Issuu on Google+

Comunica Revista

Edição 1ª | Junho de 2010

Mestres O caminho para o sucesso, dicas de como ser um ótimo profissional

Formandos Peças Publicitárias dos formandos e uma retrospectiva emocionante

Das Antigas Os famosos Reclames: uma homenagem a história da Publicidade

Jovem Publicitário O sonho de ter a própia agência aos 24 anos.


Nessa Edição 06 Mestres

O caminho para o sucesso, conhecendo um pouco os seus professores

10 Saiba +

Mais sobre livros e filmes que ajudam na profissão

12 Capa

Jovem Publicitário já possui sua própia agência

16 Você Sabia?

Editorial

Chegamos ao fim de mais um semestre, e trazemos a vocês a primeira edição da revista Comunica 2010. Terminamos mais uma etapa e temos o prazer de mostrar o trabalho acadêmico que aborda assuntos relativos ao público de publicidade da faculdade Anhanguera Jk. Nessa primeira edição mostramos como destaque um jovem empreendedor, que através de um projeto acadêmico promovido pela faculdade, realizou o seu grande sonho de abrir sua própria agencia, e conquistar seu espaço no mercado de trabalho. Além dessa matéria a revista Comunica fala um pouco de algumas propagandas, mostra trabalhos que foram realizados nos primeiros semestres por alunos que estão se formando, algumas curiosidades, e claro abrimos espaço para alguns professores contarem um pouco de suas experiências. Boa leitura! Loyanne Monteiro

Curiosidades do mundo publicitário

18 Das Antigas

Expediente

Os famosos Reclames: uma homenagem a história da Publicidade

23 Formandos

Peças Publicitárias dos formandos e uma retrospectiva emocionante

26 Publicitárias e Amigas

Três jovens mulheres se formando e unidas pela Publicidade e pela amizade

4

Junho de 2010 * COMUNICA

Diretoras

Danúbia Nascimento

Loyanne Monteiro

Marina de Freitas


Mestres

o

SUCESSO

Os professores encontram-se em uma posição de extrema importância para formar universitários em excelentes profissionais para o mercado de trabalho. A relação existente entre eles gera uma cumplicidade baseada no respeito, diálogo e afetividade, que permite ao professor transmitir todo o seu conhecimento e preparar o aluno para as dificuldades que irão enfrentar no mercado de trabalho. A revista COMUNICA não poderia deixar de abrir espaço para esses profissionais, que colaboram para o crescimento e conhecimento dos alunos, contarem um pouco de sua caminhada e que podem hoje se considerar realizados na profissão. Professores da Faculdade Anhanguera contam um pouco de sua história e dão palavras de incentivo para os seus alunos.

6

Junho de 2010 * COMUNICA

foto: http://onlyforyou.blogs.sapo.pt/976.html?page=5

O caminho para


Mestres

Profissão do presente foto: Tiago(Laboratório de fotografia da faculdade JK)

“Não estacionem, trabalhem suas idéias, montem seus ideais, leiam muito.”

D

aniela Amado Rabelo também é professora da Faculdade Anhanguera. Especialista na área de Pesquisa e Planejamento, a professora tem grande conhecimento na área de comunicação e gosta de trabalhar com análise de conteúdo. Considerada ousada e versátil, em suas aulas há sempre algo novo. Para ela, o comunicólogo é um cara que estuda muito o ser humano, a condição humana, de modo que pode antever, antecipar e com isso exerce influência e “domínio” no target. Diferente de alguns profissionais, Daniela não teve dificuldades para entrar no mercado de trabalho. Segundo ela, não chegou a sofrer preconceitos por ser uma recém-formada. “Tive uma sorte extrema aliada com a minha competência e meu talento, não tive problemas em conseguir emprego e nem posição no mercado. Sempre escolhi meus empregos, isso se deve a qualidade que eu tenho que é muita sagacidade a comunicação, eu quero e vou atrás”, afirmou. Daniela é um verdadeiro exemplo de profissionalismo que sempre lutou pelos seus objetivos. Tem amor e dedicação pelo que faz e passa confiança para seus alunos, nos quais muitos se tornaram seus seguidores. A professora afirma que o importante não é apenas formar o melhor profissional, mas também na melhor pessoa. Por isso, ela se doa por completo à sua profissão e acha que o jovem de hoje tem muito potencial, porém não é um jovem curioso, que gosta de ler, o que pode atrapalhar a vida profissional. “A comunicação é a profissão do presente, sem comunicação as empresas não sobrevivem, aproveitem isso alunos. Corram atrás, não desistam, sejam ousados. Gosto de citar um exemplo de um ex-aluno, que através de um

projeto da faculdade montou sua agência. É um cara jovem, mas que tem muito potencial. Não estacionem, trabalhem suas idéias, montem seus ideais, leiam muito. Nós professores trabalhamos por vocês (alunos). O profissional de comunicação tem que ser “safo”, tem que saber aonde é o melhor lugar e como vai chegar lá. Eu não tive muito apoio dos meus professores, mas eu os apoiei, então apóiem seus educadores. A comunicação é uma área que tem que ter paixão, ou você gosta ou você não gosta, não existe meio termo. Para vocês, futuros comunicólogos, a palavra chave é motivação. O primeiro passo é o sonho, pense que sua profissão será sua parceira, a publicidade nunca vai te abandonar. Às vezes você não está nela, mas ela está em você. Case para sempre com a Publicidade, firme uma parceria com ela, é um casamento que nunca será separado. Boa sorte, alunos”. COMUNICA * Junho de 2010

7


Mestres

Persistência

8

Junho de 2010 * COMUNICA

“A persistência é o caminho do êxito. Persistem alunos, um dia acontece”. foto: Arquivo Pessoal

O

professor Alexandre Picarelli, 41 anos, formado pela Faculdade Católica e Estácio de Sá, já chegou a trabalhar como ator quando começou a se interessar em produzir e roteirizar filmes comerciais, institucionais e documentários.Ele conta que no início de sua caminhada, quando era universitário, não tinha paixão pela área de comunicação, mas com o tempo foi se identificando com o curso e criando amor pela profissão. Picarelli enfrentou dificuldades, trabalhou sem descanso, não teve oportunidade de estágio, mas diz que valeu a pena. “Cheguei a produzir seis filmes em um semestre, o espaço que a faculdades nos dava era de suma importância para desenvolver as minhas ideias”, contou. Picarelli diz que os publicitários de hoje são jovens criativos, mas que em alguns momentos são preguiçosos, deixando escapar grandes oportunidades no mercado. O professor afirma ainda que por ser uma capital política o mercado de trabalho em Brasília é bom, já que todas as grandes empresas possuem escritórios na cidade. O professor aconselha a seus alunos a tomarem iniciativa pois a faculdade é apenas a base. “O ensino na Faculdade Anhanguera é promissor, porém é o aluno que faz a faculdade. Ela oferece o mínimo possível para o aluno exercer seus trabalhos, cabe a você, aluno, ser o diferencial. Quer um conselho? Leia, discuta e converse bastante com seu professor. Tenha e trabalhe as suas idéias mesmo que sejam as mais absurdas possíveis. Seja íntegro e humilde, saiba dizer “não sei”, você esta na faculdade é pra aprender. Não pensem que será tudo um “mar de rosas”, dificuldades vão vir, momentos de desânimo vão surgir, mas não desistam. Uma frase que levo comigo é: “A persistência é o caminho do êxito. Persistem alunos, um dia acontece”.


Mestres

Diferencial é a palavra-chave foto: Arquivo Pessoal

O

professor Rodolfo Gonçalves de Souza conhecido como “Grilo”, 25 anos, se formou na Faculdade Projeção. Suas áreas de atuação são Fotografia Publicitária e Docência. Desde criança era fascinado com a possibilidade de influenciar e ter trabalhos admirados por milhares de pessoas. Fez estágios de fotografia e marketing institucional. Foram anos intensos de aprendizagem e descobertas em sua carreira profissional. Para Rodolfo, o estágio é importante para mostrar ao aluno o que ele irá enfrentar ao sair da faculdade. “O mercado é exigente e toda vivência agrega maiores chances ao estudante de ser um profissional de sucesso. Por mais que eu perceba certa imaturidade nos jovens, o Brasil ainda está no ranking dos maiores produtores de boa publicidade do mundo, mas ainda precisamos criar novas tendências e explorar de forma mais intensa as já existentes.”, disse o professor. Grilo se considera um profissional com competência e confiante no que faz. Apesar da pouca idade é um excelente profissional, que passou por muitas dificuldades, mas superou essas dificuldades com toda garra e coragem, se formou com 20 anos, sofreu pra entrar no mercado de trabalho, mas com muito esforço e dedicação, em um ano se tornou professor da área e era considerado um dos professores de nível superior mais novo do Distrito Federal. Grilo é um grande exemplo de superação e força de vontade, muitas portas foram fechadas, mas foi persistente, foi à luta e mostrou que a idade não faz diferença, o importante era sua competência. “Por conta da minha idade tive um problema terrível por não transmitir confiança aos clientes e empregadores, porém consegui “driblar” isso com a experiência que já possuía e é claro com o conhecimento que adquiri na graduação e cursos que

“Diferencial, está é a palavra-chave para se criar qualquer profissional de sucesso. “ fiz durante o mesmo período. Para vocês alunos, que irão se formar daqui a algum tempo, não tenham medo do mercado de trabalho, procurem conhecimentos extras, não fiquem presos ao conhecimento adquirido durante a graduação. Diferencial, está é a palavra-chave para se criar qualquer profissional de sucesso. Use a mídia com responsabilidade, criatividade e força. Indico um livro que julgo um dos mais importantes na vida de qualquer estudante de publicidade: As 22 consagradas leis do Marketing de Al Ries e Jack Trouk.” Sejam como esses profissionais que com muita força de vontade, conseguiram alcançar seus objetivos e hoje são verdadeiros exemplos de força e superação. COMUNICA * Junho de 2010

9


Saiba + + LEIA + SE INTERESSE + APRENDA + ESTUDE + VIAJE + CRIE + FAÇA + Formei-me em Publicidade. E agora?

Galeraaaaaaa... Aí vão alguns livros que poderão ajudar nos estudos! Mais livros poderão ser encontrados no site: www.vitrinepublicitaria.net

Aproveitem!

Propaganda de A a Z Autor: Sampaio, Rafael Editora: Campus Preço: 82,40 Esta nova edição de “Propaganda de A a Z” foi inteiramente revista e ampliada, incluindo o texto do recente “Acordo de Auto-Regulamentação da Atividade Publicitária”, uma análise dos melhores casos de propaganda dos anos 90, uma introdução ao Net.Marketing, o novo critério de classificação econômica Brasil e a expansão do glossário.

Criatividade em Propaganda Autor: Barreto, Roberto Menna Editora: Summus Preço: 48,40 Com “Criatividade em Propaganda”, Roberto Menna Barreto conduz o leitor àquela região ainda meio obscura do ser, onde se processa o ato de criação. O resultado é um jorro de luz que aclara todos os cantos e recantos da mais sedutora (nos dois sentidos) das profissões modernas.

Meu caro anúncio - A Publicidade Descomplicada Autor: Senna, Pedro Victor de Editora: Saraiva Preço: 35,70 Do briefing ao planejamento de campanha, do panfleto ao story board, o livro trata dos principais conceitos da área com didática e de maneira divertida, além de esclarecer como funciona uma agência de publicidade, qual o papel dos diversos profissionais da área e quais os principais recursos.

10

Junho de 2010 * COMUNICA

Autora: Taís Leão Editora: Nobel Preço: 19,50 Você acabou de se formar e precisa enfrentar o mercado de trabalho. E agora, o que fazer? Esse livro auxilia os recentes profissionais da área de publicidade a agirem no mercado de trabalho, desenvolvendo condutas para quem está iniciando sua vida profissional.

O Deus da Criação Autor: Xavier, Adilson Editora: Best Seller Ltda Preço: 24,90 Trata-se de um livro muito divertido e instrutivo, por vezes escrito em linguagem coloquialíssima, sobre o legado de Jesus Cristo ao mundo das comunicações, indo até mais longe: aos Dez Mandamentos como um briefing de Deus a Moisés, aqui tomados como dicas para um brainstorm numa agência de propaganda.

Direção de Arte em Propaganda Autor: Cesar, Newton Editora: Senac Distrito Federal Preço: 42,50 A publicação trata de diversos temas da área de publicidade e desenho industrial, entre eles: mídia eletrônica, impressa, design, tipologia, layout e outros.

Planejamento de Comunicação Integrada Autor: Vasconcelos, Luciene Ricciotti Editora: Summus Preço: 27,40 Este guia abrangente apresenta o planejamento de comunicação integrada de modo simples e objetivo, contribuindo para formar pessoas capazes de pensar estrategicamente as ações nessa área.


Saiba + SEJA + ASSISTA + COMUNIQUE-SE + SAIBA + PERGUNTE + PENSE + Do que as mulheres gostam As expectativas de Nick Marshal, publicitário de sucesso e machista convicto, começam a fracassar quando sua agência contrata a determinada Darcy Mcguire para ser a nova diretora de criação. Mas um acidente, que faz com que Nick escute os pensamentos de todas as mulheres, pode ser a solução para os seus problemas.

Cultura nunca é demais, não é galera!? Dicas de alguns filmes sobre a nossa querida profissão. Vale a pena dar uma conferida!

fonte: http://listasde10.blogspot.com/2010/01/10-filmes-sobre-publicidade.html fotos: www.leiturasaraiva.com.br

Viktor Vogel - Commercial Man O ridículo título nacional é típico de quem nem leu a sinopse para batizá-lo. Nesta comédia alemã, um rapaz tem uma grande oportunidade de criar uma grande campanha publicitária. Ajudado pela namorada, sua idéia é logo aceita pelo cliente, mas isso coloca seu relacionamento em risco.

Demônio de mulher Judy Holiday acaba de perder seu emprego como modelo e usa todas as suas economias para alugar um outdoor no Central Park para se promover, porém um empresário, interessado naquele espaço, o troca com ela por 10 outras placas em Nova York, o que a torna um sucesso de mídia. Boa comédia romântica de George Cukor, com Jack Lemmon disputando o amor da bela garota.

Volta meu amor Rock Hudson é um executivo de contas, que usa métodos heterodoxos para conseguir novos clientes para a agência, enquanto Doris Day os conquista com seu charme e sabedoria. quando ele rouba um cliente dela, começam uma guerra, que vai terminar em... romance. lançado em 1961 é um dos ótimos filmes da dupla.

Como fazer carreira na Publicidade Richard E. Grant é um publicitário de sucesso, que está tentando desesperadamente desenvolver uma campanha para um creme contra espinhas. Enquanto enfrenta seus problemas pessoais, começa a questionar a ética da profissão.Comédia de humor negro do bom diretor e roteirista Bruce Robinson.

Crazy people - Muito Loucos Dudley Moore é um publicitário abandonado pela esposa, que surta e numa crise de honestidade, cria uma campanha baseada em dizer somente a verdade sobre o produto. seu chefe decide interná-lo, mas a campanha é impressa por engano e torna-se um enorme sucesso. apaixonado por uma interna, ele se recusa a sair e começa a desenvolver campanhas revolucionárias com ajuda de outros ‘loucos’.

COMUNICA *Junho de 2010

11


Capa

Jovem Publicitário Com apenas 24 anos, Danilo fundou a Agência de Publicidade Xeque-Mate, hoje com mais três sócios é diretor da agência junto com a gráfica Qualigraff. Um exemplo de esforço e sagacidade, este ex-aluno da Faculdade Anhanguera é um grande orgulho para os professores e alunos. Por Loyanne Monteiro, Marina de Freitas e Danúbia Nascimento ; Fotos Marina de Freitas

12

Junho de 2010 * COMUNICA


A

Capa

Revista COMUNICA entrevistou o publicitário Danillo Ferreira Santos, com 24 anos de idade, graduado pela Faculdade Anhanguera há quase um ano e com uma experiência de mercado superior a dois anos. Danilo passa atualmente pela experiência de ser um empresário no mercado Publicitário de Brasília, com a agência de publicidade Xeque-Mate. Agência idealizada no 24 horas de comunicação. A agência conta com 12 pessoas na produção das campanhas; 2 pessoas no financeiro; 4 sócios; 2 pessoas que trabalham na rua com entrega de materiais e produção gráfica, totalizando 22 profissionais. Nos conte a sua experiência de estudar na Faculdade JK/Anhanguera e qual sua opinião sobre o ensino oferecido? Foi bacana, eu participei do Movimento Estudantil e tive contato com alunos de outras faculdades via que as reclamações que agente fazia na faculdade eram as mesmas que os outros estudantes faziam das outras faculdades. A maior insatisfação que eu tinha na JK, que me deixava chateado, era que a faculdade não propunha tantos cursos extracurriculares como nas outras faculdades. E até hoje não tem! Como você obteve experiência de mercado superior a dois anos se você se formou a apenas um ano? Você fez estágio na área de Publicidade? Eu fiz estágios na área de comunicação, mas não foi na área de publicidade. Realizei dois estágios, o primeiro em Assessoria de Comunicação, na Comissão PróConferência, uma organização de várias entidades que “brigavam” para o Governo Federal realizar a Conferência Nacional de Comunicação, estágio entre aspas, porque eu era Assessor de Comunicação, eu que estava em contato com as entidades que eram do movimento, enviando e recebendo informações pra colocar no site. O outro estágio foi na ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância, lá eu trabalhei com monitoramento de mídia, elaborando o clipping com várias matérias relacionado à infância e adolescência e analisando matéria por matéria, para saber o teor da matéria, se falava bem ou mal da infância e adolescência no Brasil, quando fazia referência aos direitos humanos, nós criávamos um trabalho de análise de mídia. Sua experiência como estagiário te ajudou como Publicitário? Você acha importante que os estudantes façam estágio na área? Ajudou muito, principalmente na questão de relações humanas, por ter sido áreas totalmente diferentes do

que eu atuo hoje, o maior aprendizado foi conhecer algo novo que eu não tinha muita visão e principalmente no contato com as pessoas, porque nós trabalhamos com comunicação, seja como Publicitário, Relações Públicas ou Jornalista, o mais importante é saber se relacionar com as pessoas, porque assim você vai saber se relacionar com o seu cliente. Esse trabalho de relacionamento vai transpassar e você aprende a lidar com o seu amigo de sala, pessoas da faculdade e com a sua família, assim fica mais fácil você se relacionar com o cliente, com parceiros, então tudo está dentro das relações humanas. Qual sua opinião sobre o mercado publicitário de Brasília, as oportunidades de trabalho para os recém formados e o nível desses profissionais? Nós temos dois problemas hoje, dois grandes problemas. As faculdades estão formando muitos profissionais, porém sem capacitação, então quando anunciamos vagas de emprego aqui na Xeque-Mate, “chove” de currículos, mas quando analisamos esses profissionais vemos que são totalmente despreparados, além de não ter experiência profissional, não se preocupam em fazer cursos, como da Funyl, SEBRAE e SENAI, acham que tendo só a graduação vai ter uma vaga garantida no mercado de trabalho, mas pelo contrário, só a graduação hoje está te direcionando para o desemprego. Só o conhecimento da faculdade não prepara o aluno para o mercado, por exemplo: uma pessoa gosta da área de criação, mas não sabe mexer em nenhuma ferramenta como o Corel Draw, Photoshop e outras. Às vezes até faz um curso, mas é fraco e conceitualmente não sabe criar nada. Um dos grandes problemas no mercado de Brasília é a falta de profissionais capacitados. O outro grande problema e que esses vários profissionais não capacitados não assumem funções estratégicas e esses profissionais começam a trabalhar de freelancer e “prostituem o mercado”, porque uma campanha em COMUNICA * Junho de 2010

13


Capa

uma agência tem o investimento de vários profissionais em cada área, daí esse profissional faz uma campanha sozinho e bem mais barato, o cliente que não possui um conhecimento mínimo vai achar a campanha maravilhosa. Esse profissional vai cobrar 20% do que uma agência cobraria, e apenas os maiores anunciantes que vão conseguir discernir o resultado do trabalho feito na agência para um trabalho feito por um freelancer. E o anunciante que aceita o trabalho mais barato acaba não tendo o retorno desejado.

falha do cliente e propor a solução para sana – lá. É um grande diferencial que poucas agências têm, não adianta a comunicação ser boa se o restante está ruim.

Você acha importante ter o diploma de publicitário? Já que para atuar no mercado não é necessário ser graduado? É importante ter o diploma, porque a faculdade você te coloca em uma atmosfera de conhecimento que te dá uma bagagem intelectual, maior que a vivência de mercado. No mercado você tem uma série de conhecimentos que você não tem na faculdade, porém com faculdade você tem uma série de conhecimentos que você não vai estudar no mercado, como: teorias da comunicação, análise de um discurso de uma peça publicitária, são conhecimentos que aliados ao conhecimento que você vai ter no mercado de trabalho, vai te tornar um profissional completo, então o cara que é muito bom de mercado, mas não tem uma graduação, pra mim ele não está completo, porque ele não tem esse outro conhecimento, por outro lado, um cara muito teórico que sai da faculdade e não tem vivência de mercado, também está fadado ao fracasso, porque hoje o que se precisa não são profissionais bons, são de profissionais excelentes, existem profissionais muito bons, milhares ruins e poucos excelentes. Se você estiver enquadrado entre os excelentes, você é disputado, você deixa de procurar pra ser procurado.

Quando e como surgiu a idéia de criar a sua própria agência? Na verdade eu nunca quis trabalhar em agência pelo fato dos meus estágios serem a Comissão Pró-Conferência, algo mais sociedade civil organizada e a ANDI que é uma ONG, a minha idéia era abrir uma empresa, mas voltada para o terceiro setor, uma ONG, uma associação ou algo do tipo. A xeque-mate surgiu do “24 Horas de Comunicação”, que nos ganhamos na JK, tinha uma menino que trabalhava aqui na Qualigraff e os donos da Qualigraff queriam abrir uma agência e eles tomaram conhecimento do nosso projeto do 24h e acabaram convidando o nosso grupo pra fazer parte no qual agente entrava apenas com o conhecimento técnico de Publicidade, que eles não tinham e em troca eles faziam o investimento, com o passar do tempo, por inexperiência do grupo inicial, as pessoas foram desistindo por falta de dinheiro e só eu que fiquei. Acabou que seis meses depois a Qualigraff estava endividada e com isso houve um planejamento estratégico para tirar a empresa do buraco. O primeiro cliente foi a prefeitura de Águas Lindas-GO, aí que vimos que a Qualigraff e a agência poderiam continuar juntas, sem precisar abrir falência para a primeira. O primeiro cliente sendo a prefeitura, agente visualizou o que? Que o cliente que agente pega como agência, agente conseguia direcionar todo material gráfico para a Qualigraff, no caso da prefeitura todo material de papelaria, de todas as secretarias foram direcionadas pra a Qualigraff. Deu uma amenizada, muito pouca, mas já conseguimos visualizar que se seguíssemos essa mesma

Em qual área da Publicidade você atua? Por estar na direção da empresa eu tenho que saber de tudo, não só eu, mas é interessante que todo profissional saiba um pouco de tudo, mas o que mais gosto de fazer é planejamento, é pegar o cliente e ir a fundo à história do cliente, conhecer o seu público, seu produto, identificar 14

Junho de 2010 * COMUNICA

Em quais Publicitários você se espelha? Washinton Oliveto; Wagner Fecine, referência na área de agência e de mercado; Adriano Gentil, referência de como conceituar uma campanha; Dani Rabelo, apesar de ser RP, pois para o planejamento tem que ter muita leitura e a Dani é referência nisso, como pesquisadora.


Capa

linha, a parceria entre a agência e a gráfica. a Qualigraff poderia se restabelecer e não precisaria abrir falência. Este trabalho vem sendo feito desde novembro de 2008, e hoje conseguimos reerguer as duas empresas.

A Xeque-Mate possui profissionais habilitados em Relações Públicas ou em Jornalismo? Sim, a agência possui os profissionais de comunicação e também Cientista Político.

Com quais clientes a Xeque-Mate já trabalhou? A agência tem clientes fixos? A prefeitura de Águas Lindas foi o primeiro cliente enquanto agência e reestruturação da Qualigraff. Já trabalhamos com o deputado Dr. Charles e até pouco tempo atrás estávamos trabalhando com o Izalci, trabalhamos na campanha do Rogério Rosso, mas depois que assumiu o governo as ações tiveram que ser paralisadas, porque nem eles tinham noção do tamanho da máquina que eles iriam pegar que era o GDF. Recebemos no dia 19 de junho uma notícia maravilhosa, concorremos e ganhamos a conta da campanha da Eliana Pedrosa de uma agência que atende o Ministério da Saúde, Governo de São Paulo e que está fazendo o site do partido do Democratas. Outro cliente é o Caio Donato, presidente da associação dos feirantes do Shopping Popular. Temos poucos clientes na área do varejo, a maioria é na área política e clientes pequenos, que desejam um site.

Como estão divididos os funcionários da agência? Glauber- Diretor de Arte; Gabriel- Arte Finalista; Nil– Redator; Fabí- Monitoramento de Mídia; Thiago- Coordenação de guerrilha (trabalho com redes sociais, Twitter, Orkut, Facebook e outras), Tátila– recepcionista; Darlan- Diretor de Vendas da Qualigraff.

Qual foi sua maior dificuldade como empresário do mercado publicitário? Foi justamente uma regra do mercado que eu desconhecia, quando você monta uma empresa você ter em média dois anos pro investimento retornar, quando você não tem essa informação você quer que o retorno venha a curto prazo, que seja imediato, e não é assim, principalmente quando se trabalha com publicidade, você tem um alto investimento com estrutura e principalmente com funcionários, então pra ter o retorno do investimento é mais demorado. O mais difícil é reconhecer isso e o retorno está começando agora com fechamento de contratos com clientes potenciais. Com seis meses de empresa houve muitas dificuldades pra conseguir manter a estrutura já montada, já houve dúvida de continuar com o projeto da agência. COMUNICA * Junho de 2010

15


Você Sabia?

Você Sabia que...

Curiosidades do mundo publicitário, como tudo começou, porque o símbolo da Publicidade é um galo, quem é o garoto propaganda mais famoso e duradouro da tv e você sabe a média de anúncios que vimos no horário nobre?

O início de tudo!

Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br

16

Junho de 2010 * COMUNICA

Porque o Símbolo de Publicidade é o Galo?

O galo acorda bem cedo e dá o seu grito antes que todos os outros animais. Ele que canta e faz alarde desde o amanhecer para anunciar o dia. Ele representa o comunicador há várias décadas por ser o grande propagandista do raiar do dia A mesma coisa é com a publicidade. Deve-se anunciar antes e de forma mais eficiente que os concorrentes.” Fonte: www.casadogalo.com.br

imagens: www.tvaudiencia.net e www.sxc.hu

A profissão foi regulamentada em 18 de junho de 1965 pela Lei no 4680 e para fiscalizar seu exercício foi criado o Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária - CONAR - em 1980. Constituído por publicitários e profissionais de outras áreas, o CONAR é uma organização nãogovernamental que visa impedir a propaganda enganosa ou abusiva e promover a liberdade de expressão publicitária. Recebe denúncias de consumidores que se sintam lesados de alguma forma por qualquer propaganda veiculada e as julga através de uma comissão de ética formada por conselheiros da entidade. Quando comprovada a procedência da denúcia, pode recomendar alteração do conteúdo do anúncio ou suspender sua veiculação. Atualmente, Publicidade é um termo que pode englobar diversas áreas de conhecimento que envolvam esta difusão comercial de produtos, em especial atividades como o planejamento, criação, veiculação e produção de peças publicitárias. Mas estudos mostram uma tabuleta em argila encontrada por arqueólogos, a qual continha inscrições babilônicas, anunciando a venda de gado e alimentos, demonstrando que já se utilizava de algum tipo de publicidade na antiguidade. Foi, porém, após a Revolução Francesa (1789), que a publicidade iniciou a trajetória que a levaria até o seu estágio atual de importância e desenvolvimento. Hoje, todas as atividades humanas se beneficiam como o uso da publicidade: Profissionais liberais, como médicos, engenheiros, divulgam por meio dela, os seus serviços; os artistas anunciam suas exposições, seus discos, seus livros, etc…, a própria ciência vem utilizando os recursos da publicidade, promovendo suas descobertas e seus congressos por meio de cartazes, revistas, jornais, filmes, Internet e outros.


Você Sabia?

Os Anúncios no horário nobre Por Paulo Henrique * Aluno do curso de Publicidade e Propaganda UniCeub

Quando estamos assistindo televisão, não percebemos a quantidade de propagandas que são transmitidas durante cada programa, já que grande parte delas passam despercebidas pelo receptor. Apenas quando paramos para analisar o quanto a publicidade está presente nesse meio de comunicação. Algumas propagandas, independente da duração, são facilmente memorizadas. Tal argumento se justifica pelos efeitos visuais e sonoros que compõem o anúncio publicitário, causando um certo efeito no receptor, ou seja, um sentimento, uma emoção, uma reação. Ao assistir ao Jornal Nacional no dia quatro de março de 2008, que teve a duração de 45 minutos, passaram nove propagandas e duas chamadas da emissora, totalizando em 11. Já no Jornal da Band,no dia 12 de março de 2008, que durou 55 minutos, foram 33 anúncios publicitários e três chamadas dos programas da emissora, totalizando em 36 propagandas. Tanto o Jornal Nacional quanto o Jornal da Band obtiveram aproximadamente 30% de toda sua duração em anúncios publicitários com propagandas de 30 segundos em média. Como atualmente o veículo de comunicação mais popular no mundo todo é a televisão, as empresas publicitárias produzem mais tempo fazendo propagandas para ela do que para os outros meios. Em conseqüência disso, a quantidade de anúncios é alarmante.

O garoto propaganda mais duradouro da TV Washington Olivetto é o criador do mais duradouro personagem de toda a história da propaganda nacional, o “Garoto Bom-Bril” (Carlos Moreno). Veja alguns monólogos da campanha: “Para limpar vidros sem riscar, ainda não inventaram nada melhor do que o nosso querido Bom-Bril. Basta a gente pegar Bom-Bril, ir no lugar onde tem vidro e ir passando, passando Bom-Bril no lugar onde tem vidro. O lugar onde tem vidro fica tão limpinho, mas tão limpinho, que a gente nem percebe que tem vidro no lugar onde tem vidro”. “Para lavar copos, nem o Einstein inventaria coisa melhor que Bom-Bril. A gente pode até ter uns copos de geléia, que passando Bom-Bril eles ficam parecendo cristal. E se a senhora tiver de cristal, aí nem se fala: Bom-Bril não risca, deixa os copos transparentes que nem os da rainha da Inglaterra. Um brinde para esse gênio que inventou o Bom-Bril e que, casualmente, é o meu patrão”. Fonte: http://www.alavip.com.br/curiosidades.htm COMUNICA * Junho de 2010

17


Das Antigas

Os famosos

RECLAMES Já percebeu que todos os anúncios dessa revista são propagandas antigas? Pois é, a revista COMUNICA na sua 1ª Edição homenageia a história da Publicidade e mostra aos estudantes a importância da propaganda na história.

A

publicidade vem nos acompanhando a muitas décadas, está presente no nosso dia-a-dia desde a antiguidade. Os anúncios eram conhecidos como reclames, nessa época não existiam recursos de computação gráfica, e a tecnologia existente era a tipografia e litografia, hoje conhecida como offset. A partir do crescimento da indústria, a publicidade foi se aperfeiçoando, deixando de ser apenas informativo, passando a ser persuasivo em suas mensagens. E assim foi-se criando uma concorrência desenfreada chamada de publicidade combativa, na qual se tentava impor um produto. É inegável a evolução da propaganda, o mundo de hoje vive em constantes mudanças e transformações. Para chegarmos a um nível aceitável da publicidade atual, foi preciso um estudo maior da sociedade, e assim passamos por várias etapas, e entre essas etapas muitas propagandas deixaram de ser veiculadas e outras tomaram espaço. A revista Comunica em sua primeira edição homenageia estes publicitários que apesar do pouco recurso tecnológico, mostravam o seu talento, eram 18

Junho de 2010 * COMUNICA

verdadeiros artistas, que deram o melhor de si para mostrar o seu trabalho. Temos a honra de mostrar para vocês alunos um pouco do trabalho de publicitários que marcaram a década. As propagandas atuam de forma impactante perante toda a sociedade desde antigamente, e hoje tomam cada vez mais espaço no mundo. Através dela o público sentirá o desejo de adquirir o produto ou não. A propaganda pode significar o sucesso ou o fracasso de uma campanha, é preciso chamar atenção no primeiro contanto com os seus consumidores. É preciso saber chegar onde o público quer, saber identificar as necessidades deles e como fazer com que os mesmos comprem o produto.A evolução da propagando é como se fosse um retorno ao passado, a cada novidade que surge do decorrer dos anos as propagandas se reinventam, passam por uma adaptação as novas tendências da sociedade. Mesmo com todas essas mudanças a publicidade de hoje ainda segue o mesmo princípio de alguns anos atrás, que é aproveitar todas as oportunidades de mostrar um produto no mercado da maneira que o público deseja.


Das Antigas

Encontramos propagandas dos anos 40, 50 e 60... Algumas são bizarras, outras interessantes, mas percebemos que em todas já existia a técnica de sedução, mesmo que essas fossem tão primárias.

fontes e fotos: http://www.bricabrac.com.br/fset_reclames.htm - http://historiadapublicidade.blogspot.com www.casadogalo.com.br

Não conseguimos encontrar o ano dessa propaganda, provavelmente é dos anos 50 ou 60. De qualquer maneira, a propaganda do Pão Cellophane não deixa de ser esquisita, né!? Essa menina dá medo!

Outra pérola da comunicação! O gracioso porquinho se auto-mutila e ainda está super feliz. No slogan da curiosa propaganda diz: Comer com prazer e satisfação! Que bizarro hein!?

Pra quem não sabe, o remédio melhoral existe desde 1906. A propaganda apesar de simples possui coerência e é até criativa .

Quem nunca ouviu falar na calça FarWest provavelmente vai achar que é só uma marca antiga de calça...Porém a calça Far-West nada mais é do que a nossa boa e velha calça Jeans de todos os dias. A propaganda dos anos 60, vincula a calça com a juventude.

COMUNICA * Junho de 2010

19


Das Antigas

Em uma época em que tudo era mais rígido, as propagandas de antigamente nos surpreendem hoje.

Numa época em que as propagandas de cigarro eram liberadas, valia tudo em nome da venda. Grande exemplo para as crianças... talvez tenha sido a partir dessa propaganda que as crianças começaram a fazer comerciais com cigarros.

Um bebê fazendo propaganda de cigarro. Olha que naquela época tudo era mais rígido, hein!?

Cigarro e jovens, nos velhos tempos esse tipo de campanha ainda funcionava. Jogue fumaça na cara das mulheres e elas vão adorar... Que criativo! Propaganda nem um pouco terrorista, neh!?

20

Junho de 2010 * COMUNICA

Fotos e Fonte: http://www.pitocadearroz.com/propagandas-antigas-politicamente-incorretas

Eles não tinham percebido o poder de observação das crianças, caso contrário, não incentivariam determinadas campanhas. Que gracinha o neném se barbeando...Será que ninguém tinha noção do perigo?


Das Antigas

E finalmente, como não falar das famosas propagandas da Coca-Cola, sempre com muita criatividade e imaginação.

As propagandas eram direcionadas para todas as idades...

...E todas as classes sociais Até 1931, o papai Noel era representado por roupas verdes, mas com uma grande campanha de inverno da Coca-Cola a empresa aproveitou que um cartunista já havia desenhado o bom velhinho de vermelho... Desde então o Noel fez mais sucesso de vermelho do que de verde, graças a campanha da CocaCola.

COMUNICA * Junho de 2010

21


Formandos

Formandos 1º/2010 AA Revista Comunica homenageia os alunos de Publicidade e Propaganda do 7º Semestre da Faculdade JK, que começaram a sua jornada no 1º semestre de 2007, com muito esforço e dedicação chegaram ao final desde percurso e se formam no 1º semestre de 2010. No decorrer da caminhada a turma passou por várias tribulações, que com união e companheirismo superaram essas dificuldades. Apresentamos para vocês alunos, da Faculdade Anhanguera que estão no começo da sua caminhada e que sonham ser grandes publicitários, alguns trabalhos realizados pela turma formanda.

Cliente: Apple Produto: iPod Nano Objetivo da campanha: Manutenção da marca na cabeça dos consumidores. Público-alvo: Primário - jovens de 12 anos, classe ABC. Conceito: Movimento Nosso maior objetivo foi traduzir o que realmente o iPod Nano transmite ao consumidor “movimento”. O Mub será veiculado em shoppings, tem uma interação direta com o público, ao escolher o estilo musical de sua preferência que está em uma das oito cores do iPod, como: música eletrônica, funk, sertanejo, reggae, rock, pagode, MPB ou POP, ao apertar o botão que fica ao lado de cada iPod, além de você ouvir sua preferência musical os bonequinhos dançam o estilo da música. Planejamento, campanha e Texto: Danúbia Nascimento, Karla de Paula, Loyanne Monteiro e Marina de Freitas.

Cliente: Änima(cliente real) Produto: Änima - Periodo de matrículas Objetivo da Campanha: Conquistar novos alunos no período de matrícula. Conceito: Compromisso. Planejamento: Priscilla Ribeiro, Luciana Pinheiro, Damiana e Cristiane Pitanga. Direção de Arte: Luciana Pinheiro. Texto: Priscilla ribeiro

COMUNICA * Junho de 2010

23


Formandos Cliente: Fictício Briefing: Produzir e criar uma logomarca; Criar a campanha utilizando algumas mídias – no mínimo 3 das que foram oferecidas. A campanha precisa ter o foco para o lançamento do produto no Brasil. O target seria pessoas com uma renda bem estável, público A e B. Planejamos criar peças com cores e ambientes que transmitam luxo e ao mesmo tempo simplicidade, usando o conforto através da imagem do produto. Conceito: Designer com conforto Abordagem: Desdobrar o uso do produto Planejamento - Campanha: Danielle Farias e Raquel Sotero Redação: Danielle Farias Criação da Logomarca: Raquel Sotero Design Gráfico: Danielle Farias

Rinosoro Cliente: Farmasa. Produto: Rinosoro gotas 30ml.Objetivo: Aumento de 10% das vendas do produto em sua versão Gotas de 30ml. Conceito: Facilidade Abordagem: Humor Justificativa: Um desentupidor foi anexado na estrutura do MUB de forma que o público possa ter contato e interaja. Planejamento: Thiago William, Giselle de Carvalho, Priscilla Ribeiro e Rafaella Gonzalez Direção de Arte: Thiago William Redação: Thiago William Redação/Spot: Giselle de Carvalho, Priscilla Ribeiro e Rafaella Gonzalez

Briefing: A Via Sexy irá fazer uma promoção para comemorar o dia das crianças. De 15 de Setembro a 12 de outubro, todos os produtos estarão com desconto de 15%. Público-alvo: Jovens entre 18 e 35 anos, classe ABC, moradores do Plano Piloto e satélites próximas. Conceito: Presentes Eróticos Abordagem: Presente para Adultos Planejamento: Silas Lemos, Diuliano, Álvaro Rodrigues e Diego Costa Design Gráfico: Diego Costa e Álvaro Rodrigues

24

Junho de 2010 * COMUNICA


Formandos

Retrospectiva dos Formandos

Danúbia e Marina 2007-labirinto de comunicação

2007- A turma completa

Laís e Antônia 2009- Aula do Picarelli

2007- A Saga da Dona Baratinha

2007- A Saga da Dona Baratinha 2008-Viagem ao Projac

2010-Reta Final

COMUNICA * Junho de 2010

25


Publicitárias e Amigas Alunas, Danúbia Nascimento, Loyanne Monteiro e Marina de Freitas estão juntas desde o 1° semestre de 2007, e com muita força de vontade terminam mais uma etapa de muitas conquistas que estão por vir. Tornaram-se grandes amigas e que juntas passaram por muitas dificuldades no decorrer de cada ano, mas não desanimaram, já compartilharam momentos de aflição, angústia, desespero, cada uma com seu jeito de ser, personalidades diferentes, mas que sempre se deram bem. Sabem que a luta não foi em vão, e hoje estão aqui para mostrar que valeu a pena cada momento vivido, e agarraram todas as oportunidades que lhes foram fornecidas, e souberam aproveitá-las da melhor forma possível. Para voar é preciso ter asas, mas mesmo sem elas podemos chegar aos pontos mais altos do mundo. (Jeferson S.C.) 26

Junho de 2010 * COMUNICA



Revista Comunica