Issuu on Google+

Edição 28 I Novembro I 2011


02

Edição 28 I Novembro I 2011

www.jornalnitro.com.br

~ Opiniao

Editorial Nunca fomos tão ricos... Nunca fomos tão pobres! A presidenta Dilma Roussef assentou-se, neste mês, no encontro dos 20 países mais ricos do mundo, o G-20, representando uma das nações mais ricas da face da terra: o Brasil. Ela arrolou a hipótese de emprestarmos dinheiro para auxiliar as nações europeias que estão em crise, afinal, nossas reservas cambiais nunca foram tão gordas. Contudo, no fechamento dos Jogos Pan Americanos, ocorrido no dia 30 de outubro em Guadalajara, perdemos de Cuba, uma nação considerada por muitos uma pequena ilha ditatorial. Por que perdemos para eles? Existem vários motivos, os quais poderiam ser discorridos em uma extensa lista, mas gostaria de compartilhar com vocês um pouco mais das minhas reflexões sobre alguns contrastes nacionais que me escandalizam. Brunei, Barbados, Malta, Bahrein, Seychelles, São Cristóvão e Névis, Tonga, Antígua e Barbuda, Omã, Bielorrússia, Maurícia, Bósnia e Herzegovina, países dos quais, provavelmente, você nunca ouviu falar, além do Chile, Argentina, Peru e Uruguai, são nações que estão à frente do Brasil no ranking mundial do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O Brasil, por sua vez, ostentou a vergonhosa 73ª posição no ranking. Estamos em 88º lugar no ranking mundial de educação, elaborado pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). A violência é a primeira causa externa de mortes no Brasil. O álcool é a droga de maior risco no mundo e a preferida dos brasileiros, representando 68,7% do total de consumo de drogas, seguido pelo tabaco, maconha, cola, ansiolíticos, cocaína, xaropes e estimulantes, sendo responsável por 90% das internações em hospitais psiquiátricos por dependência de drogas. Em São Paulo, os motoristas alcoolizados são responsáveis por 65% dos acidentes fatais. Drogas periféricas e as de menor consumo, como o crack, são tratadas como o grande problema social. Enquanto isso, um ministro chamado Orlando Silva, envolvido em denúncias de corrupção e fraudes com ONGs fantasmas e fantasmagóricas, foi publicamente defendido pela Presidenta da República que, posteriormente, na cerimônia de posse do novo ministro do esporte, Aldo Rebelo, declarou:

“As mudanças podem ocorrer, pessoas podem nos deixar, mas as políticas e as linhas de ação terão que ser preservadas. Perco um colaborador, mas preservo o apoio de um partido, cuja presença no meu governo considero fundamental”. É isso, leitores, que me escandaliza. Perde-se alguém envolvido em escândalos, mas não se perde um partido aliado. Perdemos o Pan Americano, perdemos pais, filhos, inocentes em acidentes de trânsito provocados pelo álcool, mas não perdemos uma gota de arrecadação de impostos com álcool e drogas lícitas. Perdemos o ranking do IDH, para, tipo assim, Bósnia e Herzogovina, mas não perdemos a chance de gastar milhões em falcatruas com ONGs fantasmas; não achamos recursos e condições para descobrir os atletas que até Cuba descobre. Perdemos no ranking do ensino, mas não dispomos de um centavo a mais para melhorarmos a educação no país. Ainda assim, no encontro do G20, garganteamos a oferta de dinheiro às nações “pobres” da Europa. “Quando a esmola é demais o santo desconfia”! Nunca se arrecadou tantos impostos, nunca tivemos reservas cambiais tão fortes e, a despeito de tudo isso, pouco parece mudar na saúde, educação, esporte, igualdade social, de gênero, etc. Diante disso, a frase pronunciada pela presidenta causa temeridade. Prefiro aquela outra mulher, a de Lucas 15, 8-9: “Ou qual é a mulher que, tendo dez moedas e perdendo uma, não acende a lanterna, e não varre a casa, buscando com diligência até encontrá-la? E achando-a, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a moeda que eu havia perdido”. É esta mulher diligente que eu queria em nosso governo, a qual buscasse usar cada centavo, cada moeda, para que nenhuma de nossas crianças ficasse perdida e para que nenhum ouro do Pan ou das Olimpíadas fosse perdido, para que nenhuma ONG fantasma ficasse oculta. O que você acha, leitor? Isso não seria uma benção?!

Saudações esportivas, Álvaro Luiz de Aguiar Diretor de redação


Medalhistas

www.jornalnitro.com.br

03

Edição 28 I Novembro I 2011

FOTO ARQUIVO PESSOAL FOTO ARQUIVO PESSOAL

Basquete de ouro A equipe de basquete feminino da UNIASSELVI/ Vasto Verde/FMD Blumenau, comandada por João Almeida Camargo Neto, conquistou o bi-campeonato nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBS), que aconteceram em Campinas (SP), entre os dias 4 e 13 de novembro. As blumenauenses venceram na decisão São Paulo, por 74 a 66.

Pan-medalhista

O blumenauense Alexandre Cataldo Lopes, da AD Hering/Master/ APANBLU, conquistou quatro medalhas no Pan Americano Master de Esportes Aquáticos, que foi realizado entre os dias 8 e 15 de novembro no Rio de Janeiro. O nadador da categoria 40+ conquistou o ouro nos 3.000 m, prata nos 400 m livre e bronze nos 200 e 800 m livres. O evento foi disputado por mais de 1.600 atletas, de 22 países das Américas, além da Ucrânia, República Tcheca e Austrália, que participaram como países convidados. FOTOS DIVULGAÇÃO

FOTO DIVULGAÇÃO

Esgrima vencedora

As blumenauenses Catharine Richter e Julia Reichel, do Vasto Verde, participaram entre os dias 3 e 6 de novembro, no Rio de Janeiro, do Campeonato Brasileiro de Esgrima Cadete/Juvenil. Catharine foi campeã na categoria cadete até 17 anos e juvenil, enquanto Júlia foi a 3ª colocada no cadete e a 6ª colocada no juvenil. 152 esgrimistas de seis estados participaram da competição que marcou a estréia catarinense na modalidade. FOTO DIVULGAÇÃO

É recorde

Super pedaladas No dia 23 de outubro, ocorreu na cidade de Garibaldi (RS) o Campeonato Brasileiro de Marathon. A ASSICLO de Indaial marcou presença na competição, subindo ao pódio em duas categorias: Nílton da Silva Leal foi vice-campeão no 50-54 anos, e Tânia Clair Pickler ficou em 3º lugar no feminino.

O blumenauense Haiko Bruno Zimmermann, da AABLU/FURB/FMD Blumenau, conquistou o vice-campeonato nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBS), que aconteceram em Campinas (SP), entre os dias 4 e 13 de novembro. O blumenauense foi o 2º colocado na prova dos 100 metros rasos, com o tempo de 10s50dc, estabelecendo o novo recorde catarinense.


04

Edição 28 I Novembro I 2011

www.jornalnitro.com.br

Geral

Homenagem aos 30 anos da ADJORI/SC lota sessão especial da ALESC Em comemoração aos 30 anos de atuação da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (ADJORI/SC), a Assembleia Legislativa (ALESC) prestou homenagem à Associação, que congrega 164 jornais filiados, responsáveis por cerca de 80% de cobertura nas comunidades em que circulam. A solenidade ocorreu na segunda-feira, dia 7, em sessão especial realizada no Plenário Deputado Osni Régis. A sessão foi aberta pelo Presidente do Poder Legislativo, Deputado Gelson Merisio (PSD), que parabenizou a ADJORI/SC e seus associados pelo importante papel prestado às comunidades catarinenses. Em seguida, Merisio passou a presidência da sessão ao Deputado Marcos Vieira (PSDB), proponente da homenagem, um declarado admirador da mídia local catarinense. Na oportunidade, a ADJORI/SC também prestigiou instituições, fundações, autarquias e personalidades pela contribuição ao desenvolvimento do Estado e ao fortalecimento da imprensa local catarinense. Vinte e quatro medalhas de honra ao mérito, criadas especialmente para marcar os 30 anos da ADJORI/SC, foram entregues na ocasião. Lideranças de todas as associações de classe homenageadas marcaram presença na solenidade, assim como os reitores Álvaro Prata (UFSC), Sabastião Iberes (UDESC), Viegand Eger, (Presidente da ACAFE) e Álvaro Novaes

(ESPM), os quais foram igualmente agraciados com a medalha de Honra ao Mérito, representando as respectivas instituições de ensino. Das personalidades homenageadas, o Secretário de Estado da Comunicação, Derly de Anunciação, recebeu sua medalha e também a que estava endereçada ao Governador do Estado, Raimundo Colombo. Dalíro Beber, 1º Suplente do Senador Luiz Henrique, recebeu a medalha em nome do senador. Prestigiaram a sessão especial o Diretor de Políticas da Agricultura Familiar e da Pesca, Hilário Gottselig, no ato representando o Secretário da Agricultura, João Rodrigues; o Presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Joceli de Souza; os Conselheiros do Tribunal de Contas, Herneus de Nadal e Salomão Ribas Jr.; Marcelo Rego, Diretor de Divulgação da SECOM/SC; Paulo Bossle, Gerente de Mídia; e o Presidente do IVC, Pedro Silva. Os deputados federais Mauro Mariani (PMDB) e Pedro Uczai (PT) e os deputados estaduais Reno Caramori (PP), Moacir Sopelsa (PMDB), Maurício Eskudlark (PSD), Jailson Lima (PT), Joares Ponticelli (PP), Mauro de Nadal (PMDB) e Pedro Baldissera (PT) também marcaram sua presença. Ao todo, mais de uma centena de convidados compareceu à ALESC para cumprimentar a ADJORI/SC e seus associados, assim como os demais homenageados da noite.

FOTOS DIVULGAÇÃO

Deputados Moacir Sopelsa, Reno Caramori e Marcos Vieira entregam ao presidente da ADJORI/SC, Miguel Gobbi, a homenagem da Assembleia Legislativa pela passagem dos 30 anos de atuação da Associação

Associação é modelo para o país Yole Maria de Mendonça, da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, falou em nome dos homenageados. Ao se dirigir ao plenário, Yole ressaltou que a missão da ADJORI/SC, a qual se resume em organizar, fortalecer, unir e capacitar técnica e profissionalmente seus associados, coordenar e liderar projetos e metas em defesa de todos e da instituição em benefício da imprensa catarinense, é louvável e que, dessa forma, a ADJORI/SC está contribuindo para a valorização e maior credibilidade da mídia regional. Ao elogiar as iniciativas da Associação em prol da capacitação e do aprimoramento dos jornais associados, Yole enfatizou que isso vem ao encontro do propósito do Governo Federal, que quer democra-

Yole Maria de Mendonça

tizar a comunicação, amparado em informações técnicas. “A descentralização dos recursos de publicidade também é uma prioridade do Governo Federal”, reconheceu. Profissional concursada do Banco do Brasil e desde o governo Lula ligada à SECOMPR, Yole defendeu a adoção de critérios técnicos e éticos na distribuição dos recursos públicos. Segundo a titular da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, “a aplicação dos recursos publicitários de maneira correta é uma questão de honra”. A secretária executiva da SECOM finalizou seu pronunciamento com mais elogios às iniciativas da Associação, ressaltando que “a ADJORI de Santa Catarina é um modelo para o restante do país”.

ADJORI/SC: uma história de conquistas Encerrando a solenidade, o presidente da ADJORI/SC, Miguel Gobbi, falou da evolução da Associação, que foi criada com a adesão de 38 empresas jornalísticas de pequeno porte, cuja tiragem somada àquela época não chegava a 25 mil exemplares. Passadas três décadas, disse Gobbi, a ADJORI acena com 164 associados, contabilizando uma tiragem acima de 480 mil exemplares. Segundo ele, a ADJORI/SC estima contar com dois milhões e 500 mil leitores, pois “nas cidades do interior, cada exemplar é lido por cinco ou mais pessoas”, lembrou. Gobbi agradeceu o reconhecimento do Poder Legislativo catarinen-

se pelo trabalho da ADJORI/ SC e de seus associados, “que levam às comunidades catarinenses o empenho deste Parlamento e de cada um dos senhores deputados para a conquista de uma sociedade mais justa, fraterna e igualitária”. Agradeceu ainda a “oportunidade de homenagear instituições, autarquias e personalidades que contribuíram para o desenvolvimento do Estado e, com isso, contribuíram para a evolução de nossos jornais e ajudaram a construir a nossa história e a própria história da imprensa local catarinense, que hoje se consolida em patamar de grande respeito e credibilidade”.


Perfil

www.jornalnitro.com.br

05

Edição 28 I Novembro I 2011

PARAGLIDER: VOAR É COOL

O

FOTOS: FERNANDO PRADI

paraglider ou parapente, como é chamado em português, é provavelmente a forma mais pura pela qual um ser humano pode lançar-

se em voo. Silencioso e prático, o equipamento é semelhante a um paraquedas, pois também tem uma estrutura flexível, em que o piloto fica suspenso por cordames ligados ao tecido especial do qual são feitos os paraquedas e parapentes. O piloto voa ao sabor das correntes aéreas, planando por longas distâncias. Ao pousar, basta dobrar o equipamento leve e compacto, colocá-lo na mochila e seguir viagem. O parapente é uma modalidade de voo-livre, que pode ser praticado tanto para recreação quanto para competição, e é considerado um esporte radical. A história do parapente começa em 1965 com a velasa, sailwing em inglês, criada por Dave Barish, que chamou de slope soaring, voo de talude, a prática com esta vela. Paralelamente, Domina Jalbert inventou um paraquedas cujo velame é composto por células, a fim de gerar o efeito asa de avião. Este paraquedas com dorso e intradorso, separado pelas células, foi o ancestral dos atuais paraquedas, parapentes e kites, as velas do kitesurf. O esporte surgiu na França, no final da década de 1970, com paraquedistas decolando de encostas de montanhas. A modalidade com seus estilos e provas quase que certamente foi criada no Parachute Club d’Annemasse, França, em 1978, para servir de treino aos paraquedistas na precisão da aterrissagem, sem a necessidade de utilizar um avião, o que aumentava e muito os custos do treinamento. Em 1980, iniciou-se o voo de pente ou voo de encosta, e três anos mais tarde, foi rebatizado com o nome de parapente. Em 1985, a Fédération Française de Vol à Voile reconheceu a modalidade como esporte. A partir daí, houve a separação definitiva entre o paraqueda e o parapente, que tem uma relação de voo completamente distinta do seu ancestral. Hoje, após um desenvolvimento tecnológico considerável, os parapentes se tornaram verdadeiras aeronaves, capazes de planar por centenas de quilômetros. Seu voo é dinâmico, com controle da descida, ascensão e direção, podendo manter-se no ar por longos períodos de tempo. O recorde mundial de distância está próximo de 500 km de planeio. A capacidade de voo atual deste dispositivo é de L/D 11, sigla que vem do inglês – lift and drag – e significa o coeficiente de planeio ou a distância horizontal em que se pode voar numa relação de 1 metro de descida para 11 metros de deslocamento horizontal. Contudo, devido às correntes ascendentes, um piloto pode permanecer horas no ar como se fosse uma gaivota. A atual prática do esporte exige os seguintes ítens: vela, cinto de suspensão ou selete, paraquedas reserva, rádio de comunicação, capacete, botas, macacão, variômetro e GPS. A modalidade é regida a nível mundial pela Federação Aeronáutica Internacional (FAI) e, no Brasil, é organizada pela Associação Brasileira de Voo-Livre (ABVL),

decolou da rampa de asa-delta da Pedra Bonita. O suíço atraiu a atenção dos pilotos cariocas que, há mais de uma década, mantinham o seu fascínio pelo voo-livre. Knebel ensinou alguns alpinistas, paraquedistas e voadores de asa a voarem de parapente, dando origem aos primeiros pilotos brasileiros da modalidade: Ruy Marra, Bruno Menescal, Daniel Schmidt, Luiz Otávio Menezes Filho, Patrick Bredel, Antônio Lage e Andréa Lima Duarte. O 1° Campeonato Brasileiro foi realizado em 1989 na rampa da Serra do Vulcão, em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, e teve como campeão o piloto Bruno Menescal. A primeira participação de equipe brasileira em campeonatos mundiais aconteceu no mesmo ano na Áustria. Mal sabiam estes pioneiros que o Brasil se transformaria num dos melhores points de voo-livre do mundo. O cross country, o estilo mais popular do parapente, tem na cidade de Governador Valadares - MG, um dos melhores points do planeta. O recorde mundial de distância livre foi obtido pelos brasileiros Frank Brown, Rafael Saladini e Marcelo Prieto, que percorreram 461,8 km, após decolarem da cidade de Quixadá, no Ceará, e pousarem no Maranhão, em 14 de novembro de 2007. Desde o século passado, o Brasil tem se mantido no topo da modalidade.

EM SANTA CATARINA membro da FAI e subordinada à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A Paragliding World Cup (PWC), o Campeonato Mundial de Parapente, Campeonato Mundial de Parapente de Precisão e o Red Bull X-Alps são as principais competições do esporte. Os estilos de voo mais praticados são o cross country, as provas de precisão e a

acrobacia, a performance.

mais

radical

em

NO BRASIL O primeiro voo de parapente do qual se tem registro em nosso território aconteceu em 1988, no Rio de Janeiro, em que o piloto suiço François Knebel

Como não há registros históricos precisos, reza a lenda que o parapente apareceu nas nossas paragens pelas mãos do empresário Walter Weege em 1989. Com relevo propício e que permite vôos em todas as regiões, o estado logo se tornou um importante cenário de voos. Em 1991, foi realizado o primeiro Campeonato Catarinense de Parapente, no Morro do Macaco, em Indaial, circuito que hoje envolve de 5 a 6 etapas em diferentes cidades. O ano 2011 marcou a entrada do estado como palco da etapa do Campeonato Brasileiro de Parapente, na cidade de Tangará, em novembro. No estado, são mais de 600 praticantes e um dos maiores destaques do esporte é o piloto Renato “Curreca” Gonçalves, de Florianópolis, que já esteve entre os melhores do mundo nas provas de acrobacias. Em 2006, obteve o 1º lugar no Acrolac (sincro), em Chambérry, França, e no ano seguinte, manteve-se em 3º lugar no ranking mundial da categoria sincro, com dois 3º lugares no Acroaria e no Adrenalina Acro Cup, ambos na Itália. Santa Catarina também é referência quando se fala em equipamentos, pois a Sol Paragliders, um dos maiores fabricantes de parapentes do mundo, está instalada no município de Jaraguá do Sul, desde 1991, fazendo parapentes de renome mundial. Os turistas anualmente também fazem a festa nos voos em duplas realizados nos vários points do estado.

PARA SABER MAIS www.abvl.com.br www.abp.esp.br www.flycurreca.com.br www.solparagliders.com.br


06

Edição 28 I Novembro I 2011

www.jornalnitro.com.br


Semeando exemplos

www.jornalnitro.com.br

Edição 28 I Novembro I 2011

07

Asilo São Simeão inaugura cancha de bocha Há 12 anos, quando construiu uma nova ala de apartamentos para os internos, o Asilo São Simeão reservou uma área para a construção de uma cancha de bocha. Por falta de recursos, este projeto nunca saiu do papel. Agora, graças à iniciativa da Hildes & Caio Assessoria e Comércio Internacional, por intermédio de seu Projeto Sou Social, a entidade ganhou de presente a tão esperada estrutura de esporte e lazer. A inauguração ocorreu no dia 11 de novembro, com um torneio de bocha, envolvendo os idosos do ancionato, os colaboradores da Hildes & Caio, os parceiros do projeto, as autoridades e a imprensa. O torneio amistoso contou com a participação de 10 duplas, ficando em 1º lugar a dupla formada por Pierre Sabbagh (Malharia Cristina) e Renato Meirinho (Cia Hering), representando os patrocinadores do projeto; o 2º lugar foi conquistado por Wilson Wan-Dall (Tribunal de Contas do Estado) e Vilson dos Santos (Asilo São Simeão), repre-

Diretores da empresa Hildes & Caio

FOTOS ARQUIVO NITRO

Dona Erna Beron sentando o asilo; Paulo César e Adalberto Júnior (Rádio Nereu), representando a imprensa, ficaram com a 3ª colocação. A cancha de bocha é a primeira estrutura de esporte e lazer oferecida aos internos do Asilo São Simeão. Por isso, era grande a expectativa dos moradores, principalmente da Dona Erna Beron, 70 anos, que há 14 anos vive no asilo e joga

Ganhadores do torneio de bocha bocha desde os nove anos, tendo iniciado a prática desta modalidade por intermédio de seu pai. Jogadora por lazer, em 1998, foi a 7ª colocada nos Jogos Catarinenses da 3ª Idade e, agora, quer incentivar os colegas a jogar para promoverem torneios e brincadeiras. “Posso ensinar a quem não sabe, porque quando tiver alguém na cancha, será uma diversão para quem joga e para quem assiste”, afirma Dona Erna. Segundo Sheyla Pereira Wan-Dall, coordenadora do Projeto Sou Social, da Hildes & Caio, fazer a obra da cancha de bocha do asilo teve também o objetivo de chamar a atenção para que “mais empresários e pessoas da comunidade conheçam o São Simeão, suas carências e necessidades e, talvez, se sintam sensibilizadas a ajudar também”. A coordenadora do projeto diz que há tempo a empresa e a família são voluntárias no asilo, promovendo recreação e campanhas de arrecadação. Para viabilizar a construção da cancha, a Hildes & Caio teve a colaboração de

empresas clientes, tais como Hering, Kyly, Malharia Cristina, Galegão Supermercados, Itajaí Comissária de Despachos, Fakini Malhas, Dudalina, ES Logística, Vemablu Representações, H&C Importação e Exportação e BS do Brasil. Alguns amigos e comerciantes do bairro também colaboraram: Duílio Van-Dall, Francisco Prim, M. Bailer Adm. de Bens, LC Salvador Contabilidade, JKR Confecções, Toque Íntimo, Lojas Dagnoni, Mecânica Storrer e BNU Transportes. A engenheira civil Janaína Espíndola Mattos fez voluntariamente o projeto da cancha e toda a execução da obra, que custou R$ 40 mil, seguindo os padrões oficiais da modalidade, com exceção das bolas, as quais foram fabricadas sob medida e com mais leveza para permitir que todos os idosos pudessem jogar. Esses exemplos da iniciativa privada ajudam a promover a inclusão social e a qualidade de vida. O esporte é uma ferramenta universalmente aceita, o que permite a sua utilização em projetos desde a infância até a terceira idade.


08

Edição 28 I Novembro I 2011

www.jornalnitro.com.br

Zoom

3° Mr. Blumenau

FOTOS DIVULGAÇÃO

Cerca de 250 pessoas compareceram ao 3º Mr. Blumenau de Musculação, realizado na Rivage, no dia 12 de novembro. Participaram da competição 25 atletas, distribuídos em nove categorias. O evento é organizado pelo campeão NABBA Brasil de fisiculturismo 2010, Henrique Duggen, que foi o 6º colocado no Mr. Universo 2011, em parceria com a NABBA PR/SC e a Academia Duggen, e tem como objetivo a divulgação da modalidade na região. O 3º Mr. Blumenau repetiu o sucesso das edições anteriores, com grande participação de público e

atletas. Dentre os que prestigiaram o evento, estava o atleta Leandro Rebelo, consagrado no cenário nacional e mundial do fisiculturismo, além de Márcio Levy, presidente da NABBA PR/SC. O evento contou com o patrocínio da Probiótica Suplementos e Nossa Forma, além dos apoiadores Willy Aviamentos, Adeblu, Fina Essência, All Gym, Auto Escola Verde Blu, Imagining, Rivage e Jornal Nitro. O campeão da categoria overall levou o prêmio principal no valor de R$ 1.000,00 (mil reais), oferecido pela Duggen Academia.

OS CAMPEÕES POR CATEGORIA FORAM CLASSE 1 E OVERALL Tarnie Rosa - Itajaí MASTER Marcelo Koch - Blumenau CLASSE 4 Donizete dos Santos - Jacarezinho - PR CLASSE 3 Alexandre Vargas - Florianópolis CLASSE 2 Maicon Rodrigues - Itajaí JÚNIOR Roberto Dias - Blumenau MISS TONED ÚNICA Caroline Broering - Balneário Camboriú MISS FIGURE ÚNICA Daniele da Cunha - Balneário Camboriú

HENRIQUE DUGGEN, organizador do evento foi o 6º colocado no Mr. Universo 2011, em Southport, Inglaterra, no dia 29 de outubro


Resultados

www.jornalnitro.com.br

Edição 28 I Novembro I 2011

09

BRAZILIAN FIGHT LEAGUE Aproximadamente duas mil pessoas estiveram no Ginásio do Galegão, no dia 1 de outubro, para prestigiar a 13ª edição do Brazilian Fight League (BFL), o mais novo torneio de artes marciais do país. O público pôde assistir de perto os 9 combates, divididos em quatro modalidades. Merecem destaque os blumenauenses Alberto Pereira, do MMA, que venceu seu confronto diante de Leandrinho de Ponta Grossa (PR); no boxe, Alessandro Silva superou o brusquense Alex Eduardo; e Marcos Bicudo Silva venceu Klismann Pe Leal, de Palmeira (PR); no submission, Luiz André ganhou por W.O. do baiano Arivaldo Carnica e, no jiu-jitsu, Thiago Hingelberg derrotou Leonardo Dalgobo, de Ponta Grossa (PR). A cidade de Gaspar também esteve bem representada no MuayThai por Edvan Vitório, que venceu o brusquense Fábio Borges; Naiano Costa, que ganhou de Rafael Caveira, de Ponta Grossa (PR); e Vanderson Zeitis, que superou o blumenauense Renato Galvão. Completando os duelos, Marcos Schmidt, de Florianópolis, venceu Wagner Machado, de Palmeira (PR).

FOTO: JAIME BATISTA DA SILVA

CUIDADOS QUANTO AOS EXERCÍCIOS FÍSICOS E À EXPOSIÇÃO AO SOL

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Estadual de GRD A equipe da AGIBLU/FMD Blumenau participou, nos dias 8 e 9 de outubro, da 5ª etapa do Campeonato Estadual de Ginástica Rítmica, em Florianópolis. Cinco ginastas blumenauenses conquistaram o título por aparelhos: Camila Candinho foi ouro na fita, prata nas maças e bronze nos arcos no juvenil 1º divisão, e no adulto, ganhou a prata nas maças e bronze no arco e na fita; Alessandra Correa foi ouro no arco e bronze na bola no juvenil 2ª divisão; Alessandra dos Santos foi ouro nas mãos livres e na bola, e bronze no arco; Paula da Silva foi ouro nas maças e prata no arco no infantil 1ª divisão; Amanda de Zutter ganhou ouro na bola e no arco, e prata nas mãos livres no pré-infantil 2ª divisão.

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Brusque fatura no tênis de mesa Ocorreu, no dia 25 de setembro, em Indaial, a 6ª etapa da Liga Leste Catarinense de Tênis de Mesa. A competição contou com a participação de mais de 250 atletas de 14 cidades e a cidade de Brusque, representada por 17 atletas da Associação Brusquense de Tênis de Mesa - ABTM, conquistou 6 medalhas. No mirim masculino, Iuri Silva foi o grande destaque, conquistando o ouro. No infantil feminino, Luana Tomasi conquistou ouro e Cíntia Molinari ficou com o bronze. No Juvenil masculino A, Gustavo Vinotti conquistou prata; Matheus Pavesi, no juvenil masculino B, conquistou também a prata; e Diego Fugazza foi bronze no mirim masculino B.

Varias são as preocupações quanto à exposição ao sol durante o treinamento, porém, as alterações provocadas pelo excesso de calor corporal (a Hipertermia) são às quais os praticantes de atividade física devem dar maior atenção. Alguns fatores contribuem para o aumento do risco da ocorrência de hipertermia e colapso fisiológico durante o exercício físico. (1) Indivíduos com baixo condicionamento físico apresentam maior predisposição para desenvolver alguma síndrome relacionada ao calor, a qual ocorre em virtude da baixa capacidade aeróbica e baixa adaptabilidade ao exercício. (2) Outro fator é a obesidade, tendo em vista que a grande quantidade de tecido adiposo presente no organismo dos indivíduos diminui a sua capacidade de perda de calor e contribui para uma maior produção de calor metabólico durante o exercício. (3) Vestimentas inadequadas também contribuem para a elevação da temperatura corporal, além da (4) baixa adaptabilidade ou aclimatação a temperaturas elevadas por parte de alguns indivíduos. Desse modo, a prática da atividade física em condições de grande exposição ao sol aumenta a chance da ocorrência da hipertermia induzida pelo esforço, que ocorre pela somatória do calor gerado pela elevada atividade muscular e pela alta temperatura do ambiente, levando o atleta a apresentar sintomas como ansiedade, confusão mental, perda de coordenação, alucinações e até o coma. Alguns outros cuidados devem ser tomados quanto à exposição ao sol durante a prática esportiva. A proteção da pele contra os efeitos da radiação é um deles, a qual pode ser realizada pelo uso de cremes com elevados fatores de proteção, bem como com o uso de roupas adequadas. Vale ressaltar que as vestimentas devem sempre propiciar a perda de calor pela transpiração. E finalmente, pode-se indicar a falta de hidratação e a baixa ou inadequada ingestão de líquidos como fatores que contribuem drasticamente para a ocorrência desse tipo de síndromes, principalmente, porque, além da perda de água corporal, existe a perda de metabólicos que servem para controlar diversas funções orgânicas.


10

Edição 28 I Novembro I 2011

www.jornalnitro.com.br

Resultados

JORNAL NITRO LANÇA SITE E CONCURSO DE NATAL No inicio de outubro, o Jornal Nitro lançou seu site www.jornalnitro.com.br, disponibilizando sua versão digital e garantindo o acesso as suas edições anteriores e ao acervo de imagens. O site, com informações atuais, é cheio de novidades como o Clube de Descontos, com suas promoções exclusivas de Tikets de Consumo. Os mais logados podem relacionar-se no Facebook: nitro jornalismo; no Orkut: jornalnitro (pessoa) ou seguir no twitter: @jornalnitro . Como já virou tradição, o Nitro lançou novamente o concurso Minha Bike de Natal acompanhado da nova versão, Meu Skate de Natal, para quem prefere estar em cima da pranchinha. Acompanhe no jornal, no site e nas redes sociais todas as noticias, promoções e campanhas, exclusivas para quem é leitor Nitro. Veja ao lado como participar dos concursos de natal patrocinados pela Mormaii Bikes e SKATE DA PROMOÇÃO Lojas General Lyy. “MEU SKATE DE NATAL”

BICICLETA DA PROMOÇÃO “MINHA BIKE DE NATAL”

Concurso de frases “Porque sou leitor Nitro?” Para participar da promoção de Natal escreva uma frase com até 350 caracteres respondendo “Porque sou leitor Nitro?” e escolha um dos concursos: “Minha Bike de Natal” ou “Meu Skate de Natal”. Acesse o regulamento completo no site www.jornalnitro.com.br e depois mande suas frases para concorrer a um dos prêmios nos seguintes e-mails minhabikedenatal@jornalnitro.com.br ou meuskatedenatal@jornalnitro.com.br. O periodo de inscrição e válidade do concurso é de 28 de outubro de 2011 à 16 de dezembro de 2011.


Sesi

www.jornalnitro.com.br

Edição 28 I Novembro I 2011

11

BRUSQUE RECEBE ETAPA REGIONAL DOS JOGOS DO SESI FOTOS: ARQUIVO SESI

Aproximadamente 550 trabalhadores-atletas das empresas da Regional do Vale participaram da Etapa Regional dos Jogos do SESI, em Brusque, nos dias 22 e 23 de outubro. As modalidades disputadas na etapa foram: bocha, bolão, canastra, dominó e voleibol, no masculino e feminino; xadrez e truco livres, futebol sete máster e futebol sete masculino e

feminino. O evento contou com a participação do Programa Atleta do Futuro (PAF), que apresentou a modalidade do Tchoukball, desenvolvida no programa. Os atletas do PAF tiveram a oportunidade também de participar do Paredão de escalada disponível para os participantes do Regional.

CONFIRA ABAIXO OS PRINCIPAIS RESULTADOS Karsten/Blumenau - Campeã - Futebol sete Feminino Benvetex/Indaial - Campeã - Voleibol Masculino Bosch Rexroth/Pomerode - Vice-campeã - Bolão Masculino e Truco Livre Krah-Ice-Brasil/Timbó - Vice-campeã - Canastra Feminina Metisa/Timbó - Campeã - Bocha Oficial Masculina e Canastra Feminina; Vice-campeã - Bolão Feminino; 3º Lugar - Xadrez Livre Mueller Eletrodomésticos/Timbó - Campeã - Bolão Masculino

Bocha Livre Blumenau - Ocorreu no dia 15 de outubro, no Clube Caça e Tiro Blumenauense, a Bocha Livre Masculina, com a participação da Rigesa e da Sulfabril. Os campeões da modalidade foram João Batista Moresco e Antonio Vargas Tomazoni, da equipe Sulfabril - B. Na 2ª colocação, ficou a Sulfabril - A, com Marcio Adriano da Cunha e Augusto Luiz Boing, e o 3º lugar foi para a Rigesa - A, representada por Eduardo Hadlich e Henri Blaesing. Pomerode - Na Bocha Livre Masculina, realizada no dia 15 de outubro na Associação da Malharia Diana, a Metisa conquistou os três primeiros lugares da competição, que teve também a participação da Malharia Diana, da Usitim (Timbó) e da Metalúrgica Fey (Indaial). Os campeões da modalidade foram Marcos Zanluca e Arnito Campestrini, da Metisa - C, ficando em 2º lugar os participantes Vilmar Miliorinil, Satornino Corrêa de Godoi e Osvin Konohl, da Metisa - B. Já o 3º lugar foi conquistado por Lindo Zanluca e Ivens Werling, da Metisa - D.

Sinuca em duplas Blumenau - No dia 29 de outubro, nove duplas das empresas Blumenau Iluminação, Coteminas, Rigesa e Sulfabril participaram dos Jogos do SESI de Sinuca em duplas, realizados na Associação da Sulfabril. Os campeões da modalidade foram Marcelo Cristiano Pabelato e Edson Valmir Zuchi, da Blumenau Iluminação, ficando em 2º lugar os competidores Willian Chaves da Cruz e Edson Ribeiro da Rigesa - A, e em 3º, Elton Fabio Mellies e Gabriel Otavio Silva, da Sulfabril - A. Pomerode - No dia 29 de outubro, foram realizados na Associação da Metisa, os Jogos do SESI de Sinuca em duplas. Disputaram a competição 10 duplas das empresas Krah-IceBrasil, Metisa e Usitim, de Timbó, e Netzsch, de Pomerode. Os campeões da modalidade foram Denis Raduenz e Fabio Andre Kopsch, da Netzsch - A. O 2º lugar ficou para Pablo Fabricio Marowski e Ronaldo Cesar Reidel, da Metisa - B, e o 3º lugar, para Engelhart Kossmann e Fabio Oelke, da Usitim.


14

Jasc

Edição 28 I Novembro I 2011

Blumenau é quarto nos 51º JASC No dia 19 de novembro, ao encerrarse a 51ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), Florianópolis conquistou o tricampeonato da competição com 53 pontos de vantagem sobre Criciúma, a cidade que sediou os Jogos e obteve um histórico vice-campeonato, vencendo pela primeira vez as cidades de Joinville e Blumenau, as quais, por sua vez, obtiveram respectivamente a 3ª e a 4ª colocação. Blumenau disputou a 51ª edição dos JASC, que ocorreu entre os dias 10 e 19 de novembro em Criciúma, com uma das maiores delegações presentes na competição, composta por aproximadamente 500 pessoas, dentre elas atletas, comissão técnica e grupo de apoio. Apesar do tamanho da delegação na era do alto rendimento, Blumenau capitula pela terceira vez consecutiva, não deixando apagar, porém, o brilho das conquistas de seus atletas. FOTO JURANDIR SILVEIRA

FOTO ERALDO SCHNEIDER

FOTO ERALDO SCHNEIDER

ATLETISMO DE DOBRADINHAS O atletismo masculino comemorou muito o terceiro lugar na competição disputada exclusivamente com a nova geração de atletas de nossa cidade. Dentre os destaques, temos a dobradinha no martelo com Luiz Felipe dos Reis (ouro), Alan Júnior Melo (prata), além do ouro nos 10.000 metros da marcha atlética com Moacir Zimmermann. Os outros medalhistas foram Haiko Zimmmermann (4 pratas), Anderson de Souza (2 pratas), Douglas R. Darrugna(?), Daniel da Silva Carvalho (2 pratas), Jucian Alcantara Pereira (prata e bronze) e Pedro Honório Nascimento (bronze). O atletismo feminino terminou o JASC com a 6ª colocação, mas fez duas dobradinhas no martelo com Josiane Soares (ouro); Gisela Figueiredo Cardoso (prata e bronze) no disco; Josiane Soares (ouro) no arremesso de peso; Jéssica Monique Pacheco (prata). Outra medalhista da modalidade foi Cristiane Martini (prata). FOTO ERALDO SCHNEIDER


Jasc

15

Edição 28 I Novembro I 2011

FOTO ERALDO SCHNEIDER

REMO É VICE NOVAMENTE

GINASTAS CAMPEÕES Blumenau iniciou os JASC mostrando que o centro de treinamento de ginástica artística do Complexo Esportivo do SESI prepara atletas de alto rendimento. A G.A. feminina, campeã de 2011, faturou o seu 20º título, através da atuação das atletas Beatriz Floriano, Rafaela N. de Oliveira, Amanda C. Moser Vieira, Bruna C. Ribeiro, Nayara Pereira e Stefany F. T. Gonçalves. A G.A. masculina ficou com a 2ª colocação. Os destaques da modalidade foram: Beatriz, com um ouro no individual geral e bronze nas paralelas; Gabriel Suski Dias, com dois ouros no individual geral e nas paralelas, e com quatro pratas nas argolas, no cavalo, no solo e na barra. Os outros medalhistas da G.A. foram Amanda Bruna e Rafaela, com uma prata por aparelho, e Nayara e Paulo César Guimarães Jr., com um bronze por aparelho.

A disputa histórica entre Blumenau e Florianópolis no remo repetiu-se na 51ª edição do JASC. Pela nona vez, os atletas do Clube Náutico América trouxeram para Blumenau o vice-campeonato da modalidade, que foi vencida por Florianópolis, cuja equipe, neste ano, veio reforçada por dois atletas do Botafogo e um do Vasco da Gama, os três da seleção brasileira de remo. Blumenau conquistou um ouro e três pratas. Roque Zimmermann e Gabriel Paulo foram ouro no double skiff e foram prata no skiff leve e no 4 sem timoneiro, em companhia de Jean Patrik Scherer e Ronivaldo Delei de Andrade. Zimmermann levou mais uma prata no single skiff. FOTO ERALDO SCHNEIDER

NATAÇÃO A natação blumenauense obteve apenas a 4ª colocação no masculino e a 5ª no feminino. Neste ano, por um erro de inscrição, Florianópolis não participou das disputas, o que permitiu a Blumenau obter as colocações acima. Nadadoras blumenauenses que treinam fora do estado em equipes de ponta nacional não foram acionadas para representar o município. A única medalha de ouro foi conquistada pelo atleta Fernando Rothbarth Viek na prova dos 100m borboleta. As outras medalhas foram paraOtávio Azevedo (2 bronzes) e para orevezamento feminino 4x100 com um bronze de Júlia Lanser, Ana Luisa Segatta de Farias, Kamila Vieira e Beatriz Monica Hasckel.

FOTO ERALDO SCHNEIDER

BOCHA É PRATA A segunda colocação de Blumenau na bocha masculina nos JASC foi muito comemorada pelos bochófilos. Com a colocação, a representação blumenauense garantiu vaga na Divisão Especial da modalidade na edição de 2012 em Caçador. “Há quatro anos não marcávamos presença nos JASC. Este segundo lugar foi muito batalhado”, resume Jair Barni, coordenador técnico da bocha masculina da FMD. A equipe foi formada por Vilson Herter, Renato Schmidt, João Hipólito “Piapo”, Romeu Zalesk e Anderson de Lima Saragoza,e teve como técnico, José Carlos May Cardoso. A bocha feminina conquistou o 4° lugar. FOTO ERALDO SCHNEIDER

HANDEBOL É VICE FUTSAL EM 2º O handebol feminino, depois de disputar pela sexta vez consecutiva a final dos JASC contra a cidade de Concórdia, bateu novamente na trave e ficou com o vice-campeonato de 2011. O handebol masculino ficou com a 4ª colocação.

O futsal, que este ano subiu para a divisão especial, conquistou o vice-campeonato em Criciúma, mostrando a ascensão da modalidade. Na decisão, a equipe blumenauense foi superada pela fortíssima Jaraguá do Sul. O futsal feminino obteve a 6ª colocação na divisão especial.


16

Jasc

Edição 28 I Novembro I 2011

FOTO JURANDIR SILVEIRA

BOLÃO O bolão 16 feminino com a equipe renovada conquistou, neste ano, o 3º lugar, após venceruma vitória apertada diante de Indaial, com uma diferença de apenas 40 pinos, 1.176 a 1.136. A equipe dirigida por Josiane Tridapalli Buechler, que também jogou, foi composta pelas bolonistasSueli de Oliveira, Elise Grahl, Taís Fabiane Evald, Barbara Nitsche, Marga Boing, Elisangela Zwicker e Hellory Cindy Zwicker. O bolão 16 masculino ficou com o 5º lugar. O bolão 23 feminino, dirigido por Mario Hoeppner, que não havia participado em 2010, conquistou o 3º lugar. Fazem parte da equipe: Carla Inês Otto Brandt, Kátia Hoeppner, Laurita Belz, Maria Edite Girolla, Maria Sueli da Cunha, Marlene Berri Schotten, Marlene dos Passos Toewe, Paula Nara da Silva, Roseli Nilza Pagel, Sara H. da Silva, Simone Doris Otto Rinckus, Terezinha Giassi de Espindola e Lisa Hoeppner, coordenadora técnica. FOTO ERALDO SCHNEIDER

VÔLEI DOURADO Numa final surpreendente diante da favoritíssima Florianópolis, o time blumenauense ganhou de virada. Os campeões de 2011 foram Bruno Wehmuth, Caio Cesar de Pra, Carlos Grillo, Dariel de Piedra, Eder Levi Kock, Evandro Pontes, Ialisson de Amorim, Juliano Bendini, Marcel Henrique Ramos, Marcos A. Cordeiro, Rafael Koettker, Raúl de Souza, Ricardo Schueroff, Rodrigo de Oliveira, Rodrigo da Silva, Tarcisio Buiatti e Thiago Machado. A equipe é dirigida pelo técnico André Donegá. O vôlei feminino obteve a 4ª colocação. FOTO JURANDIR SILVEIRA

BASQUETE É TRI

JUDÔ

A final do basquete feminino contou com a mesma rivalidade e emoção do ano anterior e levantou o tricampeonato para Blumenau numa vitória sobre Joinville. Foi o 14º título da equipe blumenauense nos Jogos Abertos e a 13ª vez em que a final foi disputada pelas duas cidades. As campeãs de 2011, dirigidas pelo técnico João Almeida Camargo Neto, foram: Bárbara Schwammle, Bruna Rodrigues, Cíntia Santos Luz, Gabriela Maas Vieira, Juliana Fernandes, Laís de Souza, Luciana de Angeloni, Mariana de Almeida Camargo, Patrícia Maria da Silva, Roberta Fogaça e Yuliane Cruz. O basquete masculino obteve a 3ª colocação.

No judô feminino,Blumenau obteve a 5ª colocação com as medalhas de Maria Krauss (prata) e Hornela Lins (bronze). No masculino, Paulo Cota (meio leve) conquistou a única medalha de ouro da modalidade neste ano.

FUTEBOL É BRONZE Neste ano, a equipe blumenauense perdeu a hegemonia na modalidade após dois títulos consecutivos e obteve o 3º lugar em Criciúma, diante de Indaial. FOTO ANTONIO PRADO

KARATÊ CAMPEÃO

GRD DE PRATA A equipe blumenauense conquistou o 2º lugar geral da competição, sendo seu grande destaque a ginasta Amanda Pfleger, que conquistou sete medalhas: dois ouros nas maças e no individual geral, duas pratas e três bronzes. Outro destaque individual ficou por conta de Bruna Silva, que faturou prata na bola e bronze no arco.

A equipe feminina de Blumenau, dirigida pelo técnico Vanderlei de Oliveira e composta pelas atletas Fernanda Pacheco, Marina Corrêa Maranhão, Maike Steffen de Oliveira, Bianca Mafra, Elaine Merim, Beatriz Mafra, Manuela Lais Kloppel, Thaionara Barth e Roselaine da Silva Gomes, ficou campeã da modalidade em Criciúma, confirmando a boa fase da equipe blumenauense. Os principais destaques individuais no kumitê foram Beatriz (ouro) e Fernanda, Roselaine, Thaionara e Manuela (prata). No kata, Roselaine conquistou a medalha de prata. No masculino, Blumenau ficou em 2º lugar e os principais destaques no kumitê foram: Luciano Nardes, André Henkem, Leandro Nardes e Alexandre Silva, todos com ouro. Juliano Pereira garantiu a prata e Wilian Diogo, bronze.


Resultados

17

Edição 28 I Novembro I 2011

Brasileiro mirim de ATLETISMO FOTOS ARQUIVO PESSOAL

A equipe de atletismo da AABLU/ FURB/FMD Blumenau participou, entre os dias 11 e 13 de novembro, do Campeonato Brasileiro de Mirins Interclubes, realizado em Porto Alegre. O evento contou com a participação de 98 clubes e 650 atletas de todo o país, do qual Blumenau foi o 4º colocado na classificação geral, conquistando também a condição de 4ª melhor equipe masculina e 5ª melhor equipe feminina. Os destaques ficaram por conta de Bruno Zimmermann, que faturou o ouro e o recorde na prova dos 5.000 m marcha; Amanda Mera Scherer, com ouro no arremesso de peso; Joana Soares, que conquistou prata no lançamento de disco e bronze no lançamento de dardo; Linara Zancanela da Cunha, prata nos 3.000 m marcha; além da prata de Bruno H. Pereira, Lucas Cozani, Matheus Lopes e Jean Carlos Barbosa no revezamento 4 x 75.

Mirim Petiz de Natação Campeão no

VELOCROSS O piloto Vinicius Rosa, de Balneário Camboriú, participou, nos dias 29 e 30 de outubro, da 8º etapa da Copa Serra Litoral de Velocross, realizada na cidade de Alfredo Wagner. O catarinense conquistou dois títulos na etapa, sendo um na categoria Júnior até 17 anos e outro na categoria 230cc nacional.

A APANBLU/FMD Blumenau sagrou-se campeã do IV Festival Estadual Mirim Petiz, disputado no Complexo Esportivo do SESI de Blumenau, nos dias 5 e 6 de novembro. A competição contou com a participação de 22 clubes catarinenses e cerca de 230 nadadores. Os blumenauenses faturaram o título com 44 medalhas, com destaque para os

nadadores Nayara Baron, com 4 ouros; Lucas Jung; com 3 ouros e 1 prata; Rodrigo Zimmermann, com 3 ouros e 1 prata; e Arthur Brandão, com 2 ouros, 1 prata e 1 bronze. O destaque da equipe brusquense ABAIN/ Extreme foi a atleta Joana Valle, com três medalhas, sendo 1 de ouro e 2 de prata.


18

Edição 28 I Novembro I 2011

Resultados FOTOS ERALDO SCHNIDER

11ª OLESC Blumenau participou, entre os dias 25 de outubro e 1 de novembro, da 11ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (OLESC), em Chapecó. A delegação blumenauense, que participou com 26 equipes distribuídas em 15 modalidades, terminou a competição na 3ª colocação. Criciúma ficou com o título geral e Joinville ficou em 2º lugar. Entre as modalidades que conquistaram o troféu, estão a natação masculina e a ginástica artística feminina. A ginástica artística masculina, a GRD, o karatê feminino e o judô masculino faturaram o 2º lugar, enquanto o vôlei e o xadrez feminino obtiveram a 3ª colocação.

Basquete UNIASSELVI é BI no ESTADUAL O time de basquete feminino da UNIASSELVI/Vasto Verde/FMD Blumenau conquistou o bicampeonato no Campeonato Catarinense Adulto. As blumenauenses venceram o time ADIEE/Avaí/FME, de Florianópolis, por 80 a 57, em partida realizada no Ginásio do Vasto Verde no dia 29 de outubro. A ala Laís Tobias de Sousa, de Blumenau, foi a cestinha da competição, com um total de 166 pontos.


Resultados

Edição 28 I Novembro I 2011

19

CICLISMO ESCOLAR em Brusque FOTO DIVULGAÇÃO

No dia 22 de outubro, ocorreu a 4ª e última etapa da Copa Unimed Brusque de Ciclismo Escolar. O evento organizado pela BRUCICLE teve a presença dos familiares e crianças a partir de três anos de idade. Thiery Gabriel Schmitt, da Escola Tia Denise, foi o campeão na categoria até cinco anos; Victor Batschauer Araújo, da SESI Escola, venceu na categoria até oito anos; Michelângelo Samuel Reitz Ermes, da Escola de Nova Brasília, ganhou no até 10 anos; Guilherme Kruger, da SESI Escola, faturou o prêmio até 12 anos; e Eduardo Franco, do Colégio Ivo Silveira, foi o campeão na categoria até 14 anos.

11º Festival de Minibasquete FOTO: EDUARDO PEREIRA/SECOM BRUSQUE

Os meninos da Sociedade Esportiva Bandeirante/ Colégio São Luiz, de Brusque, conquistaram o título do 11º Festival SC de Minibasquete, promovido pela Federação Catarinense de Basketball - FCB. Já no naipe feminino, as meninas da equipe Elian /Jangada /FME de Jaraguá do Sul foram as campeãs A competição, que foi realizada em Brusque entre os dias 4 e 5 de

novembro, reuniu 240 atletas de 18 clubes do estado. A equipe vice-campeã na categoria masculina foi o Bom Jesus/Guaramirim. No feminino, a vice-campeã foi a equipe da Sociedade Desportiva Vasto Verde/UNIASSELVI/ FMD, de Blumenau. A cestinha da competição foi a atleta Ana Carolina Muniz, do Vasto Verde, com 62 pontos.

COPA Catarinense de Remo O Clube Náutico América conquistou o 2º lugar na classificação geral da 3ª etapa da Copa Catarinense de Remo, disputada no dia 22 de outubro nas águas do Rio ItajaíAçu, em Blumenau. Cerca de 70 remadores catarinenses participaram da competição, a qual foi vencida pelo Clube Náutico Francisco Martinelli, de Florianópolis. Na prova dos 4 com timoneiro categoria estreante, os remadores Willian Del Prá Buspaello de Souza, Thomas Guenther Koglin, Pierre Antunes Nunes Reichert, Vitor Tomio e Tim Franco Orthmann conquistaram o 2º lugar. Na prova do skiff júnior, Jean Patrick Scherer também ficou em 2º lugar. No double skiff categoria juvenil, Leonardo Bailer e Lucas Vargas foram os vencedores. Na canoe categoria 13 anos, Vitor José Reinert Dias foi 2º colocado. Na canoe 14 anos, Franco Ohrtmann ficou em 3º lugar. No skiff peso leve, Roque Ricardo Zimmermann venceu a prova e no double skiff peso leve, Gabriel Araujo Teixeira Paulo e Jean Patrick Scherer obtiveram o 2º lugar. Na colocação geral da Copa Catarinense, encerrada nesta etapa, o América terminou na 3ª colocação.


20

Resultados

Edição 28 I Novembro I 2011

Brasileiro de BOLÃO 16 FOTO ARQUIVO PESSOAL

Os bolonistas do Vasto Verde/FMD Blumenau participaram, entre os dias 4 e 6 de novembro, do 1º Campeonato Brasileiro de Clubes Juvenil/ Juniores de Bolão 16, em Curitiba. No quarteto feminino, as blumenauenses Barbara Leticia Nitsche, Hellory Cindy Zwicker, Taís Ewald e Rosiane Dias Jaeger obtiveram o 2º lugar, enquanto Fernanda Fávero Fraga, Fernanda Pietra Nunes, Anna Flávia Ewald, Paula Charlotte P. Grahl, Ana Maria Decker e Maria Júlia Thomsen ficaram com a 3ª colocação.

Karate do Ipiranga no nacional Interestilos Os atletas do Ipiranga/Barão/Materiais Corrêa/FMD Blumenau compuseram a Seleção Catarinense, que conquistou o vice-campeonato do 16º Campeonato Brasileiro de Karatê Interestilos, disputado entre os dias 3 e 6 de novembro, em Fortaleza (CE). Os blumenauenses faturaram 39 medalhas, das quais 17 são de ouro, com destaque para os atletas:

Jéssica Luebke, pela categoria Infantil, com 4 medalhas de ouro; e Ramon da Silva, com 2 medalhas de ouro e 1 de bronze. A surpresa foi a vitória de André Bernardo da Silva na categoria máster. O título geral ficou com o Ceará, enquanto São Paulo terminou na 3ª colocação.


Resultados

21

Edição 28 I Novembro I 2011

COPA FLIPPER de Natação FOTOS DIVULGAÇÃO

CONFIRA OS CAMPEÕES

2 OUROS EXTREME Débora Aparecida Knihs Manuela Klann Alcides Luan Dalcastagne VASTO VERDE Naiara Julia Cota APNB/VIVA Eduardo Duarte Júnior ACQUA & SPORTS Maria H. Giovanella Heloisa H. T. Freygang Aimeé Luiza Nau Gabriel M. Herkenhoff

Aconteceu dia 29 de outubro de 2011, nas dependências do SESI, a 5ª Copa Flipper de natação, evento realizado pela Academia Acqua Sports e SESI, com o patrocínio da Flipper Piscinas de Blumenau. Participaram deste evento 217 atletas de 10 equipes. De Blumenau, houve a participação das academias Acqua & Sports, Long Life, Planeta Corpo, além dos clubes AD Hering e Vasto Verde; a Academia Tropical, de Gaspar; a Academia Menfis, de Timbó; o Clube Itamirim, de Itajaí; e a Academia Extreme e o

Projeto Arthurzinho APNB/VIVA, de Brusque. O troféu de melhor desfile foi para a Academia Long Life, mas a campeã da competição foi AD Hering, com 803 pontos. Em segundo lugar, ficou a Academia Acqua Sports, com 772 pontos, enquanto que a Academia Extreme conquistou o terceiro lugar, com 458 pontos. A competição contou ainda com o apoio dos estagiários da UNIASSELVI, amigos do Parque Vila Germânica, Servblu, Federação Catarinense de Natação e crianças do grupo folclórico do Pró-família.

AD HERING Evaldo Grahl Mariza J. M. Zimmermann Sandra Gutz Ariane Aparecida Siqueira João Bauer Jr.

1 OURO Menfis Rebecca Henkels Aline Bogo APNB/VIVA Lucas Rech João Vitor Troppel ACQUA & SPORTS Vitor Bachmann Lueders Bruna Bachmann Lueders Ednilson E. Cunha Johnson Luerders André Luciano Ern Victor Farias Andreazza Paulo Márcio Herkrath Gabrielle Gesser LONG LIFE Henrique G. da Silva Luiza Santi Anunziato Vinícius Junkes A. Almeida Arthur G. da Silva Caio Lucio Fernandes Jeferson de Souza AD HERING Bruno Borba Kneasel Hellen Picler Germano Pedro Augusto K. da Silveira Lucimar Maria Seefeld Marilda Margotti Schluhn Andressa Emilia E. Knaesel Jayme Rodrigues Macedo Luiz Cláudio R. da Silveira VASTO VERDE Roseli Engels Leonardo Engels Fabricio Ricardo Bublitz Milena Engels de Camargo Denis Augusto de Camargo EXTREME Henrique Pavesi Pedro Antonio Moura TROPICAL Laura Passold dos Santos PLANETA CORPO Gabriela Primor Martins


22

classinitro

Edição 28 I Novembro I 2011

www.jornalnitro.com.br


Edição 28 I Novembro I 2011

23


Edição 28 I Novembro I 2011

Edição 28 I Novembro I 2011 FOTOS JOSÉ ROBERTO DA SILVA

Circuito UNIASSELVI de Futevôlei Nos dias 5 e 6 de novembro, no Parque Ramiro Ruediger, ocorreu a 7ª etapa do Circuito UNIASSELVI/FMD de Futevôlei, evento que contou com o apoio da escola Barão do Rio Branco. A competição teve a participação de 38 duplas de todo o estado. Balneário Camboriú foi a campeã na categoria Inter-master e Timbó na categoria Graduados. CONFIRA OS PRIMEIROS COLOCADOS Categoria Inter- Master 1º lugar – Lucas / Joatham - Balneário Camboriú 2º lugar – Duda / Polaco - Brusque 3º lugar – Robson / Beto - Blumenau Categoria Graduados 1º lugar – Wilson / Nathan - Timbó 2º lugar – Dudu / Eron - São Franscisco 3º lugar – André / Fábio - Balneário Camboriú

www.jornalnitro.com.br


Edição Novembro