ni, optou por esta solução na medida em que as formas mais clássicas denominadas das Koryu Kata eram demasiado difíceis para os principiantes.

Jundokan Internacional de Portugal


KATA ( Goju-Ryu ) Kata é DOZEN – Meditação em movimento

A Kata é um padrão de movimentos com técnicas de ataque e defesa . Cada kata consiste de movimentos pré-determinados que o praticante pode treinar sozinho. As katas de Goju-Ryu foram criadas por vários Mestres e são baseadas em muitos anos de experiência.

Fukyu Kata

     Fukyu Kata Dai Ichi Fukyu Kata Dai Ni Fukyu Kata Dai San

Kaishu Kata

       

                                                                                                           Sesan Gekkisai Dai Ichi

Saifa

Shisochin                           

                                                Gekkisai Dai Ni 

Seiyunchin

Sanseru

Seipai

                          Kururunfa

                                  Pichurin  (Suparinpei)

               Sanchin                   Tensho

Jundokan Internacional de Portugal


Sensei Teruo Chinen •

Teruo Chinen nasceu a oito de Junho de 1941 em Kobe no Japão. A sua Familia mudou-se para Okinawa, quando tinha apenas cinco anos de idade. A sua residência ficava a três portas de distância da casa de Chojun Miyagi ( Mestre Fundador do Karate Goju-Ryu ).

O seu Pai pertencia à marinha Imperial Japonesa, morreu durante a guerra, quando novo tinha praticado Kobudo. O Avô de Teruo Chinen tinha sido Mestre de Shorin-Ryu, e quando este foi aprender Goju-Ryu foi considerado um acto bastante “revolucionário” pela sua familia.

Aos sete anos de idade Sensei Chojun Miyagi encontrou-o na rua, fê-lo parar e ordenou ao jovem assustado que entrasse na àrea de treino, nas traseiras da casa. Depois disse-lhe para rolar três enormes pedras da sua posição junto à base das tábuas das makiwaras, indicando-lhe para limpar a erva que tinha crescido à volta dos limites do local de treino, depois de terminada a tarefa foi-lhe dito para colocar as pedras novamente no seu lugar. O jovem Chinen era muito cauteloso e cumpriu as ordens com as suas melhores capacidades.

Os pais de Teruo Chinen morreram ambos com pouca idade; de familia pobre o jovem viu-se obrigado a trabalhar para ajudar os seus irmãos e irmãs, altura em que decidiu dedicar todo o seu tempo ao treino do Karate.

O' Sensei Chojun Miyagi tinha morrido um ano antes, em 1953. O seu Instrutor directo passou a ser Sensei Miyazato, aluno avançado de Chojun Miyagi.

O “antigo” equipamento de treino de Sensei Chojun Miyagi foi transferido para o novo Dojo de Sensei Miyazato, designado JUNDOKAN ( casa para seguir os passos do Pai ) em homenagem a este seu Mestre . Teruo Chinen tornou-se aluno Ueshideshi de Sensei Miyazato, não podendo pagar as quotas, aproveitava todas as oportunidades para lhe agradecer.

Em 1958 após uns anos de treino intenso, e já com o cinturão negro parte para Tóquio no Japão, onde esteve no Yoyogi Dojo ensinando conjuntamente com seu amigo Shihan Morio Higaonna .

Em 1969 parte para Spokane/Washington nos Estados Unidos, a convite de Ernest Brenneke onde começou a ensinar Goju-Ryu. Nessa altura foi designado como “Chairman” da Okinawa Goju-Ryu Karate Do Federation.

Sensei Morio Higaonna, Sensei Teruo Chinen, em conjunto com outros poucos Mestres, começavam a construção de uma forte organização Internacional, e entre 1973 e 1979 viajou por toda a Europa e Africa do Sul, criando os alicerces da IOGKF.

Fala com regularidade sobre a importância que lhe foi transmitida pelos seus Mestres das relações humanas , sendo importante o treino duro e incansável que tenha como lema “ ser paciente e nunca desistir “. Em honra de seu Mestre Miyazato funda em 1986 a Jundokan International .

Jundokan Internacional de Portugal


Algumas imagens de referĂŞncia / Sensei Teruo Chinen

Jundokan Internacional de Portugal


Linhagem da Jundokan International

A hist贸ria do Karat茅 茅 a hist贸ria dos Homens e das Mulheres que o praticam Jundokan Internacional de Portugal


Desta passagem dos testemunhos do passado para o futuro, a Jundokan Internacional de Portugal (J.I.P.) dá continuidade à tradição do ensino e aprendizagem do Karate GojuRyu, atravês do seu Director Técnico Nacional Mestre José Campos que iniciou a sua prática em 1966.

Somos uma Associação de Karate Goju-Ryu que segue uma linha “tradicional” baseada nos oitos ( Goju-Happo) prinicipios desenvolvidos por Shihan Teruo Chinen: Filosofia – Doju Kun KoKyu-Ho - (Sanchin e Tensho ) Kigu Undo e Hojo Undo -( treino suplementar ) Kata - ( doze formas ) Bunkai Oyo ( aplicação do Kata ) Kakie Randori – Kumite Dento – História e Tradição A Jundokan Internacional de Portugal conta actualmente com um grupo de trabalho cujo crescimento nestes últimos anos só foi possivel com o empenho e colaboração de todos os envolvidos.

Jundokan Internacional de Portugal


Jundokan Internacional de Portugal JULHO 2006

História Karate GoJu Ryu  

História Jundokan Internacional de Portugal

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you