Page 1

05 a 18 de Fevereiro de 2018

CELEBRAÇÕES

06 DE JANEIRO - TERÇA-FEIRA - Adoração Eucarística e Celebração da Palavra 09 DE FEVEREIRO - SEXTA-FEIRA - Não há Eucaristia 10 DE FEVEREIRO - SÁBADO - 19H30 Maria Arminda Rocha, mc. Confraria de S. Francisco Maria Conceição Barroso, mc. Amiga Maria Glória M. Faria e marido, mc. filhas (aniversário) Paulino Ferreira da Costa e esposa, mc. filho Fernando 11 DE FEVEREIRO - DOMINGO - 10H30 - VI DOMINGO T. COMUM Balbina de Sá Cardoso e pais, mc. Beatriz Adriano Fontes de Sá e esposa, mc. filho e família António Oliveira e esposa Arminda Costa Fontes e família, mc. filha Augusta Avós de Joaquim Fernando, mc. Joaquim Fernando David Sousa Neves e esposa, mc. filha Olinda Deolinda Tinoco e filho Manuel Basílio, mc. Manuel Pinto (aniversário) Joaquim Azevedo, mc. família José Silva e esposa, mc. filho Manuel Manuel Caetano, mc. filhos (aniversário) Manuel Queirós, mc. Manuel Costa (aniversário) Manuel Sampaio Costa, mc. pais Maria Isaura Costa e Silva, mc. marido (aniversário) Júlia Silva Pereira Gomes, mc. família 13 DE JANEIRO - TERÇA-FEIRA - 19H00

AVISOS

Comunidade Paroquial de Esmeriz - Reunião da Conferência Vicentina: será no dia 05, segunda-feira, pelas 21h00. - Adoração Eucarística: no dia 06, terça-feira haverá um tempo dedicado ao Santíssimo Sacramento, das 20h30 às 21h15, orientado para toda a comunidade paroquial pelos elementos do Grupo de Zeladoras e Limpeza, Fraternidade Escutita e Agrupamento. Depois segue-se a celebração da Palavra, não havendo Eucaristia. - Reunião de Pais da Catequese: será no dia 09, sexta-feira, às 21h00, no salão paroquial. - Cobrança dos Anuais do Sagrado Coração de Jesus: um grupo de pessoas andará pelas portas a cobrar os anuais do Sagrado Coração de Jesus. - Peditório para as Flores do Lausperene: um grupo de pessoas percorrerá as casas da paróquia no peditório para as flores do Sagrado Lausperene. - Peditório para a Universidade Católica: o peditório das Eucaristias do próximo Domingo destina-se a ajudar a Universidade Católica Portuguesa. - Reunião do Conselho Económico: será no dia 15, quinta-feira, sàs 21h15.

de IRS referentes ao ano 2017 poderá procurá-los no escritório paroquial ou junto de algum elemento do C. Económico. - Centro Social e Paroquial de Esmeriz: ao preencher o seu IRS pode escolher uma Instituição de Solidariedade Social para entregar 0,5% do imposto que paga ao Estado. Se o fizermos podemos ter a certeza que parte dos nossos impostos estão a ser aplicados em verdadeiras causas sociais. Assim, gostávamos de o(a) convidar para ao preencher o seu IRS, no quadro 9 do Anexo H, escrever o número de contribuinte do Centro Social da Paróquia de Esmeriz (5 0 2 6 0 2 3 7 6) e desta forma apoiar a nossa instituição na concretização das suas atividades de solidariedade social. Com essa indicação, é entregue ao Centro Social 0,5% do seu IRS, sem alterar em nada os seus benefícios fiscais, pois o imposto a pagar e o montante a ser reembolsado por si nunca serão alterados. A sua ajuda é um gesto simples, mas muito importante para a instituição de solidariedade e sem fins lucrativos. É apenas um pequeno gesto de grande solidariedade! - Ausência do Pároco: de 06 a 09 de Fevereiro, estarei no 12º Campeonato Europeu de Futsal de padres, (na Itália). Assim, para qualquer eventualidade, poderão tratar com algum elemento do cons. económico, com o sacristão e com o P.e Isaac.

14 DE FEVEREIRO - QUARTA-FEIRA - 20H30 - CINZAS (INÍCIO DA QUARESMA) Honra de Nossa Senhora da Boa Viagem, mc. Ana Alves Manuel Silva Borges, mc. filho Serafim

- 2ª Recolecção de Catequistas do Arciprestado: será no dia 16, sexta-feira, às 21h15, na Antiga Matriz

Serviço dos Altares: - VI DOMINGO DO T. COMUM Leitores: A; Acólitos: A (sábado) e C(Domingo)

16 DE FEVEREIRO - SEXTA-FEIRA - 19H00

- Festa do Pai-nosso: será no dia 18, Domingo, às 10h30, na Eucaristia.

Serviços de Limpeza: Salão: Souto e Cerqueda; b) Igreja - Liliana Mourão, Conceição Sampaio e Fátima Ferreira.

17 DE FEVEREIRO - SÁBADO - 19H30 José Gonçalves Silva, mc. Confraria de S. Francisco de Assis (30.º Dia) Augusto Lopes Serrano, mc. filho (aniversário) Deolinda da Silva Tinoco e filho, mc. Bina (aniversário) Honra de S. Bento, mc. Beatriz Joaquim Costa Ferreira e filho, mc. filha Beatriz (aniversário) José Joaquim Silva e esposa, mc. família (aniversário) Manuel Rodrigues Carvalho, esposa e filhos, mc. filha Luísa Maria da Glória Silva Sampaio e marido, mc. filha Conceição (aniversário) Manuel Correia, mc. filha Maria do Carmo (aniversário) 18 DE FEVEREIRO - DOMINGO - 10H30 - VII DOMINGO T. COMUM Balbina Sá Cardoso e pais, mc. Família Abílio Morais da Silva e esposa, mc. filha Ana Alexandrina Ribeiro Faria e marido Aniceto, mc. filha Conceição António Oliveira e esposa Arminda Silva Marques e marido, mc. filha Fernanda (aniversário) Balbina Sá Cardoso e pais, mc. família Bernardino Pereira e Maria Adelina, mc. filhas, genros e netos Cândida Alves Morais e marido, mc. filha Conceição (aniversário) Joaquim Costa Fontes e Sá, mc. Confraria N.ª Sr.ª da Conceição Joaquim Manuel Martins, mc. família (aniversário) Leandro Costa Silva, mc. família Manuel Ferreira Barbosa e esposa, mc. António Barbosa (aniversário) Maria Emília Pereira e marido, mc. filhos Deolinda Azevedo Mendes, mc. família (aniversário)

de Famalicão.

- Angariação de fundos: a Catequese irá realizar uma angariação de fundos no dia 18, Domingo com uma feira de bolos. Desde já, agradece toda a generosidade. - Oferta Paroquial/Direitos Paroquiais: durante o mês de Fevereiro, as pessoas poderão entregar a sua oferta, relativa ao ano 2018, no serviço de atendimento de escritório ou na sacristia no final das Eucaristias. Obrigado, desde já, a todos pela contribuição. - Recibos de IRS: quem desejar recibos da paróquia

- VII DOMINGO DO T. COMUM Leitores: Catequese; Acólitos: B (sábado) e D(Domingo) Serviços de Limpeza: Salão: Esquinheira; b) Igreja Fátima Silva e Augusta Faria. Serviço de Atendimento - Cartório: no dia 09, sextafeira, não haverá atendimento; no dia 10, sábado, das 10h00 às 12h30; no dia 16, sexta-feira, das 17h30 às 18h45 e no dia 17, sábado, das 10h00 às 11h00.

«PASSOS DE ESPERANÇA»

CAMINHADA QUARESMA||PÁSCOA’18

O que nos possibilita o Tempo da Quaresma e da Páscoa? São 96 dias para dar “Passos de Esperança”. Este tempo que é um grande caminho far-se-á passo a passo e exigirá um duplo movimento resumido em dois verbos que revelam duas atitudes: libertar para uma maior adesão a Jesus Cristo; e caminhar para prosseguir no anúncio feliz da Ressurreição. Daí que o tema desta caminhada seja “Passos de Esperança: Libertar para Caminhar”. Este ciclo litúrgico permite-nos mergulhar no drama tenso e intenso do mistério central da fé cris-

tã: a Paixão, a Morte e a Ressurreição do Senhor. O Papa Francisco, na sua primeira exortação apostólica “Evangelii Gaudium”, afirmou: “A ressurreição de Cristo produz por toda a parte rebentos deste mundo novo; e, ainda que os cortem, voltam a despontar, porque a ressurreição do Senhor já penetrou a trama oculta desta história; porque Jesus não ressuscitou em vão. Não fiquemos à margem desta marcha da esperança viva!” (EG 278). Em plena sintonia com o Magistério, vivemos, como Igreja Diocesana, um plano pastoral dedica-


do à esperança, um triénio no qual se faz desta virtude teologal o tema e o lema central do nosso caminho. A proposta que aqui se apresenta coloca cada um nessa “marcha da esperança viva” (EG 278). Essa marcha, esse caminho requer os nossos passos pequenos, mas firmes. É bem certo que ninguém demasiadamente carregado é capaz de fazer o caminho, por mais pequeno que seja. Nesse sentido, o tempo da Quaresma, a primeira parte da caminhada, pede-nos esse exercício de libertação dos pesos e dos pecados que dificultam (quantas vezes até impedem) o nosso caminhar! É o tempo da viagem ao interior, para

pôr a “mão na consciência”, para ousar a conversão, a metanoia, para mudar e deixar moldar o coração pelo Senhor, para aderir a Ele de verdade. Libertos dos pesos e dos pecados, será possível fazer da Páscoa e do Tempo Pascal como que um grande “compasso”, de anúncio jubiloso e festivo da Ressurreição do Senhor que é “a razão e o motor da nossa esperança” (Tolentino Mendonça). O “calçado” apropriado para este tempo confirma o belo dizer deste padre e poeta: “os crentes (...) vivem na esperança. Habitando desse modo o tempo vivem como deslocados, em movimento, em trânsito pascal, em saída”.

O Evangelho de hoje resume a missão de Jesus: Ele veio para levantar os homens feridos no seu corpo e no seu espírito. Se pegou na mão da sogra de Pedro, quis atingir a mão de tantos estropiados da vida que se apressavam no seu caminho. Ele veio, com o seu exemplo, dizer-nos que somos chamados a entrar em relação com Deus: “A glória de Deus é o homem vivo, a vida do homem é a visão de Deus» ”, dizia S. Ireneu. Se Jesus Se retira para um lugar deserto, não é para fugir do mundo, mas para falar do mundo a seu Pai. Ele proclama a Boa Nova. Ora, qual é esta Boa Nova senão a libertação da humanidade e a glória de Deus? Não é um exemplo que Jesus nos dá: estender as mãos aos nossos irmãos em humanidade e, ao mesmo tempo, erguer os olhos para Deus na oração? Missão e contemplação não se opõem, pelo contrário completam-se e enriquecem-se mutuamente.


05 a 18 de Fevereiro de 2018

CELEBRAÇÕES

08 DE FEVEREIRO - QUINTA-FEIRA - Adoração Eucarística e Celebração da Palavra 10 DE FEVEREIRO - SÁBADO - 17H00 Balbina Araújo Abreu, marido e filho Adriano, mc. filho Joaquim Camilo Alves Moreira da Costa, mc. pessoa amiga Familiares da Casa de Boamense, mc. Casa de Boamense Familiares falecidos de Maria C. Silva, mc. Maria C. Silva Francisco Barbosa Ramos e esposa, mc. filho Serafim (aniversário) Manuel da Silva Granjo, esposa e filhos Manuel Queirós, mc. esposa e filhas (aniversário) Matilde Alves Machado, mc. Luís Machado Nelson Filipe, mc. pais 11 DE FEVEREIRO - DOMINGO - 09H30 - VI DOMINGO T. COMUM Manuel Gonçalves e esposa, mc. Filho José João Borges Sousa e esposa, mc. Adosinda Bernardino Alves SIlva e esposa, mc. Família Amélia Machado e família, mc. filho José (aniversário) Américo Dinis Moreira e Júlio Marcus, mc. esposa e filho Augusto Alves da Silva, mc. família Beatriz Ferreira Carvalho, mc. filhos (aniversário) David Bezerra e esposa, mc. filhos Delfina Silva, mc. filho Eduardo Ferreira e esposa, mc. Palmira Borges (aniversário) Francisco Costa, esposa e filhos, mc. filho (aniversário) Irmãos vivos e falecidos da Confª Nossa Senhora da Assunção, mc. Confª Nossa Senhora da Assunção Jacinto Moreira, esposa e filho David, mc. filha Albina Luís Oliveira Osório, mc. filha Luísa (aniversário) Manuel Joaquim M. Sousa, pais e sogros, mc. esposa Maria Augusta Silva e Sá e família, mc. marido Maria José Gonçalves Ferreira e marido, mc. filho Camilo Professora Maria Cristina Machado Osório, mc. marido Sogro de Domingos Carvalho, mc. Ana Fernandes (aniversário) 14 DE FEVEREIRO - QUARTA-FEIRA - 19H45- CINZAS (INÍCIO DA QUARESMA) Adriano Abreu Ferreira Gomes, mc. irmãos (aniversário) Augusto da Costa Gonçalves, mc. filho Joaquim (aniversário) Manuel Osório Carvalho, mc. filha 15 DE FEVEREIRO - QUINTA-FEIRA - 19H0 Almas do Purgatório Familiares da Casa de Boamense, mc. Casa de Boamense 17 DE FEVEREIRO - SÁBADO - 17H00 António Gomes e família, mc. esposa (aniversário) Augusto Carneiro Gomes e família Joaquim Ribeiro, filho, pais e sogros, mc. esposa Manuel Cardoso Vilas Boas, mc. esposa e filhos Manuel Reis Couto e esposa, mc. filhos Maria Amélia Carvalho Faria, mc. irmã Isabel (aniversário) 18 DE FEVEREIRO - DOMINGO - 09H30 - VII DOMINGO T. COMUM Alberto Gomes Costa e esposa, mc. filhos Ana Alves Gil, Adelino Moreira da Costa e filho Camilo, mc. filha Ermelinda (aniversário) António da Costa e Sá e esposa, mc. Casa de Aldeia António Sousa Marques e esposa, mc. filhos e netos (aniversário) Aprízio Sá Costa, mc. António Pereira Costa

Augusta Gonçalves Sousa, mc. família (aniversário) Bernardino Salgado Araújo e esposa, mc. filha, genro e netas Camilo Gonçalves Ferreira, esposa, filho Joaquim e neto Hilário José Sousa e esposa, mc. família Ilda Machado Osório Cerejeira Marques, mc. marido e filhos Irmãos vivos e falecidos da Confraria do Sagrado Coração de Jesus, mc. C. S. Coração de Jesus José Maria Araújo Correia Amado, mc. cunhado Avelino Palmira Alves Carneiro, Rosa C. Mendes, pai, marido e sobrinho, mc. filha (aniversário) Rita Juliana A. Costa, mc. pais e irmão

AVISOS

Comunidade Paroquial de Cabeçudos

- Adoração Eucarística: no dia 08, quintafeira haverá um tempo dedicado ao Santíssimo Sacramento, das 20h30 às 21h15, orientado para toda a comunidade paroquial pelos elementos do Grupo de Jovens. Depois segue-se a celebração da Palavra, não havendo Eucaristia. - Reunião de Pais da Catequese: será no dia 10, sábado, pelas 18h00, no salão paroquial. - Peditório para a Universidade Católica: o peditório das Eucaristias do próximo Domingo destina-se a ajudar a Universidade Católica Portuguesa. - 2ª Recolecção de Catequistas do Arciprestado: será no dia 16, sexta-feira, às 21h15, na Antiga Matriz de Famalicão.

no serviço de atendimento de escritório ou na sacristia no final das Eucaristias. Obrigado, desde já, a todos pela contribuição e generosidade. - Ausência do Pároco: de 06 a 09 de Fevereiro, estarei no 12º Campeonato Europeu de Futsal de padres, (na Itália). Assim, para qualquer eventualidade, poderão tratar com algum elemento do cons. económico, com o sacristão e com o P.e Isaac. - Convívio/baile de Máscaras: o CAJADA vai realizar um convívio, com início às 14h00 do dia 17/02 no juncal , seguido as 20h30 de um baile de máscaras. Toda a população está convidada a participar.

- Festa do Pai-nosso: será no dia 17, sábado, às 17h00, na Eucaristia.

Serviço dos Altares: - VI DOMINGO DO T. COMUM Leitores: E; Acólitos: E.

- Recibos de IRS: quem desejar recibos da paróquia de IRS referentes ao ano 2017 poderá procurá-los no escritório paroquial ou junto de algum elemento do Cons. Económico.

- VII DOMINGO DO T. COMUM Leitores: F; Acólitos: F.

- Oferta Paroquial/Direitos Paroquiais: durante o mês de Fevereiro, as pessoas poderão entregar a sua oferta, relativa ao ano 2018,

Serviço de Atendimento - Cartório: não haverá atendimento no dia 8. (Em Esmeriz, no dia 10, sábado, das 10h00 às 12h30); e no dia 15, quintafeira, das 17h30 às 19h00.

«PASSOS DE ESPERANÇA»

CAMINHADA QUARESMA||PÁSCOA’18

O que nos possibilita o Tempo da Quaresma e da Páscoa? São 96 dias para dar “Passos de Esperança”. Este tempo que é um grande caminho far-se-á passo a passo e exigirá um duplo movimento resumido em dois verbos que revelam duas atitudes: libertar para uma maior adesão a Jesus Cristo; e caminhar para prosseguir no anúncio feliz da Ressurreição. Daí que o tema desta caminhada seja “Passos de Esperança: Libertar para Caminhar”. Este ciclo litúrgico permite-nos mergulhar no drama tenso e intenso do mistério central da fé cris-

tã: a Paixão, a Morte e a Ressurreição do Senhor. O Papa Francisco, na sua primeira exortação apostólica “Evangelii Gaudium”, afirmou: “A ressurreição de Cristo produz por toda a parte rebentos deste mundo novo; e, ainda que os cortem, voltam a despontar, porque a ressurreição do Senhor já penetrou a trama oculta desta história; porque Jesus não ressuscitou em vão. Não fiquemos à margem desta marcha da esperança viva!” (EG 278). Em plena sintonia com o Magistério, vivemos, como Igreja Diocesana, um plano pastoral dedica


do à esperança, um triénio no qual se faz desta virtude teologal o tema e o lema central do nosso caminho. A proposta que aqui se apresenta coloca cada um nessa “marcha da esperança viva” (EG 278). Essa marcha, esse caminho requer os nossos passos pequenos, mas firmes. É bem certo que ninguém demasiadamente carregado é capaz de fazer o caminho, por mais pequeno que seja. Nesse sentido, o tempo da Quaresma, a primeira parte da caminhada, pede-nos esse exercício de libertação dos pesos e dos pecados que dificultam (quantas vezes até impedem) o nosso caminhar! É o tempo da viagem ao interior, para

pôr a “mão na consciência”, para ousar a conversão, a metanoia, para mudar e deixar moldar o coração pelo Senhor, para aderir a Ele de verdade. Libertos dos pesos e dos pecados, será possível fazer da Páscoa e do Tempo Pascal como que um grande “compasso”, de anúncio jubiloso e festivo da Ressurreição do Senhor que é “a razão e o motor da nossa esperança” (Tolentino Mendonça). O “calçado” apropriado para este tempo confirma o belo dizer deste padre e poeta: “os crentes (...) vivem na esperança. Habitando desse modo o tempo vivem como deslocados, em movimento, em trânsito pascal, em saída”.

O Evangelho de hoje resume a missão de Jesus: Ele veio para levantar os homens feridos no seu corpo e no seu espírito. Se pegou na mão da sogra de Pedro, quis atingir a mão de tantos estropiados da vida que se apressavam no seu caminho. Ele veio, com o seu exemplo, dizer-nos que somos chamados a entrar em relação com Deus: “A glória de Deus é o homem vivo, a vida do homem é a visão de Deus» ”, dizia S. Ireneu. Se Jesus Se retira para um lugar deserto, não é para fugir do mundo, mas para falar do mundo a seu Pai. Ele proclama a Boa Nova. Ora, qual é esta Boa Nova senão a libertação da humanidade e a glória de Deus? Não é um exemplo que Jesus nos dá: estender as mãos aos nossos irmãos em humanidade e, ao mesmo tempo, erguer os olhos para Deus na oração? Missão e contemplação não se opõem, pelo contrário completam-se e enriquecem-se mutuamente.


05 a 18 de Fevereiro de 2018

CELEBRAÇÕES

07 DE FEVEREIRO - QUARTA-FEIRA - Adoração Eucarística e Celebração da Palavra 10 DE FEVEREIRO - SÁBADO - 18H15 Luis Manuel Silva Carvalho, mc. Umbelina Maria (aniversário) Lucinda Ribeiro Oliveira, marido e filho, mc. Filho e nora Maria Rosa Costa Machado, marido e filho, mc. Fátima António Araújo e Aurora Alves, mc. filha (aniversário) Delfim da Silva, mc. esposa Maria Elisa Pereira, mc. filha Leonor Maria Elisa Santos Carvalho, mc. filha Amélia Olinda Pereira Cortinhas, mc. filha Alice (aniversário) 11 DE FEVEREIRO - DOMINGO - 08H30 - VI DOMINGO T. COMUM Olinda Pereira Cortinhas e marido, mc. filha Conceição Almas do Purgatório 14 DE FEVEREIRO - QUARTA-FEIRA - 19H00 - CINZAS (INÍCIO DA QUARESMA) Associados da Confraria do Sagrado Coração de Jesus, mc. Confª. do Sagrado Coração de Jesus 17 DE FEVEREIRO - SÁBADO - 18H15 Maria Rosa Costa Machado, marido e filho, mc. Leonilde Abílio Silva Oliveira, mc. filho Manuel (aniversário) Domingos Ribeiro de Oliveira, pais e irmãs, mc. esposa Honra de Santa Rita, mc. Lurdes Moreira Manuel Pereira Alves, mc. esposa Manuel Resende, mc. filho Fernando Resende (aniversário) Paulo Alexandre e família, mc. esposa 18 DE FEVEREIRO - DOMINGO - 08H30 - VII DOMINGO T. COMUM Américo Dinis Moreira, mc. filha Alice (aniversário) José da Silva Gonçalves, mc. família (aniversário) Manuel Sousa Gomes, mc. esposa

Comunidade Paroquial de Palmeira

AVISOS

- Pioneiros (Angariação de Fundos): no domingo, dia 4, os pioneiros do agrupamento 387 Palmeira irão servir o pequeno-almoço no final da eucarístia. Contamos com toda a comunidade.

- Festa do Menino: a receita do peditório para a Festa do Menino é de 1660,20€). A Catequese agradece a toda a comunidade e a todos os que contribuíram para engrandecer esta festa.

- Adoração Eucarística: no dia 07, quartafeira haverá um tempo dedicado ao Santíssimo Sacramento, das 20h30 às 21h15, orientado para toda a comunidade paroquial pelos elementos do Grupo Coral Adulto, Cons. Económico e Gafé. Depois segue-se a celebração da Palavra, não havendo Eucaristia. - Peditório para a Universidade Católica: o peditório das Eucaristias do próximo Domingo destina-se a ajudar a Universidade Católica Portuguesa. - Reunião do Conferência Vicentina: será no dia 15, quinta-feira, sàs 21h15. - 2ª Recolecção de Catequistas do Arciprestado: será no dia 16, sexta-feira, às 21h15, na Antiga Matriz de Famalicão. - Festa do Pai-nosso: será no dia 17, sábado, às 18h15, na Eucaristia. - Recibos de IRS: quem desejar recibos da paróquia de IRS referentes ao ano 2017 poderá procurá-los no escritório paroquial ou junto de algum elemento do Cons. Económico. - Oferta Paroquial/Direitos Paroquiais: durante o mês de Fevereiro, as pessoas poderão entregar a sua oferta, relativa ao ano 2018, no serviço de atendimento de escritório ou na sacristia no final das Eucaristias. Obrigado, desde já, a todos pela contribuição e generosidade.

- Jantar do dia da Mulher: a comissão de festas de N.ª Sr.ª do Rosário da Palmeira irá realizar no dia 10 de Março, pelas 20h00 um “Jantar do dia da Mulher”, (só para mulheres) no restaurante Lavrador em Esmeriz. A ementa será a seguinte: entradas, rojões, papas de sarrabulho, sobremesas, café, bebidas e bolo. Haverá animação musical no local e outras surpresas. Terá um valor de 12€ por pessoa. Haverá transporte para quem não tiver, a partir das 19h30 junto à igreja da Palmeira. Inscrições até dia 02 de Março, limitadas a 120 pessoas, com qualquer membro da comissão de festas, ou na sacristia junto da Dona Carolina. - Ausência do Pároco: de 06 a 09 de Fevereiro, estarei no 12º Campeonato Europeu de Futsal de padres, (na Itália). Assim, para qualquer eventualidade, poderão tratar com algum elemento do cons. económico, com a sacristã e com o P.e Isaac. Serviço dos Altares: - VI DOMINGO DO T. COMUM Leitores: Maria José e Jorge (Domingo)| Acólitos: Serafim, Marco, Diogo A. (sábado); Diogo M., Constança (Domingo). - VII DOMINGO DO T. COMUM Leitores: Sandra e Alfredo (Domingo)| Acólitos: Diogo M., Constança, Martim (sábado); Fábio, Gustavo (Domingo). - Serviço de Atendimento - Cartório: não haverá atendimento no dia 7. (Em Esmeriz, no dia 10, sábado, das 10h00 às 12h30); e no dia 14, quarta-feira, das 17h00 às 18h45.

«PASSOS DE ESPERANÇA»

CAMINHADA QUARESMA||PÁSCOA’18

O que nos possibilita o Tempo da Quaresma e da Páscoa? São 96 dias para dar “Passos de Esperança”. Este tempo que é um grande caminho far-se-á passo a passo e exigirá um duplo movimento resumido em dois verbos que revelam duas atitudes: libertar para uma maior adesão a Jesus Cristo; e caminhar para prosseguir no anúncio feliz da Ressurreição. Daí que o tema desta caminhada seja “Passos de Esperança: Libertar para Caminhar”. Este ciclo litúrgico permite-nos mergulhar no drama tenso e intenso do mistério central da fé cris-

tã: a Paixão, a Morte e a Ressurreição do Senhor. O Papa Francisco, na sua primeira exortação apostólica “Evangelii Gaudium”, afirmou: “A ressurreição de Cristo produz por toda a parte rebentos deste mundo novo; e, ainda que os cortem, voltam a despontar, porque a ressurreição do Senhor já penetrou a trama oculta desta história; porque Jesus não ressuscitou em vão. Não fiquemos à margem desta marcha da esperança viva!” (EG 278). Em plena sintonia com o Magistério, vivemos, como Igreja Diocesana, um plano pastoral dedica


do à esperança, um triénio no qual se faz desta virtude teologal o tema e o lema central do nosso caminho. A proposta que aqui se apresenta coloca cada um nessa “marcha da esperança viva” (EG 278). Essa marcha, esse caminho requer os nossos passos pequenos, mas firmes. É bem certo que ninguém demasiadamente carregado é capaz de fazer o caminho, por mais pequeno que seja. Nesse sentido, o tempo da Quaresma, a primeira parte da caminhada, pede-nos esse exercício de libertação dos pesos e dos pecados que dificultam (quantas vezes até impedem) o nosso caminhar! É o tempo da viagem ao interior, para

pôr a “mão na consciência”, para ousar a conversão, a metanoia, para mudar e deixar moldar o coração pelo Senhor, para aderir a Ele de verdade. Libertos dos pesos e dos pecados, será possível fazer da Páscoa e do Tempo Pascal como que um grande “compasso”, de anúncio jubiloso e festivo da Ressurreição do Senhor que é “a razão e o motor da nossa esperança” (Tolentino Mendonça). O “calçado” apropriado para este tempo confirma o belo dizer deste padre e poeta: “os crentes (...) vivem na esperança. Habitando desse modo o tempo vivem como deslocados, em movimento, em trânsito pascal, em saída”.

O Evangelho de hoje resume a missão de Jesus: Ele veio para levantar os homens feridos no seu corpo e no seu espírito. Se pegou na mão da sogra de Pedro, quis atingir a mão de tantos estropiados da vida que se apressavam no seu caminho. Ele veio, com o seu exemplo, dizer-nos que somos chamados a entrar em relação com Deus: “A glória de Deus é o homem vivo, a vida do homem é a visão de Deus» ”, dizia S. Ireneu. Se Jesus Se retira para um lugar deserto, não é para fugir do mundo, mas para falar do mundo a seu Pai. Ele proclama a Boa Nova. Ora, qual é esta Boa Nova senão a libertação da humanidade e a glória de Deus? Não é um exemplo que Jesus nos dá: estender as mãos aos nossos irmãos em humanidade e, ao mesmo tempo, erguer os olhos para Deus na oração? Missão e contemplação não se opõem, pelo contrário completam-se e enriquecem-se mutuamente.

Boletim Interparoquial | 05 a 18 de Fevereiro de 2018  
Boletim Interparoquial | 05 a 18 de Fevereiro de 2018  
Advertisement