Page 1

PORTFÓLIO NICOLE FILIPINI Arquitetura e Urbanismo


Estudante de graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo desde 2015 e Bacharela em Química pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo desde 2014. Após sua graduação em química descobriu que sua paixão era a arquitetura e, principalmente, a criação de espaços melhores. Muito determinada no que deseja e sempre focada. Trabalhou em sua pesquisa com o grupo de Conforto Ambiental da FAU-USP, mais detalhadamente na área de ergonomia em espaços internos. Também foi selecionada para apresentar trabalhos com o Laboratório de Conforto Ambiental e Eficiência Energética (FAU-USP) na Universidade de Westminster (FABE-UoN) em Londres em 2017.


CONTEÚDO 01

EDIFÍCIO ROOSEVELT

05

Projeto de habitação multifamiliar

02

HABITAÇÃO FREGUESIA

13

Projeto de HIS

03

PADDING’S HOUSING

21

Projeto com enfoque no desempenho energético

04

CASA DE CULTURA RIO PEQUENO

33

Projeto de equipamento cultural

05

FOTOGRAFIAS

41


NICOLE FILIPINI nicole.filipini@usp.br (11) 97692-3138 lattes.cnpq.br/0003885145383884

07.06.1993 São Paulo - SP

FORMAÇÃO 2015

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo USP Arquiteta e Urbanista Previsão de conclusão: dez. 2019

2011 - 2014

Instituto de Química USP Bacharela em Química

2008 - 2010

Colégio Rio Branco Ensino Médio

ATIVIDADES ACADÊMCIAS 2017 - 2018

2017

2016 - 2017

Avaliação Ergonômica dos novos edifícios residenciais e comerciais, e comparação com edifícios ícones modernistas de São Paulo. Projeto de Pesquisa de Iniciação Científica financiada pela FAPESP (Conforto Ambiental) O projeto consiste em um estudo das tendências atuais dos edifícios residenciais e comerciais da cidade de São Paulo buscando entender sua tipologia e mudanças. Foi feita uma avaliação ergonômica dos edifícios atuais de usos residencial e comercial comparando-os com os edifícios modernistas avaliados na primeira pesquisa. O objetivo secundário visou entender as inter-relações da ergonomia com outras áreas do conforto ambiental (iluminação, térmica e acústica) e auxiliar no entendimento do desempenho global dos edifícios. FAB FEST’17 - POP UP CITY Evento de Design FAB FEST é uma competição de design e criação de uma semana, organizada pelo Laboratório de Fabricação da Faculdade de Arquitetura e Ambiente da Universidade de Westminster. Participam designers e estudantres de todo o mundo para visualizar e construir um pavilhão com suas ideias sobre arquitetura e cidade. Latitudes Global Studio 2017 Projeto de Extensão Projeto de colaboração entre a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (USP) e o curso de mestrado em arquitetura da Universidade de Westminster (FABE-UoN). O projeto visou a exploração de projetos com foco nas mudanças climárticas em diferentes contextos geográficos, criando novas ideias para viver e trabalhar. Foram realizadas reuniões e workshops durante o processo e uma apresentação final dos projetos desenvolvidos pelos alunos. | Apresentação do projeto no workshop final em Londres (julho 2017).


2016 - 2017 Avaliação Ergonômica de Edifícios Ícones da Arquitetura Modernista Brasileira, em São Paulo, produzida entre 1930 e 1964: Áreas Internas. Projeto de Pesquisa de Iniciação Científica financiada pela FAPESP (Conforto Ambiental) Esta pesquisa realizou a avaliação ergonômica de edifícios ícones da arquitetura modernista brasileira, localizados na cidade de São Paulo, produzidos entre 1930 e 1964, de uso comercial e residencial. Foi feita uma avaliação ergonômica dos edifícios para entender as inter-relações da ergonomia com outras áreas do conforto ambiental (iluminação, térmica e acústica) também avaliando as adaptações dos usuários em busca de maior funcionalidade para seu morar e trabalhar. | Apresentação da pesquisa em reuniões do Projeto Latitudes 2017. 2012 - 2014

2014 2011 - 2013

Efeitos do meio sobre as propriedades fotofísicas de 4-hidroxitiazóis. Projeto de Pesquisa de Iniciação Científica financiada pela FAPESP (Química Orgânica) Apresentação da pesquisa na 37ª Reunião Anual da SBQ em Natal (maio 2014). Básico em Organização de Eventos Curso Senac Organização da Semana da Química Cargos: Diretoria e Organização

ÁREAS DE INTERESSES Projeto Arquitetônico Estudo de Layout Design de Interiores Análise de Conforto Ambiental Material de Divulgação

HABILIDADES E IDIOMAS Inglês (avançado) Francês (intermediário) Autodesk AutoCAD Autodesk Revit SketchUP V-Ray Adobe Illustrator Adobe Photoshop Adobe InDesign QGIS Pacote Office


01 EDIFÍCIO ROOSELVELT Localização: São Paulo Projeto Individual: 2º semestre 2016 Orientador: Álvaro Puntoni Projeto de habitação multifamiliar em um terreno localizado no bairro da Consolação, no centro de São Paulo. Esse projeto foi realizado para a disciplina de Projeto II. Foi proposto um edifício de uso misto, em que o térreo possui uso comercial e os pavimentos superiores residencial. (Duração do projeto: 1 semestre)

01 Edifício Roosevelt

5


Mapa sem título Camada sem título

Cidade: São Paulo

6

01 Edifício Roosevelt

Bairro: Co


6 (Foto retirada da internet)

onsolação

01 Edifício Roosevelt

7


O terreno proposto na disciplina encontra-se em uma esquina na Rua Nestor Pestana, tendo um lado voltado para a Praça Roosevelt. Está em uma regão central da cidade, onde muitos jovens e famílias menores procuram espaços para morar. O projeto teve como princípios a iluminação e ventilação cruzada em todo o apartamento. Foram feitos dois tipos de apartamentos, ambos duplex, com um mezanino e janelas altas na fachada principal para aproveitar melhor a insolação visto que é um apartamento profundo. Um dos apartamentos possui somente um dormitório enquanto o outro possui dois dormitórios e um espaço de escritório. Isso foi pensado para abranger uma maior variedade de usuários nesse local. O térreo foi pensado como uma praça entre os dois blocos do edifício, tanto para uso público, como também espaços complementares para os serviços que se instalarem nos espaços comerciais. Também foram aproveitadas as empenas já existentes dos edifícios ao fundo para a localização do bloco de circulação vertical e da pequena praça elevada criada em cada andar principal. Essa praça seria de uso privativo dos moradores e encontra-se virada para a Praça Roosevelt e para a vista da cidade.

8

01 Edifício Roosevelt


N

PLANTA TIPOS - 1º PAV.

2º PAV.

01 Edifício Roosevelt

9


ELEVAÇÃO FRONTAL

FACHADA PÇA ROOSEVELT

4 1

4

1

1

1

1

3 8 9 7

5

8 7

N

N

PLANTA TÉRREO

10

9

6

8

N

N PLANTA TÉRREO - 2º PAV.

01 Edifício Roosevelt

6

6

7 7

2


1. Serviços 2. Praça externa 3. Jardim 4. Escada e elevadores 5. Bicicletário 6. Portaria 7. Bar 8. Banheiro 9. Copa/Cozinha 10. Sala 11. Lavanderia 12. Praça Elevada 13. Dormitório 14. Escritório FACHADA INTERNA

FACHADA FUNDOS

10 10

9

8 11

14

8 11 9

13

8

14 12

13

8 11

N

PLANTA APARTAMENTOS - 1º PAV.

N

1

N

9

1

8 11 10

8

13

9

4

13

2

2

3

3

4

4

5

5

10

8

13

4

13 8

N PLANTA APARTAMENTOS - 2º PAV.

01 Edifício Roosevelt

11


B

B


02 HABITAÇÃO FREGUESIA Localização: São Paulo Projeto em grupo: 1º semestre 2017 Orientadora: Marta Bogéa Projeto de habitação social em um terreno localizado no bairro da Freguesia do Ó. Esse projeto foi realizado para a disciplina de Projeto III. Foi proposto um conjunto de edifícios de uso misto, em que o térreo possui uso comercial e os pavimentos superiores residencial. (Duração do projeto: 1 semestre)

02 Habitação Freguesia

13


Mapa sem título N

Camada sem título

Cidade: São Paulo

14

02 Habitação Freguesia

Bairro: Freg


N

N

N

(Foto retirada da internet)

guesia do Ó

02 Habitação Freguesia

15


A disciplina propôs dois terrenos conjuntos, cortados por uma rua, com uma topografia bastante acentuada. A proposta está ligada a um futuro projeto de transposição localizado ao lado do terreno e do edifício proposto. Desse modo, foi planejado um edifício com a fachada principal voltada para essa praça onde haveria a transposição e uma cobertura acessível como uma espécie de mirante no bloco do meio que se aproveita do desnível para a vista da cidade e da Marginal Tietê. Nesse projeto de habitação foram propostas duas tipologias de apartamentos, de um dormitório (nos dois blocos mais baixos) e três dormitórios (no bloco mais alto). Todos os apartamentos são modulares e com uma parede toda envidraçada ao Leste. No lado Oeste encontram-se o corredor de acesso e os blocos de circulação vertical. Nos térreos foram planejados comércios voltados para a praça que atendam ao público local. Tamém foi separada uma área de bicicletário visto que o edifício não possui garagem, incentivando o uso de outros meios de transporte.

16

02 Habitação Freguesia


PLANTA TIPO 1

PLANTA TIPO 2

N

ELEVAÇÃO SUL

02 Habitação Freguesia

17


N

N

B

C

D

N

E

B

C

D

N

E

B

C

D

N

E

C

C

1

2

3

4

4

5

5

5

5

6

6

6

6

7

7

7

7

8

8

8

8

8

9

9

9

9

9

10

10

10

10

B

PAV 1

C

D

E

E

E 10

D

4

D

4

A

18

3

PAV 2

PAV 3

02 Habitação Freguesia

PAV 4 A 6

PAV 7

B


C

D

N

E

1

B

C

D

N

E

1

B

C

D

N

E

1

B

C

D

N

E

B

C

D

E

1

2

2

2

2

3

3

3

3

4

4

4

4

5

5

5

5

6

6

6

7

7

7

8

9

10

PAV 8

PAV 9 E 10

PAV 11

02 Habitação Freguesia

PAV 12 A 15

19


Mapa sem Camada sem título

03 PADDING’S HOUSING Localização: Londres Projeto em grupo: 1º semestre 2017 Orientadoras: Joana C. S. Gonçalves e Roberta C. K. Mülfarth Projeto de habitação multifamiliar em um terreno localizado em Londres. Esse projeto foi realizado para a disciplina de Edifício Ambiental. Foi proposto um edifício residencial que tenta explorar o melhor desempenho na questão ambiental. Este projeto foi apresentado no 2º Workshop do Projeto Latitudes 2017. (Duração do projeto: 1 semestre)

03 Padding’s Housing

21


ulo

Cidade: Londres

22

03 Padding’s Housing

Bairro: Pa


(Foto retirada da internet)

addington

03 Padding’s Housing

23


O projeto da Padding’s Housing foi realizado em um terreno na região de Paddington, em Londres. Uma área residencial, onde nosso edifício se encaixa com o entorno pelo gabarito ao dar continuidade aos existentes quando se encosta ao outro edifício, ao mesmo tempo que se destaca por seus materiais, brises e aberturas. O foco maior do projeto foi a análise do desempenho ambiental. Durante todo o processo de planejamento foram pensadas aberturas adequadas para cada fachada, considerando que está localizado no hemisfério Norte com clima frio, a melhor inclinação para a fachada principal de modo que se aproveitasse a melhor radiação solar, o tipo de parede e isolamento que controle a térmica interna e o layout interno para não haverem conflitos de tarefas e espaços. Assim, o produto desse trabalho gerou um pequeno edifício residencial de 4 pavimentos (térreo + 3) em que o primeiro andar são apartamentos maiores focados na acessibilidade para deficientes e idosos. Os demais pavimentos possuem apartamentos de um ou dois dormitórios para poder atender diferentes tipos de usuários. Nas janelas foram colocados brises externos móveis que se adaptam à inclinação solar. As lajes das varandas são separadas das lajes principais para garantir o isolamento térmico interno. Após o término, este foi apresentado para o grupo de alunos de mestrado da Universidade de Westminster no 2º Workshop do Projeto Latitudes 2017.

24

03 Padding’s Housing


03 Padding’s Housing

25


26

03 Padding’s Housing


03 Padding’s Housing

27


PLANTAS COM ESTUDO DE ERGONOMIA A

A

B

B

B

B

A

A 0

1

2

3

4

5m

0

PAV. 1

TÉRREO

28

03 Padding’s Housing

1

2

3

4

5m


A

A

B

B

B

B

A

A 0

1

2

3

4

5m

0

PAV. 2

1

2

3

4

5m

PAV. 3

03 Padding’s Housing

29


30

03 Padding’s Housing


03 Padding’s Housing

31


04 CASA DE CULTURA RIO PEQUENO Localização: São Paulo Projeto Individual: 2º semestre 2017 Orientador: Ângelo Bucci Projeto de uma casa de cultura em uma área carente de equipamentos na zona Oeste de São Paulo realizado para a disciplina de Projeto IV. A proposta possui espaços para atividades culturais e espaços de estar integrados com a rua. (Duração do projeto: 1 semestre)

04 Casa de Cultura Rio Pequeno

33


Cidade: São Paulo

34

04 Casa de Cultura Rio Pequeno

Bairro: Rio


(Foto retirada da internet)

o Pequeno

04 Casa de Cultura Rio Pequeno

35


A Casa de Cultura do Rio Pequeno é um projeto que procura criar um espaço de atividades culturais e de estar para a população do seu entorno, principalmente para dar oportunidades a quem habita a favela São Remo, próxima ao terreno. A região tem carência de espaços como este e está localizada em um ponto forte com corredores de ônibus na Av. Rio Pequeno. O edifício possui 4 salões de atividades internas (biblioteca, apresentações, oficinas e área de exposições), uma cobertura para atividades extras e um deck no térreo para atividades externas que podem ser vistas direto por quem caminha pela rua. Os salões são todos envidraçados permitindo a visibilidade de quem está dentro ou fora do espaço e o controle da iluminação é feito por meio de persianas internas, onde for desejado. O térreo é permeável e com mesas e cadeiras criando um espaço de estar, espera e visual para o córrego que futuramente seria revitalizado. Ainda pensando no córrego limpo, há um mirante no último pavimento que possibilita a vista para o mesmo e para o entorno, que possui gabarito baixo (até 3 pavimentos, em média). A estrutura do edifício foi planejada toda exposta. Treliças metálicas em duas das fachadas estruturam o grande bloco de salões com ajuda de vigas metálicas e criam um desenho leve na fachada. Enquanto as lajes do edifício e a estrutura do bloco de serviços são feitas em concreto aparente.

36

04 Casa de Cultura Rio Pequeno


ELEVAÇÃO SUDOESTE

ELEVAÇÃO SUDESTE

N

04 Casa de Cultura Rio Pequeno

37


N

SUBSOLO

PAV. 1

N

PAV. 3

38

PAV. 4

04 Casa de Cultura Rio Pequeno


N

N

PAV. 2

N

N

COBERTURA

04 Casa de Cultura Rio Pequeno

39


05 FOTOGRAFIAS

05 Fotografias

41


42

05 Fotografias


05 Fotografias

43


44

05 Fotografias


05 Fotografias

45


NICOLE FILIPINI nicole.filipini@usp.br

Portfólio Nicole Filipini  

Aluna de graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.

Portfólio Nicole Filipini  

Aluna de graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.

Advertisement