Issuu on Google+

ANO 17 – Nº 2457 – SÃO PAULO, 30 DE JANEIRO A 05 DE FEVEREIRO DE 2014 – R$ 3,00 www.nippak.com.br

20ª edição do Paulistão deve reunir mais de 600 cantores em Jacareí celia kataoka

Pela primeira vez em toda a sua história, a cidade de Jacareí – localizada na Região Metropolitana do Vale do Paraíba – sediará uma edição do Concurso de Karaokê do Estado de São Paulo. Trata-se do 20º Paulistão, programado para os dias 7, 8 e 9 de fevereiro, nas dependências da Associação Cultural e Desportiva Nipo-Brasileira de Jacareí. O Paulistão deste ano é uma realização da União Central de Karaokê, com promoção da

Associação Cultural Esportiva e Agrícola de Suzano (Aceas) – responsável pela captação dos recursos – e apoio da UPK – União Paulista de Karaokê e Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. A coordenação geral é de Mario Sakamoto. “Estamos programando um grande evento que vai revelar novos talentos, intérpretes da música japonesa, numa grande festa de confraternização e amizade”, antecipam os organizadores.

————————————–————————–––| Pág. 04

Cônsul visita Associação Cultural e Esportiva de Cipó osmar maeda

MHIJB dá início às obras de acessibilidade e modernização arquivo/jiro mochizuki

No último dia 20, o côn- da região metropolitana de sul geral do Japão em São São Paulo. A presença do Paulo, Noriteru Fuku- cônsul mobilizou a atenção shima, visitou e conheceu de dirigentes, associados e associados da Associação familiares, pois era a priCultural e Esportiva de meira vez que uma autoriCipó, distrito de Embu- dade do Governo Japonês -Guaçu, no extremo-sul visitava a associação. ————————————–————————–––| Pág. 05

Baseado em lenda japonesa, ’47 Ronin’ estreia em SP

O Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil (MHIJB) deu início às obras do Projeto de Modernização e Acessibilidade. A primeira etapa, a construção de uma plataforma ligando o oitavo ao nono andar, deve ser concluída em março. A segunda fase prevê a implantação de audioguias que ficarão disponíveis para atender os visitantes do museu. A terceira e última será a publicação de um catálogo.

divulgação

–—————––––––| Pág. 03

Eric Jouti e Izumi Nishida são os destaques do 64º Campeonato Brasileiro Intercolonial de Tênis de Mesa arquivo pessoal

Estreia nesta sexta-feira Cyborg do Futuro (1995), (31) nos cinemas de todo Sem Limite (1997), O o país o filme “47 Ronin”, Dom da Premonição dirigido Carl Erik Rinsch (2000), Matrix Reloa(O Dom da Premonição). led (2003), Animatrix Baseado na lenda dos 47 (2003), Matrix Revolusamurais, o filme traz no tions (2003), Constantine elenco o astro libanês Ke- (2005) e o Dia em que a anu Reeves, de Veloci- Terra Parou (2008), sua dade Máxima (1994), O última superprodução. ————————————–————————–––| Pág. 07

Ourinhos (SP) recebeu násio Municipal de Espor- to Dr. Gilberto Severino, tado federal Walter Ihoshi nos dias 24, 25 e 26 deste tes José Maria Paschoalick de todos os secretários (PSD-SP). A prefeita Bemês, o 64º Campeonato “Monstrinho”. A cerimônia municipais e de vereado- lkis Fernandes destacou o Brasileiro Intercolonial de de abertura contou com a res. Além do vereador de trabalho da comissão orTênis de Mesa. Os jogos do presença da prefeita Belkis Marília Marcos Rezende, ganizadora e deu as boastorneio aconteceram no gi- Fernandes, do vice-prefei- representando o depu- -vindas aos visitantes. ————————————–—————————————–————————————–––––––———————–––| Pág. 11


JORNAL NIPPAK

2

São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

AGENDA CULTURAL CONCERTO CONSERTOS A PREÇO POPULAR: OSESP SOB REGÊNCIA DE MARIN ALSOP Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo Marin Alsop regente Coro da Osesp Naomi Munakata regente Coro Acadêmico da Osesp Marcos Thadeu regente Marina Considera soprano Carolina Farias contralto Cleyton Pulzi tenor Leonardo Neiva barítono Onde: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes 16, Estação Luz) Dias 13 e 14/02/2014 Horário: 19h30 Ingressos: R$15,00 Vendas Ingresso Rápido: 11/4003-1212 ou www.ingressorapido.com.br OSESP ITINERANTE: CORO DA OSESP EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SP Coro da Osesp Naomi Munakata regente Programa Tomás Luís de Victoria Ave Maria William Byrd Ave Verum Corpus Thomas Weelkes Gloria in Excelsis Deo José Mauricio Nunes Garcia In Monte Oliveti Heitor Villa-Lobos Tantum Ergo Ernest Widmer Salmo 150 Clément Janequin Le Chant des Oiseaux Carlo Gesualdo Dolcissima Mia Vita Claudio Monteverdi Ecco Mormorar l’Onde Heitor Villa-Lobos Duas Lendas Ameríndias César Guerra-Peixe No Estilo de Folia de Reis Cyro Pereira Jequibach Tom Jobim Passarim [arranjo de Roberto Rodrigues] Insensatez [arranjo de Eduardo Carvalho] Dorival Caymmi Suíte dos Pescadores [arranjo de Damiano Cozzella] Onde: Teatro Municipal de São José dos Campos (Rua Rubião

Júnior 84, S J dos Campos/SP) Dia 15/02/2014 Horário: 19h Ingressos: Gratuito EXPOSIÇÃO OPA! UMA ALEGRE REVELAÇÃO – UM NOVO OLHAR PARA A AMIZADE BRASIL-JAPÃO Junko Koshino e Go Yayanagi Onde: Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés 88, Pinheiros) De 23/01 a 16/03/2014 Horário: de 3ª a domingo das 11h às 20h Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 11/2245-1900 ou www.institutotomieohtake.org.br SHUNJI NISHIMURA - Exposição em comemoração aos 105 anos da imigração japonesa Onde: Museu Histórico da Imigração Japonesa - Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Rua São Joaquim 381, 8ºand., Liberdade) Até 28/02/2014 Horário: 13h30 às 17h30 Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 3209-5465 e 3208-1755 E-mail: musseu@bunkyo.org.br Site: museubunkyo.org.br

www.institutotomieohtake.org.br CINEMA CINEMA BUNKYO Todas as quartas-feiras, a Comissão de Biblioteca e Filmes do Bunkyo apresenta uma sessão de filmes japoneses. Os filmes são exibidos em idioma japonês, sem legenda. Além disso, uma vez ao mês, realizam o “Free Market” (Frima), uma feira de produtos diversos, com artesanato, obentô (alimentos), brinquedos, livros e outros. Onde: Pequeno Auditório do Bunkyo (Rua São Joaquim 381, Liberdade) Dia 05/02/2014 Horário: 13h Ingresso: Sócios entrada gratuita e não-sócios pagam R$5,00 Informações: 11/3208-1755 ramal 128 EVENTO AOBA MATSURI Feira de verduras frescas e comidas caseiras. Onde: Miyagui Kenjin Kai (Rua Fagundes 152, Liberdade) Dia 01/02/2014 Horário: 9h às 18h Informações: 11/3209-3265

AULAS DE DANÇA Professores Sergio e Rosa Taira. Onde: Assoc. Shizuoka Kenjin (R. Vergueiro, 193 - Liberdade) As 2ª e 3ªfeiras Horário: 13h às 17h Informações: 11/5588-3085 e 11/7174-8676 AULAS DE DANÇA Prof. Marcos Kina Onde: Soc. Bras. de Cult. Japonesa – Bunkyo (Rua São Joaquim 381, Liberdade) As 5ª feiras Horário: 11h às 12h30 NIKKEY CULTURAL Karaokê: aulas com o prof. e maestro Hideo Hirose (2ª, 3ª, 4ª, 6ª e sábado) e a profa. Tsuguiko Hongo (5ª). Dança Social: Prof. Murae domingo (de manhã), Prof. Hayashi (2ª das 15h às 20h), Prof. Tahira (6ª das 13h às 16h30), Profa. Luciana Mayumi - Aulas de Tango (2ª e 4ª das 20h30 às 23h), Profa. Massako Nishida (4ª das 9h às 16h), Prof. Willian (sábado à tarde), Profa. Sato Tazuko (sá-

NELSON FELIX – VERSO A exposição apresenta cerca de cem desenhos que o artista realizou durante o desenvolvimento do trabalho Verso, além de uma instalação com mármore de carrara, ouro e projeção. Onde: Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés 88, Pinheiros) De 13/11 a 09/02/2014 Horário: de 3ª a domingo das 11h às 20h Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 11/2245-1900 ou

KARAOKÊ DANCE TOKUSHIMA Onde: Tokushima Kaikan (R Antonio Maria Laerte 275, Metro Tucuruvi) Dia 01/02/2014 Horário: 9h às 17h Informações: 11/4748-5896 Sra Inaba KARAOKÊ-DANCE NIKKEY CULTURAL Pioneiro nessa atividade cujo objetivo é de proporcionar um ambiente familiar onde os freqüentadores cantam suas músicas preferidas e dançam ritmos como o chá chá chá, rumba, forro, samba e country. Todos os domingos e neste domingo baile com música ao vivo, participação DIAS SHOW, das 18h às 22h. Onde: Nikkey Cultural (Praça Almeida Jr. 86 A, Liberdade) Dia 02/02/2014 Horário: 8h às 22h (incluso: café da manhã, missoshiru, almoço às 12h30, refrigerantes,

bado de manhã) e Profa. Yukie Miike (3ª, 5ª e domingo, diversos horários). Aulas de Violão, Guitarra e Baixo: Prof. Eder (sábado das 9h às 18h) Aulas de Japonês: (básico, intermediário e avançado) Profas. Keiko, 2ª e Isabel Kayoko, diversos horários. Obs: aulas de Português para estrangeiro com Profa. Isabel Kayoko. Aulas de Inglês: (básico, intermediário e avançado) Prof. Anderson (sábado), Profa. Priscila (diversos horários). Aulas de Informática: Prof. Vic­ tor Kawata (diversos horários) Aulas de teclado: Profa. Neide (diversos horários) Tênis de Mesa: Prof. Mario Nakao - Técnico da Butterflay (diversos horários). Onde: Nikkey Cultural (Praça Almeida Jr. 86 A, Liberdade) Informações: 11/3774-7456, 11/3774-7457 e 11/3774-4430 com Meily (das 9h às 17h e sábado das 9h às 14h) TELECENTRO IPK-BUNKYO Atendimento: de 2ª a 6ª, das 8h30 às 18h e sábado, das 9h às 16h Onde: Rua São Joaquim 381, Liberdade ao lado da sede do Bunkyo Informações: 11/3277-4272 CURSOS Curso de Introdução à Informática - Carga Horária: 16 horas

Digitação - Carga Horária: 20 horas Editor de Textos (Writer) Carga Horária: 20 horas Editor de Planilhas (Calc) Carga Horária: 20 horas Impress - Apresentação e Marketing Pessoal - Carga Horária: 20 horas GIMP - Carga Horária: 20 horas GIF’s - Carga Horária: 10 horas Conheça os demais cursos oferecidos nos diversos Telecentros da cidade e veja outras informações sobre oficinas em: www. prefeitura.sp.gov.br/telecentros SÃO PAULO 10º PROGRAMA BÁSICO DE ORIENTAÇÃO A CUIDADORES DE IDOSOS Onde: Rua São Joaquim, 381, sala 14 (próx. à Estação São Joaquim do Metrô) Data/hora: às quintas-feiras, das 12h30 às 16h30 Informações (de terça a quinta-feira, entre as 9h e 17h) pelo tel.: 11/3209-0215, com Sirley GUARULHOS 26º CURSO PARA FAMILIARES E VOLUNTÁRIOS QUE CUIDAM DE IDOSOS Onde: Rua Jardim de Repouso São Francisco, 881 Data/hora: às quartas-feiras, das 13h às 17h Informações (de terça a sexta, entre as 7h e 15h) pelo telefone: 11/2480-1122, com Milena

Informações e divulgação de eventos com Cristiane Kisihara cris_kisihara@hotmail.com – Tel. 11/3340-6060

EDITORA JORNALÍSTICA UNIÃO NIKKEI LTDA. CNPJ 02.403.960/0001-28

Rua da Glória, 332 - Liberdade CEP 01510-000 - São Paulo - SP Tel. (11) 3340-6060 Fax (11) 3341-6476 Publicidade: Tel. (11) 3340-6060 Fax (11) 3341-6476 jnippak@gmail.com cris_kisihara@hotmail.com

CERIMÔNIA HATSUIKE MARCA INÍCIO DAS ATIVIDADES DA ACADEMIA SANGUETSU “Hatsuike - A primeira flor do ano”, que é o agradecimento a Deus e a natureza pela missão concedida a cada um na formação de um mundo melhor. O gesto é feito por meio da beleza da flor e será confeccionado o primeiro arranjo floral de Ikebana do ano. As vagas são limitadas. Para informações sobre venda e valor do convite entre em contato: 11/5087-5113 ou sanguetsu@fmo.org.br Onde: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Rua São Joaquim 381, Liberdade, grande auditório) Dia 02/02/2014 Horário: 15h CURSOS

TOMIE OHTAKE GESTO E RAZÃO GEOMÉTRICA Curadoria de Paulo Herkenhoff e a exposição reúne 80 trabalhos da artista. Onde: Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés 88, Pinheiros) De 23/11 a 02/02/2014 Horário: de 3ª a domingo das 11h às 20h Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 11/2245-1900 ou www.institutotomieohtake.org.br

CURSOS AULAS DE TANGO O casal do Tango Loco, com André e Andressa (Uma das brasileiras a ganhar o dança esportiva no Japão) Onde: Carla Salvagni – Dança de Salão e Dança Esportiva (Av Lavandisca 662, Moema) Às 4ª feiras Horário: 21h Informações: 11/5052-9443 após 16h

àgua, chá e café.). Informações: 11 / 3774-7456 / 3774-7457 / 3774-7443 e Erro! A referência de hiperlink não é válida. Estacionamento: Parceria com estacionamento JPS Park - Rua Conselheiro Furtado, 549, Liberdade. Pagamento de R$10,00 (dez Reais) por período, na semana e nos domingos com seguro.

JORNAL NIPPAK Diretor-Presidente: Raul Takaki Diretor Responsável: Daniel Takaki Jornalista Responsável: Takao Miyagui (MTb. 15.167) Redator Chefe: Aldo Shiguti Repórter Fotográfica: Luci J. Yizima Colaboradores: Erika Tamura, Jorge Nagao, Kuniei Kaneko, Shigueyuki Yoshikuni, Célia Kataoka, Paulo Maeda, Cristiane Kisihara e Marcos Yamada Periodicidade: semanal Assinatura semestral: R$ 80,00 jornaldonikkey@yahoo.com.br

CURSO DE COMUNICAÇÃO ATRAVÉS DO TEATRO 2014 Ao longo de 2014 o curso será dividido em 4 módulos independentes, sendo que o 1º será o MÓDULO CONHECIMENTO.

Início: 01/02/2014 – aos sábados Horário: 13h30 às 16h00 Duração: 3 meses Investimento: R$150,00/mês Promoção: Realizando o pagamento total dos 3 meses até 01/02/2014 sai por R$400,00 (desconto de R$50,00 no valor total) CIATE - CURSO INTENSIVO DE ESCRITA BÁSICA JAPONESA Inscrições: até 31/01/2014 Investimento: R$15,00 Período do Curso: de 03 a 28/02/2014, das 19h às 21h (segunda, quarta e sexta-feira) Onde: Ciate (Rua São Joaquim 381, 1º and., sala 11, Liberdade) Informações: 11/3207-9014 BOLSA DE ESTUDO SHOEI - 2014 Inscrições: 03 a 10/02/2014, das 9h às 17h30 Onde: CIATE – Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior (R São Joaquim 381, 1º andar, Liberdade) Resultado: 25/02/2014 Informações: 11/3207-9014 E-mail: contato@ciate.org.br PALESTRA PALESTRAS GRATUITAS DO CIATE Fevereiro/2014 - 14h às 16h 06/02 – Descobrindo Talentos: Como Encaminhar Profissionalmente 11/02 – Tempo de Mudar: Projetos, Sonhos e Realizações

13/02 – Marketing Profissional: O Sucesso e a Excelência Precisam de Divulgação. Comunique-se Com o Mundo 18/02 – Estudando Japonês para Prestar o Nouryoku Shiken 20/02 – O que é “Documento de Traslado” Exigido pela Prefeitura do Japão para Restituir a Aposentadoria 25/02 – Planejamento Para Alcançar Objetivos 27/02 – Lei da Atração e Autoestima: Maravilhosa Fusão Onde: CIATE - Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador Retornado do Exterior (Rua São Joaquim 381, 1º andar, Liberdade) Informações e Inscrições: 11/3207-9014 Informações e divulgação de eventos com Cristiane Kisihara cris_kisihara@hotmail.com – Tel. 11/3340-6060


São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

JORNAL NIPPAK

3

comunidade

COLUNA DA ERIKA TAMURA

MHIJB dá início às obras de acessibilidade e modernização

Conselho de cidadãos

divulgação

O

Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil (MHIJB) deu início às obras do Projeto de Modernização e Acessibilidade. A primeira etapa, a construção de uma plataforma ligando o oitavo ao nono andar, deve ser concluída em março. A segunda fase prevê a implantação de audioguias que ficarão disponíveis para atender os visitantes do museu. A terceira e última será a publicação de um catálogo. Existe ainda a possibilidade de o oitavo andar ter seu espaço para exposição ampliado. As informações foram dadas pelo presidente do MHIJB, Inácio Moriguchi, que atendeu a reportagem do Jornal Nippak na semana Nas férias, Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil costuma receber 2 mil visitantes passada ao lado da vice-preALDO SHIGUTI sidente, Lídia Yamashita. realizado em maio no Palácio De acordo com Modos Bandeirantes como parte riguchi, a execução das das comemorações dos 105 obras de acessibilidade e anos da imigração japonesa modernização do museu só no Brasil, foi lançada a camestão sendo possíveis grapanha de arrecadação para a ças à Lei de Incentivo à Culconstrução de uma reserva tura, popularmente conhetécnica. Trata-se de um espaço cida como Lei Rouanet,que adequado para armazenar os permite que cidadãos (pesquimonos, que atualmente ensoa física) e empresas (pescontram-se “empilhados”, o soa jurídica) apliquem parte que pode comprometer as pedo Imposto de Renda devido ças. “O ideial é armazená-los em ações culturais. Para o em armários metálicos desprojeto, o museu conseguiu lizantes”, conta Lidia, explicaptar R$ 400 mil, sendo R$ cando que, dos R$ 600 mil 240 mil do Banco Sumitomoexigidos, foram captados R$ -Mitsui; R$ 100 mil da Yakult Lídia Yamashita e Inácio Moriguchi 200 mil através de patrocínios e R$ 60 mil da Sakura. Fal- serão usados parte dos re- de ienes (cerca de R$ 2 mi- da Fast Shop e do Banco de tam, ainda, cerca de R$ 4 mil. cursos doados pelo empresá- lhões), coube ao museu a Tokyo-Mitsubishi, sendo que Moriguchi antecipou que rio japonês Minoru Otsuka quantia de R$ 478 mil. As uma parte foi destinada para a a direção do museu pretende ao Bunkyo no ano passado e reformas no Grande Auditó- própria exposição. fazer um “teste” para tentar que, além de obras no museu, rio e no Pavilhão Japonês filevantar o restante. Como se contemplou melhorias no caram com a maior fatia. Amigos do Museu – Setrata de um valor não muito Grande Auditório; reforma Além deste projeto, Lidia gundo Moriguchi, outros alto, a ideia é convocar pes- no Ginásio de Esportes – que Yamashita lembra que, no ano dois projetos que também essoas físicas para participar deverá ser um Espaço Mul- passado, por ocasião da expo- tão merecendo atenção espeda campanha. A convocação tiuso; e obras de restauro do sição “A Arte dos Quimonos cial da direção referem-se à deve ser feita através de carta Pavilhão Japonês. e as Gravuras Japonesas do ampliação do quadro de coaté o final deste ano. Do total dos 100 milhões Acervo Artístico do Palácio”, laboradores da Associação arquivo/jiro mochizuki Amigos do Museu, que atu3º andar – Moriguchi exalmente conta com cerca de plicou que, paralelamente, 30 colaboradores, e obras de o museu está tocando outros identificação no Espaço Culprojetos. Um deles refere-se tural Bunkyo. No caso da Asàs melhorias na reserva técsociação Amigos do Museu, nica e no setor administratiexiste ainda uma proposta de vo do MHIJB. Na verdade, constituí-la legalmente, o que trata-se de uma readequação ainda não é o caso, para que, de espaços do terceiro andar uma vez oficializada, a entido edifício do Bunkyo (Sodade possa captar recursos diciedade Brasileira de Cultura retamente para o museu, o que Japonesa e de Assistência Soatualmente está sendo feito cial). O projeto, elaborado através do Instituto Brasil-Japela Echo’s Arquitetura Aspão de Integração Cultural e sociados, encontra-se em fase Social. de licitação. Para as obras, O piloto japonês Takuma Sato esteve no museu no ano passado (Aldo Shiguti)

AVIAÇÃO

Lufthansa amplia oferta de voos para o Japão com mais duas frequências diárias para Haneda divulgação

A partir de 31 de março, a Lufthansa vai ampliar a oferta de voos para o Japão, com duas frequências diárias para o Aeroporto de Haneda, na região central de Tóquio. Os voos partirão de Munique e de Frankfurt e serão ótimas alternativas para os brasileiros, uma vez que o aeroporto de Haneda é o hub (central de distribuição) da ANA, a parceira da Lufthansa na Star Alliance, e portanto de onde saem as principais conexões domésticas. Cerca de 40 destinos no Japão podem ser alcançados a partir de Haneda. Haneda é o maior e mais amplo aeroporto japonês, fica a 14 km do centro da cidade, que pode ser acessado de monorail em 15 minutos. Erguido em 1931, dedicava-se somente aos voos doméstico enquanto Narita recebia os internacionais.

Voos serão ótimas alternativas para os brasileiros

Mas em 2010 ganhou uma nova pista e um terminal internacional, passando a viver sensível crescimento no tráfego internacional. Os voos da Lufthansa atualmente oferecidos para o aeroporto de Narita, também em Tóquio, continuarão normalmente, como extensão do voo de Osaka. Assim, será possível embarcar no Rio de Janei-

ro às 22h15, chegar a Frankfurt na manhã seguinte e embarcar para Haneda, chegando no outro dia. No retorno, o voo parte de Haneda às 14h05 e chega a Frankfurt 18h45, seguindo para São Paulo na mesma noite e aterrisando em Guarulhos às 4h55. Todos os trechos são feitos com Boeing 747-400. Mais informações em www. lufthansa.com

No último sábado, dia 25, participei pela segunda vez em Tóquio da reunião do Conselho de Cidadãos, com o tema: trabalho. O encontro visa discutir a situação atual do trabalhador brasileiro no Japão, e a tendência de mercado para o futuro, e com isso sanar algumas lacunas para evitar algo prejudicial ao futuro dos brasileiros que vivem no Japão. É importante ressaltar que o mercado de trabalho tende a priorizar a mão de obra asiática, como chineses, que além do baixo custo tem outras vantagens em relação a mão de obra brasileira. Na minha opinião, essa reunião é muito válida, sem contar que o fato da co­ munidade poder contar com líderes participativos e engajados numa luta de causa social, é muito pro­ veitoso. Vale ressaltar que o Conselho de cidadãos é presidida pelo cônsul brasileiro, da jurisdição de Tóquio, Ministro Marco Farani, e sendo sub presidida por Arthur Muranaga, presidente da IPC TV. São nomes importantes que podem fazer a diferença dentro de qualquer luta na comunidade, isso faz com que os brasileiros tenham voz e possam reivindicar direitos adquiridos e que por falta de informações ou conhecimentos acaba sendo deixado de lados. Um exemplo disso é que nessa última reunião contamos com a presença de Hebert Luiz Gomide Filho, presidente da Caixa no Japão (Caixa Econômica Federal), que explicou detalhadamente como é possível solicitar o saque do FGTS para os trabalhadores brasileiros que moram no Japão, desde que tenha trabalhado por uma periodicidade com carteira assinada no Brasil. Volto a falar sobre isso num próximo artigo, explicando detalhadamente, e com palavras do próprio Hebert para maior entendimento de todos. O curioso é que o tema em pauta na reunião é trabalho, mas sempre acaba caindo em um ponto: Educação. E aí chega num assunto que torna-se redundante para quem lê meus artigos, pois insisto em bater nessa mesma tecla sempre, educação como base de tudo. Foi discutido sobre a viabilidade da qualificação da mão de obra brasileira, e eu concordo, aliás concordo muito e assino em baixo de tudo o que foi dito, como por exemplo: apenas com a qualificação da mão de obra

é que será viável a ascensão na pirâmide social. Mas aí deparamos com um outro problema, será mesmo que a comunidade tem interesse em se qualificar? Pois fala-se em trabalhos em fábricas como a última opção para os decasséguis, mas existe um número considerável de brasileiros que estão satisfeitos em trabalharem nas fábricas, e totalmente acomodados com isso. Por isso acho importante o Conselho de Cidadãos oferecer condições, ou caminhos para quem queira realmente sair da fábrica e ter uma qualificação, e ao mesmo tempo cuidar com um amparo legal daqueles que optarem por se manterem nas fábricas. O trabalho do conselho está longe de se chegar ao fim, mas já está no caminho, afinal melhor do que apenas pensar, é pensar e colocar em prática tudo o que fora pensado. A única ressalva que tenho a fazer, é que poderia ter alguém que trabalhe em fábrica ali para poder dar a sua opinião, pois nada melhor do que ouvir alguém que está vivenciando na prática tudo o que está sendo debatido. Sei que tem uma minoria ali que não faz ideia do que é trabalhar em fábrica, não conhece o cotidiano real de um dekassegui, por isso emitem opiniões na maioria das vezes sem fundamento nenhum. Ficar atrás de um computador, emitindo opiniões subjetivas e recebendo “ajuda” do governo japonês é fácil, queria ver se realmente são capazes de trabalhar numa linha de montagem, como o próprio Jhonny Sassaki, apresentador da IPC TV disse, trabalho repetitivo por 12, 14 horas, e sem perspectiva de sair dali. Estou ali captando todas as informações e como uma esponja, absorvo todo o tipo de conhecimento, mas quando necessário opino também, afinal, trabalhei em fábrica e por força de vontade própria quis mudar a minha realidade. O que não difere em nada de nenhum dos conselheiros ali presentes, pois todos têm uma história pessoal a ser apresentada e digna de uma página nesse jornal. *Erika Tamura nasceu em Araçatuba (SP) e há 15 anos reside no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

INTERNACIONAL

Japão e Brasil assinam acordo de extradição O Japão e o Brasil assinaram no último dia 24, em Tóquio, um acordo de extradição de pessoas condenadas, que permitirá a seus respectivos cidadãos cumprir as penas em seu país de origem, informou o Ministério japonês das Relações Exteriores. O tratado foi assinado pelo ministro japonês das Relações Exteriores, Fumio Kishida, e pelo embaixador do Brasil no Japão, André Aranha, e “pretende contribuir para facilitar a melhora, a reabilitação e a integração social das pessoas condenadas”.

Segundo a nota de imprensa emitida pela Chancelaria japonesa, o acordo “estabelece os procedimentos entre Brasil e Japão para transferir para seu país de origem as pessoas cujas sentenças de prisão tenham sido impostas por um tribunal de algum desses dois países”. Com o acordo, que deverá ser ratificado pela Dieta (Parlamento japonês), pretende-se “contribuir para o avanço da cooperação dos dois países no terreno das leis penais”, afirmou o Ministério das Relações Exteriores do Japão. (do site Terra)


JORNAL NIPPAK

4

São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

karaokê

20ª edição do Paulistão deve marcar despedida de Toshio Yamao na presidência da UPK arquivo

P

ela primeira vez em toda a sua história, a cidade de Jacareí – localizada na Região Metropolitana do Vale do Paraíba – sediará uma edição do Concurso de Karaokê do Estado de São Paulo. Trata-se do 20º Paulistão – como é mais conhecido – programado para os dias 7, 8 e 9 de fevereiro, nas dependências da Associação Cultural e Desportiva Nipo-Brasileira de Jacareí. O Paulistão deste ano é uma realização da União Central de Karaokê, promoção da Associação Cultural Esportiva e Agrícola de Suzano (Aceas) – entidade responsável pela captação dos recursos – e apoio da UPK – União Paulista de Karaokê,e Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. A coordenação geral é de Mario Sakamoto. “Estamos programando um grande evento que vai revelar novos talentos, intérpretes da música japonesa, numa grande festa de confraternização e amizade”, antecipam os organizadores. Como de praxe, o Paulistão costuma atrair muitos visitantes para a cidade-sede. E em Jacareí não será diferente. Os hotéis estão reservados e as casas dos parentes e amigos dos cantores também. Quem mora próximo ao evento deve optar pela comodidade de suas residências e só vão se deslocar para Jacareí pela manhã. A Liga Centro-Oeste só conseguiu um hotel em São José dos Campos (SP). Outras regionais também estarão hospedadas em cidades vizinhas a Jacareí. A preocupação com o quesito organização é fundamen-

Desfile das porta-bandeiras das Regionais é uma atração à parte

Renato Chibana sagrou-se bicampeão do Paulistão no ano passado, na cidade de Campinas

pinas (três), Marília, Mogi das Cruzes, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, São Caetano do Sul, Jundiaí, Arujá, Sorocaba, São Bernardo do Campo e Suzano. A abertura oficial acontece por volta do meio-dia de sábado, com o tradicional desfile das porta-bandeiras das regionais e discursos de autoridades e políticos convidados. Uma das noviO presidente da UPK, Toshio Yamao dades daquele que é tal para as cidades que sediam considerado o maior concurso o Paulistão. Foi assim em São regional de karaokê do país, Paulo (que sediou o Paulistão será a criação da categoria em quatro ocasiões); Cam- Super Star, aberta para todos

os campeões do Grand Prix de todas as edições do Paulistão. “Estamos atendendo uma reivindicação antiga já que muitas pessoas acham que os campeões mereciam estar numa categoria especial”, conta o presidente da UPK, Toshio Yamao. Este ano participarão Kazuko Kawai (Regional Sul I-Capital), Kunihiro Tanahara (Capital), Atsushi Abe (Sudoeste), Nobuhiro Hirata (Sorocabana), Lilian Tangoda (Noroeste) e Alexandre Hayafuji (Leste-Capital) Segundo Yamao, a Super Star não contará pontos para efeito de premiação por equipe (Dantaissen) e o vencedor da categoria concorrerá normalmente no Grand Prix. De acordo com o presidente

Liga Centro- Oeste elege novo presidente A Liga Centro- Oeste da Canção Japonesa entrou numa nova era e já possui um novo presidente. Shigeyoshi Une foi eleito para o biênio 2014/2015. Sucessor de Pedro Mizutani, Une pretende trabalhar muito para a região. Aquico Miyamura é a vice- presidente. Une terá como tesoureiro Augusto Katao e toda a equipe da gestão passada. Pedro Mizutani deixa o cargo com a promessa de dar total apoio à nova diretoria. “Agradeço a todos e espero estar sempre junto com os diretores e amigos da Liga”, disse. A eleição aconteceu no dia 18 de janeiro na sede do Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, no Jardim Guanabara. “Presidir e fazer parte de uma equipe como o da Liga Centro-Oeste, que já deu mostras de muito trabalho, dedicação e comprometimento para com as boas causas, é uma honra”,destacou Une, acres-

Pedro Mizutani parabeniza o novo presidente, Shigeyoshi Une

centando que “os meus antecessores conseguiram elevar a Liga para um excelente patamar e eu sinto grande responsabilidade”. “Acompanhei com muito apreço os trabalhos realizados pelo meu amigo Pedro e amiga Aquico que sempre atingiram bons resultados”, explicou o novo presidente. Natural da província de Wakayama (Japão), Shigeyoshi Une tem 64 anos e

reside atualmente em Indaiatuba (SP). Casado com Iurico Osada Une, com quem tem dois filhos – William Liyuiti (36) e Andréa Kaori (34) –, Une é formado em técnico de Agrimensura/Georreferenciamento e é proprietário da empresa “Topopres Topografia Eng. Construtora Ltda. Com 15 anos participou do “Nodojiman Taikai de Itatiba”, com a banda do

pessoal de Jundiaí e até hoje convive com os amigos daquela época nos concursos realizados na região e canta músicas estilo Enka e New Enka. Foi diretor e vice do Departamento do “Ongaku Aikokai de Indaiatuba”. “O objetivo do karaokê é proporcionar alegria, amizade, emoção, romantismo, superação, saúde, conquistas para todos. Une pretende dar continuidade aos excelentes trabalhos que a Liga vem realizando, mas ressalta que tudo deve ser adaptado à evolução do karaokê e as idéias devem ser discutidas democraticamente entre as associações da Liga, como tem sido feito. Segundo ele,“a diferença de pensamento é normal e acontece dentro da própria família e a palavra Liga já diz tudo, “vamos trabalhar para ligar as divergências e as novas ideias”, completa. (Célia Kataoka, especial para o Jornal Nippak)

da UPK, o 20º Paulistão deve reunir mais de 600 participantes pré-selecionados nas 15 Regionais filiadas à entidade: ABCD Baixada Santista, Central, Sudoeste e Centro- Oeste (Grande São Paulo); Centro, Leste, Norte, Oeste, Sul I e Sul II (Capital); Oeste Paulista, Mogiana, Noroeste, Sorocabana e Paulista (Interior). Além da categoria Super Star, que será implantada em Jacareí, as categorias Infantil E (acima de 6 anos) e Veterano E (acima de 81 anos), introduzidas em 2012, no Paulistão de Suzano, serão mantidas. Segundo Yamao, o horário é outra preocupação dos organizadores. “A final, incluindo a cerimônia de premiação, deve ser por volta das 21 horas de domingo”, avisa Yamao, acrescentando que “segunda-feira todos têm que trabalhar”. Balanço – O 20º Paulistão deve ser o último sob o comando de Toshio Yamao. Há dois mandatos como presidente da UPK, Yamao participou das realizações dos Paulistões de 2011, em Sorocaba; 2012, em Suzano e em 2013, em Campinas. “Dois mandatos está bom demais. Particularmente meu balanço como presidente da UPK tem mais aspectos positivos do que negativos. Posso afirmar, com toda certeza, que ampliei meu campo de amizade, que aumentou muito nos últimos quatro anos. E amizade a gente guarda para sempre”, avalia Yamao, acrescentando que lamenta apenas a questão da

dívida herdada da gestão anterior por ocasião do Paulistão de 2008. “Não fosse isso, teríamos um saldo muito bom”, disse Yamao, lembrando que a gestão atual assumiu a dívida com o Ministério do Turismo. “Pagamos a entrada e parcelamos a dívida em cinco prestações de R$ 15.500,00 cada uma. Restam ainda mais três”, conta Yamao, acrescentando que o pagamento da primeira parcela era uma exigência do MTur para poder emitir a certidão necessária para que a entidade possa obter os recursos através de emendas. “Foi tudo muito desgastante, mas o resultado final compensou as noites sem dormir”, assegura Yamao, que faz questão de agradecer a ajuda que recebeu dos deputados federais Junji Abe (PSD-SP) e Walter Ihoshi (PSD-SP) e dos deputados estaduais Jooji Hato (PMDB) e Hélio Nishimoto (PSDB), “que tem muito tem nos ajudados nas três últimas edições”. (Aldo Shiguti. Colaborou: Célia Kataoka, de Campinas) 20º Concurso de Karaokê do Estado de São Paulo - Paulistão Quando: Dias 7, 8 e 9 de fevereiro. Sexta, a partir das 11 horas. Sábado e domingo, início às 8 horas Onde: Associação Cultural e Desportiva Nipo-Brasileira de Jacareí (Av.Lucas Nogueira Garcez, 1940 – Jardim Esperança) Informações pelos telefones: 11/3191-04030 /3262-3980 Entrada franca

Os finalistas do 19º Paulistão realizado no Nipo de Campinas

NIPÔNICA

Tiro pela culatra Depois de junho do ano passado, quando começaram as manifestações por todo o país, com finalizações sempre de modo violento devido ao uso político das mesmas e provocando resfriamento naquilo que poderia se transformar no “grito” justo da população, a partir de outra que era exclusiva dos jovens, os rolezinhos, agora também manipulada, voltaram as violências, o vandalismo e o roubo... sem punição.

Por que isso vem ocorrendo? Isso, de se começar pacificamente para depois descambar para a violência? Não é preciso ser especialista para entendê-las, ainda mais neste país onde o “jeitinho”, na verdade, é para os que têm... ou acham que tem; onde, “espertos” também tem muitos (andar no acostamento, fazer fila dupla em escolas, jogar lixo na rua, etc. e etc.); onde “tombou caminhão de carga” avançam para “pegar o seu”;

onde políticos legislam aos próprios umbigos; etc. e etc. e onde não se vê punição. Daí, como oportunistas também temos muitos, estimulados pela

baderna provocada por “aqueles”, as manifestações acabam ficando igual ao caminhão tombado. Né, não?! Pois bem, mas por que o uso político delas? Exatamente! Porque as eleições estão aí e é preciso abafá-las se quiserem manter suas condições privilegiadas. Suas, de quem? Oras, basta ver as reivindicações a seguir daquela que foi o estopim, apesar de iniciada por um grupo com outros propósitos, para se concluir. E vendo como as manifestações começaram a se alastrar, até porque ocorria a

Copa das Confederações, mais uma das razões (a presidente sentiu na carne... bem como o da FIFA), era necessário, pois, fazer algo, nem que à base da violência. Só não contavam que, com isso, os oportunistas também apareceriam e, daí, o tiro acabou saindo pela culatra. Mesmo assim estão conseguindo o objetivo de abafá-las porque os cidadãos comuns, honestos, os constroem verdadeiramente o país, aos poucos, vão se afastando... conformados. Conformados?! Não!! Até porque há uma outra manifestação sem risco, ao me-

nos físico, que é o das urnas se se pretenda que o país não mais patrocine Copas, Olimpíadas ou obras em outros países sem, antes, ter resolvido seus problemas básicos primeiro. Né, não?! Vai, com jeito vai Se não um dia a casa cai... E 2014, banzai!

*Silvio Sano é arquiteto, jornalista e escritor. E-mail: silviossam@ gmail.com


São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

JORNAL NIPPAK

5

comunidade

Em 62 anos de história, Associação Cultural e Esportiva de Cipó recebe 1ª visita de um cônsul fotos: osmar maeda

N

o último dia 20, o cônsul geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima, visitou e conheceu associados da Associação Cultural e Esportiva de Cipó, distrito de Embu-Guaçu, no extremo-sul da região metropolitana de São Paulo. A presença do cônsul na sede da entidade, localizada na Avenida Luis Mentoni, nº 2.999 (antiga Estrada de Parelheiros, km 46), mobilizou a atenção de dirigentes, associados e familiares, uma vez que era a primeira vez que uma autoridade do Governo Japonês visitava a sede da associação nesses 62 anos de sua existência. Na visita à sede da associação nikkei, Noriteru Fukushima foi saudado pelo presidente da Associação Cultural e Esportiva de Cipó, Shiguetaka Tsuruda e pelo presidente da União das Associações Culturais de Santo Amaro, Tsuneo Kitabayashi, que destacaram a importância da presença ilustre da autoridade japonesa na sede da entidade. No seu discurso, o cônsul Fukushima, que foi acompanhado do prefeito de Embu-Guaçu, Clodoaldo Leite, da presidente da Câmara Municipal, vereadora Maria do Céu, e de secretários municipais, salientou o trabalho em parceria com jovens universitários nikkeis da ABEUNI – Aliança Beneficente Universitária de São Paulo, que em parceria com a prefeitura local realizou nesta semana, na Escola Municipal Amanda

Cônsul homenageou presentes com um livro sobre o Japão Foi a primeira visita de uma autoridade do governo japonês em 62 anos de história da associação

Fukushima discursa ao lado da vereadora e do prefeito de Embu

Consuelo da Cunha, a Caravana Científica Assistencial, de atendimento às comunidades carentes daquele município da Grande São Paulo. O cônsul falou também de sua iniciativa de conhecer e levar ao conhecimento do Governo Japonês o trabalho e os anseios das centenas de comunidades nikkeis espalhadas por todo o Estado de São Paulo, que conta a maior comunidade japonesa fora do Japão. Enfatizou a

importância das relações de amizade entre os dois países, que neste ano irá comemorar 106 anos da chegada dos primeiros imigrantes japoneses ao Brasil. Na sequência, o cônsul homenageou o prefeito Clodoaldo Leite, a presidente da Câmara Municipal de Embu-Guaçu, a vereadora Maria do Céu, o presidente da Associação Cultural e Esportiva de Cipó, Shiguetaka Tsuruda, e o presidente da União das As-

sociações Culturais de Santo Amaro, Tsuneo Kitabayashi, com a entrega de um livro sobre o Japão. A sede social da Associação Cultural e Esportiva de Cipó conta com duas edificações que somam cerca de 600 m² e está localizada a 46 quilômetros da Praça da Sé. Seu quadro associativo é formado por 45 famílias, das quais a maioria ainda se dedica à atividade de horticultura nas inúmeras propriedades localizadas nas imediações. Para a manutenção das atividades diárias, um grupo de homens e mulheres pratica semanalmente o gatebol, jogo que consiste em impulsionar a bola com o auxílio de um taco (stick) e fazê-la passar sob três arcos. Cada jogador ganha um ponto pela passagem de cada gate (trave) e dois pontos batendo no pino central, completando assim, cinco pontos. Para animar encontros e

Cônsul Noriteru Fukushima na sede da associação Cipó

reuniões dos associados, há sempre ensaios de karaokê para aqueles que gostam de cantar. Japan Sul – No primeiro semestre, a Associação Cultural e Esportiva de Cipó realiza o seu Festival de Yakissoba e o Undokai, tradicional gincana poliesportiva que tem a participação de todos os associados, familiares e amigos. No segundo semestre, são realizados dois eventos importantes: o Bazar Benefi-

cente e o Japan Sul, tradicional festival de cultura japonesa da região de Santo Amaro, onde os dirigentes da Associação Cultural e Esportiva de Cipó, todos os anos, têm tido participação destacada na sua organização e realização. O Japan Sul é um evento que desde 2012 integra o calendário de eventos da cidade de São Paulo e é apoiado pelo deputado estadual Hélio Nishimoto. (da redação)

PIEDADE

28ª Festa da Castanha leva cerca de mil pessoas à Fazenda Matsuda fotos: luci judice yizima

Em sua 28ª edição, a Festa da Castanha reuniu mais de mil pessoas na Fazenda Matsuda, de propriedade de Teruo Matsuda, na cidade de Piedade no interior paulista. O evento é de cunho beneficente, que este ano favoreceu duas entidades da cidade de Piedade, a APAE e a Santa Casa de Misericordia receberam a doação de R$ 8.639,00 cada uma. Os visitantes, além de colher as castanhas portuguesa no pé tiveram o prazer de saborear o churrasco e milho cozido oferecido pelos organizadores do evento. Para servir a todos os convidados foram necessários 130 quilos de carne, 60 quilos de linguiça, 100 quilos de milho, mais os obentôs que cada grupo trouxe.

Prestigiou a festa a prefeita de Piedade, Maria Vicentina Godinho Pereira da Silva, Flavio da Rosa Botto (presidente da APAE de Piedade), Abraão Goes (representante da Santa Casa de Piedade), Tsuneo Yamamoto (pre-

sidente da Associação Nova Bandeirantes) levou mais de cem pessoas de São Paulo, que foram recepcionados pelo anfitriões da festa Teruo Matsuda e sua filha Rosana Matsuda. (Luci Judice Yizima)

ASSINE / ANUNCIE

JORNAL NIPPAK (11) 3340-6060


JORNAL NIPPAK

6

São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

COMUNIDADE/RIO DE JANEIRO ­­

Mostra ‘Carioquices’ une o destino de três nikkeis de trajetórias distintas o último dia 14, Ana Yumi Kitahara Giuliano, Luci Sayuri Oliveira e Teruko Okagawa Monteiro se encontraram no Centro de Visitantes do Monumento a Estácio de Sá - CVMES, no Aterro do Flamengo, para conferir a exposição “Carioquices”, dos artistas-fotógrafos Aziz Filho, Claudio Prisco, Christian Barros, Luiz Grillo, Márcia Magda , Walter Vinagre e Yeda Zotz, em cartaz até o dia 28 de fevereiro. Foram recebidas pelo professor Elias Abreu de Oliveira, curador do Espaço Cultural, e pelo expositor Walter Vinagre. O Centro de Visitantes administrado pela Universidade Estácio de Sá e pela Riotur - realiza atividades culturais e se situa no subsolo do Monumento Estácio de Sá, que foi projetado em 1973 pelo renomado arquiteto Lúcio Costa em Homenagem ao Fundador da Cidade do Rio de Janeiro. Do terraço do monumento, que contem o marco da fundação da cidade em forma de obelisco piramidal, se pode ver a Enseada de Botafogo, a Baía de Guanabara e - à sua frente - o Pão de Açúcar. Ana Giuliano - a passeio no Rio - foi eleita em 11 de outubro do ano passado, “Miss Brazil Canadá 2013” em Toronto, onde se concentra a maior parte da comunidade brasileira. Seu tio Henrique Kitahara - do Rio de

Gaijins Distintos arquivo pessoal

arquivo pessoal

N

‘Ale san” (a última do fundo): paixão por animês

No Centro de Visitantes do Monumento a Estácio de Sá: direita, Walter Vinagre (autor da obra em “Carioquices”), Luci Sayuri Oliveira, curador Elias Oliveira, Ana Giuliano e Teruko Monteiro. Foto de Maria Pia Emiliano.

Ana Giuliano, “Miss Brazil Canadá 2013”, a passeio no Rio de Janeiro. Foto de Teruko Okagawa Monteiro

Janeiro junto a familiares e amigos em muitos países contribuiu com desmedido empenho para sua expressiva

votação pela internet. Paulistana, filha única, Ana Giuliano perdeu seus pais quando nova, e foi a Ca-

Ana Giuliano, “Miss Brazil Canadá 2013”, em Para- Pintura de Teruko presenteada à Administração da mount Conference & Event Venue, Toronto, Ontá- Universidade Estácio de Sá. Foto de Tadaharu Isario. Foto de Errol Hernandez. ac Monteiro.

SUDOESTE

Toshiaki Yamamura é reeleito presidente da Uces e propõe ‘Festival de Washoku’ divulgação

Em Assembléia Geral Ordinária realizada no dia 18 de janeiro, na Ucens (União Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Sorocaba) – e que contou com a participação de cerca de 60 pessoas –, a Uces (União Cultural e Esportiva Sudoeste) elegeu sua nova diretoria para 2014/2015. Reeleito para mais um mandato – conforme antecipou o Jornal Nippak –Toshiaki Yamamura encabeçou a chapa única formada ainda pelo 1º vice-presidente, Mitsuru Minami (Pilar do Sul); 2º Vice-Presidente, Sussumu Araki(Osasco); 3º Vice Presidente, Nobuki Takano (Ibiúna); Conselho Fiscal, Tetsuro Ishihara (Piedade); Kiyoshi Hirakawa (Mairinque); Yoshio Haneda (Sorocaba); Conselho Fiscal (Suplente): Carlos Suda (Capão Bonito); Tsutomu Taniguti (Vargem Grande Paulista); Osamu Yamashita (Colônia Pinhal). Uma das novidades foi a criação do Departamento

COLUNA DO JORGE NAGAO

Após reunião, participantes da Assembleia posam para foto

de Seinen (Jovens) da Uces e trocadas ideias sobre a realização do “Festival de Washoku (culinária japonesa), lembrando que a Unesco concedeu à culinária japonesa, o registro de patrimônio imaterial da humanidade, no dia 4 de dezembro do ano passado. Este evento tem por objetivo, além de divulgar o Washoku, fortalecer o laço de amizade entre fujinkais (Associações de Senhoras) e seinen (jovens) da Região Sudo-

este. O presidente Yamamura disse: “Agradeço a confiança depositada em mim, gostaria de passar o cargo para os jovens, mas ainda tem assuntos pendentes como Projeto Um milhão e outros. Assumo a presidência por mais um mandato (2 anos). Conto com o apoio de todos” Após Assembleia foi comemorado o ano novo, saboreando o almoço preparado pelo fujinkais da UCENS

nadá estudar. Trabalhou com legenda de filmes e várias línguas, e participou de grupo de danças brasileiras folclóricas e modernas. Como “Miss Brazil Canadá 2013” está participando de eventos que promovem a cultura brasileira em prol da Luso Canadian Charitable Society, entidade sem finalidades lucrativas que atende portadores de necessidades especiais, principalmente pessoas de língua portuguesa - Portugal, Brasil e Angola – mas aberta a outras etnias. A candidata não foi julgada somente pela beleza física, mas também pelo caráter e elegância. Para a eleição da Ana Giuliano em 2013, Teruko contribuiu com modesta força. Luci Sayuri Oliveira veio de Brasília, onde estuda Teologia, acompanhando sua prima Ana Giuliano. Em seu nobre coração alimenta o desejo de ser missionária. No CVMES Teruko teve a surpresa de saber através do Curador Elias Oliveira que a Universidade Estácio de Sá deseja ter obra no espaço cultural, ao que respondeu que presenteará “Dia Mundial de Pintura ao Ar Livre/Rio de Janeiro - 11/9/2011”, óleo sobre tela, 50cm X 40cm, 2012. Como artista plástica é autora de comemorativos, e também de documentos/monumentos que enaltecem momentos significativos. Nesta singular modalidade, o “Documento/ Monumento 90 Anos de Imigração Japonesa no Brasil/ RJ”, 1998, pertence ao acervo do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, em São Paulo. Despedindo-se, as três nikkeis continuarão suas trajetórias, tendo em comum o desejo de muito contribuir e vencer. Texto de Teruko Okagawa Monteiro e fotos de vários autores.

Em “Distintos Nikkeis”, meu texto mais conhecido, escrevi sobre os dois tipos de nikkeis: o tradicional que fala o nihongo e prestigia os eventos da comunidade, e o desnaturado, aquele que não está nem aí pro idioma e não se interessa pela cultura nipônica. Cursando tardiamente o Nihongo, descobri o distinto gaijin aquele que curte tanto a língua quanto a cultura do Japão. O termo gaijin, aliás, é um erro histórico. Se gaijin é estrangeiro, então, no caso, foi o nihonjin que aqui desembarcou. Já os nisseis em diante, apesar da aparência, são burajirujin/ brasileiros enquanto o brasileiro daqui não é gaijin nem aqui nem na China. Ôps, na China, sim. Sábado, nos 460 anos de Sampa, fui à Fundação Japão prestigiar o relato do intercâmbio cultural da Fundação Japão. Alessandra Misura, a Ale-san, foi a escolhida para representar o Brasil num curso com mais 25 alunos do mundo inteiro. Se você pensou, como eu, que Misura é um sobrenome japonês, se enganou: é russo! Ale-san matriculou-se no curso Marugoto da FJSP, este é o site, para se aprimorar na língua pela qual se encantou assistindo aos animês. Em menos de um ano, a arguta e alegre Chisato sensei percebeu o potencial da brilhante aluna e a premiou, com a viagem ao país dos samurais, por ser a melhor aluna de 2013 do Marugoto. Quem será o melhor aluno de 2014? Ela/Ale, de uma forma tranquila e bem humorada discorreu sobre a viagem dos seus sonhos ao Nihon. Nas duas semanas, cursou de seGetsuyoobi à sábaDoyoobi, das 9 às 15h. O restante do dia era livre mas ela tinha que passar algum tempo com a família que a adotara e chegar, impreterivelmente, até às 24 horas no hotel onde se hospedavam os alunos do intercâmbio cultural. Pontualidade no Japão e na Fundação Japão, lá e cá, é coisa séria. Cheguei às 15:03h e lá estava a Ale-san dando o seu

depoimento marcado para às 15h, diante de uma plateia silenciosa e atenta. Além dos tópicos específicos, Alessandra Misura, cheia de mesuras, contou que teve aulas de Ikebana, Kimono e Shodo com os especialistas nestas artes. Depois de conhecer Osaka, Kioto e Tokyo, achei que a Ale-san voltou com os olhos mais amendoados. O jovem Bruno Henrique, depois da exposição, queria saber mais detalhes da viagem da Ale-san no país das cerejeiras. Entusiasta do nihongo, torço para que ele realize o sonho de conhecer o Nihon. Na minha sala, na Aliança, os melhores alunos são os “gaijins”. Vergonha? Não, admiração, sim. Esses “gaijins”, fãs de animês/games/karaokê são muito mais “japoneses” do que muitos nikkeis desnaturados. A animada e competente Eriko sensei ressalta que, no Japão, quem tem traços nipônicos tem obrigação de falar nihongo. Estou fazendo shukudai/lição de casa para quando visitar o país do meu pais, ser um turista Kanjidato a decifrar o Hiragana/Katakana e até alguns kanjis naqueles neons de Tokyo city. Repetindo o cantor Gilberto Gil que nos anos 70 cantava “Se oriente, rapaz”, sugiro, como bom nikkei, que você dekassegui ou não, não renegue as coisas do Japão. Estudando nihongo na Aliança ou na Fundação Japão, garanto que, apesar da seriedade do curso, as aulas são agradáveis e divertidas. As dedicadas e pacientes senseis respeitam o perfil do aluno e você só tem a ganhar. Dominando outro idioma, você se tornará um profissional melhor. Seja um distinto nikkei ou um “gaijin” distinto, e as portas se abrirão pra você, aqui ou no Nihon, não minto. Jorge Nagao, além do Nippak e www.portalnikkei.com.br, também está na constelação do www.algoadizer. com.br. E-mail: jlcnagao@uol.com.br


São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

JORNAL NIPPAK

7

cinema

Baseado em lenda japonesa, ‘47 Ronin’ marca volta de Keanu Reeves divulgação

E

streia nesta sexta-feira (31) nos cinemas de São Paulo o filme “47 Ronin”, dirigido Carl Erik Rinsch (O Dom da Premonição). Baseado na lenda dos 47 samurais, o filme traz no elenco o astro libanês Keanu Reeves, de Velocidade Máxima (1994), O Cyborg do Futuro (1995), Sem Limite (1997), O Dom da Premonição (2000), Matrix Reloaled (2003), Animatrix (2003), Matrix Revolutions (2003), Constantine (2005) e o Dia em que a Terra Parou (2008), sua última superprodução. O elenco conta ainda com os atores japoneses Hiroyuki Sanada (o Shingen de “Wolverine: Imortal”), Kou Shibasaki, Tadanobu Asano, Rin­ ko Kikuchi (que atuou em “Babel”), Jin Akanishi e o veterano Cary-Hiroyuki Tagawa. Com orçamento de cerca de US$ 200 milhões, o longa estreou na semana do Natal nos Estados Unidos e corre o risco de se tornar o maior fiasco de 2013 da Universal Pictures. No Japão, onde estreou primeiro, também não fez grande sucesso de bilheteria. No filme, Keanu Revees interpreta Kai, um excluído que se une a Oishi (Hiro­ yuki Sanada), o líder dos 47 Ronin. Juntos eles buscam vingança sobre o traiçoeiro soberano que matou seu mestre e baniu sua espécie. Para devolver a honra à sua pátria, os guerreiros embarcam em uma missão que os desafia

Graça alguma no entanto Nenhuma esperança é possível quando nenhum sonho mais pode fazer parte de nossas vidas vividas numa repetição constante de vícios que devoram a carne que fraca por si torna-se presa fácil das aves de rapina criadas em nossos próprios viveiros e alimentados em nós mesmos. E assim deixamos de sonhar pois os sonhos foram jogados numa valeta de construção de obras numa estrada que sangra a terra para o progresso estender-se pelas vitrines enfeitadas das lojas de magazine. Nenhuma graça é possivel quando perdeu-se a graça a mais graciosa dos seres a pequena sereia de Kopenhagen recebendo os barcos pesqueiros das águas geladas da Islândia.

Última superprodução de Keanu Reeves foi O Dia em que a terra parou, de 2008

Filme contou com orçamento de cerca de US$ 200 milhões

com uma série de provas que destruiriam os guerreiros comuns.

A história conta um mestre samurai é assassinado por um senhor da guerra. Os seus

discípulos juram vingar a sua morte e devolver a honra ao seu povo. Apesar de intrépido, resoluto e poderoso, o grupo foi banido e disperso, e sente-se decepado pela ausência de um líder. A derradeira esperança reside em Kai, um mestiço exilado e escravizado. Assim, aquele que antes era considerado um marginal, transforma-se na fonte de inspiração e na arma letal para vencer a luta violenta e desigual dos 47 samurais contra o “shogun”, o seu imenso exército e um caminho habitado por sombras, feitiços e criaturas fantásticas.

O que o mundo necessita é de arte... Precisamos de equilibristas...

Uma vida inteira por tudo

BAIRRO ORIENTAL

Nunca aprendi direito a manusear os palitos japoneses desses que se quebram e se tornam dois.

Ano Novo Chinês acontece neste final de semana no Bairro Oriental e terá coleta seletiva luci judice yizima

Em seu nono ano consecutivo, São Paulo comemora o Ano Novo Chinês nos dias 1º e 2 de fevereiro, com muitas apresentações de artes marciais, dança, músicas chinesas e barracas de artesanato e gastronomia chinesa, no bairro da Liberdade, em São Paulo. O destaque do evento este ano será um equipamento inteligente de coleta seletiva, no qual o público poderá depositar resíduos sólidos recicláveis como latinhas e garrafas pet. Em entrevista ao Jornal Nippak o presidente da JCI (Junior Chanmber International Brasil –China) e coordenador do evento, Benjamin Li Min Ting destaca a importância da festa para a comunidade chinesa. “É uma festa alegre, colorida e movimentada, que marca a presença da cultura chinesa em São Paulo”, diz. “É uma honra para os chineses contabilizar a 9ª edição do Ano

Assim diante da derrota iminente do conquistador de fama resta ainda as laranjas equilibristas nas mão hábeis e rápidas de um malabarista desses comuns quase ridículos numa movimentada avenida e o sinal vermelho para e o mundo para o motorista para a motorista também menos o equilibrista que continua a produzir seu número de arte.

Nunca aprendi direito mais do que cinquenta ideogramas que mal dá para ler um poema simples de Santoka. Nunca aprendi direito a jogar xadrez e posso perder sem dificuldades de um menino de nove anos. Nunca aprendi direito a empinar uma pipa que não chegasse a voar além de um metro de altura.

Organizadores esperam receber cerca de 150 mil visitantes nos dois dias de programação

Novo Chinês, que marca a entrada do Ano do Cavalo, e promete ser um período de muito diálogo e tolerância nas relações. Realizada na Praça da Liberdade e na Rua Galvão Bueno, apresenta em dois dias diversas manifestações da cultura do país oriental, como as tradicionais danças do dragão e do leão, lutas marciais, atrações musicais ADMITE-SE Ajudante de Sushiman Idade 16 - 40 vaga 2 ou 3

Garçonete RESTAURANTE

Idade 18 - 50 Vaga 2 ou 3

SHIN ZUSHI Tel.: (11) 3889-8700 Tel / fax: (11) 3889-8725 Rua Afonso de Freitas, 169 - Paraíso São Paulo - SP | shinzushi@gmail.com

e até uma breve aula de mandarim e feng shui. Além das atrações no palco, o público pode visitar as barraquinhas montadas ao longo da Galvão Bueno que trarão um pouco da culinária, artesanato da cultura chinesa”, garante Benjamin. De acordo com Benjamin, outro detalhe da festa será a máquina chinesa de coleta seletiva patrocinadas pela marca de néctares para beber Sufresh e pelo chá pronto Feel Good. Duas máquinas serão instaladas no evento uma na Praça da Liberdade e uma na ponte da Rua Galvão Bueno. A cada utilização, elas emitirão um cupom que, nas compras acima de R$ 20,00 nas barracas da JCI Brasil-China organizadora da festa, dará direito a concorrer a brindes. “Com essa iniciativa, pretendemos sensibilizar a po-

pulação sobre a importância da reciclagem, incentivando a coleta seletiva dos materiais consumidos durante a festa”, conclui Benjamim Ting. Conforme os organizadores a comemoração deve reunir mais de 150 mil pessoas atraídas pela rica culinária chinesa e pela diversificada programação cultural. A festa marca a entrada do Ano do Cavalo que promete ser um ano de muita força, diálogo e tolerância nas relações. O evento conta com o apoio da Prefeitura Municipal de São Paulo. (Luci Júdice Yizima) 9º Ano Novo Chinês Onde: Praça da Liberdade S/N – Liberdade – São Paulo – SP (Metrô Liberdade) Quando: 1º e 2 de fevereiro Horário: Sábado – 11h45 às 18h50. Domingo – 11h00 às 18h15.

Mas ainda assim tropeçando nos coquinhos espalhados pelos micos cruzei mares e mergulhei fundo em regiões abissais e retornei ileso. Hoje coleciono estrelas que colho todas as noites e recolho com um coador de café. Varro a poeira dos caminhos com uma vassoura de piaçava e repito a varrição sem me importar se o caminho novamente volte a sujar.

Numa esquina de novo Com esta cidade eu vivo com esta cidade eu morro e vivo de novo nos encontros repentinos pelas esquinas mesmo com alguém que nunca vi e que sempre conheci anonimamente casual como isto pudesse acontecer? Seria supreendente se não acontecesse de novo... chicohanda@yahoo.com.br


JORNAL NIPPAK

8

São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

Pequenas cidades, pequenos peixes e grandes pescarias! Curtas

Anzóis Mustad para confecção de jigs

O que vale é a pescaria, seja ela de peixe grande ou não - com equipamento adequado - vai ser tão prazerosa quanto pegar um bitelo!

a carretilha para armazenar linha, e linha esta, diferente na sua confecção se comparada com a de fly mas com o mesmo efeito final, ou seja, é a linha que leva a isca até o peixe.

Mauro Novalo A Mustad tem uma grande variedade de anzóis para jigs pesca vertical - hoje muito explorada na costa brasileira e também em água doce. Disponíveis em várias cores, ângulos que variam de 30, 60 e 90 graus. Os anzóis são também fabricados em bitolas diferentes de arame, de modo que o fabricante possa optar. Os tamanhos variam do número 10 ao 8/0, isso significa o menor com 1,5cm até o maior com 7,5cm. Os acabamentos podem ser em black níquel, vermelho, bronzeado, aço inox e o duratin; indicado para pesca em água salgada. Procure nas melhores lojas de pesca. Informações www.mustad.com.br

Manutenção de varas, molinetes e carretilhas Precisa trocar um passador da vara, proceder a manutenção no seu molinete ou carretilha? Fale com o Massaru nos fones (11)3209 7378 cel(11)95338 1475 e, se necessário for, além da revisão geral, ele conta com máquinas e equipamentos para fabricar a peça defeituosa.

Rubinho na TV Aparecida Acompanhe o Programa Pescaventura na TV Aparecida, em rede nacional, todo sábado às 22h30 com reprise no sábado seguinte às 6h30. Em São Paulo/ SP o programa é veiculado no canal 41 em UHF/VHF Digital. Para outras cidades, consulte o site http://www.a12.com/tv-aparecida/como-sintonizar você também pode assistir na FishTV www.fishtv.com Informações no email: pescaventuratv@pescaventura.com.br

JOLIE – Moro Deconto A isca artificial Jolie é uma mini popper, um sucesso na pescaria de tilápias e também dos robalos. Características: comprimento 4cm; peso 4g; ação de popper com barbela e chocalho. Disponíveis nas melhores lojas de pesca! Informações no site www.morodeconto.com.br ou fone (41)3244 5353 email:contato@morodeconto.com.br

N

as cidades médias ou pequenas, dependendo da região que você esteja e do porte da sua cidade, é comum ver pescadores no início do dia ou finais de tarde, caminhando ou saindo nos carros com aquele ramo de varas de bambu amarrados. São sortudos que podem realizar pescarias tão próximas das respectivas residências. Às vezes com o rio cortando a cidade, facilitando mais ainda o trajeto! Nestes rios é comum encontrarmos lambaris e outras espécies como: saicangas, piaus, piaparas, curimbatas, mandis, traíras (ou lobós), bagres e carpas que em alguns rios no sul do país, apresentam espécimes de grande porte e, em alguns rios de nascentes em Santa Catarina podemos encontrar trutas. O que vale nós hoje, é o que utilizar como equipamento e iscas para esta pescaria onde você quer apenas passar o dia tranquilo, relaxando e curtindo a natureza. Tralha para lambaris e pequenas saicangas 1) conjunto de vara micro ou light + molinete para o arremesso de pequeninas iscas ou varinhas caipiras Iscas artificiais Nas lojas de pesca encontramos sabikis destinadas para pesca dos lambaris. Se quiser improvisar, é montar chicotinhos com pequenos anzóis com missangas amarelas. Outra opção de cor é vemelho e verde brilhantes (imitando as ovas de outras espécimes) finalizando com um chumbinho no final. Lembrando que sempre é bom cevar com quirera para juntar os

peixes próximos da isca. Iscas naturais Macarrãozinho seja os vendidos em lojas de pesca ou então no mesmo tamanho encontrado no mercadinho e, vale aproveitar o arroz da sobra do almoço. Queijo e mortadela cortados em cubinhos pequeninos e milho também são fazem parte da lista. Sem esquecer a tradicional minhoca. Acessórios complementares Para pescaria de bait, se for pescar próximo a superfície além da boinha lambari para

manter a isca neste ponto, vai precisar de uma bóia de arremesso. Agora se for pescar com sabiki, este normalmente já tem chumbada permitindo os lançamentos sem precisar de nada mais. 2) conjunto de fly com numeração até #2, varas de tenkara ou caso goste de adaptar é montar uma linha de multifilamento + líder em mono numa varinha caipira e terá uma solução prazerosa para brincar com estes valentes. A diferença da tenkara para o fly é que não tem

Iscas Pequenas iscas montadas com pelo, pelos ou material sintético imitando pequenos insetos e frutas do local. A observação aqui conta muito, pois é assim que vai ter mais chances de ataques, ao saber o que o peixe está comendo no momento. Pequenas diferenças mar­ cam a montagem da isca de fly para as da tenkara, mas qualquer uma delas pode ser utilizada nestas pescarias por uma ou outra modalidade. Para os mais entusiastas é visitar os sites na internet que falam sobre o tema. Como estes valentes peixes são rápidos no ataque a isca, o pescador precisa estar sempre atendo as investidas e, assim é uma pescaria ativa e dinâmica, sem muito tempo para relaxar, pois se cochilar, perde a isca ou a batida do peixe. Uma peculiaridade é a chance de estar junto de rios límpidos, nascentes, cachoeiras e pequenos córregos ou lagos próximos de sua residência, o que significa praticar um hobby com segurança e, voltar rapidamente para casa. No mais, é o cuidado de avisar sua família onde pretende pescar e qual o horário previsto para retorno. Ir sempre com parceiro(a) e munido de chapéu ou boné, protetor solar, óculos de proteção e o que mais precisar para o dia. Água e lanches é sempre bom ter na sua mochila. Ótimas pescarias! Apoio: Moro e Deconto www.morodeconto.com.br TenkaraBR www.rodsbyjorge.com.br Mustad www.mustad.com.br Pesqueiro 63 www.pesqueiro63.com.br NIPPAK PESCA

Leia Revista Rota Verde Edição 5 A Revista Rota Verde é uma publicação que tem como temas fundamentais o turismo de aventura, o ecoturismo, esportes ao ar livre, a pesca esportiva e um pouco de ecologia. A revista é trimestral, totalmente interativa (sites interessantes, vídeos e publicidade), de livre acesso e conta com um grande apelo visual. Vale a pena conferir! A revista está disponível no site www.rotaverde.net e facebook: www.facebook. com/rotaverde.net

Zóinho – Lançamento da Maré Iscas Inovando mais uma vez nas iscas artificiais, confira este lançamento da Maré, uma criatura desenvolvida especialmente para capturas de peixes em água salgada, salobra (mangues) ou água doce como: robalo, corvina, pampo, xaréu, badejo, olho de cão, garoupa, guaivira, peixe-galo, dourado, pescada, linguado, pirauna, caranha, cioba, xerelete, tarpon, ubarana, tucunaré e outros. Em 19 cores diferentes e 3 tamanhos: 7cm com peso= 13g, 8cm com peso = 20g e 11cm com peso = 30g. Procure nas melhores lojas de pesca. Informações no site www.mareiscas. com.br

Mauro Yoshiaki Novalo Texto: Mauro Yoshiaki Novalo Revisão: Aldo Shiguti Publicidade nippak@nippak.com.br Tel. (11) 3208-4863


São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

ODORIZOME – O salão da Acal (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade) ficou lotado no último dia 26 com a realização da 3ª edição do Odorizome, que abriu o calendário de atividades do Departamento de Odori da entidade em 2014. O evento contou com a participação de cerca de 40 alunas da professora Ikeshiba Ryokuen – nome artístico de Yasue Ha-

INOSHISHI – Todos os anos, os nascidos sob o signo do javali (inoshishi) se reúnem para uma confraternização. O encontro deste ano ocorreu na Associação Miyagui Kenjinkai do Brasil, no bairro da Liberdade, no último dia 24, com as presenças do sempre deputado Hatiro Shimomoto e do assessor parlamentar Oridio Shimizu, entre outros. Fotos: Jiro Mochizuki

sui. Estiveram presentes o presidente da Acal, Hirofumi Ikesaki; o presidente do Enkyo; Yoshiharu Kikuchi e o presidente do Instituto Nikkey Web e diretor de Comunicação da Uces (União Cultural e Esportiva Sudoeste), Akio Ogawa, além dos assessores parlamentares Jorge Miyahara, Roberto Sekiya e Oridio Shimizu. Fotos e texto: Aldo Shiguti

JORNAL NIPPAK

9


JORNAL NIPPAK

10

São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

karaokê 1

‘Bastante animado’, 9º Taikai Okinawa de São Caetano do Sul reúne mais de 350 cantores Hatsue Tsuha

O 9º Taikai da Associação Okinawa de São Caetano do Sul foi realizado em um ambiente agradável, espaço maravilhoso e equipe de sonorização competente (Sassaki Som), que abrilhantou a ‘festa musical’. Devido a participação numerosa de cantores, o evento teve início às 7 horas, em ponto. Apesar de um pouco desgastante – pelo menos para mim que tive que madrugar – foi compensador porque havia energia positiva em todos os cantos do kaikan. A parte que mais curto são as apresentações das crianças. Temos que incentivá-las a participarem em massa, porque são o futuro da cultura musical, além de viabilizarem a continuidade desses concursos já tradicionais nos domingos e feriados. Assim, conforme diz a famosa frase de Miguel de Cervantes... ‘vamos cantar para espantar nossos males”. O relato, entusiasmado, é da professora e presidente do júri, Tereza Kato, que de tão contente com o sucesso alcançado fez questão de enviá-lo por escrito à reportagem, via email. E reflete bem como foi o evento, conforme pode ser constatado também nos comentários referentes ao mesmo, postados na página do Grupo de Karaokê do

Abertura: Masahiro Nishikawa, Jitsuhiro Tsuha e Toshio Yamao

A deputada federal Keiko Ota prestigiou o evento

Sergio Kato e Jose Kanashiro (representando o deputado Ihoshi)

Satie Akamine, Nobuo Matsuoka, Tereza Kato e Claudio Tsutiya

Facebook, que hoje já conta com mais de 810 membros.

cumprir a programação, como ocorreu. E mais uma vez, por influência da professora Akamine, e alegria da professora Kato, 34 crianças se inscreveram para cantar. “Tomara que acabemos estimulando outros taikais a atraírem mais e mais crianças”, disse a professora. “Bem típico de okinawa-

Crianças – O início, às 7h, muito cedo em relação ao horário tradicional (8h), deveu-se aos 372 cantores inscritos, muito além do previsto pela comissão, influenciado também pela aproximação do evento máximo do estado, o

Paulistão, que ocorrerá de 7 a 9 de fevereiro, na cidade de Jacareí. E se encerrou no horário previsto e de bom grado a todos, pouco depois das 22 horas. O corpo de jurados foi formado por 4 professores, Nobuo Matsuoka, Tereza Kato, Cláudio Tsutuya e Satie Akamine, de modo a, sem intervalo para refeições,

nos, exemplo do que é festa bem organizada e alegre, com pessoal muito receptivo, preocupados com o bem estar dos participantes e convidados. Um trabalho de equipe grande, de entrosamento entre todos. Um lugar onde gostaríamos de voltar no próximo ano, com certeza!”, assim se expressou

Kazuko Arita, AliceIto, Elizabete Arita, Sumire Kanashiro Minori Okano e NorikoFujimoto

Casal Paulo e Sandra Higaki, de Campinas

Paulo Watari (apresentador)

Adriana Saito (A1)

Lucas Kokuba (Doyo)

Tiyomi Takase (Internacional)

Natsumi Kumano (Doyo)

Gabrielle Yonamine (Doyo)

KARAOKÊ 2

Taikai Beneficente ‘Kodomo-no-Sono’ acontece neste domingo com cerca de 600 cantores

Paulo, o Paulistão, que acontece de 7 a 9 de fevereiro, na cidade de Jacareí. “Costumamos realizar nosso concurso sempre antes do Paulistão, o que acaba servindo de preparação não só para os cantores como também para os jurados, num total de 20, que também são

praticamente os mesmos”, explica Armando Taniguchi, lembrando que, “de três anos para cá, o vencedor do Grand Prix do Concurso Nacional de Karaokê Beneficente Kodomo-no-Sono, por coincidência, tem conquistado também o Paulistão”. Coincidências à parte, o

Tokiko Sussa (Esp6)

jiro mochizuki

presidente da entidade, José Taniguchi, afirma que a realização do taikai tem sido possível graças a colaboração e apoio de entidades e associações que organizam karaokê no Brasil. O taikai, explica José Taniguchi, é uma das formas de arrecadar recursos para a manutenção das atividades da entidade, que cuida atualmente de cerca de 80 internos e que em 2013 comemorou seu 55º aniversário de fundação. (Aldo Shiguti) José Taniguchi (presidente da Kodomo-no-Sono) e Armando Taniguchi (presidente da Comissão Organizadora)

Sandra Higaki: Campeã da cat. Internacional

DEBORAH SHIMADA – O show que a cantora Deborah Shimada faria no último dia 26, no Auditório do Colégio Marista Arquidiocesano, na Vila Mariana (zona Sul de São Paulo), foi cancelado por motivos técnicos. Sua equipe deve anunciar em breve uma data.

aldo shiguti

A Associação Pró-Excepcionais Kodomo-no-Sono realizará neste domingo (2), a partir das 7h30, nas dependências da Associação dos Shizuoka Kenjin do Brasil (zona Sul de São Paulo), o seu 15º Concurso Nacional de Karaokê Beneficente. O evento deve reunir cerca de 600 cantores em todas as categorias, desde a doyo até a star. Os cantores estarão dis­ putando o Estandarte Presidente da República, o Troféu Governador do Estado de São Paulo, Troféu Prefeitura da Cidade de São Paulo, Troféu Consulado Geral do Japão em São Paulo e o Troféu Kodomo-no-Sono. No dia, também haverá bazaristas e muitos sorteios para o público. Segundo o presidente da Comissão Organizadora, Armando Taniguchi, o taikai é uma espécie de “treinamento” para o Concurso de Karaokê do Estado de São

Sandra Higaki que veio de Campinas e levou para casa, como campeã da categoria internacional, o troféu de um cavalo, representativo do horóscopo chinês para este ano de 2014. “Obrigada, em primeiro lugar, a Deus, pois sem Ele, não teria sido um ótimo dia... A todos que estiveram presente, aos que nos desejaram muita sorte e especialmente à nossa dedicada comissão, o meu muito obrigado do fundo do coração”, finalizou Hatsue Tsuha, secretária do evento. (Silvio Sano, com a colaboração de Hatsue Tsuha)

15º Concurso Nacional de Karaokê Beneficente Associação Pró-Excepcionais Kodomo-no-Sono Quando: Dia 2 de fevereiro, a partir das 7h30 Onde: Associação dos ShizuokaKenjin do Brasil (Rua Vergueiro, 193, Liberdade) Entrada franca Informações pelo telefone: 11/3208-3949

Jornal Nippak (11)

3340-6060


São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

JORNAL NIPPAK

11

TÊNIS DE MESA

Comissão Organizadora do 64º Intercolonial destaca acolhida da Prefeitura de Ourinhos arquivo pessoal

E

ric Jouti e Izumi Nishida são os grandes campeões individuais do 64º campeonato Brasileiro Intercolonial de Tênis de Mesa, realizado de 24 a 26, no Ginásio Municipal de Esportes José Maria Paschoalick “Monstrinho”, em Ourinhos (SP). A região do ABC conquistou o troféu eficiência no Masculino depois de 23 anos e eficiência Feminino depois de 7 anos, desbancando a região da Capital e da Central respectivamente. Apesar do calor, a cidade de Ourinhos cumpriu bem o papel de sediar o maior e mais antigo evento da modalidade na América Latina. O famoso Ginásio do Monstrinho ficou pequeno para tanta gente e a utilização do Ginásio 2 e um anexo montado entre ambos, foram perfeitos para dividir o público presente. No sábado à noite, a Aeco (Associação Cultural e Esportiva de Ourinhos), clube

Membros da Comissão Organizadora com a prefeita de Ourinhos

Desfile dos atetas de todas as Regionais é um dos diferenciais do Intercolonial

nikkei sob o comando de Hélio Kobata, ofereceu suas instalações para sediar a festa de confraternização com o Festival de Karaokê entre

as regiões: ABC Sul (SP), Brasília (DF), Capital (SP), Central (CE), Centro-Oeste (CO), Curitiba (CTBA), Dutra Norte (DN), Mato Gros-

so (MT), Mato Grosso do Sul (MS), Minas Gerais (MG), Noroeste (SP), Norte do Paraná (PR), Oeste do Paraná (PR), Rio de Janeiro (RJ),

64º CAMPEONATO BRASILEIRO INTERCOLONIAL DE TÊNIS DE MESA Individual Feminino – Pré-Pré-Mirim: 1º) Fabiana Shintate (Central), 2º) Giulia Takahashi (ABC Sul), 3º) Laura Watanabe (ABC Sul); Pré-Mirim: 1º) Beatriz Kimoto (ABC Sul), 2º) Juliana Shintate (Central), 3º) Lais Yuta (Central); Mirim: 1º) Bruna Takahashi (ABC Sul), 2º) Fernanda Kodama (ABC Sul), 3º) Giovana Tsumura (Noroeste); Infantil: 1º) Leticia Nakada (ABC Sul), 2º) Alexia Nakashima (Norte do Paraná), 3º) Daniela Yano (Norte do Paraná); Juvenil: 1º) Hanna Ueda (Norte do Paraná), 2º) Karina Hayama (Norte do Paraná), 3º) Lais Hayashi (Norte do Paraná); Adulto: 1º) Izumi Nishida (Capital), 2º) Carolina Nagano (Santo Amaro), 3º) Katia Kawai (ABC Sul); Pré-Lady: 1º) Kelly Nagaoka (ABC Sul), 2º) Glaucia Sakakuma (Norte do Paraná), 3º) Evaine Aoki (Norte do Paraná); Lady: 1º) Monica Doti (ABC Sul), 2º) Sueli Morita (Central), 3º) Marina Oyafuso (Dutra Norte); Super Lady: 1º) Cleusa Taguchi (Capital), 2º) Edna Otsuki (Norte do Paraná), 3º) Leiko Moribe (Dutra Norte); Super Super Lady: 1º) Satiko Mori (Capital), 2º) Hideco Takemura (Rio de Janeiro), 3º) Teresa Maeda (Santo Amaro); Hyper Lady: 1º) Marlene Takahashi (Central), 2º) Mitiko Kano (Santo Amaro), 3º) Yoshiko Marumo (Norte do Paraná); Livre Feminino: 1º) Maria Laplaza (Sudoeste), 2º) Juliana Lindman (Centro-Oeste), 3º) Sofia Calderano (ABC Sul) Individual Masculino – Pré-Pré-Mirim: 1º) Henrique Noguti (Sudoeste), 2º) Luigi Yamane (ABC Sul), 3º) Felipe Oshiro (ABC Sul); Pré-Mirim: 1º)Felipe Miuá (Central), 2º) Lucas Bassani (ABC Sul), 3º) Felipe Sonoda (ABC Sul); Mirim: 1º) Enzo Nakashima (Norte do Paraná), 2º) Henrique Uezato (Dutra Norte), 3º) Diogo Ichiro (ABC Sul); Infantil: 1º) Gustavo Hayashi (ABC Sul), 2º) Rodrigo Yonesake (Centro-Oeste), 3º) Matheus Shimoki (Centro); Juvenil: 1º) Massao Kohatsu (ABC Sul), 2º) Leonardo Arakaki (ABC Sul), 3º) Fernando Sato (Central); Juventude: 1º) Renan Tanaka (Capital), 2º) Marcos Fujiwara (Central), 3º) Gustavo Hoshino (Central); Adulto: 1º)Yuri Bavarescu (Noroeste), 2º) Vi-

Santo Amaro (SP), Sudoeste e Ponta Porã (MS). Com a coordenação regional de Gregorio Coiradas, o ponto alto foi a presença da prefeita Belkis Fernandes, nos três dias de competição, que com sua simplicidade e simpatia, conquistou todos os presentes. Partidas bem disputadas foram marcantes nesta competição, muitas surpresas nos resultados e vários retornos de atletas renomados da seleção brasileira adulta como: Kelly Nagaoka, Fumihiro Takahashi, Ricardo Inokuchi, Monica Dotti, Silnei Yuta, Hideo Yamamoto e muitos outros. Da atual seleção convocada recentemente, tivemos a infelicidade de alguns como Cazuo Matsumoto, Gustavo Tsuboi, Vitor Ishiy, Caroline Kumahara e Jessica Yamada estarem no exterior. Em contrapartida, estiveram presentes: Eric Jouti, Jeff Yamada, Katia Kawai, Massao Kohatsu, Leticia Nakada, Bruna Takahashi, Eduardo Tomoike, Vitor Bibiano, Alexia Nakashima e Martina Kohatsu, Como inovações, tivemos

a colocação de ventiladores para o publico, show e apresentações na sexta à noite e no cerimonial de abertura, participação da nova categoria de duplas livre e o congresso técnico no plenário da Câmara Municipal da cidade. Marília – Marília (SP) foi eleita para sediar o próximo Intercolonial 2015 (23 a 25 de janeiro). Será a terceira vez que a cidade sediará a competição. Sob o comando de Nelson Machado, já anuncia novidades tais como a criação da categoria MEGA VETERANO, masculino acima de 80 anos e MEGA LADY, feminino acima de 75 anos. Aprovada por aclamação também a sede para 2016, a cidade de Maringá (PR). Portanto, vagas para candidatar à sede do Intercolonial apenas para o ano de 2017.

Engenheiro Marcos Marcos Yamada, diretor técnico desde 1984

Eric Jouti e Izumi Nishida foram os grandes destaques deste ano do Intercolonial

tra Norte (Henrique, Erick e Gustavo); Adulto: 1º) CENTRAL (Ricardo, Hideo, Leonardo, Rodrigo e Eric), 2º) NOROESTE (Rodrigo, Yuri e Alex), 3º) CAPITAL (Emerson, Jeff e Bruno); Pré-Sênior: 1º) Brasília (Rodrigo, Hugo e Robson), 2º) ABC Sul (Ricardo,Fumihiro e Nelson), 3º) Norte do Paraná (Aoyama, Fernando e Kogima); Sênior: 1º) Brasília (Silney, Akira e Tetsuya), 2º) Norte do Paraná (Toshimi, Fabricio e Carlos), 3º) Capital (Osvaldo, Fabio e Tanaka); Veterano: 1º) ABC Sul (Walter, Makoto e Mauro), 2º) Curitiba (Eduardo, Luiz e Fiji), 3º) Mato Grosso (David, Américo e Schwaizer); Super Veterano: 1º) Capital (Seighi, Massahiro e Tanaka), 2º) Central (Sunao, Akito e Sanae), 3º) ABC Equipe (Masculina) – Pré- Sul (Luiz e Mikio); Super -Pré-Mirim: 1º) Sudoeste A Super Veterano: 1º) Sudo(Flavio e Henrique), 2º) ABC este (Mario e Nozomu), 2º) Sul (Luigi e Felipe), 3º) Ca- Brasília (Minoru e Atsuo), 3º) pital (Nicholas e Leonardo); Norte do Paraná A (TakatsuPré-Mirim: 1º) ABC Sul A go e Mario); Hiper Veterano: (Kenzo e Lucas), 2º) Cen- 1º) Capital A (Suzuki e Matral B (Naoki, Diogo e Fili- tsumoto), 2º) Mato Grosso do pe), 3º) Central A (Felipe e Sul (Massayoshi e MorimoEquipes (Feminina) – Pré- Thiago); Mirim: 1º) Norte to), 3º) Centro-Oeste (Seiji e -Pré-Mirim Feminino: 1º) do Paraná A (Gustavo, Enzo Shimizu) ABC Sul (Laura e Giulia), e Thomas), 2º) Norte do Pa2º) Central A (Fabiana e Da- raná B (Gabriel, Takakuza e Duplas – Feminina: 1º) ABC niele), 3º) Central B (Kelly e Gunji), 3º) Capital A (Edu- Sul (Katia e Lilian), 2º) CenAlicia); Pré-Mirim: 1º) Cen- ardo e Marcos); Infantil: 1º) tro-Oeste (Karina e Lilian), tral A (Juliana e Laís), 2º) Du- Centro-Oeste (Matheus, Ro- 3º) Central A (Kesya e Laristra Norte (Bruna e Yasmin), drigo e Elton), 2º) ABC Sul sa); Masculina: 1º) Central A 3º) Norte Paraná (Livia e Ana A (Thomas, Gustavo e Tho- (Hideo e Eric), 2º) Capital A Carolina); Infantil: 1º) ABC mas), 3º) Central A (Erik, (Emerson e Bruno), 3º) Dutra Sul A (Leticia e Martina), 2º) Henrique e Alexandre); Ju- Norte A (Henrique e Mauro); Norte do Paraná A (Alicia e venil: 1º) ABC Sul (Massao, Livre: 1º) Norte do ParaLetícia), 3º) Norte do Para- Leonardo e Gustavo), 2º) ná A (Roberto e Gustavo), ná B (Daniela e Alexia); Ju- Central (Fernando, Leonardo 2º) Centro-Oeste (Douglas e venil: 1º) Norte do Paraná e Leandro), 3º) Norte do Pa- Juliana), 3º) Central A (GuiB (Lais e Karina), 2º) Santo raná A (Marcel, Lucas e Fa- lherme e Gustavo); Mista: 1º) Amaro (Caroline e Juliane), bio); Juventude: 1º) Central Norte do Paraná A (Douglas 3º) Central A (Larissa e Sa- (Gustavo, Marcos, Erick, Fe- e Karina), 2º) Central A (Rirah); Adulto: 1º) CAPITAL liph), 2º) Capital (Lucas, Re- cardo e Sueli), 3º) Sudoeste A (Izumi Lia Juliana Lucia- nan, Heidy e Caio), 3º) Du- (Marcio e Cristina) tor Araki (ABC Sul), 3º) Rodrigo Miyazaki (Noroeste); Pré-Sênior: 1º) Nelson Kussuoka (ABC Sul), 2º) Fumihiro Takahashi (ABC Sul), 3º) Maruo Uwagoya (Dutra Norte); Sênior: 1º) Silnei Yuta (Brasília), 2º) Akira Chikaraishi (Brasília), 3º) Ricardo Fujioka (Santo Amaro); Veterano: 1º) Charley Suzuki (Central), 2º) Makoto Uwai (ABC Sul), 3º) Mauro Ikeda (ABC Sul); Super-Veterano: 1º) Massahiro Hayakawa (Capital), 2º) Caio Noda (Mato Grosso do Sul), 3º) Koichi Tanaka (Capital); Super-Super Veterano: 1º) Massao Okawa (Capital), 2º) Paulo Hirano (Capital), 3º) Nariaqui Cavaguti (Noroeste); Hiper Veterano: 1º) Minoru Kohakura (Brasília), 2º) Yasuo Watanabe (Curitiba), 3º) Nelson Kuniyoshi (Curitiba); Livre: 1º) Luan Anduta (ABC Sul), 2º) Guilherme Spinelli (Central), 3º) Marildo Nogueira (Brasília); Especial: 1º) Eric Jouti (Central), 2º) Hideo Yamamoto (Central), 3º) Ricardo Kojima (Central)

na), 2º) CENTRAL (Kesya Kaori), 3º) SANTO AMARO (Carolina Elisa); Pré-Lady: 1º) ABC Sul (Monica e Kelly), 2º) Central (Roseli e Marlene), 3º) Norte do Paraná (Midori, Naine e Simone); Lady: 1º) Central (Celina e Sueli), 2º) Norte do Paraná (Alice e Rosa), 3º) Dutra Norte (Marina e Olga); Super Lady: 1º) Capital (Cleusa e Aide), 2º) Norte do Paraná (Mitiko e Hilda), 3º) Dutra (Luisa Leiko Yolanda); Super Super Lady: 1º) Capital (Minako e Satiko), 2º) Norte do Paraná (Yolanda e Yooko), 3º) Rio de Janeiro (Rosa e Hideko); Hiper Lady: 1º) Norte do Paraná A (Maria e Yoshiko), 2º) Curitiba A (Yoshiko e Yoshiko), 3º) Santo Amaro (Mitiko e Maria)

COLUNA AKIRA SAITO

Ki O Tsuke “Um determinado estado de consciência pode mudar toda a perspectiva de um instante”. No Budô (Caminho das Artes Marciais Japonesas) uma palavra muito utilizada, mas talvez um pouco mal interpretada é “Ki o Tsuke” (que aqui no Brasil foi traduzido como “Posição de Sentido”) e a grande maioria das pessoas imaginam ser apenas uma posição física. A tradução literal seria “Colocar, Introduzir Energia” e provavelmente faz muito mais sentido. O comando “Ki o Tsuke” é dado principalmente antes de se iniciar algo para que o praticante tenha consciência de colocar sua alma, sua energia naquilo que está se propondo a fazer. Este comando é dado para que o praticante após anos de prática, instintivamente adquira a consciência de que para tudo que for fazer, será necessário estar plenamente concentrado, focado e que sua energia esteja ali. Isto indica nas Artes tradicionais japonesas, que determinada ação/arte/objeto contém “KI” (energia) ou não. Isto se faz desde o mo-

mento que acordamos, já que o ato de acordar, abrir os olhos, levantar, saudar a vida e todo o nosso cotidiano é afetado de acordo com a nossa perspectiva, de como queremos ver as nossas ações e reações. Respirar apenas para suprir uma condição pulmonar é bem diferente de respirar prestando atenção, com calma, profundamente, recebendo a energia positiva que restaura e expelindo a energia negativa que retém. Além de melhorar fisicamente as condições de oxigenação das células, melhora também as condições energéticas trazendo uma sensação de relaxamento e equilíbrio. A nossa sociedade está carente de pessoas que colocam sua alma naquilo que fazem e que buscam seus ideais. A maioria satisfaz-se em seguir apenas algumas tendências e modismos, se tornando apenas marionetes sem nada para contribuir com o futuro. O mundo poderá ser melhor no futuro, mas para que isso aconteça, precisamos trabalhar por isso desde já!!!!! GANBARIMASHOU!!!!!

*Akira Saito, professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi – 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Atualmente tem a graduação de 5 Dan e recebeu o título de Renshi-Shihan da matriz no Japão. E-mail: akira.karate@gmail.com www.karatedogojukai.com.br www.saitobrothers.com www.artesdojapao.com.br www.akirasaito.blogspot.com


JORNAL NIPPAK

12

JUNKO KOSHINO E GO YAYANAGUI – O cônsul geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima, abriu as portas de sua residência no último dia 21, para divulgar os trabalhos dos artistas japoneses, a estilista Junko Koshino e o artista plástico Go Yayanagui, além do chef do restaurante Ai-

zomê, Shin Koike. O evento, que reuniu artistas, presidentes de entidades e representantes de empresas apoiadoras da mostra Opa! Uma Alegre Revelação – em cartaz até o próximo dia 16, no Instituto Tomie Ohtake – teve como objetivo promover um encontro da gastronomia com o design. Para encerrar com

KARAOKÊ – Aconteceu no último dia 26, nas dependências da Associação dos Shizuoka Kenjin do Brasil, o 18º Shin Shun Natsumero Taikai. Fotos: Jiro Mochizuki

Jornal Nippak (11) 3340-6060

São Paulo, 30 de janeiro a 05 de fevereiro de 2014

chave de ouro, a Escola de Samba Águia de Ouro, com o presidente Sidnei Carriuolo, o diretor Alan e o mestre da bateria Juca Guerra junto com as mulatas, abrilhantaram o evento. No dia 22, os artistas estiveram presentes no coquetel de inauguração da exposição. Fotos: Jiro Mochizuki


JORNAL NIPPAK ED 30 DE JANEIRO DE 2014