Page 1

ANO 15 – Nº 2397 – SÃO PAULO, 22 A 28 DE NOVEMBRO DE 2012 – R$ 2,50 www.nippak.com.br

Bunkyo promove ciclo de palestras para debater Acordo Previdenciário A Comissão Jurídica do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) realizará nesta segunda-feira (26), nas salas 13 e 14 da entidade, ciclo de palestras sobre o Acordo Previdenciário Brasil-Japão e sua Aplicação Prática. O objetivo do evento, que reunirá advogados e especialistas no assunto, entre eles o presidente do Con-

selho Deliberativo do Bunkyo, Kiyoshi Harada , é esclarecer o público como funcionam, na prática, as regras do acordo em vigor desde o dia 1º de março deste ano. “Justamente por se tratar de um acordo ainda bastante recente, nós queremos saber se ele está funcionando e se as pessoas têm dúvidas. Nós supomos que sim”, explica o coordenador Mario Iwamizu.

divulgação

————————––——–—–—————————| Pág. 03

Chef Shin Koike sai da cozinha para as prateleiras no livro “A Cor do Sabor” Com a simplicidade de um monge, um dos mais conceituados chefes da gastronomia japonesa em São Paulo apresenta sua mais nova arte que sai da cozinha para as prateleiras das livrarias. Com lançamento previsto para o dia 27 de novembro, na Livraria da Vila da Alameda Lorena

do livro “A Cor do Sabor – A culinária afetiva de Shin Koike”, escrito com excelência pelo escritor japonês Jo Takahashi. O livro traz conceitos sobre a cozinha do chef Shin Koike, um japonês que adotou o Brasil como cozinha para praticar sua gastronomia autoral. Pág 6

BANZAI CORINTHIANS – Com jeitinho bem brasileiro, o hino de uma das maiores torcidas do Brasil, a do Timão ganha um tom delicado da terra do sol nascente pela dupla de vozes dos can-

tores Roberto Casanova e Mika da Silva. A ideia da tradução do hino para o japonês partiu da Sub Sede da Gaviões da Fiel do Japão, que convidou a dupla, Casanova um brasileiro que adotou o Japão

como sua segunda pátria, e Mika uma japonesa, mas brasileira de coração, que não mediram esforços e capricharam no arranjo. Também tiveram ajuda do MC Estopim e do Metralha em Toyokawa.

A nova versão do hino da Fiel caiu no gosto do povo para alegria da torcida da nação corintiana, tem muita gente enrolando a língua para não fazer feio no mundial no Japão, em dezembro.

————————––——–—–—————————| Pág. 06 ———————————————————––————––———————————––——–—–—————————|  Pág. 04

Sede da Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba é reinaugurada divulgação

Resultado da execução do “Projeto de Melhoria do Ambiente de Estudo e do Serviço Médico de Curitiba”, a sede do Centro da Sociedade Cultural e Beneficente Nipo-Brasi-

leira de Curitiba (PR) foi reinaugurada no último dia 10. A Sociedade Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba, desde a sua fundação em 1959, além de difundir

a cultura e a língua japonesa, promove atividades assistenciais, beneficentes e esportivas, contribuindo grandemente para o desenvolvimento da sociedade local.

————————––——–—–———————————––——–—–———————| Pág. 04 Contatos: Jacqueline CRECI 104609

(11)3207-3021 (11)3208-5170 (11)97237-6314 (11)8085-4747

(1) imperdível Sala Comercial no Ibirapuera Salas mobiliadas, Valor Mensal de Condomínio R$ 903,00 Excelente localização e facilidades, (Anexo ao Blue Tree Convention Center, Shopping Ibirapuera, etc). Av. Ibirapuera - Moema - São Paulo Área Privativa: 61.780 m² (2) Ótima oportunidade 3 Dormitórios na Liberdade Sala / Área de serviço, 2 banheiros, 1 garagem / Cozinha Praça Almeida Júnior - 5º andar Liberdade - Área total: 120 m²

3) excelente oportunidade 2 Dormitórios no Paraíso Sala, cozinha, área de serviço, 2 banheiros, sacada. Rua Correia Dias. (4) Boa oportunidade 3 Dormitórios na Praça da Liberdade Sala, cozinha com armário embutido, lavanderia com armário, 2 banheiros, garagem. Ótima localização em frente ao metrô Liberdade. Total de área útil 108 m²

(5) 2 dormitÓrios na aclimação 2 Banheiros, sala, cozinha, área de serviço IPTU isento Condomínio R$ 300,00 Portaria 24 h, 8º andar Área total 66 m² (6) apartamento na liBerdade Aluga-se quitinete mobiliada com Ar condicionado, TV para executivos, empresários, estudantes e pessoas que venham fazer tratamento de saúde. Ótima localização na Av. Liberdade com Praça Carlos Gomes, há uma quadra do metrô liberdade, portaria 24 hs e câmera.

Visite nosso site: www.imoveisliberdade.net.br

Assine o Jornal Nippak. Ligue para (11) 3208-3977. Acesse: www.nippak.com.br


JORNAL NIPPAK

2

AGENDA CULTURAL CONCERTO ORQUESTRA DE CÂMARA DA OSESP Onde: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes 16, Estação Luz) Dia 02/12/2012 Horário: 17h Vendas Ingresso Rápido: 11/4003-1212 ou pelo site: www.ingressorapido.com.br R$54,00 a R$62,00 EXPOSIÇÃO 9ª EXPOSIÇÃO BIENAL DE ARTES PLÁSTICAS, ARTESANATO E IKEBANA COOPER Artesanato e Ikebana Cooper, com ikebana, patchwork, shodô, sumiê, pintura, manga, washi-ê e tapeçaria. Onde: Cooperativa Atlético Clube - Centro de Eventos (Rua Valentin Nicolai s/n, Parque Ipê - altura do km 19,5 da Rod. Rap. Tavares) Dias 24 e 25/11/2012 Horário: 10h às 18h30 TEATRO ESPETÁCULO – TEATRO DE FAMÍLIA Repertório criado a partir de relatos da vida de imigrantes japoneses, dekasseguis e familiares. Parte-se da premissa que “cada pessoa tem e é em si mesma um arquivo, uma reserva de experiências, saberes, textos e imagens” (Vivi Tellas, diretora teatral argentina). Direção: Alice K. Atores: Henrique Kimura, Ricardo Oshiro, Rogério Nagai, Ulisses Sakurai e convidados. Onde: Sociedade Civil HIROSHIMA Kenjinkai do Brasil Rua Tamandaré, 800, Liberdade, estação São Joaquim) Dia 28/11/2012 Horário: 20h Ingresso: Retirar senha 01 hora antes das atividades Informações: 11/3207-5476 CINEMA CINEMA BUNKYO Todas as quartas-feiras, a Comissão de Biblioteca e Filmes do Bunkyo apresenta uma sessão de filmes japoneses. Os filmes são exibidos em idioma japonês, sem legenda. Além disso, uma vez ao mês, realizam o “Free Market” (Frima), uma feira de produtos diversos, com artesanato, obentô (alimentos), brinquedos, livros e outros. Onde: Grande Auditório do Bunkyo (Rua São Joaquim 381, Liberdade) Dia 28/11/2012 Horário: Frima das 10h às 15h no Hall do Grande Auditório e a Sessão de Cinema às 13h Ingresso: Sócios entrada franca e não-sócios pagam R$5,00 Informações: 11/3208-1755 EVENTO 7º FESTIVAL DE TEMAKI Bingo, Taikô e Karaokê. Temakis, espetinhos, bebidas e sobremesas. Onde: Bunka de S.B. do Campo (Rua Bragança 15, Vila Gon­ çalves, S.B. do Campo/SP) Dia 24/11/2012 Horário: 17h Convites: R$25,00 e anteci­ pados R$20,00 Informações: 11/4125-6015 ou e-mail bunka.sbc@gmail.com UNIVERSO DA AQUARELA Convida à exposição, workshops, demonstrações, consultorias, palestras e laboratório experimental.

Onde: Rua Galvão Bueno 83, Liberdade, Próximo ao metrô Liberdade. De 22/11 a 02/12/2012 Horário: 10h às 17h Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 11/5585-3689 e 11/98557-1400 ou http://www. universodaaquarela.com.br/ Programação no site: http:// www.universodaaquarela.com. br/?area=programacao FEIRA DA AGRICULTURA LIMPA E PRODUTOS ORGÂNICOS Onde: Modelódromo do Ibirapuera (Rua Curitiba 292, Vila Mariana, Estacionamento no local) Dia 24/11/2012 Horário: 7h às 13h KARAOKÊ DANCE TOKUSHIMA Onde: Tokushima Kaikan (R Antonio Maria Laerte 275, Metro Tucuruvi) Dia 24/11/2012 Horário: 9h às 17h Informações: 11/4748-5896 Sra Inaba KARAOKÊ-DANCE NIKKEY CULTURAL Pioneiro nessa atividade cujo objetivo é de proporcionar um ambiente familiar onde os freqüentadores cantam suas músicas preferidas e dançam ritmos como o chá chá chá, rumba, forro, samba e country. Todos os Domingos e no 2º e último Domingo do mês realizamos bailes com música ao vivo com a participação do vocalista e tecladista Issamu Music Show, das 18h às 22h. Onde: Nikkey Cultural (Praça Almeida Jr. 86 A, Liberdade) Dia 25/11/2012 Horário: 8h às 18h (incluso: café da manhã, missoshiru, almoço às 12h30, refrigerantes, àgua, chá e café.). Informações: 11/3774-7456 / 3774-7457/3774-7443 www.nikkeycultural.com.br BAZAR DE NATAL Organizado pelo Kei Espaço da Arte, o bazar contará com bijoux, bolsas, cerâmicas, decoupage, kirigami, papéis reciclados, pintura em tecido, semi-jóias, salgados, doces artesanais e yakisoba beneficente. Onde: Shimane Kenjinkai do Brasil (Rua das Rosas 86, Saúde, metrô Praça da Árvore) Dias 24 e 25/11/2012 Horário: 10h às 18h Informações: keiespacodearte@terra.com.br FEIRA COLABORATIVA Edição de natal, com comidas, roupas, bolsas, acessórios, produtos de beleza, produtos importados, presentes criativos e divertidos. Onde: Bunkyo - 2º andar (Rua São Joaquim 381, Liberdade) Dia 25/11/2012 Horário: 10h às 20h Ingresso: Entrada Gratuita FESTA DE CONFRATERNIZAÇÃO – SANTOS/SP O Enkyo - Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo e Kosei Home - Casa de Reabilitação Social em Santos convida todos à participar da festa de confraternização em Santos Kosei Home, com shows de Taikô, Karaokê, Danças Folclóricas Japonesas e muito mais. Onde: Kosei Home (Avenida Campos Salles 62, Vila Nova, Santos/SP) Dia 25/11/2012 Horário: 12h Inscrições: Não Associados -

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

EM CARTAZ R$75,00 e Associados - R$70,00 Informações e Inscrições: 11/3274-6490 e 11/3274-6590 (Dayana ou Masami) Partida: 8h (Enkyo - R. Fagundes 121, Liberdade, São Paulo) Passeio: 10h Festa de confraternização: 12h Retorno: 15h (Enkyo - Rua Fagundes 121, Liberdade, São Paulo/SP) AOBA-MATSURI Feira de verduras frescas e comidas típicas. Onde: Miyagui Kenjin Kai (Rua Fagundes 152, Liberdade) Dia 01/12/2012 Horário: 7h às 16h (almoço das 11h às 15h) Informações: 11/3209-3265 5º KOHII BAZAR – BAZAR DE NATAL Patchwork, bordado, cerâmica, papelaria, origami, vestuário, crochê, jóias e acessórios. Criações de jovens designers nikkeis e trabalhos manuais exclusivos para presentear neste Natal. Onde: Kohii Café (Rua da Glória 326 – Subsolo, Liberdade) Dia 08/12/2012 Horário: 11h às 18h Informações: 11/3203-0624 e faleconosco@kohii.com.br CURSO INSCRIÇÕES: KOSHUKAI 2013 O Koshukai, realizado pela ASEBEX, é um curso preparatório para futuros bolsistas e estagiá­ rios no Japão. Os interessados poderão se inscrever on-line pelo site. Inscrições: http://koshukai.asebex.org.br De 22/11/2012 até 27/12/2012 o valor com desconto é de R$ 90,00 (com comprovante de pagamento). Após esta data, valor integral de R$ 110,00 Contato: E-mail: koshukai2013@asebex. org.br Facebook: facebook.com/ASEBEX twitter: @Koshukai2013 Período: de 03/01/2013 a 01/02/2013 (de 2ª à 6ª), 21 dias de seminário, mais um final de semana de Integração (19 e 20 de janeiro) fora de São Paulo. Horário: das 19h às 22h Onde: Bunkyo - Sala de Exposições (Rua São Joaquim 381, Liberdade, próximo ao metrô São Joaquim) CHÁ DA TARDE + ORIGAMI NO KOHII CAFÉ Com a Professora Mari Kanegae, decoração de Natal. Onde: Kohii Café (Rua da Glória 326 – Subsolo, Liberdade) Dia 23/11/2012 Horário: 15h às 17h Valor: R$40,00 Informações: 11/3203-0624 e faleconosco@kohii.com.br OFICINA DE MACRAMÊ Novas oficinas com motivos de Natal. Onde: Kohii Café (Rua da Glória 326 – Subsolo, Liberdade) Dias 25 e 29/11/2012 Horário: 25 das 11 às 13h (enfeites de porta) e 29 das 14h às 16h (guirlanda) Valor das Oficinas: R$50,00 (material incluso) Inscrições: 11/99636-4853 ou e-mail: reparizotto@yahoo.com.br Informações: 11/3203-0624 e faleconosco@kohii.com.br Informações e divulgação de eventos com Cristiane Kisihara e-mail cris_kisihara@hotmail. com ou Tel.11/3208-3977.

CONCERTO Concertos Matinais CORO INFANTIL DA OSESP Teruo Yoshida regente Coro Juvenil da Osesp Paulo Celso Moura regente Dana Radu piano Onde: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes 16, Estação Luz) Dia 25/11/2012 Horário: 11h Ingressos: Gratuito - Ingressos disponíveis na bilheteria da Sala São Paulo a partir da segunda-feira anterior ao concerto, limitados a quatro por pessoa. A partir de cinco ingressos, será cobrado o valor de R$2,00 (por ingresso). Informações: 11/3223-3966 Devido à grande procura reco­ mendamos que verifique se há disponibilidade de ingressos. QUARTETO OSESP Antonio Meneses violoncelo Programa Benjamin Britten Quarteto nº 1 em Ré maior, Op.25 Franz Schubert Quinteto de Cordas em Dó Maior, D 956, Op.163 Programação sujeita a alterações. Onde: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes 16, Estação Luz) Dia 25/11/2012 Horário: 17h Vendas Ingresso Rápido: 11/4003-1212 ou pelo site: www.ingressorapido.com.br R$54,00 a R$62,00 CONCURSO CONCURSO INTERNACIONAL DE HAIKU “FUJISAN” A Prefeitura de Yamanashi realiza o concurso internacional de haiku com o tema “Fujisan”. O Bunkyo é um dos apoiadores do evento e encaminhará os poemas ao Japão. As inscrições são gratuitas e os formulários devem chegar à entidade até o dia 14/12/2012. Cada participante pode encaminhar apenas um haiku, devendo preencher o formulário específico. O poema deve ser inédito, escrito em japonês ou inglês, tendo como tema principal o Monte Fuji, independentemente da estação do ano. Mais informações: 11/3208-1755, ramal 128, com Tomoko ou Misako As inscrições podem ser en­ tregues na entidade ou encami­ nhadas por: Correio (devem chegar à entidade até dia 14/12) A/C: Biblioteca – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social - Bunkyo – Rua São Joaquim, 381 – Liberdade - 01508-900 – São Paulo – SP E-mail (até às 15h do dia 14/12) biblioteca@bunkyo.org.br Fax (até às 15h do dia 14/12) 11/3208-5519 O formulário está disponível no site do Bunkyo http://www.bunkyo.bunkyonet.org.br RESULTADO – A divulgação dos premiados acontecerá em 2013, no dia 23/02/2013 (quando o Japão celebra o Dia do Monte Fuji), através do site oficial do Concurso (em japonês) http:// www.pref.yamanashi.jp/sekaiisan-sn/201210/h24fujisanhaikuboshuu.html EXPOSIÇÃO EXPOSIÇÃO DIÁLOGO Curadoria de Patrícia Motta e participação dos artistas Caciporé Torres, Eduardo Iglesias, Fernando Durão, Guilherme de Faria, Yutaka Toyota.

Onde: Galeria de arte “A Hebraica” (Rua Hungria 1000, Jd. Paulistano) Até 27/11/2012 Informações: 11/3818-8888 e 11/3818-8889 EXPOSIÇÃO “BONECOS DO JAPÃO: FORMAS DE ORAÇÃO, ENCARNAÇÕES DE AMOR” De 31/10 a 30/11/2012 Horário: 2ª a 6ª das 9h às 16h e sábado das 10h às 16h Oficina de Origami: 12/11/2012 Horário: das 9h30 às 11h e das 13h30 às 15h Classificação: 10 anos Oficina de Furoshiki: 12/11/2012 Horário: das 9h30 às 11h e das 13h30 às 15h Classificação: 16 anos VAGAS LIMITADAS Necessário efetuar inscrição por tel: 16/3602-0692 ou 16/36020695 e E-mail: eceu@fmrp.usp.br Exibição de Filmes Japoneses (filmes contemporâneos, animês e documentários) Onde: ECEU – Espaço Cultural de Extensão Universitária da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP (Av Nove de Julho 908, Ribeirão Preto/SP) ON KAWARA, ARTE E VIDA CONTEMPORÂNEA Onde: MAM/SP – Museu da Arte Moderna (Parque do Ibirapuera – portão 3) Visitação: até junho de 2013 Horário: terça a domingo e feriados, das 10h às 18h Ingresso: R$ 5,50 (domingo gratuito) Associados do MAM, crianças até 10 anos e adultos acima de 65 anos não pagam. Informações: 11/5085-1300 EVENTO BAILE ALLEGRO Haverá jantar com o Buffet Fernando Culinária Oriental. Presença de Personal Dancer- sistema de ficha. Sorteio de Frigi­ deira da Kimpira Nabe e flores Animação: Banda Luminy Onde: Salão Social do Mie Ken (Av. Lins de Vasconcelos 3.352, Vila Mariana) Dia 24/11/2012 Horário: 19h às 24h Reservas com Beth: 11/3209-2609 e 11/99904-2237 E-mail: bethpromoter@gmail.com V TEISHOKU & II PAELLA SOLIDÁRIA EM PROL DO 10º NATAL SOLIDÁRIO ABDIM/ HARMONIA SOLIDÁRIA O Sanma Teishoku R$30,00; a Paella de Frutos do Mar R$30,00 e o Yakissoba R$20,00. Todos os pratos acompanham sobremesa e uma bebida a escolher (água, refrigerante ou cerveja) e podem ser levado para viagem. Shows com Joe Hirata; dança espanhola com a Profa. Mari Tozuka; apresentação de Koto com a Profa. Miriam Saito; apresentação musical com a Profa. Maria Grosso e André Suegama e Bingo. Neste dia, haverá um posto de coleta para doações de roupas, brinquedos, utensílios, livros e todos tipos de materiais novos ou usados para o nosso Bazar da Pechincha. Onde: Associação Cultural e Esportiva Saúde (Rua Diogo Freire 307, atrás da Lojas Nipon da Av. Cursino 1464) Dia 25/11/2012 Horário: 11h às 15h Informações e Reservas: 11/95797-5966 e 11/97199-8964 ou e-mail: harmonia.solidaria@ gmail.com 30ª BIENAL DE SÃO PAULO

A Iminência das Poéticas Onde: Parque do Ibirapuera, Pavilhão da Bienal São Paulo De 07/09 a 09/12/2012 Horário: 3ª, 5ª, sábado, domingo e feriado das 9h às 19h – Entrada até 18h – 4ª e 6ª das 9h às 22h – Entrada até 21h – Fechado às segundas. Ingresso: Entrada Gratuita Informações: www.bienal.org.br/30bienal/pt/ RITO DE AÇÃO DE GRAÇAS Comemoração do Ho On Ko, um dos eventos mais estimados dos adeptos do Budismo, em memória do Mestre Shinran. Onde: Templo Nambei Honganji Brasil Betsuin (Av do Cursino 753, Jd da Saúde) Dia 30/11/2012 Cerimônia a partir das 14h Dia 01/12/2012 Cerimônia às 10, 14 e 19h Dia 02/12/2012 Cerimônia de Iniciação às 10h Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 11/5061-4902 Programação Completa: www.amida.org.br PALESTRA ACORDO PREVIDENCIÁRIO BRASIL-JAPÃO E SUA APLICAÇÃO PRÁTICA Onde: Edifício Bunkyo – 1º andar, salas 13 e 14 (Rua São Joaquim 381, Liberdade) Dia 26/11/2012 Horário: 19h Ingresso: Entrada Gratuita - Vagas Limitadas Inscrições e Informações: 11/3208-1755 ou secadm@bunkyo.org.br, com Ana Realização: Comissão Jurídica do Bunkyo Patrocínio: Avance Recursos Humanos CIATE - Palestras em Novembro Dia 23/11/2012 Planejamento de Carreira para Decasseguis (duração de 6 edições). Workshop Edição 1, das 14h às 17h Dia 27/11/2012: Autoestima: base da sustentação pessoal e profissional Dia 29/11/2012: Trabalho: cultura e identidade Onde: CIATE - Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador Retornado do Exterior (Rua São Joaquim 381, 1º andar, Liberdade) Informações e Inscrições: 11/3207-9014 EXCURSÃO Nikkey Cultural promove a 10º REVEILLON 2013 para Thermas de Fernandopolis Excursão com partida no dia 28/12/2012 (sexta feira) às 22h. Informações e reservas com Emi­ lia Iritsu 11 / 3751-9910 e 11 / 99510-8499, Meily 11/37747456, 11 / 3774-7457, 11 / 37747443, Deise 11 / 3749-0374, Jose Iritsu 11/9957-3845 ou Prof. Ikuhiro Hayashi e Ayako Hayashi. ILHA GRANDE - Pousada Maria Bonita – Partida dia 17/01/2013 às 23h (quinta feira) em ônibus super-luxo LD – Passeios de escunas nos dias 18, 19 e 20/01/2013 e pesca noturna. Bailes nas noites dos dias 18 e 19/01/2013 com Issamu Music Show. Retorno no dia 20/01/2013 apos o almoço. Informações e reservas com Emilia Iritsu 11/3751-9910 e 11/99510-8499, Meily 11/37747456, 11/3774-7457, 11/37747443 e Jose Iritsu 11/9957-3845

CURSOS CURSO AULAS DE DANÇA Professores Sergio e Rosa Taira. Onde: Assoc. Shizuoka Kenjin (R. Vergueiro, 193 - Liberdade) As 2ª e 3ªfeiras Horário: 13h às 17h Informações: 11/5588-3085 e 11/7174-8676

EDITORA JORNALÍSTICA UNIÃO NIKKEI LTDA. CNPJ 02.403.960/0001-28

Rua da Glória, 332 - Liberdade CEP 01510-000 - São Paulo - SP Tel. (11) 3208-3977 Fax (11) 3341-6476 Publicidade: Tel. (11) 3208-3977 Fax (11) 3341-6476 comercial@nippak.com.br cristiane@nippak.com.br

JORNAL NIPPAK

Diretor-Presidente: Raul Takaki Diretor Responsável: Daniel Takaki Jornalista Responsável: Takao Miyagui (MTb. 15.167) Redator Chefe: Aldo Shiguti Redação: Luci J. Yizima Colaboradores: Erika Tamura, Jorge Nagao, Kuniei Kaneko, Shigueyuki Yoshikuni, Célia Kataoka, Paulo Maeda, Cristiane Kisihara e Osmar Maeda (Zona Norte) Periodicidade: semanal Assinatura semestral: R$ 60,00 jornaldonikkey@yahoo.com.br

AULAS DE DANÇA Prof. Marcos Kina Onde: Soc. Bras. de Cult. Japonesa – Bunkyo (Rua São Joaquim 381, Liberdade) As 5ª feiras Horário: 11h às 12h30 NIKKEY CULTURAL Karaokê: aulas com o prof. e maestro Hideo Hirose (2ª, 3ª, 4ª,

6ª e sábado) e a profa. Tsuguiko Hongo (5ª). Dança Social: Prof. Murae domingo (de manhã), Prof. Hayashi (2ª das 15h às 20h), Prof. Tahira (6ª das 13h às 16h30), Profa. Luciana Mayumi - Aulas de Tango (2ª e 4ª das 20h30 às 23h), Profa. Massako Nishida (4ª das 9h às 16h), Prof. Willian (sábado à tarde), Profa. Sato Tazuko (sábado de manhã) e Profa. Yukie Miike (3ª, 5ª e domingo, diversos horários). Aulas de Violão, Guitarra e Baixo: Prof. Eder (sábado das 9h às 18h) Aulas de Japonês: (básico, intermediário e avançado) Profas. Keiko, 2ª e Isabel Kayoko, diversos horários. Obs: aulas de Português para

Informações e divulgação de eventos com Cristiane Kisihara cris_kisihara@hotmail.com – Tel. 11/3208-3977

estrangeiro com Profa. Isabel Kayoko. Aulas de Inglês: (básico, intermediário e avançado) Prof. Anderson (sábado), Profa. Priscila (diversos horários). Aulas de Informática: Prof. Vic­ tor Kawata (diversos horários) Aulas de teclado: Profa. Neide (diversos horários) Tênis de Mesa: Prof. Mario Nakao - Técnico da Butterflay (diversos horários). Onde: Nikkey Cultural (Praça Almeida Jr. 86 A, Liberdade) Informações: 11/3774-7456, 11/3774-7457 e 11/3774-4430 com Meily (das 9h às 17h e sábado das 9h às 14h)


JORNAL NIPPAK

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

3

BRASIL-JAPÃO

COLUNA DA ERIKA TAMURA

Ciclo de palestras no Bunkyo discute Acordo Previdenciário

A

Comissão Jurídica do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) realizará nesta segunda-feira (26), a partir das 19 horas, nas salas 13 e 14 da entidade, ciclo de palestras sobre o Acordo Previdenciário Brasil-Japão e sua Aplicação Prática. O objetivo do evento, que reunirá advogados e especialistas no assunto, é esclarecer o público como funcionam, na prática, as regras do acordo em vigor desde o dia 1º de março deste ano. “Justamente por se tratar de um acordo ainda bastante recente, nós queremos saber se ele está funcionando e se as pessoas têm dúvidas. Nós supomos que sim”, explica o coordenador Mario Iwamizu, lembrando que em fevereiro, portanto um mês antes do acordo entrar em vigor, o Consulado Geral do Japão em São Paulo, com apoio do Ciate (Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior), Niatre (Núcleo de Informação e Apoio aos Trabalhadores Retornados do Exterior) e Bunkyo, realizou um encontro sobre o tema que contou com a participação de representantes do Ministério da Previdência Social dos dois países. Na ocasião, o evento reuniu mais de 250 participantes e as principais dúvidas referiam-se a somatória do tempo de contribuição nos respectivos países; como evitar a filiação dupla; o tempo e idade mínima para ter direito a requerer a aposentadoria e outros benefícios. Por isso, Iwamizu destaca o “caráter inédito” deste encontro. “Achamos que é um assunto de interesse geral”, diz, antecipando que entre as questões a ser abordadas está a do certificado que o contribuinte deve retirar no Japão. Programação – O ciclo de palestras, que conta com patrocínio da Avance, será aberto com o presidente do Conselho Deliberativo do Bunkyo, o jurista Kiyoshi Harada, que apresentará as “Noções sobre o Acordo Previdenciário Brasil-Japão”, esclarecendo os principais tópicos do acordo e as regras que ele estabelece. Na sequência, Belara Giraldelo, gerente substituta da APSAI – SP (Agência da

divulgação

Acordo Previdenciário foi tema de encontro realizado em fevereiro pelo Consulado Geral do Japão

cipais dúvidas de pessoas que procuraram a entidade. Após o ciclo de palestras, haverá uma sessão de perguntas do público, que contará também com a participação dos advogados Nelson Miyahara e Junzo Katayama, além do professor Reimei Yoshioka, presidente do Niatre. O evento é gratuito e as palestras serão em português. As vagas são limitadas. (Aldo Shiguti)

Eduardo Nakashima, Mario Iwamizu e Tuyoci Ohara

Previdência Social de Atendimento de Acordos Internacionais São Paulo) fala sobre “As questões práticas do INSS e o Acordo Previdenciário”, apontando como funciona o seguro social no Brasil e como o Acordo Previdenciário pode beneficiar as pessoas que tenham contribuído

nos dois países. Complementando as informações anteriores, Tatsuya Otake, diretor do Ciate, abordará as “Noções sobre o sistema de seguridade social do Japão e questões previdenciárias de retornados atendidos pelo CIATE”, apresentando um panorama das prin-

Acordo Previdenciário Brasil-Japão e sua Aplicação Prática Entrada Franca Vagas Limitadas Quando: 26 de novembro de 2012, segunda-feira, às 19h Onde: Edifício Bunkyo – 1º andar, salas 13 e 14 (Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – São Paulo – SP) Inscrições e informações: (11) 3208-1755 ou secadm@bunkyo. org.br, com Ana

Curitiba receberá Ciate Itinerante no dia 24 O Ciate (Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior), com o apoio da ABD (Associação Brasileira de Dekasseguis), promove neste sábado (24), o Ciate Itinerante na cidade de Curitiba. Na programação consta palestras com o presidente do Ciate, Masato Ninomiya, que abordará o tema “Questões Jurídicas que Envolvem Brasileiros no Ja-

pão”; e com o presidente da ICS Meri NPO de Gunma – Ken, Vinicius Akimoto, sobre “Progresso da Convivência Multicultural e Suas Consequências”. Serão esclarecidos ainda os procedimentos para aposentadoria conforme o Acordo Previdenciário Brasil-Japão” Dia: 24 de Novembro de 2012, Sábado, às 14:00 hrs Local: ABD – Associação Bra-

Dekasseguis Rua 24 de Maio, 765-A – Rebouças – Curitiba-PR (ensileira de

trada pelo estacionamento do

Mercadorama) Informações e inscrição prévia: Tel.(41) 3233-8449 / 9612-2329 ou e-mail: abd@abdnet.org.br Entrada Franca (os que puderem, trazer 1kg de alimento não perecível que será doado ao

Junshin)

Lar Santa Mãe

Meus dias no Brasil estão se acabando, me despeço desse país com ótimas recordações e alegrias. O melhor foi sentir pessoalmente esse carinho dos leitores do jornal. Confesso que não ima­ ginava o que iria encontrar, nem o que iria acontecer nessa viagem ao Brasil, e o saldo foi extremamente positivo! Em todos os aspectos! A homenagem pela Câmara Municipal de Araçatuba, o reencontro com amigos e familiares, a descoberta de novas amizades e o contato com os leitores tornaram a viagem especial. Economicamente vi um Brasil bem mais forte, mas socialmente desestruturado como sempre. Não adianta eu ficar escrevendo sobre tudo isso, se eu não tomar uma atitude de nada valem as palavras. Por isso tenho consciência de que quero fazer um trabalho social amparando crianças e dando pelo menos educação e dignidade. O mínimo para uma criança não parar de sonhar. Ainda não sei por onde começar, mas estou aberta à sugestões. O que vemos no Brasil é absurdamente contrastantes, crianças muito ricas vivendo na ostentação e outras muito pobres, vivendo miseravelmente. E isso me machuca muito. No Japão são cenas que não existem, crianças pobres pedindo esmolas no sinal, viciadas em entorpecentes e andando loucamente pelas ruas. Na verdade o trânsito do Brasil me deixa um pouco confusa, a começar pelo lado da direção e da mão, que no Japão são o inverso do Brasil. Outra característica que vejo aqui, ninguem respeita a faixa da rua, uns andam no meio da rua, outros mudam de faixa sem o menor trabalho de olhar pelo retrovisor se vem carro ou não! E isso vi principalmente em Araçatuba. Outro ponto de destaque no trânsito, ninguém, ou pelo menos a maioria, não utiliza a seta para virar, ninguém sabe para onde o carro vai, ou o que ele é capaz de fazer daqui alguns segundos. Um verdadeiro caos. Andando pela Liberdade em São Paulo com a mi-

nha amiga Vera, descobri que não sei atravessar a rua. Estou tão acostumada no Japão, onde os pedestres param na faixa de pedestres e os carros param, que cheguei na faixa e fui passando. Repreendida logo de cara, minha amiga tentava me explicar, que no Brasil as coisas são diferentes. São culturas bem diferentes, onde as comparações são inevitáveis, por mais gritantes que elas sejam. Preciso muito falar da comida brasileira, sem precedentes! Não existe igual no mundo todo, não tem como resistir a um arroz soltinho com feijão e um bife. Quando vou a padaria, pão de queijo é a pedida certeira, coisas que o Japão não conhece. Mas apesar de todas as diferenças culturais, sociais e econômicas entre Brasil e Japão, eu me divido entre esses dois países! Não tem como ser diferente , amo o Brasil e Japão na mesma proporção, sem favoritismo de nenhum dos lados. Saio do Brasil com a certeza que não ficarei mais sete anos sem voltar, mesmo porque esse contato com os meus leitores me fez muito bem! É muito bom sair na rua e ver as pessoas vindo falar comigo, me parabenizando pelos artigos, e comentando sobre o que maior repercutiu para eles. Esse carinho, com certeza, nem o maior imperador do mundo é capaz de comprar, esse retorno me falta palavras para descrever, tudo o que me aconteceu no Brasil, juro que não tenho nada pra reclamar, saiu tudo melhor que o esperado! Bem mais do que eu mereço, tenho certeza disso! É com lágrimas nos olhos que me despeço desse país, e muito grata com cada pessoa que sempre acreditou em mim, é esse o sentimento que carrego comigo hoje, gratidão! As únicas palavras que posso falar, OBRIGADA BRASIL!!!! *Erika Tamura nasceu em Araçatuba e há 14 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

PARANÁ

Cônsul geral do Japão despede-se de Beto Richa divulgação

COLUNA DO SILVIO SANO

O novo presidente do STF Bom, caro leitor, o assunto da semana poderia ser perfeitamente sobre o rebaixamento do Palmeiras à série B do Campeonato Brasileiro de Futebol, primeiro, porque o ex-presidente Lula, veja só!, chegou a afirmar que o povo não está preocupado com o Mensalão, mas em falar sobre essa queda do time alviverde; e, em segundo, porque, apesar de corintiano, mas como articulista neutro (ao menos, eu tento), já escrevi sobre uma derrota desse time, quando perdeu para o Manchester United, em 1999, na grande final da antiga disputa que originou esse torneio que,

Levo ótimas recordações

agora, o meu Timão vai disputar no Japão. Naquela ocasião, louvei o espírito de luta dos brasileiros e achei até injusto o resultado adverso. Ou seja, tenho razões de sobra para abordar o assunto, mas não! Contrariando o ex-presidente, prefiro falar sobre aquilo a que se nega a admitir... não sei por que: o Mensalão. Na verdade, mais especificamente sobre aquele que tomará posse, nesta semana, como novo presidente da Suprema Corte do país, STF (Superior Tribunal Federal), Min. Joaquim Barbosa, com a presença da presidente Dilma Rousseff, que também balançou, veja só, de novo!, sobre comparecer ou não ao

importante evento. Mas, isto é outra história. Pois é, na verdade, o ministro tem sido assunto desde quando começou o julgamento, em 2 de agosto, ao surpreender a todos, não apenas por sua retidão, como também pela consistência jurídica de seu relatório e forma como resolveu desmembrá-lo para que o julgamento se transcorresse com eficiência e de forma incontestável. E podemos chamar de ousadia, por culpa de nosso passado histórico, de tal forma que, sendo transmitido ao vivo, chamou a atenção àquela Casa, o que possibilitou a quebra vários tabus em relação a ela, e atraindo, não apenas excursões de alu-

nos de Direito ao tribunal, mas também de leigos, que mesmo pela utilização de termos e expressões técnicas, podem muito bem entendê-lo. Agora, chegou a vez de ele ser o presidente do STF e confirmando que assumirá ambas as funções, ou seja, mantendo a relatoria. A expectativa é ótima, mesmo considerando que o pavio ainda está um pouquinho curto. Né, não?! *Silvio Sano é arquiteto e escritor. E-mail: silviossam@ gmail.com

O cônsul geral do Japão em Curitiba, Noboru Yamaguchi, esteve nesta segunda-feira (19/11) no Palácio Iguaçu, para despedir-se do governador do Paraná, Beto Richa. No próximo dia Yamaguchi durante visita ao governador do 31, Yamaguchi Paraná, Beto Richa deixa o cargo que ocupou por dois anos. “Fiz na Região Metropolitana de questão de, antes de retornar Curitiba. O cônsul também lembrou ao Japão, agradecer ao governo do Paraná pela grande a participação do governador parceria que formamos”, na promoção do Jogo da Solidariedade, em abril do ano disse Yamaguchi. O cônsul estava acompa- passado, que arrecadou R$ nhado pelo deputado federal 369 mil para as vítimas das Luiz Nishimori (PSDB-PR) e enchentes do litoral do Paraná pelo coordenador da Coorde- e do tsunami no Japão. O governador disse que nação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), Rui sente uma admiração pessoal Hara. Ele citou como exem- pelo Japão, principalmente plo do bom relacionamento pela contribuição de imigrancom o governo a atração de tes do país para o desenvolvium investimento da japonesa mento econômico e social do Sumitomo, que instalará uma Paraná. “O Japão foi e será fábrica de pneus no municí- um grande parceiro na gespio de Fazenda Rio Grande, tão”, disse Richa ao cônsul.


JORNAL NIPPAK

4

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

banzai corinthians

Hino do Corinthians cantado em japonês por Mika da Silva e Roberto Casanova faz sucesso no Japão

C

om jeitinho bem brasileiro, o hino de uma das maiores torcidas do Brasil, a do Timão ganha um tom delicado da terra do sol nascente pela dupla de vozes dos cantores Roberto Casanova e Mika da Silva. A ideia da tradução do hino para o japonês partiu da Sub Sede da Gaviões da Fiel do Japão, que convidou a dupla, Casanova um brasileiro que adotou o Japão como sua segunda pátria, e Mika uma japonesa, mas brasileira de coração, que não mediram esforços e capricharam no arranjo. Também tiveram ajuda do MC Estopim e do Metralha em Toyokawa. A nova versão do hino da Fiel caiu no gosto do povo para alegria da torcida da nação corintiana, tem muita gente enrolando a língua para não fazer feio no mundial no Japão, em dezembro. Em entrevista ao Jornal Nippak a dupla Roberto Casanova e Mika da Silva revelam como foi difícil a tradução para o japonês. “Quando nos convidaram para fazer a tradução não hesitamos, pois somos corintianos roxos”, diz a dupla. “Foi muito difícil fazemos a tradução, fizemos algumas adaptações, pois existem algumas palavras no hino que não tem no vocabulário japonês”, explica Casanova. “Tivemos que fazer alguns ajustes, mas com a ajuda de dois grandes amigos, MC Estopim e do Metralha, que no final o arranjo deu tudo certo”, comenta. Quando perguntamos a dupla sobre a reação dos corintianos

divulgação

Para quem quer treinar o hino em japonês segue abaixo a letra. Hino do Corinthians em japonês Banzai Corinthians Champion no Champion Towa ni watashi no kokorono nakani Banzai Corinthians Eikou to lekishi wo Watashi tachi no Burajiru no hokori Kakowa hata de Ari Ima wo manabi Kono sekai deno hajimete no hito Corinthians idaina Towa no hokori Itsumademo burajiru no kokoro

Roberto Casanova e Mika da Silva com as filhas do casal

Roberto Casanova e Kazu, jogador da seleção japonesa de futsal

referente ao hino em japonês. A resposta foi unânime. “A reação da nação corintiana aqui no Japão foi muito receptiva, ganhamos mais adeptos ao time. O pessoal achou bacana e criativo, uns até arriscaram em dizer que era um amuleto da sorte”, comemora Robertinho. A dupla pretende se apresentar cantando o hino nos gramados antes do jogo do Timão no mundial.

não ficar de fora do estádio. No Japão não se pode jogar lixo no chão. Tem lugar para fumar, beber, nada de jogar bitucas de cigarro no chão. Não se joga garrafa, lata, papel em qualquer lugar. O transporte de trem, ônibus, tudo no horário, não tem atraso. Assim como no Brasil é muito importante se beber não dirija, não arrume briga, agüente ao máximo

Aos torcedores fervorosos que irão pela primeira vez ao Japão assistir aos jogos do Timão, ai vão algumas dicas primordiais para se darem bem, pois todos sabem que o povo japonês é conhecido no mundo inteiro por sua organização, disciplina, pontualidade, educação e que são muito rígidos na aplicação de suas leis. Fique atento aos horários dos jogos para

as provocações da torcida adversária, em último caso, chamar uma autoridade. Vida no Japão – Roberto Casanova já tinha afinidades com os japoneses quando morava em São Paulo, era frequentador assíduo dos karaokês, onde aprendeu a cantar em japonês e era conhecido como “Pelé dos Karaokês”, no bairro da Liberdade onde

morava. Como muitos brasileiros, foram tentar a sorte no Japão na década de 90. Em 2010, trocou as fábricas pelos palcos, quando ganhou o tradicional concurso de calouros NHK Nodojiman. Além das barreiras profissionais, Casanova teve um sério problema de saúde, onde recebeu doação de um rim do irmão Alexandre Silva. Hoje, Roberto Casanova e Mika da Silva fazem shows em todo território japonês. Casanova concilia o trabalho em uma rádio em Hamamatsu com a agenda de shows. (Luci Júdice Yizima)

PARANÁ

Sede da Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira é reinaugurada em Curitiba com auxílio do Governo Japonês Resultado da execução do “Projeto de Melhoria do Ambiente de Estudo e do Serviço Médico de Curitiba”, a sede do Centro da Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba (PR) foi reinaugurada no último dia 10. Na cerimônia estavam presentes, além do cônsul geral do Japão em Curitiba, Noboru Yamaguchi; o presidente da associação, Jorge Ishii; o vereador Jorge Yamawaki; o presidente da Comec, Rui Hara; a diretora da Escola de Língua Japonesa, Laura Mituko Omoto; o presidente da Casa do Estudante Nipo-Brasileira de Curitiba (Cenibrac), Victor Yamagami Takahashi, e demais convidados, totalizando mais de 50 pessoas. A Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba, desde a sua fundação em 1959, além de difundir a cultura e a língua japonesa, promove atividades assistenciais, beneficentes e esportivas, contribuindo grandemente para o desenvolvimento da sociedade local. Na sede Centro da entidade são prestados atendimentos odontológico e fisioterápico, e é também onde funciona a Cenibrac, construída em 1979 para alojar estudantes, a maioria proveniente de famílias humildes do interior e demais estados, para dar prosseguimento aos estudos na capital. Porém, por não passar por reformas significativas desde sua construção, o prédio vinha apresentando riscos

divulgação

Cerimônia contou com a participação de cerca de 50 convidados: primeira grande reforma

cursos provêm dos impostos pagos pelo povo japonês, e que visa promover auxílio no campo sócio-econômico aos países em desenvolvimento por meio de ações nas áreas de educação básica, capacitação profissional, saúde e bem-estar social. Sonho – O presidente da Sociedade Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba, Jorge Ishii agradeceu o cônsul geral e o Governo JaJorge Ishii, o cônsul Yamaguchi e Victor Takahashi

à segurança e salubridade dos moradores, funcionários e usuários. A impossibilidade da associação em arcar sozinha com uma reforma geral e a grande contribuição social e cultural que a mesma tem prestado desde a sua fundação motivaram a contemplação deste projeto. As obras da reforma da Sede Centro foram executadas com o recurso

de US$ 81.281,00 doados pelo Governo Japonês através do convênio firmado entre a Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba e o Consulado Geral do Japão em Curitiba no dia 14 de março de 2012. Esta doação foi viabilizada através do Programa de Assistência a Projeto Comunitário do Governo Japonês (Programa APC), cujos re-

ponês pela doação que possibilitou a reforma da Sede Centro da entidade. Destacou que a Casa do Estudante, que funciona há quase 35 anos, nunca passou por uma reforma significativa, e graças à cooperação recebida, foi possível fazer uma grande revitalização, motivo de muita alegria. O presidente da Casa do Estudante Nipo-Brasileira de Curitiba, Victor Yamagami Takahashi, mencionou que a reinauguração da Cenibrac era a realização de um sonho carregado pelos moradores desde as gestões anteriores, agradeceu o cônsul geral Yamaguchi e o Governo Japonês por ter acreditado nos estudantes e que a reforma mostrou que a união das pessoas é capaz de fazer superar qualquer adversidade. O vereador Jorge Yamawaki, ex-presidente da entidade, expressou o seu agradecimento e destacou a Cenibrac tem uma longa história. Ele lembrou que a Cenibrac foi inaugurada com a condição de ser mantida por pelo menos 10 anos, e funciona

plenamente até hoje, com todas as vagas preenchidas. Mencionou ainda que a doação para a execução da reforma foi um reconhecimento por parte do Governo Japonês e expressou o desejo que a associação continue atuando para manter esse merecimento. Parceria – O cônsul geral Yamaguchi, manifestou a sua satisfação em poder participar da cerimônia de reinauguração. Mencionou que o Governo Japonês, desde 1999, vem prestando auxílio financeiro para projetos locais que visam melhorar as condições de vida através de ações na educação básica, capacitação profissional, saúde e meio ambiente nos países em desenvolvimento através do Programa APC, que espera que a sede reinaugurada através do recurso deste Programa seja bem utilizada e aproveitada, e que este projeto realizado em parceria entre o Japão e o Brasil venha a contribuir para estreitar ainda mais as relações de amizade entre os dois países.


JORNAL NIPPAK

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

5

CIDADES/RIO DE JANEIRO

Sabores do Japão da Rio Nikkei reúne cerca de 600 ‘amantes da culinária’

E

m 10 de novembro de 2012, apesar da chuva fina, cerca de 600 amantes da culinária e cultura japonesas estiveram presentes no “Sabores do Japão” da Associação Nikkei do Rio de Janeiro. Sob enormes tendas montadas no pátio externo foram confecionados yakisoba, sushi, takoyaki, karê, tenpura de legumes, temaki, yakitori, gyoza, nikuman, banana caramelada, saque, caipisaque, entre outros. Protegidos, igualmente, foram fornecidos camisetas, peças de origami e oshiê, produtos japoneses. No enorme salão, ao conforto de mesas e cadeiras, os convidados assistiram números do Rio Nikkei Taiko - que apresentou também o grupo infantil: são momentos de viva admiração. Yoshioh Fujima Sensei veio de São Paulo, e encantou com sua bela dança individual, e o Odori de suas alunas foi muito aplaudido também. Sob muita expectativa, o Seinenkai animou com prêmios a restaurantes e brindes. Pessoas participaram de animado videokê... Os preparativos são intensos porém compensadores: como sempre acontece, a confraternização entre instituições e famílias, foi grande e animada. (Texto e fotos de Teruko Okagawa Monteiro)

Diretor da Escola Japonesa/RJ, Hiroshi Fujiuchi, e sua esposa, Tomiko Fujiuchi, preparando o takoyaki. À direita, sushiman Alex Sakatsume, professor de Culinária Japonesa, com seus alunos da Universidade Estácio de Sá

Yoshioh Fujima Sensei, de São Paulo, apresentando Kabuki: “O Espírito de Samurai”.

Tocadores mirins sob a coordenação de Lígia Yoshiko Hatano/Rio Nikkei Taiko.

Os sempre dispostos e solidários membros do Seinenkai Rio Nikkei

Rio Nikkei Taiko contagiou o público com sua performance

Evento reuniu autoridades japonesas e brasileiras

Yoshioh Fujima Sensei e diretora cultural Shirley Atsumi, ladeadas pelas alunas de Odori: Lilian Eiko Sinohara (esquerda) e Ananda Nahid.

CIDADES/RIBEIRÃO PRETO

CIDADES/LINS

Mostra de filmes japoneses prossegue até o dia 29

Lins celebra segunda edição do In Nippon Fest

A Fundação Japão, a Comissão de Cultura e Extensão Universitária e o Museu Histórico da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo (USP) apresentam uma mostra gratuita de filmes japoneses (filmes contemporâneos, animês e documentários) na sala Flamboyant do Espaço Cultural de Extensão Universitária (ECEU) até o próximo dia 29 de novembro, com sessões sempre às 14h30. Todos os filmes contam com legendas em português e têm classificação livre. O evento faz parte da programação paralela da exposição “Bonecos do Japão: Formas de Oração, Encarnações de Amor”, que segue aberta à visitação até o dia 30 de novembro de 2012, no mesmo espaço. Também foram ministradas oficinas de origami (arte japonesa de dobrar o papel) e furoshiki (arte tradicional de embrulho japonês usando lenços de tecido) no último dia 12. Títulos de produções recentes, animês e documentários foram selecionados com o intuito de fornecer um panorama da filmografia japonesa ao público da região. No ciclo constam os filmes “Quarteto!” (2011), de Junichi Mimura; “Balada” (2009), de Takashi Yamasaki; “A Ilha do Cãozinho Rock” (2011) de Isamu Nakae; “Viajando com Haru” (2009), de Masahiro Kobayashi; “Éclair – Uma Jornada Errante” (2011), de Akio Kondo; “Vôo Feliz” (2008), de Shinobu Yaguchi; “Hula Girls de Fukushima” (2011), de Masaki Kobayashi; os animês (desenho animado japonês) “Bravo! Grande Batalha de Samurais” (2002), de Keiichi Hara; “Kappa – O Duende do Rio e o Sampei” (1992), de To-

divulgação

Cena de Éclair, de Akio Kondo, um dos filmes da mostra

luta para realizar o espetáculo de fogos de artifícios, simultaneamente, em 10 das localidades afetadas pelo terremoto e tsunami de março de 2011, cinco meses após a tragédia. Exibição de filmes japoneses (filmes contemporâneos, animês e documentários) Data: 22, 26, 27, 28 e 29 de novembro Local: Sala Flamboyant do ECEU Horário: 14h30 Classificação livre Entrada Gratuita PROGRAMAÇÃO Dia 22 de novembro “Éclair – Uma Jornada Errante” Filme, 2011, 107 min. Dia 26 de novembro “Vôo Feliz” Filme, 2008, 103 min.

Viajando com Haru, dirigido por Masahiro Kobayashi

shio Hirata, e os documentários “Light Up Nippon – Há um Ano do Terremoto Japonês” (2011), de Kensaku Kakimoto e “Delicadeza e Habilidade: Artesanato em Edo”, de Mainichi Productions. Considerada uma das maiores audiências do Japão e uma das mais longas do mundo (com mais de 800 programas em cerca de 2 mil episódios), a série de animê Crayon Shin-chan, ou apenas Shin-chan, deu origem ao “Bravo! Grande Batalha de Samurais”, onde é apresentado o cotidiano de Shinnosuke Nohara, um garoto de 5 anos, e sua família, vizinhos e amigos em Kasukabe, na pro-

víncia de Saitama. Acostumado a filmar diferentes temas, como o nado sincronizado e jovens da escola secundária, o diretor Shinobu Yaguchi foca sua câmera em “aviões” na produção “Vôo Feliz”, onde o cineasta cria algo mais realista, onde investiga todos os aspectos da indústria da aviação. Para isso, ele entrevistou uma gama de pessoas para desvendar todo o processo de um aparelho durante a decolagem e o pouso. Produzido pela Japan Foundation, o documentário “Light Up Nippon – Há um Ano do Terremoto Japonês” mostra a trajetória de um empreendedor voluntário que

shigueyuki yoshikuni

Dia 27 de novembro “Light Up Nippon – Há um Ano do Terremoto Japonês” Documentário, 2011, 28 min. “Delicadeza e Habilidade: Artesanato em Edo” Documentário, 30 min. Dia 28 de novembro “Hula Girls de Fukushima” Filme, 2011, 102 min. Dia 29 de novembro “Bravo! Grande Batalha de Samurais” Animê, 2002, 95 min. Local: ECEU - Espaço Cultural de Extensão Universitária da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP Av. Nove de Julho, 980 14025-000 - Ribeirão Preto São Paulo Tel: (16) 3602.0692 ou 36020695 E-mail: eceu@fmrp.usp.br

Dupla famosa Emílio Okamoto e Sérgio Okano

No dia 17 de novembro, o Templo Taisenji, um dos mais belos da região, ficou pequeno para acolher tanta gente que foi apreciar os pratos típicos japoneses e outros, como o sorvete frito, e os shows artísticos: taikô, karaokê e os dois expoentes máximos da música oriental, Emílio Okamoto e Sérgio Okano. O atendimento, como sempre, foi impecável, principalmente graças a voluntários como a Emelin, que não parava (e sempre com um sorriso). Todos ficaram encantados, e fizeram questão de levar, com o enfeite da mesa confeccionados com uma simples luva, pela Amé-

Emelin, exemplo de simpatia

lia Tioko Kuzuhara, de Araçatuba. Dizem que em 2020 é uma data significativa: 50 anos do falecimento do sensei Nissui Ibaraki, fundador desse ramo de Budismo no Brasil. Notamos a presença do sacerdote Oliveira, hoje em Maringá, mas que já foi titular em Lins. Do secretário do Município, Israel Alfonso e senhora, e muitas outras personalidades da sociedade linense, de Araçatuba, de Getulina. (Shigueyuki Yoshikuni)


JORNAL NIPPAK

6

­­

literatura

Shin Koike sai da cozinha para as prateleiras em “A Cor do Sabor”

C

om a simplicidade de um monge, um dos mais conceituados chefes da gastronomia japonesa em São Paulo apresenta sua mais nova arte que sai da cozinha para as prateleiras das livrarias. Com lançamento previsto para o dia 27 de novembro, na Livraria da Vila da Alameda Lorena do livro “A Cor do Sabor – A culinária afetiva de Shin Koike”, escrito com excelência pelo escritor japonês Jo Takahashi. O livro traz conceitos sobre a cozinha do chef Shin Koike, um japonês que adotou o Brasil como cozinha para praticar sua gastronomia autoral. Com belas imagens do fotógrafo Tatewaki Nio, a obra revela Koike na intimidade com amigos, nos eventos, nas viagens, nas compras, na habilidade do manuseio dos alimentos, propondo uma culinária para alimentar o corpo e a alma. Em seu primeiro livro autoral, Jo Takahashi confessa em entrevista ao Jornal Nippak qual o assunto central e sua preocupação na obra. “No livro escrevo a filosofia do Shin, o tema central é o espírito do Shin, como ele pensa, a maneira como ele se relaciona com os ingredientes do Brasil, a arte da culinária do Shin no Brasil”, diz. “O assunto não é propriamente da culinária. O trabalho do Shin vai muito além das quatro paredes da cozinha, ele tem a preocupação com a procedência dos alimentos”, esclarece. “A maior preocupação é orientar e mostrar para as pessoas que estão começando a trabalhar com gastronomia a importância dos fundamentos que o Shin preza muito, a base, os fundamentos, não é só a formação intelectual, não é só a informação. Mas a for-

reprodução

Livro traz conceitos sobre a cozinha do chef Shin Koike

Shin Koike com o autor Jo Takahashi: além da culinária

mação que vem do corpo e do espírito, isso envolve desde o manuseio com a faca, os utensílios, em até mesmo conhecer os produtores, o respeito pelos ingredientes”, comenta.

Educação japonesa - Com sensibilidade e paixão o maior legado de Shin Koike para os brasileiros, segundo o autor, é mostrar que a culinária é uma arte muito espe-

cífica, que alia sua formação enquanto artesão da cozinha ao senso estético, criativo e propositivo. Mais ainda, a sintonia com as estações do ano. Isso envolve a preparação e concientização do corpo para que os utensílios, facas talheres operem em perfeita comunhão com o corpo, como se fossem uma extensão dele e a consciência do tempo. “Com Shin Koike aprendi que a culinária é uma arte completa. Ela é extremamente visual e, mais do que isso, é tridimensional compondo os espaços do prato. Ela inspira pelos aromas, pelo paladar, pela afetividade. E no caso da cozinha de Shin, ela é muito musical também, pois os pratos recebem uma trilha sonora que realça seus sabores”, conclui o autor Jo Takahashi. Em tom tímido e baixinho, Shin Koike comenta a surpresa do livro “A Cor do Sabor”, pois o mestre da cozinha filho de peixeiro japonês de Tóquio, não imaginava que um dia teria uma obra sobre o seu trabalho e sua vida. “Tudo que eu criei, os meus 18 anos de laços com Brasil virou um livro”, emociona-se. “As pessoas terão algumas receitas que mistura a culinária japonesa, que exala a influência francesa da minha formação acadêmica, além de incluir harmonicamente os ingredientes do nosso cotidiano. Espero que o leitor aprecie”, finaliza o modesto chefe. (Luci Júdice Yizima) Coquetel de lançamento do livro “A Cor do Sabor – A culinária afetiva de Shin Koike” Quando: 27 de novembro Onde: Livraria da Vila da Alameda Lorena – Al. Lorena, 1731 Horário: A partir das 18h30

NATAL SOLIDÁRIO

Grupo Harmonia Solidária promove 5º Teishoku e 2ª edição da Paella Solidária neste domingo Neste domingo (25), o Harmonia promove o V Teishoku & II Paella Solidária, evento que vai arrecadar recursos para a realização do 10º Natal Solidário (em prol da ABDIM – Associação Brasileira de Distrofia Muscular, entidade que presta atendimento a 122 pacientes). Aqueles que não apreciam peixe e frutos do mar podem ainda escolher o yakisoba. Além da gastronomia, o V Teishoku & II Paella Solidária conta com outras atrações, entre elas show com Joe Hirata e apresentações como: dança espanhola com a professora Mari Tozuka; Koto com a professora Miriam Sato; e musical com a professora Maria Grosso e André Suegama. Para as rodadas de bingo, a primeira prenda foi doada pelo paciente da ABDIM, Fernando Angelo, que juntamente com seu pai Ivan, confeccionou um quadro com a técnica Quilling (que utiliza papel cortado em tiras, que depois são transformadas em bolinhas), dando vida à obra “Judoca”. Doações – Durante o V Teishoku & II Paella Solidária, também será disponibilizado um posto de coleta de doações de sapatos, roupas, brinquedos, livros e utensílios de outros tipos, de materiais novos ou usados. Estes produtos serão destinados ao Bazar da Pechincha (montado

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

divulgação

Data/Hora: 25 de novembro de 2012, das 11h às 15h Local: Associação Cultural e Esportiva Saúde Rua Diogo Freire, 307 – São Paulo – SP (atrás da Loja Nipon da Av. Cursino, 1464) Reservas e informações: (11) 95797-5966 e (11) 97199-8964 ou por e-mail: harmonia.solidaria@gmail.com Convites: Reservas pelo e-mail harmonia.solidaria@gmail.com ou pelos telefones (11) 957975966 ou (11) 97199-8964. Sanma Teishoku – R$ 30,00:

Quadro foi doado por Fernando Ângelo e seu pai Ivan (fundo)

no 10º Natal Solidário), que é organizado pelas Famílias Machado, Milani e Marin, e destinado exclusivamente ao pagamento das despesas do Natal Solidário. As doações também poderão ser entregues: Em São Paulo: Casa da Família Milani (à noite) - Rua Cubatão, 372 - apto. 122, Paraiso Escritório BrevLar, aos cuidados de Raquel - Rua Itapeva, 240 - cj. 702, Cerqueira Cesar Em São Bernardo: Casa da Família Machado - Av. Ministro Osvaldo Aranha, 512 - apto. 105, Rudge Ramos (Tel.: 4368-6428) Caso não seja possível entregar suas doações, os interessados devem en-

trar em contato pelos telefones: 98285-6476 (Raquel), 98332-4818 (Pedro) ou 32847491 para que as doações sejam retiradas no local. (Fonte: Site do Bunkyo) V Teishoku & II Paella Solidária – Em prol do 10º Natal Solidário ABDIM/Harmonia Solidária

grelhado de peixe importado do

Japão Paella – R$ 30,00: frutos do mar (acompanha salada verde) Yakisoba – R$ 20,00: macarrão frito com legumes, carne de boi e frango

Todos

os pratos serão servidos

com sobremesa e uma bebida a

(água, refrigerante Também há opção para viagem. escolher

ou cerveja).

COLUNA DO JORGE NAGAO

O Banho-família Num país parecido com o nosso, o Presidente, empolgado com o sucesso do programa Luz para todos, lançou uma espécie de Banho-Família, o Água para todos. Em pouco tempo, nunca na história desse país, se tomou tanto banho. O sem-banho, outrora discriminado, era elogiado porque vivia limpinho que era uma beleza. Mas, sempre tem um mas trazendo notícias más, o que era para ser a felicidade geral da nação, virou uma danação. O alto consumo de água causou um apagão aquático. H2Oh! Criou-se então a Anágua, agência nacional para controlar o consumo do precioso líquido. A água seria democrática ou socialisticamente dividida entre a população. A elite que vivera a farra do assanhamento básico com banho de vinte minutos, teve que cortar 90% do seu consumo. A classe média alta, banho de 15 minutos, foi obrigada a reduzir 80% da sua “águastança”. A classe média média cujo banho durava dez minutos sofreu corte de 70% restando 3 minutos para o seu banho de gato. Eo pobre do pobre teve que contentar com um banho de dois minutos e meio. Outras medidas severas foram adotadas. Piscina e banheira, nem pensar. Lavar calçada com mangueira dava cadeia. A descarga foi desativada. Era meio balde para o número 1 e um balde para o número 2. Se não a água não ia dar nem pro cheiro... As loiras respiraram aliviadas quando souberam que a água oxigenada não estava nos planos da Anágua. A aguardente também, mais um motivo para bebemorar até o sol raiar. A proposta do governo foi a plebiscito. Venceu o Sim, de lavada. A implantação das novas regras de consumo de água demorou mas, como água mole em cabeça dura tanto bate até que jura em cumprir o resultado líquido e incerto. A SAE, Secretaria de Água e Esgoto, logo virou SMD, Secretaria de Mágoa e Desgosto, diante do vo-

lume de queixas da elite e da classe média alta. Mas as lágrimas delas até enchiam uma caixa d’água de 200 litros por dia comprovando que a reclamação não era debalde. De balde, levavam o pranto para suas mansões. Nos anos 70, o país do ame-o ou deixe-o lançou uma campanha de higienização com o personagem Sujismundo. Naqueles tempos, o presidente de 4 estrelas (Dilma só tem uma!) preferia cheiro de cavalo ao do povo. Mas isso são águas passadas. Voltando às águas que rolavam pela cabeça, tronco e membros daquele país, os postos de saúde passaram a distribuir sabonetes e outros artigos de higiene e limpeza à população carente. Era o Sujeira Zero, pintou limpeza, expressão criada por Carlito Maia, um cara barra-limpa. Sabe-se que lavando as mãoes e tomando banho diariamente evita-se muitas doenças. Logo, os postos tinham poucos medicamentos e mais produtos de higiene. Como “povo desenvolvido é povo limpo”, a auto-estima das pessoas foi lá pra cima. Confiantes, estudavam mais, trabalhavam melhor e ganhavam salários maiores. O país crescia mais de 10% ao ano. A era do desemprego já era. Ninguém segurava o país que ia sempre em frente. Aquele estranho idioma do lado debaixo do Equador engoliu a língua inglesa, superou o mandarim e mandou no mundo. A cachaça que era sucesso só “destilado” se derramou pelo planeta inteiro, condenando o uísque ao uisquecimento, como previa o sábio jurista Sobral Pinto. Enfim, o país da nossa fascinação fez-se nação potência e deu um banho nos gringos graças à água e a Anágua. Enquanto isto for ficção, fique doente... *Jorge Nagao é colunista do site Primeiro Programa (www.primeiroprograma. com.br). E-mail: jlcnagao@uol. com.br

MODA INCLUSIVA

Estudante de moda nikkei fica em 3º em concurso Os estudantes de moda João Paulo da Silva e Carolina Inoue, de São Paulo, conquistaram o segundo e terceiro lugar, respectivamente, da 4ª edição do Concurso Moda Inclusiva. João Paulo apresentou trabalhos voltados às crianças com mobilidade reduzida com peças inspiradas na cultura Geek, gíria que define pessoas obcecadas por jogos e tecnologia. Os dois looks apresentados por João são compostos por óculos com armações grossas, gravatas borboletas, suéteres, suspensórios, cardigãs, All Star, calça slim e capuz. As roupas foram produzidas de formas funcionais com elástico na cintura e botões e velcro para facilitar na hora de se vestir e despir. Já a estudante Carolina Inoue participou do desfile com dois looks inspirados na escultura grega “Vitória de Samotrácia”. O vestido criado para cadeirantes conta com um sistema na saia interna que facilita o vestir e é sobreposto por lenços de chifon, que tam-

bém compõem a parte superior drapeada. Já o segundo modelo, produzido para pessoas com os membros superiores amputados, é um macacão frente única fácil de vestir sem o auxílio das mãos, é maleável e ajusta-se bem ao corpo. O Concurso Moda Inclusiva é uma iniciativa da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e recebeu inscrições de diversos estados. Os trabalhos foram desenvolvidos por estudantes e profissionais de moda de todo o país. O desfile e a premiação aconteceram no Museu Brasileiro da Escultura, na capital paulista. Para mais informações, acesse o site http://modainclusiva.sedpcd.sp.gov.br. O Brasil tem hoje cerca de 45 milhões de pessoas com deficiência. Somente no Estado de São Paulo, esse contingente ultrapassa 9 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Há um mercado potencial enorme de produtos e serviços para atender as demandas específicas desse segmento.


JORNAL NIPPAK

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

7

CULTURA

O

HAICAI BRASILEIRO

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (16441694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve

e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

TEMAS DE NOVEMBRO Gato enamorado – Buganvília – Finados Chuva fina cai Com passos lentos caminha... Dia de Finados. Akiko Koike Jundiaí, SP

Dia de Finados. No túmulo dos filhos nenhuma flor. Jorge Lescano São Paulo, SP

Dia de Finados – um dedinho aponta o céu na imagem do anjo Neide Rocha Portugal Bandeirantes, PR

Passeio no parque – A buganvília florida no flash do turista Alvaro Posselt Curitiba, PR

Na casa vizinha um pórtico inesperado – Buganvília em flor. Madô Martins Santos, SP

Antigo convento – Pende sobre as ruínas buganvília em flor. Regina Alonso Santos, SP

Dia de Finados – Os túmulos limpinhos, Mas, choro e oração. Benedita Azevedo Magé, RJ

Quem pode dormir Com esse barulho todo – Gato enamorado. Mahelen Madureira Santos, SP

Dia de Finados Brincando de chulé Lembro meu pai. Rodrigo Vieira Ribeiro Ipatinga, MG

Na Praça da Matriz Florescem as buganvílias – Vida no interior Carlos Viegas Brasília, DF

Um caramanchão de buganvílias floridas – Derramando cores. Mario Isao Otsuka São Paulo, SP

Grande trânsito – será vista em florada a buganvília? Suzana Lyra Strapasson Curitiba, PR

Véspera de Finados – Limpeza nos túmulos Ah, nomes legíveis! Irene M. Fuke São Paulo, SP

No Dia de Finados numa tumba abandonada – Rosa solitária. Mario Isao Otsuka São Paulo, SP

Cores se regozijam Nos túmulos coloridos Em Dia de Finados. Yone São Paulo, SP

Buganvília sobe Vergando o portão quebrado da casa isolada. Izumi Fujiki São Paulo, SP

Foices e facões na poda das buganvílias – chegada dos netos Neide Rocha Portugal Bandeirantes, PR

Após tantos anos A buganvília vermelha Ainda não floriu. Zekan Fernandes São Paulo, SP

Temas de janeiro (postar até 10 de dezembro) Dama-da-noite – Tatu – Sorvete

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

má fama, por acreditar-se que frequentam cemitérios. A caça se dá à noite, buscando animais fora das tocas, pois, uma vez dentro delas, o tatu dificilmente será alcançado. O tatu-bola, que consegue encurvar-se sob a couraça, tornando-se

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura e Francisco Handa.

Envie suas cartas para: Haicai Brasileiro A/C Jornal Nippak Rua da Glória, 332 CEP 01510-000 São Paulo-SP E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br Cc. ashiguti@uol.com.br

Temas de fevereiro (postar até 10 de janeiro) Granizo – Joaninha – Carnaval

Tatu (tema de janeiro) Mamífero noturno que se alimenta de larvas, formigas e cupins. Espécies como o tatu-galinha são apreciadas pelo sabor de sua carne, assada na própria carapaça. Mas há outras espécies que se alimentam de carniça e têm

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Edson Kenji Iura

assim invulnerável aos predadores, ganhou notoriedade por ter se tornado mascote da Copa do Mundo de 2014. Ouvido colado no buraco do tatu – Prossegue a caçada. (Kiyoko Tago)

Errata: Na edição 2395, o haicai “Dia de Finados –/ Cheiro de flores e velas/ ao final da tarde” pertence a Benedita Azevedo. O haicai “A flor do jardim/ agora em frente ao retrato –/ Dia de Finados” é de Regina Alonso.

exposição

‘Arte em Forma de Amor’ terá obras de artistas nikkeis O Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) sediará, no próximo dia 3, a terceira edição da exposição beneficente “Arte em Forma de Amor”, a partir das 19 horas, na capital paulista. Com a assessoria de Taro Kaneko e produção cultural de Clara Perino, a mostra contará com 55 obras de diversos estilos, técnicas e tendências, entre quadros, esculturas e cerâmicas, doadas por artistas plásticos de projeção no mercado atual, muitos de origem nipônica e nipo-brasileiros, como Ivone Shirahata, Kazuo Wakabayashi, Kenichi Kaneko, Kimi Nii, Kisako Kawakami, Mariko Kaneko, Matiko Sakai, Shoko Suzuki, Takashi Fukushima, Taro Kaneko, Tomoshige Kusuno, Yugo Mabe, Yukio Suzuki (in memoriam), Yutaka Toyota e Zilamar Takeda, entre outros.

divulgação

Kazuo Wakabayashi, uma das obras no MuBE

A expectativa é receber colecionadores, críticos de arte, arquitetos, decoradores e compradores em geral que conhecem e compartilham da causa social com a preocupação de um mundo melhor.

Na ocasião, as obras serão vendidas com até 50% de desconto, variando de R$ 200 a R$ 10 mil. Além disso, serão sorteadas quatro passagens aéreas para qualquer destino do Brasil, sendo duas

para um comprador e outras duas para o artista da obra sorteada. A renda total será revertida para a Associação Nosso Sonho de Reabilitação e Integração de Pessoas com Deficiências (A.NO.S), que utiliza a arte como forma terapêutica para liberar a alma das crianças e jovens com paralisia cerebral e grave deficiência neuromotora, visando sua inserção na sociedade e no mercado de trabalho. Após o evento, as obras poderão ser adquiridas pelo site www.advendas.com/nossosonho, por um período de 30 dias. Exposição Beneficente “Arte em Forma de Amor III” Data: 3 de dezembro de 2012 Hora: a partir das 19 horas Local: MuBE Av. Europa, 218 - Pinheiros Informações: (11) 3564-0555 Entrada gratuita

O demônio coxo da clínica O telefonema não seria mais estranho. - Por favor, resolva este problema. Depois de contar toda a história, pediu que o monge fosse em breve até a clínica dentária e desse um fim no incômodo. De que se tratava? No começo reticente, contou que havia uma manifestação estranha no local. “Todas as tardes, depois que não há mais clientes, alguém anda de um ponto para o outro, toca na caixa de instrumentos”. Tratava-se de uma anormalidade, mas também, pode ser um caso de desequilíbrio emocional da parte envolvida. Pensou-se nesta hipótese. - Aconteceu algo que te abalou muito recentemente? - Nada muito significativo – afirmou. - Bem, o que você quer dizer com isso? - insistiu o monge. Para ser claro, tudo ia muito bem. Reatou um relacionamento e tinha conversado com a cunhada de suas diferenças. Fez uma varredura em suas lembranças recentes, nada havia que pudesse comprometer a saúde emocional. Portanto, não seria um caso de perturbação de sua parte o causador daqueles acontecimentos. Por quase um mês agüentou, não pode mais. Numa das vezes, sentada pode observar a silhueta, que refletia de maneira irregular na parede. Baixo, igual a um gnomo, disforme, com as costas curvadas. Andava quase rasteiro, de braços molengos soltos pelo corpo, que lhe dava um aspecto repulsivo, um zumbi, um animal deselegante tal qual bicho preguiça. Estas foram as características relatadas. Tinha dúvidas, mas podia ser um gaki. Quando chegou ao templo correu até a estante e procurou entre os inúmeros livros, um em que mostrava em traços de nanquim o suposto. Nada igual ao congênere da tradição judaico-cristão, com chifres e uma cauda pontuda. O chamado demônio era justamente um gaki, como constava nos livros antigos. Numa página amarelada, bem na base tinha sido ilustrado: barriga proeminente e nu, cujas partes vergonhosas estavam cobertas por um pano. Mais do que medo, aquilo despertava arrepios e uma comiseração deplorável. Lidar com um gaki não era tarefa fácil, e nada comparado com isso havia sido realizado por ele até então. Acompanhado por um monge aprendiz, foi o monge mais experiente exercitar os seus dotes de exorcismo. Era uma sala comum, de tamanho razoável, depois que todos se foram. Numa mesa transformada em altar, colocou na vertical uma flâmula com caracteres escritos em tinta preta. Dizia ela: seres dos três mundos. Depois iniciou uma cantilena, que o monge jovem ainda encontrava dificuldades, falhando na repetição das invocações e ditos esotéricos. Naquele momento, o melhor canto de sutra, considerando-se a ocasião, era o Mantra da Grande Compaixão, seguido de Portal do Néctar. Depois do ato, que

correu na maior calma, o monge explicou: “este gaki é antigo, estava aqui antes da sua chegada”. Nada mais estranho para o gaki do que ver o seu espaço invadido e transformado numa sala de odontologia. Aquele ruído ensurdecedor do motor obturando o dente, por exemplo. Também havia crianças que lançavam cuspes pelo chão, uma total deselegância. Não se podia caminhar quando bem entendesse, sem o perigo de ser esmagado por aquele aparelho de raio X. Para manter o seu local de morada, o gaki tinha todos os motivos a favor. Alguma ação que negasse a sua estadia poderia ser interpretada como falta de sensibilidade. Visto de outra forma, não era o gaki o ser que incomodava, pelo contrário. - Não podemos desabrigar aquele que cuida desta casa – falou enfático. A parte contratante dos serviços admirou-se, tentou tapar a boca da sonolência. Encontrava-se sem iniciativa, sem argumentação. Admitiu a derrota. Não era o caso, haveria uma saída razoável. O monge confidenciou que o gaki permaneceria no local como sempre e cuidaria do bem estar dos usuários. Para isso, o gaki haveria de ser educado nos caminhos da iluminação, assim, um dia, ele poderia também abandonar aquela forma e renascer num ser menos apegado. Um gaki, pelo que se saiba, tem fome constante e sede. Ainda que estivesse diante do alimento não podia satisfazer-se. Sem amigos, sem alimento, totalmente alheio a um local em que pudesse abrigar-se, o gaki nada mais haveria de fazer do que perambular em sua existência errática. Passaram-se alguns meses, sem que qualquer incômodo fosse sentido no ambiente. Talvez o gaki, da maneira como podia ser entendido, não deu sinais que pudessem comprovar sua existência. Numa ocasião, após o lanche da tarde, não pode limpar as migalhas de bolo esparramadas na mesa. Deixou para o outro dia. Entretanto, no dia seguinte a mesa estava limpa, como que alguém tivesse recolhido os restos. Não poderia ser, tentou afastar aquela idéia. De qualquer forma, não contaria o ocorrido para ninguém. Ou melhor, nada tinha acontecido que fosse relevante. Se falasse a respeito, poderia ser motivo de escárnio. Se não pode com o inimigo, torne-o amigo. Não havia saída. Se o gaki era faminto, o melhor seria alimentá-lo. Não de qualquer forma, com as sobras. Colocariam uma travessa oferendas como frutas e doces, um pouco de suco, um salgadinho. Assim procederam. Ninguém tocava nas oferendas mas havia alegria da dona da sala com tal procedimento. Podia ser apenas uma impressão, uma superstição, que no entanto funcionava. www.murodospoetasmalditos.blogspot.com www.corvoamarelo.blogspot.com www.blocodehaiku.blogspot.com

chicohanda@yahoo.com.br


JORNAL NIPPAK

8

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

CONCURSO DE DESENHOS

Fundação Japão em São Paulo anuncia desenhos que ilustrarão calendário de 2013

A

estudante Cindy Natsuki Yoshita, de 12 anos, da Fundação Instituto Educacional Dona Michie Akama, de São Paulo – SP, foi a vencedora do “Concurso de Desenhos 2012” realizado pelo Fundação Japão em São Paulo (FJSP). Este ano, o tema dos desenhos foi a culinária japonesa e o desenho escolhido ilustra um sushiman trabalhando sob o olhar de três crianças em um kaitenzushi (restaurante popular no Japão onde os sushis são servidos em esteira rolante). Ele fará parte do calendário 2013 da FJSP, juntamente com outros 11 trabalhos selecionados no concurso. Foram recebidos 428 desenhos de alunos de 6 a 18 anos de escolas do estado de São Paulo, Paraná, Amazonas, Pará, Distrito Federal e Rio Grande do Sul. Desde 2000, a FJSP realiza o Concurso de Desenhos com a participação de alunos que estudam japonês em escolas de ensino fundamental e médio. Os outros 11 alunos que ilustram o calendário são: Manuela A. Carcani (15 anos) da E.E. Julia Macedo Pantoja - São Paulo/SP; Nicole Naemy Itikawa (6 anos) da OEN-Organização Educacional Nippaku - São Paulo/SP; Jonas Caetano Xavier Lopes (8 anos) da Fund. Inst. Ed. Dona Michie Akama - São Paulo/ SP; Michelle C. Legraman-

reprodução

Desenho da estudante Cindy Natsuyuki Yoshiota, de 12 anos

de vários alunos foram escolhidos na categoria Menção Honrosa. Os desenhos podem ser conferidos no site: http://fjsp.org.br/agenda/desenhos2012/ Os 12 trabalhos selecionados ilustrarão calendário de 2013 da Fundação Japão

te (15 anos) da E.E. Fadlo Haidar - São Paulo/SP; Kelly Mika Ueno (14 anos) do Colégio Harmonia - São Bernardo do Campo/SP; Dou-

glas Silva Manteiro de Souza (18 anos) da E.E. Fadlo Haidar - São Paulo/SP; Alexia de Oliveira Lima Reis (15 anos) da E.E. Fadlo Haidar - São

KARAOKÊ

Com muitas novidades, 16º Taikai da Ajab deve reunir cerca de 260 cantores A Associação Cultural e Assistencial Nipo-Brasileira do Jabaquara (Ajab) realizará neste domingo (25), das 8 às 20 horas, em sua sede (zona Sul de São Paulo), a 16ª edição de seu Karaokê Taikai. A abertura oficial do evento será realizada às 11h com a presença da diretoria e convidados. A expectativa é que cerca de 260 candidatos, de todas as categorias – incluindo a Natsumero –, participem do evento. O presidente da Ajab, Nelson Okumura, que assumiu a diretoria da entidade em abril deste ano, destaca que a realização do taikai representa um desafio para sua administração. Explica-se. Desde que foi idealizado, esta será a primeira vez que o concurso será organizado por uma Comissão própria formada pelos associados, diretores e alunos dos cursos de karaokê. “Estamos preparando muitas novidades não só pára os cantores como também para o público”, destaca Okumura, lembrando que, “não à toa, este taikai recebeu o nome de ‘Taikai da Integração’”. Novidades – Uma das novidades, revela o consultor Paulo Okubo, será o formato do taikai, que seguirá os critérios da União Paulista de Karaokê (UPK). “Não sei se é bem uma inovação, mas vamos fazer de acordo com os princípios básicos que norteiam a UPK”, observa Okubo, explicando que “o mais importante é favorecer os candidatos”. Desta forma, os canto-

alsdo shiguti

Paulo Okubo (E) e o presidente da Ajab, Nelson Okumura

res de uma mesma categoria serão subdivididos em grupos, que terá seus respectivos campeões. Ou seja, se uma categoria tiver três grupos, haverá três campeões. Paulo Okubo cita o caso específico da categoria Extra 4, que recebeu 41 inscritos. O regulamento da UPK sugere que haja uma subdivisão caso o número de participantes ultrapasse 30 cantores. “Adotamos um critério, que chamamos de Ajab-UPK e subdividimos em dois grupos com 14 e outro com 13 candidatos. Ficamos entre o número mínimo exigido pela UPK para premiação e o número máximo de participantes. Tudo para favorecer os cantores que, no caso da Ajab, conta com 88% dos inscritos de candidatos com mais de 60 anos”, diz Paulo Okubo. Outra novidade, explica, é valorizar o prêmio ao invés do troféu. No concurso da Ajab, os vencedores levarão para casa, no lugar dos tradicionais troféus – que devem

retornar na próxima edição, mas em tamanho menor dos que os de costume –, prêmios utilitários. Mas não só os cantores serão brindados com novidades. “O público também pode esperar um atendimento diferenciado”, antecipa Okumura, acrescentando que quem comparecer poderá conhecer as reformas que foram feitas na gestão de seu antecessor, Hélio Takata. “Nossa sede passou por uma reforma total, com readequação de espaços e novas instalações. Quem conhecia a sede antiga, ficará surpreso com o que foi feito”, assegura o presidente. (Aldo Shiguti) 16º Karaokê Taikai da Ajab Quando: Dia 25 (domingo), a partir das 8 horas Onde: Rua das Nhandirobas, 388 – Jabaquara Entrada franca Informações pelo tel.: 11/5011-2565

Paulo/SP; Eric Campos (15 anos) do C.E. Vicente Rijo Londrina/PR; Gabriela Chiu Ogassavara (9 anos) da OEN-Organização Educacional Nippaku - São Paulo/SP; Julia Aiko Massuda (9 anos) da OEN-Organização Educacional Nippaku - São Paulo/SP e Cairo da Silva Barros (14 anos) da E.E. Julia Macedo Pantoja - São Paulo/SP. Além destes, os desenhos

As pessoas que visitarem a FJSP (Av. Paulista, 37 – 2º andar) receberão um calendário como brinde. Informações pelos telefones: 11/3141-0110 / 3141-0843


JORNAL NIPPAK

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

9

É dia de sol ... então boraaaa pescaaaaar!!! Quem está localizado no alto da serra da Cantareira ou nos arredores - zona norte da cidade de São Paulo – tem bem próximo um local de fácil acesso, com variedade e quantidade de peixes para aproveitar o dia de sol. Curtas

Lançamento do Livro!!! É neste sábado!!! Escrito por Alec K. Zeinad (biólogo e Mestre em zoologia pela USP) e Rubinho de Almeida Prado, ícone da pesca esportiva. São mais de 200 espécies com mais de 550 imagens num livro Arte (capa dura). Dia: 24/11/2012 das 10h às 20h Onde: Pesca Pinhei­ ros - Rua Martin Carrasco 69 - Pinhei­ ros (Estação Faria Lima ou Pinheiros do Metrô) Fone: 11 3816 8099 Compareça e adquira o seu exemplar autografado!!!

Bermuda Soft MTK Arrojado e sintonizado com o que há de mais moderno em termos de design e tecidos inteligentes. Utiliza a poliamida de alta tenacidade, com propriedades de secagem rápida e resistência. Cós em vinilprene, de toque macio e confortável, cujas propriedades elásticas promovem um acinturamento eficaz. Tamanhos: P/M/G/ GG nas cores: azul marinho, caqui, cinza, musgo, preto, camuflado verde, camuflado cinza e camuflado caqui. Procure nas melhores lojas do ramo. Informações www. mtkbrasil.com.br

Piscicultura Chang

Maleta para transportar e guardar com segurança suas carretilhas elétricas. Design moderno e com excelente durabilidade. À venda nas lojas de pesca. Informações no site www.pisciculturachang.com.br

New Fish Pesca e Bazar

Fácil acesso pelo metrô Estação Liberdade. Atendimento personalizado e feito por quem entende de pesca!!! Produtos de primeira qualidade para atender o mais exigente pescador. Visite na Rua Galvão Bueno, 377 boxes 2 e 3 (Galeria Kanazawa) Bairro da Liberdade - São Paulo - fone: (011)27370036 email: newfishpescaebazar@gmail.com

Mauro Novalo

À

s vezes você quer aproveitar o sol e sair para pescar, então é achar um pesque-pague próximo da sua residência, para não ter stress no trajeto de ida e volta e, de quebra, pescar seus peixes com segurança e tranquilidade. Saindo na Zona Norte da capital paulista, é seguir pela Av. Água Fria, Av Cantareira, Av Senador Jose Ermírio de Morais. Depois o caminho é pela serra em meio a vegetação nativa, paisagem de encher os olhos. Bom estar com o carro em ordem, pois a subida da serra é “braba”. Depois de cruzar a barreira policial que divide São Paulo e Mairiporã, na bifurcação entrar a direita para Estrada Juqueri-Mirim (que continua depois com o nome de Estrada da Roseira), alguns minutos depois, após passar o Bar do Pedrão - ponto de encontro dos trilheiros - fique atento para a placa no lado direito que anuncia o pesqueiro. Não se assuste com a descida íngreme logo na entrada. É um único lago com os seguintes peixes: carpas cabeçudas, carpas húngaras, carpas capins, bagres africa­ nos, catfishes, pacus, tambacus, patingas, dourados, piraputangas e pintados. Tilápias com peso variando entre 2 a 5kg, percebeu que a coisa é séria!!! E para completar, muitas carpas de cansar o braço, com exemplares de 1 a 20kg. Carpas cabeçudas Com as cabeçudas, podemos dizer que não importa o tamanho você vai ter trabalho!!! Característica destas é abocanhar sem dó a isca (como os redondos) com ferocidade. A diferença é que normalmente os redondos saem em disparada pelo lago como se nem percebessem que foram fisgados, enquanto as primeiras vão cabeceando para os lados enquanto nadam vigorosamente para o fundo, você só vê a vara vergar e o peso esticando a linha (a impressão é que vai rebentar tudo). Muita paciência e tranquilidade nesta hora. Depois de fisgadas, é um trabalhar com a fricção se preciso, para a queda de braço que vai enfrentar. Para estas uso do passaguá é o ideal para liberar o anzol, não utilize o boga grip!!! Delicadamente pouse-a no gramado molhado, retire o anzol e libere rapidamente. Espécies como as húnga­ ras ou espelhos e as capins, cuidado na hora da foto, só o faça se já estiver tudo preparado para não comprometer sua sobrevivência. Claro que estamos tratando de iscas na superfície - pois para quem utiliza de massa direcionada para elas, bóia e chicote específicos para esta pescaria - o ataque é diferente: primeiro assopram para depois sugar e é aí que se dá a fisgada. O ideal para quem vai de massa é usar uma vara um pouco mais longa para além de ter a ação da vara ajudando na hora da briga, para cansar o peixe, poder arremessar mais longe na hora de posicionar a bóia nos locais desejados. Na pescaria de hoje utili­ zamos as rações artificiais, e quando variamos para as con-

feccionadas em pelo de coelho aí sim, a relação capturas x batidas se equilibrou com muitas ações, comprovando a eficácia desta isca. As cores escolhidas para o dia foram as claras para melhor visualização do momento da batida, pois com reflexos na superfície, mesmo utilizando de óculos polarizado estava difícil de enxergar. Não custa lembrar de sempre utilizar óculos para sua proteção!!! As de cortiça e EVA ou a combinação destas, é uma isca curinga que convém fazer parte da sua tralha. Simples de ser feita, pode ser encontrada também a venda nas maioria das lojas de pesca e, no caso de pescadores que preferem fabricar eles mesmos suas iscas, não se tem dificuldade na sua montagem. Ceva Importante ter ração flutuante (utilizada na alimentação diária) para atrair os pei-

xes para superfície. É jogar uma “mãozada”, posicionar a isca ao redor e, aguardar a batida. Os pequenos normalmente são muito mais rápidos e logo estão comendo, os grandes demoram um pouco mais chegar - percebidos pelas grandes ondas e rebojos – mas quando aparecem, prepare-se que a briga vai ser boa! Equipamentos utilizados Vara e linha fly #4 (ação flutuante) Bait = vara de até 14lb + molinete com capacidade de até 100m linha mono ou multi respeitando a capacidade da vara + bóias cevadeiras ou de arremesso Caso vá utilizar miçanga, acrescentar a bóia lambari entre a cevadeira e a isca. Na hora da foto, procure sempre levantar o peixe na horizontal e assim não comprometer os órgãos internos dos peixes. Sem esquecer que devem permanecer o menor tempo possível fora dágua. Quem gosta de uma boa comida caseira, passar um dia pescando bem perto de casa, e posar com fotos de grandes exemplares, é ir para conhecer o local. Ótima opção de diversão para a família inteira. Ótimas pescarias!!! Pesqueiro Ranchão do Peixe - Estrada da Roseira,

8000 - Mairiporã / SP Aberto todos os dias das 7 às 18h. Tem lanchonete e trabalha na modalidade pesque e solte. Contato: Dona Cida( 11) 4485-3949 Lucio cel (11)7323-8923 ou email : llopes_tsg@ig.com.br Consulte sempre o responsável para conhecer as regras locais e, aproveite para ter dicas das espécies que estão saindo mais no dia, assim como sobre o equipamento ideal para melhores resultados. Apoio: MTK Fishing Adventure Outdoor www.mtkbrasil.com.br Produtos Petersen http://pescabrasil.net/produtos. html Moro e Deconto www.morodeconto.com.br Piscicultura Chang www.pisciculturachang.com.br Mustad www.mustad.com.br NEW FISH Pesca e Bazar fone: (011) 2737-0036 email: newfishpescaebazar@ gmail.com NIPPAK PESCA

Mauro Yoshiaki Novalo Texto: Mauro Yoshiaki Novalo Revisão: Aldo Shiguti Publicidade nippak@nippak.com.br Tel. (11) 3208-4863


JORNAL NIPPAK

10

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

karaokê

Cíntia Nishimura vence o Golden Grand Prix do 2º Renato Chibana Kyoshitsu Karaokê Taikai

C

intia Nishimura sagrou-se campeã do II Golden Grand Prix e Felipe Ikeda venceu o Karaokê Taikai. Eles fizeram a festa e se emocionaram quando o professor Shoiti Shimada deu a notícia da sensacional vitória no 2º Renato Chibana Kyoshitsu Karaokê Taikai realizado em Campinas, dias 10 e 11 últimos, com a presença de grandes intérpretes da música japonesa. Eles, de Mato Grosso do Sul, Brasília, Paraná, São Paulo, da Grande São Paulo e da região local, prestigiaram o professor Renato pela ousada e grandiosa realização. Pela primeira vez, um taikai de dois dias, com regras baseadas nos moldes de um Paulistão e Brasileirão no quesito categoria e pontuação. “Agradeço a comissão organizadora, os patrocinadores, jurados, cantores, familiares, voluntários, amigos, o Nipo de Campinas e a Liga Centro-Oeste da Canção Japonesa”, disse Renato. “Idealizei um Taikai onde os cantores sintam-se valorizados, o público privilegiado, mas principalmente promover um encontro de amigos e amantes da música’’, acentuou. No II Golden Grand Prix participaram 15 cantores convidados. Todos com expressão nacional e presença obrigatória nos festivais e concursos realizados no Brasil. A disputa entre eles foi emocionante, foram 3 fases disputadas em 2 dias e os jurados escolheram com certa cautela, já que to-

celia kataoka

Yamao destaca importância do Renato Chibana Kyoshitsu Taikai celia kataoka

Shimada, Osawa, Tereza, Solange, Claudio, Kitsuwa, Mário, Hideo, Cintia, Alexandre, Shinde e Renato Chibana Shoiti Shimada, Cintia Nishimura, Kitsuwa e Renato Chibana

dos são campeões. Do total, cinco foram para a final. Cintia Nishimura (PR) foi a vencedora com as músicas Jonkara Onna Bushi, Aiko no Asa e Korogaru Ishi. Ela levou para casa R$3.500,00, um troféu personalizado e o carinho de toda a torcida, principalmente a do Paraná. “Esta é a minha turminha”, disse ela, chamando todos para uma foto histórica no palco . Alexandre Hayafuji em 2º, ganhou R$ 2.500,00. Yoshiaki Shinde em terceiro ganhou R$ 2.000,00. Hideo Tanaka ficou feliz com R$ 1.500,00 e Mário Chibana R$ 1.000,00. Todos os campeões das categorias por idade ganharam R$ 300,00. Já Felipe Ikeda, campeão do Grand Prix levou para casa mais R$ 1.000,00.

Namie Izume(Campinas) venceu no Grand Prix Internacional, embolsando R$ 500,00. Rafael Yassunaga (Campinas) venceu no Tibiko e a cantora mirim Marie Watanabe (Vinhedo), na categoria infantil. Ambos ganharam um videogame Nintendo Wii e o carinho de todos os presentes, principalmente de seus familiares. Dois cantores de maior destaque do “B” e do “A” ganharam um som com tela de DVD, portátil. O professor Renato Chibana, com as premiações, teve a intenção de valorizar todas as categorias, desde as de iniciantes até os veteranos, crianças e adultos. Cíntia Nishimura – A cantora Cintia Nishimura foi a campeã e mostrou todo um

Kitsuwa, Solange, Tereza, Felipe Ikeda, Osawa e Claudio

Comissão Organizadora ‘suou a camisa’ Por amor à música, pela cultura Japonesa e para sacramentar todo um trabalho de dedicação do sensei Renato Chibana, a Comissão organizadora incansavelmente se uniu, “suou a camisa” e trabalhou durante os dois dias e venceram a batalha. Alguns já estavam na trilha. Na busca de patrocínios e preparação do material. A realização deste concurso especial, inovador acima de tudo, reforçou a amizade entre os participantes. Atsushi Abe e sua equipe, responsável pelo som, palco e iluminação deu um toque de criatividade e profissionalismo. Um grande telão ergueu-se no palco e projetava os cantores, com efeitos de iluminação dando um momento de grandiosidade. Atsushi animava a platéia e transformava todos em agentes participantes, cantando e dançando, nos intervalos, enquanto os jurados se reuniam para dar o veredito. No sábado, o professor Tadao Ebihara presidiu os jurados e no domingo, foi a vez do professor Shoiti Shimada. Fizeram também parte da comissão de jurados, os

celia kataoka

Mariana Kataoka e Aquico Miyamura

professores Jintaro Ikeda, Yasue Kitsuwa, Katsuyuki Sano, Tereza Kato, Setsuko Osawa, Solange Miyagui, e Claudio Tsutiya. Com supervisão Geral de Tadayoshi Hanada, coordenação de Aquico Miyamura, Mariana Kataoka, Tereza Nakazawa e Vitório Uehara, o Taikai teve como assessoras, Etsuko Chibana, Laura Hayashi, Cecília Katao e Célia Kataoka. O cerimonial ficou a cargo de Mamoru Hayashi e os apresentadores foram Harue Yoshimura, Atsuhi Abe, Olimpio Kosonoe, Ryoji Horita, Tizuru Takito e Takeshi Ami. Já na Informática, Ro-

berto Takahashi ficou à frente dando os resultados. Fizeram parte da equipe, entre outros, Roberto Maeda, Kokichi Chibana, Jorge Miyamura, Dino e Aparecida Sakashita, Yolanda e Takato, Tadao, Kawano, Reginaldo, Carmem e Mário, Angelaisa, Daniela, Patrícia, Olga, Mariko,Yoshio, Shizue, Yassuko e Renato, Renan e Naomi, Naomi, Paulo e Sandra, Kenji, Luzia, Isadora e Isabela, Letícia, Namie, Gabriel, Jorge e Edna Honma, Eunice, Rosangela, Toshie, Nobuko, Aiko, Reiko e Sergio Tanigawa, Natália, Yume, Saori, Giuliano, Tokie, Adilson, Heloisa, Kasuyoshi e Julio.

talento e já faz parte da história do Karaokê nacional e internacional.Com a participação dos grandes cantores de karaokê, o espetáculo foi marcante e muitos ficaram até o final para prestigiar os convidados especiais de Renato Chibana. Com patrocínio de Shimano, Sugoi Bigfish e Dream Concert, eles encantaram a platéia, com músicas novas. Fizeram parte do Golden: Alexandre Hayafuji, Angelaisa Toyota, Cintia Nishimura, Hideo Tanaka, Isadora kataoka, Jane Ashihara, Kazue Fugi, Kunihiro Tanahara, Luis Yabiku, Mário Chibana, Mônica Misawa, Sayuri Ohashi, Sergio Tanigawa, Yuka Osawa e Yoshiaki Shinde. (Célia Kataoka)

“Precisamos inovar o karaokê e é com muita honra que venho neste taikai e enaltecer todo o trabalho para a realização desta grande confraternização nacional. Já que sei que participam cantores de várias cidades do Brasil”. Assim falou Toshio Yamao, presidente da União Paulista de Karaokê presente no primeiro dia. Já na abertura oficial, que aconteceu no domingo, o presidente do Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, Hiromiti Yassunaga elogiou o jovem sensei e agradeceu a presença de todos e também dos voluntários e amigos. Pedro Mizutani, presidente da Liga Centro Oeste da Canção Japonesa, falou da importância de manter viva a cultura japone-

sa e parabenizou a realização do taikai:”Renato veio para reforçar a nossa Liga, engrandecendo os cantores da região, além de trazer o Dream Concert, com seus integrantes, que são pessoas simples e de espírito de harmonia”. O representante do deputado estadual Jooji Hato (PMDB), Olimpio Kosonoe esteve presente, além do presidente de honra Roberto Maeda, o professor Shoiti Shimada, juntamente com Tadayoshi Hanada que elogiou o trabalho de Aquico Miyamura e Mariana Kataoka. Mariana fez um breve discurso e agradeceu a todos, em nome de Renato Chibana, visivelmente emocionado pela realização do Taikai. (Célia Kataoka)


São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

JORNAL NIPPAK

11

futebol

TÊNIS DE MESA

Ex-jogador do Timão, Hashimoto é mais um no bando de loucos

O

Corinthians ganhou um reforço rumo a conquista do bicampeonato Mundial da Fifa, que acontece entre os dias 6 e 16, no Japão. Trata-se do ex-jogador Koichi Hashimoto, que atuou no Timão entre 1994 e 1995. “Atuar”, na verdade, é força de expressão. Hashimoto jogou apenas em alguns amistosos e no time de aspirantes. Também é verdade que teve azar. Quando ia fazer sua estreia oficial na equipe principal, se contundiu. Era véspera de um confronto contra o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro. O então técnico Jair Pereira já havia sinalizado que utilizaria o atleta, mas, por uma dessas peças do destino, torceu o tornozelo no treino numa dividida de bola com o ex-lateral Branco. “É o único arrependimento que tenho até hoje na minha carreira”, conta o jogador, que esteve semana passada no país para acompanhar a equipe da NTV, uma das principais emissoras do Japão, que veio fazer uma matéria especial sobre o Corinthians. Hashimoto lembra com carinho sua passagem pelo alvinegro do Parque São Jorge. Guarda até hoje o elenco daquela época na ponta da língua. “Tinha o Viola, o Rivaldo, o Branco, o Zé Elias, o Sylvinho, o Tupãzinho, o Marcelinho Carioca, o Ezequiel, o Casagrande, o Ronaldo, o Marques, o Marcelinho Paulista, o Célio Silva, o Paulo Roberto...”,

O pequeno Eduardo Tomoike acaba de conquistar mais um título

Hashimoto acumulou muitas histórias em sua passagem pelo Timão: pé quente

desfila Hashimoto, que, além de Jair Pereira, trabalhou também com os treinadores Carlos Alberto Silva e Mário Sérgio. Torcida – Para “matar a saudade”, no último dia 10 esteve no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, onde assistiu a goleada de Douglas, Guerreiro, Paulinho e cia por 5 a 1 sobre o Coritiba. “Sou pé quente”, gaba-se, Hashimoto, que aproveitou para rever o companheiro Zé Elias, hoje comentarista da Rádio Globo. Deu também para sentir novamente

o “calor da torcida”. “A torcida do Corinthians é fantástica. Cobra, mas incentiva muito”, conta o ex-meia direita, que hoje atua como agente Fifa. “Só tenho a agradecer a oportunidade de jogar num dos times mais importantes do mundo. O Corinthians é muito maior do que se pode imaginar. Agradeço meu ex-agente Norberto Murakami, os ex-jogadores e ex-diretores”, elogia Hashimoto, que iniciou sua carreira em 1984, nos juniores do XV de Jaú, onde foi orientado pelo técnico José Poy. O primeiro jogo como profissional foi

com 18 anos de idade. Passou pelo Central de Caruaru (PE) e Comercial de Viçosa (AL). No time alagoano quebrou o pé e ficou um ano e meio parado. O reinício foi no Nacional, até que seu agente o levou para jogar no Corinthians. Teve passagens também pelo japonês Kashiwa Reysol e San Jose (EUA), Paraná Clube, Santa Cruz (PE) e Luziânia, onde encerrou sua carreira, aos 33 anos de idade. “Quando você começa a cair, é melhor parar”, disse Hashimoto, afirmando que até hoje mantém contatos com os jogadores daquela época. (Aldo Shiguti)

Ibiúna conquista título do Brasileiro Infantil; equipe feminina também participa da competição

Confira a classificação final das equipes Campeão Ouro: Ibiúna; Vice: São José dos Campos; 3º) Nippon Blue Jays; 4º) Presidente Prudente; 5º) Naviraí; 6º) Maringá; 7º) Bastos; 8º) Gecebs Campeão Prata: Marília; Vice: Atibaia; 3º) Pereira Barreto; 4º) Londrina Campeão Bronze: Paraná Clube; Vice: Mogi das Cruzes; 3º) Nova Esperança; 4º) Gigante Campeão Incentivo: Indaiatuba; Vice: Coopercotia; 3º) Ibiúna (Feminino)

divulgação

aldo shiguti

BEISEBOL

A categoria infantil de Ibiúna (SP) sagrou-se campeã do 29º Campeonato Brasileiro de Beisebol Interclubes Infantil 2012, competição realizada nos dias 16, 17 e 18 deste mês, no Clube de Campo da Associação Cultural Agrícola e Esportiva de Presidente Prudente. Participaram 19 equipes: Atibaia, Bastos, Coopercotia, Gecebs, Gigante, Ibiúna (M), Ibiúna (Feminino), Indaiatuba, Londrina, Marília, Maringá, Mogi da Cruzes, Naviraí, Nippon Blue Jays, Nova Esperança, Paraná Clube, Pereira Barreto, Presidente Prudente e São José dos Campos. Como curiosidade, pela primeira vez a Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol autorizou a participação de um time de beisebol formada somente por garotas em uma competição oficial. No caso, foi justamente a equipe de Ibiúna, que acabou em terceiro na Chave Incentivo.

Eduardo Tomoike, nasce um fenômeno na modalidade

divulgação

Time masculino de Ibiúna ficou com o título do campeonato

Premiação Individual 1º Melhor Rebatedor: Gustavo Takara (Nippon Bj. 643) 2º Melhor Rebatedor: Matheus dos Santos (São José Campos .500) 3º Melhor Rebatedor: Lucas Ishigai (Nippon Bj .500) Melhor Empurrador de Carreiras: Daniel K. Mori (10 Pts) Melhor Conquistador de Carreiras: Evandro Niwa (9 Pt) 1º Rei do Home Run: Pablo Romero (P. Prudente - 1 Rhr) 2º Rei do Home Run: Matheus dos Santos (S. José Campos – 1 Rhr) Melhor Roubador de Bases: Alanr. Batista (P. Prudente – 5 B) Melhor Arremessador: Diogo Silvério (Ibiúna) Arremessador Destaque: Evandro Niwa (S.J.Campos) Melhor Receptor: Matheus Mori (S.J.Campos) Melhor Defensor Interno: André Urushimoto (Ibiúna) Melhor Defensor Externo: Gustavo Hayashida (Ibiúna) Jogador Mais Esforçado: Diego Shinobe (Ibiúna) Melhor Jogador do Cam-

peonato: Diogo N. Silvério (Ibiúna) Técnico Campeão: Carlos Kajiro Kawai (Ibiúna)

Destaque Chave Ouro: Alexandre Borges (Naviraí) Destaque Chave Ouro: Leo Shigueki Sato (Maringá) Destaque Chave Ouro: José Vitor Mantovani (Bastos) Destaque Chave Ouro: Juan dos Santos (Gecebs) Destaque Chave Prata: Heitor Ananias (Marília) Destaque Chave Bronze: Cassio Costa Saito (Paraná Clube) Destaque Chave Incentivo: Lucas Sakamoto Higuti (Indaiatuba) Diretor Técnico: Ricardo Iguchi Diretor De Arbitragem: Naoyoshi Goto e Yoshinori Yassuda Diretora de Anotação: Carmem Okawa

Os grandes campeões são aqueles atletas que marcam a história de suas respectivas modalidades. “Hoyama”, recordista de medalhas em Pan-americanos e participações em Olimpíadas; “Biriba”, nunca perdeu para nenhum atleta do continente Latino-Americano em sua vida, teve 12 participações em Sul-americanos adulto, o primeiro com 13 a 17 anos e conquistou 12 medalhas de ouro – já que na época não existia Campeonato Latino-Americano e o tênis de mesa ainda não fazia parte dos Jogos Pan-americanos (1983), tampouco das Olimpíadas (1988). “Kano” foi o primeiro brasileiro a jogar uma Liga Profissional na Suécia e se tornar campeão nela como o primeiro jogador. Eis que agora surge um novo fenômeno, Eduardo Tomoike “DUDU”, que acaba de conquistar mais um título Latino-Americano Individual. Com esse, Dudu já totaliza quatro medalhas de ouro em Torneios na América Latina em sua categoria, a sub11, se tornando bicampeão Sulamericano e bicampeão Latino-Americano Individual. Campeão Sul-americano Individual em 2011 - Paraguai, Campeão Latino-Americano em 2011 na Guatemala, Campeão Sulamericano em 2012 no Peru e agora Campeão LatinoAmericano na Venezuela. Até o momento, “Dudu” tem um saldo assustador de vitórias e quem sabe teremos um novo ídolo brasileiro para entrar para a história do mesa-tenismo mundial. No primeiro Sul-americano no Paraguai, Dudu venceu 45 sets e perdeu apenas 1, já na Guatemala, venceu 35 e perdeu 4 sets, no Peru venceu 36 e perdeu 3 sets , fina-

lizando na Venezuela, com 36 sets a favor e 5 sets contra, TOTALIZANDO 47 vitórias e 1 derrota, com 152 sets pro e 13 contra, um número fantástico. Eduardo Tomoike começou com 7 anos no clube Itaim Keiko, em São Paulo, foi descoberto e treinado pelo técnico Marcos Yamada, que convenceu os pais Tadashi e Miriam (ambos engenheiros civis), para que ele abandonasse o judô e se dedicasse 100% ao tênis de mesa; a irmã Cris também é atleta do clube, ou seja, todos da família o apóiam. Além da humildade, Dudu tem um carisma que lhe é peculiar, sempre sorridente e amigo de todos, não esconde a emoção de conquistar mais um título para o Brasil. Na entrevista, cita que seu ataque foi a grande arma neste Campeonato e diz estar muito grato aos seus técnicos (Takeda, Alexandre e Makiuchi), clubes e parceiros de treino. Também já é bicampeão Brasileiro Intercolonial, Campeão Paulista e atualmente é o atleta mais novo da história do país a ter um contrato com a maior empresa do mundo em materiais de tênis de mesa, a “Butterfly Japan”. Por onde joga, com seu estilo caneteiro (em extinção), brilha e atrai milhares de torcedores para assistir as suas jogadas. Sem dúvida é o perfil de um grande campeão. Mais informações desta competição nos sites oficiais: www.cbtm.org.br, www. ultm.org . www.consuteme. org *Marcos Yamada é engenheiro e consultor especialista em tênis de mesa

COLUNA AKIRA SAITO

Grandes gestos, grandes exemplos “Verdadeiros Mestres nos ensinam por meios de seus bons exemplos, sem precisar às vezes dizer uma única palavra” Conviver com Grandes Mestres é sempre uma grande oportunidade de aprender, não apenas conceitos técnicos, mas também sobre a vida e a natureza humana. Muitas vezes nossa limitada capacidade de vivência não nos permite entender certas decisões ou ações tomadas, mas o tempo se encarregará de nos mostrar a sabedoria de tais decisões. Vejo sempre exemplo nos meus Mestres, pessoas diferentes, artes diferentes, porém, a mesma sabedoria, a mesma capacidade de as-

similar um grande problema com uma solução aparentemente simples. Isso que os identifica como pessoas com tal sabedoria, verdadeiros Mestres, esta vivência que uma pessoa mais jovem é incapaz de ter. Total comprometimento com suas artes, muitas vezes deixando suas próprias emoções de lado para manter o caminho. Toda uma vida dedicada à manutenção, preservação e disseminação de sua arte. Sem esperar em troca, um retorno exclusivamente financeiro ou almejar um cargo de poder para satisfazer seu próprio ego. Um verdadeiro Mestre demonstra sua sabedoria com gestos simples, mas que servem de grandes exemplos.

Recentemente uma Mestra perdeu seu marido e em menos de quinze dias haveria um evento importante do qual ela é presidente. Vê-la no evento, para quem não soubesse do ocorrido, provavelmente teriam a impressão de que nada de diferente havia acontecido. Sua postura forte, sem deixar transparecer qualquer semblante de dor ou tristeza. Porém, quando o evento já havia terminado e apenas organizadores e colaboradores fa-

ziam uma avaliação final, ela emocionada agradece e que graças à ajuda e emprenho de todos, o evento fora um sucesso e que tinha que manter o evento para as pessoas apesar de sua perda. Pensar menos em si mesmo e em prol de um bem maior, que beneficie mais pessoas, assim poderemos transformar o mundo em um lugar melhor!!!!! GANBARIMASHOU!!!!!

*Akira Saito, professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão.


JORNAL NIPPAK

12

Exposição – A artesã Alice Midori Imai e seus 28 alunos realizaram nos dias 10 e 11 de novembro a 12ª Exposição de Oshibana-e no Salão Nobre do Bunkyo, na

Comemoração – A União Cultural e Esportiva São Paulo Norte comemorou seus 50 anos de fundação, no dia 11 de novembro na sede da entidade, na zona Norte de São Paulo. O presidente da entidade, Toyoshiro Shimura recebeu homenagem do deputado federal Junji Abe. O evento contou com a presença do cônsul geral do Japão, Noriteru Fukushima, deputado federal Junji Abe, deputada federal Keiko Ota, deputado estadual Helio Nishimoto, vereador Ushitaro Kamia, recém eleito vereador George Hato, presidente do Bunkyo Kihatiro Kita, Mario Suga, Yoshio Imaizumi, Gerson Kuni, entre outros. (Luci Judice Yizima)

São Paulo, 22 a 28 de novembro de 2012

Liberdade em São Paulo. Na mostra foram exibidas 250 obras, entre quadros, marcadores de páginas, cartões e pingentes. Marcaram presença o vereador Victor Ko-

bayashi, Reimei Yoshioka (presidente do Ikoinosono), o engenheiro agrônomo Isidoro Yamanaka, Yoshino Mabe, Yoshikazu Niwa, entre outros. (Luci J Yizima)

Esportiva Edu Chaves (Pres. Armando Yokota). O evento contou com a presença do cônsul geral do Japão, No-

riteru Fukushima, vereador Ushitaro Kamia, presidente do Bunkyo Kihatiro Kita, entre outros. (Luci J Yizima)

Prêmio – A Comissão de Atividades Literárias promoveu na tarde do dia 17 de novembro, sábado, a Cerimônia de Outorga do Prêmio Literário Nikkei 2012, referente às obras publicadas em língua japonesa e portuguesa e também de mangá. Os homenageados foram Taki Yurika, Kato Toshiko, Débora Tavares, Sérgio Francisco Pichorim, Oleg Almeida, Yoshino Mabe, Luiz Kobayashi, Lucília Junqueira de Almeida Prado, 1os colocados: Roberto Kohama (título: Roteiro da Mangaká) e Aline Yuri Ieiri (Um Sonho de Luta), 2º colocado: Rafaela Miyai (Yume) e 3º colocado: Marcela Ono Uchida (Você tem um sonho?). Marcou presença no evento Kihatiro Kita presidente do Bunkyo, Yukitoshi Yoshimura (presidente do Saga Kenjinkai do Brasil), Osamu Matsuo (presidente da Fundação Kunito Miyasaka), entre outros. (LJY)

Homenagem – Aconteceu na noite do dia 08 de novembro, Ato Solene em homenagem aos 50 anos de União São Paulo Norte proposto pelo deputado estadual Helio Nishimoto, cerimônia realizada no Auditório Franco Montoro, na Assembléia Legislativa de São Paulo, na zona Sul da capital. Além da União Cultural e Esportiva São Paulo Norte (Pres. Toyoshiro Shimura), também foram homenageadas as Associação Cultural e Agrícola Cachoeira (Pres. Mario Oishi), Associação

Cultural e Esportiva Campo Limpo (Pres. Gilberto Komeso), Associação Okinawa de Casa Verde (Pres. Ryotoko Goya), Associação Cultural e Esportiva Nippo Brasileira de Imirim (Pres. José Eurípedes F. Prata Vieira), Associação Cultural e Esportiva de Santana (Pres. Mario Suga), Associação Okinawa Santa Maria (Pres. Mitio Takara), Associação Cultural e Esportiva de Tucuruvi (Pres. Yoshio Imaizumi), Associação Cultural e Esportiva Nipo Brasileira Vila Cachoeirinha (Pres. Gerson Kuni),

União Cultural e Esportiva Guarulhense – UCEG (Diretor Administrativo Bruno Shigueo Goya), Instituto Hei-

sei  (Pres. Claudia Miyuki Hamazaki, representada pelo diretor Marcelino Hamazaki), Associação Cultural e

JORNAL NIPPAK 23/11 a 28/11/2012  

nippak, news, jornal

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you