Page 1


Editorial MAPFRE

Ainda mais perto

Fico muito satisfeito ao escrever este segundo editorial para a Revista Negócios MAPFRE, pois agora me sinto mais a vontade em falar com você, nosso distribuidor, especialmente se você é um dos 1500 corretores de seguros com os quais eu tive contato nos últimos 2 meses. Foi uma correria, mas fiz questão de percorrer a maior parte dos estados brasileiros em busca do contato com nossos parceiros preferenciais de negócios, além das principais lideranças do setor. Com você bem sabe, o contato direto e presencial, que é fundamental para o nosso negócio. Assim como é importante para você conhecer pessoalmente seu cliente, nosso segurado, para mim é fundamental estar em campo para poder construir com sua influência, a MAPFRE ideal para todos nós. Em nossa empresa nos preocupamos em estar alinhados ao máximo possível com os corretores e fazer de suas preocupações às nossas, como você pode ver nesta edição. Pensando no futuro de quem vai "passar o bastão" em sua corretora, ou no presente de quem está herdando o negócio, entrevistamos Cássio Beldi, autor do livro "De Herdeiro para Herdeiro", que explora o tema Sucessão de um ângulo relativamente novo, ou seja, de quem "recebe o bastão". Herdeiro ou não e de volta ao presente, todos precisam estar ligados nas melhores formas de se conectar à web e nas mudanças referentes à Nota Fiscal Eletrônica, assuntos tratados em Dicas de Internet e Tecnologia. Outro assunto presente ao dia a dia de todos nós é a escolha das oficinas. Trouxemos informações que vão ajudar a orientar o segurado sobre onde levar o carro no momento do sinistro. Você vai descobrir também que aquele momento de café com o segurado pode ter muito mais detalhes do que você possa imaginar. Por fim, para relaxar, nada melhor do que uma viagem, especialmente para um lugar tão paradisíaco como Bonito, no Matogrosso do Sul. Nossa equipe foi conferir de perto as belezas deste local cheio de atrações ligadas à natureza e ao ecoturismo. Espero que goste de mais esta edição da Revista, pois assim com nossa empresa, ela é feita para você, pensando em suas necessidades, esteja você em qualquer lugar do Brasil. Não importa se é vizinho de uma de nossas 125 sucursais ou se está a 1 dia de distância de uma delas. Queremos você por perto. Ainda que não seja fisicamente, ao menos pelas ideias, ao compartilhar objetivos comuns e principalmente uma vontade comum: de atender nossos clientes com o máximo empenho. É com esta confiança que se constrói uma relação duradoura... Um forte abraço e ótimos negócios. Marcos Eduardo dos Santos Ferreira Presidente MAPFRE Seguros

Arquivo MAPFRE

dos corretores Marcos Eduardo dos Santos Ferreira Presidente MAPFRE Seguros

EXPEDIENTE Uma publicação dirigida aos cor retores de seguros. Editada pela Unidade de Mercado e Desenvolvimento da Rede MAPFRE Seguros.

PRESIDENTE: Marcos Eduardo dos Santos Ferreira COORDENAÇÃO EDITORIAL: Dirceu Tiegs, Paulo Eduardo Fernandes Rossi COMITÊ DE COMUNICAÇÃO: Bento Aparício Zanzini, Carlos Alberto Landim, Cláudia Wharton, Cleide Fonseca, João Firmino, Maurício Galian, Rogério Esteves, Rosana Sá EDITORA-CHEFE: Tatiana Cerezer (MTB 28.989) JORNALISTA RESPONSÁVEL: André Guerra (MTB 33.675) REDAÇÃO: Guerra Comunicação COLABORADORES: Adriane Mori, Carina Rodrigues, Clara Leite Sixel, Elizabeth Pinheiro, Fátima Lima, Igor Francisco, Isabel Saiyuri, Renata Martins Pappalardo, Paula Bischoff de Moraes, Rafael Marinelli, Thiago Vieira de Sousa e Vera Ceolim PROJETO GRÁFICO: bmew Propaganda DESIGNER: Flávio Barão CTP e IMPRESSÃO: Duograf Gráfica e Editora Ltda PUBLICIDADE Av. das Nações Unidas, 11.711 - 14º andar CEP 04578-000 - São Paulo - SP - Tel.: (11) 5112-7832 Fax: (11) 5112-7835 - revista@mapfre.com.br Negócios MAPFRE não é responsável pelo conteúdo de nenhum artigo ou trabalho assinado por seus autores. O fato de publicá-los não implica conformidade ou identificação com os trabalhos expostos. Está proibida a reprodução total ou parcial dos textos e ilustrações desta revista sem autorização prévia e por escrito dos editores.


Divulgação Shutterstock

28 TURISMO

shutterstock

Bonito: um nome que faz jus a cidade

06 DICAS DE INTERNET Como se conectar 12 SOLIDARIEDADE

Auxílio as vítimas da região Serrana do RJ

13 DESTAQUE

PASI: Mais um grande negócio

08

Concessionárias X Oficinas particulares Divulgação

34

Automóveis

14 COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADE O boca a boca ainda reina 17 ESPECIAL Traduzindo o Segurês” conquista o TOP de Marketing 2011 18 CONSULTOR ADMINISTRATIVO Saiba como aproveitar melhor o momento do café 20 GESTÃO DE PESSOAS Treinamento sem custo 23 VENDER É SIMPLES O paradoxo do sucesso empresarial 24 TECNOLOGIA A emissão da Nota Fiscal Eletrônica é obrigatória 26 CESVI Campanha Chega de Acidentes

Entrevista Cássio Beldi

Herdar ou não, uma questão de escolha

E AINDA NESTA EDIÇÃO

38 FUNDACIÓN MAPFRE 40 MAPFRE NO MUNDO NEGÓCIOS MAPFRE

5


Dicas de INTERNET

Como: se conectar

Foto: Shutterstock

Conheça os diferentes tipos de conexão à Internet e escolha qual a melhor opção para o seu perfil - da Internet discada às redes 3G

C

om os constantes avanços tecnológicos, o acesso a Internet acabou se tornando praticamente indispensável no nosso dia a dia. Mas será que você está utilizando a melhor conexão de acordo com seu perfil? Você saberia dizer qual tipo de conexão está usando? E, além da conexão que seu computador possui, você conhece outras maneiras de se conectar à web e como funcionam? Sabe quais são as vantagens e desvantagens de cada uma delas? Se você não sabe responder muito bem a essas perguntas não se preocupe, conheça agora as principais formas de conexão e entenda como cada uma delas funciona:

LINHA DISCADA: Conexão por linha discada ou dial-up, é um tipo de acesso à Internet no qual uma pessoa usa um modem e uma linha telefônica convencional para acessar a Internet. Este tipo de conexão está caindo em desuso por ser lenta e também devido à popularização dos serviços de acesso em banda larga, que oferecem mais velocidade de transferência de dados. Além da baixa velocidade, a conexão discada não é estável e mantém ocupada a linha telefônica quando se está conectado.

6

NEGÓCIOS MAPFRE

XDSL: Esse tipo de acesso é fornecido pela rede de telefonia convencional mas é diferente do acesso discado já que mesmo que o usuário esteja conectado e navegando pela web, a linha telefônica estará desocupada e pode ser usada livremente para chamadas de voz. O serviço xDSL tem uma característica importante: o compartilhamento da infraestrutura. Por conta disso, se muito usuários estiverem usando o serviço ao mesmo tempo em determinada região, a velocidade de acesso será mais baixa do que a contratada.

SATÉLITE: É ideal para internautas de diferentes locais, independente de sua localização, pois a cobertura atinge todo o território nacional. Satélites de Internet não usam linhas telefônicas ou sistemas de cabos, mas uma antena de satélite para comunicação de dados em mão dupla (baixar e enviar dados).

CABO: A conexão via cabo utiliza a mesma infra-estrutura (cabo) do serviço de TV por assinatura, por onde trafegam, ao mesmo tempo, tanto o serviço de televisão quanto os dados de internet. Uma das vantagens desse tipo de serviço é que a conexão com a web está permanentemente ativa; basta ligar o computador e pronto você já pode sair navegando. Diferentemente da conexão xDSL, a conexão por cabo oferece uma variedade maior de velocidades tanto para download como para upload, e o usuário sempre terá a mesma velocidade de acesso.

RÁDIO: O acesso à internet por rádio é uma forma de estender uma conexão web que chega em banda larga a um ponto qualquer por meio das tecnologias convencionais a outro onde não existe tal serviço. Estão inclusos nessa modalidade o Wi-Fi e Wi-Max. Uma de suas características é a possibilidade de compartilhamento do acesso e garantir mobilidade aos usuários. Em contrapartida, sobrecargas - por exemplo, muitos usuários fazendo downloads de arquivos pesados como vídeos - podem prejudicar o desempenho do acesso.

CELULAR OU 3G: Não é de hoje que se pode acessar a Internet pelo telefone celular e a modalidade se torna cada dia mais popular. Velocidade e mobilidade são os dois maiores benefícios da 3G.


Dicas de LIVROS

Implantando uma Empresa: A partir do plano de empreendedorismo

Mídias Sociais nas Empresas: Colaboração, Inovação, Competitividade e Resultados

César Simões Salim, Helene Kleinberger Salim,

Arthur L. Jue, Jackie Alcalde Marr, Mary Ellen

Carlos Frederico Corrêa Ferreira

Kassotakis

Editora: Campus

Editora: Évora

O livro sintetiza e sistematiza suas questões mais centrais no “fazer acontecer” do empreendedorismo. Além disso, reforça a importância dos processos de gestão e completa o caminho a ser seguido pelo empreendedor, a partir do plano construído, transformando em realidade o que ali foi elaborado. A obra é o resultado da experiência dos três autores, que buscam apoiar os empreendedores na implantação de suas empresas.

A obra traz um novo cenário do desenvolvimento organizacional, apresentando recomendações com resultados comprovados para a construção de equipes, aceleração da aprendizagem e promoção da inovação por meio da adoção de ferramentas de redes sociais. Mostra também como aproveitar o poder das redes sociais para melhorar o desempenho organizacional e demonstra como as mídias sociais vão ajudar as organizações a prosperar nos próximos anos por intermédio de estudos de casos de empresas como Oracle, Intel, IBM, Cisco, Nokia e outros.

A partir do plano de empreendimento, os novos investidores serão conduzidos a este processo, dando a eles todos os elementos necessários para que tenham sucesso em seus objetivos.

Cause Impacto! - O que toda mulher precisa saber para transformar todo o seu potencial em resultados Autor: Nancy D. Solomon Editora: Gente

Muitas mulheres, hoje em dia, infelizmente não obtêm resultados condizentes com sua capacidade por medo que têm de mostrar seu poder. Apesar do esforço, sentem-se inadequadas ou incompetentes no trabalho, na família, nos relacionamentos, etc. Pensam que precisam "se encaixar" em algum padrão para conseguir se realizar. Mas a verdade é que a melhor maneira de se viver uma vida gratificante é ser você mesma. Este é um verdadeiro guia para o "desenvolvimento pessoal total", diferente de qualquer outro, pois ajuda a descobrir quem você está destinada a ser e qual é seu objetivo de Vida. Esta obra proporciona tudo o que a mulher precisa para comprometerse consigo mesma. Com estratégias passo a passo e idéias valiosíssimas, ensinará como causar impacto positivo em todos os aspectos de sua vida.

Faça como Steve Jobs Autor: Carmine Gallo Editora: Leya Brasil

Nesta obra o autor esclarece o magnetismo do líder mais admirado do mundo, destrinchando cada momento de suas apresentações em técnicas simples que você pode aplicar imediatamente. Feche o PowerPoint por algumas horas e leia com atenção as instruções do autor. Elas lhe darão ferramentas infalíveis para conquistar seu público e você aprenderá, entre outras coisas, como elaborar um roteiro de apresentação eficaz; treinar seu discurso para potencializar sua mensagem e muito mais.

NEGÓCIOS MAPFRE

7


EntreVISTA Foto: André Guerra / Divulgação / Shutterstock

Herdar ou não Por incrível que pareça, é uma questão de escolha

N

um cenário em que 90% das empresas brasileiras são familiares, mais cedo ou mais tarde, os donos dessas companhias terão de “passar o bastão” para seus herdeiros. Mas será que esses herdeiros estão preparados para desempenhar o novo papel? Essas e outras questões instigaram jovens empresários a realizar uma ampla pesquisa no mercado, que resultou no livro “De herdeiro para herdeiro”, lançado em 2010 em um trabalho conjunto de Cássio Beldi, Henrique Tedde Nigro, Paulo Pacheco Kinoshita e Pedro Zanni. A obra traz histórias reais que envolvem cerca de 40 herdeiros e acionistas de 22 empresas brasileiras que passaram por processos de sucessão. Um livro esclarecedor e inédito, que aborda o tema por quatro enfoques diferentes, abrangendo os principais aspectos que constituem o dia a dia de todos os negócios familiares. São empresas

8

NEGÓCIOS MAPFRE

de diferentes tamanhos e segmentos, como Bradesco, TAM, Algar, Papaiz, Lupo, Sadia, Votorantim, Alphaprint, Gerdau, Drogasil, entre outras. Com estatísticas nada animadoras, em que a maioria das empresas de gestão familiar não sobrevive à transição de gerações, o livro aborda questões de como se preparar para agregar valor ao patrimônio familiar; como fazer um bom planejamento sucessório a fim de perpetuar a empresa; como impedir que problemas familiares prejudiquem o desempenho da empresa e como aliar o projeto de vida pessoal às obrigações de herdeiro. Esses, e outros temas inerentes à realidade dos corretores de seguros foram abordados em entrevista com Cássio Beldi que, com apenas 24 anos, já possui uma carreira empreendedora invejável e conta um pouco de sua experiência na sucessão familiar.

 Estudando um pouco sobre o conceito do livro, todos os autores são sucessores, o que deve ter gerado a ideia de se editar esta publicação. Então, gostaríamos que você contasse um pouco a sua trajetória, ou história do seu desenvolvimento profissional. Cássio Beldi - Primeiramente, gostaria de deixar claro algo muito importante que, inclusive, colocamos no livro: a diferença entre sucessor e herdeiro. É muito comum as pessoas confundirem sucessor e herdeiro. O herdeiro nasce herdeiro. Ele nasce em uma família empreendedora e, em um determinado momento da vida, herdará o negócio. Porém, o herdeiro vai ter que se tornar sucessor. O herdeiro só vai tomar as rédeas do negócio quando o pai ou a mãe morre, então ele se torna um acionista.


O sucessor pode nascer com o antecessor ainda em vida. Se o pai se aposentar, resolver sair do negócio e passar o bastão para outra pessoa, aparece o sucessor. Com isso, quero dizer que os autores do livro são herdeiros de empresas familiares. O Pedro Zanni é da segunda geração, assim como o Paulo Kinoshita, eu sou de terceira geração e o Henrique Nigro é de quarta geração. A empresa na qual sou acionista foi fundada pelo meu avô há 35 anos, e eu cresci num ambiente onde o admirava. Ao invés de eu me vestir como super-homem quando criança, usava terno e gravata por apreciar tudo aquilo. Eu achava maravilhoso! Com 15 anos comecei a ficar do lado do meu avô durante o trabalho e, com aquele espírito empreendedor, me motivei a criar um site, em 2001. Este site durou até 2005, com algumas alterações e propostas de venda. Então acabamos mudando o rumo e, em paralelo comecei a faculdade de administração, na Suíça, e depois de concluída voltei ao Brasil para complementar meus estudos e ainda comecei um estágio no banco pertencente à minha família. Neste estágio eu quis começar na função mais baixa possível, fazendo tudo. Então eu fiz um estágio programado de um ano, passando por todas as áreas. Depois disso achei importante sair. Fui estudar em uma faculdade europeia e, quando voltei, entrei em uma outra área da empresa, que era a Family Office, ligada à administração de recursos e à governança familiar. A partir deste momento se iniciou o processo de sucessão. Comecei a estudar e a pesquisar. Então achei que, para ser um bom herdeiro, eu não poderia ter apenas

a vivência da família; precisava ter uma vivência externa. Foi quando eu abri mão, comecei a trabalhar para terceiros. Trabalhei em grandes bancos na Suíça e no Brasil, segmento onde permaneci até 2009. Mais uma vez, a veia empreendedora, herdada de meu avô, aflorou, e eu resolvi montar a Mint Capital, empresa voltada à gestão de fundo de ações. Além disso, faço parte de diversas entidades de classe, como o Instituto Brasis, que é uma instituição sem fins lucrativos, composta por outros herdeiros, que nasceu por esta inquietude de empreender. Não é apenas a veia capitalista, temos uma responsabilidade social neste mundo. Faço parte do comitê de novas gerações do FBN - Family Business Network, que é uma entidade que tem a ideia de compartilhar conhecimento entre membros de famílias empreendedoras.

 Tem alguma diferença em herdar uma grande ou pequena empresa? Cássio Beldi - Tem diferenças, porém as bases são bem parecidas. Para escrever o livro, entrevistamos 40 herdeiros de 22 empresas familiares, tanto pequenas lojas de varejo e grandes corporações, como Votorantim, Gerdau e Sadia. As premissas e os conflitos entre os herdeiros são sempre os mesmos: as dificuldades das famílias, as brigas e as dúvidas são as mesmas. Agora, uma empresa maior, onde o herdeiro tem mais pressão, é complicado. Talvez ele sofra mais, por ter primos, irmãos e outros parentes que possam gerar certa concorrência. Mas o outro ponto da pressão na empresa menor é a questão da “obrigatoriedade” de o herdeiro trabalhar numa empresa

familiar. Ele até pode ter opção, mas é mais difícil de abrir mão. Muitos herdeiros de empresas menores se perguntam: “se eu parar de trabalhar na empresa a empresa fecha, acaba e eu sou a continuidade do sonho do meu pai?”. Em certo ponto é verdade, esta pressão existe sim para uma empresa menor. Então, na realidade, as diferenças são sucintas. As dificuldades são as mesmas, a pequena empresa talvez tenha menos opções, mas, de novo, e se trata do que tentamos colocar no livro: não ponha a culpa no seu pai, no seu avô, na sua mãe. É você que escolhe. Se o herdeiro pensar que esta ali porque caso contrário a empresa acaba, ele tem de ter consciência de que a historia é dele e não da família dele. Caso ele goste do negócio familiar, ótimo, ele vai continuar o legado, caso não goste, é melhor dar uma guinada. Isso é importante.

 De que forma este tipo de conflito, como em relação à pressão de assumir o negócio, deve ser feito para não gerar um trauma em nenhuma das partes. Como a sucessão deve ser feita? Cássio Beldi - Para não gerar trauma, é preciso que a sucessão seja planejada. A sucessão que ocorre com uma ruptura, uma morte, sempre vai gerar traumas. A sucessão planejada e lenta é a melhor forma.

 E se o herdeiro não quiser assumir o negócio da família, como é que o empresário pode fazer, trazer alguém do mercado ou incentivar este herdeiro? Cássio Beldi - É muito importante dosar a expectativa dos pais porque a empresa é criada como um sonho NEGÓCIOS MAPFRE

9


do fundador. Tem uma pesquisa no livro que mostra porque seus empreendedores criam empresas, chega um momento em que não é para ter dinheiro, mas sim para se ver imortalizado. Ou seja, respondendo a pergunta, o pai não pode forçar o filho, tem que dosar sua expectativa, pois pode ser que o herdeiro não queira seguir aquele caminho. Afinal, o sonho não foi dele. Se tem um herdeiro muito bom, com aptidão e com amor à coisa, no mesmo nível do profissional lá de fora, eu escolheria o herdeiro, porque tem uma paixão, veste a camisa e faz parte da história. Agora, no caso de herdeiros despreparados, que não fizeram o mínimo necessário para estar lá, não se capacitaram, sem dúvida nenhuma, buscar profissionais de fora é uma ótima solução. Agora, não achem que os profissionais de fora vão resolver o problema porque você precisa pelo menos que os herdeiros sejam bons acionistas para poderem cobrar os profissionais de fora. A gente vê muitos casos que a família busca os profissionais e esquece, e depois o negócio começa a andar mal e daí os herdeiros precisam se capacitar e voltar ao negócio, ou seja, a capacitação do herdeiro é necessária, sendo ele acionista ou gestor.

 Como as diferentes gerações devem lidar com a mistura entre assuntos pessoais e profissionais dentro da empresa? O que você aconselha e o que você já passou? Cássio Beldi - No livro a gente fez uma pesquisa entre fundadores e herdeiros da primeira à sexta geração. Na primeira, tudo se 10

NEGÓCIOS MAPFRE

confunde porque existe uma única pessoa que é o dono da empresa e o patriarca da família. Isso significa que tanto faz se ele paga suas contas e gastos com a conta jurídica ou física. Isso na primeira geração funciona de uma maneira simples porque tem um patrão e um dono. Da segunda geração em diante e quanto mais gerações se passam, este tipo de situação pode criar conflitos e uma grande dificuldade de relacionamento entre as pessoas. Por isso, para evitar conflito, recomendo separar de maneira brutal os assuntos pessoais dos profissionais. Não se pode pensar em nada na empresa para pagamento pessoal. O que é melhor com isso é que aumenta os dividendos para as pessoas e cada um faz o que quer. O fundador tem que ser visionário a este ponto de já fazer isso na pessoa física dele, porque o fundador é uma pessoa muito forte no negócio e ele serve de exemplo para as próximas gerações, ou seja, se ele confunde esta história é óbvio que seus filhos vão confundir também.

 Como é ser herdeiro? Cássio Beldi - Esta é uma pergunta muito boa e nós a fizemos na elaboração do livro. Ser herdeiro tem pontos negativos e positivos. É um privilégio nascer com uma história criada e de muito orgulho, nascer com um legado a ser seguido, mas você tem que tomar cuidado para que este legado não vire um fardo. Você não pode achar que a continuidade deste legado está sobre os seus ombros. É preciso usar o legado como história, mas se libertar dele. Precisa se perguntar o que pretende aprender deste legado, o que irá usar pra si e se quer dar continuidade àquele negócio ou

não. Em suma, é um privilegio ser herdeiro desde que você consiga tirar este fardo, que também carrega muito dever.

 Quando o sucessor ou herdeiro deve decidir se deve seguir seu caminho ou assumir o negócio da família? Quando ocorre este processo? Como ele deveria decidir isso e como foi com você? Cássio Beldi - Eu optei por sair. A vida inteira achei que iria trabalhar em uma empresa familiar. Era meu sonho, era o que eu queria, sentia muito orgulho, achava que fazia parte de mim honrar meu avô e dar continuidade ao legado dele. De repente, estudando os conflitos, pesquisando, buscando minha capacitação, eu percebi que eu conseguiria criar uma história muito mais interessante sozinho do que na empresa familiar. Mas esta foi uma opção singular, pois muitos herdeiros estão indo muito bem nas empresas da família. O que eu considero mais importante para poder escolher isso, é você se conhecer direito, se perguntar se está fazendo aquilo por que você gosta ou você faz aquilo porque está sendo pressionado. O mais importante é ter experiências fora e dentro de empresas familiares. Abrir um leque de experiências para o mundo vai te capacitar e fazer com que você adote uma decisão mais sábia. Afinal como que você pode decidir que quer trabalhar fora de uma empresa familiar se você nunca trabalhou dentro e vice versa?! E um dos benefícios de ser herdeiro é que pode estudar, se capacitar, se permitir. O que aconselho é que o herdeiro deve abraçar estas oportunidades e viver todas as experiências possíveis para, depois, decidir qual será o melhor caminho.


 Por que você optou num primeiro momento por não trabalhar na empresa da família? Cássio Beldi - Por eu ver os conflitos que emergiam da família. As invejas. A terceira geração era muito desunida, e a segunda geração tinha muitos conflitos. Eu ia ser um tiro no escuro, um alvo em uma guerra. Iria ser primeiro um coadjuvante e não protagonista e, mesmo coadjuvante, massacrado. Então eu resolvi buscar um caminho individual, construir aquilo que acho interessante. Quem sabe meus herdeiros façam isso, quem sabe eles queiram um caminho individual.

uma maneira interessante porque ele vai fazer parte daquele universo. Em vez de dizer “minha empresa”, ele deve falar “nossa empresa”. Aos poucos, explicar como funciona aquele universo e, também, esclarecer ao filho que aquele caminho é uma opção, que ele pode ir trabalhar ali, mas também pode seguir outros caminhos. Eu acho que tem que tratar este assunto com muita seriedade, ter a consciência que é uma empresa familiar e não uma empresa de dono. O ponto crucial é perceber quando é que a

empresa se torna familiar de fato. E isso é muito simples, é quando os filhos começam a adquirir de fato maturidade, começam a participar da empresa do pai, ou na empresa da família.

Corretora Afix Seguros

 No caso dos corretores de seguros que possuem uma grande porcentagem de empresas familiares, como isso tudo deve ser tratado? Isso deve ser tratado, como o grupo Gerdau fez, desde criança ou você acha que tem um momento certo para focar neste assunto em família? Cássio Beldi - Os fundadores de corretoras de seguros são muito familiares. E é preciso entender que toda empresa familiar tem um valor enorme para a economia brasileira. Todas essas empresas representam 80% do total das companhias que funcionam no Brasil. O que significa uma grande responsabilidade. Não precisa criar um comitê de desenvolvimento de herdeiros em uma corretora de seguros. São coisas simples. Por exemplo, o pai quando volta para almoçar em casa, em vez de reclamar da empresa, começa a contar as partes boas, a história, começa a transmitir valores, conta como é que criou. Isso faz com que o filho comece a ver o negócio de

Na corretora Afix Seguros, de Novo Hamburgo/ RS, as irmãs Martrea e Rochelle se prepararam para receber a empresa dos pais, e para isso realizaram diversos cursos para aprimorar e modernizar o atendimento na corretora, além é claro, de aproveitarem ao máximo a experiência de seus pais.

C as o sucesse

Esse tem sido um processo gradual, obsevando sempre os impactos que essa transição poderia trazer para os negócios. Já que, segundo as irmãs, o mais dificil foi conquistar as clientes. Atualmente elas já gerenciam toda a parte operacional da empresa. E para o futuro, quando chegar o momento definitivo de "passar o bastão", elas pretendem crescer ainda mais e se destacar para aumentar essa parceria de sucesso e, futuramente continuarem a sucessão e “passarem o bastão” para terceira geracão de sua família. NEGÓCIOS MAPFRE

11


Solidariedade

Auxílio às vitimas

da região Serrana do RJ:

exemplo de sustentabilidade "Somente com a colaboração de todos será possível amenizar o sofrimento das vítimas atingidas por essa tragédia..."

A

FUNDACIÓN MAPFRE, em parceria com a Cruz Vermelha Brasileira e com o apoio da Prefeitura de Nova Friburgo/RJ, realizou no último mês a doação de Kits de mobília às vítimas do desastre que atingiu a região serrana no início deste ano. O valor de US$ 200 mil concedido pela FUNDACIÓN foi convertido em kits que beneficiaram 80 famílias que estão entre as mais atingidas pelos desastres na região. Com o auxílio, a instituição visa amenizar o sofrimento e contribuir para a reconstrução da vida destes cidadãos. A diretora de Sustentabilidade da FUNDACIÓN MAPFRE, Fátima Lima, destaca que foi muito empolgante ver o envolvimento da Rede MAPFRE nesta ação. "Temos tido uma importante participação de nossas sucursais em situações como esta e na região Serrana do Rio de Janeiro não foi diferente. Nossos gerentes, assessores comerciais e atendentes estavam presentes o tempo todo para ajudar os afetados pela tragédia". Sobre a importância do envolvimento das pessoas Fátima considera que “somente com a colaboração de todos será possível amenizar o sofrimento das vítimas atingidas por essa tragédia e, justamente por este motivo, é muito importante para nós concretizar a entregar desses kits às famílias afetadas pessoalmente, por meio de nossos colaboradores, pois estes momentos beneficiam ambos os lados e vão além do aspecto financeiro". E os corretores de seguros não ficaram de fora. Estiveram presentes o títular da Agre Corretora de Serguros, Fabricio Verbicario de Nova Friburgo e seu filho Bruno Moura, que auxiliaram na cerimônia e na entrega dos kits.

12

NEGÓCIOS MAPFRE

A prefeitura de Nova Friburgo foi a responsável por selecionar os beneficiados e identificar as necessidades de cada família. A Cruz Vermelha fez toda gestão da doação. Entre os principais itens do kit estão armários, mesas e cadeiras, geladeira, sofás, guarda-roupas, camas de casal e de solteiro, além de utensílios domésticos. Esta é a segunda vez que a FUNDACIÓN MAPFRE promove uma Ação Social específica para ajudar desabrigados por conta de grandes chuvas no Brasil. Em 2009, a instituição doou R$ 220 mil para a construção de habitações em Blumenau/SC. Nos dias de hoje, ao olhar a economia mundial e as oscilações nas bolsas de valores, vemos como se tornou uma realidade o efeito borboleta: “uma borboleta bate asas em Pequim e produz um terremoto na América”. A novidade é que efeitos positivos também começam assim. E a boa notícia é que mesmo em sua corretora, é possível ter atitudes que façam a diferença. O próprio sucesso atual das redes sociais e do marketing one to one provam que estamos na época onde os esforços individuais somados fazem o todo. Por isso, fica a reflexão: será que poderíamos fazer algo mais pela comunidade que nos cerca? Que tipo de parcerias são possíveis para isso?

O

à A partir da PRÓXIMA EDIÇ

Apresentaremos cases de sustentabilidade envolvendo os corretores de seguros e a Rede MAPFRE. Se você tem alguma história de sucesso sobre este tema envie um email para revista@mapfre.com.br


Destaque

PASI: mais um grande negócio

A trajetória de um produto, que se mistura com a vocação da MAPFRE em estabelecer parcerias com o Corretor para cumprir a missão de vender seguros, agora une-se ao Sindicato da Industria de Calçados de Franca

E

m março, a MAPFRE firmou um novo contrato do PASI. Agora o PASI (Plano de Amparo Social Imediato), que é um produto criado com o objetivo de proteger a dignidade dos trabalhadores brasileiros e de suas famílias, está disponível para o Sindifranca. A Diretoria Territorial de Ribeirão Preto da MAPFRE, por meio de sua Sucursal em Franca, fechou um acordo com o principal sindicato da cidade, o Sindifranca - Sindicato da Indústria de Calçados de Franca, que resultou em 922 propostas de seguro contratadas, com mais de 22.000 vidas seguradas. Segundo o gerente territorial de riscos pessoais da MAPFRE , Julio Cesar Alves Sousa, a negociação demorou três anos. “A Abranseg, corretora que viabilizou o fechamento do contrato com o Sindifranca já está prospectando outros sindicatos para os quais está oferecendo o produto. Tudo indica que outros bons negócios como este serão concluídos ainda este ano”, destaca Sousa. Trata-se de um seguro de vida em grupo que atende empresas de todos os setores, embora seja especializado no atendimento de Convenções Coletivas de Trabalho. Criado há 21 anos, com amplas e diferenciadas coberturas, o produto garante amparo ao empregado e tranquilidade ao empregador,

aprimorando as questões sociais das empresas. Inicialmente desenvolvido para atender ao setor de Construção Civil, o produto atende hoje a todos os segmentos, facilitando as negociações entre sindicatos patronais e laborais, contando, atualmente, com cerca de 2.400.000 segurados e mais de 17.000 empresas conveniadas. Além das coberturas de Vida em Grupo convencionais, o PASI conta ainda com coberturas exclusivas como PAED (Pagamento Antecipado Especial por consequência de Doença Profissional), Reembolso das Despesas com Rescisão Trabalhista e Cesta Natalidade (criada para contemplar especialmente a mulher trabalhadora, com itens necessários para suprir as primeiras necessidades da beneficiária e do bebê após o parto). O Sindifranca firmou a parceria com a MAPFRE para proporcionar

o correto cumprimento ao disposto na cláusula 15 da Convenção Coletiva, que prevê seguro de vida obrigatório aos trabalhadores calçadistas, viabilizando as indústrias do setor a contratação de seguro, conforme previsto em negociação salarial. O Diretor Territorial da MAPFRE, Sandorva Cosmos da Silva, afirma que a parceria foi extremamente positiva e que os corretores podem investir no segmento e buscar outros parceiros em todo o país. “Este com certeza é um case de grande sucesso e que trouxe um resultado bastante positivo para todos os envolvidos. O contrato foi importante para abrir novas possibilidades para o mercado segurador e tem grandes chances de difundir o produtos para outros sindicatos e nichos de mercado trazendo novas possibilidades de prospeccão de negócios para os corretores, finaliza o executivo. NEGÓCIOS MAPFRE

13


Comunicão e PUBLICIDADE Foto: Shutterstock

O boca a boca ainda

Fazer contatos e ser divulgado pela indicação de seus clientes é uma ótima ferramenta para expandir seus negócios. Saiba como “turbinar” esta atitude e se destacar no mercado

reina

P

ode parecer clichê, mas o boca a boca ainda é protagonista e com muito destaque quando falamos de seguros. Uma empresa pode investir milhões em marketing, ações inovadoras, branding, guerrilha e outros termos que os publicitários adoram, mas se o público-alvo não gostar do produto e sair comentando com os amigos, dificilmente haverá vida útil para ele. A propaganda boca a boca é representada pelos comentários informais que vão passando de pessoa para pessoa. Por

14

NEGÓCIOS MAPFRE

ser uma fonte não comercial de divulgação, é revestida de extraordinária força, pois representa um testemunho, uma opinião valiosa sobre um produto ou serviço, de alguém que o testou ou ouviu falar sobre ele. E este testemunho, principalmente quando transmitido por alguém de confiança, carrega toda a credibilidade de quem o propaga. As pessoas passam a “vender” conceitos sobre produtos e serviços a outras que nem imaginamos. É a melhor e mais eficaz forma de promoção que um produto ou serviço pode ter. Estes comentários se difundem


entre amigos e conhecidos formando uma rede de testemunhos e opiniões. E na área de seguros isto é fundamental para atrair novos clientes e promover o trabalho do corretor. Saber como estimular esta rede de bons comentários é um dos pré-requisitos essenciais para o sucesso de um novo profissional. Além de promover os serviços, a propaganda boca a boca ajuda a construir, pouco a pouco, a reputação desse profissional. Quando a competência de um profissional chega aos ouvidos da comunidade, ele passa a ser conhecido por essa excelente reputação. Os clientes se transformam em seus representantes junto à comunidade, propagando suas qualidades a todos que encontram. E mesmo quem não conhece o profissional passa a divulgá-lo como alguém competente, pois “ouviu falar que era muito bom”.

poder de compra, as direções da economia mundial.

O MARKETING E AS VENDAS Para o publicitário Mayqui Rodrigues, em todas as ações de vendas de produto/serviço, o marketing e a propaganda são ferramentas que contribuem muito para impulsionar o sucesso do que está sendo comercializado. E, em um mundo em que os seus concorrentes não são apenas as empresas da sua região e sim o mundo inteiro, é necessário saber que os apelos de vendas mudam constantemente. Hoje as empresas não ditam mais as direções do mercado, os consumidores adotaram este poder e controlam, pelo

Mas os comentários espontâneos não se originam gratuitamente. É preciso que seus propagadores sintam-se estimulados a falar. E é o atendimento o principal fator deste estímulo, desta vontade de comentar sobre um determinado profissional. Mas eles não se sentirão estimulados a falar sobre seus serviços até que algo de extraordinário aconteça. Ou seja, não basta apenas um bom atendimento, é preciso que seja algo surpreendente, que exceda às expectativas. É preciso que sua equipe forneça um atendimento diferenciado, que se destaque dos concorrentes e represente

“O corretor pode aproveitar as redes sociais para gerar mais discussões sobre os seus produtos ... um patamar superior de serviços. Um atendimento apenas razoável, adequado ou regular, não irá incentivar comentários porque representam a média, algo comum, que não merece destaque.

NEGÓCIOS MAPFRE

15


A indicação traz resultados muito mais rápidos do que qualquer outra forma de divulgacão para um corretor de seguros. Ele deve constantemente pesquisar seu rol de atuacão e conhecer a fundo as necessidades de seus clientes e tê-los como amigos ... Segundo o corretor Tadeu de Oliveira, proprietário da Tadeu Seguros (Botucatu/SP), o boca a boca foi e continua sendo o grande carro-chefe de sua corretora. Ele diz ainda que o corretor deve priorizar pelo bom atendimento e a qualidade na escolha de seus parceiros para ter reciprocidade e consequentemente ver o crescimento de seus negócios. “A indicação traz resultados muito mais rápidos do que qualquer outra forma de divulgacão para um corretor de seguros. Ele deve constantemente pesquisar seu rol de atuacão e conhecer a fundo as necessidades de seus clientes e tê-los como amigos. O corretor deve analisar o mercado, surpreender o cliente, criar coisas novas e principalmente superarse, pois o mercado é grande e apenas se mostrando é que o corretor conseguirá se destacar e, principalmente, se diferenciar perante a concorrência”. O BOCA A BOCA NA ERA DAS REDES SOCIAIS A propaganda sendo positiva ou negativa pode gerar muitos frutos no meio virtual. Para aqueles que esperam que sua marca seja

16

NEGÓCIOS MAPFRE

reconhecida, nada mais do que útil em dias de hoje, o Twitter, Facebook, Orkut. Eles estão ai fazendo esse trabalho. Mas aí vem a questão: como divulgar um produto de seguros dentro de uma ferramenta social? “O corretor pode aproveitar as redes sociais para gerar mais discussões sobre os seus produtos/serviços, além de receber um feedback daqueles que utilizam o que você comercializa. Administre bem as suas redes sociais, pois da mesma maneira que ela pode te ajudar elas também podem te afundar, sempre pesquise bem as informações que serão colocadas lá, para não criar ruídos negativos. Procure também analisar os concorrentes diretos e indiretos para saber os prós e os contras que eles tem em seus produtos/serviços”, destaca o publicitário Mayqui Rodrigues. Atualmente, vivenciamos uma era na qual a Internet está mais evoluída e as informações trafegam com uma nítida rapidez. O uso das hashtags (#) proporciona uma expansão do que quer se mencionar ou vender. Exemplo: #ficadica, #prontofalei,

#produto, #marketing, #midiasociais. “Procure participar de palestras, reuniões, comunidades no orkut, curtir algumas páginas no facebook e seguir algumas pessoas e empresas no twitter. Ao entregar o seu cartão de visita peça também o contato da pessoa e organize tudo isso criando assim um mailing que será de grande valor quando você precisar daquela ajudinha para atingir as metas. A regra é: não tenha medo de se comunicar! Seja aberto a opiniões, ouça muito o que as pessoas, funcionários, clientes e o mundo tem a dizer. Tenha mente aberta e beneficiese do que as mídias sociais têm a oferecer”, finaliza o publicitário.


Especial

“Traduzindo o Segurês” conquista o TOP de MARKETING

Q

uem nunca teve que explicar a um segurado o que é “prêmio”, “endosso”, ou “sinistro” que atire a primeira pedra. Pois é. Foi ao pensar em facilitar a comunicação com os clientes, que o projeto “Traduzindo o segurês” tomou forma. A idéia consiste em aumentar a proximidade e transparência junto aos segurados, por meio de uma comunicação simples e direta. Isso foi possível graças so desenvolvimento de uma nova interface de comunicação com o cliente, que promete facilitar a compreensão dos contratos e decifrar o “Segurês”, ou seja, os termos técnicos e jurídicos utilizados nas apólices. A iniciativa foi reconhecida com o TOP de MARKETING, um dos mais aguardados e concorridos prêmios concedidos pela ADVB SP (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil), graças à criação desta forma inédita de comunicação entre cliente, seguradora e corretor, que facilita a compreensão de um contrato de seguro. A partir da implantação do projeto os consumidores da carteira de automóveis podem acessar todas as informações pertinentes à sua apólice, a qualquer momento e de qualquer lugar, em um website totalmente personalizado, denominado "Página Pessoal do Segurado". Toda ação de marketing e comunicação começa com o envio de uma mala direta com imagens e conteúdo personalizados, que levam o cliente para um endereço exclusivo de Internet, com seu próprio nome para acesso a toda documentação sobre o seu seguro. Esta comunicação inclui a marca da corretora, que é enviada para a MAPFRE por meio de outro novo recurso: a "Página Pessoal do Corretor". O objetivo é dar visibilidade à corretora , uma vez que ela intermedia o relacionamento entre a MAPFRE e seus segurados. O corretor terá, além do envio de logomarca, uma série de outros recursos. Ao entrar na Página Pessoal da

2011

Corretora, é possível acessar, por exemplo, um gráfico que mostra a relação entre o número de apólices emitidas e o acesso dos seus clientes às suas respectivas páginas pessoais. A medida entrou em prática após dois anos de estudos que tiveram como missão compreender as dificuldades do cliente em relação ao ‘segurês’ e, a partir daí, baseado na metodologia Design Thinking, que consiste numa analise dos processos vistos do ponto de vista do cliente, considerando de forma prioritária suas necessidades e expectativas. A partir daí, traçou-se um novo plano estratégico de comunicação, onde mais do que alterar a forma de interação entre cliente/empresa, detectou-se a necessidade de mudanças na cultura do relacionamento entre as partes envolvidas. O meio ambiente também foi beneficiado pelo projeto. O uso da documentação eletrônica personalizada já reduziu, em seus seis meses de atividade, mais de 20 milhões de impressões, poupando o meio ambiente da emissão de 60 toneladas de CO2., já que o segurado só imprime os documentos se quiser. Para o diretor de Marketing da seguradora, Paulo Eduardo Fernandes Rossi, “o resultado deste trabalho consistente é uma forma inédita de comunicação entre cliente, seguradora e corretor, que deve acentuar ainda mais a relação de compromisso e confiança por parte da companhia para com seus clientes e canais de distribuição, resultando numa mudança de cultura de todo o mercado”. "É importante registrar que a ajudado corretor é fundamental para estimular os clientes MAPFRE a acessarem seus sites exclusivos, especialmente a fim de entender o que contrataram e o que ainda podem contratar", completa.

NEGÓCIOS MAPFRE

17


Consultor ADMINISTRATIVO

Vamos tomar um CAFÉ? Saiba como aproveitar melhor o momento do café para otimizar o relacionamento com seu segurado e ampliar sua carteira de clientes

18

NEGÓCIOS MAPFRE

O

momento do café no escritório pode parecer banal, mas é extremamente importante para o corretor, pois a famosa frase “passe no escritório para tomarmos um cafezinho e conversarmos” muitas vezes considerada um clichê do dia a dia, pode ser vista de outra maneira e representar uma nova oportunidade de fechar um negócio já que muitas conversas acabam fluindo melhor neste momento de descontração para o corretor e o cliente. Já cientificamente falando, a pausa café é importante, pois ajuda a “desligar”, a reordenar os pensamentos e a regenerar-se.

Fotos: Shutterstock

Com um café excelente, porém, converte-se num momento ainda mais apreciado e oportuno para o corretor. Apesar de parecer sem importância, esta pausa pode trazer importantes oportunidades para os profissionais. Neste momento um pouco mais relaxado, sem a mesma pressão e repreensão que poderiam ter em reuniões mais formais, o corretor deve estar atento para valorizar as oportunidades que podem surgir neste momento de bate-papo, tão importante no relacionamento de sua corretora, e buscar formas de inovar para chamar a atenção. Para o corretor e sócio da Moraes Pacheco Corretora (São Paulo/ SP), Fausto Pacheco, ao receber o cliente em seu escritório o corretor passa uma maior credibilidade e segurança para o cliente, então esse tipo de aproximação pode melhorar a abordagem entre segurado e corretor trazendo um


leque de novas oportunidades, além de um possível aumento na sua carteira de clientes. Segundo a gerente de produtos da Arno, Caroline Giuntol, a escolha do tipo do café e sua apresentação são extremamente importantes. Além de optar pelo tipo do café, coado ou espresso, é preciso pensar também no impacto que se deseja causar. Já que todos os detalhes contam, desde a xícara, tipo de açúcar e adoçante, até o café em si. “Um café coado pode ser preparado em uma cafeteira filtro elétrica, que mantém a bebida aquecida por até 2 horas, e você pode escolher o café moído de sua preferência. Já uma máquina de café espresso pode conferir um maior glamour à bebida e ao momento, e ainda é possível escolher blends de café, além de máquinas que possibilitam o preparo de outras bebidas a base de café, leite e chás. Assim, é possível oferecer ao cliente a bebida preferida com charme e sem esforço”, afirma a executiva.

Como inovar?

O corretor pode pensar que dedicar um espaço para atender seu cliente pode ser uma besteira, mas o corretor Leandro Moriya, da Corretora Moriseg (Osasco/SP), é um exemplo de sucesso, pois resolveu apostar em atendimento diferenciado e hoje colhe bons resultados desta idéia que foi implantada por sua mãe na corretora em 2002. “Há 9 anos abrimos a corretora aos sábados para oferecer um momento de descontração aos clientes, começamos com o tradicional cafezinho e hoje inovamos servindo um café da manhã para os cliente.

Abrimos a corretora aos sábados para oferecer um momento de descontração aos clientes, começamos com o tradicional cafezinho e hoje inovamos... Corretor Leandro Moriya, da Corretora Moriseg (Osasco/SP)

Aproveitamos a oportunidade para conhecer melhor nossos segurados, pois muitas vezes o cliente chega à corretora buscando apenas um seguro de auto e depois de conhecer o seu perfil percebemos que o cliente não conhece os outros produtos disponíveis na corretora, como previdência, seguro de vida entre outros. Cerca de 58% dos clientes acaba fazendo uma nova apólice apenas neste simples batepapo”, afirma o corretor. Leandro conseguiu aumentar sua carteira em 89% apenas nestes encontros. Uma experiência de sucesso que mostra que apesar de ser um investimento a longo prazo, vale a pena investir no famoso cafézinho.

Diferentes tipos de máquinas

Empresas como Arno e Nespresso trazem boas opções que podem atender as mais diferentes realidades dos corretores na hora de oferecer um bom café. A NESPRESSO Business Solutions foi desenvolvida com o objetivo de oferecer um amplo leque de variedades de cafés em porções individuais, com máquinas de última geração, serviços personalizados e, especialmente, orientados às necessidades dos escritórios dos mais variados tipos. Já a Arno possui excelentes opções para diferentes gostos, com

opções que vão desde cafeteiras filtro até máquinas de Espresso e Multibebida - entre elas destaque para a Nescafé Dolce Gusto - e espresserias robustas da marca Krups. Conheça agora um pouco mais sobre os diferentes tipos de máquinas disponíveis no mercado.

Máquinas de café espresso

As máquinas de café espresso podem apresentar diferentes variações que vão desde um preparo mais elaborado até as maquinas automáticas e máquinas de utilização unidoses de café ou por cápsulas, que podem servir grande variedade de bebidas e um elevado conforto com cafés espressos, cappuccinos, vanillas e até mesmo alguns tipos de chá e outras bebidas frias.

Máquinas de café filtro

O café é obtido através do processo mais simples onde a água quente passa pelo café moído, resultando no cafezinho mais comum que tomamos diariamente.

NEGÓCIOS MAPFRE

19


Gestão de PESSOAS

Fotos: André Guerra / Shutterstock

Treinamento

sem custo Mesmo sem um grande orçamento empresas podem manter seus profissionais atualizados e ampliar suas habilidades investindo em diferentes formas de treinamento

Q

uando falamos em treinamento, principalmente nas pequenas e médias empresas, logo vem a pergunta: treinar para quê? Essa pergunta não parte só do funcionário, mas também é uma “preocupação” do empresário que pensa que vai preparar melhor um funcionário para depois perdê-lo para o mercado. Bem, essa é uma maneira bem equivocada de pensar. Com as constantes mudanças nos negócios e no dia-a-dia da corretora, o treinamento pode ser um diferencial e gerar melhor qualidade no trabalho de toda a equipe. Mais do que necessário o treinamento pode ser fundamental para a sobrevivência de uma empresa. A educação continuada é importante para manter os funcionários motivados e com o foco voltado à inovação. Desta forma o treinamento não pode ser visto como custo, pois na realidade ele é um investimento que dá excelente

20

NEGÓCIOS MAPFRE


retorno quando bem feito e voltado para as pessoas corretas. Qualquer instrução de trabalho pode ser considerada um treinamento e com o passar do tempo as pessoas, em qualquer atividade que exerçam, podem se acomodar e adquir vícios no seu dia-a-dia, em nome da pressão que sofrem, do estresse e também por não saber executar suas atividades de outras formas além das que aprenderam em outros empregos. Por isso, é preciso que, muitas vezes informalmente, os líderes ajustem comportamentos e atitudes que considerem divergentes com o trabalho de suas empresas. AS FACILIDADES DO E-LEARNING Com as facilidades da Internet o treinamento de pessoal pode se tornar uma etapa muito mais fácil e funcional para todos, pois com a expansão dos cursos e-Learning (ensino à distância) um grande leque de opções se abre para a atualização e aprendizado em diferentes áreas e porque não aproveitar a ferramenta em sua corretora. Segundo a consultora de capacitação educacional a distância do SEBRAE-SP, Rita Vucinic Teles, a modalidade de cursos à distância pode ser uma boa opção para quem não tem tempo. ”O horário é flexível e os cursos podem ser realizados em etapas e fica a disposição do participante 24 horas por dia, por um determinado tempo, e os temas são como pequenas pílulas que se complementam”, afirma a executiva. A MAPFRE oferece ao corretor opções de cursos que podem

auxiliar esse aprendizado e melhorar seu desempenho através de cursos disponibilizados pelo MAPFRE Centro de Formação. Onde através dessa ferramenta o corretor tem acesso a materiais elaborados com a contribuição de parceiros para auxiliarem em seu dia-a-dia. Segundo a Coordenadora de projetos de educação a distância do atendimento corporativo do SENAC São Paulo, Nivia Maseri de Moraes, a MAPFRE e o SENAC são parceiros há 5 anos e essa união trouxe resultados bastante animadores com a criação de 10 programas de treinamento, a partir da simulação de casos reais do dia-a-dia, em diversas modalidades. “O treinamento e-Learning é uma grande vantagem no dia-a-dia do corretor. A profissão demanda constante atualização e formação contínua por lidar com produtos voláteis e o treinamento pode ser uma grande vantagem pois pode ser realizado em seu ambiente de trabalho, sem perda de tempo. E quanto mais aprender, maiores vão ser suas estratégias e conseqüente mente suas vendas e negócios”, afirma a coordenadora. Para André Yamamoto, funcionário da Corretora de Seguros de Florianópolis/SC, empresa que utiliza frequentemente os cursos disponibilizados pelo MAPFRE Centro de Formação, os treinamentos são fundamentais para o alto desempenho e motivação de uma equipe. “É de conhecimento geral que quando um profissional domina o assunto, fala com propriedade e demonstra confiança, tudo isso reflete em resultados. O MAPFRE Centro de Formação contribui muito para o

meu trabalho, e a preocupação de disponibilizar não só materiais sobre os produtos MAPFRE, mas também sobre ferramentas de gestão e controles é uma idéia excelente, através da qual pude aprender muitas dicas de como tornar meu trabalho mais produtivo”, finaliza. Já o corretor Antonio Vieira da Silva Junior de São Miguel Arcanjo/SP, utiliza somente o MAPFRE Centro de Formação para aprimorar o conhecimento de seus funcionário, pois segundo ele apresenta cursos de forma objetiva e autodidatica. Toda segunda-feira no primeiro horario de trabalho, seus colaboradores realizam os cursos para começar a semana com mais conhecimento.

“É de conhecimento geral que quando um profissional domina o assunto, fala com propriedade e demonstra confiança, tudo isso reflete em resultados ... NEGÓCIOS MAPFRE

21


“Através de cursos específicos, conseguimos abordar as vantagens e beneficios de certos produtos aplicando de forma objetiva ao cliente ... “Com certeza colaboradores bem capacitados evoluem conforme a exigência do mercado, otimiza processos , administrando seu tempo e tarefas diarias, que por sua vez gerem mais tempo para novos negócios e ramos de seguros a serem explorados. A importância deste tipo de TREINAMENTO oferecido pela MAPFRE, traz inumeros beneficios que contribuem no conhecimento sobre os produtos oferecidos, tomada de decisões, recrutamento e seleção de candidatos, administração de tempo, financeira e marketing. Sem dúvida isso é um diferencial que aumenta nossa qualidade de atendimento, os lucros da empresa nas operações, e que nos ajuda a conquistar a satisfação de nossos clientes”. Ainda segundo Júnior ao aplicar a ferramenta em sua rotina diária já conseguiu multiplar em quase 2 vezes o número de novos negócios para a corretora, reduzindo o tempo em processos e fidelizando os clientes, “Através de cursos específicos, conseguimos abordar as vantagens e beneficios de certos produtos aplicando de forma objetiva ao cliente, onde após saber das vantagens que antes não eram divulgadas por falta de conhecimento de nossos colaboradores/diretores, hoje nos ajudam a vender mais”, finaliza.

22

NEGÓCIOS MAPFRE

Conheça o MAPFRE Centro de Formação: Seu canal direto para o conhecimento e crescimento profissional

O MAPFRE Centro de Formação tem como objetivo principal o treinamento e desenvolvimento contínuo de profissionais do mercado segurador, por meio de cursos com conteúdos significativos e atualizados, que auxiliam em uma atuação de alto desempenho. A MAPFRE acredita no desenvolvimento das pessoas e no impacto que ele provoca nos negócios, por isso o MAPFRE Centro de Formação disponibiliza em qualquer parte do Brasil conteúdos e informações preciosas que facilitam o dia-adia dos Corretores e Parceiros de Negócios. Levando conhecimento aos profissionais do mercado segurador através de soluções presenciais e e-Learning. O acesso ao portal MAPFRE Centro de Formação está disponível de acordo com seu público-alvo. Para Corretores e Funcionários de Corretoras pelo portal do

MAPFRE Connect (www.mapfreconnect.com.br). Já para Parceiros de Negócios e Visitantes o conteúdo está disponível na página http://mapfre. webaula.com.br. Todos os cursos são certificados pela MAPFRE e, em alguns temas também por parceiros educacionais, entre eles o SENAC, e a Rede Comercial entrega pessoalmente cada um dos certificados. Totalmente gratuito é um investimento na formação e no desenvolvimento de Corretores, Parceiros de Negócios e seus Colaboradores. Com conteúdos auto-instrucionais preparados cuidadosamente para que o aluno aprenda a distância, despertando no aluno a aprendizagem, além de estar disponível via internet 24horas por dia, 7dias por semana. Através do Help Center MAPFRE Centr o de Formação - Central de Atendimento ao aluno via e-mail (mapfre@ webaula.com.br) ou chat, o aluno pode esclarecer todas as suas dúvidas.


Vender é SIMPLES

O Paradoxo

do SucessoEmpresarial O paradoxo que vejo em muitas empresas é o seguinte: quando elas são fundadas, geralmente por um empreendedor visionário, elas só pensam em servir o cliente de forma encantadora e surpreendente através de produtos e serviços de qualidade diferenciada, preços justos, atendimento excelente, etc. Elas sabem que para ter sucesso, precisam de pessoas excelentes que comunguem da mesma visão e que, para isso, precisam ter qualidade de vida no trabalho. É claro que pensam em “ganhar dinheiro”, mas esse é um objetivo sempre visto como “consequência” de toda a excelência em pessoas, produtos e serviços.

E assim, com essa visão, elas crescem, se desenvolvem e se tornam sucesso. O paradoxo que vejo é que, após terem atingido todo esse reconhecido sucesso, elas começam a contratar profissionais “experientes” que invertem o objetivo. “Ganhar dinheiro” passa a ser a causa e não a consequência. Tudo deve se submeter ao lucro que é visto como a única razão da atividade empresarial. O cliente passa a ser um mal necessário e não aquele que merece todo o respeito. Passa-se de uma visão de longo prazo para o

curto prazo: ganhar já! Ganhar tudo agora! Cortar custos, sem olhar as repercussões de longo prazo, passa a ser o mantra da empresa. As pessoas mais antigas aquelas que participaram de seu crescimento e desenvolvimento e que foram impregnadas pela visão de servir e de defender os clientes passam a ser vistas como sonhadoras e ingênuas que não acompanharam a evolução dos tempos e, portanto, precisam ser descartadas. As velhas histórias heróicas de atendimento ao cliente viram motivos de riso e chacota desses novos executivos com mentalidade exclusivamente financeira. A história da empresa é jogada no lixo. O resultado é que em pouco tempo os clientes, fornecedores e a própria comunidade insatisfeitos e se sentindo traídos pela mudança de postura da empresa começam a abandoná-la. E o maior paradoxo é que ela se vê abandonada não só pelos seus antigos clientes e fornecedores, mas, agora, também pelos espertos executivos que a

levaram à ruína, pois eles não tinham nenhum amor à empresa ou à marca ou aos clientes, somente aos seus bônus milionários. Estavam ali apenas por dinheiro e quando o dinheiro se vai, esses mercenários vão junto para onde ele estiver, momentâneamente, indo destruir novas empresas. Com enorme tristeza, vejo isso acontecer todos os dias com empresas que eram excelentes e que perderam o seu rumo, o seu foco e não encontram mais o caminho de volta. Elas se esqueceram de que o lucro é conseqüência e não causa do sucesso. Pense se sua empresa não está sendo vítima deste paradoxo do sucesso.

Pense nisso. Sucesso!

Professor Luiz Marins

* Professor Marins é Doutor (Ph.D.) em Antropologia (Austrália); Pós-Doutorado em Macroeconomia (London School of Economics - Sydney/Londres); Licenciado em História; Bacharel em Direito e Técnico em Contabilidade. Estudou Ciência Política e Relações Internacionais (Universidade de Brasília) e Negociação (New York University). É consultor de várias empresas nacionais e internacionais. É um dos mais renomados palestrantes do Brasil e do exterior nas áreas de Motivação Empresarial e Futuro das Empresas.

NEGÓCIOS MAPFRE

23


Novidades TECNOLOGIA Foto: Shutterstock

Mudanças na NF-e:

Saiba como isso afeta sua corretora Versão 2.0 já está vigorando desde abril A emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) 2.0 passou a ser obrigatória, em alguns municípios do país, a partir de abril deste ano. Portanto, todas as corretoras que emitiam a versão anterior do documento eletrônico tiveram de migrar para a nova versão, uma vez que a antiga não é mais aceita.

24

NEGÓCIOS MAPFRE

D

e acordo com o supervisor de Fiscalização de Documentos Digitais da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, Marcelo Fernandez, foram realizados dois tipos de alterações: criação de alguns novos campos, como por exemplo, um código de situação específico tributário para o Simples Nacional e foram introduzidas algumas validações do conteúdo do documento eletrônico que não eram feitas até então.


Segundo o diretor da Agger Informática - especialista em gerenciamento e ferramentas para corretoras de seguros -, Fabio Serrano, felizmente não precisamos ficar somente na imaginação, pois essa tecnologia já está disponível nos maiores provedores do país. “Passa-se a verificar, com a versão 2.0, o cálculo do ICMS; a verificação do somatório dos itens batendo com o valor total das notas; a exigência de algumas informações nas operações de importação e o detalhamento específico do NCM, Nomenclatura Comum ao MERCOSUL, nas operações sujeitas ao IPI e ao comércio exterior”, afirma Marcelo Fernandez. Para Wilson Bezutti, coordenador da Comissão Tributos do Sincor-SP, “essas mudanças praticamente não afetam de maneira significativa o setor de seguros, uma vez que elas estão muito mais relacionadas com o setor da indústria e do comércio”. No entanto, nos municípios em que a adoção da nova versão é obrigatória, as corretoras devem se adequar e utilizar a versão 2.0. Para as empresas que não queiram desenvolver ou comprar uma solução específica no mercado para emissão da NF-e, é possível fazer o download gratuito da versão 2.0 no site nacional: http://www.nfe.fazenda.gov.br ou no site das Secretarias da Fazenda. As empresas que não se adaptarem a nova versão do sistema não vão conseguir autorização da Secretaria

da Fazenda para emissão do documento, portanto, não será possível finalizar a venda parando, assim, o faturamento da empresa, já que a indisponibilidade do documento inviabiliza a operação comercial. A obrigatoriedade e a regulamentação da emissão da NF-e para o setor de serviços é determinada pelas prefeituras. Por isso, há uma série de variações

dependendo do município onde a corretora atua. Em São Paulo, por exemplo, são obrigadas a emitir a Nota Fiscal Eletrônica, as empresas prestadoras de serviços com arrecadação bruta superior ou igual a R$240 mil. Além disso, o município oferece descontos no imposto predial (IPTU) para quem recebe a nota.

NOTA FISCAL ELETRÔNICA De acordo com o Ministério da Fazenda, a Nota Fiscal Eletrônica é um documento fiscal de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente para documentar uma operação de circulação de mercadorias ou uma prestação serviços. O modelo eletrônico substitui a emissão do documento fiscal em papel (modelo 1 e 1A), reduzindo ou até eliminando, os custos de impressão e aquisição de papel, além de minimizar gastos com envio postal e armazenamento dos documentos fiscais. Dentre os benefícios para quem recebe a NF-e estão: eliminação de digitação de notas fiscais na recepção de mercadorias; redução de erros na digitação das notas, além do incentivo do relacionamento eletrônico com o cliente.

A validade da Nota Fiscal Eletrônica depende do certificado digital, que garante a autoria e validade do documento. O certificado deve ser adquirido junto à autoridade certificadora credenciada pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICPBrasil, devendo conter o CNPJ do estabelecimento ou de sua matriz. Os certificados garantem também maior segurança. “Os corretores de seguros lideram as práticas eletrônicas no país e a segurança dos documentos eletrônicos. Eles mantêm uma vigorosa rede de autoridades de registro que permite que o consumidor tenha acesso ao certificado digital, por isso, os corretores estão na liderança desse processo no Brasil”, afirma o presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, Manuel Matos.

NEGÓCIOS MAPFRE

25


Espaço CESVI

Movimento “Chega d

instalará totens com contadores Inauguração dos primeiros totens começa junto com a campanha mundial da Década de Ações para Segurança no Trânsito

E

m linha com as decisões e ações globais para 2011 a 2020, período proclamado pela ONU (Organização das Nações Unidas) como a Década de Ações pela Segurança no Trânsito, o movimento Chega de Acidentes instalará, nas capitais do Brasil, totens com um contador que estima o número de vítimas de acidentes de trânsito. O Brasil ocupa o quinto lugar no mundo em relação ao número de fatalidades no trânsito, atrás apenas da Índia, China, Estados Unidos e Rússia, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Essa iniciativa tem como propósito chamar a atenção da sociedade e das autoridades para o grande número de fatalidades

26

NEGÓCIOS MAPFRE

no trânsito, e a emergência da criação e implantação de um Plano Nacional de Segurança Viária no Brasil. As instalações dos totens fazem parte das ações do Chega de Acidentes para a data oficial de início da Década pelo mundo 11 de maio. O movimento foi criado em 2009, pela ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), AND (Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito), ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), e CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária). A Seguradora Líder DPVAT, responsável pela administração do seguro DPVAT (que indeniza vítimas

de acidentes de trânsito no país), além de apoiadora do movimento, viabilizou a criação dos totens. Em maio, foi inaugurado o totem de Goiânia, durante a comemoração dos 25 anos do SINCOR-GO (Sindicato dos Corretores de Seguros e das Empresas Corretoras de Seguros, de Capitalização, de Previdência Privada e de Resseguros do Estado de Goiás), entidade apoiadora do movimento. O totens de Manaus e Curitiba também foram instalados em maio e, em junho, foi a vez de Recife. O projeto ainda prevê a instalação de totens nas capitais: Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília.


de Acidentes” Nos totens, os contadores estimam o número de vítimas fatais e internações utilizando o período inicial de lançamento do Chega de Acidentes (18/09/2009), dados de mortalidade e morbidade (feridos internados) decorrentes de acidentes de transporte terrestre, do Ministério da Saúde, para o ano de 2007. SOBRE A DÉCADA A ONU estabeleceu, durante sua Assembleia Geral, em março de 2010, a Década de Ações para a Segurança no Trânsito de 2011 a 2020 com a meta de estabilizar e reduzir acidentes de trânsito em todo o mundo. Na recente resolução adotada, os 192 países membros da ONU solicitam à OMS (Organização Mundial da Saúde), em cooperação com outros parceiros, a elaboração de um plano diretor para guiar as ações nessa área durante os próximos dez anos. E ainda, que cada um desses países estabeleça suas

metas nacionais para a redução de acidentes até o final do período correspondente à Década. De acordo com o Relatório Global da OMS sobre a situação da segurança viária, primeira análise detalhada sobre 178 países que foi publicado em 2009, ferimentos causados por acidentes de trânsito permanecem um problema de saúde pública, principalmente nos países de média e baixa renda. Segundo a OMS, o número de mortes em consequência de acidentes no trânsito chega a 1,3 milhões ao ano. E se não houver medidas dos governos, a perspectiva é que em 2020 esse número possa aumentar para 2 milhões. De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde, o Brasil registra por ano cerca de 38 mil vítimas fatais em decorrência da violência no trânsito. Pelo mundo, diversos eventos acontecerão durante a Década em monumentos e locais importantes. Por exemplo, em Nova York, o símbolo da campanha global será ostentado na famosa avenida da cidade - a Times Square.

MOVIMENTO CHEGA DE ACIDENTES O Chega de Acidentes é um movimento que tem por missão reunir e mobilizar diversos segmentos da sociedade em prol da elaboração e implantação de um Plano Nacional de Segurança Viária, com metas (ambiciosas e factíveis) e prazos de redução de vítimas de acidentes, para obter um trânsito mais seguro no País. O movimento foi criado em 2009, e seu comitê organizador é formado pelas entidades: ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), AND (Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito), ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), e CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária). No site do movimento um contador virtual estima a evolução da quantidade de vítimas fatais e não fatais no Brasil, e o impacto econômico dos acidentes e suas vítimas. Um abaixo-assinado pela redução da violência no trânsito está disponível no site do Chega de Acidentes, além de mais informações sobre a campanha: www.chegadeacidentes.com.br

NEGÓCIOS MAPFRE

27


Turismo BRASIL Fotos: André Guerra / Daniel de Granville / Marcos Koara / Marcos Leonardo / Rico / Valdir Cruz / Viaer Aerofotografia / Shutterstock

Bonito... jus à cidade!

...um nome que faz

Realmente, após visitar duas ou três atrações turísticas deste município sul matogrossense, é possível comprovar esta afirmação. Mas, apesar de seu nome sugestivo, “Bonito”, em seu início, não tinha o menor interesse em desenvolver atividades turísticas.


A

cidade nasceu em meados do século passado, em 1.948, com sua emancipação política, econômica e social do município de Miranda/ MS, um dos “portais” do Pantanal. As atividades econômicas predominantes na época eram a pecuária, a agricultura e a mineração - vocações indiscutíveis de acordo com o clima, vegetação e subsolo, que tem uma combinação muito especial, graças à riqueza em cálcário. Conforme o turismo foi se desenvolvendo como atividade econômica no Brasil e as ideias em torno da preservação ambiental foram tomando forma, houve uma evolução natural que culminou no início dos anos 90 com uma exposição nacional do município numa edição especial do Globo Repórter e com a exibição da novela Pantanal (da extinta TV Manchete e reprisada há pouco pelo SBT), que despertou interesse pelo estado do Matogrosso do Sul como um todo. Daí para frente Bonito virou um Destino Turístico Nacional. Na

época a cidade não contava com nenhuma grande estrutura turística - eram menos de dez hotéis e os poucos e escassos serviços turísticos contratados através de três únicas agências. Mas hoje tudo está muitíssimo estruturado, fato confirmado por prêmios nacionais e internacionais e muita exposição na mídia, mostrando que aquele Globo Repórter era apenas o começo. O sistema turístico montado no município tem sido visto como modelo internacional de organização e respeito - tanto ao meio ambiente como ao turista. A maior parte das atrações tem um limite de visitantes por dia, que a primeira vista pode ser visto de maneira desconfortável e abusiva pelos visitantes desavisados. Mas, numa analise mais serena, logo se compreende que isso é fundamental para a manutenção de um uso turístico responsável, pelos recursos naturais. Esta limitação de visitantes em sítios turísticos, é um dos pontos que fazem de Bonito um dos ícones do turismo Brasileiro. Atualmente existem 67 empresas oferecendo serviços de hospedagem, entre hotéis e pousadas de pequeno a grande porte. Existem 35 agências operando no mercado. Aproximadamente 80 guias de turismo credenciados pela EMBRATUR. Em mais de 40 sítios turísticos. Incontáveis serviços de locação de automóveis, vans, motos e bicicletas. Entre bares, restaurantes e lanchonetes existem mais de 40 opções.

NEGÓCIOS MAPFRE

29


Aventura

Belezas Naturais

Turismo BRASIL

Hoje, vemos o nome de Bonito ser reconhecido também pelas suas manifestações culturais, tais como teatro, música, artes plásticas, festas típicas, dentre outras formas de expressar a cultura de um povo simpático. Há duas festas que envolvem a cultura de fazenda, a “Festa do Peão Boiadeiro” e a “Festa da Confederação Estadual dos Clubes de Laço”. Fazem parte também do calendário de eventos de Bonito, a Feira do Artesanato (maio), Festival de Inverno (julho), Festival da Guavira (novembro) e Bonito Natal (dezembro).

Os atrativos naturais da região são os mais diversos: rios de águas límpidas, cachoeiras em meio aos bosques, cavernas, dentre outras belezas que soam apenas amostras deste raro paraíso. É nítida a preocupação de preservação e harmonia dos visitantes com a natureza. Talvez seja este um dos motivos pelo qual a “contemplação” ganha destaque especial no Turismo local. As grutas e passeios de bote em rios de águas transparentes e repletos de peixes são um verdadeiro espetáculo a ser assistido. Mas o espectador se torna protagonista também em alguns momentos de muita interação com o meio ambiente, como na flutuação, onde é possível boiar com máscara de mergulho no meio dos peixes ou então no Bóia Cross, um pouco mais radical, mas compatível e recomendado praticamente para todas as idades. 30

NEGÓCIOS MAPFRE

CULTURA E EVENTOS

Para quem gosta de sentir emoções um pouco mais fortes, sem deixar a segurança de lado, nos arredores da cidade está a maior cachoeira de Mato Grosso do Sul, com 150 metros e um rapel ao lado, com vista para um vale em meio ao cerrado. A modalidade é praticada dentro de um abismo, com um lago de um azul intenso com 70 metros de profundidade. Em alguns rios específicos, é possível ainda realizar mergulhos autônomos embaixo das cachoeiras.

Na gastronomia, opções de pratos típicos regionais, variedade de peixes de água doce, carnes exóticas como o javonteiro (mistura de Javali com porco Monteiro) e de jacaré, este último “para turistas”, como confessaram algumas pessoas à equipe da Revista. “Os habitantes locais não comem isso, foi apenas mais uma forma de incrementar o turismo”, garantiu uma destas fontes. E parece ter funcionado, pois além de sopa ou assado, como o senso comum ditaria como algo um pouco mais corriqueiro, existe pastel de jacaré e hambúrguer de jacaré, entre outras variações desta carne exótica.


Projeto Jibóia Neste sentido, a ideia é que o visitante conheça melhor os hábitos alimentares e, principalmente, de relacionamento destes animais para ter uma nova percepção e quebrar possíveis paradigmas.

O Projeto Jibóia existe em Bonito desde 2005 e tem, segundo seu idealizador, Henrique Naufal, o objetivo de desmistificar as serpentes não peçonhentas e seu comportamento - freqüentemente relacionado à maldade e ao perigo.

Os visitantes são recebidos pessoalmente pelo empresário na sede do Projeto e, junto aos terrários, recebem uma palestra sobre as serpentes e depois assistem a um breve vídeo sobre a vida reprodutiva destes animais. Após a conversa e várias perguntas todos são convidados a ter o contato direto com as cobras e os mais corajosos chegam a colocá-las nos ombros. O mais impressionante é que tudo acontece entre muita diversão e risos. Na visita da Revista Negócios MAPFRE ao local, mais de 70% das pessoas posaram para fotos com

uma cobra em torno do pescoço. Mesmo os que no início estavam resistentes a esta ideia se divertiram muito ao ter contato direto com o animal e ainda exibir o ato de coragem aos parentes e amigos na volta para casa em forma de fotos desta experiência única. O mais importante, segundo Henrique, é evidenciar para as pessoas a fragilidade das serpentes e, ao mesmo tempo, buscar a preservação das espécies, evitando a matança indiscriminada no meio ambiente. O Projeto funciona todo os dias da semana, das 19:00h às 21:00h e atualmente o serpentário conta com algumas jibóias e uma píton, esta última da Birmânia, e todas são extremamente dóceis e habituadas com a presença humana e o contato físico.

Principais atrações turísticas GRUTA DO LAGO AZUL

Após percorrer uma trilha conhecendo diversas estalactites e estalagmites, pode-se visualizar o famoso lago de águas intensamente azuis e com mais de 80 m de profundidade. Por sua beleza e fragilidade, a área da gruta foi transformada em Monumento Natural, garantindo sua preservação.

AQUÁRIO NATURAL E TRILHA DOS ANIMAIS

Diversão, ecologia e aventura: o passeio oferece tudo isso e muito mais. Visitantes de todo o mundo são atraídos pela transparência de suas águas, repletas de cardumes de peixes de mais de 30 espécies diferentes, que estão sempre ali, quase ao alcance das mãos. A infra-estrutura rústica e

aconchegante, com restaurante, museu de historia natural, loja de artesanato e piscinas para treinamento, proporciona ao turista uma estadia agradável e com toda a segurança. Outra atração imperdível é o passeio pela Trilha dos Animais. Existem pontos de observação pelo caminho e é possível ver emas, jacarés, cervosdo-Pantanal, lobos-guarás e uma sucuri de 5m. RIO SUCURI Caminhada em uma agradável e leve trilha pela mata ciliar do Rio Sucuri, subida ao mirante construído em torno de uma figueira centenária e elevado sob sua nascente principal onde NEGÓCIOS MAPFRE

31


Turismo BRASIL

piraputangas, dourados e curimbas fazem o espetáculo junto as ressurgencias. Depois, os visitantes são conduzidos ao deck de treinamento e, a partir daí, levados pela correnteza do Rio Sucuri com a sensação de estar dentro de um aquário, onde os peixes, o volume e a transparência deste rio formam um passeio realmente inesquecível.

Como em qualquer praia, não falta volêi de areia e frescobol, acompanhando de muito sol e calor. BURACO DAS ARARAS

fazenda, respirar o ar puro e se deixar levar pelo balanço do cavalo, passando por mata fechada, beirando o Rio Formoso, com trilhas para apreciação da fauna e flora da região. CEITA CORÊ

BALNEÁRIO DO SOL

Localizado às margens do Rio Formoso, oferece a possibilidade de nadar na piscina natural ou no próprio rio, entre as piraputangas, curimbas e dourados, com lindas cachoeiras fazendo parte do cenário. Possui carretilhas, trampolim, lanchonete, restaurante, quiosques para churrasco, redário, quadras de vôlei e futebol de areia. É um dos únicos passeios onde não é necessário acompanhamento de guia de turismo local. PRAIA DA FIGUEIRA

Paz e tranqüilidade em meio ao cerrado uma enorme cratera totalmente em arenito com sua beleza e exuberância, lugar onde diversos pássaros, principalmente as “Araras Vermelhas”, adotaram como habitat natural CACHOEIRAS DO RIO DO PEIXE

PARQUE DAS CACHOEIRAS

Localizado na Fazenda Água Viva, ali se constitui um dos mais belos e paradisíacos cenários naturais da região. Rios de águas límpidas, cachoeiras ornamentais, inúmeras piscinas naturais, uma fauna atraente com macacos, araras, tucanos, entre outros. CAVALGADA RIO SUCURI

Uma antiga área de extração de calcário deu origem a uma lagoa de água corrente e uma extensa praia com coqueiros e areia branca. O lugar perfeito para descansar e se divertir nadando, mergulhando e saboreando aperitivos e pertiscos, servidos num bar molhado dentro de uma lagoa cristalina de água corrente, com mais de 60.000m2,

32

NEGÓCIOS MAPFRE

Na língua tupi-guarani “Terra de meus filhos”. Passe um dia agradável num ambiente rural desfrutando destas maravilhas: trilhas pela mata ciliar com belíssimas cachoeiras, piscinas naturais, pequenas grutas, carretilha, passeio a cavalo e almoço típico da fazenda em uma das sedes mais bonitas e tradicionais da região.

O percurso possui aproximadamente 03 horas de duração. É um passeio para sentir o clima da

Trilha ecológica na mata ciliar do Rio Mimoso em meio à fauna e flora local. São sete belíssimas cachoeiras formadas por tufas calcárias e pequenas cavernas, com suas piscinas naturais. Depois de tanta diversão, nada melhor que retornar à sede, onde um almoço com pratos típicos e doces regionais, estará lhe aguardando no fogão à lenha. Após um merecido descanso no redário, ainda há a um mirante onde se pode observar uma linda cachoeira.


RECANTO ECOLÓGICO RIO DA PRATA

A mata ciliar do Rio da Prata está a sua espera para uma caminhada cheia de aventura, onde se pode observar animais silvestres e árvores centenárias, como os ipês, aroeiras e perobas. A partir da nascente, você flutuará num imenso aquário de águas cristalinas e se deslocará tranqüilamente em meio a dezenas de espécies de peixes e plantas aquáticas. Você se deixará levar pela suave correnteza, descobrindo um mundo totalmente fantástico, com cores e formas de infinita beleza. E ainda um delicioso almoço típico sul-matogrossense, servido na sede da fazenda.

2 horas de duração em meio à mata fechada. É possível observar animais da região e no final do percurso há uma parada para um delicioso banho de cachoeira.

O rapel de 72 metros por uma fenda na rocha leva a uma caverna com magníficas formações e um lago de águas cristalinas, onde a flutuação revela a beleza subaquática do lugar. Para o rapel existe um treinamento obrigatório antes da descida, e para o mergulho autônomo é necessário credencial.

BÓIA CROSS Inicia com uma pequena caminhada em trilha suspensa até a área de embarque onde o visitante irá descer por cerca de 1000 metros de Rio Formoso em bóias individuais, num percurso de 40 minutos de água, curtindo a emoção de enfrentar três cachoeiras e duas corredeiras. Ao longo do passeio, além de sentir a aventura das quedas, o visitante terá oportunidade de contemplar o belíssimo Rio Formoso com centenas de peixes e uma incrível flora subaquática. O retorno será feito através de caminhada por trilhas suspensas na mata ciliar onde poderá observar animais silvestres. Ao final do passeio o visitante terá ainda oportunidade de poder se banhar nos rios Formoso e Formosinho e ainda fazer a trilha completa de mais 1.200 metros ao longo da mata ciliar.

BIKE TOUR RIO SUCURI Localizado também na Fazenda São Geraldo, o passeio de bike do Rio Sucuri possui aproximadamente

CIRCUITO ARVORISMO É uma modalidade de esporte de aventura, com grau de dificuldade denominado como “Acrobático”.

ABISMO ANHUMAS

Consiste em um percurso aéreo de 350 m sempre na copa das árvores, com montagem de 12 obstáculos tais como: tirolesa, passarelas, pontes e diferentes atividades suspensas, através de cordas, colocadas de maneira estratégica para proporcionar a cada participante uma boa dose de adrenalina e desafio, com muita segurança e contato com a natureza. PANTANAL / FAZENDA SAN FRANCISCO

Localizada próxima a Miranda, a fazenda oferece a você opções de passeios conhecendo as belezas do Pantanal. Há hospedagem e opções de passeios safári fotográfico em carro aberto pelas áreas de mata e campos de arroz irrigado, passeio de chalana com pescaria de piranhas, canoagem e cavalgadas. À noite, a aventura continua com focagem noturna em veículo especial, focagem noturna fluvial ou um churrasco no Morro do Corixo com histórias pantaneiras. Dentro da área da fazenda são realizados projetos científicos de preservação de espécies ameaçadas de extinção como a Onça Pintada, Jaguatirica e a bela Arara Azul.

NEGÓCIOS MAPFRE

33


AutoMÓVEIS Fotos: André Guerra / Shutterstock

Concessionárias X Oficin qual a melhor escolha? Deixe de lado o preconceito e descubra as vantagens de uma oficina referenciada

34

NEGÓCIOS MAPFRE


nas particulares: U

ma das muitas preocupações de quem bate ou quebra o carro é descobrir um profissional que faça a reparação com cuidado e qualidade, para que o resultado se aproxime, o máximo possível, do estado original do veículo.

Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária), Marcos Carvalho, a resposta é simples, porém subjetiva: depende da necessidade do motorista ou do que ele define como prioridade.

“Com o acentuado crescimento da frota de veículos, a Nesse momento é que aparece a quantidade de veículos a serem dúvida na cabeça do segurado: reparados disparou, criando um “será que devo levar o veículo certo gargalo no momento da em uma concessionária ou reparação, seja por sinistro ou em uma oficina indicada?” O por manutenção. impasse é grande na hora de fazer essa escolha. De um lado Na hora de escolher um estabelecimento, seja ele uma as oficinas independentes concessionária ou oficina são grandes atrativos aos particular, é importante verificar, bolsos, e contam com forte além do prazo de entrega apelo ao relacionamento para do serviço, se o trabalho é atrair, conquistar e manter a terceirizado ou não; histórico clientela fiel. De outro lado da oficina com outros clientes; as concessionárias facilitam o se possui certificações; se as pagamento e mantém o cliente instalações estão em bom através da utilização de uma marca já firmada no mercado. estado de conservação; se utiliza Mas o que deve ser levado tecnologia e produtos de ponta, em consideração na hora de ou seja, se possui equipamentos escolher onde arrumar o carro? tecnológicos que contribuam para a qualidade do serviço e Segundo o analista técnico da o cumprimento dos prazos”, área de Certificação do Cesvi destaca o especialista.

NEGÓCIOS MAPFRE NEGÓCIOS MAPFRE

35 5 3


QUAL A MELHOR OPÇÃO? As particularidades do serviço oferecido por uma oficina independente não anula as de uma concessionária, assim como o contrário também não acontece. É preciso ter a consciência que o público é diferente e, portanto, o serviço oferecido conta com seus diferenciais. As concessionárias possuem um padrão de estrutura de suas instalações que é determinado pelo fabricante ao qual representam e oferecem variedade de serviços, pois dificilmente retiram o veículo do estabelecimento para realizar serviços terceirizados como alinhamento, balanceamento e higienização.

36

NEGÓCIOS MAPFRE

Geralmente também oferecem serviços gratuitos de leva e traz para os cliente e veículos e este ainda conta com a garantia da fábrica se o reparo for efetuado na concessionária. Nas oficinas particulares, o tempo de estadia do veículo é menor do que na concessionária, em função do credenciamento/contrato que elas têm com as seguradoras. O cliente tem mais liberdade para negociação, pois facilitam o parcelamento do conserto e ainda existe a possibilidade de desconto na

franquia. Geralmente só atendem mecânica ou funilaria (lanternagem) e pintura e a garantia oferecida é a da própria oficina. VANTAGENS DE UMA OFICINA REFERENCIADA Quando se fala em oficina mecânica, logo nos vem à cabeça aquela de bairro, categorizada no jargão popular como “fundo de quintal”. No entanto, esse tipo de percepção vem perdendo espaço quando o assunto é qualidade do serviço oferecido, sendo que o


motorista precisa agora deixar de lado o preconceito quando fizer sua escolha. O analista do Cesvi destaca que vale a pena optar por oficinas certificadas, já que possuem padrões de processos, equipamentos e instalações que passaram por um processo de certificação, como por exemplo, o Selo “Oficina Certificada Quatro Rodas”, que contribui para que os consumidores e companhias de seguros identifiquem os estabelecimentos que oferecem serviços de mecânica, de funilaria e pintura com qualidade técnica. Atualmente as oficinas estão investindo em melhorias e as seguradoras também cobram que as oficinas indicadas obedeçam a rígidos padrões de qualidade. Segundo o diretor de Sinistros em Automóveis da MAPFRE, Rogério Esteves, são analizados diversos fatores para que uma oficina se torne uma das Oficinas MAPFRE Serviços (antigas Oficinas MAIS). São monitorados o histórico de atendimentos, estrutura técnica e geral, capacidade de atendimento e localização, entre outros. “Atualmente temos cerca de 1600 oficinas referenciadas, distribuídas em todas as regiões do país. Nossa maior preocupação é oferecer um ponto seguro para o cliente. Desta forma contamos com uma equipe de peritos e coordenadores, além de uma rede monitorada para garantir a qualidade deste serviço”, destaca Esteves. Além da garantia MAPFRE, o segurado também conta com outros benefícios como desconto

“Atualmente temos cerca de 1600 oficinas referenciadas, distribuídas em todas as regiões do país. Nossa maior preocupação é oferecer um ponto seguro para o cliente, desta forma contamos com uma equipe de peritos e coordenadores, além de uma rede monitorada para garantir a qualidade deste serviço” e bônus na franquia, lavagem, polimento, entre outros. As oficinas são sinalizadas com o logo da MAPFRE e passam por constantes reavaliações para garantir sua qualidade. A relação atualizada de todas as oficinas pode ser consultada no site da MAPFRE ou pela Central de Relacionamento.

Oficina MAPFRE Serviços A Rede de OFICINAS REFERENCIADAS representa uma garantia de tranquilidade a mais para os segurados. Através de oficinas de primeira linha contará com benefícios exclusivos que reforçam o compromisso da Seguradora com a qualidade dos serviços utilizados pelo

Segurado, desde a entrada do veículo até o resultado final. Na ocorrência de um sinistro, o segurado poderá comunicar o mesmo, através da Internet, e consultar os benefícios oferecidos pelas Oficinas Referenciadas no site da companhia.

NEGÓCIOS MAPFRE

37


FUNDACIÓN MAPFRE

VI Prêmio Internacional de Seguros Julio Castelo Matrán (2011-2012) A FUNDACIÓN MAPFRE, por meio do Instituto de Ciências do Seguro, convoca ao VI Prêmio Internacional de Seguros Julio Castelo Matrán, com o objetivo de fomentar a pesquisa e a divulgação de conhecimentos sobre Seguro e Gerenciamento de Riscos. Em homenagem a Julio Castelo Matrán, ex-presidente do SISTEMA MAPFRE e grande incentivador de seu

desenvolvimento, a MAPFRE criou o Prêmio para parabenizar os trabalhos científicos referentes a matérias relacionadas com o Seguro. O prazo para a apresentação dos trabalhos para esta sexta convocação estará aberto até o dia 31 de maio de 2012. O vencedor receberá 35.000 euros e um diploma comprovando a sua obtenção.

Programa Viver com Saúde de vida saudáveis, com foco na alimentação dos alunos do Ciclo I do ensino Fundamental das escolas da rede pública. Além disso, promove também o envolvimento dos educadores na criação de diversas atividades para que aprendam hábitos saudáveis, de forma natural. Por meio de atividades lúdicas, as oficinas sensibilizam as crianças de 6 a 9 anos e destaca a importância de se ter uma vida saudável, orientando-as, de forma muito simples, como devem alimentar-se corretamente e incentivando-as, também, a praticar atividades físicas diariamente.

O Programa Viver com Saúde é uma iniciativa da FUNDACIÓN MAPFRE, por meio do Instituto de Prevenção, Saúde e Meio Ambiente em apoio à Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição (AESAN), e que tem como objetivo ensinar e disseminar hábitos

Desde sua implantação como projeto piloto, em 2010, já participaram do Programa Viver com Saúde 738 crianças da rede pública de ensino. A ação foi promovida no Estádio do Morumbi, na Instituição Liga Solidária, no Colégio Santa Amália e no Colégio Mão Amiga, em São Paulo.

Programa Formacão em Empresas A Fundación MAPFRE através do Programa Formação em Empresas tem como objetivo sensibilizar empresários e trabalhadores sobre a problemática dos acidentes no deslocamento de casa para o trabalho e, também, entre o trabalho e um cliente, fornecedor e/ou parceiro. O programa conta com a realização de cursos de formação, palestras de conscientização e distribuição de material didático em empresas parceiras na forma de duas cartilhas: Fator Humano que aborda a conscientização a respeito da importância do Fator 38

NEGÓCIOS MAPFRE

Humano com informações relevantes, estatísticas e atitudes preventivas para evitar consequências não desejadas, como acidentes de trânsito no entorno laboral; e a Fator Veículo, e alerta que circunstâncias como: congestionamento, composição do tráfego, separação dos sentidos, entre outras, são os principais desencadeadores de acidentes também em vias brasileiras. São destaques deste material didático elementos que contribuem para a segurança passiva e ativa, dispositivos de retenção para o transporte de crianças e outros itens de segurança requeridos pela legislação brasileira.


SUSTENTABILIDADE

Do simples modismo

à prática

www.com.br

compartilhada Já faz algum tempo que o conceito de sustentabilidade deixou de ser apenas um modismo para consolidar-se como o mais importante desafio global para empresas, governos e sociedade. Se antes bastava às companhias respeitar as leis, gerar empregos, pagar impostos e observar as normas de saúde e segurança para os seus colaboradores, hoje, o cenário é bem diferente. O sucesso das organizações depende agora de uma nova forma de pensar e de gerir o negócio, uma vez que os resultados econômicos estão cada vez mais atrelados aos impactos ambientais e sociais causados por suas decisões e ações. Por isso, é preciso ir além. Hoje, a exigência é que as empresas contribuam para uma sociedade mais igualitária.

Fátima Lima: Diretora de Sustentabilidade MAPFRE

O conceito de sustentabilidade deve fazer parte da gestão estratégica e da tomada de decisões, assim como o diálogo e a geração de valor com todos os públicos com os quais a empresa se relaciona. É fundamental que as organizações continuem comprometidas em oferecer produtos e serviços de qualidade, estreitando cada vez mais o relacionamento com todos os seus públicos de interesse, sem deixar de lado sua postura social.

Na prática, isso significa que aquelas que não se ajustarem, adotando práticas sustentáveis em todos os níveis, terão cada vez menos espaço em um mercado em que a cobrança por ética, transparência e comprometimento aumenta dia a dia.

As empresas têm papel decisivo na transformação da realidade socioeconômica. Por isso, o desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores em busca de melhor qualidade de vida também deve ser incentivado, bem como o envolvimento comunitário das organizações.

Cada vez mais, as empresas têm consciência de que os resultados financeiros e operacionais só serão válidos ao longo dos anos se carregarem consigo o respeito ao ser humano e ao meio ambiente. Por isso, ciente da importância do impacto de sua atuação para a sociedade, têm orientado suas decisões buscando o equilíbrio dos aspectos econômico, social e ambiental.

Além de criar empregos, pagar impostos e exportar divisas, o papel de uma empresa socialmente responsável é muito mais amplo. Para garantir o desenvolvimento de um país tão complexo quanto o nosso, é fundamental que as organizações tenham consciência da importância de suas atividades e da amplitude de suas iniciativas em relação à sustentabilidade.

NEGÓCIOS MAPFRE

39


MAPFRE no Mundo

MAPFRE é melhor companhia de seguro direto da América Latina pela sexta vez A revista Reactions, do grupo Euromoney, premiou pelo sexto ano consecutivo a MAPFRE numa eleição da qual participaram seus leitores, profissionais dos segmentos segurador, financeiro e jurídico. Os executivos principais da MAPFRE América, o presidente Andrés Jiménez e o conselheiro delegado Rafael Casas consideram que o fator

humano tem sido o principal para reconhecimentos como este. A publicação é respeitada mundialmente como uma das fontes de divulgação de tendências e desenvolvimento do mercado bancário internacional e do mercado de capitais.

Festival de Cinema 4+1 FUNDACIÓN MAPFRE lança sua segunda edição com seção competitiva online salas de cinema. Esta segunda edição acontece de 26 a 30 de outubro, sendo o México e sua Cineteca Nacional a sede central da competição. Também participam outras instituições e sedes: Cinemateca Distrital e Cine Colombia em Bogotá; Museu de Arte Latino-americano de Buenos Aires (Malba) Fundación Costantini em Buenos Aires; CCBB no Rio de Janeiro e Cines Golem em Madri. O Festival é realizado simultaneamente na Argentina, Brasil, Colômbia, Espanha e México e apresenta filmes premiados em importantes festivais internacionais e que não entraram no circuito comercial. A novidade da segunda edição é uma seção competitiva em plataforma online. O CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) do Rio de Janeiro sediará o festival no Brasil. A ideia ao promover interação pela web e a simultaneidade em vários países é consolidar o 4+1 como o “Festival dos Festivais. O Festival de Cinema 4+1 FUNDACIÓN MAPFRE criou um circuito baseado no Cinema de Autor, projetando filmes que tenham participado recentemente dos mais prestigiados festivais internacionais, mas que não tenham estreado em

40

NEGÓCIOS MAPFRE

O Festival de Cinema 4+1 FUNDACIÓN MAPFRE disponibilizará sua seção competitiva, nos cinco países participantes, através da plataforma digital MUBI.COM, que possui 1.6 milhões de usuários e 4.500 títulos. Recentemente, o festival colaborou com MUBI.COM durante a comemoração do 50º Aniversário da Semana da Crítica em Cannes. Dos 14 filmes que concorrem ao Prêmio do Público 4+1 destacam-se os títulos: Chantrapas (2010) de Otar Ioselliani - que foi projetado em Cannes e recebeu o Prêmio do Júri em Mar del Plata-; Morgen (Marian Crisan, 2010) - Prêmio Quijote em Locarno-; Tilva Rosh (Nikola Lezaic, 2010) -projetado neste mesmo festival; Nénette (Nicolás Philibert, 2010) - que foi projetado em Berlim e São Francisco- e Color Perro que Huye (Andrés Duque, 2011) -que recebeu o Prêmio do Público no festival Punto de Vista.


MAPFRE RE abre filial em Paris Recentemente a MAPFRE Reinaugurou em Paris uma filial que apoiará o desenvolvimento de Resseguros de riscos pessoais (Vida, saúde e acidentes) na região. Esta nova sede irá aumentar sua proximidade com os clientes e impulsionará seus negócios no país.

Em 2010, a MAPFRE RE atingiu um volume de prêmios de 2,37 trilhões de Euros, um crescimento de 15,5% comparado com o ano anterior. E está na 14ª posição do ranking de resseguradores mundiais segundo as agências de qualificação AM Best e Standard & Poors.

À nova filial soma-se a outras sete filiais européias atualmente em operação (localizadas nas cidades de Atenas, Bruxelas, Lisboa, Londres, Madri, Milão e Munique). O responsável pela nova estrutura de negócios é Jean Pierre Aldon, que lidera uma equipe de profissionais que trabalhará em conjunto com a Central de Madri e com a Direção Comercial Geral da MAPFRE RE Européia. O empreendimento, que tem uma localização privilegiada em uma das áreas mais prestigiadas de Paris, em frente ao emblemático Museu do Louvre, impulsionará sua sólida posição como Ressegurador na região.

MAPFRE marca presença pela segunda vez consecutiva no Índice Dow Jones de Sustentabilidade A Companhia figura tanto na versão mundial quanto na européia do índice e foi incluída, pelo segundo ano seguido, neste grupo seleto de empresas premiadas graças a boas práticas de Responsabilidade Social Corporativa. A seleção contemplou 342 empresas de todo mundo, de 57 setores da atividade, dentre elas 22 entidades seguradoras. O processo de seleção é rigoroso e feito sob a supervisão de uma agência externa e independente, valorizando a qualidade da gestão das companhias em aspectos como a gestão corporativa, de riscos e marca, a atração e retenção do talentos, as práticas laborais e a ecoeficiência.

NEGÓCIOS MAPFRE

41


89(34%6)')*Â'-059%2(3:3'Á 8)1%0+9f1%37)90%(3232377 73'%73 1-0'366)836)743683(33&6 6%7--0 3GPMIRXITVSGYVESGSVVIXSVUYISJIVIGISQIPLSVWIKYVS%1%4*6) )XXVEFEPLLE E GS SQ SGSVVIXSVTEVEXIVEWQIPLSVIWSTSVXYRMHEHIW)XERXSSGPMIRXIUYE YERX RXS S S S GSVVIX IXSV SVT TSH HIQ WIQTVIGSR½EVREKIRXI4SVUYIWIVHMJIVIRXIqXIVGSQUYIQGSRXEEV V  2E 2EL  SVEHIGSR SRXVEXEV SYVIRSZEVSWIYWIKYVSTVSGYVIYQ'SVVIXSVHI7IKYVSW1%4*6)

(EIWU (EI WU VHE WUYI VHE TEV EVE VEEH EH E MVI MVIMXE XE E , uWE(ME ,IP ,IPS (MEW EW/R / /RM RMWWW WW, WW,IP ,IPSuWE/RM RMWW' WW 'SVVIXSVE WW' SVVIXSVEHI7IKY SV 7IKYVSW VSW0XHE VSW VSW 0XHE HE  &PYQ & IREY IREY7 77' ' %R RMS %RXS RMS1EVG 1EVGGSWH SWHI3P SWHI3 3 MZIM M VE7MI 7MIRE' RE' 'SVVI SVVIXSVE XSVEHI H 7IKY HI KY YVSW VSW0XHE 0XHE 0XH 0XHE XHE 7nS 7nS4EYP 7nS 7n 4EY S 4EYP S 74 'EVP EVPSW% %PFI PFIV I XS: IV XS S MPPI M IPE PE 6: :9R RMXEW MXEW%HQ %HQ QVI VI'SVV 'SVVIXSV I EHI HI7IK 7IKYVSW 7IK YVSW0XH YVSW 0XHE 0XH E.EF E .EFSXMG .EF SXMGEFEP SXMG EFEP7 FEP7 74 4 4IHVS1I 4IHV S1I 1 RI^IW. 1I RI^I RI I^IW. W.RMSV RMS 1IRI^^IW. IW.RMS RMSV'S V'SVVIX VVIXSVE VEHI7 7IKYV 7IKYV IKYVSW0 SW0 W0XHE XHE% XHE %  %VEGE VEGE EGENY NY7) NY 7) ) (SQ (SQM SQMMRKSW7jZ RKSW7jZ RKSW 7jZMS1 7jZ MS1EGLE MS1 E HS(71 (71%HQ %HQMRMW MRMWXVEH XVEHSVE S I'S SVE I VVIXXSV VVIXSVE SV HI7 HI 7IKYV I SW0 IKYV IKY W0XHE X & XHE &VEWu VEWuPME VEWu PME ( (* (** ,IPI ,IPI PIIRE/ REE/RMWW RE/RMW RMWW, ,  ,IPSu IPSuWE/ WE RMWW'SV 'SVVIXS VIXSVEH VEH HII7I 7IKYVS K W0X KYV W0XHE HE &P &PYQIR &P QIREY QIR EY 7' EY 7'

Revista Negócios MAPFRE 31  

Revista Negócios MAPFRE edição 31