Page 53

ESPECIAL

Irada com Banjo, Kazooie e seus amigos, a velha e agora esquelética bruxa dispara um feitiço contra a casa deles. Banjo, Kazooie e Mumbo escapam, mas Bottles, achando que se tratava de uma brincadeira, acaba sendo atingido. No dia seguinte, a dupla e Mumbo acordam de um desmaio e percebem que Gruntilda fugiu e que o espírito de Bottles estava lá, lhes falando de sua morte. Então começa uma nova aventura para acabar de vez com a malvada Gruntilda. Em Banjo-Tooie, são apresentadas novas 12 fases aos jogadores, assim como novos personagens. Humba Wumba, por exemplo, é a nova responsável pelas transformações de Banjo e Kazooie. Outra novidade é que nessa continuação é possível controlar Mumbo Jumbo em certas áreas, que ajuda os jogadores com seus feitiços. Novamente, a Rare foi agraciada com mais sucesso por um título bem sucedido. A qualidade de Banjo-Tooie também foi reconhecida pela crítica e pelo público. Apesar do game ter sido lançado no fim da vida do Nintendo 64, isso não chegou a abalar o desempenho do game pela crítica, tampouco sua recepção entre o público. E já que tudo ia tão bem na Rare e na série, por que não um terceiro título? Pois bem. No final de Banjo-Tooie, uma referência a um “Banjo-Threeie” é feita por Gruntilda. E já que o N64 já estava se aposentando, o GameCube ficou com a responsabilidade de receber o título. Pelo menos era o que se esperava… nintendoblast.com.br

53 / 60

Nintendo Blast Nº47  

Revista Nintendo Blast

Nintendo Blast Nº47  

Revista Nintendo Blast

Advertisement