Issuu on Google+

Parte integrante do Notícias do Jardim São Remo - ABRIL DE 2013

Você sabe por que dia 19 de abril é o Dia do Índio? Esta data comemorativa foi criada pelo presidente Getúlio Vargas em 1943. Hoje é dedicada à valorização da cultura indígena e reflexão sobre a importância da preservação dos diversos povos e tribos existentes. São aproximadamente 230 etnias, 180 línguas e cerca de 900 mil indígenas no país.


como viviam as tribos indígenas antes do Brasil ser descoberto? Que tal descobrir um pouco mais sobre elas?

o CÃO REMINHO TAMBÉM ENTROU NO CLIMA DO DIA DO ÍNDIO!

Uma das tribos mais numerosas na época do Descobrimento era a dosTupinambás,que habitavam todo o litoral brasileiro. Ela tinha como língua predominante o tupi-guarani, e seus integrantes viviam sobretudo da pesca, da caça e do cultivo de alimentos, como milho, frutas e tubérculos. Além disso, os índios também produziam todas as ferramentas que utilizavam, desde arcos, flechas e lanças, para lutar nas guerras e proteger a tribo, até potes de cerâmica, canoas para a pesca, cestos, casas (conhecidas como ocas) e adornos corporais.

Você sabia que o banho diário é um hábito herdado dos índios?

Ao contrário do que muitos pensam, o costume de tomar banho não veio dos europeus, mas sim dos povos indígenas, que se banhavam e faziam preparativos para cerimônias nas águas dos rios.

Você consegue encontrar todas as palavras de origem indígena no quadro ao lado?


Instruções: 1- Cole a folha em uma cartolina 2- Recorte as imagens separadamente 3- Vire as imagens para baixo e embaralhe-as 4- Vire duas imagens por vez. Será que você consegue achar os pares?

Jogo: Toloi Kunhügü

Nesta brincadeira, escolhe-se uma pessoa para ser o gavião, e as outras são passarinhos. Com o gavião no centro, desenha-se no chão uma grande árvore com muitos galhos. Cada galho é o ninho de um passarinho. Ao começar, o gavião deve sair à caça dos passarinhos. Objetivos

O objetivo do gavião é conseguir pegar todos os passarinhos, e o dos passarinhos é fugir do gavião. Para proteger-se, os passarinhos podem repousar por um tempo nos seus ninhos, onde estarão a salvo. Após pegar um passarinho, o gavião deve levá-lo até o centro da árvore, onde ele ficará preso até o fim do jogo. Fim do jogo O jogo termina quando o gavião conseguir apanhar todos os passarinhos. Assim, o último que for pego torna-se o novo gavião.


a TURMA DA môNICA TAMBÉM QUIS ENTRAR NA BRINCADEIRA! fELIZ DIA DO ÍNDIO!

Os índios na cidade

Apesar da imagem típica que se tem de povos indígenas, que vivem e dependem apenas da natureza, mais de 324 mil índios brasileiros vivem em área urbana. Muitas crianças indígenas frequentam escolas, onde aprendem tanto sua língua nativa quanto o português. Alguns criticam essa “modernização” das tribos, pois acreditam que eles estão perdendo sua identidade. Outros se defendem, alegando que assim como a sociedade se transforma com o passar do tempo, com eles não poderia ser diferente. De qualquer forma, o que caracteriza ser índio não é o fato de possuir um carro, de comprar comidas industrializadas ou de morar em cidades, mas o jeito de viver, de explicar o mundo e os fenômenos da natureza segundo suas crenças e tradições.

não perca!

o quê? Oficina “Ashaninka – Retratos”,

em homenagem à diversidade de povos indígenas no Brasil. quando? Dia 19/04, sexta-feira, das 14 horas às 17 horas. Quanto? Gratuito! Onde? Museu de Arqueologia e Etnologia da USP (MAE); Av. Prof. Almeida Prado, 1466 - Cidade Universitária.


São Reminho - abril 2013