Issuu on Google+

B-1

SISTEMAS DE PRODUÇÃO BIBLIOGRAFIA CORRÊA, Henrique. Administração de Produtos e Operações – Manufatura e Serviços: Uma Abordagem Estratégica. São Paulo. Atlas, 2004 DAVIS, Mark M. Fundamentos da Administração da Produção. Porto Alegre: Bookman, 2001 GAITHER, N & FRAZIER, G. Administração da Produção e Operações. 8.ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001. MOREIRA, Daniel Augusto. Administração da Produção e Operações. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001 SLACK, Nigel. Administração da Produção. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

IMPORTANTE ESTE MATERIAL FOI ELABORADO PARA AUXILIAR O PROFESSOR NA APRESENTAÇÃO DO ASSUNTO EM AULA. PARA EFEITO DE ESTUDO OS ALUNOS DEVERÃO CONSULTAR AS OBRAS CITADAS ACIMA.

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


ELEMENTOS DA TEORIA GERAL DOS SISTEMAS

SISTEMA

B-2

Conjunto de elementos interdependentes realizando uma atividade para atender a um objetivo. O todo é maior do que a soma das partes.

Sistemas fechados Estruturas sem nenhuma ligação com o ambiente. Sistema solar, máquinas, teorias clássicas de administração

Disc.: Administração da Produção I

Sistemas abertos Estruturas que se mantêm sozinhas, interagindo com o ambiente. Organismos vivos e grupos sociais

Prof. Marcos Cassas


SISTEMAS

ENTRADAS

Disc.: Administração da Produção I

B-3

SAÍDAS

Prof. Marcos Cassas


COMPONENTES DOS SISTEMAS

B-4 OBJETIVO Razão de existência do sistema

Mecanismos utilizados pelos sistemas para se auto-regularem RETROAÇÃO, RETROALIMENTAÇÃO FEEDBACK ENTRADAS (INPUTS)

SAÍDAS (OUTPUTS) PROCESSO

Atividades onde ocorre a transformação das entradas em saídas

Resultados do processo de transformação

Recursos que serão transformados

PADRÕES CONTROLE Para verificar se as saídas estão coerentes com os objetivos estabelecidos.

Medida do desempenho do sistema

AMBIENTE Exerce estímulos externos ao Sistema

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


COMPONENTES DOS SISTEMAS

FEEDBACK RETROAÇÃO RETROALIMENTAÇÃO

Ação automática

ENTRADAS (INPUTS)

PROCESSO

PROCESSO ENTRADAS (INPUTS)

B-5

Retorno

SAÍDAS (OUTPUTS)

SAÍDAS (OUTPUTS)

Retorno

Ação CONTROLE Agente Relatório (Realizado X Planejado) Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


EXEMPLO DE SISTEMAS Linha Aérea

B-6 OBJETIVO

Retorno sobre o investimento

RETROAÇÃO S.A.C.

INPUTS

OUTPUTS

PROCESSO

Aeronaves Pilotos e equipe de bordo Equipe de terra Passageiros e carga

Transportar passageiros ao redor do mundo

CONTROLE

Passageiros e carga transportados com segurança e conforto

Taxa de ocupação de vôo Número de reclamações

AMBIENTE Tecnologia Fornecedores Concorrência Governo Sindicato

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


EXEMPLO DE SISTEMAS Polícia

B-7 OBJETIVO

Assegurar a ordem, a moral e a segurança

RETROAÇÃO OUVIDORIA

INPUTS Policiais Público (Cidadãos e criminosos) Informações Equipamentos/instalações

OUTPUTS

PROCESSO

Prevenir crimes Prender criminosos Solucionar crimes

CONTROLE

Sociedade justa Público com sentimento de segurança

Quantidade de crimes

AMBIENTE Legislação Opinião pública Governo

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


EXEMPLO DE SISTEMAS Gráfica

B-8 OBJETIVO

Retorno sobre o investimento

RETROAÇÃO Controle de qualidade

INPUTS

OUTPUTS

PROCESSO

Impressoras e desenhistas Papel, tinta Gráficos (funcionários)

Projeto gráfico Impressão Encadernação

CONTROLE

Material desenhado e impresso

Prazo de entrega Custo

AMBIENTE Tecnologia Fornecedores Concorrência Governo Sindicato

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


COMPONENTES DOS SISTEMAS

B-9 OBJETIVO Razão de existência do sistema

Mecanismos utilizados pelos sistemas para se auto-regularem RETROAÇÃO, RETROALIMENTAÇÃO FEEDBACK

PROCESSO ENTRADAS (INPUTS) Recursos que serão transformados

Atividades onde ocorre a transformação das entradas em saídas

SAÍDAS (OUTPUTS) Resultados do processo de transformação

PADRÕES CONTROLE Para verificar se as saídas estão coerentes com os objetivos estabelecidos.

Medida do desempenho do sistema

AMBIENTE Exerce estímulos externos ao Sistema

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


SISTEMA DE PRODUÇÃO

B - 10

BEM FÍSICO OBJETIVO

Assegurar que: • Programação seja cumprida • Padrões sejam obedecidos • Recursos usados de forma eficaz • Qualidade desejada esteja sendo obtida

RETROAÇÃO Administração da Qualidade INSUMOS (INPUTS) Materiais Mão de Obra Capital Máq., Equip.,Instal. Energia Tecnologia

PROCESSO

OUTPUTS

Muda o formato, a forma de apresentação, a composição, localização ou estocagem da matéria prima

CONTROLE AMBIENTE

PRODUTOS

PADRÕES Prazo Tempos de operações Custo Índice de reprovação Volume de produção

Finanças Recursos Humanos Marketing Tecnologia Economia Políticas Governamentais Concorrência

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


SISTEMA DE PRODUÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS OBJETIVO

Assegurar que: • Programação seja cumpridaB - 11 • Padrões sejam obedecidos • Recursos usados de forma eficaz • Qualidade desejada esteja sendo obtida

RETROAÇÃO S.A.C.

INSUMOS (INPUTS) Clientes Materiais Mão de Obra Capital Máq., Equip.,Instal. Energia Tecnologia

PROCESSO Muda propriedades físicas: cabeleireiro, cirurgião plástico. Muda localização: transportes Transformação do estado fisiológico: hospitais Transforma o estado psicológico: teatro, televisão Acomodam: hotéis Muda comportamentos: escola

CONTROLE AMBIENTE

OUTPUTS

SERVIÇOS

PADRÕES Prazo Tempos de operações Custo Índice de reclamações

Finanças Recursos Humanos Marketing Tecnologia Economia Políticas Governamentais Concorrência

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÃO POR FLUXO DE PRODUTOS (CLÁSSICA)

B - 12

FLUXO EM LINHA

FLUXO INTERMITENTE

FLUXO SEM REPETIÇÃO Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÃO POR FLUXO DE PRODUTOS (CLÁSSICA)

FLUXO EM LINHA

B - 13

CONTÍNUO

EM MASSA (FLOW SHOP)

FLUXO INTERMITENTE

FLUXO SEM REPETIÇÃO Disc.: Administração da Produção I

POR LOTES OU BATELADAS (BATCH) TAREFAS (JOBBING)

GRANDES PROJETOS

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÃO POR FLUXO DE PRODUTOS (CLÁSSICA) SISTEMA DE PRODUÇÃO

CONTÍNUO EM MASSA (FLOW SHOP)

CARACTERÍSTICAS Os produtos são indivisíveis, sendo produzidos em um fluxo ininterrupto. Ex. refinarias petroquímicas, instalações de eletricidade, siderúrgicas, fábricas de papel etc. Os produtos são fabricados em alto volume e com pouca variedade. Ex. fábrica de automóveis, televisores, refrigeradores etc.

POR LOTES OU BATELADAS (BATCH)

O mesmo produto é produzido várias vezes em lotes intercalados com outros produtos. Ex. fábrica de móveis, instrumentos musicais, roupas, metalúrgicas etc.

TAREFAS (JOBBING)

Uma certa quantidade de um tipo de produto é produzida apenas uma vez. Ex. gráfica que produz ingressos para evento específico, fabricação de camisetas comemorativas de eventos determinados etc.

POR PROJETOS

Disc.: Administração da Produção I

B - 14

O produto é único e bastante customizado (feito sob medida). O período de tempo para sua fabricação é relativamente longo. Ex. construções de navios, prédios, filmes etc. Prof. Marcos Cassas


SISTEMA DE PRODUÇÃO CONTÍNUA Fábrica de Papel

Disc.: Administração da Produção I

B - 15

Prof. Marcos Cassas


SISTEMA DE PRODUÇÃO POR TAREFA (JOBBING) Carro FERRARI

Disc.: Administração da Produção I

B - 16

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÃO POR FLUXO DE PRODUTOS (CLÁSSICA)

FLUXO SEM REPETIÇÃO

Grandes Projetos

FLUXO INTERMITENTE

Tarefas (Jobbing)

Em lotes (Batch)

B - 17

FLUXO EM LINHA

Produção em Massa (Flow Shop)

Contínuo

VOLUME DE PRODUÇÃO BAIXO

Disc.: Administração da Produção I

ALTO

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÃO POR FLUXO DE PRODUTOS (CLÁSSICA) Alta

B - 18

GRANDES PROJETOS TAREFAS (Jobbing)

VARIEDADE

PRODUÇÃO POR LOTES OU BATELADAS (Batch)

PRODUÇÃO EM MASSA (Flow Shop) PRODUÇÃO CONTÍNUA

Baixa Baixo Disc.: Administração da Produção I

VOLUME PRODUÇÃO

Alto Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÃO POR FLUXO DE PRODUTOS (CLÁSSICA) CONTÍNUO - MASSA

B - 19 GRANDES PROJETOS

LOTES - TAREFA

Padronizados

Feitos em lotes

Produto único

Seqüência prevista

Mão de obra e Equip. organizado por função

Mão de obra e Equip. se deslocam para o produto

Baixa

Alta

Altíssima

Alta

Baixa. Tempo de preparação das máquinas

Baixa

Alta. Robotização

Baixa. Equipamentos genéricos.

Inexistente

VOLUME DE MÃO DE OBRA

Pequeno

Grande

Grande

ESPECIALIZAÇÃO DA MÃO DE OBRA

Baixa

Alta

Muito alta

CAPITAL INVESTIDO

Alto. Automação

Baixo. Equipamentos genéricos.

Baixo

VOLUME DE PRODUÇÃO

Alto. Remuneração do capital investido.

Baixo.

Produto único.

RISCOS

Obsolescência do produto. Mudanças tecnológicas no processo.

Programação da produção.Controle de estoques. Qualidade.

Planejamento da Produção.

Automóveis, geladeiras, fogões. Cimento, gasolina.

Prensas hidráulicas, beneficiamento de algodão, ponte rolante.

Navios, edifícios, fornos de siderurgias, aviões.

PRODUTOS PROCESSO FLEXIBILIDADE EFICIÊNCIA AUTOMATIZAÇÃO

EXEMPLOS

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO CLASSIFICAÇÃO CRUZADA DE SCHROEDER (1981)

Por tipo de fluxo de produto

B - 20

Fluxo em linha Fluxo intermitente Fluxo sem repetição

Duas dimensões

Por tipo de atendimento ao consumidor

Disc.: Administração da Produção I

Orientado para estoque Orientado para encomenda

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO – CLASSIFICAÇÃO CRUZADA DE SCHROEDER (1981)

ORIENTADO PARA ESTOQUE FLUXO EM LINHA • Contínuo • Em Massa (Flow Shop) FLUXO INTERMITENTE • Por Lotes ou Bateladas (Batch)

B - 21

ORIENTADO PARA ENCOMENDA

Refinaria de petróleo Fábrica de papel Fábrica de cimento Fábrica de automóveis

Veículos especiais Eletricidade Companhia telefônica

Móveis Restaurante fast food Equipamentos para beneficiamento de algodão

Restaurante a la carte Equipamentos para beneficiamento de algodão

Arte para exposição (quadros, esculturas, fotos) Casas pré-fabricadas

Navios Edifícios Aviões

• Tarefas (Jobbing) FLUXO SEM REPETIÇÃO • Grandes Projetos

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


TIPOS DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO – CLASSIFICAÇÃO CRUZADA DE SCHROEDER (1981)

ORIENTADO PARA ESTOQUE

B - 22

ORIENTADO PARA ENCOMENDA

CUSTO

Baixo

Negociado

FLEXIBILIDADE DO CLIENTE NA ESCOLHA DO PRODUTO

Baixa

Alta

Imediato

Estabelecido antecipadamente

PONTOS CRÍTICOS

Previsão de demanda. Gerência de estoques. Planejamento de capacidade

Atendimento do prazo

PRODUÇÃO

Para atender demanda futura

Para atender pedido específico

PRAZO DE ENTREGA

Disc.: Administração da Produção I

Prof. Marcos Cassas


Teste