__MAIN_TEXT__

Page 1

AV. BRIGADEIRO LUIS ANTONIO, 4910 • JD. PAULISTA - SÃO PAULO - SP • TEL. 55 11 3066.1000 FAX 3085.1551 • CRECI 5.425-J WWW.FERNANDEZMERA.COM.BR

CAPA_BONECO.indd 1

EDIÇÃO ESPECIAL FERNANDEZ MERA: CONCRETIZANDO SONHOS

9/16/08 5:26:41 PM


Colaboradores da Fernandez Mera em momentos importantes de suas vidas: os sucessos da vida pessoal s茫o os tijolos que constroem a trajet贸ria bem-sucedida da empresa

CAPA_BONECO.indd 2

9/16/08 5:27:18 PM


Colaboradores da Fernandez Mera em momentos importantes de suas vidas: os sucessos da vida pessoal s茫o os tijolos que constroem a trajet贸ria bem-sucedida da empresa

fernandez_N0_REV3.indd 3

9/16/08 3:51:21 PM


Esta revista é uma publi­ca­ção especial de aniversário da Fernandez Mera wwww.fernandezmera.com.br

Redação Editora – Rosane Aubin Redação - Ana Paula Kuntz e Roberta Queiroz Direção de Arte – Nina Franco Arte - Eduardo Galdieri Colaboraram nesta edi­ção: Ilustração – Denis DME Fotos – António Rodrigues, Egberto Nogueira e Ricardo D’Angelo Revisão – Paulo Roberto Pompêo Publicidade Diretor Comercial – Georges Schnyder Produção Gráfica – Doron Central

Diretora Responsável – Mariella Lazaretti Rua Andrade Fernandes, 283 CEP 05449-050 – São Paulo-SP Tel/Fax.: (11) 3023-5509 E-mail: 4capas@4capas.com.br Projeto Editorial – 4 Capas Editora

fernandez_N0_REV3.indd 4

A revis­ta Fernandez Mera é uma publi­ca­ção dis­tri­buí­da exclu­si­va­men­te pela Fernandez Mera. A revis­ta não se res­pon­sa­bi­li­za pelos con­cei­tos emi­ti­dos nos arti­gos assi­na­dos. As pes­soas não lis­ta­das no expe­dien­te não estão auto­ri­za­das a falar em nome da revis­ta ou a reti­rar qual­quer tipo de mate­rial sem pré­via auto­ri­za­ção emi­ti­da pela reda­ção ou pelo depar­ta­men­to de mar­ke­ting da Fernandez Mera.

9/16/08 3:54:00 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

A vida dos paulistanos no nosso DNA Qualidade e respeito às pessoas. Esses são os principais alicerces sobre os quais erguemos a Fernandez Mera Negócios Imobiliários neste um quarto de século. Foi assim que atingimos a marca de mais de 45 mil imóveis negociados e mais de cinco milhões de metros quadrados vendidos. Também é graças a essas diretrizes que recebemos, por três anos consecutivos, o prêmio de Melhor Imobiliária de São Paulo, concedido pela Folha de S.Paulo, como reconhecimento de nossa capacidade de gerar oportunidades de negócios aos nossos clientes, primando pela qualidade no atendimento. Nas próximas páginas desta revista, produzida exclusivamente para marcar os nossos 25 anos de vida, você irá acompanhar a história da Fernandez Mera, que se confunde com a evolução da forma de morar dos paulistanos. Desde que cheguei ao Brasil, há 41 anos, assisto às mudanças dos hábitos de viver de uma das maiores cidades do planeta. Entender esse processo faz parte do meu DNA. Orgulha-me saber que desde 1983 fazemos diferença na vida de milhares de pessoas, e temos o privilégio de partilhar suas histórias de vida e família na sonhada compra da casa própria. Por isso, achamos pertinente que esta edição fosse também uma espécie de documento e viagem pela evolução da casa paulista neste último século, um tema que nos é muito “querido” e familiar. Afinal, entender os anseios e necessidades das pessoas, em termos de moradia, espaço de trabalho e de veraneio, assim como seu progresso, é nosso core business. A Fernandez Mera vivenciou intensamente o boom de vendas de apartamentos da cidade, nos anos 80; detectou tendências de mercado e participou decisivamente da formação de novos bairros, como Vila Monte Verde e Tamboré nos anos 90; e chega aos anos 2000 ampliando seu foco de atuação, expandindo seus serviços para outras cidades e trabalhando com imóveis econômicos e seminovos. Esta edição especial pretende apresentar um pouco mais nossa maneira de ser. Das pesquisas, que auxiliam nossos mais de 100 incorporadores a construir o melhor imóvel, do modo como realizamos o treinamento dos nossos colaboradores e até de nosso estilo particular de brindar a conquista de um imóvel com nossos clientes. Esse é nosso diferencial. Assim queremos que seja nos próximos 25 anos. Boa leitura, Elbio Fernández Mera

fernandez_N0_REV3.indd 5

9/16/08 3:52:47 PM


S u m á r i o As vidas paralelas na linha do tempo

20

GENTE Funcionários que fazem a história do sucesso

32

PÁGINAS BRANCAS: o trajeto do sucesso, as pessoas e o futuro da Fernandez Mera

16

HISTÓRA Elbio Fernández Mera e sua empresa: o empreendedorismo vencedor

DIA-A-DIA Do terreno até a escritura

36 26

38

BAIRROS PLANEJADOS Soluções para dentro e fora de casa

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO Números com afeto

ESTRATÉGIA A tradição encontra a ousadia

40

32 – CASA ANOS 70 – MUITA COR E FORMAS GEOMÉTRICAS

8

CASES Grandes momentos na trajetória da empresa

FIO CONDUTOR: A HISTÓRIA DA CASA PAULISTA

MEMÓRIA

A casa paulistana dos casebres aos arranha-céus

PÁGINAS PRETAS: uma evolução do jeito paulistano de morar nas últimas cinco décadas *

14

CASA ANOS 50 TVs e móveis com pés palito

30

CASA ANOS 60 Clássico e moderno em mistura elegante

* Agradecimento à organização da mostra Casa 55 – Um passeio pelos estilos que marcaram as cinco décadas da revista Casa e Jardim

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 6

9/16/08 4:41:26 PM


46

58

GESTÃO DE PESSOAS Talentos em ascensão

52 48

44

60

ADMINISTRATIVO E JURÍDICO Excelência na retaguarda

54

CASA ANOS 70 Muita cor e formas geométricas

64

COMPRADORES

Clientes realizam seu sonho

CASA ANOS 80 Aparelhos de som e palhaço triste

EXPANSÃO Presença em todas as regiões

66

NEGÓCIOS Usados com tratamento de novos

62

56 fernandez_N0_REV3.indd 7

O acesso a novos mercados

VENDAS ON-LINE Rapidez e praticidade

VENDAS Quantidade e qualidade

50

TENDÊNCIAS

PARCEIROS Lista inclui as melhores empresas do setor

CASA ANOS 90 Design e caos multicolorido

68

CASA ANOS 2000 Verdes, ecologia e memória afetiva

9/16/08 4:42:00 PM


Mem贸ria

A

paulista: d

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 8

9/16/08 3:56:10 PM


REPRODUÇÃO DO LIVRO: SÃO PAULO DE PIRATININGA

: da taipa à TV digital Uma história que começa com as taipas de pilão e desemboca nos edifícios verdes que aliam soluções para defender a natureza e avanços tecnológicos

8 /9 fernandez_N0_REV3.indd 9

9/16/08 3:56:46 PM


REPRODUÇÃO DO LIVRO: SÃO PAULO 1860-1960

Memória DESDE QUE A PEQUENA VILA DE SÃO PAULO de Piratininga foi fundada, em 1554, com uma população estimada em 80 habitantes, muitas mudanças foram marcando a fisionomia da cidade e de suas residências. As precárias habitações de poucos cômodos e mobília mais rara ainda foram passando por muitas transformações até chegar aos apartamentos cheios de parafernálias eletrônicas do século 21. Uma história incrementada por ícones como os rádios com design de armários, jarras em forma de abacaxi, liquidificador com capinha de babado de crochê, boneca dorminhoca sobre a colcha de chenile e uma infinidade de objetos que marcaram sua época.

A Piratininga das mulheres escondidas “São Paulo era pobre, a riqueza estava no Nordeste e no Rio de Janeiro”, diz a estilista e consultora de moda, decoração, estilo e imagem Alba Noschese, que coleciona várias peças típicas da decoração paulista do período colonial. No livro Casa Paulista, o arquiteto Carlos A.C. Lemos faz um delicioso inventário das moradias de São Paulo, começando pelo século 16. Lá se vê um desenho de 1817, de Tomas Ender, em que toda a mobília da sala de visitas se resume a uma cadeira Dom João V. Nas janelas, outra característica da época: as treliças, que serviam para esconder as mulheres. Com esse artifício, elas podiam observar as ruas sem serem vistas e só se mostravam a quem lhes interessava. Até o início da pavimentação da estrada que chegava até Santos, por onde se passou a escoar a produção açucareira, São Paulo era uma vila isolada em que ninguém saía à noite. Mesmo no período açucareiro, a casa era de extrema modéstia. Muitos tinham por hábito esconder o prato dentro da gaveta da mesa quando surpreendidos por visitantes na hora da refeição só para não ter que dividir a comida, segundo registros de turistas da época. Com a pavimentação do Planalto de Piratininga ao litoral, abriuse um contato melhor com a civilização que chegava por mar e subia a serra. Essa novidade refletiu-se no embelezamento das construções. Mesmo assim, em 1772, só seis casas eram sobrados, com um andar a mais nas construções. Eram casas que serviam ao mesmo tempo para o comércio e a moradia: no andar térreo, funcionava o pequeno comércio; no de cima, morava a família. Até mais ou menos 1800 as casas paulistanas pouco mudaram, já que as cidades eram pobres e dependiam da roça. Dá para ter uma idéia de como eram as casas da elite na época com o Solar da Marquesa, no Centro, que é aberto à visitação. É a única construção colonial que São Paulo ainda preserva. Foi construída em taipa de pilão – terra socada dentro de uma fôrma de madeira para formar um bloco compacto – na última metade do século 18 e adquirida por Maria Domitilia de Castro Canto e Mello, a Marquesa de Santos, em 1834. Com ela, a casa transformou-se numa das mais aristocráticas da cidade.

Progresso movido a café: do útil ao fútil Quando o café se firmou como uma cultura próspera e rentável, por volta de 1870, começou o processo que transformaria São Paulo em uma metrópole moderna e cosmopolita. Com a inauguração da iluminação pública a gás, em 1872, os moradores pararam de ir dormir cedo, e começaram a sofisticar suas casas para receber convidados, agitando a vida social da cidade. O chamado “ouro verde” chegou com o neoclássico, e as casas deixaram de lado o útil e adotaram o fútil. A decoração das residências dos ricos e remediados tinha toda sorte de enfeite, escarradeiras de porcelana, caixinhas de música, toalhas adamascadas, estofados de veludo, lustres e candelabros de pingentes... Começa também o uso do tijolo, e os endinheirados migram para os subúrbios, criando bairros como os Campos Elíseos.

“A referência deixa de ser Portugal e passa a ser a França. O primeiro grande palacete é o de Veridiana Prado, que praticamente deu início ao bairro de Higienópolis”, diz o historiador Paulo Garcez Marins, professor doutor do Museu Paulista da Universidade de São Paulo (USP). “Morar bem é morar entre vizinhos da mesma classe social”, afirma. Em 1891, surgia a Avenida Paulista. “Ao contrário do que muita gente pensa, a nova via foi mais adotada pelos imigrantes do que pela elite enriquecida pelo café”, explica Marins.

As precárias habitações de poucos cômodos e mobília mais rara ainda foram passando por muitas transformações até chegar aos apartamentos cheios de parafernálias eletrônicas do século 21

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 10

9/16/08 3:57:27 PM


REPRODUÇÃO DO LIVRO: SÃO PAULO DE PIRATININGA

As famílias mais abastadas, como no caso da foto de 1912, tinham casas com dois pisos: moravam no superior e mantinham seus pequenos negócios no inferior. A outra foto, feita por volta de 1900, registra o Viaduto do Chá em direção à Rua Direita

Mansões e vilas operárias Em 1900, São Paulo passa a ser a segunda capital do Brasil, alcançando a marca de 240 mil habitantes. A cidade moderniza-se conforme o modelo europeu, com parques, ruas arborizadas, alamedas e bulevares. Jovens senhoras espremidas em vestidos de cinturas finíssimas desfilam com homens de trajes sóbrios e testemunham momentos históricos como a circulação do primeiro bonde elétrico, em 1900. É também do início do século 20 a primeira usina hidrelétrica, que alavanca a produção industrial e a urbanização da cidade. Nos bairros operários, surgem as casas simples que se vêem até hoje em lugares como a Mooca e as vilas, construídas pelas indústrias para alojar seus funcionários. Curiosidade: a palavra vila vem do italiano villa, que designava as mansões rurais da Itália. E os loteadores, numa estratégia usada até hoje nos infindáveis chateaux, palácios e maisons que dão nome aos condomínios modernos, decidiram valorizar os lotes adotando a denominação vila. Dentro dessa mesma idéia, surgia em 1910 o primeiro jardim da cidade, o América, cujo projeto urbanístico tinha como característica as áreas verdes, ruas curvas e arborizadas com muitas praças. Na década de 1920 surgem os apartamentos, mas de forma acanhada, humilhados pelo preconceito antecessor dos cortiços, que eram habitações coletivas para pessoas de baixa renda. Nos primeiros prédios, as unidades não tinham sequer banheiros privativos. Nos anos 50 eles ganham um upgrade, e passam a ser construídos para a moradia das classes mais altas em locais como a Avenida São Luís, no Centro.

Fila para entrega da declaração do imposto de renda no edifício da Recebedoria, em 1957: década marcou o começo da verticalização da cidade

10 /11 fernandez_N0_REV3.indd 11

9/16/08 3:58:38 PM


Evolução da casa paulista

ESTILOS

que marcaram décadas Anos 50

Época de pós-guerra: o otimismo grassa nos chamados anos dourados. A Tupi, primeiro canal de TV da América Latina, foi inaugurada em 1950, e instalou definitivamente na sala da família brasileira um eletrodoméstico imprescindível: a televisão. Para acompanhar a programação em preto-e-branco, com conforto, sofás de pés palito e mesinhas com tampos em forma de ameba. As mulheres, ainda recatadas, usavam vestidos rodados à la Christian Dior. Os arquitetos Sérgio Rodrigues, criador da famosa poltrona Mole, e Flávio de Carvalho, criam mobílias para decorar as construções modernas de Oscar Niemeyer e Rino Levi.

Anos 60

O clássico e o moderno se misturam na decoração. É desta década a famosa jarra em formato de abacaxi e do Flip Phone, com bocal e disco na mesma peça. Poucos decoradores atuam em São Paulo, e só mesmo a elite contrata seus serviços. É a década de construções importantes como o Masp e o Edifício Guaimbê, do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, que deixava à mostra o concreto armado, vigas e pilares. Nas casas mais modernas, os móveis da loja Hobjeto, que tinha com um dos sócios o artista plástico Geraldo de Barros, são o destaque. As peças de design inovador começam a ser usadas e no fim da década surge uma moda em voga até hoje: o étnico, com o resgate de culturas primitivas e de lugares como o Marrocos, a Índia e a África.

Anos 70

Os 70 são os anos dos grafismos, que tomam conta das formas dos móveis e dos objetos de decoração e também estampam tecidos, azulejos e papéis de parede. Difundese o uso de peças de artesanato brasileiro como os bumbas-meu-boi de Mestre Vitalino, garrafinhas de areia colorida, cerâmica marajoara... A cozinha é planejada com equipamentos de aço e eletrodomésticos multicoloridos. O forno é embutido na parede. No fim da década surgem as primeiras secretárias eletrônicas no Brasil, umas parrudas de 5 quilos que gravavam até 20 recados em duas fitas cassete. Outro grande avanço é o videocassete, que na década seguinte será um definidor de novo comportamento, passando a manter as pessoas em casa e valorizando a decoração das salas de estar. Nela, objetos cromados, em acrílico ou plástico, em cores vibrantes como verde, berinjela e laranja, eram o máximo. O arquiteto e designer de interiores Ugo di Pace é um dos ícones da década.

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 12

9/16/08 3:59:06 PM


Se nas casas dos mais endinheirados o must era ter móveis Biedermeier, simples e chiques, na casa da classe média não havia dona-de-casa que não pendurasse na parede nobre quadros bordados que reproduziam a imagem de palhaços tristonhos ou cenas renascentistas. Contratar um decorador deixa de ser um luxo restrito a poucos e vira uma onda popular. Um comercial propunha: “Entregue suas chaves para a Henri Matarasso”, dispondo-se a fazer todo o projeto da casa. Esboços do que viriam a ser home theaters, são montados com várias partes empilhadas na estante da sala de estar. Diversas tendências convivem na decoração, entre elas o high-tech, o extravagante Memphis e o neoclássico. É deste último a culpa por aqueles bustos à moda grega que se plantavam ao lado dos estofados.

FOTOS ANTÓNIO RODRIGUES E Heitor Hui/AE

Anos 80

Anos 90

Se os anos 80 foram de gosto duvidoso para a moda, com cabelos volumosos e ombreiras, os 90 fizeram o mesmo com a decoração. A profusão de cores transforma as salas de estar em um verdadeiro caos multicolorido, sem o mínimo respeito às convenções de cores estabelecidas desde a pintura renascentista. Os computadores se popularizam, ganhando lugar de destaque nas casas, seja em escritórios, quartos ou salas de estar. No começo da década, o in era ser minimalista, a ponto de se ter em uma sala uma mesa com dois candelabros de ferro e nada mais. Os ambientes eram claros, abusando de móveis talhados em madeira marfim. É a era do design: os produtos industrializados ganham novas formas, diferentes das tradicionais.

Anos 2000

Um apartamento típico dos anos 2000 tem tecnologia de ponta das TVs às cortinas, dos eletrodomésticos aos aparelhos de lazer. Os travesseiros e colchões são de visco-elástico, uma espuma criada pela Nasa, que se moldam à cabeça e nuca. A sustentabilidade dita regras, e muita gente não aceita comprar móveis que não sejam de madeira certificada. Em termos de estética, a onda é o vintage: vale tudo, na mistura de estilos que signifiquem algo para seu morador. Móveis de design clássico aparecem em cópias variadas, a laca faz um retorno triunfal, o chenile é recuperado dos anos 60 e as casas misturam história pessoal com móveis e objetos das bisavós, avós e pais, a criações retas, brancas e beges, muito comuns nas obras da CasaCor assinadas por arquitetos como João Armentano. Os paulistanos abrem caminho em sua forma de viver de maneira a valorizar suas crenças e seus valores. Latas de lixo divididas para reciclagem convivem com aparelhos eletrodomésticos que consomem menos energia. Há orgulho em expressar-se com simplicidade e ao mesmo tempo sofisticação. Lembranças de viagem convivem com tocadores Blu-ray e TVs Full HD de plasma digitais. O legal é ser consciente. A história de cada um e as escolhas de vida estão expostas pela casa, em seu reduto de conforto e serenidade, onde o paulistano se recolhe cada vez mais. É nela que ele recebe amigos em torno do fogão e nos espaços gourmet supervalorizados. É ali que ele retém informações via internet, conversa com amigos por e-mail e Messenger (MSN). É de onde ele participa da história do país e do mundo, com consciência, atitude e segurança.

12 /13 fernandez_N0_REV3.indd 13

9/16/08 3:59:37 PM


Evolução do jeito paulistano de morar

Casa Paulista anos 50

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 14

9/16/08 4:42:37 PM


FOTOS ANTÓNIO RODRIGUES

ANOS 50 Os anos dourados introduziram a televisão nas salas de estar. Era a década dos móveis de pés palito, das mesas com tampo em formato de ameba e das sais rodadas. Na foto, ambiente criado pelo designer José Marton para a exposição Casa 55 – Um passeio pelos estilos que marcaram as cinco décadas da revista Casa e Jardim

/15 1414/15 fernandez_N0_REV3.indd 15

9/16/08 4:43:09 PM


História

UM NEGÓCIO

feito de sonhos Com paixão e determinação de vendedor, o fundador da Fernandez Mera, Elbio Fernández Mera, ergueu uma empresa sólida e preparada para os desafios dos próximos 25 anos

SUA ENTRADA NO CHARMOSO PRÉDIO da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, em São Paulo, é sempre estrepitosa. Por onde passa senhor Fernández, como é chamado pelos funcionários, cumprimenta, faz gracejos, dá seu melhor sorriso, tratando cada um dos 130 colaboradores pelo nome. De cada sala aberta se ouve uma resposta animada, de cada pessoa que ele cruza no corredor, uma palavra de entusiasmo. E isso, às 7 horas da manhã. Elbio Fernández Mera – e ele faz questão deste acento no seu nome – é a energia que faz o coração da Fernandez Mera Negócios Imobiliários pulsar mais rápido todos os dias desde sua fundação, em 1983. Uruguaio de Montevidéu, mas paulistano de alma e coração, senhor Fernández chegou ao Brasil em 1967 e passou a exercitar seu dom nato – vender. Mais precisamente vender cervejas uruguaias. Em sua cidade natal, havia trabalhado como bancário, corretor de imóveis, dono de imobiliária e proprietário de hotel. No Brasil, sua primeira parada foi em Porto Alegre, onde criou uma empresa de importação e exportação e assumiu a representação da sua bebida conterrânea. Mas a cerveja era gourmet em uma época em que nem mesmo vinho era consumido como manda o figurino. “O que adiantava eu querer que as pessoas entendessem que a cerveja era mais cara por isso e aquilo?”, diz. Para senhor Fernández, um apaixonado praticante da boa gastronomia, que coleciona grandes vinhos na adega, o argumento parecia irrefutável. No entanto, o fiasco da empreitada serviu de experiência adquirida para o futuro. “Não era o produto que queriam, nem o preço que o mercado admitia”, afirma. Desde então percebeu que tinha nascido para vender, mas tinha de oferecer o produto perfeito, na hora exata, para o público certo. “Tinha e tenho prazer em realizar os desejos das pessoas”, diz ele.

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 16

9/16/08 4:01:02 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

16 /17 fernandez_N0_REV3.indd 17

9/16/08 4:01:23 PM


História

Depois de sete anos no negócio de trade, resolveu voltar a ser corretor de imóveis e mudou-se para São Paulo. “Era a única cidade capaz de gerar tantos negócios. Fui de corretor a diretor de vendas de uma das maiores imobiliárias paulistanas durante nove anos, e dessa forma entrei no mercado de empreendimentos de luxo.” A Fernandez Mera completa 25 anos contabilizando números notáveis. Apenas em 2007, 2.991 unidades foram negociadas, o que representa mais de 644 mil metros quadrados de construção. Os números traduzem o sucesso e a estratégia de trabalho assertiva: “Buscamos antecipar o que os paulistanos sonham”, diz senhor Fernández. É por isso que sua opção sempre foi por expandir os processos e o alcance dos negócios. “Sempre fomos mais que uma simples imobiliária”, afirma. De fato, a Fernandez Mera é muito mais que uma referência no mercado, é parte da vida dos paulistanos que um dia já se viram vasculhando folhetos, anúncios de página inteira de jornais e estandes de lançamentos, em busca do imóvel perfeito. O símbolo Fernandez Mera é tão popular e tão freqüente nos grandes empreendimentos, que muitas vezes tem seus serviços confundidos com o de construtora e incorporadora. Na verdade, a Fernandez vai muito além do que se tem por lato senso como uma “imobiliária” que intermedia a compra e venda do imóvel. Seu trabalho começa muito antes de chegar do início da construção. Um de seus maiores diferenciais é participar junto aos incorporadores na idealização dos produtos, desde o lugar para se construir até o espaço interno de um novo empreendimento. Para isso conta com uma equipe de pesquisas e observadora de tendências no modo de viver das pessoas; do que buscam e em que tipo de bairro poderiam encontrar o que querem. Também faz um trabalho de vendas específico, cuidando de cada comprador com base em seu histórico pessoal e lançando mão de equipes de vendas e marketing direto. “Nossa matéria-prima são as relações humanas. Sem elas, não teríamos chegado até aqui”, diz. “Com essa visão, participamos decisivamente do crescimento urbano de uma das maiores cidades do mundo.”

Fernández Mera (quinto de pé, da esquerda para a direita) em momento de festa com a mulher, filhos, noras, genros e netos: carisma e personalidade forte

“Nossa matéria-prima são as relações humanas. Sem elas, não teríamos chegado até aqui”

A primeira sede, aberta em 1983, ficava na Rua Manoel da Nóbrega, no Paraíso. Eram apenas quatro funcionários e uma equipe de 12 corretores. A experiência que senhor Fernández adquirira no mercado de imóveis de alto padrão, o levou a eleger cinco incorporadoras e com elas trabalhar estreitamente. No primeiro ano, venderam uma média de 100 imóveis novos por mês, um pouco mais de 1.200 unidades no total. “Era preciso estar bem focados e criar atributos para atender a esse público que sabe o que quer e é exigente. Foi assim que começamos a investir em treinamento dos nossos colaboradores”, diz ele. A partir dessa constatação, a empresa investiu na formação dos corretores com o objetivo de melhorar o padrão de atendimento aos clientes. Além de criar mecanismos para o aperfeiçoamento do talento de seu pessoal, a empresa tem como característica criar laços firmes e próximos com os funcionários e colaboradores. “Nunca gostei de tratar as pessoas por números. Aqui, todos são conhecidos pelo nome.” Os vendedores que entram na Fernandez Mera, caso tenham um homônimo já trabalhando, criam novo nome de trabalho. “A pessoas são o nosso bem mais precioso. Essa cultura nasceu com a empresa e permanece até hoje”, afirma. Com essa filosofia, a empresa cresceu de forma rápida e sólida. Logo passou a funcionar na Rua Colômbia, no Jardim América, aumentando o número de empreendimentos comercializados. Já na década de 80, a Fernandez Mera iniciou nova fase, que o senhor Fernández chama de “processo de amadurecimento”. Entre os grandes momentos da empresa está a atuação na pré-pesquisa e venda dos projetos Vila Monte Verde e Tamboré, dois dos mais importantes condomínios de luxo de São Paulo, que acabaram se tornando novos bairros da cidade. Na década de 90, a capacidade de antecipar tendências foi consolidada. Entre elas, a febre dos lofts, por exemplo. Tratava-

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 18

9/16/08 4:01:46 PM


1

1. Sede da Rua Colômbia no início dos anos 90. 2. Vitória (à esquerda) e filha (à direita) do fundador com colaboradores. 3. Primeira equipe de corretores da Fernandez Mera. 4. A diretora-geral de Vendas Valéria Moreira segura o prêmio Qualidade Imobiliária 2003 do jornal Folha de S.Paulo. 5. Diretores festejam o Top de Marketing 2006 da ADVB. 6. Gonzalo recebe o Top Imobiliário do jornal Estado de S. Paulo em 1998.

com 150 corretores focados nesse mercado. Agora, aos 25 anos, a empresa inicia nova fase. Está expandindo território com a abertura de filiais no interior de São Paulo e planeja marcar presença também em outros estados do Brasil. Gonzalo Fernandez, sempre à frente de todos os processos, sabe o que quer e identifica os valores que podem agregar ainda mais valor ao seu negócio. “Queremos levar nossa expertise e nosso jeito de ser para mais pessoas. Resistimos à onda de abertura de capital e continuamos entre as três maiores imobiliárias de São Paulo. Acreditamos que essa relação pessoal entre empresa, incorporadores, construtoras, clientes finais e funcionários é a alma do nosso negócio. Estamos maduros e preparados para crescer ainda mais.” O futuro os espera.

FOTOS ARQUIVO FERNANDEZ MERA

se de novo conceito de viver, sem paredes, em um único espaço aberto, destinados sobretudo a profissionais liberais, artistas , publicitários e executivos. Nos anos 2000, a história da empresa foi marcada pela modernidade e crescimento acelerado. “Um dos meus cinco filhos, Gonzalo Fernandez, que já estava na empresa, passou a imprimir novo modelo de gestão. Ampliamos nossos produtos e a carteira de clientes”, explica senhor Fernández. O resultado é que a carteira passou de 20 para os atuais 100 clientes incorporadores. Um dos motivos foi a aplicação de serviços como os eventos Premium, nos quais atendimento eficiente e conforto se aliam nos estandes de venda. “Fomos pioneiros na utilização dessa ferramenta de marketing que garantiu vendas mais rápidas e volumes maiores de negócios”, diz Gonzalo Fernandez, vicepresidente da Fernandez Mera. Com essa idéia, a companhia ganhou o prêmio Top de Marketing da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), em 2006. Ao mesmo tempo, a área de atuação foi ampliada. O portfólio, que era exclusivamente de empreendimentos de alto padrão, ganhou o acréscimo de lançamentos de imóveis econômicos, com valor até R$ 200 mil. Em 2006, o mercado de seminovos também foi incluído na lista de produtos, ganhando um departamento específico para esse fim. O maior negócio ainda é o de lançamentos, que representam 80% do faturamento da empresa, mas a área de seminovos está crescendo rápido. O departamento já conta hoje

2 3

6 5 4

18 /19 fernandez_N0_REV3.indd 19

9/16/08 4:02:11 PM


Gente

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 20

9/16/08 4:02:29 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

Jardineiros

fiéis

Como uma planta, a marca Fernandez Mera cresceu e floresceu graças à dedicação de funcionários que fazem parte de sua história. Conheça a trajetória de alguns deles

O orgulho está estampado no sorriso e nos gestos dos mais de 1.600 colaboradores da empresa. Roberto Avante, Aparecida Pereira, conhecida como Vitória, Gilson de Góes Santos e Fabiana da Silva Moreira são alguns exemplos do otimismo e da dedicação que move cada participante da equipe. Roberto Avante, que ocupa o cargo de diretor de Expansão, foi o primeiro corretor convidado a integrar o time, em 1983. Logo depois, a corretora Aparecida Pereira foi contratada para ser recepcionista. Há 20 anos, o gerente Gilson de Góes Santos mudou sua vida quando aceitou o trabalho de auxiliar de serviços gerais na Fernandez Mera. Em 1995, com apenas 20 anos, a hoje gerente de Marketing Fabiana da Silva Moreira ingressou na empresa para ser recepcionista.

20 /21 fernandez_N0_REV3.indd 21

9/16/08 4:02:44 PM


Como uma artista

25 anos de empresa Aparecida Pereira, de 55 anos, é conhecida como Vitória nos corredores da empresa. Suas fotos, em que brilham expressivos olhos castanhos, testemunham uma história que tem tudo a ver com seu novo nome, Vitória, sugerido pelo presidente da empresa. Trocar o nome parece coisa de artista adepto de numerologia, mas ela garante que com essa vieram outras mudanças. “O senhor Fernández também me ensinou a ter disciplina, horário, técnica e acima de tudo o amor pela profissão”, diz ela, que começou a trabalhar na empresa em outubro de 1983, como recepcionista. Em pouco tempo, virou secretária do presidente, cargo que ocupou por 13 anos. Em 1996, foi promovida a gerente administrativa de vendas. “Sou boa com números, sabia todos os telefones e contatos importantes da empresa de cabeça, agências de publicidade, clientes e construtores. Mas eu não gostei da minha nova função. O que gostava mesmo era vender”, diz. E é assim que a Cidinha de outros tempos, que veio do interior de São Paulo para morar em uma pensão, passou a ser a Vitória de hoje, uma mulher forte e decidida que construiu um patrimônio com seu trabalho.

“A empresa reconheceu meu potencial e investiu em mim, me valorizando e me oferecendo oportunidades para crescer. Tudo que tenho eu construí na Fernandez Mera” VITÓRIA PEREIRA

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 22

9/16/08 4:03:02 PM


FOTOS EGBERTO NOGUEIRA

INÍCIO PROMISSOR

25 anos de empresa ROBERTO AVANTE era corretor quando conheceu Elbio Fernández Mera, que dirigia uma das maiores imobiliárias de São Paulo na época. O primeiro contato entre eles foi para estabelecer as metas de vendas, o que Roberto cumpriu em um ano. “Mesmo depois que eu saí da antiga empresa, continuei a procurar o senhor Fernández para conversar. Ele sempre foi uma referência para mim”, afirma. A amizade ficou ainda mais forte quando o corretor foi convidado a fazer parte da equipe de Fernández Mera, aos 33 anos. É dessa época uma das lembranças que fazem Roberto Avante sorrir: conseguiu vender 50% de um empreendimento de uma só tacada. Depois disso, os sucessos do profissional, lado a lado com os da empresa, se acumulam. Ele fez parte da primeira filial, em Santana; coordenou as vendas do Tamboré Residencial; e foi campeão de vendas em 1991, quando a empresa contava com 100 corretores. Hoje, Roberto Avante é diretor de Expansão, responsável por alinhavar alianças com parceiros locais e garantir uma atuação eficiente e ágil em todos os lugares em que a empresa está presente.

“Eram seis unidades e em, um único negócio, com a ajuda do seu Fernández, consegui fazer a venda de três apartamentos para uma mesma pessoa. Passamos o dia inteiro negociando. Foi um grande momento da minha carreira, e depois disso continuei aprendendo e crescendo a cada dia” ROBERTO AVANTE

22 /23 fernandez_N0_REV3.indd 23

9/16/08 4:03:21 PM


ORGANIZAÇÃO NOTA DEZ

20 anos de empresa O baiano Gilson de Góes Santos, de 46 anos, não teve a oportunidade de completar o ensino médio. Mas seu filho, de 7 anos, estuda em escola particular. Essa história talvez não tivesse o mesmo desenlace se a Fernandez Mera não tivesse cruzado seu caminho, há 20 anos, seis depois de chegar de Ilhéus. Em 1988, ele conseguiu seu primeiro emprego fixo na capital na empresa, como auxiliar de serviços gerais. Em dois meses, passou a ser office boy. E há cinco anos, seu Gilson, como é conhecido, assumiu o departamento de compras e a manutenção do prédio da sede da companhia. Trocando em miúdos, ele cuida do coração da Fernandez Mera, administra segurança, manutenção, limpeza e material de escritório, onde trabalham mais de mil pessoas. Bom administrador, Gilson potencializou seu salário e construiu uma casa própria no litoral e outra em Itaquaquecetuba. Hoje se orgulha de poder proporcionar ao filho a educação que não teve e planeja voltar a estudar e até fazer uma faculdade.

“Hoje sou um líder e isso só foi possível porque a empresa valoriza o ser humano. Acompanhei o crescimento da Fernandez Mera desde quando ela tinha apenas 12 corretores. A confiança em mim me ajudou a crescer” GILSON DE GÓES SANTOS

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 24

9/16/08 4:03:53 PM


13 anos de empresa

FOTOS EGBERTO NOGUEIRA

COMUNICATIVA Fabiana da Silva Moreira, de 33 anos, entrou para a empresa aos 20, como recepcionista. Sua intenção era custear o curso de hotelaria, mas o novo emprego mudaria para sempre seu rumo profissional. Primeiro ela foi secretária do presidente por quatro anos. Comunicativa, logo teve sua habilidade reconhecida e foi trabalhar na área de marketing. “Comecei dando suporte interno ao departamento. Mas sempre investi na empresa, que me valorizou dando novas oportunidades”, afirma. Em um ano e meio, passou a trabalhar como assistente do diretor de área de loteamentos, e depois mudou para lançamentos. “Nessa nova área, eu tive contato com outros produtos e consegui aprender coisas novas.” Em junho deste ano, Fabiana foi promovida a gerente de marketing e realizou seu sonho da casa própria.

“Com a função de assistente de um diretor, comecei a fazer planejamento, ir a reuniões com clientes, atender incorporadores, desenvolver produtos e criar campanhas. Foi uma grande chance para crescer na empresa e agarrei essa oportunidade com unhas e dentes” FABIANA DA SILVA MOREIRA

24 /25 fernandez_N0_REV3.indd 25

9/16/08 4:04:13 PM


Estratégia

FUTURO: misturar para agregar

Gonzalo prevê um crescimento agressivo, mas sem perder a delicadeza no trato com clientes e parceiros, tão claramente impressa na cultura da empresa

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 26

9/16/08 4:04:36 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

26 /27 fernandez_N0_REV3.indd 27

9/16/08 4:05:01 PM


DIVERSIFICAR PARA CRESCER. Essa é a principal estratégia da Fernandez Mera Negócios Imobiliários para os próximos 25 anos, diz Gonzalo Fernandez, filho do fundador e vice-presidente da empresa. Com uma trajetória sólida, marcada pela qualidade e respeito às pessoas, e já reconhecida pelo mercado, a Fernandez Mera já entrou nessa nova era. Há dez anos, a direção percebeu que era preciso oxigenar as estratégias para perenizar a atuação. “Incorporamos ao nosso time, formado desde o início da empresa, executivos do mercado. A decisão de misturar culturas e pessoas foi nosso grande salto”, afirma Gonzalo Fernandez. Somando as experiências, a empresa chegou a um novo jeito de atuar: mais agressivos nas vendas, mas mantendo o respeito no trato com clientes, parceiros e colaboradores. O administrador de empresas Gonzalo Fernandez, de 40 anos, é um dos responsáveis pelas mudanças da empresa. Desde criança, acompanhava o pai nas visitas aos estandes. Aos 17, começou a trabalhar regularmente na companhia, e cinco anos depois assumiu como gerente administrativo. Desde então, passou por todas as áreas da empresa. Com uma visão ampla do negócio, procurou buscar exemplos em outros países para expandir a companhia. Em 1991, sugeriu a criação da primeira rede de franquias imobiliárias do Brasil. Em 1998, decidiu com seu pai incorporar pessoas novas ao negócio para oxigenar a administração. De lá até agora, a empresa aumentou cinco vezes de tamanho. De 200 corretores, há dez anos, passou-se para mais de mil, número que tende a aumentar em breve, já que novo processo de seleção está sendo feito. “Ampliamos também a carteira de incorporadores, passamos de 10 companhias para mais de 80 clientes. Acrescentamos a tudo isso mais produtos e mais ofertas para atender às necessidades dos nossos clientes. Criamos o departamento de pesquisa e desenvolvimento imobiliário porque entendemos que um dos nossos principais papéis é orientar na definição de novos produtos, conhecendo a demanda dos compradores, identificando e antecipando tendências”,

explica o vice-presidente. O crescimento nos últimos dois anos foi ainda mais acelerado. A empresa espera, em 2008, dobrar o resultado obtido em 2007, quando os lançamentos somaram um valor potencial de vendas de R$ 2 bilhões. Este ano, o valor é de R$ 5 bilhões. O crescimento é minuciosamente planejado. “No nosso segmento, a tendência é ter cada vez menos empresas, e as capazes de competir serão as maiores.” Nesse cenário, a Fernandez Mera aparelhase para expandir seu raio de atuação, começando a conquista territorial pelo interior paulista, onde a empresa já é reconhecida, incrementando as regionais nas cidades de Campinas, Jundiaí, São José dos Campos e Ribeirão Preto. Esse trabalho consolidou a presença da companhia, que já era forte nessas regiões, com os parceiros.

Gonzalo Fernandez prepara sua equipe para o trabalho cotidiano e planeja a expansão para outras regiões do país

Visão de longo prazo Em 2009, a estratégia de expansão parte para a conquista de outras regiões do país. Hoje, a Fernandez Mera já

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 28

9/16/08 4:05:28 PM


“ Identificar e prever tendências, atender às necessidades e às novas demandas que surgem com qualidade é o que a Fernandez Mera faz de melhor e vamos continuar fazendo por mais um quarto de século”

FOTOS EGBERTO NOGUEIRA

acompanha seus clientes em cidades como Uberlândia, em Minas Gerais, Florianópolis e Palhoça, em Santa Catarina, Parauapebas, no Pará, e Ponta Grossa, no Paraná, e está-se preparando para atuar em novas praças fora de São Paulo, acompanhando seus clientes incorporadores. A intenção é ser uma empresa full service, atuando nos diversos serviços imobiliários, com produtos novos, usados e comerciais, além de realizar a administração e o gerenciamento de propriedades. A Fernandez Mera está pronta para nova era. “Há dois anos, contratamos novos diretores para expandir a área de seminovos, e esse passo já se reflete nos resultados. É um negócio novo, mas hoje já contamos com 150 corretores apenas para atuar nesse segmento”, diz Gonzalo. “Com a mudança de renda das pessoas e novas ferramentas de financiamento criadas no Brasil, a previsão é de que o mercado de imóveis usados irá crescer exponencialmente”, afirma o vice-presidente. Há cinco anos, os imóveis econômicos representavam apenas 5% da oferta do setor na Grande São Paulo. Hoje, já chegam a mais de 30% do mercado. A Fernandez Mera mais uma vez conseguiu sair à frente e antecipou essa demanda, criando um departamento para atuar nesse segmento de imóveis de até R$ 200 mil. Há dois anos, o setor de imóveis econômicos era quase inexistente na empresa, com menos de 10%. Agora, já somam mais de 30% e a perspectiva é de crescimento acelerado. “Em dois anos, a companhia pretende igualar as vendas de imóveis de médio e alto padrão com os empreendimentos econômicos”, diz ele. “Nossa previsão para os próximos anos são otimistas. Planejamos um crescimento de 20% ao ano, mantendo um padrão acima do mercado. Identificar e prever tendências, atender às necessidades e às novas demandas que surgem com qualidade é o que a Fernandez Mera faz de melhor e vamos continuar fazendo por mais um quarto de século”, afirma Gonzalo Fernandez, com a segurança de quem sempre acompanhou de perto o setor imobiliário e pretende seguir no mesmo ritmo.

Gonzalo Fernandez

28 /29 fernandez_N0_REV3.indd 29

9/16/08 4:05:53 PM


Evolução do jeito paulistano de morar

Casa Paulista anos 60

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 30

9/16/08 4:43:41 PM


FOTOS ANTÓNIO RODRIGUES E ARQUIVO/AE

ANOS 60 Na década de 60 predominam as linhas retas (foto acima), e dela sobrevivem objetos que se tornaram cult kitsch, como a jarra em formato de abacaxi. No destaque ao alto, a poltrona Mole, de Sérgio Rodrigues, foi um marco para a introdução de design na decoração. Trata-se do começo da atuação dos profissionais especializados em arquitetura de interiores

30 30/31 /31 fernandez_N0_REV3.indd 31

9/16/08 4:44:13 PM


Dia-a-dia

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 32

9/16/08 4:08:10 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

Da esquerda para a direita, a diretoria de Produtos da Fernandez Mera: Fernando Rodrigues, Sérgio Akira, Álvaro Costa, Vinícius Leite e Fabio Soltau e a diretora de Marketing Claudia Muratore

A arquitetura

do sonho

Da concepção do produto ao pós-venda, equipe coesa e experiente contribui para a realização do sonho da casa própria A Fernandez Mera Negócios Imobiliários sabe da importância que a busca de um lar tem na trajetória pessoal e profissional de seus clientes. É por isso que faz questão de acompanhar cada etapa, cada detalhe que vai possibilitar a realização desse sonho. Toda a equipe da Fernandez Mera com pelo menos sete anos de casa são pessoas unidas e prontas para enfrentar desafios para oferecer aos clientes o melhor. Tanto incorporadores quanto clientes que já usufruíram da consultoria da empresa atestam a alta qualidade de seus serviços em prêmios e pesquisas. Mas, mais do que isso, o que move e incentiva o constante aprimoramento dos funcionários é o prazer de ver no sorriso de cada comprador a certeza de seu sonho realizado. Uma alegria movida pela garantia de que com a Fernandez Mera adquiriu um produto de qualidade e terá dali para a frente um lar que alia bem-estar e valor financeiro.

32 /33 fernandez_N0_REV3.indd 33

9/16/08 4:08:37 PM


Da planta à escritura A Fernandez Mera faz um trabalho completo, acompanhando desde a concepção do imóvel até a assinatura da escritura

1 a Etapa

VALIDAÇÃO DO TERRENO E PRECIFICAÇÃO

A equipe da empresa ajuda a incorporadora a decidir o perfil do imóvel adequado para localização. Com base em pesquisas e avaliações minuciosas, orienta quantos metros terá, número de quartos, se será residencial ou comercial e preço e forma de pagamento. Entre as fontes de pesquisa estão formulários preenchidos por todos os clientes da companhia na hora em que fecham o negócio e os mais de 2 mil atendimentos semanais. Nesta etapa, o grande diferencial da Fernandez Mera ganha relevo: a experiência da equipe é crucial para a descoberta de soluções inovadoras que atendam a novas demandas do mercado.

2 a Etapa PROMOÇÃO

Munidos de todas as informações da etapa anterior, chega a hora e a vez de encontrar o público-alvo. Em conjunto com a incorporadora, a Fernandez Mera participa da orientação com a agência de propaganda. O material impresso, eventos, o formato do estande de vendas e o estilo do apartamento decorado são escolhidos de acordo com o perfil de público-alvo. A promoção inclui o treinamento intensivo dos profissionais internos, para que eles comprem a idéia e estejam preparados para a venda.

3 a Etapa

PRÉ-VENDA

Depois de treinados, chega a hora de os corretores entrarem em contato com os potenciais clientes. A estratégia começa na pré-venda, quando a empresa detecta e escolhe maneiras de chegar aos compradores, dentro de um planejamento específico para cada empreendimento.

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 34

9/16/08 4:10:39 PM


ILUSTRAÇÃO DENIS DME

6 a Etapa NEGÓCIO FECHADO

Na hora de fechar o negócio a Fernandez Mera cultiva o relacionamento com o cliente, parabenizando-o com um presente e informando que ele também contribuiu com a empresa para uma entidade social, parte desta negociação é designada ao Projeto Ampliar. No momento do fechamento, os compradores respondem a uma pesquisa na qual avaliam o serviço prestado da empresa.

5 a Etapa

ESTOQUE ZERO Para a Fernandez Mera, negócio bom é negócio com 100% de vendas. Os profissionais fazem constantemente uma reavaliação de todo o processo, buscando soluções e fazendo uma readequação das estratégias.

4 a Etapa LANÇAMENTO

E é chegada a hora da grande arrancada. A Fernandez Mera consegue grande repercussão com os Eventos Premium, num único dia chegam a ser vendidas grande parte das unidades de alguns empreendimentos. O sucesso dos eventos se deve principalmente ao forte trabalho de oferta dos corretores.

fernandez_N0_REV3.indd 35

9/16/08 4:12:25 PM


Pesquisa e desenvolvimento

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 36

9/16/08 4:12:49 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

Departamento de Desenvolvimento Imobiliário: Mustaffi Carneiro, Sergio B. Canton e Marcelino Rodrigues (da esquerda para a direita)

Uma ciência muito

humana

Os números estão na ponta do lápis, mas as pesquisas mergulham também nos hábitos, desejos e necessidades dos futuros moradores

A Fernandez Mera sabe o que você quer. Isso não é um slogan, mas a conseqüência de um rigoroso trabalho de pesquisa que a empresa realiza antes de desenvolver um projeto. Com base na observação detalhada dos hábitos e preferências da população e também de minuciosa avaliação da infra-estrutura urbana, é possível conhecer a fundo as necessidades de cada cidade ou bairro e, assim, idealizar o empreendimento perfeito para aquele determinado local. Uma fonte importante de informação são os mais de 2 mil atendimentos semanais que a Fernandez Mera rastreia em seus diversos pontos-de-venda e que mantêm a empresa constantemente informada das necessidades dos consumidores que somam com a pesquisa realizada pelos compradores com dados dos motivos que levaram a escolha do imóvel. Além de justificarem as oportunidades de negócios, a coleta desses dados serve também para definir as estratégias direcionadas ao consumidor: uma vez que conhece profundamente as necessidades dos habitantes locais, a Fernandez Mera com as incorporadoras pode, com toda segurança, oferecer aos compradores um produto cheio de personalidade, que superará as expectativas.

36 /37 fernandez_N0_REV3.indd 37

9/16/08 4:13:27 PM


Bairros planejados

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 38

9/16/08 4:13:56 PM


FOTO JANETE LONGO

do portão

Muito além

Segurança e serviços perto de casa são algumas das vantagens dos bairros planejados, uma especialidade da Fernandez Mera Mais que idealizar a planta de uma casa, a estrutura de um edifício ou mesmo de um condomínio, a Fernandez Mera tornou-se forte na arte de participar de planejamentos de bairros inteiros, tendência forte no exterior. Na capital paulista, esse conceito, que já é utilizado há alguns anos, vem-se consolidando, e existe forte tendência de outras cidades também adotarem esse modelo de empreendimento. O grande diferencial é que um bairro planejado considera também as necessidades do dia-a-dia dos moradores fora do lar: onde instalar academia, qual o melhor lugar para a padaria, em que região construir uma escola, que dimensões terá o centro comercial, quantas praças e bosques construir? Essas são algumas das preocupações que precisam ser avaliadas na concepção de um bairro planejado, que ainda exige que os incorporadores providenciem, além da construção dos imóveis, a instalação de toda a infra-estrutura urbana, do asfaltamento das ruas à rede de esgotos. A segurança é outro ponto relevante. Mesmo permitindo que pessoas que não morem ali freqüentem um parque ou shopping dentro do seu perímetro, um bairro planejado costuma ser monitorado por câmeras de segurança e ter uma equipe de vigias que controlam a entrada e saída de visitantes. Visionária, a Fernandez Mera antecipou-se a essa tendência quando, há mais de 20 anos, participou de Tamboré, próxima a AlphaVille, em São Paulo. “Foi realizado um projeto urbanístico para essa área, afastada do centro, levando em conta o desenvolvimento da região dali para 20 anos depois. Hoje, é um bairro muito valorizado, que oferece um alto grau de qualidade de vida, é considerado um modelo pelas pessoas e alcança alta valorização no mercado”, diz Sergio Baccaria Canton, gerente de Desenvolvimento Imobiliário. “Para novos projetos, avaliamos grandes glebas de terra em regiões consolidadas das cidades, ou para onde o vetor de crescimento urbano esteja apontando. O objetivo é colaborar para um desenvolvimento organizado da região, sempre prevendo e investindo na comodidade, conveniência e segurança dos moradores.”

38 /39 fernandez_N0_REV3.indd 39

9/16/08 4:14:20 PM


Cases

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 40

9/16/08 4:15:06 PM


As cerejas

do bolo A história da Fernandez Mera é recheada de grandes vitórias, reviravoltas e soluções inesperadas. Conheça alguns momentos que são motivo de orgulho para a empresa

FLORIDA PENTHOUSES Bem ao lado do Shopping D&D, uma zona altamente valorizada e com abundância de opções em serviços, o Florida Penthouses é um exemplo de empreendimento para a hora e o lugar certos. Com um spa interno, piscinas e várias outras facilidades, tem 10 mil metros quadrados e alia o espaço e o conforto de uma casa com a segurança e a vista privilegiada de um apartamento. Foi Prêmio Top de Marketing da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB) e teve 222 unidades, de um total de 321, escrituradas em apenas 45 dias.

40 /41 fernandez_N0_REV3.indd 41

9/16/08 4:15:26 PM


LANDMARK NAÇÕES UNIDAS

Como define o nome em inglês, o Landmark é um marco tanto na geografia urbana quanto na história dos edifícios de escritório em São Paulo. Com uma localização extremamente privilegiada – próximo ao Centro Empresarial Nações Unidas (Cenu) e ao World Trade Center, sede de grandes corporações nacionais e multinacionais, foi projetado para ser um marco de qualidade na região, que é de alto padrão. Mais de 50% de suas 240 unidades foram vendidas em três horas, e o Valor Geral de Vendas é de R$ 160 milhões.

OLIMPIC CONDOMINIUM RESORT

Lançado em 2005, o Olimpic Condominium Resort manteve a tradição da Fernandez Mera de oferecer produtos diferenciados, pioneiros e exclusivos. Localizado no bairro da Saúde, possibilita aos moradores usufruir de todas as benesses de um resort sem sair do condomínio, pegando apenas um elevador. Jardim japonês, parque aquático, jardins e salas de massagem são algumas das novidades introduzidas pelo empreendimento, que teve suas 276 unidades vendidas em 90 dias e um Valor Geral de Vendas de R$ 36 milhões.

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 42

9/16/08 4:15:59 PM


TAMBORÉ 1

O primeiro Residencial Tamboré foi lançado em 1988, com 711 lotes de 1.500 a 2.500 metros quadrados, com muito lazer e segurança 24 horas por dia. Com projeto paisagístico de Burle Marx, é hoje reconhecido pela qualidade e beleza da arquitetura formada pelo conjunto de suas amplas residências. O valor do metro quadrado atual oscila entre R$ 300,00 e R$ 700,00.

TAMBORÉ 2

Formados por lotes entre 800 e 1.500 metros quadrados, com várias opções de lazer como quadras e espaços para esportes, este excelente residencial é constituído por 321 lotes e também está 100% vendido. Suas magníficas residências o tornam um dos residenciais mais valorizados da região e com o metro quadrado sendo avaliado entre R$ 1.000,00 e R$ 1.200,00.

TAMBORÉ 3

O sucesso dos dois primeiros residenciais provou que o slogan “A diferença entre morar e morar bem” era mais que correto para definir a nova maneira de viver criada pelo Tamboré 3, com lotes de 800 a 1.500 metros quadrados, onde o conceito foi definitivamente consagrado. A portaria única permite um sistema de segurança impecável e espaços de lazer contemplam a família inteira. A exclusividade é garantida pelo tamanho da área, em que apenas 396 famílias dividem uma área de 780 mil metros quadrados. Seus lotes foram todos vendidos. O metro quadrado hoje está cotado entre R$ 1.100,00 e R$ 1.300,00.

TAMBORÉ 10

Que tal morar com vista e bem ao lado de uma reserva florestal de 3,5 milhões de metros quadrados? Essa é apenas uma das vantagens do loteamento Tamboré 10 Terras Altas, que continuou em 2003 a trajetória de sucesso do bairro iniciada em 1988. Dos 360 lotes, com tamanhos entre 500 e 1.000 metros quadrados, 104 foram escriturados em apenas uma única noite, no seu lançamento.

42 /43 fernandez_N0_REV3.indd 43

9/16/08 4:16:17 PM


Evolução do jeito paulistano de morar

Casa Paulista anos 70

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 44

9/16/08 4:48:26 PM


FOTOS ANTÓNIO RODRIGUES E ARQUIVO/AE

ANOS 70 A arte gráfica predomina nas estampas, o design diferenciado e as cores vibrantes ditam o estilo das luminárias de acrílico e o chenile é o verdadeiro must nos revestimentos dos estofados. A década de 70 também trouxe para as casas objetos de artesanato brasileiro como os bumbas-meu-boi de Mestre Vitalino e as cerâmicas marajoaras. Na foto acima, uma casa de decoração clean, considerada chique na época

44 44/45 /45 fernandez_N0_REV3.indd 45

9/16/08 4:48:56 PM


Gest達o de pessoas

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 46

9/16/08 4:17:58 PM


FOTO RICARDO D’ANGELO

A gerente de Gente&Gestão, Tatiana Alvares (ao centro), em treinamento com a equipe

A arte de lapidar

TALENTOS

Capacitação dos funcionários e corretores é ingrediente essencial da receita de sucesso

Além da comemoração de seus 25 anos de existência, 2008 foi marcante para a Fernandez Mera devido à implantação de um ousado programa de capacitação que permitiu um salto na qualificação das pessoas que trabalham para a empresa. Todos os integrantes, inclusive o presidente, foram treinados para se adequar às novas rotinas e se preparar para nova fase da companhia: a ampliação do quadro de funcionários, que passou de 60 para cerca de 130 pessoas, e do corpo de vendas, de 600 para cerca de 1.500 corretores. Tudo isso reflete o vigor com que a Fernandez Mera completa mais um aniversário, preparando-se para crescer ainda mais, sem perder a qualidade. “Para atingir esse objetivo, não houve economia de esforços nem de investimento”, diz Tatiana Alvares. “O treinamento o recrutamento foram intensos. Estamos orgulhosos por ter concluído a tarefa dentro desse curto prazo.” Um dos principais pontos do Programa de Capacitação em Vendas foi ensinar 100% dos funcionários a utilizar o novo sistema Axsell – protagonista desse novo capítulo da história da empresa. Desenvolvido e patenteado exclusivamente para a Fernandez Mera, a ferramenta revoluciona o processo de vendas de imóveis por possibilitar ao comprador fechar negócio sem sair do estande do empreendimento visitado. Ou, até mesmo o contrário: sem ir até lá. Com equipamento apropriado (computador e internet) é possível rodar o contrato em qualquer lugar, o que confere muito mais agilidade à venda. Contribuir para a formação de bons profissionais significou também incrementar os conhecimentos de base dos corretores, abordando temas como economia, arquitetura e também hábitos e expectativas dos compradores. Muitas vezes o cliente tem profundo conhecimento do produto concorrente e até mesmo das taxas de juros. Por isso precisamos de um corpo de vendas muito bem preparado, que saiba também sobre as necessidades cotidianas de cada público, para surpreender e ganhar a confiança do comprador. Outra vertente é o Programa de Formação de Consultores, que, realizado uma vez por ano, dá um treinamento especial para os 200 melhores corretores da Fernandez Mera, como uma forma de incentivar a dedicação e o comprometimento dos profissionais. Na outra ponta, o Programa de Integração capacita os novos membros para que estejam tão bem preparados quanto aqueles que já são da casa. Para fazer parte desse time, Tatiana conta que são necessárias algumas características prévias a esse treinamento. “Acreditamos que pessoas com muita energia, antenadas às informações do mercado, familiarizadas com a informática e com as mais variadas experiências de vida, atendem às expectativas do processo de seleção”, afirma.

46 /47 fernandez_N0_REV3.indd 47

9/16/08 4:18:14 PM


Vendas

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 48

9/16/08 4:18:33 PM


FOTO RICARDO D’ANGELO

Da esquerda para a direita, a diretora nacional de Vendas, Valéria Mariza Helena, e sua equipe de diretores: Hamilton de Campos, Sidnei Silva, Otávio Boattini e Toshihiro Uchida

Vender mais

e melhor Equipe de vendas apóia-se sobre dois pilares: o bom desempenho em números e a alta qualidade dos serviços

A diretora nacional de vendas, Valéria Mariza Helena Moreira, orgulha-se de ter acompanhado a ascensão da Fernandez Mera nos últimos nove anos. Ela comanda uma equipe de 1.500 corretores e 50 gerentes e diretores de vendas. “Nossa missão é sempre extrapolar as metas em termos de números e garantir a qualidade impecável de nossas vendas”, diz ela. É graças ao trabalho da equipe que a Fernandez Mera acumula prêmios como melhor empresa do setor. A valorização da eficiência passa por todas as fases do trabalho, sem esquecer de detalhes importantes como a perfeita e franca comunicação com incorporadores e clientes. Esse é um dos diferenciais que fazem com que a Fernandez Mera consiga não só grande volume de vendas como também uma carteira mais qualificada para os incorporadores.

48 /49 fernandez_N0_REV3.indd 49

9/16/08 4:18:48 PM


Administrativo e Jurídico

A diretora Administrativa e Financeira, Marina Glycério de Freitas, e sua equipe

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 50

9/16/08 4:19:13 PM


FOTOS RICARDO D’ANGELO

O diretor Jurídico, Dr. Israel Norberto Peixoto

Anjos da retaguarda A eficiência dos serviços prestados pela Fernandez Mera resulta do trabalho dos setores administrativo e jurídico, que ajudam corretores e gerentes a vender mais e melhor A simpatia marca o trabalho da equipe da administradora e economista Marina Glycério de Freitas, há nove anos responsável pela diretoria Administrativa e Financeira da Fernandez Mera, setor responsável por dar suporte para a área comercial e manter os incorporadores informados sobre os processos evolutivos de vendas dos empreendimentos. O lema é atender bem os clientes internos para que eles possam manter essa mesma qualidade aos clientes externos. Entre as várias ações destinadas a aperfeiçoar cada vez mais o trabalho, está o incentivo e a colaboração aos funcionários que desejam estudar, além de oferecer várias outras opções para crescimento profissional. Na outra ponta da equação, os clientes da Fernandez Mera já sabem: os imóveis que levam a sua assinatura não correm o risco de apresentar problemas legais. Quem garante a perfeita adequação de todos os empreendimentos à lei e às regras do setor imobiliário é o departamento Jurídico, chefiado pelo advogado Israel Norberto Peixoto e que conta com 70 colaboradores, entre funcionários e terceirizados. “Trabalhamos para que o empreendimento seja juridicamente perfeito, para dar a segurança que o comprador precisa”, afirma Israel Peixoto, há 18 anos na empresa.

50 /51 fernandez_N0_REV3.indd 51

9/16/08 4:19:41 PM


Vendas on-line

Um clique,

uma compra

Os valores de uma empresa consistente ganham

EMPRESAS QUE ESTÃO HÁ MUITOS ANOS NO MERCADO só podem orgulhar-se de sua tradição se forem capazes de adaptar-se aos tempos modernos. A Fernandez Mera é um belo exemplo de que, juntos, a fidelidade aos valores e os novos recursos tecnológicos resultam em uma forma genuína de se fazer negócios. O investimento no site é a maior prova de que a Fernandez Mera está pronta para sobreviver às novas necessidades do mercado. Na página virtual que se modela conforme a navegação do cliente, são exibidos todos os produtos imobiliários da carteira da empresa, que, entre novos e seminovos, somam mais de mil itens. Ver as fachadas dos empreendimentos, consultar as opções de planta dos apartamentos, verificar as opções de lazer dos condomínios e conhecer os próximos lançamentos são algumas das possibilidades. Outro recurso interessante é o sistema de busca, que permite ao usuário determinar suas preferências e encontrar, entre as centenas de ofertas, o imóvel ideal para seu perfil. E mais: conferir a localização do empreendimento, calcular o financiamento usando um simulador

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 52

9/16/08 4:22:37 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

modernidade com ferramentas de consulta e venda pela internet

de banco e interagir com a base de dados da rede Secovi, que apenas a página da Fernandez Mera permite, são facilidades da vida moderna que a empresa já incorporou ao sistema, para garantir ainda mais agilidade. Onde está a intersecção da antiga tradição com as novas tecnologias? Na humanização do mundo virtual. Uma ferramenta extremamente importante do site é o chat (ou bate-papo). Ele coloca o cliente diretamente em contato com os corretores, que respondem imediatamente a dúvidas sobre os projetos e formas de pagamento. “Temos uma equipe altamente capacitada e treinada, que conhece o mercado, entende as necessidades dos clientes, e está preparada para realizar um bom negócio”, diz Ronan Alli de Melo, gerente de E-business. O sucesso dessa ferramenta, que vem sendo aprimorada a cada dia, é incontestável: o site recebe cerca de 1.500 visitas por dia, é responsável por quase 50% da captação de novos clientes a cada mês e responde por 21% das vendas da Fernandez Mera.

Salão de vendas da Fernandez Mera

52 /53 fernandez_N0_REV3.indd 53

9/16/08 4:24:18 PM


Negócios

“Trabalhamos em total sinergia. Colocamos os empreendimentos que atendemos no site da rede e todos podem vender” REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 54

9/16/08 4:23:14 PM


FOTO EGBERTO NOGUEIRA

Sempre um

passo à frente Departamento de móveis seminovos trabalha com exclusividade de vendas, tendência inspirada em modelos dos Estados Unidos e da Europa De olho na meta de inovar e antecipar as demandas do mercado, a Fernandez Mera reformulou, em 2006, o departamento de Seminovos, passando a ser a primeira empresa a trabalhar com exclusividade de vendas e locações nesse nicho de mercado. De lá para cá, o número de corretores do setor passou para 150. “Esperamos que esse mercado cresça ainda mais no Brasil, como já ocorre em outros países”, afirma Ricardo Carazzai, diretor de vendas de Seminovos. Nos Estados Unidos, o segmento representa 85% do mercado imobiliário do país; e na Europa, 90%. A estratégia de trabalho é o grande diferencial oferecido pela Fernandez Mera. “Como trabalhamos com exclusividade, fazemos o ensaio fotográfico dos nossos imóveis, colocamos no site com um tour virtual, que antes só era feito no caso de lançamentos”, diz Carazzai. São 12 equipes divididas de acordo com os tipos de produtos: comerciais, residenciais, alto padrão e locação. O grupo de profissionais inclui arquitetos, e conta com o auxílio do setor de marketing para o preparo de material impresso, organização do plantão de vendas e estratégias de divulgação. O mercado de secundários já é grande e deverá crescer ainda mais no Brasil. “O país tem um déficit habitacional de quase oito milhões de moradias. Esse cenário aqueceu o mercado de lançamentos, mas também alavancou os seminovos”, explica Carazzai. A Fernandez Mera faz parte da Rede Secovi de Imóveis, grupo que reúne as principais empresas do setor de negócios imobiliários. São 30 na capital e 100 no interior do estado. “Trabalhamos em total sinergia. Colocamos os empreendimentos que atendemos no site da rede e todos podem vender.”

54 /55 fernandez_N0_REV3.indd 55

9/16/08 4:24:35 PM


Evolução do jeito paulistano de morar

Casa Paulista anos 80

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 56

9/16/08 4:49:58 PM


FOTOS ANTÓNIO RODRIGUES E ARQUIVO/AE

ANOS 80 Na casa dos ricos, imperaram os móveis Biedermeier, simples e chiques; na classe média, o estilo neoclássico dava o tom. Mas só os de muito bom gosto e avant-garde tinham uma chaise Le Corbusier como esta da foto. O ambiente também traz o famoso aparelho três-em-um e arte étnica. No detalhe, à esquerda, o quadro de bordado em ponto cruz com a cara de um palhaço que enfeitava as salas da classe média baixa

56 /57 /5 7 56 fernandez_N0_REV3.indd 57

9/16/08 4:50:34 PM


Tendências

UMA IDÉIA

que rende

Pioneira e inovadora, empresa traz soluções diferenciadas no ramo imobiliário

A CAPACIDADE DE CRIAR NOVOS NEGÓCIOS ESTÁ NO DNA DA FERNANDEZ MERA, que, atenta às tendências do mercado mundial, está trazendo para o país soluções inovadoras para atender às necessidades de investidores e fundos imobiliários. Nos Estados Unidos, o volume dos fundos imobiliários já ultrapassou U$ 350 bilhões, enquanto, no Brasil, somam apenas R$ 5 bilhões, demonstrando o grande potencial desse mercado. Para colocar essa grande idéia em prática, foi criada nova divisão na Fernandez Mera, cujo objetivo é administrar carteiras imobiliárias de pessoas físicas e jurídicas, e prospectar imóveis com maior segurança e melhor rentabilidade para os clientes. Além disso, a divisão pode realizar parcerias com uma série de imobiliárias, administradoras, construtoras e incorporadoras, o que permite a aquisição de imóveis para seus clientes de qualquer fonte existente, com total independência. Em diversos países, os fundos, chamados de Real Estate Investment Trusts (REITs), têm portfólios diversificados e de múltiplos inquilinos. “Quando conseguimos pulverizar, diminuímos o risco de inadimplência e aumentamos a segurança do negócio”, afirma Guilherme de Barros Monteiro Ribeiro, diretor da nova divisão. Para gerar informações precisas para essa área, a unidade de Inteligência de Mercado exclusiva da imobiliária mapeia e analisa o perfil dos bairros de São Paulo, além de realizar pesquisas mensais sobre o mercado secundário residencial. As pesquisas contemplam dados como valores, vacância e rentabilidade, essenciais para a identificação de tendências e previsão dos rumos que o mercado tomará. A divisão conta ainda com profissionais extremamente qualificados na gestão, e equipes de campo para prospecção e captação de imóveis, que, juntos, somam hoje 80 pessoas, com potencial para crescer mais e atender qualquer novo contrato.

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 58

9/16/08 4:27:10 PM


FOTO RICARDO D’ANGELO

Diretor de Vendas de Seminovos Ricardo Carazzai e diretor de Seminovos Guilherme Ribeiro

58 /59 fernandez_N0_REV3.indd 59

9/16/08 4:27:31 PM


Expansão

Novos horizontes

O reconhecimento conquistado em São Paulo soma-se ao apoio de empresas locais nos projetos de expansão da empresa DEPOIS DE SE CONSOLIDAR como um dos mais importantes nomes do setor de negócios imobiliários na cidade de São Paulo, a Fernandez Mera tem como meta expandir sua atuação para todo o território nacional. Aos 25 anos de existência, a empresa já tem participação em mercados de Norte a Sul do país, mas, para obter o mesmo sucesso de suas operações na capital paulista, ela conta com um elemento fundamental: seus parceiros. São muitas as imobiliárias e incorporadoras que, com profundo conhecimento da região onde estão instaladas, representam uma importante fonte de informações sobre a população, a cidade, os hábitos e costumes locais. Além disso, como já têm tradição e confiança entre os clientes de sua cidade, essas empresas, inclusive as de pequeno porte, são as principais portas de entrada para a Fernandez Mera. “Apesar de termos um grande reconhecimento na capital, há pessoas de cidades do interior ou mesmo de outros estados que nunca ouviram falar de nós. Por isso a aliança com empresas locais é fundamental”, diz Roberto Avante, diretor de Parcerias da Fernandez Mera. Uma dessas parcerias vem sendo firmada em São José dos Campos. Com diversas construtoras investindo na cidade e na região que abrange o Vale do Paraíba há uma grande oferta de empreendimentos para serem comercializados nos próximos anos. Sem a expertise da Fernandez Mera e sem a experiência do parceiro local, o sucesso estaria comprometido. “A Fernandez Mera é uma grande empresa, que sabe como formatar grandes vendas na capital. Mas esse conhecimento precisa ser moldado para dar certo no interior”, diz um parceiro local. “Em contrapartida, temos um‘olho clínico’ para avaliar que tipo de produto imobiliário deve ser lançado na nossa região. E é por isso que essa aliança vem dando ótimos resultados. É graças ao respeito, à honestidade e à transparência de ambas as partes que essa aliança ainda será muito duradoura. Para nós, é uma honra ter a Fernandez Mera como parceira”, afirma.

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 60

9/16/08 4:27:58 PM


FOTO SHUTTERSTOCK

60 /61 fernandez_N0_REV3.indd 61

9/16/08 4:28:18 PM


Evolução do jeito paulistano de morar

Casa Paulista anos 90

ANOS 90 A última década do século 20 começou minimalista, com ambientes superclean, mas depois enveredou para um caos multicolorido de formatos e materiais os mais variados possíveis. Os objetos industrializados passam a diferenciar-se pelo design, que ganha cada vez mais importância. Surgem no Brasil os irmãos Campana, autores da poltrona abaixo

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 62

9/16/08 4:51:15 PM


FOTOS ANTÓNIO RODRIGUES E AGLIBERTO LIMA/AE

Casa típica dos anos 90: um caos multicolorido mistura estampas, tecidos, materiais e formas

62 62/63 /63 fernandez_N0_REV3.indd 63

9/16/08 4:51:35 PM


Compradores

Aqui mora

gente feliz Clientes festejam a realização de seus sonhos e falam sobre a experiência de contar com a consultoria da Fernandez Mera

“Somos clientes da Fernandez Mera há quatro anos. Como já sabemos da sua idoneidade e confiamos na qualidade dos produtos que eles nos oferecem, estamos sempre seguros de fazer um bom negócio quando adquirimos algum imóvel por intermédio da empresa. Já investimos em um apartamento para cada um de nossos filhos e compramos salas comerciais, como aquela onde vamos instalar nossa empresa, em que trabalhamos todos juntos. E é muito bom saber que podemos contar com a Fernandez Mera para adquirirmos os imóveis ideais tanto para nossa vida pessoal quanto profissional” Suely Aparecida de Souza, moradora de Tamboré, na foto com sua família

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 64

9/16/08 4:30:00 PM


FOTOS RICARDO D’ANGELO

“A compra do nosso apartamento foi nosso primeiro contato com a Fernandez Mera. E ficamos muito satisfeitos, pois o atendimento é realmente diferenciado. Deixaramnos à vontade, nos deram todas as orientações em relação às opções de pagamento e tiraram todas as nossas dúvidas a respeito dos procedimentos de aquisição do imóvel. Também gostamos da indicação do empreendimento que escolhemos, que atende à necessidade da nossa família, com bastante espaço de lazer para nossos meninos e conforto para meu marido e eu. Ficamos muito bem impressionados com o nível de preparação e organização da equipe de corretagem, que nos deu todo o apoio e ajudou a conquistarmos mais um sonho” Eliana Maria da Cruz, proprietária do Innova São Francisco, na foto com sua família

fernandez_N0_REV3.indd 65

9/16/08 4:32:22 PM


Parceiros

Fazem parte dessa história A confiança e a transparência marcam as relações com os parceiros da Fernandez Mera

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 66

9/16/08 4:32:45 PM


AAM ABACO ABREU ACLOBATO ADELINO BORALLI ADIPLAN ADOLPHO LINDENBERG Agra AKYLA ALFA ALIMONTI AMORIM AMY ANFAB APTA ARAÇARIGUAMA ARCO ARQUITEC ARQUITECNICA ARTEB ASSUMERE ATEX Atria AUAD AVS Barbara BAUMGART BERMAN BKO BNPAR Brascan BRASILAR Brasiltec BRAZILIAN MORTGAGES BRISTOL BUCHMAN Bueno Netto C&M C2R Camargo CorrÊa Cambarah CAMPUIG CAMPUS ENGENHARIA CAP EMPREENDIMENTOS CAPPUCCI & BAUER CARIBE CASA DO IMÓVEL CATIOCA CAUCASO CBbaumgart CEGG CEGIL CETRO CFI ChÁcara Santa Helena CHALET CHOICE CIA CIATERRAS Cipasa CNA Spitaletti COFER Company CONCEITO

Concima CONCÓRDIA CONCREMIX CONELL CONI CONSBRAS CONSMAN Consurb CORDOBA CORP COSIL Costa Hirota COZMAN CSR Cury Cyrela DADO DARPAN DELFIM VERDE DELLA MANNA Di Francesco DIAGRAMA DINO VITTI Ditolvo DJP DOME DUALIB EABF EBL EBM ECIL ELAGE ELIAN ELLENCO ELUBA ENGENHARIA MARCO ENGERA ENIX Enplan ENTERPA EPC EPP ESTILO EVOLUÇÃO EXEMPLAR EXITUS EXTO ExTREMA EZTEC FÁBIO LEVI FALANGA FARMAK FAZENDA PILON FAZGRAN FORTENGE Fraia FRANSA FRC FRESNO Gafisa GALLI CGN GC Tenório Geo Incorp Getti

GEVA GMR Godoi GOLDFARB GP GRANVILLE GRUPO SANTA PAULA GRUPO VERDI Guanandi HABITACON Halna Helbor HÉLIO BORENSTEIN Horto da Mina IAC Incons INCORP VEST INCOSUL ITAVAL JANARELLI Jbens JBIANCHI JCN JDAC JEREI JERONIMO DA VEIGA JORGE’S JOY EMPREENDIMENTOS Klabin Segall KW LABAT LINDENCORP LINTER Living LIX LOFTS LORENZINI LUCIO ENGENHARIA LUIZANA LUNI M5 MACLAM MAECAN MAFRA Maiz MALULI ManacÁ MANUFACTA Marques MARSON MARVIN MAURÍCIO CUKIERKORN MBIGUCCI MEDITERRÂNEO MENCASA MENEZES ENGENHARIA MEREB META URBANA MG2 MGR MJK MKF MKP MPD kc

MRR EMPREEnDIMENTOS MRV MUNHOZ MV CONSTRUÇÕES Nacional Global NDN Newsp NFL NISS NOGUEIRA PORTO NOVAPLAN NOVOMARCO NR OBELISCO OCF OPERATIVA OUI Paes&Gregori PARASMO PARKISON PATRIMONIO Paulo Mauro PAVAN ENGENHARIA PDG REALTY PEDRO POWIDZER PENTAGONAL PENTÁGONO PLATANO PLAZA CORP POLIGNA POMBEVA Posi PROJECON PROSPERITAS Queiroz Galvão R.A.E. R.YAZBEK RACIONAL Ramella REDEVCO REITZFELD Residec RESULT Rezende RHR RICCI Rizk RM RMC RN Rodobens RODOENG ROFER ROMEU CHAP CHAP Rossi Rovic RUBENS BISKER Sabel SABIÁ SAINT CLAUDE Sam Sampaio Bacos SANCA SANTA ANGELA

SANTA ILUFA SANTA IZABEL SANTOS SÃO JOSÉ SAUT SCHAHIN SCHARTmaN SCOPEL Seara SEARS SENPAR SERAB SERLAM SERPLAN SETIN Shpaisman SILVA PORTO SINCO SISPAR SIVERCON SKR Smarthome Sobloco SOCIPRED Sol Panamby SOMALFA SOUSSI SOUZA ANSELMO SPLICE Stan Tamboré TAMIZ TAPITI TAQUARAL TARJAB TARUMÃ E PLATANO TECNI CORP Tecnisa Teixeira Duarte Terra Azul TF REALTY Tiner Tishman speyer TORREAR TRANSMAZON TRICURY Trisul UPTOWN URBANA V.BARROS Vallor Urbano Varicred VEC VILLE DE FRANCE VIPAR VIVENDA NOBRE W.CELLI WALTER TORRES Zabo ZARIF ZARVOS Zely Saad Zitune ZSJ

66 /67 fernandez_N0_REV3.indd 67

9/16/08 4:33:12 PM


Evolução do jeito paulistano de morar

Casa Paulista anos 2000

REVISTA FERNANDEZ MERA

fernandez_N0_REV3.indd 68

9/16/08 4:52:06 PM


FOTOS ANTÓNIO RODRIGUES

ANOS 2000 A ecologia, a tecnologia e a importância cada vez maior da memória afetiva são as principais características das residências desta década. TVs Full HD e objetos de arte misturam-se na decoração das salas de estar, em ambientes harmônicos feitos para proporcionar maior qualidade de vida. Outras tendências típicas dos dias atuais: molduras e objetos antigos misturados a móveis de design atual e as pequenas hortas que embelezam a cozinha e dão mais sabor às receitas

/69 68 68/69 fernandez_N0_REV3.indd 69

9/16/08 4:52:36 PM


fernandez_N0_REV3.indd 70

9/16/08 4:35:45 PM


Colaboradores da Fernandez Mera em momentos importantes de suas vidas: os sucessos da vida pessoal s茫o os tijolos que constroem a trajet贸ria bem-sucedida da empresa

CAPA_BONECO.indd 2

9/16/08 5:27:18 PM


AV. BRIGADEIRO LUIS ANTONIO, 4910 • JD. PAULISTA - SÃO PAULO - SP • TEL. 55 11 3066.1000 FAX 3085.1551 • CRECI 5.425-J WWW.FERNANDEZMERA.COM.BR

CAPA_BONECO.indd 1

EDIÇÃO ESPECIAL FERNANDEZ MERA: CONCRETIZANDO SONHOS

9/16/08 5:26:41 PM

Profile for Nina Franco

Fernandez Mera  

Projeto gráfico de revista comemorativa da Fernandez Mera Negócios Imobiliários. O projeto traça um paralelo entre a história da casa paulis...

Fernandez Mera  

Projeto gráfico de revista comemorativa da Fernandez Mera Negócios Imobiliários. O projeto traça um paralelo entre a história da casa paulis...

Advertisement