Page 1

Sua ferramenta para vender seguro Nº 30 - ANO 6 - 2011

www.negociosparacorretores.com.br

TURISMO

Foz do Iguaçu CAPA

Natureza exuberante do maior conjunto de quedas d`agua do mundo

COMUNICAÇÃO

ENTREVISTAS

Redes Sociais

2011

Saiba como promover sua marca, serviço ou produto nesta poderosa ferramenta

Analistas são unânimes ao afirmar que é tempo de aproveitar as oportunidades

AUTOMÓVEIS

Pneus Ponto vital para a logevidade de seu veículo


Editorial MAPFRE

Arquivo MAPFRE

Crescer para aproveitar

as oportunidades Seja em nossa revista ou em outras oportunidades de comunicação, não cansamos de dizer o quanto há de mercado inexplorado no Brasil. E esse mercado está em absolutamente em todos os lugares, dentro e fora da carteira de cada corretor de seguros. A cada ano, temos trabalhado com o objetivo de aproveitar esse grande potencial e para isso buscamos oferecer cada vez mais benefícios e vantagens a nossos parceiros de negócio. Foi assim desde que a MAPFRE assumiu as operações da Vera Cruz Seguradora em 1996. E com este compromisso, transformamos em realidade, ano após ano uma parceria sólida e crescente com os corretores de seguros. No ano de 2010, registramos mais uma vez um lucro recorde, de R$ 360 milhões, que representa um incremento de 89,9% em comparação ao ano anterior. Embora nossa parceria com o Banco do Brasil já tenha sido celebrada no ano passado, estas demonstrações financeiras refletem apenas as empresas do Grupo MAPFRE, o que demonstra um futuro extremamente promissor para este novo Grupo que se forma e para os mais de 12 mil corretores que operam conosco. O resultado histórico é fruto, dentre outros fatores, das ações e dos processos implementados pela companhia, do crescimento de nossa rede de atendimento e da ampliação do número dos corretores parceiros. Além disso, a estrutura da seguradora no Brasil, que possui uma ampla gama de soluções, tem sido um dos pontos preponderantes para que a empresa continue se expandido de forma bem superior à média do mercado. Nesta edição falamos de crescimento em vários aspectos, mas principalmente daquele vindo do aproveitamento das oportunidades. Em “Consultor Administrativo”, sobre pequenas doses de sustentabilidade que fazem a diferença no dia a dia das empresas aliando ações ambientalmente responsáveis com benefícios concretos para a empresa. Na seção de “Comunicação e Publicidade” trazemos uma análise do potencial das redes sociais, uma ferramenta de baixíssimo custo a alto poder de fidelização. Quando se fala em crescimento, também se fala em recrutar mais gente. Por isso discutimos isso em “Gestão de Pessoas”. Na editoria de Turismo também abordamos um assunto grandioso: as cataratas de Foz do Iguaçu, o maior conjunto de quedas d’água do mundo, se considerarmos o volume. Sem dúvida, trata-se de um dos maiores espetáculos da natureza em nosso país.

Boa leitura e ótimos negócios, com muito crescimento. Marcos Eduardo dos Santos Ferreira Presidente MAPFRE Seguros

Marcos Eduardo dos Santos Ferreira Presidente MAPFRE Seguros

EXPEDIENTE Uma publicação dirigida aos cor retores de seguros. Editada pela Unidade de Mercado e Desenvolvimento da Rede MAPFRE Seguros.

PRESIDENTE: Marcos Eduardo dos Santos Ferreira COORDENAÇÃO EDITORIAL: Dirceu Tiegs, Paulo Eduardo Fernandes Rossi COMITÊ DE COMUNICAÇÃO: Bento Aparício Zanzini, Carlos Alberto Landim, Cláudia Wharton, Cleide Fonseca, João Firmino, Maurício Galian, Rogério Esteves, Rosana Sá EDITORA-CHEFE: Tatiana Cerezer (MTB 28.989) JORNALISTA RESPONSÁVEL: André Guerra (MTB 33.675) REDAÇÃO: Guerra Comunicação COLABORADORES: Adriane Mori, Carina Rodrigues, Clara Leite Sixel, Elizabeth Pinheiro, Fátima Lima, Igor Francisco, Isabel Saiyuri, Renata Martins Pappalardo, Paula Bischoff de Moraes, Rafael Marinelli, Thiago Vieira de Sousa e Vera Ceolim PROJETO GRÁFICO: bmew Propaganda DESIGNERS: Flávio Barão, Miguel Dallacqua Junior CTP e IMPRESSÃO: Ipsis Gráfica Editora PUBLICIDADE Av. das Nações Unidas, 11.711 - 14º andar CEP 04578-000 - São Paulo - SP - Tel.: (11) 5112-7832 Fax: (11) 5112-7835 - revista@mapfre.com.br Negócios MAPFRE não é responsável pelo conteúdo de nenhum artigo ou trabalho assinado por seus autores. O fato de publicá-los não implica conformidade ou identificação com os trabalhos expostos. Está proibida a reprodução total ou parcial dos textos e ilustrações desta revista sem autorização prévia e por escrito dos editores.


Shutterstock

38 AUTOMÓVEIS Divulgação

Pneus, ponto vital para sua segurança

06 DICAS DE INTERNET Vírus, você ainda vai ter um 14 VENDER É SIMPLES Quem tem medo da concorrência 16 COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADE O poder das redes sociais

Atrações o ano inteiro

Divulgação Divuulga

30

Foz do Iguaçu

18 CONSULTOR ADMINISTRATIVO Pequenas doses de sustentabilidade 20 GESTÃO DE PESSOAS Recrutamento terceirizado Recr 22 TECNOLOGIA Entenda o que é a Computação em Nuvem Ente 26 CESVI

Prevenção de acidente nas estradas Prev

28 ESPECIAL CAMPANHA

08

MEGA MAPFRE DNA MEG

Entrevista Momento de aproveitar as oportunidades

E AINDA NESTA EDIÇÃO

42 FUNDACIÓN MAPFRE 44 MAPFRE NO MUNDO NEGÓCIOS MAPFRE

5


Dicas de INTERNET

Vírus: você ainda vai ter um

Foto: Shutterstock

Basta estar conectado à Internet para correr este risco e algumas vezes isso nem é necessário.

D

esde 1984, quando foi catalogado o primeiro vírus de computador já foram registrados quase 1 milhão de programas maliciosos em todo o mundo. Mas calma, não é necessário pânico à respeito do tema. Para diminuir o risco (anulá-lo por completo realmente não é possível) bastam alguns cuidados básicos:

1. Instalação de um antivírus O instituto norte americano AV-Test classificou como melhores antivírus as marcas Kaspersky, Norton e Panda, disponíveis no Brasil para compra via Internet ou em lojas de informática, papelarias ou até mesmo hipermercados. O AV-Test analisou também versões gratuitas, que também são uma boa opção para quem deseja programas mais simples e classificou como confiáveis os seguintes: AVG, BitDefender e Microsft Essentials. Para localizar qualquer um destes na Internet a dica é o www. superdownloads.com.br.

2. Cuidado ao abrir mensagens de email É... o carteiro pode não frequentar mais nosso portão, mas em compensação nossa caixa de

6

NEGÓCIOS MAPFRE

entrada de emails parece não ter limites. É cada vez mais comum recebermos mensagem de gente desconhecida e aí está o maior perigo. Mensagens com conteúdo irresistível convidando a clicar em links como “confira o comprovante do deposito feito em sua conta”, “veja as fotos de nossa noite no motel” ou então convites a atualizações de segurança de grandes bancos (eles nunca, mas nunca mesmo enviam esse tipo de coisa via email)são sempre vírus!

3. Não instale qualquer programa

grave, ligado a uma alta carga tributária, sejam eles de fabricação nacional ou importados. Mesmo assim, existe um argumento que os corretores de seguros usam para vender todos os dias: investir na tranqüilidade. E é isso, com certeza o melhor a fazer para evitar problemas.

4. Cuidado com pendrives (mesmo de pessoas conhecidas) Conectar um pendrive em seu micro é o mesmo que compatilhar uma seringa com alguém.

Hoje existem milhões de programas gratuitos disponíveis para download na Internet, muitos deles legítimos e de qualidade, feitos por ótimas empresas que querem apenas divulgar seus produtos. No entanto, o inimigo pode estar camuflado neste meio.

Para se proteger é simples. Basta, ao conectá-lo, fazer uma checagem com o antivírus. È possível selecionar somente esta unidade que acaba de entrar no sistema. É fácil rápido e seguro.

Preifra então baixar os programas em sites reconhecidos, como o já citado www.superdownloads.com.br. (Oferecido pelo IG), o www.baixaki. com.br (Provedor Terra) ou http:// downloads.uol.com.br\ (sem o www mesmo)

Hoje em dia, muitos lugares, como hotéis, cafés e universidades, oferecem este recurso, que é sempre bem vindo. Para aproveitá-lo com segurança é simples: ao configurar a primeira conexão, o windows pergunta se você está em casa ou em algum lugar público. Selecionar corretamente significa melhorar a proteção contra invasores.

3. Use software original O preço dos programas no Brasil ainda enfrenta um problema

5. Saiba usar a conexão sem fio (wi fi)


Dicas de LIVROS

Não Tenha Medo de Ser Chefe

10 Pecados Mortais Do Marketing

Bruce Tulgan

Philip Kotler

Editora Sextante

Editora Elsevier/Campus

Não tenha medo de ser chefe aponta o maior problema das empresas hoje em dia, classificado no livro como “uma epidemia de subgerenciamento que afeta toda a escala de comando”.

Neste livro, o renomado especialista em marketing, Philip Kotler, identifica os 10 erros mais comuns (e perigosos) cometidos pelas pessoas ligadas ao marketing e como elas podem evitá-los.

O autor procura mostrar a função de chefia com outros olhos. Não como um fardo ou uma obrigação desgastante, e sim como uma oportunidade valiosa de ser útil, contribuir para aumentar a produtividade de sua equipe e ajudar seus subordinados a conseguir aquilo que querem e fazem por merecer. Com uma sólida experiência em consultoria, Bruce Tulgan afirma que os chefes devem explicitar suas expectativas, dizer a cada pessoa exatamente o que fazer e como fazer, acompanhar e avaliar constantemente o desempenho de sua equipe, corrigir as falhas com rapidez e recompensar os sucessos ainda mais rapidamente. Tulgan identifica as principais dificuldades enfrentadas pelos gerentes, relata casos reais e apresenta soluções simples e eficazes para lidar com os problemas do dia a dia. O autor convida ainda o leitor a reconhecer sua própria autoridade, assumir o controle e tornar-se um gerente forte.

100 % Cliente Autor: Sérgio Almeida Editora Casa da Qualidade

São muito mais do que falhas; escondem as deficiências que as empresas poderiam evitar para ter sucesso no mercado. Assim, o autor mostra em cada capítulo um erro e como revertê-lo. OS tópicos abordados falam por si: • A Situação do Marketing Atual; • Sua Empresa não é Suficientemente Focada no Mercado e Orientada pelo Cliente; • Sua Empresa não tem um Entendimento Completo dos seus Públicos-Alvo. • Sua Empresa Precisa Definir Melhor e Monitorar seus Concorrentes; • Sua Empresa não tem Administrado Adequadamente o Relacionamento com Stakeholders; • Sua Empresa não é Boa em Encontrar Novas Oportunidades; • O Processo de Planejamento de Marketing da sua Empresa é Deficiente; • As Políticas de Produtos e Serviços de sua Empresa Precisam de Ajustes; • As Capacitações de Construção de Marcas e de Comunicação de sua Empresa são Deficientes; • Sua Empresa não está Bem Organizada para a Prática Eficiente e Eficaz do Marketing; • Sua Empresa não Usou ao Máximo a Tecnologia Disponível.

Fundamentos de Responsabilidade Social Autor: Eduardo Homem da Costa Editora: Iventura

Este dinâmico “pocket book” é dividido em 4 Temas (Citação/frase dita - Teoria - Exemplos e Pit Stop), que mostram experiências vitoriosas no trato com a razão da existência e continuidade de qualquer empresa: o cliente. As frases e citações são de gente famosa e bem sucedida no mundo dos negócios. No tema da teoria é apresentado o aprofundamento sobre o relacionamento com os clientes. Já na etapa 3, estão exemplos e casos reais que ilustram as idéias apresentadas anteriormente. O Pit Stop final é uma espécie de “parada para reflexão”, onde o leitor é convidado a “digerir” as informações, sendo estimulado a “arregaçar as mangas” e partir para a prática. Essas reflexões são impactantes e vão fazer muita gente vestir ainda mais a camisa do cliente.

Dividido em três partes, Fundamentos de Responsabilidade Social apresenta de forma objetiva, na primeira parte, os principais conceitos de marketing social, sua origem e evolução. Em seguida trata da responsabilidade social empresarial e aborda a história, definições e os tipos de certificações mais comuns. Na terceira parte mostra a importância da comunicação para maximizar os investimentos feitos em marketing social. Apresenta, ainda, uma parte integralmente dedicada a esclarecer dúvidas sobre os conceitos abordados no livro. É recomendado a todos aqueles atentos às direções apontadas por Philip Kotler, aos gestores com visão de futuro e àqueles que precisam entender melhor o tema, de forma clara, fácil e objetiva.

NEGÓCIOS MAPFRE

7


EntreVISTA

Momento de

Foto: Paulo Pepe / Divulgação / Shutterstock

aproveitar

as oportunidades! Analistas são unânimes ao afirmar que 2011 será um ano promissor para o Brasil. Sendo assim, está na hora de aproveitar as oportunidades e realizar grandes negócios!

N

ão é a toa que o Brasil esteve em evidência durante 2010. Uma economia robusta e cheia de boas perspectivas fez com que os investimentos em diversos setores ampliassem a capacidade de produção. Isso gerou um efeito cascata, já que a renda e os empregos com carteira assinada cresceram e, consequentemente, com o aumento do consumo, a economia brasileira se transformou em uma grande potência mundial. A conjuntura brasileira, segundo analistas econômicos, está

8

NEGÓCIOS MAPFRE

favorável ao aumento do consumo por parte da população. De acordo com um estudo realizado pelo Instituto Data Popular, o aumento do poder aquisitivo da população elevou o potencial de consumo das classes C e D, que já representam um mercado superior a R$ 800 bilhões. Segundo o instituto, a população de baixa renda, que ingressou recentemente nas classes C e D, sabe dar valor a cada centavo gasto e prefere aplicar o dinheiro em itens com preço e qualidade, em uma faixa intermediária de valor.


“É a primeira vez que a classe D passa a ser o segundo maior estrato social em termos de consumo” Renato Meirelles, sócio diretor do Data Popular

classe C: R$ 427,6 bilhões. “Mas é a primeira vez que a classe D passa a ser o segundo maior estrato social em termos de consumo”, afirma o sócio diretor do Data Popular e responsável pelos cálculos, Renato Meirelles.

No mês de agosto, pela primeira vez em 2010, a massa de renda das famílias da classe D ultrapassou a da classe B, conforme apontaram os cálculos do Data Popular. Em 2010, as famílias com ganho mensal entre R$ 511 e R$ 1.530 destinaram R$ 381,2 bilhões ou 28% da massa total de rendimentos de R$ 1,380 trilhão a gastos com produtos e serviços. Enquanto isso, a classe B, com renda entre R$ 5.101 e R$ 10.200, destinou R$ 329,5 bilhões (24%) à mesma finalidade. O maior potencial de compras, no entanto, continua no bolso da

Além de ampliar os valores do financiamento, essa camada da população também expandiu os gastos médios com manutenção e seguro do veículo. O custo mensal com o automóvel é de cerca de R$ 657,50, incluindo 17,7% para acessórios, 8,7% com documentação e seguros e 73,6% para custear o empréstimo. “Eles não estão pensando só no financiamento. É uma compra planejada, que eles fazem sem medo de errar. Atualmente, as taxas do mercado mostram que a inadimplência é baixíssima nesta camada social”, aponta Meireles. O crescimento do poder de consumo da classe D foi impulsionado, também, pela geração de novos empregos com carteira assinada. O Brasil registrou índice recorde na geração de empregos com 2,4

milhões de novas vagas em 2010, superior em 12% ao recorde anterior, de 2008 (2,1 milhões). Com isso, o país alcançou a marca de 43,5 milhões de trabalhadores formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego. Como se pode ver, a economia brasileira é a bola da vez em 2011. E, por isso, é o momento ideal para o empresário investir na ampliação de sua capacidade produtiva, tanto na comercialização de bens como de serviços. As classes menos favorecidas, que antes não dispunham do poder de compra, hoje já começam a manifestar desejos como a compra de um imóvel ou um carro, por exemplo. E é aí que está uma das oportunidades para os corretores de seguros. A Revista Negócios MAPFRE ouviu alguns consultores para conferir quais são as perspectivas para o País em 2011. Confira as entrevistas abaixo, na íntegra.

NEGÓCIOS MAPFRE

9


EntreVISTA

LUIS MARINS

Tantos investimentos em infraestrutura exigirão seguros. E não apenas para as grandes empresas, mas para os pequenos fornecedores de produtos e serviços

(Edições 10 e 19)

Antropólogo, palestrante e consultor.

R E V I S T A

Mai - Jul 2005

 Negócios MAPFRE: Quais são as perspectivas para o Brasil em 2011? Luis Marins: São muito favoráveis. Teremos uma pressão nos preços dos alimentos, mas o Brasil continuará sendo um local seguro para investimentos externos. É bom lembrar que o mundo está muito mal. A Europa está doente e os EUA terão crescimento pífio. O nosso mercado interno garantirá nosso desenvolvimento.

 Negócios MAPFRE: Neste cenário, quais serão as oportunidades para os corretores de seguros? Luis Marins: As oportunidades estarão em duas áreas: proteção para os investimentos em infraestrutura e proteção de bens pessoais e vida. Tantos investimentos em infraestrutura exigirão seguros. E não apenas para as grandes empresas, mas para os pequenos fornecedores de produtos e serviços para as grandes empreiteiras das grandes obras. Em outra área, o aumento da renda das classes A e B será visível e a demanda de proteção a seus bens e sua vida crescerá consideravelmente, gerando grandes oportunidades para o setor.

10

NEGÓCIOS MAPFRE

é a hora de pensarmos em capacitação, treinamento, conhecimento, informação, trabalho em equipe, foco no atendimento e na satisfação de nossos clientes.

CIRO BOTTINI (Edição 22)

Apresentador, palestrante e consultor.

 Negócios MAPFRE: Quais são as perspectivas para o Brasil em 2011? Ciro Bottini: O Brasil vive um momento econômico muito favorável, com um ciclo virtuoso de crescimento. O mercado interno está aquecido, as fábricas produzindo como nunca, o

1


crédito disponível, os juros ainda altos, mas em queda, e uma conjuntura internacional positiva para os emergentes, especialmente em nosso caso. Isso tudo deve ser somado à demanda reprimida existente em nosso mercado, principalmente na classe média que cresce loucamente. Pronto! Agora temos um cenário muito bom para realizar negócios e aquecer ainda mais a economia.

 Negócios MAPFRE: Neste cenário, quais serão as oportunidades para os corretores de seguros? Ciro Bottini: Meu lema Bottini é sempre...Vender! Vender! Vender! Há muito tempo o profissional de vendas não é tão valorizado quanto hoje, por esse motivo, acredito que esta é a hora de pensarmos em capacitação, treinamento, conhecimento, informação, trabalho em equipe, foco no atendimento e na satisfação de nossos clientes. Corretores de seguro encontram oportunidades como há muito tempo não se via, já que a classe média hoje tem muito mais poder de compra e, segundo várias pesquisas, um dos produtos que faz parte do desejo de todas as famílias é o seguro, seja qual for a categoria e o tipo de cobertura. Quem ainda não tem seguro, não o faz por falta de dinheiro, mas o panorama agora muda um bom corretor, motivado e bem informado sobre o mercado e o comportamento do consumidor, vai se beneficiar e vender muito.

LEILA NAVARRO (Edição 19)

Palestrante, escritora e consultora.

 Negócios MAPFRE: Quais são as perspectivas para o Brasil em 2011? Leila Navarro: Acredito que o Brasil está em plena mudança! Mudamos nosso governo e as pessoas estão mudando seus costumes e seu jeito de pensar! Estamos saindo de promessa, para sermos mesmo o “país do futuro”. Por isso, acredito que nesse novo ano temos todas as possibilidades para colocarmos em prática todos aqueles sonhos que estavam adormecidos e sermos muito felizes!

Negócios MAPFRE: Neste cenário, quais serão as oportunidades para os corretores de seguros? Leila Navarro: Acho a profissão de corretor de seguros muito interessante. O meu corretor, que está comigo há mais de 10 anos, acabou se tornando um amigo

Mudamos nosso governo e as pessoas estão mudando seus costumes e seu jeito de pensar! Estamos saindo de promessa, para sermos mesmo o país do futuro. pessoal e qualquer problema que eu tenha em minha casa ou com meu carro, basta ligar para ele que sou socorrida na hora!!! As vezes digo que ele é meu super herói!!! Infelizmente, por mais que nosso país esteja em mudança, sabemos que precisamos proteger a nós mesmos e à nossa família cada vez mais! Por isso, para que tenhamos aquela sensação de bem estar e tranquilidade, nada melhor que consultarmos esse profissional e deixar que ele cuide de nós!

NEGÓCIOS MAPFRE

11


PROFESSOR GRETZ (Edições 19 e 28)

Palestrante, professor universitário

Há pessoas que vêem dificuldades nas oportunidades, enquanto outros vêem oportunidades nas dificuldades. Vale destacar que o negócio não termina quando se faz a venda; aí é que ele está começando

e consultor.

 Negócios MAPFRE: Quais são as perspectivas para o Brasil em 2011? Prof. Gretz: Vejo um cenário propício para que tenhamos em 2011 um excelente ano. Mas é preciso ter em vista uma questão muito importante: quem fará este ano ser excelente? A resposta é simples: cada um de nós. Quem faz diferença para a qualidade de um ano, assim como de um dia, um mês, ou até mesmo de cada minuto, é a própria pessoa através das suas atitudes e habilidades. No campo dos negócios, por exemplo, teremos dentro de poucos anos dois megaeventos que sem dúvida já estão impulsionando diversos setores e vão repercutir por toda a década: a Copa do Mundo e as Olimpíadas. E não serão somente esses dois, é claro, pois o Brasil

12

NEGÓCIOS MAPFRE

apresenta hoje fortes atrativos para os investimentos em geral, portanto essa década inteira será geradora de negócios e haverá espaço para todos os que fizerem o “dever de casa”. Ou seja, este ano poderá ser excelente, assim como os próximos, para quem estiver preparado.

 Negócios MAPFRE: Neste cenário, quais serão as oportunidades para os corretores de seguros? Prof. Gretz: Os corretores de seguros sempre tiveram e terão oportunidades. O principal é estar atento a elas e saber abordá-las corretamente. As oportunidades, por melhores que sejam, só se tornam reais quando a postura profissional é adequada ao que o momento exige.

Há pessoas que vêem dificuldades nas oportunidades, enquanto outros vêem oportunidades nas dificuldades. Vale destacar que o negócio não termina quando se faz a venda; aí é que ele está começando, para quem tem visão de longo prazo e sabe que o pósvenda é fundamental. Um bom corretor de seguros, por exemplo, mantém contato permanente com o seu cliente, pois é assim que surgem novos negócios. Temos que acabar com a imagem rotineira do corretor que somente aparece quando está terminando o prazo de vigência do seguro e é hora de renová-lo. Quem age assim não percebe que muitas oportunidades novas podem surgir durante o ano, junto ao cliente, e a falta de contato pode fazê-lo perder, para a concorrência mais atenta, inclusive o que já havia conquistado.


RICARDO ANDERÁOS

Com o crescimento do consumo, as oportunidades para a indústria de seguros devem aumentar, pois com mais bens sendo adquiridos, há a necessidade de se assegurar este patrimônio

(Edição 24)

Jornalista e arquiteto da informação.

 Negócios MAPFRE: Na sua opinião, quais são as perspectivas para o Brasil em 2011? Ricardo Anderáos: O Brasil deve continuar no mesmo rumo que estava em 2010. O crescimento da economia nacional, do poder de consumo e os empregos com carteira assinada devem crescer, porém, em um ritmo menor. O país deve ter um grande investimento na infraestrutura, devido à Copa do Mundo e das Olimpíadas, que serão realizadas aqui em alguns anos. É uma nova década. Um novo governo que, mesmo seguindo a linha econômica da administração anterior, terá em seu mandato estes importantes eventos. Neste aspecto, é necessária a atenção em ações de infraestrutura como forma de prevenção para grandes catástrofes, como as ocorridas recentemente na região serrana do Rio de Janeiro. Além

de pensar em Copa do Mundo e Olimpíadas, os governantes devem prestar atenção em prevenção de perdas.

 Negócios MAPFRE: Neste cenário, quais serão as oportunidades para os corretores de seguros? Ricardo Anderáos: Com o crescimento do consumo, as oportunidades para a indústria de seguros devem aumentar, pois com mais bens sendo adquiridos, há a necessidade de se assegurar este patrimônio. Com isso, os corretores terão muitas oportunidades de trabalho, o que será um grande desafio: conseguir prestar um bom atendimento a esta grande demanda que vai surgir. A grande preocupação do consumidor está relacionada ao atendimento de sinistros. A qualidade no atendimento tem que acompanhar o aumento da demanda. O corretor deve aproveitar todas as oportunidades de negócios, pois ele é o elo entre a indústria e consumidor.

NEGÓCIOS MAPFRE

13


Vender é SIMPLES Foto: Divulgação / ArtWork

Professor Luiz Marins

Quem tem

medoda concorrência? Os últimos anos têm sido para as empresas e empresários do Brasil um período de aprendizado sobre como empresariar em uma economia estável. Acostumadas à selvagem inflação que assolava o país, as empresas e a população desenvolveram mecanismos de proteção que, se não eram totalmente eficazes, pelo menos faziam com que a empresa sobrevivesse.

14

NEGÓCIOS MAPFRE

C

om o Plano Real e a estabilidade que começou a surgir, as empresas tiveram que, novamente, se ajustar a processos diferentes, como uma nova visão dos preços relativos, agora conhecidos pela população. Começamos a saber o que é “caro” e o que é “barato”, e os consumidores passaram a ser mais exigentes, seletivos em suas compras, e a dominar o conceito de “valor” agregado. E os prognósticos para a estabilização da economia são muito bons para os próximos anos. Não há no horizonte nenhuma previsão de que a inflação volte aos níveis anteriores ou mesmo chegue aos dois dígitos mensais. O ciclo inflacionário do mundo acabou.


O que de fato muda é que não será o maior que vencerá o menor, mas sim o mais ágil é que vencerá o mais lento. Agora é a hora de acreditar num novo Brasil que está surgindo. É preciso compreender que os caminhos da estabilidade não são fáceis, mas que estamos conseguindo coisas que não poderiam ser sequer imaginadas há alguns anos. O setor siderúrgico está totalmente privatizado. Os monopólios estatais estão caindo. A economia brasileira é grande e complexa e essas medidas demoram mais para serem implementadas no Brasil do que nos outros países da América Latina. É bom que saibamos que todo o PIB da Argentina é equivalente ao PIB do interior do Estado de São Paulo. Todo o PIB do Chile é equivalente ao PIB da Grande Campinas e todo o PIB do Uruguai é equivalente ao PIB do bairro de Santo Amaro em São Paulo. Assim, a diferença de magnitude precisa ser compreendida para que entendamos a razão da complexidade de nossas reformas. Os próximos anos serão ainda mais competitivos. A globalização se fará sentir ainda mais e a concorrência será mundial. Não estaremos mais competindo com nossas empresas da cidade, nem do Estado, nem do Brasil. Estaremos competindo globalmente. Sobreviverá a empresa que tiver competência, estrutura de custos, caixa forte e pessoal altamente qualificado para produzir com qualidade e prestar

o melhor serviço aos clientes e, além disso, reinventar o seu setor, surpreendendo o cliente com produtos e serviços. Terá medo da concorrência a empresa que não compreender que é preciso construir hoje a empresa do amanhã. O sucesso hoje, não garante o sucesso amanhã. É preciso criar o amanhã. É preciso perguntar-se: Como será um dia típico de meu trabalho daqui a 5 ou10 anos? Quem serão meus concorrentes? De onde virão os meus lucros? O que a tecnologia estará oferecendo que poderá afetar o meu trabalho? É comum observar que muitas empresas estão olhando para o próprio umbigo ou através de um espelho retrovisor. Poucas são as que estão construindo o seu futuro, pesquisando oportunidades. É preciso entender que as empresas vencedoras hoje não são aquelas que simplesmente atenderam às necessidades do cliente. São vencedoras as empresas que surpreenderam o mercado com produtos e serviços fundamentalmente novos que nem os clientes imaginavam possíveis. Assim, a Microsoft reinventa o

computador pessoal com o sistema Windows, a 3-M reinventa o “recado” com o “Post-it”, a TAM reinventa a aviação regional no Brasil e o McDonald’s reinventa o “fast-food”. Fica claro que as empresas que têm sucesso hoje foram aquelas que literalmente reinventaram o seu setor. Não foram empresas que apenas fizeram melhor, mais rapidamente, com menos custo, aquilo que já faziam. Vencerá a concorrência neste processo de galopante globalização as empresas que forem capazes de se reinventar, regenerar suas estratégias e surpreender o mercado. Assim, o que de fato muda é que não será o maior que vencerá o menor, mas sim o mais ágil é que vencerá o mais lento. É preciso ser ágil, pensar rápido e agir mais rapidamente ainda. É preciso criar mecanismos eficazes para que os funcionários participem ativamente dos processos de decisão, planejamento e implementação. É preciso criar na empresa a necessária “inteligência” para analisar dados demográficos, psicográficos e tendências futuras e conhecer cada vez melhor os mercados em que atuamos.

* Professor Marins é Doutor (Ph.D.) em Antropologia (Austrália); Pós-Doutorado em Macroeconomia (London School of Economics - Sydney/Londres); Licenciado em História; Bacharel em Direito e Técnico em Contabilidade. Estudou Ciência Política e Relações Internacionais (Universidade de Brasília) e Negociação (New York University). É consultor de várias empresas nacionais e internacionais. É um dos mais renomados palestrantes do Brasil e do exterior nas áreas de Motivação Empresarial e Futuro das Empresas.

NEGÓCIOS MAPFRE

15


Comunicão e PUBLICIDADE

O poder das

Foto: Shutterstock

redes sociais

Saiba como é possível promover uma marca, serviço ou produto nas mídias sociais, que chegam a ter uma audiência mensal de mais de 29 milhões de pessoas no país.

C

ada vez mais empresas e pessoas físicas utilizam as ferramentas disponíveis na Internet para divulgar suas marcas ou se promover. Mas o que muitas ainda não perceberam é a necessidade de utilizar estas redes não só como uma forma de propaganda e promoção, e sim para estabelecer um canal de comunicação com o usuário. De cada 10 pessoas conectadas no Brasil, oito participam de redes sociais que acabam também se tornando plataformas de novos negócios. Mas é bom lembrar que o usuário não participa das redes para ser bombardeado de propaganda; o atrativo de fato é o compartilhamento de informações.

16

NEGÓCIOS MAPFRE

O retorno financeiro não deve ser objetivo inicial mas assim consequência natural de uma comunicação eficiente. O ideal é estar mais presente e próximo do usuário, criando laços. Estar na lembrança do consumidor e ser uma marca reconhecida são ganhos importantes que a comunicação por meio das redes pode trazer, mas estão longe de serem os principais. Estar em comunicação constante com o consumidor e dar a ele a oportunidade de se expressar cria uma relação de confiança aumentando a fidelização. O analista de blogs e redes sociais Ricardo Maruo, afirma não ser possível listar todas as vantagens da divulgação da marca, mas destaca algumas delas, como, por exemplo, a maior flexibilidade e interatividade


entre empresa e consumidor; a melhora da comunicação interna e externa favorecendo a gestão do relacionamento e o alcance do público especializado. Além das vantagens citadas acima, também é possível pontuar o ganho em relação a contenção de custos. “Outra vantagem do pleno estabelecimento deste tipo de relacionamento via Redes Sociais muitas vezes está relacionada ao custo de determinadas ações ser infinitamente menor ao que seria necessário em certas mídias consideradas “off-line” (TV, Rádio, Jornais, Revistas, Outdoors, etc.)”, afirma o consultor especialista em governança de TI e social media marketing, Paulo Carmo. Já o analista Ricardo alerta, que também pode haver desvantagens neste tipo de divulgação. “Muitas empresas se precipitam e não organizam um plano de comunicação coerente para as redes sociais. Investem parte do orçamento em mídias sociais que não tem o perfil do consumidor, exageram em promoções utilizando blogueiros sem preparo, não se preocupam em analisar as métricas e o retorno da informação, e não entendem que o feedback é a analise do cliente perante a empresa, portanto, sempre estará regado de elogios e muita reclamação”, revela. Para ter uma divulgação eficiente é preciso que a empresa faça um planejamento adequado, tendo em mente qual público ela quer atingir e estando ciente da importância de estabelecer uma gestão de comunicação que escuta o cliente e cria vínculos.

Não tem muita lógica uma empresa que venda, por exemplo, produtos farmacêuticos associar sua marca a uma mídia como o Flickr ou Youtube. A não ser que dentro do planejamento de comunicação ela tenha outra diretriz. Antes de associar o nome da sua Não existe uma fórmula mágica empresa, produto ou serviço, a para tornar sua marca a mais uma rede social, é importante badalada da Internet, daquelas analisar se nela estará presente o que aparecem nos “top trends” do público que você pretende atingir. twitter toda semana. Mas, aquelas As expectativas das pessoas que que obtiveram sucesso traçaram fazem parte dela nem sempre caminhos semelhantes, que são compatíveis com as suas contaram com muito planejamento, expectativas, por isso, a pesquisa atenção constante às mudanças de é uma aliada importante nesta comportamento do público e muita escolha. dedicação para criar relevância nas redes. O existe uma ponto chave deste De cada 10 pessoas Não regra para o mecanismo é a conectadas no Brasil, tempo que deve criação de um ser gasto com a conteúdo relevante oito participam administração das capaz de gerar o de redes sociais redes escolhidas, repasse espontâneo variando muito da informação da análise realizada no início da por um maior número de pessoas. implantação ou da necessidade a Quanto mais a informação estiver ser atendida, que pode ser desde difusa na rede, maior será a a manutenção de relacionamento relevância do assunto. com o público até o lançamento de produtos e serviços. Isso não quer dizer que estar em todas as mídias sociais é Ainda segundo Ricardo Maruo, sinônimo de sucesso na rede. É para fazer este monitoramento, preciso analisar a finalidade de que revela a popularidade da cada uma. “Não tem muita lógica marca no ambiente virtual, uma empresa que venda, por existe uma série de empresas exemplo, produtos farmacêuticos especializadas. O importante é não associar sua marca a uma mídia só analisar os números brutos, mas, como o Flickr ou Youtube. A não principalmente, entender o que eles ser que dentro do planejamento representam. É preciso identificar o de comunicação ela tenha outra público interessado nas informações diretriz. Já uma empresa que venda advindas da empresa e a partir deste roupas femininas é interessante ter dado planejar as próximas ações. canais com estas características”, afirma Ricardo.

NEGÓCIOS MAPFRE

17


Consultor ADMINISTRATIVO

Pequenas doses de

Foto: Divulgação/ Shutterstock

sustentabilidade A implantação de ações sustentáveis não está restrita aos grandes investimentos. É possível colocá-las em prática com pequenas atitudes, que trazem benefícios para a empresa e para o meio ambiente

M

uito se ouve falar em desenvolvimento sustentável, mas você sabe o que isto, de fato, significa? Há muitas definições, porém, a mais utilizada é a que foi estabelecida no Relatório Brundtland, elaborado pela Comissão Mundial do Meio Ambiente, que afirma ser aquele desenvolvimento capaz de satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de satisfação das necessidades das gerações futuras. O objetivo deste tipo de desenvolvimento é garantir o atendimento da demanda não só no presente como também no futuro. Para isto, o primeiro passo a ser dado é a conscientização de todas as pessoas envolvidas no

18

NEGÓCIOS MAPFRE

processo, desde funcionários e parceiros até o consumidor final. É preciso que haja envolvimento e entendimento da importância das ações sustentáveis, fazendo com que elas façam parte do cotidiano dos envolvidos. O maior desafio é fazer com que a prática seja disseminada, potencializando as ações. Para muitos, aderir a ações sustentáveis é sinônimo de gastos e investimentos. Mas saiba que isso não é verdade, já que elas podem não só diminuir os custos como também se tornar fonte de novos negócios e melhorar a imagem da empresa perante o público. O consumo de produtos com tempo menor de vida útil traz

como consequência uma maior produção de lixo. Mas os critérios de compra do consumidor são variáveis, de acordo com as percepções de mundo de cada indivíduo e da sociedade como um todo. Antigamente um objeto era passado de geração para geração, conservando costumes, carregando assim, um valor emotivo. Atualmente, o objeto antigo é, por muitas vezes, considerado sinônimo de lixo. Não há mais apego emocional; o que é velho deve ser descartado para que um novo objeto tome seu lugar. Esse consumismo traz um grande impacto ambiental, fazendo com que haja a necessidade de repensar as formas de fabricação dos produtos.


Apesar da política do consumismo, o público também está mais consciente da necessidade de implantar ações que contemplem o futuro e apóia as empresas que apresentam preocupação ambiental e social. O coordenador de projetos da OIT (Organização Internacional do Trabalho) e com experiência nos Ministérios do Trabalho e Meio Ambiente do governo federal, Paulo Sérgio de Castilho Muçouçah, acredita que ter práticas sustentáveis é essencial para a existência e imagem das empresas. “O mercado internacional vislumbra na sustentabilidade uma boa oportunidade de negócios e, particularmente a Organização Internacional do Trabalho (OIT), está convencida de que a recuperação da crise econômica passa pelo investimento na economia verde, na transição de uma economia com menos emissão de carbono”, afirma Paulo Sérgio. Além da diminuição de desperdício, as empresas que adotam ações sustentáveis ganham também com a valorização do posicionamento da marca. Na Europa, 46% das empresas executam ou planejam executar projetos ambientais. Já no Brasil, de acordo com a FGV, 52% das empresas já desenvolvem ações voltadas para a sustentabilidade.

Eliana Zaroni Lindenberg Silva Pesquisadora de Educação Ambiental

Há alguns anos, o desenvolvimento sustentável era visto como inibidor do desenvolvimento financeiro mas, com a conscientização e exemplos de que essa associação é falsa,houve uma maior adesão por parte das empresas e dos consumidores. Para tornar um negócio sustentável é preciso pensar em toda a cadeia de produção, que inclui desde a elaboração do projeto de um produto ou serviço, pensando na utilização de matérias primas, que visem à menor degradação do meio ambiente até o posterior reaproveitamento. Ter políticas de redução do desperdício de água e de conscientização da importância da reciclagem do lixo são práticas que se enquadram nas ações de sustentabilidade e ainda refletem diretamente na redução dos custos. Mas um erro muito comum nas empresas é associar a sustentabilidade exclusivamente ao cuidado com o meio ambiente. A preocupação com as questões ambientais é essencial, mas é necessário que haja também a preocupação com o social como, por exemplo, o cuidado com os colaboradores. Para a OIT, é necessário ter trabalho decente para que haja desenvolvimento sustentável.

“Deve haver uma maior preocupação com o ciclo do produto, ou seja, ao projetá-lo é necessário pensar já em sua reutilização, fazendo com que o posterior processo fique mais barato”, afirma a pesquisadora de educação ambiental Eliana Zaroni Lindenberg Silva.

Deve haver uma maior preocupação com o ciclo do produto, ou seja, ao projetá-lo é necessário pensar já em sua reutilização

Sustentabilidade no setor AUTOMO

TIVO

Dentro do setor automotivo, há diferentes maneiras de adotar práticas sustentáveis, que aumentam o retorno financeiro. Muitas delas são inerentes ao próprio serviço. No caso da revenda, ela potencializa o impacto da sustentabilidade ao passo que é a ponta da cadeia produtiva, colocando novamente no mercado veículos e peças a serem reutilizados. Já a contribuição na manutenção dos veículos está ligada ao aumento energético e ao prolongamento da vida útil do produto, retardando o descarte. De acordo com coordenador de projetos Paulo Sérgio, no Brasil, apenas 4% do automóvel é reciclável, já em outros países o índice de reciclagem chega a 40%, apontando que é possível fazer um melhor reaproveitamento de itens.

NEGÓCIOS MAPFRE

19


Gestão de PESSOAS Fotos: Shutterstock

Recrutamento Terceirizado:

Qualidade e profissionalização de seu negócio Pessoas possuem talentos, são dedicadas e valiosas, mas também podem ser “caras” e às vezes, complicadas de gerenciar. Não é de se estranhar que cada vez mais empresas estão recorrendo à terceirização para suas necessidades de recursos humanos

C

om a correria do dia-a-dia as empresas têm cada vez menos tempo na hora de selecionar o melhor profissional para uma determinada vaga de emprego e na hora da pressa acabam muitas vezes contratando por impulso e podem descobrir que o novo funcionário não é necessariamente aquilo que procuravam. As consultorias de recursos humanos podem ser uma boa ferramenta para atender essa nova necessidade então porque não agregar este serviço em sua corretora, já que desvia a atenção da atividade fim. CONTRATAÇÃO X CUSTO BENEFÍCIO Em princípio o corretor pode pensar que esse seria apenas mais

20

NEGÓCIOS MAPFRE

um gasto desnecessário já que por possuir uma pequena empresa não precisa de auxílio para contratar um novo funcionário, mas a ajuda de um RH terceirizado pode ser muito útil principalmente para corretoras que não tem um setor de recursos humanos internamente adequado. Uma consultoria externa deixaria tempo livre para o pessoal interno (que seria designado para realizar essa função) envolver-se em outras atividades, como por exemplo, o treinamento e desenvolvimento dos profissionais, além de garantir que o processo de recrutamento alcance seu objetivo de maneira eficiente e eficaz uma vez que será promovido por profissionais treinados especificamente para desenvolver estas atividades. Uma má contratação pode


acarretar muitos gastos diretos como adaptação desse novo funcionário na empresa, gastos com um possível desligamento, além de muitos outros custos indiretos onde o contratante além de perder tempo, acaba gastando muito mais com contratações indevidas por não ter prática ou expertise na função de recrutamento, não saber onde ou quem procurar, já no caso da terceirização do serviço de contratação tais processos incorrem com menor freqüência, pois a empresa terceirizada garante a seleção do profissional que adequa-se plenamente às exigências do cargo a ser ocupado.

Depois disso a empresa começa a busca em diversos meios para encontrar o profissional que melhor se adéqua a vaga e após análise de currículo, competências, triagem e checagem de dados, seleciona 3 funcionários para atender a todas as exigências definidas pelo contratante. A corretora deve identificar no mercado uma consultoria especializada nesse tipo de serviço e entender como é o processo de Recrutamento de Seleção, bem como as suas etapas. Precisa ficar claro que o processo de Recrutamento e Seleção será

conduzido por uma consultoria, porém a validação e aprovação dos candidatos finalistas serão feitas pela empresa, por meio do RH e dos gestores das áreas, afirma Solange Fiori diretora da unidade Foco Velox do Grupo Focco. O corretor deve avaliar não apenas o investimento computado na contratação do serviço, mas sim seu investimento profissional, pois uma consultoria pode ajudar a estruturar a empresa e atender a demanda do mercado e com isso estará apostando também no crescimento de sua empresa que refletirá em uma profissionalização de seus profissionais.

CRESCIMENTO = ADEQUAÇÃO PROFISSIONAL Jane Souza, Consultora de RH do Grupo Soma Desenvolvimento Coorporativo, consultoria especializada em pequenas e médias empresas, acredita que toda empresa sem RH busca parcerias com consultorias por facilitar questões do dia-a-dia e evitar erros. A contratação de Recursos Humano terceirizado é extremamente viável para qualquer empresa, pois traz mais profissionalismo para seus negócios. “Qualidade na equipe independente do tamanho da empresa promove um diferencial e a destaca no mercado”, comenta O trabalho da consultoria é baseado em sua experiência e conhecimento na área, trabalha em cima do perfil desejado após contato prévio com o cliente para definir o perfil exato do cargo e quais a qualificações que o profissional deve possuir

Objetividade, competência e qualidade: O que o corretor saber e saber or dev corretdeve antes de contratar uma consultoria de RH?

Segundo Andréa Contrucci, Gerente de Negócios da Brightlink Consultoria Empresarial, Recrutamento é indicado de acordo com o cargo e sua dificuldade no mercado e algumas recomendações devem ser seguidas: • • • • • • •

Não contratar com urgência (quanto menos tempo para procura maior a probabilidade de erro) Checar a procedência e buscar referências sobre a empresa a ser contratada Escolher uma empresa séria, que tenha um processo estruturado e uma equipe técnica capacitada Investigar pontos críticos e definir o que é essencial para execução da função Fazer um bom fechamento do perfil procurado e restringir a busca Entender o porquê das exigências da atividade Checar as referências e a visão de ex-empregadores x empregadores

Seguindo esses pontos o corretor ganhará tempo, terá mais agilidade no processo de seleção, que acarretará em maior assertividade na contratação e consequentemente trará uma diminuição de custos. NEGÓCIOS MAPFRE

21


Novidades TECNOLOGIA Fotos: Shutterstock

Cloud Computing:

Entenda o que é a

Computação em Nuvem O conceito ainda não é definitivo, mas se você tem uma conta de e-mail do Gmail ou Yahoo, já enviou vídeos para o YouTube, fotos para o Picasa ou Flicker, ou ainda experimentou o Google Docs, então você já é um usuário de Cloud Computing e nem sabe disso.

I

magine transferir todo conteúdo do computador mais importante da sua corretora, aquele que seu técnico em informática chama de “servidor”, para outro computador localizado dentro de um “supercomputador”, projetado para possibilitar que você o acesse de qualquer lugar que estiver exigindo apenas uma conexão rápida com a internet. Isso é a “Computação em nuvem” (em inglês Cloud Computing) assegurando você contra a ‘imobilidade’. Imagine também, nunca ter que se preocupar em trocar o seu servidor, pois o atual ficou desatualizado e já não está dando conta do recado. Isso é a Computação em nuvem, assegurando também os seus equipamentos contra a ‘imobilidade’. Segundo o diretor da Agger Informática - especialista em gerenciamento e ferramentas para corretoras de seguros -, Fabio Serrano, felizmente não precisamos ficar somente na imaginação, pois essa tecnologia já está disponível e a sua disposição nos maiores provedores do país.

22

NEGÓCIOS MAPFRE

CONHEÇA A COMPUTAÇÃO EM NUVENS A denominação Cloud Computing começou em 2008 e tudo indica que ouviremos esse termo ainda por um bom tempo. Também conhecido no Brasil como Computação nas Nuvens ou Computação em Nuvem, Cloud Computing se refere, essencialmente, à idéia de utilizarmos, em qualquer lugar e independente de plataforma, as mais variadas aplicações por meio da internet com a mesma facilidade de tê-las instaladas em nossos próprios computadores. O armazenamento de dados é feito em serviços que poderão ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo necessidade de instalação de nenhum software além dos básicos de navegação e drivers mais comuns. O acesso a programas, serviços e arquivos é remoto, através da Internet - daí a alusão à nuvem. O uso desse modelo (ambiente) é mais viável do que o uso de unidades físicas. Num


responsabil responsabilidade da empresa fornecedora da “nuvem”, bastando para a emp empresa possuir terminais com acesso a internet, que possibilitarão o acesso a mesma. possibilitarã

sistema operacional operacional d disponível isponível na Internet, a partir parrtir dee qualquer computador e em m qua qualquer alquer lugar lugar, pode-se ter acesso a iinformações, arquivos e programas num sistema único, independente de plataforma. O requisito mínimo é um computador compatível com os recursos disponíveis na Internet. O PC torna-se apenas uma porta de entrada, uma conexão para acessar a “grande nuvem” de computadores. VANTAGENS X DESVANTAGENS A maior vantagem da computação em nuvem é a possibilidade de utilizar softwares sem que estes estejam instalados no computador. Mas existem outras que merecem ser destacadas como a redução de custos, pois ao optar pelo Cloud Computing, evita-se o superdimensionamento de recursos físicos, pagando apenas pelo que usar e eliminando a necessidade de investir em infraestrutura própria. Há também uma maior agilidade e autonomia no gerenciamento de seus recursos contratados, adicionando-os sob demanda, sem a necessidade de reinstalar as aplicações. Outro fator a ser considerado é a preservação do meio ambiente, já que a computação em nuvem reduz o consumo de energia do

Data Center, por economizar energia e gastos com refrigeração e espaço físico. Com isso, é possível otimizar os modelos de negócios, sem deixar de contribuir com a saúde do planeta. Para Serrano a maior, e possivelmente a única, desvantagem do ponto de vista do Corretor de Seguros, pode ser o fato das informações dos seus clientes, apólices, etc. não estarem “seguras” dentro do seu escritório. Mas será que realmente o local mais seguro é o escritório do Corretor? Segundo ele esse é um ponto polêmico a ser discutido, e varia muito de profissional para profissional.

“A corretora corretora, através do seu precisa apenas realizar as técnico, pre instalações dos sistemas que utiliza dia-a-dia, dentro do ambiente no dia-a-dia ‘nuvem’, como por exemplo, os da ‘nuvem’ cálculos das seguradoras, kits de cálcu sistemas de gerenciamento, entre outros aplicativos, e simplesmente passar a utilizá-los após acessar sua ‘nuvem’”, destaca Fábio Serrano. A Agger Informática, empresa parceira da MAPFRE Seguros no fornecimento de soluções em sistemas de gestão para Corretoras de Seguros, possui uma “nuvem” contratada da Locaweb, exclusivamente para demonstração do funcionamento de seu sistema. Acesse www.agger.com.br e “fale conosco” para agendar uma visita e conhecer essa “nuvem”.

Fornecedores de Nuvens no Brasil

APLICAÇÃO PRÁTICA NAS CORRETORAS DE SEGUROS Realizando a contratação de uma “Nuvem de Computadores”, orientada por um profissional da área de tecnologia, de preferência com conhecimento do cotidiano de uma corretora de seguros, os benefícios são imediatos, pois toda a preocupação necessária com a aquisição e manutenção dos servidores, computadores e equipamentos em geral, segurança de acesso, etc. é de

Existem diversas empresas especializadas em fornecer esse tipo de tecnologia. Dentre eles as mais atuantes e conhecidas são a Locaweb: www.locaweb.com.br UOL Host: www.uolhost.com.br

NEGÓCIOS MAPFRE

23


Espaço CESVI

Prevenção

nas Estradas de acidentes

Fotos: Shutterstock

26

NEGÓCIOS MAPFRE


ÁLCOOL E FADIGA

M

uitas situação podem ser evitadas É importante saber que muitas situações de perigo podem ser evitadas com a adoção de uma conduta responsável ao volante. O CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária), engajado em ações pela prevenção de acidentes, recomenda, abaixo, uma série de cuidados necessários que o motorista deve seguir na condução em estradas. MANUTENÇÃO PREVENTIVA O motorista deve realizar revisões periódicas do veículo, principalmente antes de viajar, deve verificar as condições dos freios, suspensão, alinhamento, pneus, estepes, injeção eletrônica, carga de bateria, líquido de arrefecimento, faróis e lanternas. ALTA VELOCIDADE Em uma situação de colisão, o fator “alta velocidade” aumenta a gravidade do acidente, portanto é imprescindível respeitar os limites de velocidade sinalizados. Com o veículo em alta velocidade, o motorista precisa de um espaço maior para frear bruscamente ou desviar do carro à frente. Em caso de chuva, esta distância (e cautela de modo geral) deve ser dobrada. À medida que a visibilidade na estrada diminui, é prudente reduzir a velocidade.

Além de proibido, dirigir sob efeito de álcool coloca em risco a vida de todos que trafegam na estrada. Se o motorista estiver com sono, também deve evitar dirigir pois cria uma condição perigosa de tráfego. Caso esteja utilizando qualquer medicação, é preciso verificar antes se ela impossibilita ou apresenta restrições para condução de veículos. O motorista precisa manter o foco na estrada e não dispersar a atenção com o uso de telefone celular, consumo de alimentos ou outros fatores. DISTÂNCIA SEGURA Manter uma distância segura em relação ao veículo da frente é essencial para prevenir acidentes nas estradas. A “regra dos três segundos” é uma forma prática de auxiliar o condutor na contagem dessa distância. Quando o veículo da frente passar por um ponto de referência (como um poste ou árvore), deve-se começar a contar os segundos. Caso o veículo passe pelo mesmo ponto antes dos 3 segundos, significa que o condutor ultrapassou o limite mínimo de segurança segura. Essa contagem de distância deve ser maior em casos de descida e pista molhada. Algumas rodovias têm marcações na pista indicando a distância segura. ULTRAPASSAGEM Jamais realizar ultrapassagem pela direita, pois os riscos de envolvimento em um acidente grave são maiores. Utilizar a sinalização adequada antes de uma ultrapassagem é extremamente importante. Por exemplo, se um motorista de caminhão não notar que um veículo está passando, pode retirálo da estrada. Aí vale também uma recomendação clássica: tente enxergar o rosto do motorista do veículo pelo espelho dele no momento da

ultrapassagem. Se não conseguir vê-lo, significa que ele também não pode ver você, portanto a ultrapassagem não será segura. Soma-se a isso o respeito às faixas que dividem as pistas. Quando elas indicam proibição, isso foi resultado de um estudo científico que comprova a falta de visibilidade ou outra condição que impedem a segurança para esta manobra. CINTO DE SEGURANÇA O condutor que usa o cinto de segurança tem o índice de risco de fatalidade reduzido em 45%, em relação ao condutor que não usa. O CESVI BRASIL estima que, se houver um aumento de 10% na taxa de adesão ao uso do cinto de segurança, é possível reduzir 1.600 mortes por ano no País. CRIANÇAS NO CARRO Os adultos precisam estar atentos aos equipamentos de segurança adequados à idade, peso e altura da criança, as popularmente chamadas de “cadeirinhas”. O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) regulamentou, em 2008, a obrigatoriedade do uso de dispositivos de retenção no transporte de crianças de até sete anos e meio em automóveis. O não cumprimento dessa regulamentação resulta em infração gravíssima. BAGAGEM Objetos e bagagens devem ser transportados no porta-malas. Em uma colisão, um objeto solto no interior do veículo pode ser projetado e ter seu peso multiplicado por 50 vezes, ou mais, dependendo da velocidade do veículo.

NEGÓCIOS MAPFRE

27


Especial CAMPANHA

Campanha

MEGA MAPFRE DNA

A mais importante campanha de incentivos da MAPFRE chega a mais uma temporada destacando o conceito DNA: Disciplina, Notoriedade e Amor

O

Programa MEGA MAPFRE voltou em 2011 trazendo novidades que vão auxiliam o corretor na superação de obstáculos, promovendo interatividade e destacando seu lado profissional. Este é o MEGA MAPFRE DNA! E essa nova etapa está cheia de inovações. A primeira mudança é a implantação do conceito DNA. “É o DNA que nos torna únicos, nos identifica e permite nossa perpetuidade. E o desenvolvimento pessoal e profissional é a combinação de nossas características pessoais únicas com a capacidade de adquirir conhecimento para inovar”, explica

28

NEGÓCIOS MAPFRE

a gerente de Incentivos da MAPFRE Seguros, Vera Rodrigues Ceolim. É essa a Missão do MEGA MAPFRE DNA: auxiliar na Disciplina dos Corretores, oferecendo insumos para que haja uma produção constante, suficiente para gerar resultados financeiros. Promover a Notoriedade ao premiar os melhores Corretores, com apurações prévias e final. Além de trabalhar o que temos de melhor que é o Amor aos negócios, envolvimentos das pessoas próximas na Campanha para que todos possamos ganhar juntos. Este ano o programa terá 11 meses de duração (de fevereiro a dezembro de 2011) e será formado por quatro campanhas diferenciadas de acordo

com perfil, região e meta. Em 2010, foram 8 meses de campanha, o que significa agora 3 meses a mais para produzir e aumentar as chances de ganhar. A produção dos corretores está sendo contabilizada desde 01/02/2011 e, para participar, os corretores têm até 31 de março para realizar sua inscrição acessando a página do MAPFRE Connect (www.mapfreconnect. com.br), clicando em "extratos" e depois em "campanhas". O ranking estará disponível para consulta no extrato de pontuação para acompanhamento e superação de suas metas. Toda a produção gera pontos para o corretor e a superação da meta também gera uma pontuação extra que ao final do programa será convertida em


premiações intermediárias com 150 Ipads, 10 netbooks e 60 câmeras fotográficas, além de uma super viagem em um evento exclusivo e diferenciado para os melhores de 2011. O presidente da MAPFRE, Marcos Eduardo dos Santos Ferreira ressalta que está tudo pronto para que a campanha de 2011 seja um sucesso. “O Mega MAPFRE DNA pretende ser a maior campanha da história da MAPFRE, porque nós acreditamos na nossa rede de distribuição, naqueles que fazem a companhia ser diferente. Este ano, o programa deverá abranger cerca de 6 mil corretores com um ano de ano de muito trabalho, muitas realizações, mas também uma ano no qual eles alcancem todos os seus objetivos”, destaca o presidente. Conheça agora um pouco mais sobre cada uma das 4 Campanhas que compõe o Programa Mega MAPFRE DNA 2011:

Campanha presente há 10 anos no mercado voltada para Corretoras com produção superior a R$20 mil/ mês. A regra para premiação é a superação da meta, aliado ao crescimento e mix de carteira, ou seja, toda a produção gera pontos. Os corretores foram divididos em 5 grupos para contabilização dos pontos são eles: Grupo 1 SUL ( Territoriais Santa Catarina, Rio

Grande do Sul e Paraná); Grupo 2 RJ / MG ( Territoriais RJ Capital, RJ Interior e Espírito Santo e Minas Gerais); Grupo 3 CO / N / NE ( Territoriais Centro-Oeste, Amazonas, Nordeste e Bahia); Grupo 4 SP Interior ( Territoriais Bauru, Ribeirão Preto e Campinas) e Grupo 5 Grande SP ( Territoriais Grande ABC/ Litoral, SP Leste, SP Centro e Alphaville Interior). A meta mensal vale automaticamente 10 pontos e o valor da superação da meta será convertido em pontos de acordo com alinha de cada produto. Os 12 melhores colocados de cada grupo no final do 1º semestre - 01/02 a 31/07 ganharão um Ipad. Mais informações através do e-mail: historiadores@mapfre.com.br. Historiadores MAPFRE MAIS Possui as mesmas regras e premiações da Campanha Historiadores, mas neste caso é uma Campanha Exclusiva para Corretores MAIS.

Campanha Exclusiva para Corretoras MAIS, parceiros de longa data com maior margem, produção e fidelidade. O método de premiação consiste na superação da meta, aliado ao crescimento e mix da carteira. Os corretores serão divididos em 3 grupos. DGT 1 Territoriais SP Centro, Alphaville e Interior, Grande ABC e Litoral, SP Leste; DGT 2 - Territoriais Santa Catarina, Rio Grande do

Sul, Campinas, Paraná, Bauru e Ribeirão Preto; DGT 3 - Nordeste, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Amazonas e Centro-Oeste. A meta alcançava gera automaticamente 10 pontos e a sua superação será convertida em mais 1 ponto a cada 10% da produção. Os 10 melhores colocados de cada grupo no final do 1º semestre (01/02 a 31/07) ganharão um Ipad. Mais informações no e-mail: formula@mapfre.com.br.

Exclusiva para corretores de pequeno porte ou que possuem pouca produção com a MAPFRE (Corretoras com produção inferior a R$20 mil / mês), é o incentivo que faltava para sua historia de sucesso e o inicio de nosso relacionamento. Nesta campanha todos competem em um único grupo, por conta da similaridade do volume de produção. A regra para premiação é a superação da meta, aliado ao crescimento e mix. A meta alcançada vale 10 pontos e a cada R$2000,00 de produção acima da mesma vale 1 ponto. Os 80 melhores colocados no final do 1º semestre (01/02 a 31/07) recebem prêmios exclusivos: 1º ao 10º Ipad; 11º ao 20º netbook; 21º ao 80º câmera digital. Mais informações no: maxpremios@mapfre.com.br.

NEGÓCIOS MAPFRE

29


Turismo BRASIL Fotos: André Guerra / Divulgação / Shutterstock / Prefeitura de Foz do Iguaçu / Itaipú Binacional

Foz do Iguaçu

Natureza, compras e muito mais

30

NEGÓCIOS MAPFRE


O nome Iguaçu vem do tupi Igua(Água) e çu(grande). Os índios que habitavam a região não sabiam, mas estavam dando este nome ao maior conjunto de quedas d’água do mundo em volume.

NEGÓCIOS MAPFRE

31


O maior conjunto de quedas d’água do mundo

P

esquisas arqueológicas realizadas pela Universidade Federal do Paraná indicam a presença humana na região há cerca de 8 mil anos. Estes primeiros habitantes já eram os índios Caiaganges, os mesmos que receberam os espanhóis e portugueses que chegaram àquela área no início da colonização da América do Sul. Em 1542, o espanhol Álvaro Nuñes Cabeza de Vaca, na época governador da Província do Prata, que englobava grande parte o Sul do Brasil e o Uruguai, chegou ao que hoje é a Foz do Rio Iguaçu, sendo considerado o descobridor das cataratas. Mas somente em 1881, a região viria a receber seus primeiros habitantes fixos, iniciando o plantio de erva mate. Oito anos mais tarde, foi erguida uma colônia militar na fronteira, marco do início da ocupação efetiva do lugar por brasileiros e do que viria a ser o município de Foz do Iguaçu. A história do Parque Nacional do Iguaçu começa no ano de 1916, com a passagem por Foz do Iguaçu do inventor Alberto Santos Dumont, pioneiro da aviação.

Natureza, compras e muito mais 32

NEGÓCIOS MAPFRE

A área era uma propriedade particular e pertencia a um fazendeiro uruguaio. Depois de ver a beleza das quedas d’água, Santos Dumont ficou tão encantado que decidiu aproveitar seu prestígio pela invenção do avião e a influência de sua família - uma das mais ricas da época - para interceder junto ao governador do Estado do Paraná para que a área fosse desapropriada e tornada patrimônio público, o que ocorreu de imediato. Em 1930 a área foi ampliada e o parque efetivamente criado. A partir da inauguração da Ponte Internacional da Amizade (Brasil - Paraguai), em 1965, o desenvolvimento foi acelerado pela intensificação do comércio, principalmente por conta da proximidade com a cidade paraguaia de Ciudad del Este (antiga Puerto Strossner). A construção da Usina Hidroelétrica de Itaipu (em sociedade com o Paraguai), iniciada na década de 70, foi o ponto que faltava para o desenvolvimento definitivo da região. Para se ter uma idéia, na década de 60 a cidade não tinha mais do que 30 mil habitantes; hoje já passam dos 300 mil.


ATRATIVOS Foz do Iguaçu tornou-se um dos destinos turísticos com maior variedade de atividades no Brasil. É possível fazer um turismo contemplativo, observando belezas naturais como as cataratas. Os amantes de esportes e aventura têm opções desde a canoagem e arvorismo até rapel e escalada. Já para quem tem interesse em compras, o paraíso também é ali, seja para comprar produtos de procedência garantida, em lojas que só vendem produtos originais, ou arriscar em outras menores e duvidosas, além das bancas de camelô, é claro. A tríplice fronteira ainda guarda outras atrações de destaque como, por exemplo, a Usina Hidrelétrica de Itaipu, uma das maiores do mundo. Além de visitas guiadas para conhecer onde e como é gerada uma importante fatia da energia elétrica consumida no Brasil, há ainda Canal da Piracema, Refúgio Biológico Bela Vista e Ecomuseu, partes integrantes do complexo. Outro passeio imperdível é a visita ao Marco das Três Fronteiras, divisa do Brasil com o Paraguai e a Argentina, podendo-se apreciar os três marcos simultaneamente, além do encontro dos rios Iguaçu e Paraná. A cidade dispõe ainda de atrativos com ênfase para a culturais, co arquitetura arquitetu ura religiosa, como a Igreja Templo Budista Matriz, o Te Mesquita e a Mesq quit Muçulmana. CATARATAS CATARAT ATA As Catara Cataratas ata do Iguaçu são responsáveis responsá vei pela vinda a Foz do Igu Iguaçu açu de um grande

contingente de turistas, oriundos de todas as partes do mundo. O Parque, que faz divisa com a Argentina, proporciona aos visitantes no lado brasileiro uma visão privilegiada das quedas, com dimensão panorâmica. Já no país vizinho, a vantagem é o contato e integração com a natureza, podendo-se ver as quedas de vários ângulos. O ideal é conhecer os dois lados, uma vez que as estruturas existentes proporcionam diferentes sensações, seja por meio de caminhadas, transporte rodoviário especializado ou agradáveis passeios de trem em meio à selva. BRASIL

.

Cientistas estimam que as cataratas foram formadas há 150 milhões de anos, e hoje variam de 150 a 300 quedas (dependendo da vazão do rio), formando uma frente única em tempo de cheia. As grandes cataratas são 19, sendo apenas três do lado brasileiro. A disposição dos saltos proporciona a melhor vista para quem observa o cenário a partir do lado brasileiro. Após uma ampla curva e uma corredeira, o leito principal do rio, onde está a fronteira BrasilArgentina, precipita-se em uma profunda fenda de erosão, formando a Garganta do Diabo. O rio Iguaçu chega a medir 1.200 metros de largura acima das Cataratas, estreitando-se até 65 metros no cânion formado após as quedas. A extensão das Cataratas é de 800 metros no lado brasileiro e 1.900 metros no lado argentino, resultando numa largura total

de 2.700 metros com formato semicircular (como uma ferradura). A vazão média do rio é de 1,5 milhão de litros por segundo podendo chegar a 6,5 milhões nas cheias, o que torna as Cataratas do Iguaçu as maiores do mundo em volume de água. ARGENTINA

.

As Cataratas, vistas do lado argentino, proporcionam ao visitante um contato mais direto com a natureza. As passarelas e trilhas oferecem uma visão diferente e uma proximidade maior dos visitantes com as quedas d’água do que do lado brasileiro. O passeio é dividido em dois circuitos: superior e inferior. Há momentos em que os saltos podem ser vistos do alto; já em outros, as quedas podem ser vistas de baixo. Além disso, um diferencial no parque argentino é o passeio de trem, do Centro de Visitantes até a Garganta do Diabo, já que de lá ela pode ser vista de cima. AVENTURA Uma das atrações mais famosas, dentre as mais de 20 opções de passeios do Parque Nacional do Iguaçu, é o Macuco Safári. Ele se inicia a bordo de uma carreta puxada por um jipe, onde, durante 3 km, guias bilíngues relatam histórias e curiosidades sobre a fauna e a flora da região. Logo após, há uma caminhada de 600 metros pela trilha, permitindo contato direto com o meio ambiente e conduzindo ao Salto do Macuco, uma cachoeira de cerca de 20 metros de altura. A última e mais emocionante etapa da aventura é a subida pelo cânion do rio Iguaçu em direção à Garganta do Diabo em barcos infláveis bimotores, chegando bem próximo às Cataratas.

NEGÓCIOS MAPFRE

33


Compras PARAGUAI

Itaipu

Embora seja uma parceria entre Brasil e Paraguai e a energia produzida na Usina pertença 50% a cada país, nosso país vizinho consome menos de 10% de sua parte, sendo que o restante é vendido ao Brasil. A caminhada por dentro da usina é muito interessante. O aspecto tecnológico impressiona muito.

Para a construção foram utilizadas 210 vezes a quantidade de concreto usada no estádio do Maracanã. Com o ferro usado na obra, seria possível construir 380 Torres Eifell. Só para dar mais um dado espetacular, Para se ter uma idéia, foi necessário construir uma fábrica de gelo, com produção de 1.700 toneladas por dia somente para resfriar o concreto produzido durante a construção. Curioso também é a forma de parceria entre os dois países, que prevê equilíbrio total entre os funcionários brasileiros e paraguaios,

tendo até mesmo um diretor geral de cada país. Como a barragem da usina está no meio do rio, que divide os dois países, há uma linha que delimita o território de cada um. Exatamente no meio está a sala de controle central. E no centro desta sala a cadeira do chefe de operações, posição ocupada a cada turno de 6 horas por um trabalhador de cada nacionalidade. Itaipu recebeu este nome em homenagem a uma pequena ilha do rio Paraná, sobre a qual está hoje assentada a Usina. A ilhota era chamada pelos indígenas de “Itaipu”, que em tupi-guarani significaria “a pedra que canta”, conforme é largamente divulgado em qualquer folheto ou outro material turístico, devido ao som que as águas faziam ao bater nas pedras. No entanto, ao conversar com falantes do idioma guarani, nossa reportagem constatou que, pelo menos para eles, estava mais para “pedra que faz barulho”.

Ciudad Del Este é a Capital de um Departamento (equivalente a um estado, província), sendo o município mais povoado do interior do Paraguai. Fundada em 1.957, originalmente levou o nome do então presidente da República do Paraguai, “Puerto Presidente Stroessner”. Reúne as características próprias de uma cidade cosmopolita, que acolhe os milhares de estrangeiros que chegam e se instalam na cidade, atraídos por seu próspero mercado. Conta com cerca de 233.000 habitantes e representa a maior fonte de ingressos fiscais para a administração central do país (mesmo com a enorme perda por conta do contrabando). O núcleo de compras é um conjunto de cerca de 30 quarteirões junto à Ponte da Amizade. Embora Paraguai para muitos seja sinônimo de falsificação, existem muitas lojas vendendo produtos originais a preços muito convidativos (simplesmente pela carga tributária extremamente reduzida). Para saber quais são, um parâmetro simples é a estrutura do próprio estabelecimento, ou seja, quanto mais próxima do improviso e loja estiver, maior a probabilidade de se deparar com produtos ilegítimos. O recomendado é sempre se informar com os guias brasileiros ou nos hotéis. Apenas uma pequena quantidade de lojas e shoppings oferece realmente conforto e as ruas tem uma estrutura bastante precária. Por isso, para a maratona de


compras recomenda-se roupas leves e calçados confortáveis. Outro detalhe importante é o transporte. O que vale mais a pena é deixar o carro no Brasil e ir ao outro lado da ponte a pé, numa van ou táxi. O transito é sempre intenso e estacionar é quase impossível. ARGENTINA Na Argentina, a cidade que faz fronteira com Foz é Puerto Iguazu. Lá, além de ter acesso ao outro lado das cataratas, está o Cassino Iguazu e o elegante Shopping Duty Free, antes do posto de fronteira argentino. Para quem quiser comprar eletrônicos, perfumes, óculos e relógios, sem a confusão das ruas do Paraguai, esta é a parada. Seguindo adiante está a cidade propriamente dita. Visitá-la é obrigatório para quem quer levar na bagagem os famosos e saborosos queijos, vinhos, salames, alfajores, doces e compotas produzidos no país. Informações importantes: Para adentrar a estes dois países não é necessário passaporte ou visto, basta a carteira de identidade (a data de emissão não pode ser superior a 10 anos). No caso da Argentina, graças a um recente convênio, também é aceita a CNH (Carta Nacional de Habilitação) como equivalente ao RG. Para o turista que realizar compras no Paraguai ou na Argentina e

retornar pelas pontes internacionais (via terrestre), a cota é de US$ 300,00. Retornando de avião de Assunção ou Buenos Aires e desembarcando no aeroporto internacional de Foz do Iguaçu, a cota é de US$ 500,00. Estes valores podem ser utilizados uma vez a cada 30 (trinta) dias, sendo a cota pessoal e intransferível. Se ocorrerem compras em período menor, o imposto será calculado sobre o valor total dos produtos adquiridos no período e não sobre o que exceder. Em caso de aquisição de produtos que tenham valor superior à cota, será necessário providenciar o pagamento do imposto que é de 50% (cinqüenta por cento) calculado sobre o valor que exceder o limite de isenção. Para entrar com seu próprio carro nestes países é necessário expedir a carta verde, que é um seguro obrigatório para condutores de veículos terrestres em países do Mercosul. O plano mais barato tem vigência de 15 dias e sai a US$ 33,00 para carros de passeio, sendo que a contratação é fácil e imediata. NEGÓCIOS MAPFRE

35


Turismo BRASIL

Principais atrações turísticas PARQUE DAS AVES FOZ TROPICANA

de 25 metros de extensão Muro de Escalada: tem uma altura de 7 metros e nele estão fixadas várias agarras artificiais de tamanhos variados, que simulam uma rocha natural de escalada. Pulo do Gato: brinquedo com 12 metros de altura, em que o visitante sobe em um tronco de eucalipto de 10 metros e do topo deve pular para alcançar um trapézio.

Localizado numa área de 17 hectares de mata nativa, próximo ao Parque Nacional do Iguaçu. Os visitantes seguem uma trilha pavimentada, que leva a diversos viveiros de aproximadamente 1.100 de 140 espécies, integrados à floresta de forma tão natural quanto possível. Nestes recintos é permitido entrar, ficando-se frente a frente com as aves. Tucanos, araras, periquitos e outras aves tropicais pousam a poucos metros do visitante, tornando o passeio inesquecível. As espécies brasileiras predominam, porém espécies da África, Ásia e Austrália estão também representadas.

RAPEL Inicialmente, o visitante segue por uma trilha suspensa de 300 metros por dentro da mata até a plataforme de rapel. A descida a partir da plataforma é de 55 metros, com vista para as Cataratas do Iguaçu.

CÂNION IGUAÇU (no mesmo parque das cataratas)

alturas que variam de 10 a 30 metros, em rochas basálticas, com uma boa aderência e sem agressão ás mãos.

IGUAÇU EXPLORER O Iguaçu Explorer é um iate com capacidade para 40 passageiros, com percurso nos rios Paraná e Iguaçu. São duas opções de passeio. A primeira é o “Passeio das Águas”, que inclui as Pontes da Amizade (fronteira Brasil-Paraguai) e Tancredo Neves (fronteira Brasil-Argentina) e a Ilha Acaray. A segunda opção é o “Porto Bertoni”, que passa pela Ponte Tancredo Neves, seguindo para o museu do pesquisador suíço Moisés Bertoni, no Paraguai.

RAFTING

Está dividido em quatro áreas de atividades. Elementos baixos - São 11 brinquedos construídos em troncos de eucalipto, cabo de aço e cordas, com altura máxima de 50 centímetros do solo. Elementos altos - É uma seqüência de brinquedos com altura máxima de 8 metros, distribuídos num circuito dentro da mata. Ao final do circuito, há uma tirolesa 36

NEGÓCIOS MAPFRE

Consiste em uma descida de bote nas corredeiras do rio Iguaçu, por aproximadamente 4 km, sendo 2 km de corredeiras e 2 km de águas calmas, onde também é possível nadar no rio. Seu inicio é próximo ás Cataratas, com uma vista magnífica das quedas. ESCALADA EM ROCHA Estão à disposição do visitante mais de 30 vias de escalada, com proteções fixas e móveis. As vias têm

ILUMINAÇÃO DA BARRAGEM DE ITAIPU Desde 2002 a Usina de Itaipu pode ser visitada também à noite. Com o show de luzes, o visitante pode verificar cada detalhe da obra de concreto, principalmente o formato


de catedrais da barragem. No Mirante Central foi instalado um sistema de sonorização e telas de projeção para exibição de um filme sobre a construção de Itaipu. São utilizados 519 refletores ligados por mais de 60 km de fios, cabos e eletrodutos.

O reservatório tem área de 1.350 km2, sendo 770 no lado brasileiro e 580 no lado paraguaio. A profundidade média do reservatório é de 22 metros, podendo alcançar 170 metros nas proximidades da barragem. O lago possui também 66 pequenas ilhas, das quais 44 estão na margem brasileira e 22, na paraguaia.

ECOMUSEU

Inaugurado em 1987 e o primeiro do gênero na América Latina, tem como objetivo básico representar as ligações existentes entre o homem, a sua obra e o meio ambiente da área de abrangência do reservatório de Itaipu. Em 2003 o Ecomuseu passou por uma reforma, que valorizou ainda mais a história da região, que não começa no final do século XIX, com a exploração da madeira e da ervamate, mas muito antes, ainda com os caçadores na pré-história. No novo circuito museográfico, os principais fatos relativos à história da região são contados de forma interativa. Além disso, há no museu uma réplica perfeita, quase em escala natural, do eixo de uma unidade geradora da usina, sendo que o visitante tem a oportunidade de ouvir até mesmo o barulho do eixo em movimento. LAGO DE ITAIPU

Ainda que o impacto de sua construção tenha sido grande, pois atingiu diretamente mais de 20 municípios, com uma parte de cada um deles embaixo da água do reservatório, o lago criou uma série de alternativas econômicas como como clubes, praias artificiais, ancoradouros, marinas e parques. As concessões para esse fim, sempre de caráter coletivo, atraem milhares de pessoas para o lazer.

TEMPLO BUDISTA Além de ser um local de orações e meditações da comunidade oriental de Foz do Iguaçu é uma das atrações turísticas do local. Com belíssima arquitetura, possui uma sacada, de onde podem ser avistados o rio Paraná, a Ilha Acaray, a Ponte da Amizade, o centro de Ciudad del Este e parte de Foz do Iguaçu. O acesso é um pouco difícil e não há muita sinalização para chegar, mas vale a pena. MESQUITA MUÇULMANA A comunidade islâmica de Foz do Iguaçu empenhou-se na construção da Mesquita, inaugurada em 1983, um templo suntuoso, com um interior muito bonito e detalhado.

Chamam a atenção os minaretes, torres que circundam a Mesquita. MARCO DAS TRÊS FRONTEIRAS

Para marcar geograficamente a fronteira de Foz do Iguaçu (Brasil) com as cidades vizinhas de Puerto Iguazu (Argentina) e Puerto Franco (Paraguai), foi construído em cada uma das cidades um obelisco, símbolo da igualdade, complementaridade e respeito entre as três nações. O marco brasileiro é, construído em pedra e cimento e pintado com as cores nacionais, sendo que os outros dois guardam formatos e materiais específicos, além das cores de cada país. Localizado a 6 km do centro da cidade, o Marco brasileiro foi inaugurado em 20 de julho de 1903, juntamente com o Marco argentino, através de uma Comissão Estratégica dos dois países. A visita ao local é marcada pela bonita paisagem de pinheiros, ao longo dos 1.000 metros que separam o Marco da Av. General Meira. Além dos marcos é possível visualizar o encontro das águas do rio Iguaçu com o rio Paraná. NEGÓCIOS MAPFRE

37


AutoMÓVEIS Fotos: Shutterstock

PNEUS:

ponto vital para a

longevidade de

38

NEGÓCIOS MAPFRE


Com as ruas e rodovias em condições cada vez mais precárias, os cuidados com os pneus são vitais para a boa manutenção do veículo, além de evitar acidentes ou desgaste prematuro de peças.

P

ara o ser humano, os pés são membros fundamentais para manter o equilíbrio do corpo. Pisar de forma errada, não usar o calçado adequado ou mesmo não cuidar da saúde dos pés, pode ocasionar diversos problemas, principalmente os relacionados à coluna. No caso dos veículos o princípio pode ser o mesmo quando nos referimos à manutenção adequada dos pneus. “O cuidado básico é mantêlos sob a calibração (pressão) recomendada, que pode variar de modelo para modelo de veículo e também em função da carga transportada (quanto maior, mais pressão deverá ser aplicada), sendo necessário consultar o manual do veículo”, explica o analista técnico do CESVI Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária), Felício Félix. Os pneus são os responsáveis finais pela transferência da energia

disponibilizada pelo motor até o solo. Para que esta tarefa seja efetiva, os pneus dependem de condições satisfatórias de atrito e/ou aderência. Portanto, como os pneus estão diretamente em contato com o solo, estão sujeitos às condições de pavimentação oferecida pelo solo. “Caso o solo seja de característica irregular, por exemplo, de extrema rugosidade, tendo sobre si a presença de saliências e cavidades, acabam por desgastar de forma demasiada os pneus que podem não ser os únicos atingidos por este contexto, mas também os sistemas veiculares, como direção, suspensão e freios”, alerta Félix. Além dos cuidados com a calibragem, outros meios de manutenção são muito importantes para manter a longevidade dos pneus e garantir que outras peças não sofram desgastes prematuros. De acordo com o CESVI, dentre N NE EG GÓ ÓC C II O O SS M MA AP PF FR RE E

39


CUIDADO ONDE PISA!

outros cuidados, é importante realizar a verificação periódica de desgaste (os pneus tem indicador de limite de desgaste, verificação de ocorrência de danos provocados quando se cai em buracos (pode provocar danos na malha do pneu e formar “bolhas”), substituição de pneus gastos por outros da mesma especificação e trocar pneus gastos sempre em pares (sendo o ideal trocar os 4 simultaneamente). “Para não provocar desequilíbrio na dinâmica do veículo, é importante o condutor colocar pares de pneus em melhor condições no eixo de trás, e realizar rodízio periódico entre os pneus do eixo dianteiro com os de trás (para fazer com o

40

NEGÓCIOS MAPFRE

que o desgaste seja equilibrado)”, explica Félix. O CESVI Brasil recomenda aos motoristas observarem e realizarem, de forma criteriosa, o plano de manutenção preventiva do veículo, recomendado por cada montadora no manual de instruções. Essas medidas contribuem para prolongar a vida útil do pneu. “O motorista deve executar as verificações de balanceamento, geometria da suspensão e intervalos de checagem de calibração dos pneus. Havendo a percepção de quaisquer ruídos estranhos, o veículo deve ser prontamente submetido a diagnóstico para correção de eventuais falhas em componentes da suspensão que, caso não sejam substituídos, podem causar danos aos pneus”, explica Félix.

As falhas na infraestrutura viária no Brasil têm resultado em problemas e muitas dores de cabeça para os condutores. Em condições precárias para a circulação, ruas, avenidas e até mesmo rodovias, são os principais motivos para problemas com os pneus e o sistema de amortecimento dos veículos. Segundo o CESVI, para evitar problemas em pistas irregulares, o condutor deverá adotar uma postura defensiva ao volante, permitindo visualizar e perceber, de forma abrangente, as condições do pavimento. Desta forma será possível a antecipação de ações e eventuais manobras ao volante capazes de reduzir a exposição do veículo às falhas ou irregularidades do solo. “Caso esta situação ocorra em dias chuvosos ou mesmo durante a noite, a atenção deve ser intensificada. Se for constante a exposição do veículo a tal tipo de pavimentação é sugerido que o plano de manutenção seja adequado reduzindose os intervalos de inspeção, em conformidade com as recomendações da montadora para utilização severa do veículo”, recomenda o analista técnico do CESVI. Dependendo do tipo de dano, pode haver vários riscos à segurança dos ocupantes, tais como risco de ruptura do pneu, instabilidade do veículo em curvas, redução da capacidade de frenagem, trepidação em velocidades mais elevadas e, ainda, desvios direcionais..


Hora da troca “A adesão de um novo material à banda de rodagem/ recapagem depende de uma série de fatores de difícil controle para garantir a perfeita vulcanização (fusão) com a estrutura antiga do pneu”. Muitos motoristas não sabem o momento certo de trocar os pneus. Alguns imaginam que esta substituição é necessária apenas quando a banda de rodagem estiver totalmente lisa (o famoso pneu “careca”). Isso é um risco, de acordo com o CESVI, pois os produtos disponíveis no mercado possuem itens de segurança que alertam ao motorista o momento certo da substituição. “Ao longo da banda de rodagem do pneu (superfície do pneu que toca do solo), são distribuídos indicadores denominados TWI, do inglês ‘Tread Wear indicator’, cuja tradução significa Indicador de desgaste da banda (de rodagem, agem, no caso). Quando houver um alinhamento de altura entre os gomos da banda de rodagem dos pneus e os TWIs, significaa que a vida útil do pneu chegou ao seu fim e, evidentemente, deve eve ser substituído”, explica Félix.

utilização a que fora submetida. “A adesão de um novo material à banda de rodagem/recapagem depende de uma série de fatores de difícil controle para garantir a perfeita vulcanização (fusão) com a estrutura antiga do pneu, o que passa a oferecer risco de soltura, principalmente em velocidades e temperaturas mais elevadas”, informa Felício Félix. Segundo o analista técnico do CESVI Brasil, os motoristas devem ficar atentos quanto à procedência e a forma pela qual o pneu recapado foi processado. “De uma forma geral, a regra básica é nunca modificar as especificações determinadas por cada montadora para seus modelos e versões de veículo, ou seja, preservar as características dos pneus quando substituídos ainda é a melhor receita para a obtenção dos melhores níveis de satisfação, desempenho e economia”

CUIDADO COM A PROCEDÊNCIA Nos últimos tempos houve uma invasão de pneuss importados, descartados pelos países de origem que, ao chegar ao Brasil, são reformados e vendidos a preços mais baixos ante a um novo. São os chamados recapados. Como se trata de um processo de remanufatura, em que é aproveitada a a estrutura de um pneu usado, nunca se sabe com precisão as reais condições desta carcaça, portanto, ela pode estar comprometida ou fragilizada pelo histórico de uma

NEGÓCIOS MAPFRE

41


FUNDACIÓN MAPFRE

Visita do Instituro de Ação Social da FUNDACIÓN MAPFRE Espanha ao Brasil

Entre os dias 9 e 10 de maio de 2011, a diretora de assuntos sociais e culturais da FUNDACIÓN MAPFRE Espanha, SAR Doña Elena de Borbón, e o diretor geral do Instituto de Ação Social da FUNDACIÓN MAPFRE Espanha, Fernando Garrido, estiveram no Brasil para participar de uma série de atividades e visitas. A principal foi a efetivação da doação de 200 mil dólares, a título de ajuda humanitária, promovida pela FUNDACIÓN MAPFRE aos desabrigados de Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro, onde a delegação viu de perto toda a devastação trazida pelas chuvas. A doação será utilizada na aquisição de kits de mobília cuja distribuição será coordenada pela Cruz Vermelha do Brasil, parceira da FUNDACIÓN nessa ação. Durante sua estada no País, os representantes da FUNDACIÓN MAPFRE Espanha tiveram a companha de Wilson Toneto, Marcos Eduardo Ferreira e Fátima

42

NEGÓCIOS MAPFRE

Lima, que os levaram para conhecer de perto os projetos do Programa Comunidades FUNDACIÓN MAPFRE no Rio de Janeiro, como o Cidadania pelo Esporte, em parceria com a Fundación Real Madrid, e o Aliança para o Esporte e Desenvolvimento, no Complexo do Alemão, uma parceria com a Fundación Barcelona. Foi uma oportunidade para que a Delegação Brasil pudesse apresentar a evolução das ações e projetos promovidos no País, que seguem as diretrizes e os princípios da FUNDACIÓN MAPFRE Espanha.


SUSTENTABILIDADE

MAPFRE apoia os objetivos do milênio em 8 maneiras de mudar o mundo Em 2000, a ONU estabeleceu oito metas de desenvolvimento do Milênio que se pretende alcançar até o ano de 2015. Essas metas foram adotadas pelos 191 países membros, entre eles o Brasil. A MAPFRE compromete-se com os 8 Objetivos do Milênio, promovendo-os junto a seus colaboradores e fornecedores por meio de seus projetos socioambientais. Em setembro foi o aniversário de 10 anos dos objetivos e você verá agora como a MAPFRE contribuiu para cada um deles. Objetivo 1: erradicar a extrema pobreza e a fome Em 2010 o Programa de Voluntariado MAPFRE desenvolveu uma série de atividades de Ação Social, somando ao final do ano uma quantia superior a 58 mil itens doados, promovendo ações e ajudando cerca de 70 entidades escolhidas pelo próprio colaborador. Além disso a FUNDACIÓN MAPFRE, apoia financeiramente projetos de educação integral, nutrição e saúde, capacitação e inclusão social de crianças e adolescentes por meio do programa Formando Comunidades. Objetivo 2: atingir o ensino básico universal A MAPFRE incluiu cláusulas contratuais explícitas referentes à garantia de não existência de trabalho infantil junto aos seus fornecedores e, por meio da FUNDACIÓN MAPFRE, capacita professores para trabalharem em sala de aula com o tema “educação ambiental” e “segurança viária” e apoia financeiramente projetos quem tem como objetivo estimular a permanência do aluno na escola. Objetivo 3: promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres A MAPFRE valoriza o trabalho da mulher, por isso tem, atualmente em seu quadro de funcionários, 51% dos colaboradores mulheres e 49% homens, das quais 30% ocupam cargos de gestão na seguradora. Objetivo 4: reduzir a mortalidade infantil Em 2010 o Programa de Voluntariado MAPFRE pode contribuir para garantir o cumprimento desse objetivo, com os seus mais de 58 mil itens doados, promovendo campanhas de Ação Social e ajudando cerca de 70 entidades. Além do apoio financeiro realizado pela FUNDACIÓN MAPFRE a projetos de educação integral, nutrição e saúde, capacitação e inclusão social com o Programa Formando Comunidades.

Objetivo 5: melhorar a saúde materna O Programa Bem-Estar MAPFRE para Gestantes conta com palestras, dinâmicas, visitas e acompanhamento - presencial e por telefone - de especialistas da área da saúde para reforçar o vínculo e proporcionar segurança para o momento do parto e os cuidados com o bebê. A seguradora oferece também como incentivo o MAPFRE PrevNiño, um PGBL para os filhos recém-nascidos de seus colaboradores. E, pensando no bem estar de seus colaboradores, disponibiliza apoio pelo POP – Programa de Ouvidoria e Papo, 24h por dia. Objetivo 6: combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças A MAPFRE realiza o Programa de Qualidade de Vida, promovendo o bem estar de seus colaboradores com ações que incentivam a adoção de práticas saudáveis e oferece apoio 24h ao dia pelo POP, dando apoio pessoal, orientação e ajuda nas horas difíceis, tanto para o colaborador quanto para sua família. Objetivo 7: garantir a sustentabilidade ambiental Por meio da FUNDACIÓN MAPFRE, a seguradora capacita professores para trabalharem em sala de aula com o tema “educação ambiental”; instalou redutores de água nas torneiras e promove o uso consciente dos recursos naturais; implantou o programa Recicla MAPFRE, que recolhe pilhas e baterias e as destina para reciclagem e possui o programa ECO MAPFRE, que destina parte das economias geradas com processos ecoeficientes para o Villa Ambiental, espaço que promove a consciência ambiental em crianças. Objetivo 8: estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento A MAPFRE realiza o PIP, um programa de apoio à formação e capacitação técnica profissional de jovens menos favorecidos, adultos e pessoas com deficiência, visando sua inclusão no mercado de trabalho e mobiliza voluntários para criarem situações de aprendizagem e gestão em suas áreas de formação – em 2010 o Programa de Voluntariado MAPFRE somou mais de 58 mil itens doações, promovendo ações em cerca de 70 entidades escolhidas pelo próprio colaborador.

NEGÓCIOS MAPFRE

43


MAPFRE no Mundo

MAPFRE superou os 20 bilhões de euros em 2010 O Grupo MAPFRE teve, no final de 2010, excelentes resultados, com receitas de 20,47 bilhões de euros, o que representou um aumento de 8,7 % relativo ao mesmo período do ano anterior, e um resultado líquido de 933,5 milhões de euros, 0,7 % a mais que em 2009. Os prêmios de seguro e resseguro alcançaram os 16,97 bilhões de euros, resultando num aumento de 8,8%, sendo que o negócio internacional representa hoje quase 60% do faturamento total do Grupo, o qual cresceu 16,7%, atingindo os 10,73 bilhões de euros. Os prémios da MAPFRE Internacional (que inclui EUA, Portugal, Turquia e Filipinas) atingiram 1,88 bilhões de euros, um aumento de 14,8%, com um destaque para os EUA (12,4%) e da Turquia (25%). No final de 2010, o total dos ativos gestionados pelo Grupo ultrapassou os 56,47 bilhões de euros, 13,9 % a mais que no ano anterior, e

o patrimônio administrado superou os 28,12 bilhões de euros, com um incremento de 16,5%. Estes resultados mostram a solidez financeira do Grupo, a sua expansão internacional e uma abordagem prudente na subscrição, consolidando a sua posição de liderança nas linhas principais das áreas de seguro em que opera.

MAPFRE Espanha oferece seguro para animais de estimação para manter um animal de estimação esteja por volta de 1.500 euros por ano, um terço dos quais correspondem a gastos imprevistos com a saúde. É um mercado de grande potencial se considerarmos que os espanhóis mantém em suas casas cerca de 10 milhões de animais, sendo que na sociedade atual, na maioria das vezes o bicho de estimação é tratado como um verdadeiro membro da família.

44

A MAPFRE Familiar, empresa do grupo naquele país, por um preço médio anual de 70 euros em sua versão básica.

Por isso, os donos preocupam-se cada vez mais com a saúde dos mascotes. E, assim como no caso dos humanos, problemas de saúde podem causar altos custos. Segundo dados da MAPFRE Espanha, uma assistência emergencial em caso de acidente, com intervenção cirúrgica, pode custar até 2.000 euros.

O seguro funciona de forma similar ao seguro de saúde para pessoas. Calcula-se que o custo médio

A MAPFRE é a líder espanhola no seguro de animais de estimação, com cerca de 60.000 apólices.

NEGÓCIOS MAPFRE


MAPFRE GLOBAL RISKS

segura o satélite espanhol H1E O satélite H1E tem vida útil prevista de 15 anos e prestará uma variedade de serviços de comunicações, principalmente TV, incluindo canais de alta definição e serviços móveis de banda larga. A abrangência do satélite vai se estender ao restante da Europa, a América e o Norte de África.

A MAPFRE Global Risks é a seguradora líder na apólice do satélite espanhol H1E do operador de comunicações HISPASAT, cujo lançamento foi realizado em dezembro na base de Kourou, na Guiana Francesa. A empresa segurou tanto a fase de lançamento do satélite como o primeiro ano de vida em órbita da Terra.

Com o lançamento deste novo dispositivo, a HISPASAT passa a manter em órbita sete satélites, cujos lançamentos foram todos segurados pela MAPFRE. Com uma vocação claramente internacional e com importantes programas globais de seguros, este projeto evidencia a liderança da MAPFRE no segmento de riscos espaciais na Espanha.

FUNDACIÓN Real Madrid e FUNDACIÓN MAPFRE fecham parceria Na comunidade carioca 100 jovens entre 6 e 15 anos de idade terão direito a alimentação balanceada, além de participarem de atividades esportivas e sócio-educativas, de modo a promover uma formação humana integral, proporcionando uma melhoria na qualidade de vida dos envolvidos, de suas famílias e da sociedade.

O esporte usado como ferramenta de integração e transformação social. Este é o mote do acordo firmado entre a FUNDACIÓN MAPFRE, Salesianos de Dom Bosco e a Fundación Real Madrid, instituição ligada a um dos maiores clubes de futebol do planeta. A parceria entre as entidades visa a implantação, num primeiro momento, de três escolas esportivas na América Latina: uma no Brasil, e outras duas no Panamá e El Salvador. Por aqui, o projeto será desenvolvido junto ao Centro Juvenil Salesiano, localizado no coração da comunidade do Jacarezinho, no Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com o Presidente da MAPFRE Seguros, Marcos Eduardo dos Santos Ferreira“é extremamente gratificante para a instituição contribuir com a melhora na qualidade de vida de crianças em situação de risco social a se desenvolver como pessoas e cidadãos por meio de atividades esportivas”, diz. Ainda segundo o Presidente “o esporte promove a coletividade e o trabalho em grupo e suas regras auxiliam na construção da formação de limites, responsabilidades e respeito ao próximo, o que o torna uma ferramenta muito eficaz na construção do cidadão”. De acordo com o diretor do Centro Juvenil Salesiano, Marcelo Vicente de Paula, “essa é uma iniciativa muito importante para a comunidade local, pois cria possibilidades de um futuro melhor para as crianças e adolescentes atendidas pelo projeto Cidadania pelo Esporte”. NEGÓCIOS MAPFRE

45


Uma seguradora realmente diferente: investe em tecnologia para deixar o atendimento mais humano. O MUNDO MUNDO NÃO NÃO É PERFEITO. PERFEITO. MAS MAS A GENTE GENTE PODE PODE FAZER FAZER A DIFERENÇA. DIFERENÇA. Estamos Esta Es taamo moss iniciando inic in iccia i nd do uma uma mudança. um muda mu dançça. a E queremos que uereemos que que você, qu vo ocêê, corretor, co orrret etor or,, faça f ça parte fa par artee dela. arte del ela. a a. A partir p rt pa rtir tirr de de agora aggor ora não nãão queremos qquueerrem mos mais mai ais falar f laar linguagem fa liling ngua ngua ng uage g m de ge de contrato con ntr t at ato com co om nossos noss nos no ssoss clientes, clilien ennte ente tes, s, só só de de gente. g nt ge nte. e. Estamos Est stam aam mos os imprimindo im mppri r mi m nd ndo o só só o necessário neecces essáári rio e deixando rio d ix de i an a do o tudo ttud ud do numa n ma página nu pág á in inaa personalizada pers pe rso onal on aliz izad ad da para para pa ra eles elees na internet, int nter erne er neet, t, salvando sal a va vand nd ndo do milhares milhhare mi arreess de de árvores. árvo ár vorre res. E ainda ainda innda tem tem muito mui m uito to mais. mai a s. s Isso Isssso o é um um projeto p oj pr ojet etto a longo lo onggo prazo: prazzo praz pr o:: a gente gen enttee começa começ om meç eça a melhorar melh me lhhor o arr o mundo mun ndo hoje hoj ojee e não nãão para n ppaarraa nunca nun unca c mais. ca maaiiis. s.Venha s. Ven enha ha com ha co om m a gente gennte te fazer fazzer e a diferença. dififer eren er ença en ença ça.. Confira Confir Co Con nfirra a página pággiinaa personalizada pá perrso ona n liza liza zada daa em em www.clubmapfre.com.br. www. ww www. w..cl clu club ub bma mapfre pffre re.c .com .c o ..b br. r.

A seguradora diferente.

Revista Negócios MAPFRE 30  

Revista Negócios MAPFRE edição 30

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you